Meu Feed

Últimos dias

The Last of Us Part II: jogador acha forma única de lidar com estaladores

The Last of Us Part II: jogador acha forma única de lidar com estaladores

Tecmundo Um jogador brasileiro descobriu uma maneira interessante de matar os horripilantes estaladores em The Last of Us Part II: alimentando as criaturas com inimigos humanos e depois finalizando sem precisar ficar à espreita de uma oportunidade no silêncio.O Youtuber StealthGamerBR já é conhecido por explorar ao máximo as oportunidades de jogos em stealth e realizar manobras diferentes. No novo game da Naughty Dog, o jogador usou suas habilidades para compilar um vídeo de 14 minutos com mortes cheias de estilo nas ruínas de Seattle.Leia mais... Veja Mais

QUAL O TEMPO IDEAL DE PREPARAÇÃO PARA A VOLTA DO FUTEBOL? Rogério Dias, ex-preparador do Grêmio

QUAL O TEMPO IDEAL DE PREPARAÇÃO PARA A VOLTA DO FUTEBOL? Rogério Dias, ex-preparador do Grêmio

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! https://bit.ly/3dhfI3I ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #RogérioDias #Grêmio #ExpedienteFutebol Veja Mais

PALMEIRAS TEM ELENCO PARA SUPERAR UMA POSSÍVEL SAÍDA DO DUDU? "Expediente Futebol" debate

PALMEIRAS TEM ELENCO PARA SUPERAR UMA POSSÍVEL SAÍDA DO DUDU?

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! https://bit.ly/3dhfI3I ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #Dudu #Palmeiras #FOXSports Veja Mais

IA é elemento-chave de uma boa experiência em tempos de distanciamento social

canaltech Em fevereiro, o mundo mudou drasticamente com a escalada da COVID-19. A pandemia levou muitas empresas a fechar as portas e começar a operar estritamente online quando possível. Para muitas, esse choque global trouxe desafios intransponíveis. Para outras, principalmente as que usam inteligência artificial (IA) para interagir com seus clientes, representou novas oportunidades. Nesse sentido, esta crise não é diferente de outras. A COVID-19 acelerará várias tendências importantes já detectadas antes do surto e que serão mantidas à medida que as empresas mudarem o foco para a recuperação. Um estudo publicado pela MIT Technology Review mostra que a área de atendimento a clientes é hoje o departamento mais ativo na implantação de IA no varejo. Sua adoção chegará a 73% até 2022. As práticas de distanciamento social aumentaram a demanda por compras e serviços online. Dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm) revelam aumento de 30% nas vendas pela internet durante as duas primeiras semanas de abril. “Milhares de consumidores que nunca haviam feito uma compra online fizeram agora”, relata Maurício Salvador, presidente da entidade, em recente entrevista. Não foi diferente nas fintechs. Apenas no PicPay, a maior carteira digital do país, com mais de 20 milhões de usuários, foram abertas mais de 3 milhões de contas digitais de pagamento só em abril. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- A IA é imensamente valiosa para ajudar as empresas a se adaptarem a essa nova realidade e sua aplicação pode ser muito abrangente. Utilizando automação inteligente e aprendizado de máquina, podemos oferecer autoatendimento personalizado, omnichannel e de baixo esforço para uma resolução de problemas mais rápida. De fato, segundo a consultoria Gartner, após a implementação de um VCA (Virtual Customer Assistant), muitas empresas relatam redução de até 70% nas chamadas de consulta por chat e/ou e-mail e economia de 33% por engajamento por voz. Poderemos melhorar nossa eficiência de soluções de IA em canais múltiplos, como, por exemplo, para consultas de usuários feitas por meio de uma chamada. Um sistema de resposta de voz interativa (IVR) equipado com IA pode reconhecer a intenção do usuário, fornecer respostas, entender solicitações que não fazem parte de um menu predeterminado de opções. O IVR com AI também pode rotear chamadas de maneira inteligente para reduzir o tempo de manuseio ou dar aos chamadores a opção de receber um retorno de chamada, alternar para chat ou mensagem SMS do próximo agente disponível, em vez de esperar na fila. Da mesma forma, os chatbots baseados em IA, que possuem recursos de compreensão da linguagem natural (NLU), podem concluir tarefas mais complexas para reduzir a escalação para um agente ativo. No entanto, o que faz a diferença é a experiência encantadora do usuário. Não queremos somente servi-lo, mas lhe proporcionar a sensação de se sentir único. É aqui que IA, ao impulsionar a personalização, mostra sua relevância. Isso envolve modelos de recomendação e propensão. Parte da personalização envolve "engajamento preditivo" - saber quando e como interagir com o usuário. Isso depende de quem é o usuário, de que estágio do ciclo de compra ele está, do que está comprando e de suas preferências pessoais de comunicação. Também requer inteligência para entender onde o usuário está ficando parado e ajudá-lo a navegar nesses pontos. A IA usa ações passadas para prever eventos futuros. E nada no passado recente é parecido com o que estamos experimentando hoje. Isso significa que modelos de recomendação e personalização, os cálculos do valor da vida útil, as recomendações de produtos e os modelos de rotatividade são imprecisos na melhor das hipóteses e enganosos na pior. Portanto, neste momento de grande volatilidade, é a hora de examinar mais de perto sua estratégia de IA para garantir que dados e previsões precisas suportem uma experiência positiva do usuário. Algumas alterações que podem ser feitas para reter o valor de IA são: examinar seus dados e dashboards para identificar mudanças de comportamento; assegurar-se de que as ofertas de produtos e serviços refletem as mudanças de preferências dos usuários; inspecionar seus modelos de IA; e monitorar os resultados dos modelos mais de perto. As empresas que acertarem a experiência do usuário estabelecerão as bases para a lealdade a longo prazo. *Isaac Ben-Akiva é Chief Artificial Intelligence Officer (CAIO) do PicPay. Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Microsoft Surface Duo: novo rumor aponta inclusão de recurso multitarefa

canaltech Cada vez mais informações sobre a chegada do Surface Duo surgem na internet, reforçando os rumores de que o dispositivo com duas telas pode realmente chegar ao mercado antes do final do ano, possivelmente no mês de agosto. O mais recente deles, divulgado na última sexta-feira (26) pelo site Windows Latest, informa que o smartphone da Microsoft virá equipado com um novo recurso chamado “app groups” (grupos de aplicativos, em tradução livre), muito semelhante ao Samsung App Pair da linha Galaxy e Note. Surface Duo é flagrado funcionando com Android; veja o vídeo Primeira foto tirada com o Surface Duo revela câmera de selfie poderosa Segundo a publicação, com a ferramenta será mais fácil utilizar um par de aplicativos, um em cada tela, já que ao definir os grupos um atalho será criado e fixado na tela inicial, permitindo um acesso mais rápido aos apps que você acessa regularmente. Por exemplo: será possível criar um grupo do Outlook e outro com o PowerPoint e, dessa forma, emparelhar os dois para iniciar rapidamente na exibição de tela dupla, como demonstra a imagem abaixo: Você poderá abrir o Outlook e o PowerPoint no Surface Duo com um único toque (Reprodução: GSMArena) Microsoft Surface Duo: o que esperar? Ao que tudo indica, o Microsoft Launcher será a interface padrão do Surface Duo. Na última semana a companhia de Redmond liberou uma nova versão do iniciador com várias novidades, sendo uma delas um novo modo paisagem para ampliar a visualização de conteúdos na tela do smartphone e outra para uma melhor organização da gaveta de apps, ambos focados em proporcionar uma melhor experiência com duas telas. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Apesar de tantos rumores, o Surface Duo segue sem data de lançamento confirmada e entre as especificações esperadas para estarem presentes no dispositivo estão: Telas: AMOLED de 5,6 polegadas, resolução Full HD (1.800 x 1.350 pixels); Processador: Qualcomm Snapdragon 855; Memória RAM: 6 GB; Armazenamento interno: 64 GB ou 256 GB; Câmera: 11 MP; Bateria: 3.460 mAh com carregamento rápido via USB-C; Extras: leitor de impressão digital e suporte a Surface Pen. Sistema operacional: Android 10 (com atualização prevista para o Android 11). Quais são as suas expectativas para o Surface Duo? O dispositivo vai marcar a volta da Microsoft no mercado de smartphones? Conte-nos abaixo nos comentários! Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Petrobras recupera mais R$ 265 milhões após novo acordo de leniência

Forbes Total de recursos devolvidos para a companhia ultrapassou o montante de R$ 4,5 bilhões, como resultado das investigações da operação Lava Jato [...] O post Petrobras recupera mais R$ 265 milhões após novo acordo de leniência apareceu primeiro em Forbes Brasil. Veja Mais

Na Síria, Via Láctea brilha sobre um oceano de escombros

O Tempo - Mundo Ariha foi uma das cidades devastadas por uma ofensiva do governo Bashar al-Assad apoiada pelas forças russas Veja Mais

QUEM PODE SUBSTITUIR DUDU NO PALMEIRAS? Veja o debate | FOX Sports Rádio

QUEM PODE SUBSTITUIR DUDU NO PALMEIRAS? Veja o debate | FOX Sports Rádio

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! https://bit.ly/3dhfI3I ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #Dudu #Palmeiras #FOXSports Veja Mais

DUDU MUITO PERTO DE SAIR DO PALMEIRAS | FOX Sports Rádio

DUDU MUITO PERTO DE SAIR DO PALMEIRAS | FOX Sports Rádio

Fox Sports Brasil Clube do Catar estaria preparado a pagar 15 Miljhões de Euros para levar o craque do Verdão. Valor estaria bem próximo do desejado pela diretoria para liberar o jogador! Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! https://bit.ly/3dhfI3I ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #Dudu #Palmeiras #FOXSports Veja Mais

Google testa recurso que identifica ligações de empresas no Android

canaltech Números que te ligam e não falam nada e chamadas de telemarketing oferecendo planos, promoções, serviços ou até cobranças de pessoas que você não conhece são uma das maiores reclamações registradas por consumidores na Anatel. Soluções como a plataforma “Não me perturbe”, criada pela própria Agência Nacional de Telecomunicações, e o sistema de proteção contra spam, disponível em dispositivos que fazem parte do Android One, por exemplo, ajudam no combate a essas chamadas indesejadas. Como bloquear ligações de telemarketing? Saiba como bloquear ligações de telemarketing no seu fixo e celular Segundo o The Verge, a Google deve ampliar a sua atuação contra o spam em ligações e está testando aqui no Brasil um novo recurso de chamadas verificadas para o aplicativo Telefone, em que são exibidas ao destinatário informações como o nome do remetente, logotipo e o motivo da chamada. Dessa forma, o consumidor poderá saber por qual motivo uma empresa está ligando e decidir se interessa ou não atender. Em resposta ao site, a gigante das buscas confirmou a informação, mas não especificou um prazo em relação à disponibilidade geral para os usuários. O recurso parece ser muito útil para bancos, por exemplo, uma vez que caso ocorra algum problema com sua conta ou cartão de crédito, a instituição financeira poderá descrever isso na ligação. Contudo, isso dependerá de uma certa clareza e honestidade por parte da empresa. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- "Não me perturbe" é a plataforma da Anatel para bloquear ligações indesejadas (Imagem: Reprodução) Há algumas burocracias no caminho... Apesar de a ideia ser muito promissora, na página de suporte do Google a companhia de Mountain View descreve algumas limitações. A primeira delas é a adoção por parte das empresas, que proativamente precisarão fornecer informações para um cadastro prévio, liberando assim um selo verificado de que não são spam. Já a segunda é a disponibilização em todos os telefones com Android, uma vez que o recurso funciona apenas no aplicativo de telefone da Google e muitas fabricantes como a Samsung, por exemplo, disponibilizam em seus aparelhos discadores próprios. Por último, mas não menos importante, tem a questão de privacidade, já que você terá de vincular seu número de telefone à sua conta do Google, algo que também é fundamental para a verificação em dois fatores. Aqui no Canaltech não conseguimos testar o recurso - nem mesmo em um dispositivo rodando o Android One, que segundo a página de suporte, é ativado por padrão no app. Caso a novidade tenha aparecido no seu aparelho, compartilhe com a gente essa experiência e comente também o que achou dela! Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Bolsonaro faz visita surpresa a Araguari sem máscara e provoca aglomeração

O Tempo - Política Compromisso não estava previsto na agenda oficial do presidente Veja Mais

Destaques da NASA: fotos astronômicas da semana (20/06 a 26/06/2020)

canaltech A NASA tem um site chamado Astronomy Picture of the Day (APOD), no qual destaca uma imagem astronômica por dia. Geralmente, é uma foto de algum objeto cósmico — galáxias, estrelas, cometas, nebulosas, entre outros —, com a explicação de um astrônomo profissional sobre ela. Nesta semana, a NASA selecionou algumas imagens relacionadas ao eclipse solar anular que aconteceu no domingo (21), e que, infelizmente, não foi visível do Brasil. Mas também há outras imagens intrigantes, que você confere abaixo. Sábado (20/06) - Solstício de verão na lua Titã (Imagem: Cassini Imaging Team, SSI, JPL, ESA, NASA) O solstício de verão acaba de chegar ao hemisfério norte do nosso planeta, quanto é inverno aqui no hemisfério sul onde moramos. Já em Saturno, o solstício de verão chegou ao hemisfério norte há mais de três anos, em maio de 2017. Na lua Titã, as estações duram cerca de 7 anos terrestres e, nesta imagem destacada pela NASA, vemos uma imagem do início de um solstício de verão saturniano, tirada pela sonda Cassini. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- A foto foi tirada em visão no infravermelho próximo e mostra nuvens brilhantes de metano à deriva na densa atmosfera de Titã, a uma distância de mais de 500 mil quilômetros. Abaixo das nuvens, vemos escuros lagos de hidrocarbonetos se espalhando próximo ao polo norte, que, na foto, está totalmente iluminado. Titã será o próximo mundo do Sistema Solar a receber sonda da NASA Domingo (21/06) - Vênus se pondo acima da Lua (Imagem: Dzmitry Kananovich) A foto pode até lembrar a famosa Earthrise (aquela foto que astronautas da Apollo 8 tiraram da Terra "nascendo" a partir da superfície lunar), mas a imagem destacada pela NASA no último domingo (21) mostra, na verdade, o planeta Vênus "se pondo" acima da Lua. A imagem é uma composição de fotos individuais mostrando o movimento do planeta vizinho durante sua órbita naquele dia. Explorar Vênus é um desafio e tanto, mas a NASA está empenhada nessa missão Segunda (22/06) - Eclipse solar em movimento (Imagem: Wang Letian) No domingo (21), aconteceu um raro eclipse solar anular, que não foi visível do Brasil. Esse tipo de eclipse acontece quando a Lua está mais distante de nós, não sendo capaz de bloquear totalmente o disco do Sol enquanto passa à frente dele. Isso gera o que chamamos de "anel de fogo", com a Lua aparecendo com o tal do anel de fogo ao seu redor — ou seja, o brilho do Sol formando tal anel luminoso. Na imagem de segunda (22), vemos uma composição de várias fotos individuais do eclipse enquanto ele acontecia, com a Lua aos poucos cobrindo o Sol com o anel de fogo ao seu redor. O movimento se dá da esquerda para a direita. Balde de água fria: eclipse solar deste domingo (21) não será visível do Brasil Terça (23/06) - Centro da Via Láctea em raios-x (Imagem: J. Sanders, H. Brunner, A. Merloni & eSASS Team (MPE); E. Churazov, M. Gilfanov, R. Sunyaev (IKI)) O espectro eletromagnético abriga vários tipos de frequências da radiação eletromagnética, incluindo a luz visível, que nós enxergamos. Mas também podemos ver outras frequências usando equipamentos especiais para tal, como é o caso da visualização em raios-x e infravermelho, que, por exemplo, permitem a visualização de coisas que existem por trás de barreiras para a luz visível. Com "visão de raio-x", podemos enxergar, entre outras coisas, o que há atrás de espessas nuvens de gás e poeira no universo — e é isso o que a imagem destacada na terça-feira (23) exibe. A imagem captura detalhes sem precedentes do centro da Via Láctea e foi tirada pelo telescópio eROSITA, que fica a bordo do satélite Spektr-RG, lançado no ano passado. Flash incomum de raio-X surge "do nada" em galáxia distante e intriga cientistas Quarta (24/06) - Chicago ao contrário (Imagem: Mark Hersch) Não é montagem! A foto de quarta (24) mostra a cidade de Chicago como se fosse um Mundo Invertido de Stranger Things. Como isso foi possível? Bom, tudo se explica com a combinação de "hora certa no momento certo", um belo olhar fotográfico, e técnica. A cidade aparece invertida porque, na verdade, o que vemos ali é o reflexo dos prédios no lago Michigan, próximo ao pôr do Sol. A foto foi tirada em 2014 foi um fotógrafo que estava dentro de um avião, chegando ao Aeroporto Internacional O'Hare, em Chicago. O Sol é visto acima e embaixo das nuvens — ou seja, onde ele estava de verdade, e em seu reflexo na água. Quinta (25/06) - Time-lapse do eclipse solar anular (Imagem: Gary Chan) Esta imagem é uma time-lapse mostrando o andamento do eclipse solar anular que aconteceu no domingo (21). A foto da vez foi tirada em Hong Kong, e o fotógrafo usou um filtro solar em sua câmera para registrar o fenômeno do início ao fim. Depois, bastou empilhar as imagens individuais para gerar a foto final para lá de incrível. Como a ciência aprendeu a prever eclipses solares com precisão Sexta (26/06) - Assistindo ao eclipse solar com segurança (Imagem: 26 - Somak Raychaudhury (Inter-University Centre for Astronomy & Astrophysics)) Para observar eclipses solares a olho nu, é preciso se proteger com equipamentos especiais. Afinal, não podemos olhar diretamente para o Sol, mesmo durante um eclipse. Já quem não tem nenhuma proteção do tipo, pode acompanhar um eclipse solar mesmo assim — e para isso, basta olhar para baixo, em vez de para cima. É o que a imagem destacada na sexta (26) nos mostra. Durante o eclipse do domingo (21), essa cena foi registrada no chão de um bosque de bambu na Índia. Pequenas lacunas entre as folhas das platas altas criaram uma rede de "buracos", com cada fresta dessa projetando uma imagem separada do Sol eclipsado. A foto foi tirada quando a Lua cobria cerca de 60% do diâmetro do Sol. Rover Curiosity registra dois eclipses solares em Marte Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Google Stadia 2.23 indica suporte a dados móveis, compartilhamento de jogos e mais

tudo celular Uma série de novidades aos gamers foram encontradas no código da nova versão do app. Veja Mais

Coligação liderada pela OMS diz que são necessários US$ 31,3 bi para o combate ao coronavírus

Forbes Foram doados, até o momento, US$ 3,4 bilhões, restando uma lacuna de financiamento de US$ 27,9 bilhões [...] O post Coligação liderada pela OMS diz que são necessários US$ 31,3 bi para o combate ao coronavírus apareceu primeiro em Forbes Brasil. Veja Mais

Samsung Galaxy M01s passa em mais uma certificação e tem detalhes de bateria revelados

tudo celular O smartphone chegaria sob o modelo SM-M017F/DS. Veja Mais

Como remover um filtro ou efeito de um vídeo do TikTok

Como remover um filtro ou efeito de um vídeo do TikTok

Tecmundo Para quem gosta de fazer vídeos rápidos e usar diversos filtros, o aplicativo TikTok pode ser uma boa opção para trazer maior descontração ao dia a dia. Com a possibilidade de criar, capturar e compartilhar momentos com muita criatividade, a aplicação para smartphones viralizou primeiramente na China, seu país de origem, mas se tornou popular no Brasil recentemente.O que torna esse aplicativo mais interessante é a quantidade de filtros e efeitos que podem ser adicionados aos vídeos. Neste artigo você aprenderá como remover aquele filtro que não gostou ou que não combinou muito com a sua gravação.Leia mais... Veja Mais

Pokémon GO terá evento de aniversário com novas criaturas

Pokémon GO terá evento de aniversário com novas criaturas

Tecmundo Pokémon GO está prestes a completar quatro anos desde que foi lançado, e para celebrar a ocasião a Niantic revelou que vai realizar uma série de eventos e desafios dentro do jogo. Alguns destes estarão ligados às celebrações do Pokémon GO Fest, e vão acontecer entre 3 e 22 de julho.Os desafios serão divididos em três temas: habilidade, batalha e amizade. O primeiro envolve capturar monstrinhos, e terá o lançamento de Shiny Pidove, Flying Pikachu (versão que apareceu apenas no card game) e Ducklett fazendo sua estreia no jogo. A aparição destes três pokémons faz parte da celebração de quatro anos, juntamente com várias criaturas usando chapéu de festa e uma pesquisa especial que promete vários pontos de experiência e a aparição de Ho-Oh entre 3 e 6 de julho nas Reides.Leia mais... Veja Mais

"JESUS MONTOU UM FLAMENGO COM DNA EUROPEU": Rogério Micale no "Expediente Futebol"

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! https://bit.ly/3dhfI3I ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #RogérioMicale #Olimpíadas Veja Mais

Pode haver um universo igual ao nosso atrás do Big Bang

Pode haver um universo igual ao nosso atrás do Big Bang

Tecmundo Desde 2018, uma ideia que junta um universo cujo início se esconde atrás do Big Bang, partículas misteriosas e uma base teórica que poucos físicos entendem tem mexido com a imaginação de muita gente. O responsável pelo "salseiro cósmico" na comunidade científica foi o físico do The Perimeter Institute Latham Boyle. Um artigo do qual ele é o autor principal sugere a existência de um universo-espelho, o que preencheria as lacunas que continuam sem resposta na teoria para a existência do cosmos: a Lambda-Cold Dark Matter (LCDM).Leia mais... Veja Mais

Confiança de consumidor e empresa se recuperam mais lentamente no Brasil, diz FGV

G1 Economia País está em pior situação entre cerca de 20 economias avaliadas em levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas. CNI: confiança dos empresários aumenta em 29 de 30 setores Apesar de a confiança de consumidores e empresários terem apresentado dois meses seguidos de recuperação após o fundo do poço verificado em abril, o indicador brasileiro encontra-se em uma situação desfavorável em relação à maioria dos países economicamente relevantes. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), o Brasil partiu de um patamar mais baixo de confiança antes da crise e, quando se considera as magnitudes da queda e da recuperação, o país está em pior situação entre cerca de 20 economias selecionadas. A confiança da indústria brasileira, por exemplo, caiu quase 50% de março para abril (cerca de 45 pontos, praticamente o dobro da média do recuo nos países selecionados). Trabalhador menos qualificado será o mais atingido pelo desemprego Algo similar foi visto apenas na China. O país asiático, no entanto, recuperou em março mais de 100% da perda de fevereiro (pior mês nesse caso). O Brasil não chegou no meio do caminho e apresenta recuperação mais lenta que praticamente todos os países selecionados. Em relação à confiança dos consumidores, a queda foi de 50 pontos, quase o dobro do verificado no Japão e na Colômbia, que ficaram em segundo lugar entre os países mais afetados nesse indicador. Nesse caso, a Brasil tem uma taxa de recuperação mais alinhada a outros países, mas que é favorecida pela base de comparação mais baixa. "Se a gente considerar o momento anterior da pandemia e que o Brasil é o país que tem o indicador de incerteza mais elevado do mundo, isso tudo contribui para que a gente imagine que a recuperação da confiança não vai ser tão rápida assim. O Brasil vai ter mais dificuldade que outros países", afirma o economista Rodolpho Tobler, da FGV Ibre. Endividamento se acentua e pode ser um dos legados da crise do coronavírus Segundo Tobler, é muito provável que abril tenha sido mesmo o fundo do poço para a economia, mas ainda não se sabe se haverá uma nova onda de contaminação que possa reverter o processo de reabertura das últimas semanas. Além disso, as sondagens da FGV consideram tanto a avaliação da situação atual como a expectativa em relação ao futuro. E o resultado tem sido mais influenciado pelo indicador de expectativas, pois na situação atual é natural que as pessoas imaginem um futuro melhor do que o presente. O economista afirma ainda que o consumidor brasileiro está menos confiante que o empresariado, algo que se explica pelos altos índices de desemprego e afeta o principal pilar da economia, o consumo das famílias, que deve demorar a se recuperar. Segundo Tobler, o pagamento do auxílio emergencial a trabalhadores informais contribuiu para melhorar a confiança do consumidor, mas não foi suficiente para recuperar o que foi perdido. Marcelo Neves, professor da Fipecafi (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras da FEA/USP), afirma que os índices de confiança e outros indicadores econômicos confirmam que a economia está em processo de recuperação, mas a destruição de empresas e empregos nos últimos meses vai atrasar esse processo. "Aparentemente, a gente bateu no fundo do poço e estamos em uma trajetória de estabilidade para melhora. A notícia ruim é que o poço é muito fundo. Agora, é preciso dar tração à economia", afirma Neves. "Será muito difícil ter uma retomada muito rápida. Estávamos atrasados em relação ao resto do mundo antes da crise. E você teve destruição de emprego, destruição de renda, empresas fecharam, pararam de recolher impostos. Vai ter menos gente para empurrar o carro." Lojas de shoppings em São Paulo têm queda de até 90% após reabertura, diz Alshop Ele afirma que o auxílio emergencial e outras ações do governo foram importantes para essa estabilização, mas que agora é necessário retirar lentamente esses incentivos e, ao mesmo tempo, buscar outras formas de ação estatal para que haja uma retomada do crescimento. Além disso, afirma ser importante que a sociedade possa caminhar na mesma direção, a despeito dos problemas políticos, e que haja mais harmonia entre os Poderes para que sejam aprovadas reformas que estimulem os investimentos privados, como ocorreu no caso recente da aprovação do novo marco do saneamento pelo Congresso. O professor de macroeconomia do Insper Eduardo Correia afirma ver nos indicadores de confiança, incluindo sondagens e índices financeiros como Bolsa e juros, um otimismo exagerado. Falhas no combate ao coronavírus devem afetar economia da América Latina no terceiro trimestre, diz FMI Ele questiona a capacidade do Ministério da Economia de coordenar um processo de recuperação econômica que dependa mais da ação governamental e critica o relaxamento das medidas de isolamento por governos estaduais, que classifica como precipitada. "Eu sou muito cauteloso com o caso brasileiro, porque aqui, mais do que em outros países relevantes economicamente, a gente tem se movido no escuro, sem testagem para a Covid-19, com manipulação de dados pelo Ministério da Saúde", afirma Correia. "O Brasil corre um risco maior do que outros países de ter uma segunda onda muito forte justamente por causa de um relaxamento prematuro. O que diferencia o Brasil é essa falta de planejamento." Veja Mais

Reabertura precoce nos EUA deve servir de lição para Brasil, alerta especialista

O Tempo - Mundo Estados norte-americanos que demoraram para fazer o shutdown ou que reabriram sem que o nível de transmissão fosse reduzido estão sofrendo com novos picos de contaminação Veja Mais

Tartarugas Ninja ganham jogo mobile free-to-play

Tartarugas Ninja ganham jogo mobile free-to-play

Tecmundo Em breve, os fãs de Tartarugas Ninja vão ganhar um jogo mobile gratuito para Android e iOS. Desenvolvido pelo estúdio Synapse, Teenage Mutant Ninja Turtles: Mutant Madness está previsto para ser lançado em setembro pela publisher Kongregate.O game vai ser inspirado nos personagens da recente versão da animação do canal infantil Nickelodeon. Com elementos de RPG, o objetivo do jogador é formar equipes com heróis e vilões para enfrentar uma nova ameaça que domina as ruas e os esgotos de Nova York.Leia mais... Veja Mais

Crítica | Silêncio na Floresta leva à Netflix um novo mistério para solucionar

canaltech Recentemente, a Netflix incluiu em seu catálogo uma nova série de suspense chamada Silêncio na Floresta. A trama de origem polonesa chega com um mistério que é decifrado em seis episódios: quem teria assassinado adolescentes em um acampamento de verão e o que realmente aconteceu com eles? 10 filmes sobre presença alienígena na Terra para celebrar o Dia do Disco Voador Crítica | Cidadão Kane é um jovem com quase 80 anos de idade A série, que originalmente se chama The Woods, é baseada em um livro de Harlan Coben de 2007. O foco da produção é no promotor de justiça Pawel Kopinski, interpretado por Grzegorz Damiecki, e no caso que ocorreu 25 anos atrás e agora volta como uma bomba vida dele. Como se isso não fosse suficiente, ele ainda precisa lidar com problemas de sua carreira. Imagem: Divulgação/Netflix Atenção: esta crítica contém spoiler! -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Tudo começa em um acampamento de verão, com Pawel e seus "amigos" curtindo bons momentos da adolescência em um local isolado. Lá, existem os populares e os mais reservados, com todo aquele drama que toma conta de pessoas dessa idade. Porém, a situação muda e foge do controle quando quatro jovens acabam se envolvendo em um acontecimento misterioso, no qual dois deles são assassinados e outros dois acabaram desaparecendo. Os acontecimentos na floresta antes, durante e depois da tragédia são intercalados com a atualidade, com o protagonista já adulto e seus novos problemas. Não há uma distinção visual dos dois períodos de tempo, então até o momento de conhecer todos os personagens e saber quem eles são, diferenciar o passado do presente pode ser um pouco complicado. Mais de duas décadas depois das mortes e dos desaparecimentos, nenhum envolvido ainda estava conformado com o que aconteceu, e a dúvida ganha mais intensidade quando o corpo de um homem de 40 e poucos anos é encontrado e imediatamente relacionado a Pawel. Em uma visita ao que seria o IML polonês, mesmo inicialmente sem teste de DNA, ele descobre que se trata de Artur Perkowski (Adam Wietrzynski), um dos desaparecidos. Imagem: Divulgação/Netflix Enquanto o assassinato de Monika Sowik (Kinga Jasik) e Daniel Kotler (Jakub Gola) já contou com o principal suspeito preso desde aquela época, em 1994, o suspense se torna ainda mais intenso por dois motivos: Artur não foi morto naquela época e, consequentemente, a outra desaparecida, Kamila Kopinska (Martyna Byczkowsa), irmã de Pawel, também pode estar viva — ou ao menos ter sobrevivido naquela época. Depois dos assassinatos na floresta, tudo vira uma grande bola de neve, e nos episódios finais descobrimos grande parte de tudo o que aconteceu. As reações, revolta e impulsos causados pela tragédia levaram os personagens a tomarem decisões extremas, que podem até ser adivinhadas no decorrer dos episódios devido às atitudes de cada um, principalmente pelos pais dos desaparecidos. Na época, quando o caso começou a ser investigado, os responsáveis pelo acampamento passaram por ataques antissemitas, uma questão bastante forte ainda na Polônia. Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Por fim, a revelação dessas atitudes gera duas grandes reviravoltas na série, que são os momentos de maior empolgação. Foi preciso encaixar muitas peças nesse quebra-cabeça para chegar à verdade. A primeira vem do fato de que os assassinatos foram parcialmente acidentais. O de Monika envolveu o estrangulamento feito por Kamila, motivado por ciúme e traição, mas com a finalização do estranho Wojtek Malczak (Krzysztof Zarzecki), que cortou o pescoço da garota. Já a morte de Daniel foi cometida por Artur, achando que ele fosse Wojtek. Já a segunda surpresa é o envolvimento dos pais de Artur e Kamila no desaparecimento, que foi todo orquestrado para que eles não pagassem pelos crimes. Imagem: Divulgação/Netflix Até chegar nesses momentos, que são os mais esperados por quem opta por assistir a uma série de mistério, os acontecimentos da vida paralela de Pawel acabam não chamando muita atenção. Com uma filha e esposa vítima de uma doença terminal, ele se envolve com ilegalidades e finaliza a trama se redimindo de tudo o que fez, como se a descoberta do que realmente aconteceu na floresta tivesse tirado um grande peso de suas costas, fazendo com que agora deseje viver com a mente tranquila. A maneira como as pistas sobre o ocorrido são acrescentadas na estrutura do roteiro resultou em um bom encaixe no final, por mais que sejam episódios longos e maçantes. Cada peça-chave acrescentada como dica para o que aconteceu pode trazer uma solução diferente para o caso, dependendo da imaginação e da construção da linha do tempo de cada um que está assistindo. Não há como negar que a Netflix entregou no catálogo um mistério envolvente, provando que existem boas produções internacionais além da América do Norte ou de países europeus de língua inglesa. Silêncio na Floresta conta com oito episódios e a temporada completa está disponível na Netflix. Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

União Europeia discute relaxar restrições para entrada de estrangeiros

O Tempo - Mundo Desde março, os países-membros do bloco tinham determinado restrições na entrada de pessoas de outros países por causa da pandemia do coronavírus. Relaxamento valerá para países em que a doença está sob controle Veja Mais

65 e 75 POLEGADAS | Smart TVs 4K gigantes estão hoje com o MENOR PREÇO HISTÓRICO

canaltech *IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais. Chegou a hora de comprar uma televisão grande, com ótima qualidade de imagem e resolução 4K para levar a experiência do cinema para dentro de casa. Dois ótimos modelos, um da TCL e outro da LG, com 65 polegadas e 75 polegadas, respectivamente, estão em oferta com o melhor preço que você vai encontrar por esses modelos na internet hoje. Mas é bom correr, porque é só hoje mesmo! Veja também: SAMSUNG | Novas TVs Crystal e QLED 4K estão em promoção no Magalu, em até 10x -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Sobre a TCL P65 TCL P65 Esse modelo de Smart TV da TCL tem resolução 4K e tela LED de 65 polegadas. Ela vem com conversor digital integrado, Wi-Fi, 3 entradas HDMI, 2 entradas USB, DLNA, além de rodar sistema operacional Linux. Ainda, o recurso HDR está presente para intensificar ainda mais taxas de contraste e brilho, rendendo cores ainda mais vivas na telinha. A frequência de atualização é de 120 Hz, o que significa que é um bom televisor até para jogar videogame, pois não deixa rastros na imagem. Além disso, a TV tem uma tecnologia que ajusta a luz de fundo do painel automaticamente de acordo com as condições de luminosidade do local, garantindo brancos mais brilhantes e pretos mais profundos. Como resultado, você tem imagens próximas da realidade. E com o ângulo de visão de 65° da esquerda ou direita, de cima ou abaixo, você consegue enxergar a tela sem dificuldade nos principais pontos da sala. E, como é uma Smart TV, você consegue acessar serviços de entretenimento como YouTube, Netflix, Looke, Globo Play e SBT, além do T Browser para navegar à vontade na internet. Você também acessa uma loja de aplicativos para baixar os apps que desejar, incluindo apps de notícias. Sobre a LG 75UM7510PSB LG 75UM7510 A série 75UM7510PSB da LG traz vários recursos bacanas, além de resolução 4K com HDR ativo para oferecer o máximo de detalhes em todos os cantos do quadro. Graças ao processador quad-core você consegue assistir qualquer conteúdo sem ruídos, com cores vivas e contrastes dinâmicos, além de ampliar imagens de baixa resolução para chegar a uma qualidade próxima à do 4K. O recurso True Color Accuracy também ajuda a manter as cores mais nítidas, ricas e realistas. Mas não é só de imagem de ótima qualidade que a smart TV de 75 polegadas da LG vive. Ainda há recursos de áudio, com DTS Virtual X, que fornece som rico e multidimensional sem a necessidade de um home theater, e um sistema que transforma o televisor em um hub da casa inteligente. Você pode controlar tudo e criar rotinas pelo controle Smart Magic, ou pedir por voz. A ThinQ consegue compreender contextos e mantém a conversa fluída, compreendendo comandos anteriores nos seguintes. A smart TV ainda possui suporte para Google Assistente, Apple Air Play 2 e Amazon Alexa, permitindo maior integração entre outros dispositivos da sua casa. Tem design simples e requintado ao mesmo tempo. Vem com 4 conectores HDMI e 2 USB. Melhor preço na internet! A smart TV P65 da TCL está com o melhor preço disponível hoje no e-commerce brasileiro pelo Magazine Luiza. O televisor de 65 polegadas custa apenas R$ 2.849,05 à vista, com opção de parcelamento em até 10x de R$ 299,90. O frete é grátis para vários locais do Brasil. Já a smart TV de 75 polegadas da LG com tecnologia ThinQ AI está apenas R$ 4.749,05 com o cupom PEGUEI, também o melhor preço disponível hoje. Veja também: SAMSUNG | Novas TVs Crystal e QLED 4K estão em promoção no Magalu, em até 10x Duvida que é o menor preço? Dá só uma olhada no que diz o comparador de preços Zoom sobre esses televisores: *O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no WhatsApp para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas. Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

SAMSUNG | Novas TVs Crystal e QLED 4K estão em promoção no Magalu, em até 10x

canaltech *IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais. Esta matéria é fruto de uma parceria com o Magazine Luiza e traz uma oferta especial para os leitores do Canaltech. Saiba tudo sobre a loja Magazine Você no vídeo que gravamos na sede do Magalu:   As smart TVs 4K estão cada vez mais populares no Brasil, e a Samsung está entre as marcas que oferece mais opções, todas elas de altíssima qualidade. Alguns dos melhores modelos estão na família Crystal UHD, que trazem recursos completos, imagem com cores vivas e muita opção de conectividade, além de um salto considerável na Série 8 em comparação com a Série 7. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Tem também as opções QLED, que trazem uma tecnologia de display ainda mais avançada que os modelos LED tradicionais, com pontos quânticos que prometem cores mais fiéis e garantia contra o burn-in. E esses modelos estão em oferta no Magazine Luiza em todas as opções de tamanho. Veja também: 65 e 75 POLEGADAS | Smart TVs 4K gigantes estão hoje com o MENOR PREÇO HISTÓRICO Sobre a Samsung Crystal UHD Caption Com o design mais fino da categoria e bordas imperceptíveis, a Crystal UHD TU8000 é a smart TV LED 4K da Samsung que oferece a melhor qualidade de imagem, com cores muito mais apuradas e riqueza em cada detalhe. Assim, além de elegância para o ambiente, o televisor também garante muito mais imersão no conteúdo que você assistir. Todos os tamanhos de tela, que vão de 50 polegadas até 75 polegadas, oferecem 2 entradas USB e 3 HDMI, que se somam à considerável melhoria na qualidade das imagens, se comparada à geração anterior. Segundo a própria Samsung, este é o modelo com a melhor qualidade de imagem entre todas as suas smart TVs LED. Além disso, traz suporte às assistentes de voz Bixby e Alexa, dando ao usuário opção de escolher como interagir com o sistema usando comandos de voz. Ainda tem controle remoto único, que permite mexer não apenas no televisor, como em outros dispositivos conectados a ela, traz o design mais fino da categoria, com bordas imperceptíveis que dão um toque de elegância e sofisticação à sala, canaletas para organizar os cabos que chegam aos conectores, e a possibilidade de utilizar a tela como parte da decoração da casa, exibindo fotos como se fossem quadros na parede. Sobre a Samsung QLED QN55Q70TAGXZD Com a tecnologia QLED da Samsung, a smart TV QN55Q70TAGXZD traz resolução 4K, design moderno com bordas ultrafinas e cabos escondidos, para deixar a sala de casa ainda mais clean. Este modelo traz o Modo Ambiente, permitindo escolher texturas a serem exibidas na tela, o que torna a TV um objeto de decoração quando não estiver em uso. O aparelho também vem com um controle remoto único e aceita comandos de voz (compatível com a assistente Alexa), trazendo ainda as conectividades Wi-Fi Direct, Bluetooth, quatro portas HDMI, duas USB, entrada AV, ethernet, saída de áudio digital e entrada de RF. O display traz uma tecnologia que é um aperfeiçoamento das telas de LED, e a Samsung sai na frente neste sentido, com essas TVs da oferta sendo umas das melhores do mercado atual. O diferencial aqui está no filtro de pontos quânticos, que formam uma camada de partículas microscópicas, com esses microcristais absorvendo a luz e então a reemitindo em ondas diferentes. Isso se traduz da seguinte forma: a reprodução das imagens tem um nível incrível de fidelidade, com cores, brilhos e texturas sendo muito mais destacados com riqueza de detalhes. Ainda, telas QLED têm um filtro de reflexão extremamente baixo, o que reduz consideravelmente aqueles reflexos indesejados fora do painel, criando zonas mais escuras — tudo isso preservando níveis de saturação, casando com aquela característica de exibir imagens com fidelidade de cores e tonalidades. A experiência de assistir à televisão acaba se tornando um verdadeiro espetáculo! Veja o vídeo abaixo para entender melhor.   Promoção com opção de parcelamento Ambos os modelos estão em oferta em vários tamanhos de tela. É só você escolher a sua preferida e aproveitar não apenas o desconto, como a opção de parcelamento em até 10 vezes sem juros. Crystal UHD 43 polegadas TU7000: R$ 1.994,05 ou 10x de R$ 199,40 sem juros Crystal UHD 50 polegadas: R$ 2.564,05 ou 10x de R$ 256,41 sem juros Crystal UHD 55 polegadas: R$ 3.039,05 ou 10x sem juros de R$ 303,91 Crystal UHD 65 polegadas: R$ 4.369,05 ou 10x sem juros de R$ 436,91 Crystal UHD 75 polegadas: R$ 6.839,05 ou 12x sem juros de R$ 569,92 QN55Q70TAGXZD QLED 55 polegadas: R$ 4.002,36 ou 10x sem juros de R$ 400,24 QN50Q60TAGXZD QLED 50 polegadas: R$ 3.086,11 ou 10x sem juros de R$ 308,61 Confira também: 65 e 75 POLEGADAS | Smart TVs 4K gigantes estão hoje com o MENOR PREÇO HISTÓRICO *O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no WhatsApp para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas. O que é o Magazine Você? Acessou os links e não entendeu o que é o Magazine Você? Trata-se do canal de divulgação das ofertas do site Magazine Luiza, conforme consta em comunicado oficial. Somos um dos parceiros oficiais de divulgação e nossa loja chama-se Magazine Canaltechbr. Todo o processo de cobrança, faturamento e logística é feito pelo próprio Magazine Luiza que, além do site, possui mais de 800 lojas físicas espalhadas pelo Brasil. Uma dúvida comum de nossos leitores é o motivo dos preços em nossa loja serem muitas vezes diferentes dos anunciados no site principal do Magazine Luiza. O motivo é que o Magazine Você recebe ofertas exclusivas que não são divulgadas no site principal. Então aproveite as promoções e acesse nossa loja para garantir ofertas exclusivas. Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Cantor sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, testa positivo para Covid-19

G1 Pop & Arte Informação foi divulgada pela assessoria dos artistas na tarde deste sábado (27). Pai do músico também teve a doença confirmada, mas está assintomático. Cantor Zé Neto, da dupla com Cristiano, testa positivo para Covid-19 Reprodução/Instagram O cantor Zé Neto, da dupla sertaneja com Cristiano, testou positivo para Covid-19. A informação foi confirmada pela assessoria dos artistas na tarde deste sábado (27). Ainda segundo a assessoria, o pai do cantor também teve a doença confirmada, porém não apresentou sintomas. Acompanhe AO VIVO as notícias sobre a pandemia na região Zé Neto, que mora em São José do Rio Preto (SP), decidiu fazer o teste de coronavírus após apresentar febre. No entanto, a assessora não soube informar exatamente quando o exame foi realizado. O cantor e o pai estão bem e permanecem em isolamento. Zé Neto e Cristiano em live realizada em São José do Rio Preto (SP) Reprodução/Youtube Initial plugin text *Colaborou sob supervisão de Ana Paula Yabiku. Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba Veja Mais

WatchOs 7: veja quais Apple Watch serão compatíveis com o sistema

canaltech A Apple anunciou as novas versões de seus softwares durante a edição de 2020 Worldwide Developers Conference WWDC, realizada na última segunda-feira (22). Uma das atualizações é do watchOS 7, o sistema operacional do Apple Watch. Entre suas novidades estão monitoramento de sono aprofundado, faces compartilháveis e outros recursos. watchOS 7: nova versão do sistema traz rastreamento de sono e muito mais WWDC 2020 | Confira um resumão com todas as novidades e lançamentos do evento Enquanto o Apple Watch Series 6 ainda não chega, a atualização em breve estará disponível a usuários de outros modelos do dispositivo, com previsão de lançamento para a primavera, no Brasil. Confira quais aparelhos receberão a nova versão! WatchOS 7: modelos do Apple Watch compatíveis com o sistema Novidades do watchOS 7: novo aplicativo Fitness, faces customizáveis e controle de sono (Foto: Divulgação/Apple) A atualização do sistema estará disponível para os seguintes modelos: -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Apple Watch Series 3; Apple Watch Series 4; Apple Watch Series 5; WatchOS 7: iPhones pareáveis com o sistema operacional O pareamento do watchOS 7 estará disponibilizado com iPhones atualizados com o iOS 14, nova versão do sistema operacional do smartphone da Apple. Os aparelhos compatíveis com o iOS 14 são os seguintes: iPhone 11; iPhone 11 Pro; iPhone 11 Pro Max; iPhone XS; iPhone XR; iPhone X; iPhone 8; iPhone 8 Plus; iPhone 7; iPhone 7 Plus; iPhone 6s; iPhone 6s Plus; Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

BAILE DOS CAMPEÕES! Veja os melhores momentos de Wolfsburg 0x4 Bayern de Munique pela Bundesliga

BAILE DOS CAMPEÕES! Veja os melhores momentos de Wolfsburg 0x4 Bayern de Munique pela Bundesliga

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! https://bit.ly/3dhfI3I ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #FoxSports #BayerndeMunique #Alemão Veja Mais

Os 10 bilionários que mais enriqueceram durante a semana

Forbes Com Bezos na frente mais uma vez, as pessoas mais ricas do mundo faturaram US$ 23 bilhões [...] O post Os 10 bilionários que mais enriqueceram durante a semana apareceu primeiro em Forbes Brasil. Veja Mais

Galaxy A71 vs S10 Lite: o custo benefício compensa a menor potência? | Comparativo

tudo celular Está procurando um intermediário mais poderoso e com câmeras melhores? Temos dois Samsung que podem estar no seu radar. Tanto o Galaxy A71 como o Galaxy S10 Lite podem ser a sua escolha, conte com a... Veja Mais

Na esteira de crescentes boicotes, Facebook vai rotular postagens que quebrem regras

Forbes Empresa também vai assinar todos os posts e anúncios sobre eleições com links para informações oficiais [...] O post Na esteira de crescentes boicotes, Facebook vai rotular postagens que quebrem regras apareceu primeiro em Forbes Brasil. Veja Mais

Flamengo confirma transmissão de jogo pelo YouTube caso não haja impedimento na Justiça

tudo celular A decisão veio após a nova Medida Provisória que determina ser exclusivamente do mandante a posse dos direitos de transmissão. Veja Mais

Os 10 melhores jogos lançados para o NES

canaltech Mesmo diante de verdadeiras “naves” como o PlayStation 4 e Xbox One no mercado atual, ninguém consegue negar um ímpeto de respeito e reverência pelos clássicos dos clássicos, aqueles jogos primordiais que, mesmo sendo lançados em plataformas de hardware tão defasado se comparado ao que existe hoje, estabeleceram padrões que influenciam até mesmo a mais detalhada das produções vencedoras de prêmios e sucessos de crítica. O Nintendinho 8-bit (ou, pelo nome mais técnico, “NES”) é provavelmente o exemplo mais óbvio dessa era que, embora primária no que tange a recursos e tecnologia, vive na memória até mesmo de quem sequer era vivo naquela época e só conheceu o conceito de “retrô” por pais, irmãos ou amigos mais velhos que lhes introduziram a esse meio. Pensando nisso, o Canaltech traz para você a lista dos 10 melhores jogos lançados para o NES. Estamos falando de sucessos em inovação e criatividade numa época em que esses dois quesitos imperavam em meio à tecnologia restritiva da ocasião. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- 10. Uncharted Waters Um jogo pouco conhecido até mesmo na época do NES, Uncharted Waters foi uma produção que passou por baixo do radar de muita gente. Produzido pela Koei (hoje, conhecida como uma das metades da Koei Tecmo), este jogo era ambientado na Era dos Descobrimentos (com alguns livros de história referindo-se ao período das “Grandes Navegações”). Baseado nos gêneros de simulação e RPG, Uncharted Waters usava de forma ampla elementos reais da História, inclusive com alguns nomes bem conhecidos para quem ia bem no Ensino Fundamental, como o Rei Manuel (embora o jogo não esclareça tratar-se de Manuel I ou Manuel II). Você tinha que gerenciar seus recursos e dependia de ouro para financiar grandes expedições, além de recrutar marinheiros em tavernas e enfrentar dificuldades variadas como tufões marítimos, recifes de coral e até eventos paranormais como desaparecimentos no Triângulo das Bermudas. Tudo isso no intuito de restaurar o prestígio de sua família ao estabelecer rotas comerciais, fazer amigos na alta sociedade ou enfrentar e derrotar piratas e outros marinheiros famosos.   9. Vice: Project Doom Outro jogo que acabou passando batido para muitos, mas que preconizou mecânicas usadas em vários jogos atuais, Vice: Project Doom colocava você na pele de um detetive que se viu às avessas em uma investigação envolvendo alienígenas e a distribuição de um novo tipo de comida que, secretamente, era uma droga altamente viciante. Aqui tínhamos um título que reunia progressão lateral e elementos de plataforma bastante similares a Ninja Gaiden, além de porções conduzidas atrás de um carro e até pedaços em tiro em primeira pessoa. Eram 11 níveis com alta curva de aprendizado e valorização de dificuldade de fazer inveja a qualquer Contra. O mais legal é que você pode jogá-lo ainda hoje, bastando apenas comprá-lo na loja online do Nintendo Switch.   8. Rygar Se você está familiarizado com o termo metroidvania e sabe o porquê de sua existência (jogos que misturam elementos de Metroid e Castlevania, basicamente), saiba que Rygar foi um dos títulos que preconizou esse subgênero, aliando elementos de plataforma e combate em terceira pessoa, mas amplificando a jogabilidade com um senso de alerta e urgência que, hoje, só é comum em jogos que bebem da fonte de Dark Souls e afins. O que queremos dizer com isso? Rygar era um jogo difícil pra caramba. E seus problemas não se limitavam apenas a inimigos difíceis de transpor com seus ataques, mas também porque não havia nenhum tipo de salvamento de partida: morreu? Azar, comece o jogo todo de novo. Tudo isso para obter cinco joias sagradas e, com elas, poder desafiar o chefão final. O mais interessante, porém, era o incentivo a revisitar áreas já exploradas, pois, tal qual Metroid, alguns segredos só poderiam ser obtidos mediante a aquisição de itens mais à frente no enredo.   7. Marble Madness De todos os itens desta lista, Marble Madness é possivelmente o jogo mais simples, o que não é um sinônimo para “fácil”. Embora seja verdade que jogadores mais experientes consigam terminar esse título em cinco minutos ou menos (Marble Madness possui apenas seis níveis), a progressão isométrica e o uso de cores variadas em um sistema 8-bit tão limitado quanto o NES causam mais confusão que solução, fazendo deste um título relativamente desafiador a quem é mais incauto. Pense Super Monkey Ball, mas de uma forma bem reduzida. Em uma época em que jogos desse tipo não eram lançados com frequência, Marble Madness tornou-se um produto cult, angariando seguidores que, até hoje, brincam em suas inúmeras rampas por meio de emuladores.   6. Ninja Gaiden II O primeiro jogo em si já é um clássico inenarrável, mas foi Ninja Gaiden II quem trouxe a merecida fama à franquia criada pela Tecmo como uma das mais elevadas em nível de dificuldade e gameplay. Foi nesta sequência que fomos devidamente introduzidos a mecânicas mais inteligentes de combate, com inimigos mais poderosos e resistentes aos seus movimentos, exigindo que você mudasse sua forma de abordá-los se quisesse superá-los. Não contente com isso, Ninja Gaiden II também mostrou um foco especial na história, criando uma narrativa bem amarrada, cheia de revelações inesperadas e diálogos imprevisíveis, com maiores reviravoltas encapsuladas em um trabalho visual que, diante do poder técnico do Nintendinho, mostrou ser um dos mais bonitos da época.   5. Teenage Mutant Ninja Turtles 3: The Manhattan Project O terceiro jogo das Tartarugas Ninjas no NES foi o que culminou no melhor uso da marca, até então produzida pela KONAMI nos videogames. Trazendo não apenas várias correções que seus dois predecessores diretos careciam, TMNT 3 também bebeu muito da fonte de Turtles in Time, um clássico que, por si só, dispensa apresentações. O resultado disso foi um jogo com progressão rápida por 10 níveis, em elevado nível de dificuldade. Apesar disso, cada fase era melhor que a outra, principalmente se o jogador tivesse um companheiro para enfrentar milhares de soldados do Clã do Pé, além de encarar os chefões mais conhecidos do desenho.   4. Double Dragon 2 Trazendo a franquia de volta à fórmula tradicional depois de uma tentativa desastrosa de portar o original de arcade com elementos de RPG, Double Dragon 2 é possivelmente o melhor beat’em up da “era Nintendinho". O jogo levou a plataforma às alturas ao aliar esmero visual e texturas bastante trabalhadas a um jogo de progressão lateral que trazia altas variações de dificuldade, excelente diálogo e chefões de fase cada vez mais criativos. O ponto alto de Double Dragon 2 era justamente o de salpicar vários gêneros, mas sem perder a sua essência: sim, ainda era um jogo tipicamente “ande-da-esquerda-para-a-direita-e-desça-o-braço-em-quem-vier”, mas em um momento você fazia isso pelas ruas, enquanto outro o via escalar fases verticais aos saltos ou derrubando ocupantes de um helicóptero na voadora. De forma fluída e incrivelmente cativante, Double Dragon 2 tornou-se um dos jogos mais populares de toda a história dos games (e um que definitivamente merecia um remake).   3. Mike Tyson’s Punch-Out!!! Chegamos ao top 3 de nossa lista com esse jogo igualmente divertido e estressante, cortesia do “chefão final” que ilustra o título da produção: um certo ex-campeão mundial profissional conhecido por morder a orelha alheia. Pois é, Punch-Out foi originalmente lançado no arcade, enquanto esta adaptação para o Nintendinho viu o icônico campeão mundial emprestar seu nome e aparência, consistindo em um dos chefes mais difíceis de todos os tempos e o último obstáculo na trilha de Little Mac (você, no caso) em sua busca pela glória do cinturão. Os visuais eram bastante trabalhados e cartunescos, representados com maior detalhe nos dois lutadores no ringue: icônicos nomes e visuais como Glass Joe e Soda Popinski tornaram-se populares por causa desse jogo, a ponto de um remake - sem Tyson - ter sido feito no Nintendo Wii e o clássico (novamente, sem o campeão) ser recondicionado no miniconsole NES Classic.   2. Contra A quintessência dos jogos de tiro com dificuldade imperdoável, Contra era, em sua época, o Dark Souls do Nintendinho se o título da From Software tivesse armas e dois marombados que resolviam literalmente todos os problemas com tiros e flexões do bíceps. O interessante aqui é que, ao contrário de outros jogos desta lista, a grande estratégia de Contra era justamente o de não haver nenhuma estratégia: você segurava o botão de tiro e corria pra caramba, até eventualmente chegar ao chefão da fase. O problema era que, mesmo assim, a quantidade de inimigos, projéteis, itens e outras texturas na tela era tão grande que a confusão estava armada antes mesmo de você revisar. Ah, e já te contamos que você morria com um tiro e a quantidade de vidas e continues era extremamente limitada?   1. Metroid Possivelmente o mais influente jogo de toda a nossa lista, Metroid, o original do NES, tinha uma certa falta de polidez, mas isso em nada desfavorecia um jogo que introduziu inúmeros conceitos praticados até hoje: basicamente, ele coloca você no papel da mercenária Samus Aran (o que por si já era inédito, já que o jogo todo dava a impressão que você estivesse jogando com um homem) e seu objetivo primário era derrotar a facção liderada pela força alienígena Mother Brain. Nada de caminhos pré-programados, nada de guias ou tutoriais. Era apenas você, sua arma e vários inimigos pulverizados por fases grandiosas que permitiam seguir vários caminhos, contendo o que havia de mais avançado no gênero de plataformas e um volume de dificuldade até hoje respeitado pelos gamers mais velhos. Metroid definiu um gênero do qual muitos jogos tirariam proveito: a progressão multidirecional em Castlevania se deve a este jogo e, diante de tanta receptividade por parte do público, é de se estranhar que a Nintendo tenha deixado essa franquia um pouco de lado. O bom é que o Metroid original está disponível tanto no miniconsole NES Classic como na loja virtual do Nintendo Switch.   Só os velhos no rolê… Rankings de jogos com quase ou mais que 30 anos são bem complicados de serem feitos por apelarem especificamente ao público mais velho. Felizmente, todas as grandes empresas têm por prática reviver seus clássicos por meio de suas lojas online, o que consiste em uma oportunidade de mostrarmos aos mais novos como era o mundo gamer sem essas regalias de autosave e multiplayer online. Por isso, apelamos a você, leitor gamer da meia idade: quais jogos dos tempos áureos você recomendaria aos mais novos? Qual dos títulos lançados “quando isso aqui era só mato” você gostaria de ver essa geração mais nova jogar? Conte para nós nos comentários abaixo! Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

"MEU SONHO É QUE O FUTEBOL FEMININO SEJA AUTOSSUSTENTÁVEL": Milene Domingues no "Debate Final"

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! https://bit.ly/3dhfI3I ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #MileneDomingues #DebateFinal Veja Mais

Lives de cantores no YouTube começam a ser taxadas por direitos autorais

canaltech Os músicos começaram a ser cobrados pelos direitos de músicas em lives do YouTube. O Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) e a União Brasileira de Editoras de Música (Ubem) estão cobrando taxas que, somadas, podem chegar a 10% dos direitos autorais das músicas interpretadas em lives do YouTube com patrocínio. A expansão do streaming e da indústria do entretenimento em meio a pandemia Além da Netflix | 12 serviços de streaming diferentes que você precisa conhecer Em entrevista ao G1, os diretores das instituições explicam o movimento. As cobranças já aconteceram e podem continuar de forma retroativa para as lives que já foram exibidas. Contudo, a movimentação gera discórdia entre músicos e produtoras. Os artistas que apresentam as lives concordam com as taxas, mas os produtores dos intérpretes são contra a cobrança, a qual acontece sob o patrocínio nas apresentações. A questão está no caminho do dinheiro. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- O Ecad buscou o YouTube para arrecadar os direitos autorais, sendo que a rede social disse que já repassou os montantes necessários. Contudo, o Ecad e o Ubem estão buscando taxar também os patrocínios, com 5% cada, totalizando os 10%. Segundo o YouTube, os patrocínios são pagos pelas empresas diretamente a produtores dos artistas, por fora da rede social. O Ecad recolhe os direitos e repassa para os autores das canções. Em 2018, o YouTube concordou em pagar ao órgão 4,8% do faturamento por músicas em vídeos. Este montante é o que a rede social disse já ter repassado. Ou seja, a taxa de 5% do Ecad sob os patrocínios seria um extra neste caso. Segundo o Ecad, ainda, não há cobrança em cima de lives pequenas (embora a instituição não especifique audiência), nem nas quais não há quaisquer tipos de patrocínio. Ainda, caso a live tenha cunho beneficente, o órgão cobra metade da taxa. As apresentações de artistas pelo YouTube ganhou projeção com o início do isolamento social. Sem poder produzir eventos como shows, produtoras foram para as redes sociais em busca de renda. Em março, Marília Mendonça alcançou 3,2 milhões de pessoas ao mesmo tempo em sua transmissão pelo YouTube, um recorde para a plataforma. A rede social ainda mantém uma agenda robusta de artistas, que você pode conferir no calendário atualizado aqui no Canaltech. Leia mais: Live dos artistas: confira os shows online confirmados nas redes sociais Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Os melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online (27/06/2020)

canaltech Junho acabando e a gente já está igual ao meme da Nazaré Tedesco, vendo o noticiário mostrar os números e tentando calcular quando o isolamento vai acabar. Para homenagear esse nosso lado investigativo, a lista de melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online desta semana traz um bocado de crimes para serem resolvidos. Mas como não só de tensão vive o cinéfilo, trouxemos outros títulos para descontrair entre um tiroteio e outro. A lista desta semana passa por criminosos e detetives clássicos, mas também traz uma animação super sensível e lacrimejante, indicações para rir um bocado e até mesmo para cantar junto. Para quem ficou filosófico com o isolamento, também tem uma série que pretende responder as maiores questões da humanidade. Dê uma olhada nas nossas dicas do que assistir online neste final de semana. Para facilitar ainda mais a sua vida, o Canaltech sempre acrescenta trailer e uma pequena descrição de cada produção, além de incluir os links para os serviços em que elas estão disponíveis, assim o seu trabalho é basicamente apenas apertar o play. Veja quais te agradam, prepare a sala, reúna toda a família e divirta-se! -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Leia também: Lançamentos da Netflix na semana (26/06/2020) Os lançamentos da Netflix em junho de 2020 Os lançamentos do Amazon Prime Video em junho de 2020 10. Perry Mason   Pouco conhecido das novas gerações, Perry Mason é personagem de 86 livros do escritor Erle Stanley Gardner. Na TV, o advogado fictício ganhou uma série que foi ao ar entre 1957 e 1966, com Raymond Burr como protagonista. Décadas depois, o personagem-título é revivido por Matthew Rhys na série da HBO que está tecnicamente impecável ao reconstruir a Los Angeles de 1932. Muito mais do que apenas um advogado, Mason é também um detetive, o que deixa a trama ainda mais empolgante. Na primeira temporada, ele é contratado para resolver o sequestro brutal de uma criança de um ano de idade. Perry Mason foi criada por Ron Fitzgerald, de Westworld, e Rolin Jones, de Broadwalk Empire, e conta com outros nomes de grandes séries na direção e no roteiro dos episódios. A primeira temporada de Perry Mason terá oito episódios que irão estrear semanalmente, aos domingos, na HBO. O primeiro episódio já está disponível para os assinantes da HBO GO. Leia também: 10 melhores séries de investigação criminal para maratonar na Netflix 9. Rampage: Destruição Total   Baseado na série de jogos Rampage, a adaptação não agradou muito os gamers, mas um filme que tem Dwayne Johnson tentando salvar a cidade do ataque de um gorila, um lobo e um crocodilo gigantes é um clássico instantâneo (como todos os filmes do The Rock). Ok, não é para tanto, mas é quase inegável que o homem faz qualquer filme valer à pena. Rampage: Destruição Total não é exatamente um filme memorável, mas é bastante divertido seja pelo carisma do ator, seja pelos animais gigantes destruindo prédios, seja pelo vilão interpretado por Jeffrey Dean Morgan, que basicamente faz uma versão engravatada do Negan de The Walking Dead. Rampage: Destruição Total pode ser assistido pelos assinantes do streaming do Telecine, alugado no Looke ou comprado no iTunes. Pode também ser comprado ou alugado na Play Store e na Microsoft Store. Leia também: Crítica | Rampage: Destruição Total é simples como o game, e isso é bom e ruim 8. Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo   Para sorrir, chorar e cantar junto, Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo é perfeito para uma festinha particular no isolamento. Imagine: você de pijama, de pé no sofá, bebida e petiscos a postos e o controle remoto simulando o microfone enquanto você canta ABBA. O apelo de Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo não é a qualidade cinematográfica, mas as emoções. Quase todo mundo conhece ABBA e o musical traz um elenco mais que cativante. O segundo filme é ao mesmo tempo uma sequência do primeiro Mamma Mia!, mas também conta com momentos de prequela, mostrando a juventude da personagem interpretada pela maravilhosa Meryl Streep. Não bastasse isso, ainda temos a participação de Cher como avó de Sophie. Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo está disponível para os streamers da Amazon Prime Video, podendo também ser comprado na Play Store, no iTunes e no Looke. Leia também: 10 filmes que mostram que as mães podem ser e fazer de tudo um pouco 7. Chinatown   Dirigido por Roman Polanski, Chinatown é um clássico dos filmes de detetive com 11 indicações ao Oscar, tendo levado para casa a estatueta de Melhor Roteiro Original para Robert Towne, no mesmo ano em que Francis Ford Coppola e François Truffaut concorriam ao mesmo prêmio. Além disso, o roteiro foi escrito especificamente para Jack Nicholson, o que justifica ele estar perfeito no papel principal. O roteiro, que é excelente, fica ainda melhor nas mãos de Polanski, que faz questão de deixar o suspense (que inclui assassinatos e até incesto) ainda mais tenso. O elenco conta ainda com Faye Dunaway como femme fatale e John Huston como vilão. Chinatown está no catálogo do Telecine Play e pode ser comprado ou alugado na Play Store, na Microsoft Store e no iTunes. Leia também: 10 filmes clássicos imperdíveis para assistir online Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? 6. Genius by Stephen Hawking Imagem: National Geographic Essa é para os nerds de plantão. Uni-vos! Genius by Stephen Hawking é uma série que tem como objetivo ajudar as pessoas comuns a entender a ciência por trás das grandes questões, sejam elas da vida, do universo ou da viagem no tempo, o que seria muito pretensioso se não fosse apresentado por alguém como Stephen Hawking. Com apenas uma temporada, os seis episódios respondem às perguntas “Podemos viajar no tempo?”, “Estamos sozinhos?”, “Por que estamos aqui?”, “De onde veio o universo?”, “O que somos?” e “Onde Estamos?”. Genius by Stephen Hawking pode ser assistido através do Fox Play e do Claro Video. Leia também: As 10 melhores séries de ficção científica de todos os tempos 10 séries recentes de ficção científica para dar um nó na sua cabeça 10 séries incríveis de ficção científica para assistir na Netflix 5. O Lagosta   O Lagosta é a opção da lista para quem procura algo completamente diferente do comum. Como é dirigido e coescrito pelo cineasta grego Yorgos Lanthimos, não existe possibilidade de que O Lagosta seja um filme normal, então prepare-se para doses cavalares de estranheza. O filme ganha ainda mais peso com Colin Farrell, Rachel Weisz, Olivia Colman, Léa Seydoux e Ben Whishaw no elenco, mas o que realmente chama a atenção é a trama, uma belíssima metáfora sobre o amor. Em um futuro distópico, a lei determina que as pessoas solteiras encontrem um parceiro romântico em 45 dias. O que acontece se não encontrarem o amor de suas vidas? Serão transformadas em animais. O Lagosta também tem excelentes momentos de comédia, mas uma comédia mais inteligente, na qual o riso não é fácil. Enquanto você decide qual animal seria, o filme está disponível no catálogo do Globoplay, mas também pode ser comprado ou alugado na Play Store e no iTunes. Leia também: Crítica | A Favorita: Nem só de estranhezas e humor sofrido Os 10 melhores filmes da década (do circuito mais restrito) 4. Scarface   “Say hello to my little friend!”. Essa é uma das frases mais icônicas da história do cinema e foi proferida por ninguém menos que Al Pacino em Scarface, filme considerado como o auge da carreira do diretor Brian De Palma. De 1983, o filme é um remake do homônimo de 1932 e aparece aqui nessa lista tanto para quem quer conhecer o clássico, quanto para quem é fã de filmes de gângster. Ah, e ainda serve para se preparar para o novo remake que está a caminho. Scarface é o máximo exemplo dos filmes de gângster, explorando com maestria as questões territorialistas e de poder que envolvem o gênero. Controverso, violento, grandioso e impactante, ele é uma escolha certeira: se gostar do filme, perfeito, se não gostar, pelo menos conheceu um clássico indispensável. Scarface pode ser alugado ou comprado no Looke e no iTunes. Leia também: Scarface terá remake com diretor premiado no Oscar e roteiro dos irmãos Coen Os 10 melhores filmes que têm a máfia em destaque 3. A Tartaruga Vermelha   Dependendo do seu nível de sensibilidade, é possível chorar só com o trailer de Tartaruga Vermelha. Este foi o último filme do Studio Ghibli até o anúncio do próximo, que será o primeiro 3D do estúdio. Essa animação foge um pouco do estilo Ghibli que conhecemos, porque é uma coprodução com estúdios de animação da Bélgica e da França. O resultado é um filme muito sensível que pode ser visto por toda a família e ainda é uma opção para quem quer conhecer animações diferentes das mais populares, como as Disney-Pixar. Premiada em Cannes e indicada ao Oscar de Melhor Animação, A Tartaruga Vermelha é um filme sem diálogos e que permite que a gente desfrute completamente da beleza das imagens. A Tartaruga Vermelha pode ser comprado na Play Store ou no iTunes. Leia também: Os 5 melhores filmes do Studio Ghibli 2. Fargo - Uma Comédia de Erros   Antes da série Fargo, existiu o filme dos irmãos Joel e Ethan Coen, que tem como marca a distorção de gêneros estabelecidos por clássicos anteriores e, como indica o título em português, Fargo - Uma Comédia de Erros é, enfim, uma comédia muito inteligente sobre os erros de um plano simples que dá muito errado. Fargo é tragicômico, violento e irônico. William H. Macy se identificou tanto com o papel que fez questão de estrelar o filme. Frances McDormand está tão incrível no papel de policial grávida que precisa investigar um caso de sequestro que ganhou o Oscar de Melhor Atriz. O segundo Oscar do filme é justamente o de roteiro, além de ter sido indicado às categorias de Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Diretor, Melhor Fotografia para Roger Deakins e Melhor Edição. E Fargo realmente arrasa em todos esses quesitos. Fargo - Uma Comédia de Erros está disponível para compra no iTunes. Leia também: 5 filmes de chorar de rir para assistir no streaming do Telecine 1. Boneco de Neve   Estrelado por Michael Fassbender, Rebecca Ferguson e Charlotte Gainsbourg. Baseado no best-seller internacional de Jo Nesbø. Excelente, não? Não. Já antecipo que o Rotten Tomatos mostra as notas 7% da crítica especializada e 18% da audiência. Mas como assim um filme supostamente ruim está no topo da lista? Por causa do livro. Boneco de Neve foi enormemente aguardado e os fãs têm todo o direito de ter a própria impressão da adaptação. Na pior das hipóteses, o filme rende boas risadas, tendo virado meme e tudo mais. Boneco de Neve é tão ruim que é quase indispensável, quase como outro clássico do desastre, o já recomendado por aqui Cats. E, cá entre nós, tudo o que queremos às vezes é rir de um filme ruim e conversar com os amigos sobre como é possível que algo dê tão errado. Boneco de Neve agora tenta sobreviver no catálogo da Netflix, além de desafiar a coragem do espectador que se dispuser a comprá-lo na Play Store ou no iTunes. No Looke, com um valor surpreendente, o filme está disponível para compra. Leia também: 10 trailers que definitivamente foram melhores que os filmes Adaptar – a tarefa ingrata (ou não) de agradar Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Estado de São Paulo na quarentena: veja como regiões evoluíram para retomada

canaltech Nesta sexta-feira (26), o governo de São Paulo atualizou o Plano São Paulo para a retomadas das atividades econômicas nas regiões que têm conseguido controlar os casos do novo coronavírus (SARS-CoV-2). Na ocasião, a quarentena foi também prorrogada até o dia 14 de julho, conforme anuncio do governador João Doria, em coletiva de imprensa. COVID-19: Anvisa libera estudos clínicos com remédio usado para tratar câncer Remédio para hepatite C pode inibir replicação do novo coronavírus, diz Fiocruz Coronavírus | Estado de São Paulo ultrapassa número de casos da Itália "Nós vamos anunciar hoje o sexto período da quarentena, que começa no dia 29 de junho e vai até o dia 14 de julho. Estamos completando 100 dias de quarentena no próximo dia primeiro de julho", explicou o governador Doria sobre as mudanças que o estado está enfrentando em decorrência da COVID-19. Para sair da quarentena, o Plano São Paulo é dividido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul). O Plano São Paulo também é regionalizado, ou seja, o estado foi dividido em 17 regiões e cada uma delas é classificada em uma fase. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Flexibilização da quarentena é reduzida no interior do estado de São Paulo (Imagem: reprodução/ Governo de SP) Em comparação mensal, o número de infectados passou de 81 mil novas infecções em maio para 138.889 em junho e os novos óbitos passaram de 5.240 em maio para 6.144 em junho. Capital do estado A partir da última atualização, a capital paulista e as cidades do ABC (Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra) entraram na fase amarela do Plano São Paulo e, assim, poderão reabrir, em breve, bares, restaurantes e salões de beleza no final. No entanto, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, explicou sobre uma recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo. A ideia é que a capital se mantenha na fase amarela até a próxima sexta-feira (3), para então reabrir esses estabelecimentos a partir do dia 6 de julho. “Apesar do município avançar agora para a fase 3 [amarela, do Plano São Paulo], a pandemia continua a existir. Continuamos a solicitar que a população use máscara, evite deslocamento desnecessário e evite aglomeração”, disse o prefeito Bruno Covas. “Por recomendação do Centro de Contingência, vamos esperar uma semana. Portanto, [vamos esperar] a classificação que teremos na sexta-feira da semana que vem [3 de julho] para que o município possa abrir aquilo que a fase amarela permite”, orientou Covas. Alerta no interior Se a situação melhora na capital, por outro lado, a maior parte do interior do estado retorna ou permanece na fase vermelha, que é considerada a mais restritiva. Sobre isso, a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, defendeu que tal cenário está de acordo com as projeções feitas pela gestão estadual. "No interior, como era esperado, nós temos, sim, uma presença e um crescimento muito importante da epidemia que se traduz aqui tanto no número de casos, como de internações e de óbitos, e é por isso que está sendo feito um trabalho muito grande para o controle da pandemia e para melhoria da capacidade hospitalar", afirma Ellen. As regiões de Araçatuba, Rio Preto, Sorocaba e Bauru retornaram à fase vermelha. Marília, Ribeirão Preto, Presidente Prudente e Registro não avançaram e seguem, também, com autorização para o funcionamento apenas dos serviços essenciais. Mapa das regiões Na média estadual feita a cada sete dias e fechada na última quarta (24), houve redução na taxa de ocupação de leitos de UTI para 65,5%, além de aumento na média de vagas por 100 mil habitantes de 19,1 para 19,7. Já a taxa de internações caiu 2% na mesma comparação. Entretanto, a média estadual de casos de infectados por coronavírus subiu 35% e a taxa semanal de mortes subiu 11%. Entre as regiões que avançam na retomada estão a capital e o ABC (Imagem: reprodução/ Governo de SP) A seguir, confira lista completa das regiões do estado de São Paulo no processo de flexibilização da quarentena: Regiões rebaixadas para a fase vermelha: Araçatuba; Rio Preto; Sorocaba; Bauru; Franca. Permanecem na fase vermelha: Marília; Ribeirão Preto; Presidente Prudente; Registro. Fase Laranja: Barretos; Parte da Grande SP. Amarela: Embu; Embu-Guaçu; Itapecerica da Serra; Juquitiba; São Lourenço da Serra; Taboão da Serra; Vargem Grande Paulista; Diadema; Mauá; Ribeirão Pires; Rio Grande da Serra; Santo André; São Bernardo do Campo; São Caetano do Sul; São Paulo. Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Frota é condenado a pagar R$ 50 mil para petista por divulgar notícia falsa

O Tempo - Política Deputado gravou vídeo acusando ex-presidente do PT de Ubatuba de ter se disfarçado de apoiador do Bolsonaro para atacar Haddad. Tucano pode recorrer da decisão Veja Mais

Mundo registra novo recorde de casos confirmados em 24 horas, diz universidade

O Tempo - Mundo Levantamento da Universidade Johns Hopkins contabiliza quase 10 milhões de pessoas infectadas em todo o mundo e mais de 495 mil mortes desde o início da pandemia Veja Mais

Bittium Tough Mobile 2C: smartphone finlandês pode ser o mais seguro do mundo

canaltech Em uma época em que vulnerabilidades online estão sendo expostas a todo momento, é notável os esforços por parte de fabricantes em desenvolver soluções que ofereçam maior segurança aos usuários. A finlandesa Bittium é uma delas e recentemente apresentou o Tough Mobile 2C, um smartphone de gama intermediária “feito para durar” - segundo a descrição da própria fabricante, sendo protegido tanto por dentro, quanto por fora. Confira 10 dicas para manter o seu smartphone seguro e longe de problemas De acordo com a página oficial do produto, o aparelho conta com dois sistemas operacionais de inicialização dupla (dual boot): o Android 9.0 (Pie) e mais um software desenvolvido pela Bittium baseado no robozinho verde. Esse, porém, repleto de modificações orientadas para segurança como encriptação de disco, proteção a navegação online e um modo privacidade, que ao toque de um botão desativa câmeras, microfones, Bluetooth e demais sensores que podem ser utilizados para rastreamento e coleta de dados. Segundo a fabricante Bittium, o smartphone Tough Mobile 2C foi "feito para durar" (Divulgação: Bittium) Já na parte externa a segurança fica por conta da certificação militar MIL-STD-810G e IP67, que protege o dispositivo contra água, poeira, quedas, condições climáticas, temperaturas extremas e até choques. A tela do Tough Mobile 2C, inclusive, é composta por vidro que permite a sua utilização com luva ou estado de umidade. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Ficha técnica do Tough Mobile 2C Tela de 5,2 polegadas com resolução Full HD (1080 X 1920 pixels) Processador Qualcomm Snapdragon 670 Sistema operacional Android 9.0 (Pie) Câmera traseira de 12MP com gravação em 4K Câmera frontal de 5MP 4 GB de memória RAM 64 GB de armazenamento interno (expansível até 256 GB via cartão microSD) Certificações MIL-STD-810G e IP67 Bluetooth 5.0 e NFC Cancelamento de ruído ativo com vários microfones Entrada nano-SIM para dois chips (Dual SIM) Bateria 3000mAh Dimensões: 77.5 X 148.3 X 9.65 Mm Peso: 194g Não foram divulgados os preços do aparelho, porém especula-se que não deva ser barato, uma vez que o Tough Mobile 2, da mesma fabricante, não sai por menos de US$ 1.800 (em torno de R$ 9.900 na conversão direta). Infelizmente a Bittium não opera no Brasil, então é pouco provável que o mesmo seja lançado por aqui. Lembrando que a Finlândia é terra-natal de um dos aparelhos mais populares e resistentes de todos os tempos, o saudoso Nokia 3310. Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Petrobras recupera mais R$ 265 milhões após novo acordo de leniência

G1 Economia Total de recursos devolvidos para a companhia em decorrência de acordos de colaboração, leniência e repatriações ultrapassou o montante de R$ 4,5 bilhões. Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro Sergio Moraes/Reuters A Petrobras recebeu nesta semana mais R$ 265,1 milhões em decorrência de um acordo de leniência, informou a assessoria de imprensa da estatal neste sábado (27). Desta vez, o trato foi celebrado pela Technip Brasil e Flexibras, empresas do Grupo Technip. Assim, o total de recursos devolvidos para a companhia em decorrência de acordos de colaboração, leniência e repatriações ultrapassou o montante de R$ 4,5 bilhões, como resultado das investigações da Operação Lava Jato. Arrecadação com royalties do petróleo tomba 30,8% em maio e pode cair mais de R$ 12 bilhões em 2020 Somente nos últimos 12 meses, a estatal conseguiu recuperar R$ 1,2 bilhão dos recursos desviados por atos de corrupção que afetaram a empresa, acrescentou a Petrobras em nota. Em julho de 2019, a Petrobras já havia recebido a primeira parcela de referido acordo no montante de cerca de 313 milhões de reais, que somada à segunda parcela recebida nesta semana, totaliza mais de 578 milhões de reais restituídos à companhia em razão do referido acordo. No comunicado, a Petrobras lembrou que atua como coautora do Ministério Público Federal e da União em 18 ações de improbidade administrativa em andamento, além de ser assistente de acusação em 70 ações penais relacionadas a atos ilícitos investigados pela Operação Lava Jato. PF investiga pagamento de propina a funcionários da Petrobras Veja Mais

Ministros e juristas apostam em decisão contra Flávio em instâncias superiores

O Tempo - Política Foro especial concedido pelo TJ-RJ ao senador pode não durar muito tempo Veja Mais

Prefeitura de Contagem publica decreto que confirma passo atrás em reabertura

O Tempo - Política Somente o comércio considerado essencial poderá abrir as portas a partir de segunda-feira (29) por causa do coronavírus Veja Mais

Coronavírus: Brasil chega a 57.070 mortes em 1.313.667 casos confirmados | Relatório diário

tudo celular Fique por dentro dos dados atualizados de casos confirmados e mortes por Covid-19 no Brasil e no mundo. Veja Mais

O que sabemos sobre a gordura saturada; até que ponto ela é vilã

Glogo - Ciência O alto consumo de gordura saturada está associado ao aumento do colesterol e do risco de doenças cardíacas. Então por que algumas dietas incentivam seu consumo? Afinal, a gordura saturada é a grande vilã das dietas? Getty Images/BBC A recomendação para limitar o consumo de gordura saturada faz parte há décadas da política de saúde pública de diversos países. Mas muitas pessoas ignoram o conselho, preferindo acreditar que a gordura saturada – presente em vários alimentos, como produtos derivados da carne, laticínios, bolos e biscoitos, assim como no óleo de coco e no azeite de dendê – não faz mal à saúde, mesmo se consumida em grande quantidade. Você certamente está ingerindo mais gordura saturada do que a quantidade oficialmente recomendada se estiver fazendo uma das dietas low carb da moda, que restringem o consumo de carboidrato, como a dieta paleolítica e cetogênica. Se você come mais do que 100g de carne gordurosa, doce ou queijo diariamente, também ultrapassará facilmente o limite recomendado - segundo a Organização Panamericana de Saúde, esse consumo não deve passar de 10% da sua ingestão total de calorias de cada dia. A principal corrente da ciência da nutrição diz que a gordura saturada em excesso aumenta os níveis de colesterol no sangue, o que pode entupir as artérias e aumentar a chance de um ataque cardíaco ou derrame. Mas alguns cientistas argumentam que a gordura saturada não é o verdadeiro problema das doenças cardíacas, e sim a inflamação crônica do organismo. Os defensores do consumo de alimentos com baixo teor de carboidratos e alto teor de gordura também sugerem – de forma controversa – que as diretrizes alimentares vigentes de "baixo teor de gordura e alto teor de carboidrato" estão erradas. E afirmam que a obesidade e o diabetes seriam melhor combatidos com o consumo de gordura (incluindo gordura saturada), reduzindo carboidratos e evitando lanches entre as refeições - posição que tem sido contestada por especialistas da British Dietetic Association e outras instituições, que acreditam que as diretrizes vigentes não estão erradas, só não estão sendo seguidas. Para a população em geral, as autoridades de saúde da maioria dos países recomendam limitar a gordura, particularmente a gordura saturada. As diretrizes alimentares do Reino Unido, por exemplo, recomendam que até 35% das calorias que consumimos sejam provenientes de gordura, e cerca de 50% de carboidratos. (Vale observar que esta pode ser considerada, na verdade, uma dieta moderada em gorduras e carboidratos, e não uma dieta com baixo teor de gordura e alto consumo de carboidrato). Mas, para a gordura saturada especificamente, os números são ainda mais baixos. O Reino Unido recomenda que ela não represente mais de 11% das calorias consumidas em bebidas e alimentos; enquanto os EUA e a Organização Mundial de Saúde (OMS) aconselham menos de 10%. O óleo de coco tem mais gordura saturada que a manteiga – e uma colher de sopa tem mais da metade do limite diário recomendado para as mulheres Shutterstock Ou seja, cerca de 20g por dia para as mulheres (o equivalente a 2,5 colheres de sopa de manteiga ou quatro salsichas compradas no supermercado) e 30g por dia para os homens (um hambúrguer de 113 gramas com queijo e mais quatro colheres de sopa de creme de leite). Já a American Heart Association vai além, sugerindo um percentual de 5% a 6%. Como as notícias são muitas vezes contraditórias e os especialistas parecem discordar entre si, não é de se admirar que as pessoas não saibam em quem acreditar quando o assunto é gordura saturada. Mas, afinal, qual é a realidade? Lynne Garton, nutricionista e consultora alimentar da organização beneficente Heart UK, diz que a tendência recente de consumir mais gordura saturada em relação a outros tipos é bastante preocupante, uma vez que já estamos comendo demais. Os adultos do Reino Unido, por exemplo, excedem as recomendações ao consumir 12,5% de calorias em gordura saturada, apesar de sua ingestão total de gordura estar aproximadamente dentro da meta. Os americanos, por sua vez, obtêm em média 11% de suas calorias diárias a partir de gordura saturada, e os australianos, 12%. "Vários fatores contribuem para o aumento do colesterol no sangue, mas uma dieta rica em gordura saturada é definitivamente um deles, e isso foi confirmado em estudos desde a década de 1950", diz Garton. "Além disso, apesar de alguns afirmarem o contrário, a riqueza de evidências científicas indica que o colesterol total e o LDL (lipoproteína de baixa densidade) – chamado de 'colesterol ruim’ - contribuem comprovadamente para doenças cardíacas." Garton acrescenta que algumas pessoas podem se beneficiar ao comer menos gordura saturada do que a recomendação vigente – especificamente aquelas que têm outros fatores de risco para doenças cardíacas. Duas fatias de pizza possuem cerca de 10g de gordura saturada, metade do limite diário sugerido para as mulheres, e um terço da quantidade recomendada para os homens Philippe’s Pizza/Divulgação Substituição da gordura Dito isso, a gordura saturada não é tão vilã quanto se pensava. Isso porque ela é apenas um dos vários fatores alimentares que contribuem para o risco de doença cardíaca – e todos estão interligados. Sem mencionar que, se você tirar um pouco de gordura saturada da sua dieta, provavelmente substituirá essas calorias por outra coisa. "Alguns estudos questionam a ligação direta entre gordura saturada e doenças cardíacas, mas geralmente não consideram o que substitui a gordura saturada quando a mesma é reduzida na dieta–um ponto crucial", diz Garton. Várias organizações internacionais se baseiam em evidências científicas para recomendar a redução de gordura saturada e a substituição da mesma por gordura insaturada. Um estudo mostrou que quando 5% das calorias provenientes de gorduras saturadas foram substituídas por uma quantidade equivalente de calorias de gorduras poli-insaturadas (presentes no salmão, óleo de girassol, nozes e sementes) ou gorduras monoinsaturadas (como óleos de oliva e de canola), o risco de morte por qualquer causa foi reduzido em 19% e 11%, respectivamente. Ambos os tipos de substituição por gordura "boa" reduziram a incidência de ataques cardíacos. O mesmo aconteceu com a substituição de gorduras saturadas por carboidratos de grãos integrais, como arroz integral e pão integral. No entanto, quando o açúcar e carboidratos refinados (como farinha branca) substituem a gordura saturada, o risco de um ataque cardíaco aumenta. "A maioria das diretrizes nacionais de nutrição, incluindo do Reino Unido, Austrália e EUA, já reconhece que substituir parte da gordura saturada em nossa dieta por gordura insaturada é saudável para o coração", diz Peter Clifton, coautor do estudo e professor adjunto de nutrição da Universidade do Sul da Austrália. “Provavelmente também não há problema em substituir alguns alimentos ricos em gordura saturada por grãos integrais, mas definitivamente não é bom trocá-los por açúcar ou carboidratos refinados. Na verdade, isso pode ser pior do que não reduzir a gordura saturada." "Infelizmente, quando a indústria de alimentos começou a criar versões com menos gordura dos alimentos, como refeições prontas, sobremesas e iogurtes, o percentual de açúcar muitas vezes aumentou como resultado, o que provavelmente não reduziria o risco de doenças cardíacas”, explica. Há ainda o fato de que alguns tipos de ácidos graxos saturados, que compõem a gordura saturada, são menos prejudiciais que outros. Por exemplo, o ácido esteárico, que representa aproximadamente metade das gorduras saturadas do chocolate amargo, não aumenta o colesterol no sangue. Mas o outro ácido graxo saturado, o ácido palmítico, faz aumentar – portanto, é melhor não comer uma barra inteira. Outra pesquisa indica que a "matriz alimentar" é importante. No caso do queijo e iogurte, por exemplo, o cálcio (mineral capaz de manter a pressão arterial normal) pode ser o motivo pelo qual esses alimentos têm menos impacto no aumento do colesterol LDL do que, por exemplo, o bacon. Também poderia ajudar a explicar o fato de que o consumo de laticínios (incluindo laticínios com gordura) não parece estar associado a doenças coronarianas. No entanto, é importante analisar estudos como este com um certo grau de ceticismo, uma vez que muitas pesquisas na área de nutrição mostram correlação, e não causalidade. Em outras palavras, as pessoas que consomem mais laticínios podem simplesmente ter um estilo de vida mais saudável de uma maneira geral. Também é importante observar que estudos sobre laticínios tendem a focar em leite e iogurte, mas não tanto em manteiga ou creme de leite. É claro que um pouco de sorte e bons genes também podem ajudar. "Todo mundo conhece alguém que tem uma avó que viveu até 103 anos comendo muita manteiga e gordura", diz Garton. "Mas, em nível populacional, todas as evidências sugerem que a dieta mais saudável é aquela com muitas frutas, legumes, verduras, grãos integrais e fontes de gordura insaturada, como nozes e peixes oleosos." "Em vez de focar em nutrientes individuais, devemos olhar para a alimentação como um todo e incluir vários desses alimentos saudáveis para o coração", acrescenta. Em resumo, é mais aconselhável seguir uma dieta saudável no estilo mediterrâneo – e evitar hambúrgueres e bacon. Aviso legal Todo o conteúdo desta reportagem é fornecido apenas para informação geral e não deve ser tratado como um substituto para a orientação médica de um profissional de saúde. A BBC não é responsável por nenhum diagnóstico feito por um usuário com base no conteúdo deste site. A BBC não é responsável pelo conteúdo de quaisquer sites externos listados, nem endossa qualquer produto comercial ou serviço mencionado ou aconselhado em qualquer um dos sites. Sempre consulte um médico se estiver preocupado com sua saúde. Veja Mais

Petrobras anuncia venda de participação em conjunto de sete concessões do Polo Urucu no AM

G1 Economia Petroleira diz que medida deve contribuir para redução do endividamento da Petrobras. Bacia Petrolífera de Urucu, no Amazonas Divulgação/Petrobras A Petrobras anunciou na sexta-feira (27) venda da totalidade de sua participação em um conjunto de sete concessões de produção terrestres localizadas na Bacia de Solimões, no Amazonas. De acordo com a empresa, a medida deve contribuir para a redução do endividamento da Petrobras. O Polo Urucu compreende concessões de produção (Araracanga, Arara Azul, Carapanaúba, Cupiúba, Leste do Urucu, Rio Urucu, Sudoeste Urucu), todas localizadas no Amazonas, nos municípios de Tefé e Coari, em uma área de aproximadamente 350 km2. De acordo com a petroleira, o processo consiste na cessão dos direitos de exploração, desenvolvimento e produção de óleo e gás natural. Além das concessões e suas instalações de produção, estão incluídos na transação, segundo a empresa, as unidades de processamento da produção de petróleo e gás natural e instalações logísticas de suporte à produção. "Essa operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em águas profundas e ultra-profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos", diz a estatal. De acordo com a Petrobras, a produção média mensal do Polo Urucu do 1° trimestre de 2020 foi de 106.353 boed, sendo 16.525 bpd de óleo e condensado e 14.281 Mm³/d de gás, além de 1,137 mil ton/dia de GLP. A petroleira afirma, ainda, que o processo de venda não prevê demissões de empregados da Petrobras na região. A empresa diz que todos funcionários serão realocados para outras unidades organizacionais da companhia. Ao G1, o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria do Petróleo (Sindipetro-PA/AM/MA/AP) afirmou não ter sido comunicado diretamente sobre a venda. A diretora de comunicação do Sindipetro-PA/AM/MA/AP, Elita Azevedo, disse que o polo é um dos principais produtores do mundo e com a possível venda, temem que a região fique vulnerável. "Tem várias questões envolvidas. A primeira, é a responsabilidade que é produzir petróleo e gás no meio da floresta amazônica, que é uma das áreas mais cobiçadas do mundo. Temos exemplos, não de áreas petrolíferas, mas de áreas que, após uma privatização, tiveram processos de desastre ambiental, como os casos de Mariana e Brumadinho. Temos medo de que isso possa acontecer aqui, com a privatização”, disse. Ainda segundo Elita, a situação dos empregos fica comprometida com a privatização do polo, já que pode acarretar em uma precarização dos postos de trabalho que existem nas regiões em que o Polo Urucu abrange. Sobre os questionamentos, a Petrobras diz que as empresas interessadas na compra deverão atender aos requisitos de operador em área remota, conforme exigência da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), além de todas as licenças operacionais e condicionantes ambientais necessárias. Diz ainda "que o processo de passagem de operação para o novo concessionário também prevê medidas para que não ocorra descontinuidade no fornecimento de gás natural, petróleo e GLP, com a garantia da continuidade operacional e de manutenção do ativo." Em 2019, a empresa vendeu o campo de Azulão, na Bacia do Amazonas, para viabilizar a produção de gás e geração de energia. Veja Mais

Como resetar sua Mi Band 4 para o padrão de fábrica

canaltech A Mi Band 4, desenvolvida pela Xiaomi, é uma pulseira inteligente que possui inúmeras funções de monitoramento de atividades e exercícios físicos. Apesar de apresentar um bom funcionamento, problemas podem acontecer e, caso os usuários precisem resetá-la, podem fazer isso diretamente em seu menu. Ou, caso queiram utilizar a pulseira em outro celular, podem realizar o processo diretamente no app Mi Fit. Basta apenas acessar o menu de configurações da pulseira no app e selecionar a função “Desemparelhar”. Feito isso, os usuários vão poder parear a smartband com outros celulares. Como usar a Mi Band 4 como monitor de sono Como configurar a Mi Band 3 e a Mi Band 4 Como personalizar a tela da Mi Band 4 Se você está tendo algum problema ou comprou um celular novo e quer emparelhar a sua pulseira com ele, confira neste tutorial como resetar e como desconectar a sua Mi Band 4 do seu celular antigo. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Como resetar a Mi Band 4 Passo 1: abra o menu da sua Mi Band 4 e acesse o item “Mais”. Passo 2: role o menu até o final e clique em “Definições”. Passo 3: procure a opção “Repor dados” e clique nela. Acesse o menu da Mi Band 4 e clique em "Repor dados" para resetar a smartband (Foto: Matheus Bigogno) Passo 4: em seguida, aparecerá um aviso informando que, após o procedimento, a pulseira deverá ser emparelhada novamente com o app Mi Fit. Clique no ícone “Confirmar” para finalizar o procedimento. Como desemparelhar a Mi Band 4 Passo 1: abra o app Mi Fit (Android | iOS) e, no canto inferior direito, clique em "Perfil". Abra o app Mi Fit em seu celular e clique em "Perfil" no canto inferior direito (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: no item "Meus dispositivos," selecione o nome da sua pulseira. Selecione o nome da sua pulseira no item "Meus dispositivos" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: role a página até o final e clique em “Desemparelhar”. Role até o final da página e clique em "Desemparelhar" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: o app irá informar que a pulseira parará de funcionar após ser desemparelhada. Clique em “Desemparelhar” para finalizar o procedimento. Feito isso, a pulseira foi resetada poderá ser novamente emparelhada em outro dispositivo. Clique em "Desemparelhar" para finalizar o processo (Captura de tela: Matheus Bigogno) Importante: verifique na aba Bluetooth do seu aparelho se o dispositivo ainda está conectado. Se ainda estiver, faça a remoção manual dele. Pronto! Agora você pode resetar ou desemparelhar a sua pulseira Mi band 4. Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Argentina 'acha' nuvem de gafanhotos, e Brasil participa de reunião para definir estratégias

G1 Economia De acordo com governo do país vizinho, e encontrava a 90 km a oeste da cidade de Curuzú Cuatiá, na província de Corrientes. Após dias sem saber a localização exata da nuvem de gafanhotos, o Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa) informou, nesta sexta-feira (26), que "achou" onde a praga se encontra no país. "Após dias de rastreio das equipes do Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agro-alimentar (Senasa) da Argentina e da província de Corrientes, hoje se pode descobrir a localização da nuvem de gafanhotos, que se encontrava a 90 km a oeste da cidade de Curuzú Cuatiá", diz o boletim mais recente do órgão. ENTENDA: O que se sabe até agora sobre a infestação que pode chegar ao Brasil O que se sabe até agora sobre a infestação que pode chagar ao Brasil Por que alguns insetos se movem em ‘nuvens’ e qual o real impacto de um gafanhoto? Brasil participa de reunião e monitora Nesta quinta-feira (25), segundo o Grupo Técnico de Gafanhotos do Comitê de Sanidade Vegetal (Cosave), uma reunião para analisar a situação foi realizada com participação de Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai. O Ministério da Agricultura brasileiro afirmou que o monitoramento feito pelo governo indica que "até o momento, estão mantidas as previsões sobre a rota da nuvem de gafanhotos, que não entrou em território brasileiro". "De acordo com os dados meteorológicos para a Região Sul do Brasil, previstos para os próximos dias, é pouco provável - até o presente momento - que a nuvem avance em território nacional. Caso isso ocorra, será feito um monitoramento interno para o acompanhamento da evolução do evento." Nuvem de gafanhotos causa prejuízos na Argentina e pode estar a caminho do Brasil Praga pouco conhecida Segundo um relatório do Ministério da Agricultura da Argentina, a espécie de gafanhoto que avança na América do Sul, chamada Schistocerca cancellata, causou danos severos à produção do país nos anos 1960 e é considerada uma "praga pouco conhecida". Novos ataques do inseto voltaram a ser relatados no país vizinho somente em 2015 e se repetiram em 2017 e 2019. Os argentinos afirmam que o inseto não traz nenhum risco aos humanos nem é vetor de doenças. No Brasil, de acordo o Ministério da Agricultura, esses gafanhotos estão no país desde o século 19 e causaram grandes perdas às lavouras de arroz na região Sul nas décadas de 1930 e 1940. Mas as nuvens não se formam desde então. Conheça alguns detalhes curiosos sobre os gafanhotos e seu desenvolvimento Arte/TG Initial plugin text Veja Mais

Nuvem de gafanhotos volta a ser localizada pelas autoridades da Argentina

O Tempo - Mundo Insetos foram encontrados 90 km a oeste de Curuzú Cuatiá, em uma área de difícil acesso Veja Mais

Amazon Music: como conectar o app na sua TV

canaltech O Amazon Music pode ser conectado à sua televisão para transmitir músicas usando o Chromecast, desde que seu smartphone e ele estejam conectados na mesma rede WiFi ou que o "modo convidado" esteja habilitado. Além disso, também é possível transmitir músicas em outros dispositivos que sejam compatíveis com a Alexa, desde que ele esteja registrado na mesma conta da Amazon em que você utiliza o Amazon Music. Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Spotify ou Amazon Music: qual tem o melhor preço e catálogo? 6 recursos do Amazon Music que você precisa conhecer hoje mesmo Para conectar o Amazon Music em sua TV, basta seguir um passo a passo bem simples, logo a seguir. Amazon Music: como conectar seu dispositivo na TV Passo 1: toque no ícone de “Menu”, localizado no canto superior da tela de seu dispositivo. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Passo 2: selecione a opção “Conectar a um dispositivo.” Passo 3: caso você nunca tenha usado um dispositivo externo no Amazon Music, toque em “Configurar meu dispositivo” para conectar o Amazon Music com a televisão. Já, se o dispositivo estiver conectado na mesma rede WiFi e aparecer na tela, basta tocar nele e ignorar o passo 4. Passo 4: depois de tocar em "Configurar meu dispositivo", você será direcionado para o site da Amazon, onde será instruído a conectar o seu dispositivo no WiFi. Feito isso, basta voltar à tela de dispositivos e selecioná-lo. Pronto! Sua televisão será conectada ao Amazon Music. Você pode interromper a transmissão de músicas a qualquer momento. Você sabia que era tão fácil? Conte pra gente nos comentários. Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

PREFEITURA DO RIO ESTABELECE VOLTA DA TORCIDA EM JOGOS A PARTIR DE 10 DE JULHO

PREFEITURA DO RIO ESTABELECE VOLTA DA TORCIDA EM JOGOS A PARTIR DE 10 DE JULHO

Fox Sports Brasil uer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! https://bit.ly/3dhfI3I ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #CampeonatoCarioca #ExpedienteFutebol Veja Mais

The Last of Us Part II não terá expansões, segundo Neil Druckmann

The Last of Us Part II não terá expansões, segundo Neil Druckmann

Tecmundo A história de The Last of Us Part II teve seu fim decretado e provavelmente não terá nenhuma expansão. Neil Druckmann, diretor do jogo, confirmou que a Naughty Dog não tem planos para lançar nenhuma DLC que possa expandir o escopo do roteiro principal.O comentário veio através da gravação de um podcast, no canal Kinda Funny Games, que também contou com a presença de outros atores envolvidos na franquia, como Troy Baker (Joel) e Ashley Johnson (Ellie). Confira a gravação do material na íntegra:Leia mais... Veja Mais

Longe dos palcos por causa da pandemia, Raí Saia Rodada lança álbum 'Saudade Braba'

G1 Pop & Arte Novo trabalho está disponível em todas as plataformas digitais. Cantor potiguar teve 38 shows cancelados em junho por causa do novo coronavírus Raía Saia Rodada lança "Saudade Braba"; álbum tem 10 faixas Divulgação O cantor Raí Saia Rodada lançou nesta sexta-feira (26) o álbum "Saudade Braba". O projeto está disponível nas plataformas de música e chega para homenagear os festejos juninos que tiveram que ser suspensos por causa da pandemia do novo coronavírus. "Aproveitamos esse momento de quarentena para produzir esse novo trabalho e levar alegria e novidade para meus fãs, de quem estou morrendo de saudade. Agora eles vão poder curtir um repertório com muitas músicas inéditas, feito com muito carinho", disse o cantor potiguar, que tinha 38 shows previstos para junho e viu todos serem cancelados devido à Covid-19. O novo álbum, lançado pela Som Livre, conta com 10 faixas, sendo oito inéditas e duas regravações - os sucessos "Minha Condição" e "A Mocinha e o Vaqueiro". A primeira música de trabalho é a inédita "Amor de Rapariga", que tem a participação especial do coautor Tony Guerra. Raí Saia Rodada vai apresentar o novo trabalho na live "Made In Roça", marcada para o dia 11 de julho, que será gravada em Umarizal, sua terra natal, no Rio Grande do Norte. Veja Mais

Coca-Cola anuncia pausa por 30 dias em anúncios em Facebook e Twitter

G1 Economia Empresa alega que está revisando suas políticas de anúncio digital e espera medidas de transparência e responsabilização dos parceiros de mídias sociais em ocorrências de racismo. Garrafas de Coca-Cola em prateleira de supermercado. Reuters/Regis Duvignau A Coca-Cola Company anunciou na sexta-feira (26) uma pausa de 30 dias em todo o conteúdo de publicidade patrocinado nas redes sociais Facebook e Twitter. A empresa alega que está revisando suas políticas de anúncio digital, um movimento entre marcas que exigem que as plataformas definam melhores práticas para lidar com conteúdo de ódio online. Também nesta sexta, a empresa de bens de consumo Unilever suspendeu suas peças nas redes sociais até o final do ano, pelo menos, devido a um "período eleitoral polarizado". Unilever suspende publicidade nos EUA por Facebook, Twitter e Instagram A Coca-Cola aponta para casos de racismo não solucionados pelas empresas de tecnologia. De acordo com nota assinada pelo CEO, James Quincy, a empresa de bebidas aguarda medidas de transparência e responsabilização dos parceiros de mídias sociais para retornar a investir em publicidade nas redes. "Não há lugar para o racismo no mundo e não deve haver nas redes sociais", diz Quincy. "Tomaremos esse tempo para readequar nossas políticas de publicidade e determinar se há revisões necessárias." Procurados pelo G1, Facebook e Twitter não responderam até a última atualização desta reportagem. Campanha de boicote A gigante americana de refrigerantes informou ao canal CNBC que esse "descanso" não significa adesão ao movimento lançado na semana passada por associações de defesa de afro-americanos e da sociedade civil. Esta campanha, chamada #StopHateForProfit ("Detenha o ódio para lucrar"), propõe boicotar anúncios no Facebook em julho e conta com o apoio de várias organizações antirracistas, como a Associação Nacional para o Progresso das Pessoas de Cor (NAACP) e a Liga Antidifamação judaica. O objetivo é conseguir uma melhor regulação dos grupos que incitam o ódio, o racismo e a violência nas redes sociais. Organizações como a Liga Anti-Difamação (ADL) e a Associação Nacional para o Progresso das Pessoas de Cor (NAACP) pediram aos anunciantes que boicotassem o Facebook como forma de pressioná-lo a verificar melhor o conteúdo dos grupos que usam a rede social para incitar ao ódio, ao racismo ou à violência. Além da Unilever, responderam à solicitação a empresa americana de telecomunicações Verizon, a sorveteria Ben & Jerry's, e empresas de artigos esportivos como Patagonia, North Face e REI, além da agência de emprego Upwork. Diante da pressão sofrida, o Facebook endureceu suas políticas de mediação de conteúdo, ao proibir mais tipos de mensagens de ódio em anúncios publicitários e começar a colocar advertências nas publicações problemáticas que decidir não eliminar. A plataforma agora suprimirá os anúncios que digam que as pessoas de determinadas origens, etnias, nacionalidades, gênero e orientação sexual são uma ameaça para a segurança ou a saúde dos demais, disse Zuckerberg, em um comunicado divulgado em seu perfil no Facebook. * (com informações da agência AFP) Facebook aponta interferência nas eleições dos EUA Veja Mais

Dos Medici à Amazon: como pandemias ajudaram megacorporações a crescer ainda mais

G1 Economia A perda repentina de pelo menos um terço da população da Europa não conduziu a uma redistribuição uniforme da riqueza para todos os demais durante a peste negra. "O triunfo da morte" representa o que aconteceu no século 14 Getty Images Em junho de 1348, os cidadãos da Inglaterra começaram a ter sintomas misteriosos. No início, eram leves e difusos: dor de cabeça, mal-estar generalizado e náuseas. Isto foi seguido pelo aparecimento de inchaços pretos e doloridos, ou bolhas, que cresciam nas axilas e na virilha, que deram nome à doença: peste bubônica. A última etapa da infecção era febre alta e logo a morte. Os soldados e caravanas trouxeram da Ásia Central as bactérias que a causava, Yersina pestis, nas pulgas que viviam em ratos, aos portos do Mar Negro. O comércio de mercadorias no Mediterrâneo causou a rápida transmissão da peste, por meio de navios mercantes que chegaram primeiro na Itália e logo em toda a Europa. A Peste Negra matou entre um terço e metade da população da Europa e do Oriente Médio. Esse grande número de mortes foi acompanhado por uma devastação econômica geral. Dado que um terço da força de trabalho morreu, colheitas não puderam ser colhidas e as consequências para as comunidades que viviam delas foram devastadoras. Uma em cada dez cidades da Inglaterra (como muitas na Toscana e outras regiões da Itália) desapareceram e nunca foram refundadas. Casas viraram ruínas e ficaram cobertas por grama e sujeira. Somente as igrejas foram ficaram de pé. Portanto, se você se deparar com uma igreja ou capela solitária no meio do campo, é provável que esteja vendo os últimos remanescentes de uma das aldeias perdidas da Europa. A experiência traumática da Peste Negra, que matou talvez 80% das pessoas infectadas, levou muitas pessoas a escrever para buscar sentido sobre o que tinham vivido. Em Aberdeen, John de Fordun, um cronista escocês, registrou que "A doença afetou a todos, mas principalmente as classes média e baixa, raramente os nobres. Isso gerou tanto horror que as crianças não se atreviam a visitar seus pais moribundos, nem os pais seus filhos, e fugiam por medo de contágio como da lepra ou de uma serpente". Essas linhas quase poderiam ter sido escritas hoje. Embora a taxa de mortalidade da covid-19 seja muito menor que a da Peste Negra, as consequências econômicas foram severas devido à natureza altamente integrada e globalizada das economias modernas. Com isso somado à mobilidade da população, a pandemia se espalhou pelo mundo em questão de meses, não anos. Mão de obra Embora a Peste Negra tenha causado danos econômicos a curto prazo, as consequências a longo prazo foram menos óbvias. Antes de a doença começar a se espalhar, o crescimento demográfico havia causado um excedente de mão de obra séculos atrás, que foi abruptamente substituído por uma escassez de trabalhadores quando muitos servos e camponeses livres morreram. Os historiadores argumentam que essa escassez de mão de obra permitiu que os camponeses que sobreviveram à pandemia exigissem melhores salários ou procurassem emprego em outros lugares. Apesar da resistência dos governos, a epidemia corroeu o sistema feudal. Mas outra consequência da Peste Negra foi o surgimento de empresários ricos e o estreitamento dos laços entre governos e o mundo dos negócios. Embora a doença tenha causado perdas de curto prazo para as maiores empresas da Europa, elas concentraram seus ativos no longo prazo e permaneceram com uma participação maior no mercado, enquanto aumentavam sua influência nos governos. Isso tem fortes paralelos com a situação atual em muitos países do mundo. Embora as pequenas empresas dependam do apoio do governo para evitar o colapso, muitas outras, principalmente as maiores ou as que entregam em casa, estão se beneficiando generosamente com as novas condições do mercado. A economia de meados do século 14 e a atual são muito diferentes em tamanho, velocidade e interconexão para fazer comparações exatas. Mas certamente podemos ver paralelos sobre o modo como a Peste Negra fortaleceu o poder do Estado e acelerou o domínio das megacorporações sobre os principais mercados. O negócio da morte A perda repentina de pelo menos um terço da população da Europa não conduziu a uma redistribuição uniforme da riqueza para todos os demais. Em vez disso, as pessoas reagiram à devastação mantendo dinheiro dentro da família. Ao mesmo tempo, o declínio do feudalismo e o surgimento de uma economia baseada nos salários, seguindo as demandas camponesas por melhores condições de trabalho, beneficiaram as elites urbanas. A peste negra matou de 75 a 200 milhões de pessoas em todo o mundo Getty Images O pagamento em dinheiro, e não em espécie (na concessão de privilégios como o direito de coletar lenha), significava que os camponeses tinham mais dinheiro para gastar nas cidades. Essa concentração de riqueza acelerou bastante uma tendência pré-existente: o surgimento de empresários mercantes que combinavam o comércio de bens com sua produção em uma escala disponível apenas para aqueles com quantias significativas de capital. Por exemplo, a seda, uma vez importada da Ásia e do Bizâncio, agora era produzida na Europa. Comerciantes italianos ricos começaram a abrir oficinas de seda e tecido. Esses empresários estavam em uma posição única para responder à repentina escassez de mão de obra causada pela Peste Negra. Ao contrário dos tecelões independentes, que careciam de capital, e diferentemente dos aristocratas, cuja riqueza vinha da terra, os empresários urbanos podiam usar seu capital líquido para investir em novas tecnologias, compensando a perda de trabalhadores com máquinas. Paradoxalmente, ao reduzir a população, a vida dos sobreviventes melhorou Getty Images No sul da Alemanha, que se tornou uma das áreas com mais comércios da Europa nos séculos 14 e 15, empresas como a Welser (que mais tarde administrou a Venezuela como uma colônia privada) combinaram cultivo de linho com a posse dos teares. Nesses teares, o linho era trabalhado para produzir um tecido que a empresa vendia posteriormente. Após a Peste Negra, nos séculos 16 e 15, a tendência era de poucas empresas concentrarem todos os recursos: o capital, as habilidades e a infraestrutura. A era da Amazon Avançando para o presente, há algumas semelhanças claras. Certas grandes organizações aproveitaram as oportunidades oferecidas pela pandemia da covid-19. Em muitos países, pequenos restaurantes, pubs e lojas fecharam repentinamente. O mercado de alimentos, o varejo em geral e o entretenimento tornaram-se digitais, e o dinheiro praticamente desapareceu. Com os restaurantes fechados, grande parte desse suprimento de alimentos foi absorvido pelas redes de supermercados. Elas têm muitas áreas de vendas e muitos funcionários, além da capacidade de acelerar a contratação no momento em que muitas pessoas ficam sem emprego. Elas também têm armazéns, caminhões e uma capacidade logística complexa. O outro grande vencedor foram os gigantes do varejo online, como a Amazon, que possui serviços de venda de alimentos nos Estados Unidos, Índia e em muitos países europeus. As lojas de rua sofrem com a concorrência de preços e a conveniência da Internet há anos, tornando comuns as notícias de fechamentos e falências. Empresas em ascensão Agora, grande parte do espaço do comércio "não essencial" está fechado e nossos desejos só podem ser atendidos através da Amazon, eBay, Argos, Screwfix e outros. Houve um claro aumento nas compras online, e os analistas se perguntam se essa é uma reviravolta definitiva no mundo virtual e demonstra maior domínio das grandes corporações. A indústria de streaming de entretenimento, um setor de mercado dominado por grandes corporações como Netflix, Amazon Prime (novamente), Disney e outras, nos mantém entretidos enquanto aguardamos nossos pacotes em casa. Outros gigantes online como Google (dono do YouTube), Facebook (dono do Instagram) e Twitter fornecem as outras plataformas que dominam o tráfego da internet. O último elo da cadeia são as próprias empresas de entrega: UPS, FedEx, Amazon Logistics (novamente), bem como a entrega de alimentos Just Eat e Deliveroo. Através de seus modelos de negócios, suas plataformas agora dominam o transporte de produtos de todos os tipos. A outra mudança para o domínio corporativo foi a queda no uso de dinheiro, apoiada por governos que incentivam serviços de pagamento sem contato. Obviamente, isso ajuda as plataformas online, mas também significa que o dinheiro é movimentado pelas grandes corporações que cuidam dele. Visa e Mastercard são os players mais importantes, mas Apple Pay, PayPal e Amazon Pay (novamente) viram aumentos no volume de suas transações, uma vez que o dinheiro permanece sem uso nos bolsos dos cidadãos. E enquanto o dinheiro for considerado um vetor de transmissão para o covid-19, os varejistas não o receberão e os clientes não o usarão. As pequenas empresas receberam um golpe realmente decisivo em uma ampla gama de setores, já que o coronavírus, como a Peste Negra na época, fizeram com que as grandes corporações ganhassem participação no mercado. Mesmo aqueles que trabalham em casa estão usando o Skype (de propriedade da Microsoft), Zoom e BlueJeans, além de laptops fabricados por um pequeno número de organizações globais. Os bilionários ficam mais ricos enquanto as pessoas comuns perdem seus empregos. A riqueza de Jeff Bezos, diretor-executivo da Amazon, aumentou em US$ 25 bilhões (cerca de R$ 133 bilhões) desde o início do ano. Mas essa não é toda a história. A outra grande tendência na resposta ao vírus tem sido o fortalecimento do poder do Estado. Pandemias do governo No nível estatal, a Peste Negra causou uma aceleração da centralização, um aumento dos impostos e dependência governamental pelas grandes empresas. Na Inglaterra, o declínio no valor da terra e a consequente queda na renda levaram a Coroa, o maior proprietário de terras do país, a tentar limitar os salários aos níveis anteriores à Peste Negra com o Estatuto dos Trabalhadores de 1351, e a impor impostos adicionais à população. Anteriormente, os governos se financiavam e apenas estabeleciam impostos para despesas extraordinárias, como guerras. Mas os impostos estabelecidos após a Peste Negra estabeleceram um precedente importante para a intervenção do governo na economia. Esses esforços do governo resultaram em um aumento significativo na participação da Coroa na vida cotidiana. Nos surtos de pestes posteriores, que ocorreram a cada 20 anos ou mais, o movimento das populações se restringiu mediante toques de recolher, proibição de viajar e quarentenas. Isso fez com que o Estado concentrasse ainda mais poder e substituísse a distribuição regional de autoridade por uma burocracia centralizada. Muitos dos homens que dirigiram o governo após a praga, como o poeta Geoffrey Chaucer, vieram de famílias mercantes inglesas, algumas das quais ganharam poder político. O exemplo mais proeminente disso foi o da família De la Pole, que em duas gerações passou de comerciante de lã a ostentar o título do condado de Suffolk. Com o colapso temporário do comércio e das finanças internacionais após a Peste Negra, Richard de la Pole tornou-se o maior prestamista da Coroa e amigo íntimo de Richard 2. Quando as megaempresas italianas reapareceram no final dos séculos 14 e 15, elas também se beneficiaram da crescente dependência da coroa de empresas comerciais. A família Medici, que acabou governando Florença, é o exemplo mais chamativo. Os comerciantes também ganharam influência política através da compra de terras, cujo preço havia caído após a Peste Negra. Possuir terras permitiu que eles se tornassem nobres e aristocratas, e casassem seus filhos com filhos de senhores com problemas de liquidez. Com seu novo status e com a ajuda de sogros influentes, as elites urbanas ganharam representação política no Parlamento. No final do século 14, o controle estatal por parte do governo e seus estreitos laços com empresas mercantis levaram muitos nobres a se voltarem contra Ricardo 2. Eles transferiram sua lealdade ao primo, que se tornou Henrique 4, na esperança de que ele não seguisse as políticas de Ricardo. Depois que Ricardo 2 subiu os impostos para arrecadar dinheiro para continuar sua campanha no exterior, os camponeses pegaram em armas em 1381 Getty Images Isso e as subsequentes Guerras das Rosas foram impulsionadas em parte pela hostilidade da nobreza em relação à centralização do poder do governo. A derrota de Enrique para Ricardo 3 em 1485 não apenas terminou com a guerra, mas anulou qualquer tentativa da nobreza inglesa de recuperar a autoridade regional, abrindo caminho para o crescimento contínuo das empresas e do governo central. O estado em que estamos O poder do Estado é algo que assumimos amplamente no século 21. Em todo o mundo, a ideia de nação soberana tem sido central na política e na economia imperiais dos últimos séculos. Mas a partir da década de 1970, tornou-se comum os intelectuais sugerirem que o Estado era menos importante, seu monopólio sobre o controle do território começou a ser disputado pelas grandes corporações multinacionais. Em 2016, das 100 maiores entidades econômicas, 31 eram países e 69 eram empresas. O Walmart era maior que a economia da Espanha, e a Toyota, maior que a da Índia. A capacidade dessas grandes empresas de influenciar políticos e reguladores tem sido evidente o suficiente: basta olhar para o papel das empresas de petróleo em negar as mudanças climáticas. E Margaret Thatcher, que foi primeira-ministra do Reino Unido de 1979 a 1990, declarar que pretendia "fazer retroceder ao Estado" também trouxe mudanças. Desde então, cada vez mais ativos que antes eram estatais começaram a ser operados como empresas ou como agentes privados em um mercado regulamentado pelo Estado. Aproximadamente 25% do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido, por exemplo, possui contratos com o setor privado. Em todo o mundo, transportes, serviços públicos, telecomunicações, dentistas, oftalmologistas, correios e muitos outros serviços costumavam ser monopólios estatais e agora são administrados por empresas. É comum ouvir que as indústrias nacionalizadas ou estatais são lentas e precisam de disciplina de mercado para se tornarem mais modernas e eficientes. Mas, graças ao coronavírus, o Estado voltou novamente como um tsunami. Seus gastos foram direcionados aos sistemas nacionais de saúde, abordaram os problemas dos sem-teto, proporcionaram renda básica universal a milhões de pessoas e ofereceram garantias de empréstimos ou pagamentos diretos a um grande número de empresas. É a economia keynesiana de larga escala, na qual os títulos nacionais são usados ​​para emprestar dinheiro respaldado por futuros impostos dos contribuintes. As ideias para equilibrar o orçamento parecem, por enquanto, história, dado o número de setores que dependem de resgates públicos. Políticos de todo o mundo tornaram-se repentinamente intervencionistas, usando metáforas da guerra para justificar gastos gigantescos. Também não se fala muito da restrição surpreendente das liberdades pessoais. A autonomia do indivíduo é fundamental para as ideias neoliberais. Os "povos amantes da liberdade" contrastam com aqueles que vivem suas vidas sob o jugo da tirania, de Estados que exercem poderes de vigilância, como um Big Brother, sobre o comportamento de seus cidadãos. No entanto, nos últimos meses, Estados ao redor do mundo restringiram o movimento para a grande maioria das pessoas e estão usando a polícia e as forças armadas para evitar aglomerações em espaços públicos e privados. Teatros, bares e restaurantes estão fechados. Além disso, os parques e até mesmo os bancos podem levar uma multa, a mesma caso se exercite muito perto de alguém. Um rei medieval ficaria impressionado com esse nível de autoritarismo. O poder do Estado está agora sendo exercido de maneiras que não eram vistas desde a Segunda Guerra Mundial, e tem havido amplo apoio público a ele. Resistência popular Para retornar à Peste Negra, o crescimento da riqueza e a influência de comerciantes e grandes empresas agravaram seriamente o sentimento anticomércio que já existia. O pensamento medieval, tanto intelectual como popular, sustentava que o comércio era moralmente suspeito e que os comerciantes, especialmente os ricos, eram propensos à ganância. A Peste Negra foi amplamente interpretada como uma punição de Deus pelo pecado da Europa, e muitos escritores pós-epidêmicos culparam a Igreja, os governos e as empresas ricas pela deterioração moral da cristandade. O famoso poema de protesto de William Langland, Piers Plowman ("Pedro, o labrador"), era fortemente antimercantilista. Outras obras, como o poema de meados do século 15, a Libelle de Englysche Polycye, toleravam o comércio, mas o desejavam nas mãos dos comerciantes ingleses e fora do controle dos italianos, que, segundo o autor, empobreciam o país. Com o avanço dos séculos 14 e 15, e as empresas ganhando mais participação no mercado, a hostilidade popular e intelectual aumentou. A longo prazo, isso teria resultados incendiários. Já no século 16, a concentração do comércio e das finanças nas mãos das empresas havia se tornado um monopólio próximo dos bancos reais e papais. Essas empresas também tinham o monopólio ou quase as principais matérias-primas da Europa, como prata, cobre e mercúrio, e importações da Ásia e das Américas, principalmente especiarias. Martinho Lutero (o teólogo que promoveu a reforma religiosa na Alemanha) ficou indignado com essa concentração e principalmente com o monopólio da Igreja Católica. Em 1524, ele publicou um tratado argumentando que o comércio deveria ser conduzido em nome do bem comum (alemão) e que os comerciantes não deveriam cobrar preços altos por seus produtos. Junto com outros escritores protestantes, como Philip Melancthon e Ulrich von Hutten, Lutero apontou o sentimento antimercado existente para criticar a influência das empresas sobre o governo, acrescentando injustiça financeira ao seu chamado pela reforma religiosa. O famoso sociólogo Max Weber associou o protestantismo ao surgimento do capitalismo e do pensamento econômico moderno. Mas os primeiros escritores protestantes se opuseram às corporações multinacionais e à comercialização de suprimentos básicos, apontando para o sentimento anticomercial que teve suas raízes na Peste Negra. Essa oposição popular e religiosa acabou levando à ruptura com Roma e à transformação da Europa. O pequeno é sempre bom? No século 21, nos acostumamos à ideia de que as empresas capitalistas produzem concentrações de riqueza. Sejam industrialistas vitorianas, aristocracia, desonestos americanos ou bilionários ponto com, as desigualdades geradas pelas empresas e a capacidade de corromper governos têm moldado o debate comercial desde a revolução industrial. Para os críticos, as grandes empresas costumam ser caracterizadas como cruéis. Um gigante que esmaga as pessoas comuns sob as rodas de suas máquinas ou extrai vampiricamente os lucros do trabalho das classes trabalhadoras. Como vimos, o debate entre pequenas empresas locais e aquelas que favorecem as corporações e o poder do Estado se remonta de muitos séculos atrás. Os poetas românticos e radicais lamentaram a forma como os "moinhos satânicos obscuros" estavam destruindo o campo e produzindo pessoas que nada mais eram do que apêndices das máquinas. A ideia de que o artesão honesto estava sendo substituído pelo empregado alienado, um escravo assalariado, é comum tanto aos críticos nostálgicos quanto aos progressistas do capitalismo primitivo. Na década de 1960, a fé nos negócios locais, combinada com suspeitas sobre empresas e o Estado, gerou movimentos verdes como o Occupy ou o Extinction Rebellion. Consumir alimentos locais, usar dinheiro local e tentar aumentar o poder de compra das "instituições âncoras", como hospitais e universidades, em direção a pequenas empresas sociais tornou-se o sentido de muitos ativistas econômicos contemporâneos. Mas a crise da covid-19 questiona esse ponto de que "o pequeno é bom e o grande é ruim" de algumas maneiras muito fundamentais. Parece ser necessária uma organização em larga escala para lidar com a grande variedade de problemas que o vírus gerou, e os Estados que parecem ter tido mais sucesso são aqueles que adotaram as formas mais intervencionistas de vigilância e controle. Até o mais ardente pós-capitalista teria que reconhecer a incapacidade das pequenas empresas sociais de equipar um hospital gigantesco em poucas semanas. E, embora existam muitos exemplos de empresas locais envolvidas na entrega de alimentos e uma quantidade louvável de ajuda ao cidadão, a população dos países ocidentais está sendo amplamente alimentada por redes de supermercados com operações logísticas complexas. Depois do coronavírus O resultado a longo prazo da Peste Negra foi o fortalecimento do poder das grandes empresas e do Estado. Os mesmos processos estão ocorrendo durante as quarentenas de coronavírus e de maneira muito mais rápida. Mas devemos ser cautelosos com as fáceis lições históricas. A história nunca se repete realmente. As circunstâncias de cada época são únicas e simplesmente não é aconselhável assumir as "lições" da história como experimentos que testam certas leis gerais. O coronavírus não matará um terço de nenhuma população, portanto, embora seus efeitos sejam profundos, ele não causará a mesma escassez de trabalhadores. Na verdade, reforçou o poder dos empregadores. A diferença mais profunda é que a provocada pelo vírus coincide com outra crise, a das mudanças climáticas. Existe um risco real de que as políticas de recuperação econômica simplesmente substituam a necessidade de reduzir as emissões de carbono. Este é o cenário de pesadelo em que a covid-19 é apenas uma prequela de algo muito pior. Mas as enormes mobilizações de pessoas e dinheiro que governos e empresas têm implementado também mostram que as grandes organizações podem se reformar e ao mundo extraordinariamente rápido, se desejarem. Isso fornece um motivo real de otimismo em relação à nossa capacidade coletiva de redesenhar a produção de energia, transporte, sistemas alimentares e muito mais — o novo acordo ecológico que muitos legisladores vêm patrocinando. A Peste Negra e a covid-19 parecem ter causado a concentração e a centralização dos negócios e o poder do Estado. É interessante saber isso. Mas a pergunta mais importante é se essas forças podem ajudar a combater a crise que se aproxima. * Eleanor Russell é doutora em história na Universidade de Cambridge e Martin Parker é professor na Universidade de Bristol, ambas no Reino Unido. Veja Mais

Ministro retira conclusão de doutorado do currículo; reitor não reconhece título

O Tempo - Política A alteração no currículo lattes se deu após o reitor da Universidade Nacional de Rosário, Franco Bartolacci, revelar que Decotelli não obteve título de doutor na instituição Veja Mais

Artigo com coautoria de Moro tem acusação de plágio; ex-ministro pede desculpas

O Tempo - Política Após a acusação, a advogada Beathrys Ricci Emerich, que assina o texto, assumiu ter cometido um "erro metodológico" Veja Mais

ACABA RÁPIDO | iPhone XR e iPhone 11 pelo menor preço do varejo, em até 12x!

canaltech *IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais. O iPhone é um dos melhores smartphones que existem no mercado, e aproveitar uma boa oferta por um dos modelos da Apple é sempre um bom negócio. O Extra está com promoção em duas versões de smartphone da Maçã: o iPhone 11 e o iPhone XR, ambos com o melhor preço que você vai encontrar na internet hoje. Mas é bom correr, porque o estoque tende a acabar rápido com esses precinhos! Sobre o iPhone 11 - R$ 3.989 em 12x sem juros   O iPhone 11 tem tela de 6,1 polegadas Liquid Retina IPS, com resolução um pouco maior do que o HD+. É uma ótima tela, com qualidade impressionante no melhor padrão Apple. A bateria de todos os modelos aumentou bem esse ano, e o iPhone 11 tem 3.110 mAh de carga, que é mais que o suficiente para o dia inteiro de uso. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- O hardware é o que tem de melhor construído pela Apple: o chipset A13 Bionic, aliado a 4 GB de memória RAM. O iPhone 11 não deve nada aos irmãos em matéria de desempenho, e vem com opções de armazenamento de 64 GB, 128 GB ou 256 GB. E, como todo modelo da Maçã, o iOS 13 já está disponível e haverá atualizações durante os próximos três ou quatro anos, sempre com novos recursos. Para garantir sua segurança e conforto, o iPhone 11 conta com o Face ID, que desbloqueia o aparelho por meio do reconhecimento facial. O conjunto de câmeras na traseira é duplo, com sensores de 12 MP, sendo um deles ultrawide para tirar fotos com campo de visão ampliado. As câmeras ainda contam com vários novos recursos, entre eles o modo noturno, para captar mais informação mesmo com pouca luz, e o novo Deep Fusion, que usa inteligência artificial para resultados de maior qualidade. A câmera frontal registra suas selfies também com 12 MP. Sobre o iPhone XR -  R$ 3.134 em 12x sem juros   Trata-se do modelo mais acessível da família de smartphones da Apple lançado em 2018. Em 2020, ainda é uma ótima opção, com hardware poderoso, bom conjunto de câmeras e ótima duração de bateria. Com tela IPS LCD chamada Liquid Retina Display de 6,1 polegadas, o dispositivo tem 80% de aproveitamento do espaço frontal, que a Apple garante ter cores mais realistas. Por dentro, o modelo traz o chipset A12 Bionic de oito núcleos, o mesmo utilizado nos iPhone XS e XS Max. Além disso, são 3 GB de RAM e opções de armazenamento de 64, 128 e 256 GB. A bateria tem 2.942 mAh, maior que a do XS e com autonomia bem interessante, garantida para o dia inteiro. O conjunto de câmeras traz sensor duplo na traseira com 12 MP e HDR inteligente, zoom óptico de 2x e fotos com profundidade de campo garantidas. Já o sensor frontal, para selfies, tem 7 MP com modo retrato. O aparelho também tem certificação IP67 contra poeira e água, sobrevivendo em até 1 metro de profundidade por 30 minutos, e é recoberto por vidro em ambos os lados para permitir o carregamento sem fios da bateria. O XR não tem leitor de impressões digitais, com o desbloqueio e autenticações de segurança sendo feitos com o reconhecimento facial do FaceID. Tá barato mesmo! IMPORTANTE: o preço correto dos produtos só vai aparecer na hora de fechar o carrinho de o compras. Até a última tela, você vai ver um valor diferente. Siga com a compra até a escolha da forma de pagamento, quando então o valor promocional será exibido. O iPhone 11 de 64 GB pode ser seu por um valor bem reduzido agora no Extra, por apenas R$ 3.989,05 em até 12 vezes sem juros. A oferta vale para a cor vermelha. O preço promocional aparece antes de fechar a compra para o menor preço disponível no varejo online hoje! Já o iPhone XR, também na versão de 64 GB, sai por somente R$ 3.134,05 em até 12 vezes sem juros. Assim como o iPhone 11, este é o melhor preço que você vai achar na internet por este modelo hoje. E se você duvida que estes são os melhores preços hoje, dá uma olhada no que diz o comparador de preços Zoom: Preço do iPhone 11 de 64 GB hoje Preço do iPhone XR de 64 GB hoje *O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no WhatsApp para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas. Leia a matéria no Canaltech. Veja Mais

Florestas 'artificiais' podem causar mais danos que benefícios, dizem estudos

Glogo - Ciência Dois estudos apontaram que o reflorestamento em larga escala e sem critérios quanto à biodiversidade da flora pode, na verdade, prejudicar o meio ambiente. O esquema de subsídios do Chile falhou em aumentar estoques de carbono e conter a perda de biodiversidade, diz estudo Robert Heilmayr/BBC Em vez de beneficiar o meio ambiente, o plantio em larga escala de árvores pode fazer justamente o contrário, segundo dois novos estudos publicados recentemente. Uma das pesquisas apontou que os incentivos financeiros para plantar árvores podem ter efeitos negativos ao reduzir a biodiversidade e geram pouco impacto nas emissões de carbono. Um outro estudo descobriu que a quantidade de carbono que as novas florestas podem absorver pode ser superestimada. A mensagem principal de ambos os trabalhos é de que plantar árvores não é uma solução simples para as mudanças climáticas. Solução de baixo custo e alto impacto? Nos últimos anos, a ideia de plantar árvores como uma solução de baixo custo e alto impacto para combater as mudanças climáticas realmente ganhou força. Estudos anteriores indicavam que as árvores têm um enorme potencial para absorver e armazenar carbono, e muitos países estabeleceram campanhas de plantio como um elemento-chave de seus planos. No Reino Unido, por exemplo, as promessas dos partidos políticos de plantar um número cada vez maior de árvores foram parte da campanha para as eleições gerais do ano passado. Nos Estados Unidos, até o presidente Donald Trump participou da campanha Trillion Trees — projeto que pretende plantar 1 trilhão de árvores. Outra grande iniciativa de plantio de árvores é chamada de Desafio de Bonn. Nele, os países estão sendo instados a restaurar 350 milhões de hectares de terras degradadas e desmatadas até 2030. Até o momento, cerca de 40 nações aderiram à ideia. Mas os cientistas pedem cautela na corrida para plantar novas florestas. Eles apontam para o fato de que, no Desafio de Bonn, quase 80% dos compromissos assumidos até o momento envolvem o plantio de monoculturas ou uma mistura limitada de árvores que produzem produtos específicos, como frutas ou borracha. Incentivos financeiros Um estudo analisou os incentivos financeiros dados aos proprietários privados para plantar árvores. Esses pagamentos são vistos como um elemento-chave para aumentar significativamente o número de árvores. A pesquisa analisou o exemplo do Chile, onde um decreto subsidiando o plantio de árvores ficou em vigor de 1974 a 2012, e foi amplamente visto como uma política de reflorestamento de influência global. A lei subsidiou 75% dos custos do plantio de novas florestas. Embora a legislação não se referisse às florestas existentes, a aplicação negligente e as limitações orçamentárias fizeram com que alguns proprietários de terras simplesmente substituíssem as florestas nativas por novas plantações de árvores mais lucrativas. O estudo constatou que o esquema de subsídios expandiu a área coberta por árvores, mas diminuiu a área de floresta nativa. Os autores apontam que, como as florestas nativas do Chile são ricas em biodiversidade e armazenam grandes quantidades de carbono, o esquema de subsídios fracassou em aumentar os estoques de carbono e conter a perda de biodiversidade. "Se as políticas para incentivar as plantações de árvores são mal projetadas ou mal aplicadas, há um alto risco de não apenas desperdiçar dinheiro público, mas também liberar mais carbono e perder a biodiversidade", disse o coautor da pesquisa Eric Lambin, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. "Esse é exatamente o oposto do objetivo dessas políticas." Absorção de carbono Um segundo estudo se propôs a examinar quanto carbono uma floresta recém-plantada seria capaz de absorver da atmosfera. Até agora, muitos cientistas calcularam a quantidade de carbono que as árvores podem retirar do ar usando uma proporção fixa. Suspeitando que essa proporção depende das condições locais, os pesquisadores analisaram o norte da China, onde houve um plantio intensivo de árvores pelo governo por causa das mudanças climáticas, mas também em um esforço para reduzir a poeira do deserto de Gobi. Os cientistas analisaram 11 mil amostras de solo retiradas de áreas florestadas, e descobriram que, em solos pobres em carbono, a adição de novas árvores aumentou a densidade do carbono orgânico. Mas, onde os solos já eram ricos em carbono, a adição de novas árvores diminuiu essa densidade. Os autores afirmam que suposições anteriores sobre quanto carbono pode ser absorvido com o plantio de novas árvores provavelmente são superestimadas. "Esperamos que as pessoas entendam que o reflorestamento envolve muitos detalhes técnicos e equilíbrios de diferentes partes, e não vai resolver todos os nossos problemas climáticos", disse Anping Chen, da Universidade Estadual do Colorado, nos Estados Unidos, e principal autor do estudo. Veja Mais

Brasil assina acordo para produzir vacina experimental contra Covid-19

Forbes País produzirá inicialmente cerca de 30 milhões de doses [...] O post Brasil assina acordo para produzir vacina experimental contra Covid-19 apareceu primeiro em Forbes Brasil. Veja Mais

Global Goal reúne lives de shows com Shakira, Coldplay, Usher e mais artistas

canaltech Enquanto shows não estão permitidos em virtude da pandemia do novo coronavírus, artistas têm encontrado nas transmissões ao vivo via redes sociais uma forma de continuar promovendo seus trabalhos e colaborar para a saúde mental das pessoas que estão em isolamento social, além de abraçar boas causas em prol de ajudar no combate à COVID-19. Ministério da Saúde muda critérios para notificação da COVID-19 COVID-19 | 15% dos testes rápidos de farmácia dão positivo no Brasil A ONG Global Citizen, por exemplo, é uma das maiores apoiadoras dessa iniciativa e já realizou, no mês de abril, em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o festival "One World: Together At Home" reunindo artistas como Lady Gaga, Paul McCartney, Maluma e mais cantores. Agora, neste sábado (27), em conjunto da Comissão Europeia, a entidade organiza mais um festival beneficente durante a pandemia chamado “Global Goal: Unite For our Future – The Concert”, que promete ser um dos maiores já realizados até o momento, e chamar a atenção para que todos tenham acesso aos tratamentos e medicamentos disponíveis contra a COVID-19 a medida que são descobertos, e não somente pequenos grupos privilegiados. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Com apresentação de Dwayne “The Rock” Johnson, conhecido por filmes como “Jumanji” e “Velozes e Furiosos”, na programação estão populares nomes da música como Shakira, Coldplay, Usher, Justin Bieber, Miley Cyrus e J Balvin, que exibirão seus shows em performances pré-gravadas. Além desses, o evento virtual também vai reunir personalidades como Chris Rock, David Beckham, Hugh Jackman, Kerry Washington, Charlize Theron, Billy Porter e Olivia Colman para promover a importante mensagem. We're joining @GlblCtzn & @EU_Commission for tonight's #GlobalGoalUnite Concert – bringing together scientists, philanthropists, artists, comedians & more to fight for equal access to COVID-19 healthcare. Watch on TV & online at 7pm BST / 8pm CET / 2pm EThttps://t.co/eNJqcJSVZ7 pic.twitter.com/I8xMHzTAL0 — Coldplay Veja Mais

Desembargador que concedeu foro a Flávio diz que agiu guiado por sua consciência

O Tempo - Política Paulo Rangel votou a favor da concessão de foro privilegiado ao senador e pela anulação de decisões da primeira instância Veja Mais

Unilever suspende publicidade nos EUA por Facebook, Twitter e Instagram

G1 Economia Multinacional anglo-holandesa de alimentos e cosméticos alega 'período eleitoral polarizado'. Unilever suspende publicidade em redes sociais AP Photo/Jenny Kane A multinacional anglo-holandesa de alimentos e cosméticos Unilever anunciou nesta sexta-feira (26) que está suspendendo sua publicidade nos Estados Unidos pelas plataformas Facebook, Twitter e Instagram até o final do ano, pelo menos, devido a um "período eleitoral polarizado". "As marcas têm a obrigação de construir um ecossistema digital confiável e seguro. É por isso que nossas marcas não anunciarão no Facebook, no Instagram e no Twitter", informou a empresa. "Muito mais pode ser feito, especialmente em face da divisão e do discurso de ódio presente neste período eleitoral muito polarizado nos Estados Unidos", explicou uma porta-voz da Unilever. "Continuar com nossa publicidade nessas plataformas neste momento não contribuiria com nada para as pessoas ou a sociedade", afirmou a porta-voz à AFP. A gigante das telecomunicações americana Verizon anunciou na quinta-feira que "pausaria" a publicidade no Facebook (leia mais abaixo). A rede social vem sendo criticada por grupos que se definem como antirracistas e que consideram que o Facebook não faz o suficiente para combater o discurso de ódio. A Liga Antidifamação lançou neste sentido uma campanha chamada "Pare o ódio que dá lucro", em um contexto de mobilização política e polêmicas, tanto pela morte do afro-americano George Floyd quanto pela campanha eleitoral. A Unilever anunciou na última quinta que suas subsidiárias na Índia e Bangladesh vão mudar o nome de um creme especial para clareamento da pele, "Fair &Lovely", após o surgimento de uma campanha que o considera racista. Por sua vez, o Facebook é acusado de divulgar as mensagens do presidente Donald Trump, motivo de raiva para as empresas e organizações de esquerda nos EUA. Anualmente, o Facebook movimenta cerca de US$ 70 bilhões em publicidade, e a campanha "Stop Hate That Gain Profits" ("Um basta ao ódio que dá lucro") levou empresas do setor esportivo, como Patagonia, North Face e REI, a também se retirarem da plataforma. Verizon A operadora de telecomunicações Verizon anunciou na quinta-feira (25) pausa na publicidade no Facebook, após amplo apoio a uma campanha contra a gigante da mídia social por não fazer o bastante para impedir o discurso de ódio em suas plataformas. "Estamos pausando nossa publicidade até que o Facebook possa criar uma solução aceitável que nos deixe à vontade", disse um representante da Verizon. A Verizon amplia uma lista de empresas americanas que pararam de anunciar no Facebook em apoio à campanha Stop Hate for Profit, iniciada por grupos de direitos civis dos EUA, enquanto o Facebook trabalha para conter a crescente revolta. A marca de sorvetes Ben & Jerry's e as empresas de equipamentos para atividades ao ar livre Patagonia e The North Face estão entre as marcas que disseram antes que suspenderiam anúncios no Facebook. O Facebook disse que está trabalhando com as organizações de direitos civis. "Respeitamos a decisão de qualquer marca e continuamos focados no importante trabalho de remover o discurso de ódio e fornecer informações críticas sobre eleições", disse Carolyn Everson, vice-presidente de negócios globais do Facebook. Mark Zuckerberg, presidente-executivo do Facebook Leah Millis/Reuters O presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou na sexta-feira uma série de novidades a respeito de conteúdos eleitorais na rede social, além de uma nova política de anúncios, que vai mirar a disseminação de discurso de ódio. Como forma de prevenir o que a empresa chama de "supressão de voto" — publicações na plataforma que desencorajariam os cidadãos a participar de eleições — Zuckerberg afirmou que o Facebook vai incluir um link para o Centro de Informações de Voto da empresa em todas as publicações que discutirem voto na plataforma, incluindo as que forem feitas por políticos. Veja Mais

Repórter da CNN Brasil é assaltada ao vivo neste sábado; confira vídeo

O Tempo - Diversão - Magazine Jornalista teve dois celulares roubados enquanto fazia a cobertura da chuva na cidade de São Paulo Veja Mais