Meu Feed

No mais...

Veja as vagas de emprego do Sine Macapá para 3 de setembro; inscrições são pela web

G1 Economia Há oportunidades para operadores de equipamentos como escavadeira, pá carregadeira e trator de esteira, e ainda para babá, caseiro, entre outras funções. Há vagas para operadores de escavadeira, pá carregadeira e de trator de esteira Bárbara Muniz Vieira/G1 O Sistema Nacional de Emprego no Amapá (Sine-AP) oferta vagas de emprego em Macapá para quinta-feira (3). O atendimento ao público está suspenso na sede do órgão e os candidatos interessados devem encaminhar e-mail com currículo anexado. As inscrições e cadastros devem ser feitos pela internet, no e-mail sinetrabalhador@sete.ap.gov.br. As vagas estão disponíveis apenas para o dia divulgado. O atendimento do Sine por e-mail já era feito para as empresas que ofertam as vagas e agora o órgão estendeu para os interessados em enviar currículos. A alternativa, que visa compensar o tempo em que o Sine ficou fechado, deve durar até o fim do decreto de isolamento. Veja as vagas disponíveis de acordo com as solicitações das empresas, para quinta-feira: aplicador de adesivo (veículos) babá carpinteiro caseiro cobrador externo cozinheiro industrial encanador ferreiro armador mecânico de máquinas pesadas operador de escavadeira operador de pá carregadeira operador de trator de esteira pedreiro pizzaiolo serviços gerais (PCD) técnico em refrigeração trabalhador da preparação de pescado (limpeza) vendedor interno vendedor pracista Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá Veja Mais

Fãs lembram Chadwick Bosewick em estátua para Pantera Negra em Fortnite

canaltech Os jogadores de Fortnite tiveram uma surpresa na madrugada desta quarta-feira (2): uma bela estátua em homenagem ao filme Pantera Negra surgiu repentinamente no mapa do game, na área conhecida como Misty Meadows. Não demorou muito para que os internautas passassem a visitar o monumento, batizado de Panther’s Prowl, como uma forma de demonstrar respeito ao falecido ator Chadwick Boseman. Post sobre Chadwick Boseman é o que mais recebeu curtidas na história do Twitter Marvel faz homenagem para Chadwick Boseman; assista 6 filmes incríveis com Chadwick Boseman para assistir online Boseman faleceu no dia 28 de agosto, vítima de um agressivo câncer contra o qual lutava, em segredo, desde 2016. Embora tenha atuado em diversos longa-metragens de prestígio, o ápice de sua fama foi mesmo a personificação de T'Challa, rei de Wakanda, protagonista do enredo da Marvel. Além de um “brilho” especial em sua localidade no mapa do jogo, a estátua também reproduz uma canção similar à música tema do filme conforme o jogador se aproxima da própria. Para visitá-la, basta procurar na área oeste da zona Misty Meadows (que, por sua vez, fica na região sul do mapa geral). -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Imagem: Reprodução/Forbes Por mais que a adição do monumento possa parecer uma homenagem da desenvolvedora Epic Games ao ator, a verdade é que tal elemento já estava programado para surgir como parte de um crossover planejado entre Fortnite e o universo Marvel. A ação especial inclui skins de outros heróis como Wolverine e Homem de Ferro. Ainda assim, temos que concordar que a coincidência foi gigantesca. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

Anunciada reforma administrativa interna da Câmara dos Deputados - 02/09/20

Anunciada reforma administrativa interna da Câmara dos Deputados - 02/09/20

Câmana dos Deputados Foi anunciada nesta quarta-feira a reforma administrativa interna para a Câmara dos Deputados. O objetivo é fazer a estrutura dos serviços funcionar sem aumento do gasto público e com mais eficiência. Carreiras ficam mais longas e mais rígidos os critérios para a progressão funcional. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #ReformaAdministrativa Veja Mais

STF rejeita autorização para União ter prioridade em requisições de bens e serviços no combate à covid

Valor Econômico - Finanças Por unanimidade, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou pedido para que o governo federal tivesse prioridade nas requisições de bens e serviços para o combate à pandemia, em caso de grave escassez de insumos. Os ministros entenderam que gestores de saúde estaduais e municipais podem fazê-lo sem aval do Ministério da Saúde. A decisão se deu no julgamento de uma ação proposta pela Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde). A Advocacia-Geral da União (AGU) se manifestou contra a autorização pela pasta, o que violaria a competência concorrente entre os entes federativos, mas disse que, se houver sobreposição das requisições, deveria ser dada preferência ao governo federal. Para os ministros, no entanto, a prática viola o princípio constitucional que estabelece a "competência concorrente" da União, dos Estados, do Distrito Federal (DF) e dos municípios na gestão da saúde pública. "Se o Estado depender de autorização de órgão federal, autônomo ele não será, pois será incapaz de decidir livremente", apontou o ministro Luís Roberto Barroso. A "competência concorrente" quanto à pandemia foi reconhecida pelo Supremo em abril, quando rejeitou a tese de que caberia apenas ao Ministério da Saúde tomar as medidas de enfrentamento à covid-19. O julgamento é frequentemente citado pelo presidente Jair Bolsonaro para atribuir o agravamento da crise sanitária aos governadores e aos prefeitos. Em relação à requisição de bens e serviços, ministros da Corte já vinham despachando individualmente no sentido de impedir o "confisco", pela União, de respiradores que haviam sido adquiridos por secretarias estaduais de saúde. Barroso decidiu em um caso do Mato Grosso, enquanto Celso de Mello se manifestou favoravelmente ao governo do Maranhão. Veja Mais

EUA não vão participar de programa da OMS para democratizar vacina contra Covid

O Tempo - Mundo Mais de 150 países, entre eles o Brasil, já concordaram com a iniciativa, chamada de Instalação para o Acesso Global à Vacina da Covid-19 Veja Mais

Witzel diz compreender decisão do STJ, mas reforça que não cometeu atos ilícitos

Valor Econômico - Finanças Decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou, nesta quarta-feira (2), por 14 votos a 1, seu afastamento do cargo de governador do Rio O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), escreveu em sua conta no Twitter que respeita a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que confirmou nesta quarta-feira (2), por 14 votos a 1, o seu afastamento do cargo. “Compreendo a conduta dos magistrados diante da gravidade dos fatos apresentados. Mas reafirmo que jamais cometi atos ilícitos. Não recebi qualquer valor desviado dos cofres públicos, o que foi comprovado na busca e apreensão. Continuarei trabalhando na minha defesa para demonstrar a verdade e tenho plena confiança de um julgamento justo”, escreveu Witzel. Initial plugin text O governador afastado desejou ao governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), “serenidade para conduzir os trabalhos que iniciamos juntos e que possibilitaram devolver ao povo fluminense a segurança nas ruas e, com isso, a esperança em um futuro melhor”. PSC O Partido Social Cristão (PSC) divulgou nota na qual afirma “acatar respeitosamente” a decisão do Superior Tribunal de Justiça que mantém o afastamento do governador do Rio de Janeiro do cargo. O partido de Witzel e do governador em exercício, Cláudio Castro, disse ainda na nota que acredita “que o governador legitimamente eleito em 2018, com mais de 4 milhões de votos, terá assegurado seu amplo direito de defesa”. “O PSC confia plenamente no governador em exercício, Cláudio Castro, e dará todo o apoio para que ele conduza o governo de modo a atender da melhor forma possível os anseios da população do RJ”, diz a nota divulgada pelo partido, cujo presidente, Pastor Everaldo, foi preso na sexta-feira na "Operação Tris in Idem", a mesma que afastou Witzel do cargo. Veja Mais

Fuga de capital estrangeiro da bolsa perde força em agosto

Valor Econômico - Finanças Agosto foi o segundo melhor mês do ano de participação do investidor estrangeiro no mercado secundário da bolsa brasileira, apesar de o saldo líquido ter ficado negativo em R$ 444,1 milhões. A explicação pode estar nos preços baixos em dólar e na temporada de resultados corporativos do segundo trimestre de 2020, que foi melhor do que o esperado. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

BC lança nota de R$ 200 e evita prever uso de cédulas

Valor Econômico - Finanças O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que é impossível neste momento prever se a demanda por dinheiro em espécie continuará aumentando. A afirmação foi feita no lançamento da cédula de R$ 200, que começou a circular nesta quarta. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Vinicius Carvalho explica aumento do número de juízes nos Tribunais Regionais Federais - 02/09/20

Vinicius Carvalho explica aumento do número de juízes nos Tribunais Regionais Federais - 02/09/20

Câmana dos Deputados Para diminuir a demora da Justiça, a Câmara aprovou um projeto que aumenta o número de juízes nos Tribunais Regionais Federais, sem aumentar também os gastos. Saiba como isso foi feito neste Palavra Aberta com o relator da proposta, deputado Vinícius Carvalho (REPUBLICANOS/SP). Apresentação: Cláudia Lemos Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #TribunaisRegionaisFederais Veja Mais

Ministério da Economia apresenta PEC da reforma administrativa nesta quinta

Valor Econômico - Finanças Os secretários especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, especial adjunto e de Gestão e Desempenho de Pessoal darão entrevista às 10h sobre a PEC Secretários do Ministério da Economia convocaram para esta quinta-feira (3), às 10h, entrevista coletiva virtual para apresentar a proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma administrativa. Participarão da entrevista o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Mário Paes de Andrade, o secretário especial adjunto, Gleisson Rubin, e o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal, Wagner Lenhart. A entrevista será transmitida no canal do Ministério da Economia no Youtube. Proposta da reforma administrativa sugere 3 grupos de carreiras e barra licença-prêmio Reforma administrativa da Câmara contrapõe a do governo e atingirá salários e cargos Veja Mais

Marvel não sabia da doença de Chadwick Boseman, revela fonte próxima do ator

canaltech O mundo inteiro ficou chocado e comovido com a morte precoce de Chadwick Boseman, o eterno Pantera Negra. E todos ficaram ainda mais surpresos ao saber que ele lidava com um câncer de cólon desde as gravações do filme de T’Challa, em 2016. E será que nem mesmo os produtores do Marvel Studios sabiam dessa condição? Segundo o The Hollywood Reporter, a resposta é não, pois uma fonte próxima do ator disse que ele até mesmo vinha se programando com o estúdio para começar sua preparação física para Pantera Negra 2, previsto para 2022. Morre o ator Chadwick Boseman, protagonista de Pantera Negra Crítica | Pantera Negra tem vida para mais de um universo 6 filmes incríveis com Chadwick Boseman para assistir online Segundo essa pessoa, Boseman foi diagnosticado com a doença já em estágio III em 2016, no mesmo ano de sua estreia em Capitão América: Guerra Civil. Sua saúde deteriorou lentamente desde então, o que o permitiu atuar — com esforço e discrição. Segundo esses relatos, o ator até mesmo estava confiante em iniciar seus treinamentos ainda este mês, mas o câncer evoluiu para a fase IV, o que o levou à morte no dia 28 de agosto, aos 43 anos. Outras fontes, dessa vez próximas da Disney, disseram ao The Hollywood Reporter que a Marvel também teria ficado surpresa com a notícia, tanto que, no momento, não a pré-produção de Pantera Negra 2 foi interrompida imediatamente. O diretor de criação da Marvel, Kevin Feige, teria recebido um email urgente sobre as condições de saúde do ator no dia 28 de agosto e teria terminado a leitura quando Boseman já havia falecido. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Segundo pessoa próxima de Boseman, ator estava se preparando para viver T'Challa novamente em Pantera Negra 2(Imagem: Reprodução/Marvel Studios) Agora, a Marvel segue em luto e trabalha em homenagens ao ator, em vez de iniciar o processo de uma possível substituição. Aliás, há até uma forte corrente contra essa ideia, na própria indústria e nas redes sociais. O que todo querem mesmo, segundo as opiniões da maioria até agora na web, é que Shuri, irmã do Pantera Negra, assuma seu manto na sequência. Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Ainda não se sabe como fica sua participação na animação What If…?, que estava programada para breve. O momento é mesmo de lidar com a perda, e, aparentemente, ninguém está preparado ainda para seguir em frente. “Passei o ano passado preparando, imaginando e escrevendo palavras para ele dizer, coisas que não estávamos destinados a ver. Isso me deixa de coração partido, sabendo que não poderei assistir a outro close-up dele no monitor novamente ou caminhar até ele e pedir outra tomada”, disse recentemente o diretor de Pantera Negra, Ryan Coogler, em um comovente comunicado enviado à imprensa no domingo (30). Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

Maia diz que Rio de Janeiro escolheu governadores de forma 'errada' desde 1998

O Tempo - Política Presidente da Câmara criticou as gestões feitas no Estado nos últimos 20 anos Veja Mais

Senado aprova proibição de corte de bolsas de estudo durante pandemia

Valor Econômico - Finanças A proposta segue para votação na Câmara dos Deputados O Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que proíbe o corte de bolsas de estudo, pesquisa e docência durante o estado de calamidade pública provocado pela pandemia. A proposta segue para votação na Câmara dos Deputados. No caso específico do estado de calamidade reconhecido pela pandemia do coronavírus, de 2020, a proibição se estenderá pelo prazo de um ano, contado do fim da vigência deste, incluída eventual prorrogação. O atual estado de calamidade tem duração prevista até o fim deste ano, mas parlamentares e o governo já discutem uma possível extensão. MorgueFile Veja Mais

Reforma tributária: comissão mista examina sugestões dos setores da economia - 02/09/20

Reforma tributária: comissão mista examina sugestões dos setores da economia - 02/09/20

Câmana dos Deputados A comissão de deputados e senadores que estuda as propostas de reforma tributária voltou a ouvir representantes de variados setores da economia. Nesta quarta-feira, indústria, transportes e serviços disseram o que esperam ver modificado nas normas que regem o sistema de impostos no Brasil. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #ReformaTributária Veja Mais

A Voz do Brasil - 02/09/2020

A Voz do Brasil - 02/09/2020

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️ Proposta susta portaria do governo sobre aborto legal em caso de estupro; ✔️Câmara aprova nova regulamentação para o mercado de gás natural; ✔️Deputados ampliam regras sobre corrupção e licitações durante pandemia. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #AVozDoBrasil #RádioCâmara Veja Mais

Servidores chamam reforma de 'caixa preta' e dizem que 'agora é guerra'

O Tempo - Política Categorias estão se mobilizando contra a reforma administrativa e criticam a falta de diálogo do governo sobre a proposta Veja Mais

Governo prevê remanejar R$ 6,7 bilhões para reduzir reajuste nas tarifas de energia

G1 Economia Medida provisória editada por Bolsonaro permite destinação de recursos para a Conta de Desenvolvimento Energético a fim de reduzir tarifas de energia até 2025. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta quarta-feira (2) que a medida provisória que destina recursos de programas de pesquisa e desenvolvimento de eficiência energética para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) vai permitir aporte imediato de R$ 4,6 bilhões. Segundo a Aneel, além desses R$ 4,6 bilhões, não usados atualmente e represados, cerca de R$ 420 milhões que seriam destinados anualmente para os programas de pesquisa serão destinados à CDE, totalizando R$ 2,1 bilhões até 2025. Com isso, o remanejamento total chegará a R$ 6,7 bilhões. A edição da medida provisória sobre o tema foi anunciada nesta terça (1º) pela Secretaria-Geral da Presidência. De acordo com o governo, a MP prevê a destinação de recursos para reduzir as tarifas de energia até 2025. Segundo o diretor-geral da Aneel, André Pepitone, o objetivo da MP é pagar parte do empréstimo de R$ 14,8 bilhões usado para amenizar os efeitos da pandemia da Covid-19 no setor elétrico. A MP, informou Pepitone, deve permitir redução média de 0,8 ponto percentual nos reajustes tarifários. Por exemplo, um consumidor que sofreria reajuste de 2,8% para pagar todas as despesas da tarifa de energia passará a ter reajuste de 2%. Medidas provisórias têm força de lei assim que publicadas. Precisam, no entanto, ser aprovadas pelo Congresso Nacional para se tornar leis em definitivo. Governo edita medida para menor reajuste na conta de energia Os recursos Os recursos de pesquisa e eficiência energética também são pagos pelos consumidores de energia, por meio da conta de luz. Segundo André Pepitone, em vez de o dinheiro ficar parado enquanto o consumidor paga o empréstimo, o montante será usado para abater parte da dívida e reduzir o reajuste tarifário. Pepitone afirmou ainda que a Aneel vai estudar antecipar o pagamento de parte do empréstimo para reduzir gastos com juros, a exemplo do que ocorreu com o empréstimo feito em 2014. "A partir de 2021, o consumidor vai amortizar a Conta-Covid. Eu pago na tarifa pela eficiência e pesquisa e desenvolvimento, mas parte desse recurso vou destinar para amortizar a Conta-Covid", afirmou. Ainda segundo o diretor-geral da Aneel, a mudança não vai afetar pesquisas. Segundo ele, anualmente há sobra de recursos não usados. "O destino do recurso do P&D não afeta em nada a política de incentivo ao setor elétrico. Esses recursos não estão sendo usados, estavam sendo represados", disse. Perdão de empréstimo A MP também prevê o perdão de R$ 6,73 bilhões de empréstimo, feito para as distribuidoras da Eletrobras privatizadas, que teria que ser pago pelos consumidores das distribuidoras a partir de 2023. Anualmente, esses empréstimos custariam R$ 366 milhões aos consumidores de Amazonas Distribuidora de Energia; Boa Vista Energia; Companhia de Eletricidade do Amapá; Companhia Energética de Alagoas; Companhia Energética do Piauí; Centrais Elétricas de Rondônia; e Companhia de Eletricidade do Acre. Segundo o diretor da Aneel, com o perdão, esse dinheiro não terá que ser devolvido à Reserva Geral de Reversão (RGR). A RGR foi criada pelo governo para pagar indenizações a empresas do setor elétrico que não fossem, durante uma concessão, totalmente ressarcidas por investimentos feitos na construção de hidrelétricas, por exemplo. O fundo também é usado para dar empréstimos a empresas do setor. Críticas do setor Integrantes do setor elétrico apontaram que os consumidores das distribuidoras que pertenciam à Eletrobras serão os únicos beneficiados pela MP. A crítica é que a redução nos reajustes de todo o Brasil será paga com o dinheiro do próprio consumidor. Outra crítica refere-se à mudança que vai permitir que o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) autorize a outorga para exploração da usina termelétrica nuclear de Angra 3 e também celebre o contrato para comercialização da energia que será gerada pela usina. A mudança, argumentam, permitirá que o CNPE aumente mais uma vez o preço da energia de Angra 3, transferindo para os consumidores um prejuízo que deveria ser da Eletrobras. Envolvida em escândalos de corrupção, a usina de Angra 3 está com as obras paradas desde 2015. A usina está no centro das investigações que levaram à prisão do ex-presidente Michel Temer e do ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco. Em 2018, o CNPE aprovou um reajuste que dobrou o preço de referência de Angra 3, que passou de R$ 240 por megawatts-hora (MWh) para R$ 480/MWh. Segundo informou o Ministério de Minas e Energia, essa resolução segue em vigor e que “os novos estudos vão aportar ao processo informações mais atualizadas, detalhadas e compatíveis com a realidade da Usina, decorrentes, por exemplo, da avaliação das condições físicas da obra e equipamentos e da elaboração de um novo orçamento”. Veja Mais

Morte de ciclista brasileiro atropelado na Irlanda gera protestos

O Tempo - Mundo Ele fazia entregas quando foi acertado por um carro; o motorista fugiu sem prestar socorro Veja Mais

Ministros do STJ garantem direito à defesa prévia em execução fiscal

Valor Econômico - Finanças Decisão da 1ª Turma impõe exigência para cobrança ser redirecionada à empresa do mesmo grupo econômico da devedora Para que a execução fiscal seja redirecionada a uma empresa do mesmo grupo econômico da devedora, mas que não foi identificada na Certidão de Dívida Ativa (CDA), precisa ser instaurado o incidente de desconsideração da personalidade jurídica — instrumento processual que garante defesa prévia à parte. O entendimento é da 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Candidato a prefeito em BH pode gastar até R$ 30 milhões, e vereador, R$ 692 mil

O Tempo - Política Verba abrange a contratação de pessoal, confecção de material impresso, aluguéis, comitês de campanha, impulsionamento de conteúdo, produção de jingles, entre outros Veja Mais

Vira-lata caramelo é destaque em comercial da nova nota de R$ 200

G1 Economia Apesar de cachorro não ter estampado nova cédula, Banco Central incluiu o popular animal de estimação no final do vídeo institucional de lançamento da moeda. Vídeo institucional de lançamento da nota de R$ 200 com vira-lata caramelo Reprodução/BC Com o lobo-guará, chegou ao fim a campanha para o vira-lata caramelo estampar a nova nota de R$ 200. O pedido de milhares de brasileiros, no entanto, provou ter sido ouvido pelo Banco Central nesta quarta-feira (2). O cachorro foi incluído na última cena do vídeo institucional de lançamento da cédula. O Banco Central colocou em circulação a nova cédula de R$ 200 nesta quarta-feira (2), com a imagem do lobo-guará nas cores cinza e marrrom. Serão produzidas 450 milhões de unidades da nota este ano, que se junta a outras seis em uso no país. Initial plugin text Em julho, após o anúncio de lançamento da nota pelo Banco Central, a cédula foi um dos assuntos mais compartilhados nas redes sociais no Brasil. Pedidos pelo popular cão vira-lata caramelo, obviamente, estiveram entre os memes mais vistos na internet. Veja vídeo: Conheça os elementos de segurança da nova nota de R$ 200 Veja os elementos de segurança da nova nota de R$ 200 O deputado federal Fred Costa (Patriotas-MG) também organizou uma campanha para o cão estampar nota de R$ 200. Além de um abaixo-assinado digital, ele levou o pedido da população diretamente ao parlamentar no final de julho. Na época, segundo o deputado, o Banco Central havia prometido estudar ações contra os maus-tratos de animais e em comemoração ao vira-lata caramelo. Veja Mais

Maia: 'Quem fala que haverá redução da carga tributária, está mentindo'

O Tempo - Política Presidente da Câmara negou que haja desejo de aumentar os impostos, mas reforçou que redução não virá Veja Mais

Maia diz ser otimista sobre aprovar a reforma tributária neste ano

Valor Econômico - Finanças Presidente da Câmara afirmou que as mudanças na tributação são a prioridade da Casa O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje que está otimista sobre a aprovação da reforma tributária neste ano. Maia afirmou que as mudanças na tributação são a prioridade da Câmara. “A Câmara vai trabalhar a reforma tributária como prioridade número um, porque está mais avançada do que a [reforma] administrativa”, afirmou o presidente da Câmara, ao participar de um debate sobre a reforma tributária organizado pela Febraban e transmitido pela internet. “Simplificar o sistema de bens e serviços é obrigação do Parlamento. Tem que ter coragem, mostrar aos setores que não serão atingidos como acham. Tem muita informação mal colocada”, disse no debate. “Tenho certeza de que está na hora de conseguir avançar no sistema tributário.” O presidente da Câmara voltou a criticar a eventual recriação da CPMF e disse que o trabalhador não pode pagar pela ineficiência do Estado. Maia disse ainda que o governo federal deve enviar amanhã ao Congresso a proposta de reforma administrativa. Participante do debate, o presidente da Comissão Mista da reforma tributária, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), disse que a comissão está alinhada para votar na primeira quinzena de outubro o texto consolidado da reforma, relatado pelo deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) na Câmara. Segundo Rocha, a comissão deve fazer neste mês três audiências públicas para debater a proposta e no dia 30 está prevista a leitura do relatório. Os parlamentares deverão pedir vistas coletiva e em 7 de outubro deve ser definida a votação, disse o senador. “Acho que é possível apresentar um novo sistema tributário [em 2020]”. Rodrigo Maia acena em solenidade no Palácio do Planalto Luis Macedo/Câmara dos Deputados Veja Mais

Órgão regulador dos EUA aprova projeto de reator nuclear “em miniatura”

canaltech A Comissão Reguladora Nuclear dos Estados Unidos (NRC, do original em inglês Nuclear Regulatory Comission) finalmente concluiu as análises de segurança de um projeto de reator nuclear diminuto da empresa NuScale, considerando o modelo seguro o suficiente para uso em escala. Trata-se da primeira vez que um reator “miniaturizado” é certificado pelo órgão regulador para aplicação em usinas. Garoto de 12 anos é o mais jovem a construir reator de fusão nuclear Entenda como funciona uma usina nuclear como a de Chernobyl Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Batizado simplesmente como Small Modular Reactor (SMR), ou “reator modular pequeno” em português, o invento adota o mesmo esquema de funcionamento de um reator comum, fervendo água através do processo de fissão nuclear. Porém, ele é bem mais compacto, medindo apenas 23 metros de altura e cinco metros de largura. Cada unidade poderia gerar até 50 megawatts de eletricidade. “Este é um marco significativo não apenas para a NuScale, mas também para todo o setor nuclear dos EUA e para outras tecnologias nucleares avançadas que virão. Isso estabelece claramente a liderança da NuScale e dos EUA na corrida para colocar os SMRs no mercado. A aprovação do projeto da NuScale é uma realização incrível”, declara John Hopkins, presidente e diretor executivo da companhia. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.-   A grande vantagem dos reatores pequenos é a eficiência de espaço e a possibilidade de gerar muito mais energia ao usar mais unidades em uma mesma área útil. Ademais, seu tamanho faz com que a quantidade de combustível radioativo retido seja menor, o que resulta em uma quantia menor de calor para ser dissipado em caso de emergências. “O financiamento compartilhado de custos fornecido pelo Congresso nos últimos anos acelerou o avanço da NuScale por meio do processo de Certificação de Projetos da NRC. É para isso que o Programa SMR do DOE foi criado. Nosso sucesso se deve ao forte apoio bipartidário do Congresso”, finaliza Hopkins. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

Em São Paulo, sete procuradores da Lava-Jato pedem demissão coletiva

Valor Econômico - Finanças Procuradores afirmam haver "incompatibilidades insolúveis" com a procuradora natural dos feitos da Lava-Jato, Viviane de Oliveira Martinzes Sete integrantes da força-tarefa da Lava-Jato em São Paulo pediram desligamento nos trabalhos da operação ao procurador-geral da República, Augusto Aras. No documento, os procuradores afirmam haver "incompatibilidades insolúveis" com a procuradora natural dos feitos da Lava-Jato, Viviane de Oliveira Martinzes. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Procuradores da Lava Jato de SP pedem renúncia coletiva

O Tempo - Política Dentre os sete nomes que pediram demissão nesta quarta-feira (2) está a coordenadora do grupo, Janice Ascari Veja Mais

Abertura do gás estimula competição em mercado dominado pela Petrobras

Valor Econômico - Finanças A abertura do mercado brasileiro de gás natural deu mais um passo, esta semana, com a aprovação da Nova Lei do Gás, na Câmara. Na expectativa de que o novo marco legal abrirá caminho para uma maior competição, numa indústria hoje amplamente dominada pela Petrobras, empresas têm buscado se posicionar no tabuleiro, para concorrer com a estatal nesse novo negócio em construção. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

ALMG derruba alíquota extraordinária da reforma previdenciária do Estado

O Tempo - Política Oposição apresentou emenda suprimindo a cobrança da Constituição de Minas; mudança ainda precisará ser votada em plenário Veja Mais

Crítica | Ava é uma ação genérica válida e simbólica

canaltech Ava (Jessica Chastain) trabalha para uma espécie de organização secreta como assassina. Seus alvos são políticos e membros da alta classe que fizeram algo de errado. A partir dessa apresentação direta, o roteiro de Matthew Newton (de Quem Somos Agora) dá uma certa humanidade à protagonista, deixando claro que ela sempre tenta saber o que seus alvos fizeram para merecer a morte. Não há discussões menos rasas no texto de Newton. Não se sabe exatamente o que é certo ou errado e as vítimas são descartáveis. O foco é, de fato, Ava. Nesse sentido, o diretor Tate Taylor (de Ma — filme de 2019) parece tratar as situações como se o todo fosse um road movie de corpos durante o primeiro ato. Assim, por mais que Chastain tenha força como a personagem, ela parece presa a uma história que pouco avança e praticamente em nada tem bases. Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Atenção! Esta crítica contém spoilers sobre o filme! -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Preso ao texto As motivações da personagem são tão irrelevantes dentro da proposta de Taylor que as reações de sua irmã (Jess Weixler) e Michael (Common) sobre quem ela (Ava) é podem ter um efeito de identificação junto ao público: afinal, quem é aquela mulher? — pergunta que é feita literalmente nos minutos finais do filme. Em uma comparação que parece inevitável, existe uma aura construída nos primeiros momentos de De Volta ao Jogo (de Chad Stahelski e David Leitch, 2014) que, aqui, está completamente descoberta. Se, naquela produção, o bicho-papão John Wick tem motivações, habilidades e o medo que representa o seu nome trazidos à tona desde cedo, em Ava, o único ponto claro que se mostra é a sua competência na função de assassina — o que pode dar um ar genérico ao resultado. Ava, a competente assassina de Chastain. (Imagem: Freckle Films) Além disso, por mais que Chastain seja uma atriz expressiva, as cenas de ação são soterradas por uma direção justamente genérica. Apesar de claras — é possível entender tudo o que está acontecendo —, essas circunstâncias que poderiam ceder mais força ao filme acabam se igualando ao roteiro, ou seja: Taylor está mais preocupado em ilustrar o desenvolvimento da história do que em impor sua visão enquanto diretor. 10 filmes clássicos de ação para assistir online Por essa perspectiva, Ava não se aproxima nem mesmo de Atômica (de Leitch, 2017) e do recente The Old Guard (de Gina Prince-Bythewood, 2020), ambos protagonizados por Charlize Theron, que, assim como os filmes da franquia John Wick, têm a ação como um elemento dinâmico forte e jamais passageiro. Os confrontos funcionam como uma ferramenta estilística e, desse modo, conseguem gerar sensações que marcam seus filmes. Crítica | The Old Guard depende muito da disposição do espectador Enquanto isso, Taylor talvez não marque por sua visão na direção, mas pelas ocorrências impostas pelo roteiro: a luta entre um homem mais jovem (Simon – interpretado por Colin Farrell) e um de idade (Duke – John Malkovich) e o embate entre o mesmo Simon e a personagem de Chastain. Em síntese, não é a completude das cenas que parecem fundamentar e, de repente, trazer alguma marca para Ava, é o texto e, neste, o diretor parece preso. Farrell e Malkovich em cena. (Imagem: Reprodução/Freckle Films) Heroínas também podem No final das contas, Ava, mesmo assim, consegue divertir. Pode ser que não tenha potencial para uma sequência, por mais que tenha deixado espaço para isso. De todo jeito, é sempre bom ver nascer uma protagonista de ação que, de quebra, ainda insere Geena Davis, uma atriz que foi esquecida dentro do gênero somente por ser mulher – em uma época que mulheres protagonistas em filmes de ação só funcionavam se o filme em si fosse muito acima da média para público e crítica, como a quadrilogia Alien com sua tenente Ripley (Sigourney Weaver) ou os dois primeiros Exterminador do Futuro com Sarah Connor (Linda Hamilton). Chastain, então, como coprodutora de Ava, parece fazer uma homenagem à atriz. Interpretando sua mãe, Davis (aos 64 anos de idade) demonstra uma energia que foi esmagada pela indústria machista. Uma direção atenta, faria a oscarizada veterana passar o bastão para a protagonista com uma reverência muito maior do que, justamente, aquilo que já estava escrito: o papel de mãe. Surge uma heroína? (Imagem: Reprodução/Freckle Films) Charlize Theron está empolgada para fazer um crossover de Atômica e John Wick De qualquer forma, a luz de quem protagonizou o divertido A Ilha da Garganta Cortada e Despertar de um Pesadelo (ambos de Renny Harlin, 1995 e 1996 respectivamente) está ali e Chastain demonstra ter um brilho muito parecido estando em uma época menos desfavorável. Se Theron, no momento, reina quando se fala de uma mulher em ação, em um mundo ideal, do mesmo modo que heróis convivem em harmonia com suas diferenças, heroínas também podem. *Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Canaltech. Pode ser que não tenha potencial para uma sequência, por mais que tenha deixado espaço para isso, mas Ava diverte e, de todo jeito, é sempre bom ver nascer uma protagonista de ação que, de quebra, ainda insere Geena Davis Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

Deputado defende auxílio de R$ 600 e live vira a mais comentada no mundo

O Tempo - Política Transmissão de André Janones atingiu 3,3 milhões de visualizações e 177 mil comentários, de acordo com pesquisador Fábio Malini, do Labic Veja Mais

‘Tenha dignidade para se demitir’, disse Bolsonaro a Moro em mensagem

O Tempo - Política Relatório encaminhado pela Polícia Federal ao STF revela conversa inédita do presidente pressionando o então ministro da Justiça e Segurança Pública Veja Mais

Agentes de segurança podem solicitar transferência temporária de seção eleitoral

O Tempo - Política Mudança só serve para o mesmo município e deve ser solicitada até 1º de outubro Veja Mais

Melhora de clima em Brasília e no exterior é apenas alívio temporário

Valor Econômico - Finanças O clima político em Brasília deu alguns sinais de melhora de uma semana para cá, num momento em que as condições financeiras internacionais passam por um alívio depois que o Federal Reserve (Fed) adotou uma postura mais moderada. Mas esse ambiente favorável vai ser manter por muito tempo? Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Festival Lollapalooza só deve ser realizado em 2021, diz presidente da T4F

Valor Econômico - Finanças Os ingressos vendidos para a edição de 2020 continuarão válidos; no ano passado, o público foi de 246 mil pessoas nos três dias de evento A edição brasileira festival de música Lollapalooza, organizado e promovido pela empresa de entretenimento Time For Fun (T4F), poderá ser adiado para 2021, segundo disse o presidente da companhia, Fernando Alterio, ao Valor. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Brasil avança quatro posições no Índice Global de Inovação

Brasil avança quatro posições no Índice Global de Inovação

Tecmundo O Brasil subiu quatro posições no Índice Global de Inovação (IGI), que teve sua edição mais recente divulgada na manhã desta quarta-feira (02). Com isso, o país ocupa a 66ª posição no ranking, que abrange 131 países. A Confederação Nacional da Indústria (CNI), no entanto, alerta que isso não é motivo para comemoração. Apesar de a nova posição indicar a evolução de alguns indicadores, em relação a 2019, ela se deu principalmente pela queda de outros países. Leia mais... Veja Mais

OMS passa a recomendar corticoides para casos graves de coronavírus

canaltech A partir de estudos recém-publicados sobre a COVID-19, a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta quarta-feira (2) novas orientações de tratamento contra o coronavírus (SARS-CoV-2) para pacientes graves. Agora, há "forte recomendação" do uso de corticoides, que são anti-inflamatórios esteroides acessíveis, como a dexametasona. Apressar a aprovação de vacina contra COVID-19 pode ser perigoso; entenda Passaporte digital: com app, novo teste promete revolucionar combate à COVID-19 Tá sentado? Este é o preço do tratamento com remédio remdesivir, aprovado para a COVID-19 Entre os novos estudos publicados no Journal of the American Medical Association (JAMA), em parceria com a OMS, está uma análise que reuniu dados de sete ensaios clínicos randomizados e que abrange 12 países, avaliando a ação de corticoides — como hidrocortisona, dexametasona e metilprednisolona — em mais de 1,7 mil pacientes da COVID-19. Segundo a análise, quando prescritos, esses medicamentos conseguiram reduzir o risco de morte do paciente, em casos graves de infecção pelo coronavírus. No tratamento da COVID-19, a OMS passa a recomendar corticoides para casos graves (Imagem: Christine Sandu/Unsplash) Na medicina, esses medicamentos são prescritos, geralmente, para controlar o sistema imunológico do paciente, porque aliviam inflamações, inchaços e dores. No caso da COVID-19, mesmo que não combatam especificamente o vírus, auxiliam e controlam os efeitos da reação exagerada do corpo à infecção. O quadro é conhecido como tempestade de citocinas e pode levar à falência múltipla de órgãos. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- ???? guideline on use of dexamethasone & other corticosteroids advises:✅ for oral or intravenous usage in treatment of patients with severe & critical #COVID19❌ against usage in treatment of non-severe casesMore: https://t.co/eWHzRrYKvO — World Health Organization (WHO) (@WHO) September 2, 2020 Agora, os corticoides, que são drogas baratas, devem integrar muitos tratamentos contra a COVID-19. Ainda nesses estudos, o único outro medicamento que se mostrou eficaz em pacientes gravemente doentes e ainda de forma modesta foi o remdesivir. Entretanto, este último custa uma pequena fortuna. Resultado das pesquisas sobre a COVID-19 Em junho, pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, observaram que a dexametasona melhorou, de forma significativa, as taxas de sobrevida de pacientes que enfrentavam casos graves da COVID-19. A partir de então, os pesquisadores começaram a investigar se outros corticoides, de fácil acesso e baixo custo, também poderiam auxiliar nesses casos. A partir de novas evidências, a OMS passa a recomendar o uso de corticoides para o tratamento de casos da COVID-19 (Imagem: Gerd Altmann/Pixabay ) Na análise dos dados em parceria com a OMS, a pesquisa com 1,7 mil pacientes revelou que os corticoides estavam, de fato, associados a uma redução de um terço nas mortes entre os pacientes com a COVID-19. Além disso, a dexametasona produziu os melhores resultados na recuperação dos pacientes. A droga apresentou, especificamente, uma queda de 36% nas mortes dos 1.282 pacientes tratados. Já a hidrocortisona, testada em 374 pacientes somando os três ensaios, reduziu as mortes em 31%. Ainda na avaliação dos corticoides, o pequeno ensaio — de 47 pacientes — com a metilprednisolona resultou em uma queda de 9% nos óbitos em decorrência do novo coronavírus. Esses novos estudos devem aumentar a confiança no uso de corticoides, afirma o Dr. Todd Rice, professor associado de medicina e médico intensivista da Escola de Medicina da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos. Pesquisa no Brasil Entre os outros estudos publicados hoje, está um ensaio brasileiro que avaliou a eficácia da dexametasona em 299 pacientes que enfrentavam casos graves de coronavírus. Segundo a publicação, a dexametasona conseguiu atenuar a lesão pulmonar nesses pacientes. Isso porque o uso do corticoide aumentou o tempo de vida dos pacientes tratados e reduziu a dependência de ventilação mecânica. Mais especificamente, o número de dias sem o respirador artificial foi maior nos pacientes tratados com o remédio do que no grupo controle, que recebia apenas o tratamento padrão. É essa a conclusão da Coalizão COVID Brasil, iniciativa que reúne uma série de pesquisadores e instituições brasileiras, como os hospitais Albert Einstein, HCor, Sírio-Libanês. Moinhos de Vento, Oswaldo Cruz e Beneficência Portuguesa, além do Brazilian Clinical Research Institute (BCRI) e da Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet). Corticoide requer cautela Mesmo com essa nova orientação, a OMS alerta contra o uso indiscriminado desses medicamentos. Afinal, pacientes que não estão gravemente doentes têm pouca probabilidade de se beneficiarem e ainda podem sofrer efeitos colaterais da automedicação. Além disso, esse uso indevido pode esgotar os suprimentos para pacientes que, realmente, precisam dos corticoides. Dexametasona: o que você precisa saber sobre ela e por que não se automedicar Entre os desafios do tratamento, está o fato de que esses esteroides podem causar alguns efeitos colaterais indesejados, principalmente em idosos. Além disso, os medicamentos podem aumentar o risco de outras infecções surgirem e até mesmo elevar a taxa de glicose no sangue. Por isso, o uso deve ser ponderado pela equipe médica responsável para cada paciente. Quanto aos outros grupos de doentes, como casos leves e moderados da COVID-19, ainda não se sabe se esses medicamentos podem trazer benefícios. Por enquanto, as doses ideais e a duração do tratamento também são discutidas pelos pesquisadores. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

Coletiva Maia - Reforma Administrativa da Câmara - 02/09/20

Coletiva Maia - Reforma Administrativa da Câmara - 02/09/20

Câmana dos Deputados Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, apresenta modelo de reestruturação administrativa para a Câmara. Propostas precisam ser aprovadas pelos deputados em plenário ou pela Mesa Diretora A Câmara dos Deputados começa a debater, a partir desta quarta-feira (2), o modelo de reestruturação administrativa para a Casa, elaborado com base nos estudos conduzidos pela Falconi Consultoria, a partir de Acordo de Cooperação Técnica com o Movimento Brasil Competitivo (MBC). O mapeamento dos fluxos de trabalho e as sugestões de melhoria de gestão, realizados pela Falconi, foram discutidos e consolidados por uma equipe técnica da Câmara num conjunto de medidas, que inclui projetos de resolução, atos da Mesa Diretora e normativos da Diretoria-Geral (DG). O foco da reestruturação apresentada é o desempenho prioritário das atividades essenciais ao Parlamento, de forma moderna e ágil. Para isso, conforme destaca o diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio, em carta, as medidas buscam novos paradigmas para o serviço público, como mudança de perfil e adoção de avaliação de desempenho de servidores, eficiência administrativa, economicidade e transparência. As propostas modificam todos os eixos de atuação da Casa, com previsão de implementação em várias etapas, sendo a última no início da próxima legislatura. Gestão de pessoas A política de gestão de pessoas priorizará a atuação nos processos críticos da instituição e o desenvolvimento de competências mais complexas e mais amplas para os servidores, retirando as atribuições operacionais e habilitando-os a trabalhar em múltiplos setores da Casa. Por isso, a estrutura de cargos efetivos será reduzida de 26 para 8 cargos, sendo seis de nível superior e dois de nível médio. A progressão na carreira legislativa será ampliada de 10 para 25 anos, de forma que os futuros concursados ingressarão com um salário inicial reduzido em comparação aos valores atuais. Aliado ao prolongamento da carreira, a política proposta contempla novo modelo de avaliação de desempenho para todos os servidores efetivos, inclusive os que estão no final da carreira, e análise de resultados setoriais e corporativos, implementando inclusive critérios técnicos para o acesso às funções comissionadas por parte dos servidores. A proposta também prevê a extinção de 1.000 cargos efetivos, sendo 633 imediatamente, por já estarem vagos, e os outros 367 à medida em que ocorrer a vacância. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #RodrigoMaia #ReformaAdministrativa Veja Mais

Coronavírus: Médica recomenda evitar beijo na boca e usar máscara ao transar

O Tempo - Mundo Ela ressaltou que, conforme os estudos indicam, há pouca chance de contágio por coronavírus a partir de fluídos vaginais ou sêmen Veja Mais

Concluída primeira emissão de um título ‘verde’ por produtores rurais

Valor Econômico - Finanças A operação de R$ 25 milhões, foi estruturada pelo Grupo Ecoagro em favor da Rizoma Agro Duas empresas brasileiras são as protagonistas da emissão do primeiro título “verde” do mundo para financiamento da agricultura feita por produtores rurais com a certificação da Climate Bonds Initiative (CBI), organização britânica referência na comprovação de padrões sustentáveis para esses papéis. A operação de R$ 25 milhões, finalizada esta semana, foi estruturada pelo Grupo Ecoagro em favor da Rizoma Agro para custeio e investimentos de produção orgânica no interior paulista. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Novichok, a temida arma química que envenenou o opositor russo Alexei Navalni

O Tempo - Mundo Sua concepção por cientistas soviéticos remonta aos anos 70 e 80, coincidindo com as últimas décadas da Guerra Fria Veja Mais

TSE inicia treinamento on-line de mesários, que vai até a véspera das eleições

O Tempo - Política Aulas a distância começaram nesta terça-feira e devem acontecer até novembro. Alunos serão divididos em dez turmas Veja Mais

Brasil tem 12,5 milhões de CPFs ativos a mais que a população total, e TCU cobra Receita Federal

G1 Economia Auditoria diz que, em 3,3 milhões de cadastros, há indícios de que a pessoa já morreu. Há ainda 78 mil CPFs ativos de pessoas que, se vivas, têm mais de 110 anos; Receita não comentou dados. O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou nesta quarta-feira (2) que a Receita Federal indique providências ou métodos de controle para reduzir o número de CPF irregulares que continuam ativos. Dados da Receita Federal apontam que o Brasil tem, hoje, cerca de 12,5 milhões de CPFs ativos a mais que a soma da população brasileira viva. Em pelo menos 3,3 milhões de casos, há indícios de que o titular do cadastro já tenha morrido. O tribunal deu prazo de 120 dias para que a Receita Federal aponte as medidas que serão tomadas para resolver o problema. O órgão não quis comentar a decisão. No relatório sobre as medidas tributárias adotadas pelo governo na pandemia de Covid-19, a Receita informou que há 223,8 milhões de CPFs ativos. O problema é que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população brasileira na data do levantamento era menor: 211,4 milhões de pessoas. O número foi atualizado para 211,8 milhões no fim de agosto. O ministro relator do caso, Bruno Dantas, destacou que há mais de 78 mil CPFs ativos de pessoas com mais de 110 anos. Levantamentos internacionais mostram que há apenas 29 pessoas nessa faixa etária em todo o mundo – e só uma vive no Brasil. CPF regular foi um dos pré-requisitos para que brasileiros se cadastrassem no auxílio emergencial durante a pandemia Veja Mais

Produtores de biocombustível têm CBios para atender 55% da meta proposta para 2020

Valor Econômico - Finanças Estoque de títulos na bolsa está em 7 milhões; distribuidoras devem adquirir 14,5 milhões até dezembro, segundo proposta As vendas de biocombustíveis que dão o direito aos produtores emitirem Créditos de Descarbonização (CBios) na B3 através de escrituradores alcançaram, até o fim de agosto, 55% da meta deste ano de descarbonização prevista na proposta enviada a consulta pública, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilados pela União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica). Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Retirada de descontos para fonte incentivada está alinhada à modernização do setor elétrico, diz Abeeólica

Valor Econômico - Finanças O setor eólico apoia a medida provisória 998, que prevê, entre outros pontos, a retirada de descontos tarifários para as fontes incentivadas de energia (PCHs, biomassa, eólica e solar). “Se pudéssemos ficar com esse incentivo, seria bom. Por outro lado, estamos vendo um direcionamento do governo para a modernização do setor elétrico, o ajuste do modelo é fundamental para a sociedade e para o país. Não adianta mantermos o ‘status quo’ de um setor que não se sustenta no longo prazo. Sabemos que tem uma bomba relógio associada à CDE [encargo setorial que banca subsídios na conta de luz]”, afirmou há pouco a presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), Elbia Gannoum, em conversa com jornalistas. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Homem mordido por tubarão anda com o bicho nos braços e sorri em praia

O Tempo - Mundo O animal só foi retirado do membro do homem em um hospital na cidade Veja Mais

Amazon Prime Video Channels: conheça o serviço que chegou ao Brasil

Amazon Prime Video Channels: conheça o serviço que chegou ao Brasil

Tecmundo A Amazon finalmente lançou o Amazon Prime Video Channels para o consumidor brasileiro. A partir desta quarta-feira (02), o assinante Amazon Prime pode complementar sua experiência com um pequeno adicional para garantir títulos de canais de assinatura, expandindo o catálogo de séries e filmes com milhares de novos títulos.Atualmente, o assinante Amazon Prime tem acesso a vários serviços da Amazon por R$ 9,90. A novidade introduz ao Brasil os adicionais pagos do serviço de assinatura, que adicionam ainda mais conteúdo ao Prime Video.Leia mais... Veja Mais

Como instalar a Netflix no seu Xbox One

canaltech A Netflix (Android | iOS | Web) é um serviço de streaming de vídeo que possui um vasto catálogo para seus assinantes. Além de estar disponível para PC e dispositivos móveis, a plataforma também pode ser acessada em um Xbox One. Aprenda a controlar seu Xbox One a partir do seu smartphone 12 jogos incríveis que valem a assinatura do Game Pass Como habilitar o Google Assistente no Xbox One Para fazer isso, basta apenas que você acesse a Microsoft Store, a loja do console, e realize o download do app. O procedimento é rápido e prático, confira abaixo o passo a passo! Como instalar a Netflix no seu Xbox One Passo 1: faça o login com a sua conta no Xbox One e, em seguida, acesse a “Store”, que está algumas opções para baixo da seção “Início”. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Faça o login com a sua conta no Xbox One e acesse a aba "Store" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: com a aba da Microsoft Store aberta, selecione o item “Buscar”. Com a aba da Microsoft Store aberta, selecione o item "Buscar" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: utilize o teclado virtual para digitar “Netflix” na caixa de buscas. Você pode acessar o app diretamente desta aba, ou apertar o botão “Options” do controle do Xbox para prosseguir com a pesquisa. Utilize o teclado virtual do Xbox One para digitar "Netflix" na caixa de buscas (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: nos resultados da pesquisa, selecione o app da “Netflix”. Nos resultados da pesquisa, selecione o app da "Netflix" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 5: na aba seguinte, clique em “Instalar” para fazer o download do app. Na aba seguinte, clique em "Instalar" para fazer o download do app (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 6: volte à aba “Início” do Xbox One e acesse a opção “Meus jogos e apps”. (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 7: no menu lateral esquerdo, selecione a seção “Aplicativos”. Volte à aba "Início" do Xbox One e acesse a opção "Meus jogos e apps" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Dica: note que, no canto inferior do menu lateral, você pode acompanhar o andamento do download do app. Passo 8: localize a Netflix na lista de apps do seu console. Ela poderá ser acessada assim que o download for finalizado. Localize o app da Neflix nos apps do seu coneole e ele poderá ser acessado quando o download terminar (Captura de tela: Matheus Bigogno) Importante: para acessar o app da Netflix, é necessário ter uma assinatura. Pronto! Agora você pode baixar a Netflix no seu Xbox One para assistir a inúmeros filmes e séries. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

Google Assistente agora permite customização dos “atalhos” de voz

canaltech O Google parece não se cansar de aprimorar seu assistente digital. O pessoal do site Android Police percebeu recentemente que um novo recurso bem interessante está sendo testado aleatoriamente com alguns usuários do Google Assistente: os “Shortcuts” ou “Atalhos”, em português. Trata-se de uma funcionalidade similar à que já existe em alguns concorrentes do aplicativo como a Apple Siri e a Samsung Bixby. Problemas no Google Assistente? Saiba como resolver Como criar uma rotina no Google Assistente e tornar seu dia mais produtivo 5 coisas que o Google Assistente faz e poucos conhecem Os atalhos do Assistente são simplesmente comandos de voz que podem ser editados livremente pelo usuário e servem para ativar determinada função de um aplicativo. O programa já conta com uma biblioteca vasta de atalhos, mas é possível criar novos ou até mesmo customizar os existentes de acordo com a necessidade. É necessário, porém, que o app em questão tenha suporte à feature. Você pode, por exemplo, configurar para que o Assistente crie um novo tweet ao simplesmente dizer “Ok Google, novo tweet”; se quiser brincar um pouquinho, também seria possível nomear os atalhos com comandos enigmáticos que só você entenda. Outros exemplos fornecidos pela própria companhia incluem “Adicionar foto ao WhatsApp” para configurar uma nova imagem do seu perfil. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Imagem: Reprodução/Android Police Infelizmente, por mais que ela esteja sendo testada tanto com a versão antiga quanto com a versão atualizada do Assistente (específica para alguns dispositivos da família Pixel) a novidade ainda não está disponível para todos os usuários e não há previsão para que ela seja liberada globalmente. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

Bolsonaro citou matéria do "Valor" e pediu para que Moro tivesse a ‘dignidade para se demitir’

Valor Econômico - Finanças A matéria do jornal que irritou Bolsonaro mostrava que Moro defendia que a polícia poderia prender quem desrespeitasse medidas de isolamento e quarentena Uma reportagem do Valor fez o presidente Jair Bolsonaro enviar uma mensagem ao então ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pedindo para que ele tivesse a "dignidade para se demitir". A mensagem foi enviada no dia 12 de abril, semanas antes de Moro anunciar a sua saída do governo. A conversa, extraída do celular do ex-ministro, foi anexada pela Polícia Federal (PF) no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF), que investiga se Bolsonaro tentou interferir na autonomia da corporação. A matéria do jornal que irritou Bolsonaro mostrava que Moro defendia que a polícia poderia prender quem desrespeitasse medidas de isolamento e quarentena durante a pandemia. O posicionamento, que foi externado pelo então ministro durante uma "live", ia no sentido contrário do que vinha sendo defendido por Bolsonaro. O presidente chegou a escalar o então advogado-geral da União, André Mendonça, que substituiu Moro na Justiça, para recorrer caso governos estaduais ou municipais decidissem implementar o que considerava "medidas restritivas de direitos fundamentais". "Se esta matéria for verdadeira: Todos os ministros, caso queira contrariar o PR, pode fazê-lo, mas tenha dignidade para se demitir", escreveu Bolsonaro. Moro disse, então, que não conversou com a imprensa sobre o assunto: “O que existe eh o art 268 do CP. Não falei com imprensa". Há também novas conversas trocadas com a deputada Carla Zambelli (PSL-SP), que tentou convencer Moro a aceitar a indicação de um novo nome para o comando da PF. Nas mensagens, ela questiona se Valeixo era a pessoa certa para o cargo e diz que havia questionamentos sobre como ele atuara na "Operação Lava-Jato", quando foi chefe da superintendência da PF no Paraná. Moro defende o indicado e lembra que ele foi o responsável por manter o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva preso, quando houve a briga de liminares de magistrados do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Outras mensagens trocadas por Bolsonaro e Moro já haviam sido divulgadas, como a que o presidente avisou, no dia 22 de abril, que estava “decidido” que o então diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, deixaria a chefia da corporação ainda naquela semana. Nesta quarta-feira (2), a PF pediu para que o inquérito que investiga as acusações de Moro contra o presidente seja prorrogado por mais 30 dias. Entre as pendências está o depoimento de Bolsonaro. A decisão cabe ao relator, Celso de Mello, que está de licença médica. Veja Mais

Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021

canaltech Apesar de a Xiaomi ter sido uma das primeiras fabricantes a apresentar um conceito de câmera sob a tela, no ano passado, o primeiro celular da marca embarcado com a tecnologia ainda deve demorar alguns meses para chegar ao mercado. No entanto, segundo informações do popular vazador Digital Chat Station, um novo smartphone de ponta da fabricante já estaria sendo fabricado com a novidade. Xiaomi promete mais um Mi 10 ainda em setembro e com preço abaixo dos 300 euros POCO X3 será anunciado em 7 de setembro e já está homologado na Anatel Mi 10T Pro deve combinar especificações poderosas e preço camarada, indica rumor Não fica claro sobre qual linha o leaker se refere na publicação, mas, ao que tudo indica, uma delas seria equipada com a nova câmera sob a tela, enquanto a outra manteria um furo circular no display para o sensor de selfies. Uma das linhas do ano que vem será equipada com câmera frontal sob a tela (Imagem: Reprodução/Digital Chat Station) Atualmente, a Xiaomi possui duas famílias de celulares premium: Mi Series e Mi MIX, esta última que geralmente traz inovações, principalmente, relacionadas ao display. Vale lembrar que a linha Mi MIX não recebe novidades no mercado desde 2018, já que o Mi Mix Alpha, anunciado em 2019, não chegou a ver a luz do dia, mas uma nova versão do aparelho vem sendo especulada nos últimos meses. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Ou seja, é bastante provável que o aparelho em questão seja um futuro Mi MIX 2021, que seria lançado com câmera frontal sob a tela e o ainda não anunciado Snapdragon 875 da Qualcomm. Já o Mi 11, próxima geração da principal linha da Xiaomi, deve permanecer com o furo na tela para o sensor de selfies. Câmera sob a tela já é realidade Câmera de selfie sob a tela vinha sendo aguardada desde 2019, quando Xiaomi e OPPO apresentaram suas soluções. No entanto, a primeira fabricante a lançar um celular com a tecnologia foi a ZTE, em agosto deste ano, com o Axon 20. Segundo a empresa, a técnica empregada no smartphone não compromete a reprodução de imagens na tela, uma das principais preocupações quando foi exibida no ano passado — veja como a região da câmera fica imperceptível durante o uso:   No último dia 28, a Xiaomi confirmou que iniciará "oficialmente" a produção em massa de smartphones com a nova solução a partir do ano que vem. A empresa descreve a tecnologia como "terceira geração", embora nunca tenha lançado as duas primeiras versões do recurso. Xiaomi mostra sua tecnologia de câmera sob a tela funcionando; assista ao vídeo Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Roupas antivirais: entenda como funciona a proteção extra contra a COVID-19 Veja Mais

Telegram cresce no Brasil e já está presente em 35% dos aparelhos nacionais

canaltech Uma nova pesquisa da Panorama Mobile Time/Opinion Box revela que o Telegram está ganhando cada vez mais espaço entre os internautas brasileiros. O mensageiro, que é rival do WhatsApp e se vende como uma opção mais segura, está presente em 35% dos aparelhos nacionais; trata-se de um aumento de 16 pontos percentuais em apenas um ano e de 8 pontos percentuais em seis meses. Telegram: como ativar e usar o recurso de pessoas próximas WhatsApp chega a quase todos os celulares brasileiros e Telegram dobra presença Brasil já teve pelo menos 100 milhões de celulares roubados ou furtados Esses números foram obtidos após uma entrevista com mais de 2 mil brasileiros. Também foi constatado que o app é mais popular entre os homens (40%) do que entre as mulheres (33%). Mais curioso ainda é o fato de que o Telegram é mais empregado pelas classes A e B (46%) do que nas C, D e E (33%). Em relação a idade dos usuários, a maioria (38%) tem entre 30 a 49 anos, seguido pela faixa dos 16 a 29 anos (36%). Embora a porcentagem de pessoas com o app instalado seja alta, vale observar que apenas 53% abrem o mensageiro diariamente, o que significa que quase metade do público usuário “se esquece” de executar o software todos os dias. Também foi possível perceber um aumento no uso da funcionalidade de “canais” do Telegram: o número de usuários ativos mensais que usam o recurso subiu de 36% para 48%. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Embora tais números sejam animadores, os responsáveis pela pesquisa criam uma hipótese de que tal aumento na popularidade do aplicativo decorra do fato de que, recentemente, o WhatsApp passou a aplicar uma série de restrições quanto ao encaminhamento em massa de mensagens. Por mais que tais limites tenham sido aplicados para evitar a disseminação de fake news, muitos internautas ficaram insatisfeitos com a medida. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

BR Partners pode levantar até R$ 885,8 milhões em oferta inicial de ações

Valor Econômico - Finanças O banco de investimentos BR Partners pretende captar até R$ 885,82 milhões em sua oferta inicial de ações (IPO), prevista para ser precificada no dia 23 de setembro. Documento apresentado pelo banco aponta entre R$ 15,17 e R$ 18,96 a faixa indicativa de preço para as units na oferta. Cada unit será formada por uma ação ordinária e duas preferenciais. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Placar no STJ favorece tese de que provas contra Witzel são robustas, diz professor da FGV

Valor Econômico - Finanças Para Michael Mohallem, o placar de 14 a 1 fortalece a tese de que são robustas as provas contra o governador afastado no âmbito da "Operação Tris in Idem" O julgamento desta quarta-feira (2) no Superior Tribunal de Justiça (STJ) que confirmou o afastamento do governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), do cargo tornou muito remota a possibilidade de retorno dele ao cargo. A opinião é do coordenador do Centro de Justiça e Sociedade da FGV Direito Rio e professor da área de direito público, Michael Mohallem. Para ele, o placar de 14 a 1 fortalece a tese de que são robustas as provas contra o governador afastado no âmbito da "Operação Tris in Idem", deflagrada pela Polícia Federal na última sexta-feira (28). Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Relatório prevê cultivo da Cannabis (maconha) no Brasil com restrições - 02/09/20

Relatório prevê cultivo da Cannabis (maconha) no Brasil com restrições - 02/09/20

Câmana dos Deputados Foi apresentado num evento virtual nesta quarta-feira o relatório favorável à regulamentação do plantio de maconha no Brasil para fins medicinais. Um amplo e variado debate cerca o tema. O presidente da comissão especial que estuda o tema pretende pedir urgência para que a votação vá direto ao Plenário Ulysses Guimarães. Deputados de várias correntes políticas ou ideológicas se mostraram favoráveis à proposta. Mas representantes de segmentos sociais e parlamentares contrários também participaram das discussões. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #Cannabis #Cultivo Veja Mais

Governo irrita Maia por detalhes na entrega de reforma administrativa na Câmara

O Tempo - Política Houve desencontros de informação sobre entrega da reforma administrativa Veja Mais

Senado aprova MP com R$ 5 bilhões ao setor de turismo

Valor Econômico - Finanças O crédito visa possibilitar a concessão de financiamento ao setor de turismo, com capital de giro a micros, pequenas, médias e grandes empresas O Senado aprovou nesta quarta-feira o texto da Medida Provisória 963, que libera R$ 5 bilhões ao setor de turismo, como forma de reduzir os impactos causados pela pandemia. O crédito visa possibilitar a concessão de financiamento ao setor de turismo, com capital de giro a micros, pequenas, médias e grandes empresas. Segundo dados do Ministério do Turismo, esse setor representa em torno de 8% do Produto Interno Bruto e emprega mais de 6,7 milhões de pessoas, e vem registrando perdas consideráveis, “tanto por ter sido o primeiro a ser paralisado como provavelmente será um dos últimos a retomar as atividades ao nível normal”, anotou o relator e líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). A proposta, que não sofreu alterações, segue para promulgação. Pixabay Veja Mais

Governo publica MP para evitar aumento da conta de luz do Norte e Nordeste

O Tempo - Política Texto também inclui temas como o fim de subsídios para fontes alternativas (eólica e solar) a condições para viabilizar a retomada da usina nuclear de Angra 3 Veja Mais

Acompanhe o Menos30 Fest, evento de empreendedorismo e inovação - dia 4

G1 Economia Acompanhe o Menos30 Fest, evento de empreendedorismo e inovação - dia 4 G1 transmite o 4º dia do festival a partir das 17h. Evento vai até sexta (4). A educação voltada para o empreendedorismo estará em pauta, de forma gratuita e 100% digital, em cursos on-demand, oficinas, debates, palestras, pitches e atrações. Evento faz parte de uma ampla agenda de valor social da Globo, voltada para educação integral e juventude. Veja como foi o 3º dia do evento Veja Mais

TST determina manutenção de 70% das atividades dos Correios e proíbe descontos

Valor Econômico - Finanças De acordo com a decisão também, os funcionários que aderiram à paralisação não poderão impedir a livre circulação de pessoas e de cargas postais A ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Kátia Arruda determinou que os Correios mantenham 70% das atividades, enquanto perdurar a greve dos servidores, que não poderão sofrer descontos em seus salários. De acordo com a decisão, os funcionários que aderiram à paralisação não poderão impedir a livre circulação de pessoas e de cargas postais. O cálculo do percentual de 70%, segundo a ministra, deve ser feito com base na quantidade de empregados que estavam trabalhando presencialmente em 14 de agosto, último dia útil antes de deflagrada a paralisação. A greve tem origem em um impasse na negociação do acordo coletivo de trabalho do biênio 2020/2021. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) havia pedido ao tribunal a declaração de abusividade da greve e retorno imediato aos trabalhos, sob pena de multa de R$ 1 milhão para cada sindicato. Caso esses requerimentos não pudessem ser atendidos, que fosse determinada a manutenção mínima de 90% do efetivo. Kátia entendeu que em sede de liminar, sem ouvir previamente os sindicatos, não haveria como emitir juízo sobre o “valor definitivo da qualificação da greve” ou determinar o retorno dos serviços. Porém, observou que os Correios são um serviço essencial, portanto não podem parar por completo. A operação com menos de 70% da capacidade está sujeita a multa de R$ 100 mil. Sobre os descontos nos salários, a ministra disse que eles não podem ocorrer, pois a Constituição Federal assegura aos trabalhadores o direito de fazer greve. Para ela, suprimir parte da remuneração devido à paralisação configura “tentativa de intimidar e obstruir o livre exercício” desse direito. Veja Mais

Senado aprova regras mais duras para barragens e discute multa para empresas

O Tempo - Política Medida foi formulada após o rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, que deixou 259 mortos em Brumadinho Veja Mais

Alcolumbre quer que reforma administrativa tramite no Senado e na Câmara

O Tempo - Política A proposta deve ser entregue pelo governo ao Congresso nesta quinta-feira (3) e sua aprovação é tida como prioridade pelo Palácio do Planalto Veja Mais

Representante de laboratórios farmacêuticos defende reformulação do Farmácia Popular

Valor Econômico - Finanças Entidade que representa o setor alerta para o risco de interrupção no tratamento de doenças das camadas mais desfavorecidas da população se governo encerrar o programa A Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Nacionais (Alanac) defendeu a reformulação do programa Farmácia Popular em vez de sua extinção, como cogitado pelo governo federal. O orçamento do programa é um dos candidatos a compor o futuro Renda Brasil, para o qual a equipe econômica busca fontes de recursos. Em nota, o presidente-executivo da Alanac, Henrique Tada, chama a atenção para o risco de interromper o tratamento de doenças crônicas como diabetes, hipertensão e asma das camadas mais desfavorecidas da população, que hoje têm acesso aos medicamentos gratuitamente ou com descontos que chegam a 90%. “Se a questão é que ele atende também a população de renda alta, que tem condições de comprar os medicamentos, a solução é reformular, ajustar o programa, e não acabar com ele. Pessoas carentes não podem deixar de ter acesso a esses remédios”, defende Tada. Programa Farmácia Popular entrou na mira dos técnicos que elaboram o Renda Brasil Elza Fiúza/ABr Segundo o executivo, somente no ano passado mais de 21 milhões de pessoas foram atendidas pelo programa. “O Farmácia Popular tem uma atuação preventiva e sua extinção causaria a descontinuidade do tratamento de muitas doenças graves”, alerta o presidente-executivo da Alanac. O governo chegou a ensaiar um anúncio do Renda Brasil para esta semana, mas postergou a sua divulgação devido às dificuldades de encontrar fontes de recursos para financiá-lo. O programa em elaboração pelo governo substituirá o Bolsa Família. A ideia é ampliar o alcance e o valor dos benefícios e garantir a incorporação de pessoas que hoje estão recebendo o auxílio emergencial de R$ 600 pagos durante a pandemia. Para viabilizar o programa, técnicos do governo consideraram medidas tanto do lado das despesas (como a unificação e redução de programas como abono salarial, seguro-defeso e Farmácia Popular) como do lado da receita (com deduções de saúde e educação do Imposto de Renda, por exemplo). Veja Mais

Reforma administrativa da Câmara contrapõe a do governo e atingirá salários e cargos

Valor Econômico - Finanças A ideia é propor a redução dos salários iniciais dos concursados em até 40%, cortar estruturas de assessoramento e diminuir o número de comissionados dos gabinetes O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tenta convencer os parlamentares a encamparem uma reforma administrativa que atinja mais diretamente os cargos e estrutura do Legislativo do que a proposta que será enviada pelo Executivo. A ideia é propor a redução dos salários iniciais dos concursados em até 40%, cortar estruturas de assessoramento e diminuir o número de comissionados dos gabinetes individuais e partidários. Com a redução de até 40%, a remuneração inicial de consultores será R$ 21.977,10, e de analistas, R$ 13.849,10. Hoje, eles iniciam com salários de R$ 32.844,88 e R$ 24.716,88, respectivamente. Já os técnicos passarão a ter remuneração inicial de R$ 9.222,86, frente aos R$ 16.460,29 pagos atualmente no início da carreira. O topo remuneratório da carreira, hoje atingido em dez anos, será em pelo menos 25 anos, com novos critérios de avaliação. Com essa proposta, Maia pretende dar uma sinalização mais forte de mudanças na estrutura, mas não há ainda estimativa de qual será o impacto financeiro porque essa regra valerá apenas para os novos servidores. A reforma administrativa pensada pela equipe econômica do governo também reduziria os salários iniciais, mas as últimas informações são de que o governo desistiu disso e tratará de regras mais gerais, como a estabilidade dos servidores. Um dos medos de técnicos na Câmara é de que, se só o Legislativo mudar o salário inicial, os profissionais mais capazes prefiram carreiras no Executivo ou Judiciário. Maia discutiu a proposta com os integrantes da Mesa Diretora na terça-feira (1º) e com os líderes partidários nesta quarta-feira (2). Serão seis projetos de resolução, um projeto de lei, sete atos da mesa e três portarias para implementar todas as mudanças. Parte das alterações, como a redução dos cargos de assessoramento das lideranças partidárias, valeria apenas para a próxima legislatura, em 2023, para diminuir as resistências entre os parlamentares. Hoje, o número de cargos de cada partido depende do tamanho da bancada, mas há uma “escadinha”, que a cada legislatura é modificada por composições políticas. Quando o PSD foi criado, por exemplo, essa graduação mudou para que os demais partidos não perdessem assessores, mesmo com o quadro de parlamentares reduzido. Pela nova proposta, os cargos seriam definidos proporcionalmente ao número de deputados de cada partido. Estruturas criadas ao longo dos últimos anos para acomodações políticas, como a Secretaria de Transparência, a Ouvidoria, a Corregedoria, a Secretaria de Comunicação Social, a Secretaria da Juventude e a Secretaria de Relações Internacionais seriam incorporadas a estrutura da Mesa Diretora a partir de 2023. Só restaria, no projeto proposto, a Secretaria da Mulher. Redução de R$ 23 milhões Esses cargos são ocupados por deputados indicados pelo presidente da Câmara, em composições políticas para a eleição, e cada um deles indica comissionados para assessorá-los. Com os cortes, a redução de gastos seria de R$ 23 milhões por ano. Há duas ideias que causaram mais polêmica entre os deputados e ainda dependem de um aval interno para serem oficializadas. A redução dos cargos comissionados dos gabinetes, de 25 assessores para 15, e a venda dos apartamentos funcionais dos deputados. A resistência em relação aos apartamentos é que eles pertencem ao governo e conversas com a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) no governo de Michel Temer indicaram que não seriam necessariamente vendidos, mas destinados a assessores e ministros do Executivo. Aposentados O gasto com pessoal é, hoje, o mais alto da Câmara. Do orçamento total de R$ 5,8 bilhões, 82% são gastos com salários, pensões e aposentadorias. O objetivo da reforma é reduzi-los gradualmente, a medida em que os atuais aposentados e pensionistas deixarem de receber os benefícios e os atuais servidores mudem para o quadro de inativos. Os futuros servidores seriam contratados sob as novas regras. De largada, a Câmara extinguiria mil cargos de servidores efetivos. Desses, 600 estão vagos e outros 400 estão aptos a se aposentarem, mas ainda não fizeram isso. A medida em que migrarem para a inatividade, os cargos deixariam de existir e não poderiam mais ser preenchidos. A Câmara já teve 3,8 mil servidores efetivos e agora tem 2,7 mil. A meta é trabalhar com um quadro mais reduzido, de 2,3 mil. A exemplo do texto do governo Bolsonaro, a reforma da Câmara também não terá impacto nos atuais servidores que já entraram por concurso público. A única mudança será no sistema de avaliação, que deve ser mais rígido e, caso a pessoa não pontue bem, não poderá pedir licença para fazer cursos, assumir cargos de chefia ou mudar de área dentro do Legislativo. As metas e notas de cada servidor serão públicas para evitar uma avaliação mais frouxa. "Há muito espaço para se votar" Maia afirmou nesta quarta-feira que “há muito espaço para se votar” a proposta de reforma administrativa da Casa até outubro. “Acho que dá para votar muita coisa antes da eleição. Trabalhar o mês de setembro, votar algumas coisas em outubro, os atos da Mesa, quando tiver acordo na Mesa, já publicá-los. Acho que tem muito espaço”, disse Maia, em entrevista a jornalistas. O parlamentar do DEM afirmou que “novos servidores, se aprovados os projetos, vão entrar nas regras novas”, com mudanças. Ele lembra que “as carreiras estão curtas e os salários médios do serviço público ficaram muito altos em comparação com o setor privado”. “Modelo do passado precisa ter uma página virada. Precisamos ter modelo de gestão pública de melhor qualidade, de mais modernidade.” CCJ O presidente da Câmara disse que o ideal é que a reforma administrativa do governo siga o rito tradicional na Casa, passando pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antes de ser analisada pela comissão especial e pelo plenário. “Tem de ir pra CCJ ou tem de fazer um acordo para que a gente construa uma comissão especial em que o prazo da CCJ seja respeitado. Mas acho que o ideal, já que na próxima semana a gente vai ter apenas uma sessão por causa do prazo das convenções, é que a gente possa tentar aprovar na próxima quarta-feira o projeto de resolução que autoriza a recriação da CCJ”, explicou Maia, a jornalistas. O parlamentar do DEM reconheceu que é possível construir um acordo caso não seja possível fazer a tramitação normal. “[O acordo seria] com os partidos, de esquerda, claro, que certamente ficarão contra a proposta, para que o prazo da CCJ seja respeitado na criação da comissão especial. O ideal é que a gente cumpra o trâmite normal, porque é uma reforma que gera polêmica, que pode gerar judicialização.” Veja Mais

Supremo valida a não cumulatividade da Cofins

Valor Econômico - Finanças Os ministros entenderam que a sistemática não ofende o princípio da isonomia ou o da capacidade contributiva Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmaram, nesta quarta-feira, que a não cumulatividade da Cofins é constitucional. Eles haviam julgado esse tema em maio de 2017, mas estava pendente, para o encerramento do processo, a fixação da tese que deverá ser seguida pelas demais instâncias do Judiciário. A maioria concordou com a tese sugerida pelo ministro Edson Fachin: "é constitucional a previsão em lei ordinária que introduz a sistemática da não cumulatividade à Cofins, dado que observa os princípios da legalidade, isonomia, capacidade contributiva global e não confisco". Somente o ministro Marco Aurélio, relator do caso, votou contra. Ele foi o único, no julgamento em 2017, que se posicionou contra a sistemática da não cumulatividade (RE 570 122). A discussão se deu em torno da Medida Provisória (MP) nº 135, de 2003, que foi convertida na Lei nº 10.833. Os ministros analisaram esse tema por meio de recurso apresentado por uma indústria farmacêutica. A companhia alegava que a tributação não poderia ter sido introduzida por medida provisória. Argumentava que a norma fere o princípio da isonomia e tem caráter consfiscatório. Os ministros negaram recurso afirmando que a utilização de MP é respaldada por jurisprudência do próprio STJ. Entenderam não haver ofensa ao princípio da isonomia ou da capacidade contributiva. Veja Mais

Preço do petróleo recua após demanda por gasolina nos EUA despencar

G1 Economia Mercado foi afetado pela passagem do furacão Laura. Na semana passada, demanda por gasolina caiu para 8,78 milhões de barris por dia. O petróleo caiu mais de 2% nesta quarta-feira (2), revertendo os ganhos iniciais depois que um relatório mostrou que a demanda por gasolina caiu nos Estados Unidos na última semana. O petróleo Brent cedeu US$ 1,15, ou 2,5%, para fechar a US$ 44,43 o barril, após dois dias de ganhos de preço. O barril nos EUA caiu US$ 1,25, ou 2,9%, a US$ 41,51 o barril. Os preços dos futuros ficaram negativos depois que os dados semanais do governo mostraram uma menor demanda por gasolina na semana anterior, levando os comerciantes a ignorar os dados altistas do estoque de petróleo dos EUA. Preços do petróleo recuaram nesta quarta-feira Gregory Bull, File/AP Os estoques de petróleo bruto caíram 9,4 milhões de barris na semana passada para 498,4 milhões de barris, uma queda muito mais acentuada do que a redução de 1,9 milhão de barris esperada por analistas. Os dados refletem um período durante o qual o furacão Laura fechou a produção e as instalações de refino. A demanda de gasolina na semana caiu para 8,78 milhões de barris por dia, de 9,16 milhões de bpd na semana anterior, de acordo com o relatório. Furacão Laura chega com ventos de 250 km/h aos EUA Veja Mais

Juiz considera pesquisa eleitoral em Uberlândia tendenciosa e barra divulgação

O Tempo - Política Levantamento foi feito pelo Instituto PS Marketing e encomendado pela TV Vitoriosa; Na decisão, o magistrado argumentou que as perguntas 'são destoantes ao espectro eleitoral' Veja Mais

STJ decide por manter Witzel afastado do cargo de governador do Rio

O Tempo - Política Por 12 votos a 2, os ministros da Corte Especial ratificaram decisão da semana passada que tirou o governador do cargo Veja Mais

HQ de Keanu Reeves arrecadou US$ 350 mil em menos de 24h no Kickstarter

canaltech Em julho, Keanu Reeves anunciou um projeto de quadrinhos chamado BRZRKR, sobre um personagem “que se parece muito com um certo ator muito querido e que já trilhou um caminho de sangue pelo mundo inteiro ao longo dos séculos”. Agora, o ator confirmou a equipe criativa, com o escritor Matt Kindt e o desenhista Ron Garney, veterano que já passou por fases celebradas em revistas do Hulk e Capitão América. Keanu Reeves é o protagonista da HQ que escreveu; veja as primeiras páginas Keanu Reeves admite que sempre quis interpretar Wolverine Não foi só o Keanu Reeves: 10 atores que criaram suas próprias HQs A nova série de HQs será editada pelo Boom! Studios e entrou em financiamento coletivo no Kickstarter nesta terça-feira (1º), com a meta de US$ 30 mil. Eis que, em menos de 24 horas, o gibi superou o objetivo em mais de 600%, chegando a US$ 300 mil. E não é só isso: a popularidade do queridinho das redes sociais é tão grande que esse número não para de crescer, já que, no momento em que esta matéria estava sendo redigida já passavam de 3.907 apoiadores e US$ 386 mil. A história segue um homem conhecido apenas como Berserker, que é amaldiçoado com a imortalidade. Ele vende seus serviços para o governo dos Estados Unidos para descobrir a verdade sobre sua existência e como acabar com ela. A série conta também com a participação do brasileiro Rafael Grampá, que desenhou uma das capas. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Arte conceitual do brasileiro Rafael Grampá "Adoro quadrinhos desde que era criança e eles têm sido uma influência significativa em mim artisticamente", disse Reeves em um comunicado anterior. “Ter a chance de criar BRZRKR e colaborar com lendas da indústria como o escritor Matt Kindt, o artista Alessandro Vitti, o pintor Bill Crabtree, o compositor Clem Robins e o artista conceitual/de capas Rafael Grampá — junto com o grande pessoal do BOOM! Studios — é um sonho tornado realidade", complementou. Embora Vitti estivesse programado para ser o artista, ele foi substituído por Garney. Tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais com o Amazon Kindle Unlimited! Os presentes da campanha no Kickstarter incluem várias edições, incluindo as de capa mole e dura. Haverá vários conjuntos de caixas, como os conjuntos especiais "Blood Red" e "Gunmetal". Os objetivos também mencionam artes digitais, impressão exclusiva, entre outros mimos. O projeto fica no financiamento coletivo até 1º de outubro e a distribuição das revistas devem começar ainda este mês, para os apoiadores, e se estender algumas semanas depois para o grande público. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

Empresas privadas se unem para criar braço robótico capaz de manipular satélites

canaltech Nesta terça-feira (1), a Made In Space Europe, empresa subsidiária da Redwire que produz tecnologias robóticas para facilitar a industrialização do espaço, anunciou que é a mais nova parceira da Momentus. A ideia desta novidade é que, juntas, as empresas trabalhem em uma missão robótica cooperativa, com lançamento estimado para 2022. China revela nome e logotipo de sua primeira missão que enviará sonda a Marte Robô controlado remotamente será testado na Estação Espacial Internacional NASA escolhe lander para levar o robô que vai procurar água na Lua em 2023 De acordo com o comunicado, o veículo de transferência Vigoride, da Momentus, deverá receber um braço robótico da Made in Space. Assim, este braço será utilizado pelo Vigoride para manipular satélites, de modo que possam se mover para novas órbitas. Até o momento, a Momentus anunciou acordos com empresas que planejam integrar seus pequenos satélites ao Vigoride até o lançamento. Representação do veículo Momentus Vigoride com braço robótico (Imagem: Made In Space Europe) Harrison Pitman, especialista de desenvolvimento de produtos da Made In Space Europe, explicou que, se o Vigoride tivesse um braço robótico, poderia capturar e mover satélites para orbitarem antes do veículo, ou satélites viajando no mesmo veículo de lançamento porém sem estarem fixos a ele. Além disso, ele ressalta também a vantagem dos braços robóticos: “eles são preferíveis aos métodos tradicionais de acoplagem, porque permitem que uma gama maior de naves seja atendida pelo Vigoride”. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Assim, a missão planejada para 2022 deverá mostrar como estes braços robóticos podem melhorar os transportes espaciais. “Estamos buscando evoluir, de forma crítica, a viabilidade destas tecnologias avançadas e comerciais, trabalhando com um sistema completamente integrado”, declarou Jaroslaw Jaworski diretor-geral da Made In Space Europe. Em entrevista para o portal Via Satellite, ele pontuou também que esta será a primeira missão planejada em que os braços robóticos da empresa serão usados para transporte espacial. “Nossos braços robóticos podem ser aumentados ou reduzidos para otimizar a massa, volume e performance para quase qualquer operação em diversos ambientes orbitais”. As novidades da Momentus não param por aí: a empresa anunciou também um acordo para integrar dois dispositivos contendo nove naves PocketCube, da empresa Fossa Systems, com a segunda missão de demonstração do Vigoride. Esta missão deverá ocorrer no início de 2021, a bordo de um foguete Falcon 9, da SpaceX. Os PocketCubes são pequenas naves que podem ser combinadas para criar satélites de diversos tamanhos. A PocketQubes Fossa planeja lançar cargas úteis de comunicação e observação da Terra. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Veja Mais

Lewandowski manda entregar documentos a Lula em novo revés para Lava Jato

O Tempo - Política A medida deve adiar ainda mais a conclusão em primeira instância do processo que trata da compra pela Odebrecht de um terreno para o Instituto Lula Veja Mais

Autor de pedido de impeachment de Witzel crê que resultado do STJ influenciará deputados

Valor Econômico - Finanças O deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha disse que a votação no tribunal foi esmagadora O deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha (em processo de desfiliação do PSDB rumo ao Cidadania) ressalta que a resolução tomada nesta quarta-feira (2) pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que por 14 a 1 manteve o afastamento do governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), do cargo, “reforça” a decisão que os deputados vão tomar dentro do processo de impeachment que tramita na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Na última sexta-feira (28), Witzel foi afastado do cargo por decisão monocrática do ministro Benedito Gonçalves, do STJ, com base nas investigações da "Operação Tris in Idem", que apura denúncias de desvios de recursos na Saúde durante a pandemia de covid-19. Hoje, 15 ministros do mesmo tribunal decidiram, por 14 a 1, manter o afastamento. “O clima já era muito ruim para ele [Witzel]. Eu dizia que no plenário ele teria no máximo uma dúzia de votos. Depois do que aconteceu na sexta-feira [o afastamento de Witzel no âmbito da Operação Tris in Idem], a chance dele ficou reduzidíssima. E agora, numa votação de um órgão de 15 ministros, é uma votação esmagadora. E esse 1 [que votou contra o afastamento], disse que quem cabe afastar é a Assembleia [Legislativa]. No fundo essa decisão reforça a decisão que a Assembleia tem que tomar”, disse. Corrêa da Rocha, autor do pedido de impeachment, acredita que até o dia 22 de setembro Witzel deverá enfrentar outro afastamento, dessa vez dentro do processo de impedimento. O governador afastado tem até terça-feira (8) para apresentar sua defesa na Assembleia. A partir daí, o trâmite para a votação no plenário da Casa para acatar ou não a denúncia deverá, na visão do deputado, estar concluído até o fim do mês. A partir de então serão até seis meses para que a Comissão Mista, composta por cinco deputados, cinco desembargadores e o presidente do Tribunal de Justiça do Rio, Claudio de Mello Tavares, julguem definitivamente o processo de Witzel. Para Corrêa da Rocha, como Mello Tavares deixará a presidência do TJ do Rio ao fim do ano, é possível que esse procedimento não leve o máximo de 180 dias estipulados na legislação, mas seja decidido ainda em 2020. Veja Mais

Suzano testa captação via novo bônus sustentável

Valor Econômico - Finanças A Suzano anunciou uma oferta de recompra de até US$ 1 bilhão de títulos de dívida internacional. Para financiar essa operação, pretende lançar semana que vem um “sustainable linked-bonds”. Esse é um novo instrumento internacional de dívida em que a empresa faz a captação de recursos atrelada ao cumprimento de metas ambientais. Ele difere dos “green bonds” porque nesses títulos verdes o dinheiro levantado costuma ser carimbado para o uso específico em determinado projeto. Até hoje só houve uma emissão de “sustainable linked-bonds”, feita pela italiana Enel, em outubro de 2019. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Eleição americana começa a entrar no radar de gestores

Valor Econômico - Finanças Principal evento do mundo político neste ano, a disputa eleitoral americana já começa a entrar no radar dos gestores brasileiros. Mesmo sem descuidar do conturbado cenário doméstico, os profissionais de mercado afirmam que uma eventual vitória do democrata Joe Biden contra o atual presidente, Donald Trump, pode abrir caminho para a queda do dólar e a valorização de moedas emergentes, com possível efeito por aqui — embora a situação do Brasil seja mais complicada, devido ao problema fiscal e à proximidade entre o governo de Jair Bolsonaro e Trump. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Maia apresenta proposta inicial para reforma administrativa de servidores da Câmara

G1 Economia Minuta prevê salário inicial menor, extinção de cargos e promoção por desempenho. Governo envia nesta quinta (3) outro texto, com proposta para reforma do Executivo. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), apresentou nesta quarta-feira (2) a líderes partidários e à imprensa a proposta de reforma administrativa para os servidores da Câmara. O texto não é o mesmo da reforma administrativa do governo, que o presidente Jair Bolsonaro afirmou que entregará nesta quinta (3) ao Congresso Nacional. De acordo com a minuta apresentada por Maia, a proposta inicial de reforma administrativa na Câmara prevê: redução do salário de ingresso do servidor; maior número de níveis na Carreira Legislativa (aumento de 10 para 25 níveis); extinção de 1 mil cargos efetivos (633 imediatamente e 367 na medida em que vagarem); competências comuns a todos os cargos da Câmara; estabelecimento de funções comissionadas técnicas para necessidades temporárias; promoção em decorrência do desempenho individual; critérios/requisitos para assumir função comissionada. Segundo Rodrigo Maia, a ideia é "melhorar o trabalho da Câmara dos Deputados". Para ele, os salários iniciais são "muito altos". "A gente precisa ter uma carreira mais longa, onde o mérito prevaleça, o estímulo para que se possa chegar no final da carreira. É um gesto que a Câmara faz", acrescentou. A ideia é que os deputados estudem o tema com a Mesa Diretora para tentar aprovar o texto até outubro, segundo o presidente da Casa. Algumas mudanças preveem vigência imediata, mas algumas devem valer somente a partir da próxima legislatura, isto é, em 2023. A reforma Algumas mudanças devem ser feitas por meio de projeto de resolução; outras, por atos da Mesa Diretora; e as demais, por portarias do Diretor-Geral. A mudança na estrutura de carreiras, com alterações na carreira legislativa e na remuneração de ingresso, no entanto, deve ser feita via projeto de lei. Impacto nas contas O diretor-geral da Câmara, Sergio Sampaio, disse que ainda não há estimativa para redução de despesas com a reforma na Casa, mas disse que apresentará dados mais precisos até esta quinta-feira. "O grande beneficio dessa reforma é permitir que Câmara funcione com uma estrutura menor, mais enxuta e mais eficiente", disse. Segundo ele, 85% do orçamento da Câmara, de R$ 5,8 bilhões, são para despesas com pessoal. "Se eu consigo mudar essa visão, ter um gasto muito menor com pessoal, eu vou ter um impacto enorme no orçamento da Câmara, agora isso não se faz do dia para a noite", disse Sampaio. Maia disse que a reforma não traz apenas redução de despesas, mas qualidade do gasto público. "A gente não pode ficar olhando só pelo lado da redução de despesas, mas pela qualidade do gasto público. A melhoria do processo legislativo, a melhoria da organização administrativa da Câmara dos deputados. tudo isso vai trazer melhorias na qualidade desses gastos", disse o presidente da Câmara. 'Sinalização' para o governo O deputado Tiago Mitraud (Novo-MG), presidente da Frente Parlamentar Mista que trata da reforma administrativa, disse que há consenso entre a maioria dos líderes sobre a necessidade de se fazer a reestruturação e que isso servirá como "sinalização" para o Poder Executivo. "Acho que a reforma do Legislativo é essencial por justiça, para evitar distorções que não são mais aceitas e, depois, para saber didático e mostrar um compromisso do Legislativo com a reforma", declarou Mitraud. Segundo o parlamentar, a frente tem focado na elaboração do texto a ser enviado pelo governo federal, focado nos servidores do Executivo. "A Câmara tem hoje 2,5 mil servidores, o Executivo tem 600 mil, a proporção é outra, a gente está focando mas na reforma do Executivo", disse. Veja Mais

PV faz convenção, mas definição sobre a disputa pela PBH fica para depois

O Tempo - Política Foi criada uma comissão eleitoral do partido que vai tratar sobre os apoios em um momento posterior Veja Mais

Rússia divulga vídeo secreto da maior explosão de bomba nuclear da história

canaltech As mais famosas explosões nucleares da história foram as que ocorreram nas cidades de Hiroshima e Nagasaki, em 1945. A fama, no entanto, não foi exatamente pelo potencial destrutivo das bombas, mas sim por seus resultados catastróficos. Afinal, foram as únicas ocasiões em que esse tipo de arma foi usado em guerras e contra alvos civis. Mas maior explosão nuclear da história foi muito mais intensa, e a Rússia divulgou vídeos desse episódio, cujas imagens permaneciam em segredo — até agora. Sete bombas da 2ª Guerra Mundial são desativadas em terreno da Tesla na Alemanha Parece que o espaço se tornará uma zona de guerra; entenda o que isso significa EUA e Japão planejam constelação de satélites para rastrear mísseis Foi em 30 de outubro de 1961 que um bombardeiro soviético lançou a bomba termonuclear mais poderosa que o mundo já viu. Ela caiu sobre a ilha de Novaya Zemlya, um território russo localizado no Oceano Ártico. Era uma bomba de 50 megatons, chamada Tsar (ou Czar), e apelidada de "Grande Ivan" — uma menção ao czar russo conhecido como Ivan, o Terrível. Para fins de comparação, a arma nuclear mais poderosa já testada pelos EUA, a B41, foi de “apenas” 25 megatons (1 megaton equivale a 1 milhão de toneladas de dinamite). (Imagem: Reprodução/Rosatom State Atomic Energy Corporation) A explosão da Tsar foi cerca de 1.500 vezes mais forte do que as bombas de Hiroshima e Nagasaki juntas. A bomba atômica Little Boy, lançada sobre Hiroshima, explodiu com “apenas” 15 quilotons (1 quiloton equivale a mil toneladas de TNT). A Tsar foi 3.800 vezes mais poderosa do que ela. De tão poderosa, ela teve que cair de paraquedas, para que os pilotos do avião tivessem chance de escapar da detonação. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Mais surpreendente é saber que, em 1950, a Rússia já estava trabalhando em uma bomba de hidrogênio com 100 megatons. Mas havia uma série de problemas, como o peso absurdo, que tornava a bomba impossível para ser levada por qualquer avião. Então, as autoridades foram convencidas a criar uma versão menor, com a metade do poder. Mesmo assim, ela mal coube no compartimento de bombas do avião durante o voo. Tudo isso permaneceu nos arquivos confidenciais das autoridades russas, mas agora o público pode ter acesso a um verdadeiro documentário com imagens da Bomba Tsar. É que, na semana passada, a Rosatom State Atomic Energy Corporation (agência atômica estatal da Rússia) divulgou 40 minutos de imagens inéditas mostrando desde os preparativos e o transporte da bomba no bombardeiro Tupolev Tu-95, até a explosão no local de teste. Claro, essa explosão foi apenas um teste, mas resultou em um cogumelo típico das explosões nucleares, mas com mais de 90 km de largura e mais de 65 km de altura, irradiando um flash de luz que pôde ser visto a uma distância de mais de 965 km. Isso fez parte da “corrida dos megatons”, que era basicamente a disputa para ver qual nação do mundo teria a bomba mais potente, como explica o historiador da era atômica Robert Norris. “E os soviéticos venceram”, disse ele.   Nenhuma bomba como esta foi detonada outra vez. Dois anos depois, os Estados Unidos, a URSS e o Reino Unido assinaram o Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares, que proíbe explosões nucleares em qualquer lugar da Terra, tanto na superfície quando na atmosfera, e até mesmo debaixo d’água e do subsolo. Também dificulta que países desenvolvam bombas nucleares pela primeira vez ou, caso já tenham, desenvolvam bombas ainda mais poderosas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi deve estrear câmera frontal sob a tela em celular topo de linha em 2021 Moto G9 Plus, G9 Play e E7 Plus: estes são os supostos preços no Brasil Pela primeira vez, detritos espaciais são observados durante o dia Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Roupas antivirais: entenda como funciona a proteção extra contra a COVID-19 Veja Mais

TV Câmara - Reforma Administrativa da Câmara - 02/09/20

TV Câmara - Reforma Administrativa da Câmara - 02/09/20

Câmana dos Deputados Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, apresenta modelo de reestruturação administrativa para a Câmara. Propostas precisam ser aprovadas pelos deputados em plenário ou pela Mesa Diretora A Câmara dos Deputados começa a debater, a partir desta quarta-feira (2), o modelo de reestruturação administrativa para a Casa, elaborado com base nos estudos conduzidos pela Falconi Consultoria, a partir de Acordo de Cooperação Técnica com o Movimento Brasil Competitivo (MBC). O mapeamento dos fluxos de trabalho e as sugestões de melhoria de gestão, realizados pela Falconi, foram discutidos e consolidados por uma equipe técnica da Câmara num conjunto de medidas, que inclui projetos de resolução, atos da Mesa Diretora e normativos da Diretoria-Geral (DG). O foco da reestruturação apresentada é o desempenho prioritário das atividades essenciais ao Parlamento, de forma moderna e ágil. Para isso, conforme destaca o diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio, em carta, as medidas buscam novos paradigmas para o serviço público, como mudança de perfil e adoção de avaliação de desempenho de servidores, eficiência administrativa, economicidade e transparência. As propostas modificam todos os eixos de atuação da Casa, com previsão de implementação em várias etapas, sendo a última no início da próxima legislatura. Gestão de pessoas A política de gestão de pessoas priorizará a atuação nos processos críticos da instituição e o desenvolvimento de competências mais complexas e mais amplas para os servidores, retirando as atribuições operacionais e habilitando-os a trabalhar em múltiplos setores da Casa. Por isso, a estrutura de cargos efetivos será reduzida de 26 para 8 cargos, sendo seis de nível superior e dois de nível médio. A progressão na carreira legislativa será ampliada de 10 para 25 anos, de forma que os futuros concursados ingressarão com um salário inicial reduzido em comparação aos valores atuais. Aliado ao prolongamento da carreira, a política proposta contempla novo modelo de avaliação de desempenho para todos os servidores efetivos, inclusive os que estão no final da carreira, e análise de resultados setoriais e corporativos, implementando inclusive critérios técnicos para o acesso às funções comissionadas por parte dos servidores. A proposta também prevê a extinção de 1.000 cargos efetivos, sendo 633 imediatamente, por já estarem vagos, e os outros 367 à medida em que ocorrer a vacância. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #RodrigoMaia #ReformaAdministrativa Veja Mais

PT decide nesta quinta-feira data de convenção para eleições em BH

O Tempo - Política Algumas siglas ainda não definiram o dia para suas convenções partidárias; prazo é até dia 16 de setembro Veja Mais

Tarcísio anuncia metrô em BH sem aval da Justiça e causa mal-estar com ministros

O Tempo - Política Nos bastidores, tem sido dito que o ministro está fazendo "cumprimento com o chapéu dos outros” Veja Mais

Senado aprova política para barragens e prevê multas de até R$ 1 bilhão

Valor Econômico - Finanças O texto havia sido apresentado na Casa logo depois da tragédia de Brumadinho, em janeiro de 2019, que deixou 254 mortes e 16 desaparecidos. Tramitou por mais de um ano na Câmara e retornou ao Senado em julho O Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que aumenta as exigências para as mineradoras quanto à segurança de barragens. A proposta segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro. O texto havia sido apresentado na Casa logo depois da tragédia de Brumadinho, em janeiro de 2019, que deixou 254 mortes e 16 desaparecidos. Tramitou por mais de um ano na Câmara e retornou ao Senado em julho. O relator, senador Antonio Anastasia (PSD-MG), agregou a maior parte das alterações feitas pelos deputados. “Quando este projeto foi aprovado no Senado, o desastre provocado pela Vale em Brumadinho era muito recente, e as deliberações senatoriais focaram, quase que exclusivamente, as barragens de rejeitos de mineração. Entretanto, a plano nacional de segurança de barragens [PNSB] aplica-se a todos os tipos de barragens e as barragens de rejeitos de mineração são minoria, apenas 10%, entre as incluídas na PNSB”, explicou. Fica proibido o uso de barragem a montante, método mais perigoso e que era o caso de Brumadinho. O empreendedor deverá concluir a descaracterização da barragem construída ou alteada pelo método a montante até 25 de fevereiro de 2022. Também não será mais permitida a construção de barragens de rejeitos de mineração quando houver comunidades na ZAS - zona de autossalvamento, que consiste no trecho do vale a jusante da barragem em que não haja tempo suficiente para intervenção da autoridade competente em situação de emergência. Fica instituída a obrigatoriedade de contratação de seguros para as barragens mais perigosas; a avaliação da viabilidade de outras tecnologias de disposição de rejeitos de mineração previamente à construção de barragens de mineração; a obrigatoriedade de apresentação de laudo de condição de estabilidade das barragens ciente para intervenção da autoridade competente em situação de emergência. A proposta também redefine o valor das multas em caso de acidente, que agora vão de R$ 2 mil até R$ 1 bilhão. Resgate em Brumadinho Márcia Foletto/O Globo Veja Mais

Xiaomi e Mercedes-Benz fecham 'projeto especial' com o Mi 10 Ultra

Xiaomi e Mercedes-Benz fecham 'projeto especial' com o Mi 10 Ultra

Tecmundo A fabricante chinesa Xiaomi e a montadora Mercedes-Benz anunciaram uma parceria que envolve o mais recente smartphone top de linha da companhia, o Mi 10 Ultra.Quem fez o anúncio foi o CEO da Xiaomi, Lei Jun, por meio do seu perfil na rede social chinesa Weibo. Segundo o executivo, trata-se de um "projeto especial" que envolve fotografia e "uma jornada de exploração da imagem sem paralelos".Leia mais... Veja Mais

Tilda Swinton é premiada com o Leão de Ouro por carreira

O Tempo - Diversão - Magazine A atriz já marcou presença em quase 70 longas, sob a batuta de vários diretores, como Jim Jarmusch, Wes Anderson, Terry Gilliam e Danny Boyle Veja Mais

Alcolumbre vai aproveitar sessões presenciais para destravar Comissão do Orçamento

Valor Econômico - Finanças Presidente do Senado tenta resolver assuntos pendentes da Casa, como indicações de embaixadores O presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), avalia aproveitar o esforço presencial que o Senado fará a partir de 21 de setembro para tentar "resolver" a instalação da Comissão Mista de Orçamento (CMO), cujos trabalhos ainda estão paralisados. A pressão para a retomada do colegiado se intensificou na última segunda-feira, quando o governo enviou ao Parlamento sua proposta de Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2021 e que está pendente de discussão. Alcolumbre oficializou, nesta quarta-feira, a realização do que chamou de "esforço concentrado" no Senado. A ideia é que ocorram sessões presenciais entre os dias 21 e 25 para sabatina e votação de 33 indicações de embaixadores e 3 indicações ao Superior Tribunal Militar (STM). As atividades acontecerão nas comissões de Relações Exteriores (CRE) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Após deliberadas, as indicações serão analisadas pelos senadores em sessões presenciais. Senado vai fazer sessões presenciais para resolver pendências Jefferson Rudy/Agência Senado De acordo com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, as sabatinas nas comissões e as votações em Plenário representam um esforço concentrado da Casa para minimizar os impactos da pandemia no andamento da atividade legislativa. Caso a experiência funcione, o Senado deve voltar a funcionar de forma "semi-presencial", ou com parte dos senadores marcando presença física e parte pelo sistema remoto. O Valor apurou, no entanto, que os líderes partidários devem aproveitar os encontros para discutirem a votação da proposta de emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo, que está sendo elaborada pelo senador Marcio Bittar (MDB-AC). A proposta está prevista para ser apresentada na semana que vem e deve trazer também dispositivos da PEC Emergencial e do programa Renda Brasil, que substituirá o Bolsa Família. Coincidentemente, Bittar também é relator do Orçamento de 2021. Pelas regras constitucionais, a LOA deve ser enviada ao Parlamento até o dia 31 de agosto, como aconteceu nesta semana. O texto, então, segue para a Comissão Mista de Orçamento e, em seguida, para votação pelo Congresso Nacional, o que deve ocorrer até 22 de dezembro. O PLOA consolida os indicadores econômicos para o próximo ano que foram introduzidos do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), encaminhado pelo Executivo em abril, ainda no início da pandemia. Veja Mais

Xuxa revira baú para escolher fotos para a sua biografia

O Tempo - Diversão - Magazine 'Memórias' foi escrito pela apresentadora e está em pré-venda no site da Globo Livros Veja Mais