Meu Feed

Últimos dias

Morre Lee Kun-hee, presidente da Samsung

G1 Economia Sul-coreano tinha 78 anos e transformou a Samsung em um dos maiores conglomerados de tecnologia do mundo. Lee Kun-hee em foto de arquivo, em Seoul, em 10 de março de 2011. REUTERS/Lee Jae-Won/File Photo O presidente da empesa de tecnologia Samsung, Lee Kun-hee, morreu aos 78 anos neste domingo (25) (horário local), informou a companhia da Coreia do Sul. De acordo com comunicado, Lee, que já estava hospitalizado em Seul, passou os últimos momentos ao lado dos familiares, incluindo seu filho Lee Jae-yong — que, com a doença do pai, lidera a Samsung. Não se sabe a causa da morte. Ele foi hospitalizado em Seul em maio de 2014, quando sofreu ataque cardíaco. Lee, então, recebeu um procedimento para evitar a geração de material tóxico nos vasos sanguíneos ao desacelerar o metabolismo. Na década de 1990, o magnata se recuperou de um câncer pulmonar. "Todos nós na Samsung vamos celebrar sua memória e somos gratos pela jornada que compartilhamos com ele", diz o texto. Crescimento da empresa e problemas na Justiça Nascido em 1942, Lee ajudou a transformar a pequena empresa de seu pai, Lee Byung-chull, no maior conglomerado sul-coreano. Desde que assumiu a liderança da companhia em 1987, ele acompanhou a transição da Samsung como fabricante de televisores rumo à maior produtora de smartphones e chips de memória. Com isso, o magnata se tornou o homem mais rico da Coreia do Sul, com fortuna estimada em US$ 20,7 bilhões, segundo a Bloomberg. Lee também se envolveu em problemas com a Justiça envolvendo pagamentos de propinas a ex-presidentes. Um deles, Lee Myung-bak, que governou a Coreia do Sul entre 2008 e 2013, foi condenado em 2018 a 15 anos de prisão por aceitar US$ 5,4 milhões de propinas da Samsung para conceder perdão ao chefe da empresa por sonegação de impostos. Um dos filhos de Lee Kun-hee, Lee Jae-yong tomou o controle da empresa sem que o pai deixasse a presidência por causa da doença e também se envolveu em problemas na Justiça. O herdeiro foi condenado em 2017 a 5 anos de prisão por pagamento de propinas a outra ex-presidente, Park Geun-hye, que sofreu impeachment. Ele deixou a prisão no ano seguinte. As relações de Lee com o poder da Coreia do Sul transformaram a Samsung em uma das maiores impulsionadoras do desenvolvimento econômico do país asiático: sozinha, a empresa de tecnologia responde por 20% do capital na maior bolsa de valores sul-coreana. VÍDEOS mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Veja Mais

Donald Trump e comediante Sacha Baron Cohen trocam farpas: 'Não acho engraçado'

G1 Pop & Arte Filme mostra Rudy Giuliani, advogado do presidente, em situação embaraçosa. Ator disse que republicano deverá procurar novo emprego após eleições e se ofereceu para contratá-lo para interpretar um 'racista bufão'. Donald Trump, presidente dos EUA, participa de entrevista coletiva neste sábado (24) antes de embarcar no Air Force One Tom Brenner/Reuters O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, trocou críticas neste sábado (24) com o comediante Sacha Baron Cohen, que estreou na sexta-feira o filme "Borat Subsequent Moviefilm" (ainda sem título em português). A produção mostra Rudolph Giuliani, advogado de Trump, em uma situação embaraçosa com uma jovem mulher que fingia ser jornalista em um quarto de hotel. A bordo do avião presidencial, o presidente a jornalistas disse que não sabia da filmagem com Giuliani. "Eu não acho ele engraçado. Para mim, ele é detestável", disse Trump. Sacha Baron Cohen no segundo filme do personagem Borat Divulgação Baron Cohen usou as redes sociais para responder à declaração do presidente e ironizou: "Donald, eu aprecio a publicidade grátis para 'Borat'. Eu admito, também não te acho engraçado. Mas o mundo inteiro ri de você mesmo assim". "Eu estou sempre procurando pessoas para atuar como bufões racistas, e você vai precisar de um novo emprego depois de 20 de janeiro. Vamos conversar!", emendou o ator. Initial plugin text Cohen fez referência ao 20 de janeiro, dia previsto para a posse do presidente dos Estados Unidos. Trump disputa as eleições com o democrata Joe Biden, e o pleito está marcado para 3 de novembro — mas há estados em que a votação já começou. Continuação de 'Borat' Assista ao trailer de 'Borat 2' O filme "Borat Subsequent Moviefilm" (ainda sem título em português) estreou na sexta-feira na plataforma Amazon Prime. O primeiro longa do comediante britânico de 2006, um sucesso de bilheteria, arrecadou US$ 260 milhões e lhe rendeu uma indicação ao Oscar. Assista ao trailer no VÍDEO acima. Rodado em sigilo durante o verão no hemisfério norte, quando os Estados Unidos começaram a relaxar o confinamento pelo novo coronavírus, no longa a câmera segue Baron Cohen enquanto ele interage com as pessoas comuns e políticos através de seu alter-ego desajeitado e altamente ofensivo. Embora os detalhes da trama permaneçam em segredo, uma das cenas envolve Giuliani, que chamou a polícia em julho, depois de ter concedido uma sórdida "entrevista" em um quarto de hotel para uma jovem atraente e paqueradora. No filme, o encontro parece deixar o ex-prefeito de Nova York, de 76 anos, em uma situação muito embaraçosa, literalmente com as mãos presas dentro das calças. Initial plugin text Veja Mais

Professores suspendem greve e entram em estado de alerta sanitário

Valor Econômico - Finanças Tânia Rego/Abr A Assembleia do Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro-Rio) decidiu, por maioria de votos, suspender a greve a partir de quarta-feira. Os profissionais estão parados há 112 dias, em uma “greve pela vida”. Deliberação deste sábado muda o status do movimento para estado de greve de alerta sanitário. Veja Mais

Bolsonaro diz que vacina só é obrigatória para cães

Valor Econômico - Finanças O presidente Jair Bolsonaro publicou em suas redes sociais uma foto ao lado de um cachorro. Na legenda, disse que apenas o animal deveria ser submetido à vacina obrigatória. Jair Bolsonaro com o cão Faísca Reprodução do Twitter “Boa noite a todos. Vacina obrigatória só aqui no Faísca”, disse o presidente. Durante a semana, ele voltou a afirmar que a vacinação contra a covid-19 não será obrigatória, o que gerou reações contrárias. Também atacou, sem qualquer dado técnico, a vacina que está sendo desenvolvida por um laboratório chinês. Veja Mais

Parlamentar de BH é indiciado pela morte de vereador de Funilândia

O Tempo - Política Inquérito foi encerrado na última sexta-feira pela Policia Civil de MG Veja Mais

Filmes de Mazzaropi chegam ao streaming em novembro

O Tempo - Diversão - Magazine Doze clássicos da comédia nacional estrelados por ele, como 'Chofer de Praça' e 'Jeca Tatu', estarão em plataformas como Looke e Amazon Prime Veja Mais

Arnold Schwarzenegger tranquiliza fãs após nova cirurgia no coração

O Tempo - Diversão - Magazine Astro de Hollywood, que se submeteu a segundo procedimento cardíaco em dois anos, disse que está se sentindo 'fantástico' Veja Mais

Atriz do filme 'Rebecca', da Netflix, teve ataques de pânico após gravações

O Tempo - Diversão - Magazine Lily James protagoniza remake do clássico de Alfred Hitchcock que estreou na quarta-feira (21) na Netflix; assista ao trailer Veja Mais

8 melhores jogos multiplayer para Android e iOS

canaltech Jogos multiplayer não estão restritos apenas aos computadores e consoles. Nos celulares, conseguem alcançar uma enorme base de jogadores com opções de jogos gratuitos e que, em alguns casos, não exigem uma grande performance dos aparelhos. Com isso, os games mobile ganham muito espaço, inclusive no cenário competitivo. Navegando pela App Store e pela Google Play Store, é possível encontrar inúmeras opções de jogos com suporte para modos online. O Canaltech listou alguns dos melhores títulos disponíveis entre diferentes gêneros. Saiba mais e comece a jogar com amigos e com diferentes adversários de todo o mundo! 1. Pokémon GO (Android | iOS) Torne-se um Mestre Pokémon pelo celular (Imagem: Divulgação/Niantic) Pokémon GO é um dos games de maior sucesso para celulares. Utilizando realidade aumentada, permite que os jogadores capturem Pokemons próximos e desenvolvam os seus personagens. Além da atividade em campo aberto, os monstrinhos capturados podem ser usados em batalhas contra amigos e adversários aleatórios na Liga de Batalha GO. Mesmo lançado em 2016, ainda é muito popular e um dos games mais rentáveis no ramo mobile. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Como jogar Pokémon GO sem precisar sair de casa 2. Garena Free Fire (Android | iOS) Free Fire faz sucesso entre brasileiros (Imagem: Divulgação/Garena) Os Battle Royales são populares no meio mobile. No Brasil, talvez o nome mais importante seja Free Fire, da Garena. O game conquistou uma legião de fãs e colocou o país dentro da rota do cenário competitivo. Disputado em até quatro pessoas por equipe, consiste em colocar 50 jogadores simultâneos em um mapa rodeado por armas e equipamentos. Vence quem sobreviver por último. Com gráficos simples e boa jogabilidade, é uma excelente opção para quem procura um jogo do tipo. Dicas de como jogar melhor Free Fire e como subir capa 3. Clash Royale (Android | iOS) Jogo de estratégia envolve diferentes tipos de cartas (Imagem: Divulgação/Supercell) Jogos com cartas fazem muito sucesso nos celulares pela variedade de possibilidades e com partidas curtas. Clash Royale é uma das melhores indicações para quem procura por algo nesse estilo. O jogo de estratégia traz diversas combinações com os decks, e consiste em utilizar as cartas para conquistar as torres do adversário. Somente na Play Store, são mais de 100 milhões de downloads do game. Dicas de como montar um deck em Clash Royale 4. Call Of Duty: Mobile (Android | iOS) Jogo de tiro em primeira pessoa tem versão mobile com Battle Royale (Imagem: Divulgação/Supercell) Muito popular nos consoles e PCs, a franquia Call Of Duty marcou sua presença nos celulares em 2019, com o lançamento de Call Of Duty: Mobile. O jogo traz os intensos combates de tiro em primeira pessoa em modos de mata-mata, com mapas clássicos da série. Traz, também, um modo Battle Royale com capacidade de até 100 jogadores simultâneos. Confira dicas para vencer no jogo Call of Duty Mobile 5. Mario Kart Tour (Android | iOS) Mario Kart pode ser jogado em celulares (Imagem: Divulgação/Nintendo) Mario Kart é um clássico entre os jogos de corrida e ganhou uma edição mobile em 2019, com modo multiplayer disponível a partir de março de 2020. A jogabilidade é um pouco diferente da versão para consoles, mas a diversão é a mesma. Com pistas e personagens clássicos, é um dos melhores jogos de corrida para jogar entre amigos. Confira dicas para jogar Mario Kart Tour 6. Mobile Legends: Bang Bang (Android | iOS) Mobile Legends é um dos principais MOBAs para celulares (Imagem: Divulgação/Moonton) Os jogos no estilo MOBA, como League Of Legends e DotA 2, são destaques nos computadores e no cenário competitivo. Para celulares, Mobile Legends é uma das principais indicações para quem quer jogar essas partidas em um dispositivo móvel. O funcionamento é o mesmo: partidas entre duas equipes de cinco jogadores em mapas com lanes e torres adversárias. As partidas ainda são rápidas, com duração de até 10 minutos. 7. Among Us (Android | iOS) Descubra o impostor em Among Us (Imagem: Matheus Bigogno/Captura de tela) Lançado em 2018, Among Us demorou dois anos para fazer imenso sucesso no Brasil. A popularidade foi tão grande que trouxe celebridades e figuras públicas para jogatinas. Disputado em até 10 pessoas, envolve uma equipe de uma nave espacial que precisa realizar tarefas para seu funcionamento. Entretanto, possui até três impostores por partida, com o objetivo de assassinarem toda a equipe. A cada corpo denunciado, os integrantes se reúnem e discutem para decidir um eliminado. O que é Among Us e como baixar o game 8. Roblox (Android | iOS) Crie seu avatar e explore a biblioteca de Roblox (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Por que jogar apenas um jogo quando é possível explorar milhões de opções? Roblox é um universo virtual que permite a criação de jogos pela própria comunidade dentro de seu motor gráfico. A biblioteca é extensa, com mais de 50 milhões de games diferentes, variando entre estilos. Basta criar o seu avatar dentro do jogo e experimentar uma das opções. Roblox: conheça o jogo que é febre no Android e iOS Qual outro jogo multiplayer merecia entrar na lista? Dê sua opinião! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Por que Nosferatu é o filme ilegal mais famoso da história do cinema? Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Veja Mais

Após apoio de Maia e Alcolumbre a Ramos, Salles fala em 'assunto encerrado'

O Tempo - Política A decisão do ministro do Meio Ambiente de não alimentar o confronto segue a orientação dada pelo presidente da Repúblia, Jair Bolsonaro Veja Mais

Bruno Engler (PRTB) cumpre agenda na região do Barreiro neste sábado (24)

O Tempo - Política Candidato fez caminhada no Barreiro esta manhã e conversou com comerciantes da região Veja Mais

Banda Violet Soda apresenta sobra inédita do primeiro álbum no EP 'Hang in there'

G1 Pop & Arte Com três faixas, disco também traz duas músicas captadas ao vivo pelo quarteto paulistano de garage rock. ♪ Em cena desde junho de 2018, com garage rock influenciando pelo punk e pelo grunge, a banda paulistana Violet Soda lança o EP Hang in there, disponível desde sexta-feira, 23 de outubro, em edição da gravadora Deck. O disco apresenta três gravações inéditas, sendo que uma música também é inédita. Trata-se de Bad thoughts, composição feita para o primeiro álbum do quarteto formado por Karen Dió (voz e guitarra), Murilo Benites (guitarra), Tuti AC (baixo) e André Dea (bateria). Embora pensada para o álbum Violet Soda (2019), Bad thoughts foi limada do repertório final, inclusive porque, na ocasião da gravação do disco, a música ainda nem tinha letra. Escrita enfim neste ano de 2020, a letra de Bad thoughts versa sobre situações cotidianas enfrentadas por duas pessoas que convivem intensamente neste período de isolamento social. As outras duas faixas do EP Hang in there são registros ao vivo das músicas Do it – originalmente gravada pela vocalista do grupo, Karen Dió, em paralelo disco solo – e Tangerine, ouvida no EP em versão captada pela banda no último show apresentado pela Violet Soda antes da paralisação do universo pop por conta da pandemia do covid-19. Capa do EP 'Hang in there', da banda Violet Soda Divulgação Veja Mais

Nintendo diz que não trará jogos físicos ao Brasil, mas veio pra ficar

Nintendo diz que não trará jogos físicos ao Brasil, mas veio pra ficar

Tecmundo Agora em outubro, nós aqui do Voxel tivemos a oportunidade de conversar com Romina Whitlock, diretora de marketing da Nintendo na América Latina, sobre a chegada oficial do Nintendo Switch no Brasil. Confira nossa matéria para descobrir tudo o que ela compartilhou com a gente!Quando perguntamos sobre a recepção do console em nosso país, Romina explicou que foi um plano de basicamente dois anos e realizado em pequenos passos para que tudo desse certo. Como muitos devem saber, a Nintendo havia deixado as terras brasileiras em 2015, alegando principalmente que as altas taxas de importação eram um problema para sua permanência.Leia mais... Veja Mais

Moto G9 Plus vs Moto G8 Plus: uma nova geração realmente evolui? | Comparativo

tudo celular O comparativo esperado! Surge uma nova geração do Moto G, o Moto G9 Plus. Mas como fica o Moto G8 Plus, que nem tem um ano direito? Ele perde tanta capacidade assim? Confira nosso comparativo! Veja Mais

Rodrigo Maia diz que Salles está destruindo o meio ambiente e também o governo

O Tempo - Política O presidente da Câmara dos Deputados se posicionou no embate público entre os ministros Ricardo Salles e Luiz Eduardo Ramos Veja Mais

Salles agora resolveu destruir o próprio governo, afirma Maia

Valor Econômico - Finanças Declaração se deu em sequência às críticas feitas pelo ministro do Meio Ambiente a Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, condenou neste sábado a postura do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, após as provocações públicas feitas pelo titular da pasta a membros do governo. “O ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolver destruir o próprio governo”, escreveu Maia em suas redes sociais. Initial plugin text O desencontro entre os integrantes da administração Jair Bolsonaro teve início com uma postagem feita por Salles em que apontava o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, como fonte de uma reportagem a respeito do Ministério do Meio Ambiente. Salles ficou inconformado com uma nota publicada no jornal "O Globo" afirmando que ele estava esticando a corda com a ala militar do governo. O ministro do Meio Ambiente compartilhou a notícia atribuindo a fonte da informação a Ramos e o chamando de “maria fofoca”. Initial plugin text Ramos não respondeu diretamente os ataques. Em mensagem publicada ontem nas redes sociais, o ministro tentou reforçar, porém, a aproximação do presidente Bolsonaro e as Forças Armadas. "Excelente evento hoje em comemoração ao Dia do Aviador e ao da Força Aérea Brasileira! Presidente Bolsonaro prestigiando, como sempre, suas Forças Armadas!", escreveu Ramos, junto com fotos ao lado de Bolsonaro e outras autoridades em evento no final da manhã. Initial plugin text Pessoas próximas ao militar consideraram a atitude de Salles "infantil". Um auxiliar comentou ao Valor que "não é a primeira vez" que isso ocorre. No entanto, todas as pessoas ouvidas apostam que o caso não deve ter repercussão imediata na cúpula do poder. As provocações de Salles também foram alvo de críticas por parte do líder do governo na Câmara. O deputado Ricardo Barros (PP-PR) saiu em defesa de Ramos e sua “competente” atuação na articulação política. “Entrosado com os líderes do governo e dos partidos na Câmara e no Senado, Ramos está assegurando governabilidade”, escreveu em suas redes sociais ontem. Veja Mais

Destaques da NASA: fotos astronômicas da semana (17/08 a 23/08/2020)

canaltech Esta foi uma semana de sucesso para a NASA. É que a sonda robótica OSIRIS-REx conseguiu coletar com sucesso amostras do asteroide Bennu, e já se prepara para o grande retorno à Terra com o material espacial. Claro que a NASA nos brindou com uma imagem incrível do cabeçote coletor tocando a superfície do asteroide, que apareceu em destaque no site APOD (Astronomy Picture of the Day), que a agência espacial mantém desde 1995. No mais, a NASA nos trouxe também nossas amadas nebulosas com seus formatos e cores impressionantes. A Via Láctea também é destaque, fotografada no céu noturno da Terra ao lado de outros objetos famosos como a Nebulosa de Órion e a galáxia Andrômeda. E se você gosta de galáxias espirais, temos duas delas, com características bem peculiares. Por fim, há uma ótima dica de evento astronômico para você aproveitar nos próximos dois meses: a aproximação e conjunção de Júpiter e Saturno, algo que só vai acontecer novamente em 2080. De quebra, deixamos algumas dicas para você aprender a identificar estes e outros objetos celestes ;) -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Sábado (17/10) — A nuvem e a bolha (Imagem: Reprodução/Wissam Ayoub) A Nebulosa Crescente, catalogada como NGC 6888, é uma nebulosa de emissão, ou seja, fica ao redor de uma estrela quente. Fica na direção da constelação de Cisne, cerca de 5.000 anos-luz de distância. Neste caso, a estrela central jovem que forma a nebulosa é a Wolf-Rayet WR 136, que tem apenas cerca de 4,7 milhões de anos e já está chegando ao fim de sua vida. Ela se tornou uma gigante vermelha há 400 mil anos e, como é bastante massiva (21 vezes a massa solar), deverá explodir em uma supernova daqui a algumas centenas de milhares de anos. Percebeu algo no canto inferior esquerdo? Trata-se da nebulosa Bolha de Sabão, um nome que recebeu por motivos óbvios — aparece redondinha e transparente nas imagens capturadas pelos telescópios. Catalogada como PN G75.5+1.7 e também localizada na constelação de Cisne, é uma nebulosa planetária, ou seja, se formou a partir do gás e plasma expulsos durante os momentos finais de uma estrela gigante vermelha. Nova imagem da Nebulosa Carina traz uma riqueza incrível de detalhes Domingo (18/10) — Colisão galáctica  (Imagem: Reprodução/NASA/ESA/Hubble/HLA/Domingo Pestana) Esta imagem parece retratar apenas uma galáxia espiral, mas há uma série de outras galáxias distantes ao fundo. A galáxia principal, chamada UGC 1810, também está interagindo com uma galáxia menor e, em algum momento, essa colisão pode resultar em uma fusão entre os dois objetos. Juntas, elas recebem o nome de Arp 273. Esse formato um tanto desordenado, principalmente de seu anel externo azul, é provavelmente resultado de interações gravitacionais violentas entre os dois corpos galácticos. Aliás, essa cor azul da espiral é devida a estrelas massivas jovens e muito quentes, que costumam ter esse tom azulado. Na parte interna, a galáxia é mais vermelha e cheia de filamentos de poeira fria. Isso significa que as estrelas ali presentes são bem mais velhas. Também podemos ver algumas estrelas brilhantes em primeiro plano, que parecem muito maiores, mas na verdade elas não fazem parte da UGC 1810, e estão muito mais próximas de nós do que esta galáxia. O Arp 273 fica a cerca de 300 milhões de anos-luz de distância da Terra, em direção à constelação de Andrômeda. A fusão entre os dois objetos galácticos ainda levará algo por volta de um bilhão de anos e, finalmente, ganhará uma forma espiral clássica e mais organizada do que a atual. Nesta imagem, você vê o momento em que duas galáxias iniciam processo de fusão Segunda-feira (19/10) — Sobrevoo por Júpiter   O que vemos neste vídeo não é a superfície de Júpiter, e sim as extensas camadas do maior e mais antigo sistema de tempestades do Sistema Solar, tão densas que não podemos ver o que ocorre no interior do planeta. São tornados, ciclones, ventos em alta velocidade e nuvens espessas que cobrem este mundo gigante. A famosa Grande Mancha Vermelha aparece aos 2 minutos e 12 segundos após o início do vídeo, mas antes dela, fazemos um passeio por lugares também muito interessantes. Na verdade, não há nada nessa atmosfera que não nos fascine. As nuvens estão em constante mudança, bem como suas cores. Até mesmo a Grande Mancha Vermelha sofre alterações e não vai durar para sempre. Os 41 quadros que compõem o vídeo foram capturados em junho pela sonda Juno, quando ela se aproximou do planeta gasoso. O vídeo é produzido pela equipe da missão Juno (incluindo a NASA, o JPL-Caltech, SwRI, MSSS) e a música é do compositor grego Vangelis, famoso por produzir a trilha sonora de clássicos como Blade Runner e da série Cosmos, de Carl Sagan. Mistério sobre tornados nos polos de Júpiter pode ser solucionado em breve Terça-feira (20/10) — Dobradinha de gigantes (Imagem: Reprodução/Giorgia Hofer) Saturno e Júpiter, os dois gigantes gasosos mais famosos do Sistema Solar, estão se aproximando e você encontrará os dois, pertinhos um do outro, nas noites dos próximos dois meses. Na metade de dezembro, eles estarão tão perto que provavelmente não poderemos distingui-los. Será uma conjunção bastante rara, pois os dois mundos não se aproximam tanto desde 1623. Vale a pena aproveitar este evento, e você não precisará de nenhum instrumento especial. Os planetas já são facilmente visíveis a olho nu e você tem até dezembro para aprender a reconhecê-los entre as estrelas. O aplicativo Carta Celeste, por exemplo, ajudará bastante a encontrá-lo no céu noturno, e em pouco tempo você conseguirá distingui-los facilmente. A grande conjunção de dezembro só vai se repetir em 2080. Por que Saturno tem um hexágono no polo norte? Modelo 3D pode ajudar a descobrir Quarta-feira (21/10) — Via Láctea & Cia (Imagem: Reprodução/Tomáš Slovinský) Quando uma fotografia consegue registrar o arco da Via Láctea no céu noturno, sempre podemos encontrar no cenário um conjunto de vários objetos celestes famosos. No caso desta imagem, composta por mais de 60 exposições, podemos encontrar o Cinturão de Orion, a Nebulosa de Orion, a Galáxia de Andrômeda, a Nebulosa da Califórnia e as estrelas Sirius e Betelgeuse. Você consegue identificar algum desses objetos? Não é tão difícil quando você começa a se familiarizar com os nomes e as características de cada um. Por exemplo, a Betelgeuse é um dos objetos mais brilhantes do céu, mas Sirius é a campeã quando se fala de estrelas. Portanto, Sirius pode ser identificada no lado direito da imagem, enquanto a Betelgeuse é a estrela menor amarela um pouco acima e mais ao meio. Encontrou as Três Marias? Para muitos, essa é a constelação que aprendemos a identificar quando crianças, por ser muito fácil de encontrar. Ela é o cinturão de Órion, então a constelação inteira de Órion e a Nebulosa de Órion também estão ali. E a galáxia de Andrômeda é fácil, pois é a única galáxia que pode ser vista além da própria Via Láctea. Encontre um disco achatado e lá está a galáxia que um dia colidirá com a nossa — daqui a alguns bilhões de anos. Por fim, a Nebulosa Califórnia é uma nuvem lilás no topo central da imagem. A Via Láctea está "engolindo" um aglomerado globular de estrelas Quinta-feira (22/10) — O toque da OSIRIS-REx (Imagem: Reprodução/OSIRIS-REx/University of Arizona/NASA/Goddard Scientific Visualization Studio) Na terça-feira, 20 de outubro, a NASA conseguiu coletar amostras de um asteroide com sua nave robótica OSIRIS-REx em uma manobra delicada e complexa. Ela esticou seu braço mecânico e tocou a superfície do Bennu por apenas alguns segundos, liberou o gás de nitrogênio comprimido em uma garrafa, e capturou pedrinhas e poeira que se espalharam para dentro do cabeçote coletor de amostras de 30 cm de largura. Essa cena foi gravada pela câmera SamCam a bordo da OSIRIS-REx, a cerca de 321 milhões de km da Terra, durante a missão. Depois da coleta, a nave acendeu o combustível de seus motores e voltou à órbita segura. 10 curiosidades sobre o asteroide Bennu Sexta-feira (23/10) — A galáxia e a supernova (Imagem: Reprodução/NASA/ESA/A. Riess/SH0ES team/M. Zamani) A galáxia NGC 2525 é uma espiral barrada que fica a 70 milhões de anos-luz da Via Láctea, na direção da constelação Puppis. Seus braços alcançam até cerca de 60.000 anos-luz de diâmetro e a coloração rosada representa as regiões de formação de estrelas. No canto inferior esquerdo, há um ponto muito brilhante — trata-se da supernova SN 2018gv. Identificada como uma supernova Tipo Ia, a NS 2018gv é considerada uma vela cósmica, ou seja, pode ser usada pelos astrônomos para medir distâncias entre galáxias e determinar a taxa de expansão do Universo. Espirais, elípticas e lenticulares... por que as galáxias são tão diferentes? Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Por que Nosferatu é o filme ilegal mais famoso da história do cinema? Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Veja Mais

Bolsonaro defende vacina obrigatória apenas para cachorro em post no Twitter

O Tempo - Política Declaração representa uma indireta do presidente à obrigatoriedade da vacinação, tema que pode ser levado à Justiça Veja Mais

Produção de aço aquecida na China sustenta exuberância do preço do minério de ferro

Valor Econômico - Finanças A China é o maior comprador mundial de minério de ferro, com mais 1,1 bilhão de toneladas por ano da matéria-prima para abastecer os altos-fornos de suas usinas de aço Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

O que fazer antes de trocar o PlayStation 4 pelo PlayStation 5?

canaltech A nova geração está chegando e a ideia na cabeça de muita gente é: devo vender meu console usado? Seja como forma de recuperar parte do valor e o investir em uma nova plataforma, se desfazer de um aparelho que não será mais usado ou apenas liberar espaço na prateleira, algumas medidas importantes podem ser seguidas na hora de trocar o seu bom e velho PlayStation 4 por um PlayStation 5 novinho. Vale a pena trocar o PlayStation 4 pelo PlayStation 5? Por dentro do PlayStation 5: conheça todos os componentes do videogame PlayStation 5 ou Xbox Series X e S: qual comprar? PlayStation 5: saiba tudo sobre o novo console da Sony Mais do que apenas uma opção financeiramente interessante, realizar certos passos antes de passar o vídeo game adiante pode ser uma medida de segurança. Afinal de contas, ainda que o console seja voltado para a diversão, ele também pode carregar dados pessoais, perfis de usuário, informações bancárias e demais elementos que você pode não querer que passeiem livremente por aí. Para quem está pensando em comprar o PlayStation 5, vender o PS4 pode ser uma boa opção — mas alguns cuidados precisam ser tomados antes disso (Imagem: Divulgação/Sony) Os passos são poucos e relativamente simples, mas importante para uma troca tranquila. Confira, então, o que você precisa fazer antes de vender o PS4 para comprar um PlayStation 5. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Faça backups de jogos e dados salvos De acordo com informações da Sony, 99% dos títulos lançados no PlayStation 4 rodarão normalmente no PS5. Isso vale tanto para os games digitais, comprados pela loja do console, quanto para aqueles em disco — desde que, claro, você opte pelo console de nova geração com drive de Blu-Ray. Continuar a jogatina na plataforma que chega em novembro é praticamente garantido, mas você não quer perder seus saves nessa mudança. Sendo assim, é importante realizar o backup dos dados salvos no HD de seu console atual, de forma que eles possam ser transferidos para o PS5. No lançamento, o novo console terá uma opção de migração de saves pelo Wi-Fi, mas caso você queira realizar esse processo antes, pode usar um pen-drive ou HD externo, conectado a uma das portas USB frontais do vídeo game. No menu de configurações, acesse a opção “Gerenciamento de dados salvos do aplicativo” e, na sequência, “dados salvos no armazenamento do sistema”. Depois, selecione “Copiar para armazenamento USB”. Após algum tempo de carregamento, você terá acesso à lista com todos os saves disponíveis, basta selecionar os que deseja copiar (ou todos, apertando o botão Options, no controle, “Selecionar vários aplicativos” e, depois, “Selecionar tudo”. O processo é finalizado com o botão “Copiar” e o tempo varia de acordo com a quantidade de informações salvas. Um processo semelhante também vale para jogos salvos no disco rígido, apesar de ainda não sabermos se esse tipo de transferência vai funcionar de PS4 para PlayStation 5, como funciona hoje entre dois consoles da mesma geração. Na dúvida, e se quiser tentar economizar algum tempo de download, acesse a opção “Sistema” do menu de configurações, e em seguida, escolha “Fazer backup e restaurar”. Na opção “Fazer backup do PS4”, você terá acesso a todos os dados disponíveis, incluindo os saves descritos na opção anterior. Escolha o que deseja copiar (os jogos são categorizados como “Aplicativos”) e complete o processo, que também leva mais ou menos tempo de acordo com a quantidade de informações. Apague perfis de usuário Todo jogador de PS4 tem um perfil, que serve tanto para acompanhar o progresso nos jogos com troféus e dados salvos, no próprio console, como também comprar jogos online. É possível, por exemplo, registrar cartões de crédito para uso automático por meio da PlayStation Store, enquanto todos os jogos adquiridos ou obtidos de graça ficam em uma opção específica no menu do console. Caso você não deseje que tudo isso seja entregue ao comprador do seu vídeo game usado, é preciso apagar os perfis acessando o menu de configurações. Na opção “Configurações de login”, selecionar “Gerenciamento de usuários” e, depois, “Excluir usuário” faz exatamente o que indica, permitindo gerenciar todos os perfis disponíveis. Entretanto, a presença de games instalados no HD pode valorizar o vídeo game nesse mercado de segunda mão. Caso esse seja seu caso, certifique-se de acessar as opções da PlayStation Store, pelo menu de configurações e, depois, na opção “Gerenciamento da conta”. Em “Informações da conta” é possível alterar nomes, e-mails e demais dados que estejam cadastrados, além de métodos de pagamento e assinaturas. Limpeza completa Caso a ideia seja apenas vender o console em sua forma “pura”, os processos anteriores não são necessários. Todas as etapas de apagar contas, limpar o disco rígido e garantir que informações pessoais não acompanhem o console podem ser feitas de uma só vez com uma reinicialização do console, que o deixará em estado de novo, como se nunca tivesse sido utilizado antes. Para fazer isso, primeiro, acesse a opção “Gerenciamento da conta” e, na sequência, “Ativar como seu PS4 principal”. Escolha a opção “Desativar” para facilitar o processo de registro de sua conta na nova plataforma e evitar problemas que possam te deixar trancado para fora dela. Na sequência, volte às Configurações e role o menu até o final, escolhendo “Inicialização”, e depois, “Inicializar PS4”. Escolha a opção desejada, de acordo com as orientações e o tipo de limpeza a ser realizada, e conclua o processo. Lembre-se, uma vez iniciado, ele não poderá ser revertido e seu console terá todas as informações apagadas da memória, assim como perfis, dados salvos e demais informações. Vale a pena lembrar, entretanto, que o processo não altera listas de troféus ou amigos registrados na conta da PSN. Limpar a memória do seu console também não vai zerar o seu progresso em games online como Fortnite ou Overwatch, cujo progresso fica armazenado nos servidores das produtoras, em vez de localmente, no aparelho. Compre o PS5 e o Xbox Series X | S no Brasil E aí, você já decidiu se vai de PS5 ou de Xbox Series? Independentemente da sua escolha, ambos os consoles já estão disponíveis no Brasil em pré-venda. Ao comprá-los antecipadamente, você garante que terá algum dos novíssimos dispositivos antes de 2020 acabar. Que tal aproveitar agora? Basta seguir as nossas dicas pelos links abaixo e esperar a entrega chegar: Compre o PS5 padrão com entrada para mídia física Compre o PS5 Digital Edition, o mais barato da Sony Compre o Xbox Series X com todo o poder da Microsoft Compre o Xbox Series S, o melhor custo-benefício Black Friday é no Canaltech Ofertas Está chegando a época com as melhores promoções do ano! A Black Friday 2020 vai acontecer no dia 27 de novembro e promete grandes descontos em várias categorias cobiçadas pelos brasileiros, como smartphones, smart TVs, notebooks, smartwatches, pulseiras inteligentes, monitores e muitos outros eletrônicos. Para ajudá-lo a encontrar os menores preços da internet, o Canaltech Ofertas fará a cobertura em tempo real da Black Friday, e você pode receber os descontos diretamente no seu celular ao entrar em nossos grupos de WhatsApp e Telegram. Não deixe para se preparar em cima da hora, clique no link abaixo e comece a economizar imediatamente! Entre no grupo de WhatsApp e Telegram do Canaltech Ofertas Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Saiba quais são os melhores processadores de celular em 2020 Veja Mais

Rodrigo Paiva (NOVO) demonstra preocupação com movimento do comércio na capital

O Tempo - Política Mesmo com a chuva que caiu em BH, candidato esteve no Bairro Betânia e Venda Nova durante o sábado Veja Mais

Lafayette se reúne com membros do partido para traçar estratégia na reta final

O Tempo - Política Segundo o candidato do Republicanos, o eleitor começará a decidir os votos nesta semana Veja Mais

Xiaomi lança vaso inteligente que avisa hora certa de regar planta

canaltech A Xiaomi é conhecida por lançar versões inteligentes de diferentes produtos para casa – em alguns casos, muito inusitados. A novidade da vez é um vaso de plantas inteligente que ajuda a acompanhar o estado das plantas. Possui capacidade de monitorar os níveis de água e de fertilizante na terra, indicadores de LED e resistência à corrosão. Os melhores produtos da Xiaomi para comprar no Brasil Os produtos mais inusitados da Xiaomi que você não conhecia Mi Band 5 vs Galaxy Fit 2: qual smartband vale mais a pena? Chamado de HHCC RoPot, o vaso possui componentes que identificam e acompanham os dados das plantas, informando o status através de cores diferentes em seu painel de LED. A luz verde significa que o vaso está sendo carregado, luz vermelha representa bateria fraca, luz amarela informa desequilíbrio no nível de fertilizantes em por fim, a luz azul reforça a necessidade de regar as plantas. O HHCC RoPot, novo vaso de plantas da Xiaomi (Imagem: Divulgação/Xiaomi) A bateria, de 350mAH, permite monitorar de 60 a 90 dias com uma carga completa dependendo das plantas utilizadas. A caixa do produto vem acompanhada de um cabo USB para carregamento, e há suporte para integração ao Mi Home. Entre outras especificações estão o certificado IPX6 para resistência à água e material resistente à corrosão por raios solares. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- O vaso não é tão grande: suas dimensões são de 20x20x17,5 cm. No AliExpress, está sendo vendido a € 38,16, cerca de R$ 254 em conversão direta. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Por que Nosferatu é o filme ilegal mais famoso da história do cinema? Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Veja Mais

Spelunky 2 é brutalmente impiedoso e dá aula de roguelike

Spelunky 2 é brutalmente impiedoso e dá aula de roguelike

Tecmundo Quando Spelunky foi lançado no longínquo ano de 2008, o game logo se tornou o suprassumo do gênero plataforma 2D pelo gameplay dinâmico, que, convenhamos, contribuiu para moldar o gênero roguelike que conhecemos hoje. Para bem ou para mal, Spelunky sempre foi impiedoso, um game que divide sentimentos: você vai amá-lo enquanto progride, mas odiá-lo a cada morte gratuita. Se você acredita que os jogos da fórmula souls-like são punitivos o bastante, experimente se aventurar pelas cavernas de Spelunky para conhecer sensações ainda mais intensas de recompensa e frustração. Aqui, não há brecha para falhas, não há como se recompor de uma jogada ruim.Leia mais... Veja Mais

Anvisa autoriza compra de 6 milhões de doses da vacina CoronaVac

Anvisa autoriza compra de 6 milhões de doses da vacina CoronaVac

Tecmundo A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta sexta-feira (23), a importação de 6 milhões de doses da CoronaVac, imunização desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac. O pedido foi feito em caráter excepcional pelo Instituto Butantan, parceiro da farmacêutica asiática no Brasil.Na solicitação enviada à agência reguladora, o Butantan alegou que a autorização poderia facilitar a antecipação da distribuição da vacina contra covid-19 a uma parcela da população, conforme as recomendações de uso do Ministério da Saúde.Leia mais... Veja Mais

TSE nega pedido da defesa de Fernando Pimentel sobre apreensão em apartamento

O Tempo - Política Na decisão, TSE nega o pedido da defesa do ex-governador para anular busca e apreensão em dois imóveis do ex-governador de Minas Gerais Veja Mais

Em visita ao Barreiro, Áurea (PSOL) fala em orçamento igualitário para BH

O Tempo - Política Candidata cancelou a visita ao centro comercial por causa da chuva Veja Mais

Saiba quais são os melhores processadores de celular em 2020

canaltech Muitos podem não saber, mas o processador é um dos componentes mais importantes de um celular. Resumidamente, ele é o “cérebro” do aparelho responsável por realizar todas as operações, não só abrir aplicativos e rodar seus jogos, mas, também, processar vídeos e fotos tiradas pelas câmeras. Huawei cogita usar processadores da Qualcomm em seus celulares, mas há um porém MediaTek encosta na líder Qualcomm no mercado de processadores de celular Qualcomm anuncia Snapdragon 750G e amplia catálogo de plataformas 5G Há inúmeros processadores disponíveis no mercado de diversas marcas, mas, felizmente, a indústria os dividiu em três segmentos para facilitar o entendimento: entrada, que engloba aparelhos mais básicos; intermediário, no qual é possível encontrar celulares com um bom equilíbrio entre desempenho e preço acessível; e topo de linha, categoria para quem busca tudo do bom e do melhor. As principais diferenças entre eles, como mencionamos acima, estão na frequência, naturalmente mais rápida nos celulares mais caros, e as tecnologias embutidas, como suporte para redes 5G e recursos exclusivos para gamers. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Se você está em busca de um celular topo de linha com tudo o que há de melhor na indústria mobile, destacamos abaixo os melhores processadores para celular disponíveis no mercado, de acordo com ferramentas de testes especializadas. Melhores processadores para celular Apple A14 Bionic Atualmente, o chip Apple A14 Bionic é o mais potente do mundo. Primeiro processador mobile fabricado na tecnologia de 5 nanômetros da TSMC, o A14 equipa os recém-lançados iPhone 12 e o tablet iPad Air de 4ª geração. A Maça não costuma divulgar números muito exatos do seu chipset logo de cara, mas afirma que ele é até 50% mais rápido em CPU e GPU, além de um mecanismo neural com velocidade 80% maior que o A13 Bionic, que equipa o iPhone 11. Por ter fabricação em 5 nanômetros, o A14 Bionic também promete ser mais econômico que todos os outros chipsets disponíveis no mercado, inclusive os do Android. De acordo com resultados da plataforma Geekbench, o chip da Apple é superior ao Snapdragon 865 e 865+, da Qualcomm, nos testes de um único e de múltiplos núcleos. A14 Bionic é o 1º chip do mercado fabricado no processo de 5 nanômetros (Foto: Divulgação/Apple) Como você já deve saber, o A14 Bionic é exclusivo dos smartphones da Apple, então será preciso ter um iPhone para aproveitar o que a Maça tem de melhor para oferecer. Até o momento, ele está presente nos quatro modelos do iPhone 12, ainda não disponíveis para venda, e no iPad Air de 4ª geração. Qualcomm Snapdragon 865 e 865+ A Qualcomm é a maior fabricante de processadores de celular do mundo com 29% de participação de mercado, segundo dados da consultoria Counterpoint Research. Sua plataforma mais poderosa atualmente é a Snapdragon 865, presente em praticamente todos os principais smartphones de ponta do mercado. E não, a afirmação acima não é exagero: de acordo com o ranking mais recente do AnTuTu, que lista os smartphones mais potentes que já passaram pela plataforma, o Snapdragon 865 e sua versão Plus equipam os modelos das sete primeiras posições. O Snapdragon 865+ é o chip Android mais poderoso do mercado (Foto: Reprodução/Qualcomm) Fabricado no processo de 7 nm, o Snapdragon 865 tem um processador de oito núcleos, sendo um núcleo principal rodando a 2,84 GHz, três núcleos de 2,42 GHz, com foco em desempenho, e outros quatro de 1,8 GHz, responsáveis pela eficiência energética. O Snapdragon 865+, por sua vez, traz um núcleo principal de 3,1 GHz, sendo o primeiro chip mobile do mundo a ultrapassar a barreira dos 3 GHz — ou seja, o desempenho exemplar é mais que esperado. Vale lembrar que ambos têm suporte para o 5G. Felizmente, se você procura um celular de ponta com chip Snapdragon 865 no Brasil, o Motorola Edge+ 5G é atualmente o único modelo à venda por aqui. No entanto, importante mencionar que ele não é tão acessível quanto gostaríamos, disponível por aproximadamente R$ 6.000. Confira ofertas do Motorola Edge 5G Outros modelos, como o Zenfone 7 e o ROG Phone 3, também devem ser lançados no Brasil, respectivamente, com os chipsets Snapdragon 865 e 865+ — mas também não deve ter um preço tão diferente do smartphone da Motorola. Samsung Exynos 990 A Samsung é a fabricante que concentra o maior número de smartphones de ponta aqui no Brasil e todas as opções utilizam seu próprio chipset, o Exynos 990, como os novos Galaxy Note 20 e Note 20 Ultra, além do S20 e suas versões Plus e Ultra. Se você acompanha o Canaltech, deve ter visto nos últimos meses algumas notícias relacionadas ao Exynos 990 e seu possível desempenho inferior a rivais e até versões dos próprios celulares da empresa com chipset Snapdragon 865. Exynos 990 é o 3º chip para Android mais poderoso (Foto: Reprodução/Samsung) Essa inferioridade já foi comprovada inúmeras vezes por mídias especializadas, é verdade, mas isso não tira o fato de que o chipset de ponta da Samsung é um dos mais potentes do mercado. Dados da plataforma AnTuTu, inclusive, listaram o modelo da Samsung na terceira posição entre os melhores processadores de celular de 2020, atrás somente do Snapdragon 865 e sua versão Plus. O Exynos 990 é fabricado no processo de 7 nm da Samsung e também traz um processador de oito núcleos, sendo dois deles com foco em tarefas de inteligência artificial e aprendizado de máquina rodando a 2,73 GHz, dois núcleos de 2,5 GHz, responsáveis por alto desempenho, e quatro núcleos rodando a 2 GHz, estes focados em eficiência. Ele também conta com suporte a redes 5G. Como mencionado acima, o Exynos 990 está presente nas versões brasileiras do S20, S20+ e S20 Ultra, além do recém-lançado Galaxy Note 20 e Note 20 Ultra. Todos os modelos já estão disponíveis para venda no Brasil por valores entre R$ 3.000 e R$ 7.000 — confira as principais ofertas abaixo: Confira as ofertas da linha Galaxy S20 Confira as ofertas da linha Galaxy Note 20 MediaTek Dimensity 1000 O nome da MediaTek já foi associado a smartphones de qualidade duvidosa no passado, mas aos poucos essa concepção foi mudando e hoje ela é uma das principais responsáveis por democratizar a rede 5G no mundo com a linha Dimensity. Sua principal linha atualmente é a Dimensity 1000, que traz oito núcleos de processamento, sendo quatro núcleos rodando a 2,6 GHz e outros quatro a 2 GHz, além de suporte a redes 5G. MediaTek é uma das responsáveis por democratizar o 5G (Foto: Reprodução/MediaTek) Ele faz parte de alguns smartphones populares, principalmente no mercado asiático, como Redmi K30 Ultra, Realme X7 Pro e iQOO Z1 5G. Infelizmente, não há previsão de um celular com o chip da MediaTek ser lançado no Brasil. Huawei Silicon Kirin 990 Sabemos dos maus bocados que a Huawei enfrenta atualmente devido às sanções impostas pelo governo dos Estados Unidos contra ela. Mas não vamos entrar neste tópico por aqui. O Kirin 990 é o atual chipset de ponta da fabricante e um dos melhores do mundo quando o assunto é tarefas de inteligência artificial. Kirin 990 é o atual chip da Huawei para celulares de ponta (Foto: Divulgação/Huawei) Lançado em 2019 junto com o Mate 30 e Mate 30 Pro, o Kirin 990 também equipa os novos P40, P40 Pro e P40 Pro+ e traz oito núcleos de processamento, sendo dois deles rodando a 2,8 GHz, outros dois a 2,09 GHz e quatro a 1,86 GHz. Além disso, há uma unidade de processamento neural capaz de otimizar tanto o uso da CPU quanto da GPU nas mais diversas aplicações, como jogos e fotografia, bem como suporte a redes 5G. Infelizmente, com a situação atual da Huawei é praticamente impossível vermos algum novo aparelho da empresa em solo nacional. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Por que Nosferatu é o filme ilegal mais famoso da história do cinema? Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Veja Mais

Nilmário Miranda (PT) fez carreata na manhã deste sábado (24), no Barreiro

O Tempo - Política Candidato disse à reportagem que vê esperança nas periferias e contou com a presença da deputada estadual Beatriz Cerqueira (PT) Veja Mais

Centrão chega ao Senado e faz articulação pró-governo

O Tempo - Política Grupo negocia reeleição de Davi Alcolumbre, filiação de senadores e distribuição de cargos e verbas no governo do presidente Bolsonaro Veja Mais

Trump vota pessoalmente na Flórida

Valor Econômico - Finanças O presidente dos EUA e candidato à reeleição na disputa presidencial Donald Trump compareceu a uma sessão eleitoral na Flórida e votou presencialmente neste sábado. “Votei num sujeito chamado Trump”, brincou com repórteres após deixar o local. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Fotos dos leitores #331 - Xiaomi Mi 9 Lite conquista o público com a melhor foto

tudo celular Você pode enviar quantas fotos desejar para a nossa coluna, assim aumentará suas chances de ser escolhido. Veja Mais

Luthuly aposta na sensualidade romântica de 'Pele', álbum pautado pelo R&B

G1 Pop & Arte Nascido e criado na Favela da Rocinha, artista carioca de 26 anos alinha sete músicas no disco autoral. ♪ Revelado em 2015 como vocalista da banda Sinara, o cantor, compositor e músico carioca Luthuly Ayodele aposta no romantismo sensual de Pele, primeiro álbum solo do artista, lançado na sexta-feira, 23 de outubro, pelo selo slap. Produzido por Lux Ferreira e pautado pelo R&B contemporâneo, o disco apresenta sete músicas em cinco faixas que totalizam 25 minutos. Cinco composições são inéditas. Introduzida pelo violão de João Gil, a balada R&B Cola comigo foi lançada em single em junho de 2019, dando início a carreira solo do artista. Já Te ligo e você não atende – outro exemplo da aposta de Luthuy na sensualidade romântica – ganhou o toque da guitarra de Chimbinha e foi apresentada em setembro deste ano de 2020, antecipando o disco Pele. Nascido e criado na favela da Rocinha, Luthuly Ayodele carrega no nome a ancestralidade africana, tendo assinado Luthuli (com o i no lugar do y) Ayodele na época da banda Sinara. A propósito, a expressiva foto da capa de Pele traduz em imagem a nobreza da ascendência afro do artista. Capa do álbum 'Pele', de Luthuly Divulgação / slap Atualmente com 26 anos, Luthuly exercita o dom musical desde os 10 anos. Fruto e síntese da experiência musical do artista, o álbum Pele chega ao mundo com ênfase dada ao funk Who's that boy?, faixa que abre o disco. Ao longo de Pele, Luthuly cai macio no samba – na faixa Talvez seja melhor assim, apresentada com beats eletrônicos e com letra que versa sobre o fim de relacionamento – e toca em questões sociais em Rua 1, Rua 2, música turbinada com programações de Carlos do Complexo. Músicas que completam o repertório autoral do disco, Me empresta o seu sorriso e Tudo outra vez reforçam o tom sensual romântico de Pele. Veja Mais

O universo feminino em cena com o potente espetáculo 'Lótus'

O Tempo - Diversão - Magazine A peça fala sobre amor, superação, beleza e vida, isto dentro de um contexto de preterimento e fragilidade em que está inserida a mulher contemporânea Veja Mais

Em Nova Lima, candidatos defendem mineração com respeito às leis ambientais

O Tempo - Política Wesley quer fortalecer conselho, e Carlinhos, defende melhorias para o saneamento Veja Mais

K62 e K52! LG K52 e K42 ficam disponíveis em loja online no Brasil com outros nomes

tudo celular Celulares foram listados no site da FastShop e já estão disponíveis para venda. Veja Mais

Wendel Mesquita cumpre agenda em “dia muito intenso e de muito diálogo"

O Tempo - Política Candidato apresentou projeto para comunidade evangélica e traçou planos para a educação Veja Mais

Eduardo Bolsonaro sai em defesa de Salles e ironiza Maia e Alcolumbre

Valor Econômico - Finanças "Como seriam as reações se o presidente (Jair) Bolsonaro resolvesse criticar publicamente membros do Congresso ou do STF?", questiona o deputado Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Dragon Ball: os 10 personagens mais amados dos fãs do anime

Dragon Ball: os 10 personagens mais amados dos fãs do anime

Tecmundo Vamos procurar as esferas do dragão! Confesse que você leu essa primeira frase no ritmo da abertura clássica de Dragon Ball. O anime criado a partir das ideias de Akira Toriyama é um dos mais famosos e aclamados pelo público no mundo todo. E os motivos para esse sucesso são diversos já que Dragon Ball possui uma história cheia de conflitos interessantes e cativantes, além de personagens muito bem desenvolvidos. Akira Toriyama não poderia ter sido mais feliz ao criar todos esses elementos, que juntos formam um grandioso legado de narrativas imperdíveis.Leia mais... Veja Mais

Opositor Leopoldo López deixa Venezuela rumo a Bogotá

Valor Econômico - Finanças Após tentativa de levante contra o regime em 2019, López se refugiou na embaixada da Espanha em Caracas O líder opositor Leopoldo López, que estava refugiado na embaixada da Espanha em Caracas desde 30 de abril de 2019, quando escapou da prisão domiciliar, saiu da Venezuela a caminho de Bogotá. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

YouTube bloqueia vídeo de Russomanno por desrespeitar direitos autorais da Fifa

O Tempo - Política Peça de divulgação da campanha do candidato à Prefeitura de São Paulo foi retirado do ar por usar imagens Copa do Mundo de 1970 Veja Mais

Luísa Barreto conversa com comerciantes sobre a falta de diálogo da prefeitura

O Tempo - Política Em conversa com comerciantes da região, a candidata propôs a criação centro de recuperação de negócios para a retomada econômica da cidade no próximo ano Veja Mais

Justiça reconhece legalidade de acordo entre Telebras e Viasat para banda larga por satélite

Valor Econômico - Finanças Empresa de Manaus,, que tenta suspender o contrato entre a estatal e a subsidiária americana na luta por uma parte da capacidade no satélite, disse que vai recorrer da decisão O Juízo da 5ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal considerou que é legal o contrato firmado pela Telebras com a Viasat para prestação de serviços de banda larga por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que é da estatal, conforme antecipou na sexta-feira, o Valor PRO, serviço em tempo real do Valor. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Justiça dá 5 dias para DF definir plano de retorno às aulas na rede pública

Valor Econômico - Finanças Atividade já foi retomada nas escolas particulares O juiz titular da Vara da Infância e da Juventude (VIJ-DF) Renato Scussel deu um prazo de cinco dias para que o Governo do Distrito Federal (GDF) apresente um plano de retorno às aulas presenciais nas creches e escolas de ensino infantil, fundamental e médio da rede pública de ensino. Na decisão anunciada na sexta-feira (24) em resposta à ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios em desfavor do Distrito Federal, Scussel informa que “o processo de retorno deverá ser completamente concluído em até 20 dias.” Segundo o magistrado, dispositivos da Constituição Federal determinam ser dever do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito fundamental de acesso à educação. “Sob este enfoque, o direito visa que seja garantida a retomada das aulas presenciais para todas as crianças e adolescentes da rede pública de ensino do Distrito Federal, assegurando-lhes o direito precípuo de educação”, disse por meio de nota divulgada pela VIJ-DF. Scussel acrescenta que o Estado caminha para a normalização das atividades essenciais ou não, com a abertura de diversos setores da sociedade, e que os órgãos de saúde já vêm apresentando recomendações suficientes para o funcionamento das atividades escolares. “Afigura-se público e notório que as escolas particulares já foram reabertas e retornaram às suas atividades bem como o comércio, os locais de cultos religiosos e há autorização para a realização de espetáculos públicos, não sendo justo e nem tampouco lícito que, num país carente de educação, as crianças e adolescentes que utilizam o sistema público de ensino sejam tolhidos no seu direito precípuo de educação”, complementou o juiz. Alexandra_Koch/Pixabay Veja Mais

Veja os destaques do Globo Rural deste domingo (25/10/2020)

G1 Economia Programa vai mostrar vai mostrar uma novidade que pode trazer benefícios para o agricultor e para a natureza. Veja os destaques do Globo Rural deste domingo (25.10.2020) O Globo Rural deste domingo (25) vai mostrar uma novidade que pode trazer benefícios para o agricultor e para a natureza: a bioanálise, um teste que mede o nível de vida do solo. Assista a todos os vídeos do Globo Rural Tem ainda informações sobre o plantio da soja em Mato Grosso, a colheita do trigo no Rio Grande do Sul, o manejo do pirarucu no Pará e mais notícias do campo. Não perca, a partir das 8h30. Veja os vídeos mais assistidos do Globo Rural Veja Mais

10 séries que perderam a graça após mudanças no elenco

10 séries que perderam a graça após mudanças no elenco

Tecmundo A série da CBS Mom perdeu sua protagonista para a 8ª temporada quando a atriz Anna Faris, que interpretava Christy, anunciou que iria deixar o elenco.A produção agora terá grandes desafios para a 8ª temporada, tanto pelo fato de precisar explicar de maneira convincente a falta da personagem quanto pela necessidade de manter a qualidade do premiado programa.Leia mais... Veja Mais

Receita Federal nega adiamento de tributos

Valor Econômico - Finanças Pedidos de postergação das obrigações levados ao Judiciário no início do surto poderiam gerar um rombo superior a R$ 355 bi, segundo estimativa da Procuradoria da Fazenda A Receita Federal rejeitou uma tese usada por contribuintes para tentar, no Judiciário, postergar o pagamento de impostos durante a pandemia — antes de o governo autorizar o adiamento de alguns deles por meio da Portaria nº 139, de 3 de abril. Por meio de duas soluções de consulta, o órgão entendeu que não pode ser aplicada, em meio à crise, a Portaria nº 12, que trata de calamidade pública. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Donald Trump vota antecipadamente na Flórida a dez dias das eleições nos EUA

O Tempo - Mundo "Votei em um cara chamado Trump", disse sorridente ao sair Veja Mais

Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos

canaltech A polêmica sobre a ausência de carregador na caixa do iPhone 12 ganhou mais um capítulo. Kaiann Drance, vice-presidente de marketing do iPhone na Apple, sugeriu em entrevista que os futuros donos do iPhone 12 utilizem os cabos antigos para carregar o celular. A caixa do produto incluirá um cabo do tipo USB-C, mas não será acompanhada de um carregador. Segundo a empresa, a decisão foi tomada pelo fator ambiental. iPhone 12: por que a Apple inclui fones de ouvido em caixa separada na França? iPhone 12: primeiras análises elogiam construção e desempenho das câmeras Em entrevista ao podcast Rich on Tech, Kaiann Drance comentou que "você ainda pode utilizar seus cabos Lightning antigos e qualquer carregador compatível com isso. Eles ainda vão funcionar e, na verdade, encorajamos que você os use". Em seguida, completou: "Se você precisa de um novo, incluímos um cabo USB-C na caixa. É diferente porque é moderno, mais rápido, agora que pode ser usado com qualquer carregador adaptado a USB-C". Novos iPhone 12 serão acompanhados de cabo, mas sem carregador (Imagem: Divulgação/Apple) Drance ainda sugeriu que os consumidores utilizem os carregadores de tipo C inclusos em outros dispositivos, como o Mac, iPad e até mesmo as entradas dos computadores. É importante ressaltar que alguns carregadores de modelos antigos do iPhone possuem entrada USB-A, requerindo um novo adaptador. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- iPhone 12: como funciona o MagSafe, o sistema de recarga sem fio da Apple Os cabos não foram o único assunto abordado no podcast. A executiva da Apple ainda comentou a funcionalidade do 5G, o novo recurso MagSafe e a durabilidade das novas telas do iPhone 12. A entrevista completa, em inglês, pode ser assistida logo abaixo:   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Por que Nosferatu é o filme ilegal mais famoso da história do cinema? Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Stranger Things | Fotos revelam o exato ano em que acontece a 4ª temporada Veja Mais

Com apoio dos filhos de Bolsonaro, ala ideológica quer que ele demita Ramos

O Tempo - Política O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, citou o general nas redes sociais e pediu ao militar que parasse com uma postura de 'maria fofoca' Veja Mais

Governo brasileiro parabeniza Luis Arce pela vitória na Bolívia

O Tempo - Política O governo de Jair Bolsonaro disse estar disposto a trabalhar para implementar "iniciativas de interesse comum" com o país vizinho Veja Mais

Desenhos animados dos anos 90 que merecem novas versões

Desenhos animados dos anos 90 que merecem novas versões

Tecmundo Os anos 90 são referência para diversas áreas, em especial para o entretenimento. Nessa década, foram lançados ótimos desenhos animados que, infelizmente, acabaram se perdendo no tempo. No entanto, a estratégia do reboot, que consiste em pegar algo antigo e atualizá-lo, poderia trazer a magia dessas animações diretamente para os tempos atuais!Leia mais... Veja Mais

Mortes por Covid-19 registradas no Brasil chegam a 156.926

Valor Econômico - Finanças Dados são do consórcio de imprensa que indica 398 novos óbitos Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Como é utilizar o banheiro no espaço? Astronauta responde

Como é utilizar o banheiro no espaço? Astronauta responde

Tecmundo O astronauta estadunidense Chris Cassidy sanou uma recorrente dúvida sobre a rotina de viajantes espaciais: como é utilizar o banheiro no espaço. Em vídeo, Cassidy demonstra como é o processo de fazer “o número 1” e “visitar o trono” durante as missões, bem como algumas curiosidades relacionadas a isso.Os astronautas têm um espaço reservado na estação espacial para atender às suas necessidades fisiológicas: é o Waste e Hygiene Compartment (WHC). Esse ambiente é composto de uma cabine totalmente fechada, apertada e localizada próximo dos equipamentos de exercícios físicos — como a esteira e a máquina de levantamento de peso.Leia mais... Veja Mais

Os melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online (24/10/2020)

canaltech Sem grandes novas estreias nos cinemas, seguimos nos alimentando de streaming e VOD por tempo indeterminado. O lado ruim, é que não sabemos quando chegarão os títulos mais aguardados. O lado bom, é que este é o momento para assistir alguns dos melhores títulos que já passaram e perdemos ou conferir as novidades que existem para além dos blockbusters. A lista de melhores lançamentos de filmes e séries para assistir online desta semana está repleta de opções que foram alguns dos filmes mais comentados dos últimos anos, enquanto o topo da lista abre espaço para as novidades que chegaram sorrateiramente na internet. Nesta semana, tivemos o último episódio da primeira temporada de uma das séries mais aguardadas do momento e que ficou entre os nossos destaques. Temos série nova também, alguns filmes premiados e elogiados que são praticamente indispensáveis para quem gosta de cinema, e até um musical, que é um gênero que, feliz ou infelizmente, aparece pouco por aqui. Mas a cereja do bolo é uma aguardada sequência que foi lançada a tempo de tentar causar um impacto real nas eleições dos EUA. Ficou curioso para saber que filmes e séries são esses? Então dá uma olhada nas nossas dicas do que assistir online neste final de semana. Para facilitar ainda mais a sua vida, o Canaltech sempre acrescenta trailer e uma pequena descrição de cada produção, além de incluir os links para os serviços em que elas estão disponíveis, assim o seu trabalho é basicamente apenas apertar o play. Veja quais te agradam, prepare a sala, reúna toda a família e divirta-se! -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Os lançamentos da Netflix em outubro de 2020 Os lançamentos do Amazon Prime Video em outubro de 2020 Lançamentos da Netflix na semana (23/10/2020) 10. Garota Exemplar   É mistério que você quer? Garota Exemplar é daqueles filmes que dá um quebra-cabeças para o espectador tentar montar, um mistério que, a cada nova informação ou camada, fica ainda mais complexo e fisga você justamente por isso. Para quem acompanha os nomes por trás das câmeras, não é uma surpresa que a direção seja de David Fincher, de Seven: Os Sete Crimes Capitais, Clube da Luta e A Rede Social. Estrelado por Ben Affleck e Rosamund Pike, em um elenco que conta ainda com a presença de Neil Patrick Harris e Tyler Perry, Garota Exemplar é impecável ao nos manipular e o trabalho de atuação é essencial em cada momento. Esse é daqueles filmes que, mesmo que não gostemos, nem sequer conseguimos colocar defeitos. Garota Exemplar, que está disponível nos catálogos da Netflix e do Now, pode também ser comprado ou alugo na iTunes, na Play Store e na Microsoft Store. Leia também: 10 ótimos filmes para quem gosta de resolver mistérios 7 filmes com finais surpreendentes para ver na Netflix Crítica | Você mostra Joe tentando controlar seus instintos na temporada 2 9. O Homem Invisível   O terror da Blumhouse que levou muitas pessoas aos cinemas para ver a atualização incrível que foi feita do clássico monstro da Universal acabou de ampliar seu espaço de exibição online. O Homem Invisível chamou a atenção pelo roteiro, pela adaptação, pela direção e pela atuação, sobretudo da personagem de Elisabeth Moss, que está mais uma vez maravilhosa e conquistando novamente os corações que ela fisgou em Mad Men e The Handmaid's Tale (O Conto da Aia). Uma mistura de ficção científica e terror, O Homem Invisível acaba sendo muito mais um suspense com fortes raízes na vida real. O trabalho de Leigh Whannell na direção foi essencial para o sucesso do filme, o que surpreendeu bastante, já que os outros dois títulos do diretor não são exatamente muito memoráveis, Sobrenatural: A Origem e Upgrade: Atualização. O Homem Invisível é, certamente, um dos filmes mais comentados do ano e, na época da sua estreia, foi daqueles que, em qualquer lugar que você chegasse, brotava alguém de uma moita para perguntar se você já viu. Agora que passou um tempo do abuso, pode ser um timing interessante para conhecer mais esse sucesso do terror contemporâneo. O Homem Invisível está disponível para os assinantes do Telecine e do Now, mas pode ser também alugado no Claro Video, além de estar disponível para aluguel e compra no Looke, na iTunes e na Play Store. Leia também: Crítica | O Homem Invisível é terror de peso para compreender relações abusivas Produtor de O Homem Invisível planeja novo Frankenstein Blumhouse fará Drácula contemporâneo e já tem direção e roteiro definidos 8. The Rover - A Caçada   De toda a lista, este é provavelmente o título menos conhecido, mas está aqui por um motivo de conscientização: ainda há quem pense que o novo Batman será com o ator de Crepúsculo. Ok, Robert Pattinson fez Crepúsculo. Depois disso, no entanto, o ator se aventurou por muitos filmes não muito populares, mas de grande qualidade, contracenando com grandes nomes e sob os comandos de diretores excelentes. Dois anos após ter vivido Edward Cullen pela última vez, Pattinson apareceu em The Rover - A Caçada, no início do que seria uma jornada para provar que é, sim, um excelente ator. Escrito e dirigido por David Michôd, mais conhecido pelos originais Netflix O Rei e Máquina de Guerra, The Rover - A Caçada é um filme de ação, crime e drama bastante intenso, que mostra Pattinson explorando diversos sentimentos e contracenando com o também excelente Guy Pearce. O filme chegou a passar pelo Festival de Cannes e foi bastante premiado em festivais australianos, mas como não era exatamente um filme muito popular, foi mais um dos trabalhos de Pattinson que não foram vistos e não ajudaram muito a tirar dele o estigma de vampiro que brilha. The Rover - A Caçada pode ser comprado ou alugado na Play Store, além de estar disponível para streaming no Claro Video e no HBO GO. Leia também: 10 filmes que provam que Robert Pattinson é um ótimo ator 10 filmes independentes que você precisa assistir 10 filmes para assistir no Amazon Prime Video durante o isolamento 7. Nine   Quem gosta de musical sabe o preconceito que existe com o gênero, mas de tempos em tempos sempre surge algum filme que arrebata corações e novos fãs, como aconteceu com La La Land, por exemplo. Nine tem um selo de qualidade interessantíssimo: a presença de Daniel Day-Lewis, conhecido por fazer somente filmes selecionados e por sempre entregar uma performance de tirar o fôlego. Nine é também um dos títulos mais reconhecidos de Rob Marshall, diretor do excelente musical Chicago e dos recentes Caminhos da Floresta e O Retorno de Mary Poppins. Day-Lewis, no entanto, não é o único chamariz do elenco, que conta ainda com Nicole Kidman, Marion Cotillard, Penélope Cruz, Judi Dench, Sophia Loren, Kate Hudson e Fergie no elenco de um musical ambientado nos bastidores do cinema dos anos 1960. Mas não ache que isso vai deixar o filme cult demais para ser divertido: como a própria sinopse indica, o musical é bastante variado ao acompanhar a vida do protagonista, passando por “paixão, fantasia, desejo, amor, arte, estilo, desilusões, sonhos” e, claro, uma pitada interessante de comédia. Nine não está disponível em nenhum plataforma de streaming, mas pode ser comprado ou alugado na iTunes, no Looke, na Microsoft Store e na Play Store. Leia também: Os 10 melhores musicais do cinema A Festa de Formatura | Musical da Netflix ganha trailer empolgante 10 melhores filmes e séries sobre música e artistas para assistir na Netflix 6. Nós   Tem-se falado cada vez mais de um cinema pós-Jordan Peele ou de uma cinema pós-Corra!, o que ressalta a importância do trabalho de Peele para o cinema de terror. Depois de abordar com clareza o tema racial no seu primeiro filme, Peele retornou para outra narrativa aterrorizante: mesmo que você não tenha medo assistindo, quando entender, talvez sinta medo da vida em si, já que o filme é bastante incisivo em temas sociais. Nós também é interessante ao trazer um elemento não muito visto no terror de hoje, o doppelgänger, a ideia de que, em algum lugar, há alguém fisicamente idêntico a você. O cineasta leva isso ao extremo e cria algo nunca visto com Nós, que rendeu inúmeros vídeos e textos que tentam explicar o significado dos detalhes e subtextos encontrados no filme. Para quem não está interessando em ir tão a fundo, o filme é também assustador mesmo na superficialidade e isso se deve muito às atuações do quarteto central, a família, que precisou interpretar também a suas versões do submundo. Nós está no catálogo do Telecine e do Looke, onde também pode ser comprado ou alugado. O título também está disponível apenas para compra na iTunes e na Play Store. Leia também: Crítica | "Nós" e a dança da vida Crítica | Corra! para ver ou ver de novo A Lenda de Candyman é adiado de novo para evitar lançamento na internet 5. Infiltrado na Klan   Com as manifestações #BlackLivesMatter, Spike Lee tornou-se um dos nomes mais comentados do ano no cinema e um dos seus filmes mais populares, Infiltrado na Klan, foi também um dos mais lembrados, ao lado de Faça a Coisa Certa. E o motivo é claro: em Infiltrado na Klan, Lee faz um dos melhores trabalhos da sua carreira ao trabalhar a história de um policial negro que encara a missão de se infiltrar na Ku Klux Klan, em uma mistura perfeita de comédia e crítica social, com direito a imagens documentais para garantir que o espectador termine o filme devidamente impactado. Infiltrado na Klan colocou o ator John David Washington no radar dos cinéfilos, que puderam ver ele novamente em Tenet, um dos títulos mais aguardados de 2020. No Oscar do ano passado, Infiltrado na Klan era um dos favoritos, tendo levado a estatueta de Melhor Roteiro Adaptado, além de ter concorrido também nas categorias de Melhor Trilha Sonora, Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Ator Coadjuvante (Adam Driver) e Melhor Edição (Montagem). Infiltrado na Klan está disponível para os assinantes do Amazon Prime Video, mas pode ser comprado também na Play Store, na iTunes e no Looke. Leia também: Crítica | Infiltrado na Klan é um filme histórico 5 filmes para conhecer o essencial Spike Lee Crítica | Destacamento Blood é uma obra-prima técnica que exige esclarecimentos 4. Penny Dreadful: City of Angels   Lembra da série Penny Dreadful estrelada por Eva Green? Encerrada em 2016, a série original deixou alguns fãs na mão ao acabar e não trazer mais histórias com um clima delicioso de terror e drama. O canal Showtime acabou criando uma série derivada, City of Angels, que foi ao ar neste ano e acabou de estrear aqui no Brasil. Dessa vez, o elenco é liderado por Natalie Dormer e o clima é mais de cidade do crime, deixando um pouco de lado as referências que a série original incorporava, mas trazendo outras referências da cultura latina e, mais especificamente, da mexicana. Penny Dreadful: City of Angels foi criada por John Logan, mais conhecido como roteirista de filmes como 007 - Operação Skyfall, Gladiador e Sweeney Todd, o Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet. A trama, ambientada em Los Angeles (daí o trocadilho do título), acompanha uma série de crimes que têm chocado a cidade e que, ao ser investigado, revela a complicada história do local. Nesse sentido, a trama mantém o espírito de desvelamento de Penny Dreadful, em que quanto mais se busca, mais coisas terríveis são descobertas. Infelizmente, a série já foi cancelada pelo canal, então os 10 episódios disponíveis no Amazon Prime Video é tudo que você vai poder ver da história, o que, claro, tem seu lado ruim, mas também tem a vantagem de ser uma série que não vai prender ninguém por muito tempo. Leia também: 10 melhores séries de investigação criminal para maratonar na Netflix Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? 3. Bruce Springsteen's Letter To You   Bruce Springsteen's Letter To You não é apenas um documentário, mas um registro histórico intimista. A lenda Bruce Springsteen acaba de lançar seu novo álbum, "Letter to You", e, com ele, um documentário que acompanhou de perto as gravações das novas faixas executadas com a The E Street Band. O filme aproveita as declarações do músico e os momentos de estúdio para evocar outros momentos da sua carreira e, de uma forma menos direta, fazer também um relato biográfico de Springsteen. Como nos diz o trailer, cada música tem uma história. O documentário, que deve ter deixado muitas imagens incríveis de fora do corte final, traz os melhores momentos desse processo criativo e cultural de estúdio, proporcionando aos fãs uma alternativa interessante para apreciar o novo álbum sem ser por meio de um show, conglomeração pouco ou nada recomendada nos dias que estamos vivendo. Bruce Springsteen's Letter To You foi lançado com exclusividade na Apple TV+. Leia também: 10 filmes sobre rock disponíveis em plataformas de streaming As 10 melhores bandas fictícias de rock na TV e no cinema 10 melhores filmes e séries sobre música e artistas para assistir na Netflix 2. Lovecraft Country — Season Finale   Quando esta série estreou na HBO, trouxemos ela no topo da nossa lista, para dizer que algo realmente bom estava chegando. Semanas depois, retornamos para dizer que Lovecraft Country foi um dos maiores sucessos seriados do ano, e que, para quem gosta de maratonar tudo de uma vez, o momento de assistir à temporada completa chegou. Nesta semana, Lovecraft Country lançou seu décimo e último episódio da primeira temporada, “Full Circle”. Ao longo dos episódios, Lovecraft Country conquistou espectadores com um terror fantástico de qualidade e com uma mensagem bastante incisiva e necessária, além de provavelmente ter ajudado no surgimento de novos leitores de H.P. Lovecraft. A série encerrou sua temporada de estreia em alta estima entre a crítica, que tem a média de excelentes 90% no Rotten Tomatoes, enquanto o público em geral parece um pouco menos entusiasmado com sua média de 70%. Original HBO, Lovecraft Country tem todos os dez episódios da primeira temporada disponíveis no HBO GO e a temporada incompleta, com nove episódios até o momento, no NOW. Leia também: Crítica | Lovecraft Country é um soco no estômago da América racista Ator de Lovecraft Country deve ser o próximo grande vilão da Marvel nos cinemas O que é o afrofuturismo, gênero artístico que mescla cultura africana com sci-fi 1. Borat: Fita de Cinema Seguinte   O novo Borat, que tem um título ridiculamente longo no original (Borat Subsequent Moviefilm: Delivery of Prodigious Bribe to American Regime for Make Benefit Once Glorious Nation of Kazakhstan), chega ao Amazon Prime Video em uma data muito específica e com intenções bastante claras, todas elas ligadas às preocupações do comediante Sacha Baron Cohen. Borat, que é uma espécie de Jackass intelectual, chocou o mundo com o primeiro filme e ficou marcado no imaginário popular (senão o filme, pelo menos o look com roupa de banho verde-limão). O retorno do personagem envolve também a sua descaracterização em alguns momentos, já que ele ficou conhecido o suficiente para ser reconhecido nas ruas, durante as gravações que foram realizadas com um sigilo que ninguém conseguiu entender. E é por isso que, meio que do nada, surgiu um Borat: Fita de Cinema Seguinte na internet: o filme que muitos queriam e ninguém esperava que viria. Borat: Fita de Cinema Seguinte foi lançado com exclusividade no Amazon Prime Video. Leia também: Borat 2 foi gravado em segredo e deve ser lançado ainda em 2020 Borat 2 lança teaser "elogiando" Donald Trump após debate presidencial nos EUA 5 filmes de chorar de rir para assistir no streaming do Telecine Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Saiba quais são os melhores processadores de celular em 2020 Veja Mais

Como a Marvel está reduzindo a distância entre o cinema e a TV

canaltech Há não muito tempo, quando os lugares de exibição de cada peça audiovisual eram muito bem definidos, a classificação era bastante simples: bons filmes estreiam nos cinemas, maus filmes na TV. Séries? Somente TV. No cinema? Somente o que era aceito de modo geral como um cinema digno de ser projetado em grandes telas. A TV à cabo, com canais voltados especificamente para séries e/ou filmes, começaram a borrar essa linha divisória de uma forma nunca vista e, hoje, a Marvel — junto ao Disney+ — parece estar dando os golpes finais nessas distinções. Mas, antes de chegarmos logo na voadora dizendo o que a Marvel está ou não fazendo, é importante entender qual é o movimento que conduziu a Marvel e a Disney ao protagonismo desse apagamento, pois só assim podemos entender também as possibilidades de futuro e também protagonizar o que queremos. Senta, que lá vem história Muito antes da popularização dos canais pagos, as pessoas já usavam mídias como VHS, DVD e Blu-Ray para trazer para a telinha de casa qualquer grande obra cinematográfica. A TV e os sistemas de som, no entanto, estavam muito distantes da qualidade de uma sala de cinema e o impacto disso não foi grande a curto prazo, mas criou o costume de ver épicos e grandiosos filmes de ação em TVs, mesmo que elas fossem de tubo, pequenas e, eventualmente, alterassem o aspect ratio (proporção da imagem) de algumas obras. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- O surgimento das telas planas e a popularização dos canais pagos ampliou essa experiência e não preciso passar por toda história da evolução tecnológica da internet e das TVs (cada vez maiores e mais inteligentes), para dizer que hoje muitas pessoas têm uma espécie de minissala de cinema em casa, que não deixa a experiência do expectador tão longe das salas comerciais, sobretudo se a pessoa mora em locais com poucos ou nenhum cinema. Do outro lado, as salas de cinema investiram em novas tecnologias: se o telão e o som de qualidade já não eram suficientes, talvez fosse necessário aumentar essa experiência e, assim, tivemos uma nova onda de popularidade do 3D, além de tecnologias voltadas para filmes grandiosos, como o IMAX, e mesmo poltronas que se mexem de acordo com o filme ou sessões 4D com cheiros ou outros diferenciais. A comédia nacional Cine Holliúdy mostra um pouco dessa rivalidade entre TV e cinema, incluindo os reflexos sociais dessa disputa no interior do nordeste brasileiro (Imagem: Reprodução/Downtown Filmes) Do lado de quem não tem condições de esbanjar com sessões caríssimas de cinema ou com sistemas de imagem e som de qualidade, sobram todas as outras alternativas. Vê-se filmes, séries, vídeos do YouTube, todo tipo de arte, desde clássicos como Cidadão Kane à qualquer vídeo de gatinho em um mesmo lugar, a internet, que pode ser acessada de qualquer dispositivo com essa capacidade. Que se doam os cinéfilos mais puristas, mas, sim, hoje se vê filmes como Godzilla e King Kong em um celular, no ônibus, a caminho da escola ou do trabalho. Claro que o impacto de alguns filmes é reduzido: assistir a um mesmo título em locais e plataformas diferentes pode ser uma experiência interessante para perceber como você se comporta diante de um filme em situações variadas e como o meio afeta a sua experiência. Ao passo que surgiram as formas de ver filmes e séries, surgiram também experiências ainda mais diversas. Se em uma mesma sala de cinema pessoas diferentes têm experiências diferentes mesmo estando no mesmo ambiente e vendo o mesmo vídeo, imagine com todas as possibilidades de exibição que temos hoje. TV A briga entre TV e cinema não é de hoje. Acreditou-se que a TV acabaria com o cinema e que a internet acabaria com a TV. Hoje, o que vemos, é uma grande confusão sobre a essência das coisas, uma verdadeira batalha filosófica definida por batalhas comerciais. Popular, a TV foi muitas vezes taxada como um entretenimento menor, naquele sentido da ultrapassada (mas ainda muito em vigor) ideia de que o público da TV é também intelectualmente inferior. Os canais à cabo desmistificaram um pouco isso, mas surgiu novamente a classificação entre superior e inferior com relação ao conteúdo de cada canal. Ainda assim, mesmo dentro da televisão, tínhamos definições muito claras: existem as séries, que são episódicas, e existem os filmes, que, por sua vez, são classificados entre filmes feitos para TV e filmes que saíram de cartaz nos cinemas e, tempos depois, chegaram à TV, como o último local a ser lançado. Videodrome: A Síndrome do Vídeo, de David Cronenberg, traz a seguinte frase no seu pôster: "Primeiro aquilo controla a sua mente. Depois destrói o seu corpo". (Imagem: Reprodução/Universal Pictures) A segregação de qualidade, que parece definir os espaços que podem ser ocupados por certos espectadores e certas obras, começa a ruir quando, eventualmente, bons diretores fazem filmes incríveis para a TV. Como comentei na crítica Mentiras Perigosas: o cinema da TV ao streaming, os filmes para TV eram obrigados a se enquadrar em uma série de restrições, que iam desde os interesses do canal às limitações de tempo do filme e dos episódios das séries, que precisavam não só se adequarem à grade do canal, como também precisavam pensar nos momentos em que aconteceriam os intervalos comerciais. Foi no contexto da TV, para onde eram escanteados muitos diretores e roteiristas considerados como não bons o suficiente para fazer cinema, que começaram a surgir excelentes séries. Essas mesmas pessoas, começaram a trabalhar, praticamente como anônimos, em séries que, com o tempo, passaram a ser cada vez mais cinematográficas, contando histórias que se prolongam por temporadas como se fosse um grande filme. Quando Breaking Bad chegou em 2008, isso tudo foi transformado para sempre. Breaking Bad (Imagem: Reprodução/AMC) Breaking Bad fez as séries serem notadas apenas como um produto seriado, um filme que nos é dado em doses menores, porque nosso cérebro provavelmente se recusaria a assistir uma obra de mais ou menos 51 horas — 5 temporadas ou 62 episódios soam muito mais como algo que conseguimos encarar tranquilamente. De lá para cá, vimos isso acontecer com uma intensidade cada vez maior, com um marco financeiro em Game of Thrones, cuja sétima temporada custou por volta de US$ 100 milhões, gastos nunca vistos na TV, assim como os resultados, absolutamente cinematográficos. Streaming Essa treta é bem mais conhecida por quem acompanha as principais notícias sobre séries, cinema e, claro, o Oscar. A primeira e mais popular plataforma de streaming a ter um alcance realmente significativo foi, claro, a Netflix. Com o crescimento, veio também a transformação em produtora. Seu primeiro filme, Beasts of No Nation, considerado como um filme para TV, teve grande repercussão por seu conteúdo e qualidade, mas acabou excluído da mais popular premiação de cinema do mundo, o Oscar, por não ter estreado em cinemas. Beasts of No Nation (Imagem: Reprodução/Netflix) Com o tempo, a Netflix e outras plataformas passaram a firmar acordos com redes de cinema, para que seus filmes se tornassem elegíveis ao Oscar muito mais do que para proporcionar a experiência de qualidade das salas de cinema para os espectadores. Do outro lado, o público seguiu consumindo o que era disponibilizado para assistir no conforto da sua casa ou na tela do smartphone e do computador. Enquanto os grandes estúdios disputavam espaços, os títulos foram surgindo e, se analisarmos as melhores produções do momento, não há linha clara que distinga cinema de série, filme de cinema e filme de TV. A pandemia, claro, teve um papel fundamental. Sem cinemas para ir, todo o contato com filmes e séries passou a ser em casa, com muito incentivo das plataformas (de streaming e de VOD), que acabaram sendo o único local viável de lançamento de muitos filmes em 2020. Excluindo o que foi adiado, este ano foi marcado por Tenet flopando no cinema, Mulan sendo lançado diretamente no Disney+ e a Netflix com diversos dos melhores títulos do ano, alguns dos quais provavelmente estarão no Oscar do próximo ano, já que a Academia cedeu e, agora, aceitará filmes que não foram lançados nos cinemas por motivos óbvios. Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Marvel Os estúdios Marvel conseguiram uma façanha inédita na história: criar um universo de super-heróis coeso e de sucesso, que arrasta multidões para os cinemas quase sem esforço algum. Basta ser um filme Marvel para lotar as salas. Os motivos disso são diversos e entrevistas com o maestro do MCU, Kevin Feige, revelam os principais diferenciais da marca. Os Vingadores na primeira grande reunião de personagens promovida pela Marvel (Imagem: Reprodução/Marvel) O diferencial é como isso está sendo recebido. Mesmo com salas lotadas e recordes de bilheteria, muitos desses filmes são vistos e mesmo revistos em casa. Espalhados por diversos streamings, a chegada de um filme Marvel às plataformas geralmente é acompanhada de um pico de visualizações do título, o que é mais claro na Netflix, que rankeia os 10 mais vistos do dia. As intensas diferenças entre TV e cinema não estavam somente na qualidade (declarada sabe-se lá por quem) dos diretores e roteiristas, mas de toda a equipe. O trabalhador da TV era visto como inferior ao do cinema (e essa pompa ecoa até hoje), o que se estendeu também aos atores. Não precisamos ir muito longe, se lembrarmos dos rumores sobre a aparição do Demolidor no MCU, com campanhas para que o ator da série original Netflix, Charlie Cox, fosse incorporado aos filmes. Aliás, é interessante lembrar como as séries Marvel-Netflix pareciam algo bastante distante dos filmes. Mesmo as séries conectadas ao MCU, como Agentes da S.H.I.E.L.D. e Agente Carter, sofriam esse preconceito, como se fossem “menores”. O protagonismo com os mesmo atores do MCU só foi possível porque esses atores eram coadjuvantes nas histórias originais, novamente pelo mudo acordo que estabeleceu a TV como algo inferior. WandaVision, uma das aguardadas séries da Marvel que chegarão ao Brasil junto ao Disney+ (Imagem: Reprodução/Marvel) Estamos vendo a Marvel retornar às séries de uma forma completamente diferente. Personagens bem mais centrais, com atores que ficaram muito mais conhecidos por esses personagens, irão estrear séries no MCU. Essas produções nem chegaram e já soam muito diferentes das demais séries Marvel: são claramente muito mais conectadas ao MCU que as demais e parecem muito mais sérias, ou melhor, são tratadas com mais seriedade. Acredito que seria difícil demais, ainda hoje, uma série estrelada por Robert Downey Jr., mas já temos com Elizabeth Olsen, Anthony Mackie, Paul Bettany, Sebastian Stan e Tom Hiddleston. Se antes a Marvel parecia muito interessada em manter as distâncias entre TV e cinema, agora ela parece muito inclinada a diminuir essas distâncias ou, quem sabe, apagá-las. Os filmes Marvel são grande parte das referências contemporâneas do que é ser um bom blockbuster e essa mesma qualidade está sendo levada pela primeira vez para a TV. A Forbes relembra uma declaração de Feige sobre a necessidade do Disney+ para continuar acompanhando o MCU: Se você quiser entender tudo nos futuros filmes da Marvel, ele diz, você provavelmente precisará de uma assinatura Disney+, porque os eventos dos novos programas serão levados em consideração nos próximos filmes, como Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. A Feiticeira Escarlate será um personagem-chave nesse filme, e Feige aponta que a série Loki vai se encaixar também. Kevin Feige (Imagem: Reprodução/Gage Skidmore) Embora Feige, nessa mesma declaração, diga que não tem certeza se realmente notaram isso antes, a estratégia de marketing parece clara: as pessoas amam o MCU e não querem perder nada dele, mesmo que isso signifique ter uma assinatura Disney+. As primeiras séries, The Falcon and the Winter Soldier, WandaVision e Loki, devem manter a qualidade dos filmes Marvel e terão no elenco os mesmos atores do MCU, o que, em outros tempos, poderia ser visto até como ofensivo, como se os atores estivessem sendo diminuídos por estarem agora em um produto para TV. Ninguém mais vê isso, senão alguns poucos saudosistas dos tempos de segregação artística. A trânsito de atores também pode ser visto com Chris Evans que, saiu do MCU diretamente para as séries. Em uma publicação do Cinema Blend, o autor do texto ressalta a diferença que ainda é feita entre as duas mídias ao questionar “Então, por que Evans decidiu saltar do cinema para a TV?”. Uma declaração do próprio ator explica: A meu ver, sinto que há 20 anos atrás as linhas entre [cinema e TV] podem ter sido traçadas um pouco mais claramente. Hoje em dia, muitos riscos realmente maravilhosos são tomados e histórias inacreditáveis ​​estão acontecendo no mundo da TV, agora que o streaming também é onipresente. E agora? A TV nasceu quase como um primo pouco querido do cinema, que, antigamente, era também o local de exibição dos noticiários produzidos em formato audiovisual. A TV se tornou o espaço do jornalismo como uma alternativa mais completa que o rádio e mais fácil que o jornal. Na TV, vimos o surgimento de outros programas voltados especificamente para esse meio e que, agora, começam a ser absorvidos por plataformas virtuais. Talk Shows e Reality Shows dividem espaço no catálogo com sitcoms, séries de todos os tipos e filmes que vão dos melhores aos piores. Um espaço relativamente democrático (se ignorarmos os interesses comerciais e os recentes problemas que os usuários começam a ver nos algoritmos). Sherlock (Imagem: Reprodução/BBC) Vale lembrar também que não somente o cinema vem ganhando cada vez mais espaço na TV, mudando as obras que lá habitam, mas também as séries, jogos, shows, peças e outras coisas passaram a ocupar o espaço da sala de cinema. O episódio especial de natal de Sherlock, "The Abominable Bride", foi lançado também nos cinemas (além de Sherlock ser uma série com uma estrutura bastante cinematográfica de seus episódios). O movimento que a Marvel e, de modo mais geral, a Disney faz é o de apagamento dessas diferenças. Em breve, provavelmente surgirão mais gêneros híbridos que aos poucos apagarão ainda mais as diferenças entre os tipos de obras. Claro que, se é seriado, continuaremos a chamar de série. Os filmes, por outro lado, já são vistos de forma seriada em casa, onde podemos pausar e deixar para ver amanhã, mas nem por isso entendemos como série. Algumas características provavelmente serão preservadas, mas definições serão cada vez mais difíceis, assim como é difícil definir o gênero de muitos filmes. A pergunta que nos cabe, como espectadores que não têm muita influência sobre uma indústria gigantesca movida a capital, é: que tipo de experiência queremos? Nesse sentido, o apagamento das barreiras me fez repensar uma das maiores metáforas dos livros de cinema: as pessoas se reúnem em salas de cinema como nossos ancestrais se reuniam em torno de uma fogueira para ouvir histórias. A sensação, para mim, poucas vezes teve essa familiaridade. Continuo apaixonada pelo ambiente do cinema, pelo espetáculo que é ver um filme em uma tela gigante com um som que envolve como o da TV não consegue, mas a sensação de família e comunidades aprendendo juntas através da contação de histórias não está lá. Plateia dormindo em Holy Motors (Imagem: Reprodução/Pierre Grise Productions) Mesmo ao ir com amigos ao cinema, poucas vezes o assunto pós-sessão é um verdadeiro debate. Em casa, no entanto, a liberdade de poder conversar, pausar, ver de novo, se empolgar e emendar em outro filme, isso sem contar o conforto, tudo soa muito mais como um evento tribal de contação de histórias. É uma ilusão a ideia de que, na sala de cinema, estamos compartilhando algo muito além do espaço físico com os demais espectadores, os anônimos que nos circulam. Assim, o impacto que as séries Marvel podem causar é duplamente interessante e assustador, assim como têm sido vistas as redes sociais após o recente alerta de O Dilema das Redes. Permitir que o MCU tenha uma expansão na TV é bom para a arte produzida para a TV. Por outro lado, o monopólio financeiro será similar ao de sempre. A TV e a internet são de acesso mais amplo que as sessões de cinema e não é difícil encontrar pessoas que preferem ver uma versão de baixa qualidade pirateada a ter que pagar por um ingresso que consome parte considerável dos seus ganhos. Os serviços de streaming e VOD, porém, não são gratuitos. Grandes sagas do passado passaram por isso: Star Wars, por exemplo, nasce no cinema, mas é expandido na TV, na internet, nos games, em livros e jogos. Tudo isso precisa ser consumido para que se tenha um contato com todo o universo. Os quadrinhos dos super-heróis que deram origem ao MCU são tantos e as sagas são tão grandes, que muitos leitores desanimam só de pensar em tudo o que é necessário conhecer para entender como um determinado personagem chegou aio que é hoje. Imagem: Reprodução/Disney+ Já começou a debandada dos fãs da Marvel. A quarta fase do MCU provavelmente já não tem o mesmo número de espectadores atualizadíssimos que tinha a segunda e a terceira fases. A dependência da assinatura do Disney+ deve ter um efeito negativo nesse sentido e, assim como os quadrinhos, em breve o MCU será algo quase impossível de ser acompanhado pelos novos espectadores, tornando-se uma série de filme acompanhada por um grupo de fãs. Só os filmes do MCU já somam mais ou menos 50 horas de história e agregar obras episódicas a isso tornará ainda mais difícil para os novos espectadores entender o que está acontecendo (sobretudo as piadas internas do MCU). Por outro lado, a Marvel, como referência do cinema contemporâneo, abre ainda mais caminhos para que séries cada vez maiores, melhores e, provavelmente, mais caras comecem a surgir, caminho primeiramente trilhado pela adaptação de As Crônicas de Gelo e Fogo, mas que ganha novas dimensões com os ainda mais populares super-heróis. Quanto ao futuro, começaremos a ver como isso, somado às consequências da pandemia, afetará as divisões entre TV e streaming como inferiores ao cinema. A questão que nos cabe é: quais experiências nós queremos? O que é, para mim e para você, ver um filme no cinema, na TV, no celular ou no computador? Leia também: Os filmes de super-heróis e a rivalidade entre diretores e produtores WandaVision | Vazamento revela introdução dos X-Men e gancho pra Doutor Estranho Trailer de Marvel 616 mostra bastidores da criação do universo compartilhado Com informações Forbes Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Saiba quais são os melhores processadores de celular em 2020 Veja Mais

Marcos Pontes participa de publicação científica sobre nitazoxanida na UFRJ

Valor Econômico - Finanças Ministro Marcos Pontes Marcello Casal Jr/Agência Brasil O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, apresentou neste sábado, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o primeiro resultado positivo do estudo clínico com a nitazoxanida para o tratamento da covid-19. Coordenado pela pneumologista e professora da UFRJ Patrícia Rocco, o estudo teve publicação científica prévia apresentada no auditório da universidade, com a presença de Marcos Pontes e do secretário de Pesquisa e Formação Científica, Marcelo Morales. O ministro afirmou que o medicamento é uma ferramenta no enfrentamento da covid-19. De acordo com Marcos Pontes, o estudo tem uma importância gigantesca, já que conseguiu demonstrar que a nitazoxanida reduz a carga viral. “Depois do final do tratamento de 5 dias, nos próximos sete dias após a medicação, tem pacientes que têm a carga viral negativada.” O ministro disse ainda que a nitazoxanida “é ferramenta que a ciência oferece para os médicos e isso é importante para o Brasil e para o mundo”. “É uma ferramenta que vai nos ajudar não só para a saída da pandemia, como para no futuro, transformar o coronavírus em algo completamente tratável. Esse é só começo”, avaliou. A nitazoxanida é um vermífugo utilizado no Brasil para o tratamento do rotavírus e foi testada para a covid-19 em 475 pacientes sintomáticos do 1º ao 3º dia de sintomas. Durante os testes, 78% deles deixaram de apresentar sintomas após 5 dias seguidos de uso do medicamento. Segundo o ministro, outros países já demonstraram interesse no estudo, o que, para ele, é um grande passo da ciência brasileira no combate à covid-19. A professora Patrícia Rocco admitiu que o medicamento não é a “bala de prata” para a cura da doença, mas defendeu que o estudo foi bem desenhado para o redirecionamento do uso da droga para a covid-19. Veja Mais

Wadson cumpre agenda na chuva e volta a criticar o atual prefeito de BH

O Tempo - Política Candidato do PCdoB esteve na região do Venda Nova e no Taquaril Veja Mais

Ataque suicida perto de escola deixa 18 mortos no Afeganistão

Valor Econômico - Finanças Grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque, que ocorre em um momento delicado das negociações de paz realizadas entre o Taleban e o governo afegão Ao menos 18 pessoas morreram e 57 ficaram feridas neste sábado após uma bomba explodir perto de uma escola em Cabul, no Afeganistão, informou o Ministério do Interior do país. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Corpo de Jane di Castro, atriz e cantora, é enterrado no Rio

G1 Pop & Arte Artista lutava contra um câncer e morreu na sexta (23). O enterro foi no Cemitério Jardim da Saudade, Sulacap, Zona Oeste. Ao lado da amiga Rogéria, Jane integrou uma geração que abriu caminho para a representatividade trans e travesti no mundo do entretenimento. O corpo da atriz e cantora Jane di Castro foi enterrado no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio, na tarde deste sábado (24). Jane lutava contra um câncer e morreu nesta sexta-feira (23), aos 73 anos. Velório e sepultamento da a atriz Jane Di Castro aos 73 anos que morre vítima de câncer, atriz performática e transexual lutou pela causa LGBTI e foi umas das pioneiras pela causa no Brasil. JORGE HELY/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO Junto com a amiga Rogéria, a artista integrou uma geração que abriu caminho para a representatividade trans e travesti no mundo do entretenimento. Ela era admirada e respeitada pelo público e pela crítica. Ela era carioca e começou a trabalhar como cabeleireira, mas depois se dedicou aos palcos sendo dirigida por nomes como Bibi Ferreira e Ney Latorraca. Morre aos 73 anos a atriz e cantora Jane di Castro Um dos seus últimos trabalhos como atriz, foi na novela a Força do Querer, de Gloria Perez. Em outubro, Jane escreveu nas suas redes sociais que amou ter feito essa novela, e agradeceu à autora. Jane também foi uma das estrelas do premiado documentário Divinas Divas, dirigido por Leandra Leal. Jane Di Castro é uma das convidadas do Prêmio Sexy Hot 2018 Celso Tavares/G1 Em 2017, em uma entrevista para o jornalista Pedro Bial, Leandra falou da importância do trabalho de Jane e Rogéria. Veja vídeo abaixo. Nesta sexta, a atriz fez uma publicação em uma de suas redes sociais em homenagem a Jane de Castro. Em um dos trechos ela escreveu: " Minha amada Jane di Castro era maravilhosa, cantora, atriz, produtora, síndica, talentosa, disciplinada, teimosa e cheia de vida. Ela viveu a altura do seu sonho, o que exige coragem e força. Ela batalhou: saiu de casa em Oswaldo Cruz e foi ser estrela na Praça Tiradentes, depois no Rival, em Paris, Luxemburgo, NY, Copacabana. Amou e foi amada como ela desejava, foi casada por mais de 50 anos com Otavio, que conheceu na plateia de um espetáculo que ela protagonizava no Rival. Grandes momentos da sua vida e da sua carreira aconteceram lá." Morreu, aos 73 anos, a cantora e atriz Jane di Castro, símbolo do movimento LGBT No programa Estúdio I da GloboNews, o jornalista Artur Xexéo disse que Jane de Castro foi de uma geração corajosa. Jane Di Castro traz de volta um marco em sua carreira, sob a direção de Ney Latorraca "A Jane com outras colegas como Rogéria, Valéria e a Veruska lutaram contra o preconceito e mudaram a cabeça do Brasil sobre a travesti. Mais do que uma atriz, ou cantora ou artista, a Jane era uma personalidade." Leandra Leal fala sobre a importância do trabalho de Jane Di Castro e Rogéria Veja Mais

Rapper Travis Scott é o novo parceiro estratégico criativo do PlayStation

canaltech A poucas semanas do lançamento do PlayStation 5, a Sony anunciou uma parceria com um dos artistas mais populares da atualidade: o rapper Travis Scott. O artista juntou-se à marca como "parceiro criativo de estratégia", e pretende realizar colaborações para novos projetos usando sua imagem e a marca de moda Cactus Jack. PS5 | Sony revela mais um detalhe da retrocompatibilidade com o PS4 Surgem primeiras carcaças customizadas para PlayStation 5 Em vídeo divulgado ontem (22) pelo próprio Travis e pelos canais oficiais do PlayStation, são mostrados funcionários da equipe que trabalharam no desenvolvimento do console usando roupas e tênis desenhados pelo rapper, além de Travis Scott ligando o novo PS5. É possível ver, também, um tênis da Nike personalizado com o logo do PlayStation, item que pode chegar às lojas no futuro. No Instagram do artista, esse vídeo já passou de 3,3 milhões de visualizações. Veja abaixo:   A publicação no blog do PlayStation não traz detalhes específicos sobre a parceria, apenas reforça a liberdade criativa para futuras ideias. A postagem incluiu, também, uma declaração de Travis Scott, que pode ser lida a seguir: -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Estou realmente ansioso para poder mostrar tudo em que a Cactus Jack tem trabalhado em conjunto com a Sony e a equipe PlayStation. Mais importante, estou muito animado para ver como os fãs e famílias PlayStation irão reagir, e não vejo a hora de jogar alguns games com todos em breve! Essa não é a primeira colaboração de Travis Scott com o mundo dos games. Em abril desse ano, um evento ao vivo com o rapper em Fortnite reuniu mais de 12 milhões de jogadores simultâneos, superando o número de jogadores ativos na Steam naquela época. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Por que Nosferatu é o filme ilegal mais famoso da história do cinema? Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Veja Mais

Depois de Maia, Alcolumbre reforça apoio a Ramos e críticas a Salles

O Tempo - Política Presidente do Senado opinou que 'não é saudável que um ministro ofenda publicamente outro ministro' Veja Mais

Com queda de quase 70% na demanda, aéreas de todo mundo enfrentam crise inédita

O Tempo - Mundo Entidade mundial prevê uma retração de 66% no tráfego aéreo; segunda onda da Covid-19 impediu retomada Veja Mais

Eleições 2020: campanhas já gastaram R$ 12,8 milhões para 'bombar' anúncios

O Tempo - Política Facebook foi a empresa que mais faturou com as eleições municipais nestas três primeiras semanas de campanha Veja Mais

Eleições 2020: Novo recorre à Justiça para extinguir campanha de Sabará

O Tempo - Política O partido pretende que o empresário seja impedido de continuar com a campanha. Veja Mais

Microsoft Edge testa recurso de inicialização rápida para rivalizar com Chrome

canaltech A Microsoft está experimentando uma função chamada "Startup Boost" para a versão 88 do Microsoft Edge. Ao ativá-la, permite que vários processos do navegador sejam lançados em segundo plano ao inicializar o computador, e não ao abrir o software, trazendo uma abertura mais rápida. A demanda por um tempo mais curto de inicialização é importante aos navegadores, e essa função poderia trazer uma vantagem contra o Google Chrome. Microsoft Edge mobile | Enfim, um navegador que faz jus à Microsoft [análise] Microsoft Edge: confira 4 dicas incríveis para explorar o navegador Como baixar extensões do Chrome no Microsoft Edge Segundo um FAQ publicado pela Microsoft, o "Startup Boost" terá um impacto limitado no uso de recursos do computador. Os processos são executados em baixa prioridade quando o navegador está fechado. Portanto, estarão preparados para quando o usuário abrir o navegador, agilizando o carregamento sem exigir muito da máquina. Funciona ao executar o Microsoft Edge pela barra de tarefas, área de trabalho ou por hyperlinks em outros programas. A nova função está sendo disponibilizada para gradualmente em dispositivos com qualquer versão do Windows. Ainda não há previsão para lançamento em outros sistemas operacionais. Para verificar se seu navegador já possui o recurso, digite "edge://settings/system" na barra de pesquisa. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Imunidade duradoura? Pesquisa encontra anticorpos da COVID-19 depois de 7 meses Em entrevista, executiva da Apple recomenda carregar iPhone 12 com cabos antigos WhatsApp agora permite silenciar conversas para sempre; saiba como Por que Nosferatu é o filme ilegal mais famoso da história do cinema? Mais um app do Google passou de 1 bilhão de downloads na Play Store Veja Mais

Astronauta norte-americana vota antecipadamente a bordo de estação espacial

O Tempo - Mundo Congresso dos Estados Unidos aprovou em 1997 legislação que tornou possível o voto no espaço Veja Mais

Free Fire: encontrada brecha que permitia invasão de contas

Free Fire: encontrada brecha que permitia invasão de contas

Tecmundo Uma brecha no sistema de envio de presentes no Free Fire permitia que um invasor acessasse contas indevidamente, garantindo posse até mesmo sobre os diamantes (a moeda paga do jogo). Descoberta pelo hacker ético Gabriel Pato, a ausência de um mecanismo de criptografia na comunicação com os servidores viabilizava o roubo de tokens de sessão, que proporcionam acesso indevido.A vulnerabilidade foi categorizada pelo especialista em segurança digital como “alarmante”. Considerando sua gravidade, inversamente proporcional à simplicidade do problema. Carente de criptografia entre a comunicação do game e os servidores dedicados durante o envio de dados, o token de sessão do usuário ficava exposto e podia ser roubado por invasores.Leia mais... Veja Mais

Redmi Note 8T começa a receber atualização para a MIUI 12

tudo celular Atualização chega para usuários fora da Europa e da China. Veja Mais

EL CLÁSICO AO VIVO! Barcelona x Real Madrid por La Liga: veja o pré-jogo aqui

EL CLÁSICO AO VIVO! Barcelona x Real Madrid por La Liga: veja o pré-jogo aqui

Fox Sports Brasil Acompanhe um esquenta para lá de especial do maior clássico do planeta. A partir de 11h, a bola rola na ESPN Brasil. Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! https://www.espn.com.br/ ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Juntos na torcida! #FutebolNaESPN #LaLigaNaESPN #ElClásicoNaESPN Veja Mais