Meu Feed

No mais...

Black Friday | Site revela se loja virtual é confiável ou não

canaltech Infelizmente, o termo Black Friday virou, no Brasil, sinônimo de golpes virtuais. Como noticiado recentemente pelo próprio Canaltech, o número de campanhas de phishing (ou seja, emails maliciosos que levam o internauta para lojas falsas) cresceu em 80% com a proximidade de tal data. Os criminosos aproveitam a onda de ofertas reais para ludibriar os usuários, lucrando com o roubo de dados ou com a venda de itens que não existem. Cuidado! Golpes de phishing aumentam em 80% com a proximidade da Black Friday BLACK FRIDAY | Dicas para comprar com segurança e não cair em golpes Compras online: evite golpes e dores de cabeça! Para ajudar os consumidores a evitarem esse tipo de problema, a empresa brasileira Axur desenvolver o Posso Confiar?, um serviço absurdamente simples e totalmente gratuito que lhe permite descobrir se determinada loja virtual é falsa ou não. Basta acessar possoconfiar.com.br, informar a URL do e-commerce (ou a página da oferta em questão) e obter o resultado positivo ou negativo em poucos segundos. A companhia garante a eficácia da ferramenta — ela utiliza um algoritmo treinado com mais de cinco anos de experiência da Axur no combate às fraudes financeiras, sendo equipada ainda com um banco de dados composto por mais de 1 milhão de lojas falsas. Sempre que alguém denuncia uma página maliciosa, ela automaticamente é adicionada ao catálogo do Posso Confiar?, garantindo que o serviço esteja sempre atualizado. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Imagem: Captura de Tela/Canaltech “Em 2019, houve um aumento de 200% em casos de phishing durante a Black Friday. Neste ano, aguardamos pelo menos o mesmo crescimento, somado ao fato de que as compras por meios digitais dispararam devido à pandemia. Nossos levantamentos já mostram recordes absolutos no número de fraudes no primeiro semestre de 2020”, explica Fábio Ramos, CEO da Axur. “Nos próximos relatórios, queremos ver esse número diminuir, então o atual momento foi mais um empurrão para colocarmos o site para rodar. Estamos muito comprometidos em oferecer mais segurança aos brasileiros na hora das compras na Black Friday e de final do ano”, complementa o executivo. “Por meio do site mostramos o perigo dos riscos digitais não apenas para os consumidores, mas também para as empresas que têm a sua marca usada como isca pelos bandidos”. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

União Europeia quer antecipar proibição de carros à combustão para 2025

canaltech O caminho para a indústria automotiva é mesmo a eletrificação e já existem movimentos das autoridades pelo mundo para fazer com que isso aconteça o quanto antes. A Europa, continente onde os carros elétricos são bem presentes, deve ser a primeira praça a extinguir os veículos movidos à combustão, como os movidos à gasolina e diesel — e isso deve ocorrer em breve. Renault Zoe x Nissan Leaf x Chevrolet Bolt: qual é o melhor carro elétrico? Carros eletrificados ultrapassam os a diesel na Europa pela primeira vez Carros elétricos e híbridos plug-in serão um terço do mercado em 10 anos Segundo o jornal alemão Bild, especialistas do Grupo de Assessoria sobre Normas de Emissões de Veículos (AGVES) estabeleceram novas recomendações para a norma Euro 7, que vai mudar a legislação sobre os carros na Europa em 2025. Após essas mudanças, ficará praticamente impossível que veículos à combustão circulem na região. As novas normas ainda serão mais debatidas, mas, com metas ambiciosas motivadas pelo cumprimento de metas para o Acordo de Paris, tudo leva a crer que a Europa deve mesmo ser o primeiro continente a abolir os carros como conhecemos. Algumas entidades, porém, contestam essa mudança, como a VDA, a Associação Alemã da Indústria Automotiva. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Carros como o Renault Zoe devem ser ainda mais populares na Europa a partir de 2025 Por meio de seu presidente, Hildegard Müller, a instituição disse que ainda não existem carros elétricos com bateria o suficiente para viagens longas e que atendam à demanda de todos os motoristas do continente. Além disso, ele defendeu o investimento em combustíveis renováveis e em células de combustível, ao invés de proibições. Vale lembrar que o etanol não é tão popular na Europa como no Brasil e nos Estados Unidos. Veja abaixo um resumo das novas diretrizes propostas para o Euro 7: O limite de emissão para veículos, que seria  limitado a 30 mg de óxidos de nitrogênio por quilômetro deve ser, agora, de no máximo de 10 mg/km As emissões de CO2 devem ser reduzidas para 100-300 mg/km Não haverá mais exceções no teste Real Driving Emissions (RDE), que mede as emissões de poluentes, como óxidos de nitrogênio (NOx) e partículas que os carros emitem ao rodar na estrada  Os veículos devem atender aos requisitos entre -10ºC e 40ºC, e em altitudes de 1.000 e 2.000 metros acima do nível do mar. A vida útil dos veículos novos é definida em 15 anos e/ou 240.000 quilômetros, e estão incluídas as emissões produzidas na condução com reboque, bagageiro ou porta-bicicletas Segundo o pessoal do Inside EVs, a decisão sobre essas modificações deve ocorrer apenas em 2021. Levando em consideração o tempo que as montadoras precisariam para efetuar todas as adaptações, é possível que vejamos muitos problemas em 2025. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Falta de garrafas e alta de insumos podem elevar preço do vinho

Valor Econômico - Finanças As vinícolas do Rio Grande do Sul, Estado responsável pela produção de 90% dos vinhos nacionais, enfrentam dificuldades com a falta de garrafas de vidro para envasar as bebidas, além de sucos de uva e espumantes. O cenário foi influenciado pelo aumento de 65% nas vendas dos vinhos finos este ano - 19 milhões de litros até setembro - e o descompasso com os fornecedores dos vasilhames, que diminuíram a fabricação durante a pandemia. A situação pode interferir no faturamento dos gaúchos no fim do ano e aumentar o preço aos consumidores em torno de 10%. Outros insumos também estão em falta ou encareceram muito, como papelão, rótulos, caixas, cápsulas e rolhas. A situação já afeta o ritmo de produção de algumas empresas e cooperativas, das maiores às familiares. “Estamos deixando de entregar pedidos no fim do ano por falta de garrafas, caixaria, rótulos. É uma demanda que ninguém estava esperando e a indústria de matéria-prima teve problema de nos fornecer”, afirmou Deunir Argenta, presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra). Ele diz que as vinícolas não terão prejuízo financeiro, mas vão deixar de faturar “alguns milhões” a mais por deixar de vender. Todos os acessórios, explica, tiveram aumento acima de 10%, que está sendo absorvido pelas empresas sem repasse linear aos consumidores até agora. Para 2021, a expectativa é de aumento nos preços. Com a desova dos estoques, a margem do segmento vai crescer em 2020. O setor negocia com o governo estadual estímulos para a implantação de mais indústrias de vidro na região para o cenário não se repetir. A falta de vasilhames começou em setembro, segundo Argenta, porque a única fornecedora desativou forno de produção durante o ano, o que comprometeu a entrega. O desalinhamento deve seguir até o ano que vem. A situação forçou grandes vinícolas a interromper momentaneamente as atividades em dias específicos nas últimas semanas. A previsão é de novas pausas em outras empresas e cooperativas gaúchas. O envase de suco de uva foi o mais afetado. A Vinícola Aurora, líder na elaboração e venda de suco de uva no país, deixou de envasar 300 mil litros da bebida em dois dias por falta de garrafas. A empresa diz que a produção já foi normalizada e será entregue normalmente, mas que não teve tempo para se preparar e suprir a “procura inimaginável nunca vivenciada em 90 anos”. A produção das diversas bebidas aumentou 17 milhões de litros este ano. O diretor superintendente da Vinícola Aurora, Herminio Ficagna, disse ao Valor que a vinícola teria potencial para ampliar entre 45% e 50% a venda de bebidas para o mercado interno da produção que subiu para 80 milhões de litros. “Esse número deverá ser revisto justamente em função da falta pontual de alguns insumos”, afirmou. Maurício Salton, diretor-presidente da Vinícola Salton, diz que existem impactos pontuais, mas reversíveis. “No primeiro semestre, redesenhamos todo planejamento visualizando que poderíamos enfrentar dificuldades de suprimentos, então antecipamos compras para mitigar riscos”. Algumas vinícolas optaram pela importação de garrafas, mas esbarraram na alta do dólar, que aumentou o custo dos itens em cerca de 50%, e na falta de disponibilidade dos vasilhames nos vizinhos Argentina e Chile. A falta dos insumos afeta ainda mais os pequenos e médios produtores. Na Vinícola Cristofoli, em Bento Gonçalves (RS), os custos aumentaram entre 20% e 30% e a diretora administrativa, Bruna Cristofoli, teve que repassar parte disso, cerca de 8%, para a tabela de preços finais. Ela conta que o problema “não é de hoje”, mas foi agravado pela pandemia. A enóloga diz que a indústria nacional parou de fabricar alguns modelos de garrafas nos últimos anos, forçando a importação. “Temos vinho que era para engarrafar há meses, mas ainda está no tanque esperando a carga de garrafas do Chile”, destacou. Com a imprevisibilidade, ela tenta se planejar antecipadamente para atender o ritmo forte das vendas, principalmente para visitantes da vinícola e pessoas físicas. O fornecimento de papelão para envio aéreo, outra opção de comércio em tempos de pandemia, no entanto, dobrou de preço e exige uma antecipação de 75 a 120 dias no pedido. A situação também impactou a indústria cervejeira. As grandes fabricantes têm estoque de garrafas retornáveis, mas passam pelas mesmas dificuldades com os fornecedores de papelão para embalagens, segundo o diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil), Paulo Petroni. O planejamento para o fim de ano é feito “dia a dia, semana a semana e por microrregião”, com vistas aos desdobramentos da pandemia e do possível encerramento do auxílio emergencial, que atinge diretamente o consumo da bebida. As micro e pequenas cervejarias são as que sofrem mais. “Quem não fez contrato em agosto ou setembro e corre para comprar agora vai ter dificuldade sim. Em algumas regiões, determinadas marcas podem ser afetadas”, disse ao Valor. A produção de cerveja no Brasil deve alcançar 13,8 bilhões de litros este ano. “A indústria de garrafa está trabalhando no limiar da capacidade desde 2014, quando atingimos o pico de 14,1 bilhões de litros produzidos. Não vimos investimento da indústria de garrafa para acompanhar o ritmo da indústria cervejeira”, completou. Um grande fabricante de cerveja disse que houve faltas pontuais em função da recuperação mais forte do que o esperado e por conta do nível de estoque da cadeia na época, mas que por ora a situação está sob controle. A Ambev afirmou em nota que “segue atendendo seus clientes e tem feito um esforço extra para atender à demanda crescente”. Ao Valor, o presidente executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Vidro (Abividro), Lucien Belmonte, afirmou que não houve interrupção na fabricação de garrafas e que as empresas trabalham com 100% da capacidade. Segundo ele, a falta de vasilhames não é só por causa do aumento da demanda, mas porque produtores de bebidas reduziram pedidos durante a pandemia. “Todo mundo que tem contrato de fornecimento está recebendo tudo que foi contratado. Tem um monte de gente que deixou para fazer pedido de última hora e quer ser atendido, e não existe capacidade”, constatou. Veja Mais

The Witcher: série da Netflix ganha vídeo com clima natalino; veja!

The Witcher: série da Netflix ganha vídeo com clima natalino; veja!

Tecmundo Nesta segunda-feira (23), a Netflix aproveitou para divulgar um novo vídeo muito especial, já em clima natalino, para a série The Witcher. A produção, que atualmente está desenvolvendo sua 2ª temporada no streaming, reuniu diversas cenas da 1ª temporada e adicionou um toque mágico a todas elas.No vídeo, podemos ouvir uma música que remete ao que já conhecemos do Natal, além de luzes coloridas, presentes, flocos de neve, duendes, renas, o gorro característico do Papai Noel e os personagens lutando com suas espadas afiadas em meio a tudo isso. Leia mais... Veja Mais

Plástico que inativa o Coronavírus é criado por empresa brasileira

Plástico que inativa o Coronavírus é criado por empresa brasileira

Tecmundo Um novo plástico filme desenvolvido por uma empresa brasileira pode inativar o Coronavírus (SARS-CoV-2) ao contato. Criado pela Nanox, apoiada financeiramente pelo Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas e comercializado pela Alpfilm, o material apresenta características comuns de plástico, mas sua composição conta com micropartículas de prata e sílica, capazes de minimizar o risco de contaminação por embalagens plásticas.A contaminação pelo novo Coronavírus através do contato com superfícies é uma das principais formas de disseminação da doença. Inofensivas idas ao mercado, farmácia e outros estabelecimentos pode contaminar roupas, mãos e partes do corpo, que posteriormente podem ir ao rosto e concretizar mais um infectado. Por isso, a indústria se voltou para o desenvolvimento de novos materiais que contornam esse problema.Leia mais... Veja Mais

Crossover entre as séries 9-1-1 e 9-1-1: Lone Star está confirmado (FOTO)

Crossover entre as séries 9-1-1 e 9-1-1: Lone Star está confirmado (FOTO)

Tecmundo A Fox juntará suas séries 9-1-1 e 9-1-1: Lone Star em um evento crossover que será realizado em 2021 no canal. O anúncio foi feito por Tim Minear, cocriador e showrunner dos dois programas.(Fonte: Fox/Reprodução)Leia mais... Veja Mais

Bolsonaro indica filiação a novo partido em março se Aliança não for criada

O Tempo - Política O presidente planeja sua filiação a uma agremiação de olho nas eleições de 2022, quando ele deve tentar a reeleição; Progressistas, Republicanos, PSL e Patriota são opções Veja Mais

Câmara analisa projeto que busca impedir contas-robô

Câmara analisa projeto que busca impedir contas-robô

Câmana dos Deputados Um grupo de trabalho analisa projeto aprovado pelo Senado que regulariza o uso das redes sociais e busca impedir a disseminação de notícias-falsas. Assista aqui a edição completa do Conectados: Projeto Lei Brasileira de Liberdade na Internet - https://youtu.be/EIbAXTAFoUg Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #Conectados Veja Mais

Fear The Walking Dead 6x7: os dilemas de Alicia (RECAP)

Fear The Walking Dead 6x7: os dilemas de Alicia (RECAP)

Tecmundo Temos uma boa e uma má notícia para os fãs de Fear The Walking Dead. A má é que o episódio 6x7 foi o último episódio antes da série entrar em seu costumeiro hiato de temporada. Por outro lado, a boa é que o episódio não deixou a desejar e mostrou um lado de Alicia que ainda não conhecíamos. Confira o recap completo a seguir!Leia mais... Veja Mais

TikTok: influencer de 16 anos alcança 100 milhões de seguidores

TikTok: influencer de 16 anos alcança 100 milhões de seguidores

Tecmundo Charli D'Amelio vai poder dizer aos netos que, aos 16 anos, foi a primeira pessoa a conseguir cem milhões de seguidores na rede de vídeos curtos TikTok. A marca foi batida um ano e meio depois de a garota criar sua conta, e apenas sete meses depois de alcançar os 50 milhões de fãs seguindo seus vídeos.Segundo ela, o vídeo que deu início à visibilidade espantosa de sua conta foi um vídeo postado em julho de 2019, onde ela aparece juntamente com o usuário identificado como "Move With Joy", no qual ela segue a coreografia apresentada. Segundo disse à NBC, “desde então, o número de seguidores só vem crescendo".Leia mais... Veja Mais

Setores cíclicos levantam bolsas dos EUA, com destaque para indústria e energia

G1 Economia Declínios em tecnologia e nomes de peso relacionados ao segmento, como Apple Inc e Netflix Inc, diminuíram os ganhos dos índices. Bandeira dos EUA em frente à Bolsa de Chicago John Gress/Reuters Os mercados de ações dos Estados Unidos fecharam em alta a volátil sessão desta segunda-feira (23), uma vez que esperanças de uma vacina para a Covid-19 impulsionaram setores economicamente sensíveis, como de energia e industrial, mas uma retração em papéis de megacaps restringiu os ganhos no S&P 500 e no Nasdaq. Setores cíclicos lideraram os ganhos, com o índice de energia bem à frente, com alta de 7,09%, enquanto os índices para os segmentos industrial e financeiro aumentaram cada um mais de 1%, após dados mostrarem que a atividade de negócios expandiu-se no ritmo mais rápido em mais de cinco anos. As ações de energia foram impulsionadas por outra valorização nos preços do petróleo, que subiram na expectativa de que uma vacina ajude a recuperar a demanda. "É segunda-feira, dia de operar vacina", disse Ken Polcari, sócio-gerente da Kace Capital Advisors em Jupiter, Flórida. Declínios em tecnologia e nomes de peso relacionados à tecnologia, como Apple Inc e Netflix Inc, diminuíram os ganhos dos índices, conforme investidores abandonaram ações vistas como apostas seguras após o crash causado pelo coronavírus no começo do ano. Os principais índices acionários receberam impulso extra depois que o Wall Street Journal informou que o presidente eleito dos EUA, Joe Biden, planeja nomear a ex-chair do Federal Reserve Janet Yellen para ser a próxima secretária do Tesouro. O índice Dow Jones subiu 1,12%, a 29.591 pontos. O S&P 500 ganhou 0,563592%, a 3.578 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,22%, a 11.881 pontos. Veja Mais

Sobrevoe Júpiter em um vídeo incrível da missão Juno da NASA

Sobrevoe Júpiter em um vídeo incrível da missão Juno da NASA

Tecmundo Que tal pegar uma carona na missão Juno e ver Júpiter bem de perto, sem sair de casa? É o que propõe a NASA com o vídeo do sobrevoo mais recente da sua espaçonave pelo maior planeta do Sistema Solar, divulgado em outubro.A gravação, que tem pouco mais de cinco minutos de duração, foi produzida a partir de 41 imagens impressionantes do gigante gasoso, capturadas pela nave no último dia 2 de junho, quando ela chegou a aproximadamente 3,4 mil km de distância do topo das nuvens de Júpiter.Leia mais... Veja Mais

Dólar ignora vacina contra Covid-19 e sobe a R$ 5,43 com risco fiscal do Brasil

O Tempo - Mundo Moeda americana à vista fechou em alta de 0,88%; no mercado futuro, o dólar para novembro fechou em alta de 1,12%, aos R$ 5,44 Veja Mais

Exportação de suco de laranja do Brasil cai 19% no acumulado da safra 2020/21

G1 Economia Dados da associação CitrusBR mostram que para a Europa, principal destino do produto nacional, as vendas caíram 26,5% na comparação anual. Suco de laranja Reprodução/EPTV As exportações do Brasil de suco de laranja atingiram 319.574 toneladas nos primeiros quatro meses da safra 2020/21, o que representou uma queda de 19,17% em relação ao mesmo período da temporada passada. Os dados foram divulgados pela associação CitrusBR nesta segunda-feira (23). Café, leite, trigo...série do G1 mostra a origem dos alimentos consumidos no país "Na safra passada tivemos uma produção de 1,2 milhão de toneladas de suco, 37,4% acima do período anterior. Isso permitiu recompor os estoques internacionais de suco brasileiro", disse em nota o diretor-executivo da CitrusBR, Ibiapaba Netto, citando ainda uma produção menor da fruta na atual temporada. Produção de laranja de Linhares é destaque no Espírito Santo A safra 2020/21 de laranja do cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo/Sudoeste de Minas Gerais, principal região produtora de suco para a exportação, está estimada em 286,72 milhões de caixas de 40,8 kg, queda de 25,87% em relação à temporada anterior, segundo previsão do Fundecitrus. Em anos de safras maiores as exportações são mais intensas no meses iniciais em comparação a temporadas de colheitas menores, comentou a associação. "Isso não significa que as exportações serão menores nesta temporada, mas indica, por enquanto, uma necessidade menor de ser transferir produto para os pontos de venda mundo afora", acrescentou Netto. As exportações para a Europa, principal destino das exportações brasileiras de suco, atingiram no período 212.472 toneladas, uma redução de 26,5% em relação aos mesmos meses da safra 2019/20. Já as exportações para os Estados Unidos cresceram 2% entre os meses de julho e outubro, para 54.704 toneladas. VÍDEOS: saiba tudo sobre o agronegócio Veja Mais

Musk acertou? Tesla se aproxima dos US$ 500 bilhões de valor de mercado

canaltech Nesta segunda-feira (23), a Tesla atingiu o valor de mercado de US$ 498 bilhões. E isso em um momento em que não se sabe se a empresa vai conseguir atingir a sua meta de entregar 500 mil veículos em 2020. E a sua divisão de veículos autônomos ainda seja um trabalho em andamento - sem contar as questões regulatórias envolvendo as leis de trânsito ou mesmo o ânimo (ou bolso) dos usuários em adotar um carro do gênero. Tesla supera expectativas e apresenta quinto trimestre consecutivo de lucros Tesla diz que pode baratear custos de bateria sem perder qualidade; como? Tesla | Hacker revela que câmeras dos carros monitoram hábitos do motorista Mas o fato é que com o valuation da montadora quase atingindo o meio bilhão de dólares faz com que a aposta de Elon Musk, cofundador e CEO da empresa, esteja quase se concretizando. Em uma conferência realizada com investidores em maio do ano passado, ele previu que a chegada dos Teslas autônomos aumentaria a capitalização da companhia para os almejados US$ 500 bilhões. Na época, isso pareceu audacioso a muitos, dado que o valor de mercado da Tesla era inferior a US$ 45 bilhões na época. No entanto, a capitalização de mercado da montadora disparou mais de 11 vezes desde então, ficando perto da previsão de Musk. Em julho desse ano, o CEO da Tesla disse esperar que a empresa alcance "funcionalidade básica" para seus carros autônomos até o final deste ano. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- De fato, a montadora começou a lançar uma versão beta de seu software autônomo para clientes selecionados em outubro último. Em um tweet publicado no início deste mês, Musk divulgou uma atualização desse software e que contém uma série de "melhorias fundamentais, tanto com correções de bugs importantes, quanto com novas áreas de funcionalidade". Elon Musk: o CEO da Tesla vem acertando previsões a respeito do crescimento da Tesla (Imagem:JD Lasica / Wikimedia) Em fevereiro de 2015, Musk havia ido além e apresentou uma capitalização de mercado ainda maior para a Tesla durante uma apresentação de lucros. Na época, ele calculara que se sua empresa continuasse a aumentar a receita em 50% por 10 anos, alcançaria uma margem de lucro de 10% e suas ações seriam negociadas a 20 vezes os lucros. Com isso, o valor de mercado da montadora seria de cerca de US $ 700 bilhões em 2025 ou "basicamente o mesmo que o da Apple hoje". Dado que a capitalização de mercado da Tesla é de quase US $ 500 bilhões menos de seis anos depois, ela estaria ultrapassando facilmente a previsão de Musk para daqui a cinco anos. Meta de entregas desse ano será batida? Durante a apresentação de seus resultados financeiros relativos ao terceiro trimestre de 2020, feita no final de outubro último, uma dúvida pairou sobre os próximos números da Tesla: a empresa conseguirá bater a sua meta de entregar 500 mil carros em 2020? Em setembro, a montadora disse que vendeu 139 mil carros este último trimestre. Para atingir a meta de meio milhão, que reafirmou na divulgação do balanço, a empresa precisará entregar 181 mil nos últimos três meses do ano - um ganho de 30% em relação ao terceiro trimestre. "Embora atingir essa meta tenha se tornado mais difícil, entregar meio milhão de veículos em 2020 continua sendo nossa meta", disse o comunicado da Tesla. "Alcançar essa meta depende, principalmente, de aumentos trimestre a trimestre na produção do Modelo Y e também em nossa fábrica em Xangai, bem como melhorias adicionais na logística e eficiência de entrega em níveis de volume mais altos." Carros autônomos são a grande aposta da Tesla para os próximos anos (Reprodução/David von Diemar (Unsplash) Outro desafio da Tesla passa em encontrar esse crescimento em um mercado cada vez mais congestionado de veículos elétricos. A Volkswagen revelou planos para vender um modelo do gênero para o mercado de massa, com um alcance ligeiramente menor do que o Modelo 3, da Tesla, a um preço mais barato. E no segmento de luxo, uma série de carros esportivos movidos a bateria e SUVs de alto desempenho devem chegar ao mercado nos próximos anos, oferecendo novas opções para consumidores adeptos de práticas ecológicas e, claro, com um bolso recheado. Importante lembrar que a Tesla também revelou que ganhou US$ 397 milhões com a venda de créditos fiscais regulatórios para outras montadoras. Essas vendas vêm aumentando nos últimos anos e representam grande porcentagem das margens de lucro da empresa. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes CoronaVac entra em fase final de aprovação; resultado pode sair em dezembro Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Veja Mais

WandaVision: veja novas fotos da série da Marvel no Disney+

WandaVision: veja novas fotos da série da Marvel no Disney+

Tecmundo Faltando pouco menos de dois meses para o lançamento oficial de WandaVision no Disney+, novas imagens da série foram divulgadas recentemente pela Empire Magazine. Entre elas, é possível ver os protagonistas Elizabeth Olsen e Paul Bettany em cena, além do diretor Matt Shakman.A produção está sendo bastante aguardada pelos fãs da Marvel, pois abordá, de forma central, a personagem da Feiticeira Escarlate pela primeira vez. Ao longo de seis episódios e usando a estética das sitcoms americanas clássicas, WandaVision promete adicionar momentos muito interessantes para o Universo Cinematográfico da Marvel.Leia mais... Veja Mais

Ms. Marvel | Fotos dos bastidores revelam parte do traje da super-heroína

canaltech O site Just Jared, conhecido por divulgar diversas imagens dos sets de filmagem das produções mais aguardadas pelo público, trouxe fotos das gravações da série Ms. Marvel, que será lançada diretamente no Disney+. Disney+ escolhe atriz novata para a série da Ms. Marvel; veja quem é Oscar Isaac negocia para ser protagonista de série da Marvel no Disney+ Marvel teria finalmente contratado Hailee Steinfeld para série do Disney+ As imagens vieram sem muitas informações novas para quem está ansioso para saber mais sobre a série, mas, além de podermos ver a atriz estreante como Kamala Khan, ainda é possível ver um pedacinho do uniforme da Ms. Marvel. Imagem: Reprodução/Marvel Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? As gravações foram realizadas em Atlanta, na Geórgia (EUA), e é possível ver também que, em algumas fotos, as atrizes aparecem utilizando máscara como parte do protocolo de segurança que deve ser seguido pelos estúdios durante as produções. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Veja as fotos: Ms. Marvel (Just Jared) Ms. Marvel (Just Jared) Ms. Marvel (Just Jared) Ms. Marvel (Just Jared) Ms. Marvel (Just Jared) Ms. Marvel (Just Jared) Ms. Marvel (Just Jared) Ms. Marvel (Just Jared) Ms. Marvel (Just Jared) Ms. Marvel (Just Jared) O Just Jared confirmou que Ms. Marvel continua sem uma data de estreia definida, mas segue sendo aguardada para 2021. Ms. Marvel foi criada por cocriada por Sana Amanat e a adaptação para o streaming foi concebida pela showrunner Bisha K. Ali, uma das roteiristas do sucesso Sex Education. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Como cancelar a sua assinatura do Disney+

canaltech O Disney+ (Android | iOS | Web) é um serviço de streaming de filmes e séries que oferece um catálogo vasto de conteúdos Disney, Pixar, Star Wars, Marvel e National Geographic, além de contar com uma série de novas produções originais. Disney+ vale a pena? Conheça o catálogo e planos Como usar o Disney+ para baixar e assistir filmes Como usar o GroupWatch do Disney+ para compartilhar filmes online Com assinaturas de R$ 27,90 por mês ou R$ 279,90 por ano, o serviço pode ser bastante interessante para os fãs, mas se você se arrependeu ou por algum outro motivo quer cancelar, saiba que este procedimento é rápido e prático. Confira a seguir o passo a passo! Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! Como cancelar a sua assinatura do Disney+ no PC Passo 1: abra o site do Disney+ através de um navegador, clique sobre o seu perfil no canto superior direito e, com o menu aberto, clique em “Conta”. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Abra o site do Disney+, clique no seu perfil e, em seguida, em "Conta" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: na aba seguinte, clique em “Disney+” dentro da seção “Assinatura”. Na aba seguinte, clique em "Disney+" dentro da seção "Assinatura" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: role a aba seguinte até o final e clique em "Cancelar assinatura". Em seguida, clique em "Cancelar assinatura" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: selecione o motivo pelo qual você quer cancelar o serviço e clique em “Continuar para cancelar”. Selecione um motivo e clique em "Continuar para cancelar" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 5: siga os últimos passos até que a assinatura seja de fato cancelada. Você ainda pode continuar utilizando o serviço até a data da próxima cobrança. Sua assinatura foi cancelada com sucesso (Captura de tela: Matheus Bigogno) Como cancelar a sua assinatura do Disney+ no celular No celular, a assinatura do Disney+ é feita através da Play Store ou da App Store e, por isso, você deve acessar a sua aba de assinatura nas lojas e efetuar o cancelamento. Em celulares Android, abra a Play Store, clique no ícone de “Três linhas” no canto superior esquerdo e, com o menu aberto, clique em “Assinaturas”. Na aba seguinte, selecione o “Disney+” e clique em “Cancelar assinatura”. Acesse a Play Store, selecione "Disney+" e clique em "Cancelar assinatura" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Para mais informações, você pode acessar o tutorial abaixo: Como cancelar compras na Google Play Store ou alterar a forma de pagamento Em celulares iOS, abra o app “Ajustes”, toque sobre o seu nome no canto superior e, na aba seguinte, clique em “Assinaturas”. Selecione o “Disney+” e, em seguida, clique em “Cancelar assinatura”. Acesse a App Store, selecione o "Disney+" e clique em "Cancelar assinatura" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Para mais informações, você pode acessar o tutorial abaixo: Como cancelar uma compra ou assinatura na App Store do iPhone Pronto! Agora você pode cancelar a sua assinatura do Disney+ pelo PC ou pelo celular. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Com pandemia, empresas lucram menos, mas investem mais em cibersegurança

canaltech Que a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) causou um aumento espantoso no número de ataques cibernéticos ao redor do globo, todo mundo já sabe. A crise da COVID-19 forçou muitas empresas a adotarem, com urgência, a prática do trabalho remoto, o que desfigurou completamente o perímetro de proteção e criou novos desafios na proteção de dados corporativos. Mais de 770 mil cartões de crédito vazaram na web em 2020, afirma empresa Cibersegurança | Especialista aponta tendências e previsões de ameaças para 2021 Com home office, empresas descuidam de segurança e abrem brechas para hackers Agora, uma nova pesquisa confirma que esse caos está fazendo com que as companhias repensem o tema segurança da informação. A agência de consultoria PwC ouviu mais de 3 mil executivos em 44 países (incluindo 109 profissionais no Brasil) e descobriu que, para 96% dos entrevistados, as estratégias de segurança corporativa precisarão ser ajustadas nos próximos meses para lidar com a superfície de ataque aumentada por conta da crise. Ademais, 50% dos diretores sinalizaram estar mais propensos a considerar segurança cibernética em todas as decisões de negócios (um aumento de 25% em comparação ao ano anterior) e 55% dos executivos garantiram que o orçamento de suas corporações para soluções de proteção será ampliada em 2021. Indo além, 51% dos entrevistados garantiram que a intenção é formar uma equipe fixa para cuidar exclusivamente do assunto. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- “Esses dados retratam o que já estávamos constatando no cotidiano de nosso trabalho. A preocupação com segurança cibernética tem se intensificado já há alguns anos. O cenário de pandemia expôs a emergência do problema e fez aumentar ainda mais a preocupação, e, também, a busca por prevenção por parte das empresas”, explica Sandro Süffert, fundador e CEO da Apura, empresa brasileira de inteligência de ameaças cibernéticas. É interessante notar que o investimento em cibersegurança não reflete necessariamente uma saúde financeira positiva por parte das corporações. Muito pelo contrário — 64% delas apontaram uma previsão de baixa no faturamento anual por conta do cenário pandêmico, estatística que revela que, apesar de as dificuldades em manter empreendimentos de pé durante tal crise, descuidar da proteção de dados sensíveis pode piorar ainda mais a situação. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Itaú Unibanco reduz participação na Ecorodovias

G1 Economia Itaú destaca que atua na administração de recursos de terceiros e que a participação acionária na companhia é referente a fundos de investimento geridos pelo banco. Itaú Unibanco chegou a 2,94% de participação acionária na Ecorodovias Divulgação: EcoRodovias A Ecorodovias comunicou ao mercado que o Itaú Unibanco chegou a 2,94% de participação acionária na companhia, com 16,4 milhões de papéis. De acordo com o último formulário de referência da empresa, divulgado no dia 7 de outubro, o Itaú detinha participação acionária de 5%. O Itaú destaca que atua na administração de recursos de terceiros e que a participação acionária na companhia é referente a fundos de investimento geridos pelo banco. Veja Mais

Drift no Joy-con do Switch fez um jogador perder um Pokémon Shiny

Drift no Joy-con do Switch fez um jogador perder um Pokémon Shiny

Tecmundo Pegar um Pokémon Shiny sempre foi uma das coisas mais desafiadoras da franquia, mas o jogador Juviatail passou por um perrengue extra graças ao drift de joy-con. Ele esbarrou com o defeito no joystick durante as suas caçadas na DLC Crown Tundra de Pokémon Sword e Shield.Após passar quase 50 horas ao todo em busca da versão shiny do monstrinho Regieleki, ele viu os seus esforços irem por água abaixo por culpa de uma falha de hardware que empurrou o direcional para o lado na pior hora possível. Você pode ver o que aconteceu pelo vídeo abaixo:Leia mais... Veja Mais

Rivais querem aproveitar que a Huawei "sangra" contra os EUA para ganhar mercado

canaltech Se a Huawei esperava algum tipo de solidariedade por parte de suas conterrâneas, é melhor esquecer. Suas maiores concorrentes no mercado de smartphones - China - Xiaomi, OPPO e Vivo - estão fazendo movimentos agressivos para conquistar participação no setor onde a própria Huawei é líder. Para isso, elas querem se aproveitar das sanções impostas à companhia pelos EUA e que vêm prejudicando fortemente suas cadeias de abastecimento. Rede Limpa: ação dos EUA contra 5G da Huawei forma "guerra fria tecnológica" Se a Huawei fosse banida, o que aconteceria com o 5G no Brasil? Huawei pode abandonar mercado de celulares, aponta analista; entenda a situação Na semana passada, a Huawei vendeu a Honor, sua unidade de smartphones de baixo custo, em uma quantia não revelada. A ideia em repassar a marca é proteger a sua cadeia de suprimentos frente à última ação do governo de Donald Trump, que dificultou ainda mais a compra de componentes essenciais. Contudo, com a venda Honor, os rivais chineses da Huawei "sentiram o cheiro de sangue na água", conforme afirmou uma matéria da agência de notícias Reuters. De olho nos problemas da rival, eles passaram a olhar o mercado de celulares intermediários e topo de linha com bastante atenção e se preparam para abocanhar uma fatia, a partir do lançamento de novos modelos nestas categorias. Em agosto último, um executivo da Huawei disse que a empresa não será capaz de produzir seus principais processadores, parte essencial de seus smartphones high end, como o P40, por exemplo. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Vácuo no poder “O que podemos ver agora, seja da Xiaomi, Oppo ou Vivo, é que eles estão aumentando suas previsões [de vendas] para o próximo ano”, disse a Reuters Derek Wang, executivo responsável pela produção da fabricante de celulares Realme e que compartilha uma cadeia de suprimentos com a Oppo. “Eles acreditam que as sanções contra a Huawei vão mais cedo ou mais tarde prejudicá-la no mercado internacional e podem querer tomar uma fatia do mercado da empresa.” Quanto cada das principais fabricantes chinesas de smartphones venderam no 3º tri de 2020 - em milhões de unidades Fundada em 2018, a Realme está a caminho de dobrar suas remessas de smartphones para 50 milhões de unidades neste ano, disse Wang. Ela construiu uma base de usuários, oferecendo modelos a preços baixos no Sudeste Asiático e na Índia. Além disso, ela está procurando atingir a Europa, China e América Latina (incluindo o Brasil, cujas vendas começam em dezembro) no próximo ano com um impulso para o mercado de alta tecnologia, independentemente da situação da Huawei, disse Wang. Smartphones: como a realme quer encarar Samsung, Motorola e Xiaomi no Brasil? Em agosto último, o Departamento de Comércio dos EUA bloqueou ainda mais o acesso da Huawei às tecnologias dos EUA que são essenciaos para seus negócios de celulares. O governo Donald Trump acusa a Huawei de representar uma ameaça à segurança nacional, por praticar espionagem a partir de suas redes de telecomunicações, principalmente a incipiente rede 5G, na qual a empresa é líder de mercado. No entanto, o mandatário norte-americano nunca apresentou uma prova consistente de que isso, de fato, ocorra. E a Huawei, claro, nega. Crescimento interrompido Por um breve período, a Huawei ultrapassou a Samsung como maior fabricante mundial de smartphones, mais precisamente no no primeiro semestre deste ano. No entanto, com o aumento das sanções dos EUA, as vendas da fabricante chinesa caíram 23% no terceiro trimestre de 2020, com 51,7 milhões de unidades comercializadas no período, de acordo com a Canalys, consultoria especializada em pesquisas de mercado. No entanto, a Huawei ainda comandava o mercado chinês com certa folga, com 41,2% de participação no terceiro trimestre, seguida pela Vivo com 18,4%, Oppo com 16,8% e Xiaomi com 12,6%, segundo a Canalys. A Apple tem uma participação menor na China, com 6,2%, mas está atraindo uma forte demanda por seu iPhone 12 5G, afirmou a consultoria. Xiaomi está animada Observadores da indústria confirmaram ainda um aumento nos pedidos de fornecedores. A Xiaomi tem sido a mais otimista, colocando pedidos de componentes suficientes para até 100 milhões de smartphones entre o quarto trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021. Isso significa um aumento de 50% nas projeções, antes das restrições de agosto a Huawei, diz a consultoria Isaiah Research. Já as previsões de produção da Oppo e da Vivo também aumentaram cerca de 8% cada uma desde agosto, com pedidos de até 90 milhões e 70 milhões de aparelhos, respectivamente, mostraram os dados da Isaiah Research. Por outro lado, os pedidos da Huawei caíram 55%, para 42 milhões de aparelhos no período em questão. Xiaomi: a fabricante é uma das mais animadas em abocanhar uma fatia do mercado da Huawei (Imagem: Xiaomi) A Xiaomi também está tentando cortejar os distribuidores da Huawei no Sudeste Asiático e na Europa na esperança de obter acordos exclusivos. Além disso, a companhia quer aumentar a sua participação de mercado entre os celulares de ponta e, claro, o objetivo é abocanhar uma fatia do marketshare da Huawei na China, disse uma fonte da própria Xiaomi, familiarizada com o assunto. Cinco fontes da indústria no lado da cadeia de suprimentos confirmaram que houve um aumento nos pedidos das três empresas. A concorrência está animada demais? Alguns analistas acreditam que as empresas podem estar muito otimistas sobre suas metas. No entanto, Derek Wang, da Realme, disse a Reuters que ter um maior estoque de componentes também é uma precaução pela interrupção da produção, causada pelos bloqueios de COVID-19 no início do ano. E também porque a iniciativa da Huawei de aumentar seus estoques impactou o fornecimento dos rivais correntes. "A corrida para garantir suprimentos repercutiu em toda a cadeia de eletrônicos", disse Paul Weedman, gerente de projetos da cadeia de suprimentos da consultoria WWMG. “Os preços dispararam recentemente e se tornou muito mais difícil para as produtoras fornecerem telas LCD, até mesmo para tablets". Analistas disseram ainda que a venda de Honor pela Huawei pode, em parte, evitar o avanço dos concorrentes no segmento de smartphones de baixo custo, onde ela é uma das líderes. Mas isso aconteceria desde que Honor seja capaz de retomar o fornecimento de tecnologia nos Estados Unidos. “Ainda esperamos um claro crescimento ano a ano dos rivais de smartphones da Huawei e Honor em 2021", disse Flora Tang, analista da empresa de pesquisas Counterpoint. Mas, provavelmente, será em uma proporção menor do que a expectativa inicial”. Todas as quatro empresas se recusaram a comentar os números. Huawei tenta driblar as sanções Para tentar driblar as sanções dos EUA - que ainda não se sabe se serão afrouxadas com o Joe Biden assumindo a presidência - a Huawei vem buscando outras alternativas para garantir o fornecimento de componentes e tecnologias para seus aparelhos. Uma delas é abrir, em Xangai, uma nova fábrica de chipsets dedicada a seus negócios de telecomunicações. As fontes envolvidas no tema apontam que o local seria administrado por um parceiro, a Shanghai IC R&D Center, empresa de pesquisa de chips apoiada pelo governo municipal, e também não empregaria nenhuma tecnologia de origem norte-americana. A estratégia permitirá à empresa garantir o suprimento para seus principais negócios de infraestrutura de telecomunicações. Na nova fábrica, a Huawei desenvolveria chips de 28 nanômetros (nm) até o final do próximo ano, de maneira a impulsionar os negócios de smart TVs e outros dispositivos IoT. Outra ideia seria produzir, até o final de 2022, chips de 20nm, que poderiam ser usados para equipar boa parte de seus equipamentos de telecomunicações 5G. A princípio, a companhia testará a produção de chips de 45 nm de baixo custo. Já para seus smartphones, uma das saídas seria usar chips de fabricantes que não sejam, claro, dos EUA, ou usem tecnologias desenvolvidas naquele país. E a MediaTek pode ser a escolhida para essa missão. Uma reportagem do site IT Home afirma que a companhia chinesa passará a a utilizar os chipsets da linha Dimensity 5G em seus próximos smartphones intermediários e premium. Para isso, ela teria conseguido fechar um grande acordo para a compra de chips antes do dia 15 de setembro, prazo que fora estipulado por Trump para que as fabricantes interrompessem o fornecimento de peças e tecnologias de origem norte-americana à companhia chinesa. Por outro lado, temos o 5G... Se a Huawei vem buscando meios de manter relevante a sua participação no mercado de smartphones, no 5G a briga se mostra mais inglória. Depois de pressionar diversos países - inclusive o Brasil - para não usarem equipamentos da marca chinesa em suas infraestruturas de redes 5G, o governo Trump tenta mais uma cartada para tirar a companhia do jogo. E ela atende pelo nome de Rede Limpa. De forma resumida, trata-se de uma iniciativa global mais organizada dos EUA para banir a tecnologia chinesa das redes de telecomunicações, principalmente a 5G. A ação já teria atraído países como Reino Unido, República Tcheca, Polônia, Suécia, Estônia, Romênia, Dinamarca, Grécia e Letônia. Segundo um documento da ação, "muitos países estão optando por permitir apenas fornecedores confiáveis ​​em suas redes 5G". Esse mesmo documento indica ainda que diversas operadoras globais que também estão se tornando "Telecos Limpas". Entre elas, são citadas a Orange na França, Jio na Índia, Telstra na Austrália, SK e KT na Coréia do Sul, NTT no Japão e O2 no Reino Unido. Todas estariam rejeitando fazer negócios com "ferramentas do Estado de vigilância do Partido Comunista Chinês, como a Huawei". Por fim, as três grandes empresas de telecomunicações do Canadá teriam decidido fazer parcerias com a Ericsson, Nokia e Samsung, "porque a opinião pública foi totalmente contra permitir que a Huawei construísse as redes 5G do Canadá". Operadoras que fariam parte da iniciativa "Rede Limpa" (Imagem: Depto. de Estado dos EUA) Ainda que o Brasil não tenha decidido se liberará a Huawei para participar, o presidente Jair Bolsonaro teria aderido ao memorando da Rede Limpa, que seria assinado em "um futuro próximo", segundo o subsecretário de crescimento econômico, energia e meio ambiente do Departamento de Estado dos EUA, Keith Krach, quando visitou o país no começo de novembro. No entanto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou no último dia 10 de novembro que a decisão de proibir a participação da Huawei no 5G ainda não foi tomada e que outros membros do governo diretamente envolvidos na implementação da rede seriam consultados. No entanto, Guedes declarou que também vem escutando os alertas emitidos por EUA e Reino Unido sobre supostos riscos à segurança nacional. Além disso, esse movimento também não seduziu as teles brasileiras. Com ampla participação dos equipamentos da Huawei em suas redes - cerca de 40% de sua infraestrutura - as operadoras nacionais, como Vivo, Claro, TIM e Oi não se mostram interessadas em banir a fabricante chinesa. Primeiro, porque seria necessário realizar investimentos gigantescos na substituição de equipamentos e softwares das redes, o que seria inviável para elas. Outro motivo é que a Huawei oferece linhas de financiamento generosas e de longo prazo para a compra de seus equipamentos por parte das operadoras. Isso poque há taxas subsidiadas pelo Banco de Desenvolvimento da China (CDB), que oferece linhas de crédito muito mais baratas. Algo que outras competidoras europeias, como Nokia e Ericsson, não conseguem competir. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Monster Hunter: novo preview do filme mostra Amigato pronto para batalhar

Monster Hunter: novo preview do filme mostra Amigato pronto para batalhar

Tecmundo A adaptação cinematográfica Monster Hunter está chegando aos cinemas no final de dezembro e a Sony Pictures continua a trabalhar na divulgação do filme.A empresa divulgou um novo e curto comercial de TV trazendo mais da produção dirigida por Paul W.S. Anderson e estrelada por Milla Jovovich (Residente Evil). No vídeo, os personagens se preparam para a batalha que está por vir, com destaque para o Amigato/Palico Chef Meowscular, um dos carismáticos personagens dos games, que mostra suas garras no vídeo.Leia mais... Veja Mais

World of Warcraft Shadowlands chega hoje aos computadores!

World of Warcraft Shadowlands chega hoje aos computadores!

Tecmundo Foi uma longa espera mas hoje, finalmente, World of Warcraft Shadowlands será lançado oficialmente! O épico MMORPG da Blizzard chega à sua oitava grande expansão cercado de hype e, pelo que vimos desde nossos primeiros testes do beta, ela tem tudo para agradar a novos jogadores e veteranos igualmente!Ao longo dos últimos meses, a convite da produtora, tivemos diversas oportunidades de entrevistas, o que nos permitiu mergulhar a fundo no lore e mecânicas do jogo. Conversamos com Steve Danuser, o lead designer de narrativas, sobre todos os segredos da nova área Maldraxxus, e também sobre a inédita região de Revendreth.Leia mais... Veja Mais

Maia instala comissão externa para acompanhar acordo entre Vale e governo de MG

O Tempo - Política O requerimento havia sido feito pelo deputado federal Rogério Correia (PT); ele será o coordenador do colegiado Veja Mais

Séries na Semana: séries e filmes de Natal na Netflix e mais novidades

Séries na Semana: séries e filmes de Natal na Netflix e mais novidades

Tecmundo Nesta semana, a Netflix vai começar seus lançamentos para o Natal. Uma das séries é Over Christmas (Um Natal Nada Normal, em português). A produção alemã é focada em um músico chamado Bastian que volta para a casa dos pais para passar o Natal e se depara com diversas questões e surpresas nada agradáveis. Leia mais... Veja Mais

The Walking Dead: World Beyond 1x8 - conflitos de Silas (RECAP)

The Walking Dead: World Beyond 1x8 - conflitos de Silas (RECAP)

Tecmundo No episódio 1x8 de The Walking Dead: World Beyond, os personagens ainda tentam lidar com as consequências de Silas matar seu próprio pai. Embora não seja um personagem essencialmente malicioso, o medo de si mesmo torna Silas uma verdadeira ameaça que pode impactar todo o andamento da primeira temporada. Confira o recap completo a seguir!Leia mais... Veja Mais

Boris Johnson diz que não haverá vacinação obrigatória contra Covid-19 no país

O Tempo - Mundo Reino Unido terá mais de 300 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, incluindo as da Pfizer em conjunto com a BioNTech Veja Mais

'The Mandalorian' ganha app em realidade aumentada do Google

'The Mandalorian' ganha app em realidade aumentada do Google

Tecmundo O Google trouxe nesta segunda-feira (23) uma notícia para os fãs da série The Mandalorian, da Disney+: numa parceria com a Lucasfilm, a Google está disponibilizando a experiência em Realidade Aumentada (AR) da primeira temporada, para seu smartphone Google Pixel 5G e  alguns celulares 5G Android selecionados.Vivida no universo fantástico de Star Wars, após o fim do Império e a criação de uma nova República, a história de The Mandalorian se passa em uma galáxia em transição, após uma grande guerra. Em um ambiente conturbado, o Mandaloriano e a Criança (o “Baby Yoda”) enfrentam inimigos e reúnem aliados.  Leia mais... Veja Mais

Elisa tem agenda com Zema e Tony Carlos faz reuniões e caminhadas em Uberaba

O Tempo - Política Governador participou de caminhada com a candidata do Solidariedade, apesar de o estatuto do Novo não permitir apoio a outros partidos Veja Mais

Iata defende reabertura de fronteiras internacionais

Valor Econômico - Finanças De acordo com a associação, a determinação de quarentena para os viajantes tem sido um dos fatores que desestimula as viagens internacionais, além das restrições de fronteira A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês) defendeu nesta segunda-feira (23) que governos adotem medidas para permitir a reabertura de fronteiras internacionais, sem aumentar os riscos de contaminação pelo novo coronavírus. A entidade desenvolve o aplicativo Iata Travel Pass para Android e iOS, que vai funcionar como um passe digital de saúde. O aplicativo, que terá acesso gratuito e deve ser lançado em 2021, terá informações do passaporte dos viajantes e certificados de testes para a covid-19 e de vacinação. O aplicativo também terá dados globais de requisitos de saúde para entrar em cada país. De acordo com a Iata, a determinação de quarentena para os viajantes tem sido um dos fatores que desestimula as viagens internacionais, além das restrições de fronteira. Na avaliação da entidade, essas medidas podem ser substituídas por testes sistemáticos nos viajantes. “Nossa prioridade é fazer com que as pessoas viajem novamente com segurança. Isso significa dar aos governos a confiança de que os testes de covid-19 podem funcionar como um substituto para os requisitos de quarentena”, afirmou o diretor de segurança da Iata, Nick Careen. Veja Mais

#BruFlix: Netflix faz ação com Bruna Marquezine no streaming

#BruFlix: Netflix faz ação com Bruna Marquezine no streaming

Tecmundo Sem contrato desde que saiu da Rede Globo no início deste ano, a atriz Bruna Marquezine finalmente divulgou para qual plataforma está indo. Em um vídeo cômico, Bruna revelou aos fãs que está indo para a Netflix, que utilizou o mesmo vídeo para dar as boas vindas para a atriz.Não é só um sonho, gente. #BruFlix é real! Seja bem-vinda, @BruMarquezine ?? pic.twitter.com/YhXlROvSXiLeia mais... Veja Mais

Carrefour cria fundo de R$ 25 milhões para inclusão social e combate ao racismo

Valor Econômico - Finanças Na quarta-feira, a rede vai anunciar os compromissos e o plano de ação do fundo Quatro dias após o assassinato de João Alberto Silveira Freitas em uma de suas unidades em Porto Alegre, o Carrefour anunciou, nesta segunda-feira, a criação de um fundo com aporte inicial de R$ 25 milhões para o “combate ao racismo estrutural no país” e a promoção de “ações afirmativas para a inclusão social e econômica de negros e negras na sociedade”. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Petrobras anuncia resgate antecipado de US$ 2 bi em bônus no exterior

Valor Econômico - Finanças Segundo a estatal, a precificação do resgate ocorrerá em 18 de dezembro A Petrobras informou que sua subsidiária Petrobras Global Finance enviou notificações de resgate antecipado aos investidores dos títulos: 3,750% Global Notes, 5,375% Global Notes e 8,375% Global Notes, com vencimento em 2021 e dos títulos 6,125% Global Notes e 5,875% Global Notes, com vencimento em 2022. O valor total do resgate equivale a aproximadamente US$ 2 bilhões, excluindo juros capitalizados e não pagos, e será financiado com os recursos próprios. A precificação do resgate ocorrerá em 18 de dezembro. O 3,750% Global Notes terá um valor de principal a ser liquidado de 185,0 milhões de euros; o 5,375% Global Notes terá volume de US$ 960,7 milhões; o 8,375% Global Notes, de US$ 463,3 milhões; o 6,125% Global Notes, de US$ 222,6 milhões; e o 5,875% Global Notes, de 154,2 milhões. Veja Mais

Série O Gambito da Rainha foi assistida por 62 milhões de contas e bate recorde

canaltech No final do mês de outubro, a Netflix estreou a série O Gambito da Rainha, que conta a história de uma jovem prodígio que se torna a melhor jogadora de xadrez de sua época, desbancava até mesmo os homens mais velhos e experientes. Desde o lançamento, a trama vem conquistando a lista com os 10 títulos mais assistidos da plataforma de streaming, e agora os números chegaram para comprovar o sucesso. Crítica | O Gambito da Rainha e o preço da genialidade 9 filmes e séries com jovens brilhantes e prodígios 15 filmes, documentários e séries para assistir no Disney+ A Netflix revelou, nesta segunda-feira (23), que O Gambito da Rainha chegou à marca de 62 milhões de contas que assistiram, pelo menos, a dois minutos da série nos primeiros 28 dias de lançamento. Com a conquista, o título se torna uma das minisséries mais populares originais da companhia, ultrapassando outras séries limitadas, como Godless, e ficando atrás apenas de The Witcher, que chegou a 76 milhões de contas que assistiram à primeira temporada, e A Máfia dos Tigres, com 64 milhões em apenas quatro semanas. Crítica | A Máfia dos Tigres apresenta o bizarro mundo dos amantes de felinos Imagem: Divulgação/Netflix Outros números também comprovam o quanto O Gambito da Rainha conquistou apenas os assinantes da Netflix. A série conquistou a marca de 100% de avaliações positivas no Rotten Tomatoes, além de nota 8,8 no IMDb com base nas opiniões do espectadores. Além disso, o romance de 1983 no qual a trama foi adaptada, de Walter Tevis, se tornou um dos mais vendidos segundo o The New York Times, fazendo ainda com que as vendas de jogos de xadrez aumentassem consideravelmente. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Na trama, a personagem Beth Harmon, interpretada por Anya Taylor-Joy (Os Novos Mutantes, Peaky Blinders), perdeu a mãe ainda muito nova e foi morar em um orfanato, onde passou a pré-adolescência e parte da adolescência. Lá, ela conheceu um zelador que gostava de jogar xadrez sozinho para passar o tempo, e logo ela pediu para que ele a ensinasse o jogo. Imagem: Divulgação/Netflix Não demorou para que ele visse o talento na jovem, que nunca parou de praticar e estudar, em meio às questões familiares e pessoais, com o abuso de calmantes e álcool, permanecendo solitário na maior parte do tempo. A série percorre toda a evolução da jovem, que chega até a Rússia para jogar com o melhor do mundo. O Gambito da Rainha está disponível em sete episódios na Netflix. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Patente indica que LG pode lançar o primeiro notebook “enrolável” do mundo

canaltech A LG é uma empresa que gosta bastante de inovar — ela adora lançar produtos conceituais mesmo sabendo que seu sucesso comercial será inexpressivo, como é o caso da OLED TV R, o primeiro televisor “enrolável” do mundo. Excessivamente futurista, o gadget teve sua estreia em janeiro de 2019 e tinha a curiosa proposta de oferecer um display que pudesse ser retraído para dentro de uma caixinha e “puxado” para fora quando fosse necessário. CES 2019 | LG inova e lança a primeira TV enrolável do mundo Oppo revela conceito de celular com tela enrolável Vídeo mostra celulares da TCL com tela enrolável em ação O conceito lhe pareceu tão promissor que, pouco tempo depois, a marca asiática patenteou o nome “Rollable”, e, agora, registrou mais uma patente daquilo que pode ser o primeiro notebook enrolável do mundo. Foi o pessoal do site RootMyGalaxy que encontrou o documento — duas páginas digitalizadas que revelam desenhos técnicos de um laptop cujo display e teclado podem ser retraídos quando não estiverem em uso. Imagem: Reprodução/GSM Arena Tudo indica que o “corpo” do gadget é uma peça cilíndrica que esconde esses dois componentes principais: quando for usar o laptop, basta puxar o teclado e ajustar a tela para os dois tamanhos disponíveis (13 polegadas ou 17 polegadas). Possivelmente o produto poderia ser considerado um híbrido/conversível, caso tal display seja sensível ao toque — bastaria que o usuário desenrolasse apenas a tela para que ele se transformasse em um tablet. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Imagem: Reprodução/GSM Arena Obviamente, não devemos encarar tal patente como uma certeza de que o produto sequer será lançado, visto que muitas empresas registram ideias aleatórias que jamais se transformam em gadgets reais. Ainda assim, temos que concordar que o formato proposto é bem interessante, visto que, quando completamente fechado, o laptop enrolável se tornaria altamente compacto, facilitando sua acomodação em qualquer bolsa ou mochila. Black Friday é no Canaltech Ofertas Está chegando a época com as melhores promoções do ano! A Black Friday 2020 vai acontecer no dia 27 de novembro e promete grandes descontos em várias categorias cobiçadas pelos brasileiros, como smartphones, smart TVs, notebooks, smartwatches, pulseiras inteligentes, monitores e muitos outros eletrônicos. Para ajudá-lo a encontrar os menores preços da internet, o Canaltech Ofertas fará a cobertura em tempo real da Black Friday, e você pode receber os descontos diretamente no seu celular ao entrar em nossos grupos de WhatsApp e Telegram. Não deixe para se preparar em cima da hora, clique no link abaixo e comece a economizar imediatamente! Entre no grupo de WhatsApp e Telegram do Canaltech Ofertas Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Neri Geller pretende reduzir idade mínima para trabalhar como motoboy - 23/11/20

Neri Geller pretende reduzir idade mínima para trabalhar como motoboy - 23/11/20

Câmana dos Deputados A idade mínima para exercer a profissão de motoboy pode ser reduzida de 21 para 18 anos. É o que prevê o projeto de lei 4979/20. O autor da proposta, deputado Neri Geller (PP-MT), afirma que espera que o Congresso aprove a mudança para dar mais uma oportunidade de trabalho para os jovens a partir dos 18 anos. Apresentação: Jaciene Alves Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #Motoboy Veja Mais

Astrônomos usam ondas de rádio para descobrir uma anã marrom

Astrônomos usam ondas de rádio para descobrir uma anã marrom

Tecmundo Anãs marrons são consideradas pela ciência como um projeto de estrela que não deu certo. Um elo perdido entre planetas gigantes como Júpiter e estrelas pequenas, elas não têm massa suficiente para iniciar a fusão do hidrogênio em seu núcleo. Mesmo mais quentes e massivas que planetas, por causa da sua baixa luminosidade encontrá-las sempre foi um trabalho para astrônomos caçadores que usam o infravermelho – até agora: astrônomos do Instituto de Astronomia do Havaí (IfA) e do Instituto Holandês para Radioastronomia (ASTRON) encontraram uma usando observações de rádio.Designada BDR J1750 + 3809, essa estrela anã marrom apelidada de Elegast pelos pesquisadores que a descobriram foi achada usando-se os dados do europeu Low-Frequency Array (LOFAR). Os resultados, publicados no início deste mês no periódico The Astrophysical Journal Letters, foram confirmados posteriormente pelo Observatório Internacional Gemini e pelo NASA InfraRed Telescope Facility, ambos no Havaí.Leia mais... Veja Mais

Margarida (PT) e Rezato (PSB) querem maior participação popular em Juiz de Fora

O Tempo - Política No programa eleitoral, a petista propõe a integração das pessoas na elaboração de políticas públicas, enquanto o socialista reforça propostas para a criação de empregos e renda Veja Mais

A Voz do Brasil - 23/11/2020

A Voz do Brasil - 23/11/2020

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️Reforma administrativa pode aumentar influência política no serviço público; ✔️Prevenção do diabetes ajuda a reduzir problemas graves de saúde; ✔️Deputados cobram avanços na Política Nacional de Resíduos Sólidos. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canaisConfira nesta edição, entre outros assuntos: #CâmaraDosDeputados #AVozDoBrasil #RádioCâmara Veja Mais

Facebook exclui 140 mil conteúdos durante a campanha eleitoral no primeiro turno

O Tempo - Política Publicações excluídas tinham informações que tentavam influenciar o rito eleitoral, tentativas de supressão de votos e informações erradas sobre horários de votação e de abertura de urnas Veja Mais

Janaina Paschoal diz que está sendo constrangida e ameaça arrebentar deputado

O Tempo - Política "Eu não vou admitir ser constrangida no meu ambiente de trabalho", disse Janaina no plenário Veja Mais

Retro Station da Capcom traz jogos do Street Fighter e Mega Man

Retro Station da Capcom traz jogos do Street Fighter e Mega Man

Tecmundo Imitando um arcade, o Retro Station é o novo mini console produzido pela desenvolverora Capcom. Recentemente, os primeiros detalhes foram revelados na página do aparelho na Amazon do Japão.Em destaque, o videogame traz na memória interna dez jogos de franquias clássicas do estúdio japonês. Assim, serão cinco da série Street Fighter e outros cinco títulos do Mega Man.Leia mais... Veja Mais

Bolsonaro: Parceria com iniciativa privada não é privatizar o rio São Francisco

O Tempo - Política Presidente disse que não vai abrir mão das decisões sobre o uso da água e do patrimônio construído pelo governo federal Veja Mais

Mortal Kombat 11: lista dos Fatalities de Rambo, Rain e Mileena

Mortal Kombat 11: lista dos Fatalities de Rambo, Rain e Mileena

Tecmundo Mortal Kombat 11 ganhou uma nova versão, Ultimate. Ela adiciona todo o conteúdo extra já lançado para o game, como o DLC Aftermath,  e adiciona os seguintes lutadores ao game: Rambo, Rain e Mileena. O game já está disponível para Xbox One, PS4, PC e Nintendo Switch, com a versão Ultimate para PS5 e Xbox Series S/X.E, assim como todos os outros lutadores, Rambo, Rain e Mileena possuem golpes especiais, entre eles fatalities secretos que precisam ser desbloqueados. Mas, nós do Voxel iremos dar uma mãozinha e trazer para vocês todos os comandos para a execução desses movimentos. Confira a lista:Leia mais... Veja Mais

Vacinação contra Covid em Minas começa entre fevereiro e março, diz secretário

O Tempo - Política Ações do governo estadual para combater a pandemia de Covid são o foco do Assembleia Fiscaliza deste ano Veja Mais

Scania testa resistência das baterias de seu caminhão elétrico [vídeo]

Scania testa resistência das baterias de seu caminhão elétrico [vídeo]

Tecmundo A Scania divulgou, nesta segunda-feira (23), o vídeo do teste de colisão do seu primeiro caminhão 100% elétrico, lançado em setembro. O objetivo era verificar a segurança das baterias, capazes de entregar até 250 km de autonomia, com apenas uma carga.Na batida controlada, realizada em local fechado, o caminhão elétrico da montadora sueca é atingido por um VW Golf na lateral. O impacto ocorre bem no local onde são instaladas as baterias do modelo maior, possibilitando à fabricante verificar a capacidade de resistência do componente responsável por alimentar o motor movido a eletricidade.Leia mais... Veja Mais

Com discurso da representatividade, propaganda do Boticário tem Papai Noel negro

O Tempo - Diversão - Magazine Filme publicitário foi lançado na última sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, mesma data em que a marca assumiu uma série de compromissos antirracistas Veja Mais

Cientistas afirmam reverter o envelhecimento das células humanas

Cientistas afirmam reverter o envelhecimento das células humanas

Tecmundo Um estudo publicado na última quarta-feira (18) na revista Aging pode provocar tanto impacto quanto a descoberta da fonte da juventude: pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, conseguiram reverter o processo de envelhecimento das células humanas, e também aumentar o comprimento dos telômeros.Os telômeros são estruturas com sequências repetidas de DNA “presentes nas extremidades livres dos cromossomas, que garantem a sua replicação e estabilidade”. Dessa forma, cada vez que uma célula se replica dentro do nosso corpo, outra mais jovem morre, justamente porque os telômeros ficam cada vez mais curtos.Leia mais... Veja Mais

Próximo filme do Thor deve ser como "Vingadores 5", afirma site

canaltech A pandemia causada pelo coronavírus adiou a estreia de Viúva Negra, Os Eternos e as filmagens de Falcão e o Soldado Invernal, jogando toda a responsabilidade de abrir a Fase 4 do Universo Cinematográfico Marvel para WandaVision, que já tem lançamento marcado para janeiro de 2021. Depois de tantos imprevistos, 2020 acabou tornando-se o primeiro ano em uma década sem um filme da Marvel, mas isso não significa que os estúdios não estejam a todo vapor. Como a Marvel está construindo a Fase 4 para chegar a Vingadores 5 Florence Pugh é destaque em novas imagens de Viúva Negra Além do recente lançamento do Disney+ na América Latina, a companhia trabalha já nos futuros filmes. Afinal, vale lembrar que as gravações de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis foram concluídas mesmo após o período de quarentena; e, ao que tudo indica, a produção de Os Eternos caminha para a fase de pós-produção. E, de acordo com uma matéria recente, Thor: Amor e Trovão também possui novidades. O quarto filme do deus do trovão tem lançamento marcado nos cinemas em 2022 e será novamente dirigido por Taika Waititi, que comandou Thor: Ragnarok. Dessa vez, o filme contará com Natalie Portman reprisando seu papel como Jane Foster que se tornará a própria Thor. Mas as novidades vão além — segundo o documento, por ter um elenco volumoso, uma fonte declarou ao The Hollywood Reporter que Thor: Amor e Trovão dará uma sensação de "Vingadores 5". -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Natalie Portman será a próxima deusa do Trovão (Imagem: Divulgação / Marvel Studios) O elenco confirmado inclui Chris Hemsworth, Natalie Portman, Tessa Thompson e Chris Pratt. Vale lembrar que o final de Vingadores: Ultimato sugeriu que Thor se juntou aos Guardiões da Galáxia e há rumores de que Christian Bale interpretará o antagonista da trama. Se for considerar os mais recentes vazamentos, uma chamada de elenco pode ter revelado que Mark Ruffalo também fará uma aparição no filme e abrir espaço para um possível retorno do Hulk "nervosinho". Mesmo assim, ainda não há confirmação de nenhum ator do elenco de Guardiões da Galáxia, Bale ou o próprio Mark Ruffalo, que em setembro relatou que estava conversando com os executivos dos estúdios para futuras aparições de Hulk na Fase 4 do MCU. Outras projetos do MCU em andamento O relatório não parou por aí. De acordo com o documento, Pantera Negra 2 pode ser filmado no próximo mês de julho, três meses após o previsto por conta da morte da estrela Chadwick Boseman. Ainda não se sabe como a Marvel lidará com a substituição, mas espera-se que Shuri, de Letitia Wright, assumirá o papel. Falcão e o Soldado Invernal deve chegar ao Disney+ em algum momento de 2021 (Imagem: Divulgação / Marvel Studios) Além disso, há menções de que as próximas séries do Disney+ também são um grande foco para a Marvel Studios. Ao que tudo indica, Loki e Falcão e o Soldado Invernal estão em seus estágios finais de produção, mas sem muitos detalhes revelados. Não há nenhuma informação sobre a série do Gavião Arqueiro, com o retorno de Jeremy Renner que supostamente introduzirá Kate Bishop ao Universo Cinematográfico Marvel. Além disso, a série Ms Marvel estrelada pela atriz mirim Iman Vellani começou a ser filmada. Duas séries possuem início de filmagens marcados para março, como Cavaleiro da Lua de Oscar Isaac e a She-Hulk de Tatiana Maslany. Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! Os filmes Homem-Aranha 3 (ainda sem um título oficial) e Doutor Estranho no Multiverso da Loucura estão entrando no set de gravações ainda em 2020, de acordo com o relatório. O terceiro Guardiões da Galáxia e Homem-Formiga 3 devem ser filmados em 2021. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Agora você pode agendar horários para as luzes da casa com o Google Assistente

canaltech Um dos recursos mais cobiçados de um sistema de smart home é o controle da luzes, disponível através do Google Assistente, mas ainda havia um empecilho que não deixava a experiência ser perfeita: a programação para o controle dessas luzes. Agora, segundo os usuários do serviço em fóruns do Reddit, é possível pedir que a inteligência artificial configure quando a iluminação estará acesa ou apagada. 5 coisas que o Google Assistente faz e poucos conhecem Nova função do Google Assistente responde onde está sua família Sem as mãos: Google Assistente agora controla diversos aplicativos no Android Com a novidade, usuários do Google Assistente e de lâmpadas inteligentes poderão programar os horários das luzes e o tempo em que permanecerão acesas ou apagadas, seja com um horário específico ou para daqui a um tempo. Por exemplo, você pode configurar para que as luzes de apaguem à meia-noite, ou pedir para que elas sejam acesas daqui a meia hora. Além disso, você pode usar os horários do nascer e pôr-do-sol na hora da programação. Imagem: Reprodução/9to5Google A atualização faz parte do recurso Ações Programadas, que foi lançada no serviço no mês passado. A novidade, no entanto, ainda possuem algumas falhas, como contam alguns usuários, como a dificuldade de reconhecer comandos que não sejam tão específicos, como "para amanhã" ou ainda "para a semana que vem", por exemplo, mesmo que o Google tenha dito que é possível configurar para em até sete dias. Outro problema relatado é que, uma vez programadas, as ações não podem ser canceladas. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Com o agendamento, o usuário ganha novos recursos para ajudar na organização da casa, programando os horários em que as luzes devem ser apagadas, como um sinal de que é hora de ir dormir, ou ainda para que elas sejam ligadas ao escurecer quando não houver ninguém na residência. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Trump autoriza início do processo de transição de governo

Valor Econômico - Finanças A Administração de Serviços Gerais (GSA, na sigla em inglês) reconheceu, nesta segunda-feira (23), Joe Biden como o vencedor da eleição presidencial nos Estados Unidos, após semanas de inação A Administração de Serviços Gerais (GSA, na sigla em inglês) reconheceu nesta segunda-feira (23) Joe Biden como o vencedor da eleição presidencial dos Estados Unidos, após semanas de inércia, e o presidente Donald Trump pediu que suas agências e departamentos cooperassem. “Estou recomendando que Emily e sua equipe façam o que for preciso ser feito em relação aos protocolos iniciais, e disse à minha equipe para fazer o mesmo”, disse Trump, referindo-se a Emily Murphy, chefe da Administração de Serviços Gerais. Murphy disse que o governo está disponibilizando recursos federais para a transição de poder. Em carta a Biden, Murphy afirmou que sua decisão libera mais de US$ 7 milhões em financiamento federal para esse processo. A equipe de Biden já estava arrecadando fundos após o dia da eleição e estava no caminho certo para atingir seus objetivos de arrecadação de fundos. O anúncio é um "passo necessário" para "colocar a pandemia sob controle e nossa economia de volta aos trilhos", disse Yohannes Abraham, diretor executivo da equipe de transição Biden-Harris, em comunicado por e-mail. “Nos próximos dias, as autoridades de transição começarão a se reunir com as autoridades federais para discutir uma resposta à pandemia, ter uma prestação de contas completa de nossos interesses de segurança nacional e obter um entendimento completo dos esforços do governo Trump para esvaziar as agências governamentais”, disse Abraham. A decisão de Murphy foi revelada minutos antes de o presidente Donald Trump tuitar que aprovava a medida. No entanto, Trump ainda se recusou a conceder explicitamente a vitória a Biden, que deve ganhar 306 votos do Colégio Eleitoral contra 232 de Trump. Trump afirmou falsamente que ganhou a eleição “por muito” ​​e promoveu uma variedade de conspirações que alegam fraude eleitoral generalizada sem evidências. Os advogados da campanha de Trump, incluindo o ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani, entraram com ações judiciais em muitos dos principais Estados decisivos que ajudaram a colocar Biden no topo da eleição. A maioria dessas ações, que pediram aos juízes que bloqueiem a certificação das contagens finais dos votos, foi rejeitada pelos tribunais. “A decisão de hoje é um passo necessário para começar a enfrentar os desafios que nosso país exige, incluindo colocar a pandemia sob controle e nossa economia de volta aos trilhos”, disse a equipe de transição de Biden, em um comunicado. “Esta decisão final é uma ação administrativa definitiva para iniciar formalmente o processo de transição com as agências federais.” Veja Mais

Vacina de Oxford apresenta até 90% de eficácia contra a COVID-19; entenda

canaltech Na corrida por uma vacina e segura contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2), cada vez mais farmacêuticas, de todo o mundo, anunciam os resultados da terceira e última fase de testes. Depois da Pfizer e da Moderna, nesta segunda-feira (23), a farmacêutica AstraZeneca afirma que o imunizante conhecido pelo nome de vacina de Oxford pode apresentar uma eficácia de até 90%, conforme a dosagem. Este estudo clínico envolveu 24 mil pessoas. COVID-19: imunidade pode durar anos, segundo novo e complexo estudo CoronaVac entra em fase final de aprovação; eficácia pode sair em dezembro Vacinas de mRNA contra COVID: o que são e por que vão revolucionar a ciência? Durante a semana passada, o imunizante da Pfizer obteve 95% de eficácia na prevenção da COVID-19, enquanto a vacina Moderna alcançou 94,5% de eficácia. Mesmo que a vacina de Oxford, desenvolvida no Reino Unido, tenha obtido uma taxa menor, ela continua sendo uma boa aposta contra a pandemia do coronavírus e oferece uma série de vantagens em sua distribuição. Por enquanto, os dados do estudo ainda não foram revisados por outros cientistas e nem publicados em uma revista científica. Vacina de Oxford alcança até 90% de eficácia contra a COVID-19, dependendo da dosagem (Imagem: Reprodução/ Cottonbro/ Pexels) Testes com a vacina de Oxford Para desencadear a imunização nos voluntários, a vacina de Oxford utiliza a plataforma vetor viral não replicante. Para isso, é usado um adenovírus, um tipo de vírus normalmente encontrado em chipanzés, conhecido pelo nome de ChAdOx1. Esse adenovírus é editado geneticamente e tem incluído, em seu material genético, a proteína spike que funciona como um identificador do coronavírus. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Até a terceira fase de testes, os cientistas apostavam em duas doses completas para a melhor imunização contra a COVID-19. No entanto, as análises estatísticas observaram que quando um voluntário recebia essas duas doses, a taxa de eficácia diminuía e ficava em 62%. Vale destacar que essa taxa representa a proporção de redução de casos entre o grupo de pessoas vacinadas comparado com o grupo não vacinado (que recebeu o placebo, como é protocolar em estudos duplos-cegos). Dessa forma, ao afirmar que uma vacina apresenta 62% de eficácia, pode ser entendido como: uma pessoa vacinada tem 62% menos chances de contrair esta infecção, quando comprada com quem não recebeu o imunizante. Diferentes dosagens da vacina contra a COVID-19 Como se tratava de um estudo clínico, onde não existem verdades pré-definidas, os pesquisadores testaram diferentes dosagens da vacina — e aí está a surpresa. A mesma vacina de Oxford obteve 90% de eficácia quando administrada, primeiro, em meia dose e, em seguida, em uma dose completa com intervalo de pelo menos um mês. Pelo menos foi essa conclusão das análises de dados obtidos tanto com voluntários do Reino Unido quanto no Brasil. Como o regime com menor dose de vacinação contra a COVID-19 obteve uma maior taxa de eficácia, este é a primeira vantagem do imunizante. Isso porque, nos primeiros meses, o acesso às vacinas serão limitados devido à produção. Dessa forma, mais pessoas poderão ser imunizadas ainda na primeira leva.  Na análise, a farmacêutica somou os resultados obtidos com os dois tipos de dosagem e indicou uma eficácia média de 70,4%. Para chegar a esses resultados, os pesquisadores do Reino Unido analisaram os dados de 11.636 pessoas vacinadas. Dessas, 8.895 receberam as duas doses completas, enquanto 2.741 receberam a meia dose seguida de uma dose completa. Duante o estudo, foram registrados 131 casos da COVID-19 entre os voluntários. A maioria (101) foi identificada entre os que receberam o placebo e apenas 30 estavam entre os que receberam a vacina de Oxford. Além disso, não houve nenhum caso grave de coronavírus entre os vacinados. Quanto ao perfil dos voluntários, só se sabe que todos eram maiores de 18 anos e tinham uma condição de saúde saudável ou apresentavam doenças crônicas estáveis (sem detalhar quais). Armazenamento mais simples da vacina Mais uma vantagem da vacina de Oxford é a sua facilidade de transporte, já que pode ser armazenada, transportada e manuseada em condições normais de refrigeração —  em temperaturas entre -2°C e -8°C — por pelo menos seis meses. Em comparação, a vacina da Pfizer deve ser armazenada a -70ºC durante o transporte, e a da Moderna precisa ficar a -20ºC. A Astrazeneca afirmou ser capaz de escalonar a produção para até 3 bilhões de doses da vacina até o final de 2021 (duas injeções por pessoa = 1.5 bilhão de pessoas). Importante: a vacina é estável em refrigeração (temperatura da geladeira)! Yey! :) — Izabella A. Pena, PhD (@izabellapena1) November 23, 2020 De acordo com a cientista e pesquisadora do Massachusetts Institute of Technology (MIT), Izabella Pena, o imunizante poderá chegar até 1,5 bilhão de pessoas até o final de 2021. "A Astrazeneca afirmou ser capaz de escalonar a produção para até 3 bilhões de doses da vacina até o final de 2021", afirmou Pena, nas redes sociais. Outra vantagem desatacada foi a facilidade do transporte, já que as temperaturas necessárias são as mesmas de um freezer comum. Para a vacinação de brasileiros, o ministério da Saúde, conforme divulgou em outubro, prevê 100 milhões de doses da vacina de Oxford para o primeiro semestre de 2021 e outras 100 a 165 milhões para o segundo semestre. Dessa forma, a vacina poderá ser uma importante forma de combate ao coronavírus, disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pesquisadores canadenses podem ter encontrado a cura para o diabetes Saiba quais iPhone que não devem receber o iOS 15 em 2021 Xiaomi registra dobrável semelhante ao Galaxy Fold, mas com uma novidade O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Linha Galaxy Note vai mesmo acabar, crava imprensa sul-coreana Veja Mais

Índia será prioridade em vacina de Oxford, contra Covid-19, diz Serum Institute

O Tempo - Mundo A Índia é o segundo país mais afetado pela pandemia no mundo, atrás dos EUA, com mais de 9,1 milhões de casos confirmados de Covid-19 Veja Mais

Deputado pede à PGR que Pazuello responda por ação de improbidade

O Tempo - Política Reportagem mostrou que a validade dos exames para o diagnóstico da covid-19 e custando até R$ 400 na rede privada expira entre dezembro deste ano e janeiro de 2021 Veja Mais

Candidato à reeleição, André Merlo retorna a Valadares após tratar Covid em SP

O Tempo - Política Dr. Luciano intensifica agenda e mira votos de outros candidatos derrotados no primeiro turno Veja Mais

Eleições em Contagem: Candidatos apostam em rede social na reta final

O Tempo - Política Felipe Saliba e Marília Campos gastaram juntos, até agora, quase meio milhão de reais durante a campanha com anúncios Veja Mais

Biden nomeará Janet Yellen como secretária do Tesouro, diz imprensa norte-americana

G1 Economia Yellen se tornará a primeira mulher a chefiar o Departamento do Tesouro do país; ela já foi presidente do Banco Central dos EUA O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, nomeará a ex-presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Janet Yellen, como secretária do Tesouro, reportou a imprensa norte-americana nesta segunda-feira (23). Ex-presidente da do Fed Janet Yellen em entrevista coletiva de imprensa no dia 20 de setembro de 2017 Joshua Roberts/Reuters Se Yellen for confirmada pelo Senado, ela se tornará a primeira mulher a chefiar o Departamento do Tesouro, cargo que assumirá em meio à profunda crise que abalou a maior economia do mundo devido ao coronavírus. Biden vai nomear a 1ª mulher para liderar a inteligência dos EUA e o 1º latino para Segurança Interna "Yellen vai ser a próxima secretária do Tesouro", afirmou a fonte à AFP, confirmando uma informação publicada pelo The Wall Street Journal. Yellen já havia quebrado uma barreira quando o ex-presidente democrata Barack Obama a escolheu para chefiar Fed em 2014, posição da qual foi deposta por Donald Trump quatro anos depois. No Fed, Yellen era vista como mais inclinada a políticas brandas, como manter as taxas de juros baixas para proteger o emprego. Quando substituir Steven Mnuchin no Departamento do Tesouro, Yellen terá que enfrentar negociações que estão bloqueadas há meses para a realização de um novo pacote de estímulo à economia, caso os legisladores não ajam antes da posse de Biden, em 20 de janeiro. Vídeos: Últimas notícias de economia Veja Mais

Rei da Espanha em quarentena após contato com infectado com Covid-19

O Tempo - Mundo A Espanha, um dos países mais atingidos pela pandemia, registrou um milhão e meio de infecções e mais de 43.000 mortes Veja Mais

Gremlins 3: sequência do filme clássico não terá criaturas em CGI

Gremlins 3: sequência do filme clássico não terá criaturas em CGI

Tecmundo Já faz um bom tempo desde que uma possível continuação para a franquia de filmes Gremlins foi cogitada. Agora, em uma conversa com o site Collider, o criador das clássicas criaturas, Chris Columbus, comentou sobre a ideia de finalmente tirar Gremlins 3 do papel.Columbus foi o criador e roteirista de Gremlins, lançado em 1984, e da continuação, Gremlins 2: A Nova Geração, de 1990, e participou do programa Collider Connected para divulgar seu novo filme Crônicas de Natal 2 — que estreia na Netflix na quarta-feira (25). Lá, ele foi questionado se Gremlins 3 pode ser lançado no futuro.Leia mais... Veja Mais

Black Friday: EA traz desconto de até 88% em promoções na Origin

Black Friday: EA traz desconto de até 88% em promoções na Origin

Tecmundo A EA começou suas promoções de Black Friday em sua loja virtual: a Origin. Nela, há promoções de até 85% de desconto em títulos como Battlefield 5, FIFA 21, Need For Speed Heat, The Sims 4 e FIFA 21. Embora o evento só comece oficialmente na próxima sexta-feira (27), muita lojas já estão antecipando as oferta em busca dos consumidores. Embora os descontos sejam apenas para as versões para PC, muitos desses jogos também estão mais baratos em suas respectivas plataformas.Leia mais... Veja Mais