Meu Feed

No mais...

Ministro da Infraestrutura testa positivo para covid-19

Valor Econômico - Finanças Tarcísio Gomes de Freitas é o 14º integrante da equipe do governo Jair Bolsonaro a ser infectado pelo novo coronavírus, além do próprio presidente O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, contraiu Covid-19, conforme anunciou na noite desta sexta-feira (27) o presidente Jair Bolsonaro. Tarcisio está assintomático e manterá suas funções em teletrabalho. 17/12/2019 - Foto Alberto Ruy/MInfra Tarcísio é o 14º ministro do governo federal a ser infectado pelo vírus. "O ministro Tarcísio acabou de dar covid. Falei com ele agora há pouco... quer dizer, fui informado, mas não consegui falar com ele. Já está tomando hidroxicloroquina", disse Bolsonaro a um grupo de apoiadores, ao chegar no Palácio da Alvorada. As declarações do presidente foram transmitidas por um site bolsonarista. Ao mencionar que Tarcísio está se tratando com hidroxicloroquina, o presidente voltou a defender um medicamento sem eficácia comprovada para a covid-19 e associado a efeitos colaterais. Desde o início da pandemia Bolsonaro tem defendido a substância, apesar de alertas de especialistas de que não há dados que comprovem sua eficácia. O Ministério da Infraestrutura confirmou a informação dada por Bolsonaro. "O ministro Tarcísio Gomes de Freitas testou positivo para Sars-CoV2, informação confirmada na noite desta sexta-feira. O ministro está assintomático e deve seguir com suas funções em teletrabalho", disse a pasta. Diversos integrantes da equipe de Bolsonaro foram contaminados pela covid-19. Estão na lista Augusto Heleno (Segurança Institucional); Bento Albuquerque (Minas e Energia); Onyx Lorenzoni (Cidadania); Milton Ribeiro (Educação); Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia); Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União); Braga Neto (Casa Civil); Jorge Oliveira (Secretaria-Geral); Marcelo Álvaro Antônio (Turismo); Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo); Fábio Faria (Comunicações); Eduardo Pazuello (Saúde) e André Mendonça (Justiça). O próprio Bolsonaro também contraiu a covid-19 em julho e se recuperou sem apresentar maiores sintomas. Desde o início da crise mundial do coronavírus, Bolsonaro tem dado declarações nas quais busca minimizar os impactos da pandemia e, ao mesmo, tratar como exageradas algumas medidas tomadas no exterior e por governadores de estado no país. Veja Mais

Janssen-Cilag envia à Anvisa pedido de submissão contínua da vacina contra covid-19

Valor Econômico - Finanças A Anvisa informou que recebeu nesta sexta (27) o pedido de submissão contínua da vacina contra covid-19 “AD26.COV2.S”, do laboratório Janssen-Cilag, empresa do grupo Johnson & Johnson. Com a abertura do processo, a empresa enviou também o primeiro pacote referente aos dados de qualidade do produto, detalhou a autarquia. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital

canaltech Um relatório recente da RSC Energia, empresa que gerencia os módulos russos da estação, alerta que elementos da Estação Espacial Internacional (ISS) têm chances altas de começar a apresentar uma avalanche de problemas depois de 2025, e os danos na estação estão tão sérios que vai ser caro demais consertá-los. Então, eles propõem a construção de uma estação orbital russa. ISS abriga humanos no espaço há duas décadas. E agora, qual o futuro da estação? Saiba quando a ISS passa por sua cidade e como encontrá-la no céu Conheça todas as estações espaciais já lançadas à órbita da Terra Assim, Vladimir Alekseevich Soloviev, vice-diretor geral da Energia, sugeriu, durante uma reunião da Russian Academy of Sciences, que o país deveria focar na implementação do programa uma estação orbital nacional. “A Rússia tem compromisso com a Estação Espacial Internacional até 2025. Já existe uma quantidade de elementos que estão seriamente afetados e estão encerrando suas funções, e muitos deles não são substituíveis”, disse. A estação russa Mir ficou em órbita por 179 dias (Imagem: Reprodução/NASA) A Energia estima que as despesas para consertar os componentes e manter a ISS sejam de 10 a 15 bilhões de rúpias — valor que equivale de U$ 130 a U$ 198 milhões por ano. Então, Soloviev propôs ser preciso avaliar os termos da participação russa futura no programa e focar na implementação da Russian Orbital Service Station (ROSS), uma nova estação que seria composta por três a sete módulos, que podem tanto ser operados automaticamente ou por uma tripulação de duas a quatro pessoas para a redução de custos. Além disso, esses módulos poderiam ser substituídos, de modo que essa estação teria tempo de vida ilimitado. A ROSS segue sendo desenvolvida pela Energia, e tem lançamento estimado para depois de 2024. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Os comentários feitos por Soloviev circularam pela mídia russa como uma sugestão indireta de que a Rússia queria encerrar a participação dos parceiros no programa da ISS, ou de que a estação encerraria as atividades. Depois, ele explicou que não havia discussões em andamento sobre a ISS interromper o trabalho depois de 2025: “naturalmente, o relatório da reunião foi teórico, não uma proposta de desenvolvimento posterior da ISS, e foi mal interpretado”, disse no canal da Roscosmos no Telegram. Vale ressaltar que, de fato, a ISS já vem apresentando sinais de fadiga há algum tempo: há um vazamento de ar ocorrendo no laboratório desde 2019, e investigações em busca da origem do problema mostraram que iso ocorria no módulo russo Zvezda. Já em outubro, foi detectado um problema no suprimento de oxigênio também no módulo russo — e, embora nenhum destes inconvenientes ofereça riscos à tripulação, eles sinalizam a aproximação do fim da vida útil dos equipamentos russos, que deveriam ser usados apenas por 15 anos, mas chegam às duas décadas de uso. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Não é mais 90%? AstraZeneca assume erro de eficácia da vacina da COVID-19 Veja Mais

Deputados debatem regulamentação do novo Fundeb - 27/11/20

Deputados debatem regulamentação do novo Fundeb - 27/11/20

Câmana dos Deputados O novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, chamado novo Fundeb, entrou na Constituição em agosto deste ano. A grande diferença é que, além do maior volume de recursos, agora ele é permanente. Mas para sair do papel, o novo Fundeb precisa ser regulamentado. Para conversar sobre a proposta de regulamentação, esta edição do Câmara Debate recebe os deputados Felipe Rigoni (PSB-ES) e Zacharias Calil (DEM-GO). Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Amazon vai pagar bônus a funcionários após ameaça de greve

Amazon vai pagar bônus a funcionários após ameaça de greve

Tecmundo A Amazon anunciou que pagará um bônus especial aos funcionários da linha de frente durante o mês de dezembro. A informação foi revelada logo após colaboradores de diversos países ameaçarem realizar uma grande greve durante a Black Friday.Segundo Dave Clark, chefe de operações do grupo de comércio eletrônico, serão gastos cerca de US$ 500 milhões em incentivos. No entanto, o aumento salarial só será pago em janeiro de 2021.Leia mais... Veja Mais

A Voz do Brasil - 27/11/2020

A Voz do Brasil - 27/11/2020

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️Maia afirma que combate ao racismo é agenda prioritária no Parlamento ✔️No domingo, 57 cidades terão segundo turno para eleição de prefeitos ✔️Relator cobra que Vale indenize vítimas de Brumadinho em 54 bilhões de reais Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canaisConfira nesta edição, entre outros assuntos: #CâmaraDosDeputados #AVozDoBrasil #RádioCâmara Veja Mais

The Mandalorian 2x5: Jedi Ashoka Tano finalmente chegou! (RECAP)

The Mandalorian 2x5: Jedi Ashoka Tano finalmente chegou! (RECAP)

Tecmundo A 2ª temporada de The Mandalorian trouxe para as telas uma personagem das séries animadas do universo Star Wars: a Jedi Ashoka Tano! Interpretada por Rosario Dawson, a guerreira é conhecida nos desenhos e veio para o live-action pela primeira vez na história da franquia. Confira o recap completo a seguir!Leia mais... Veja Mais

Lojas do Centro de Teresina abrem até 18h neste sábado para atrair mais clientes no Black Friday

G1 Economia Os estabelecimentos comerciais dos bairros também vão funcionar com o horário ampliado. Lojas mais conhecidas nacionalmente têm sido mais procuradas por clientes na Black Friday em Teresina Murilo Lucena/G1 As lojas do Centro de Teresina seguem abertas até 18h deste sábado (28) para atrair mais clientes no Black Friday, segundo Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas). Os estabelecimentos comerciais dos bairros também vão funcionar com o horário ampliado. De acordo com o presidente do Sindilojas, Tertulino Passos, apenas as lojas dos shopping centers permanecem com os horários inalterados neste sábado, com funcionamento até 22h. "É uma boa oportunidade para atrair mais clientes. Aquelas pessoas que não conseguiram ir nessa sexta-feira terão oportunidade para fazer as compras nos outros dias", destacou. Para Tertuliano, a movimentação nas lojas nesta sexta-feira (27) ainda foi tímida, mas a expectativa é de melhorar durante o fim de semana. "Esperamos um Black Friday melhor neste sábado no Centro de Teresina e durante todo o fim de semana nos shoppings. Mesmo com a pandemia, a expectativa de vendas é a mesma do ano passado", comentou. VÍDEOS: veja as notícias mais vistas do G1 Piauí Veja Mais

Game of Thrones: Emilia Clarke improvisou discurso em valiriano

Game of Thrones: Emilia Clarke improvisou discurso em valiriano

Tecmundo De acordo com informações extraídas do livro Fire Cannot Kill a Dragon (Fogo não pode matar um dragão, em uma tradução livre), de James Hibberd, a atriz Emilia Clarke teria improvisado um discurso apresentado na 5ª temporada de Game of Thrones feito todo na língua valiriana.Originalmente, a cena foi escrita para ser falada em inglês. No entanto, para adicionar um pouco mais de dramaticidade ao momento em questão, a atriz abraçou a linguagem fictícia e desenvolveu as frases que foram ditas na hora das filmagens.Leia mais... Veja Mais

Andamento da Lei Aldir Blanc em Minas inspira preocupação no setor cultural

O Tempo - Diversão - Magazine Reunião do Fórum de Cultura MG levantou questionamentos sobre a operacionalização da lei no Estado; secretaria refuta críticas Veja Mais

Canon confirma publicamente que teve dados roubados por ransomware

Canon confirma publicamente que teve dados roubados por ransomware

Tecmundo Quase dois meses depois, a Canon publicamente confirmou que foi alvo de um ataque cibernético no formato ransomware. Como consequência, servidores da companhia ficaram inacessíveis durante um período e os criminosos tiveram acesso a uma alta quantidade de dados sensíveis.As informações acessadas e roubadas incluem diversos detalhes sobre funcionários antigos e atuais da empresa, com cadastros datando até 2005. Os dados envolvem nomes, aniversários, número do Social Security (o equivalente dos Estados Unidos ao nosso CPF), número da carteira de habilitação, número da conta para depósitos diretos e até assinaturas eletrônicas. Leia mais... Veja Mais

Comitê estadual da COVID-19 recomenda aumento de restrições para SP; entenda

canaltech Diante do aumento de casos do novo coronavírus (SARS-CoV-2) observado primeiro na rede privada, o comitê de saúde que assessora o governo de São Paulo no combate à COVID-19 recomendou, ainda na terça-feira (24), um aumento nas restrições de circulação no estado para barrar o contágio. No Brasil, a taxa de transmissão (Rt) é a maior desde maio e chegou a 1,3, segundo um recente estudo britânico. Com 60 milhões de casos da COVID, mundo registra maior número diário de mortes Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Pfizer envia dados de testes de vacina contra COVID-19 à Anvisa As recomendações sobre o controle da epidemia da COVID-19 foram feitas por um grupo composto por 20 profissionais da área da saúde, entre eles João Gabbardo, secretário-executivo do comitê. No entanto, os indicadores de saúde do estado de São Paulo ainda não foram atualizados e isso só deve se resolver na segunda-feira (30), quase uma semana após o aviso. Comitê da COVID-19 recomenda novas restrições contra a COVID-19 em São Paulo (Imagem: Fernando Zhiminaicela/Pixabay ) "Efetivamente, na terça-feira houve uma reunião do centro de contingência – e o centro de contingência, por maioria, aprovou encaminhar ao governo do estado algumas recomendações que dizem respeito ao aumento de restrições, algumas medidas que poderiam ser tomadas", afirmou Gabbardo, durante coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (26). -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- "O governo recebeu essas solicitações do centro de contingência ontem, quarta-feira (25), e entende que essas sugestões estão embutidas dentro do Plano São Paulo e do novo 'faseamento' que vai ocorrer na segunda-feira. Então, se espera até segunda-feira, com a análise dos dados desta última semana, para dar andamento no Plano São Paulo normalmente", completou. Alta em internações devido ao coronavírus Segundo dados divulgados na segunda-feira (23), as internações devido à COVID-19 apresentaram alta pela segunda semana seguida. Nesse sentido, houve um aumento de 17% nas internações entre os dias 15 e 21 de novembro, após aumento de 18% na semana anterior, de 8 a 14 de novembro. Mesmo com o aumento de internações, o governo teria apresentado na quinta-feira dados incompletos sobre a situação epidemiológica no estado, já que comparou apenas os quatro dias da semana atual com os sete dias da última semana, aponta análise do G1. Números da COVID-19 em SP Desde o primeiro caso da COVID-19 em fevereiro, o estado acumula 41.773 óbitos e 1.229.267 casos confirmados de infecções pelo coronavírus. Entre as vítimas fatais, estão 24.022 (57,5%) homens e 17.751 (42,5%) mulheres. Até o momento, os óbitos permanecem concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, já que o grupo totaliza 76,6% das mortes. De olho nas faixas etárias, nota-se que a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (10.789), seguida pelas faixas de 60 a 69 anos (9.846) e 80 e 89 anos (8.549). Entre as demais faixas estão: menores de 10 anos (55), 10 a 19 anos (73), 20 a 29 anos (343), 30 a 39 anos (1.177), 40 a 49 anos (2.725), 50 a 59 anos (5.404) e maiores de 90 anos (2.812). Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

Agressão a homem negro reacende debate sobre violência policial na França

O Tempo - Mundo Produtor de música negro foi espancado por 4 policiais na porta de seu estúdio em Paris Veja Mais

Live Especial Eleições: aprimoramento da gestão pública é prioridade para a AMM

O Tempo - Política Assista a entrevista com o presidente da Associação Mineira de Municípios, Julvan Lacerda, na Live Especial Eleições de O Tempo Veja Mais

Encontrada grave falha no Windows 7; Microsft não deve corrigir

Encontrada grave falha no Windows 7; Microsft não deve corrigir

Tecmundo Lançado em 2009, a versão 7 do Windows ainda resiste em milhões de PCs mundo afora, mesmo depois de a Microsoft ter encerrado o suporte e o envio de atualizações em janeiro deste ano. A ajuda agora vem de qualquer lugar, principalmente quando novas falhas de segurança são descobertas, como acaba de ocorrer.Ao usar uma ferramenta para avaliar problemas nas configurações de privilégios, o especialista em segurança Clément Labro, do site itm4n> descobriu que duas chaves do registro podem ser acessadas por qualquer utilizador.Leia mais... Veja Mais

Dirty Dancing: Patrick Swayze não será substituído no filme

Dirty Dancing: Patrick Swayze não será substituído no filme

Tecmundo A atriz Jennifer Grey confirmou que a sequência de Dirty Dancing (Ritmo Quente) não vai buscar um ator para substituir Patrick Swayze, falecido em 2009 de câncer no pâncreas. A atriz que estrelou o filme original integra o elenco da nova produção, mas também foi escalada como produtora executiva do filme. Veja todos os detalhes a seguir!Leia mais... Veja Mais

Facebook finalmente deve lançar sua criptomoeda Libra em 2021

canaltech Você se lembra do Libra, o ambicioso projeto de criptomoeda que ficou conhecido sobretudo por ter o Facebook como um dos membros fundadores? A iniciativa surgiu repentinamente em junho de 2019 prometendo revolucionar o sistema financeiro global ao bancarizar todos os cidadãos e criar um ativo criptográfico estável com lastro em diversas moedas correntes (dólar, euro, libra esterlina, franco suíço e iene, dentre outras). Libra | Saiba tudo sobre a criptomoeda oficial do Facebook Facebook pode usar moedas tradicionais para criação do Libra O que podemos esperar da Libra, a criptomoeda do Facebook Porém, as promessas logo foram por água abaixo após órgãos reguladores do mundo inteiro decidirem barrar o projeto. Acontece que muita gente ficou preocupada com essa ideia de criar uma “moeda global” que, para piorar tudo, seria gerenciada por um consórcio de empresas privadas (muitas delas, como a própria companhia de Mark Zuckerberg, acusadas de violar frequentemente a privacidade dos usuários). No fim das contas, a Libra caiu no esquecimento — mas, agora, segundo informações do The Financial Times, a criptomoeda finalmente será lançada nos primeiros meses de 2021. Porém, esqueça todo aquele projeto ambicioso que nos fora apresentado: por conta dos embates legais, o projeto se tornou bem mais “simples”, tendo lastro apenas no dólar e funcionando como qualquer outro ativo criptográfico tradicional. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- O lançamento depende sobretudo da aprovação final da Autoridade Supervisora do Mercado Financeiro da Suíça (Swiss Financial Market Supervisory Authority ou FINMA), já que a The Libra Association (associação que ficará responsável por gerenciar a criptomoeda) é sediada em tal país. Fazem parte do consórcio nomes como PayU, Lyft, Spotify, Uber, Shopify e Coinbase. Claro, a ideia contava com apoiadores de maior peso em seus primeiros nomes — ao perceberem as dificuldades que a Libra enfrentaria no meio regulatório, membros como a MasterCard, a Visa, o PayPal, o eBay, o Stripe e a operadora Vodafone abandonaram o barco. Além do projeto em si ter sido simplificado, vale observar que, falando especificamente do Facebook, a rede social terá que receber uma autorização individual de cada um dos 50 estados dos EUA para lançar a Novi, sua carteira de criptomoedas projetada por uma subsidiária homônima. Anteriormente, tal aplicativo se chamava Calibra, mas a companhia optou por uma reformulação da marca para adotar um nome mais “moderno”. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

Parlamentares de Taiwan atiram vísceras de porco e trocam socos em sessão tumultuada no Congresso

G1 Economia Opositores do governo taiwanês protestavam contra decisão do governo sobre importação de carne suína com aditivos. 'Não deveriam desperdiçar comida', diz congressista. Briga no Parlamento de Taiwan nesta sexta-feira (27) teve troca de socos e vísceras atiradas em adversários políticos FTV via AP Parlamentares da oposição em Taiwan atiraram vísceras de porco em congressistas pró-governo, que revidaram, em sessão tumultuada nesta sexta-feira (27). Integrantes do Kuomintang (KMT), partido opositor, levaram um recipiente cheio de intestinos, corações, fígados e outros órgãos suínos para protestar contra uma decisão do governo de flexibilizar restrições para a importação de carne suína dos Estados Unidos (entenda o caso mais adiante). Logo no começo da sessão, os oposicionistas jogaram as vísceras no chão do plenário. Depois, começaram a atirar os pedaços nos adversários. Aí, começou um tumulto generalizado entre parlamentares, com troca de socos e outras agressões. Tumulto no Parlamento de Taiwan nesta sexta-feira (27) após discussão sobre importação de carne suína FTV via AP "Sentimos ter lançado vísceras de porco no Parlamento, mas fizemos isso para dar destaque ao assunto", disse à imprensa o Parlamento opositor Lin Wei-chou. Lin Chu-yin, uma parlamentar do partido governista DPP, publicou fotos do tumulto em sua conta no Facebook. "O partido da oposição tem o direito ade protestar, mas não deveria desperdiçar comida", escreveu. Motivo da briga Su Tseng-chang, primeiro-ministro de Taiwan, usa o microfone para pedir calma durante briga com troca de socos e vísceras de porcos durante sessão no Parlamento de Taiwan nesta sexta (27) FTV via AP O governo de Taiwan anunciou recentemente que permitirá as importações de porco dos Estados Unidos com Ractopamina, medicamento usado para agilizar o crescimento dos animais, a partir de 1º de janeiro. O remédio está proibido na União Europeia e na China. SAIBA MAIS: Substância levou a Rússia a suspender importação de carne brasileira em 2017 As autoridades americanas deixaram claro que as restrições às importações de carne suína e bovina são um obstáculo para a assinatura de um acordo comercial entre Taiwan e Estados Unidos. A presidente taiwanesa, Tsai Ing-wen, e o Partido Progressista Democrático (DPP), governista e com maioria no Parlamento, esperam que a flexibilização das restrições abra o caminho para o acordo. Porém, muitos se opõem em Taiwan às importações de porco americano — a poderosa indústria suína taiwanesa teme a concorrência dos Estados Unidos. Tsai Ing-wen durante discurso no dia 20 de maio de 2020 Divulgação/ Taiwan Presidential Office / ViaAFP No último fim de semana, dezenas de milhares de pessoas participaram da feira anual do trabalho, na qual a oposição às importações de porco foi o tema principal. Quando estava na oposição o DPP realizou uma dura campanha contra a ractopamina e agora o KMT os acusa de hipocrisia. O partido no governo defende agora que este aditivo não é uma ameaça para a saúde e o acordo incentivará os laços com os Estados Unidos, um valioso sócio comercial e um aliado estratégico contra a China — que considera Taiwan uma província rebelde. Veja os VÍDEOS mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Veja Mais

Cyber Monday ou Black Friday: quais as diferenças entre as datas?

Cyber Monday ou Black Friday: quais as diferenças entre as datas?

Tecmundo A Black Friday já alcançou a graça do consumidor brasileiro, que aproveita as ofertas do comércio eletrônico e presenciais em todo o território nacional. A tradição importada dos Estados Unidos para aquecer o mercado no segundo semestre do ano carregou consigo um outro grande dia de ofertas, a Cyber Monday; mas como ela funciona?Também conhecida como “Segunda-feira Cibernética”, a Cyber Monday é um evento destinado exclusivamente ao e-commerce, com descontos tão atrativos quanto os da Black Friday. Nos EUA, o dia acontece na primeira segunda-feira após o Dia de Ação de Graças, no começo da semana que sucede a Black Friday.Leia mais... Veja Mais

PALMEIRAS RESCINDE CONTRATO COM VOLANTE RAMIRES, MESMO APÓS ELOGIOS DE ABEL FERREIRA

PALMEIRAS RESCINDE CONTRATO COM VOLANTE RAMIRES, MESMO APÓS ELOGIOS DE ABEL FERREIRA

Fox Sports Brasil Durante o Debate Final, nossos comentaristas analisaram saída do jogador do Verdão. Qual é a sua opinião, fã de esportes? Inscreva-se no nosso canal! Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! https://www.espn.com.br/ Baixe o APP! https://bit.ly/3dhfI3I ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #Palmeiras #Ramires #Futebol Veja Mais

Levantamento do CNS aponta R$ 5,6 bilhões para combate à pandemia ainda não utilizados no orçamento do Ministério da Saúde

Glogo - Ciência Outros R$ 74,7 milhões que poderiam ter sido utilizados para enfrentar o novo coronavírus foram perdidos. Um levantamento do Conselho Nacional de Saúde (CNS) divulgado nesta sexta-feira (27) aponta que o orçamento do Ministério da Saúde tem R$ 5,6 bilhões para combate à pandemia de Covid-19 que ainda não foram utilizados. Essa verba inclui R$ 74,7 milhões que poderiam ter sido utilizados para enfrentar o novo coronavírus, mas que foram perdidos. O balanço considera dados até 24 de novembro. O CNS é uma instância do Sistema Único de Saúde (SUS) e faz parte da estrutura organizacional do próprio Ministério da Saúde. O levantamento da execução do orçamento da pasta é feito semanalmente pela Comissão de Orçamento e Financiamento (Cofin), que integra o CNS. O orçamento do Ministério da Saúde prevê R$ 43,7 bilhões para enfrentamento direto da pandemia. Os R$ 5,6 bilhões que ainda não estão empenhados – reservados para algum gasto – representam cerca de 13% desse orçamento. Mas o montante inclui cerca de R$ 74,7 milhões que não poderão mais ser empenhados pela Saúde, porque as três medidas provisórias que autorizavam seu uso perderam a validade antes de serem convertidas em lei. Duas delas venceram em julho e a terceira, em agosto. Apenas parte do valor previsto em cada uma foi empenhado (veja tabela). Medidas provisórias vencidas que previam verbas para combate à pandemia “Para nós é muito preocupante que, dos recursos de 2020, ainda tenhamos quase R$ 6 bilhões sem destinação e que, para 2021, não tenhamos sinais claros de que vamos manter esses recursos para a saúde”, destacou o conselheiro nacional de Saúde Getúlio Vargas. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que os recursos serão usados para reforçar UTIs, cirurgias e tratamentos atingidos pela pandemia. Na quinta-feira (26), o ministro declarou que o Brasil vive um "repique" do número de casos de Covid-19. "Temos aproximadamente R$ 6 bilhões, de todos os recursos que passamos pelo Ministério da Saúde. Esses recursos, pactuamos hoje que vamos trabalhar para incorporar com o maior número de leitos de UTI – incorporar quer dizer continuar com as UTIs feitas para a Covid-19, dentro das regras do SUS", disse o ministro. "Isso vai permitir que o Brasil dê um grande salto. Os recursos que temos vou empregar no reforço de UTIs, no reforço do atendimento das cirurgias e tratamentos que ficaram impactados", acrescentou. Veja VÍDEOS das novidades sobre vacinas contra a Covid-19: Veja Mais

Montevidéu suspende desfiles de carnaval de 2021

O Tempo - Mundo Medida foi para evitar riscos à saúde com a pandemia da Covid-19; até quinta-feira, 5.117 casos e 74 mortes foram contabilizados no país Veja Mais

Como localizar uma encomenda FedEX sem o código de rastreamento

canaltech FedEx é uma empresa fundada nos Estados Unidos em 1971 e é responsável por entrega de correspondências, documentos, objetos e ainda oferece vários serviços extras no que diz respeito à logística. Porém, sua atuação no Brasil só começou em 2012. EBANX Track: como rastrear suas encomendas usando o aplicativo Como utilizar o serviço de rastreamento dos Correios? Os 5 melhores rastreadores de celular para Android Se você realizou uma compra nacional ou internacional e a entrega está sendo realizada pela FedEx, confira abaixo o passo a passo para localizar a sua encomenda com ou sem o código de rastreamento. Como localizar uma encomenda FedEX com o código de rastreamento Passo 1: acesse o site de rastreamento da FedEx através de um navegador no celular ou PC, digite o código no local indicado e clique em “Rastrear”. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Acesse o site de rastreamento da FedEx, digite o código e clique em "Rastrear" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: em seguida, você poderá visualizar o andamento e informações mais detalhadas do envio. Também é possível solicitar o recebimento de notificações pelo e-mail. Em seguida, você poderá ver as informações da sua encomenda (Captura de tela: Matheus Bigogno) Como localizar uma encomenda nacional FedEX Passo 1: para envios nacionais ou domésticos, acesse o site da FedEx e clique em “Preciso de ajuda” abaixo do campo de rastreamento. Para encomendas domésticas, clique em "Precisa de ajuda?" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: role a aba seguinte até o final e clique em “Serviço de Atendimento”. Role a aba seguinte até o final e clique em "Serviço de Atendimento" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: no campo “Digite aqui”, escreva “Rastreio” e clique em “Enviar”. Digite "Ratreio" no campo indicado e clique em "Enviar" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: nas opções exibidas, clique em “Doméstico”. Clique em "Doméstico" para prosseguir (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 5: clique em “Clique aqui” para prosseguir para uma nova aba. Em seguida, clique em "Clique aqui" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 6: na nova aba, digite seu CPF, mantenha a opção “Nota Fiscal” marcada, ou troque para uma outra opção, digite os 5 últimos dígitos da nota fiscal sem o ponto e clique em “Rastrear”. Preencha os campos indicados e clique em "Rastrear" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Como localizar uma encomenda FedEX sem o código de rastreamento Passo 1: acesse o site de rastreamento da FedEx através de um navegador no celular ou PC e clique em “Número de rastreamento” para alterar o método de busca. Na página de rastreamento, clique em "Número de rastreamento" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: com a pop-up aberta, selecione a opção “Rastrear por Referência”. Com a pop-up aberta, selecione "Rastrear por Referência" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: utilize os campos para inserir até 30 números referentes à sua encomenda, selecione o país, o código postal de destino, data de envio e clique em “Rastrear”. Preencha os campos e clique em "Rastrear" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: em seguida, você poderá visualizar o andamento e informações mais detalhadas do envio. Também é possível solicitar o recebimento de notificações pelo e-mail. Em seguida, você poderá visualizar os dados da sua encomenda (Captura de tela: Matheus Bigogno) Pronto! Agora você pode rastrear as suas encomendas nacionais e internacionais enviadas pela FedEx. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

País se aproxima de 172 mil mortes por covid-19, aponta consórcio de veículos de imprensa

Valor Econômico - Finanças O Brasil registrou 501 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de Saúde. Com isso, o total de óbitos provocados pelo novo coronavírus atinge 171.998. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Ibope: Em Porto Velho (RO), Hildon Chaves tem 51% e Cristiane Lopes, 34%

Valor Econômico - Finanças O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), segue à frente da disputa pela reeleição na cidade, com 51% das intenções de voto, segundo a pesquisa Ibope divulgada hoje. Cristiane Lopes (PP) está com 34%. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Cloroquina estocada no Brasil é repassada a estados e municípios

canaltech Lembra da cloroquina? Normalmente usada para o tratamento de doenças autoimunes e malária, ficou popular em meio à pandemia de COVID-19, ainda que não haja comprovação científica de eficácia do remédio no combate à doença. Na última quinta-feira (26), o Ministério da Saúde distribuiu toda a cloroquina disponível aos estados e prefeituras. COVID-19 no Brasil: o que muda após liberação de cloroquina e hidroxicloroquina? Coordenador da Fiocruz ressalta que cloroquina não é eficaz contra coronavírus Quem toma cloroquina há anos também está vulnerável à COVID-19, diz estudo A pasta adquiriu e distribuiu todos os 5,8 milhões de comprimidos de cloroquina obtidos. Em julho, o estoque era de 4 milhões de comprimidos. De acordo com o próprio Ministério da Saúde, isso aconteceu por causa dos pedidos feitos por prefeituras e governos estaduais. "O Ministério da Saúde adquire apenas a cloroquina e não possui estoque, uma vez que o medicamento foi distribuído de acordo com pedidos e planejamento prévio dos estados", declarou ao UOL. Enquanto isso, 6,8 milhões de exames do tipo RT-PCR estão estocados em um armazém do governo em Guarulhos (SP), e os produtos vencem em dezembro e janeiro. O Ministério afirmou que os testes não foram enviados porque não houve pedidos por parte de prefeituras e estados. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Ministério da Saúde distribui toda cloroquina disponível a estados e prefeituras (Imagem: Christina Victoria/Unsplash) Voltando a falar da cloroquina, o medicamento do governo foi produzido por laboratórios da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) e do Exército. Nas Forças Armadas, os gastos foram de R$ 1,5 milhão até o mês de junho. O gasto na Fiocruz foi de R$ 207 mil, segundo o Ministério da Saúde. De acordo com um levantamento, entre março e julho, a maior parte foi usada para combater o coronavírus. Foram 5 milhões destinados para COVID-19 e 1,3 milhão para malária. O governo federal também recebeu 3 milhões de comprimidos de hidroxicloroquina, que é utilizada para tratamento de doenças como artrite reumatoide, lúpus e dermatomiosite. Os remédios foram doados pelo governo dos EUA e pelo laboratório Novartis-Sandoz. Segundo as Secretarias de Saúde de 15 estados consultados pelo UOL, os estoques da cloroquina destinada ao combate da COVID-19 somam 280 mil comprimidos. Já o Exército possui outros 400 mil em estoque — o que totaliza 680 mil unidades do produto, pelo menos. Nos estados consultados e nas Forças Armadas, o lote de medicamentos que vence mais rapidamente vai até março de 2021. Cloroquina e COVID-19 No último dia 20, uma pesquisa foi realizada por Marco Pinheiro, reumatologista da Universidade Federal de São Paulo, contando com a participação de quase 400 estudantes de medicina e quase 10 mil voluntários espalhados por 97 cidades brasileiras para descobrir se pacientes com doenças reumatológicas que se tratavam com a cloroquina há mais de cinco anos estariam mais imunes contra o SARS-CoV-2 ou se teriam sintomas mais leves. Com a coleta de dados, a equipe concluiu que a cloroquina não protegeu nem evitou formas graves, que exigem intubação. Não há comprovação científica de que a cloroquina seja eficaz na luta contra a COVID-19 (Imagem: outsideclick/pixabay) No começo da pandemia, a cloroquina e a hidroxicloroquina foram consideradas grandes apostas para o enfrentamento da COVID-19, mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) suspendeu, pela segunda vez, estudos clínicos que avaliavam o potencial do medicamento hidroxicloroquina para o tratamento de pacientes diagnosticados com a COVID-19, sob o argumento de que a substância não era capaz de reduzir a mortalidade em pacientes internados com a doença. Já nos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA), agência norte-americana equivalente à Anvisa no país, também revogou a autorização do uso tanto da cloroquina quanto da hidroxicloroquina, mesmo em caráter emergencial, para pacientes da COVID-19. A revogação também foi feita em junho. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

Prova de vida segue suspensa até dezembro, diz INSS

Valor Econômico - Finanças A medida havia sido anunciada inicialmente em março devido às medidas de isolamento social e vem sendo prorrogada desde então O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou há pouco que, na segunda-feira, será publicada portaria prorrogando até dezembro a interrupção de bloqueios de pagamentos de beneficiários por falta de prova de vida. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Mineiro vencedor do Jabuti, Leonardo Chalub conta bastidores da obra premiada

O Tempo - Diversão - Magazine O livro "Palmares de Zumbi" foi o escolhido por Carlos Honorato, Júlio Emílio Braz e Sandra Medrano, jurados da categoria juvenil Veja Mais

CT News - 26/11/2020 (Netflix testa lista com 50 filmes e séries mais populares)

canaltech No CTN de hoje: Netflix começa a testar lista com 50 filmes e séries mais populares; Spotify apresenta instabilidade ao redor do mundo nesta sexta-feira (27); Sony estaria banindo donos de PS5 que abusam da PlayStation Plus Collection e mais. Ouça ao podcast. Veja Mais

Nintendo Switch já iniciou a Black Friday na eShop

Nintendo Switch já iniciou a Black Friday na eShop

Tecmundo A Nintendo é conhecida por não fazer promoções com tanta frequência, mas nem eles perdem a oportunidade de dar descontos na Black Friday. A eShop europeia do Switch, por exemplo, já está com seus Cyber Deals a todo vapor. Agora mesmo você encontra descontos que vão de 33% a 84% no Nintendo Switch. Isso vale para diversos países do continente, mesmo que tenham moedas diferentes. Se quiser encontrar o menor valor, você ainda pode usar o site Save Coins para conferir os preços de todas as regiões.Leia mais... Veja Mais

ALMG nega surto de Covid-19 e reforça compromisso com segurança

O Tempo - Política Legislativo do Estado tem feito monitoramento diário e transparente da doença Veja Mais

Na véspera do segundo turno, candidatos ainda lutam por votos em Uberaba

O Tempo - Política Reta final da campanha foi marcada por troca de acusações entre Elisa Araújo (Solidariedade) e Tony Carlos (PTB) Veja Mais

Deputados falam sobre a Nova Política Nacional de Educação Especial - 27/11/20

Deputados falam sobre a Nova Política Nacional de Educação Especial - 27/11/20

Câmana dos Deputados O lançamento da nova Política de Educação Especial, que está inclusive em campanha publicitária do governo Federal, foi muito questionado no Congresso. Vários projetos foram apresentados para sustar os efeitos do decreto presidencial que desobriga a escola comum de matricular estudantes com deficiência, e ainda permite a volta do ensino regular em escolas especializadas. Conversamos sobre a inclusão de estudantes com deficiência com dois parlamentares que se dedicam ao tema da educação, deputados General Peternelli (PSL-SP) e Paulão (PT-AL), coautor do PDL 427/20, nesta edição do Câmara Debate. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Comissão do caso João Alberto debate projetos de combate ao racismo - 27/11/20

Comissão do caso João Alberto debate projetos de combate ao racismo - 27/11/20

Câmana dos Deputados O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, defendeu que o combate ao racismo esteja de forma permanente na pauta do parlamento. A fala ocorreu na reunião interativa da Comissão que acompanha o caso João Alberto. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #RodrigoMaia #Racismo Veja Mais

Como usar o Waze no PC e enviar rotas para o celular

canaltech O Waze (Android | iOS | Web) pode ser considerado um dos principais apps de navegação para motoristas no Brasil. A plataforma conta com alertas em tempo real sobre a situação do trânsito, pedágios e acabou virando um companheiro virtual para motoristas. Como montar uma rota com paradas no Waze 5 funções do Google Maps que são pouco conhecidas 6 funções pouco conhecidas do Waze que facilitarão sua vida Um recurso bastante interessante da plataforma é a possibilidade de criar e configurar uma rota no PC e enviá-la para o celular usando a função “Salvar no app”. Confira a seguir o passo a passo para utilizá-la! Como usar o Waze para criar rotas no PC e enviá-las para o celular Passo 1: através de um navegador web pelo PC, acesse o site do Waze Live Map e clique em “Planejar um percurso”. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Abra o site do Waze Live Map e clique em "Planejar um percurso" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: antes de calcular o seu percurso, clique em “Entrar” no canto superior direito. Antes de planejar a sua rota, clique em "Entrar" no canto superior direito (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: será aberta uma nova guia com um QR Code para que você entre com a sua conta do Waze. Utilize um app ou a câmera do seu celular para acessar o link. (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: feito isso, escolha o seu trajeto, configure se você vai sair agora ou depois e clique em “Salvar no app”. Calcule o trajeto e clique em "Salvar no app" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 5: no seu celular, você vai receber uma notificação do Waze, portanto, clique nela para ativar o percurso diretamente no app. No seu celular, você irá receber uma notificação do Waze para iniciar o percurso pelo app (Captura de tela: Matheus Bigogno) Dica: se você já estava com o app aberto quando clicou na notificação, reinicie-o. Passo 6: com o trajeto aberto no app, basta apenas clicar em “Ir agora” para iniciar o percurso. Com o trajeto aberto no app, basta apenas clicar em “Ir agora” para iniciar o percurso (Captura de tela: Matheus Bigogno) Pronto! Agora você pode criar rotas do Waze no PC e utilizá-las no celular. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Não é mais 90%? AstraZeneca assume erro de eficácia da vacina da COVID-19 Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Miniórgãos revolucionam o que a ciência sabe sobre a COVID-19; entenda Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Mutação precoce do coronavírus pode ter tornado a pandemia mais "potente" Veja Mais

Dólar fecha em leve queda em dia ameno com sessão reduzida nos EUA

Valor Econômico - Finanças O pregão desta sexta-feira ficou marcado pelo feriado estendido nos Estados Unidos, que levou as bolsas americanas a operarem em horário reduzido e manteve baixa a liquidez dos mercados mundiais. Nesse ambiente, o dólar apenas oscilou perto da estabilidade durante a maior parte do pregão, enquanto investidores locais monitoraram o noticiário em Brasília, que acabou sendo fraco. No encerramento do dia, a moeda americana foi negociada em baixa de 0,17%, a R$ 5,3255. Com isso, acumulou queda de 1,13% na semana. Veja Mais

Ministro da Infraestrutura é diagnosticado com coronavírus, informa assessoria

G1 Economia Segundo assessoria, Tarcísio Gomes de Freitas está assintomático e fará teletrabalho. Além dele, outros 13 ministros do governo foram diagnosticados com o novo coronavírus. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em imagem de arquivo Alan Teixeira/BTG Pactual Divulgação A assessoria do Ministério da Infraestrutura informou nesta sexta-feira (27) que o ministro Tarcísio Gomes de Freitas foi diagnosticado com o novo coronavírus. Segundo a assessoria, o ministro está assintomático e fará teletrabalho. "O ministro Tarcísio Gomes de Freitas testou positivo para Sars-CoV2, informação confirmada na noite desta sexta-feira (27/11). O ministro está assintomático e deve seguir com suas funções em teletrabalho", informou a pasta. Conforme o site do ministério, Tarcísio Gomes de Freitas participou nesta sexta-feira de três agendas em Minas Gerais: inauguração da pavimentação da BR-154, entre Ituiutaba e Cruscilândia; vistoria nas obras do Aeroporto Ten. Cel. Aviador César Bombonato; e visita às obras de um viaduto na BR-365. Além de Tarcísio Gomes, outros 13 ministros do governo foram diagnosticados com o coronavírus nos últimos meses, entre os quais: Braga Netto (Casa Civil); Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional); André Mendonça (Justiça); Eduardo Pazuello (Saúde). Além dos ministros, o próprio presidente Jair Bolsonaro foi diagnosticado com coronavírus, em julho deste ano. Initial plugin text Veja Mais

AstraZeneca: erro nos testes gera desconfiança na vacina

AstraZeneca: erro nos testes gera desconfiança na vacina

Tecmundo Uma das vacinas mais aguardadas no Ocidente, a do consórcio AstraZeneca e Universidade de Oxford, foi do céu ao inferno ao anunciar, na última segunda-feira (23), o resultado da eficácia de até 90% de seu imunizante. Entre comemorações de júbilo da imprensa e de políticos britânicos, a Astra Zeneca reconheceu um erro crítico na dosagem recebida por alguns participantes do estudo.A controvérsia imediatamente começou a levantar dúvidas se a eficácia a princípio espetacular da vacina será confirmada após ensaios adicionais que serão necessários. Para cientistas e especialistas do setor, o erro não é isolado e existem diversas irregularidades e omissões na forma como a AstraZeneca divulgou os dados.Leia mais... Veja Mais

Microsoft escala astro da NFL para promover o Surface Duo; veja como ficou

canaltech A Microsoft não está poupando despesas para as peças de publicidade envolvendo um de seus produtos mais premium, o Surface Duo. E para alavancar as vendas do seu gadget, a gigante de Redmond resolveu escalar um dos maiores astros recentes da NFL, a liga de futebol americano, Marshawn Terrell Lynch, conhecido como "a Besta". Android 12 vai facilitar consideravelmente a atualização do sistema Samsung destaca os recursos do processador Exynos 1080 de forma curiosa Lenovo prepara novo celular para competir com novos Redmi Note 9 Em uma clara alusão ao "Beast Mode", como é conhecido o estilo agressivo do jogador, a Microsoft fez uso de um belo trocadilho, o "Feast Mode", mostrando o quão rápido é seu phablet dobrável. Na peça publicitária, Lynch utiliza o aparelho executando várias coisas ao mesmo tempo durante uma preparação de um prato de Ação de Graças, feriado que aconteceu na última quinta-feira (26). Como promoção para a Black Friday, a Microsoft está oferecendo atualmente um desconto de US$ 200 (R$ 1.069 na conversão direta) no Surface Duo. Isso significa que aparelho dobrável de tela dupla agora custa "apenas" US$ 1.199,99 (R$ 6.413) para o modelo de 128 GB. Há, também, para moradores locais, um desconto ainda maior de US$ 300 (R$ 1.603) que é disponibilizado caso o produto seja comprado em planos pós-pagos nas operadoras AT&T e Verizon. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.-   O Surface Duo é equipado com um processador Qualcomm Snapdragon 855, 6 GB de RAM e 128/256 GB de armazenamento, duas telas AMOLED de 5,6 polegadas com resolução de 1800 x 1350 e 401 dpi, câmera de 11 MP e Android 10; tudo isso alimentado por uma bateria de 3.460 mAh. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

Indicado por Bolsonaro, Marques trava debate no STF sobre "rachadinha"

Valor Econômico - Finanças Processo poderia ter impacto no caso do senador Flávio Bolsonaro O ministro Kassio Nunes Marques, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF), pediu para retirar de pauta um processo que envolve o crime conhecido como "rachadinha" e que poderia ter impacto no caso do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Cármen Lúcia votar por obrigar Bolsonaro a desbloquear seguidor

Valor Econômico - Finanças O caso começou a ser debatido no plenário virtual hoje. A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou para que o presidente Jair Bolsonaro seja obrigado a desbloquear um seguidor da sua conta do Twitter. O caso começou a ser debatido no plenário virtual hoje. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Ibope: Em Maceió, JHC tem 48% e Alfredo Gaspar, 36%

Valor Econômico - Finanças Pelo critério de votos válidos (sem contar brancos e nulos), JHC tem 57% (era 53% na pesquisa anterior) e Gaspar tem 43% (era 47%) A segunda pesquisa Ibope para o segundo turno em Maceió, divulgada há pouco, reafirmou a tendência de virada e mostra o deputado federal JHC (PSB) à frente do ex-procurador-geral de Justiça Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB). Na comparação com o levantamento divulgado na segunda-feira (23), JHC cresceu seis pontos, indo para 48% dos votos totais. Alfredo Gaspar tem 36%, uma oscilação negativa de dois pontos percentuais. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Guga Peixoto comenta sobre direitos da pessoa com transtorno do espectro autista - 27/11/20

Guga Peixoto comenta sobre direitos da pessoa com transtorno do espectro autista - 27/11/20

Câmana dos Deputados Está tramitando na Câmara dos Deputados o projeto de lei 5104/20, que torna obrigatório incluir em carteiras e cadernetas de vacinação, em formato impresso ou digital, informações relacionadas aos principais sintomas do transtorno do espectro autista (TEA). O objetivo do projeto é ampliar o acesso a informações sobre o transtorno do espectro autista, facilitando a identificação e o diagnóstico precoce de comportamentos autísticos. E para conversar sobre esse assunto, o convidado dessa edição do programa é o deputado Guga Peixoto (PSL-SP), autor do projeto. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

BNDES destinará R$ 92 bilhões a pequenas e médias empresas até novembro, diz Montezano

G1 Economia Empréstimos serão realizados dentro do FGI PEAC, programa emergencial de acesso a crédito. Gustavo Montezano, presidente do BNDES Antonio Cruz/Agência Brasil O presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Gustavo Montezano, disse nesta sexta-feira (27) que serão destinados, até o fim de novembro, R$ 92 bilhões para pequenas e médias empresas dentro do programa emergencial de acesso a crédito, o FGI PEAC. "Esse fundo, até o fim de novembro, vai ter originado R$ 92 bilhões para pequenas e médias empresas", disse, ao participar do congresso do mercado de capitais, promovido pela Anbima e pela B3. Segundo Montezano, o banco de fomento privilegiou as empresas menores em detrimento das grandes, o que gerou até mesmo críticas. "Tomamos uma decisão culturalmente nova no Brasil. Fomos criticados e questionados, mas foi uma decisão espetacular", afirmou. O BNDES tem o desafio de se integrar mais com o mercado e cofinanciar operações, disse o executivo: "Nossa ideia é convidar e abrir as portas para cofinanciar". Ele disse que o principal gargalo no Brasil é o apetite por risco de projetos. O BNDES atuou ao longo dos anos com fianças e avais corporativos e o mercado de "project finance" não se desenvolveu. O potencial de privatizações e concessões no país é maior do que o imaginado, disse Montezano. Somente no setor de infraestrutura, ele citou um portfólio de investimentos de quase R$ 200 bilhões, mencionando, por exemplo, os trabalhos para privatização da Cedae, empresa de água e esgoto do Rio de Janeiro. "O pipeline de privatizações está rodando. O processo de privatizações é lento e burocrático, tem que ser. Estamos falando de bens públicos", afirmou. Veja Mais

Cuidado! Golpe na Black Friday promete cafeteira grátis para roubar dados

canaltech Como já podíamos esperar, apesar da grande quantidade de ofertas legítimas, a Black Friday está sendo marcada por um número assustador de golpes virtuais. Agora, segundo um alerto emitido por pesquisadores da Kaspersky, uma campanha maliciosa está sendo disseminada via WhatsApp e possivelmente coletando dados pessoais — nome, endereço de e-mail, data de nascimento e telefone — de milhares de internautas brasileiros. Dicas para se dar bem durante a Black Friday Não caia nessa: novo golpe promete “Abono Emergencial de Natal” de R$ 800 Cuidado! Golpes de phishing aumentam em 80% com a proximidade da Black Friday O golpe se inicia com uma mensagem que promete uma unidade gratuita de uma famigerada cafeteira de cápsulas; na teoria, não se trata de um sorteio, bastando acessar o link e responder a um questionário para ganhar a sua. Os pontos de desconfiança já surgem aí — o tal do link não tem relação alguma com a marca da cafeteira e, para piorar, está hospedada em um domínio gringo, o que já deveria acionar o sinal vermelho. Caso a vítima prossiga, ela será direcionada para outra página — desta vez, prometendo um vale-compras de R$ 2 mil. Além de ceder os dados citados anteriormente, o internauta precisa concordar que suas informações sejam compartilhados com “patrocinadores” e outros parceiros. Exatamente: os criminosos são tão ousados que estão até mesmo obtendo uma confirmação de consentimento para uso dos dados roubados. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- “Não é possível mensurar quantas pessoas já caíram, mas imagino que sejam muitas, pois a mensagem está circulando massivamente, e coloca condições muito simples para o consumidor: pede dados que ele normalmente não se importa em compartilhar e, mesmo aqueles que desconfiam, podem acabar 'pagando para ver', uma vez que imaginam que não têm nada a perder com isso”, explica Fabio Assolini, analista de segurança sênior da Kaspersky no Brasil. Imagem: Reprodução/Kaspersky Assolini orienta os internautas a verificar com cuidado esse tipo de “promoção”, pois, por mais que os criminosos estejam se tornando cada vez mais convincentes em seus golpes de phishing, é possível perceber algumas inconsistências. “Já começa com a URL encontrada, que é um domínio hospedado em site estrangeiro. Isso é feito pelos criminosos para dificultar sua remoção, devido às diferenças na língua e no fuso horário”, explica. “Outro indício é o fato de, logo no início do questionário, os organizadores pedirem que o participante compartilhe a oferta com os amigos nas redes sociais. Isso permite que não apenas a mensagem seja disseminada, como aqueles que recebam tenham mais confiança, pois irão receber de um contato próximo, um amigo ou um familiar”, complementa o especialista. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

Em Cuiabá, prefeito Emanuel Pinheiro sobe 5 pontos e empata com Abílio Jr

Valor Econômico - Finanças Em votos válidos, que desconsideram brancos e nulos, cada candidato tem 50% da preferência do eleitorado A disputa pela Prefeitura de Cuiabá (MT) está empatada, mostra pesquisa Ibope divulgada na noite de sexta (27). O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e o vereador Abílio Júnior (Podemos) têm, cada um, 45% das intenções de votos totais. O levantamento aponta que 8% dos eleitores pretendem votar em branco ou nulo, e 3% não sabem ou não responderam. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano

canaltech Astrônomos estão repensando a atual compreensão sobre como as galáxias evoluem. É que a NASA descobriu uma galáxia que não apenas sobrevive ao banquete de um buraco negro supermassivo se alimentando de suas estrelas, como também cria novas estrelas em ritmo acelerado. Isso vai contra todos os modelos científicos atuais. Espirais, elípticas e lenticulares... por que as galáxias são tão diferentes? Galáxia de brilho raro é observada em seu estágio inicial de formação Galáxia de 12 bilhões de anos desafia o que sabemos sobre o universo primitivo Até então, os pesquisadores cogitavam que um buraco negro muito ativo acaba devorando tanto material ao seu redor que consomem toda a sua galáxia hospedeira. É neste processo intenso, inclusive, onde nascem os quasares — um dos objetos mais brilhantes do universo. Mas a galáxia encontrada está sobrevivendo a um grande buraco negro e continua a gerar cerca de 100 estrelas do tamanho do Sol por ano. Foi através do SOFIA (Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy), o telescópio da NASA que voa em um avião, que os cientistas observaram a galáxia chamada CQ4479. O novo estudo, publicado no Astrophysical Journal, pode trazer uma nova compreensão sobre a formação e evolução das galáxias no universo. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Ilustração da galáxia CQ4479 (Imagem: Reprodução/NASA/Daniel Rutter) Esta galáxia fica a mais de 5,25 bilhões de anos-luz de distância, mas o brilho de seu quasar pode ser descoberto recentemente por Allison Kirkpatrick, coautor do novo estudo. Este quasar é do tipo “frio”, ou seja, seu o buraco negro ainda está se alimentando com o material de sua galáxia hospedeira, mas a energia resultante do quasar não destruiu o gás frio da região. É por isso que as estrelas podem continuar nascendo — afinal, elas são feitas desse mesmo gás. Embora Kirkpatrick tenha anunciado a descoberta dos quasares frios em 2019, esta é a primeira vez que os astrônomos tiveram a oportunidade de olhar para um deles com detalhes. Isso permite calcular características como o crescimento do buraco negro, a taxa de nascimento de estrelas e quanto gás ainda sobrou para continuar a formação estelar. Se o processo continuar no ritmo atual, “o buraco negro e as estrelas ao seu redor triplicarão de massa antes que a galáxia chegue ao fim de sua vida”, disse Kevin Cooke, que liderou o estudo. Tudo isso parece bem surpreendente até mesmo para os cientistas que conduziram a pesquisa. É que as teorias atuais preveem que a energia do quasar aquece ou expulsa o gás frio necessário para criar estrelas, causando assim o fim do crescimento da galáxia. Resta agora continuar vasculhando o espaço com o SOFIA para saber se — e quantas — galáxias como esta existem por aí. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Não é mais 90%? AstraZeneca assume erro de eficácia da vacina da COVID-19 Veja Mais

INSS informa que prova de vida segue suspensa até dezembro

G1 Economia Portaria será publicada na próxima segunda-feira (30); benefícios que dependem de prova de vida serão pagos até janeiro do ano que vem. O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou nesta sexta-feira (27) que os benefícios que dependem de prova de vida serão pagos até janeiro do ano que vem. Na segunda-feira (30), o governo vai publicar uma portaria que prorroga até dezembro a interrupção de bloqueios de pagamento por falta da prova de vida. Beneficiários realizam perícia médica na agência do INSS do Bairro Edson Queiroz, em Fortaleza Bruno Cabral/SVM "Na próxima segunda-feira (30/11) será publicada portaria que prorroga por mais duas competências (novembro e dezembro) a interrupção de bloqueios de pagamento por falta da prova de vida. Assim, quem não fez o procedimento entre março e dezembro desse ano, não terá o benefício bloqueado até o fim de janeiro", informou a assessoria do INSS. A suspensão da prova de vida teve início em março, quando tiveram início as medidas de isolamento social para conter a disseminação do coronavírus. Recadastramento é anual A lei prevê que, todos os anos, beneficiários do INSS precisam comprovar ao governo que estão vivos. Essa comprovação é sempre presencial e pode ser feita na instituição bancária em que o aposentado ou pensionista recebe o benefício, em uma agência do INSS, em embaixadas e consulados ou na casa de aposentados e pensionistas com dificuldade de locomoção. Quem não faz a comprovação no prazo tem o pagamento bloqueado, suspenso ou cessado. O procedimento é obrigatório e tem como principal objetivo evitar fraudes e pagamentos indevidos. Vídeos: Últimas notícias de economia Veja Mais

Cármen diz que bloqueio de Bolsonaro a seguidores nas redes é 'antirrepublicano'

O Tempo - Política Para a ministra, a condição do presidente 'não permite o afastamento de seus atos postados e publicados na condição de representante de todos os brasileiros' Veja Mais

Google: feed de notícias ganhará contador de 'curtidas' em breve

Google: feed de notícias ganhará contador de 'curtidas' em breve

Tecmundo Na última quarta-feira (25), um usuário do Twitter relatou uma adição bastante curiosa no feed do serviço Discover, do Google. Em sua mais recente atualização, é possível deixar 'curtidas' nas notícias apresentadas enquanto o usuário navega pela interface. Agora, o sistema ganhará um contador de likes, que deve marcar o desempenho dos anúncios — algo questionável, considerando a tendência das outras redes sociais.A medida tem como objetivo auxiliar na interação dos usuários como uma comunidade, além de promover melhores resultados na seleção de conteúdos e notícias para seu gosto individual. Contudo, a implementação do contador vai contra a tendência iniciada pelo Instagram, entre outras redes sociais, que ocultou os números de 'curtidas' em suas postagens no aplicativo móvel, a fim de minimizar comparações e estimular um ambiente onde os usuários se sintam menos pressionados a terem altos números de 'curtidas'.Leia mais... Veja Mais

Paulinho da Viola celebra live deste sábado: ‘Uma síntese da minha carreira’

O Tempo - Diversão - Magazine Apresentação será transmitida ao vivo, a partir das 22h, no Globoplay, e será aberta para não assinantes da plataforma Veja Mais

Presidiário condenado à morte conta em livro como se tornou um mestre budista

O Tempo - Diversão - Magazine 'Encontrando a Liberdade' narra vida de americano que descobriu a religião na cadeia onde está há 40 anos Veja Mais

TV Globo cancela debate em São Paulo após Boulos testar positivo para covid-19

Valor Econômico - Finanças A TV Globo cancelou o debate previsto para a noite de hoje entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo, após Guilherme Boulos (Psol) ter sido diagnosticado com covid-19. Boulos solicitou a realização de um debate virtual, mas a emissora disse que tanto a equipe do candidato do Psol quanto a do prefeito e candidato à reeleição, Bruno Covas (PSDB), haviam feito um acordo que, em caso de problemas de saúde, o debate seria cancelado. A seguir, a íntegra da nota da emissora: “Debate com candidatos à Prefeitura de São Paulo está cancelado Cancelamento foi definido após o candidato Guilherme Boulos (Psol) ter testado positivo para covid-19 Seguindo as regras acordadas com os partidos, que preveem o cancelamento do debate em caso de problemas de saúde de um dos participantes, a TV Globo cancelou o evento entre candidatos à Prefeitura de São Paulo, que seria realizado hoje à noite, após Guilherme Boulos (Psol) ter comunicado que testou positivo para covid-19. Com isso, a TV Globo reexibirá para São Paulo o ‘Globo Repórter’ com a viagem de Glória Maria a Macau, na China. No Rio de Janeiro e em Recife, os debates entre os candidatos que chegaram ao segundo turno nas respectivas cidades estão mantidos.” 27/11/2020 17:28:50 Veja Mais

Itália flexibilizará restrições contra a covid-19 em 3 regiões

Valor Econômico - Finanças Calábria, Lombardia e Piemonte deixarão de ser consideradas “zonas vermelhas” para a transmissão da doença e poderão suspender uma espécie de “lockdown” regional O governo da Itália pretende publicar um novo decreto que prevê flexibilizar em três regiões as medidas restritivas adotadas para conter um novo surto de casos de covid-19. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Deputados cobram do Governo planejamento para educação em 2021

O Tempo - Política Parlamentares dizem que é preciso rever modelo de ensino para o próximo ano já que fim da pandemia de Covid-19 continua indefinido Veja Mais

Vacina contra covid-19 não deve ser oferecida a toda a população, diz Saúde

Valor Econômico - Finanças Apenas grupos de maior risco de exposição e complicações pela doença serão beneficiados, informou o ministério Assim que for aprovada, uma vacina contra a covid-19 não deve ser oferecida para toda a população no próximo ano, mas apenas para grupos de maior risco de exposição e complicações pela doença, informou nesta sexta-feira (27) o Ministério da Saúde. A pasta está trabalhando na construção de um plano nacional de imunização. Um documento preliminar deve ser compartilhado com especialistas e secretários de saúde na próxima terça-feira (1). Nas últimas semanas, o ministério já vinha falando em iniciar a vacinação por grupos prioritários, como idosos, pessoas com doenças crônicas e profissionais de saúde, mas não estava claro se pensava em estender a oferta. "Definimos objetivos para a vacinação, porque não temos uma vacina para vacinar toda a população brasileira. Além disso, os estudos não preveem trabalhar com todas as faixas etárias inicialmente, então não teremos mesmo como vacinar toda a população brasileira", disse a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações, Francieli Fantinato. Ela afirma que entre os grupos que hoje não fazem parte de estudos clínicos estão crianças e gestantes. O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, disse que a oferta para públicos específicos não significa que as outras pessoas não estarão protegidas. "O fato de determinados grupos da população não serem imunizados não significa que não estarão seguros, porque outros grupos que convivem com aqueles estarão imunizados e dessa forma não vão ter a possibilidade de se contaminar", afirmou. Ele comparou a estratégia da vacina contra a covid-19 com a das campanhas de vacinação contra a gripe, também voltadas a grupos de maior risco de exposição e complicações pelo vírus. "Nossa meta é vacinar 80 milhões de brasileiros por ano, não falamos em toda a população", afirma. Segundo ele, a mesma discussão ocorre em outros países. "Quando falamos de vacinação, o mundo não entende que terá que ter vacina para todos. A Covax [iniciativa da Organização Mundial de Saúde que acompanha nove estudos de vacinas para oferta aos países] almeja 2 bilhões. É uma meta ambiciosa, e não se imagina que haverá vacina para todas as pessoas do planeta", diz. Segundo Fantinatto, a definição dos grupos deve levar em conta o cenário epidemiológico do país e as indicações das eventuais vacinas que estiverem disponíveis. As informações foram dadas em entrevista coletiva à imprensa na sede da pasta. No mesmo encontro, representantes do Ministério da Saúde fizeram ataques à defesa do isolamento social, na contramão do recomendado por outras entidades na área da saúde. Também atribuíram uma redução na mortalidade pela covid-19 ao que chamam de "tratamento precoce" - não há até o momento nenhum tratamento comprovado contra a covid que possa ser usado de forma precoce. O grupo chegou a mostrar um gráfico em que cita duas datas: a entrada do general Eduardo Pazuello como ministro da Saúde e a data de divulgação de um protocolo que amplia o uso da cloroquina, medicamento também sem comprovação de eficácia contra a doença. Especialistas, porém, têm apontado outros fatores para uma redução na mortalidade que não esses dois pontos. Entre eles está o aprendizado no manejo clínico de pacientes. Veja Mais

Como resolver os principais erros da Google Play Store

canaltech A Google Play Store é a loja de apps, games, livros e filmes do Android. Permite baixar novos apps, atualizá-los e fazer compras de serviços e outros itens. No entanto, é possível se deparar com alguns erros na plataforma. Para evitar situações incômodas, existem algumas maneiras de resolver problemas da loja virtual. Confira quais! Google Play Store: problemas mais comuns A maior parte dos erros na Play Store envolvem a instalação de apps e o acesso à plataforma. O próprio aplicativo da Play Store pode apresentar erros em sua execução, sem carregar informações ou fechando de forma inesperada. Além disso, é comum encontrar problemas ao tentar o download e instalação de apps e outros conteúdos. Nesses casos, há uma série de ações que podem ser feitas para corrigir esses erros. O que fazer quando a Play Store não abre Como limpar o histórico de busca na Google Play Store 8 truques e funções escondidas da Google Play Store Google Play Store: como solucionar problemas Forçar parada do app Forçar a parada de um app é uma alternativa para tentar corrigir erros e travamentos constantes, e pode ser aplicada para a plataforma da Play Store. O comando encerra todas as atividades do aplicativo no aparelho e possui uma vantagem sobre apenas fechar o app: ao forçar uma parada, até processos em segundo plano são interrompidos. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- O que é "forçar a parada" de um app e quais os efeitos desse procedimento Para isso, siga os seguintes passos: Passo 1: abra as configurações do celular e toque em "Aplicativos"; Acesse a aba de aplicativos (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 2: em seguida, procure pela Google Play Store e toque para abrir mais opções; Abra as informações da Play Store (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 3: toque no ícone "Forçar parada". Após o comando, tente abrir a loja de apps novamente. Force a parada e interrompa processos do app (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Limpar o cache O cache armazena dados temporários. A limpeza periódica dos dados do cache ajuda a reduzir erros, travamentos e libera espaço no dispositivo. Assim como forçar a parada, essa ação é realizada nas configurações do celular. Veja como: Passo 1: nas configurações, selecione "Aplicativos"; Abra a lista de apps (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 2: encontre a Google Play Store e toque para abrir; Escolha a Play Store (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 3: nas informações, selecione "Armazenamento"; Abra as opções de armazenamento (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 4: na tela seguinte, pressione "Limpar cache". Execute a limpeza (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Atualizar a Play Store Confirme a versão instalada da loja (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Em alguns dispositivos, o aplicativo da Play Store pode estar desatualizado. Com uma versão anterior, a plataforma pode não funcionar corretamente. Abra as configurações da Play Store e toque na aba "Versão da Play Store" para confirmar. Se estiver atualizada, uma janela exibirá um aviso. Caso contrário, é necessário seguir as instruções oferecidas pelo aparelho. Atualizar o Android Atualize seu sistema operacional (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) As atualizações não se limitam apenas à Play Store: em alguns casos, é necessário atualizar todo o sistema operacional. Abra as configurações do Android e verifique a versão atual e se há alguma atualização disponível. Para isso, siga o tutorial abaixo: Como verificar atualizações no Android Verifique a conexão para downloads e atualizações Configure o uso das redes (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Se a Play Store não está baixando ou atualizando o seu app, vale a pena conferir a conexão com a internet. Verifique se o seu celular está conectado a uma rede Wi-Fi ou está usando os dados móveis. Em seguida, acesse as configurações da Play Store e verifique as opções "Preferência de download de apps" e "Atualizar apps automaticamente". Se estiverem marcadas para download apenas com Wi-Fi, não será possível prosseguir com o download usando redes móveis. Reinicie o dispositivo Reiniciar é uma alternativa (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Se alguns problemas persistirem, reiniciar o dispositivo é uma opção. Ao ligá-lo novamente, processos são encerrados, liberando espaço na memória RAM. Isso resulta em uma otimização da memória, corrigindo possíveis erros na execução de comandos e softwares no aparelho. Libere espaço de armazenamento Google Files ajuda a liberar espaço (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Apps podem enfrentar problemas na atualização ou instalação pela falta de espaço livre na memória do celular. É importante limpar arquivos constantemente, de preferência armazenando-os em backup na nuvem para não perder informações. É possível fazer a limpeza manual dos arquivos na aba "Armazenamento", dentro das configurações, ou utilizar apps voltados para essa função. O Google Files (Android), por exemplo, é uma opção. Entre novamente com a conta Google Por fim, tente reconectar sua conta Google no aparelho. O processo poderá ajudar na sincronização com a Play Store. Siga os seguintes passos: Passo 1: abra as configurações do aparelho, selecione "Contas e backup" e, em seguida, "Contas"; Acesse as contas conectadas (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 2: na lista de contas vinculadas, toque na referente ao Google; Toque na conta do Google (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 3: em seguida, selecione "Remover"; Remova sua conta do Google (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 4: na tela anterior, selecione "Adicionar conta" e use os dados do Google; Adicione-a novamente (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 5: retorne à Play Store e toque no ícone do perfil para entrar com a conta novamente. Acesse a Play Store com sua conta (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Essas são algumas maneiras de solucionar problemas da Play Store. Caso os erros persistam, é importante entrar em contato com o suporte do Google. Clique aqui para acessá-lo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

Ator convoca fãs em petição para a Disney trazer de volta a série do Demolidor

canaltech De todas as séries dos heróis de rua da Marvel na Netflix, Demolidor foi a mais bem-sucedida. E justamente quando a atração teve sua melhor temporada, a terceira, foi cancelada. Não se sabe exatamente quais são os termos de contrato, mas especula-se que os direitos de uso dos personagens retornem para a Disney neste final de ano. Aparentemente, o Marvel Studios encerrou a parceria para, eventualmente, incluir Matt Murdock e companhia no Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês). Sabia que o Demolidor já foi um grande vilão? Disney terá de volta da Netflix os direitos sobre o Demolidor ainda em 2020 10 motivos para você assistir à série do Demolidor na Netflix Embora essa informação não seja confirmada pelas companhias, um apelo do ator Vincent D'Onofrio, que viveu o Rei do Crime/Wilson Fisk reforça a cláusula. Ele vem pedindo aos fãs para que assinem a petição #SaveDaredevil, movimento em prol do retorno da série da Netflix. Mas, claro, a ideia é que a Casa do Mickey produza os títulos nos mesmos moldes, equipe elenco, só que no Disney+ ou no Hulu — serviço que vem sendo utilizado pela Disney para veicular atrações para o público adulto. Sign this people, for Save Daredevil. https://t.co/YXvtPbPj01 -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- — Vincent D'Onofrio (@vincentdonofrio) November 26, 2020 Na quarta-feira (25), D’Onofrio retuitou a postagem de TJ Garvey, que encabeça a petição: "Temos quatro dias até que a moratória de dois anos termine. O ator diz: “Assine isso, pessoal, para resgatar Demolidor”. O texto original ainda dá detalhes sobre o contrato entre o Marvel Studios e a Netflix: “Temos quatro dias até que a moratória de dois anos termine. Você assinou a petição? Estamos com 370.369 assinaturas e contando", com marcação do Marvel Studios, da Marvel Entertainment, do Hulu e do presidente e diretor de criação da Marvel Entertainment, Kevin Feige. “Nós não desistimos”, completa a mensagem. Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! A nova “casa” ideal para a série, segundo a petição, é o Hulu, que recebeu filmes com faixa etária acima de 18 anos, a exemplo de Logan e Deadpool. Promoção de Feige mudou os rumos do Demolidor A parceria da Disney e da Marvel com a Netflix começou no final de 2013, e tinha como objetivo aproveitar personagens que não estavam nos planos do Marvel Studios. Acontece que, depois que Feige assumiu a direção criativa da Marvel Entertainment, que antes era comandada por seu desafeto interno na Casa do Mickey, Ike Perlmutter, ele criou um plano de expansão do MCU para o Disney+. Imagem: Reprodução/Netflix Assim, propriedades adoradas pelos fãs e que fizeram sucesso na Netflix — ok, nem todas foram acima da média como Demolidor, mas, enfim — passaram a ficar no radar de Feige novamente. Após o fim das séries na Netflix, o executivo chegou a dizer que Matt Murdock eventualmente teria novas histórias. Mas nada mais foi dito após isso e o retorno envolve uma difícil negociação de toda a equipe anterior, incluindo o elenco. Feige x Ike: Entenda como essa "Guerra Civil interna" afeta tudo na Marvel Kevin Feige agora comanda o Marvel Studios, a Marvel TV e a Marvel Comics Contudo, como nada é impossível em Hollywood, pode ser que Feige se sensibilize com o apelo dos fãs e atores para trazer o demônio da Cozinha do Inferno de volta. A petição já conta com quase 383 mil assinaturas e a meta é chegar a 500 mil. Se quiser contribuir, basta acessar este link. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

Anvisa recebe pedido para avaliação de estudos da vacina da Janssen

Glogo - Ciência Farmacêutica protocolou primeiro pacote de dados dos estudos da vacina AD26.COV2.S. Técnicos da reguladora têm 20 dias para avaliação. Vacina coronavírus Johnson & Johnson Janssen Janssen/ Divulgação A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu nesta sexta-feira (27) o pedido de submissão contínua da vacina da Covid-19 em desenvolvimento pela Janssen, a AD26.COV2.S. Vacina da Johnson contra Covid-19 é segura e induziu resposta imune, apontam resultados preliminares parciais Vacinas que Brasil avalia comprar chegam às últimas etapas de testes; veja o que já se sabe sobre cada uma Com a urgência da pandemia, a agência reguladora passou a utilizar a modalidade de "submissão contínua" para agilizar o registro dos imunizantes. Os fabricantes podem enviar os documentos dos estudos aos poucos, não necessariamente de uma vez só. Assim, a Anvisa avalia a situação durante o processo e, caso esteja tudo certo, consegue aprovar a última parte dos testes em humanos com mais rapidez. De acordo com a agência, a Janssen já protocolou o primeiro pacote de dados com informações sobre a vacina nesta sexta-feira. Os técnicos terão até 20 dias para analisar os documentos. O que já sabemos sobre a vacina para Covid-19 da Johnson & Jonhson A vacina candidata da Janssen/Johnson & Johnson, a Ad26.COV2.S, também é uma das quatro que receberam autorização para testes de fase 3 (a última) no Brasil. As outras são a de Oxford, a da Pfizer-BioNTech e a da Sinovac. O estudo da Johnson no país está sendo conduzido em 11 estados, com previsão de envolver até 7.560 pessoas com mais de 18 anos. Submissão contínua No dia 18 de novembro, a Anvisa autorizou que empresas interessadas em registrar uma vacina enviassem os dados técnicos sobre os testes de forma contínua. As medidas só valem para vacinas contra a Covid-19 e não se aplicam a nenhum outro medicamento ou vacina. Os imunizantes também precisam estar em fase 3 de ensaios clínicos. Outro pré-requisito para enviar os dados de forma contínua é que a empresa interessada tenha um Dossiê de Desenvolvimento Clínico de Medicamento (DDCM) protocolado na Anvisa. O dossiê é um conjunto de documentos que dão informações detalhadas sobre a vacina e sobre os estudos clínicos de fases 1, 2, e 3. Fases de testes de uma vacina Nos testes de uma vacina – normalmente divididos em fase 1, 2, e 3 – os cientistas tentam identificar efeitos adversos graves e se a imunização foi capaz de induzir uma resposta imune, ou seja, uma resposta do sistema de defesa do corpo. ETAPAS: por que a fase 3 dos testes clínicos é essencial para o sucesso e a segurança das vacinas Os testes de fase 1 costumam envolver dezenas de voluntários; os de fase 2, centenas; e os de fase 3, milhares. Essas fases costumam ser conduzidas separadamente, mas, por causa da urgência em achar uma imunização da Covid-19, várias empresas têm realizado mais de uma etapa ao mesmo tempo. Antes de começar os testes em humanos, as vacinas são testadas em animais – normalmente em camundongos e, depois, em macacos. Vídeos: novidades sobre vacinas contra a Covid-19 Initial plugin text Veja Mais

Entidade diz que Brasil tem 15 milhões de testes de Covid que podem vencer até março de 2021

Glogo - Ciência Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial apurou que, além dos 6,8 milhões de testes de Covid-19 parados no Ministério da Saúde, outros 8 milhões estão com fabricantes e importadores. Vencimento vai de novembro a março de 2021; Anvisa pode determinar extensão. Agente de saúde faz teste PCR em aluna de escola estadual em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, no dia 15 de outubro. Amanda Perobelli/Reuters Um levantamento feito pela Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL) divulgado nesta sexta-feira (27) aponta que há ao menos 15 milhões de testes de Covid-19 perto do prazo de validade no Brasil. As datas de vencimento vão deste mês até março de 2021. O número de 15 milhões abrange testes rápidos de anticorpos, testes laboratoriais de sorologia e os exames do tipo PCR, considerados o padrão "ouro" para diagnóstico da doença. Estes últimos representam 60% dos exames com data de vencimento próxima, segundo a CBDL (veja gráfico). Dos 15 milhões de testes, 6,8 milhões são exames do tipo PCR que estão em um armazém do Ministério da Saúde, conforme revelou o jornal "O Estado de S. Paulo" no último domingo (22) (veja vídeo abaixo). Os outros cerca de 8 milhões estão com fabricantes, importadores ou laboratórios privados associados à câmara que já adquiriram os testes, afirma o presidente da CBDL, Carlos Eduardo Gouvêa. Ele frisa que podem existir ainda mais testes com data de vencimento próxima no país sobre os quais a entidade não tem conhecimento – ou com empresas associadas que não responderam ao levantamento ou com empresas que têm testes próximos de vencer e não são associadas à CBDL. A organização representa de 70% a 80% das empresas do ramo, segundo Gouvêa. Quase 7 milhões de testes de covid podem perder a validade em um galpão do governo federal "Acho que ainda tem grandes empresas dentre os nossos associados que não falaram – porque estão esperando pra ver onde vai chegar e não queriam abrir o número no momento", avalia Gouvêa. O presidente da entidade acrescenta, ainda, que, durante a pandemia, várias empresas que não eram do segmento de testes diagnósticos importaram os exames. "Esse número não tenho como ter ideia", afirma. "Esse número de 15 milhões é conservador... e já assusta", diz Carlos Eduardo Gouvêa. Ele estima que o prejuízo de descartar todos os exames seria de R$ 1,5 bilhão. Extensão do prazo de validade Agente de saúde testa mulher para Covid-19 na favela Santa Marta, no Rio de Janeiro, no dia 9 de outubro. Pilar Olivares/Reuters Há discussões em andamento com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para estender a data de vencimento dos testes. Isso porque, em março, a agência aprovou uma resolução que estabeleceu o prazo de validade preliminar (cartorial) de 6 meses para os exames. A medida foi feita por precaução, até que estudos sobre a estabilidade dos exames pudessem comprovar que eles continuariam eficazes após esse período. Se esses estudos fossem feitos, o prazo de validade dos testes poderia ser estendido. Na quarta-feira (25), o Ministério da Saúde anunciou que a fabricante coreana Seegene atestou a extensão, por mais quatro meses, da validade dos 6,8 milhões de testes que estão parados com a pasta. O relatório deverá ser encaminhado à Anvisa para avaliação técnica. Segundo Gouvêa, da CBDL, uma reunião da entidade com a Anvisa está marcada para a próxima quinta-feira (3) para discutir a extensão dos prazos de validade dos exames. VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Veja VÍDEOS das novidades sobre vacinas contra a Covid-19: Veja Mais

Secretário diz que teste não é 'requisito' para tratar Covid e que letalidade caiu após gestão Pazuello

Glogo - Ciência Para representantes do Ministério da Saúde, Brasil não vive 2ª onda da pandemia e não há necessidade de retomar medidas amplas de isolamento. Cientistas refutam a afirmação de que a letalidade caiu e condenam 'tratamento precoce'. O secretário-executivo adjunto do Ministério da Saúde, Elcio Franco, durante entrevista em maio de 2020 Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, disse nesta sexta-feira (27) que a realização de testes não é requisito para que pacientes com a Covid-19 recebam tratamento. Franco afirmou, além disso, que a letalidade da doença causada pelo novo coronavírus caiu no Brasil após a chegada de Eduardo Pazuello ao comando do ministério. A afirmação ocorre no momento em que o Ministério da Saúde é criticado por especialistas sobre uma gestão da pandemia que levou a: 7 milhões de testes correrem o risco de não serem usados, pois estão prestes a vencer e agora necessitam de uma aprovação da Anvisa para ampliação da validade; Defesa de uso da cloroquina e hidroxicloroquina, apesar de a Organização Mundial da Saúde (OMS) apontar que o remédio não foi eficaz contra a doença; Exclusão de post nas redes sociais do Ministério da Saúde com a afirmação: "não existem vacina, alimento específico, substância ou remédio que previnam ou possam acabar com a Covid-19"; Queda no total de testes realizados, item considerado essencial para o rastreamento e isolamento de contato de pacientes de Covid. Durante entrevista coletiva, Elcio Franco não tratou da importância da realização de testes moleculares de diagnóstico da Covid para o rastreamento de contatos e para isolar casos confirmados. Especialistas alertam que exames são essenciais para rastrear e frear avanço da pandemia. "O teste vai ocorrer mediante demanda do médico. Nós destacamos que o médico poderá realizar o diagnóstico clínico físico. (...) Não é requisito que o paciente necessariamente faça o teste", disse o secretário. O cardiologista e pesquisador do Hospital Universitário da USP Marcio Bittencourt diz que o teste não é requisito obrigatório, mas é "altamente recomendado". "Não é requisito obrigatório, mas é altamente recomendado. Eu posso até fazer o diagnóstico clínico-epidemiológico ou por tomografia quando eu não tenho o teste. É um quebra-galho. Eu posso errar muito mais. A gente precisa do teste e precisava ter muito mais teste do que tem", afirma. Bittencourt lembra, ainda, que a OMS recomenda uma taxa de positividade de testes em torno de 5% para que a disseminação da doença seja considerada sob controle. No Brasil, essa taxa é de 30% (a taxa de positividade representa o percentual de casos positivos em relação ao número de testes feitos). "E [a taxa de positividade] nunca foi abaixo de 20%, em nenhuma semana. A nossa positividade msotra que a gente testa pouco, e quando testa pouco a positividade vem alta. Tem que testar de 5 a 10 vezes mais do que a gente testa para chegar em 5%", diz o médico da USP. A afirmação do secretário do ministério sobre a possibilidade de os médicos adotarem condutas independentemente da confirmação laboratorial do diagnóstico foi feita depois de ele afirmar que há "excedentes" de testes já distribuídos aos estados. A declaração foi proferida em um contexto em que cerca de 7 milhões de testes do tipo PCR, considerado o padrão "ouro" para diagnóstico da Covid-19, estão parados, perto da data de vencimento, em um armazém do governo. Um segundo levantamento, feito pela Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial, aponta que há ao menos outros 8 milhões de testes nessa situação no país, levando o número a, no mínimo, 15 milhões de testes de Covid-19 com vencimento em março de 2021 no Brasil. 'Aprendizados' com a pandemia Ao apresentar iniciativas do ministério, Franco explicou que houve "aprendizados" ao longo da pandemia. "Nós tivemos um aprendizado com o tratamento precoce, com o manejo clinico também precoce, com oxigênio terapia, e com ampliação da atenção primária, com ampliação do atendimento das Unidades Básicas de Saúde, com os centros de referência e comunitários", disse Franco. Marcio Bittencourt, da USP, lembra, entretanto, que não há "nenhuma evidência de que nenhum tratamento precoce funciona além das medidas de prevenção", como o uso de máscaras e o isolamento social. Os medicamentos citados pelo governo como eficazes para combater o novo coronavírus – como a cloroquina e a hidroxicloroquina – já foram estudados por cientistas brasileiros e internacionais e não mostraram nenhuma eficácia contra a doença. Pelo contrário: uma pesquisa feita pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, mostra que a hidroxicloroquina pode piorar o caso de pacientes com Covid. "É simples: nenhum país usa, nenhuma organização internacional usa", resume Marcio Bittencourt. O ministério também não apresentou estudos que associassem uma queda de letalidade ao tratamento precoce. Letalidade O secretário-executivo da pasta também afirmou que houve uma queda na letalidade pela Covid-19. A letalidade, entretanto, é um percentual calculado dividindo-se o número de pessoas que morrem por uma doença pelo número total de infectados. Quando mais pessoas são diagnosticadas, a letalidade cai. "A letalidade não está caindo porque está salvando ninguém, mas porque a gente está sendo capaz de diagnosticar mais", explica Marcio Bittencourt. O número de casos detectados aumentou depois que o governo determinou que o diagnóstico poderia ser feito com exames de imagem, por exemplo, e não necessariamente com testes. Apesar disso, Elcio Franco não avaliou se há relação entre o nível de testes realizados e a letalidade. Quando estava no papel de ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta afirmava que a letalidade iria cair progressivamente com o aumento da testagem no Brasil. Questionado pelo G1, Hélio Angotti Neto, secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, não avaliou o impacto do aumento da testagem na taxa de letalidade. Neto disse que é "difícil" apontar uma "causa única", mas reafirmou que o tratamento precoce – incluindo a hidroxicloroquina e a cloroquina – teve impacto no índice. "Há correlação sim, essa correlação não pode ser negligenciável", disse. Nesta sexta-feira (27), o Brasil alcançou a marca de 171.998 mortes pela Covid-19, o segundo maior número do mundo – atrás apenas dos Estados Unidos. VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Veja Mais

Disputa em São Luís segue com Braide na liderança, diz Ibope

Valor Econômico - Finanças Pesquisa Ibope divulgada na noite de sexta (27) mostra que o deputado federal Eduardo Braide (Podemos) segue na liderança na disputa do segundo turno pela Prefeitura de São Luís (MA), com 50% dos votos totais. O deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos) aparece com 42%. Votos em branco e nulos somam 5%; e 2% dos entrevistados não sabem em quem votar ou não responderam. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

MPF convida Abras, Abrasce e Febraban para debater combate ao racismo

Valor Econômico - Finanças A data proposta para o encontro — por meio de vídeo conferência — é 9 de dezembro O Ministério Público Federal planeja se reunir com presidentes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) para discutir medidas antirracistas a serem adotados por esses setores. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Gervásio Maia quer transformar Dia da Consciência Negra em feriado nacional - 27/11/20

Gervásio Maia quer transformar Dia da Consciência Negra em feriado nacional - 27/11/20

Câmana dos Deputados Está tramitando na Câmara dos Deputados o projeto de lei 5228/20, que tem como objetivo transformar em feriado nacional o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, que é celebrado anualmente no dia 20 de novembro. A proposta também passa a obrigar o poder público e a inciativa privada a promoverem campanhas contra o racismo e a violência racial em todas as suas formas. E para conversar sobre esse assunto, o convidado dessa edição do programa é o deputado Gervásio Maia (PSB-PB), autor do projeto. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Em Manaus, David Almeida tem 44% e Amazonino vai a 40%, indica Ibope

Valor Econômico - Finanças Os candidatos estão em situação de empate técnico, considerada a margem de erro de quatro pontos percentuais O ex-governador David Almeida (Avante) tem 44% das intenções de votos para Prefeitura de Manaus, ante 40% do também ex-governador Amazonino Mendes (Podemos), segundo pesquisa Ibope divulgada hoje. Os candidatos estão em situação de empate técnico, considerada a margem de erro de quatro pontos percentuais. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Porto de Paranaguá recebe 30,5 mil toneladas de soja dos EUA

Valor Econômico - Finanças É a primeira carga importada pelo porto paranaense em uma década Um carregamento de 30,5 mil toneladas de soja produzida nos Estados Unidos chegou nesta sexta-feira, 27, ao porto de Paranaguá, no Paraná, de acordo com informações da agência Reuters. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

WhatsApp natalino? Confira emojis festivos que podem chegar ao app

canaltech O WhatsApp está prestes a inaugurar um total de 115 novos emojis temáticos para o Natal, de acordo com informações divulgadas pelo site Entrepreneur, a partir de de uma notícia do WABetainfo, página que destrincha os códigos do mensageiro em busca de novidades. Confira alguns apps para adicionar novos emojis no Whatsapp (Android) Mais diversidade no iPhone: confira os 117 novos emojis do Beta 2 do iOS 14.2 Confira os 62 novos emojis do Android 11 e suas variações O “catálogo”, segundo o Entrepreneur, “vai te dar a possibilidade de enviar mensagens aos seus entes queridos cheias de boas vibrações para esta época, para que eles se lembrem de seus abraços à distância”. Além de figurinhas como o Papai Noel e a árvore de Natal (que já existem), teremos outros personagens vestidos com gorros e algumas imagens específicas que lembram a época de frio — frequentemente associada à data. Imagem: Reprodução/WABetaInfo (via Entrepreneur) Vale lembrar, porém, que é bem possível que esses novos emojis só sejam usados dentro do próprio WhatsApp. Para que um emoji seja liberado para uso e incorporado nos sistemas operacionais, ele precisa ser aprovado pelo consórcio Unicode — assembleia que define tais obras — e não teremos uma nova atualização dentro dos próximos meses. A versão mais recente do catálogo aprovado é a Unicode 13. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Segundo o Entrepreneur, o pacote de emojis estará disponível, tanto para Android quanto para iOS, a partir do momento em que a compilação 2.20.206.11 do WhatsApp for disponibilizada; será possível usufruir das figurinhas tanto no Android quanto no iOS. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

Série do Gavião Arqueiro no Disney+ deve iniciar as gravações na próxima semana

canaltech Hawkeye, série que leva Jeremy Renner a reprisar o papel do Gavião Arqueiro, foi uma das primeiras atrações conectadas ao Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês) anunciadas entre os títulos derivados do Marvel Studios no Disney+. Desde setembro de 2018, todos os outros spin-offs revelados por Kevin Feige na época — WandaVision, The Falcon and the Winter Soldier, Loki, What If… e MODOK — estão com os trabalhos finalizados ou em processo de pós-produção. Mas a trama de Clint Barton sumiu do noticiário e das informações oficiais da Casa do Mickey. Disney+ | Série do Gavião Arqueiro quer Hailee Steinfeld como Kate Bishop Rumores apontam vilã das HQs na série do Gavião Arqueiro no Disney+ Série do Gavião Arqueiro no Disney+ finalmente ganha novidades de Jeremy Renner Somente recentemente é que mais rumores e novidades de fontes quentes passaram a abordar a atração. Há alguns dias, Renner postou imagens de supostos treinamentos, ensaios ou gravações de Hawkeye. E, nesta quinta-feira (26), o editor do site The Verge publicou um aviso protocolar de gravações na região do Brooklyn, em Nova Iorque, na próxima semana — note que o documento usa o título “Anchor Point”, para despistar os curiosos. Imagem: Reprodução/Marvel Studios A notícia vem em bom momento, pois Hawkeye está em desenvolvimento desde abril do ano passado e, mesmo antes da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), sofreu uma aparente pausa. Ninguém confirma, contudo, uma das razões pelo aparente congelamento teria sido o litígio com sua ex-esposa, a atriz Sonni Pacheco, que o acusa de violência doméstica. Assim, após o barulho causado por esse episódio e as interrupções forçadas pela COVID-19, o projeto voltou ao planejamento inicial da Fase 4 do MCU. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Hailee Steinfeld pode também ser razão do atraso O enredo de Hawkeye deve ser inspirado na série limitada de Matt Fraction e David Aja, em que Clint Barton se torna mentor de Kate Bishop, a Gaviã Arqueira. Como a personagem está cogitada a fazer parte dos Jovens Vingadores ou até substituí-lo nos Vingadores no MCU, a escalação da atriz que viverá esse papel ganhou importância. Será que Hailee Steinfeld vai encarnar Kate Bishop mesmo? (Imagem: Reprodução/Instagram) Muitas fontes diferentes dão como certa a escalação de Hailee Steinfeld, mas nem ela ou o Marvel Studios confirmam isso. Aliás, sua contratação pode ter sido também uma das razões pelo atraso das filmagens — ou talvez a principal. Isso porque a atriz estava com a agenda cheia por conta das gravações da série Dickinson, do Apple TV+, e o Disney+, que aposta muito nela, teria aguardado a janela livre de seu calendário para começar os trabalhos. Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! Como não há informações de bastidores do Marvel Studios em busca de uma atriz com as características de Kate Bishop para Hawkeye, então há grande probabilidade dela já ter mesmo fechado com o estúdio. Assim, as gravações da próxima semana também podem acabar com esse mistério. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas descongelam e ressuscitam vermes de mais de 42 mil anos atrás Anvisa se posiciona após Doria afirmar que pode adotar CoronaVac sem aprovação Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930 Galáxia sobrevive a buraco negro faminto e produz cem estrelas por ano Com desgaste da ISS, Rússia pensa em construir sua própria estação orbital Veja Mais

Keanu Reeves já jogou Cyberpunk 2077 e o amou!

Keanu Reeves já jogou Cyberpunk 2077 e o amou!

Tecmundo Mesmo que ainda vá demorar algumas semanas para finalmente termos o Cyberpunk 2077 em mãos, há alguns felizardos que já estão se aventurando por este mundo futurista. Keanu Reeves é um deles e, segundo o CEO da CD Projekt RED, o ator está amando o jogo.A afirmação de Adam Kicinski ocorreu em uma reunião recente com investidores da empresa, quando um deles perguntou o que o protagonista de Matrix estava achando do novo RPG.Leia mais... Veja Mais

AGU faz acordo e dá 50% de desconto em dívida bilionária da Oi com União

G1 Economia Desconto foi concedido no momento em que o governo enfrenta crise fiscal agravada pelos impactos da pandemia e dois dias depois de o Senado aprovar legislação que modifica lei de falências. Logo da Oi visto em loja de São Paulo Paulo Whitaker/Reuters O grupo de telecomunicações em recuperação judicial Oi recebeu um desconto de 50% na dívida de cerca de R$ 14 bilhões devida à União e ainda poderá parcelar o valor remanescente, afirmou a Advocacia-Geral da União (AGU) nesta sexta-feira (27). O desconto foi concedido em um momento em que o governo federal enfrenta uma crise fiscal agravada pelos impactos da pandemia de Covid-19 no país e dois dias depois de o Senado aprovar legislação que modifica a lei de falências. As modificações permitem que empresas em recuperação judicial possam quitar suas dívidas com descontos de até 50% e parcelamento em até 84 meses. Oi tem prejuízo de R$ 2,6 bilhões no 3º trimestre Acionistas aprovam nova composição para conselho da Oi "Os créditos da Anatel são considerados irrecuperáveis, em razão do processo de recuperação judicial do grupo Oi", afirmou a AGU em comunicado à imprensa, acrescentando que o acordo coloca fim a 1.700 processos entre Oi e Anatel, "com a extinção de 1.117 ações de execuções fiscais, 199 ações anulatórias, 82 ações cautelares e 300 embargos à execução". Na véspera, a Oi, que está em recuperação judicial desde 2016, levantou R$ 1,4 bilhão com a venda de unidades de torres de telefonia e centrais de processamento de dados. Segundo a AGU, R$ 1,8 bilhão em depósitos judiciais da Oi serão convertidos em renda para a Anatel, mas serão parcelados em 32 vezes de R$ 56,2 milhões. Veja Mais

Genshin Impact revela um trailer da nova personagem Xinyan

Genshin Impact revela um trailer da nova personagem Xinyan

Tecmundo A produtora miHoYo revelou hoje uma nova personagem para abrilhantar ainda mais o grande elenco de Genshin Impact. Conheça Xinyan, a nova heroína que já recebeu até um trailer próprio:Leia mais... Veja Mais

México tem superávit comercial recorde em outubro

Valor Econômico - Finanças O resultado veio após um aumento em base anual de 2,9% nas exportações, para US$ 41,495 bilhões, e uma queda de 13,8% nas importações, que foram de US$ 35,721 bilhões O México registrou um superávit comercial de US$ 6,224 bilhões em outubro, um novo recorde, informou nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística e Geografia (Inegi). Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Petróleo fecha sem direção única e tem nova semana de ganhos

Valor Econômico - Finanças Os contratos futuros do petróleo fecharam a sexta-feira em alta, diante de uma importante reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) na semana que vem. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Fãs dormem em frente a GameStop atrás de um PS5 ou Xbox Series X

Fãs dormem em frente a GameStop atrás de um PS5 ou Xbox Series X

Tecmundo O PS5 e o Xbox Series S/X já foram lançados no inicio do mês. Mas ainda há muitos consumidores em busca de um novo console, por isso, alguns chegaram a acampar em frente a uma loja da GameStop, nos EUA, na esperança de compra um videogame na Black Friday da loja. Eugene Daniel, repórter da ABC, disse que passou por uma loja da GameStop em Norfolk, Virginia, e viu a fila de pessoas na porta. Algumas pessoas conversaram com Eugene e disseram estar a mais de 24 horas ali, na esperança de comprar um novo console, abdicando até mesmo da famosa refeição de Dia de Ação de Graças.Leia mais... Veja Mais

Temperatura sobe na disputa em SP com acusações mútuas e cancelamento de debate

Valor Econômico - Finanças A campanha eleitoral em São Paulo chega em seus últimos momentos com um clima de tensão entre as duas candidaturas, de Bruno Covas (PSDB), e Guilherme Boulos (Psol), e troca de acusações. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Live do Valor: Marco Aurélio Ruediger e Eduardo Mufarej são os entrevistados de domingo, às 15h e segunda, às 11h

Valor Econômico - Finanças A mobilização nas redes sociais em torno dos candidatos ao segundo turno das eleições municipais é o tema da Live do Valor especial, neste domingo, dia 29, às 15h, com Marco Aurélio Ruediger, doutor em Sociologia e diretor de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV/DAPP). A entrevista será conduzida pela repórter de Tecnologia do Valor, Daniela Braun. Na segunda, dia 30, às 11h, o fundador do RenovaBR, Eduardo Mufarej, vai falar sobre o cenário político após as eleições de segundo turno. O empreendedor também vai discutir sobre as tendências para o mercado financeiro e rumos da economia para 2021. Mufarej será entrevistado pela repórter especial do Valor, Mônica Scaramuzzo. As lives do Valor podem ser acompanhadas pelo site e pelos canais do Valor no YouTube, no LinkedIn e no Facebook. Arte/Valor Veja Mais