Meu Feed

Últimos dias

Setor industrial da China continua liderando a recuperação

Valor Econômico - Finanças Produção industrial da China aumentou 7,3% em dezembro em relação ao mesmo mês do ano anterior A produção industrial e os investimentos da China continuaram a liderar a recuperação econômica do país no último mês de 2020, enquanto o consumo doméstico esfriou em meio a novas infecções por coronavírus no norte da China. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Reino Unido amplia sua campanha de vacinação contra a Covid-19

O Tempo - Mundo Desde o início da campanha de imunização, em 8 de dezembro, mais de 3,8 milhões de pessoas foram vacinadas com a primeira dose da vacina Veja Mais

10 incríveis similaridades entre Friends e How I Met Your Mother

10 incríveis similaridades entre Friends e How I Met Your Mother

Tecmundo As séries Friends e How I Met Your Mother são duas das produções de comédia que mais fizeram sucesso no mundo todo. Enquanto Friends estreou na NBC em 1994 — permanecendo no ar até 2004 —, How I Met Your Mother durou 9 temporadas, de 2005 a 2014, na CBS.Cada série é focada em um grupo de amigos crescendo e se adaptando no trabalho e no amor, vendo os altos e baixos da vida adulta e todas as suas implicações problemáticas. Até hoje, fãs de ambas as séries fazem diversas comparações e encontram semelhanças diversas.Leia mais... Veja Mais

PF vai ao Butatantan buscar Coronavac para Ministério da Saúde

Valor Econômico - Finanças Imunizante será levado ao galpão onde o Ministério da Saúde vai armazenar os lotes da Coronavac adquiridos para serem distribuídos a todo o país A Polícia Federal (PF) surpreendeu funcionários do Instituto Butantan na tarde deste domingo (17) ao estacionar viaturas na porta da instituição para fazer a escolta da vacina Coronavac até o aeroporto de Guarulhos. O imunizante será levado ao galpão onde o Ministério da Saúde vai armazenar os lotes da Coronavac adquiridos para serem distribuídos a todo o país. Policiais do choque da PM paulista já tinham sido acionados para fazer a escolta, mas mesmo assim a PF foi ao local, e também viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A iniciativa está sendo encarada como mais um capítulo da disputa política do Ministério da Saúde contra o governo de São Paulo. O governador João Doria (PSDB) apostou todas as fichas na Coronavac, neste domingo a única alternativa disponível em solo brasileiro para o início da campanha de vacinação. Já o presidente Jair Bolsonaro desdenhou da Coronavac e apostou numa importação emergencial de outro imunizante, desenvolvido pela Oxford/Astrazeneca, da Índia. O país, no entanto, se negou a exportar para o Brasil. Veja Mais

Clássicos do cinema: 10 dos melhores filmes dos anos 1970

canaltech Como sabemos da diversidade do nosso público, pensamos nesse resgate de clássicos do cinema. Muitos deles, claro, não precisam ser exatamente resgatados — afinal, permanecem presentes no imaginário de quem os assistiu ou, ainda, fazendo parte de nossas formações. Acontece que, nos streamings mais populares, proporcionalmente, pouco há do catálogo de antes da década de 1990. Agora, vamos aos anos 1970, década das mais prolíficas da história do cinema. Foi nesse período que o mundo viu surgir a Nova Hollywood. E era uma turma de peso: Steven Spielberg, Francis Ford Coppola, Martin Scorsese, George Lucas, Brian De Palma, Peter Bogdanovich, Michael Cimino, Paul Schrader... Clássicos do cinema: 10 dos melhores filmes dos anos 1950 Clássicos do cinema: 10 dos melhores filmes dos anos 1960 Entenda o cinema a fundo: Parte 1 Entenda o cinema a fundo: Parte 2 Entenda o cinema a fundo: Parte 3 Embora o movimento, para muitos teóricos, tenha iniciado em 1967, com o clássico Bonnie e Clyde: Uma Rajada de Balas (de Arthur Penn), seu firmamento e auge foi em 1972, com a chegada de O Poderoso Chefão (de Coppola) e Essa Pequena é uma Parada (de Bogdanovich). A Nova Hollywood criou um novo modelo de cinema, com filmes que retratam uma realidade mais crua, sendo influenciados pela arte independente de John Cassavetes e pelos trabalhos de Robert Mulligan, Penn, Robert Aldrich, Sam Peckinpah, Don Siegel, entre outros. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Crítica | Estrada Sem Lei e o único mal irremediável É verdade, de todo jeito, que a nossa lista poderia ser bem maior, pois sabemos que deixamos de fora alguns filmes muito queridos e gigantescos para o cinema. É impossível escolher apenas 10 de uma década inteira. Mesmo assim, no campo para comentários, toda indicação será bem-vinda! Podemos ir fazendo uma espécie de corrente. Assim, mais e mais bons filmes poderão ser citados e chegar a todos. Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Vamos, então, à mais uma lista do Canaltech de clássicos do cinema, com 10 dos melhores filmes dos anos 1970: 10. O Império dos Sentidos Escrito e dirigido por Nagisa Ôshima, o filme é das experiências eróticas mais bem construídas do cinema. É uma narrativa apaixonada de uma mulher cujo caso com seu mestre levou a uma relação sexual obsessiva e destrutiva. Ôshima conduz o filme com paixão e, assim sendo, só agiganta o que se passa. Ele retrata tudo com detalhes extraordinariamente vívidos, sempre com muita beleza. É verdade que a repetição — necessária para o efeito — pode chocar alguns e entediar outros, mas há tanto para além da superfície de O Império dos Sentidos que fica impossível desconsiderar sua potência. Ainda existe o subtexto de crítica à sociedade japonesa, que acompanha cada momento do filme — ela (essa crítica) é sutil, mas não menos poderosa que o conjunto da obra. Os 5 filmes mais picantes disponíveis na Netflix Os 5 filmes mais picantes para assistir no streaming do Telecine (Imagem: Divulgação/Argos Films) 9. Alien, O Oitavo Passageiro Depois que uma nave mercante espacial recebe uma transmissão desconhecida como um pedido de socorro, um dos tripulantes é atacado por uma forma de vida misteriosa e eles logo percebem que seu ciclo de vida apenas começou. Esse mote dá vida a um dos filmes mais emblemáticos e referenciados da história. O terror espacial de Ridley Scott vive no imaginário, tomou conta de gerações e permanece ativo com sequências que parecem não dar conta da potência do filme de 1979. Os 10 melhores filmes de ficção científica disponíveis na Netflix 10 filmes de ficção científica excelentes para assistir no streaming do Telecine   8. Inverno de Sangue em Veneza Um casal de luto pela morte recente de sua filha está em Veneza quando encontra duas irmãs idosas, uma das quais é vidente e traz um aviso do além. O diretor Nicolas Roeg é um gênio em preencher a tela com formas ameaçadoras. Suas composições imagéticas vão muito além da beleza; cada quadro tem a intenção de causar sensações. A cidade de Veneza, aqui, é utilizada como nunca. O fim do outono, o início do inverno... tudo beira a perfeição em um filme íntimo e, simultaneamente, intimidador. Os 10 melhores filmes de terror disponíveis na Netflix   7. Laranja Mecânica Stanley Kubrick é um dos maiores de todos os tempos e um dos reis das décadas de 1960 e 1970. Aqui em nossa lista, portanto, poderia estar, além de Laranja Mecânica, a obra-prima Barry Lyndon. Por outro lado, nosso escolhido é dos filmes mais populares e comentados do perfeccionista diretor nova-iorquino. Na história, o líder sádico de uma gangue é preso e se voluntaria para um experimento de aversão à conduta, mas não sai como planejado. Isso é só a superfície de um filme que comenta sobre opressão, revolução, degradação humana... É uma distopia futurística, escrita pelo próprio Kubrick — adaptada do romance de Anthony Burgess — que, pouco a pouco, prova-se como uma realidade assustadora. Crítica | 2001: Uma Odisseia no Espaço mostra que podemos estar no início do fim   6. O Exorcista É verdade que, ano após ano, o público vai se afastando desse que é um dos mais cultuados filmes de terror da história do cinema. Muito provavelmente, o medo que ele causou décadas atrás foi sendo pulverizado e os efeitos práticos foram ficando um tanto quanto datados. Mas o poder de O Exorcista não está aí; está na direção potente de William Friedkin, que construiu um filme de gênero liderado por um drama religioso e familiar. Existe empatia para com a pequena Regan (Linda Blair), para com sua família e para com os padres. Em resumo, é um dos maiores exemplares da história da luta do bem contra o mal, que é fadada por um sacrifício. Os 10 melhores filmes de terror da nova geração   5. Stalker Um dos maiores cineastas que já passaram pela terra foi bem prolífico na década de 1970. Andrei Tarkovsky poderia ter, além de Stalker, Solaris (1972), O Espelho (1975) e Pervyy den (1979) em nossa lista. Acontece que o nosso escolhido continua sendo uma das produções mais conhecidas e reverenciadas de do gênio soviético. Não é, de forma alguma, um filme fácil: com seu ritmo sonâmbulo sendo uma desvantagem significativa em relação a outros da lista. Mas, ainda assim, o tempo proposto pela direção é necessário para o desenvolvimento da história; nunca é um fetiche, mas uma forma de alcançar a experiência plena. Ainda, o filme tem qualidades que o tornam difícil de esquecer e, seguindo um guia que conduz dois homens por uma área conhecida como Zona para encontrar uma sala que conceda desejos, o trabalho de Tarkovsky fecha-se em uma unidade monumental. 10 filmes cults que você precisa assistir no streaming do Telecine Os 10 melhores filmes cults para assistir na Netflix   4. Taxi Driver: Motorista de Táxi Essa obra-prima de Martin Scorsese é tida como um dos melhores e mais completos estudos de personagem já realizados. Tudo aqui é único e pensado no limite da perfeição. A começar pela fotografia de Michael Chapman, por exemplo, que traduz a ideia da direção deixando Nova York esverdeada ao trabalhar com a iluminação pública (dos postes mesmo) nessa direção. Não deixou o filme com uma beleza convencional, deixou sujo como a mente contorcida do protagonista (Travis Bickle — interpretado por Robert De Niro), criando, assim, uma unidade muito coesa. Um filmaço. Martin Scorsese firma contrato duradouro com a Apple TV+ Os filmes da Marvel são mesmo desprezíveis?   3. Noite de Estreia Uma Mulher Sob Influência (1974) seria mais óbvio ao escolher um filme do mago do cinema independente dos EUA — e do mundo. Por outro lado, Noite de Estreia vai além dos universos de sua protagonista. O texto e a direção de John Cassavetes — que também atua aqui — não só conseguem construir um legado sólido sobre a consumação da vida pelo tempo, um estudo de personagem extremamente rico e psicologicamente destruidor, como retroalimenta a significação do que é viver sob o que se ama. Por mais que vejamos uma mulher doente em uma luta versus ela mesma, há uma digladiação que transcende o próprio filme. Na história, uma atriz renomada interpretada por Gena Rowlands — em uma das maiores atuações da história do cinema — oscila à beira de um colapso enquanto conta os dias para uma grande estreia na Broadway. 10 filmes independentes que você precisa assistir   2. Tubarão Tubarão é um clássico que parece sempre atual. Sendo um dos primeiros trabalhos de Steven Spielberg, o filme já trazia todo o estilo entertainer do diretor que, aliado aos seus sempre sugestivos comentários sociais e à sua competência artística, acabou criando ou redefinindo o conceito de blockbuster. Além disso, a composição de John Williams para a trilha sonora é das mais emblemáticas da história: um intervalo simples, entre duas notas, substitui a aparição do tubarão durante mais de dois terços das pouco mais de duas horas de duração. Sabemos que o bicho está presente e quem indica isso é a música. Um clássico, um trabalho que moldou o cinema em mais de uma camada. 10 filmes de tubarão que vão fazer você se borrar de medo   1. O Poderoso Chefão Francis Ford Coppola está em sua década perfeita: ele começa com O Poderoso Chefão (1972), dois anos depois lança A Conversação e O Poderoso Chefão II e, finalizando, traz para o público aquele que talvez seja o filme de guerra mais completo e complexo já realizado: Apocalypse Now (1979). Foram quatro obras-primas em sete anos. Assim, pode ser muito clichê posicionar na primeira posição a primeira delas. Por outro lado, é quase impossível não o fazer, visto que ele estaria nas primeiras posições de uma lista que unisse todas as décadas. Há muito o que explorar no efeito causado pela decupagem de Coppola, pelos planos utilizados, pela direção de arte que faz cada figurino ser um conceito simbólico a léguas da estética pela estética, pelas atuações, pela composição autoplagiada de Nino Rota... Há, em O Poderoso Chefão, uma aura de perfeição quem nem mesmo as cenas de ação ainda em desenvolvimento na década de 1970 — definidas ou redefinidas pela ascensão da franquia 007 e potencializadas nos anos 1980 —, claramente dubladas, podem esconder. O filme de Coppola pode ser visto como o cinema em sua mais perfeita harmonia. Uma obra-prima das maiores de todos os tempos. Crítica | O Poderoso Chefão e a construção do conceito de família 007 | Spectre? Goldfinger? Quais os melhores filmes de James Bond? Os 10 melhores filmes de guerra disponíveis na Netflix 7 melhores filmes de guerra inspirados em histórias reais   Bônus: Star Wars: Episódio 4 — Uma Nova Esperança Entre as dezenas de bônus possíveis, escolhemos este que é, de longe, o mais popular da década e que permanece vivo até hoje, sendo a semente de culto — de religião mesmo. Com o termo blockbuster sedimentado por Tubarão, o primeiro filme da franquia Star Wars não criou somente uma mitologia, mas, na prática, fundou o que viria a ser chamado de filme-evento (termo explorado pelo Universo Cinematográfico Marvel — MCU). A produção de George Lucas renderia, a partir do seu lançamento, um universo expansível e criativo sem precedentes na história do cinema. Ranking: todos os filmes de Star Wars, do pior ao melhor George Lucas explica por que abriu mão de Star Wars ao vender a LucasArts   Agora, ficam aí os comentários para que vocês acrescentem filmes e possamos criar uma lista de obras-primas cada vez maior e construída por todos nós! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Astrônomos observam uma galáxia no fim de sua vida pela primeira vez Entenda como funciona o novo Universo DC após mais um reboot Ubuntu 21.04 vai fechar brecha de segurança que existe desde 2006 10 séries campeãs de audiência dos anos 1990-2010 para assistir no streaming Signal vs Telegram: qual app de mensagens é mais seguro? Veja Mais

Lira diz que Maia agiu como “imperador”, impedindo instalação da Comissão Mista do Orçamento

Valor Econômico - Finanças Deputado tem apoio do presidente Jair Bolsonaro na sucessão na Câmara, e seu adversário, Baleia Rossi, do atual presidente da Casa Candidato à presidência da Câmara, o deputado federal Arthur Lira (PP-AL) criticou hoje o atual presidente da casa legislativa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Maia quer emplacar como sucessor o principal adversário de Lira, o deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP). Em sua conta no Twitter, o parlamentar do PP também fez rápida menção à vacinação. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Tribunais afastam possibilidade de juízes responderem por abuso de autoridade

Valor Econômico - Finanças Cortes reformam decisões de magistrados que temiam ser penalizados por penhora on-line Tribunais federais e estaduais têm decidido que os juízes não podem ser enquadrados na Lei de Abuso de Autoridade (nº 13.869, de 2019) por determinar a penhora on-line de recursos por meio do sistema Bacen Jud (atual Sisbajud). Levantamento feito pelo escritório MAMG Advogados a pedido do Valor mostra que foram proferidas pelo menos 480 decisões contra pedidos de bloqueio negados por magistrados que temiam ser responsabilizados criminalmente. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

BBB 21: Boninho fala que 'lista' de participantes será revelada neste domingo

O Tempo - Diversão - Magazine Big Brother Brasil terá início no dia 25 de janeiro Veja Mais

Posse de Biden e impeachment de Trump marcam semana histórica nos EUA

O Tempo - Mundo Milhares de membros da Guarda Nacional dos EUA patrulham a capital e várias ruas foram bloqueadas com caminhões e barreiras de concreto Veja Mais

Ministério Público investiga mortes por falta de oxigênio no AM

Valor Econômico - Finanças Familiares e amigos de pacientes relatam falta de vagas para internar quem está recebe tratamento em casa A falta de oxigênio nas unidades de saúde do Estado do Amazonas está sendo investigada pelo Ministério Público do Estado (MPE). A situação ainda é crítica e familiares e amigos de pacientes relatam a falta de vagas para internar quem está recebendo o tratamento em casa. As denúncias têm sido feitas ao MPE, e por isso o órgão, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), abriu procedimento para coletar informações referente à situação. O procedimento tem como objetivo imediato coletar possíveis evidências de atuação criminosa organizada, que possam ter contribuído para o caos vivenciado na rede de saúde pública nos últimos dias. E enquanto as investigações ocorrem no Estado, muitos familiares — mesmo com a chegada do oxigênio, oriundo de doações —, relatam a falta do produto e o desespero para atender quem está fazendo tratamento em casa. Inclusive para pacientes com plano de saúde da rede privada. É o caso do avô do técnico de televisão Caio Silva, 35. O idoso tem 92 anos e tem recebido tratamento contra a covid-19 em casa. A família tem buscado de todas as formas comprar o insumo por conta própria. “O oxigênio está chegando nos hospitais, mas muita gente está fazendo o tratamento em casa. O meu avô, por exemplo, tem plano de saúde, mas não conseguiu se internar. Tentamos até na rede pública, mas não estão recebendo os pacientes porque também não tem onde colocar. Em alguns casos, eles até recebem, mas o paciente precisa levar o cilindro de oxigênio de casa. Só para se ter uma ideia da situação...”, relatou ele, enquanto estava na porta de uma empresa, juntamente com centenas de pessoas, para encher o cilindro com oxigênio e levar para o avô. Nos hospitais, os relatos são de preocupação, e o desespero de familiares e amigos é constante, mostrando que o problema está longe de ser solucionado. “Passei pelo mesmo desespero com minha irmã e meu sobrinho. Não desejo essas sensações de desespero e dor ao meu pior inimigo. Minha irmã ainda está em oxigênio e meu sobrinho está fazendo o uso salteado do oxigênio. É um absurdo o que está acontecendo no nosso Estado. Falta de gestão e irresponsabilidade. Um caos generalizado”, disse Lúcia Teixeira, funcionária pública. Veja Mais

Vacinas: Zema comemora aprovação de uso emergencial e diz que MG está pronta

O Tempo - Política Outros governadores também afirmaram que estão prontos para começar vacinação na próxima quarta (20) Veja Mais

CoronaVac e vacina de Oxford são aprovadas pela Anvisa para uso emergencial

canaltech Neste domingo (17), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou, em caráter de unanimidade, o uso emergencial das vacinas contra COVID-19 CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, e AstraZeneca, desenvolvida em parceria entre a farmacêutica e a Universidade de Oxford, e que será fabricada no Brasil pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Ambas as vacinas tiveram seus estudos de fase 3 concluídos no país. Saúde solicita entrega de todas as doses da CoronaVac Vacinação começa nesta quarta-feira (20) no Brasil De acordo com o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, a distribuição das doses para os estados começa nesta segunda (18), para que o Plano Nacional de Imunização se inicie na quarta (20), às 10h, simultaneamente em todas as unidades da federação. A partir da divulgação da decisão, a primeira injeção da vacina CoronaVac já foi aplicada em uma enfermeira da UTI do Instituto de Infectologia do Emílio Ribas, em Sâo Paulo. Mônica Calazans tem 54 anos e recebeu a primeira dose do imunizante.  -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- A liberação do uso emergecial das vacinas produzidas pela Fiocruz e Butantan ocorreu após recomendações internas de gerências da Anvisa e votação unânime dos cinco diretores da agência.  Doses na primeira etapa Ao Ministério da Saúde, o Instituto Butantan entregará um total de 4,6 milhões de doses da CoronaVac para distribuição aos estados, conforme anunciou João Doria, governador de São Paulo, e Dimas Covas, diretor do instituto, durante coletiva de imprensa neste domingo. Outras 1,3 milhões de doses ficarão em São Paulo. Já as vacinas de Oxford, em parceria com a AstraZeneca, devem chegar entre segunda e terça-feira, conforme informou o presidente Jair Bolsonaro no último sábado (16). Vindas da Índia, estas totalizam 2 milhões, o que imunizará 1 milhão de brasileiros dos grupos prioritários. O uso emergencial será liberado após a publicação oficial e assim que houver comunicação formal aos laboratórios. No caso da CoronaVac, será necessária a assinatura de um termo de compromisso, que também precisa ser publicado no Diário Oficial. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Signal vs Telegram: qual app de mensagens é mais seguro? 10 séries campeãs de audiência dos anos 1990-2010 para assistir no streaming Clássicos do cinema: 10 dos melhores filmes dos anos 1960 Os lançamentos da Netflix em janeiro de 2021 Astrônomos observam uma galáxia no fim de sua vida pela primeira vez Veja Mais

Vacinação no Brasil terá início na quarta-feira, a partir de 10h, diz Pazuello

Valor Econômico - Finanças O cronograma de vacinação é do Ministério da Saúde, afirmou ministro em crítica a iniciativas isoladas A vacinação contra o coronavírus no Brasil está programada para ter início na próxima quarta-feira, a partir de 10h, informou hoje o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. A distribuição das vacinas para todos os Estados será feita amanhã pela manhã, segundo ele. Já os Estados, por sua vez, serão responsáveis pela distribuição e os municípios pela execução, em movimento pactuado com o governo federal. Durante a entrevista, Pazuello afirmou que a medida provisória (MP) que criou o plano de imunização contra a covid-19 no Brasil determina que a vacinação será coordenada pelo Ministério da Saúde e que o plano do governo federal já foi lançado. Os grupos prioritários são mais controlados, segundo o ministro. Os profissionais da saúde, por exemplo, serão conectados pelo aplicativo do Sistema Único de Saúde (SUS). "Os grupos iniciais são mais simples de ser trabalhados e vai dando tempo da estrutura para se organizar para públicos maiores", disse. Cada Estado tem o seu plano logístico, pactuados com o governo federal, incluindo São Paulo, disse Pazuello. "Ainda amanhã os Estados iniciam o seu plano de distribuição para os municípios. Planejamos para quarta-feira, às 10h, o início do plano nacional de imunização ao mesmo tempo em todos os estados em pontos focais definidos pelos Estados", afirmou, em entrevista a jornalistas. Questionado sobre uma eventual prioridade do Amazonas, o ministro disse que determinou na distribuição das doses entre os estados se incluísse uma taxa de risco para locais onde a situação é mais complexa. Veja Mais

Microsoft OneDrive ganha suporte para upload de arquivos de até 250 GB

canaltech Um dos melhores programas de armazenamento em nuvem disponíveis no mercado, o Microsoft One Drive recebeu uma importante melhoria nesta semana, e agora será possível subir arquivos de até 250 GB de uma só vez. É o segundo grande aumento feito em menos de um ano, já que, em julho, o salto foi de 15 GB para os atuais 100 GB. Windows 10X terá recurso inutilizará computadores roubados CES 2021 | Microsoft apresenta Surface Pro 7+, voltado a educação e negócios Com mais de 600 milhões de usuários, Edge já é mais popular do que Firefox De acordo com a Gigante de Redmond, essa melhoria foi motivada pelo aumento no uso do OneDrive em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Com mais pessoas usando o programa, era natural que sua capacidade recebesse esse upgrade. Tecnicamente, isso foi possível graças a uma mudança estrutural feita pela empresa. Agora, o upload dividirá cada arquivo em partes, com uma delas criptografada com uma chave única. Além disso, a sincronização de arquivos grandes foi otimizada com a ajuda da sincronização diferencial, que apenas carrega as alterações feitas pelos usuários no arquivo armazenado, tornando tudo mais fácil para o sistema. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- "Temos o prazer de anunciar que estamos tornando mais fácil do que nunca armazenar, sincronizar e compartilhar arquivos grandes no Microsoft 365. Nosso aprimoramento mais recente ajudará a aumentar o limite de tamanho de arquivo de upload para o Microsoft 365 de 100 GB para 250 GB — que inclui uploads de arquivos no SharePoint, Teams e OneDrive", disse a empresa, em comunicado postado em seu blog oficial. A Microsoft deixou claro que a mudança não é restrita, portanto todos os clientes poderão usufruir dela. É bom lembrar que, se você tem um pacote de assinatura do Microsoft 365, a capacidade de armazenamento do One Drive é superior a de quem tem uma conta gratuita. A melhoria do limite de arquivo, contudo, vale para todos. A previsão é de que o novo limite de upload esteja ativo ao final de janeiro. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Signal vs Telegram: qual app de mensagens é mais seguro? 10 séries campeãs de audiência dos anos 1990-2010 para assistir no streaming Clássicos do cinema: 10 dos melhores filmes dos anos 1960 Os lançamentos da Netflix em janeiro de 2021 Astrônomos observam uma galáxia no fim de sua vida pela primeira vez Veja Mais

Uso emergencial de vacinas contra a Covid-19: como funciona

Glogo - Ciência Anvisa aprovou neste domingo (17) o uso emergencial de 8 milhões de doses importadas da CoronaVac e da vacina de Oxford. Esse tipo de vacinação tem regras próprias. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou neste domingo (17), por unanimidade, o uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19 no Brasil. São elas: a CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan e pelo grupo chinês Sinovac; a vacina de Oxford, desenvolvida pela universidade britânica e pelo laboratório AstraZeneca. A autorização é limitada a 8 milhões de doses importadas e foi concedida a pedido do Butantan e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que será a fabricante da vacina de Oxford no Brasil. São 6 milhões da CoronaVac, que o Butantan já recebeu da China e que serão entregues ao Ministério da Saúde, e 2 milhões de doses da vacina de Oxford que o governo federal ainda tenta trazer da Índia. A operação que faria o traslado neste fim de semana fracassou. O uso emergencial tem regras próprias e não significa que a população em geral pode ser vacinada a partir de agora. Para isso, é necessário que a Anvisa conceda o registro definitivo das vacinas, o que ainda não ocorreu. Veja, abaixo, as regras do uso emergencial: a Anvisa só avalia o uso emergencial de vacinas que foram testadas na fase 3, a última, aqui no Brasil; 4 vacinas se encaixam neste critério até agora: CoronaVac, Oxford, Pfizer e Janssen; a vacinação emergencial é feita exclusivamente no sistema público de saúde; o uso emergencial é liberado apenas para o público previamente definido; a autorização concedida pela Anvisa pode ser revogada a qualquer momento; cada pedido deve ser feito pela empresa desenvolvedora da vacina e será analisado de forma independente; a decisão é tomada pela Diretoria Colegiada da Anvisa; são considerados estudos não-clínicos e clínicos (em humanos); são avaliados itens como: qualidade, boas práticas de fabricação, estratégias de monitoramento e controle, resultados provisórios de ensaios clínicos; a empresa interessada deverá comprovar que a fabricação e a estabilidade do produto garantem a qualidade da vacina. VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Veja Mais

'A vacina é uma lição para vocês, autoritários que desprezam a vida', diz Doria

O Tempo - Política Governador também criticou o chamado "tratamento precoce" defendido por Bolsonaro e por Pazuello, que não tem nenhuma eficácia, de acordo com a ciência, contra a Covid-19 Veja Mais

Anvisa destinará 1,5 milhão de doses da Coronavac para São Paulo, diz secretário estadual

Valor Econômico - Finanças É uma quantidade muito pequena para São Paulo”, disse o secretário Gorinchteyn A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que destinará 1,553 milhão de vacinas para atender a vacinação em São Paulo, disse ao Valor o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn. “Precisamos de muito mais, evidentemente. Um milhão e meio é uma quantidade muito pequena para São Paulo”, disse o secretário. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Ministério da Saúde começa a distribuição da CoronaVac para todo o Brasil

Glogo - Ciência Estados receberão a partir desta segunda-feira (18) quase 6 milhões de doses da vacina e poderão começar campanhas de vacinação às 17h (horário de Brasília). VÍDEO: Vacinação começa às 17h desta segunda (18), diz Pazuello O Ministério da Saúde começa a distribuir, nesta segunda-feira (18), quase 6 milhões de doses da CoronaVac para todos os estados e o Distrito Federal. Os estados poderão iniciar as campanhas de vacinação a partir das 17h (horário de Brasília). Das 6 milhões de doses, 4.636.936 serão enviadas aos estados brasileiros. As outras 1.357.640 serão distribuídas no estado de São Paulo, segundo o governo estadual. Os primeiros voos sairão de São Paulo para o Distrito Federal e para as capitais de dez estados: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima e Santa Catarina. 'Não tenham medo', diz Mônica Calazans, 1ª pessoa a ser vacinada no Brasil Vacinação contra a Covid-19 no Brasil: veja perguntas e respostas A distribuição das vacinas será feita com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e caminhões com áreas de carga refrigeradas. As companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass também farão o transporte gratuito das caixas de vacinas para todos os estados que necessitem de transporte aéreo. Depois que as vacinas forem entregues aos estados, os governos estaduais serão responsáveis por levar as vacinas até os municípios, em parceria com o Ministério da Defesa. A CoronaVac foi desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e, no Brasil, será produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O uso emergencial da vacina foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no domingo (17). A agência também aprovou o uso emergencial da vacina de Oxford. Domingo histórico: Anvisa aprova uso emergencial das vacinas Coronavac e de Oxford Veja divisão das doses da CoronaVac para cada estado: Região Norte Rondônia - 33.040 Acre - 13.840 Amazonas - 69.880 Roraima - 10.360 Pará - 124.560 Amapá - 15.000 Tocantins - 29.840 Total de doses - 296.520 Região Nordeste Maranhão - 123.040 Piauí - 61.160 Ceará - 186.720 Rio Grande do Norte - 82.440 Paraíba - 92.960 Pernambuco - 215.280 Alagoas - 71.080 Sergipe - 48.360 Bahia - 319.520 Total de doses - 1.200.560 Região Sudeste Minas Gerais - 561.120 Espírito Santo - 95.440 Rio de Janeiro - 487.520 São Paulo - 1.349.200 Total de doses - 2.493.280 Região Sul Paraná - 242.880 Santa Catarina - 126.560 Rio Grande do Sul - 311.680 Total de doses - 681.120 Região Centro-Oeste Mato Grosso do Sul - 61.760 Mato Grosso - 65.760 Goiás - 182.400 Distrito Federal - 105.960 Total de doses - 415.880 Na tabela divulgada pelo Ministério da Saúde, 907.200 doses da CoronaVac já estão separadas para os indígenas de todas as regiões do Brasil (veja na tabela abaixo). Ministério da Saúde divulga quantidade de doses da CoronaVac para cada estado Reprodução/Ministério da Sáude Veja VÍDEOS com novidades sobre as vacinas contra a Covid-19: l Veja Mais

Fim da pandemia vai demorar, diz infectologista da Beneficência Portuguesa

Valor Econômico - Finanças Para João Prats, aprovação emergencial de duas vacinas permite enxergar um fim para a pandemia, mas ele está bem longe ainda A aprovação do uso emergencial de duas vacinas contra a covid-19 no Brasil permite enxergar um "fim" para a pandemia - ou, ao menos, um maior controle do problema -, mas "as coisas ainda vão demorar", afirma João Prats, infectologista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo. "Quando eu digo que enxergo um fim para o problema, é verdade, mas o final também está bem longe. Muitas barreiras precisam ser acertadas", diz o médico. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Um Telecom usa ‘cashback’ para reter provedores

Valor Econômico - Finanças Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Procuradora-geral de SP diz não ver impedimento jurídico para início imediato da vacinação

Valor Econômico - Finanças A procuradora-geral do Estado de São Paulo, Lia Porto Corona, disse que "não vê nenhum óbice jurídico" para o início da vacinação hoje e da forma como o governo estadual procedeu. Ela participou da entrevista coletiva de imprensa hoje junto com o governador João Doria e respondeu a uma pergunta sobre declarações do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que insinuou que a ação de hoje do governo paulista teria problemas legais. "A Procuradoria Geral do Estado estudou todas as leis, o Plano Nacional de Imunizações e o contrato com o Ministério da Saúde", afirmou. Segundo ela, a procuradoria "entende que cumprimos a legislação e as regras postas". O diretor-presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou ainda que "não é possivel, do ponto de vista da ética médica, esperar que haja uma decisão burocrática para que seja iniciada uma vacinação". "A função de quem está na saúde é mitigar qualquer agravo à saude no primeiro momento", complementou. A enfermeira Monica Aparecida Calazans, primeira vacinada no país com a Coronavac Foto: André Guilherme Vieira/Valor O governo de São Paulo informou ainda que está de prontidão para recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) caso o Ministério da Saúde requisite a totalidade de vacinas Coronavac produzidas pelo Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac. Segundo a chefe da Procuradoria-Geral do Estado de São Paulo (PGE-SP), não há motivo jurídico para que o governo requisite os imunizantes. “Se o governo federal entrar [com pedido de requisição na justiça], nossa obrigação é defender o estado de São Paulo e as nossas ideias”, afirmou a procuradora-geral do estado, Lia Porto. “Nós sabemos que a requisição é uma medida excepcional, porque só deve ser adotada em determinadas situações e nós não entendemos que esta situação de agora dê fundamento a uma requisição”, disse a titular da PGE. Segundo Lia, a procuradoria está de prontidão para recorrer ao STF se a União levar adiante a ameaça de requisição. “Nós vamos analisar quando chegar o pedido com fundamento sempre jurídico. Sempre fundamentado em legislação, observando o entendimento jurídico.” Em coletiva realizada na tarde de hoje, o governador João Doria (PSDB) afirmou que 1,357 milhão de doses do imunizante ficarão em São Paulo. A vacinação dos profissionais da saúde já foi iniciada neste domingo. Veja Mais

Autoridades comemoram aprovação de uso emergencial de vacinas contra covid-19

Valor Econômico - Finanças Autoridades e personalidades ligadas à Saúde usaram suas redes sociais para comemorar a aprovação do uso emergencial das vacinas Coronavac e Astrazeneca/Oxford contra a covid-19. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), enalteceu a atuação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e agradeceu o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). "A data de hoje entra pra história. Venceu a ciência, finalmente teremos as primeiras vacinas disponíveis à população brasileira e milhares de vidas serão salvas. A Anvisa cumpriu seu papel de agência do Estado. O Brasil ainda responde por 10% das mortes pela covid no mundo, o que é inaceitável. Gostaria de parabenizar todos os profissionais de saúde envolvidos e ainda o empenho do governador João Doria. E que venham outras vacinas!" O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), também elogiou a Anvisa. "Seja de onde for, venha de onde vier, a vacina é essencial para que possamos retomar as rédeas de nossas vidas. Vem, vacina! Guiada pela ciência, a Anvisa acaba de autorizar o uso emergencial da CoronaVac e da Oxford", afirmou em sua conta no Twitter. O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta lembrou o papel dos institutos brasileiros parceiros na produção das duas vacinas. "A vida tem pressa. Parabéns São Paulo. Xô trevas. Xô negacionismo. Xô charlatões. A luz da CIÊNCIA chegando via Butantan e Fiocruz!" Até as 18h deste domingo o presidente Jair Bolsonaro não tinha feito nenhum comentário sobre o assunto em suas redes sociais (sua página no Facebook apenas reproduziu o vídeo da reunião da Anvisa). Da família, o filho Eduardo Bolsonaro publicou mais um tuíte defendendo o tratamento precoce (nome para o conjunto de remédios defendido pelo presidente e que não tem eficácia confirmada contra a covid-19). Já o filho Flavio Bolsonaro disse em seu Twitter que hoje é um grande dia. "Agora que a Anvisa aprovou o uso emergencial de duas vacinas contra a COVID-19, elas serão gratuitas e não obrigatórias a todos os brasileiros! Com responsabilidade, vamos continuar recuperando o Brasil, salvando vidas e empregos!" Veja Mais

Vacinas aprovadas pela Anvisa são demandas em ambiente mundial de escassez

Valor Econômico - Finanças Entre todas as imunizações até agora, a da AstraZeneca/Oxford é a que tem o maior volume de vendas acertadas As duas vacinas que receberam da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a autorização para uso emergencial no Brasil têm número crescente de demandas, em meio à constatação por parte dos governos de que não haverá doses suficientes para todo mundo em 2021. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Diretor do Butantan diz que 4,6 milhões de vacinas estão indo para Ministério da Saúde

Valor Econômico - Finanças Governador João Doria diz não ser necessário levar vacinas que serão destinadas a São Paulo para o Ministério da Saúde (Atualizada às 18h37) O diretor-presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou hoje que 4.636.936 doses da vacina Coronavac, contra a covid-19, estão sendo encaminhadas ao centro de logística do Ministério da Saúde em Guarulhos. Segundo ele, há 5.994.576 doses disponíveis para o Brasil, sendo 1.357.640 para o Estado de São Paulo. “Temos a melhor vacina, porque a melhor vacina é aquela que chega ao braço das pessoas. Estamos atendendo ao plano nacional de vacinação”, disse, em entrevista coletiva nesta tarde. De acordo com Covas, quase a totalidade dos imunizantes está disponível. As vacinas serão “endereçadas aos Estados de acordo com tabela do ministério da Saúde”. O secretário especial de São Paulo em Brasília, Antonio Imbassahy, disse ter acertado com Arnaldo Medeiros, secretário de Vigilância em Saúde que, “se fosse possível", as vacinas de São Paulo ficariam no Estado. "Não tinha sentido fazer retrabalho”, disse Imbassahy. Segundo ele, “o quantitativo para São Paulo é o do Plano Nacional de Imunizações”. Participando da mesma entrevista, o governador de São Paulo, João Doria, disse não ser necessário levar vacinas que serão destinadas a São Paulo para o Ministério da Saúde. “Era só o que faltava, criar burocracia para os brasileiros de São Paulo”, disse. O diretor-presidente do Instituto Butantan completou dizendo que o órgão entrega a cota nacional em Guarulhos e a cota estadual no Centro de Distribuição Logística (CDL) do Estado. “Sempre foi feito assim”, disse Covas. Segundo Dimas Covas, o Estado não irá reter nenhuma dose “nem nesta nem nas próximas remessas”. “Necessitamos agora com urgência de nova autorização para distribuir mais 4 milhões de doses [de uso emergencial]”, afirmou. De acordo com Dimas Covas, o pedido de aprovação para mais 4 milhões de doses segue exigência da própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “Já assinei os documentos [que a Anvisa pediu]”, afirmou. O presidente do Instituto Butantan disse que vacinas recebidas da China estão na conta das que serão enviadas ao Ministério. “São doses que eram destinadas a estudo clínico e vão para o Amazonas. Estamos com pedido aprovado de importação de insumos na China”, disse. Segundo ele, a autorização deveria ter acontecido há 15 dias. “Estamos em contato para que liberem insumos para produzir mais 11 milhões de doses”, disse. O presidente do Instituto Butantan ressaltou que hoje que foram aprovadas duas vacinas pela Anvisa, a Coronavac e a da Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca. “Uma está aqui, outra está na Índia. Não fossem barreiras e indefinição de financiamento, teríamos iniciado vacinação em dezembro. Nenhuma multinacional fez o que nós fizemos, nenhuma apresentou estudos clínicos como apresentamos”, destacou. Dimas Covas afirmou ainda que a Anvisa quer a realização dos testes de imunogenicidade (capacidade de uma substância provocar uma resposta imune, como o desenvolvimento de anticorpos pelo paciente) com outro kit. “Isso não se justifica do ponto de vista técnico, mas faremos sem problema algum. Atenderemos a essa exigência”, disse Covas, acrescentando que assinou termo que está com a Anvisa. Uso emergencial do soro heterólogo O diretor do Butantan disse que, entre segunda e terça-feira, vai entrar com pedido na Anvisa de autorização para uso emergencial de um soro heterólogo, semelhante ao que está registrado na Argentina, e que pode ser utilizado no tratamento da covid-19. Ele afirmou que o Butantan está há três meses com 3 mil frascos do soro, mas que não puderam ser utilizados por falta de autorização da Anvisa. "A Anvisa nos exige estudos de desafio animal, uma coisa neste momento sem sentido." O soro desenvolvido pelo Butantan é semelhante ao que foi aprovado na Argentina e o diretor disse que espera que a autarquia "tenha agilidade para analisar em comparação com o soro argentino". Segundo Covas, a aprovação da Anvisa para uso emergencial das vacinas hoje abre um "caminho regulatório" para a aprovação desse tipo de tratamento. Veja Mais

Anvisa comprova segurança e eficácia “inequívocas” da Coronavac, diz Butantan

Valor Econômico - Finanças A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de aprovar o uso emergencial da Coronavac "comprova mais uma vez, e de forma inequívoca, a segurança e a eficácia da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela instituição em parceria com a biofarmacêutica Sinovac", afirmou em nota o Instituto Butantan, ligado ao Governo de São Paulo. Com o registro da vacina pelo órgão regulador, será possível encaminhar rapidamente as doses já prontas ao Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, afirmou a entidade. "Em menos de um ano desde o registro do primeiro caso de covid-19 em território nacional, o Butantan conseguiu viabilizar uma vacina eficiente para a população brasileira", afirmou o instituto. Até abril, acrescentou, fornecerá 46 milhões de doses para o país. "Os testes clínicos realizados com 12,5 mil voluntários já evidenciaram que o imunizante é capaz de evitar o agravamento dos infectados e hospitalizações, além de salvar vidas." Veja Mais

The Voice para talentos acima de 60 anos tem estreia cheia de emoção

O Tempo - Diversão - Magazine Reality musical The Voice+ estreou na tela da Globo e teve entre os jurados os artistas Ludmilla, Mumuzinho e Claudia Leitte Veja Mais

NASA diz que o universo pode ser menos 'povoado' do que se espera

NASA diz que o universo pode ser menos 'povoado' do que se espera

Tecmundo Na última terça-feira (12), a Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos, NASA, afirmou em um comunicado que o universo pode ser menor do que o anteriormente estimado. A análise foi feita utilizando dados da missão New Horizons, que buscou medir a luminosidade do cosmos além de Plutão. O resultado, surpreendente, põe em xeque a estimativa atual de '2 trilhões de galáxias'."Simplesmente não vemos a luz de 2 trilhões de galáxias," afirma Marc Postman, do Space Telescope Science Institute — centro científico de operações do Telescópio Espacial Hubble —, após reafirmar a importância de estimar o número existente de galáxias no universo. Leia mais... Veja Mais

6 melhores aplicativos de corrida e caminhada

canaltech Correr e caminhar são duas atividades físicas que não possuem muitos requisitos: basta utilizar um calçado confortável e iniciar seu trajeto. Dessa forma, são exercícios simples, práticos e que trazem diversos benefícios para a saúde. 7Waves: app para organizar metas Bem-estar Digital: como ativar o modo hora de dormir no Android Além de ajudar com a trilha sonora do seu exercício, o celular pode ter mais uma função para as corridas e caminhadas. Com o uso de aplicativos específicos, é possível monitorar o progresso em tempo real, incluindo distância, velocidade média e uma estimativa do gasto calórico. Caso possua smartbands ou smartwatches, essas informações são ainda mais detalhadas. Como conectar a Mi Band 5 ao celular Como emparelhar ou desemparelhar o Apple Watch em qualquer iPhone Os apps ajudam a comparar os resultados de cada sessão de exercícios, disponibilizam dicas de treino e ainda oferecem a criação de metas. É importante ressaltar que, como em qualquer atividade física, um acompanhamento médico prévio é necessário. Veja, abaixo, uma lista de apps que podem te ajudar com as corridas! -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- 1. Nike Run Club (Android | iOS) Aplicativo da Nike faz registros de todas as corridas e caminhadas (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) O Nike Run Club realiza todo o monitoramento em tempo real de uma corrida ou caminhada. Possui um sistema de conquistas, que distribui emblemas a certas metas realizadas, e permite a criação de um próprio plano de treinamentos. Há, também, uma função de treinamentos guiados por áudio. 2. Adidas Running by Runtastic (Android | iOS) App da Adidas é útil para registrar suas atividades (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) O aplicativo de corrida da Adidas, feito pela Runtastic, também disponibiliza ferramentas para acompanhar todo o seu progresso nas atividades físicas, com registro de exercícios e controle em tempo real da sua corrida. É possível, também, registrar os tênis usados e configurar o app para corridas, ciclismo e trilhas. 3. MapMyWalk (Android | iOS) App é voltado para o monitoramento de caminhadas (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) A Under Armour possui uma série de aplicativos para exercícios, incluindo um de corridas. O MapMyWalk, no entanto, é feito para o acompanhamento exclusivo de caminhadas e atividades mais leves. Entre as configurações antes de um exercício, é possível separá-lo em diferentes categorias, incluindo passeios com cachorros. Todas as informações ficam registradas e o progresso pode ser acompanhado. 4. Strava (Android | iOS) Compartilhe seus exercícios (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Além de incluir as funções de monitoramento em tempo real de suas atividades físicas, o Strava também procura criar uma comunidade de atletas amadores e profissionais. Há opções para acompanhamento de corridas e ciclismo, e os usuários podem compartilhar rotas, treinos e outras dicas através do aplicativo. 5. Relive (Android | iOS) Registre suas trilhas (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Se você gosta de se exercitar em contato com a natureza, o Relive é uma ótima opção. O app é voltado para trilhas, corridas e pedaladas. Cada rota traçada possui um mapa em 3D para auxílio, e os resultados podem ser compartilhados para toda a comunidade. 6. Saúde (iOS) Aplicativo do iOS registra passos e distância (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Quem possui iPhone pode utilizar o app Saúde, nativo do iOS, para fazer o monitoramento de passos e de distância diária percorrida. Caso queira optar por mais informações, é possível vinculá-lo com outros apps de exercícios físicos para receber dados específicos. De qualquer forma, é uma boa opção para quem faz atividades leves. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Signal vs Telegram: qual app de mensagens é mais seguro? 10 séries campeãs de audiência dos anos 1990-2010 para assistir no streaming Clássicos do cinema: 10 dos melhores filmes dos anos 1960 Os lançamentos da Netflix em janeiro de 2021 Giro da Saúde: vacinação vai começar; caos no Amazonas; iPhone 12 e marcapassos Veja Mais

Perdeu a reunião? Microsoft Teams permitirá recapitular encontros

Perdeu a reunião? Microsoft Teams permitirá recapitular encontros

Tecmundo A Microsoft lançará neste mês uma nova função para o Teams que permite recapitular reuniões. A ferramenta conseguirá transcrever e gravar encontros, além de manter mensagens e arquivos importantes.Quando ativada, a opção de revisitar a reunião aparecerá na aba de chat para os participantes, mas somente na versão de desktop do Microsoft Teams. A função também poderá ser acessada por meio das opções no menu de "Detalhes" da plataforma corporativa. Leia mais... Veja Mais

Relatora de pedidos, diretora da Anvisa vota a favor de uso emergencial da Coronavac e da Astrazeneca

Valor Econômico - Finanças Recomendações foram feitas em função do quadro geral da pandemia, do aumento do número de casos e da ausência de alternativas terapêuticas (Atualizada às 15h11) Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

PIB da China cresce 2,3% em 2020 e se recupera de contração histórica

Valor Econômico - Finanças Produto interno bruto aumentou 6,5% no quarto trimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano anterior A economia da China cresceu 2,3% em 2020 na comparação com o ano anterior, recuperando-se de uma contração histórica nos primeiros meses do ano para se tornar a única grande economia mundial a crescer no que foi um ano devastado por uma pandemia. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Opositor Alexei Navalny é preso novamente após voltar à Rússia

O Tempo - Mundo O futuro assessor de segurança nacional de Joe Biden, defendeu que Navalny 'deve ser libertado imediatamente' Veja Mais

Brasil registra 518 mortes por covid-19 em 24h; total se aproxima de 210 mil

Valor Econômico - Finanças País chegou a 209.868 óbitos e a 8.483.105 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo consórcio de imprensa O Brasil registrou 518 mortes pela covid-19 e 26.400 casos da doença nas últimas 24 horas. Com isso, o país chegou a 209.868 óbitos e a 8.483.105 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. Os dados do país são fruto de colaboração inédita entre “Folha de S.Paulo”, UOL, “O Estado de S. Paulo”, “Extra”, “O Globo” e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. Além dos dados diários, a “Folha de S.Paulo” também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete. De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 861. O valor da média representa um aumento de 38% em relação ao dado de 14 dias atrás. Todas as regiões do país, menos o Sul, apresentam aumento da média móvel de mortes em relação ao dado de 14 dias atrás. Ministério da Saúde registra 551 mortes por covid em 24h, total vai a 209.847 Veja Mais

Aprovação de vacinas foi passo importante e fortaleceu Anvisa no cenário mundial, dizem especialistas

Valor Econômico - Finanças Para técnicos, também é preciso acelerar vacinação e elucidar dúvidas durante o processo (Atualizada às 20h18) Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Liberação de depósitos compulsórios soma R$ 251,7 bilhões em 2020

Valor Econômico - Finanças Avaliação do BC e de economistas é que os recursos devem ter ajudado a impulsionar empréstimos ao longo da crise A liberação de depósitos compulsórios somou R$ 251,7 bilhões no ano passado, informou o Banco Central (BC) ao Valor. O montante corresponde a 96,5% do impacto potencial de R$ 260,8 bilhões da liberação total anunciada pela autoridade monetária em 2020. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Pazuello chama governadores para 'ato simbólico' de recebimento da vacina, em SP

O Tempo - Política Ato marcado para Guarulhos (SP), prevê a divisão dos lotes de 6 milhões de doses da Coronavac que começarão a ser distribuídos proporcionalmente para os Estados Veja Mais

Como usar código promocional na Cabify

canaltech A Cabify (Android | iOS) é uma plataforma gratuita de transporte que permite chamar um carro particular ou táxi para que os usuários se desloquem pela cidade. Se você recebeu um código promocional, pode utilizá-lo para conseguir descontos nas suas próximas viagens. Como salvar locais favoritos na Cabify Como escolher a forma de pagamento na Cabify Como mudar forma de pagamento no Uber antes, durante e depois da viagem Ativá-lo é um processo rápido e prático, que pode ser feito diretamente na aba “Códigos desconto” do app. Confira abaixo o passo a passo! Como usar código promocional na Cabify Passo 1: abra o app da Cabify em seu celular e clique no ícone com a sua foto no canto superior esquerdo. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Abra o app da Cabify e clique no ícone com a sua foto no canto superior esquerdo (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: no menu lateral aberto, clique em "Códigos desconto”. No menu lateral esquerdo, clique em "Códigos desconto" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: em seguida, você poderá visualizar todos os códigos de desconto ativos na sua conta. Para inserir um novo, clique em “Adicionar código”. Em seguida, clique em "Adicionar código" no canto inferior da página (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: digite o código no local indicado e clique em “Adicionar” para que o desconto seja incluído e utilizado na sua próxima viagem. Digite o código no local indicado e clique em "Adicionar" (Captura de tela: Matheus Bigogno) É importante ressaltar que, caso você tenha mais de um código ativo, a Cabify informa que será aplicado o mais próximo da data de expiração. Para conferir a data de validade de um código, basta apenas acessar as suas condições de uso. Pronto! Agora você pode adicionar códigos promocionais na sua conta da Cabify e usá-los para conseguir descontos nas suas próximas viagens. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Astrônomos observam uma galáxia no fim de sua vida pela primeira vez Entenda como funciona o novo Universo DC após mais um reboot Clássicos do cinema: 10 dos melhores filmes dos anos 1970 Ubuntu 21.04 vai fechar brecha de segurança que existe desde 2006 10 séries campeãs de audiência dos anos 1990-2010 para assistir no streaming Veja Mais

8 séries parecidas com Pretty Little Liars para fãs calorosos

8 séries parecidas com Pretty Little Liars para fãs calorosos

Tecmundo Exibida entre 2010 e 2017 pela Freeform, Pretty Little Liars cativou diversas pessoas em 160 episódios repletos de conflitos intensos. A trama aborda um grupo de amigas que se envolvem em dilemas e problemas. Com a volta da série em uma nova roupagem, desenvolvida pelo mesmo criador de Riverdale e O Mundo Sombrio de Sabrina, fizemos uma lista com oito séries parecidas com Pretty Little Liars, igualmente interessantes, para você assistir enquanto aguarda o reboot.Leia mais... Veja Mais

Jorge Mautner chega aos 80 anos com obra musical mais leve do que a filosofia do artista

G1 Pop & Arte ♪ ANÁLISE – Nascido em 17 de janeiro de 1941, o multimídia artista carioca Henrique George Mautner – Jorge Mautner, no universo pop brasileiro – chega aos 80 anos com obra mais adensada no campo filosófico do que musical. Escritor desde os 15 anos, Mautner alcançou visibilidade nacional na década de 1970 graças a conexões feitas com os então novos baianos Caetano Veloso e Gilberto Gil na Inglaterra, país em que todos se exilaram para respirar ares mais democráticos (no caso dos baianos, por imposição do governo ditatorial dos anos 1960). Na volta ao Brasil, Gil foi o primeiro a dar voz ao maior sucesso do cancioneiro autoral de Mautner, Maracatu atômico (1973), a mais famosa das parcerias do compositor com Nelson Jacobina (1953 – 2012), grande amor musical de Mautner. Naquela altura, Gil já tinha virado parceiro de Mautner, com quem fez músicas como Crazy pop rock (1971) e O rouxinol (1975), entre outras composições. Bem mais tarde, em 2012, Caetano chegou a gravar álbum com Mautner, Eu não peço desculpa, do qual saiu o sucesso alternativo Todo errado (Jorge Mautner, 2012). Na área fonográfica, a obra de Mautner inclui alguns álbuns relevantes, notadamente Para iluminar a cidade (1972), Jorge Mautner (1974) e o recente Não há abismo em que o Brasil caiba (2019), gravado com os músicos do grupo carioca Tono. Contudo, há poucas canções de Mautner que extrapolam o nicho intelectual em que a produção do artista é consumida. Lançada por Gal Costa no álbum Cantar (1974) e revivida pela cantora no show A pele do futuro (2018 / 2019), Lágrimas negras – outra parceria de Mautner com Jacobina – é uma delas. Outra é O vampiro (composta em 1958 e lançada em disco em 1988, 30 anos depois), música somente de Mautner. Pode-se apontar também a beleza poética da canção Estilhaços de paixão (1997), outra música da lavra solitária do artista. Ainda assim, sempre pairou no ar a impressão de que, na trajetória de Mautner, a música é primordialmente a plataforma para a exposição de pensamentos filosóficos e ideologias políticas do filho do Holocausto, como o artista se denomina por ser fruto da união da iugoslava Anna Illich e do judeu austríaco Paul Mautner, casal refugiado no Brasil para escapar dos horrores da guerra. Profeta do Kaos, pioneiro tropicalista (na visão generosa do amigo Caetano Veloso), Jorge Mautner é personalidade bendita entre nobres dinastias da MPB e, mesmo que tenha sido amaldiçoado pelo sistema, jamais pagou o preço alto cobrado a contemporâneos dissidentes como Jards Macalé e Luiz Melodia (1951 – 2017). Talvez por ser, em essência, um filósofo que deixou pensamentos mais fortes nos livros do que nas músicas. Veja Mais

Pazuello apela a governadores para que não permitam movimentos político-eleitoreiros se aproveitando da vacinação

Valor Econômico - Finanças Ministro da Saúde afirmou que todas as vacinas produzidas pelo Instituto Butantan estão contratadas de forma integral pelo governo federal O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou hoje, em coletiva de imprensa, que a coordenação do programa de vacinação do país será executada pelo Ministério da Saúde, em um plano que já foi lançado pelo governo federal. Em entrevista a jornalistas neste domingo, Pazuello fez uma crítica ao governo de São Paulo, que vacinou a primeira pessoa no Brasil, mas sem citar diretamente o nome do governador João Doria (PSDB). “Senhores governadores, não permitam movimentos político-eleitoreiros se aproveitando da vacinação", disse Pazuello. "Numa jogada de marketing, poderíamos iniciar a primeira dose em uma pessoa. Em respeito a governadores, prefeitos e brasileiros, o governo federal não fará isso. Quebrar essa pactuação é desprezar a igualdade entre os Estados e todos os brasileiros construída ao longo de nossa história com o Programa Nacional de Vacinação. Questionado sobre a cerimônia de vacinação em São Paulo, Pazuello afirmou que todas as vacinas produzidas pelo Instituto Butantan estão contratadas de forma integral pelo governo federal. O ministro colocou em dúvida sobre como a vacina aplicada neste domingo foi entregue sem licitação. “Está pactuado com os governadores que todas as doses serão distribuídas e entregues simultaneamente, vamos fazer de forma igualitária. Qualquer movimento nessa linha [de não fazer uma distribuição igualitária] está em desacordo com a lei", disse. Veja Mais

Enfermeira negra é a primeira a receber vacina contra covid-19 em SP

Valor Econômico - Finanças Mônica Calazans, que atua na linha de frente do atendimento aos pacientes com coronavírus no hospital Emilio Ribas, recebeu a primeira dose da Coronavac A enfermeira Mônica Calazans, 54, que atua na linha de frente do atendimento aos pacientes com coronavírus no hospital Emilio Ribas, foi a primeira pessoa ser imunizada contra a doença em São Paulo. Segundo o governo de São Paulo, pouco mais de 100 pessoas - profissionais da saúde e indígenas - já receberam o imunizante neste domingo. Mônica foi vacinada neste domingo no Hospital das Clínicas, em São Paulo. O governador João Doria (PSDB) participou do ato de imunização após o final da reunião da Anvisa que autorizou o uso emergencial da vacina Coronavac. Moradora de Itaquera, Mônica Calazans tem perfil de alto risco para complicações da covid-19: é obesa, hipertensa e diabética. Mesmo assim, ela se inscreveu em maio para vagas de CTD (Contrato por Tempo Determinado) e escolheu trabalhar no Emílio Ribas. Desde maio, ela atua em uma UTI do hospital que tem 60 leitos e está com 90% de taxa de ocupação desde abril. Ela se formou em enfermagem aos 47 anos, após trabalhar como auxiliar de enfermagem desde os 26. Mônica Calazans mora com seu filho Felipe, de 30 anos, e não se contaminou pelo coronavírus em dez meses de trabalho no Emílio Ribas. Ela conta que é minuciosa nos cuidados de higiene e distanciamento no trabalho e quando chega em casa. A enfermeira afirma que um forte motivo para os cuidados é a ajuda à mãe, tem 72 anos e vive sozinha em outra casa e também não foi infectada. Seu irmão caçula, porém, auxiliar de enfermagem de 44 anos, foi infectado e ficou internado por 20 dias com a doença. “Eu tenho em mente sempre que não posso me abater porque os pacientes precisam de mim, por isso tenho sempre uma palavra de positividade e de que vamos sair dessa situação. O que me ajuda também é o prazer que sinto com o meu trabalho”, afirma a enfermeira. Veja Mais

Vendas de casas na China sobem 10,8% em 2020 com redução de restrições à covid

Valor Econômico - Finanças Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Doria e Pazuello fazem batalha das coletivas após aprovação da vacina

O Tempo - Política Ministro da Saúde chamou o início da vacinação apresentada por Doria em SP de estratégia de marketing Veja Mais

Fretamento aéreo vive seu pior momento em Manaus

Valor Econômico - Finanças Porte das aeronaves disponíveis no mercado brasileiro não é o ideal para o carregamento de cilindros de oxigênio: não passam na porta O mercado de fretamento aéreo, que até o início da pandemia estava acostumado a levar carregamentos para indústrias como a farmacêutica e a automotiva, vive agora seu pior cenário com a crise em Manaus. O drama humano, somado a dificuldades estruturais e de oferta inerentes ao setor, faz deste o momento mais difícil dos últimos meses, segundo Ana Benavente, diretora da multinacional Air Charter para a América do Sul. Desde que a pandemia começou, a companhia teve diferentes ondas. Primeiro veio a busca por voos para repatriar pessoas quando as fronteiras começaram a se fechar. Depois, os equipamentos de proteção individual - foram mais de 30 mil toneladas desde março, segundo a Air Charter. Mas antes do esperado pico de demanda para levar vacinas surgiu a tragédia de Manaus. Na quinta-feira (14), a empresa diz ter recebido um pedido emergencial para levar 6,5 toneladas de equipamentos hospitalares do Rio para lá. Entre as dificuldades, Benavente afirma que o porte das aeronaves disponíveis no mercado brasileiro não é o ideal para o carregamento de cilindros de oxigênio. "Dos tubos maiores, muita coisa fica para trás. Não dá para levar. Tem o avião, mas não entra na porta", diz. Segundo a executiva, além dos casos de pacientes tão graves que nem podem ser levados em aeromédico, os aviões ficam baseados em pontos distantes de Manaus. "Não é perto como Rio, Brasília, São Paulo. Tem o drama de esperar. E não é só um caso. São muitos. Estão todos cansados do batidão do ano passado, mas isso de agora ninguém nunca viu", afirma. Veja Mais

Coronavac: veja as ações de Doria no dia da aprovação do uso emergencial

O Tempo - Política O anúncio do início da vacinação em SP foi criticado pelo ministro da Saúde; Veja Mais

Ministério da Saúde registra 551 mortes por covid em 24h, total vai a 209.847

Valor Econômico - Finanças Brasil registrou 33.040 novos casos no mesmo intervalo; total de diagnósticos confirmados nas estatísticas oficiais sobe para 8.488.099 O boletim do Ministério da Saúde deste sábado com os dados sobre a evolução da covid-19 aponta o registro de 551 mortes pela doença nas últimas 24 horas, número abaixo do patamar de 1 mil óbitos registrado nos últimos dias . O total de óbitos pela doença subiu para 209.847 no país. O boletim fechado às 18h informa ainda que o Brasil registrou 33.040 novos casos de covid-19 no mesmo intervalo. Com isso, o total de diagnósticos confirmados nas estatísticas oficiais sobe para 8.488.099. O Amazonas, que entrou em um período de caos com pacientes morrendo por falta de oxigênio e outros insumos hospitalares, contabiliza até o momento 230.644 casos e 6.191 mortes por covid-19, segundo o boletim do Ministério da Saúde. São Paulo é o Estado com mais mortes (49.945) e casos confirmados (1.625.339) de covid-19. Minas Gerais é o segundo Estado com mais casos (643.609) e o Rio de Janeiro é o segundo com mais óbitos (27.791). Veja Mais

Especialistas divergem sobre aplicação de artigo da Lei de Abuso de Autoridade

Valor Econômico - Finanças Para alguns, trata-se de uma barreira necessária para impedir abusos. Outros consideram que criminaliza a atividade dos juízes Criado para coibir abusos em ações penais, o artigo 36 da Lei nº 13.869, de 2019, divide a opinião de advogados. Para alguns, trata-se de uma barreira necessária para impedir excessos. Outros consideram que a previsão legal, que trata da indisponibilidade de ativos financeiros, criminaliza a atividade dos juízes. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Ainda demoraremos para vacinar 'tantos brasileiros quanto precisamos', diz Gorinchteyn

Valor Econômico - Finanças Segundo ele, serão necessárias mais vacinas e protocolos de distanciamento social devem ser mantidos O secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, afirmou hoje que o Brasil ainda está começando a vacinação contra a covid-19, atrás de mais de 50 países que estão imunizando em massa suas populações. “Ainda demoraremos para vacinar tantos brasileiros quanto precisamos, pois houve uma discussão que saiu da esfera científica”, disse ele, acrescentando que, nos últimos 40 dias, houve aceleração de casos semelhante à vista de março a agosto do ano passado. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

FT:Governo francês enterra aquisição do Carrefour, mas Couche-Tard deixa uma porta aberta

Valor Econômico - Finanças A Alimentation Couche-Tard, do Canadá, suspendeu as negociações para comprar o Carrefour, por 16,2 bilhões de euros (US$ 20 bilhões), pois não conseguiu superar a oposição do governo francês, temeroso do impacto potencial da transação para a segurança alimentar e os empregos no país. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Pazuello questiona politização da vacina e diz Coronavac veio com recursos do SUS

Valor Econômico - Finanças O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, questionou a politização da vacina no Brasil e afirmou que o Ministério da Saúde trabalha de forma “técnica e ininterrupta”. Segundo ele, os recursos que financiam vacinas como a Coronavac são repassados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Leia mais: Doria diz que Pazuello mente ao dizer que houve apoio federal na Coronavac Vacinação no Brasil terá início na quarta-feira, a partir de 10h, diz Pazuello Pazuello apela a governadores para que não permitam movimentos político-eleitoreiros se aproveitando da vacinação “O Ministério da Saúde vem trabalhando junto com o Butantan no desenvolvimento da vacina desde o início... Você sabia que tudo o que foi comprado pelo Butantan foi com recursos do SUS? Não foi com um centavo de São Paulo", disse ele, em entrevista a jornalistas neste domingo, no Rio. Pazuello afirmou que tem ouvido calado o tempo todo sobre a politização em torno da vacina. “Ressalto que a contratação de todas as vacinas é com exclusividade do Ministério da Saúde/ SUS/PNI/população brasileira". Antonio Scorza/Antonio Scorza Ainda segundo o ministro, o governo irá trabalhar com o Instituto Butantan para fabricar a vacina e aplicá-la com o grau de conhecimento atual. E que se a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tivesse dúvidas, não teria dado a autorização fornecida neste domingo, completou. “Quando chegar o meu momento de tomar a vacina, se a estratégia for essa, eu tomo agora. Mas estamos longe desse momento", respondeu, questionado se aceitaria receber dose da Coronavac. Na entrevista coletiva, o ministro também disse que há um trabalho do governo, com técnicos do ministério e embaixadores para que o Brasil possa trazer as doses da Índia e também os insumos chineses que serão utilizados quando as vacinas começarem as ser produzidas. O país está pronto para realizar a maior campanha de vacinação do mundo e pode imunizar até 1 milhão de pessoas por dia, segundo ele. “O Brasil passa hoje por um momento de grande avanço, esperança e conforto por todos os brasileiros. Está dado o primeiro passo para a maior campanha de vacinação do mundo contra o coronavírus. O Brasil tem essa expertise há mais de 45 anos, podendo chegar a vacinar 1 milhão de pessoas por dia". Pazuello afirmou que se solidariza com as famílias que perderam parentes por causa da doença. Em relação à eficácia da Coronavac, que será fabricada pelo Instituto Butantan, o ministro disse que ela impede o agravamento da doença e a necessidade de hospitalização. “Neste aspecto, a vacina se mostrou suficientemente eficaz.” Veja Mais

Doria diz que Pazuello mente ao dizer que houve apoio federal na Coronavac

Valor Econômico - Finanças O governador do Estado de São Paulo, João Doria, afirmou hoje que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, “mente” ao dizer que houve apoio e recursos federais no desenvolvimento da Coronavac. “Pazuello mente, foi investimento do governo do Estado de São Paulo. Não teve um centavo do governo federal”, acrescentou. Segundo Doria, 50 mil doses do estoque das vacinas contra a covid-19 utilizadas no estudo clínico serão destinadas a médicos do Amazonas. “Já não confio mais no Ministério da Saúde. Amanhã, pela manhã, um avião levará 50 mil doses, independentemente da cota do ministério”, disse. Nesta tarde, Pazuello se referiu ao início da vacinação em São Paulo como “golpe de marketing”. “O governo federal, há 11 meses, faz golpes de morte para os brasileiros, com falta de seringa e de agulhas e frases lamentáveis, como ‘e daí?’, ‘tome clororquina’”, disse Doria. O governador disse que a única vacina que o Brasil tem, neste momento, é a que foi desenvolvida por São Paulo. “Golpe de morte é o que dá Jair Bolsonaro [presidente da República] e a incompetência do seu governo”, disse Doria. Segundo o governador, São Paulo continuará a fazer o que lhe cabe, “destinando vacinas que caberão ao Ministério da Saúde e as que cabem a São Paulo”, disse. Começo da vacinação Doria disse esperar que, amanhã (segunda, 18), “milhares, milhões de profissionais da saúde estejam recebendo a vacina [contra a covid-19] pelo Ministério da Saúde. “A vacinação deve começar imediatamente. Cada dia conta”, disse Doria, na entrevista coletiva. Ele ressaltou que o governo de São Paulo coloca em prática o plano logístico para “vacinas que lhe cabem”. “Vamos começar com o Hospital das Clínicas de São Paulo, de Campinas, Ribeirão Preto e Marília. Na sequência, os demais hospitais públicos e privados”, disse. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que a vacinação contra o coronavírus no Brasil está programada para ter início na próxima quarta-feira, a partir de 10h. Segundo Doria, será necessário verificar se o Ministério da Saúde irá cumprir com a proporcionalidade na distribuição para os Estados. De acordo com o governador, a obtenção hoje de aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso emergencial da Coronavac é uma conquista que fortalece milhões de pessoas que defendem a vida. “Nós dedicamos a você também anônimo, que soube defender a vacina, o distanciamento, o uso de máscara”, afirmou. Veja Mais

Per Aspera: prepare-se para mudar o futuro da humanidade

Per Aspera: prepare-se para mudar o futuro da humanidade

Tecmundo Meu primeiro contato com Per Aspera ocorreu há alguns meses, quando escrevi o preview aqui para o Voxel. Durante as 4 horas jogáveis, foi possível perceber o cuidado que os argentinos da Tlön Industries tiveram ao criar o game. Com o respaldo da Raw Fury foi possível lapidar esta pedra preciosa que a empresa tinha em mãos. Para quem não teve a oportunidade de ler meu preview, eu disse que o game tinha um potencial para inovar o gênero. Agora, com mais de 20 horas no jogo eu tenho certeza que eles conseguiram algo único no mercado. Pode parecer um jogo simples de terraformagem e automação, mas vai muito além disso. É o que eu tentarei explicar nas próximas linhas. Leia mais... Veja Mais

Artistas comemoram aprovação de vacinas Coronavac e Oxford pela Anvisa

O Tempo - Diversão - Magazine Bruno Gagliasso, Leandra Leal, Daniela Mercury são algumas celebridades que comentaram a aprovação do uso emergencial da Coronavac e da vacina de Oxford Veja Mais

Doria diz que caminhões com Coronavac serão enviados ao Ministério da Saúde rapidamente

Valor Econômico - Finanças O governador do Estado de São Paulo, João Doria, disse em entrevista coletiva, que hoje é o “dia V”, em alusão à fala do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que afirmou que a vacinação começaria “no dia D e na hora H”. Segundo o governador, os caminhões com as primeiras doses da Coronavac serão carregados rapidamente e seguirão para o Aeroporto de Guarulhos. “Esperamos que o Ministério da Saúde atue de forma diligente e atenda, especialmente, aos profissionais de saúde, que estão na linha de frente e padecem ante a inércia do governo federal”, disse Doria. O Ministério da Saúde solicitou ao governo de São Paulo e ao Instituto Butantan - que produz a Coronavac em parceria com a chinesa Sinovac - todas as doses do imunizante liberado hoje. Doria ressaltou que a Anvisa autorizou a imediata distribuição da vacina do Butantan para todos os Estados do país por meio do ministério da Saúde. Segundo ele, médicos e enfermeiros do Hospital das Clínicas começam a ser vacinados hoje. Divulgação Ao Ministério, o governador pediu que a distribuição e a recomendação do uso da clororquina sejam interrompidos. “É criminoso fazer crer que a cloroquina salva; em alguns casos, a cloroquina mata”, afirmou Doria. Segundo ele, é preciso defender “o Brasil real, não o Brasil da mentira”. “Repudio os fakistas do gabinete do ódio de que fizemos a vacina apenas para São Paulo”, disse. “Não apostamos na guerra e não gostamos do cheiro de pólvora”, acrescentou. Doria afirmou ainda esperar que o início da vacinação sirva de lição para os negacionistas, para os que não têm compaixão. “Que sirva de lição aos que flertam com a morte e com o autoritarismo”, disse, em entrevista coletiva, no Hospital das Clínicas, na capital paulista. Doria ressaltou que a imunização representa “o triunfo da ciência, o triunfo da vida, contra os negacionistas, os que preferem o cheiro da morte”. “Quero registrar o crédito à ciência, ao Instituto Butantan”, afirmou. Destacou, contudo, que até que parte expressiva dos brasileiros seja vacinada, será necessário que as pessoas continuem a se proteger. “Temos um longo caminho ainda com angústias e sofrimentos.” O governador citou que o processo de testagem da vacina incluiu voluntários de oito Estados brasileiros - médicos e enfermeiros. “A coragem desses quase 13 mil voluntários vai ajudar a salvar milhões de brasileiros a partir de agora”, disse Doria. A situação difere bastante, segundo o governador, daqueles que nos últimos 11 meses flertaram com a morte. “Mônica, vocês são o nosso exemplo, não são aqueles que flertam com a morte”, destacou o governador, se dirigindo à enfermeira Mônica Calazans, primeira brasileira vacinada contra a covid-19. Veja Mais

Governo do Amazonas prorroga decreto e mantém toque de recolher

Valor Econômico - Finanças Apenas serviços essenciais podem funcionar em horários específicos, sendo proibida a circulação das 19h às 6h (Atualizada às 14h09) Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Guarda costeira dos EUA envia navio ao Brasil para ‘combater pesca ilegal’

Valor Econômico - Finanças Medida ocorreu em acordo com o governo brasileiro A Guarda Costeira dos Estados Unidos enviou um navio de patrulha para a costa do Brasil, sob o argumento de combater a pesca ilegal, não-declarada e não-regulamentada (IUU, na sigla em inglês) que estaria sendo feita por embarcações estrangeiras. O envio ocorreu em acordo com o governo brasileiro. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Ministério da Saúde diz que questionou Twitter sobre post com alerta de informação enganosa

Glogo - Ciência Pasta voltou a defender tratamento precoce contra a Covid-19, que não é endossado por especialistas. Neste sábado, rede social considerou post do órgão 'potencialmente prejudicial'. Marcação do Twitter em post do ministério Reprodução/Twitter O Ministério da Saúde disse que pediu, ao Twitter, um posicionamento sobre a publicação na página do órgão, que foi considerada "potencialmente prejudicial" pela rede social. O tuíte do órgão pede que o tratamento precoce seja solicitado por quem apresentar sintomas da Covid-19, o que não é endossado por especialistas. Neste sábado (16), O Twitter colocou um alerta no post, apontando que houve "a publicação de informações enganosas e potencialmente prejudiciais" relacionadas à doença. Twitter faz alerta de informação enganosa em postagem do Ministério da Saúde Em nota divulgada neste domingo (17), o ministério disse que a publicação não viola as regras do site e voltou a defender o tratamento precoce dos pacientes (leia o comunicado completo, no fim da página). "O Ministério da Saúde esclarece que o post bloqueado pela plataforma do Twitter se refere ao tratamento precoce - protocolo da pasta para enfrentamento à pandemia da Covid-19. A pasta solicitou ao Twitter um posicionamento a respeito do ocorrido, já que o conteúdo não feriu nenhuma das políticas de convivência da rede social", afirmou o ministério. O "tratamento precoce", ou "Kit Covid", disponibilizado pelo Ministério da Saúde é uma combinação que inclui a hidroxicloroquina e a cloroquina, junto com outros fármacos. As substâncias inicialmente foram testadas em laboratório e, depois, em estudos clínicos, pesquisadores de diferentes universidades e países comprovaram que não há prevenção e/ou tratamento com a ajuda de medicamentos. "Todos os países com seriedade, que seguem a ciência, eles já compreenderam que esses medicamentos não são eficazes contra a Covid", disse Ethel Maciel, professora titular da Universidade Federal do Espírito Santo e pós-doutora em epidemiologia pela Universidade Johns Hopkins. "Se esses medicamentos tivessem qualquer comprovação científica, seria impossível que esses países, onde existem pesquisadores muito sérios e instituições muito respeitadas e competentes, não estivessem recomendando para a sua população", acrescentou. Pelo mesmo motivo, o Twitter já fez alertas na conta do presidente Jair Bolsonaro e nos perfis dos deputados federais Carla Zambelli e Daniel Silveira. Apesar da marcação, as publicações seguem visíveis. Esse tipo de medida do Twitter, no entanto, ajuda a restringir a circulação desse tipo de postagem. Posts apagados em 2020 O Twitter já agiu contra as postagens do presidente Jair Bolsonaro no ano passado. Em março, tuítes de Bolsonaro foram apagados também por violação de regras relacionadas a conteúdos que envolvam a pandemia. Na ocasião, foram tirados do ar posts que registravam um passeio de Bolsonaro em Brasília, que provocou aglomerações, e o posicionamento dele contra o isolamento social, defendido por autoridades de saúde do mundo inteiro. Nas regras sobre remoção de conteúdo que envolva desinformação sobre a Covid-19, em texto de julho passado, a rede social aponta o que leva em conta ao considerar essa medida. Podem ser alvos posts que: reflitam não uma opinião, mas algo apontado como fato, e, entre os exemplos, o Twitter cita postagens que abordem supostas medidas preventivas contra a doença, tratamentos ou curas; tenham sido apontados como falsos ou enganosos por especialistas no assunto, como autoridades de saúde pública; possam causar danos se as pessoas acreditarem nessa informação, da forma como ela foi apresentada, podendo levar a uma maior exposição ao vírus ou afetar a capacidade do sistema de saúde de lidar com a pandemia, por exemplo. A plataforma afirma ainda que, em vez de remover um post, poderá colocar um advertência no tuíte, nos casos em que o risco de dano seja menos grave, mas, ainda assim, possam confundir as pessoas. E que isso reduz a visibilidade da postagem. Leia, abaixo, a nota do Ministério da Saúde sobre a publicação que recebeu alerta do Twitter "O Ministério da Saúde esclarece que o post bloqueado pela plataforma do Twitter se refere ao tratamento precoce - protocolo da pasta para enfrentamento à pandemia da Covid-19. A pasta solicitou ao Twitter um posicionamento a respeito do ocorrido, já que o conteúdo não feriu nenhuma das políticas de convivência da rede social. O tratamento precoce vem sendo orientado, para que junto com os recursos assistenciais disponibilizados pelo Governo Federal desde o início da pandemia, ajude a salvar vidas. Em casos de qualquer sintoma é muito importante que o paciente procure um profissional de saúde e dê início ao tratamento. Precisamos evitar que casos graves da doença ocorram. Todo tratamento médico eficiente se caracteriza por ser realizado tão logo se detecte o problema. O Ministério da Saúde defende esse princípio que rege as boas práticas da medicina mundial. É importante destacar que o tratamento precoce é uma orientação, mas cabe, única e exclusivamente, aos médicos decidirem os procedimentos mais adequados para seus pacientes. E a estes aceitarem ou não a orientação." Initial plugin text Veja Mais