Meu Feed

Últimos dias

Agora você pode rodar Linux em seu Mac mini com chip M1

canaltech Você se lembra da Corellium? A startup ficou sob os holofotes recentemente após irritar a Apple comercializando emulações perfeitas do sistema operacional iOS para fins de desenvolvimento e testes de segurança — a Maçã chegou a entrar com um processo judicial, mas perdeu a batalha no comecinho deste mês. Agora, a empresa parece ter encontrado outra forma de “debochar” da marca: instalando Linux no Mac mini M1. Apple processa Corellium por réplicas perfeitas do iOS Apple perde batalha judicial contra desenvolvedores de emulador do iPhone Novo Mac mini com o poderoso chip M1 já tem preço no Brasil Usando seu próprio perfil no Twitter, Chris Wade, CTO da Corellium, afirmou que as distribuições Linux agora são “completamente usáveis” na mais recente geração do Mac mini, equipada com o chip proprietário M1. Para comprovar a conquista, Chris compartilhou uma captura de tela que mostra o sistema Ubuntu sendo executado a partir de um pendrive no mais recente desktop da Apple. Ao que tudo indica, o método não é perfeito — para se conectar a uma rede com fio, você precisará de um adaptador USB. O executivo garantiu que o código fonte e um tutorial de instalação serão publicados “em breve” no GitHub, mas é bem provável que, a priori, a compilação seja um tanto instável, inapropriada para uso diário. Ainda assim, é uma curiosidade e tanto para os entusiastas de software livre. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Linux is now completely usable on the Mac mini M1. Booting from USB a full Ubuntu desktop (rpi). Network works via a USB c dongle. Update includes support for USB, I2C, DART. We will push changes to our GitHub and a tutorial later today. Thanks to the @CorelliumHQ team ❤️???? pic.twitter.com/uBDbDmvJUG — Chris Wade (@cmwdotme) January 20, 2021 Vale lembrar que o chip M1, anunciado junto com a mais recente geração do Mac mini, segue a arquitetura ARM — que é justamente a especialidade da equipe da Corellium. As versões mais antigas do computador usavam processadores Intel (com arquitetura x86 tradicional), o que tornava a missão de instalar o Linux bem mais simples. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Noruega investiga mortes de 23 idosos após vacinação contra COVID-19 Kreese “se rende” a Miyagi em depoimento emocionante sobre ator de Karatê Kid Vacinas da Pfizer e da Johnson & Johnson devem chegar ao BR; processo já começou Linha Galaxy Note chegou mesmo ao fim, aposta mais um informante Planeta anão Ceres poderia abrigar megasatélite com habitats humanos em órbita Veja Mais

‘Spac’ Itiquira busca US$ 200 milhões em IPO

Valor Econômico - Finanças Se tem uma coisa que o carioca Paulo Gouvea costuma acertar é timing. PG ficou conhecido no mercado financeiro por investimentos e sociedades estratégicas em companhias de negócios promissores. Foi sócio de uma subsidiária da Rede D’Or antes do IPO bilionário do grupo e também é investidor da PrimaSea, empresa de fertilizante orgânico para agronegócio que trilha o caminho de sustentabilidade e uso inteligente de recursos naturais. Foi ainda sócio da holding EBX, quando o grupo estava no auge, e na XP Investimentos, de onde saiu com capital multiplicado. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Ações de commodities tendem a se beneficiar com governo Biden

Valor Econômico - Finanças A chegada do novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deve reforçar as apostas em ações de empresas mais ligadas a commodities e fabricantes de bens de capital. Para gestores ouvidos pelo Valor, Vale, Gerdau e WEG devem ser os grandes beneficiados na bolsa brasileira pela expectativa de novas rodadas de estímulo fiscal e projetos de infraestrutura. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Postalis busca solução para déficit de R$ 10 bi

Valor Econômico - Finanças O Postalis, fundo de pensão dos Correios, pretende criar um novo plano de benefícios com o objetivo de sanear o atual déficit de cerca de R$ 10 bilhões. A proposta, atualmente em discussão com representantes dos associados, visa evitar novas contribuições extraordinárias dos participantes e do patrocinador. O que se pretende fazer é uma migração, de forma voluntária, para um plano de contribuição definida (CD). Na prática, com a mudança, os associados receberiam, no momento da aposentadoria, o montante acumulado ao longo da vida. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Câmara discute falta de insumos para vacina - 20/01/21

Câmara discute falta de insumos para vacina - 20/01/21

Câmana dos Deputados A Comissão externa de enfrentamento à Covid-19 discutiu nesta quarta-feira medidas que estão sendo tomadas para garantir a produção das vacinas Coronavac e Oxford no Brasil que dependem de insumos importados da China. Especialistas temem que atrasos ameacem o calendário de vacinação no país. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #Vacinas #Coronavac #Insumos Veja Mais

A Voz do Brasil - 20/01/2021

A Voz do Brasil - 20/01/2021

Câmana dos Deputados Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #AVozDoBrasil #RádioCâmara Veja Mais

Cientistas investigam atuação do coronavírus em animais selvagens

Cientistas investigam atuação do coronavírus em animais selvagens

Tecmundo Na última terça-feira (19), cientistas da Universidade Tufts, em Massachusetts (EUA), explicaram ao site The Conversation a importância da identificação do novo coronavírus em animais selvagens. Os autores do estudo e especialistas em doenças infecciosas e medicina veterinária, Jonathan Runstadler e Kaitlin Sawatzki, acreditam que entender melhor a dinâmica de transmissão do vírus entre espécies pode ajudar a evitar novas mutações, minimizando ameaças à eficácia da vacina.O motivo da preocupação se dá pela natureza volátil do vírus, que pode sofrer mutações ao infectar outras espécies e se adaptar aos novos hospedeiros. Runstadler e Sawatzki explicam que ainda não há detalhes do impacto dessas mutações no corpo humano e que essas mudanças podem indicar o surgimento de novas variantes do vírus no futuro.Leia mais... Veja Mais

Vazamento gigante expõe dados de quase todos os brasileiros

Vazamento gigante expõe dados de quase todos os brasileiros

Tecmundo Na manhã da última terça-feira (19), o dfndr lab, laboratório de cibersegurança da PSafe, reportou um gigantesco vazamento em um banco de dados do Brasil que pode ter exposto o número de CPF e outras informações confidenciais de milhões de pessoas no país.De acordo com os especialistas, que utilizam técnicas de inteligência artificial para identificar links maliciosos e fake news, os dados vazados contêm informações detalhadas de 104 milhões de veículos e cerca de 40 milhões de empresas. A estimativa é que o vazamento pode vulnerabilizar até 220 milhões de pessoas.  Leia mais... Veja Mais

Cyberpunk 2077 ganha crossover com filme Super Mario Bros

Cyberpunk 2077 ganha crossover com filme Super Mario Bros

Tecmundo Cyberpunk 2077 e o filme de Super Mario Bros (que muitos gostariam de esquecer) lançado na década de 90. Talvez mencionar esses dois nomes em uma mesma frase não faça muito sentido, mas um fã conhecido como Mangerive no Twitter decidiu juntar os dois em um único projeto.A gravação que você confere nesta notícia traz o trecho um pouco mais futurístico do longa com algumas narrações do RPG da CD Projekt RED. O resultado chega a surpreender por conta da sincronização entre ações e falas e até mesmo alguns outros elementos.Leia mais... Veja Mais

Bolsonaro cumprimenta Biden: 'excelente futuro para a parceria Brasil-EUA'

O Tempo - Política Presidente brasileiro revelou que endereçou uma carta ao novo presidente norte-americano, empossado nesta quarta-feira Veja Mais

Califórnia recomenda interrupção da aplicação de vacina contra Covid da Moderna

O Tempo - Mundo Em nota à imprensa, a epidemiologista-chefe da California, Erica Pan, informou que a recomendação ocorreu "por extrema cautela" Veja Mais

Aplicativo do governo recomenda prescrição de cloroquina para pacientes com covid-19

Valor Econômico - Finanças Nesta semana, ministro negou ter recomendando qualquer tipo de medicamento para covid-19 Uma ferramenta digital lançada na semana passada pelo governo federal para auxiliar médicos no atendimento de pacientes com suspeita de covid-19 faz reiteradas recomendações de uso de medicamentos sem eficácia e contraindicados para o tratamento da doença, como cloroquina e hidroxicloroquina. Testes realizados pelo Valor com o aplicativo TrateCov Brasil levam à sugestão desses e outros medicamentos mesmo para sintomas leves, como fraqueza e fadiga. A ferramenta funciona baseada em uma tabela de pontos, a partir dos quais é indicado o “tratamento precoce”. TrateCov Brasil Divulgação/gov.br Nesta semana, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, negou ter recomendando qualquer tipo de medicamento para covid-19 e chegou a se irritar com jornalistas que o questionaram sobre o assunto em uma coletiva de imprensa. Poucos dias atrás, no entanto, ele vinha enfatizando a importância do tal “tratamento precoce”. Durante uma live com o presidente Jair Bolsonaro, Pazuello disse que o tal tratamento era fundamental e que “não há outra saída”. Em outubro, também ao lado do presidente, o ministro disse que assim que recebeu o diagnóstico de covid-19 começou a tomar hidroxicloroquina, azitromicina e nitazoxanida – três remédios contraindicados pela comunidade médica internacional para pacientes com a doença. Em visita recente a Manaus, cujo sistema de saúde sofreu um colapso por falta de oxigênio, Pazuello chegou a dizer que iria visitar as unidades de saúde do Amazonas para averiguar se o chamado “tratamento precoce” estava sendo oferecido à população. Em um teste no TrateCov Brasil, a confirmação de ocorrências como fraqueza e fadiga resultam um escore de gravidade nível 6, que sugere suposto tratamento. Ao assinalar essa opção, o médico recebe a recomendação de prescrever, por exemplo, 12 comprimidos de hidroxicloroquina durante cinco dias. Para esses mesmos sintomas, sem qualquer comorbidade relatada, o tratamento sugerido também prevê opções como disfotato de cloroquina, azitromicina, ivermectina e doxiciciclina. Aparentemente, qualquer combinação de um ou dois sintomas que somem o escore 6 levam à mesma recomendação de prescrição. Na semana passada, o Ministério da Saúde informou ter enviado quase 6 milhões de comprimidos de hidroxicloroquina aos Estados. De acordo com a pasta, o envio foi feito sob demanda, mas alguns Estados negaram terem feito qualquer pedido e informaram, inclusive, que devolveram parte da carga. Em nota, o ministério informou que o TrateCov Brasil está em fases de testes no Amazonas e que "orienta opções terapêuticas disponíveis na literatura científica atualizada e oferece total autonomia para que o profissional médico decida o melhor tratamento para o paciente, de acordo com cada caso". Veja Mais

Otimismo com posse de Biden faz dólar cair antes de decisão do Copom

Valor Econômico - Finanças Investidores deixaram um pouco de lado as preocupações domésticas envolvendo o ritmo de vacinação e uma possível nova rodada do auxílio emergencial O tom otimista no exterior com a posse do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, garantiu um pregão de tomada por risco nesta quarta-feira, levando o dólar a se enfraquecer contra praticamente todas as demais divisas mais líquidas do planeta. No Brasil, este ambiente ajudou o dólar a encerrar em queda de 0,61%, aos R$ 5,3128, com investidores deixando um pouco de lado as preocupações domésticas envolvendo o ritmo de vacinação e uma possível nova rodada do auxílio emergencial. Também em segundo plano ficou a expectativa com a decisão de juros do Copom, que sai às 18h30. Em seu discurso inaugural, Biden adotou um tom conciliador e rebateu o ex-presidente Donald Trump. "Os EUA não dependem de uma só pessoa, dependem de todos", disse o democrata. O republicano fez sua campanha em torno do argumento de que apenas ele poderia consertar o país "Hoje celebramos não um candidato, mas uma causa, a democracia prevaleceu", continuou Biden. "Lutarei por todos aqueles que votaram em mim e pelos que não votaram." A promessa de estímulos fiscais robustos e de juros no chão por um tempo considerável é um dos principais temas da presidência sob Biden. Este cenário, dentro de um contexto de recuperação mundial, tem alimentado a expectativa por um enfraquecimento do dólar em escala global. No entanto, isto não é tão claro quando se trata de países emergentes que têm dificuldade em fazer a "lição de casa", afirmou o estrategista-chefe para mercados emergentes do Deutsche Bank, Drausio Giacomelli. Em live do Valor, o profissional salientou que este é o caso do Brasil. O país "tem a curva de juros mais empinada e a moeda mais desvalorizada do mundo. Tudo leva ao fiscal", disse. Giacomelli disse que, apesar do fluxo recente, o investidor estrangeiro ainda está muito ressabiado com o Brasil e criticou a classe política local. "Parecem violinistas do Titanic", disse. Apesar de o apetite por risco ter voltado agora que o noticiário sobre o presidente democrata volta a esquentar, analistas do Credit Suisse alertam que é necessário monitorar o comportamento das Tips, papéis do Tesouro americano similares às NTN-Bs no Brasil, e cujos yields tiveram forte alta na primeira semana, juntamente com a concretização da "onda azul" nos EUA. "Acreditamos que o comportamento do real e do rand sul-africano neste mês tem andado alinhado com o do rendimento das Tips, o que sugere uma causalidade entre os juros reais nos Estados Unidos e esses ativos", diz o banco suíço em relatório. Segundo o texto, uma possível explicação para essa duas moedas estarem mais sensíveis à flutuação é o fato de ambos os países conviverem com juros baixos, alto endividamento relativo e estarem diante de uma escalada da covid-19. "As autoridades monetárias de ambos os países precisam ponderar as consequências de suas decisões: se elevarem os juros, elevam o custo de financiamento do governo; se os mantêm estáveis, permitem que suas divisas continuem a se enfraquecer passivamente”, dizem os analistas do CS. No âmbito local, as atenções continuam sobre o programa de vacinação brasileiro, que sofre com a perspectiva de falta de imunizantes e insumos para a fabricação local, e também a pressão por uma mais gastos fiscais para ajudar a amenizar os efeitos da segunda onda, que se alastra com rapidez pelo país. Como mostra o jornalista Fernando Exman, Estados também passaram a cobrar uma nova rodada do auxílio. A ressurgência da pandemia no país é, aliás, um argumento dos economistas do Citi em favor da manutenção do forward guidance pelo Copom na reunião que se encerra hoje. Segundo eles, a autoridade monetária se beneficiaria de manter uma flexibilidade maior para suas próximas decisões. “Dada a forte incerteza sobre o efeito dominante (deflacionário ou inflacionário) da segunda onda sobre a inflação, a reação mais apropriada dos dirigentes seria elevar a flexibilidade, mantendo assim a prescrição futura”, escrevem os economistas Leonardo Porto e Paulo Lopes. SeongJoon Cho/Bloomberg Veja Mais

DESCONTO VOLTOU | Galaxy M21s está com um ótimo preço à vista no Magalu

canaltech *IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso do varejista. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais. Os produtos exibidos aqui foram selecionados pela nossa equipe de ofertas. Logo, se você comprar algo, o Canaltech talvez receba alguma comissão de venda. Esta matéria é fruto de uma parceria com o Magazine Luiza e traz uma oferta especial para os leitores do Canaltech. Saiba tudo sobre a loja Magazine Você no vídeo que gravamos na sede do Magalu:   O Samsung Galaxy M21s é um das melhores opções de smartphone no mercado brasileiro para quem procura um aparelho com bom custo-benefício e bateria de longa duração. Seu preço caiu desde o lançamento e ele pode ser encontrado hoje por um valor bem interessante no Magalu. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Compre o Samsung Galaxy M21s por R$ 1.198,80 nos links abaixo Samsung Galaxy M21s Preto Samsung Galaxy M21s Azul Sobre o Samsung Galaxy M21s   Com foco no custo-benefício, o Galaxy M21s é uma opção interessante de smartphone da Samsung para que não deseja gastar muito e quer um produto com bateria de longa duração, câmera capaz de captar boas fotos e um processador que consegue rodar os jogos e aplicativos da Play Store sem problemas. Para isso, ele traz um conjunto triplo de câmeras na traseira, incluindo um sensor principal de 64 megapixels, um ultrawide de 8 megapixels para fotos com campo de visão mais amplo e um sensor de 5 megapixels dedicado a criar o efeito de desfoque no fundo das imagens. Além disso, a frontal tem 32 megapixels, o que deve garantir boas selfies. A tela Super AMOLED tem 6,4 polegadas e deve agradar quem procura painéis com muito espaço para jogar, assistir vídeos e visualizar fotos. Os outros componentes principais são um processador de oito núcleos Exynos 9611, 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno. Mas o destaque mesmo fica por conta da bateria gigante de 6 mil mAh. Mesmo com uso intenso, o Galaxy M21s provavelmente vai aguentar um dia inteiro longe da tomada. Caso você use o aparelho com menos frequência, é possível que ele tenha carga para ficar até dois dias sem ser carregado. Quando isso for necessário, dá para contar com o carregador rápido de 15 W que vem na caixa. Tá barato nessa promoção do Magalu O Galaxy M21s é mais um smartphone interessante com bom custo-benefício lançado pela Samsung em 2020, tendo a bateria gigante como seu diferencial quando comparado aos concorrentes. Seu preço baixou e ele está hoje com um valor interessante no Magazine Luiza. Compre o Samsung Galaxy M21s por R$ 1.198,80 nos links abaixo Samsung Galaxy M21s Preto Samsung Galaxy M21s Azul *O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no WhatsApp para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas. O que é o Magazine Você? Acessou os links e não entendeu o que é o Magazine Você? Trata-se do canal de divulgação das ofertas do site Magazine Luiza, conforme consta em comunicado oficial. Somos um dos parceiros oficiais de divulgação e nossa loja chama-se Magazine Canaltechbr. Todo o processo de cobrança, faturamento e logística é feito pelo próprio Magazine Luiza que, além do site, possui mais de 800 lojas físicas espalhadas pelo Brasil. Uma dúvida comum de nossos leitores é o motivo dos preços em nossa loja serem muitas vezes diferentes dos anunciados no site principal do Magazine Luiza. O motivo é que o Magazine Você recebe ofertas exclusivas que não são divulgadas no site principal. Então aproveite as promoções e acesse nossa loja para garantir ofertas exclusivas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Kreese “se rende” a Miyagi em depoimento emocionante sobre ator de Karatê Kid Vacinação contra a COVID-19 começa no Brasil; quando chegam mais doses? Xiaomi traz ao Brasil novo aspirador-robô que ainda varre e passa pano para você Xiaomi confirma chegada do Redmi 9T ao Brasil com teaser e certificado na Anatel 8 pontos que explicam por que Cyberpunk 2077 virou um fiasco gigantesco Veja Mais

Ministro do TCU cobra Ministério da Saúde por falta de oxigênio em hospitais do Amazonas

G1 Economia Benjamin Zymler pediu informações sobre falta de planejamento para lidar com crise e disse que, desde outubro, TCU emite alertas sobre 'novas ondas' da Covid-19. O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Benjamin Zymler cobrou do Ministério da Saúde, nesta semana, informações sobre a falta de planejamento para prever e lidar com a falta de oxigênio no Amazonas. Zymler também requisitou dados sobre as medidas adotadas para resolver o colapso na saúde do estado. Em comunicado lido ao plenário do TCU nesta quarta-feira (20), o ministro disse ter determinado, na segunda (18), que a área técnica do tribunal pedisse esclarecimentos ao Ministério da Saúde sobre a crise no fornecimento de oxigênio hospitalar. Nesta quarta, o Amazonas registrou 5.009 novos casos de Covid-19 e bateu o recorde de registros diários. Desse total, 3.632 novos casos foram confirmados em Manaus e 1.377 em cidades do interior. Em todo o estado, o número de infectados chegou a 238.980. Também nesta quarta, foram confirmados 148 novos óbitos (56 das últimas 24 horas e 92 confirmados após investigação), e o total de óbitos saltou para 6.598. Conselho Federal de Enfermagem faz vistoria em hospitais do Amazonas O ministro pediu ainda informações sobre os instrumentos usados pelo Ministério da Saúde para controlar a destinação de recursos públicos para a previsão e o controle do abastecimento de insumos críticos como o oxigênio. A determinação do dia 18 pede também que a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) preste informações sobre a situação do estoque de insumos no Hospital Universitário Getúlio Vargas, em Manaus. REDES SOCIAIS: Ministério Público investiga desvio de doses da vacina contra Covid em Manaus COLAPSO NO INTERIOR: Defensores públicos denunciam morte de 30 pacientes com Covid e síndromes respiratórias Avisos desde outubro Durante a sessão desta quarta, Zymler afirmou que o TCU apontava a necessidade de maiores ações do Ministério da Saúde desde outubro. Segundo o ministro, nesse período, o governo deveria ter se preparado para enfrentar uma possível "segunda onda de contágio" da Covid-19. “A União, e consequentemente o Ministério da Saúde, possui responsabilidade pela coordenação e supervisão do sistema de saúde de média e alta complexidade”, destacou o ministro no comunicado. Com o aumento do número de contaminações por Covid-19, o estado do Amazonas enfrenta há mais de uma semana uma grave crise no fornecimento de oxigênio medicinal. Com o sistema de saúde no limite, o estado já transferiu mais de 130 pacientes para outros estados e para o Distrito Federal. Initial plugin text Veja Mais

Luan Santana envia concentradores de oxigênio para hospital de Manaus

O Tempo - Diversão - Magazine Outros artistas fizeram doações para Manaus; Tatá Werneck, Simone (da dupla com Simaria) e Tierry doaram, cada um deles, 10 cilindros de 50 litros Veja Mais

Comunicado indica desconforto do BC com a inflação

Valor Econômico - Finanças O desconforto do Banco Central com o comportamento atual da inflação ficou evidente no comunicado da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) divulgado nesta quarta, avaliam os economistas ouvidos pelo Valor. Não bastasse a retirada do “forward guidance”, ou seja, a prescrição futura do rumo do juros, a autoridade enfatizou, em várias passagens, sinalizações de preocupação com pressões sobre preços, ainda que tenha também reiterado ver os choques recentes como temporários. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Cautela local faz Ibovespa cair e juro longo subir

Valor Econômico - Finanças Os riscos associados à piora da pandemia no Brasil e a inabilidade do governo em executar seu plano de imunização acabaram pesando sobre os negócios no pregão desta quarta. Embora o tom dos mercados internacionais tenha sido de otimismo por causa da posse do novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o Ibovespa e os juros longos acabaram refletindo preocupações sobre a retomada econômica e o risco fiscal. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Sinal de alta de juros pode trazer alívio ao câmbio, diz Legacy

Valor Econômico - Finanças Depois de retirar o “forward guidance” de seu comunicado, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central caminha para elevar a Selic já na próxima decisão de juros. Para o economista-chefe da Legacy, Gustavo Pessoa, o comitê deve subir o juro em 0,5 ponto para 2,5% em março, em um processo que deve percorrer o ano todo até que a taxa chegue a 5,5%. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Denunciada, filha de Roberto Jefferson ganha cargo na liderança do PTB na Alesp

O Tempo - Política Cristiane Brasil (PTB) chegou a ser presa em setembro de 2020 passado acusada de desvio de verba pública Veja Mais

Escolha da Mesa Diretora da Câmara de Nova Lima é adiada para esta quinta-feira

O Tempo - Política A votação havia sido adiada para esta quarta-feira por decisão judicial, no entanto precisou ser remarcada novamente Veja Mais

Chile aprova uso emergencial da vacina chinesa Coronavac, contra a Covid-19

O Tempo - Mundo Meta do país é imunizar 15 dos 18 milhões de habitantes do país até junho de 2021 Veja Mais

Com uma única dose, vacina da Johnson & Johnson produz resposta imune e é segura

canaltech Na corrida pelas vacinas contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2), o imunizante da Johnson & Johnson, desenvolvido pela farmacêutica Janssen, está cada dia mais próximo de sua aprovação. Durante os estudos de Fase 1 e 2, a fórmula contra a COVID-19 conseguiu desencadear uma resposta imunológica suficiente com apenas uma dose. Entre as vacinas já desenvolvidas, todas demandam duas doses.  Vacinas da Pfizer e da Johnson & Johnson devem chegar ao BR; processo já começou Vacinação contra a COVID-19 começa no Brasil; quando chegam mais doses? Quando a Fiocruz vai começar a produção da vacina contra COVID-19? Em pesquisa publicada no periódico científico The New England Journal of Medicine, a vacina da Johnson & Johnson obteve bons indicadores de segurança e também desencadeou a resposta imunológica satisfatória do corpo contra o coronavírus. Além disso, os resultados positivos foram verificados em testes com duas dosagens diferentes. Vacina da Johnson & Johnson obtém bons resultados contra a COVID-19 com uma única dose (Imagem: Reprodução/ Alena Shekhovtcova/ Pexels) Johnson contra a COVID-19 “Uma dose única da Ad26.COV2.S induziu uma forte resposta humoral na maioria dos receptores da vacina, com a presença de anticorpos neutralizantes em mais de 90% dos participantes, independentemente da faixa etária ou da dose do imunizante”, apontaram os pesquisadores da vacina da Johnson & Johnson, no estudo. Na análise, também foi possível observar que os anticorpos aumentaram e se estabilizaram durante os 71 dias do estudo, o que sugere que o imunizante desencadeie uma resposta imune duradoura. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- De forma geral, a pesquisa demonstra que 90% dos participantes desenvolveram anticorpos neutralizantes 30 dias após a aplicação. Depois, esse número chegou em 100%, quando os dados foram analisados 57 dias após o recebimento da dose. Esses resultados foram obtidos tanto nos grupos mais novos como nos mais velhos. Este levantamento considerou os resultados da aplicação da vacina em 805 participantes, entre adultos e idosos. Entre os eventos adversos, os pesquisadores mais relataram: fadiga; dor de cabeça; e dor no local da aplicação. Agora, é necessária a conclusão dos estudos de Fase 3, onde milhares de voluntários recebem a vacina, para se estipular, entre outras coisas, a taxa de eficácia do imunizante. Johnson & Johnson no BR Quanto aos testes de Fase 3, o Brasil é um dos países que participam da pesquisa, desde agosto do ano passado, e pode contar com até sete mil voluntários. Mesmo sem concluir esta terceira e última etapa, a Johnson & Johnson já se organiza para a eventual aprovação emergencial do imunizante, fabricado pelo seu próprio laboratório, Janssen. Nesta semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu uma certificação de boas práticas para as fábricas de vacina da empresa. Este seria o primeiro passo para uma aprovação de uso nacional.  Além disso, o imunizante também é considerado no plano nacional de imunização. Conforme divulgado em dezembro do ano passado, o Ministério da Saúde espera contar com 38 milhões de doses da vacina desenvolvida pela Johnson & Johnson. Dessa forma, três milhões de doses seriam disponibilizadas no segundo trimestre de 2021, oito milhões, no terceiro trimestre, e 27 milhões, no quarto trimestre. Vale comentar que o imunizante adota uma plataforma vetor viral não replicante, de forma similar à vacina de Oxford, por exemplo. Na fórmula contra a COVID-19, o adenovírus Ad26 é modificado para não se replicar mais e é editado para carregar a proteína espicular do coronavírus. Assim, é esperado que uma única dose desencadeie uma boa e prolongada resposta imune. Em relação ao imunizante de Oxford, a diferença é justamente a necessidade de duas doses.  Para acessar o artigo publicado sobre os resultados das Fases 1 e 2, clique aqui. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Kreese “se rende” a Miyagi em depoimento emocionante sobre ator de Karatê Kid Vacinação contra a COVID-19 começa no Brasil; quando chegam mais doses? Xiaomi traz ao Brasil novo aspirador-robô que ainda varre e passa pano para você Xiaomi confirma chegada do Redmi 9T ao Brasil com teaser e certificado na Anatel 8 pontos que explicam por que Cyberpunk 2077 virou um fiasco gigantesco Veja Mais

Cuba quer produzir 100 milhões de doses de sua vacina contra Covid-19 em 2021

O Tempo - Mundo Cientistas cubanos estão trabalhando em quatro imunizantes: Soberana 1 e 2, Abdala e Mambisa, todos em ensaios clínicos Veja Mais

China deve enviar o quanto antes insumos da Coronavac - 20/01/21

China deve enviar o quanto antes insumos da Coronavac - 20/01/21

Câmana dos Deputados O Presidente da Câmara, Deputado Rodrigo Maia, se reuniu com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming. O embaixador garantiu que não há nenhum entrave diplomático entre Brasil e China. E que em breve novos insumos da vacina Coronavac vão ser enviados ao país. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #Coronavac #RodrigoMaia Veja Mais

Bancada feminina reivindica maior representatividade - 20/01/21

Bancada feminina reivindica maior representatividade - 20/01/21

Câmana dos Deputados A bancada feminina da Câmara é composta por 77 deputadas. É a maior participação feminina de todas as legislaturas. Com a eleição para a nova Mesa Diretora, as parlamentares entregaram aos candidatos à presidência da Câmara uma carta compromisso com medidas que visam promover o aumento da participação das mulheres na política, o enfrentamento à violência e a promoção da saúde da mulher. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #EeleiçõesMesaCD2021 Veja Mais

Resident Evil Village: confira tudo o que pode aparecer no Direct

Resident Evil Village: confira tudo o que pode aparecer no Direct

Tecmundo A Capcom anunciou na última semana que fará um Direct com foco em Resident Evil Village nesta quinta-feira (21), das 19h às 20h (horário de Brasília). O evento deve mostrar diversas novidades sobre a nova aventura de Chris Redfield e Ethan Winters, incluindo o tão aguardado e inédito gameplay.Mas as novidades aparentemente não param por aí. Vale lembrar que a franquia Resident Evil completa 25 anos em 2021 e a própria Capcom declarou ter “mais algumas surpresas” reservadas para a transmissão de amanhã, mas não especificou os detalhes e deixou aquele mistério no ar: o que será que vem por aí?Leia mais... Veja Mais

Procuradores cobram Aras a tomar providências sobre matéria-prima para vacinas

Valor Econômico - Finanças Eles pedem que a PGR auxilie a agilizar a entrega da matéria-prima — o chamado Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), que é importado da China Procuradores da República em seis Estados cobraram o procurador-geral da República, Augusto Aras, a tomar providências para que o Ministério da Saúde e o das Relações Exteriores assegurem à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) o fornecimento da matéria-prima necessária para a produção de vacinas contra a covid-19. O ofício é assinado por representantes do Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, em Pernambuco, no Rio de Janeiro, no Rio Grande do Sul, em São Paulo e em Sergipe. Eles pedem que a PGR auxilie a agilizar a entrega da matéria-prima — o chamado Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), que é importado da China. A matéria-prima é fundamental para a produção e para o envase tanto da vacina desenvolvida pela farmacêutica britânica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, quanto das novas doses de Coronavac, chinesa fabricada no Instituto Butantan que já começou a ser distribuída para os grupos prioritários no país. A Fiocruz ainda não recebeu o estoque necessário para a produção nacional da AstraZeneca, que inicialmente estava previsto para chegar em 9 de janeiro. O atraso pode adiar para março o início da aplicação dessas doses aos brasileiros. No caso da Coronavac, o estoque de IFA É suficiente apenas para garantir a produção e o envase de doses até o fim de janeiro. Os procuradores do MPF nos Estados dizem, no ofício, que uma lei e um decreto atribuem ao Ministério da Saúde a responsabilidade de definir apoio técnico, material e financeiro aos entes locais, no âmbito do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Augusto Aras Pedro França/Agência Senado Veja Mais

Matriz da Iberia compra Air Europa pela metade do preço previsto

G1 Economia Em novembro de 2019, acordo para a compra foi de 1 bilhão de euros, mas crise provocada pela pandemia de coronavírus fez negócio ser fechado por 500 milhões de euros. A International Airlines Group (IAG), proprietária da Iberia, entre outras companhias aéreas, confirmou nesta quarta-feira (20) a aquisição da espanhola Air Europa, mas pela metade do preço previsto, 500 milhões de euros, devido aos danos que a pandemia provocou no setor. A IAG, que em novembro de 2019 havia acordado pagar 1 bilhão de euros (US$ 1,21 bilhão) pela companhia aérea, anunciou em um comunicado ter chegado a um acordo com seu atual proprietário, o grupo turístico espanhol Globalia, para reduzir o preço em 50%. Negócio foi fechado por 500 milhões de euros Divulgação "IAG e Globalia anunciam hoje que emendaram o acordo original", afirmaram em um comunicado conjunto. Além disso, a IAG, que vai comprar a Air Europa através da Iberia, não pagará nada até o final do sexto ano seguinte à data de aquisição, ou seja, 2027, afirmaram. A pandemia de Covid-19 fez derrubar a demanda por voos internacionais, deixando em solo aviões em todo o mundo e provocando perdas de milhares de postos de trabalho no âmbito de drásticas reestruturações. Neste contexto, a Air Europa recebeu em novembro 475 milhões de euros em empréstimos do governo espanhol, que considera a companhia aérea, a segunda maior da Espanha depois da Iberia, como uma empresa "estratégica". Com uma frota de 52 aeronaves, a Air Europa efetua voos nacionais, europeus e internacionais que incluem América Latina, Estados Unidos, Caribe e o norte da África. A IAG - proprietária ainda da British Airways, Aer Lilngus e Vueling, entre outras - afirmou, sem dar mais detalhes, que o novo acordo com a Globalia está condicionado ao resultado das negociações em curso entre a Iberia e o governo espanhol sobre os termos não financeiros para ajudar a Air Europa. O grupo assegura que espera concluir a aquisição no segundo semestre de 2021, lembrando que ainda não recebeu a luz verde da Comissão Europeia. Vídeos: Últimas notícias de economia Veja Mais

Pfizer começa a imunizar 1,4 mil voluntários que tomaram placebo em teste no Brasil de vacina contra Covid-19

Glogo - Ciência Apesar de a vacina não ter sido aprovada para uso no país pela Anvisa, laboratório disse que o procedimento está de acordo com as tratativas definidas junto ao órgão. A Pfizer anunciou nesta quarta-feira (20) que começará a imunizar neste mês mais de 1,4 mil voluntários que receberam placebo durante os testes no Brasil da vacina contra Covid-19 desenvolvida pelo laboratório em parceria com a BioNTech. Em comunicado, a companhia informou que participantes do estudo em São Paulo (SP) e Salvador (BA) vão receber gratuitamente duas doses do imunizante. Apesar de a vacina não ter sido aprovada para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) -- o laboratório ainda não fez o pedido à agência --, a Pfizer disse que o procedimento está de acordo com as tratativas definidas junto ao órgão regulador e faz parte do termo de consentimento assinado pelos participantes no início da pesquisa. Em 31 de dezembro, a vacina foi aprovada em uso emergencial pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Até agora, a Anvisa concedeu aprovação de uso emergencial a duas vacinas: a CoronaVac e a de Oxford. A primeira, desenvolvida na China, já está sendo aplicada; a segunda, entretanto, tem previsão de chegada apenas em março. A farmacêutica informou nesta quarta-feira que sua vacina conseguiu neutralizar a variante B.1.1.7 do coronavírus, que foi detectada pela primeira vez no Reino Unido. "Os voluntários do estudo interessados em receber a vacina deverão entrar em contato com os centros e receberão todos os esclarecimentos necessários. Todos os participantes seguirão em acompanhamento no estudo, conforme estabelecido em protocolo", informou. A vacina da Pfizer foi a primeira a ser aprovada para uso emergencial no mundo entre os principais laboratórios ocidentais e está sendo usada desde o ano passado para imunizar pessoas em países como Reino Unido e Estados Unidos. Oxford e CoronaVac: veja raio X das vacinas aprovadas pela Anvisa para uso emergencial O governo brasileiro, no entanto, não fechou acordo para comprar doses do imunizante. O presidente Jair Bolsonaro e autoridades do Ministério da Saúde reclamaram publicamente do que consideram exigências exageradas da Pfizer para fechar contrato. O laboratório rebate, alegando que essas exigências estariam em linha com o praticado em outros países. A Pfizer ainda não pediu sequer autorização para uso emergencial do seu imunizante no Brasil, ao contrário do que já ocorreu em outros países. Segundo a empresa, ela segue com o processo regulatório de submisão contínua de dados à Anvisa para obtenção do registro definitivo da vacina. Resultados A vacina da Pfizer teve os resultados preliminares de fase 3 dos testes publicados em dezembro. Segundo os ensaios, a vacina teve 95% de eficácia. Se uma vacina tem 95% de eficácia, isso significa que, nos testes, ela conseguiu reduzir em 95% a quantidade de casos que ocorreriam se as pessoas não tivessem sido vacinadas. A vacina usa a tecnologia de mRNA, o RNA mensageiro, para induzir a imunidade ao coronavírus. (Veja vídeo abaixo). Vacina da Pfizer contra Covid usa tecnologia chamada de RNA mensageiro; veja como funciona Initial plugin text Veja Mais

Google Mensagens pode ser bloqueado em certos celulares em abril

Google Mensagens pode ser bloqueado em certos celulares em abril

Tecmundo O Google Mensagens pode deixar de funcionar em certos aparelhos Android a partir de abril de 2021. De acordo com códigos encontrados no aplicativo pelo XDA Developers, a plataforma deixará de oferecer suporte para smartphones sem certificação, o que pode afetar dispositivos da Huawei, por exemplo.A versão 7.2.203 do aplicativo conta com uma linha de código com a seguinte frase: "Em 31 de março, Mensagens vai parar de funcionar em dispositivos sem certificação". O aviso será exibido em smartphones que não passaram nas especificações de segurança da Google.Leia mais... Veja Mais

Pagamento feito por aproximação ganha espaço

Valor Econômico - Finanças Os pagamentos por aproximação tiveram expressivo crescimento no ano passado no Brasil, em meio à pandemia de covid-19. A tecnologia, que permite pagamentos sem a necessidade de dinheiro ou de ter que inserir um cartão na maquininha, tende a seguir ganhando espaço, já que sua fatia no sistema de pagamentos ainda é muito pequena. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Para Giacomelli, ‘questão do dólar é globalmente delicada’

Valor Econômico - Finanças Apesar da incerteza sobre como o governo de Jair Bolsonaro irá se relacionar com a nova Casa Branca chefiada por Joe Biden, a agenda ambiental do líder americano e do Partido Democrata é positiva para o Brasil. Contudo, tanto as empresas quanto as autoridades locais precisam fazer a lição de casa, segundo o estrategista-chefe para mercados emergentes do Deutsche Bank, Drausio Giacomelli, que participou da “Live do Valor”. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Grupo cria campanha de vacinação contra Covid-19

O Tempo - Diversão - Magazine Ação foi iniciada pela atriz Mika Lins; campanha conta com participação de artistas como Lenine, Adriana Esteves e religiosos como padre Julio Lancellott Veja Mais

Bíblia gigante, luvas de lã e saia enorme: momentos inusitados da posse de Biden

O Tempo - Mundo Solene e tranquila, a posse do 46º presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, também teve seus momentos curiosos Veja Mais

Kamala assume presidência do Senado nos EUA e empossa maioria democrata na Casa

O Tempo - Mundo O acúmulo do cargo pela vice-presidente é uma determinação da Constituição do país Veja Mais

Parque Ecológico da Pampulha recebe obra da grafiteira Dninja

O Tempo - Diversão - Magazine A fachada lateral de sua portaria principal, que possui 90 m², se transformou em uma grande empena artística Veja Mais

Minas Gerais é escolhida como uma das 10 regiões mais acolhedoras do mundo

O Tempo - Mundo Traveller Review Awards 2021 incluiu, pela primeira vez, uma localidade brasileira na lista, que é feita anualmente Veja Mais

Joe Biden: Veja a íntegra do discurso de posse do presidente dos EUA

O Tempo - Mundo "Hoje festejamos o triunfo não de um candidato, mas de uma causa, a causa da democracia. A vontade do povo foi ouvida, o povo foi ouvido, e a vontade do povo foi atendida", disse Veja Mais

Crítica | A Conversação é uma obra-prima em apenas três minutos

canaltech Um paranoico e reservado especialista em vigilância tem uma crise de consciência quando suspeita que o casal que está espionando será assassinado. Essa é a história central de A Conversação, filme lançado por Francis Ford Coppola em 1974. Acontece que essa obra-prima, talvez um pouco eclipsada por outras realizadas pelo diretor que são da mesma década, como O Poderoso Chefão (1972), O Poderoso Chefão II (também de 1974) e Apocalypse Now (1979), é fundamentada nos primeiros três minutos a partir de um jogo de causa e efeito. Na linguagem do cinema, há muitas técnicas a serem empregadas na construção de causa e efeito, ou seja: aquilo que é pensado pela direção para alcançar uma determinada sensação no espectador. Claro que a causa é idealizada com um intuito e o efeito pode ou não acontecer — visto que somos plurais e como lidamos com uma arte é algo subjetivo, apesar de conceituado. Crítica | O Poderoso Chefão e a construção do conceito de família A partir disso, pode ser interessante perceber o quanto, em A Conversação, a direção de Coppola busca uma ligação quase hipnótica desde o seu princípio. É justamente o início do filme, seus créditos iniciais, que demonstram a habilidade do diretor como um cartão de visita, preparando o espectador para o desenvolvimento. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Não há cortes nessa cena que dura três minutos. Tudo começa lentamente, desde o surgimento da imagem em um fade in (quando o que se vê aparece aos poucos). O plano inicial é geral e de cima, como que guiada pelos olhos de Deus (God’s Eye View). Uma praça, frequentada por muita gente é vista de maneira divisória: de um lado sombras e do outro a claridade. De um lado sombras e do outro a claridade. (Imagem: Reprodução/Paramount Pictures) Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Nesse ponto, Coppola já demonstra sua habilidade a favor do efeito pretendido: ao sombrear o lado normalmente mais forte da imagem (o direito), ele encaminha nosso olhar para o esquerdo (o mais fraco). Essa concepção, que é adotada inclusive pela publicidade, já foi objeto de estudo científico, definindo que as pessoas respondem mais favoravelmente às propagandas que refletem o modo com o qual o tempo é visualizado: da esquerda para a direita. A esquerda, simbolizando o passado, é o que fica para trás, é o que o nosso olho enxerga rapidamente — ou nem enxerga com precisão. A direita, simbolizando o presente e o futuro, é o agora e o amanhã, é onde nosso olho para e observa. Tanto que a maioria dos easter eggs são posicionados ao lado esquerdo das cenas, precisamente no canto inferior, que é ainda mais fraco — isso tudo, claro, enraizado em questões culturais, de modo que culturas que escrevem da direita para a esquerda, por exemplo, têm um entendimento sensorialmente diferente. Bastardos Inglórios é uma obra-prima em apenas 19 minutos Seven: Os Sete Crimes Capitais é uma obra-prima em apenas seis minutos Enquanto a câmera lentamente se aproxima, um personagem ganha destaque: um mímico. O plano vai se fechando, dando cada vez mais atenção a ele, que segue pessoas aleatórias, copiando-as, fazendo seu trabalho. Ao mesmo tempo, a música vai ganhando volume de um modo que empurra o espectador para o que se passa, transformando a passividade de quem assiste em um olhar ativo. Um mímico ganha destaque. (Imagem: Reprodução/Paramount Pictures) Quando já o espectador já está intimamente ligado aos movimentos do mímico, observando-o de perto (sem nunca sair do God’s Eye View), aquele homem chega próximo ao canto inferior esquerdo da ação, encontrando o personagem central do filme (Harry Caul — interpretado por Gene Hackman) e passando a copiá-lo. Encontrando Harry. (Imagem: Reprodução/Paramount Pictures) A personagem de Hackman inicia uma caminhada que vai do canto inferior esquerdo ao canto superior direito. O mímico o acompanha, imitando-o. Harry, incomodado com a presença do sujeito, acelera seus passos. A câmera proposta por Coppola continua seguindo o mímico até que, finalmente, o protagonista do filme toma o lado direito da imagem para si e deixa o imitador para o lado esquerdo. Perdendo seu posto de força, o mímico se despede com um salto, finalizando seu trabalho e permitindo que, finalmente, os créditos iniciais terminem com o protagonista exposto como tal. O mímico se despede com um salto. (Imagem: Reprodução/Paramount Pictures) A cena inteira (de apenas três minutos) pode ser vista abaixo:   Por mais que o mímico não tenha participação no restante do filme, sua presença nesses três minutos iniciais é um símbolo que só acrescenta valor à obra. O mais óbvio é temático, visto que o trabalho de vigilância de Harry exige silêncio. Mas há o sensorial: Coppola, ao fechar lentamente o plano, aproxima esteticamente o mímico de Harry. Essa aproximação faz crescer a relação de causa e efeito entre os dois, porque, quanto mais próximo dois elementos estão, maior é a percepção do espectador sobre os dois juntos. Nesse sentido, voltando à publicidade para utilizar um exemplo claro, se uma modelo é exibida ao lado de um creme para a pele, a associação da “pele de pêssego” dela como resultado do uso do produto é instantânea em nosso cérebro — fato que não aconteceria se a mesma modelo fosse posicionada distante do produto, em lados opostos. Neste caso, cria-se uma rivalidade. Especial Nanotecnologia [4] | Os nanocosméticos estão entre nós Live Commerce é o “futuro próximo” para a publicidade? O mímico liga-se a Harry e Coppola aprisiona-os em um plano cada vez mais fechado. Ele (o mímico), então, sai de cena como se passasse o bastão de uma corrida de revezamento para o colega. Mas, claro, é um bastão metafórico, simbólico, que causa, enfim, o efeito inconsciente da apresentação do protagonista para com o público. De repente, sabe-se, pelo menos um pouco, quem é o homem que a câmera segue sem que, para isso, ele precise ser mostrado em close. Basta que ele seja, finalmente, o centro das atenções, caminhe sozinho, na contramão do fluxo de pessoas — ilustrando seu desconforto interno. Diferente do mímico, ele não trabalha com a ausência da voz. Ele é um profissional do oposto. Se o artista de rua se despediu pelo lado esquerdo inferior, Harry segue em direção ao lado superior da imagem. Finalmente, eles se opõem: o silêncio que os ligava termina quando, enfim, passa-se a ouvir as vozes (como interferências) que fazem parte da investigação do protagonista. 15 ótimos filmes para quem gosta de resolver mistérios Ambos estão naquela praça trabalhando, mas é o trabalhado do especialista em vigilância que, enfim, importa para A Conversação. E isso é exposto em uma abertura que é das mais geniais da história do cinema. Um começo que, em outra interpretação (ou adicionando a tudo), ainda faz uma ligação histórica entre o cinema mudo (o mímico, de preto e branco) e o cinema falado (o trabalho de Harry). A Conversação é uma obra-prima já em seus três primeiros minutos. E Coppola não deixa essa impressão cair durante as quase duas horas do filme. O título está disponível no catálogo do Amazon Prime Video e do streaming do Telecine. Análise dedicada aos participantes das duas primeiras turmas do curso Desafiando o Espectador. *Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Canaltech. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Kreese “se rende” a Miyagi em depoimento emocionante sobre ator de Karatê Kid Vacinação contra a COVID-19 começa no Brasil; quando chegam mais doses? Xiaomi traz ao Brasil novo aspirador-robô que ainda varre e passa pano para você Xiaomi confirma chegada do Redmi 9T ao Brasil com teaser e certificado na Anatel 8 pontos que explicam por que Cyberpunk 2077 virou um fiasco gigantesco Veja Mais

Subprocuradores reagem a Aras e afirmam que defesa do Estado democrático é ‘inadiável’

Valor Econômico - Finanças A nota do procurador-geral da República, Augusto Aras, na qual ele diz que "o estado de calamidade pública é a antessala do estado de defesa" e que exime a PGR de investigar eventuais crimes de responsabilidade do presidente da República, provocou reações críticas em meio ao Ministério Público. Subprocuradores-gerais da República e integrantes do Conselho Superior do Ministério Público Federal emitiram nota em que expressam "preocupação" com o posicionamento de Aras. O grupo também critica o fato de Aras ter requisitado um "inquérito epidemiológico e sanitário ao Ministério da Saúde", quando o correto seria ele próprio instaurá-lo para que a investigação ocorra de forma independente, de acordo com as atribuições conferidas pela Constituição Federal à Procuradoria-Geral da República (PGR). No texto, os subprocuradores traçam um histórico da pandemia no Brasil desde março de 2020 até agora, frisando que houve "debilidade da coordenação nacional" para o enfrentamento da covid-19, além de "comportamento incomum de autoridades". Como exemplo, citam o fato de o governo ter defendido tratamentos preventivos sem comprovação científica, criticado os esforços de desenvolvimento de vacinas e divulgado informações duvidosas sobre a sua eficácia, "de modo a comprometer a adesão programa de imunização da população". "Tivemos a demora ou omissão na aquisição de vacinas e de insumos para sua fabricação, circunstância que coloca o Brasil em situação de inequívoco atraso na vacinação de sua população", destacam, classificando a atuação do governo como "controvertida". A recente declaração do presidente Jair Bolsonaro, que atribuiu às Forças Armadas "o incabível papel" de decidir sobre a prevalência ou não da democracia no país, é um alerta para crime de responsabilidade, sugerem os subprocuradores, cobrando uma nova postura de Aras. "O Ministério Público Federal e, no particular, o PGR, precisa cumprir o seu papel de defesa da ordem jurídica, do regime democrático e de titular da persecução penal, devendo adotar as necessárias medidas investigativas a seu cargo – independentemente de 'inquérito epidemiológico e sanitário' na esfera do próprio órgão cuja eficácia ora está em xeque." "A defesa do Estado democrático de direito afigura-se mais apropriada e inadiável que a antevisão de um 'estado de defesa' e suas graves consequências para a sociedade brasileira, já tão traumatizada com o quadro de pandemia ora vigente." A nota é assinada pelos subprocuradores-gerais e conselheiros do CSMPF José Adonis Sá, José Bonifácio Andrada, José Elaeres Teixeira, Luiza Frischeisen, Mario Bonsaglia e Nicolau Dino. Já a Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR) criticou o fato de Aras ter sugerido que o presidente Jair Bolsonaro pode decretar estado de defesa e afirmado que a PGR não tem competência para apurar eventuais crimes de responsabilidade. "Qualquer alusão, no atual estágio da democracia brasileira, a estados de exceção, inclusive aqueles previstos na própria Constituição, se mostra absolutamente desarrazoada e contrária à missão constitucional que foi incumbida precipuamente à instituição e a todos os seus membros", diz a ANPR. De acordo com a associação, é, sim, prerrogativa do PGR investigar crimes cometidos por autoridades com foro especial mediante "conduta ativa ou omissiva" - e, se for o caso, processar os acusados. "Não se pode abdicar também dessa missão ou mesmo transferi-la a outras instituições." "Nesse sentido, não há por que confundir a prerrogativa da investigação criminal, plenamente assegurada pelo Supremo Tribunal Federal ao Ministério Público, com o também importantíssimo papel político que possui o Congresso Nacional no julgamento de autoridades públicas por crimes de responsabilidade." Em nota divulgada hoje, a entidade pressionou o procurador-geral a "apurar a responsabilidade por ações e omissões que nos levaram a esse estado de coisas", em uma referência à situação crítica da pandemia no país e do atraso do Brasil quanto à vacinação da população. O procurador-geral da República, Augusto Aras Pedro França/Agência Senado Veja Mais

Samsung Galaxy Buds Pro ganha cases com design retrô

Samsung Galaxy Buds Pro ganha cases com design retrô

Tecmundo Lançado na última quinta-feira (14), o fone de ouvido Samsung Galaxy Buds Pro acaba de ganhar uma nova opção de case, com design retrô e bem diferente do acessório convencional que foi apresentado no evento da semana passada.Disponível em duas versões, a nova capinha para os fones Galaxy Buds Pro possui visual inspirado em dois modelos de celulares clássicos da gigante sul-coreana, que fizeram muito sucesso no início dos anos 2000: os telefones Anycall T100 e Anycall E700.Leia mais... Veja Mais

Augusto Aras alerta para possibilidade de estado de defesa no Brasil

O Tempo - Política No início da pandemia da Covid-19 no Brasil, o estado de defesa e o estado de sítio geraram forte debate, com reações da sociedade civil Veja Mais

Cantores britânicos acusam Londres de prejudicar o setor com Brexit

O Tempo - Diversão - Magazine Mais de 100 artistas, de cantores pop como Ed Sheeran a compositores como Judith Weir, assinaram uma carta publicada pelo jornal "The Times" Veja Mais

Abas verticais chegam à versão de desenvolvedor do Microsoft Edge

Abas verticais chegam à versão de desenvolvedor do Microsoft Edge

Tecmundo Uma funcionalidade inédita pode estar prestes a chegar ao navegador da Microsoft. Recentemente, em seu canal para desenvolvedores Edge Insiders, a empresa implementou uma atualização que traz o lançamento de abas verticais. A novidade permite que usuários as movam da parte superior da tela para a lateral.Novas opções de preenchimento automático, adição de um menu de compartilhamento para sites que instalados como aplicativos e outras mudanças também fazem parte da build 89.0;767.0, assim como melhorias e correções que prometem trazer mais confiabilidade e estabilidade à solução.Leia mais... Veja Mais

BC mantém taxa Selic em 2% ao ano

Valor Econômico - Finanças O Comitê de Política Monetária (Copom) manteve, pela quarta reunião seguida, a taxa básica de juros em 2% ao ano. O colegiado abandonou, no entanto, o “forward guidance” — a intenção declarada pelo Banco Central (BC) de não elevar a Selic no curto prazo. Mesmo assim, reforçou que o abandono do instrumento não significa uma elevação mecânica da taxa básica de juros. O Copom ainda destacou que diversas medidas de inflação subjacente, mais sensíveis à política monetária e à atividade econômica, estão “acima” do nível compatível com o cumprimento da meta. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

GP e Parallax lideram novo aporte na Mercado Bitcoin

Valor Econômico - Finanças Fundos da GP Investments e da Parallax Ventures lideram uma rodada de investimentos na plataforma brasileira de criptomoedas Mercado Bitcoin. O valor do aporte não é revelado, mas está na casa da centena de milhões e vai viabilizar o investimento, pela companhia, de R$ 200 milhões este ano nas estratégias de crescimento. A companhia, que lidera o segmento na América Latina, quer figurar entre as cinco maiores bolsas digitais do mundo, entrando em países vizinhos e aumentando a prateleira de produtos e infraestrutura tecnológica. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Amaggi deve fazer sua primeira emissão no mercado

Valor Econômico - Finanças A Amaggi, produtora de commodities agrícolas como soja, algodão e milho e uma das maiores empresas de logística de grãos no país, deverá lançar nesta quinta sua primeira emissão de bônus no mercado internacional. A expectativa é de uma captação de Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Pesquisa indica que medicamento para artrite não é eficaz contra Covid-19

Glogo - Ciência Estudo foi publicado no British Medical Journal nesta quarta-feira (20). Pesquisadores avaliaram se medicamento, aliado a tratamento padrão, teria algum efeito em pacientes graves da doença. Descoberta fará parte de metanálise da OMS sobre a substância. Imagem criada pela Nexu Science Communication em conjunto com o Trinity College, em Dublin, mostra um modelo estruturalmente representativo de um betacoronavírus, que é o tipo de vírus vinculado ao COVID-19, mais conhecido como coronavírus vinculado ao surto atual. NEXU Science Communication/via REUTERS Um estudo realizado por hospitais de Porto Alegre e São Paulo junto com instituições de pesquisa constatou que um medicamento utilizado normalmente para tratar artrite não apresentou eficácia para combater a Covid-19 em casos graves. A pesquisa foi publicada nesta quarta-feira (20) pelo British Medical Journal. A chamada Coalizão Covid-19, formada por Hospital Israelita Albert Einstein, HCor, Hospital Sírio-Libanês, Hospital Moinhos de Vento, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, BP – A Beneficência Portuguesa de SãoPaulo, o Brazilian Clinical Research Institute (BCRI) e Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet), avalia a eficácia de diferentes medicamentos no combate à doença. O mesmo grupo é responsável por um dos estudos que apontou que a hidroxicloroquina não tem efeito no tratamento da doença, publicado em julho do ano passado. A pesquisa publicada agora avaliou o uso do tocilizumabe, que tem a propriedade de inibir processos inflamatórios, como a artrite. A hipótese testada era de que o remédio poderia amenizar quadros de Covid-19, que causam respostas inflamatórias exacerbadas, conforme a coordenadora da UTI do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, Viviane Cordeiro Veiga, uma das autoras do estudo. O estudo, porém, constatou que houve aumento de óbitos entre pacientes que receberam o tocilizumabe, aliado ao tratamento padrão, em relação ao grupo que realizou apenas o tratamento padrão. Por segurança, a pesquisa foi interrompida. O mesmo medicamento foi testado em outros países e apresentou resultados positivos. Com isso, os dados levantados pela coalizão passarão por uma análise, realizada pela Organização Mundial da Saude (OMS). "Qual é a grande dúvida: ele [o medicamento] tem algum papel de benefício no paciente de Covid? E se tem, tem algum grupo de pacientes que teria benefício em usá-lo?", diz Viviane. Como foi o estudo Participaram da pesquisa 129 pacientes com Covid-19, entre maio e julho de 2020, internados em hospitais brasileiros, em estado grave ou crítico. A média de idade era de 57 anos. Eles foram divididos entre dois grupos. Um recebeu o tomicilizumabe associado ao tratamento padrão, e outro, apenas o tratamento padrão. Em 15 dias, 11 pessoas (17%) entre os pacientes que receberam o medicamento morreram, com quadro de insuficiência respiratória aguda ou disfunção de múltiplos órgãos relacionado à Covid-19. Já entre o grupo de controle, que não recebeu o remédio, duas pessoas (3%) morreram no período. A pesquisa foi interrompida por orientação do comitê independente de avaliação. "A gente avaliou todos os óbitos [de ambos os grupos] e também foi para o comitê independente. Não teve nenhum efeito diverso específico da droga que possa ter sido identificado", diz Viviane. Por isso, a hipótese do medicamento ter relação com as mortes é descartada, segundo a médica. Viviane observa que, considerando um período maior, de 28 dias, não foram registrados mais óbitos nem infecções secundárias nos dois grupos. Diferentes grupos da Coalização Covid-19 trabalham em estudos de outros medicamentos, como rivaroxabana e drogas antivirais para combate do coronavírus. VÍDEOS: RBS Notícias Initial plugin text Veja Mais

Sancionada Lei que permite pagamentos por serviços ambientais - 20/01/21

Sancionada Lei que permite pagamentos por serviços ambientais - 20/01/21

Câmana dos Deputados A Presidência da República sancionou com vetos a lei aprovada por deputados e senadores, que cria a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #ServiçosAmbientais #Pagamentos Veja Mais

Membros do MPF questionam Aras após fala sobre Estado de Defesa

O Tempo - Política Associação Nacional de Procuradores da República também divulgou nota comentando a fala do procurador-geral da República, Augusto Aras Veja Mais

Câmara abriu em 2020 representação contra deputada Flordelis - 20/01/21

Câmara abriu em 2020 representação contra deputada Flordelis - 20/01/21

Câmana dos Deputados Um caso que marcou a Câmara em 2020 foi o inquérito que envolve a deputada Flordelis, denunciada pela polícia como mandante da morte do marido. O corregedor da Câmara recomendou que o caso fosse analisado pelo Conselho de Ética. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #Flordelis Conselhode Etica Veja Mais

Trump perdoa ex-funcionário da Google condenado por espionagem

Trump perdoa ex-funcionário da Google condenado por espionagem

Tecmundo Na noite da última terça-feira (19), o governo norte-americano liberou a aguardada lista de perdões assinada por Trump, nos momentos finais de seu mandato. Com 143 nomes, o documento sanciona o perdão de 73 casos e 70 comutações de sentença. Entre os perdoados está Anthony Levandowski, condenado por espionagem corporativa em 2020 por furtar dados comerciais da Google.Levandowski teria copiado ilegalmente cerca de 14 mil arquivos de design proprietário da divisão de carros autônomos da Google — hoje conhecida como Waymo —, que acabaram por influenciar o desenvolvimento de projetos da mesma natureza da Uber. O juiz do caso, William Alsup, descreveu o episódio como "maior crime de segredo comercial" que ele já analisou. Anthony eventualmente foi demitido da Uber e multado em quase U$ 139 milhões pela Google, algo em torno de R$ 736 milhões.Leia mais... Veja Mais

Virada Digital facilita acesso do cidadão à Câmara - 20/01/21

Virada Digital facilita acesso do cidadão à Câmara - 20/01/21

Câmana dos Deputados O projeto Virada Digital promoveu uma revolução na comunicação digital da Câmara dos Deputados e tornou processo legislativo mais acessível ao cidadão comum. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #ViradaDigital #Cidadão #Internet Veja Mais

Epidemiologista que alertava contra Covid-19 perde pai que 'preferia acreditar no WhatsApp'

Glogo - Ciência Epidemiologista Maria Cristina Willemann relata a dor da morte do pai, de 65 anos, que ignorou cuidados relacionados ao novo coronavírus. Maria Cristina e Cesar no baile de formatura dela em enfermagem: ele demonstrava orgulho da profissão da filha Arquivo Pessoal Desde os primeiros casos confirmados do novo coronavírus no país, no fim de fevereiro de 2020, a enfermeira e epidemiologista Maria Cristina Willemann tem alertado os moradores de Santa Catarina sobre a importância de adotar medidas para conter a propagação do vírus. Com mestrado e experiência em epidemiologia (área que estuda o processo de doenças em populações e propõe estratégias para controlá-las), ela tem sido entrevistada por diversos veículos de comunicação desde o começo da pandemia. Em 10 de agosto, por exemplo, Maria Cristina fez um alerta sobre o avanço do novo coronavírus em Santa Catarina em uma reportagem do Jornal Hoje, da Rede Globo. "É importante que a população entenda que nós ainda estamos em franca expansão da pandemia em nosso Estado e é preciso tomar cuidado. Não frequentem locais que não estejam adequados. Não frequentem locais onde pode haver qualquer aglomeração de pessoas", disse em entrevista ao telejornal. No dia seguinte ao alerta dado no telejornal, a profissional de saúde vivenciou as consequências da Covid-19 em sua própria família: o pai dela, o aposentado Cesar Willemann, de 65 anos, foi internado em estado grave com a doença. Dias depois, ele morreu. Para a epidemiologista, a situação do pai ilustra os riscos da falta de prevenção à doença causada pelo novo coronavírus. Segundo ela, o aposentado contraiu o Sars-Cov-2 (nome oficial do vírus) porque não seguiu as orientações sanitárias dadas pela própria filha. "É muito frustrante saber que estou desde o começo da pandemia trabalhando para evitar o adoecimento das pessoas, mas não consegui convencer o meu próprio pai a seguir as medidas adequadas. É um misto de frustração e raiva", desabafa Maria Cristina em entrevista à BBC News Brasil. Maria Cristina e o pai: ela afirma que ele sempre foi muito amoroso com as duas filhas Arquivo Pessoal A desinformação durante a pandemia Nas primeiras semanas da pandemia, em março, Cesar ficou isolado em casa junto com a esposa, em Lages (SC). Maria Cristina conta que a comoção mundial em decorrência do novo coronavírus preocupou o pai. Nos meses seguintes, porém, ele voltou a sair de casa. "Aos poucos, ele foi voltando à rotina normal. Como ele saía de casa várias vezes e não pegava o coronavírus, pode ter pensado que não pegaria em nenhum momento. Então, cada vez mais foi voltando às atividades de antes", diz a epidemiologista. Maria Cristina acredita que notícias negacionistas sobre o novo coronavírus, compartilhadas massivamente no WhatsApp e nas redes sociais, fizeram com que o pai duvidasse dos riscos da Covid-19. "Acho que muitas pessoas morrem por pensar, como o meu pai, que não vai acontecer com elas. Essas pessoas podem pensar que estão protegidas de alguma forma, acreditam que algum tratamento funciona ou pensam que há uma imunidade de rebanho que irá protegê-las", declara a epidemiologista. Em relação à imunidade coletiva da Covid-19, pesquisadores apontam que ela somente existirá quando grande parte da população for vacinada contra o novo coronavírus. E em relação aos tratamentos que circulam pela internet e costumam ser defendidos até mesmo por profissionais de saúde, entidades médicas apontam que não há, até o momento, remédio eficaz para a Covid-19. Os medicamentos recomendados por especialistas no momento, que não incluem cloroquina, ivermectina ou azitromicina, servem somente para amenizar os sintomas, como febre ou tosse. César acreditava que a cloroquina, defendida intensamente pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo Ministério da Saúde, poderia salvá-lo da Covid-19. Porém, a filha tentava alertá-lo que os estudos comprovam que o medicamento não ajuda pacientes com o novo coronavírus e explicava que as entidades médicas não recomendam o remédio contra o Sars-Cov-2. "Por mais que eu falasse tudo pelos critérios científicos, ele preferia acreditar nas conversas dos amigos, nas mensagens de WhatsApp... Ele pensava: se para tudo tem um tratamento, por que para a Covid não vai ter?", relata a epidemiologista. "Ele recebia as informações falsas, como sobre a cloroquina, pelo WhatsApp, que era o meio de comunicação que ele mais usava. Por mais que dissessem na televisão que não tinha evidência científica sobre a cloroquina, ele preferia acreditar no WhatsApp", acrescenta Maria Cristina. Segundo a epidemiologista, o aposentado não se considerava um fiel seguidor do presidente. "Mas como a maioria da população, o meu pai acreditava nele (Bolsonaro). Ele via as coisas que o presidente falava em defesa da cloroquina e acreditava", diz. Desde o início da pandemia, epidemiologista tem dado diversas entrevistas para orientar a população sobre os cuidados para evitar a propagação do coronavírus Arquivo Pessoal Para ampla maioria dos especialistas, Bolsonaro atrapalhou o combate à pandemia. Desde os primeiros casos no país, o presidente mostrou-se contrário às medidas recomendadas por especialistas para conter a propagação do coronavírus. Por diversas vezes, ele criticou o isolamento social, atacou o uso de máscaras e desdenhou da CoronaVac, que nesta semana se tornou a primeira vacina a ser aplicada no país. Levantamentos apontam que as medidas de isolamento social foram seguidas em menor escala por aqueles que deram ouvidos à postura negacionista de Bolsonaro. Um exemplo dessa situação foi demonstrado no estudo "Ideologia, isolamento e morte: uma análise dos efeitos do bolsonarismo na pandemia de Covid-19", abordado em reportagem da Folha de S.Paulo em meados do ano passado. O levantamento, divulgado em junho por pesquisadores da Universidade Federal do ABC (UFABC), da Fundação Getúlio Vargas e da Universidade de São Paulo, apontou que a taxa de isolamento social diminuiu e mais pessoas morreram proporcionalmente nos municípios que mais votaram em Bolsonaro em 2018. O bar do dominó Na região em que morava, César era considerado um dos melhores jogadores de dominó. Durante a pandemia, conta Maria Cristina, ele continuou frequentando um bar para praticar a atividade. A filha acredita que foi justamente isso que fez com que o idoso contraísse o coronavírus. "Tenho plena convicção de que ele contraiu o coronavírus no bar. Soube que muitos frequentadores do local também adoeceram no mesmo período, porque (entre o fim de julho e o começo de agosto) foram semanas de altíssima transmissão do vírus em Lages", diz a epidemiologista. "O bar era um local fechado, com algumas janelas abertas. Havia uma placa que dizia que o uso da máscara era obrigatório, mas não era isso que acontecia na prática, porque as pessoas bebiam e jogavam ao mesmo tempo. O meu pai, com certeza, jogava sem máscara", acrescenta Maria Cristina. Ela comenta que ainda que estivesse com máscara, Cesar não se preocupava em usá-la adequadamente. "Ele se sentia incomodado e deixava o nariz pra fora", relata. Em 9 de agosto, o aposentado passou o Dia dos Pais sem abraçar as duas filhas. Ele ficou isolado, porque estava com sintomas da Covid-19, como dores fortes nas costas e cansaço extremo. Mas o aposentado não reclamou da situação para Maria Cristina. "Talvez encarar a filha epidemiologista, que tanto assustou, brigou, gritou, chorou e implorou para que ele se cuidasse não estava nos seus planos", desabafa a epidemiologista. A mãe de Maria Cristina também apresentou sintomas da Covid-19, mas não desenvolveu quadro grave. "Os meus pais não contavam muito sobre o que faziam, mas eles já estavam indo a vários lugares. O meu pai era o que mais saía. Eles não me falavam sobre isso porque tinham medo de que eu brigasse", diz a epidemiologista. 'Frustrada profissionalmente e individualmente' Os sintomas de Cesar se intensificaram em 11 de agosto. Ele precisou ser internado. Os exames apontaram que quase 50% dos pulmões dele haviam sido comprometidos. Posteriormente, os médicos confirmaram que ele havia sido infectado pelo novo coronavírus. A situação do idoso se agravou. Maria Cristina comenta que o pai chegou a criticar o fato de não ser tratado com a cloroquina. "Não usaram a cloroquina com ele porque não havia evidência sobre a eficácia dela. Adotavam apenas como teste, em alguns casos, e o meu pai não tinha boa condição de saúde para isso (para usar o medicamento), porque ele consumia muita bebida alcoólica e tinha comprometimento no fígado", relata. Além de ser idoso, César também era obeso e tinha pressão alta — fatores de risco para a Covid-19. "Mas ele poderia viver muito tempo ainda, caso não tivesse sido infectado pelo coronavírus. Esses problemas de saúde que ele já tinha não o levariam assim, tão novo, tão rápido e tão friamente. Os pais dele têm 95 (o pai) e 89 (a mãe) e ainda estão aqui", diz a epidemiologista. Pais posam com Maria Cristina em Brasília: ela estudou epidemiologia no Ministério da Saúde, pouco após concluir o curso de enfermagem Arquivo Pessoal Dias depois de ser internado, o idoso foi intubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Por 12 dias, ele lutou pela vida. "Eu tinha esperanças e rezava para que ele se recuperasse. Porém, era só analisar os dados para saber que ele tinha todos os fatores de risco de óbito: idade de risco, homem, obeso, comorbidade e comprometimentos causados pelo consumo de álcool", relata Maria Cristina. Em 25 de agosto, o aposentado morreu. Ele foi enterrado em caixão fechado, sem direito a velório ou qualquer despedida — medida adotada para evitar a propagação do coronavírus. "Os amigos que ele tanto cultivou não se despediram. E eu também não falei com ele. Sinto que ele se foi muito bravo comigo, por eu ter feito um estardalhaço para que ele fosse internado, mesmo ele não querendo e achando que estava bem. Mas eu sabia que ele estaria bem assistido na internação. Porém, isso não bastou (para salvar o idoso)", emociona-se Maria Cristina. O último encontro dela com o pai foi em julho, quando a epidemiologista, que mora em Florianópolis, passou duas semanas em isolamento junto com o filho e o marido para que pudesse viajar para Lages, na serra catarinense. Apesar dos impasses em relação aos cuidados referentes à Covid-19, Maria Cristina comenta que o pai demonstrava orgulho da carreira que ela seguiu na área da saúde. Ela, que hoje tem 35 anos, se formou em Enfermagem aos 22, depois se especializou em epidemiologia e hoje é considerada uma das referências na área em Santa Catarina. "O meu pai sempre gostava de falar de mim para as outras pessoas. Mas ele não entendia direito o que era a epidemiologia e me pedia para escrever certinho o que era para poder explicar para os outros", relembra, emocionada, a profissional de saúde. Ao falar sobre as circunstâncias da morte do pai, Maria Cristina afirma que se sente frustrada "profissionalmente e individualmente". "Do que adianta estudar tanto e não conseguir evitar que ele adoecesse?", se questiona a epidemiologista. "As desinformações nas redes deturpavam todas as medidas que eu falava para o meu pai adotar. Não dá para competir (com fake news). As pessoas acreditam naquilo que querem. Essa confusão de comunicação de risco que temos no Brasil matou o meu pai", diz Maria Cristina. Vídeos: novidades sobre vacinas contra a Covid-19 Veja Mais

Websérie #Quarentemas lança trilha original de Tatta Spalla

O Tempo - Diversão - Magazine Já está nas plataformas digitais o Volume 1, com 12 músicas, do trabalho elaborado pelo musico para a iniciativa dramatúrgica online Veja Mais

Joe Biden e Kamala Harris chegam à Casa Branca acompanhados dos companheiros

O Tempo - Mundo Antes, ambos passearam em caravana pelas ruas quase vazias de Washington Veja Mais

Pixar Popcorn | Coleção de curtas com personagens dos filmes chegará ao Disney+

canaltech A Disney anunciou nesta quarta-feira (20) uma nova coleção de curtas intitulada Pixar Popcorn, com cada filme focado em um dos personagens coadjuvantes de seus filmes. A novidade foi contada por meio das redes sociais dos estúdios: Get ready for Pixar Popcorn, a collection of mini-shorts starring your favorite Pixar characters in all-new stories. All episodes streaming January 22 on @DisneyPlus ???? #PixarPopcorn pic.twitter.com/de774soZZ3 — Pixar (@Pixar) January 19, 2021 -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- A notícia vem a público poucos meses após os anúncios realizados no Disney Investor Day 2020, em que a companhia revelou diversas novas produções sobre personagens já introduzidos nos cinemas. Entre eles estavam séris sobre a Princesa Tiana, de A Princesa e o Sapo, Baymax, de Operação Big Hero, e a cidade de Zootopia entre outras. Ao que tudo indica, o foco da The Walt Disney Company no momento parece mesmo ser o Disney+. As novidades recentes deixam bem claro que a empresa e os estúdios estão dispostos a tornar a plataforma de conteúdo a mais atrativa do setor, alimentando o catálogo já repleto de clássicos com novas séries e filmes originais e exclusivos para o streaming. Quarteto Fantástico anunciado! Veja tudo o que rolou da Marvel no evento Disney Hayden de volta como Anakin! Confira tudo sobre as novas atrações de Star Wars Disney+ anuncia filmes que vão ignorar cinemas e estrearão direto no streaming Viva - A Vida é uma Festa é um dos principais sucessos da Pixar atualmente (Imagem: Divulgação / Pixar) Assine a Disney+ por R$ 27,90 por mês ou R$ 279,90 por ano A coletânea Pixar Popcorn apresentará nomes que já conhecemos das franquias Toy Story, Procurando Nemo, Carros, Os Incríveis e dos mais recentes lançamentos dos estúdios, como Soul e Viva - A Vida é uma Festa. Vale destacar que, diferente de produções como The Mandalorian, WandaVision e High School Musical: O Musical: A Série, o título terá todos os episódios disponíveis numa estreia única, em 22 de janeiro. Assine Amazon Prime por R$ 9,90/mês e ganhe frete grátis, catálogo de filmes e séries que compete com a Netflix, livros, músicas e mais! Teste 30 dias grátis! Ainda não foi divulgado ao certo quantas curtas formarão a coletânea, mas no teaser é possível conferir nove títulos ao todo que viajam pelos sucessos do estúdio, são eles: Dancing With the Cars, Unparalleled Park, Soul of the City, Cookie Num Num, Chore Day: The Incredibles Way, Dory Finding, A Day in Life of the Dead, To Fitness and Beyond e Fluffy Stuff with Ducky and Bunny. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Kreese “se rende” a Miyagi em depoimento emocionante sobre ator de Karatê Kid Vacinação contra a COVID-19 começa no Brasil; quando chegam mais doses? Xiaomi traz ao Brasil novo aspirador-robô que ainda varre e passa pano para você Xiaomi confirma chegada do Redmi 9T ao Brasil com teaser e certificado na Anatel 8 pontos que explicam por que Cyberpunk 2077 virou um fiasco gigantesco Veja Mais

Batman: A Série Animada deve ter sequência quase 30 anos depois

canaltech A HBO Max está reunindo diversos títulos de sucesso da cultura pop para ter a exclusividade de exibição no streaming e, com isso, oferecendo um verdadeiro fan service para o público de séries como Friends e Um Maluco no Pedaço, que terão episódios especiais com os elencos originais. Em outras produções, como Gossip Girl, a comemoração acontecerá em forma de reboot, com personagens, enredo e uma Garota do Blog totalmente novos. Matrix 4 tem estreia antecipada, enquanto The Batman é jogado para 2022 Como funciona o novo Universo DC após mais um reboot? Entenda como a Liga da Justiça de Snyder expõe uma guerra interna na Warner Ao que tudo indica, o próximo título que fará parte dessa onda é Batman: A Série Animada, sucesso de 1992 que durou ao todo quatro temporadas. A informação, no entanto, ainda é tratada como um rumor iniciado no Fatman on Batman, uma espécie de podcast em vídeo em que os anfitriões Marc Bernardin e Kevin Smith exploram seus conhecimentos geeks. Batman: A Série Animada pode ganhar sequência (Imagem: Divulgação / Fox Broadcasting Company) "O boato é que a HBO Max está pensando em fazer uma sequência de Batman: A Série Animada, que eles querem continuar [a partir de onde terminou]", disse Bernardin. De acordo com a mídia estrangeira, Smith não conseguia controlar seu entusiasmo diante da informação, escondendo o sorriso. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- "Não sei do que você está falando", brincou o colega de podcast antes de também confirmar a notícia. "Não estou envolvido, mas também ouvi isso e ouvi de pessoas muito confiáveis [...] Não acho que seja um boato, eu não diria 'Acerte o seu relógio', mas é uma ideia cuja hora não está apenas chegando, acho que chegou." Assine a Disney+ por R$ 27,90 por mês ou R$ 279,90 por ano Se a sequência de Batman: A Série Animada de fato ocorrer, será a segunda produção animada da DC que a HBO Max revive — a primeira foi Harley Quinn, embora ela tenha começado como um título original do DC Universe.  Poison Ivy e Harley Quinn em ação  (Imagem: Divulgação / Fox Broadcasting Company) Batman: A Série Animada foi ao ar entre 1992 e 1995, originalmente transmitida pela FOX com, ao todo, 85 episódios distribuídos por quatro temporadas. A produção recebeu diversas críticas positivas na época, tanto pelo tema sombrio retratado na série quanto pelo elenco de voz original, com Kevin Conroy interpretando mais uma vez o Cavaleiro das Trevas nas animações quanto Mark Hamill dando vida ao Coringa. A série também foi responsável por introduzir Harley Quinn na história, que viria a se tornar uma dos personagens mais populares da DC Comics. Além dos dois vilões, o desenho ainda contava com icônicos personagens de Gotham, como Alfred (Efrem Zimbalist Jr.), Jim Gordon (Bob Hastings), Robin (Loren Lester), Duas-Caras (Richard Moll), Pinguim (Paul Williams), Hera Venenosa (Diane Pershing), Mulher-Gato (Adrienne Barbeau) e Espantalho (Henry Polic II). Estaria uma das melhores séries do Cavaleiro das Trevas de volta?  (Imagem: Divulgação / Fox Broadcasting Company) Assine Amazon Prime por R$ 9,90/mês e ganhe frete grátis, catálogo de filmes e séries que compete com a Netflix, livros, músicas e mais! Teste 30 dias grátis! A série original está disponível no catálogo do HBO Max, que por sua vez ainda não chegou ao Brasil e ao restante da América Latina. A previsão de estreia do serviço de streaming da Warner é junho de 2021. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Kreese “se rende” a Miyagi em depoimento emocionante sobre ator de Karatê Kid Vacinação contra a COVID-19 começa no Brasil; quando chegam mais doses? Xiaomi traz ao Brasil novo aspirador-robô que ainda varre e passa pano para você Xiaomi confirma chegada do Redmi 9T ao Brasil com teaser e certificado na Anatel 8 pontos que explicam por que Cyberpunk 2077 virou um fiasco gigantesco Veja Mais

PSB declara apoio a Simone Tebet para presidência do Senado

O Tempo - Política O partido tem apenas uma integrante na Casa, a senadora Leila Barros (DF) Veja Mais

Nada de "megaestrutura alienígena"! Estrela de Tabby seria um sistema binário

canaltech A estrela KIC 8462852, ou Estrela de Tabby, é um dos mistérios que os astrônomos tentam desvendar há alguns anos, mas sem muito sucesso. Muito se especulou sobre seu estranho decaimento de brilho em tempos irregulares, mas ainda não há uma conclusão sobre o caso. Contudo, um novo estudo fornece uma pista bem interessante: há uma segunda estrela ao lado desta, ou seja, trata-se de um sistema binário. Necroplanetologia: a ciência que estuda planetas destruídos por suas estrelas Não são aliens! Astrônomos estudam estrela bizarra e continuam sem resposta Nebulosa que intrigou cientistas por 16 anos se formou por "canibalismo estelar" O mistério da Estrela de Tabby Tudo começou em 2015, quando o objeto foi revelado e academicamente “dissecado” pela astrônoma estadunidense Tabetha Boyajian (daí o apelido da estrela), através do artigo Where's The Flux?. Era uma estrela aparentemente comum da classe F da sequência principal, localizada na constelação Cisne, a aproximadamente 1.480 anos-luz da Terra. Até aí tudo bem. Só que a Estrela de Tabby apresentava uma queda de brilho muito incomum, e ninguém soube explicar o que estava acontecendo naquele canto do universo. Estrela de Tabby em infravermelho e em ultravioleta (Imagem: Reprodução/IPAC/NASA/STScI)  Nenhuma estrela conhecida se comportava daquela forma. Não poderia ser um planeta orbitando a estrela — se fosse, todos os comprimentos de onda da luz seriam bloqueados igualmente pela passagem do planeta na frente da estrela, mas não é isso o que acontece. Pelo contrário, os comprimentos de onda decaem de modo desigual quando o brilho da KIC 8462852 diminui. Além disso, o decaimento de brilho observado foi rápido demais para as escalas astronômicas. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Três meses após o trabalho de Boyajian, um pesquisador chamado Jason Wright publicou um estudo sobre a possibilidade de haver uma "megaestrutura alienígena" ao redor da estrela. Na época, o assunto se tornou popular o suficiente para que a hipótese de aliens ganhasse adeptos na internet, mas o próprio Wright admite que essa ideia só deve ser levada a sério em último caso. A KIC 8462852 passou a ser considerada por muitos como a estrela mais estranhamente misteriosa. Pois bem, mais de cinco anos se passarem e ainda não há uma resposta conclusiva sobre o assunto. Mas um novo estudo trouxe boas evidências de que não se trata de nada artificial. Na verdade, há muitas possíveis explicações de eventos naturais que poderiam causar esse comportamento na estrela — como nuvens irregulares de poeira, um disco protoplanetário, ou mesmo protoplanetas em formação —, mas nenhuma delas pode ser comprovada. O novo artigo, aceito para publicação no The Astrophysical Journal, mostra que existe uma segunda estrela ali perto. O segundo “Sol” Desde 2016, a equipe liderada por Logan Pearce, da Universidade do Arizona, tenta confirmar a existência dessa segunda estrela, que exerceria uma influência gravitacional sobre a Estrela de Tabby. Como às vezes é muito difícil comprovar que duas estrelas são, de fato, um sistema binário, levou cinco anos para a conclusão dessa pesquisa. Mas valeu a pena, porque eles podem agora mostrar que se trata de uma dupla estelar de movimento comum, gravitacionalmente ligadas. Exemplo de estrelas binárias (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech/UCLA) As duas “irmãs” são separadas por uma distância de 880 unidades astronômicas (uma unidade astronômica corresponde à distância entre a Terra e o Sol). A KIC 8462852 é a maior, com cerca de 1,36 massa solar e 1,5 vez o tamanho do Sol. A companheira, chamada KIC 8462852 B, é uma anã vermelha com cerca de 0,44 vez massa solar e 0,45 vez o tamanho do Sol. Os pesquisadores afirmam que há chances de que a estrela menor pode desempenhar um papel nas oscilações misteriosas de sua irmã maior. “A companheira binária pode influenciar a evolução do sistema a longo prazo", diz o artigo. Existem estudos sobre sistemas binários como este, descrevendo suas possíveis órbitas — estrelas binárias orbitam entre si — e a ação das forças gravitacionais a longo prazo, ou seja, é possível prever os movimentos delas ao longe de, digamos, 10 bilhões de anos. No caso do sistema de Tabby, esses movimentos poderiam resultar na interrupção da formação de planetas e outros pequenos corpos orbitais ao redor dessas estrelas. Se um planeta começar a se formar ali, por exemplo, ele seria esticado e dilacerado pelas interações gravitacionais. É aí que entram as hipóteses anteriores sobre a causa da perda rápida de brilho. Se os protoplanetas são dilacerados ao redor da estrela maior, o resultando seria nuvens de detritos maiores que as partículas de poeira. Pode ser que essas partículas, espalhadas de modo aleatório, porém bem próximas umas das outras — pois eram parte de um mesmo planeta em formação — sejam as responsáveis pela eventual diminuição do brilho da Estrela de Tabby. Essa explicação ainda não foi confirmada e será preciso muita observação deste sistema binário para saber com exatidão o que está havendo por lá. Mas a confirmação de que existe uma segunda estrela é uma pista muito animadora que pode levar os astrônomos a, finalmente, desvendar o mistério de uma vez por todas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Kreese “se rende” a Miyagi em depoimento emocionante sobre ator de Karatê Kid Vacinação contra a COVID-19 começa no Brasil; quando chegam mais doses? Xiaomi traz ao Brasil novo aspirador-robô que ainda varre e passa pano para você Xiaomi confirma chegada do Redmi 9T ao Brasil com teaser e certificado na Anatel 8 pontos que explicam por que Cyberpunk 2077 virou um fiasco gigantesco Veja Mais

Importações chinesas de soja americana cresceram 53% em 2020, diz agência

Valor Econômico - Finanças Dados compilados pela Reuters mostram que volume chegou a quase 26 milhões de toneladas As importações chinesas de soja americana alcançaram 25,9 milhões de toneladas em 2020, 52,8% mais que em 2019 (16,9 milhões), segundo dados compilados pela agência Reuters. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Pai morre após negar ser internado em ala de Covid com medo de infectar filha

O Tempo - Mundo A esposa o encontrou morto no chão da sala de estar da casa pela manhã, após ele ter sofrido um ataque cardíaco Veja Mais