Meu Feed

No mais...

Adeus, BBB! Aprenda como evitar comentários e notícias sobre o reality show

tudo celular Cansado de ver postagens e notícias sobre o BBB? Veja como fazer para fugir delas! Veja Mais

Velozes e Furiosos 9 ganha teaser explosivo com cenas inéditas

canaltech   O Super Bowl é o evento de maior audiência da televisão no ano, e por conta disso, os estúdios de Hollywood guardam prévias exclusivas para serem exibidas durante o intervalo da final da NFL. No último domingo (7), em um dos intervalos da partida entre Kansas City Chiefs e Tampa Bay Buccaneers, a Universal liberou um novo teaser para Velozes e Furiosos 9. Assista acima. Mais sobre Velozes e Furiosos: 11º filme será o último da franquia Atriz confirma que F9 terá cenas no espaço "O mundo tem um jeito de mudar, mas há uma coisa que sempre permanece a mesma", abre Dominic Toretto nos primeiros minutos da prévia, que conta com cenas inéditas do próximo capítulo da franquia automobilística. "Você vai sentir falta da vida antiga", declara ele para Letty, que logo rebate: "Você sente?", "todos os dias", responde o corredor, dando início a uma sequência de cenas de ação, típicas de Velozes e Furiosos. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Filme chega em 28 de maio de 2021 aos cinemas (Imagem: Divulgação / Universal Pictures) Oficialmente intitulado de F9, o filme estava programado para chegar aos cinemas em maio de 2020, mas teve um adiamento de um ano por conta dos contratempos causados pela pandemia de COVID-19. Por conta da prorrogação, alguns detalhes da trama acabaram vazando na internet, como as cenas no espaço, confirmadas mais tarde por Michelle Rodriguez em entrevista. Assine Amazon Prime por R$ 9,90/mês e ganhe frete grátis, catálogo de filmes e séries que compete com a Netflix, livros, músicas e mais! Teste 30 dias grátis! Além disso, durante o ano passado, foi revelado também que Velozes e Furiosos terá seu fim no 11ª filme, que atualmente encontra-se em fase de pré-produção. O elenco já possui Vin Diesel, Michelle Rodriguez, Tyrese Gibson, Chris "Ludacris" Bridges, Jordana Brewster, Nathalie Emmanuel e Sung Kang confirmados. Ainda não se sabe se Dwayne Johnson, que estrelou o spin-off Hobbs & Shaw, voltará para os capítulos finais. Michelle Rodriguez confirmou as cenas no espaço em F9 (Imagem: Divulgação / Universal Pictures) Os estúdios negociam com Justin Lin, que comandou os últimos cinco filmes da franquia, para finalizar a série de ação automobilística. O cineasta juntou-se à produção em 2006, com Desafio em Tóquio. Assine a Disney+ por R$ 27,90 por mês ou R$ 279,90 por ano Velozes e Furiosos 9, ou apenas F9, está previsto para lançar nos cinemas no dia 28 de maio de 2021. Oito filmes da franquia estão disponíveis no catálogo do Telecine, alguns também podem ser encontrados na Netflix. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Lira defende avanço em combate à pandemia e amplo acesso à vacinação

Valor Econômico - Finanças O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), defendeu nesta segunda-feira que o Congresso seguirá aprofundando debate sobre propostas de combate a pandemia e sobre vacinação. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Senador José Maranhão morre, aos 87 anos, por complicações decorrentes da covid-19

Valor Econômico - Finanças O senador José Maranhão (MDB-PB) morreu na noite desta segunda-feira (8), aos 87 anos, vítima de "complicações decorrentes da covid-19", de acordo com nota divulgada por sua assessoria. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Vacina de Oxford tem baixa eficácia contra variante sul-africana

Vacina de Oxford tem baixa eficácia contra variante sul-africana

Tecmundo A África do Sul decidiu suspender temporariamente o uso da vacina de Oxford/AstraZeneca em seu programa de imunização contra o novo coronavírus, conforme anúncio feito nesse domingo (7), após um estudo ainda não revisado por outros cientistas indicar que o produto tem baixa eficácia contra a variante do Sars-CoV-2 identificada no país.O ensaio conduzido pela Universidade de Witwatersrand, na África do Sul, teve a participação de 2 mil pessoas, com metade dos voluntários recebendo o imunizante e os outros 50% sendo tratados com placebo. Apesar de nenhum deles ter desenvolvido quadro grave ou precisado de internação, os resultados do teste não foram muito animadores.Leia mais... Veja Mais

Calculadora de vacinas sugere que pandemia vai acabar daqui a 7 anos

canaltech Desde o início da pandemia, o que todo o mundo quer saber é quando estaremos livres do coronavírus, e segundo Anthony Fauci, conhecido imunologista norte-americano, é preciso que entre 70% a 85% da população do globo seja vacinada para que isso aconteça. Brasil já vacinou mais de um milhão de pessoas contra a COVID-19 Covaxin: Instituto Albert Einstein deve coordenar testes de Fase 3 no BR Mutação ou variante? Veja a estratégia britânica para "adaptar vacinas" da COVID Mas quando atingiremos esse número? Para tentar trazer uma estimativa de anos, a Bloomberg criou a maior base de dados com informações sobre as vacinas ao redor do mundo, o Vaccine Tracker, que já conta com registros de mais de 119 milhões de doses administradas. A ferramenta foca em 75% de cobertura mundial de pessoas vacinadas, considerando as vacinas de duas doses, e o resultado não é nada satisfatório: deve levar, ao menos, sete anos para que o mundo volte ao normal. A Bloomberg, no entanto, deixa claro que os cálculos são voláteis e que os números podem ser alterados conforma o andamento das vacinações, seja com interrupções ou com progresso acelerado. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Imagem: Captura de tela/Bloomberg Atualmente, de forma global, cerca de 4,54 milhões de doses de imunizantes contra a COVID-19 foram administradas. Os países que mais imunizaram, até o fechamento desta nota, são os Estados Unidos, China, União Europeia, Reino Unido, Israel, Índia, Emirados Árabes Unidos e Brasil. Por aqui, mais de 3,22 milhões de pessoas já receberam a vacina. A calculadora, disponível neste link, foca nos dados dos Estados Unidos, trazendo informações mais detalhadas sobre o país, mas há a opção de selecionar os países desejados para conferir os gráficos. Vale acompanhar a página para verificar se o prazo de sete anos será estendido ou encurtado com o passar do tempo. Por aqui, você pode conferir as atualizações de quantas pessoas já foram vacinadas na ferramenta brasileira COVID-19 no Brasil. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Carlos Nobre recebe prêmio da Associação Americana para o Avanço da Ciência 2021

Glogo - Ciência O pesquisador brasileiro, referência global nos efeitos das mudanças climáticas na Amazônia, recebeu o prêmio de Diplomacia Científica. Nobre é o primeiro brasileiro a receber a deferência. Cientista e climatologista, Carlos Nobre Divulgação/Prefeitura de Salvador O pesquisador brasileiro Carlos Nobre, referência global nos efeitos das mudanças climáticas na Amazônia, recebeu o prêmio da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS) 2021 de Diplomacia Científica. A associação, uma espécie de Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) americana, estabeleceu o prêmio em 2013 e reconhece indivíduos ou grupos de pesquisadores que tenham contribuição notável para o campo da diplomacia científica. Nobre é o primeiro brasileiro a ganhar o prêmio. Cientista brasileiro no Sínodo diz que ‘Amazônia e seus habitantes estão ameaçados de extinção’ 'Se o governo está relutante, cidades e estados têm de tomar a frente do cuidado com mudanças climáticas', diz cientista na Bahia Para o pesquisador, o prêmio é "o reconhecimento internacional da importância de ciência para salvar a Amazônia". Segundo a nota do comitê de premiação, o pesquisador é homenageado por "seu trabalho de longo prazo para compreender e proteger a biodiversidade e os povos indígenas da Amazônia". Carlos Nobre, em entrevista à Globo News GloboNews Nobre foi membro do Painel Internacional sobre Mudanças Climáticas (IPCC). Cientistas do mundo inteiro do IPCC ganharam o Nobel da Paz em 2007. Hoje atua como cientista-sênior do Instituto de Estudos Avançados da USP, é conhecido pelas suas pesquisas sobre a "savanização" da Amazônia e lidera a iniciativa Amazônia 4.0, que busca desenvolver a bioeconomia sustentável na região. Ele ainda co-preside o Painel Científico para a Amazônia, convocado pela Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável da ONU, com o trabalho de 160 cientistas, lideranças indígenas e do setor privado. O Painel está fazendo uma avaliação científica da região e apresentando soluções baseadas em dados para proteção e desenvolvimento sustentável da floresta tropical. Veja vídeos de entrevistas do Carlos Nobre à TV Globo: Carlos Nobre e a Amazônia 4.0 André Trigueiro debate incêndios florestais com especialistas Carlos Nobre e Raoni Rajão Carlos Nobre afirma que 90% dos incêndios na região do pantanal não têm causas naturais Carlos Nobre defende que a floresta é mais lucrativa em pé do que destruída Veja Mais

Hong Kong confirma primeiro caso local de peste suína africana em uma década

Valor Econômico - Finanças Como plano de contingência, as autoridades determinaram o abate de todos os 240 porcos que compartilhavam o galpão O Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação (AFCD) de Hong Kong confirmou na semana passada o primeiro caso de peste suína africana em uma granja de suínos local. Segundo comunicado divulgado hoje pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), trata-se do primeiro caso local confirmado em uma década. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Banco Pan lucra R$ 655 milhões em 2020, alta de 27%

Valor Econômico - Finanças O lucro por ação ficou em R$ 0,54, tanto para ON quanto PN, em comparação a R$ 0,44 um ano antes O Banco Pan encerrou 2020 com lucro líquido de R$ 655,569 milhões, 27% superior ao resultado de um ano antes. Apenas no quarto trimestre, o lucro líquido atingiu R$ 171 milhões, em linha com o trimestre anterior. Em nota que acompanha o balanço, a instituição informa que a carteira, formada principalmente por crédito consignado e colateralizado, mostrou “resiliência” e que a expertise em concessão de crédito e cobrança permitiu o crescimento do portfólio em conjunto com a redução do custo do crédito. No quarto trimestre, segundo o relatório, as taxas de inadimplência (90 dias) caíram para 5,5%, de 6,7% no terceiro trimestre. O lucro por ação ficou em R$ 0,54, tanto para ON quanto PN, em comparação a R$ 0,44 um ano antes. O resultado bruto da intermediação financeira encerrou o ano passado em R$ 5,913 bilhões, de R$ 4,326 bilhões, enquanto o resultado operacional somou R$ 896,614 milhões, de R$ 234,453 milhões, na mesma comparação. Veja Mais

Nubank lança programa de recrutamento exclusivo para pessoas negras

canaltech O Nubank anunciou nesta segunda-feira (8) que estão abertas as inscrições para o programa "Nós Codamos". O evento virtual é voltado para o recrutamento de pessoas que se identificam como parte da comunidade negra e focado em recrutar interessados em fazer parte da equipe de engenharia de software da fintech. Nubank recebe R$ 2,1 bilhões em nova rodada de investimentos Golpe promete “dinheiro em dobro” após transferência com Pix; entenda Nubank anuncia compra da Easynvest e se consolida no mercado de investimentos O evento acontece nos dias 5 e 6 de março, totalmente em português, e aberto para profissionais com todos os níveis de experiência em desenvolvimento de software. Todos os inscritos serão convidados a participar de uma imersão no universo de engenharia de software do Nubank com profissionais da empresa, incluindo Edward Wible, cofundador e CTO (Chief Technology Officer). Esse encontro virtual será realizado no dia 5 de março. Os inscritos também receberão um teste de programação que poderá ser feito de maneira assíncrona. Os aprovados serão convidados para a segunda etapa, no dia 6 de março, quando irão participar de uma avaliação técnica com o time de engenharia de software da companhia. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- O evento virtual é inspirado no "Yes, She Codes", programa de recrutamento que o Nubank promove desde 2018, voltado para a contratação de engenheiras de software. Por meio do evento, 35 mulheres se juntaram ao time de engenharia nos últimos dois anos e 95% delas continuam na empresa. Hoje, as mulheres já representam cerca de 20% do time de Engenharia do Nubank. "Sempre soubemos que ter uma equipe que reflita a realidade da população brasileira é fundamental para que possamos oferecer soluções relevantes e de impacto", afirma Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank. "Infelizmente, a tecnologia ainda é um campo de atuação em que a população negra é sub-representada. Por isso, estamos comprometidos em contribuir para mudar esse cenário e queremos acelerar a contratação de pessoas negras em nossos times". Escritório do Nubank em São Paulo (Foto: Divulgação / Nubank) Os interessados podem se inscrever na página de carreiras do Nubank até o dia 12 de fevereiro. Inscrições em peso Nos últimos 3 meses, o Nubank afirma que recebeu mais de 21 mil inscrições de pessoas autodeclaradas pretas e pardas para oportunidades de emprego. Desse total, 13 mil candidaturas foram realizadas na plataforma exclusiva para profissionais negros e negras se candidatarem, lançado pela empresa em novembro passado. Os processos seletivos estão em andamento e até o momento mais de 900 pessoas já foram chamadas para a fase de entrevistas. "Garantir a real inclusão de todos grupos sub-representados é uma jornada para a vida toda, mas é muito gratificante ver que já somos um pouco mais fortes ao dar esses primeiros passos", diz Junqueira. Time de Diversidade ganha novos membros O time de diversidade e inclusão do Nubank, 100% dedicado à atração, seleção e desenvolvimento de grupos sub-representados, dobrou de tamanho no último ano e deve continuar crescendo - ainda há dez vagas abertas. A equipe era composta por quatro pessoas, hoje são oito e o objetivo é chegar a 18 nos próximos meses. As iniciativas fazem parte de um plano de ação divulgado pela empresa em novembro do ano passado, com medidas internas e externas para combater o racismo estrutural no Brasil.   Além de estratégias para a inclusão e retenção de talentos negros em todos os níveis hierárquicos da empresa, a iniciativa prevê a criação de um centro de engenharia, design e experiência do cliente, o "NuLab", em Salvador; um fundo de capital semente para investir em startups brasileiras fundadas ou lideradas por pessoas negras; cursos de formação educacional voltado para negros e negras socialmente excluídos; entre outras ações. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Guedes diz que não decide o valor do auxílio sozinho

Valor Econômico - Finanças Há a expectativa de o governo sugerir a retomada o pagamento do auxílio emergencial enquanto a pandemia durar O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que não decide sozinho o valor do auxílio emergencial e defendeu que o benefício seja alinhado com o compromisso com a responsabilidade fiscal. Há a expectativa de o governo sugerir a retomada o pagamento do auxílio emergencial enquanto a pandemia durar. “Não sou eu [quem decide]. Isso é todo mundo junto”, disse Guedes ao ser questionado se já havia definido qual será o valor do benefício. “Isso é uma coisa mais difícil. Nós estamos conversando, tem que ter o compromisso com a responsabilidade fiscal”. Indagado se tratou do auxílio emergencial em reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que tinha como tema central o projeto de autonomia do Banco Central, Guedes respondeu: “Isso é uma outra conversa”. Autonomia no Banco Central Sobre a autonomia no Banco Central, Guedes afirmou que está “muito esperançoso” e “confiante” na aprovação da proposta. Segundo ele, esse projeto é decisivo para garantir a estabilidade monetária do país; o poder de compra da moeda, do salários e das aposentadorias e dos contratos, além da própria execução orçamentária. “É um projeto antigo. É um sonho de mais de 40 anos dos economistas que sabem a importância da estabilidade monetária. A inflação é o imposto mais cruel sobre o povo, sempre foi. E essa é a garantia, inclusive em um momento como esse que estamos enfrentando essa pandemia em que aumentos setoriais e temporários de preços, que foram materiais de construção, supermercados – esses aumentos setoriais e temporários de preço não devem se transformar em aumentos permanentes e generalizados de preços, que é a espiral inflacionária”, frisou o ministro. A declaração foi feita após reunião na Câmara dos Deputados com Lira, o relatório do projeto de lei deputado Silvio Costa Filho (Republicanos-PE); e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Guedes afirmou ainda que a equipe econômica está à disposição para tirar dúvidas sobre a matéria. Além disso, elogiou o relatório de Silvio Costa Filho. O ministro destacou ainda que o importante no momento é a harmonia entre os dois poderes independentes. Já o relator da matéria na Câmara disse que está confiante com o novo ciclo no Parlamento e que amanhã apresentará o relatório do projeto de autonomia do BC mais uma vez na reunião de líderes e que espera que até a próxima quarta-feira o projeto esteja aprovado. Segundo ele, a aprovação é uma sinalização importante para o mercado internacional. Silvio Costa disse ainda que BC e Ministério da Economia concordaram com o seu relatório sobre o projeto. “Temos colocado que o BC não é um órgão de governo, mas sim um órgão de Estado.” Paulo Guedes Jorge William/Agência O Globo Veja Mais

Contribuinte quer prazo maior para usar créditos

Valor Econômico - Finanças Empresas tentam estender ao máximo esse tempo, que para o Fisco não deve passar de cinco anos O julgamento da exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e da Cofins acirrou uma outra disputa travada entre os contribuintes e a Receita Federal: a que trata do prazo para aproveitamento de créditos tributários. Com bilhões de reais à disposição, as empresas tentam estender ao máximo esse tempo, que para o Fisco não deve passar de cinco anos, contados do término do processo. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Bolsonaro confirma Onyx na Secretaria-Geral, mas nega reforma ministerial

O Tempo - Política Presidente disse que a alteração é a única que ele pretende fazer neste momento na Esplanada dos Ministérios Veja Mais

A Voz do Brasil - 05/02/2021

A Voz do Brasil - 05/02/2021

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️Comissão Mista de Orçamento pode ser instalada até sexta-feira; ✔️Relator da reforma tributária afirma que vai procurar pontos de consenso; ✔️Projeto sobre superendividamento está na pauta do Plenário desta semana. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #AVozDoBrasil #RádioCâmara Veja Mais

Como usar o aplicativo Organizze

canaltech O Organizze (Android | iOS) é um aplicativo de controle financeiro que permite realizar o gerenciamento de suas despesas e receitas diariamente. Para isso, separa as transações em categorias, emite alertas para vencimento de boletos e cria gráficos que ajudam a identificar a origem dos gastos a curto, médio e longo prazo. Os melhores apps de orçamento doméstico para você controlar suas finanças Como usar a assistente financeira Olivia para organizar suas contas Como usar o PicPay para receber pagamentos O app ainda disponibiliza funções adicionais, como o cadastro de cartões de crédito para acompanhar as faturas, a criação de metas financeiras e a possibilidade de importar as notificações dos apps do seu banco, levando automaticamente as transações para a plataforma. Portanto, se você procura por um aplicativo que concentre todo o seu planejamento financeiro, o Organizze é uma interessante opção. Confira como utilizá-lo! Como usar o aplicativo Organizze Passo 1: abra o app e escolha uma das formas de acesso. É possível vincular conta do Facebook, do Google ou endereço de e-mail; -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Crie sua conta na plataforma (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 2: a tela inicial do app exibe um resumo dos gastos e o saldo disponível nas contas. Para adicionar um novo registro, toque no ícone de "+"; Crie sua conta na plataforma (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 3: escolha se o registro é de uma despesa, receita ou transferência entre contas. Em seguida, digite o valor, escolha uma categoria para identificação e informe se essa transação é repetida mensalmente; Registre seus gastos ou receitas com detalhes (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 4: a cada registro, a tela inicial é atualizada com informações do saldo e do equilíbrio financeiro; Acompanhe os gastos essenciais e não essenciais (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 5: toque no segundo ícone do menu inferior para acessar a área de lançamentos. Nessa seção, todos os registros do mês serão disponibilizados, o que permite um controle maior dos gastos. É possível utilizar filtros para refinar a pesquisa; Verifique todos os lançamentos do mês (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 6: toque no quarto ícone do menu inferior para abrir a seção de relatórios. O aplicativo cria diferentes gráficos de acordo com os lançamentos registrados, informando o balanço financeiro e as categorias com maiores gastos; Confira suas informações financeiras exibidas em gráficos (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 7: o último ícone do menu redireciona para a área de metas de gastos. Escolha uma categoria e digite o valor máximo para gastos. As metas também são disponibilizadas na tela principal; Desenvolva metas de gastos  (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 8: na tela principal, toque em "Adicionar cartões" para poder incluir suas faturas no app; Adicione um cartão de crédito (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 9: em seguida, selecione sua instituição financeira; Escolha uma das opções (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 10: informe o vencimento da fatura, o limite disponível e toque no ícone verde para confirmar. Não é necessário digitar outras informações do cartão; Inclua seu cartão para controle da fatura (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 11: o Organizze permite acessar as notificações dos seus apps financeiros. Dessa forma, a cada notificação gerada por uma transação, o app automaticamente cria um registro. Toque no banner "Importação de notificação"; Receba atualizações automáticas ao importar suas notificações do celular (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 12: na tela seguinte, toque em "Ativar importação"; Avance para importar suas notificações (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 13: por fim, nas configurações do aparelho, marque a opção para que o Organizze tenha acesso às suas notificações. Libere o acesso (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Seguindo esses passos, o usuário estará mais familiarizado com a plataforma. O que achou do aplicativo? Deixe sua opinião nos comentários! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Bolsas dos EUA têm máximas recordes de fechamento com vacinação e euforia sobre estímulos

G1 Economia Pacote de US$ 1,9 bilhão está próximo de ser aprovado pelo Congresso norte-americano. As bolsas de valores de Nova York fecharam em máximas recordes nesta segunda-feira (8), com perspectivas de estímulo e vacinação em curso aumentando o otimismo de investidores sobre o ritmo de recuperação econômica depois da recessão causada pela pandemia. O índice Dow Jones subiu 0,76%, a 31.386 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,739935%, a 3.916 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,95%, a 13.988 pontos. EUA têm maior número de vacinados no mundo: 28,9 milhões Todos os três principais índices acionários norte-americanos ganharam terreno, com o S&P 500 e o Dow Jones marcando o sexto ganho consecutivo, série mais longa desde agosto. As "small-caps", empresas de menor capitalização e que mais devem se beneficiar da recuperação econômica, superaram os pares maiores. "Os investidores estão começando a jogar com a abertura da economia e a vacina começando a funcionar", disse Paul Nolte, gestor de portfólio da Kingsview Asset Management, em Chicago. "E talvez eles possam ir a um jogo de beisebol neste verão." Ainda assim, um rali prolongado oferece algum motivo de preocupação. "As ações ficaram supervalorizadas durante grande parte do ano passado", acrescentou Nolte. "E as coisas que estamos vendo agora, com GameStop e bitcoin, são sinais de especulação, não de investimento." Os preços do petróleo atingiram o valor mais alto em mais de um ano, devido a cortes no fornecimento e à esperança de uma recuperação da demanda impulsionada pelos estímulos. Isso ajudou as ações de energia a saltar 4,2%. A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, disse que, se o Congresso aprovar o pacote de auxílio fiscal no valor de US$ 1,9 trilhão, os Estados Unidos poderão retornar ao pleno emprego no próximo ano. Esse pacote ficou na sexta-feira mais perto de ser aprovado, quando parlamentares aprovaram uma resolução orçamentária que permitiria aos Democratas aprovar a proposta no Congresso sem o apoio dos republicanos. Enquanto isso, a imunização contra o coronavírus prossegue nos EUA, com pelo menos 32.780.860 doses aplicadas até o momento e queda na média de novos casos. Vídeos: Últimas notícias de economia Veja Mais

COVID-19 e gravidez: quais são os riscos?

canaltech Com base nos dados desta segunda-feira, mais de 106 milhões de pessoas já contraíram o novo coronavírus (SARS-CoV-2) no mundo todo, sendo que 2,6 milhões casos evoluíram para óbito, segundo levantamento da Johns Hopkins University. Nesse cenário, ainda é pouco conhecido o comportamento da COVID-19 em grávidas e como a infecção pode afetar o recém-nascido. Língua de COVID: novo sinal da doença agora aparece na boca, sugere estudo COVID: variante encontrada em Manaus já pode estar circulando no Brasil inteiro Vacinação em massa acontecerá no Brasil apenas em 2022, segundo estudo Para investigar o comportamento do coronavírus em mulheres grávidas, o National Institutes of Health (NIH) acompanhou casos da COVID-19 neste grupo e, agora, apresenta pela primeira vez os resultados preliminares da pesquisa em um encontro virtual da Society for Maternal-Fetal Medicine, nesta quinta-feira. Vale explicar que a análise foi liderada pela principal agência de pesquisa médica dos EUA, composta por mais de 25 institutos espalhados pelo país. Pesquisa norte-americana investiga os riscos da COVID-19 durante a gravidez (Imagem: Reprodução/ Tasha/ Pixabay) No cenário da gravidez em plena pandemia da COVID-19, é também importante comentar que, até o momento, as mulheres grávidas e lactantes não são incluídas na maioria das campanhas de vacinação do mundo por falta de pesquisas sobre o efeito dos imunizantes no organismo, durante a Fase 3 dos estudos clínicos. Dessa forma, cuidados como higienização das mãos, uso de máscaras e distanciamento social são fundamentais. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Gravidez e o coronavírus Segundo a pesquisa, a infecção pelo coronavírus afetou, principalmente, mulheres grávidas que apresentaram um quadro mais grave da COVID-19. Nessas condições, as pacientes tiveram um risco maior de complicações durante e após a gravidez, quando comparadas com as mães assintomáticas ou com casos leves. Aquelas com sintomas graves da infecção enfrentaram um risco maior de complicação durante a cesariana, além de chances de hemorragia pós-parto, distúrbios hipertensivos da gravidez e parto prematuro. Para se chegar a essa conclusão, os pesquisadores avaliaram mais de 1,2 mil mulheres grávidas, diagnosticadas com a COVID-19, que pariram em 33 hospitais dos EUA entre os dias primeiro de março e 30 de julho do ano passado. Pesquisa sobre COVID-19 em grávidas No total do estudo sobre gravidez e a COVID-19, quase metade das mulheres participantes (47%) eram assintomáticas para a infecção, 27% apresentavam sintomas leves, 14% tinham sintomas moderados, 8% relatavam sintomas graves e 4% estavam gravemente doentes. Uma observação é que os indivíduos com sintomas mais graves tendiam a ser mais velhos, com um índice de massa corporal superior à média e problemas de saúde subjacentes, como asma, diabetes, hipertensão, doença hepática e distúrbios convulsivos. Em outras palavras, essas mães já pertenciam a algum grupo de risco para a infecção. Em toda a pesquisa, o grupo verificou apenas quatro óbitos maternos em decorrência da COVID-19. Por outro lado, o estudo observou que são raras as chances de uma mãe transmitir o coronavírus para o seu filho. Dentro do levantamento com 1,2 mil mães, apenas 1% dos recém-nascidos testaram positivo para a infecção antes da alta hospitalar. Os resultados completos do estudo Gestational Research Assessments for COVID-19 (GRAVID), do NIH, devem ser divulgados nos próximos dias. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Rumor | RTX 3080 Ti deve chegar com 12 GB de VRAM, não mais os 20 GB de antes

canaltech Um novo vazamento de informações pode ter mudado as expectativas sobre a RTX 3080 Ti, a próxima GPU que a Nvidia estaria planejando lançar. Os dados vêm do perfil do Twitter Kopite7kimi, conhecido por antecipar informações da empresa de forma correta no passado. Nvidia GeForce RTX 3060 Ti é lançada oficialmente por US$ 399 CES 2021 | Nvidia apresenta linha RTX 3000 para notebooks Em dezembro de 2020, o perfil chegou a dizer que a RTX 3080 Ti teria 20 GB de memória VRAM em DDR6X. Entretanto, agora, o mesmo usuário disse que a placa de vídeo vai contar com 12 GB de memória. “As coisas mudaram. Talvez as especificações atuais sejam 10240FP32, 12G GD6X”, escreveu. Things have changed. Maybe the current spec is 10240FP32, 12G GD6X. ???? -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- — kopite7kimi (@kopite7kimi) February 6, 2021 Com isso, o perfil quer dizer que a placa deva contar com 10.240 núcleos CUDA, aproximando da RTX 3090 com 10.496 núcleos CUDA. Em termos de VRAM, a RTX 3080 Ti teria pouco a mais que sua irmã mais nova RTX 3080 convencional, de 10 GB. A expectativa é de que o novo hardware tenha ainda interface 320-bit, com largura de banda de 730 GB/s, muito semelhante à RTX 3080. Linha RTX 3000 (Arte: Wagner Wakka/Canaltech) Tais informações ainda precisam ser levadas apenas como especulações. Isso porque o próprio perfil do Twitter já modificou suas previsões várias vezes. Em outubro do ano passado, chegou a dizer que a RTX 3080 Ti usaria interface 384-bit como a RTX 3090. O perfil também recuou desta publicação. A Nvidia ainda não oficializou especificações da RTX 3080 Ti, nem mesmo disse se o aparelho está em seus planos de lançamento. Portanto, estas informações ainda são rumores. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Clubhouse: como entrar na nova rede social

Clubhouse: como entrar na nova rede social

Tecmundo Nas últimas semanas, a rede social Clubhouse vem chamando atenção por sua inusitada proposta: criar salas de bate-papo exclusivas para o envio de áudio. Nestes ambientes digitais, os usuários podem participar ativamente da conversar ou apenas como ouvintes, de acordo com as regras do moderador do chat. Seletiva, a plataforma requer convites para registrar uma conta, o que acabou contribuindo com sua fama.Independente da modalidade da sala, os usuários estão limitados ao envio de áudio para se expressar, já que o Clubhouse não permite o envio de mensagens de texto ou imagens, além de não possuir nenhum tipo de "curtidas" ou possibilidade de "compartilhar" o conteúdo — mesmo por aplicativos externos, configurados como ofensa aos termos de uso da plataforma.Leia mais... Veja Mais

Aurora 7, o 'laptop' com sete telas e duas horas de bateria

Aurora 7, o 'laptop' com sete telas e duas horas de bateria

Tecmundo Saído diretamente de um filme de ficção científica, um protótipo de laptop vem chamando atenção nas últimas semanas. Batizado de Aurora 7, o aparelho é enorme e se destaca por possuir um conjunto de sete telas acompanhado de um hardware de alta performance. Sua desenvolvedora, Expanscape, sugeriu seu uso para criadores de conteúdo, profissionais de TI e entusiastas que necessitam de uma grande área de trabalho.Com um chassi de "apenas" 12 kg, o Aurora 7 dispõe de quatro telas de 17,3" com resolução 4K — sendo duas orientadas no modo "retrato" e duas no modo "paisagem" — e mais 3 telas de 7" com resolução FHD+, com 1920 x 1200 pixels. Surpreendentemente, o modelo pode ser dobrado e utilizado com diferentes configurações de abertura.Leia mais... Veja Mais

Pandemia acelerou discussão ambiental e Brasil precisa tomar posição, dizem ex-ministros

Valor Econômico - Finanças O diagnóstico é dos ex-ministros do Meio Ambiente e da Agricultura Izabella Teixeira e Roberto Rodrigues A pandemia aumentou a urgência da discussão ambiental para os governos e a sociedade civil no momento em que o Brasil vive um retrocesso na área promovido pelo governo Jair Bolsonaro, o que agrava a situação do país no cenário internacional. O diagnóstico é dos ex-ministros do Meio Ambiente e da Agricultura Izabella Teixeira e Roberto Rodrigues. Para eles, se o Brasil não der uma guinada na condução da política ambiental, enfrentando ilegalidades e buscando tomar parte nas discussões sobre a diminuição das emissões de carbono nas cadeias produtivas, corre sério risco de ficar de fora do redesenho multilateral do mundo. Os ex-ministros participaram do painel virtual "Diálogos Amazônicos: Potenciais da bioeconomia na Amazônia", promovido na noite desta segunda-feira (8) pela Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV EESP). "Os desafios globais que a agenda ambiental traz, isto é, a questão climática, a transição da biodiversidade e a situação dos recursos naturais vão redefinir multilateralismo. A questão climática vai ser o grande 'tracker' do novo multilateralismo", disse Izabela Teixeira. Atual co-presidente do Painel de Recursos Naturais das Nações Unidas (ONU), ela citou, como exemplos de centralidade da pauta ambiental na geopolítica global, as agendas do presidente norte-americano Joe Biden e do chinês Xi Jinping na área e o "green deal" europeu. "Com a crise da covid-19, essa agenda [ambiental] está acelerando e, agora, ou o Brasil está do lado da solução ou do problema. A covid parou o mundo e há uma compreensão de que a crise da natureza vai ser muito maior do que essa que vivemos, com capacidade de provocar um colapso ainda maior [na economia]", disse Izabella. Rodrigues disse que a pandemia acendeu "dois grandes faróis" para o futuro da humanidade. O primeiro seria a volta das preocupações com segurança alimentar devido aos choques de oferta e os neoprotecionismos de governos e a questão da sustentabilidade, "exigida pela juventude". "A posição do Biden e o green deal europeu são um alerta para o Brasil. Temos a capacidade de ser um supridor mundial de alimentos, chegamos a ter o maior saldo comercial para agronegócio do mundo e temos esse patrimônio biológico que é a Amazônia. Mas temos que lidar com os alertas [da política externa] por meio de políticas públicas e ações privadas. Temos de cuidar de todo e qualquer ponto relacionado a ilegalidades. Isso não depende de Biden, [Emmanuel] Macron, ninguém. É obrigação nossa acabar com incêndios criminosos, invasão de terras, garimpos ilegais. Passa por resolver uma questão central que é a questão fundiária e por uma decisão política de combater a ilegalidade", disse Rodrigues. "[O combate à ilegalidade na Amazônia] é um esforço imenso, de pessoal e de investimento. Os satélites estão aí e não basta saber que acontece. Tem que ir lá. E isso é caro, não é trivial. Tem que ter uma decisão politica determinada, mas tem que colocar recursos para isso", continuou Roberto Rodrigues, que disse esperar ação do vice-presidente Hamilton Mourão, chefe do Conselho da Amazônia nesse sentido. A ex-ministra Izabella, que concorda com a premência do combate às ilegalidades na Amazônia, afirma que é até difícil de explicar seu aumento a atores internacionais da agenda climática e que ainda não veio à luz uma explicação razoável sobre o aumento contínuo do desmatamento no governo Bolsonaro. Segundo ela, o caso é ainda mais grave porque o país trilhava, há anos, uma agenda consistente de avanço da sustentabilidade no agronegócio e redução do desmatamento, se afirmando como uma voz importante no cenário internacional, a ponto de ter sido um dos cinco decisores mais influentes na formulação do Acordo de Paris. "Nunca vi o Brasil perder tanta soberania ambiental como nos dois últimos anos. Qualquer um agora [na arena internacional] aponta o dedo e diz o que temos de fazer", disse. Veja Mais

Hacker tentou contaminar água com aditivo químico na Flórida

G1 Economia Ataque na cidade de Tampa foi percebido imediatamente e todas as correções foram feitas, disse a polícia. Hacker tentou contaminar água em uma cidade da Flórida TheDigitalWay/Pixabay Um hacker conseguiu invadir a rede de computadores de uma usina de água no estado da Flórida, nos Estados Unidos, e tentou contaminá-la com um aditivo químico, informou a polícia nesta segunda-feira (8). O ataque foi percebido imediatamente e todas as correções foram feitas para que ninguém em um subúrbio da cidade de Tampa corresse perigo, disse o xerife do condado de Pinellas, Bob Gualtieri. Dicas de Segurança Digital O xerife alertou, no entanto, que esse ataque cibernético demonstrou o perigo que os hackers representam para a infraestrutura dos Estados Unidos. O ataque ao sistema de computador da estação de tratamento de água Oldsmar foi percebida na sexta-feira por um técnico que se surpreendeu quando o cursor do mouse se moveu remotamente e procurou ativar o comando que regula a quantidade de hidróxido de sódio na água. Esta substância, essencial para controlar um ambiente alcalino ou regular a acidez da água, torna-se corrosiva e perigosa se administrada em alta dosagem. Assista vídeos sobre Segurança Digital Veja Mais

Critics Choice Awards: Netflix domina lista de filmes indicados

Critics Choice Awards: Netflix domina lista de filmes indicados

Tecmundo O Critics Choice Awards 2021 liberou nesta segunda-feira (08) a lista de filmes indicados, com destaque para as produções de serviços de streaming. A Netflix bateu o recorde na categoria de Melhor Filme, com 4 nomeações: Destacamento Blood, de Spike Lee; A Voz Suprema do Blues, de George Wolfe; Os 7 de Chicago, de Aaron Sorkin; e Mank, de David Fincher, este último título se tornando líder ao conquistar 12 indicações.Vale lembrar que as categorias de televisão já foram anunciadas no mês passado. Ao considerar em conjunto as esferas de filmes e séries, a Netflix recebeu 72 nomeações, garantindo mais um número recorde para qualquer estúdio ou plataforma na história da premiação. Em segundo lugar, encontra-se o HBO com 24 indicações, seguido pelo Amazon Studios, com 18.Leia mais... Veja Mais

Especialistas e MPT defendem demissão de trabalhadores que não se vacinarem

Valor Econômico - Finanças Entendimento tem como base recente julgamento do STF sobre a questão O início da vacinação levou as empresas a consultar advogados sobre a possibilidade de demitir por justa causa o trabalhador que se recusar a se imunizar contra a covid-19. Polêmica, a medida é admitida por especialistas e também pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). O que fortalece o entendimento é o recente julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a questão. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Aumentos salariais propostos por Biden podem gerar efeitos negativos, aponta estudo

G1 Economia De acordo presidente dos EUA, salário mínimo de US$ 15 eliminaria 1,4 milhão de empregos, mas tiraria 900 mil pessoas da pobreza. Biden GloboNews O aumento do salário mínimo proposto pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, eliminaria 1,4 milhão de empregos, mas tiraria 900 mil pessoas da pobreza, de acordo com um estudo publicado nesta segunda-feira (8). A iniciativa também aumentaria os salários de outros 27 milhões de trabalhadores, de acordo com um relatório do Gabinete de Orçamento do Congresso (CBO), que mostrou que o aumento geral na receita excederá o que é perdido com cortes projetados de empregos. O relatório é um quadro misto dos benefícios do plano de aumentar gradualmente o piso salarial para US$ 15 por hora até 2025, dos atuais US$ 7,25. Biden defende esses aumentos como parte de seu plano econômico, argumentando que os benefícios superarão os custos. Biden enfrenta oposição para aprovar pacote trilionário O salário mínimo por hora foi aumentado pela última vez em 2009, embora alguns estados tenham aumentado por conta própria. Os defensores do plano Biden dizem que é um fator-chave no combate à desigualdade; especialmente em comunidades não brancas que sofrem mais com os danos da pandemia da Covid-19. No entanto, há vozes que argumentam que os aumentos prejudicarão as pequenas empresas. Biden admitiu à emissora CBS na semana passada que o salário mínimo de US$ 15 provavelmente não seria incluído no pacote de apoio financeiro de US$ 1,9 trilhão, mas disse que está comprometido com a meta. O relatório prevê que salários mais altos farão com que os empregadores repassem os custos para os consumidores; o que, por sua vez, levaria à redução do consumo e à perda de empregos. Também alerta que muitas empresas poderiam se voltar para a automação de seus serviços. No entanto, sugere-se que aumentar os salários das famílias de baixa renda pode aumentar o consumo dos trabalhadores com salários mais baixos, o que poderia "reduzir a queda do emprego por vários anos" até que os efeitos desses salários mais altos sejam sentidos. O estudo estima que a remuneração líquida aumentará para US$ 333 bilhões até 2031, com um aumento de US$ 509 bilhões. Essa quantia é maior do que os US$ 175 bilhões que serão perdidos com cortes de empregos. O assunto gerou amplo debate entre os economistas e há pouco consenso sobre o impacto que o aumento do salário mínimo terá. O centro de estudos progressista Economic Policy Institute afirmou nesta segunda-feira (8) que o relatório da CBO está "equivocado" e que outras análises mostraram que não haverá efeitos negativos. Vídeos: Últimas notícias de Economia Veja Mais

Com modelo de conta paga, BTG prevê varejo rentável em até 3 anos

Valor Econômico - Finanças Nova operação para pessoa física aposta em estrutura digital e na oferta de banco completo Até alguns anos atrás, havia a expectativa de que o BTG Pactual faria uma aquisição para colocar em pé seu banco de varejo — na época, era imprescindível ter uma vasta rede de agências para atuar no segmento. No mês passado, a instituição finalmente abriu sua operação para pessoas físicas, numa estrutura digital e totalmente construída dentro de casa. O caminho mudou, mas os planos continuam ambiciosos. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Guedes, sobre possível valor de R$ 200 do auxílio: não sou eu quem decide

O Tempo - Política Comentário foi feito por Guedes após um pronunciamento, na Câmara dos Deputados, sobre o projeto de autonomia do Banco Central Veja Mais

Bernardo: curtindo a vida adoidado, Vasco “trem bala da Colina” e muito mais! | Além da Bola

Bernardo: curtindo a vida adoidado, Vasco “trem bala da Colina” e muito mais! | Além da Bola

Fox Sports Brasil Ele curtiu a vida adoidado, fez parte do Vasco “trem bala da Colina” e rodou o mundo! Bernardo é o convidado de Edu de Meneses no Além da Bola desta semana! Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes e inscreva-se no nosso canal! https://www.espn.com.br/ ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Juntos na torcida! #Bernardo #Vasco #Futebol Veja Mais

Cidades vacinam profissionais fora da linha de frente da Covid-19 antes de imunizar idosos

Glogo - Ciência Casos levantaram críticas de especialistas e questionamento da Justiça. Ministério da Saúde enviou ofício a secretários alertando que nem todos profissionais de saúde devem ser vacinados nas primeiras fases da campanha. Profissionais de saúde fazem fila para receber a vacina contra a Covid-19, no interior de SP "Desordem", "falta de planejamento" e "erro". Especialistas ouvidos pelo G1 analisam de forma negativa um dos aspectos das primeiras semanas da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Brasil. O alvo da crítica são as cidades que passaram a vacinar profissionais da área de saúde que não atuam na linha de frente do combate à pandemia. Biólogos, psicólogos e educadores físicos, entre outros profissionais, ganharam prioridade em locais onde as doses não começaram a chegar aos idosos. STF manda governo definir ordem nos grupos com prioridade na vacinação Ministério alerta secretários de saúde contra mudança nos grupos prioritários Biólogos e terapeutas são vacinados antes de idosos na Grande SP Apenas na Região Metropolitana de São Paulo, das 39 cidades, 21 escolheram não priorizar apenas os profissionais de saúde da linha de frente do combate à Covid-19, de acordo com levantamento feito pela TV Globo. Mas os relatos se multiplicam pelo país. Alegrete (RS), Campinas (SP) e João Pessoa (PB) são outras cidades que agora precisam reavaliar se manterão a estratégia. Nesta segunda-feira (8), mais de duas semanas depois de lançar a segunda versão do Plano Nacional de Imunizações (PNI), o Ministério da Saúde enviou um alerta aos secretários de saúde: é preciso seguir os grupos prioritários. Trabalhadores de saúde em geral, que não atuam diretamente contra a Covid-19, não devem ser vacinados agora. A falta de clareza chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF). Também nesta segunda, o ministro Ricardo Lewandowski determinou que o governo defina uma ordem de preferência, entre os grupos prioritários, para orientar a vacinação contra a Covid-19. "Ao que parece, faltaram parâmetros aptos a guiar os agentes públicos na difícil tarefa decisória diante da enorme demanda e da escassez de imunizantes", escreveu o ministro. Dar prioridade a públicos-alvo e ter clareza em quem deve ser vacinado em cada fase é o norte que delimitou, por exemplo, o plano de vacinação no Reino Unido. Lá, a fila anda conforme o risco de mortalidade. O Ministério da Saúde do Brasil buscou o mesmo critério, mas o plano britânico é mais objetivo ao delimitar a ordem da vacinação e não cita os profissionais da saúde de forma ampla. "A nossa proposta inicial era que pessoas do grupo de maior risco à infecção, no caso os idosos, e os profissionais da saúde da linha de frente fossem imunizados juntos no primeiro momento. Agora, por conta da falta de vacina, eles não estão sendo vacinados", explica o infectologista Marcelo Otsuka. "Os municípios que estão vacinando esses grupos [qualquer profissional que não faça parte da linha de frente], estão fazendo errado", afirma Otsuka. Fila de profissionais da saúde de Aracaju para receber dose de vacina contra a Covid-19 na UBS Augusto Franco; há denúncia de aglomeração Michele Costa/TV Sergipe O infectologista afirma que a discussão deveria ser aquisição do governo de mais vacinas, mas, enquanto isso não acontece, os gestores devem lembrar que, sem o profissional da saúde da linha de frente, não há o enfrentamento à pandemia. "O Brasil está com uma grande dificuldade em ter profissional da saúde atuando na linha de frente contra a Covid. As equipes sofreram muitas perdas de médicos e enfermeiros que se contaminaram. Isso reduziu muito a força de trabalho. Precisamos protegê-los", diz Ostuka. Para o infectologista Renato Grinbaum, da Sociedade Brasileira de Infectologia, diante da escassez, é preciso seguir os critérios técnicos. "Temos que ter uma comissão de técnicos, sem interferência política, que seja capaz de escolher quais são as áreas de maior risco a doença. Essa prioridade pode mudar de local para local, mas o primeiro grupo a ser vacinado deve ser sempre o que está apresentando o maior número de óbitos e os profissionais da saúde que trabalham na linha de frente", diz Grinbaum. Cidade sem dose para os prioritários Além de ressaltar que as vacinas da "primeira fase" deveriam ir para profissionais da linha de frente e mais três grupos, o Ministério da Saúde lembrou que as cidades e estados têm autonomia para fazer mudanças, mas que precisam assumir o risco de ficar sem doses para os grupos prioritários. É o que já aconteceu em São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Após abrir a vacinação para os idosos acima de 90 anos e para os profissionais de saúde de qualquer idade, todas as doses do município acabaram no dia 5. Agora, a cidade afirma que irá imunizar somente profissionais de saúde da linha de frente da Covid. "Estamos vendo uma completa desordem e uma falta de planejamento na vacinação contra a Covid no Brasil. Estamos vendo profissionais da saúde aposentados sendo vacinados, parentes de pessoas influentes, e etc", afirma o infectologista Grinbaum. Por outro lado, ele aponta uma categoria de profissionais da saúde na linha de frente que corre o risco de acabar invisível. "Alunos de medicina no internato e residentes que têm contato direto com a Covid não estão sendo vacinados pelo fato de não terem um diploma ou de não serem contratados do hospital. Por aí vemos que é um planejamento precário de vacinação" - Renato Grinbaum, da Sociedade Brasileira de Infectologia Atualmente, os grupos prioritários listados no PNI somam mais de 77,2 milhões de brasileiros, número muito maior do que as 10,7 milhões de doses que o Ministério da Saúde entregou até janeiro. Mesmo considerando as remessas que o país espera receber neste trimestre – até o final de março, devem chegar 27,37 milhões de doses da Coronavac, assim como 1,6 milhão de doses enviadas pelo consórcio Covax e 7,5 milhões de doses do imunizante da Universidade de Oxford/Astrazeneca. A quantidade não é suficiente para vacinar nem mesmo um quarto dos 27 grupos estabelecidos como prioritários. Plano no Reino Unido O Reino Unido foi o primeiro país a começar a vacinar a população contra a Covid-19 no mundo. Igual ao Brasil, o país tem um robusto sistema de saúde pública, o NHS, equivalente ao SUS, responsável por elaborar um plano nacional de imunização e por adquirir e distribuir as vacinas aos governos locais. Ambos os planos de vacinação usam como critério a idade e a atividade para definir quem devem ser os primeiros a receber a vacina: residentes em lar para idosos e profissionais da saúde da linha de frente. No Brasil, porém, o foco tem sido na vacinação geral dos profissionais da saúde, independentemente da idade e de estarem ou não na linha de frente. Já no Reino Unido, o plano define como grupos prioritários aqueles que "representem cerca de 99% da mortalidade evitável pela Covid-19", na seguinte ordem: residentes em lar para idosos e seus cuidadores 80 anos ou mais, assistentes sociais e profissionais de saúde da linha de frente 75 anos ou mais 70 anos ou mais e indivíduos extremamente vulneráveis 65 anos ou mais idade entre 16 anos a 64 anos com condições de saúde com maior risco de doenças graves e mortalidade demais com 60 anos ou mais demais com 55 anos ou mais demais com 50 anos ou mais "As primeiras prioridades do programa de vacinação da Covid-19 devem ser a prevenção da mortalidade e a manutenção dos sistemas de saúde e assistência social. Como o risco de mortalidade pela Covid-19 aumenta com a idade, a prioridade se baseia principalmente na idade. A ordem de prioridade para cada grupo na população corresponde aos dados sobre o número de indivíduos que precisam ser vacinados para evitar uma morte", explica o documento, publicado no site do NHS. VÍDEOS: novidades sobre a vacina contra a Covid Veja Mais

Facebook finalmente vai apagar postagens conspiratórias sobre vacinas

canaltech Publicações que visem espalhar desinformação e teorias conspiratórias sobre o uso de vacinas não terão mais vez dentro do Facebook. A rede social anunciou, nesta segunda-feira (8), que não permitirá mais que seus usuários compartilhem conteúdos que, de qualquer forma, desencorajam o uso de vacinas para qualquer tipo de doença, e não especificamente apenas imunizantes contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Facebook passa a remover fake news sobre vacinas contra COVID-19 Facebook passa a justificar quando conteúdo falso sobre COVID-19 for removido Movimento antivacina processa Facebook por causa de fact-checking Vale lembrar que, desde outubro, a plataforma proibiu a compra de publicidade que incitasse campanhas contra o uso de vacinas; desta vez, porém, o cerco se expande para o público final, páginas e grupos privados. Como exemplo, a companhia citou falsas alegações que defendem supostos efeitos colaterais dos imunizantes (como autismo) e campanhas de auto-imunização (ou seja, que é mais seguro contrair a COVID-19). “Construir confiança e segurança nessas vacinas é fundamental, então estamos lançando a maior campanha mundial para ajudar as organizações de saúde pública a compartilhar informações precisas sobre as vacinas contra a COVID-19 e incentivar as pessoas a serem vacinadas conforme os imunizantes se tornam disponíveis para elas”, afirmou Kang-Xing Jin, diretora de saúde do Facebook, em um comunicado oficial. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Para garantir que o “pente fino” seja aplicado com maestria, a rede social consultou a Organização Mundial da Saúde (OMS) e outras instituições médicas de renome para determinar uma lista de alegações falsas comuns a respeito da doença causada pelo SARS-CoV-2 e vacinas em geral. A decisão foi chancelada pelo Conselho de Supervisão, um órgão autônomo do Facebook dedicado a criar novas regras de moderação. Por fim, seguindo os mesmos passos do Google, a rede social também anunciou que “doará” US$ 120 milhões de créditos para publicidade para ministérios da saúde, organizações sem fins lucrativos e agências das Nações Unidas com o intuito de promover conscientização a respeito dos programas de vacinação. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Isa Penna pede suspeição de Alex de Madureira em conselho que analisa assédio

O Tempo - Política Parlamentar do PSOL afirma que Madureira presenciou Fernando Cury (Cidadania) a apalpando e, portanto, figura como testemunha na apuração do caso Veja Mais

Quais as apostas da HMD/Nokia para aumentar sua participação entre as empresas

canaltech Em maio do ano passado, smartphones Nokia voltaram ao Brasil, comercializados pela HMD Global, que detém a licença de uso da marca. A estratégia foi oferecer ao público final (o B2C) smartphones de categoria intermediária, mais baratos que a concorrência e apostando no bom nome da fabricante finlandesa por aqui. Mas, também, tendo como um dos grandes diferenciais suas atualizações do sistema operacional Android, que seriam mais rápidas do que a de outras marcas, graças a presença do Android One - versão da plataforma livre de aplicativos terceiros, o que o coloca no topo da lista na hora de receber os updates do Google. E agora, a HMD Global quer aumentar sua participação no mercado corporativo de celulares e, para isso, aposta em um item essencial: segurança. Prioridade nas atualizações Segundo dados de um estudo recente da Counterpoint Research sobre segurança, as empresas levam em conta quatro fatores para escolher os smartphones que devem ser usados por seus funcionários: software, atualizações de segurança, qualidade de fabricação e dispositivos recomendados para empresas. Além disso, as organizações estão buscando por soluções simples, fáceis de implementar e que possam facilitar o acesso dos funcionários às ferramentas necessárias para o desempenho de suas funções. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- E é nesses dois campos que a HMD Global quer se destacar. Segundo Juan Olano, diretor sênior de negócios da companhia para América Latina, os smartphones Nokia recebem atualizações de segurança mais rápidas - com todo o seu portfólio recebendo os updates - além de atualizar todos os modelos para as versões mais recentes do Android, independente da faixa de preço. “Estamos em dia com o Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia (GPDR) e aprimoramos nossos recursos de segurança no nosso Centro de Excelência em Pesquisa e Desenvolvimento na Finlândia. As tendências que acompanhamos no mercado confirmam que estamos no caminho certo, com produtos que atendem às necessidades de segurança, privacidade e integração das empresas. Sempre acreditamos em produzir telefones que possam ser confiáveis, mantendo os usuários seguros e que controlem as missões diariamente - ano após ano” Integração Ainda de acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria de mercado IDC, no cenário atual, as empresas estão buscando por praticidade para seus dispositivos móveis. Ou seja, soluções simples, fáceis de implementar e que possam facilitar o acesso dos funcionários às ferramentas necessárias para o desempenho de suas funções. E como acontece no mercado B2C, o Android possui 79% do marketshare de smartphones corporativos, segundo números do Google. E para facilitar a integração da sua plataforma junto às ferramentas de produtividade das companhias, a empresa oferece um recurso que leva o nome de Android Enterprise Recommended - uma certificação fornecida pelo próprio Google a dispositivos que atendem padrões específicos de hardware, software, facilidade de uso, atualizações de segurança e experiência do usuário.   E segundo um levantamento também do IDC, 46% dos smartphones usados atualmente por empresas brasileiras já fazem parte do programa, e a expectativa é de que este número chegue a 61% nos próximos 12 meses. Seguindo essa tendência, os dispositivos móveis que contam com o sistema operacional tendem a usar a tecnologia Android Zero-Touch - qie permite implantações Android em grande escala em vários fabricantes de dispositivos, para que as organizações possam mobilizar seus funcionários com mais facilidade. Inclusive, os dispositivos móveis com esse padrãp são os mais utilizados na América Latina, pois otimizam a integração dos funcionários e a experiência de uso de dispositivos corporativos. As empresas da região se identificam com o sistema por conta do desempenho, facilidade de implantação, nível empresarial e custo como os principais benefícios. 5G? Primeiro para os usuários corporativos Com o leilão das frequências que formarão a rede 5G no Brasil previsto para o final do primeiro semestre deste ano, a HMD também já pensa nesse cenário com os smartphones da Nokia no meio corporativo. No segundo semestre de 2020, 65% das empresas latino-americanas planejavam migrar para a tecnologia 5G, de acordo com dados da pesquisa do IDC. Com isso, a a HMD Global afirma que já está trabalhando para tornar os smartphones 5G acessíveis, tanto para os consumidores quanto para as empresas. No ano passado, o Nokia 8.3 foi apresentado ao mercado, um dispositivo com a tecnologia 5G sub-6 exclusiva com o maior número de novas bandas de rádio 5G de 600 MHz a 3,8 GHz. E ele pode ser um dos próximos modelos da marca a chegar ao Brasil - focado, principalmente, no uso corporativo. Nokia 8.3: HMD Global prevê que as empresas serão as primeiras a se beneficiar do 5G na América Latina (Reprodução/HMD Global) "Trabalhamos com um cenário de que o 5G na América Latina será, inicialmente, mais direcionado aos usuários corporativos. Isso porque muitas dessas empresas vão precisar de velocidade, processamento e baixa latência para executar funções diversas em alta performance, de qualquer lugar. Os usuários finais ainda ficarão mais tempo com o utilizando a rede 4G, analisa Junior Favaro, diretor de vendas e marketing da HMD Global no Brasil. “O 5G será transformador para muitos setores e também elevará significativamente a experiência móvel. Por isso, estamos investindo em 5G com uma estratégia muito focada, com o objetivo de democratizar essa tecnologia ”. Expandindo a atuação no setor mobile A partir de 2020, a HMD Global vem procurando expandir sua área de atuação no mercado mobile, para além de ser um fornecedor de hardware. O obejtivo é se tornar uma empresa holística de serviços móveis. E um dos primeiros produtos nesse setor é o HMD Connect é um serviço global de roaming de dados que permite que as pessoas ao redor do mundo utilizem um único SIM card para viajar, mantendo o controle de gastos - o cliente paga apenas pelo que utiliza. A versão empresarial desse serviço já está disponível em algumas regiões: o HMD Connect Pro, por exemplo, é uma solução SIM de roaming global para Internet das Coisas (IoT) e uso empresarial. Com ele, as companhias podem obter cartões SIM em massa, simplificar suas operações para várias necessidades de conectividade em roaming e se beneficiar do console de gerenciamento centralizado para toda a frota de cartões SIM da marca. Além disso, a HMD Global também passou a ter alguns serviços de valor agregado para os clientes empresariais, como planos de seguro e garantia estendida para empresas. Área de atuação para uso do HMD Connect Pro: serviço de roaming global para empresas (Imagem: Divulgação / HMD Global) “Quando embarcamos pela primeira vez em nossa jornada como HMD Global, tínhamos em mente oferecer não apenas um hardware da mais alta qualidade, mas também a experiência mais atualizada e segura. Essa integração pode sese tornar um diferencial importante para nosso negócio", explica Olano". Temos buscado entender e definir o que mais podemos oferecer aos consumidores que agreguem valor real à sua experiência diária com o telefone. Construir o HMD Connect Pro foi o próximo passo natural". Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Japa System, percussionista da banda BaianaSystem, grava o primeiro álbum solo

G1 Pop & Arte No disco 'Sistema percussivo integrado', previsto para abril, artista investe na mistura de sons orgânicos e sintéticos. ♪ Músico que toca na banda soteropolitana BaianaSystem há seis anos, o percussionista Japa System lança em abril o primeiro álbum solo, Sistema percussivo integrado. Japa System é o nome artístico do músico e compositor baiano Antônio Dimas Vieira Aires Júnior, percussionista que já integrou a Timbalada e o grupo Terra Samba. Ainda em fase de gravação das oito faixas, o disco solo de Japa trará músicas como Bananeira, The repent e Tum-ka-ta-kruá-ka no repertório inteiramente inédito e autoral. O álbum Sistema percussivo integrado reúne convidados como Gabi Guedes (integrante da Orkestra Rumpilezz, do maestro Letieres Leite), Marcos Suzano e Mônica Millet – nomes sobressalentes no toque da percussão no Brasil. Ao dar forma ao disco, Japa System investe na experimentação de texturas percussivas, harmonizando sons orgânicos e sintéticos. No álbum Sistema percussivo integrado, Japa System mistura o toque ancestral do atabaque e do timbale com sons de instrumentos mais inusitados – como baldes, barras de ferro, cascas de árvore, couro de animais e frigideiras – com beats extraídos de sintetizadores e samplers. O processo de criação do primeiro álbum solo de Japa System está sendo registrado para gerar documentário. Veja Mais

Bial diz que entrevistas remotas enriqueceram o Conversa e devem continuar

O Tempo - Diversão - Magazine O programa terá em seu primeiro episódio da temporada o cineasta, roteirista e escritor norte-americano Woody Allen, 85 Veja Mais

'Fale com as Abelhas' flagra amor entre duas mulheres na Escócia dos anos 50

O Tempo - Diversão - Magazine Produção de 2018 traz a oscarizada Anna Paquin no papel de uma jovem médica, que volta à sua cidade natal após a morte do pai Veja Mais

Cidade Invisível: Carlos Saldanha quer popularizar folclore brasileiro

Cidade Invisível: Carlos Saldanha quer popularizar folclore brasileiro

Tecmundo A nova série brasileira da Netflix, Cidade Invisível, teve sua primeira temporada disponibilizada na última sexta-feira (5), e é o primeiro trabalho em formato de série de Carlos Saldanha.Em entrevista ao site Metrópoles, o diretor falou sobre o seriado e como foi a sua estreia nesse universo. Sobre a temática, ele disse: "Eu nunca tinha feito algo assim, mas queria muito fazer, era um desafio pessoal. Queria sair da animação, fazer um thriller, algo mais adulto, mais policial.”Leia mais... Veja Mais

Amazon deve usar câmeras com inteligência artificial para monitorar entregas

canaltech A Amazon deve implantar câmeras com capacidades de inteligência artificial em veículos de entrega. Segundo a agência AFP, o objetivo da gigante é oferecer mecanismos de segurança para seus entregadores. Novo CEO da Amazon diz que videogames são um dos compromissos da empresa Mesmo com anúncio da saída de Bezos, Amazon dobra lucro no quarto trimestre De acordo a companhia, as câmeras têm capacidade de monitorar a estrada e o motorista, enviando avisos sobre possíveis riscos. A Amazon também quer usar o sistema para poder identificar funcionários que seguem boas práticas. "Esta tecnologia fornecerá aos motoristas alertas em tempo real para ajudá-los a se manterem seguros na estrada", disse a varejista em resposta à AFP. A gigante, contudo, ainda não informou quando deve começar estrear a novidade. O uso de câmeras para monitoramento do trabalho remoto levanta questões de privacidade dos usuários. O grupo Fight for the Future, que monitora questões envolvendo direitos digitais dos Estados Unidos, já se posicionou contra essa movimentação. O coletivo disse ter enviado ao congresso norte-americano um pedido para que investigue “o império de vigilância da Amazon”. Ainda, ele também pede que a empresa interrompa este programa. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- “Isso representa a maior expansão da vigilância corporativa na história da humanidade”, afirma o Fight for the Future. A Amazon, contudo, não parece ter intenção de rever a decisão. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

O Internato: Las Cumbres: veja trailer da série de suspense do Amazon Prime

O Internato: Las Cumbres: veja trailer da série de suspense do Amazon Prime

Tecmundo O Amazon Prime Video liberou mais um trailer da sua nova série de suspense, O Internato: Las Cumbres. A produção espanhola é um remake da série de 2007, exibida pelo canal Antena 3, na Espanha.No final do ano passado, em novembro, o streaming já havia divulgado imagens da produção, que tem data de estreia para 19 de fevereiro. A primeira temporada terá 8 episódios.Leia mais... Veja Mais

Autonomia do Banco Central na pauta do Plenário - 08/02/21

Autonomia do Banco Central na pauta do Plenário - 08/02/21

Câmana dos Deputados O presidente da Câmara, Arthur Lira, recebeu ministros de estado em seu gabinete na Câmara dos Deputados nesta segunda-feira. Na pauta, entre outros assuntos, a aprovação do projeto de lei da nova Lei do Gás e a autonomia do Banco Central. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #BancoCentral #LeiDoGás #Eletrobras Veja Mais

'Eu acho que vai ter prorrogação do auxílio emergencial', diz Bolsonaro

O Tempo - Política Porém, o presidente informou que o número de pessoas beneficiadas será menor do que em relação ao ano passado Veja Mais

Como compartilhar fotos do Telegram no WhatsApp

canaltech O Telegram (Android | iOS | Web) é um app de mensagens concorrente ao WhatsApp que conta com inúmeros recursos e funções, como mandar fotos e vídeos, criar grupos com mais de 200 mil participantes e ainda permite a utilização de bots para diversas finalidades. 10 bots para Telegram que todos deveriam usar Signal vs Telegram: qual app de mensagens é mais seguro? WhatsApp Web vs. Telegram Web: qual é o melhor mensageiro para usar no PC? Embora o mensageiro tenha tido um grande aumento do número de downloads no início de 2021, pode ser que nem todos os seus contatos tenham migrado para a plataforma ainda. Caso você tenha recebido uma imagem interessante ou divertida no Telegram e gostaria de compartilhá-la no WhatsApp, saiba que pode fazer isso de maneira rápida e simples. Confira abaixo como! Como compartilhar fotos do Telegram no WhatsApp Passo 1: localize e abra a imagem que você recebeu no Telegram e quer enviar no WhatsApp. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Abra uma conversa no Telegram e localize a imagem que você quer enviar no WhatsApp (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: com a imagem aberta, clique no ícone de “Compartilhar” no canto inferior direito. Com a imagem aberta, clique no ícone de "Compartilhar" no canto inferior (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: no menu aberto em seguida, localize e clique no ícone do “WhatsApp”. Em seguida, localize e selecione o ícone do "WhatsApp" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: selecione o contato ou grupo do WhatsApp e clique no ícone de "Seta" para enviar a imagem. Selecione um contato ou grupo da sua lista para poder enviar a imagem (Captura de tela: Matheus Bigogno) Pronto! Agora você pode compartilhar fotos que recebeu no Telegram diretamente no WhatsApp. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Cidade Invisível: conheça o elenco da série brasileira da Netflix

Cidade Invisível: conheça o elenco da série brasileira da Netflix

Tecmundo A série Cidade Invisível estreou como um dos melhores seriados nacionais da Netflix. Afinal, a trama de Carlos Saldanha, de A Era do Gelo, envolve muito mistério, fantasmas do passado e, principalmente, elementos do folclore brasileiro. Logo, a série acompanha o sucesso de 3%, outro título brasileiro que também chamou a atenção dos fãs de séries ao redor do mundo com uma trama bem envolvente.O elenco é integralmente brasileiro e conta com alguns nomes que valem a pena ficar de olho. Continue lendo para saber mais sobre os atores, atrizes e seus personagens!Leia mais... Veja Mais

Projeto de Lei quer obrigar fabricantes a incluirem carregador com celular

canaltech Os esforços para tentar obrigar fabricantes de celulares a incluírem carregador e fone na caixa ainda não acabaram. Depois de notificações de Procon e Senacon e até mesmo de um processo na Justiça movido por um consumidor, agora um deputado federal criou um projeto de lei sobre o assunto. Celular novo sem carregador na caixa: qual a lógica por trás disso? Xiaomi anuncia versão global do Mi 11 com carregador na caixa De autoria de Marcelo Ramos, do PL-AM, o texto classifica a falta de carregador na caixa de “uma verdadeira afronta ao consumidor brasileiro, uma vez que tal componente se trata de parte essencial ao próprio uso do terminal”. A ideia é, via Projeto de Lei 5451/20, forçar as fabricantes a incluírem não somente o carregador como qualquer acessório “necessário à função do dispositivo” sejam incluídos na venda de produtos de telefonia móvel, informa a Agência Câmara de Notícias. “Causou espécie a recente notícia, amplamente divulgada na mídia, de que a fabricante Apple pretende comercializar seu novo iPhone 12, em todas as versões e modelos, sem fonte de alimentação ou fones de ouvido, vindo acompanhado apenas de um cabo para conexão à fonte”, afirmou o autor do projeto, para quem a retirada dos acessórios é uma tentativa da empresa de aumentar seus lucros “de forma injustificada”. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- É bom lembrar que não foi apenas do iPhone 12 que a Apple removeu acessórios, mas também de todos os modelos ainda fabricados para o mercado brasileiro, o que inclui iPhone XR, SE (2020) e 11. Além da Apple, a Samsung também deve anunciar, nesta terça-feira, a venda do Galaxy S21 sem carregador ou fone de ouvido na caixa. O PL 5451/20 quer incluir a obrigatoriedade de produtos de telefonia móvel incluírem todos os acessórios considerados importantes para o bom funcionamento do aparelho no Código de Defesa do Consumidor. A proposta está em análise na Câmara dos Deputados e ainda precisa ser aprovada na Casa e no Senado, além de receber sanção do presidente da República para virar lei. A duração do processo varia bastante, e pode demorar vários meses ou até alguns anos até a aprovação. Veja mais sobre a tramitação de projetos de lei. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Resident Evil Village: Alana Pearce faz cosplay incrível de Lady Dimitrescu

Resident Evil Village: Alana Pearce faz cosplay incrível de Lady Dimitrescu

Tecmundo A influenciadora da indústria de games e roteirista do Santa Monica Studios, Alanah Pearce, compartilhou em suas redes sociais um novo cosplay de Lady Dimitrescu, entrando de vez na brincadeira de recriar a vilã de Resident Evil Village. Confira a seguir:*furiously googles how to become 9’6” tall* pic.twitter.com/E0wFpkkIYgLeia mais... Veja Mais

Demanda total por voos da Azul em janeiro cai 31%

G1 Economia Oferta de assentos no mês passado somou 2,913 milhões, o que equivale a uma retração de 25,3% ano a ano. Aeronave da Azul decolou do Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP) Ministério da Saúde A demanda total por voos da companhia aérea Azul em janeiro atingiu 2,293 milhões de passageiros, o que representa uma queda de 31% em relação a igual mês de 2020. Segundo dados divulgado pela empresa nesta segunda-feira (8), sua oferta de assentos no mês passado somou 2,913 milhões, o que equivale a uma retração de 25,3% ano a ano. A taxa de ocupação das aeronaves da Azul foi de 78,7% no mês passado, menor do que 85,2% reportados um ano antes. Considerando apenas os voos domésticos, a demanda foi 11,7% menor, enquanto a oferta diminuiu em 6,1%. A taxa de ocupação, que era de 84,4% em janeiro de 2020, caiu para 79,3%. As companhias aéreas vêm se recuperando gradualmente dos efeitos da pandemia da Covid-19, que praticamente congelou suas operações em março do ano passado, na esteira de medidas de isolamento social. Enquanto as operações domésticas da Azul tenham voltado em janeiro para níveis mais próximos dos do ano anterior, nas operações internacionais a queda na demanda em janeiro foi 86,4%, diante de restrições de viagens em vários países. Vídeos: Últimas notícias de Economia Veja Mais

The Equalizer: veja como foi a estreia da série com Queen Latifah (Recap)

The Equalizer: veja como foi a estreia da série com Queen Latifah (Recap)

Tecmundo The Equalizer, nova série de ação da CBS, estreou no último domingo (7) e chamou a atenção dos espectadores com uma trama envolvente e repleta de dinâmicas interessantes. Protagonizada por Queen Latifah, a produção se destaca com um roteiro potente e situações que certamente vão prender a audiência ao longo das semanas de exibição.Leia mais... Veja Mais

Autonomia do BC: relator diz que projeto foi validado pelo governo e deve ser aprovado até quarta

G1 Economia Projeto já passou pelo Senado e tramita na Câmara, com aval da Economia e do próprio Banco Central. Nesta segunda, Guedes disse que tema é 'fundamental' para estabilidade monetária. Projeto de autonomia do Banco Central pode ser votado na Câmara esta semana Relator na Câmara do projeto que estabelece a autonomia do Banco Central, o deputado Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) afirmou nesta segunda-feira (8) que o parecer sobre o texto já foi chancelado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e pelo próprio presidente do BC, Roberto Campos Neto. Segundo o parlamentar, a versão final do texto será apresentada em uma reunião de líderes nesta terça (9) e, se o acordo se mantiver, o tema vai à votação em plenário até quarta (10). A autonomia do BC já foi aprovada no Senado e estabelece, entre outras mudanças, mandatos de quatro anos para os diretores da instituição. “Hoje pela manhã, tivemos uma sinalização muito positiva, discutimos ponto a ponto, artigo por artigo e, por concordância de ambos, tivemos a aprovação, a validação do nosso parecer. Ou seja, tanto o Ministério da Economia quanto o presidente do Banco Central concordaram com o nosso parecer, que tem como meta principal buscar a estabilidade dos preços no brasil, o controle inflacionário e sobretudo a visão da boa governança monetária no país", disse. Em pronunciamento após reunião com Costa Filho, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e o presidente do BC, o ministro Paulo Guedes elogiou o relatório e defendeu a aprovação do projeto. Segundo ele, a autonomia do BC é decisiva para garantir a estabilidade monetária do país. “É a garantia de que aumentos setoriais e temporários de preço, como ocorreu com materiais de construção e alimentos, não devem se transformar em aumentos permanentes e generalizados de preços, que é a espiral inflacionária”, afirmou o ministro. “Ele é decisivo para garantir a estabilidade monetária do país, poder de compra da moeda, poder de compra dos salários, das aposentadorias e a própria execução orçamentária pode ser estável se tivermos essa garantia”, continuou. A autonomia do Banco Central vem sendo debatida no Congresso há décadas e é defendida pela atual equipe econômica desde o início do mandato. O plano de governo apresentado por Jair Bolsonaro nas Eleições 2018 falava em "independência formal do Banco Central". Autonomia do BC O texto já aprovado no Senado e sob análise na Câmara tem objetivo de assegurar a autonomia do Banco Central e blindá-lo de pressões político-partidárias. Senado aprovou autonomia do Banco Central em novembro; veja detalhes O Banco Central tem nove diretores, sendo um deles o presidente da instituição. Após serem indicados pelo presidente da República, os aspirantes ao cargo passam por sabatina e votação no Senado. O projeto votado pelo Senado no ano passado não altera a composição dessa diretoria colegiada do Banco Central, mas estabelece mandato de quatro anos para o presidente do BC e os demais diretores. Todos eles podem ser reconduzidos ao cargo, uma única vez, por igual período. O texto também prevê que o mandato da presidência do BC não coincidirá com o da presidência da República. Veja Mais

Lira vai remover área de jornalistas na Câmara para se instalar no local

O Tempo - Política Com a transferência, Lira pode se livrar de ser abordado pela imprensa, pois terá acesso direto ao plenário da casa Veja Mais

CT News - 08/02/2021 (Playstation 5 consome tanta energia quanto notebook gamer)

canaltech No CTN de hoje: PlayStation 5 | Teste mostra consumo energético semelhante a de notebooks gamers; Office Lens muda de nome para Microsoft Lens e ganha novos recursos; Microsoft revela mudanças visuais do Windows 10 em publicação no Github e mais. Ouça ao podcast. Veja Mais

Atenção, passageiros!, podcast sobre aviação com Lito Sousa, estreia no Globoplay

G1 Pop & Arte Programa semanal vai abordar conceitos e curiosidades vivenciadas pelo apresentador em 35 anos de manutenção de aeronaves. O podcast sobre aviação Atenção, passageiros! chegou ao Globoplay. O programa semanal, com episódios novos toda terça-feira, é apresentado pelo youtuber Lito Sousa, especialista com mais de 35 anos de experiência em manutenção de aeronaves. Fruto de uma parceria entre a plataforma de conteúdo e o Aviões e Música, maior canal dedicado à aviação civil no YouTube, o podcast vai abordar temas como medo de voar, turbulências, acidentes aéreos como o Air France 477, voo que mudou a história da aviação, e por que é tão difícil e raro que eles aconteçam. "Fazer parte do ecossistema do Globoplay mostra que o podcast atingiu um nível de qualidade excelente", conta Lito. "Nele, as pessoas vão conhecer a área da aviação de forma aprofundada e terão acesso a informações além dos portais de notícia em analogias bem simplificadas." Lito Sousa grava o podcast 'Atenção, passageiros!' Globoplay Os dois primeiros já estão disponíveis no Globoplay. Atenção, passageiros! aparece entre os 20 podcasts mais ouvidos no Brasil no iTunes e entre os 10 em alta do Spotify, e se mantém disponível nas principais plataformas de áudio (Deezer, Apple, Google). O programa faz parte da expansão na área de podcasts da Globo com a entrada dos programas no Globoplay e a criação de novos produtos e parcerias com produtores independentes. A estratégia é unir todos os produtos em áudio na pltaforma, criando um espaço em que o consumidor possa ouvir podcasts de notícias, de entretenimento, de esportes e de variedades (veja lista dos novos podcasts). Veja Mais

Keanu Reeves pode viver vilão do Homem-Aranha em filme da Sony

canaltech Já faz um tempinho que todos os estúdios envolvidos em adaptações de filmes de super-heróis vêm tentando encaixar Keanu Reeves em algum papel atraente para o ator. Tanto a DC Films, quanto a Marvel Studios e a Sony já teriam conversado com Reeves sobre algumas possibilidades e, agora, notícias mais quentes e recentes de bastidores indicam que ele estaria bem perto de fechar um contrato para viver Kraven, O Caçador, um interessante vilão do Homem-Aranha. Keanu Reeves é o protagonista da HQ que escreveu; veja as primeiras páginas Não foi só o Keanu Reeves: 10 atores que criaram suas próprias HQs HQ de Keanu Reeves arrecadou US$ 350 mil em menos de 24h no Kickstarter Segundo o site Illuminerdi, que não é assim 100% confiável mas ultimamente tem recebido algumas dicas mais plausíveis de informantes de Hollywood, o projeto por enquanto só é conhecido como Kraven e "seria algo entre Logan e Chamas da Vingança” — ou seja, um filme de ação com elementos de faroeste moderno com um anti-herói violento com um código de honra próprio. Imagem: Reprodução/Marvel Comics Kraven, um caçador primoroso com vasto conhecimento sobre armas e táticas de rastreamento e execução, nasceu em 1964 como um personagem sem muito apelo, mas ao longo do tempo ganhou mais complexidade no excelente arco A Última Caçada de Kraven, nas páginas da revista do Homem-Aranha, em 1987. É um personagem muito querido dos fãs e há tempos se fala em sua participação em longas do Amigo da Vizinhança, seja como antagonista ou em um filme solo. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- O projeto é visto com prioridade na Sony, que vem explorando os trágicos vilões de Homem-Aranha, como temos visto com Venom e Morbius. Em agosto do ano passado, o estúdio até mesmo teria selecionado o diretor J.C. Chandor para tocar o projeto. A produção seria de Matt Tolmach e Avi Arad e há grandes chances de que A Última Caçada de Kraven seja inspiração para a trama. Reeves já manifestou interesse em interpretar algum personagem ligado a quadrinhos nos últimos anos e afirmou recentemente que tem um apreço especial por Wolverine, assim como pelo filme Logan. O ator lançou recentemente os quadrinhos BRZRKR, sobre um ser imortal e violento, que lembra muito um certo mutante canadense. E os estúdios querem aproveitar a boa fase e a popularidade dele atualmente para encaixá-lo em algum projeto. Imagem: Reprodução/Boom! Studios Assine Amazon Kindle Unlimited por apenas R$ 19,90/mês e tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais! Por enquanto, nem Reeves ou a Sony confirmaram esse diálogo, contudo, o acordo estaria com a conversa bem adiantada e, segundo o burburinho de bastidores, falta apenas um “sim” definitivo para que o contrato seja finalizado. Ainda não há previsão de início de filmagens ou janela de lançamento. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Músico toca temas de Pokémon e Dragon Quest com cosplay divertido

Músico toca temas de Pokémon e Dragon Quest com cosplay divertido

Tecmundo O Youtube é lar de muitas performances e artistas inusitados, mas mesmo assim ainda é possível se destacar tendo talento e criatividade. É o caso do youtuber Violin Samurai, que faz covers de músicas de videogame enquanto se veste como seus personagens favoritos. Confira:Leia mais... Veja Mais

Philco Hit P12 aparece na Anatel e deve ser o quinto celular da marca no Brasil

canaltech Mais um celular da Philco passou por homologação na Anatel, com mais algumas pequenas evoluções comparado aos modelos que já estão à venda. O Hit P12 pode ser o quinto celular da marca a chegar ao Brasil, com Android 11 de fábrica, conector USB-C, tela ainda maior e uma quarta câmera, com lente macro. Philco HIT P10 chega ao Brasil com câmera tripla e 128 GB para armazenamento Philco HIT Plus e Max aparecem no site brasileiro da marca; veja especificações Assim como já havia acontecido com o P10, a documentação do Hit P12 traz o manual do usuário completo. Ali, já é possível conhecer todas as principais especificações do aparelho, que parece repetir algumas características dos antecessores com outras novidades. A memória de 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento continua ali, assim como a bateria de 4.000 mAh e o carregador de 10 W. O processador tem oito núcleos, sendo quatro deles a 1,6 GHz e outro quatro a 1,2 GHz, velocidade que bate com o UNISOC SC9863A, o mesmo utilizado pela própria Philco em todos os outros Hit já lançados. A conectividade Bluetooth se mantém na versão 4.2, o Wi-Fi segue limitado apenas à frequência 2,4 GHz e, ao menos, o conector micro USB dá lugar ao USB do tipo C. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Agora, partindo para mais diferenças, a tela aumenta mais um pouco e chega a 6,52 polegadas, mantendo a resolução HD e a tecnologia IPS LCD no painel, bem como o recorte em gota para a câmera frontal, novamente de 8 MP. Na parte traseira, uma câmera macro de 2 MP se junta ao conjunto, que se torna quádruplo. Os outros três sensores são quase iguais, com 13 MP na principal e 2 MP no de profundidade, mas a ultra-wide aumenta para 8 MP. Philco Hit P12 na Anatel (Reprodução/Anatel) Philco Hit P12 na Anatel (Reprodução/Anatel) Philco Hit P12 na Anatel (Reprodução/Anatel) Philco Hit P12 na Anatel (Reprodução/Anatel) Philco Hit P12 na Anatel (Reprodução/Anatel) Philco Hit P12 na Anatel (Reprodução/Anatel) Philco Hit P12 na Anatel (Reprodução/Anatel) Em resumo, o Hit P12 é basicamente um Hit P10 com tela maior, mais uma câmera, com lente macro, conector USB do tipo C e o Android 11 já instalado de fábrica. Bateria, memória e aparentemente até o processador são novamente repetidos, ou seja, a Philco deve apostar pela quinta vez na capacidade de carga e no processador UNISOC que usa desde o seu primeiro Hit. Não há data prevista para lançamento e nenhuma informação oficial sobre o Hit P12 ainda. A documentação está disponível no sistema da Anatel sob homologação número 16617-20-09445, com certificado emitido no dia 25 de janeiro a pedido da Britânia Eletrônicos SA, empresa que tem direito de uso da marca Philco no Brasil. O celular será vendido nas cores azul escuro e rosa dourado e será fornecido com capa, película, fone de ouvido e carregador de 10 W. Philco Hit P12: suposta ficha técnica Tela: IPS LCD de 6,52 polegadas com resolução HD; Chipset: não informado, com oito núcleos e velocidade de até 1,6 GHz; Memória RAM: 4 GB; Armazenamento interno: 128 GB expansíveis via microSD (até 512 GB); Câmera traseira: quádrupla de 13 MP (principal) + 8 MP (ultrawide) + 2 MP (macro) + 2 MP (profundidade); Câmera frontal: 8 MP; Bateria: 4.000 mAh com carregador de 10 W; Extras: Bluetooth 4.2, leitor de impressão digital na traseira, conector USB do tipo C e P2 para fone de ouvido; Cores disponíveis: azul-escuro e rosa dourado; Sistema operacional: Android 11. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias YouTuber é morto a tiros durante gravação de "pegadinha de assalto" Xiaomi anuncia versão global do Mi 11 com carregador na caixa; confira o preço Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? Blu anuncia retorno ao Brasil com celulares a partir de R$ 800 Veja Mais

Ambev cria plataforma de auxílio financeiro para ambulantes que trabalhariam no Carnaval

Valor Econômico - Finanças Sem festas e blocos de rua no Carnaval este ano, a Ambev criou uma campanha para ajudar financeiramente cerca de 20 mil ambulantes em todo Brasil. Pelo aplicativo do Zé Delivery ficará disponível a plataforma “Ajude um Ambulante”. O valor de auxílio é de até R$ 255 para cada vendedor ambulante. Para isso, eles devem se cadastrar na plataforma pelo site www.ajudeumambulante.com.br. Com a aprovação do cadastro, o ambulante recebe o valor de R$ 150 e, também, um código para distribuir a consumidores, podendo receber R$ 5 a cada vez que o código for utilizado no Zé Delivery, com máximo de 20 usos por ambulante. Por fim, aqueles que fizerem um curso profissionalizante sobre consumo responsável de álcool disponível na própria plataforma vão receber R$ 5 extras. “Os ambulantes sempre estiveram com a gente e com os nossos consumidores nos Carnavais e esse ano não podia ser diferente. Estamos muito felizes de poder ajudar quem sempre fez parte do nosso ecossistema”, diz o presidente da companhia, Jean Jereissati, em nota. Veja Mais

TikTok firma acordo global para liberar mais faixas da Universal Music

canaltech O TikTok e a Universal Music Group (UMG), uma das maiores gravadoras do mundo, anunciaram nesta segunda-feira (8) uma parceria de âmbito global que “beneficiará os compositores e artistas do selo fonográfico”. O anúncio oficial não é muito claro a respeito do que isso significa para o usuário final, mas tudo indica que, com o acordo, mais músicas da UMG estarão disponíveis para os internautas utilizarem em suas criações no aplicativo. Telegram ultrapassa TikTok e WhatsApp como app mais baixado em janeiro de 2021 Só dá TikTok em 2020! App chinês supera o Facebook e é o mais baixado do ano TikTok lança sistema de pagamentos na China e entra na guerra dos superapps Segundo o anúncio, o tratado vai entregar “uma compensação justa para artistas e compositores e expande e aprimora significativamente o relacionamento existente das empresas”, ao mesmo tempo em que os usuários poderão “se expressar por meio da música, criar trilha sonora para suas criações de vídeo com canções pelas quais são apaixonados e construir comunidades em torno de artistas e cultura centrada na música”. “Estamos empolgados em entrar nessa nova era com a UMG para continuar apoiando artistas e compositores, trabalhando juntos para ajudar a alcançar fãs de música no TikTok. Nossa plataforma tem ajudado a criar hits de sucessos e licenciar o maior catálogo de canções do mundo vai continuar a inspirar nossa comunidade”, explicou Ole Obermann, gerente global de música para o TikTok. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- “A UMG e o TikTok agora trabalharão mais próximos do que nunca para promover experimentação, inovação e colaborações ambiciosas — com o objetivo comum de desenvolver novas experiências e recursos musicais. Impulsionando novas e mais profundas conexões com os fãs, este acordo oferece uma compensação equitativa aos nossos artistas e compositores”, complementa Michael Nash, vice-presidente de estratégias digitais da UMG. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Morre o senador José Maranhão, aos 87 anos, vítima de coronavírus

O Tempo - Política Legislador mais idoso da Casa, paraibano estava internado deste o dia 29 de novembro de 2020 Veja Mais

Kevin Smith vai ao delírio com áudio da nova animação de He-Man na Netflix

canaltech He-Man é uma das animações oitentistas mais lembradas pelos fãs mais nostálgicos e, até hoje, vive na memória afetiva de muitos marmanjos. Um deles é o cineasta nerdão Kevin Smith, que assumiu a produção de um reboot/sequência em desenvolvimento já há algum tempo pela Netflix. A atração promete uma atualização com os principais elementos do desenho original e Smith tem se dedicado bastante para trazer dublagens e efeitos sonoros primorosos. He-Man vai ganhar nova série pelas mãos da Netflix; veja os cartazes Mark Hamill e outros astros são confirmados como dubladores do He-Man na Netflix Para recriar a mais famosa frase de He-Man, que é uma assinatura do personagem, Smith contratou Bear McCreary, metaleiro que já trabalhou em séries como Battlestar Galactica e Agentes da SHIELD. E, após receber o grito de transformação “Pelos poderes de Grayskull, eu tenho a força!”, Smith fez questão de de compartilhar seu entusiasmo ouvindo o áudio criado pelo músico no perfil NX da Netflix no Twitter nesta segunda-feira (8). Here’s @ThatKevinSmith reacting to @bearmccreary’s Masters of the Universe: Revelation score for the first time. You all aren’t ready for how good this show is going to be. pic.twitter.com/Et8cl4Ds7C -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- — NX (@NXOnNetflix) February 8, 2021 Masters of the Universe: Revelation começará onde a série original He-Man e os Mestres do Universo parou em 1987, com a presença de Teela em busca da Espada do Poder. Smith é o showrunner da produção, desenvolvida pela Powerhouse Animation (Castlevania, Blood of Zeus). Outros personagens queridos também estão confirmados, como Orko, Esqueleto, Maligna, entre outros. Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! A animação tem estreia da primeira temporada prevista ainda para este ano na Netflix. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Vacinados contra a covid-19 podem transmitir o vírus?

Vacinados contra a covid-19 podem transmitir o vírus?

Tecmundo Agora que as vacinas contra covid-19 chegam aos postos de saúde, os pesquisadores se voltam para outras questões que surgem juntamente com as variantes do vírus SARS-CoV-19: aqueles que forem imunizados ficarão protegidos de todas as cepas que estão surgindo? Os vacinados poderão desenvolver ou mesmo transmitir a doença? A resposta é: ainda não se sabe.Cientistas de dezenas de instituições e laboratórios, como os da Pfizer, fabricante da vacina gênica BNT162b2, e da Universidade da Califórnia, que mantém o programa Long-term Impact of Infection with Novel Coronavirus (LIINC), estão agora estudando o papel da vacina na interrupção da chamada transmissão progressiva da doença.Leia mais... Veja Mais

TikTok prepara chegada de lojas internas para perfis em 2021

TikTok prepara chegada de lojas internas para perfis em 2021

Tecmundo A desenvolvedora ByteDance, responsável pela plataforma TikTok, deve implementar recursos de lojas online na rede social ainda em 2021. Segundo o jornal Financial Times, que ouviu fontes anônimas ligadas ao aplicativo, a empresa está testando uma função para que criadores de conteúdo que são donos de marcas próprias ou possuem parcerias com empresas consigam compartilhar links afiliados — ou seja, recebendo uma porcentagem por cliques e aquisições dentro do ambiente.Além disso, a marca estuda criar canais de compras variadas em tempo real, com o anúncio de itens que podem ser adquiridos a poucos cliques a partir do app. Ambos os formatos deixariam uma fatia das transações com a ByteDance. A ideia é concorrer principalmente com o Instagram, que já tem um mecanismo de compras online bastante desenvolvido, e até o WhatsApp que reforça cada vez mais o uso das contas comerciais.Leia mais... Veja Mais

Cerca de 16% das escolas de SP não abriram por problemas estruturais ou de autorização

Valor Econômico - Finanças Das 5.300 escolas estaduais de São Paulo, 874 não puderam reabrir nesta segunda-feira (8), primeiro dia de aulas presenciais após quase 11 meses Das 5.300 escolas estaduais de São Paulo, 874 não puderam reabrir nesta segunda-feira (8), primeiro dia de aulas presenciais após quase 11 meses de portas fechadas por causa da pandemia do novo coronavírus, ainda em curso. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, 800 unidades não abriram por estarem em municípios que não autorizaram a volta das atividades presenciais. Outras 67 estão em obras, para corrigir problemas estruturais, e 7 não abriram porque tiveram casos suspeitos ou confirmados de covid-19 entre professores e funcionários antes mesmo do início das aulas. Elas representam 16,5% de todas as escolas da rede estadual. Para o secretário de Educação, Rossieli Soares, os casos são pontuais e serão resolvidos em breve. "Hoje é um dia muito significativo, é muito importante ver nossas escolas abrindo, recebendo os estudantes", disse. Dos 645 municípios paulistas, 129 não autorizaram o retorno das aulas presenciais. Entre eles estão, por exemplo, as sete cidades do ABC. Os prefeitos decidiram que as escolas das redes municipais e estadual só podem reabrir a partir de 1º de março. As unidades particulares, no entanto, estão autorizadas a abrir a partir de 18 de fevereiro. A decisão, segundo os prefeitos, levou em conta o calendário de vacinação. Eles argumentam que querem esperar até que parte da população mais vulnerável ao vírus já esteja vacinada. Há municípios que decidiram por um adiamento ainda maior, como é o caso de Santo Expedito, a 609 km da capital paulista. O prefeito determinou que as aulas presenciais continuem suspensas até 24 de abril. A Secretaria de Educação diz que vai tomar as medidas judiciais cabíveis para que as escolas possam ser reabertas. Soares já havia dito que vai cobrar dos prefeitos que apresentem dados epidemiológicos que justifiquem a decisão de não seguir as orientações do Plano São Paulo. Remanejamento de alunos Das 67 escolas que não puderam reabrir por problemas estruturais, a pasta diz que 64 conseguiram remanejar os alunos para outras unidades da rede estadual e assim retomar as aulas presenciais. Em três delas não havia nenhum colégio próximo para abrigar os estudantes, por isso, continuam apenas com aulas a distância. Segundo a secretaria, os problemas que inviabilizaram o retorno das aulas foram obras inacabadas ou ações de vandalismo. Segundo a secretaria, há ainda outras 49 escolas que reabriram nesta segunda mesmo com número insuficiente de faxineiros. Nessas unidades, houve problema nos contratos de limpeza. A pasta diz que os diretores conseguiram achar soluções, como remanejar outros funcionários para atuar na limpeza. Em 177 escolas estaduais também houve problema no contrato das merendas e as unidades abriram mesmo sem ter merendeira para fornecer alimentação às crianças. Segundo a secretaria, nestes casos será oferecida a merenda seca até que o problema seja resolvido. Apesar do protocolo de segurança, houve registro pontual de aglomeração de alunos. Vídeo gravado na frente da escola Monsenhor Gonçalves, em São José do Rio Preto, mostra uma fila de estudantes próximos uns dos outros em fila para entrar no colégio. Procurada, a Diretoria de Ensino de São José do Rio Preto disse que a escola cumpriu todos os protocolos de segurança do Plano São Paul e que a atenção no lado externo, enquanto os alunos entram, será reforçada, mas que não foi verificada a aglomeração por parte dos alunos neste primeiro dia de aula. Greve de professores Os professores da rede convocaram greve para este primeiro dia de aula em sala, mas a paralisação teve baixa adesão da categoria nesta segunda. Segundo a Apeoesp, cerca de 15% dos profissionais pararam. Já o secretário da Educação, Rossieli Soares, disse que a adesão foi quase zero e nenhuma escola teve as atividades afetadas pelo movimento. Os profissionais protestam contra a reabertura das escolas da rede estadual em São Paulo, que ocorreu nesta segunda-feira com um sistema de rodízio de até 35% dos alunos. Eles defendem o retorno presencial apenas após a vacinação para evitar risco de contágio à categoria. Já o governo estadual afirma que as escolas foram equipadas para que os protocolos de segurança sejam cumpridos e que o período estendido de aulas remotas teve resultado em lacunas de aprendizagem e problemas de saúde mental para crianças e adolescentes. A gestão Doria (PSDB) anunciou que o ponto dos grevistas será cortado. Em nota, a Apeoesp disse que o primeiro dia do movimento teve um "caráter organizativo" e que as adesões devem crescer nesta terça-feira (9). A associação também divulgou levantamento sobre a adesão dos alunos ao retorno presencial. Segundo a entidade, só 5% deles compareceram às escolas. O governo do Estado não divulgou o índice. Veja Mais

Setor leiteiro pede suspensão de importações do Mercosul

Valor Econômico - Finanças Câmara Setorial do Leite e Derivados, formada por 35 instituições, chamou de "predatórias" compras brasileiras feitas no bloco A Câmara Setorial do Leite e Derivados, formada por 35 instituições do setor, pediu à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para que o governo brasileiro suspenda as importações de lácteos do Uruguai e da Argentina imediatamente. Classificadas como "predatórias", as compras do Mercosul deveriam ser tributadas, na opinião do colegiado, para amenizar o momento econômico e social "delicado" pelo qual passa a cadeia produtiva nacional. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Crítica | Cidade Invisível valoriza folclore brasileiro em série envolvente

canaltech   O folclore brasileiro já foi tema no universo do entretenimento em nosso país, principalmente em obras infantis. Qualquer criança com acesso a livros e televisão teve contato com, ao menos, um dos personagens das lendas mais famosas da nossa cultura, como a Cuca e o Saci Pererê. O maior exemplo é a série de livros Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato, a obra mais famosa com a temática, que já tem mais de 100 anos e que está presente na memória afetiva de muitos, seja pela literatura ou pela televisão. Os lançamentos da Netflix em fevereiro de 2021 5 motivos para assistir Os Eleitos, nova série espacial do Disney+ Hotel Cecil: as tragédias do hotel que é tema da nova série da Netflix Agora, chegou o momento do folclore brasileiro voltar às telas com duas abordagens diferentes: em uma produção moderna para o streaming e para o público adulto. Cidade Invisível é uma das principais estreias de fevereiro na Netflix. A série foi criada e dirigida pelo brasileiro radicado nos Estados Unidos, Carlos Saldanha (Rio, O Touro Ferdinando), e traz as lendas mais famosas do folclore para uma trama policial repleta de fantasia mesclada com a realidade. Distribuída em 190 países, a série também deve servir para apresentar aos assinantes da Netflix no mundo todo um pouco mais da nossa cultura. Imagem: Divulgação/Netflix Atenção: esta crítica contém spoilers de Cidade Invisível! -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Protagonizada por Marco Pigossi, que interpreta o personagem Eric, Cidade Invisível já começa bem pela escalação de elenco. Ao lado de Marco vemos a atriz Alessandra Negrini, já muito bem instaurada em sua carreira, interpretando a Cuca. Jimmy London, ator que também é conhecido por fazer parte do mundo da música, interpreta Tutu, o clássico bicho-papão. Vemos ainda Fábio Lago, mais famoso por Tropa de Elite, interpretando o Curupira, entre muitos outros. Cidade Invisível traz ao Rio de Janeiro um universo em que humanos convivem, sem saber, com entidades. O primeiro contato explícito desse encontro é quando Eric encontra um boto cor-de-rosa morto na areia da praia, o que é estranho por se tratar de um animal de água doce típico da região Norte do país, sobretudo da Amazônia. Ele presencia, então, o cadáver deixar de ser um boto para se tornar um humano chamado Manaus (Victor Sparapane). Esse acontecimento é apenas o pontapé inicial para o desdobramento da história que começa com a morte da esposa de Eric, Gabriela (Julia Konrad), e termina com o envolvimento da filha do casal, a pequena Luna (Manuela Dieguez), que foi manipulada por uma entidade. Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Imagem: Divulgação/Netflix Ao desconfiar que existe algo estranho com a morte da jovem, o personagem, que é policial, se envolve em uma investigação perigosa até que, ao longo dos sete episódios, começa a entender a união entre os dois mundos. Cidade Invisível, então, transforma os personagens do folclore em pessoas comuns, disfarçadas. Conhecemos Iara, Curupira, Saci Pererê, Boto Cor-de-rosa, Tutu e Corpo-Seco, cada um respeitando suas lendas para justificar sua existência, com eles também mostrando seus poderes com a ajuda da pós-produção. Mesmo em versões modernizadas, assistir aos personagens nessas novas existências traz ao espectador uma sensação de familiaridade e nostalgia — principalmente por aqueles que consumiram essas obras na infância. Como o folclore está relacionado às matas, a trama também aborda a questão da destruição das florestas e como isso prejudica não só a flora e a fauna, mas também toda uma comunidade. Na série, uma grande construtora pretende destruir uma dessas comunidades para seu próprio benefício financeiro, provocando a revolta dos moradores, e o caso também é relacionado ao incêndio que matou Gabriela, acreditando se tratar de algo criminoso. Além disso, a questão do desmatamento e da destruição das florestas é algo que vem sendo tratado na vida real, nos noticiários, há bastante tempo, sendo uma forma de integrar na trama a cultura à natureza. Imagem: Divulgação/Netflix Todo o roteiro da série consegue amarrar o espectador do começo ao fim, com episódios relativamente curtos e fáceis de assistir, não desperdiçando muitos minutos para desdobramentos desnecessários. Alguns diálogos podem ser menos empolgantes do que outros, como algumas das falas lentas da misteriosa Cuca, mas nada que atrapalhe a experiência. A produção acerta em trazer uma nova abordagem interessante para uma temática que faz parte do Brasil, valorizando não só a importância dessas lendas na cultura como também abrindo novos caminhos na produção nacional. Cidade Invisível está disponível para maratonar em sete episódios na Netflix. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Origem da COVID-19: seriam as cavernas de morcegos? Veja o que a OMS pesquisa

canaltech Na pandemia da COVID-19, ainda existem algumas questões sem respostas, como a origem do novo coronavírus (SARS-CoV-2) e o paciente número zero da infecção. Atrás dessas respostas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) enviou uma equipe de pesquisadores para a China, mias especificamente para a cidade de Wuhan. Segundo o membro da equipe Peter Daszak, é preciso tentar rastrear os elementos genéticos do vírus em cavernas de morcegos. Os 10 maiores mitos sobre a COVID-19 Quem pode (ou não pode) se vacinar contra COVID-19 no Brasil? Eficácia das vacinas: quanto maior, melhor? Entenda! Zoólogo e especialista em doenças animais, o pesquisador Daszak comentou que a equipe — sediado em Wuhan — está levantando uma série de informações de como o coronavírus, identificado primeiro nesta cidade no final de 2019, se transformou em uma pandemia. Sem entrar em detalhes, Daszak afirma que não há indícios de que o agente infeccioso tenha sido criado em um laboratório. Para encontrar a origem da COVID-10, pesquisador da OMS aponta para importância de investigar cavernas de morcegos (Imagem: Reprodução/ Simon Berstecher/ Pixabay ) Entender a origem do coronavírus SARS-CoV-2 é importante, entre outros motivos, para evitar que novas doenças surjam ou, ao menos, reduzir esse risco. No entanto, essa origem foi politizada e virou fonte de xenofobia contra os chineses. Entre as teorias conspiratórias, circularam fake news de que o vírus teria sido desenvolvido em laboratório, por exemplo. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- SARS e os morcegos Antes do novo coronavírus, é importante lembrar dos outros agentes infecciosos dessa mesma família. Identificado pela primeira vez em 2002, o vírus SARS-CoV (nota-se que não tem o número dois) é conhecido por causar a Síndrome Respiratória Aguda Grave, a SARS. Esta foi uma epidemia que afetou 26 países e registrou mais de oito mil infecções desde que foi descoberta na província de Guangdong, no sul da China, em 2002. Hoje, foi controlada e não são registrados mais casos. Para entender as origens desse outro coronavírus, o zoólogo Daszak também foi um dos responsáveis por rastrear o agente infeccioso em morcegos que viviam em uma caverna de Yunnan, uma província do sudoeste chinês. "É preciso fazer uma pesquisa semelhante se formos encontrar a verdadeira origem [da Covid-19] na vida selvagem", defendeu o pesquisador, também presidente da EcoHealth Alliance, sediada em Nova York. Pesquisadores da OMS investigam conexão entre morcegos e a origem do coronavírus (Imagem: Reprodução/ Fernando Zhiminaicela/ Pixabay) "Este tipo de trabalho para encontrar a fonte provável em um morcego é importante porque, se você conseguir encontrar as fontes destes vírus letais, pode diminuir os contatos com estes animais", comentou Daszak para a agência internacional de notícias Reuters. "Estou vendo um quadro surgindo de algumas das possibilidades que parece mais plausível do que antes", confirmou Daszak sobre a hipótese dos morcegos. Quando surgiu o novo coronavírus? Outra possibilidade que também está sendo analisada pela equipe da OMS é a de que o novo coronavírus poderia estar em circulação, na China, muito antes de ser identificado pela primeira vez em Wuhan. "Isto é algo que nosso grupo está analisando muito intensamente para ver qual nível de transmissão comunitária podia estar acontecendo antes", afirmou Daszak. "O verdadeiro trabalho que estamos fazendo aqui é rastrear desde os primeiros casos até um reservatório animal, e esta é uma rota muito mais tortuosa, e pode ter acontecido ao longo de vários meses, ou mesmo anos", detalhou o pesquisador sobre os desafios da comitiva da OMS. Por enquanto, o grupo está visitando hospitais, instalações de pesquisa e o mercado de frutos-do-mar onde o primeiro surto foi identificado. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Google Chrome deixará de funcionar em processadores mais antigos

Google Chrome deixará de funcionar em processadores mais antigos

Tecmundo A Google revelou que o Google Chrome deixará de dar suporte para processadores que não possuem SSE3 (Supplemental Streaming SIMD Extensions 3). O que isso significa? A partir da versão 89, o navegador não funcionará em certos processadores com mais de 15 anos de idade.Segundo o time de desenvolvimento do Chrome, considerando os benefícios da alteração, a mudança marca um impacto pequeno em PCs com Windows e Linux. A Google também ressalta que os usuários afetados pela ausência de suporte serão notificados.Leia mais... Veja Mais

Com publicidade em baixa, Twitter cogita diversas formas de ganhar dinheiro

canaltech Já faz tempo que rumores defendem que o Twitter planeja diversificar suas formas de monetização, uma vez que a publicidade online não está sendo o suficiente para pagar as contas da companhia. Até mesmo seu CEO, Jack Dorsey, já comentou em determinada entrevista a respeito de tais alternativas e até mesmo citou um possível “Twitter pago”, que ofereceria benefícios para quem contratasse uma assinatura. Twitter pago? CEO da rede social flerta com uma versão por assinatura Curiosidade: quanto o Twitter ganha cada vez que você atualiza seu feed? Twitter pode oferecer recursos diferenciados a assinantes de suposto plano pago Agora, de acordo com o Bloomberg, a plataforma está acelerando tais planos por conta dos impactos sofridos na pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2). Ainda não foi decidido, porém, quais serão os benefícios ofertados para assinantes premium — a possibilidade mais cotada é uma experiência sem anúncios, ou seja, os internautas pagariam para não receber publicidade no site. Dentre as outras possibilidades, o Twitter também está cogitando mimos como stickers para mensagens particulares, cores exclusivas para seu perfil e até alguns recursos bem bacanas como um “desfazer o envio” para tweets. Para criadores de conteúdo, uma conta premium poderá conceder a habilidade de enviar vídeos em alta resolução e aceitar gorjetas de seus fãs — mais ou menos o que acontece no Twitch. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Por fim, temos ainda possibilidade da rede social cobrar para conceder o famigerado “selo azul”. Ao PhoneArena, um porta-voz do Twitter afirmou: “aumentar a durabilidade da receita é o principal objetivo da nossa empresa. Embora estejamos entusiasmados com esse potencial, é importante observar que ainda estamos no início da exploração e não esperamos nenhuma receita significativa atribuível a essas oportunidades em 2021”. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Chiwetel Ejiofor estrelará The Man Who Fell To Earth, série do Paramount+

Chiwetel Ejiofor estrelará The Man Who Fell To Earth, série do Paramount+

Tecmundo O ator Chiwetel Ejiofor foi confirmado como protagonista de The Man Who Fell To Earth, nova série do Paramount+. A produção será baseada diretamente no romance homônimo de Walter Tevis, além de também se inspirar em um clássico filme, dirigido por Nicolas Roeg, lançado em 1976 e protagonizado por David Bowie.Leia mais... Veja Mais

EUA querem fortalecer relação com Brasil, mas alertam para discordâncias

O Tempo - Mundo Porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki voltou a dizer que o governo de Joe Biden está "prestando muita atenção a tudo" o que acontece no Brasil Veja Mais

Como limpar uma agenda contaminada no iOS

canaltech A agenda do iOS é um dos recursos padronizados mais utilizados de iPhones e iPads. Como tais, também se tornaram uma arma para hackers que tentam infectar celulares e roubar dados dos usuários, bem como praticar golpes a partir de tentativas de phishing, que nestes casos, aparecem como notificações diretamente para o usuário e possuem um formato que tenta se passar como um alerta legítimo do sistema operacional. Dicas essenciais para manter Facebook, Twitter e Instagram seguros Como ativar a autenticação em duas etapas nas redes sociais Como agir após cair em um golpe cibernético? Basta um clique em um anúncio malicioso para que entradas desse tipo sejam adicionadas ao calendário, com múltiplos registros sendo adicionados dia a dia de forma a levar os usuários ao clique. É nele, inclusive, que está escondido o verdadeiro malware, com as possíveis vítimas sendo levadas a sites maliciosos disfarçados de ferramentas para verificação de segurança ou limpeza dos aparelhos, mas que na verdade tentam roubar dados ou instalar malwares. Entradas maliciosas no calendário do iOS tentam notificar usuários e levam a clique em sites fraudulentos, que podem roubar dados ou instalar malwares no iPhone (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech) A recomendação, como em todo tipo de atividade suspeita, é jamais clicar nos links indicados, tanto os disponíveis na agenda quanto aqueles disponíveis em sites ou serviços que possam levar a uma contaminação desse tipo no calendário. Caso você já esteja enfrentando o problema, porém, alguns passos simples podem garantir a limpeza sem que você seja colocado em risco. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Como limpar uma agenda contaminada no iPhone Passo 1: acesse o aplicativo de Calendário e, na parte inferior da tela, clique em “Calendários”; Lista de calendários do iOS pode servir como isca para ataques, mas detecção de eventuais tentativas maliciosas também é simples (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech) Passo 2: cheque a lista em busca de entradas suspeitas ou listas de eventos que não tenham sido assinadas de forma consensual. Caso localize algo de estranho, clique no ícone com a letra “i”, à direita da entrada, e escolha a opção “Apagar Calendário”, confirmando na sequência. Isso fará com que as entradas maliciosas sejam removidas; Bastam alguns cliques para remover uma agenda contaminada do iPhone e deixar de receber notificações que levam para sites suspeitos (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech) Passo 3: vale a pena checar também a opção “Calendário” no menu “Ajustes”. Clique em “Contas”, onde possíveis perfis maliciosos podem ter sido criados; Perfis maliciosos, com dados e calendários específicos voltados à contaminação dos aparelhos, também podem ser criados a partir do acesso a sites suspeitos (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech) Passo 4: cheque se as contas cadastradas pertencem ao próprio usuário ou foram adicionadas por ele de forma consensual. Caso contrário, clique no perfil malicioso e selecione “Apagar Conta”. Apagar as contas suspeitas resolve o problema das notificações e links maliciosos no calendário, mas é importante ficar atento a outras práticas de segurança para garantir que tudo esteja bem com o aparelho (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech) A infecção inicial, que insere entradas fraudulentas no calendário, não representa um risco de segurança por si só. Entretanto, vale a pena fazer uma varredura no celular no caso do registro de contas sem a anuência do usuário, utilizando softwares de proteção e, caso necessário, resetar o celular para os ajustes de fábrica caso contaminações adicionais sejam detectadas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Israel anuncia remédio que pode ajudar a curar COVID em até cinco dias Afinal, onde está a maior parte da água no planeta Terra? SpaceX quer oferecer serviços de telefonia por meio da internet Starlink Três missões chegam a Marte nos próximos dias; árabe Hope Mars é a primeira Veja Mais

Final Fantasy XIV: Square Enix anuncia DLC Endwalker para 2021

Final Fantasy XIV: Square Enix anuncia DLC Endwalker para 2021

Tecmundo A Square Enix revelou durante o Announcement Showcase do último sábado (6) a quarta expansão de Final Fantasy XIV. Intitulada Endwalker, o massivo DLC do MMORPG levará os jogadores para a Lua e irá encerrar a longa saga com Zodiark e Hydaelyn, adicionando muitas novidades.Endwalker foi revelada através de um trailer cinematográfico arrepiante, apresentando o Guerreiro da Luz lutando ao lado dos elfos Alphinaud e Alisaie contra poderosos Wyrms em um cenário apocalíptico. Segundo a Square, a trama será plano de fundo para uma série de adições, incluindo masmorras, habilidades e exclusividades temáticas.Leia mais... Veja Mais