Meu Feed

No mais...

Rumor aponta data exata em março de evento da Apple com anúncio de novos iPads

canaltech Já faz um tempinho que diversos veículos de mídia ao redor do globo estão disseminando rumores a respeito de um possível evento online da Apple no mês de março. Pois bem: temos novas informações a respeito do boato, e, desta vez, elas surgiram do usuário do Twitter @fronttron. Trata-se de uma fonte pouco confiável, mas cujas alegações foram corroboradas pelo respeitado jornal coreano Economic Daily News. Apple deve lançar AirTags em 2021, além de dispositivo de RA e novos AirPods "Sem querer querendo", Apple revela existência de AirTags em vídeo Apple deve lançar rastreadores AirTags em dois tamanhos e em breve Segundo o boateiro, o evento é real e ocorrerá no dia 16 de março — uma terça-feira. O horário exato não foi especificado. O leaker garante ainda que a temática central da conferência será a apresentação da nova geração do iPad e do iPad mini, que devem receber atualizações no processador; este último, possivelmente, ganhará uma tela de 8,4 polegadas. Nada foi dito a respeito da linha iPad Air. Ademais, por mais que o denunciante não tenha citado tal produto, é provável que a Maçã aproveite a oportunidade para finalmente apresentar sua tag inteligente de rastreamento, que está sendo referida pela mídia como AirTag. A ideia seria bater de frente com a Galaxy SmartTag, dispositivo da Samsung lançado junto com o Galaxy S21 no Brasil a R$ 199. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Tags de rastreamento fizeram bastante sucesso há alguns anos, mas acabaram caindo no esquecimento. A maioria dos modelos disponíveis no mercado era de origem duvidosa, fabricada por empresas chinesas obscuras, e sofria com problemas de sincronização na conexão Bluetooth — porém, pelo menos, os acessórios tinham o benefício de serem bem mais baratos, na faixa dos R$ 50 no comércio alternativo. Até o momento, a Apple não se pronunciou a respeito do tal evento. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Veja as primeiras fotos tiradas pelo Perseverance logo após o pouso em Marte Em testes, remédio traz resultados promissores em tratamento contra COVID-19 NASA adia missão que tentará desviar a órbita de um asteroide perigoso Naves espaciais podem contaminar Marte? Como evitar que isso aconteça? Veja Mais

Marvel Studios recupera os direitos de Jessica Jones e Justiceiro

Marvel Studios recupera os direitos de Jessica Jones e Justiceiro

Tecmundo Os direitos de live-action de Jessica Jones e Justiceiro retornaram para Marvel Studios após o fim de um antigo acordo com a Netflix. Os personagens protagonizaram séries exclusivas para a plataforma sob o extinto selo Marvel Television.As atrações foram canceladas após a Disney anunciar o Disney+, serviço de streaming que rivaliza com a própria Netflix. Com isso, a plataforma vermelha manteve os direitos dos heróis até o encerramento do acordo que expirou nesta semana.Leia mais... Veja Mais

Vale cria diretoria executiva de sustentabilidade

Valor Econômico - Finanças A área será liderada por Maria Luiza de Oliveira Pinto e Paiva, diretora de sustentabilidade da Suzano de janeiro de 2019 até este mês A Vale anunciou nesta quinta-feira (18) que o conselho de administração da companhia criou uma diretoria executiva exclusiva para sustentabilidade, no âmbito do seu “Novo Pacto com a Sociedade”. A área será liderada por Maria Luiza de Oliveira Pinto e Paiva, diretora de sustentabilidade da Suzano de janeiro de 2019 até este mês. O comunicado destaca que a área de sustentabilidade da companhia passou por uma “profunda reestruturação” nos últimos quatro anos, sob liderança de Luiz Eduardo Osorio. Entre as medidas estão a meta de ser uma empresa carbono neutra até 2050 e com consumo de energia totalmente renovável até 2025 no país. Osorio será diretor executivo de relações institucionais e comunicação. Veja Mais

Prisão de Daniel Silveira aumenta pressão da base ideológica de Bolsonaro

O Tempo - Política Redes sociais do presidente foram inundadas por mensagens de apoiadores que cobram que Bolsonaro se insurja contra a Corte Veja Mais

Na crise, escritório de fortuna faz boa gestão de liquidez

Valor Econômico - Finanças A pandemia colocou à prova a gestão de liquidez dos gestores de fortunas no mundo todo. No Brasil, os escritórios que atendem grupos familiares abastados mostraram habilidade para fazer a travessia durante a fase mais crítica da crise em condições de igualdade com seus pares lá fora, segundo Cristiano Castro, diretor da BlackRock. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Empréstimo prorrogado em grande banco supera R$ 350 bi

Valor Econômico - Finanças Os cinco maiores bancos do país — Itaú Unibanco, Bradesco, Santander, Banco do Brasil (BB) e Caixa — ainda tinham em dezembro um saldo de R$ 353,5 bilhões em contratos de crédito cujos pagamentos foram prorrogados durante a pandemia. Essas operações deram fôlego a pessoas físicas e empresas atravessarem o pior momento da crise e evitaram que a inadimplência explodisse. Agora, o desafio é fazer com que o volume remanescente volte ao fluxo normal numa economia ainda enfraquecida e com menos estímulos. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Vice-presidente da Câmara defende suspensão ou cassação de Daniel Silveira

O Tempo - Política Marcelo Ramos (PL-AM) defende que o deputado bolsonarista seja "punido exemplarmente" pelos colegas de Parlamento Veja Mais

Bolsonaro diz que mãe recebeu vacina da AstraZeneca, e não do Butantan

O Tempo - Política Ele alegou que “rasgaram” o cartão de vacinação contra Covid-19 de sua mãe, Olinda Bunturi Bolsonaro, de 93 anos Veja Mais

Ministério da Saúde diz que vai rever distribuição de doses em fevereiro após Butantan informar atraso

Glogo - Ciência Governo anunciou na quarta-feira (17) que 230,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 serão entregues até 31 de julho. Entre elas, 9,3 milhões eram aguardadas para fevereiro e seriam enviadas pelo Instituto Butantan, que teve problemas com importação da matéria-prima. Funcionários trabalham na área de inspeção da CoronaVac, vacina contra a Covid-19, no Instituto Butantan, Zona Oeste de São Paulo. BRUNO ROCHA/ESTADÃO CONTEÚDO O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira (18) que "precisará rever a distribuição das doses de vacinas contra a Covid-19 relativas ao mês de fevereiro, divulgada aos secretários de saúde dos estados e Distrito Federal". Será o primeiro revés no anúncio feito pelo ministro da saúde Eduardo Pazuello de que 230 milhões de doses serão entregues até 31 de julho. Dentro deste total, a previsão era entregar 11,3 milhões de doses em fevereiro. Destes, 9,3 milhões eram da CoronaVac. Outras 2 milhões de doses são da vacina Oxford/AstraZeneca, importadas da Índia. Fiocruz anuncia que receberá mais dois milhões de vacinas importadas na próxima semana Butantan vai entregar mais 3,4 milhões de doses da CoronaVac para o governo federal a partir da próxima terça De acordo com o ministério, a mudança será necessária porque recebeu ofício do Instituto Butantan nesta tarde de quinta com a informação de que "receberá somente 30% dos imunizantes previstos em contrato para fevereiro, totalizando apenas 2,7 milhões de doses". "O cronograma elaborado e que foi enviado hoje aos gestores previa a inclusão de novos grupos prioritários na campanha de vacinação contra a Covid-19, como povos e comunidades tradicionais ribeirinhas, quilombolas, pessoas de 80 a 89 anos e pessoas de 60 a 79 anos", informou o ministério. Governadores se reúnem com ministro Pazuello e cobram cronograma de vacinação Previsão frustrada e acordos pendentes O compromisso de entregar 230 milhões de doses depende, além das entregas de Butantan e da Fiocruz, do fechamento de acordo com os fornecedores das vacinas Sputnik V, desenvolvida pelo instituto russo Gamaleya, e da indiana Covaxin. As duas não têm autorização de uso emergencial no Brasil e, no caso da indiana, estudo de fase 3 que comprova a eficácia ainda não foi publicado em revista científica. No caso do Butantan, estava prevista a entrega de 9,3 milhões de doses da CoronaVac até 28 de fevereiro. O instituto entregou 1,1 milhão de doses do imunizante no dia 5 e, a partir do dia 23 deve entregar um lote com 3,4 milhões de doses para o governo federal, totalizando 4,5 milhões, o equivalente a 4,8 milhões de doses a menos. Em nota, o Instituto Butantan disse que montou uma força-tarefa para acelerar a entrega das doses, mas que o governo federal tem culpa pelo atraso. Além disso, ressaltou que já entregou 9,8 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus ao Ministério da Saúde, o que corresponde a 90% de todas as vacinas usadas na rede pública do país. "O Ministério da Saúde omite e ignora fatos em seu comunicado oficial. Deixa de informar que, como é de conhecimento público, o desgaste diplomático causado pelo governo brasileiro em relação à China provocou atrasos no envio da matéria-prima necessária para a produção da vacina", informou o instituto. "É inacreditável que o Ministério da Saúde queira atribuir ao Butantan a responsabilidade pela sua completa falta de planejamento, que acarretou a falta de vacinas para a população em diversos municípios do país." - Instituto Butantan Butantan vai entregar 17,2 milhões de doses da CoronaVac VÍDEOS: novidades sobre a vacina Veja Mais

Facebook inflacionou métricas para ampliar receitas com anúncios

Facebook inflacionou métricas para ampliar receitas com anúncios

Tecmundo Funcionários sabiam que o Facebook estava usando métricas “profundamente erradas” para anúncios da rede social. Mais que isso, a companhia estaria realizando isso propositalmente com a intenção de aumentar a receita.As informações do Financial Times têm base em um processo movido em 2018. O documento afirma que a empresa teria intencionalmente superestimado a métrica de “alcance potencial” para os anunciantes por não excluir contas falsas ou duplicadas.Leia mais... Veja Mais

Polícia Federal apreende dois celulares em sala onde Daniel Silveira está preso

O Tempo - Política Um dos aparelhos era o mesmo que havia sido entregue pelo assessor do parlamentar quando ele foi preso em flagrante Veja Mais

STF confirma incidência de ISS em vez de ICMS sobre licenciamento ou direito de uso de software

G1 Economia Julgamento interrompido em novembro já tinha placar de 7 a 3 pela não incidência de ICMS, imposto estadual. Com o voto do ministro Nunes Marques, terminou em 7 a 4. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (18), por 7 votos a 4, que o licenciamento ou a cessão de direito de uso de programas de computador (softwares) devem ser tributados pelo Imposto Sobre Serviços (ISS, municipal) e não pelo Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS, estadual). O julgamento tinha sido interrompido em novembro por um pedido de vista (mais tempo para analisar o caso) do ministro Nunes Marques com placar de 7 a 3 pela não incidência do ICMS. Nesta quinta, Nunes Marques votou a favor da cobrança. “A meu ver, caberia, a partir de uma personalização maior ou menor do programa de computador, verificar a incidência do ISS ou do ICMS, sempre tendo por norte o conteúdo da contratação, se voltado para o serviço ou ao fornecimento de mercadoria”, afirmou. O plenário ainda deve definir se valores já cobrados poderão ser contestados ou devolvidos, o que deve ocorrer na próxima sessão do Supremo, marcada para a quarta (24). O STF julgou uma ação da Confederação Nacional de Serviços (CNS), que questionou legislação de Minas Gerais sobre o tema, sob o argumento de que os programas já estão sob a incidência do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS). Por isso, os softwares estariam sendo tributados duas vezes, o que é proibido pela Constituição. De acordo com a CNS, tanto a elaboração de programas de computador quanto o licenciamento ou cessão de direito de uso são considerados serviços e, como tais, pertencem ao campo de incidência do ISS. A competência para arrecadação do ISS é única e exclusiva dos municípios e do Distrito Federal. O ICMS é arrecadado pelos estados e pelo DF. A CNS apontou ainda um "impacto sem precedentes" para o setor de informática e os municípios se o Supremo tivesse decidido a favor do ICMS, “acarretando inclusive o aumento do custo do licenciamento de software para o consumidor final”. A Associação Brasileira de Empresas de Software (Abes), interessada na ação, afirmou que as leis de Minas pretendem equiparar “um aplicativo pelo qual um cientista, após décadas de pesquisas, faz um diagnóstico de saúde a uma carga de soja ou de ferro” e que o software jamais será mercadoria. O relator do pedido, ministro Dias Toffoli, votou pela exclusão das atividades ligadas a software da incidência do ICMS. Para Toffoli, houve uma escolha legislativa de fazer incidir o imposto municipal, e não o estadual, sobre o licenciamento ou a cessão de direito de uso de programas de computador. “O simples fato de o serviço encontrar-se definido em lei complementar como tributável pelo ISS já atrairia, em tese, a incidência tão somente desse imposto sobre o valor total da operação e afastaria a do ICMS”, afirmou. Ainda segundo o ministro, para que ocorra o fato gerador do imposto estadual, é preciso que haja "transferência de propriedade do bem, o que não parece ocorrer nas operações com software que estejam embasadas em licenças ou cessões do direito de uso”. O voto foi acompanhado pelos ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, o decano Marco Aurélio Mello e o ministro Luiz Fux. Os ministros Edson Fachin, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, e agora Nunes Marques, tiveram entendimento oposto. O plenário também analisou em conjunto uma ação contra lei de Mato Grosso sobre o mesmo tema. Nessa ação, a relatora, ministra Cármen Lúcia, também votou pela manutenção da cobrança do ICMS, sob o fundamento de que programas de computador não são equivalentes a prestações de serviços. "As operações mercantis que façam circular licenças ou cessões de uso de determinados programas de computador, permitem a incidência do ICMS", disse a ministra. O ministro Gilmar Mendes votou a favor de que softwares padronizados, ou seja, que são distribuídos em massa, tenham cobrança do ICMS, enquanto os programas personalizados, com alterações, tenham incidência do ISS. Nesse caso, seis ministros votaram segundo o entendimento do ministro Dias Toffoli. Cármen Lúcia, Fachin, Gilmar Mendes e Nunes Marques votaram para manter a incidência. VÍDEOS: notícias de economia Veja Mais

Tucanos querem paz entre Aécio e Doria pensando nas eleições de 2022

O Tempo - Política Os dois caciques do partido estão em pé de guerra e podem atrapalhar planos de correligionários Veja Mais

Commodities: Com oferta de açúcar mais enxuta na Tailândia, cotações sobem quase 3% em NY

Valor Econômico - Finanças Café, cacau e algodão também avançaram; suco de laranja fechou o dia em baixa Nesta quinta-feira, a oferta mais enxuta de açúcar na Tailândia impulsionou, mais uma vez, os preços da commodity negociada na bolsa de Nova York. Os lotes futuros do demerara para maio fecharam em alta de 2,98% (48 pontos), a 16,59 centavos de dólar a libra-peso. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

App Clubhouse pode ser utilizado para golpes, alerta Kaspersky

App Clubhouse pode ser utilizado para golpes, alerta Kaspersky

Tecmundo A rede social Clubhouse, que é focada em áudios, está ganhando bastante popularidade, mas seu sucesso pode abrir portas para golpes na internet. A empresa de segurança Kaspersky alerta que a plataforma pode ser utilizada durante as próximas semanas como arma de cibercriminosos.O principal fator que torna o Clubhouse uma ótima isca para golpes é a sua distribuição limitada. Atualmente, o aplicativo está disponível somente para iOS e pode ser acessado apenas por meio de convites.Leia mais... Veja Mais

Cibercriminoso anuncia venda de dados de 8 milhões de brasileiros por R$ 1,7 mil

canaltech Em tempos de redes sociais, muito tem se discutido a respeito da importância da privacidade e do valor dos dados pessoais. E em paralelo a isso, muitos cibercriminosos têm se aproveitado para roubar e divulgar as informações alheias para vendê-las. O caso mais recente envolve um banco com dados de 8 milhões de brasileiros, com direito a telefone, endereço e outros conteúdos extraídos de perfis do Facebook. Essa lista foi anunciada em um fórum visitado por hackers a US$ 320 (aproximadamente R$ 1,7 mil). Hackers já conseguem roubar dados de computadores que nunca estiveram online Hacker vaza dados pessoais de mais 93 milhões de pessoas; você foi uma delas? Dados de 40 mil brasileiros já circulam na internet após megavazamento De acordo com a empresa de consultoria digital HarpiaTech, via Tilt, os dados faziam parte de um vazamento global de 990 milhões de perfis do Facebook e foram obtidos por meio de falhas na rede social que permitiram a coleta de informações como nome, telefone, sexo, estado civil, local de trabalho e data da última atividade do perfil, entre 2018 e 2019. A empresa conta que, a partir de uma amostra de 50 perfis, comparou as fotos do Facebook com imagens do WhatsApp de números de telefones associados e constatou que eram da mesma pessoa; e explica que o preço pedido era de US$ 40 (cerca de R$ 215) a cada milhão de perfis, em bitcoins. A consultora digital deve entregar um relatório com todas as informações sobre o caso para a ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados), Polícia Federal e para o Ministério Publico. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Hacker coloca dados de 8 milhões de brasileiros à venda em fórum por aproximadamente R$ 1,7 mil (Imagem:  TheDigitalWay/Pixabay) Segundo a consultora, se alguém correlacionar as informações de um perfil do Facebook com os dados sangrados no megavazamento de janeiro, como CPF e endereço, pode até abrir uma conta em um banco digital — seria possível usar selfies para validar a abertura de contas e até pedir saque emergencial do FGTS e outros auxílios. Outro risco envolve a prática de phishing, com uso de engenharia social e mensagens convincentes para enganar usuários e obter informações confidenciais, como credenciais e detalhes do cartão de crédito. As dicas da empresa para diminuir as possíveis fraudes com os vazamentos envolvem redobrar a atenção para evitar casos de phishing (sejam por telefonemas, mensagens ou e-mail), ativar a autenticação de duas etapas em todas as plataformas que você usa e que tenham essa função; consultar o Registrato, plataforma do Banco Central que reúne não apenas todas as contas em instituições financeiras vinculadas ao CPF, como também mostra se há empréstimos ou dívidas de cartão no seu nome; e notificar as instituições cujas contas não reconhecer. Vale também se atentar às configurações de privacidade nas redes sociais. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Veja as primeiras fotos tiradas pelo Perseverance logo após o pouso em Marte Em testes, remédio traz resultados promissores em tratamento contra COVID-19 NASA adia missão que tentará desviar a órbita de um asteroide perigoso Naves espaciais podem contaminar Marte? Como evitar que isso aconteça? Veja Mais

Isenção de impostos federais para diesel e gás de cozinha deve custar ao menos R$ 3 bi, diz XP

Valor Econômico - Finanças A isenção de impostos federais para diesel e gás de cozinha, anunciada nesta quinta-feira (18) pelo presidente Jair Bolsonaro, deve custar ao menos R$ 3 bilhões, avalia Caio Megale, economista-chefe da XP Investimentos. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

WandaVision 1x7: novo episódio deve lembrar Modern Family (Preview)

WandaVision 1x7: novo episódio deve lembrar Modern Family (Preview)

Tecmundo Chegando ao fim de sua primeira temporada, WandaVision ainda precisa responder muitas perguntas. Em uma cena divulgada pela Marvel, vemos a Wanda conversando diretamente com a câmera, como em um falso documentário. Confira:Leia mais... Veja Mais

Concurso IBGE/Censo 2021: inscrições para vagas de agente censitário abrem nesta sexta

G1 Economia São 22.409 vagas em todo o país, de nível médio; remuneração vai até R$ 2,1 mil. Quem pretende se candidatar a uma das 22.409 vagas para agente censitário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para do Censo Demográfico 2021, já pode se inscrever para o concurso a partir das 10h desta sexta-feira (19). As inscrições vão até as 23h59 do dia 15 de março, e devem ser feitas pelo site do Cebraspe (clique aqui para acessar). A taxa de inscrição é de R$ 39,49. Inscritos no Cadastro Único, membros de família de baixa renda e doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde podem solicitar isenção. VEJA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CONCURSO Concurso IBGE/Censo 2021: veja detalhes em alguns estados Veja como serão distribuídas as vagas do concurso do IBGE VEJA LISTA COMPLETA DE CONCURSOS VEJA VAGAS DE EMPREGO PELO PAÍS Além dessas vagas, o IBGE também vai inscrever para 181.898 vagas para recenseador - neste caso, no entanto, as inscrições começam em 23 de fevereiro, e vão até 19 de março. Vagas para agente censitário Embora o concurso seja apenas um, são oferecidos dois tipos de vagas diferentes: agente censitário municipal e agente censitário supervisor. Ao candidato que obtiver melhor classificação será oferecida a vaga de agente censitário municipal. Aos demais candidatos classificados serão asseguradas as vagas de agente censitário supervisor, obedecida a ordem de classificação. Veja a distribuição de vagas e salários: 5.450 vagas para a função de Agente Censitário Municipal: salário de R$ 2.100. 16.959 vagas para a função de Agente Censitário Supervisor: salário de R$ 1.700 Para as funções de agente censitário, é exigido ensino médio completo. Veja aqui o edital do concurso do IBGE para agente censitário Trabalho dos agentes O agente censitário municipal gerencia o posto de coleta e, durante todo o trabalho do Censo Demográfico 2021, estará à frente de dois tipos de ações: Administrativas – controle e gestão dos recursos humanos e materiais do Posto de Coleta; Técnico-operacionais – gestor de uma equipe de Agentes Censitários Supervisores e recenseadores em que acompanhará e orientará a Coleta de Dados. O agente censitário supervisor exerce as tarefas de supervisão da operação censitária, com foco nas questões técnicas e de informática e administrativas. Está subordinado ao agente censitário municipal. Sua principal função é acompanhar, avaliar e, sobretudo, orientar os recenseadores durante a execução dos trabalhos de campo. A duração dos contratos é de 5 meses, podendo ser prorrogado, com base nas necessidades de conclusão das atividades do Censo Demográfico 2021 e na disponibilidade de recursos orçamentários. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias. Além do salário, os agentes censitários terão direito a auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio pré-escola, férias e 13º salário proporcionais. Distribuição de vagas As vagas são distribuídas em 3.929 municípios do país. Vagas para agente censitário Reprodução/IBGE Provas e resultados De acordo com o IBGE, as provas objetivas serão aplicadas presencialmente em 18 de abril para agente censitário municipal e agente censitário supervisor. As provas serão realizadas em todos os municípios onde houver vagas. Como serão as provas: prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório 4 horas de duração, aplicada no turno da tarde 10 questões de Língua Portuguesa 10 questões de Raciocínio Lógico Quantitativo 5 questões de Ética no Serviço Público 15 questões de Noções de Administração/Situações Gerenciais 20 questões de Conhecimentos Técnicos. O conteúdo programático está disponível no edital. Para os dias de aplicação das provas, foram estabelecidos os seguintes protocolos sanitários: Uso obrigatório de máscaras Uso de outros EPIs necessários pelos aplicadores das provas Distanciamento seguro entre candidatos e aplicadores de prova Disponibilização de álcool em gel em todos os locais de prova Higienização de locais de prova e equipamentos Redução máxima do contato entre as pessoas Medidas para evitar aglomerações Respeito às legislações locais. O candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo e terá sua prova anulada. Os gabaritos preliminares serão divulgados no dia seguinte à aplicação das provas, a partir das 19h, no site do Cebraspe. O resultado final dos aprovados será divulgado em 27 de maio. A previsão para contratação é dia 31 de maio no caso dos agentes censitários. Inscrições no concurso anterior não valem Quem se inscreveu na seleção do ano passado não está com a inscrição garantida para os processos seletivos deste ano. É preciso fazer nova inscrição e pagar a taxa para garantir a participação na nova seleção. Desde maio do ano passado, os inscritos na seleção cancelada podem solicitar o reembolso da taxa de inscrição através da Central de Atendimento do IBGE, pelo telefone 0800 721 8181. A ligação é gratuita. Basta informar nome e CPF para confirmação do cadastro e dados bancários (banco, nº da agência e conta bancária), em que seja o titular, para o recebimento do valor. Em janeiro, o IBGE iniciou a terceira fase de restituição da taxa de inscrição. Veja as últimas notícias de Economia Veja Mais

Cientistas criam um mapa 2D da Terra mais fiel à realidade

Cientistas criam um mapa 2D da Terra mais fiel à realidade

Tecmundo Três cientistas das universidades de Princeton e Drexel, ambas dos Estados Unidos, desenvolveram um novo método de representação do planeta Terra em uma imagem plana. A projeção, batizada de Double-Sided Gott, envolve a impressão do mapa como um círculo de dupla face na qual há a divisão de um globo em dois e a indicação separada dos hemisférios.Ainda que modelos 3D ofereçam uma maneira mais precisa de se ilustrar o nosso lar no espaço sideral, existem diversos jeitos de torná-lo 2D. Entretanto, nenhum deles é perfeito, pois todos distorcem algum aspecto ou mais, a exemplo do Mercator, utilizado pelo Google Maps em regiões locais, e do Winkel Tripel, encontrado em mapas mundiais da National Geographic. Mesmo o segundo, explicam os especialistas, divide o Oceano Pacífico em dois.Leia mais... Veja Mais

Anvisa dá à Pfizer certificado de boas práticas de fabricação de vacinas

Valor Econômico - Finanças A medida é considerada importante para obtenção do registro da vacina contra a covid-19 da Pfizer/Biontech A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na noite desta quinta-feira (18) que concluiu a análise das informações enviadas pela Pfizer para a verificação do cumprimento das Boas Práticas de Fabricação (BPF) para as três novas empresas incluídas em seu processo de produção. A medida é considerada importante para obtenção do registro da vacina Pfizer/Biontech, imunizante contra covid-19. A Pfizer informou o nome de sete laboratórios que participam dos processos de fabricação do insumo farmacêutico ativo (IFA) biológico, usado na produção de doses, ou da vacina em si. “Todas as empresas envolvidas no processo fabril e requisitadas pela Pfizer já estão devidamente certificadas quanto ao cumprimento das BPF”, informou a Anvisa, em nota. A autoridade sanitária brasileira frisou que a certificação de boas práticas de fabricação, ou BPF, é feita de forma individual, para cada fábrica, e todas as empresas envolvidas na produção de algum medicamento ou vacina precisam estar certificadas. Durante a pandemia, a certificação de boas práticas passou a ser feita de duas formas para garantir uma maior agilidade à liberação de medicamentos sem a perda de qualidade. A primeira é a inspeção pela Anvisa, quando servidores da agência vão diretamente ao local. A segunda é por meio da análise de relatórios de inspeção elaborados por autoridades reguladoras com regras equivalentes às praticadas no Brasil. No caso da vacina da Pfizer/Biontech, a verificação do cumprimento das boas práticas de produção foi realizada por meio dos dois mecanismos, onde quatro empresas tinham inspeção anterior realizada diretamente pela Anvisa e três foram inspecionadas por autoridade reguladora equivalente. Veja Mais

3tentos Agroindustrial pretende captar R$ 2 bilhões com IPO na B3

Valor Econômico - Finanças A 3tentos Agroindustrial, empresa familiar com sede em Santa Bárbara do Sul (RS), prepara uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na B3, apurou o Valor. A empresa pretende fazer uma operação no patamar de R$ 2 bilhões para promover seu crescimento orgânico. Procurada, a 3tentos não atendeu a pedido de entrevista. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

FT: Taxa dos Treasuries em alta ameaça rali de ação

Valor Econômico - Finanças A desvalorização dos títulos do Tesouro americano nas primeiras semanas de 2021 representa uma ameaça à corrida recorde de Wall Street, segundo analistas e investidores. Os altos preços e os rendimentos minúsculos dos bônus soberanos dos EUA vinham dando um apoio importante para as ações desde o choque causado pela pandemia no ano passado. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Riverdale 5x5: Betty e Archie se reúnem em momento picante (Recap)

Riverdale 5x5: Betty e Archie se reúnem em momento picante (Recap)

Tecmundo A 5ª temporada de Riverdale segue com surpresas. O grupo de amigos se acomoda na cidade, mesmo em meio a muitas dificuldades, por um bem em comum. Além disso, Betty e Archie surpreendem com momentos interessantes.Confira o recap completo a seguir:Leia mais... Veja Mais

Carlos Sampaio, do PSDB, será relator de parecer da Câmara sobre prisão de Daniel Silveira

Valor Econômico - Finanças O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), será relator do parecer sobre a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). O tucano defenderá que o parlamentar bolsonarista continue preso. A sessão para análise do relatório está marcada para esta sexta (19), às 17h. Segundo fontes, o nome foi escolhido por credibilidade e por estar alinhado com o posicionamento da maioria dos líderes, que é favorável à manutenção da prisão de Silveira. Antes da escolha por Sampaio, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) chegou a ser apresentado como nome para a relatoria, mas temeram que a escolha fosse interpretada como “uma provocação”. Lideranças consultadas pelo Valor avaliam que o plenário votará pela manutenção da prisão do deputado bolsonarista. Durante a reunião, o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), reforçou que o Palácio do Planalto “não vai ser meter nisso”. Veja Mais

EUA podem retomar negociações nucleares com Irã e outras potências

Valor Econômico - Finanças O movimento, patrocinado pela União Europeia, é um primeiro passo para reviver o acordo nuclear internacional de 2015 Autoridades norte-americanas e iranianas podem iniciar discussões nas próximas semanas, sob um plano da União Europeia de reunir os dois lados para negociações nucleares pela primeira vez desde que o presidente Joe Biden assumiu o cargo, de acordo com funcionários norte-americanos e diplomatas seniores. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Nova variante do coronavírus na Califórnia causa preocupação

Valor Econômico - Finanças Variante pode ser mais contagiosa Uma nova variante do coronavírus, identificada nos Estados Unidos, pode ser mais contagiosa e vem causando preocupação aos pesquisadores locais. Identificada a partir de sequenciamentos genéticos feitos após uma alta de casos no sul do Estado da Califórnia, a partir de outubro de 2020, a variante chamada CAL.20C possui um total de cinco mutações, das quais três estariam diretamente ligadas à proteína S do Spike, usada pelo vírus para se ligar e entrar nas células humanas. A descoberta da nova variante foi publicada na última quinta-feira (11) na revista especializada Jama (Journal of the American Medical Association). Assim como outros mutantes do vírus que já surgiram no Reino Unido, na África do Sul e no Brasil, na cidade de Manaus, as variantes do Sars-CoV-2 que causam preocupação (VOCs, na sigla em inglês) têm maior potencial de transmissão e podem estar associadas a uma evasão do sistema imune, no caso das variantes sul-africana e manauara, e a uma maior letalidade, no caso da britânica. A nova variante foi descoberta a partir do sequenciamento genético de milhares de amostras de testes do tipo RT-PCR do Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, Califórnia. Do total de amostras, 185 foram selecionadas para uma análise do vírus, que gerou uma árvore evolutiva com dois grupos principais: um do clado 20B, do qual fazem parte as variantes identificadas no Reino Unido e a linhagem P.1, de Manaus, e um clado 20C, correspondente à linhagem que deu origem à variante californiana. Ainda segundo a análise, a variante CAL.20C foi primeiro observada em julho a partir de uma única amostra proveniente do condado de Los Angeles, mas essa mesma cepa só ressurgiria no sudeste do Estado em outubro. A partir daí, a incidência da nova variante aumentou consideravelmente, chegando a 44% dos casos reportados no sudeste do Estado e 35% dos casos em toda a Califórnia até o dia 22 de janeiro, quando foi feita a última análise. Até o momento, os cientistas ainda não sabem se a variante californiana é mais transmissível, mas uma das mutações encontradas na proteína S, a L452R, ocorreu em uma região do domínio de ligação com o receptor, usada pelo vírus para se ligar à célula e conhecida por ter uma certa resistência a alguns tipos anticorpos monoclonais. Para saber se essa mutação implicará em maior letalidade, severidade da doença ou até mesmo em maior taxa de contágio, os pesquisadores precisam de mais dados dos infectados com a nova cepa ainda não disponíveis, como evolução clínica da Covid-19 e quantidade de vírus que uma pessoa infectada pode eliminar. Contudo, os cientistas reforçam que a descoberta dessa nova variante é de extrema importância para a vigilância epidemiológica do vírus e para possíveis ações no combate à disseminação e propagação da mesma. Além das mutações que favorecem o contágio, a situação de descontrole da pandemia e a ação tardia das autoridades em conter a disseminação do vírus são responsáveis por levar à maior circulação desta e de outras variantes que surgirem não só localmente, mas também por diversos países no mundo. Até o momento, a variante californiana é dominante apenas naquele Estado, mas já foi identificada em um sequenciamento feito na Oceania no começo do mês. Pixabay Veja Mais

A Voz do Brasil - 18/02/21

A Voz do Brasil - 18/02/21

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #AVozDoBrasil #RádioCâmara Veja Mais

Lira e Pacheco fazem visita ao Supremo e comentam sobre caso Daniel Silveira – 18/02/21

Lira e Pacheco fazem visita ao Supremo e comentam sobre caso Daniel Silveira – 18/02/21

Câmana dos Deputados Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #STF #Independenciados Poderes Veja Mais

10 PAISAGENS DA TERRA QUE PARECEM SER DE OUTRO PLANETA!

10 PAISAGENS DA TERRA QUE PARECEM SER DE OUTRO PLANETA!

Acredite ou Não A vontade de explorar novos mundos está cada vez mais inerente ao ser humano. Podia ser a pé, de jangada, caravelas, submarinos, aviões, ônibus espaciais, enfim, de qualquer forma nossa espécie está sempre buscando por novos horizontes. Só que hoje os olhos dos exploradores estão para as estrelas. Nossa espécie ainda não visitou outros planetas, mas não é preciso visitar outro mundo para se sentir em um planeta alienígena. Acredite ou não: 10 Paisagens da Terra que parecem ser de outro mundo! ???? ????????????????????????????: ✓ ???????????????????????????? → isabela@einerd.com.br ???? ???????????????????? ???????????????????? ????????????????????: ✓ Inscreva-se em nosso canal → https://goo.gl/8Clpk6 ✓ Acesse nosso site → http://acrediteounao.com ✓ Nossa página no Facebook → https://www.facebook.com/acrediteounaooficial ????Direção: ✓ Instagram → https://www.instagram.com/marcelrs_/ ????Narração: ✓ Instagram → https://www.instagram.com/kmlsoueu/ ????Edição: ✓ Instagram → https://www.instagram.com/wilianpl/ ???? ???????????????????? ???????? ???????????????????????????????????????????? Caixa Postal 95121 - Cep: 25655-970 Petrópolis / RJ ♬ ????????́????????????????????: ✓ Music by Epidemic Sound Veja Mais

The Mandalorian: Cara Dune não terá substituição após saída de Gina Carano

The Mandalorian: Cara Dune não terá substituição após saída de Gina Carano

Tecmundo A personagem Cara Dune, de The Mandalorian, do Disney+, não terá substituição após a saída de Gina Carano. A atriz foi demitida da série do universo Star Wars no começo do mês, depois de ter continuado com seu comportamento controverso nas redes sociais.Em novembro, Carano foi advertida pela Lucasfilm sobre seus posts, após os fãs da série terem mostrado forte descontentamento. No entanto, semana passada, a atriz voltou a publicar posts polêmicos, contrariando os avisos da produtora.Leia mais... Veja Mais

Concurso IBGE/Censo 2021: veja detalhes em alguns estados

G1 Economia Inscrições têm início na sexta (19) e na terça (23), a depender do cargo. Salário é de até R$ 2,1 mil. IBGE abre concurso com mais de 12,5 mil vagas no RS para Censo 2021 Reprodução / FAEPE O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) reabriu nesta quinta-feira (18) o aguardado concurso para 204.307 vagas temporárias para a realização do Censo Demográfico 2021, com salários de até R$ 2.100. Os editais foram publicados nesta quinta-feira (18) no Diário Oficial da União. São dois processos seletivos e há vagas distribuídas para praticamente todos os municípios do país. Veja como serão distribuídas as vagas do concurso do IBGE Veja lista completa de concurso Veja vagas de emprego pelo país Confira detalhes sobre o concurso em alguns estados abaixo: Concursos do IBGE para o Censo 2021 têm 11.751 vagas abertas para o Paraná IBGE abre concursos para o Censo 2021 com mais de 4 mil vagas para o ES IBGE abre concursos com mais de 12,5 mil vagas no RS para Censo 2021 Concurso do IBGE tem mais de 8 mil vagas para o Ceará Concursos do IBGE para o Censo 2021 ofertam mais de 730 vagas no Amapá; veja editais IBGE lança processo seletivo com mais de 3 mil vagas temporárias no Piauí IBGE oferta mais de 6.700 vagas para o Censo 2021 no Pará Concursos do IBGE para o Censo 2021 ofertam mais de 730 vagas no Amapá; veja editais Concurso do IBGE oferece mais de 5 mil vagas para o Censo 2021 no Maranhão IBGE tem concurso aberto com mais de 21,3 mil vagas para Minas Gerais no Censo 2021 Concurso IBGE: Mais de 1.600 vagas são abertas para Rondônia no Censo 2021 IBGE abre concurso com mais de 7,2 mil vagas para Goiás IBGE lança novos editais com mais de 2 mil vagas temporárias para Sergipe IBGE oferece 3.490 vagas em MT para o Censo 2021 com salário de até R$ 2,1 mil IBGE: concurso para Censo 2021 abre quase 3 mil vagas no DF IBGE abre concursos com mais de 8,8 mil vagas para o Censo 2021 em Pernambuco IBGE oferece 2.815 vagas em MS para o Censo 2021 com salário de até R$ 2,1 mil SC tem mais de 7,5 mil vagas temporárias para o Censo 2021 IBGE abre concursos com mais de 45 mil vagas para o Censo 2021 em São Paulo Concurso do IBGE para Censo 2021 tem 3,3 mil vagas de emprego na região de Campinas; veja números por cidade IBGE abre concurso com mais de 14 mil vagas temporárias para a Bahia; veja como se inscrever IBGE abre concursos para cerca de 2,9 mil vagas no Vale e região para o Censo 2021 IBGE reabre processos seletivos com quase 4 mil vagas na Paraíba para Censo 2021 IBGE abre concurso para o Censo 2021; confira as vagas em São José do Rio Preto, Araçatuba, Birigui, Catanduva, Votuporanga, Pereira Barreto e Santa Fé do Sul (SP) IBGE abre concurso com mais de 2,5 mil vagas no centro-oeste paulista para o Censo 2021 IBGE abre concurso com mais de 1,4 mil vagas na região de Sorocaba para o Censo 2021 Censo 2021: Concursos do IBGE têm 2,6 mil vagas para região de Ribeirão Preto; veja lista IBGE abre concurso com 1.254 vagas na região de Piracicaba para o Censo 2021 Sul de Minas terá mais de 3 mil vagas temporárias para Censo 2021 do IBGE Concurso do IBGE para Censo 2021 tem mais de 760 vagas para o Acre; veja números por cidade Concursos do IBGE para o Censo 2021 têm 11.751 vagas abertas para o Paraná Vídeos: Últimas notícias de Economia Veja Mais

Bloober Team trabalha em IP de terror com publisher 'muito famosa'

Bloober Team trabalha em IP de terror com publisher 'muito famosa'

Tecmundo Em entrevista para o GamesIndustry.biz, Piotr Babieno, CEO do estúdio Bloober Team, deu mais detalhes sobre os planos da empresa e antecipou que sua equipe vem trabalhando em uma IP de terror existente ao lado de uma "publisher muito famosa".Após o sucesso de The Medium, a Bloober Team parece já ter uma carta na manga para continuar investindo em jogos do gênero, e tudo indica que seus planos futuros já estão muito bem traçados e deverão causar um certo furor quando vierem à tona. Tudo isso porque rumores recentes indicam que o estúdio pode estar à frente de um aguardado reboot de Silent Hill, que vem ganhando cada vez mais força entre a comunidade.Leia mais... Veja Mais

Em carta, secretários de Fazenda pedem à União mais recursos para combate à pandemia

G1 Economia Documento foi endereçado aos ministérios da Saúde e da Economia. Secretários argumentam que houve redução do custeio de leitos pelo governo federal. Secretários estaduais de Fazenda enviaram nesta quinta-feira (18) aos ministérios da Saúde e da Economia uma carta na qual pediram mais recursos para a área da saúde enfrentar a pandemia do novo coronavírus. O documento é assinado pelo presidente do Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz), Rafael Fonteles, e por 25 secretários. Somente o estado de Roraima não assinou a carta. Na carta, os secretários argumentam que "urge um imediato aporte de novo orçamento de auxílio aos estados" e que a redução do custeio de leitos, pelo Ministério da Saúde, preocupa os estados. "Durante a primeira onda, foi possível mobilizar estruturas existentes para atender a demanda da pandemia. A partir da segunda onda, essa estratégia não é viável", diz trecho da carta. No dia 29 de janeiro, o Ministério da Saúde pediu à Economia crédito suplementar de R$ 5,2 bilhões para custear despesas com a pandemia. Sem novos recursos, o número de leitos destinados pelo governo federal a pacientes com a doença pode cair à metade. No pedido, o ministério argumentou que o dinheiro previsto para a saúde no orçamento da União, que aguarda votação do Congresso, já está todo comprometido — R$ 136,7 bilhões. Segundo o Ministério da Economia, no dia 10 de fevereiro, o Ministério da Saúde alterou o valor de R$ 5,2 bilhões para R$ 2,8 bilhões. A pasta informou que a solicitação da Saúde está em análise. "A pandemia não cessou e seguiremos enfrentando até final do ano a coexistência de diversas ondas dessa crise de saúde ocorrendo de maneira assimétrica e diversas regiões do Brasil", argumentaram os secretários nesta quinta-feira. Ainda segundo o documento, os efeitos da vacinação só devem ser sentidos a partir do segundo semestre. Initial plugin text Veja Mais

Office 2021 vai ganhar versão offline para Windows e Mac até o final do ano

tudo celular Outra mudança importante no Office 2021 fica por conta do período de garantia de suporte, que foi reduzido. Veja Mais

Chicago Fire 9x7: Casey e Severide se unem em uma missão (Recap)

Chicago Fire 9x7: Casey e Severide se unem em uma missão (Recap)

Tecmundo Nesta semana, as emoções e o suspense tomaram conta de Chicago. O episódio 9x7 de Chicago Fire mostrou um pouco mais sobre o Capitão Casey (Jesse Spencer) e o Tenente Severide (Taylor Kinney) desafiando a si mesmos em uma caçada impressionante. Enquanto são bombeiros durante o dia, atuam como combatentes do crime quando não precisam lidar com os perigosos incêndios aos quais são submetidos. Seguindo com a 9ª temporada da série, os espectadores ficaram ainda mais curiosos com o encerramento do 7º episódio.Leia mais... Veja Mais

"Pessoa com poder não pode ficar vociferando coisas assim", diz conselheiro da Petrobras sobre live de Bolsonaro

Valor Econômico - Finanças Após dizer que "não pode" e "nem iria interferir" na estatal, Bolsonaro afirmou que "alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias" As declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre a Petrobras em sua live de hoje causaram reações negativas e reforçaram a apreensão do mercado. Para Marcelo Mesquita, sócio-fundador da Leblon Equities e conselheiro eleito pelos minoritários na Petrobras, é o “fim da picada” ver essa discussão pública com “frases enigmáticas que só geram volatilidade e tensão no mercado, e aumentam o risco Brasil e o dólar”. Ele explica que hoje existem uma série de restrições a tentativas de interferência política na estatal, mas esse tipo de ruído pesa em toda a gestão pública das empresas estatais listadas em bolsa. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Texas enfrenta falta de água potável enquanto energia começa a ser restabelecida

O Tempo - Mundo Texanos estão usando fornos, grelhas de churrasco, geradores a gasolina e os próprios veículos para se manterem aquecidos Veja Mais

Lavoro planeja aportes para acelerar ritmo de crescimento

Valor Econômico - Finanças Controlado pelo Pátria, grupo faturou R$ 6 bilhões em 2020 O Grupo Lavoro, controlado pela gestora brasileira Pátria Investimentos, encerrou o ano passado com faturamento de R$ 6 bilhões e 42 mil clientes na América Latina. Com fôlego para fazer novas aquisições e ganhar escala, a empresa, uma das líderes do movimento de consolidação do mercado de revendas agrícolas no país, persegue agora a meta de mais que dobrar de tamanho até a safra 2024/25, quando espera faturar R$ 15 bilhões. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

BNDES vende em bolsa R$ 598 milhões em ações da Klabin

Valor Econômico - Finanças O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) iniciou o processo de venda da participação acionária que detém na Klabin, como parte da estratégia de se desfazer de investimentos maduros, e liberar recursos para apoiar projetos de infraestrutura, pequenas e médias empresas e ações de impacto socioambiental, apurou o Valor. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Unicoba e Dotz farão oferta de ações

Valor Econômico - Finanças A Unicoba, fabricante de baterias e iluminação LED, e a companhia de fidelidade Dotz preparam suas ofertas públicas inicias de ações (IPOs) na B3. No caso da Unicoba, o registro de pedido já foi feito na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), enquanto a Dotz deve protocolar sua documentação até segunda-feira, conforme o Valor apurou. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

União deve enviar R$ 450 milhões a estados e cidades com risco de enchentes, diz governador do AC

G1 Economia Gladson Cameli se reuniu com ministro Paulo Guedes nesta quinta; Economia não quis divulgar informações. Dinheiro deve ser liberado na próxima semana, afirma governador. O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), afirmou nesta quinta-feira (18) que o governo federal deve enviar cerca de R$ 450 milhões a estados e municípios que sofrem com o aumento do nível das águas e risco de enchentes. A informação foi divulgada pelo governador após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, em Brasília. Questionado, o Ministério da Economia não quis comentar ou confirmar esse envio de recursos. Na capital Rio Branco, rio Acre está quase dois metros acima da cota de transbordo Enchente de rio no AC desabriga cerca de 190 indígenas de três aldeias em Santa Rosa do Purus Governo do Acre decreta emergência por cheia de rios, surto de dengue, pandemia e crise migratória De acordo com Cameli, o recurso deve ser distribuído proporcionalmente entre cerca de 200 municípios, conforme a gravidade da situação em cada local. O governador do Acre diz esperar que o dinheiro esteja disponível a estados e municípios a partir da próxima segunda (22). Além de alertar a União sobre o perigo de alagamentos no Acre, o governador afirmou na reunião que o estado só tem condições financeiras de manter o sistema público de saúde por mais três meses. Além da pandemia da Covid-19, o Acre sofre com o aumento de casos de dengue no período das cheias. Cameli diz ter ouvido de Paulo Guedes, na reunião, que o governo também enviaria recursos a estados e municípios para ajudar no custeio da infraestrutura de saúde. O governador diz, no entanto, que estados em situação mais grave não podem esperar a aprovação do Orçamento 2021 no Congresso. "Para quem está com estado de emergência, como nós, não pode esperar o orçamento ser aprovado, isso ficou muito bem claro", concluiu. No AM, especialistas fazem alerta para enchente Veja Mais

Lira e Pacheco dizem que não abordaram prisão de Daniel Silveira com presidente do STF

Valor Econômico - Finanças Em reunião de "cortesia", presidentes da Câmara e do Senado defenderam a harmonia entre os Poderes Os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), defenderam a harmonia entre os Poderes nesta quinta-feira (18), após reunião “de cortesia” com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, e negaram que tenham tratado da prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). “Esse tema não foi tratado”, disse Pacheco. “É muito importante essa mensagem, a democracia do Brasil está firme e forte e que os Poderes estão em busca de soluções conjuntas para o país”, declarou ele, aos jornalistas, após o encontro, que já estava marcado antes da prisão do parlamentar. Lira chamou a prisão, que será votada nesta sexta-feira (19) pelo plenário da Câmara, de “assunto lateral”, disse que a conversa com Fux foi “cordial, harmônica e respeitosa” e afirmou que a Câmara se pronunciará “soberanamente” sobre o tema através do seu plenário. Daniel Silveira saiu do porão que Villas Bôas reabriu Estridente nas redes sociais, Daniel Silveira baixa o tom em audiência de custódia Em reunião, maioria dos partidos se manifesta por manter deputado preso Por se tratar de um deputado federal e como não há ainda condenação judicial, a Constituição só permite a prisão em caso de crime em flagrante e inafiançável e a Câmara pode confirmar a prisão ou revogá-la alegando que há irregularidades. “Não perfaço julgamentos sobre qual será o placar. O plenário decidirá”, afirmou Lira. Os presidentes da Câmara e do Senado comentaram ainda que Fux tratou de pautas relativas ao Judiciário, como o novo Código de Processo Penal em debate na Câmara, e Pacheco se pôs à disposição para criar comissões de juristas para tratar de outros temas propostos pelo ministro. Todos os temas, segundo eles, foram tratados genericamente e serão aprofundados em futuras reuniões. Veja Mais

STF decide se Estados podem cobrar ITCMD sobre herança no exterior

Valor Econômico - Finanças O ministro Dias Toffoli já votou contra a cobrança, mas propõe que a decisão tenha efeito só para as transferências feitas após a publicação do acórdão O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta sexta-feira o julgamento em que se discute a possibilidade de os Estados tributarem doações e heranças de bens no exterior. Há, por enquanto, dois votos e só esses já têm causado um grande alvoroço no meio jurídico. O julgamento terá repercussão geral. Ou seja, quando a decisão for proferida, terá de ser replicada a todos os processos no país. Dos 27 Estados, 22 têm normas para tributar as doações ou heranças de bens localizados no exterior. O processo em discussão foi apresentado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE) de São Paulo. Os procuradores contestam decisão do Tribunal de Justiça estadual (TJ-SP) que afastou a cobrança do Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD) — que, no Estado, é de 4% — sobre a herança que uma advogada recebeu do pai, residente da Itália (RE 851108). Em São Paulo existem pelo menos 200 processos aguardando a decisão do Supremo. O impacto, para a arrecadação do Estado, está estimado em R$ 5,4 bilhões, incluindo eventuais devoluções do que foi pago pelos contribuintes. A maior parte do valor está atrelada a ações ajuizadas por uma única família. São cerca de R$ 2 bilhões em impostos. Os herdeiros, toda vez que receberam doações do patriarca, que reside no exterior, apresentam mandados de segurança preventivos para evitar a cobrança dos 4% de ITCMD. São 30 processos e R$ 46 bilhões em doações. Votos A discussão no STF definirá se o imposto tem que ser instituído por lei complementar federal, ou se os Estados podem, por meio de normas próprias, estabelecer a cobrança. O relator, ministro Dias Toffoli, já votou contra a cobrança, mas propôs aos demais ministros que a decisão tenha efeitos somente para as transferências que ocorrerem depois da publicação do acórdão. Se esse entendimento prevalecer, isso significa que todos os contribuintes com ações ajuizadas sobre o tema terão que pagar o imposto — mesmo tendo razão. Trata-se de uma medida pouco comum na Corte. Toffoli já tem o apoio do ministro Edson Fachin. Eles proferiram os votos no mês de outubro, quando o processo foi colocado em pauta pela primeira vez. O ministro Alexandre de Moraes pediu vista naquela ocasião e, amanhã, o julgamento deverá ser retomado com o voto dele. Essa discussão ocorrerá por meio do Plenário Virtual. Os ministros, nesse ambiente, têm até uma semana para se manifestar. Se não houver um novo pedido de vista ou de destaque (quando o caso é deslocado para o julgamento presencial) o resultado será proclamado até a meia-noite do dia 26. Veja Mais

Facebook anuncia Centro de Informações de Ciência do Clima no Brasil

Facebook anuncia Centro de Informações de Ciência do Clima no Brasil

Tecmundo O Facebook anunciou nesta quinta-feira (18) que o seu Centro de Informações de Ciência do Clima ganhou uma versão para o Brasil. A ferramenta tem como principal objetivo divulgar dados e fatos sobre mudanças climáticas.Além do lançamento da página em português, a plataforma ganhou uma seção de mitos sobre questões ambientais. O espaço terá consultoria de especialistas em comunicação climática.Leia mais... Veja Mais

Bolsonaro diz que vai cortar impostos federais sobre gás e diesel e diz que algo vai acontecer na Petrobras

Valor Econômico - Finanças No caso do diesel, corte é temporário, por dois meses Pressionado por mais um aumento no preço dos combustíveis pela Petrobras, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que, a partir de 1º de março, o governo irá zerar os impostos federais incidentes no diesel e no gás de cozinha. Em live nas redes sociais, Bolsonaro também afirmou que o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que "não tem nada a ver com caminhoneiros" e a fala dele "terá consequência". "O presidente da Petrobras disse há poucos dias: 'eu aumento o preço aqui e não tenho nada a ver com caminhoneiro'. Isso vai ter uma consequência, obviamente", afirmou Bolsonaro, que chamou o reajuste de "excessivo" e "fora da curva". No caso do diesel, a suspensão de imposto federal valerá por dois meses. Do gás, será "ad eternum", segundo ele. A decisão foi tomada em reunião com o ministro Paulo Guedes, durante a tarde, e vem para "contrabalançar" os recentes aumentos anunciados pela Petrobras. "Neste período, vamos estudar maneira definitiva de zerar este imposto [PIS/Cofins do diesel]", alegou. "Isso vai contrabalançar este aumento excessivo da Petrobras, mas eu não posso interferir, nem iria interferir [na estatal]. Se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias, tem que mudar alguma coisa, vai acontecer", complementou, sem entrar em detalhes. Ele afirmou que o reajuste anunciado hoje pela estatal, de 10% sobre gasolina e 15% no diesel segue os preços internacionais e não depende dele. "A bronca vem sempre para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia. Petrobras tem garantia e autonomia para aumentar os combustíveis", argumentou. Bolsonaro também defendeu que a solução definitiva sobre o preço dos combustíveis dependerá da análise do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) sobre o ICMS, que é cobrado pelos Estados. Um projeto enviado pelo Planalto ao Congresso prevê revisão do imposto. "O Confaz vai decidir [sobre tributação de combustíveis nos Estados], acho que poderia dizer um valor máximo para o ICMS", opinou. "Parece que quanto mais pobre é o Estado maior é o imposto de combustíveis". Pixabay Pressão dos caminhoneiros Mais cedo, caminhoneiros cobraram do governo a redução de impostos após a Petrobras anunciar o reajuste. Em nota, a Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava) criticou os reajustes e afirmou que eles afetam toda a sociedade. “O que nos faz questionar onde está a palavra do governo federal que na pessoa do presidente da República sinalizou a diminuição dos impostos federais dos combustíveis e vamos para o quarto aumento consecutivo em menos de 30 dias se mantendo inerte e nada fez de concreto até o presente momento”, diz nota assinada pelo presidente da entidade, Wallace Landim, conhecido como Chorão. Na nota, ele lembra que a associação solicitou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, a redução a zero dos tributos federais sobre combustíveis, em 26 de janeiro. O pedido teve por base o desafio lançado pelo presidente Jair Bolsonaro, de zerar a tributação se os governadores fizessem o mesmo. “Precisamos que o presidente da República dê a devida atenção a esta questão, com medidas efetivas e não apenas promessas vazias e sem nenhum cumprimento, afinal a Nação está sofrendo as consequências das frequentes altas no preço do combustível.” Dólar caro Bolsonaro ainda afirmou que a cotação do dólar precisa baixar no país e isso só ocorrerá com aprovação de medidas estruturantes pelo Congresso. "O dólar aqui dentro está alto, tem que baixar da casa dos R$ 5", afirmou. "E baixa como? Com reformas, medidas estruturantes. Se Deus quiser, em breve vamos acalmar a questão do mercado". Ele disse ainda que "o pessoal do lucro não tem coração", fazendo referência ao mercado, e disse que todos precisam ser responsáveis com o país. "É melhor o pessoal ganhar um pouco menos por mais tempo", argumentou. Veja Mais

Brasil ultrapassa marca de 10 milhões de casos registrados de Covid; foram 1.432 mortes nas últimas 24 horas

Glogo - Ciência País contabilizou 10.028.644 casos e 243.610 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. Já são 29 dias com a média móvel de mortes acima da marca de 1 mil. Brasil ultrapassa marca de 10 milhões de casos registrados de Covid O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta quinta-feira (18). O país registrou 1.432 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 243.610 óbitos desde o começo da pandemia. É a quinta maior marca de óbitos em 24 horas registrada até aqui. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.030. Já são 29 dias com essa média acima da marca de 1 mil. A variação foi de -2% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença. Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 10.028.644 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 49.368 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 44.621 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -5% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos. Onze estados estão com alta nas mortes: RS, GO, AC, AP, PA, RO, RR, BA, PB, PE e RN. Mortes e casos de coronavírus no Brasil e nos estados Brasil, 18 de fevereiro Total de mortes: 243.610 Registro de mortes em 24 horas: 1.432 Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.030 (variação em 14 dias: -2%) Total de casos confirmados: 10.028.644 Registro de casos confirmados em 24 horas: 49.368 Média de novos casos nos últimos 7 dias: 44.621 por dia (variação em 14 dias: -5%) Estados Subindo (11 estados): RS, GO, AC, AP, PA, RO, RR, BA, PB, PE e RN Em estabilidade (11 estados e o Distrito Federal): PR, SC, ES, MG, SP, DF, MS, MT, AL, CE, MA e PI Em queda (4 estados): RJ, AM, TO e SE Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia). Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados. Vacinação Balanço da vacinação contra Covid-19 desta quinta-feira (18) aponta que 5.558.105 de pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 2,62% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 837.094 pessoas (0,40% da população do país). No total, 6.395.199 doses foram aplicadas em todo o país. Variação de mortes por estados Estados com mortes em alta Editoria de Arte/G1 Estados com mortes em estabilidade Editoria de Arte/G1 Estados com mortes em queda Editoria de Arte/G1 Sul PR: -4% RS: +16% SC: +1% Sudeste ES: -10% MG: 0% RJ: -24% SP: -6% Centro-Oeste DF: +1% GO: +42% MS: -10% MT: +3% Norte AC: +78% AM: -35% AP: +59% PA: +66% RO: +53% RR: +120% TO: -44% Nordeste AL: +7% BA: +66% CE: +12% MA: -3% PB: +24% PE: +24% PI: -4% RN: +27% SE: -21% Brasil Sul Sudeste Centro-Oeste Norte Nordeste Consórcio de veículos de imprensa Os dados sobre casos e mortes de coronavírus no Brasil foram obtidos após uma parceria inédita entre G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL, que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal (saiba mais). Veja vídeos sobre a vacinação contra a Covid no Brasil: Veja Mais

Locaweb compra fintech Credisfera por R$ 26,6 milhões

G1 Economia A operação foi realizada por meio da subsidiária Tray. Locaweb Divulgação A Locaweb anunciou ao mercado que assinou contrato de compra e venda de ações da Credisfera, uma fintech. A operação foi realizada por meio da subsidiária Tray pelo valor de R$ 26,6 milhões. De acordo com o comunicado, uma parcela do valor será retida pela Tray como garantia a obrigações de indenização, e poderá ser liberada aos vendedores da Credisfera conforme o acordo. A empresa afirma que o objetivo da aquisição é oferecer “uma solução integrada”, unindo a capacidade tecnológica e inteligência de crédito da Credisfera à base de clientes da Locaweb. A Credisfera foi fundada em 2015 e oferta crédito para pequenas e médias empresas. Videos: Últimas notícias de Economia Veja Mais

Câmara marca para esta sexta-feira votação para decidir se solta Daniel Silveira

O Tempo - Política A tendência é que a ampla maioria dos deputados evite um confronto institucional e confirme a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) Veja Mais

Vacina da PFizer contra a Covid-19 começa a ser testada em grávidas

Glogo - Ciência Empresas recrutam 4 mil mulheres em teste que irá avaliar a segurança e a eficácia. Outros estudos já são feitos para avaliar se a vacina pode ser aplicada em adolescentes e crianças. Frasco com dose da vacina da Pfizer é mostrado na Alemanha AP Photo As empresas Pfizer e BioNTech anunciaram nesta quinta-feira (18) que os testes da vacina contra a Covid-19 desenvolvida por elas começou a ser testadas em grávidas com 18 anos ou mais. Os estudos de Fase 2/3 buscarão checar a segurança, tolerância e eficácia neste público, que não tinha participado dos estudos anteriores usados na aprovação do imunizante. A empresa também anunciou que irá fazer testes com crianças entre 5 e 11 anos. Vacina contra a Covid: tira-dúvidas explica as principais questões sobre imunização contra o coronavírus Posso tomar vacina contra a Covid-19 se estiver grávida ou amamentando? Na primeira etapa dos estudos, ainda no ano passado, os fabricantes não incluíram as grávidas e as crianças esclarecendo que primeiro precisavam garantir que as vacinas fossem seguras e eficazes de maneira mais geral. À época, Moderna e Pfizer exigiram provas de um teste de gravidez negativo e um compromisso de usar o controle de natalidade de mulheres em idade fértil que se inscreveram como voluntárias. Brasil tem 77% das mortes de gestantes e puérperas por Covid-19 registradas no mundo, diz estudo No novo estudo, a Pfizer e BioNTech vão recrutar 4 mil voluntárias que devem estar entre a 24ª e 34ª semanas de gestação. Cada uma delas vai participar do estudo por entre 7 e 10 meses. Será avaliada a segurança do imunizante para o bebê e a transferência de anticorpos. Segundo William Gruber, vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento clínico de vacinas da Pfizer, lembrou que as mulheres grávidas integram o grupo que tem mais risco de desenvolver complicações por causa da Covid. "É fundamental que desenvolvamos uma vacina que seja segura e eficaz para essa população", disse Gruber. Grávidas morrem mais por Covid-19 no Brasil Estudo em crianças As empresas pretendem começar em breve os testes em crianças com entre 5 e 11 anos. A segurança e a eficácia da vacina em indivíduos com entre 12 e 15 anos já estão sendo avaliados em estudos de fase 3 que devem ter resultados divulgados no segundo trimestre deste ano. Estudo em larga em israel mostra eficácia da vacina da Pfizer entre os jovens VÍDEOS: novidades sobre as vacinas Veja Mais

Perseverance, robô da Nasa, pousa em Marte: assista ao momento histórico

O Tempo - Mundo A missão Mars 2020 durou quase sete meses, e a sonda viajou por um trajeto de 480 milhões de quilômetros desde o lançamento na Terra Veja Mais

PF descobre quase 1 tonelada de maconha em caminhão no interior de São Paulo

O Tempo - Mundo Motorista informou que a carga vinha do Paraguai e que recebeu R$ 5 mil para fazer o transporte Veja Mais

Kabum corrige falha no PIX que mostrava dados de outros clientes

Kabum corrige falha no PIX que mostrava dados de outros clientes

Tecmundo Uma falha de implantação do sistema de pagamentos PIX, em dezembro de 2020, na loja online Kabum permitia que um invasor visualizasse os dados de outros clientes. Dessa forma, era possível acompanhar qual o pedido feito, valor, nome completo e CPF do comprador, data e número do pedido. Ao ser alertada sobre o problema, a Kabum fez a correção imediata — e não há relatos de que a brecha tenha sido explorada maliciosamente.  Leia mais... Veja Mais

Estridente nas redes sociais, Daniel Silveira baixa o tom em audiência de custódia

Valor Econômico - Finanças De acordo com uma fonte a par da reunião, o deputado do PSL ficou “pianinho” durante do juiz O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) adotou um tom respeitoso, diferente do usado nas redes sociais, durante a audiência de custódia na qual o juiz Airton Vieira, auxiliar do ministro Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a manutenção de sua prisão até que a Câmara delibere sobre o assunto. De acordo com uma fonte a par da reunião, o deputado, que foi detido em flagrante após gravar um vídeo com ameaças aos ministros da Corte, ficou "pianinho" durante do juiz. "Nessa oportunidade, aproveito para exteriorizar que, no meu entendimento, com todo o respeito à magistratura e à decisão do senhor ministro, tenho para mim que a situação, reputada como flagrante, assim não poderia tê-lo sido. Entendo, com todo respeito reiterado que não estávamos diante de uma situação de flagrante, cuja lavratura fora, então, irregular", disse Silveira, conforme registrado na ata da audiência. Daniel Silveira é conduzido à prisão pela Polícia Federal Reprodução/TV Globo "Por exemplo, se houvesse algum vídeo disponível de um narcotraficante, tendo sido visto por mim, questiono seu eu poderia, tempos depois, autuá-lo em flagrante. Por isso, aproveitando esta audiência de custódia, deixo registrado o meu entendimento sobre a questão", completou. No vídeo que motivou sua prisão, Silveira defende agressões a ministros do STF, dirige ofensas a eles e faz apologia do Ato Institucional nº 5 (AI-5), o mais duro da ditadura militar. No dia da prisão, o deputado também reagiu com gritos ao pedido de uma agente do Instituto Médico Legal (IML) para que ele colocasse uma máscara por causa da pandemia de covid-19. "E se eu não quiser botar? (...) Respeita, que [você] não está falando com vagabundo, não. Não fala mais, não, que eu não vou usar. A senhora é policial, eu também sou polícia. E aí? Eu sou deputado federal. E aí?", ele disse à agente. A cena foi transmitida nas redes sociais do parlamentar. Na audiência desta quinta-feira, Silveira também disse que não sofreu abusos durante a abordagem policial, alegando "inclusive ter sido bem tratado". A defesa do parlamentar, por sua vez, disse considerar a prisão ilegal, alegou que Silveira tem imunidade parlamentar e questionou o fato de o crime ter sido considerado inafiançável. Por fim, os advogados pediram o relaxamento da prisão e a concessão de liberdade provisória para que o deputado responda ao caso em liberdade. Silveira foi preso na noite terça-feira por determinação Moraes. No dia seguinte, a prisão foi referendada, por unanimidade, pelo plenário da Corte. Agora, cabe à Câmara dos Deputados decidir se avaliza ou derruba a decisão do Supremo. Veja Mais

Microsoft anuncia duas versões do Office para Windows e Mac para o fim de 2021

canaltech A Microsoft anunciou, nesta quinta-feira (18), duas novas versões do Office para serem lançadas no final deste ano, sendo uma para consumidores finais e outra para uso comercial, o Office LTSC. O que a nova versão do Office, o Office 365, oferece de diferencial? Microsoft terá sistema de pagamento único para o pacote Office Pacote Office: como fazer os cursos gratuitos oferecidos pela Microsoft A companhia ainda não revelou mais detalhes sobre os recursos e as mudanças no programa em relação ao software tradicional, mas o que se sabe até então é que a versão LTSC vai contar com suporte para modo escuro, melhorias de acessibilidade e funcionalidades como o cálculo automático Dynamic Arrays e a busca por valores XLOOKUP no Excel. Novidades na interface do Office 2021 não devem ser esperadas, além do modo escuro, com a Microsoft focando mais nos serviços em nuvem também para pessoa física dentro do Microsoft 365, uma vez que a companhia reconheceu que o interesse dos clientes de trabalhar em seus documentos no modo online não vem apenas de empresas. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Word no modo escuro (Imagem: Divulgação/Microsoft Word) "Nós certamente temos muitos consumidores que mudaram para a nuvem ao longo dos últimos 10 meses, isso aconteceu em massa. Ao mesmo tempo, definitivamente temos consumidores que possuem cenários específicos e que não acreditam que possam mudar para a nuvem", conta Jared Spataro, chefe do Microsoft 365, em entrevista ao The Verge. Agora, em vez de sete anos, o Office LTSC contará com suporte de cinco anos; e a companhia também irá aumentar os valores dos pacotes para o uso comercial. Para o consumidor individual e pequenas empresas, o preço não deve mudar. O Office 2021 deve chegar no fim deste ano tanto para Windows quanto para macOS. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Veja as primeiras fotos tiradas pelo Perseverance logo após o pouso em Marte Em testes, remédio traz resultados promissores em tratamento contra COVID-19 NASA adia missão que tentará desviar a órbita de um asteroide perigoso Naves espaciais podem contaminar Marte? Como evitar que isso aconteça? Veja Mais

Cientistas descobrem 140 mil novos vírus no intestino humano

canaltech Recentemente, cientistas descobriram que pode haver mais organismos vivos dentro de nós do que pensávamos. Acontece que foram encontradas 140 mil espécies de vírus no intestino humano, sendo que metade delas nunca foi vista antes pela ciência. Os autores do estudo acreditam que essas descobertas podem abrir novas portas para a compreensão de como nosso microbioma intestinal afeta nossa saúde. Estudo indica que bactérias podem sobreviver — e bastante! — no espaço Ao "respirar", bactéria misteriosa consegue gerar material usado em eletrônicos Quer colaborar com a ciência? Envie fotos de seu cocô para esses pesquisadores! Mas calma: sabemos que os vírus têm preocupado a população mundial nos últimos tempos. Esses não têm nada a ver com o SARS-CoV-2, causador da COVID-19. “É importante lembrar que nem todos os vírus são prejudiciais, mas representam um componente do ecossistema intestinal", explicou o autor do estudo, o Dr. Alexandre Almeida, do Instituto Wellcome Sanger, em um comunicado. "Para começar, a maioria dos vírus que encontramos tem DNA como material genético, que é diferente dos patógenos que a maioria das pessoas conhece, como o SARS-CoV-2 ou o Zika, vírus de RNA. Em segundo lugar, essas amostras vieram principalmente de indivíduos saudáveis ​​que não compartilhavam nenhuma doença específica. É fascinante ver quantas espécies desconhecidas vivem em nosso intestino e tentar desvendar a ligação entre elas e a saúde humana”, o comunicado seguiu. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Cientistas descobrem 140 mil vírus que vivem no intestino; a maioria desses vírus é inofensiva, e eles não têm nada a ver com o Sars-CoV-2 (Imagem: Geralt/Pixabay) Muitos desses vírus descobertos são do tipo bacteriófago: completamente inofensivos para os humanos, que desempenham um papel enorme na regulação do número de células bacterianas no intestino humano. Além disso, dentre os novos vírus, o mais comum era um novo grupo que se pensava ter um ancestral comum, que foi apelidado de Gubaphage. Ele é semelhante ao tipo mais prevalente no intestino humano, crAssphage. No entanto, o autor ressalta a necessidade de mais pesquisas para entender justamente qual é o papel do Gubaphage. O microbioma intestinal se tornou um tema muito comentado recentemente, com uma série de estudos ligando desequilíbrios de bactérias intestinais a doenças que variam de depressão a câncer. O sistema de bactérias do intestino o protege de patógenos, enquanto interage com o sistema imunológico, fornecendo uma nova gama de funções metabólicas e imunológicas. Os estudos mais recentes almejam a compreensão dos mecanismos por trás de seu envolvimento em doenças infecciosas e não infecciosas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Veja as primeiras fotos tiradas pelo Perseverance logo após o pouso em Marte Em testes, remédio traz resultados promissores em tratamento contra COVID-19 NASA adia missão que tentará desviar a órbita de um asteroide perigoso Naves espaciais podem contaminar Marte? Como evitar que isso aconteça? Veja Mais

Serviço de consultoria logística gera créditos de PIS e Cofins

Valor Econômico - Finanças Contrária a entendimento da Receita Federal, decisão do Carf discute conceito de insumo Uma prestadora de serviços de siderurgia conseguiu, no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), o reconhecimento de que serviços de consultoria logística configuram insumos e, portanto, geram créditos de PIS e Cofins. A decisão é da 2ª Turma da 3ª Câmara da 3ª Seção. Cabe recurso à Câmara Superior. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Top 5 vê inflação acima da meta e BC forçado a agir

Valor Econômico - Finanças Apesar do estado frágil da atividade econômica, demonstrado pela forte queda inesperada das vendas no varejo na semana passada, o dólar alto e os preços das commodities devem manter a inflação pressionada e fazê-la encerrar 2021 acima do centro da meta perseguida pelo Banco Central, de acordo com membros do “Top 5” da pesquisa Focus para IPCA de médio prazo. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Funcef pretende reduzir carteira de imóveis

Valor Econômico - Finanças A Funcef planeja reduzir sua carteira imobiliária nos próximos cinco anos, de 148 para 43 ativos. A carteira atual da fundação dos funcionários da Caixa está avaliada em cerca de R$ 5 bilhões. “O objetivo é nos concentrarmos em imóveis com valores médios mais altos. Temos muitos ativos pequenos e que têm expectativa de retorno menor”, disse ao Valor o presidente da Funcef, Renato Villela. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Cabra presa em penhasco morre após operação de resgate que durou 5h

O Tempo - Mundo Socorristas tentaram içar o animal, mas ele caiu de uma altura aproximada de 50 metros Veja Mais

Ministério da Saúde quer adquirir mais 30 milhões de doses da Coronavac

Valor Econômico - Finanças A quantidade seria adicional à 100 milhões de doses já contratadas para serem entregues até setembro deste ano Em meio a críticas pela baixa oferta inicial de doses de vacinas contra a covid-19, o Ministério da Saúde enviou um ofício nesta quinta-feira (18) ao Butantan em que afirma ter intenção de adquirir mais 30 milhões de doses da vacina Coronavac, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac e produzida no Brasil pelo instituto. A quantidade seria adicional às 100 milhões de doses já contratadas para serem entregues até setembro deste ano. No documento, ao qual a reportagem teve acesso, o ministério cita a "premente necessidade em expandir a aquisição de imunizantes" contra a covid. Diz ainda que o pedido considera a "continuidade da vacinação em massa da população brasileira". "Solicito que seja encaminhada a este ministério a intenção dessa fundação de realizar o referido fornecimento de vacinas, conforme entendimentos verbais em 17 de fevereiro do corrente, assim como o cronograma de entrega do quantitativo proposto de 30 milhões de doses, de outubro a dezembro de 2021", completa o documento, que é assinado pelo secretário-executivo do ministério, Elcio Franco. Atualmente, a pasta tem sido alvo de pressão do Congresso e governadores devido ao ritmo lento da campanha de vacinação contra doença. Especialistas também têm feito críticas ao atraso do governo federal na definição de mais contratos para obtenção de vacinas. Suspensão temporária da vacinação Nos últimos dias, sem doses suficientes, capitais como Rio de Janeiro e Salvador anunciaram a suspensão temporária de suas campanhas de vacinação. Em meio ao impasse, a Confederação Nacional dos Municípios chegou a divulgar uma nota em que defendia a saída do ministro Eduardo Pazuello do comando da pasta. Procurado pela reportagem, o Butantan confirmou ter recebido o ofício e disse que vai avaliar o pedido. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello Tomaz Silva/Agência Brasil A possibilidade de negociar mais 30 milhões de doses da Coronavac já havia sido citada por Pazuello a governadores, em reunião na quarta (17), ao ser cobrado sobre o cronograma de vacinação, mas a intenção ainda não tinha sido oficializada. Na ocasião, o ministro também voltou a repetir que pretende vacinar toda a população ainda neste ano e afirmou que a pasta poderia obter até 454,9 milhões de doses de vacinas ao longo de 2021 — incluindo na conta contratos ainda em negociação e que precisam passar por aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), caso dos imunizantes Covaxin, da Índia, e SputniK V, da Rússia, além de doses da Moderna. Se confirmada a aquisição de mais 30 milhões de doses da Coronavac, o que ocorreria apenas a partir de outubro, esse deve ser o terceiro contrato do governo com o Butantan envolvendo o imunizante. No último ano, a Coronavac ficou no centro de uma guerra política travada entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o governador paulista, João Doria (PSDB-SP). Após impasses, no entanto, a vacina foi a primeira a ser utilizada na campanha de vacinação contra a covid. Ao todo, já foram distribuídas 9,8 milhões de doses da Coronavac a Estados e municípios. Veja Mais

Perseverance envia as primeiras imagens de Marte

Perseverance envia as primeiras imagens de Marte

Tecmundo Depois de quase sete minutos mal respirando, os técnicos e cientistas do centro de comando da missão Perseverance, da NASA, irromperam em aplausos quando as primeiras imagens de Marte surgiram no grande telão: o rover, levando em sua barriga o drone Ingenuity, havia pousado em segurança na superfície do planeta vermelho.As duas primeiras imagens enviadas pelo Perseverance, ao pousar na superfície de Marte.Leia mais... Veja Mais

Faturamento do agro pode chegar a recorde de R$ 1,142 trilhão em 2021, diz associação do setor

G1 Economia Se confirmado, valor será 15,8% maior em relação a 2020, puxado por boa expectativa da safra de grãos, aumento de produção e de preços, afirma a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Somente o faturamento agrícola deve avançar 19% neste ano, a R$ 759,25 bilhões Divulgação/Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) O Valor Bruto da Produção (VBP, faturamento) agropecuária pode atingir valor recorde de R$ 1,142 trilhão em 2021, projeta a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A previsão foi feita com base em dados de produção e preço de janeiro. Se confirmado, o valor será 15,8% maior em relação a 2020, puxado por um bom resultado da safra de grãos, aumento de produção e de preços Somente o faturamento agrícola deve avançar 19% neste ano, a R$ 759,25 bilhões, com destaque para aumentos dos preços reais, até janeiro, da soja (25,5%), milho (23,6%), arroz (8%), caroço de algodão (28,7%). No ramo da pecuária, o destaque é a carne bovina, com estimativa de crescimento de 18% no faturamento da cadeia, em função de alta no preço (10,4%) e na produção (6,9%). Arroba bovina supera R$ 300 e tem novo recorde As cadeias de aves e pecuária de leite devem avançar 3%, enquanto suínos devem ter um crescimento um pouco mais modesto, de 1,4%. "Embora o faturamento do setor agropecuário deva se consolidar como um dos maiores da história, é importante lembrar que, no caso de grãos, a maioria dos agricultores não conseguiram comercializar sua produção com os preços atuais, por conta da negociação antecipada, ainda, a desvalorização cambial elevou os preços dos insumos agropecuários, pressionando as margens", afirma a CNA, em nota. "Para os pecuaristas, mesmo com os preços recordes da carne bovina, os preços dos grãos pressionaram pela elevação do preço da ração, além disso, os animais de reposição – bezerro e boi magro – também estão em patamares historicamente altos, pressionando a margem do pecuarista", acrescenta. VÍDEOS: tudo sobre agronegócios Veja Mais

The Walking Dead: Lauren Cohan fala sobre tensão entre Maggie e Negan

The Walking Dead: Lauren Cohan fala sobre tensão entre Maggie e Negan

Tecmundo Após salvar o dia na batalha contra os Sussurradores, Maggie está oficialmente de volta à série The Walking Dead. Com os últimos episódios da 10ª temporada prestes a retornar, o site TV Insider conversou com a atriz Lauren Cohan sobre o novo capítulo, chamado “Home Sweet Home”.Após a derrota dos Sussurradores, a heroína quer juntar Hershel e seus novos companheiros ao antigo grupo. Segundo a atriz, Maggie, Daryl (Norman Reedus), Kelly (Angel Theory), Elijah (Okea Eme-Akwari) e Cole (James Devoti) embarcam em uma viagem para buscar o povo de Maggie.Leia mais... Veja Mais

Bolsonaro critica Petrobras e diz que vai zerar impostos federais no diesel e no gás de cozinha

G1 Economia Medidas valem a partir de 1º de março e mudança no diesel valerá por dois meses, disse. Impacto no valor do botijão é de 3%, segundo dados da Petrobras; Bolsonaro falou que 'algo vai acontecer' na estatal, sem dar detalhes. O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (18) que, a partir de 1º de março, cairá a zero a cobrança de impostos federais sobre o gás de cozinha. Segundo o presidente, essas alíquotas ficarão zeradas para sempre. O anúncio foi feito durante transmissão em redes sociais. No mesmo vídeo, Bolsonaro anunciou que vai zerar por dois meses, a partir de 1º de março, os impostos federais que incidem sobre o óleo diesel. O presidente também fez críticas à Petrobras e, mesmo citando que a empresa tem autonomia, afirmou que "algo vai acontecer" na estatal nos próximos dias (veja detalhes abaixo). Bolsonaro não informou, na live, o impacto estimado das medidas sobre a arrecadação do governo e sobre os preços do botijão de gás e do litro de diesel. O G1 aguarda retorno do Ministério da Economia. Bolsonaro afirmou que o botijão de gás de cozinha está sendo vendido para o consumidor a R$ 90, enquanto na origem o valor dele é de R$ 40. “Se está R$90, os R$ 50 é imposto estadual e margem de lucro das distribuidoras”. Segundo informações da Petrobras com dados coletados entre 31 de janeiro e 6 de fevereiro deste ano, o preço do gás de cozinha tem a seguinte composição: 47%: custos do próprio gás; 35%: custo de distribuição e revenda; 15%: ICMS, imposto estadual; 3%: impostos federais (PIS/PASEP e Cofins). Levando em consideração o preço médio de R$ 90 anunciado pelo presidente Bolsonaro, o peso dos impostos federais por botijão é de R$ 2,70. Petrobras sobe preço da gasolina pela 4ª vez no ano; diesel tem 3ª alta “Temos agora que achar uma maneira de mostrar à população quanto é o ICMS de cada estado e sobra, então, uma margem de lucro da distribuidora, né, e o valor da distribuição. Para o pessoal saber quem é que, realmente, porventura está abusando aí para vender o gás na ponta da linha", disse o presidente. Já no preço do diesel, segundo os dados da Petrobras com base no diesel S-10, a composição tem esse perfil: 49%: custo do combustível na Petrobras 15%: distribuição e revenda 13%: custo do biodiesel 14%: ICMS (imposto estadual) 9%: impostos federais (Cide-Combustíveis), PIS/Pasep e Cofins Petrobras Ao anunciar as mudanças, o presidente criticou a Petrobras e disse, inicialmente, que não iria interferir na estatal. Logo em seguida, no entanto, afirmou que alguma coisa "vai acontecer" na empresa nos próximos dias. "Nesses dois meses nós vamos estudar uma maneira definitiva de buscar zerar o imposto para ajudar a contrabalancear esses aumentos, no meu entender excessivo, da Petrobras. Mas eu não posso interferir, nem iria interferir na Petrobras, se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias, você tem que mudar alguma coisa, vai acontecer", disse. Preço médio da gasolina sobre pela quarta semana seguida Bolsonaro afirmou que o último reajuste de preço da Petrobras foi “fora da curva”. “Teve um aumento, no meu entender, aqui, eu vou criticar, um aumento fora da curva da Petrobras. 10% hoje na gasolina e 15% no diesel. É o quarto reajuste do ano. A bronca vem sempre para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia”, afirmou. A disparada no preço dos combustíveis preocupa o Palácio do Planalto. Gasolina e diesel caros são considerados, politicamente, ruins para a popularidade do governo. Além disso, preços altos podem significar um entrave para setores que dependem de transporte – ainda mais, em um momento em que a economia sofre para retomar o crescimento em meio à pandemia. Desde 2017, a Petrobras adota como política de preço dos combustíveis as cotações internacionais, repassando as oscilações do mercado internacional e do câmbio. Na última semana, o governo enviou ao Congresso Nacional um projeto de lei que prevê ICMS unificado em todo o país para combustíveis. O ICMS é cobrado nos estados e, pela regra atual, cada governo pode fixar sua alíquota sobre os produtos. O texto ainda não começou a tramitar. Veja Mais

Encontro com autor - Milton Hatoum - 18/02/21

Encontro com autor - Milton Hatoum - 18/02/21

Câmana dos Deputados Eventos Cedi - Encontro com o Autor - Milton Hatoum Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/60297 Veja Mais

Concursos do Creci oferecem 227 vagas com salários de até R$ 3,4 mil

G1 Economia Inscrições no processo seletivo do Conselho de Corretores de Imóveis em Pernambuco podem ser feitas até 22 de março na internet. São sete vagas imediatas e 220 de cadastro reserva. Inscrição é feita na internet Thaís Leocádio/G1 Estão abertas, até o dia 22 de março de 2021, as inscrições em concursos do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Pernambuco (Creci-PE) com 227 vagas de níveis médio e superior. Os salários iniciais variam de R$ 1.576 a R$ 3.441. As inscrições são feitas no site do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib). São oferecidas sete vagas imediatas e 220 de cadastro reserva para cargos como advogado, agente fiscal, analista de tecnologia da informação (TI) e profissional de suporte técnico. As taxas para participar do processo seletivo variam entre R$ 80 e R$ 110 e precisam ser pagas até 24 horas após a emissão do boleto no ato da inscrição. O concurso é válido por dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois anos. As provas estão previstas para o dia 9 de maio em quatro cidades: Recife, Caruaru, Petrolina e Serra Talhada. Segundo o Idib, o uso de máscaras de proteção facial é obrigatório a todos os presentes e serão atendidas as normas sanitárias vigentes para o enfrentamento do novo coronavírus, como a higienização e desinfecção dos locais de provas, a aferição da temperatura corporal dos candidatos, o oferecimento de álcool em gel e o distanciamento social mínimo de dois metros entre as pessoas. Vídeos de Pernambuco mais assistidos nos últimos 7 dias Veja Mais

Votações da agenda econômica serão mantidas, garantem presidentes - 18/02/21

Votações da agenda econômica serão mantidas, garantem presidentes - 18/02/21

Câmana dos Deputados Presidentes da Câmara e do Senado mantêm votações da agenda econômica e do auxílio emergencial. Os senadores devem discutir a PEC emergencial na próxima semana. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Fear The Walking Dead: trailer mostra novas alianças e introduz personagem

Fear The Walking Dead: trailer mostra novas alianças e introduz personagem

Tecmundo O novo trailer da segunda parte da 6ª temporada de Fear The Walking Dead foi divulgado nesta quarta-feira (17) e mostra a ideia de renascimento para vários dos personagens.O primeiro spin-off de The Walking Dead faz o retorno de sua atual temporada no dia 11 de abril.Leia mais... Veja Mais

WhatsApp terá novo alerta sobre mudanças na política de privacidade no app

G1 Economia Após críticas, aplicativo trabalha nova abordagem para comunicar a transição. A partir de 15 de maio, novos dados serão compartilhados com o Facebook. WhatsApp terá novo alerta sobre mudança na política de privacidade Divulgação O WhatsApp divulgou nesta quinta-feira (18) mais detalhes sobre a transição para sua nova política de privacidade. A empresa trabalha com uma nova abordagem para comunicar as mudanças no aplicativo, que geraram uma repercussão negativa. Depois de ser anunciada para entrar em vigor em 8 de fevereiro, o aplicativo estendeu o prazo para 15 de maio com o objetivo de esclarecer dúvidas dos usuários. No início de 2021, o WhatsApp começou a lançar avisos no app sobre os novos termos. A nova política de privacidade garante o compartilhamento de dados com o Facebook, dono do app de mensagens, e está relacionada com funções como o carrinho de compras em conversas com lojas, anunciado em dezembro passado. Será necessário aceitar as novas regras para continuar utilizando o aplicativo. Caso contrário, o usuário terá que encerrar sua conta. WhatsApp e Facebook: ENTENDA o compartilhamento de dados WhatsApp, Telegram e Signal: COMPARE os apps de mensagens “Os usuários querem confirmar que o WhatsApp não pode ler ou ouvir suas conversas pessoais”, disse o aplicativo, em comunicado. A empresa afirma que todas as mensagens – de texto, áudio, vídeo e imagens – são criptografadas de ponta a ponta, o que significa que somente o remetente e destinatário podem ver a mensagem. A empresa também ressalta que não mantém registros sobre com quem os usuários estão conversando e que não compartilha listas de contatos com o Facebook, pontos vistos como preocupações de parte dos usuários. A nova política de privacidade, porém, deixa de garantir a proteção da criptografia em conversas com contas comerciais, aquelas usadas por empresas. Imagine, por exemplo, uma grande varejista que ofereça atendimento pelo WhatsApp. Os atendentes não respondem por um celular, mas por ferramentas que gerenciam os chats. Como existe um terceiro armazenando e gerenciando interações com empresas, o WhatsApp não consegue garantir a criptografia ponta a ponta para essas conversas. WEBSTORIES: Entenda as novas regras do WhatsApp WhatsApp muda regras de privacidade Nova forma de comunicação De acordo com o WhatsApp, alguns usuários verão um pequeno banner para verificarem as políticas. A comunicação substitui o alerta de tela inteira feito anteriormente, que acabou gerando estranheza. Aviso enviado em janeiro pelo WhatsApp gerou estranheza Reprodução/Arquivo pessoal "Entendemos que os usuários preferem esse tipo de abordagem", disse o app, sobre o novo alerta. No aviso, será possível ter acesso a informações sobre as novas regras de privacidade. Desde janeiro, a empresa também vem divulgando os detalhes da transição por meio do "Status" - publicações que parecem os Stories do Instagram. O WhatsApp afirma que as novidades da política de privacidade estão centradas em interações com empresas, mas o novo texto prevê a coleta de dados que não estavam presentes na versão anterior do documento. Entre eles: carga da bateria, operadora de celular, força do sinal da operadora e identificadores do Facebook, Messenger e Instagram que permitem cruzar dados de um mesmo usuário nas três plataformas. Embora o WhatsApp mostre em sua política quais são os fins da coleta de dados, não há um detalhamento individual. (Correção: o G1 errou ao informar que a nova política de privacidade do WhatsApp entrará em vigor em 18 de maio; a data é 15 de maio. A informação foi corrigida às 18h50) Informações publicadas no Status do WhatsApp Divulgação Veja dicas para proteger seus dados na internet Veja Mais

Robô Perseverance da Nasa pousa em Marte após sete meses de viagem

Glogo - Ciência Objetivo da missão é buscar vestígios de vida em uma cratera do planeta que já foi um lago há bilhões de anos. Perseverance é o robô explorador mais sofisticado já enviado ao espaço. Veja o pouso do Robô Perseverance em Marte O robô explorador Perseverance, da Nasa, pousou na superfície de Marte no final da tarde desta quinta-feira (18), sete meses depois de a missão ter partido da Terra. A chegada, transmitida ao vivo pelas redes sociais da agência espacial, ocorreu na cratera de Jezero, local de pouso mais perigoso já tentado. Initial plugin text "Estou seguro em Marte. Perseverança levará vocês a qualquer lugar", postou o perfil do robô no Twitter, o NASA's Perseverance Mars Rover. Robô americano 'Perseverança' pousa no planeta Marte Missões para Marte: por que 3 países chegarão ao planeta vermelho quase ao mesmo tempo O objetivo da missão, chamada de Mars 2020, é buscar vestígios de vida em um local do planeta que já foi um lago há bilhões de anos. Para isso, o robô carrega instrumentos que vão coletar amostras, observar a geologia e transformar dióxido de carbono em oxigênio para viabilizar uma missão com humanos no planeta. Essa conversão será um dos passos essenciais para a Nasa conseguir levar astronautas em uma missão tripulada no futuro. Primeira imagem de Marte transmitida pelo robô Perseverance, que pousou no planeta nesta quinta (18). Nasa Acoplado ao Perseverance está o Ingenuity, um helicóptero de 1,8 kg com hélices que giram cerca de 8 vezes mais rápido do que um helicóptero comum. O Perseverance – que partiu da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, na Flórida, em 30 de julho de 2020 – é o robô explorador mais sofisticado já enviado ao espaço e o mais recente robô da linha de enviados a Marte. O primeiro foi o Sojourner, em 1997, seguido por Spirit e Opportunity, que desembarcaram no planeta em 2004. O último foi o Curiosity, que está no planeta desde 2012. Todos eles tiveram os nomes escolhidos em concursos nacionais. Escolhido por um estudante do sétimo ano do estado da Virgínia, o nome Perseverance foi anunciado em março do ano passado. Alexander Mather teve a sugestão escolhida entre 28 mil inscrições feitas por alunos do ensino fundamental e médio dos Estados Unidos. O Perseverance, o novo robô que a Nasa enviou a Marte Nasa 'Sete minutos de terror' Alguns minutos antes de entrar na atmosfera de Marte, o robô se separou da parte de cruzeiro, que o abasteceu de combustível durante a viagem. Para tocar o solo do planeta vermelho, o Perseverance realizou uma manobra altamente delicada, chamada “sete minutos de terror”: nesse intervalo de tempo, o veículo teve de reduzir a velocidade de 20 mil km/h para 0 km/h. Por causa das medidas de segurança contra a Covid-19, a equipe que monitorou o pouso foi reduzida, e as pessoas ficaram separadas por placas de acrílico. No momento do pouso, os integrantes comemoraram com uma salva de palmas. Equipe da Nasa que monitorou o pouso de Perseverance comemora o momento da chegada do robô em Marte. Nasa O veículo espacial da Nasa é o terceiro a atingir Marte em uma semana, depois das missões da China e dos Emirados Árabes Unidos. VÍDEO: Animação mostra simulação do pouso do Perseverance Entenda a Mars 2020 Os cientistas acreditam que havia em Marte, entre 3 e 4 bilhões de anos atrás, um lago onde hoje está a cratera de Jezero. O local tem sedimentos similares aos encontrados na Terra, que podem conter vestígios de organismos. De acordo com a agência espacial americana, o Perseverance é um "cientista-robô" que pesa pouco mais de 1 tonelada. Ele conta com uma série de instrumentos: câmeras de engenharia, equipamentos nos braços, uma broca, uma estação meteorológica, instrumento de laser e câmeras para fazer panoramas coloridos, entre outros. O terreno de Marte será fotografado como nunca por 19 câmeras, para trazer informações sobre o clima e a geologia do planeta. Especialista explica processo de pouso do robô da Nasa em Marte VÍDEOS: mais notícias sobre ciência Veja Mais