Meu Feed

No mais...

Metrô de SP ganha aval para lançar concessão de 'naming rights' nas estações

Valor Econômico - Finanças O Metrô de São Paulo obteve aval para conceder os direitos de nomeação, os chamados "naming rights", das estações da capital paulista por ao menos 20 anos. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Crítica | The Flight Attendant traz mistério de personagem perseguida pelo caos

canaltech Em junho de 2021, chega ao Brasil mais uma plataforma de streaming: o HBO Max. O serviço, que é operado pela WarnerMedia e que vai substituir o HBO GO, desembarca por aqui trazendo uma infinidade de opções no catálogo, entre eles o sucesso The Flight Attendant, protagonizado por Kaley Cuoco, a eterna Penny de The Big Bang Theory. Batman de Pattinson vai compartilhar personagens com série Gotham do HBO Max True Detective pode voltar para 4ª temporada, diz HBO Harry Potter | HBO desmente série, mas não descarta explorar franquia no futuro A produção comandada por Greg Berlanti, conhecido por séries como Supergirl, Arrow e The Flash, mistura mistério e ação com um humor um tanto quanto sombrio. A trama acompanha a vida de Cassandra Bowden, ou simplesmente Cassie, uma comissária de bordo que, em uma das viagens, se envolve com um passageiro e acorda no dia seguinte com ele assassinado na cama do hotel em que estavam em Bangkok, sem saber o que aconteceu. The Flight Attendant é uma adaptação de livro de mesmo nome do autor Chris Bohjalian, publicado em 2018. Imagem: Divulgação/WarnerMedia Atenção: esta crítica contém spoilers da série The Flight Attendant! -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Cassie é construída com todas as suas fragilidades a assombrando. A comissária de bordo é o tipo de pessoa que atrai o caos e sabe disso, mas não consegue reagir por acreditar ser de sua natureza, com uma pitada de trauma da infância. Cassie, que nos primeiros episódios parece apenas gostar de beber, mesmo durante o trabalho, vai sendo revelada como uma verdadeira alcoólatra, com o problema a perseguindo desde quando era criança, quando o pai a convidava para beber com ele, sustentando o seu próprio vício e criando o da filha. Apenas essa bagagem de vida já seria suficiente para construir a história da personagem e a sua busca inconsciente pelo caos, como se viver uma vida exaustiva e nunca estar sóbria fosse uma espécie de tratamento medicinal contra os seus traumas. A história de Cassie começa a ser contada quando ela conhece Alex (Michiel Huisman), um executivo milionário, em um voo para a Tailândia. O envolvimento entre os dois começa ainda na aeronave, seguindo então para o hotel de luxo onde ele se hospedaria e, então, para o quarto. Imagem: Divulgação/WarnerMedia Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? O problema de Cassie com o alcoolismo é tamanho que ela não se lembra de tudo o que aconteceu naquela noite, muito menos do que aconteceu para o que rapaz fosse assassinado. É quando a série vira a chave do drama e se transforma em um grande mistério que estava apenas começando. A protagonista tenta, a todo custo, não ser pega pelo FBI, mas fugir não é o suficiente para ela, que decide investigar o que aconteceu, chegando a questionar se ela teria sido capaz disso por causa da bebida. Conforme as coisas vão acontecendo, descobrimos que essa, no entanto, foi a melhor decisão que ela poderia ter tomado, pois os responsáveis pela morte do rapaz também estão atrás dela, revelando um esquema de corrupção do qual Alex não queria fazer parte. A série, então, passa a ser uma produção de mistério e investigação, com Cassie mergulhada em suas paranoias. É difícil, no entanto, torcer pela personagem, mas não por acreditar que ela não mereça ser isenta desse problema ou por ela talvez não ser uma pessoa boa, e sim por ela sempre tomar as decisões erradas. É nítido que cada passo dado pela comissária de bordo precisa ser abastecido pela coragem, sentimento que é possível extrair da bebida. Constantemente ela tem minigarrafas de alguma bebida alcoólica que extravia dos seus voos, bebendo alguns goles sempre que precisa lidar com suas responsabilidades. Imagem: Divulgação/WarnerMedia Cassie é como um caos ambulante, mas todos que estão em sua volta parecem colaborar com isso, exceto o irmão. Davey (T.R. Knight), o também eterno George O'Malley de Grey's Anatomy, a enxerga como uma vítima do pai. A série consegue mostrar as fragilidades da personagem em meio a sua própria investigação sobre o que aconteceu, como se a sua mente a transportasse para uma nova dimensão, onde ela conversa com Alex morto e ele dá algumas dicas de onde ela deve seguir nessa busca. Enquanto a sua conversa com o falecido acontece, flashbacks com o pai surgem de forma dolorosa. The Flight Attendant não perde o ritmo e não economiza no humor sombrio, seja com os deslizes de Cassie como uma comissária alcoólatra e que está sempre atrás de ter relações sexuais, como pelo envolvimento dela na investigação e, futuramente, com Miranda (Michelle Gomez), uma criminosa que esteve com o casal no hotel e que sabe de tudo o que aconteceu. No começo da série, Cassie acredita ter sido a assassina de Alex, mas consegue provar que não, se tornando em algumas cenas a companheira da comissária na tentativa de capturar os culpados. Imagem: Divulgação/WarnerMedia Um dos momentos mais empolgantes de The Flight Attendant é quando descobrimos que a investigação de Cassie não é o único mistério da trama. A personagem Megan (Rosie Perez), que trabalha com a protagonista nos voos e a considera sua melhor amiga, deixa cair o perfil de pessoa solitária e sensível quando mostra que está vendendo informações sigilosas da empresa na qual o marido trabalha para o governo da Coreia do Norte. Além disso, outra grande reviravolta surge envolvendo o personagem Shane (Griffin Matthews), colega de Megan e Cassie, que se revela como um membro da CIA que está investigando as ações de Megan. Tudo isso surpreende o espectador da mesma forma que choca Cassie, que também não desconfiava das ações dos colegas, ainda que essas histórias não ofusquem a premissa principal da série. Imagem: Divulgação/WarnerMedia A série, por fim, consegue se consagrar como uma ótima adaptação de uma história de mistério, ação e humor, sem tornar os acontecimentos maçantes. A produção consegue mostrar a quem está assistindo todas as peças da investigação sem tornar o caso confuso, trazendo ainda a empatia necessária para que as atitudes de Cassie não sejam julgadas, mas sim compreendidas. A temporada chegou ao fim com o caso resolvido, mas trazendo um gancho para novos episódios que já estão confirmados. A trama foi indicada ao Globo de Ouro nas categorias de melhor comédia e melhor atriz para Kaley Cuoco. Netflix lidera indicações ao Globo de Ouro de 2021; confira a lista completa HBO Max ganha data de lançamento no Brasil; confira The Flight Attendant vai chegar junto com o HBO Max em junho. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Este é o mapa plano mais preciso que representa a Terra com menos distorções Italiano vacinado é contaminado pela variante brasileira do coronavírus O que aconteceu com os astronautas da NASA que foram à Lua? Conheça o passado, o presente e o futuro do programa espacial chinês Veja Mais

Financial Times: Google demite diretora de ética em inteligência artificial

Valor Econômico - Finanças O Google demitiu uma importante pesquisadora de inteligência artificial (IA) na sexta-feira. O afastamento — o segundo de uma executiva de alto nível nessa área — desperta uma atenção indesejada sobre a gestão de assuntos sensíveis pela empresa em IA e sobre o descontentamento interno em relação a questões de raça e diversidade. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

O que é um hacker?

O que é um hacker?

Tecmundo Um dos maiores rótulos já criados em nossa história tem o hacker como foco principal. Geralmente associado à criminalidade digital, a palavra significa muito mais do que toda a sua generalização. Embora muitos hackers tenham utilizado seu conhecimento para cometer crimes ao longo da história, a origem da palavra nos remete a outro comportamento. A expressão teve sua origem na palavra inglesa “hack”, que significa cortar algo de forma grosseira ou irregular. Nos Estados Unidos, ela foi associada aos programadores de computação, que utilizavam truques e artifícios para obter um comportamento diferente do original.Leia mais... Veja Mais

Anitta refaz conexão com MC Rebecca em single com funk 'Tô preocupada'

G1 Pop & Arte ♪ Enquanto aguarda a edição do álbum internacional Girl from Rio, previsto pela Warner Music para ser lançado em meados deste ano de 2021, Anitta volta ao mercado fonográfico brasileiro em nova parceria com MC Rebecca. Um ano e meio após o lançamento do funk Combatchy (André Vieira, Romeu R3, Wallace Vianna e Breder, 2019), cantado por Anitta e Rebecca com Lexa e Luísa Sonza, as duas cantoras cariocas se reúnem na gravação da música Tô preocupada. Programado pela gravadora Sony Music para ser lançado na noite de quinta-feira, 25 de fevereiro, o single Tô preocupada junta Anitta e MC Rebecca no registro de inédito funk de 150 BPM. O clipe será lançado na sexta-feira, 26. Capa do single 'Tô preocupada', de MC Rebecca com Anitta Reprodução Veja Mais

Como consultar o saldo do Cartão Cidadão

canaltech O Cartão Cidadão facilita o acesso do trabalhador a recursos como rendimento do PIS, Abono Salarial, saque do FGTS e parcelas do seguro-desemprego, todos os serviços fornecidos pela Caixa Econômica Federal. Para ter acesso ao cartão, é preciso ter direito a algum benefício trabalhista e pode ser emitido em alguma agência da Caixa ou ser solicitado por telefone. Como consultar e sacar o FGTS Emergencial online Seu Auxílio Emergencial foi bloqueado? Veja como resolver Aprenda como descobrir o número do PIS/PASEP pela Internet Para fazer a consulta, não é necessário possuir o cartão em mãos. Confira abaixo como consultar o saldo do seu Cartão Cidadão pelo site da Caixa Econômica. Além disso, é possível fazer a consulta pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800-726-0207 – das 10h às 18h. Como consultar o saldo do Cartão Cidadão Passo 1: abra o site da Caixa Econômica Federal, na página referente ao Cartão Cidadão; -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Acesse a página do Cartão Cidadão (Imagem: Guadalupe Carniel/Captura de tela) Passo 2: se já possuir cadastro na Caixa, insira os dados e clique em confirmar; Faça o login (Imagem: Guadalupe Carniel/Captura de tela) Passo 3: se não possuir cadastro, informe seu CPF ou NIS e clique em ''não sou um robô" e, posteriormente, em "Cadastrar senha"; o que direcionará a outra tela com os termos de uso; clique em "Aceitar". Confirme “Permissão para envio de e-mail" e, entre na sua caixa de e-mail; lá terá um link que te redirecionará para o site, para cadastrar sua senha e clique em confirmar; Caso não possua login, cadastre-se no site (Imagem: Guadalupe Carniel/Captura de tela) Passo 4: acesse o menu na parte superior, onde podem ser consultados os saldos. Para ver o saldo do FGTS, pode-se consultar o "Extrato" e "Saque Imediato do FGTS"; No menu é possível ver o saldo referente a diversos serviços (Imagem: Guadalupe Carniel/Captura de tela) Passo 5: o saldo do PIS também pode ser visto, ao clicar em "PIS" e em "Consulta a Pagamento"; É possível consultar o saldo do PIS (Imagem: Guadalupe Carniel/Captura de tela) Passo 6: para o seguro desemprego, clique nele e depois em "Consulte seu benefício"; E o saldo do seguro-desemprego também (Imagem: Guadalupe Carniel/Captura de tela) Pronto! Você já sabe como consultar o saldo referente ao seu Cartão Cidadão da Caixa Econômica Federal. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Este é o mapa plano mais preciso que representa a Terra com menos distorções Italiano vacinado é contaminado pela variante brasileira do coronavírus O que aconteceu com os astronautas da NASA que foram à Lua? Conheça o passado, o presente e o futuro do programa espacial chinês Veja Mais

Mais de 530 mil pedidos na fila do INSS são de benefícios assistenciais

G1 Economia Outros 277,5 mil dos pedidos em análise são benefícios por incapacidade, como auxílio-doença e aposentadoria por invalidez; em dezembro, havia 1.760.368 requerimentos na fila do Instituto Nacional do Seguro Social. Do total de 1.760.368 requerimentos na fila do Instituto Nacional do Seguro Social para análise em dezembro de 2020, 534.848 se referiam a benefícios assistenciais (BPC) e 277.470 eram benefícios por incapacidade, como auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. Os dados foram fornecidos ao G1 pelo Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP). Do total geral, 1.273.912 aguardavam a primeira análise do INSS e 486.456 benefícios estavam em exigência, ou seja, aguardando documentos dos segurados. Entre pedidos de benefícios assistenciais na fila à espera de análise do INSS e aguardando documentos dos segurados, 442.483 são referentes ao Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência e 89.088 são do Benefício Assistencial ao Idoso (leia mais sobre os benefícios abaixo). Presidente do INSS promete melhorar atendimento O Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência corresponde ainda a mais da metade dos pedidos na fila que aguardam documentação dos segurados (241,7 mil do total de 486,4 mil). A aposentadoria por tempo de contribuição vem em seguida, com 43,1 mil. Veja abaixo os cinco benefícios com maior número de pedidos na fila: Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência: 241.742 Aposentadoria por Tempo de Contribuição: 43.078 Pensão por Morte Urbana: 41.401 Auxílio Doença Previdenciário: 25.219 Aposentadoria por Idade Rural: 23.686 O IBDP não recebeu os números por benefícios na fila dentro dos que aguardam a primeira análise do instituto. INSS anuncia força-tarefa O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciou que, até 22 de março, 1.383 servidores trabalharão de forma exclusiva na análise administrativa de Benefícios de Prestação Continuada (BPC) para pessoas com deficiência, idosos e trabalhador portuário avulso. A força-tarefa envolverá servidores de todas as regionais do país e visa reduzir o estoque de requerimentos do BPC. A ação será focada nas avaliações sociais. A maior parte das exigências para a liberação dos benefícios, segundo o INSS, está relacionada ao Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico) e, para adiantar as análises, os segurados devem atualizar suas informações junto ao cadastro. O INSS diz ainda que está ampliando o número de servidores na análise e concessão de requerimentos, o que diminuirá tanto o tempo de concessão quanto o estoque de pedidos. Como funcionam os benefícios assistenciais O benefício assistencial, no valor de R$ 1.100 mensal, é pago a pessoas com deficiência e idosos acima de 65 anos de baixa renda, mesmo que não tenham feito nenhuma contribuição ao INSS. O beneficiário deve estar inscrito no Cadastro Único do governo. Para ter direito ao benefício, é necessário que o rendimento bruto mensal por pessoa da família seja de até 1/4 do salário mínimo (25%), o que corresponde a R$ 275. Os idosos têm a análise automatizada pelo Meu INSS, sem precisar ir à agência para levar os documentos que comprovem os requisitos. Mas, caso haja dúvida quanto à documentação apresentada, o INSS pode exigir, a qualquer tempo, os documentos originais. Os valores mensais gastos com medicamentos, alimentação especial, fraldas descartáveis e consultas médicas podem ser deduzidos da renda mensal bruta familiar. Já os pedidos de pessoas com deficiência devem passar pela perícia do INSS. Por causa da pandemia, os beneficiários tiveram a antecipação do BPC no valor de R$ 600 até novembro, assim como os segurados com direito a auxílio-doença, que receberam um salário mínimo. Novos prazos de análise Um acordo do INSS com o Ministério Público Federal (MPF) e a Defensoria Pública da União (DPU), homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em dezembro do ano passado, prevê novos prazos para a concessão de benefícios, atualmente em 45 dias. No caso dos benefícios assistenciais, o prazo será de 90 dias. Esses prazos entrarão em vigor em junho deste ano. Veja abaixo: Salário-maternidade: 30 dias Aposentadoria por invalidez comum e acidentária: 45 dias Auxílio-doença comum e por acidente do trabalho: 45 dias Pensão por morte: 60 dias Auxílio-reclusão: 60 dias Auxílio-acidente: 60 dias Benefício assistencial à pessoa com deficiência: 90 dias Benefício assistencial ao idoso: 90 dias Aposentadorias, salvo por invalidez: 90 dias Motivos da demora De acordo com Leandro Madureira, advogado especialista em Direito Previdenciário e sócio do escritório Mauro Menezes & Advogados, a concessão do BPC não é tão rápida porque demanda maior análise da situação de renda e vulnerabilidade da pessoa, o que pode atrasar o procedimento. O advogado previdenciário João Badari, sócio do escritório Aith, Badari, Luchin e Advogados, recomenda que o interessado busque por auxílio jurídico no caso do indeferimento do BPC. "O primeiro passo é procurar um especialista para que este verifique se o benefício era realmente devido. Caso tenha sido ilegalmente negado ou cessado, este advogado poderá entrar com uma ação judicial demonstrando para o juiz que o INSS errou", afirma. Para Diego Cherulli, vice-presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), apesar da redução dos processos que aguardam perícia médica, os benefícios assistenciais não seguem o mesmo ritmo, visto que o número continua crescendo, pela impossibilidade de realização de alguns atos, por conta da pandemia, e da ausência de meios substitutivos. “As pessoas com deficiência ou idosos em miserabilidade que necessitam dos benefícios assistenciais são muito vulneráveis e necessitam de pronto atendimento”, diz. Assista a mais notícias de Economia: Veja Mais

Cidades da região de Campinas iniciam semana com 474 vagas de emprego disponíveis; veja lista

G1 Economia Interessados podem se candidatar a partir de segunda-feira (22). Em virtude da pandemia, a recomendação é que os atendimentos sejam feitos por telefone ou com horário agendado. PATs abrem 472 vagas de emprego em 8 cidades da região de Campinas Agência Brasil Os Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs) de Americana (SP), Campinas (SP), Espírito Santo do Pinhal (SP), Indaiatuba (SP), Itapira (SP), Jaguariúna (SP), Mogi Guaçu (SP) e Mogi Mirim (SP) oferecem, juntos, 474 oportunidades de emprego nesta segunda-feira (22). Veja, abaixo, a lista completa. As vagas são para diversos níveis de escolaridade e destinadas a candidatos de todos os gêneros. Além disso, há oportunidades exclusivas para pessoas com deficiência (PCD). Por conta da pandemia, os atendimentos estão acontecendo pela internet ou com agendamento. Os PATs informam que as vagas estão sujeitas a alterações a qualquer momento, por isso, os candidatos devem ficar atentos aos sites das prefeituras. Americana - 76 vagas O PAT de Americana oferece 76 vagas de empregos. Os interessados precisam cadastrar o currículo no site da prefeitura. O telefone para tirar dúvidas é (19) 3461-0289. Açougueiro (a) - 1 vaga; Ajudante de cozinha - 2 vagas; Ajudante de cozinha - 1 vaga; Ajudante geral/limpeza - 1 vaga; Assistente de vendas - 1 vaga; Auxiliar administrativo - 1 vaga; Auxiliar contábil - 1 vaga; Auxiliar de almoxarifado/abastecedor - 1 vaga; Auxiliar de comércio - 1 vaga; Auxiliar de corte/confecção - 1 vaga; Auxiliar de produção - 1 vaga; Costureiro (a) - 33 vagas; Cozinheiro (a) - 2 vagas; Eletricista automotivo - 1 vaga; Encanador (a) eletricista - 2 vagas; Faxineiro (a) - 2 vagas; Jardineiro (a) - 1 vaga; Manutenção em extrusoras e impressoras flexográficas - 2 vagas; Mecânico (a) automotivo - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção de bombas centrífugas - 1 vaga; Mecânico (a) de máquina têxtil - 1 vaga; Mecânico (a) de refrigeração - 1 vaga; Motorista entregador (a) - 1 vaga; Oficial de cozinha - 1 vaga; Operador (a) de rama - 2 vagas; Operador (a) de router/ CNC e corte a laser -1 vaga; Pintor (a) - 3 vagas; Pintor (a) de móveis - 2 vagas; Operador (a) torno CNC - 1 vaga; Promotor (a) de vendas - 1 vaga; Serralheiro (a) - 1 vaga; Tecelão - 1 vaga; Vendedor (a) interno (a) - 1 vaga; Zelador - 2 vagas. Campinas - 67 vagas Campinas tem 67 vagas de emprego disponíveis. Por conta da pandemia do coronavírus, os interessados devem agendar o atendimento pelo telefone 156. Açougueiro (a) - 1 vaga; Analista de transporte em comércio exterior - 1 vaga exclusiva para PCD; Aprendiz de frentista - 4 vagas; Armador (a) de ferragens na construção civil - 2 vagas; Assistente administrativo - 5 vagas exclusivas para PCD; Atendente de informações - 2 vagas exclusivas para PCD; Auxiliar de laboratório de análises clínicas - 2 vagas exclusivas para PCD; Azulejista - 12 vagas; Controlador (a) de entrada e saída - 2 vagas; Encanador (a) - 1 vaga; Instalador (a) de painéis - 3 vagas; Manobrista - 5 vagas; Mecânico (a) de manutenção de máquinas de construção civil - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção de instalação de aparelhos de climatização e refrigeração - 1 vaga; Motorista carreteiro (a) - 2 vagas; Pedreiro (a) - 2 vagas; Pintor (a) de obras - 10 vagas; Programador (a) de sistemas de informação - 5 vagas exclusivas para PCD; Serralheiro (a) - 3 vagas; Técnico (a) de manutenção eletrônica - 1 vaga; Técnico (a) em ferramentas elétricas - 1 vaga; Vendedor (a) de materiais de construções - 1 vaga; Para acompanhar mudanças no quadro de vagas ou conferir detalhes, acesse a página do CPAT. Espírito Santo do Pinhal - 18 vagas Espírito Santo do Pinhal tem 18 vagas de emprego abertas. Os currículos devem ser enviados para o e-mail vagas.patpinhal@gmail.com ou os interessados podem entrar em contato com a unidade pelo telefone (19) 3661-2114. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h30. Mecânico (a) de automóveis - 1 vaga; Motorista de ônibus urbano - 1 vaga; Cortador (a) de tecidos - 1 vaga; Pintor (a) industrial - 1 vaga; Montador (a) de estruturas metálicas -1 vaga; Desenhista mecânico - 1 vaga; Auxiliar de produção - 1 vaga; Estagiário (a) em publicidade - 1 vaga; Jardineiro - 1 vaga; Vendedor (a) externo (a) - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção de máquinas - 1 vaga; Lavador (a) de carros - 1 vaga; Auxiliar mecânico de motocicletas - 1 vaga; Mecânico (a) de motocicletas - 1 vaga; Costureiro (a) - 1 vaga; Operador (a) de produção - 1 vaga; Aprendiz - 1 vaga; Assistente de departamento pessoal - 1 vaga. Indaiatuba - 122 vagas O PAT de Indaiatuba reúne 120 vagas de emprego. Embora continue com o atendimento presencial das 7h às 15h45, na Rua 24 de Maio, 1.670, a unidade pede aos interessados que entrem em contato pelo telefone (19) 3816-9252 na pandemia. Açougueiro (a) - 1 vaga; Ajudante de cozinha - 1 vaga; Ajudante de eletricista - 1 vaga; Ajudante de obras - 1 vaga; Analista administrativo - 1 vaga; Analista de negócios - 1 vaga; Armador (a) de ferragens na construção civil - 2 vagas; Assistente de vendas - 4 vagas; Atendente de lanchonete - 2 vagas; Auxiliar Administrativo - 3 vagas; Auxiliar Contábil - 1 vaga; Auxiliar de cozinha - 2 vagas; Auxiliar de limpeza - 2 vagas; Auxiliar de marceneiro - 3 vagas; Auxiliar de produção - 3 vagas; Auxiliar de vidraceiro - 1 vaga; Auxiliar logístico - 1 vaga; Auxiliar mecânico de ar condicionado - 1 vaga; Auxiliar mecânico de refrigeração - 1 vaga; Auxiliar torneiro mecânico - 1 vaga; Babá - 2 vagas; Caldeireiro (a) Montador - 1 vaga; Carpinteiro (a) - 1 vaga; Chapista de Lanchonete - 1 vaga; Chefe de Cozinha - 1 vaga; Chefe de serviços de limpeza - 1 vaga; Coletor (a) de lixo domiciliar - 1 vaga; Consultor (a) de Vendas - 1 vaga; Coordenador (a) de restaurante - 1 vaga; Costureiro (a) - 3 vagas; Cozinheiro (a) - 3 vagas; Cuidador (a) de animais - 1 vaga; Cuidador (a) de idosos - 1 vaga; Desenhista mecânico - 1 vaga; Desenvolvedor (a) de Plataforma Web - 1 vaga; Eletricista - 5 vagas; Eletricista de manutenção industrial - 1 vaga; Encarregado (a) eletromecânico de instalações - 1 vaga; Enfestador (a) - 1 vaga; Extrusor de fios ou fibras de vidro - 1 vaga; Fresador (a) - 1 vaga; Garçom/Garçonete - 1 vaga; Gari - 1 vaga; Gerente Comercial - 1 vaga; Instrutor (a) de aprendizagem e treinamento industrial - 1 vaga; Jardineiro (a) - 1 vaga; Marceneiro (a) - 2 vagas; Mecânico (a) de manutenção de máquina industrial - 1 vaga; Mecânico (a) de montagem de máquinas - 1 vaga; Mecânico (a) de refrigeração - 1 vaga; Montador (a) de estruturas metálicas - 1 vaga; Montador (a) de estruturas metálicas - 1 vaga; Montador (a) de móveis - 2 vagas; Montador (a) soldador - 1 vaga; Motorista de caminhão - 4 vagas; Oficial de Manutenção Predial - 1 vaga; Oficial de serviços gerais - 2 vagas; Oficial de serviços gerais na manutenção de edificações - 4 vagas; Operador (a) de empilhadeira - 1 vaga; Operador (a) de estação de tratamento de agua e efluentes - 1 vaga; Operador (a) de máquinas-ferramenta convencionais - 2 vagas; Operador (a) de retroescavadeira - 1 vaga; Operador (a) de telemarketing ativo - 2 vagas; Operador de torno com comandos numéricos - 1 vaga; Padeiro (a) confeiteiro - 1 vaga; Pedreiro (a) - 2 vagas; Pintor (a) industrial - 1 vaga; Pizzaiolo (a) - 1 vaga; Porteiro (a) - 2 vagas; Preparador (a) de torno automático - 1 vaga; Projetista de móveis - 2 vagas; Recepcionista - 2 vagas; Servente de obras - 1 vaga; Técnico (a) de enfermagem - 1 vaga; Técnico (a) eletrônico - 1 vaga; Técnico (a) em eletro mecatrônica - 1 vaga; Técnico (a) em manutenção de máquinas - 1 vaga; Torneiro (a) mecânico - 1 vaga; Traçador (a) de caldeiraria - 1 vaga; Vendedor (a) no comércio de mercadorias - 4 vagas; Vidraceiro (a) - 1 vaga; Vigilante - 1 vaga. Itapira - 42 vagas A cidade de Itapira oferece 42 vagas de emprego no PAT. Os interessados devem enviar ao PAT o currículo atualizado, com número do PIS e a vaga pretendida. O endereço de e-mail é postoatendimentoitapira@gmail.com. Ajudante geral - 2 vagas; Alimentador de linha de produção - 1 vaga; Assistente administrativo - 1 vaga; Auxiliar de limpeza - 1 vaga; Auxiliar de produção - 1 vaga; Auxiliar de mecânico - 1 vaga; Auxiliar de operações logísticas - 1 vaga; Balconista - 1 vaga; Caseiro (a) - 2 vagas; Serviços domésticos - 1 vaga; Eletricista instalador - 1 vaga; Entregador(a) de mercadorias - 1 vaga; Faturista - 1 vaga; Gerente de vendas - 1 vaga; Instalador(a) de ar-condicionado - 1 vaga; Marceneiro(a) - 1 vaga; Mecânico(a) automotivo em usina - 1 vaga; Mecânico(a) de caminhão - 1 vaga; Moldador(a) manual - 1 vaga; Moldador(a) mecanizado - 1 vaga; Motorista Carreteiro - 1 vaga; Motorista de aplicativo - 1 vaga; Motorista de caminhão - 1 vaga; Operador(a) de centro de usinagem - 1 vaga; Operador(a) de furadeira - 2 vagas; Operador(a) de colhedora - 1 vaga; Operador(a) de torno CNC - 2 vagas; Porteiro(a) - 1 vaga; Serralheiro(a) - 1 vaga; Serviços gerais - 2 vagas; Supervisor de vendas - 1 vaga; Trabalhador(a) agrícola - 1 vaga; Tratorista agrícola - 1 vaga; Técnico(a) de manutenção industrial - 1 vaga; Torneiro(a) mecânico - 1 vaga; Vendedor(a) - 1 vaga; Vendedor(a) externo - 1 vaga; Jaguariúna - 41 vagas Jaguariúna oferece 41 oportunidades no PAT. Os interessados devem acessar o site da unidade para agendar um horário e posteriormente comparecer presencialmente. Ajudante de manutenção de equipamento de informática - 1 vaga; Ajudante de motorista - 1 vaga; Ajudante geral de limpeza - 1 vaga; Assistente administrativo - 1 vaga; Atendente balconista - 1 vaga; Atendente de locação - 1 vaga; Auxiliar de compras - 1 vaga; Auxiliar de cozinha - 1 vaga; Auxiliar de dentista - 1 vaga; Auxiliar de expedição - 1 vaga; Auxiliar de manutenção predial - 1 vaga; Auxiliar de pizzaiolo - 1 vaga; Auxiliar de produção - 1 vaga; Auxiliar de refrigeração - 1 vaga; Auxiliar financeiro - 1 vaga; Costureiro (a) - 1 vaga; Designer gráfico (a) - 1 vaga; Encarregado (a) de lavanderia - 1 vaga; Enfermeiro (a) - 1 vaga; Fonoaudiólogo (a) - 1 vaga; Líder de produção - 1 vaga; Mecânico (a) de auto - 1 vaga; Motorista autônomo (a) por aplicativo - 1 vaga; Motorista carreteiro (a) - 1 vaga; Motorista de caminhão - 2 vagas; Operador (a) de caixa - 2 vagas; Operador (a) de máquina de terraplanagem - 1 vaga; Operador (a) de mini escavadeira - 1 vaga; Operador (a) de retroescavadeira - 1 vaga; Pedreiro (a) - 1 vaga; Porteiro (a) - 1 vaga; Preparador (a) acabamentista de autos - 1 vaga; Promotor (a) de vendas - 1 vaga; Técnico (a) de enfermagem - 1 vaga; Técnico (a) em segurança do trabalho - 1 vaga; Técnico (a) instalador (a) - 1 vaga; Terapeuta ocupacional - 1 vaga; Tratador (a) de cavalos - 1 vaga; Vendedor (a) de auto peças - 1 vaga; Há vagas disponíveis também para prestadores de serviço que emitam nota fiscal. Os interessados devem mandar currículo para o endereço pat.jaguariuna@gmail.com. Mogi Guaçu - 91 vagas Mogi Guaçu tem 36 oportunidades para preenchimento com 91 vagas, mas não informou a quantidade de vagas por cargo. Os candidatos devem agendar atendimento no Paço Municipal às segundas, quartas e sextas, das 9h às 16h, pelos telefones (19) 3841-7323 ou 3891-5300. Ajudante de montador de estruturas metálicas Auxiliar de almoxarifado Auxiliar de mecânico Auxiliar financeiro Auxiliar de linha de produção Atendente de telemarketing Carpinteiro(a) Corretor(a) de imóveis Desentupidor(a) Eletricista instalador Lavador(a) de carretas Marceneiro(a) Mecânico(a) de automóveis Mecânico(a) de motocicletas Mecânico(a) de motor a diesel Operador(a) de monitoramento Montador(a) de estruturas metálicas Motorista de caminhão Motorista de ônibus Motorista operador de betoneira Operador(a) de extrusora Operador(a)de máquinas Operador(a) de pá carregadeira Operador(a) de retroescavadeira Operador(a) de torno CNC Pedreiro(a) Serralheiro(a) Supervisor(a) de fundição Técnico(a) em manutenção eletrônica Técnico(a) em manutenção de máquinas Terapeuta ocupacional Vendedor(a) A página da unidade pode ser consultada. Mogi Mirim - 17 vagas Mogi Mirim oferece 17 oportunidades de emprego. Interessados devem comparecer ao PAT, localizado na Avenida Adib Chaib, nº 2250, Espaço Cidadão e apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e Currículo. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h. Ajudante de instalação de ar condicionado - 1 vaga; Analista de custos - 1 vaga; Auxiliar administrativo - 1 vaga exclusiva para PCD; Consultor (a) de vendas - 1 vaga; Costureiro (a) - 1 vaga; Eletricista - 1 vaga; Eletricista automotivo - 1 vaga; Eletricista instalador - 1 vaga; Eletromecânico (a) - 1 vaga; Instalador (a) de ar condicionado - 1 vaga; Motorista entregador (a) - 1 vaga; Oficial de manutenção - 1 vaga; Operador (a) de escavadeira hidráulica - 1 vaga; Operador (a) de retroescavadeira - 1 vaga; Pedreiro (a) - 1 vaga; Supervisor (a) operacional - 1 vaga; Torneiro mecânico fresador - 1 vaga; VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas Veja Mais

Anjo

em - Internacional Veja Mais

Rejeição a Silva e Luna pode desencadear crise ainda mais traumática para Petrobras, avaliam conselheiros

Valor Econômico - Finanças Alguns membros do colegiado, contudo, já consideram a saída de Roberto Castello Branco como passo inevitável Embora a intervenção do presidente Jair Bolsonaro na troca do comando da Petrobras tenha sido mal recebida pelo conselho de administração da companhia, alguns membros do colegiado já consideram a saída de Roberto Castello Branco como um passo inevitável. Na avaliação de três conselheiros, a rejeição do CA ao nome do general da reserva Joaquim Silva e Luna, sugerido pelo governo, pode desencadear numa crise com a União ainda mais traumática para o interesse dos demais acionistas. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

XP rebaixa recomendação para Petrobras de ‘neutro’ para ‘venda’

Valor Econômico - Finanças Consultora divulgou decisão em relatório intitulado “Não há mais como defender, rebaixamos para venda” A onda de incertezas em torno da Petrobras deixa a empresa quase sem defesa contra uma onda de venda de suas ações. Hoje, a XP Investimentos rebaixou a recomendação das ações da Petrobras de neutro para venda em relatório intitulado “Não há mais como defender, rebaixamos para venda”, no qual o preço-alvo foi revisado, de R$ 32 para R$ 24 nas ações ordinárias e preferenciais. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Vale descarta risco de problemas em complexo de Itabira devido a chuvas

Valor Econômico - Finanças Segundo a companhia, estruturas estão com nível 1 de segurança e “se mantêm dentro dos parâmetros de segurança adequados" A Vale informou neste domingo (21) que as barragens de rejeitos do Complexo de Itabira, nas cidades de Itabira e Santa Maria de Itabira, não apresentam riscos de problemas em função das fortes chuvas que atingem a região central de Minas Gerais. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Rio investiga possíveis casos da variante britânica do novo coronavírus

Valor Econômico - Finanças Homem com caso confirmado da mutação participou de reunião de família com ao menos oito pessoas em Nova Friburgo Profissionais da Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Rio descobriram que o homem com caso confirmado da variante britânica do coronavírus participou de reunião de família com ao menos oito pessoas em Nova Friburgo, dias antes de apresentar os sintomas. Uma equipe técnica esteve no local para a investigação epidemiológica, e o dono da casa relatou que foi diagnosticado com covid-19 um dia depois do evento, o que foi confirmado por teste rápido. Ele já se recuperou da doença e relata não ter viajado nem tido contato com alguém que tenha viajado para locais onde a variante do vírus esteja circulando. Como não foi coletado material para análise na época em que estava doente, não será possível realizar sequenciamento genético para confirmar se ele também teve covid-19 a partir da infecção da variante britânica do vírus. O homem cuja infecção foi comprovadamente atribuída à variante mora na cidade do Rio, teve apenas sintomas leves e já se recuperou da doença. Até ontem, havia 13 casos de covid-19 em investigação por possíveis relações com as novas variantes do coronavírus no Estado. São considerados suspeitos pacientes com sinais e sintomas de covid-19 que tenham histórico de viagem ou contato com pessoas oriundas de outros Estados e/ou países com circulação de novas variantes. Casos confirmados A Secretaria Estadual de Saúde do Rio já confirmou cinco casos relacionados a mutações do coronavírus, sendo um da variante britânica e quatro da variante brasileira, identificada pela primeira vez em Manaus. Dois dos pacientes com a cepa brasileira morreram, sendo um morador de Belford Roxo e outro paciente oriundo de Manaus. "A SES reforça que, em ambos os casos, não é possível afirmar que houve agravamento dos quadros devido à mutação do vírus." Entre esses cinco pacientes, quatro adquiriram a doença dentro do próprio Estado, o que confirma que as cepas já estão circulando ao menos na capital, e, provavelmente, também nas cidades de Nova Friburgo e Nova Iguaçu. Apesar disso, a secretaria alerta aos demais municípios que é possível que a circulação seja mais ampla, devido à mobilidade de pessoas na região metropolitana. Veja Mais

A conectividade pós-pandemia: uma nova fronteira de oportunidades

A conectividade pós-pandemia: uma nova fronteira de oportunidades

Tecmundo A Covid-19 ocasionou no último ano mudanças sem precedentes em praticamente todos os países do mundo. Como consequência, promoveu abalos significativos nos mais diferentes setores econômicos. Impactou não somente o volume de vendas ou performance em muitas segmentos, mas também atingiu de forma radical o comportamento do consumidor. Empresas e pessoas ainda estão se adaptando para atuar e viver em um mundo que passou – e continua a passar – por modificações permanentes.Algumas práticas já estão de forma mais natural incorporadas ao dia a dia, como as videoconferências, os serviços de delivery e compras de produtos online. Certamente a pandemia se tornou um grande acelerador de tendências e empresas que já possuíam um processo de transformação digital em curso puderam aproveitar o momento para se consolidarem e crescerem em seus respectivos mercados.Leia mais... Veja Mais

ANÁLISE: As estatais e os crimes de responsabilidade

Valor Econômico - Finanças Para Marcelo Trindade, é induvidoso que o presidente Bolsonaro violou tanto o direito dos sócios da Petrobras quanto o interesse público (Atualizado às 14h37) Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

O que é Twitter Spaces?

O que é Twitter Spaces?

Tecmundo O Spaces é um novo recurso do Twitter que permite que seus usuários criem salas de bate papo em áudio ao vivo, de modo que as conversas podem ser abertas para que todos na sala falem ou controladas de acordo com o desejo do moderador da sala. Em 2020, o Twitter realizou alguns testes de tweets de voz, o que parece ter sido o primeiro passo para o que é hoje o Twitter Spaces, que, por sua vez, chega em um momento bem oportuno, com a popularização de apps como Clubhouse, que apresenta proposta similar, mas até o momento só está disponível para dispositivos iOS.Leia mais... Veja Mais

Este é o mapa plano mais preciso que representa a Terra com menos distorções

canaltech Os cartógrafos vêm se esforçando há séculos para buscar formas de representar nosso planeta em duas dimensões, mas sem mostrar grandes distorções em relação à realidade. Agora, um trio de pesquisadores criou um mapa que mostra nosso planeta de forma circular e tão achatado quanto um disco, que permite visualizarmos a Terra de forma menos distorcida em suas duas faces. Veja como seria a Terra se observada por um alienígena em um mundo distante Entenda por que uma excursão à Antártida não provará que a Terra é plana A Terra está girando mais rápido, mas o ano não vai "passar voando"; entenda A distorção é o maior desafio dos mapas: a famosa projeção de Mercator, muito utilizada no ambiente escolar, representa bem as formas dos continentes, mas ela distorce bastante as áreas próximas aos polos: “um mapa que é bom para uma coisa pode não ser tanto para representar outras”, explica J. Richard Gott, astrofísico que criou a nova representação junto do matemático Robert Vanderbrei e do físico David Goldberg. Assim, eles trabalharam em um mapa radicalmente diferente, plano como um disco de vinil e com duas faces. Confira como este mapa representa a Terra: -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Apesar de esta parecer uma construção óbvia, ela resolve os problemas de transformar o globo terrestre em uma representação bidimensional sem perder a facilidade de armazenamento e produção, que são típicas dos planisférios. Gott teve esta ideia após trabalhar com poliedros, figuras geométricas com várias faces, e começou a desenvolver projeções com formas regulares e coladas face a face, até que chegou neste formato. O mapa permite tanto mostrar o Ocidente e o Oriente em suas faces quanto os hemisférios Sul e Norte — e, aqui, há a vantagem de o equador ficar bem no limite do mapa. Para os pesquisadores, este é o mapa plano mais preciso já feito para representar a Terra: “nenhum mapa que mostre a esfera achatada vai ser perfeito, mas o nosso funciona melhor que os anteriores por diminuir os erros nas formas locais, áreas, inclinações, distâncias e desenho das fronteiras”, explica Gott. “Para ver o globo todo, você precisa girá-lo; para ver todo o nosso novo mapa, você só precisa virá-lo”, completa. De acordo com eles, as distâncias entre os oceanos e os polos são fáceis de medir neste mapa, e essa pode ser uma ferramenta útil para o ensino: “uma caixa fina poderia guardar mapas planos frente e verso com todos os planetas e luas do Sistema Solar, ou até dados físicos da Terra, fronteiras políticas, idiomas, entre outro”, diz Gott. Vale lembrar que, mesmo com as melhorias apresentadas por eles, o mapa em disco ainda apresenta algumas distorções. O artigo com os resultados do estudo foi publicado no repositório online arXiv, e ainda não passou pela revisão de pares. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Giro da Saúde: coronavírus híbrido; bebida alcoólica e vacina; sequelas da COVID Cidade Invisível | Conheça as lendas do folclore que estão na série da Netflix Cães podem detectar COVID-19 com incrível precisão, diz estudo O céu (não) é o limite | Perseverance em Marte, meteoro em Júpiter e mais! Veja Mais

Apex-Brasil abre concurso para analista com salário de R$ 7,6 mil

G1 Economia Seleção é para formação de cadastro de reserva para cargos de nível superior, para atuação em Brasília. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) abriu processo seletivo para formação de cadastro de reserva para o cargo de analista, para atuação em Brasília. O salário é de R$ 7.654,75. Veja o edital no site do Cebraspe A seleção é para as áreas de processos jurídicos, processos contábeis e tecnologia da informação e comunicação. Os candidatos devem ter curso de graduação nas seguintes áreas: Direito Ciências Contábeis Ciência da Computação, Sistemas de Informação, Engenharia da Computação, Engenharia de Software, Processamento de Dados, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Bancos de Dados, Redes de Computadores, Gestão da Tecnologia de Informação, Ciência de Dados, Segurança da Informação, Engenharia de Produção, Engenharia Eletrônica ou Engenharia Mecatrônica É exigida ainda experiência de acordo com a área do cargo. As inscrições devem ser feitas até 15 de março pelo site https://www.cebraspe.org.br/concursos/APEX_BRASIL_21_ANALISTA. A taxa é de R$ 82,57. A seleção terá prova objetiva, prova discursiva, avaliação de títulos e de experiência profissional e avaliação oral por competências. Todas as etapas serão realizadas em Brasília. As provas objetiva e discursiva serão em 11 de abril. Assista a mais notícias de Economia: Veja Mais

Fachin assume lugar de Celso de Mello nas críticas a Bolsonaro e aos militares

O Tempo - Política Ministro já citou a "remilitarização do governo civil" como um dos sete sintomas que revelam a existência da "corrupção da democracia" Veja Mais

Brasil aplicou mais de 7 milhões de doses de vacina

Valor Econômico - Finanças O Brasil registrou 554 mortes pela Covid-19 e 29.035 novos casos da doença neste sábado (20). São, ao total, 246.560 óbitos e 10.167.300 pessoas infectadas pelo coronavírus Sars-CoV-2 desde o início da pandemia. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Inovação vs tabu: health tech quer medir como seu corpo reage à cannabis

canaltech Sistema endocanabinoide — você já ouviu falar dele? De acordo com estudos clínicos e experimentais recentes, nós, seres humanos, temos no nosso organismo um sistema biológico dotado de neurotransmissores que se ligam a proteínas encontradas na cannabis, ou maconha. Em outras palavras, a ciência revelou que cada um de nós tem no corpo uma fisiologia que funciona em resposta aos componentes da planta. E, antes que pensemos na erva fumada, usada para uso recreativo, já vamos adiantar que, para além dos efeitos psicotrópicos da maconha (a famosa onda, ou brisa), existem diversos derivados da cannabis que, dia a após dia, se mostram terapêuticos não só para doenças degenerativas, como também para distúrbios neurológicos, psicológicos, psicomotores e até mesmo para patologias como fibromialgia e AIDS. Em outras palavras: a cannabis tem propriedades medicinais que vão muito além dos efeitos psicotrópicos. Dos mais de 500 compostos diferentes presentes na planta, aproximadamente 85 recebem a terminologia "canabinoide". Mesmo que nunca tenhamos tido contato algum com a planta, estudos recentes mostram que temos um sistema responsável por regular o equilíbrio das funções do organismo, desempenhando funções como regulação de temperatura corporal, da fome e do sono, determinando nossos níveis de sensibilidade à dor e até desempenhando funções autoimunes e neuroprotetoras. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Sistema endocanabinoide: todo mundo tem receptores para a cannabis (Imagem: Reprodução/Proprium) Buscando quebrar tabus e apoiar-se na tendência dos testes farmacogenéticos, realizados online, pelos quais um paciente pode descobrir muito sobre o que seu genótipo diz sobre si mesmo, o brasileiro Fabrício Pamplona, co-fundador da health tech Proprium, contou ao Canaltech como a companhia resolveu inovar e trazer para o nosso país um teste que se baseia no seu DNA para determinar se você pode ou não usar remédios à base da planta, prescritos por um médico especialista. Cannabis e medicina Na última década, uma reviravolta envolvendo cannabis tem sacudido a área de pesquisa em saúde, principalmente após alguns medicamentos com compostos da planta terem demonstrado efeitos positivos em pacientes com as mais diversas patologias. O foco desta matéria não é o uso recreativo da erva, mas sim os efeitos dos canabinoides no organismo de forma terapêutica, a partir de extratos que não causam "chapação" alguma. Para isso, é necessário entender os efeitos de dois dos principais canabinoides: o THC (tetrahidrocanabidiol) e o CBD (canabidiol). Exclusivas da planta, essas moléculas se ligam a receptores do corpo humano, chamados de CB1 e CB2, podendo gerar sensações anestésicas e terapêuticas. A principal diferença entre eles é que o THC é responsável pelos efeitos psicoativos da planta, categorizado como um psicotrópico depressor, analgésico e neuroprotetor, enquanto o CBD possui ações terapêuticas, anti-inflamatórias e antioxidantes, sendo inclusive capaz de modular a atividade neuronal (bem como os efeitos do THC) e agir sobre aproximadamente 40 "alvos" — desde insônia a epilepsia refratária. É por isso que a oferta no mercado de compostos à base de cannabis varia de acordo com a legislação local, que de maneira geral regula, principalmente, a proporção de THC, que costuma ser mais limitada, por ser um psicotrópico neurodepressor de ação rápida. Em contrapartida, os limites nas proporções de CBD são mais raros. Regulamentados no Brasil, medicamentos à base de cannabis podem ser comercializados em farmácia, desde que importem a matéria prima (Imagem: Oliver King/Pexels) Em dezembro de 2019, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou num novo regulamento para registro de produtos à base de cannabis para fins medicinais, em todo o país, estabelecendo parâmetros de qualidade. A partir dessa data, foi determinado que produtos à base de cannabis poderiam ser comercializados, mas não plantados. Caso empresas queiram produzir os produtos em território nacional, terão de importar somente o extrato da planta, já que o seu cultivo permanece ilegal. O consumo recreativo também continua ilegal e o ato de comprar ou vender fora destes estabelecimentos configura crime no Brasil. A medida entrou em vigor em 10 de março de 2020. Se hoje temos acesso — muito embora o preço cobrado seja um grande impeditivo — a fitofármacos derivados do cânhamo, é porque a venda de CBD já está autorizada no Brasil. No entanto, a matéria-prima deve ser exclusivamente importada, já que não se pode plantar por livre e espontânea vontade em solo nacional sem, antes, conseguir uma liminar na justiça comprovando a necessidade do uso terapêutico da erva. E embora cada vez mais médicos estejam prescrevendo cannabis no país, ainda não é fácil encontrar um em cada cidade. Isso não quer dizer que, nas pesquisas, o THC não esteja sendo empregado para tratar determinadas afecções, como é o caso do glaucoma (aumento da pressão ocular). Em busca de entender os mecanismos dessas moléculas, a forma como seres humanos as metabolizam e os efeitos resultantes desses metabólitos, Pamplona idealizou um teste genético que traça o perfil de cada pessoa e seus receptores, o que auxilia tanto paciente quando médico a determinar uma dosagem correta com o composto correto para o tipo de doença ou distúrbio apresentado na consulta. Farmacologista de formação, especialista em canabinóides, conselheiro do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e diretor científico da Proprium — health tech que mescla tecnologia e medicina para oferecer ferramentas disruptivas a pacientes e médicos — Pamplona explicou, em entrevista ao Canaltech, que a base de sua área de atuação é entender como os medicamentos são capazes de tratar sintomas. E a genética fica responsável pelo outro lado, da medicina personalizada: o que o paciente vai fazer com determinada substância circulando em seu organismo? Ele tem algum indicativo em sua biologia que sugere eficácia de determinados fármacos? Ou, pelo contrário, que não sugere eficácia alguma? Fabrício Pamplona conta ao CT sobre a health tech e a ideia de vasculhar o DNA das pessoas com base no sistema endocanabinoide (Imagem: Bruno Ropelato) "Se a gente puder identificar dentro de um arsenal terapêutico qual substância se adequa melhor à biologia do paciente, ótimo! Felizmente, a genética já está pronta para fazer isso", revela Pamplona sobre sua ideia que virou um teste genético chamado MyCannabis Code. A Proprium, aliás, possui quatro testes no total, todos vitalícios, que visam traçar perfis farmacogenéticos, de aptidão física, nutricionais e, claro, baseados no sistema endocanabinoide. A startup funciona de maneira internacional, já que opera nos mercados brasileiro, europeu e americano. Painel genético: assertividade longe de efeitos adversos Com base nos polimorfismos — variações genéticas naturais que diferenciam os indivíduos, usadas para estudar o metabolismo e a fisiologia de cada pessoa —, o teste genético MyCannabis Code busca traçar um panorama, a fim de gerar um painel farmacogenético completo, tanto para o paciente, quanto para o médico que irá tratá-lo. Em suma, ele avalia uma série de genes dentro do DNA do paciente e, com base nos polimorfismos, consegue determinar características individuais como facilidade para metabolizar CBD ou contra-indicação para usar CBD, por exemplo. Atualmente, o teste farmacogenético para o sistema endocanabinoide sugere tratamentos alternativos que podem ser usados em diversas especialidades da medicina, como oncologia, psiquiatria, pediatria, neurologia e geriatria, trazendo mais segurança e precisão ao tratamento. Pela saliva, os algoritmos "pescam" informações do nosso DNA e, com ajuda de inteligência artificial, traçam nosso perfil genético (Imagem via Pixabay) "Um paciente com dor crônica ou paciente oncológico, por exemplo, sente muitas dores com as quais não consegue conviver. A imensa maioria faz uso de opioides, e muitas pessoas entram na rotina de tomar opioides diariamente e acabam desenvolvendo dependência", exemplifica. "Por isso, a cannabis acaba sendo uma alternativa para esses pacientes", conclui, comparando a terapia com derivados da planta em relação aos analgésicos pesados que usam ou poderão continuar usando por meses ou, até mesmo, anos. Com os testes farmacogenéticos (para medicamentos alopáticos e canabinoides), é possível entender se o paciente responde melhor a derivados da cannabis, opioides ou outros analgésicos. Basta uma amostra de saliva para que um mapa do sistema fisiológico do paciente seja destrinchado, e, dessa forma, o médico consiga prescrever o remédio mais indicado para o tratamento. "Você consegue poupar sofrimento, ganhar mais assertividade na sua terapia e economizar dinheiro com tentativas e tratamentos", pontua Pamplona. Como funcionam os testes Disponível no Brasil através do site da Proprium, o MyCannabis Code é um teste baseado em amostra de saliva para coleta de DNA e genotipagem. Ao comprar o exame, o paciente recebe em casa um frasco com um swab e orientações sobre como realizar a coleta e criar um perfil na plataforma. Você mesmo insere um swab na mucosa bucal e coleta saliva, depois fecha o frasco, enbala tudo direitinho e envia de volta à Proprium pelo correio. O valor dos testes varia de 1.600 a 2.600 reais — sendo o MyCannabis Code o menos oneroso. O material biológico passa, então, por análise em laboratório especializado fora do Brasil e retorna dentro de 30 a 45 dias, em forma de um painel completo com todas as informações sobre o sistema endocanabinoide daquela pessoa. Para ver os resultados, basta acessar o perfil dentro do MyCannabis Code, na plataforma online, ou imprimir os resultados para levar ao consultório médico. Swab de coleta: basta esfregar o cotonete na parte inferior da bochecha, seguindo as orientações do kit enviado pela empresa (Imagem: Ewa Urban/Pixabay) Proteção de dados Os testes realizados pela health tech coletam dados como CPF, nome e informações genéticas do paciente, que necessita criar um perfil na plataforma para ter acesso vitalício aos resultados. No entanto, quando questionamos Fabrício sobre a proteção de dados e a conformidade dessas informações com a LGPD, ele explicou que tudo é anonimizado e criptografado, atendendo à legislação vigente. O DNA extraído das amostras biológicas de saliva analisa 29 genes associados aos efeitos dos canabinoides e resulta em um painel com 55 variantes. Todo esse processamento envolve muita tecnologia, já que a Proprium é dona de seu próprio algoritmo, criado com base em mais de 100 artigos científicos sobre a farmacogenética dos canabinoides. Médicos, geneticistas, farmacologistas e biólogos computacionais fazem parte da equipe. Assim que realizamos o teste, assinamos um termo de consentimento livre e esclarecido, que resguarda que sua amostra será testada quanto aos polimorfismos, e esses dados, depois de anonimizados, podem integrar uma plataforma de informações usadas para fins de pesquisa. Em outras palavras, ninguém vai saber que aquele resultado pertence a um determinado nome ou CPF (a menos que um hacker consiga invadir os sistemas, descriptografar as mensagens e interpretar os resultados genéticos), mas os dados servirão de apoio para que mais pesquisas sejam desenvolvidas na área. Segundo Pamplona, empresas que realizam testes genéticos não têm qualquer propriedade sobre a informação dos pacientes. O que acontece é que elas podem utilizar um conjunto delas, misturadas e anonimizadas (o chamado pool de dados), para alimentar inteligências artificiais, bases de dados e melhorar a tecnologia dos exames, tudo com base em certificação digital da ICP Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira) — uma cadeia hierárquica que viabiliza emissão de certificados para identificar, virtualmente, pessoas físicas ou jurídicas. Após os testes: a quantas anda a cannabis medicinal no Brasil? À medida que mais regiões do mundo legalizam o uso recreativo e/ou medicinal da maconha, ela começa a ser entendida do ponto de vista clínico. Novos estudos conduzidos para a geração de medicamentos com potencial terapêutico para uma infinidade de doenças passam a ser desenvolvidos. Até agora, o grande desafio é entender como funcionam seus compostos e de que forma podem ser combinados para produzir os efeitos desejados — que vão desde funções anestésicas até efeitos psicoativos. De posse dos resultados, pacientes e médicos poderão conhecer melhor como funciona o metabolismo de cada pessoa em relação aos fitofármacos derivados da maconha. Questionado sobre as principais aplicabilidades da erva no combate a doenças e transtornos, Fabrício abre um leque de exemplos e cita desde neuropediatria até AIDS. "No Brasil, essa onda do CBD começou por conta dos tratamentos de epilepsia e, também, graças aos neuropediatras. Mas antes disso, na década de 1980, os primeiros pacientes a serem tratados com cannabis no país foram os HIV+, para redução de náusea, inapetência e dores causadas pela AIDS, bem como geração de bem-estar", cita o especialista. Óleo de cânhamo (CBD com baixas concentrações de THC) (Imagem: Karolina Grabowska/Pexels) Indo além dos casos de 30 anos atrás, Pamplona destaca que, atualmente, no Brasil, a cannabis é empregada para tratar: pacientes que sofrem de crises epilépticas; pacientes oncológicos em quimioterapia, a fim de reduzir efeitos adversos como náuseas e promover bem estar; pessoas com esclerose múltipla, doença de Alzheimer e doenças neurodegenerativas motoras em geral; pacientes que sofrem de dores crônicas neurogênica (como fibromialgia e herpes zoster, por exemplo). Além da luta pela permissão judicial para que a maconha pare de ser vista só como droga recreativa, ainda é preciso transgredir o tabu ao redor da planta no Brasil. Perguntamos a Pamplona, que atua na luta pela regulamentação da cannabis medicinal há mais de 10 anos, como vem sendo quebrar esse tabu e provar os efeitos benéficos dos derivados da planta. "É difícil dissociar", dispara o especialista. "Hoje está bem evidente que você consegue ter efeitos terapêuticos independente dessa sensação do 'barato'. Você não precisa de um para ter o outro. E por via oral, a forma que a substância age no corpo é diferente. Ela não dá um pico; você consegue controlar doses muito mais brandas, ter efeitos muito mais sutis [que pela via inalada]". Durante a conversa, Fabrício também mostrou que a cannabis vem sendo cada vez mais utilizada para tratar distúrbios de ansiedade e insônia, o que fez aumentar a procura pelo óleo de CBD (extraído de espécies terapêutcias da cannabis), principalmente após a aprovação da Anvisa, aliada aos efeitos do isolamento social e dos reflexos da pandemia da COVID-19. "Frequentemente, os resultados têm sido obitidos com dosagens muito baixas, cerca de 10 vezes mais baixas do que as doses necessárias para causar efeitos narcóticos", explica. Prescrição de canabinoides Com os resultados dos testes em mãos, uma pessoa pode buscar ajuda médica e ajudar o especialista a entender melhor qual a dosagem ideal de partida para o tratamento com canabinoides. Hoje em dia, como as principais doenças atreladas aos efeitos benéficos da cannabis são de origem neurológica, geriátrica, oncológica e psiquiátrica, para que um paciente consiga ter acesso a um medicamento à base de CBD, por exemplo, precisa antes passar por um desses especialistas e obter prescrição. Daí, o segundo passo é conseguir obter a medicação — e é aí a parte mais complicada da história, seja pelo altíssimo valor do remédio regulamentado pela Anvisa nas farmácias, seja pela burocracia de conseguir, junto à lei, licitação para plantar maconha em casa e fazer uso terapêutico de seus extratos. Quando questionado sobre o principal objetivo da genotipagem, após a conclusão dos testes, Fabrício bate na tecla da homeostase (condição de equilíbrio necessária para que o organismo desempenhe suas funções adequadamente) e do autoconhecimento. "São duas informações: quanto ao metabolismo de canabinoides e seus impactos, dependendo da via de administração (inalada, oral ou sublingual); e a dosagem correta, com base no seu tipo de metabolismo", explica. O médico vai ser mais assertivo ao iniciar um tratamento com 1 mg ou 10 mg de THC para um determinado paciente, por exemplo, podendo ajustar a dose gradativamente. "O teste também dá informações em relação a efeitos adversos potenciais, como ansiedade e psicose, efeitos cognitivos e em coordenação motora, dependência e impacto na funcionalidade cotidiana", emenda, reforçando que o "mapa genético" do paciente pode emitir alertas e/ou informar se ele é mesmo apto a começar um tratamento com canabinoides. Remédio à base de CBD pode ser prescrito por via oral, e suas apresentações variam de óleo puro a cápsulas (Imagem: Binoid/Pexels) Nosso código genético também mostra se nosso sistema endocanabinoide encara os derivados da maconha como prejudiciais, e os resultados do teste podem avisar, de antemão, se temos predisposição a efeitos colaterais que impactariam negativamente um potencial tratamento com canabinoides, como óleo de CBD com baixas dosagens de THC, por exemplo. "Nosso teste mostra 19 pontos da etapa clínica de efeitos adversos da cannabis. Se você tem os polimorfismos associados a eles, seu médico pode ir acompanhando e ficar atento, seja para suspender o tratamento ou reduzir a dosagem para evitar esse tipo de efeito", explica Pamplona. Nos resultados, é possível ver se um paciente tem um tipo de alelo considerado normal, com base na população, ou se suas funções são aumentadas ou reduzidas para determinado efeito — são eles os polimorfismos. No final das contas, o teste gera para o médico informações como qual a composição ideal do medicamento para determinado paciente, as opções que existem, os efeitos que podem acontecer e a dosagem correta de THC ou CBD para cada doença. Hoje em dia, ele mostra como funciona o metabolismo do paciente em relação aos canabinoides e seus receptores. Futuramente, com a evolução natural da tecnologia empregada nos exames, poderá mostrar para qual doença a cannabis pode ser útil, dentro do perfil daquele paciente, com base em suas informações genéticas. "Eu não tenho a mínima dúvida de que o CBD vai ser a primeira escolha para epilepsia. Os canabinoides, talvez até o THC, ainda serão a primeira escolha para fibromialgia. Acho que para o autismo vai acontecer também, mas ainda faltam mais estudos controlados — embora o que médicos e famílias relatam [de pacientes autistas usando CBD] chegue a ser emocionante", vislumbra Pamplona. Para conhecer a Proprium e seus testes genéticos, clique aqui. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Este é o mapa plano mais preciso que representa a Terra com menos distorções Italiano vacinado é contaminado pela variante brasileira do coronavírus O que aconteceu com os astronautas da NASA que foram à Lua? Conheça o passado, o presente e o futuro do programa espacial chinês Veja Mais

Os 10 filmes mais pirateados da semana (21/02/2021)

canaltech A pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) chacoalhou com força a indústria do cinema e forçou estúdios e distribuidoras a encontrarem alternativas para manter suas engrenagens funcionando. Assim, muitos filmes que antes estavam previstos para serem lançados no cinema acabaram estreando em plataformas de streaming e vídeo sob demanda, que sempre servem de fonte para os rippers e piratas da internet. Os lançamentos da Netflix em fevereiro de 2021 Os lançamentos do Globoplay em fevereiro de 2021 Os lançamentos do Amazon Prime Video em fevereiro de 2021 Os lançamentos do Disney+ em fevereiro de 2021 Foi assim que passamos a ver uma movimentação intensa no ranking de 10 filmes mais pirateados da semana. Antes palco apenas dos filmes mais badalados, agora a lista reflete o que está saindo de novidade por aí, fazendo as vezes de termômetro instantâneo da preferência do público. Provando mais uma vez que isso é verdade, a lista desta semana conta com nada menos que seis títulos inéditos. De histórias intrigantes sobre um dos maiores mercados ilegais da deep web a tramas fofinhas para toda a família, o ranking dos 10 filmes mais pirateados desta semana tem de tudo. Mas o mais curioso é notar que o lugar mais alto do pódio está ocupado por uma adaptação de videogame que tem um potencial gigantesco de ser bomba. Independentemente de ser bom ou não, é certo que o filme despertou a curiosidade de quem recorre aos trackers torrent para consumir entretenimento. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Ficou curioso para saber que filme é esse? Então confira logo a seguir o ranking completo que o Canaltech preparou com exclusividade para você para fins meramente informativos. Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? 10. Silk Road   Famoso na deep web por ser o principal hub de venda e compra de drogas desde que foi criado em 2011, o Silk Road foi fechado em 2016 pelo FBI e seu criador, Ross William Ulbricht, preso. Agora, toda essa história é contada neste filme que acompanha os passos de Ulbricht, mostrando desde como ele criou o marketplace anônimo e fez fortuna até ser preso pela polícia. 9. Willy's Wonderland   Nicolas Cage interpreta um zelador que está preso em uma cidade pequena. Sem poder pagar para consertar seu carro, ele acaba aceitando um bico para conseguir dinheiro e sair dali. A tarefa: passar a noite limpando o Willy's Wonderland, um parque temático abandonado cheio de brinquedos que já divertiram milhares de crianças. O problema é que o lugar guarda um segredo que o zelador está prestes a descobrir: ele foi atraído para uma armadilha esquematizada pelos brinquedos, que ganham vida para destrui-lo. Forçado a lutar por sua vida, o personagem terá de sobreviver até o amanhecer. 8. Mulher-Maravilha 1984   Depois de muitos adiamentos e polêmica, Mulher-Maravilha 1984 acabou estreando mesmo no HBO Max e em cinemas selecionados. Envolto em muita expectativa, o filme se passa décadas após os acontecimentos do primeiro e mostra Diana Prince trabalhando no museu Smithsonian. Apesar da vida "normal", a super-heroína logo percebe o surgimento de uma enorme conspiração do empresário Max (Pedro Pascal) e de uma inimiga misteriosa, a Mulher Leopardo (Kristen Wiig). Será que desta vez ela será capaz de impedir o colapso do mundo sozinha? Leia também: Crítica | Mulher-Maravilha 1984 é bonito, mas se perde em roteiro frágil 7. Soul   A trama de Soul segue a vida de Joe, um professor de música do ensino fundamental que está prestes a tocar no melhor clube de jazz de Nova York. Mas um acontecimento o transporta das ruas da cidade para o Pré-vida, um lugar fantástico onde novas almas obtêm suas personalidades, peculiaridades e interesses antes de irem para a Terra. Nisso, o filme nos lança uma pergunta: você já se perguntou o que é que o torna quem você é? Leia também: Crítica | Soul e a resposta para o sentido da vida Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! 6. Flora e Ulysses   Flora e Ulysses é uma comédia recheada de aventura que segue a vida de Flora, uma garota de 10 anos fã de quadrinhos cujos pais acabaram de se separar. Nesse momento confuso da vida, ela acaba conhecendo Ulisses, um esquilo que possui poderes únicos de super-heróis. Juntos, eles mergulham em uma aventura divertidíssima e complicada que mudará para sempre a forma como Flora enxerga a vida. Leia também: Lançamentos do Disney+ na semana (21/02/2021) 5. Judas e o Messias Negro   Baseado em acontecimentos reais, o filme mostra a ascensão e queda de Fred Hampton (Daniel Kaluuya), o ativista dos direitos dos negros líder do partido dos Panteras Negras nos anos 1960. Proeminente na política, ele logo atrai a atenção do FBI, que acaba se infiltrando na organização com a ajuda de William O'Neal (LaKeith Stanfield) e assassinando Hampton. 4. Blithe Spirit   Adaptação da famosa peça homônima para os cinemas, Blithe Spirit é uma comédia britânica que mostra um escritor sofrendo de bloqueio criativo. Desesperado, ele decide recorrer a uma médium e participar de uma sessão espírita para conseguir voltar a escrever. O problema é que, durante os trabalhos, o espírito de sua primeira esposa é invocada sem querer, dando início a um triângulo amoroso inusitado e complexo com a esposa atual. As 10 melhores séries britânicas para maratonar na Netflix As 6 melhores séries britânicas para assistir no Amazon Prime Video 3. Pânico na Floresta: A Fundação   Reboot da franquia de terror slasher Pânico na Floresta, A Fundação segue um grupo de amigos que se organiza para sair em uma aventura: uma trilha nas florestas de West Virginia, nos EUA. O problema é que, chegando ao local, eles são confrontados pela "Fundação", uma comunidade que vive reclusa nas montanhas desde a Guerra Civil e não se dá muito bem com estranhos. Os 10 melhores filmes de terror disponíveis na Netflix Os 10 melhores filmes de terror da nova geração 2. Eu Me Importo   Rosamund Pike volta a interpretar uma vigarista profissional que comanda uma quadrilha que sequestra idosos para roubar seus bens mais valiosos. Disfarçada de cuidadora profissional de idosos, ela se infiltra na vida das pacientes e leva seus bens a leilão sem que elas saibam. O problema é que a pilantragem vai por água abaixo quando ela vai cuidar de uma mulher que tem amigos muito perigosos. Leia também: Lançamentos da Netflix na semana (19/02/2021) 1. Monster Hunter   Baseado na franquia de videogames da Capcom, Monster Hunter retrata uma faceta perigosa do mundo que conhecemos, dominado por monstros gigantes e perigosos que governam com total feracidade. A Tenente Artemis (Milla Jovovich) é transportada com sua unidade para essa realidade depois de eles serem atingidos por uma tempestade de areia; em choque, os soldados terão de se adaptar ao novo ambiente hostil e lar de inúmeras criaturas perigosas. Batalhar é uma obrigação, sobreviver é um milagre. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Este é o mapa plano mais preciso que representa a Terra com menos distorções Italiano vacinado é contaminado pela variante brasileira do coronavírus O que aconteceu com os astronautas da NASA que foram à Lua? Conheça o passado, o presente e o futuro do programa espacial chinês Veja Mais

Conselheira que representa funcionários da Petrobras diz que indicação de novo presidente foi 'desrespeitoso ato' de Bolsonaro

G1 Economia Rosângela Buzanelli pediu 'o mínimo de respeito às pessoas, aos ritos e processos legais'. Na sexta-feira, presidente anunciou a troca no comando da estatal e indicou um general. Sede da Petrobras, localizada na Avenida Chile, no Centro do Rio de Janeiro, passará pela sua primeira reforma completa desde que foi inaugurado, no começo dos anos 1970 André Motta de Souza / Agência Petrobras A conselheira Rosângela Buzanelli, que representa os funcionários da Petrobras no Conselho de Administração da estatal, criticou a indicação de um novo presidente da Petrobras pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Na sexta-feira, Bolsonaro anunciou o general Joaquim Silva e Luna para assumir o lugar de Roberto Castello Branco. O anúncio aconteceu um dia depois de o presidente fazer críticas à gestão da Petrobras e às sucessivas altas no preço dos combustíveis. "Não entrarei no mérito daquele que está sendo destituído e nem daquele que está sendo indicado, isso será apreciado oportunamente pelo Conselho de Administração (CA) da Petrobras. Entretanto, destaco, no mérito, que devido à forma em que se deu o fato, este é mais um desrespeitoso ato presidencial, típico de alguém sem nenhum preparo para o cargo que ocupa, conforme sistematicamente comprovado pelo cenário socioeconômico, sanitário e político do país." Indicado é diretor da Itaipu e foi ministro da Defesa de Temer Bolsonaro troca presidente da Petrobras; repercussão Jair Bolsonaro indica novo presidente da Petrobras; entenda o caso Rosângela disse ainda, em uma postagem em seu blog, que "em que pese o direito do acionista controlador, no caso a União, de destituir e indicar um conselheiro de administração e o presidente da estatal, há que se fazê-lo com o mínimo de respeito às pessoas, aos ritos e processos legais, sempre buscando preservar as pessoas e a empresa." Ainda em sua publicação, a conselheira, eleita pelos funcionários, afirma que ficou surpresa com o anúncio e descreve a importância da Petrobras para a economia do país. "As maiores reservas de petróleo do planeta estão sob controle de empresas estatais. As gigantes do petróleo são integradas e verticalizadas, é uma questão de sobrevivência à volatilidade da indústria e da geopolítica do petróleo. Não posso concordar que a Petrobras seja esquartejada e privatizada aos pedaços. Também não posso concordar que vire as costas para nosso país, renegando seu papel social e impulsionador do desenvolvimento nacional." Reunião do conselho na terça-feira Para que a substituição seja concretizada, a indicação ainda precisa do aval do Conselho de Administração da Petrobras. A estatal informou que o conselho tem reunião ordinária prevista para a próxima terça (23) – a pauta do encontro não foi divulgada. Em nota, a Petrobras informou que recebeu oficio do Ministério de Minas e Energia. A União propôs ainda a recondução dos outros integrantes do Conselho de Administração. O Conselho de Administração da estatal é composto por até onze membros. Sete deles são indicados pelo acionista controlador, que é a União; três nomes vêm dos outros acionistas, e o último é escolhido pelos empregados da Petrobras – Buzanelli ocupa o cargo. Joaquim Silva e Luna completa dois anos na direção-geral-brasileira da Itaipu Binacional na próxima sexta (26). Para a vaga, caso a troca se concretize, Bolsonaro indicou o general da reserva e ex-comandante Militar do Oeste João Francisco Ferreira. Se confirmado, Silva e Luna será o primeiro militar a assumir a da Petrobras desde 1989, quando o oficial da Marinha Orlando Galvão Filho deixou o cargo. A estatal foi comandada por militares durante a maior parte do período ditatorial e chegou a ser capitaneada entre 1969 e 1973 pelo general Ernesto Geisel, que viria a se tornar presidente da República nos cinco anos seguintes. VÍDEOS mais vistos no Rio nos últimos 7 dias Veja Mais

Bancos são condenados pelo TJ-SP a pagar IPTU de imóveis financiados

Valor Econômico - Finanças Há decisões em duas das três câmaras de direito público que julgam o tema Bancos e incorporadoras têm sido condenados a pagar o IPTU de imóveis na capital paulista que foram financiados por meio de alienação fiduciária. Em recentes decisões, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) aceitou o redirecionamento das cobranças. Há entendimento nesse sentido em duas das três câmaras de direito público que julgam o tema. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

BBB 21: conheça as webséries criadas e protagonizadas por Viih Tube

BBB 21: conheça as webséries criadas e protagonizadas por Viih Tube

Tecmundo Viih Tube foi uma das participantes que mais chamou a atenção quando o elenco do Big Brother Brasil (BBB 21) foi anunciado. Com apenas 20 anos de idade, Vitória Moraes é conhecida pelo seu canal no YouTube, que, atualmente, reúne mais de 10 milhões de inscritos. Um dos maiores destaques de seu canal é a disponibilização de diferentes webséries e produções voltadas para a internet.Esse formato de séries virtuais cresceu nos últimos anos, assim como o YouTube em si. Para se ter uma ideia de como o formato de seriado é bem aceito pelo público, o primeiro episódio de Em Prova, uma das webséries de Viih Tube, já conta com mais de 9,5 milhões de visualizações desde seu lançamento em junho de 2019. Além disso, outra de suas produções, O Enigma, ultrapassou a marca de 80 milhões de visualizações, sendo um novo marco no Brasil.Leia mais... Veja Mais

6 dicas para começar sua jornada em Valheim [guia para iniciantes]

6 dicas para começar sua jornada em Valheim [guia para iniciantes]

Tecmundo Se você ainda não ouviu falar de Valheim já está fora de moda. Um dos grandes sucessos do momento na Steam atingiu a marca de 3 milhões de jogadores em menos de 2 semanas do seu lançamento. Valheim é um jogo de sobrevivência multiplayer com temática viking e visão em terceira pessoa. Já que você não quer ficar de fora desta, o Voxel preparou um guia para iniciantes. Desta forma você já pode começar a fazer bonito dentro do jogo.Leia mais... Veja Mais

Acidente deixa um ferido em plataforma da Petrobras na Bacia de Campos

Valor Econômico - Finanças Segundo a estatal, o acidente ocorreu durante atividade de manutenção em tubulação e trabalhador teve queimaduras leves A Petrobras informou a ocorrência de um "princípio de incêndio" na plataforma P-48, no campo de Caratinga, na Bacia de Campos, na tarde de sábado (20/2). Segundo a estatal, o acidente ocorreu durante atividade de manutenção em uma tubulação e um trabalhador teve queimaduras leves. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

ANÁLISE: Crise da Petrobras agrava desafio do Banco Central

Valor Econômico - Finanças Episódio revelou que Bolsonaro parece mesmo disposto a intervir em alguns setores, com claro foco na eleição de 2022 Depois da deflagração de uma crise com a indicação de um novo nome para a presidência da Petrobras em oposição à atual política de preços da companhia, um outro tema deve entrar no foco: a política monetária do Banco Central. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Conheça as principais diferenças entre o PS4 Slim e o PS4 Pro

canaltech Oi, gente! O tempo passa e os videogames vão evoluindo, né? Desde as primeiras versões do PlayStation até o último lançamento da Sony (que é o PlayStation 5), muitas transformações aconteceram no universo gamer. PlayStation 4 | Relembre os jogos mais marcantes do videogame da Sony Saiba como ativar sua conta como principal no PlayStation 4 É o caso do PlayStation 4, que foi lançado em 2013, e então um pouquinho mais tarde, em 2016, a Sony lançou mais duas versões do console — Slim e Pro. Aí você deve estar se perguntando: quais as diferenças entre o PS4 Slim e o PS4 Pro? Deixa que eu te explico :) PS4 Slim x PS4 Pro PS4 Slim à esquerda e PS4 Pro à direita (Imagem: Divulgação/Sony) Os consoles têm algumas diferenças que podem ser mais, ou menos interessantes para você. Vamos lá! Começando com o PS4 Slim... hoje, ele é a versão padrão da geração que veio para substituir o PS4 original, porque ele já não é fabricado mais. Essa versão é um pouco menor e mais leve que o PS4 Pro, mas os dois usam o mesmo controle, quanto a isso não existe diferença — o que é uma boa notícia! :) -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Só que o PS4 Pro é mais avançado em termos de hardware. Ou seja, ele é mais poderoso que o Slim. Olha só! A velocidade de processamento, que é responsável pelo desempenho nos jogos, na versão Pro é de 2.1GHz, enquanto o Slim tem só 1.6GHz. Isso faz com que os jogos do Pro tenham um desempenho 30% mais rápido do que no Slim. Essa diferença também faz com que a versão Pro tenha um processamento gráfico mais fluido. Assim, você pode curtir seus jogos com ainda mais sensação de realismo. Incrível, né? Mas agora vem a grande diferença entre os dois! Sabia que a versão Pro consegue rodar jogos na resolução 4K com HDR? Sim! Com ele, as imagens dos jogos ficam mais coloridas, vívidas e ainda parecem mais reais! Legal, né? Sem e com HDR (Imagem: Divulgação/Sony) E se você tem uma TV 4K com tecnologia HDR, ainda dá para curtir séries e filmes com aplicativos como Netflix ou YouTube com um pouco mais qualidade. Já os jogos são os mesmos para os dois consoles. Aqui não tem diferença :) Ah, sim! Também existe outra diferença importante, viu? Os dois consoles têm a opção de armazenamento interno de 1 TB e 2 TB, mas o Slim tem também a opção de 500 GB, o que deixa o preço dele um pouco mais em conta. Mas se, ainda assim, o armazenamento dos consoles não for suficiente, você também pode optar por usar um HD externo nas duas versões. E aí? Qual dos dois PS4 é mais a sua cara? Compartilhe com seus amigos que querem comprar um novo videogame :) Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Este é o mapa plano mais preciso que representa a Terra com menos distorções Cidade Invisível | Conheça as lendas do folclore que estão na série da Netflix Cães podem detectar COVID-19 com incrível precisão, diz estudo Giro da Saúde: coronavírus híbrido; bebida alcoólica e vacina; sequelas da COVID Veja Mais

Espécie de doninha em extinção é clonada pela primeira vez nos Estados Unidos

canaltech Cientistas norte-americanos comemoram a clonagem de uma espécie de doninha ameaçada de extinção — a doninha-de-patas-pretas —, e o procedimento foi possível com o uso de células que estavam congeladas há três décadas. O animal foi clonado ainda no ano passado, nascendo no dia 10 de dezembro, e foi batizado de Elizabeth Ann. Brasil inicia projeto de clonagem de animais ameaçados de extinção EUA aprovam criação de porcos editados geneticamente para consumo Como um peixe de aquário pode ajudar na luta contra a COVID-19? De acordo com o instituto de preservação da vida selvagem, U.S. Fish & Wildlife Services, os pesquisadores usaram as células de uma doninha-de-patas-pretas chamada Willa, que morreu em 1988 e teve as suas células criopreservadas. A clonagem fica marcada como a primeira vez em que espécies ameaçadas de extinção são clonadas nos Estados Unidos, e o animal poderá trazer uma diversidade à população da espécie. Imagem: Reprodução/USFWS Mountain-Prairie Ryan Phelan, diretor da organização de conservação Revive & Restore, que também esteve envolvida na clonagem junto ao Fish & Wildlife Services, conta que foi um comprometimento ver essas espécies sobrevivendo na natureza. "Ela é uma conquista para a biodiversidade e para o resgate genético", diz Phelan sobre o sucesso da conquista.   -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Antigamente, acreditava-se que as doninhas-de-patas-pretas já estavam extintas, mas pesquisadores encontraram uma pequena população delas em 1981. Com a descoberta, foi possível que conservacionistas começassem programas de reprodução em cativeiro para manter a espécie viva. Hoje, cerca de 250 a 350 doninhas vivem em cativeiro e outras 300 estão em ambientes de reintrodução à natureza. Imagem: Reprodução/USFWS Mountain-Prairie Ao redor do mundo, outros animais ameaçados de extinção já foram clonados, como o bisão indiano, ainda em 2001, coiotes selvagens em 2012, e cabras selvagens em 2009. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Giro da Saúde: coronavírus híbrido; bebida alcoólica e vacina; sequelas da COVID Cidade Invisível | Conheça as lendas do folclore que estão na série da Netflix Cães podem detectar COVID-19 com incrível precisão, diz estudo O céu (não) é o limite | Perseverance em Marte, meteoro em Júpiter e mais! Veja Mais

Parceria com Neymar, seleção, moral no Everton e drama familiar: Richarlison no Bola da Vez

Parceria com Neymar, seleção, moral no Everton e drama familiar: Richarlison no Bola da Vez

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse o ESPN.com.br e inscreva-se no nosso canal! https://www.espn.com.br/ ➡ Facebook: https://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: https://instagram.com/foxsportsbrasil ➡ Facebook: https://www.facebook.com/espnbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/ESPNBrasil ➡ Instagram: https://www.instagram.com/espnbrasil #ESPNBrasil #BolaDaVezDeCasa #PremierLeague Veja Mais

Militâncias de Elis Regina e Gal Costa são corretamente dimensionadas em livro sobre posições das cantoras na ditadura

G1 Pop & Arte Capa do livro 'Não se assuste, pessoa!', de Renato Contente Rafael Baldam Resenha de livro Título: Não se assuste, pessoa! – As personas políticas de Gal Costa e Elis Regina na ditadura militar Autor: Renato Contente Editora: Letra e Voz Cotação: * * * * ♪ Caetano Veloso desafinou o coro dos contentes com a performance esfuziante de Gal Costa no show Gal tropical, sucesso do verão carioca de 1979. Ao vir da Bahia para o Rio de Janeiro especialmente para ver o espetáculo arquitetado pelo produtor e empresário Guilherme Araújo (1936 – 2007), então no comando da carreira de Gal, Caetano foi aos prantos cumprimentar a cantora no camarim do Teatro dos Quatro sem conseguir esboçar uma frase sequer. Longe de ser fruto da emoção, o choro compulsivo do artista foi provocado pelo desapontamento com o show incensado por público e críticos, como o próprio Caetano relatou a Gal em posterior conversa privada. Como a cantora logo entendeu, a decepção de Caetano era consequência da percepção de que o show Gal tropical remodelara a identidade de Gal para a grande massa, descontruindo a identidade artística dessa cantora que, tendo Caetano como guia, tinha sido a voz da contracultura no Brasil dos anos de chumbo. Pouco conhecido, esse episódio na relação de Gal e Caetano é narrado na página 74 do livro Não se assuste, pessoa! – As personas políticas de Gal Costa e Elis Regina na ditadura militar, lançado pela editora Letra e Voz neste mês de fevereiro de 2021. Escrito pelo jornalista e sociólogo recifense Renato Contente, o livro é fruto de trabalho de mestrado desenvolvido pelo autor em programa de pós-graduação da Universidade Federal de Pernambuco para disciplina que contextualizava a MPB no contexto da ditadura instaurada no Brasil em 1964. O original formato acadêmico do texto deu origem a uma narrativa surpreendentemente fluente que pode seduzir admiradores da MPB pelo recorte inusitado da abordagem. O autor analisa e dimensiona corretamente os papéis políticos de duas das maiores cantoras do Brasil em todos os tempos. Mesmo reconhecendo a importância alcançada pela voz de Nara Leão (1942 – 1989) na luta contra a opressão, sobretudo no período que foi de 1964 a 1969, Contente optou por focar a narrativa nas atuações de Elis Regina (1945 – 1982) e Gal Costa no campus político da MPB. Embora ousada, sobretudo pela escolha de Gal, cantora que se desvinculou da imagem de musa da contracultura a partir do (na época) controverso álbum Cantar (1974), a opção se justifica ao longo das 144 páginas do livro, cujo título Não se assuste, pessoa! reproduz verso da música Dê um rolê (Moraes Moreira e Luiz Galvão, 1971), associada à fase mais militante da carreira de Gal. O êxito do livro decorre tanto do trabalho de pesquisa – bem fundamentado porque legitima o que está sendo escrito com o relato de fatos e a reprodução de trechos de entrevistas da época – como do conhecimento que Renato Contente demonstra ter sobre as trajetórias de Elis e Gal. Inexistem erros de informação no livro. Sem se portar como fã das cantoras na construção da tese, o autor situa com propriedade a força política de Gal e de Elis em momentos distintos da música brasileira. Desde que subiu no palanque de festival de 1968 para defender Divino maravilhoso – parceria dos amigos Caetano Veloso e Gilberto Gil – Gal se tornou porta-voz de anseios políticos e sociais da geração tropicalista, marcando posição através da música, da voz gritada e do visual hippie. Esse papel se intensificou a partir de 1969 com o exílio forçado de Caetano e Gil na Europa. Amparada no Brasil por nomes como Jards Macalé e Waly Salomão (1943 – 2003), mentor do cultuado show Gal a todo vapor (1971), Gal encarnou figura sensual de resistência à opressão. Um símbolo de liberdade, a ponto de a capa do álbum Índia (1973) ter sido vetada pela censura, que identificou o uso do corpo como instrumento político na imagem exposta no LP. Proposta por Roberto Menescal, então diretor da gravadora Philips, a solução foi vender o LP embalado em plástico preto e/ou azul. O veto à capa do álbum Índia simbolizou o fim da militância (in)voluntária de Gal. É quando Elis Regina, mordida pelo fato de ter sido enterrada viva em 1972 pelo cartunista Henfil (1944 – 1988) no semanário esquerdista O Pasquim, entra na guerra contra o regime militar a partir do tenso e denso álbum Elis, de 1973. Então vista equivocadamente como voz simpática ao regime por ter sido obrigada a cantar o Hino Nacional Brasileiro (Francisco Manuel da Silva, 1822, com letra de Osório Duque Estrada, 1909) em cerimônia oficial de 1972 (em colaboração forçada também dada por outros artistas em cujos ombros jamais recaiu a cobrança feita a Elis, como bem ressalta Renato Contente), a cantora virou o jogo. Não somente com a postura engajada de discos e shows como Falso brilhante (1975 / 1976), Transversal do tempo (1977 / 1978) e Saudade do Brasil (1980), todos detalhadamente analisados pelo autor, mas também com a disposição de cantar de graça em comícios de Fernando Henrique Cardoso e do então líder metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva. Lula, a propósito, foi ao velório da cantora em janeiro de 1982, sepultando qualquer dúvida que ainda restasse sobre o posicionamento político de Elis Regina Carvalho Costa, cantora musicalmente conservadora nos anos 1960 e de início refratária às liberdades tropicalistas. Se Elis se eternizou como cantora imortal, Gal continuou em cena e, por isso, Renato Contente faz breve retrospecto da trajetória profissional da cantora baiana até os anos 2010 – fato que valoriza o livro pelo fato de ainda inexistir uma biografia de Maria da Graça Costa Penna Burgos. Mesmo sem acrescentar fatos inéditos ao que já se publicou sobre as cantoras, o livro Não se assuste, pessoa! – As personas políticas de Gal Costa e Elis Regina na ditadura militar cumpre bem o objetivo de investigar e dimensionar as militâncias artísticas dessas duas vozes referenciais da música brasileira. Veja Mais

Bahia amplia horário para toque de recolher após aumento de ocupação em leitos de UTI

Valor Econômico - Finanças O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou neste domingo (21) a ampliação do toque de recolher no estado por causa do aumento no percentual de ocupação dos leitos de UTI locais. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

RODINEI FOI EXPULSO CORRETAMENTE EM FLAMENGO 2X1 INTERNACIONAL?; SIMON ANALISA

RODINEI FOI EXPULSO CORRETAMENTE EM FLAMENGO 2X1 INTERNACIONAL?; SIMON ANALISA

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse o ESPN.com.br e inscreva-se no nosso canal! https://www.espn.com.br/ ➡ Facebook: https://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: https://instagram.com/foxsportsbrasil ➡ Facebook: https://www.facebook.com/espnbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/ESPNBrasil ➡ Instagram: https://www.instagram.com/espnbrasil Vamos JuntosNaTorcida! #Flamengo #Internacional #Rodinei Veja Mais

Mercados devem enfrentar dia de turbulência

Valor Econômico - Finanças Para analistas, declarações de Bolsonaro criam receio de mudança na política econômica Apertem os cintos, que o dia promete muita turbulência. A crise que começou com o reajuste do preço dos combustíveis e a provável mudança na direção da Petrobras extrapolou a companhia depois que o presidente Jair Bolsonaro prometeu mais medidas de intervenção do governo na economia. Essa fala contamina a percepção de risco Brasil, o que deve se traduzir em alta do dólar e dos juros de longo prazo, e na queda da bolsa, ainda com Petrobras liderando as perdas. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Real deve se depreciar 2% e o Ibovespa deve cair 4% nesta segunda, diz XP

Valor Econômico - Finanças O real deve cair 2% em relação ao dólar e o Ibovespa deve recuar 4% na segunda-feira (22), como reação às notícias de nomeação de novo presidente da Petrobras pelo governo, segundo sondagem da XP realizada com clientes institucionais, apresentada neste domingo (21). A expectativa dos agentes é de que as ações da Petrobras caiam mais de 10% na abertura. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Decisão do Supremo sobre ITBI incentiva contratos de gaveta

Valor Econômico - Finanças Ministros entenderam que o imposto só deve ser exigido no registro do imóvel em cartório A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pacificou o entendimento de que o ITBI só deve ser exigido no registro do imóvel em cartório deve estimular práticas adotadas para adiar o recolhimento do tributo, como o chamado “contrato de gaveta” — documento informal de compra e venda. A medida, porém, alertam especialistas, pode trazer riscos. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

ENTREVISTA: Intervenção na Petrobras mostra ‘mão pesada’ do controlador, diz Arminio

Valor Econômico - Finanças Economista não vê mais espaço para venda de estatais na gestão Bolsonaro: "Esse governo privatizou zero até agora, zero" O episódio de intervenção do presidente Jair Bolsonaro na Petrobras demonstra a “mão pesada” do controlador em companhia estatal, e sugere que o mesmo pode ocorrer com outras empresas governamentais e com concessionárias de serviços públicos, diz o economista Arminio Fraga, sócio da Gávea Investimentos e ex-presidente do Banco Central (BC). Em entrevista ao Valor, Arminio afirma que, considerando a experiência brasileira, seria recomendável a privatização de todas as estatais. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Conheça o passado, o presente e o futuro do programa espacial chinês

canaltech Os planos de exploração espacial da China não costumam ser tão divulgados quanto os da NASA, por exemplo, mas isso não significa que sejam modestos. Na verdade, a Administração Espacial Nacional da China (CNSA, da sigla em inglês) mostra que o país tem grandes ambições, tais como enviar seus astronautas à Lua e lançar uma nova estação espacial própria. A exploração lunar do país, conhecida pelo programa Chang'e, é um bom exemplo do sucesso da China no espaço. Missão chinesa Tianwen-1 filmou sua entrada na órbita de Marte; veja o vídeo! Essa é a primeira foto de Marte feita pela missão chinesa Tianwen-1 Veja a bandeira de tecido que a China hasteou na Lua e saiba mais sobre ela Lançamento de um foguete Long March 5 (Imagem: Reprodução/Jeff Dai) Acreditando nas reservas lunares de metais como o ferro, e na presença do gás Hélio-3, muito raro na Terra, o país planejou um programa de longo prazo que começou com a primeira missão não tripulada, chamada Chang'e 1. Ela foi lançada em 2007 e foi muito bem-sucedida. Em seguida, da Chang'e 2 à Chang'e 5, a China foi aos poucos marcando sua presença permanente na Lua. No início do programa Chang'e, no final de 2007, a China planejava mapear a superfície lunar e explorar locais de pouso para futuras naves, e isso foi executado muito bem em apenas dois anos, com a sonda orbital Chang'e 1. Em 2010, a Change' 2, também orbital, foi lançada com objetivos similares. Foi só com a Chang'e 3 que o país começou a pousar em nosso satélite natural, tornando-se a terceira nação a fazer isso (depois da União Soviética e dos Estados Unidos). -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Em seguida, a Chang’e 4 levou consigo um módulo estacionário e um rover chamado Yutu-2, em dezembro de 2018, e pousou com sucesso no lado afastado da Lua no comecinho de 2019. Foi então que começaram as investigações na cratera Von Kármán, que fica dentro de uma cratera de impacto ainda maior com o tamanho de 2.500 km, conhecida como bacia do Polo Sul-Aitken. Essa pesquisa continua até hoje, bem como os contínuos orçamentos de bilhões de dólares. Mas a história começou lá atrás, nos tempos do líder revolucionário Mao Tsé-Tung. Vamos ver um pouco de como foi o início de tudo e quais são os planos dos chineses para o futuro, tudo dividido em cinco etapas. A convocação de Mao e a conquista da Lua (Imagem: Reprodução/AFP) Em 1957, a União Soviética enviou o primeiro satélite feito pelo homem à órbita terrestre, o Sputnik, o que deu início à corrida espacial, famosa pela competição das duas grandes potências: os Estados Unidos e a União Soviética. Acontece que além destes, havia outro interessado na disputa. Mao Tsé-Tung, fundador da República Popular da China, convocou os cidadãos, e disse: nós também fabricaremos satélites! A China contou muito com a ajuda da URSS, que fornecia tecnologias, até que a parceria chegou ao fim com o rompimento de relações entre as duas nações em 1960. A primeira etapa do plano se concretizou em 1970, com o primeiro satélite chinês, lançado pelo foguete Long March. Aliás, este nome remete ao Exército Vermelho que ajudou a estabelecer Mao como líder do Partido Comunista Chinês. O nome dos foguetes chineses ainda levam este mesmo nome. Entretanto, foi só em 2003 que o país conseguiu enviar o primeiro taikonauta (equivalente a astronauta em inglês, ou cosmonauta em russo) ao espaço. Yang Liwei, então, deu a volta ao redor do nosso planeta 14 vezes em 21 horas. A partir daí, a China se estabeleceu como o terceiro país a enviar um ser humano ao espaço, por seus próprios meios, e buscou avançar em seu programa espacial, planejando missões tripuladas contínuas. A China lançou cinco missões tripuladas desde então, e iniciou seus planos de construir uma estação espacial orbital, ao redor do planeta. O programa progrediu, com a estação Tiangong-1 sendo lançado em setembro de 2011. Em 2013, a China lançou o primeiro Jade Rabbit, ou simplesmente Yutu, que pode ser traduzido como Coelho de Jade. O nome é inspirado em um folclore chinês e é usado até hoje para batizar os rovers que percorrem a superfície lunar. O primeiro Yutu fracassou após “adormecer” e parar de enviar sinais à Terra, mas em seguida se recuperou, e conseguiu estudar a superfície da Lua por 31 meses, indo muito além de sua expectativa de vida. Com a Chang'e 4, a China teve que suprir uma nova necessidade, o que culminou em novas tecnologias. Eles tiveram que enviar satélites à órbita lunar porque a sonda e o rover da missão estavam do lado afastado da Lua (aquele que está sempre escondido de nós, na Terra), de modo que é impossível haver uma comunicação direta de lá para cá. Assim, o satélite de retransmissão Queqiao foi lançado para cobrir essa "lacuna". A estação orbital da China  Conceito artístico da estação Tiangong (Imagem: Reprodução/CMSEO) A "família" de estações orbitais chinesas recebeu o nome “Tiangong”, que pode ser traduzido como Palácio Celestial. Em 2016, a China lançou seu segundo laboratório orbital, o Tiangong-2. Os taikonautas que visitaram o lugar realizaram algumas experiências, tais como cultivo de arroz e outras plantas em ambiente de microgravidade. Embora os planos pareçam “andar a passos lentos”, a China está determinada a inaugurar a Tiangong-3, sua terceira estação espacial modular. De acordo com informações de Qu Yiguang, vice-chefe de projeto do foguete Long March 5, as atividades da Tiangong-3 deverão ser iniciadas pela China já neste ano. O foguete Long March, que já está em sua geração de número 5, deve ser utilizado na missão de lançar essa que será a maior construção do programa espacial chines. Os planos incluem começar a realizar lançamentos para a construção da estação espacial, o que pode somar um total de 12 missões até a conclusão em 2022. Assim como acontece com a Estação Espacial Internacional, a Tiangong-3 deverá ser ocupada por pessoas por longos períodos, entre três a seis taikonautas por tripulação, sendo que a China já selecionou 18 astronautas para esse programa. A Tiangong-3 terá um módulo central, chamado Tianhe-1, e outros dois módulos para experimentos científicos de áreas como biologia e física. Tianwen-1 Conceito artístico da Tianwen-1 em Marte (Imagem: Reprodução/CMSEO) Com a Tianwen-1, a China deixou claro para o mundo que também é capaz de colocar naves na órbita de Marte. Agora, resta conseguir pousar o rover na superfície do Planeta vermelho, o que deve acontecer no mês de maio. Tianwen-1 significa algo como "busca pela verdade celestial", e o objetivo da missão é levar o módulo de aterrissagem, que por sua vez servirá de plataforma para que um rover desça até o solo. Por enquanto a sonda orbital ficará estudando o planeta do alto, provavelmente até o final de abril, registrando imagens da superfície de Marte para estudar o melhor local de pouso. Bem, a superfície marciana já é amplamente mapeada por orbitadores de outras agências espaciais, e as imagens são acessíveis para quem desejar estudar, mas a China prefere ser independente em sua própria missão. De acordo com informações de 2020, a China pretende pousar seu módulo e rover na região Utopia Planitia, ou ao menos essa era a candidata favorita a local de pouso. Trata-se da mesma região onde a NASA pousou a Viking 2 em 1976, por sinal. Se o pouso for bem-sucedido, o rover começará sua tarefa de estudar a geologia marciana, seus campos gravitacionais e investigar sua distribuição de água. O sucesso dessa missão será fundamental para que a China conquiste outros marcos na exploração de Marte, que é apenas um dos alvos do ambicioso programa espacial do país. O futuro do "sonho espacial" da China   A China já anunciou alguns objetivos para o futuro daquilo que eles chamam de "sonho espacial", tais como a exploração dos dois polos lunares com missões tripuladas, ou seja, enviar taikonautas para a Lua, em meados de 2030. Esse será o marco que estabelecerá a presença definitiva da China na Lua, além de possibilitar uma estação científica de pesquisa por lá. Esses marcos visam não apenas alcançar as outras nações, como os EUA, mas também levar o país à capacidade de manter seu próprio programa espacial sem depender de outros países. Curiosamente, a intenção da China em ser independente no setor segue na contramão de quase todos os outros países envolvidos com a exploração espacial de modo cooperativo. Para atingir esse objetivo, os chineses há estão desenvolvendo um novo foguete que deve ter 87 metros de altura e 5 metros de diâmetro, ou seja, duas vezes mais alto do que o Long March 5. Este novo veículo terá um peso de decolagem de mais de 2 mil toneladas métricas, quase o triplo do Long March 5. Esse novo veículo será usado para transportar pessoas e cargas úteis para uma órbita de transferência lunar, permitindo assim que uma cápsula de pouso leve tainokaitas para a superfície lunar. Além disso, o foguete contará com três núcleos, em um estilo que lembra o dos foguetes Delta IV Heavy, da United Launch Alliance, e Falcon Heavy, da SpaceX. Ele recebeu o apelido de “921 rocket”, em uma referência ao programa espacial tripulado do país iniciado em 21 de setembro de 1992.  A bandeira chinesa hasteada pela missão Chang'e 5 (Imagem: Reprodução/CNSA/CLEP) Os planos não param por aí. A China também pretende construir uma estação de energia solar na órbita da Terra. Além disso, os chineses já planejaram a missão Chang'e 6 para coletar mais amostras de rocha e solo lunar, provavelmente entre 2023 e 2024, para trazê-las à Terra — dando continuidade ao sucesso da missão Chang'e 5, que trouxe amostras lunares à Terra no final do ano passado. A Chang'e 7 também já foi idealizada, e deverá mapear o polo sul da Lua, que deve ser um local interessante para uma eventual habitação humana por conter água congelada. Por fim, a Chang'e 8 testará tecnologias para viabilizar a construção da tão sonhada base permanente na Lua. Curiosamente, uma parceria com a Rússia deve voltar a acontecer nesse projeto. Faz parte desse grande projeto iniciativas para incentivar a formação de pequenas empresas privadas chinesas para desafiar as empresas privadas espaciais dos Estados Unidos. Embora a China não faça muito barulho a respeito de seus planos, eles estão muito bem definidos de modo que têm um objetivo nítido: rivalizar com os Estados Unidos no que diz respeito à exploração espacial tanto na Lua, quando em Marte e na órbita terrestre. Claro que a China não se limita a "copiar" o que a NASA já faz. Os chineses já declararam intenções de enviar uma missão de coleta e retorno de amostras marcianas em 2028, o que deve concretizar as capacidades de explorar outros mundos além do sistema Terra-Lua. Provavelmente, em breve veremos planos de explorar outros planetas próximos — e, quem sabe, além. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Este é o mapa plano mais preciso que representa a Terra com menos distorções Cidade Invisível | Conheça as lendas do folclore que estão na série da Netflix Cães podem detectar COVID-19 com incrível precisão, diz estudo Giro da Saúde: coronavírus híbrido; bebida alcoólica e vacina; sequelas da COVID Veja Mais

Washington D.C.

em - Internacional Veja Mais

Fumaça

em - Internacional Veja Mais

Ministério Público rejeita contas da Fundação Renova

Valor Econômico - Finanças Parecer constatou irregularidades como falta de autonomia da entidade, salários exorbitantes de dirigentes e desvio de finalidade O Ministério Público de Minas Gerais rejeitou as contas prestadas pela Fundação Renova relativas a 2019. A organização foi criada pela Vale e BHP para gerir as reparações decorrentes do rompimento da barragem da Samarco, em 2015. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

O futuro na criação de redes neurais híbridas

O futuro na criação de redes neurais híbridas

Tecmundo Minha base filosófica mediante a necessidade de desvendar o mistério da mente humana, foi o gatilho para minhas formações em psicanálise, psicologia e neurociência, antes já, em tecnologia. Me dedico aos estudos da mente humana sem deixar de lado as habilidades tecnológicas de muitos anos como desenvolvedor de hardwares e computação.Para mim, o ser humano é tão capaz que tem a habilidade de se superar e de usar a tecnologia a seu favor desde os seus primórdios. A descoberta do fogo, da roda, o manuseamento de materiais para fazer ferramentas foram avanços tecnológicos tão importantes como os que desenvolvemos hoje em dia. Obviamente temos que posicionar cada um na sua época, mas é inquestionável o tamanho dos avanços e os casos de sucesso para toda a humanidade.Leia mais... Veja Mais

Jogos de esporte e corrida mais esperados de 2021

Jogos de esporte e corrida mais esperados de 2021

Tecmundo 2021 promete ser um ano revolucionário para os jogos de corrida e esporte. Afinal, será o primeiro onde títulos inéditos para os gêneros chegarão aos consoles da atual geração: PS5 e Xbox Series X/S. Além disso, também é ano de receber versões de franquias antigas que estão retornando depois de muito tempo sem novidades. O Voxel fez uma lista com os principais jogos de esporte e corrida que chegam em 2021. Confira:Leia mais... Veja Mais

Crise na Petrobras pode gerar mais inflação e atrasar recuperação econômica, diz Goldenstein

Valor Econômico - Finanças Consultor não vê disposição do Congresso e governo para adoção de medidas que permitam a volta ao trilho do equilíbrio fiscal no médio prazo A crise na Petrobras deve deteriorar a percepção de risco no Brasil e o efeito negativo tende a ir muito além das ações da estatal. “A deterioração da percepção de risco se acentua, em razão da adoção de medidas intervencionistas e da percepção de enfraquecimento das posições do Paulo Guedes no governo”, Sergio Goldenstein, consultor independente e estrategista na Omninvest Independent Insights e ex-chefe do Departamento de Operações de Mercado Aberto do Banco Central. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Boris Johnson promete vacina para todos os adultos do Reino Unido até fim de julho

Valor Econômico - Finanças Líder britânico anunciará nesta segunda-feira planejamento para saída gradual do isolamento no país O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, prometeu que todos os adultos do Reino Unido receberão uma primeira dose da vacina contra a covid-19 até o fim de julho, informou a agência France Presse. Dessa forma, o país acelera o cronograma da imunização em massa. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

CVM pode abrir investigação sobre divulgação de troca na Petrobras

Valor Econômico - Finanças Entre as primeiras declarações de Bolsonaro sobre "mudar alguma coisa" e o anúncio oficial, o valor de mercado da estatal despencou R$ 28 bi na bolsa de São Paulo A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) analisa a abertura de um processo administrativo para investigar a nomeação do general Joaquim Silva e Luna para o comando da Petrobras, que teve forte impacto sobre o valor das ações da estatal. O objetivo é avaliar se o anúncio seguiu as regras de divulgação de fatos relevantes que possam ter impacto no valor das ações das companhias. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Bolsonaro promete visitar Acre, com grande parte do território foi atingida por cheias de rios

Valor Econômico - Finanças Presidente não deu informações sobre como será a ajuda do governo federal para o Estado O presidente Jair Bolsonaro recebeu hoje o senador Márcio Bittar (MDB-AC), relator da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Emergencial, que será votada esta semana no Senado, e prometeu visitar na quarta-feira o Acre, que sofre com cheias dos rios que já desalojaram centenas de milhares de pessoas. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Como excluir anúncios na OLX

canaltech A OLX (Android | iOS | Web) é uma plataforma online que oferece praticidade e comodidade para aqueles que querem comprar ou vender itens usados. Por isso, qualquer usuário pode criar um anúncio na plataforma, para vender produtos que já não possuem mais serventia. Como se cadastrar na OLX O que é OLX Pay e como se cadastrar na plataforma Mas, se você criou um anúncio e já vendeu o produto, ou até mesmo se arrependeu da venda, saiba que pode excluí-lo de maneira rápida e prática, através do app no celular ou no PC. Confira abaixo o passo a passo! Como entrar em contato com o Mercado Livre por telefone Mercado Pago: como usar o saldo para compras no Mercado Livre Como excluir anúncios da OLX no celular Passo 1: abra o app da OLX em seu celular e clique no ícone de “Três linhas” no canto superior esquerdo; -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Abra o app da OLX em seu celular e clique no ícone de "Três linhas" no canto superior (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: no menu lateral aberto em seguida, selecione o item “Minha Conta”; No menu aberto em seguita, toque em "Minha Conta" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: feito isso, clique em “Meus anúncios”; Em seguida, clique em "Meus anúncios" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: localize o anúncio que você quer excluir e clique no ícone de “Três pontos” (Android) ou de “Engrenagem” (iOS)”; Localize o anúncio que você quer excluir e clique nos "Três pontos" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 5: no menu aberto, clique em “Excluir”. Toque sobre "Excluir" no menu aberto em seguida (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 6: selecione o motivo pelo qual você quer excluí-lo, dê uma nota para a sua experiência na plataforma e clique em “Enviar”. Então, o anúncio será devidamente excluído. Selecione o motivo e clique em "Enviar" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Como excluir anúncios da OLX no PC Passo 1: abra a plataforma da OLX através do navegador em seu PC, clique sobre o seu nome no canto superior direito e, no menu aberto, selecione o item “Meus anúncios”; Acesse a OLX através do navegador, clique no seu nome e, em seguida, em "Meus anúncios" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: localize o anúncio que você quer remover e clique em “Excluir”; Localize o anúncio que deseja remover e clique em "Excluir" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: na pop-up aberta em seguida, selecione o motivo pelo qual você quer excluí-lo e clique em “Excluir”; Selecione o motivo para a exclusão e clique em "Excluir" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: feito isso, o seu anúncio foi devidamente excluído da plataforma. Seu anúncio foi excluído com sucesso da OLX (Captura de tela: Matheus Bigogno) Pronto! Agora você pode excluir os seus anúncios da OLX. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Giro da Saúde: coronavírus híbrido; bebida alcoólica e vacina; sequelas da COVID Cidade Invisível | Conheça as lendas do folclore que estão na série da Netflix Cães podem detectar COVID-19 com incrível precisão, diz estudo O céu (não) é o limite | Perseverance em Marte, meteoro em Júpiter e mais! Veja Mais

Amazon Prime Video: conheça o catálogo, planos e muitos mais

Amazon Prime Video: conheça o catálogo, planos e muitos mais

Tecmundo O Amazon Prime Video é o serviço de filmes e séries por streaming da empresa americana. Ele figura como um dos principais serviços no país, com um conteúdo variado e produções próprias que rapidamente ganharam uma grande popularidade, como a série The Boys e o reality show Soltos em Floripa.O preço também faz com que o serviço seja um dos mais atrativos do mercado, já que, quando comparado com Netflix, GloboPlay e Disney+, o Prime Video é o mais barato. Mas será que mesmo assim a sua assinatura vale a pena? Confira tudo sobre o serviço oferecido pela Amazon no Brasil:Leia mais... Veja Mais

Covid-19: Com mais 554 mortes em 24h, Brasil tem 246.560 óbitos, diz consórcio de imprensa

Valor Econômico - Finanças Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

O making-of das vacinas contra o SARS-CoV2

O making-of das vacinas contra o SARS-CoV2

Tecmundo Extraordinário é aquilo que causa surpresa, quase inigualável, fora do previsto. E o ano de 2020 foi mesmo extraordinário.  Tivemos desafios e dificuldades imensas para todos, com sofrimento e perdas, muitas delas definitivas. Mas é preciso enxergar os aprendizados que 2020 também nos trouxe, com oportunidades e ações que nos levam a um futuro mais seguro.  Esse caminho passa, necessariamente, pela ciência e pelo conhecimento, que, em tempo recorde, nos trouxeram as vacinas contra o SARS-Cov2, causador da COVID-19, com tecnologias inovadoras, que abrem novos caminhos na medicina.O princípio geral de todas as vacinas é desenvolver uma resposta imune capaz de prevenir o estabelecimento da doença.  Essa resposta imune possui dois mecanismos fundamentais.  Um deles é a produção de anticorpos, pelas células denominadas linfócitos B.  O segundo mecanismo é a ativação de células efetoras, chamadas linfócitos T.Leia mais... Veja Mais

Confirmadas novas variantes do coronavírus no Rio Grande do Norte

Valor Econômico - Finanças Taxa de ocupação de leitos de terapia intensiva (UTI) do sistema público está em 85,98% no Estado O Instituto de Medicina Tropical da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) confirmou a circulação de novas variantes do coronavírus no Estado. De acordo com a entidade, os resultados do estudo foram comunicados às autoridades de saúde, para que tomassem medidas cabíveis. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

CVM deve se basear na lei das estatais pra analisar indicação na Petrobras

Valor Econômico - Finanças Principal objetivo da legislação é blindar o conselho de administração de empresa pública de qualquer tipo de interferência direta do governo A atuação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em relação à indicação do novo presidente da Petrobras pelo governo federal deverá se basear na Lei das Estatais (lei 13.303), que em 2016 trouxe regras de governança para empresas públicas. Uma das questões que o regulador deverá responder é se o controlador pode forçar a mudança na companhia quando a legislação atribui essa missão ao conselho de administração. As declarações do presidente Jair Bolsonaro também podem configurar um "descuido informacional grave", na opinião de especialistas ouvidos pelo Valor. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Confrontos

em - Internacional Veja Mais

Italiano vacinado é contaminado pela variante brasileira do coronavírus

canaltech Com o surgimento de novas variantes do coronavírus SARS-CoV-2, pesquisadores voltam a investigar a eficácia de cada vacina contra a COVID-19 para cada uma delas, já que a taxa de proteção deve diminuir dependendo das mutações encontradas. Neste cenário, um profissional de saúde italiano foi contaminado pela cepa descoberta em Manaus (a variante P.1), no estado do Amazonas, após receber as duas doses do imunizante da Pfizer-BioNTech.    Coronavírus híbrido? Duas variantes do vírus da COVID se fundem nos EUA Especialistas citam 4 alertas para se preocupar com as variantes do coronavírus O que torna a nova variante do coronavírus mais contagiosa? No entanto, o profissional do hospital italiano da comuna de Áquila é assintomático e está em isolamento domiciliar. A infecção pelo coronavírus só foi identificada porque o paciente realizou um exame de rotina, devido ao risco de exposição, no Instituto de zooprofilaxia experimental de Abruzzo e Molise. Variante brasileira do coronavírus contamina italiano vacinado contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/ Wirestock/ Freepik) Vacina da Pfizer protege contra a variante brasileira? Com quadro assintomático para a infecção pelo coronavírus, as autoridades sanitárias da Itália acreditam que a vacina da Pfizer-BioNTech pode ter protegido o paciente contra sintomas graves da doença. No entanto, avaliações detalhadas ainda estão em andamento. Amanhã (20), acontecerá uma reunião entre as autoridades de saúde e a prefeita do município, Cinzia Torraco, para debater o caso. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Afinal, as vacinas contra a COVID-19 disponíveis hoje ainda não foram testadas contra as novas variantes do coronavírus, mais especificamente a de Manaus. Em janeiro, a farmacêutica norte-americana Pfizer afirmou que o imunizante era eficaz contra uma mutação-chave, chamada N501Y, encontrada em duas das novas cepas: a do Reino Unido e da África do Sul. No entanto, o estudo não englobou a brasileira. Paciente não viajou para o Brasil O paciente foi contaminado pela cepa brasileira em território italiano, já que não viajou durante o período. Segundo relatos, ele teria contraído a variante do coronavírus de sua mãe, após a família registrar um surto com pelo menos seis casos positivos da COVID-19. Agora, os médicos analisam o genoma das amostras coletadas para verificar se as pessoas também foram contaminadas com a variante brasileira. Outra comuna da região, a Poggio Picenze, também registrou outros três casos da infecção pela cepa brasileira do coronavírus nos últimos dias. No entanto, os pacientes contaminados eram três brasileiros residentes da região central do lugar.   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Este é o mapa plano mais preciso que representa a Terra com menos distorções Cidade Invisível | Conheça as lendas do folclore que estão na série da Netflix Cães podem detectar COVID-19 com incrível precisão, diz estudo Giro da Saúde: coronavírus híbrido; bebida alcoólica e vacina; sequelas da COVID Veja Mais

Troca no comando da Petrobras é “mais um desrespeitoso ato presidencial", diz conselheira

Valor Econômico - Finanças Para a representante, postura do presidente Bolsonaro é típica "de alguém sem nenhum preparo para o cargo que ocupa" A intervenção do presidente Jair Bolsonaro na troca do comando da Petrobras é “mais um desrespeitoso ato presidencial”, na avaliação da conselheira de administração da companhia, eleita pelos empregados, Rosângela Buzanelli. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Crítica | Soulmates é cheio de boas intenções, mas tem medo de ousar

canaltech   Uma das principais preocupações do ser humano é dividir a vida com alguém em que possa confiar, amar e envelhecer junto. Desde muito jovens, a ideia de que o amor está relacionado à felicidade é colocada para as pessoas por meio de filmes infantis, livros de história e até mesmo conversas de adultos. O medo de permanecer solteiro para sempre é, inclusive, um transtorno: chamado de Anuptafobia, o termo é uma palavra híbrida do grego com o latim, e significa "medo irracional de não encontrar um parceiro", e acaba sendo fomentado quando o indivíduo cresce sob a constante pressão de que entrar num relacionamento amoroso é sinônimo de realização vital. Black Mirror: Bandersnatch cumpre pelo menos uma de suas funções Salas de cinema alugam espaços aos gamers para diminuir prejuízos na pandemia Em Soulmates, originalmente transmitida pela AMC, os criadores, roteiristas e produtores William Bridges e Brett Goldstein oferecem uma realidade em que encontrar o par perfeito não precisa ser uma preocupação para a sociedade. Devido a um teste criado por uma empresa chamada Soul Connex, as personagens podem ter uma resposta 100% precisa de quem é a sua "alma gêmea" (assim a publicidade dentro da série vende o exame). Encontrar sua outra metade em Soulmates é uma força mais poderosa do que qualquer outro sentimento, permitindo às pessoas viverem o famigerado "felizes para sempre". Atenção! A partir daqui o texto pode conter spoilers da série Soulmates. Leia por sua conta e risco. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Episódio 3: Little Adventures (Imagem: Divulgação / AMC) Soulmates trata-se de uma antologia, ou seja, cujas histórias não estão ligadas umas às outras, sendo introduzidas e concluídas em um só capítulo. Por apresentar uma tecnologia inovadora em um mundo não tão estranho (afinal, estamos falando de apenas 15 anos daqui), o público terá um gostinho de Black Mirror, o que não é necessariamente errado, visto que William Bridges foi o responsável por roteirizar os polêmicos USS Callister e Shut Up and Dance da série da Netflix. A diferença entre ambas produções, na realidade, é justamente que a série da AMC apresenta apenas uma tecnologia em sua história e aborda todos os casos que podem ser impactados por ela. No primeiro instante do primeiro episódio o espectador é apresentado à milagrosa solução para a vida afetiva dos solteiros, divorciados e até mesmo casados: o teste da Soul Connex funciona como um exame de vista, mas a série não se preocupa muito em explicar como ele funciona ou o que é estudado para os resultados serem retirados dos pacientes. Tudo o que se sabe, no entanto, é se a "alma gêmea" do paciente já passou pelo procedimento antes e possui cadastro no banco de dados da empresa ou, se por algum motivo, aquele indivíduo terá que esperar um pouco até o amor bater em sua porta — isso é, em nenhum momento questionando sua eficácia. Episódio cinco: Break on Through (Imagem: Divulgação / AMC) Oferecendo um elenco composto por nomes famosos como Charlie Heaton (o Jonathan Byers, em Stranger Things), Sarah Snook (de Succession), Nathan Stewart-Jarrett (de Misfits) e Bill Skarsgård (o Pennywise, em IT - A Coisa), os roteiristas mostram que não há limites em mostrar os diferentes cenários a serem explorados, solucionados ou até mesmo arruinados por conta do teste. É interessante observar também como os personagens possuem diferentes comportamentos diante do exame, às vezes tratando-o de fato como a solução para 99% de seus problemas, ignorando-o sua existência ou até mesmo tratando-o como um tabu, muitas vezes referindo-se a ele como "o teste". Embora cheia de boas intenções, Soulmates não confia em seu próprio potencial. Em vários momentos a série duvida de sua própria capacidade de quebrar as barreiras do bizarro e peca na ousadia, deixando em dúvida se o medo é parecer surreal demais ou se o objetivo é exatamente permanecer o mais próximo da atualidade, já que diariamente lidamos com aplicativos de namoro e relações cada vez mais líquidas. Por mais que venha com uma proposta interessante e factual, a série não tem vontade se jogar num desfecho perturbador, coisa que Black Mirror não teve medo algum de fazê-lo. Episódio um: Watershed (Imagem: Divulgação / AMC) Por mais que os episódios (mais curtos que os de Black Mirror, vale destacar) deixem a sensação de ideias ambiciosas, mas com muita dificuldade de serem manejadas, Soulmates está longe de ser descartável. Entre os episódios que valem o play, está o primeiro Watershed, mostrando o relacionamento perfeito de Nikki (Snook, que brilha no papel) e Franklin (Kingsley Ben-Adir), que tiveram a sorte de levar o namoro enquanto jovens para um casamento com filhos. Uma vez invejada por conseguir esse feito, a esposa lida com um enorme dilema em sua mente ao ver o chão se mover sob seus pés e, de repente, sua vida conjugal não estar mais tão feliz assim. Sob a desculpa de "já achei o amor da minha vida e não preciso do teste", o primeiro episódio explora muito bem a indecisão de fazer essa descoberta quando há muito mais em jogo do que o fim de uma relação. Layover, por sua vez, traz Mateo (Skarsgård) e Jonah (Stewart-Jarrett) numa química inquestionável para as telas vivendo um casal homoafetivo que se conheceu no México. Indicado para os fãs de "enemies to lovers", o quarto episódio da temporada apresenta um tom mais humorístico e descontraído, quebrando a narrativa tensa que pairou nas últimas histórias. Nesse caso, os protagonistas vivem a situação em que uma das partes parte do relacionamento já sabe quem é sua "alma gêmea", e de nada adianta mudar sua decisão agora. Episódio quatro: Layover (Imagem: Divulgação / AMC) É importante também comentar de Break on Through, episódio que chegou mais perto do sentimento bizarro e difícil de digerir após sua exibição. Nele, Charlie Heaton vive o jovem Kurt, cuja alma gêmea apontada pela Soul Connex faleceu antes de tê-la conhecido. Cego e embriagado do sentimento de que não é possível ser feliz na vida se não tiver a (como ele pensa) amada ao seu lado, o protagonista tenta contra sua própria vida antes de entrar num culto fanático e religioso que promete o encontro de seus seguidores com suas caras metades. Assine Amazon Prime por R$ 9,90/mês e ganhe frete grátis, catálogo de filmes e séries que compete com a Netflix, livros, músicas e mais! Teste 30 dias grátis! Little Adventures é, sem dúvidas, o melhor da série até então cuja história poderia muito bem se desdobrar para uma temporada inteira. Além de explorar questões como a fragilidade de certos relacionamentos monogâmicos, o episódio traz impressionantes atuações de Laia Costa, Shamier Anderson e Georgina Campbell, fazendo o público refletir até que ponto o amor pode chegar e se há limites para tal. Episódio dois: The Lovers (Imagem: Divulgação / AMC) O mais interessante de Soulmates, acima de tudo, é justamente como a série se concentra no prático, já que a teoria pinta muito bem como a vida pode ser bela após a descoberta de sua alma gêmea. É interessante observar o quão perto estamos como sociedade da retratada ali, embora outras tecnologias não sejam muito exploradas, apenas introduzidas (como os telefones de material transparente, paredes em touch screen e a mais moderna casa inteligente); mas como o ser humano pode ficar cego diante de uma informação da felicidade garantida, como retratado no episódio dois em que, mesmo sendo enganado, o professor universitário David Maddox (David Costabile) acredita ter sentido uma conexão ao simplesmente encostar na mulher que lhe dizia ser sua alma gêmea. E falando nisso, Soulmates não poderia ser mais certeira em seu nome, apresentando um final de cada um dos capítulos que variam suas tramas aos mais extremos picos, mas nunca deixam de deixar o espectador se questionando: como sabemos com toda certeza que estamos com a pessoa certa ao nosso lado? Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! Soulmates já foi renovada para a segunda temporada pela AMC. A primeira temporada está disponível no Prime Video. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Giro da Saúde: coronavírus híbrido; bebida alcoólica e vacina; sequelas da COVID Cidade Invisível | Conheça as lendas do folclore que estão na série da Netflix Cães podem detectar COVID-19 com incrível precisão, diz estudo O céu (não) é o limite | Perseverance em Marte, meteoro em Júpiter e mais! Veja Mais

Lobotomia, o polêmico procedimento no cérebro que era considerado "mais fácil do que tratar uma dor de dente"

Glogo - Ciência Dezenas de milhares de lobotomias foram realizadas em países como os Estados Unidos e o Reino Unido nas décadas de 1940 e 1950 em pacientes com problemas mentais graves. Lobotomia é a retirada de uma parte do cérebro, uma técnica muito usada nas décadas de 1940 e 1950 nos EUA e no Reino Unido Wellcome Collection via BBC Hoje em dia parece incrível, mas houve um tempo em que a lobotomia era celebrada como uma cura milagrosa, descrita pelos médicos e pela mídia como "mais fácil do que curar uma dor de dente". Somente no Reino Unido, mais de 20 mil lobotomias foram realizadas entre o início dos anos 1940 e o final dos anos 1970. No Brasil, a estimativa é de mil procedimentos até meados da década de 50. Geralmente, as lobotomias eram praticadas em pacientes com esquizofrenia, depressão grave ou transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), mas também, em alguns casos, em pessoas com dificuldades de aprendizagem ou de controle da agressão. Walter Freeman demonstrando sua técnica de lobotomia transorbital em 1949 Getty Imagens via BBC Enquanto uma minoria de pessoas experimentou melhora em seus sintomas após o procedimento, algumas ficaram grogues, incapazes de se comunicar, andar ou se alimentar. Mas levou anos para os profissionais de saúde perceber que os efeitos negativos superavam os benefícios e ver que os medicamentos desenvolvidos na década de 1950 eram mais eficazes e muito mais seguros. Roteiristas e diretores de cinema não foram gentis com os médicos que realizaram as lobotomias. Filmes e séries, como Ratched, da Netflix, retrataram cirurgiões sádicos que atacam vulneráveis e deixam pacientes em estado vegetativo. A realidade, porém, é muito mais complexa. Tentando ajudar Os lobotomistas eram frequentemente reformadores progressistas, movidos pelo desejo de melhorar a vida de seus pacientes. Na década de 1940, não havia tratamentos eficazes para os doentes mentais graves. Colega de Freeman, James Shanklin, preparando um paciente para lobotomia transorbital Getty Imagens via BBC Os médicos haviam experimentado terapia de choque com insulina e terapia eletroconvulsiva com sucesso limitado, e asilos estavam lotados de pacientes que não tinham esperança de serem curados ou de voltar para casa. Foi neste contexto que o neurologista português Egas Moniz foi responsável pelo desenvolvimento da leucotomia pré-frontal (mais tarde chamada de lobotomia), que possibilitou o surgimento da psicocirurgia, pela qual ganhou o Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1949, partilhado com o fisiologista suíço Walter Rudolf Hess. Seu procedimento consistia em fazer dois orifícios no crânio e inserir um instrumento afiado no tecido cerebral. Ele então o movia para frente e para trás para cortar as conexões entre os lobos frontais e o resto do cérebro. "Ele se baseava nessa visão terrivelmente rude e simplista do cérebro, que o via como um mecanismo simples no qual você poderia simplesmente colocar as coisas. A ideia era que pensamentos obsessivos e angustiantes giravam e giravam e, ao interromper o circuito, era possível parar esses pensamentos", explica o neurocirurgião e escritor Henry Marsh. "Na verdade, o cérebro é absolutamente complicado e nem começamos a entender como tudo está interligado", acrescenta. Moniz afirmou que seus primeiros 20 pacientes tiveram uma melhora dramática, e um jovem neurologista americano, Walter Freeman, ficou muito impressionado. James Watts e Walter Freeman realizando a lobotomia Discover Magazine/wiki commons Com seu parceiro colaborador, James Watts, ele realizou a primeira lobotomia nos Estados Unidos em 1936 e, no ano seguinte, o jornal americano The New York Times se referiu à operação como "a nova 'cirurgia da alma'. Mas, no início, o procedimento era complicado e demorado. Enquanto trabalhava no St Elizabeths Hospital, o maior hospital psiquiátrico do país, na capital dos EUA, Washington DC, Freeman ficou chocado com "a perda de pessoal e da capacidade feminina" que testemunhou lá. Ele queria ajudar os pacientes a sair do hospital e estabelecer para si mesmo o objetivo de tornar a lobotomia mais rápida e barata. Com isso em mente, em 1946, ele concebeu a "lobotomia transorbital" na qual instrumentos de aço que pareciam pontas de gelo eram martelados no cérebro através dos ossos frágeis na parte de trás das órbitas oculares. O tempo de operação foi reduzido drasticamente e os pacientes não precisavam de anestesia, simplesmente eram nocauteados antes da operação com uma máquina de "eletrochoque" portátil. 'Lobotomias com picador de gelo' Freeman dirigia pelos Estados Unidos durante as longas férias de verão para realizar suas "lobotomias com picador de gelo", às vezes levando seus filhos com ele. As lobotomias eram praticadas em pacientes com esquizofrenia, depressão grave ou transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) Dan Stevens/Unplash E embora tenha sido inicialmente descrita como uma cirurgia de último recurso para pacientes psiquiátricas com os quais todos os outros tratamentos fracassaram, Freeman começou a promover a lobotomia como uma cura para tudo, desde doenças mentais graves a depressão pós-parto e fortes dores de cabeça, dor crônica, indigestão nervosa, insônia e dificuldades comportamentais. Muitos pacientes e suas famílias ficaram muito gratos a Freeman, que manteve caixas cheias de cartas de agradecimento e cartões de Natal enviados por eles. Mas em outros casos os resultados foram desastrosos. Os pacientes de Freeman incluíam Rosemary Kennedy, irmã do futuro presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, que ficou com incontinência e incapaz de falar claramente após uma lobotomia aos 23 anos. Ao longo de sua carreira, Freeman realizou lobotomias em 3,5 mil pacientes, incluindo 19 crianças, a mais jovem com apenas 4 anos de idade. A contraparte de Freeman no Reino Unido foi o neurocirurgião Sir Wylie McKissock, que realizou sua própria variação da lobotomia em cerca de 3 mil pacientes. "Esta não é uma operação demorada. Uma equipe competente em um hospital psiquiátrico bem organizado pode realizar quatro dessas operações em duas a duas horas e meia", gabou-se. "A leucotomia pré-frontal bilateral real pode ser realizada por um neurocirurgião devidamente treinado em seis minutos e raramente leva mais de 10", acrescentou ele. Graças em grande parte a McKissock, mais lobotomias per capita foram realizadas no Reino Unido do que nos Estados Unidos. Até a década de 1990 Como estudante de medicina na década de 1970, Henry Marsh aceitou um emprego como assistente de enfermagem em um hospital psiquiátrico, no que ele descreve como "a enfermaria terminal onde os casos perdidos iam morrer". O neurocirurgião Henry Marsh e a neurocientista Suzana Herculano-Houzel em mesa da Flip 2016 Walter Craveiro/Flip Lá ele viu em primeira mão os efeitos devastadores da lobotomia. "Tornou-se dolorosamente aparente que não havia acompanhamento adequado para esses pacientes", diz ele. "Os pacientes que eram os piores, os mais apáticos, os que haviam sido desenganados, eram os que haviam feito uma lobotomia." Todos foram operados por McKissock e seus assistentes. Mais tarde, depois que Marsh foi treinado como neurocirurgião, uma modificação do procedimento, conhecida como leucotomia límbica, ainda era usada. Marsh a descreve como "uma espécie de versão microscópica, muito mais refinada, do tipo de lobotomias que as pessoas faziam muitos anos antes". Ele mesmo realizou essa operação em uma dúzia de pacientes com TOC grave em 1990. "Eles eram todos suicidas, todos os outros tratamentos falharam, então eu não fiquei particularmente preocupado com isso, embora eu preferisse não ficar", diz ele. "Depois não atendi os pacientes, era puramente técnico. Os psiquiatras envolvidos me garantiram que as operações foram um sucesso", acrescenta. Questionado como se sente sobre essas operações agora. "não gostava de fazê-las e fiquei muito feliz em deixar a cirurgia", confessa. Instrumentos cirúrgicos No início dos anos 1960, cerca de 500 lobotomias eram realizadas a cada ano no Reino Unido, contra 1,5 mil em seu pico. Em meados da década de 1970, esse número caiu para cerca de 100-150 por ano, quase sempre envolvendo cortes menores e metas mais precisas. A promulgação da Lei de Saúde Mental de 1983 introduziu controles mais rígidos e mais supervisão. Hoje, as operações psicocirúrgicas raramente são realizadas. Para pior Howard Dully, que foi lobotomizado por Walter Freeman aos 12 anos, diz que tenta evitar pensar em como sua vida poderia ter sido diferente se ele não tivesse se submetido ao procedimento, por medo de ser dominado pela raiva. "Tentei reconstruir minha vida. Levei muito tempo", explica ele. "Tive muitos problemas quando era um jovem adulto: drogas, álcool e atividades criminosas, tentando roubar e ganhar dinheiro, vencer na vida, então não foi fácil." Lobotomia rendeu a Egas Moniz Prêmio Nobel de Medicina Getty Images via BBC Dully diz acreditar que a operação, realizada porque ele confrontou sua madrasta, lançou uma sombra sobre todos os aspectos de sua vida. "Você não vai até as pessoas e diz: 'Oi, eu fiz uma lobotomia', porque se você fizer isso, elas não ficarão com você por muito tempo", diz ele. Sessenta anos depois, ele pode se lembrar da operação em grande detalhe. "Eles levantaram o olho e foram até o canto, acertaram e sacudiram com essa coisa que parece um batedor de ovos", conta. "É uma loucura para mim. Quer dizer, você está falando sobre um cérebro. Não deveria haver alguma precisão envolvida? "Tão sutil quanto um tiro na cabeça" A lobotomia teve seus críticos desde o início e a oposição ficou mais forte à medida que os maus resultados se tornaram aparentes. Descobriu-se que Walter Freeman, que inicialmente alegava uma taxa de sucesso de 85%, tinha, na verdade, uma taxa de mortalidade de 15%. E quando os médicos investigaram os resultados de longo prazo de seus pacientes, eles descobriram que apenas um terço havia experimentado alguma melhora, enquanto outro terço estava significativamente pior. Um ex-defensor da lobotomia nos Estados Unidos afirmou: "A lobotomia não era menos sutil do que um tiro na cabeça." Quinze anos atrás, um grupo de médicos e vítimas de lobotomia e suas famílias fizeram campanha para que Egas Moniz fosse destituído do Prêmio Nobel. A Fundação Nobel, cujo estatuto declara que seus prêmios não podem ser retirados, recusou. Olhando para trás, como devemos ver as pessoas que realizaram esse controverso procedimento médico? "Esse negócio de dividir os médicos em heróis e vilões está errado. Somos todos uma mistura dos dois, somos um produto de nosso tempo, nossa cultura, nosso treinamento", diz Henry Marsh. "A geração de cirurgiões que me treinou tinha, eu não diria poderes divinos, mas uma autoridade enorme, ninguém os questionava ou interrogava, e posso pensar em algumas das pessoas que me treinaram que eram, acima de tudo, pessoas decentes, e foram corrompidos por este poder e se tornaram um pouco monstros como resultado", conclui. Veja VÍDEOS de notícias internacionais Veja Mais

Moto G 5G: melhor celular intermediário custo-benefício com 5G? | Análise / Review

tudo celular Moto G 5G traz o melhor custo-benefício para que busca um celular 5G acessível? Confira nossa análise completa. Veja Mais

Werewolf: The Apocalypse - Earthblood: ruim é apelido

Werewolf: The Apocalypse - Earthblood: ruim é apelido

Tecmundo O ano era 1989. Meus pais resolveram pintar o apartamento e eu, como um bom gamer, não larguei o controle durante o período. Me lembro até hoje dos dois sofás em pé, cobertos de plástico na sala. No meio deles, um televisor, rodando o clássico Altered Beast.Um hiato enorme tomou conta dos jogos de lobisomem. Para falar a verdade, eles nunca foram bem aproveitados na história dos videogames. Aparentemente, este cenário começou a mudar. Ano passado tivemos um excelente romance visual, chamado Werewolf: The Apocalypse — Heart of the Forest, da Different Tales e, em 2013, o excelente The Wolf Among Us, da Telltale Games.Leia mais... Veja Mais

Rick and Morty: as 10 piores ideias de Rick na série

Rick and Morty: as 10 piores ideias de Rick na série

Tecmundo Você provavelmente já sabe que Rick, de Rick and Morty, é um personagem extremamente inteligente. Porém, isso não significa que ele não tenha os seus momentos, digamos, questionáveis. E é claro que não vamos reclamar deles, afinal, as consequências desastrosas dessas decisões são alguns dos melhores momentos da série!Para relembrar esses momentos, fizemos um ranking das piores decisões já tomadas pelo personagem. Vamos descobrir quais são?Leia mais... Veja Mais

Como Homem de Ferro, Capitão América e Thor reconstruíram a Trindade da Marvel?

canaltech Os dois últimos filmes dos Vingadores da Marvel Studios carregam uma interessante dinâmica, que a Marvel Comics tem explorado com sucesso nas duas últimas décadas. Em Vingadores: Guerra Infinita, o grupo se vê com sua “Trindade”, formada por Homem de Ferro, Capitão América e Thor, separada. O resultado é uma derrota devastadora nas mãos de Thanos. Já em Vingadores: Ultimato, quando o trio está reunido, o grupo vence uma ameaça que poderia destruir todo o universo. HQs e super-heróis | A nova fase da DC e simbiontes invadindo a Marvel Kang deve aparecer na série do Loki e ser o grande vilão de Vingadores 5 Saiba como a Marvel está construindo a Fase 4 para chegar a Vingadores 5 Isso aconteceu outras vezes no passado, contudo, tem sido mais frequente desde o início dos anos 2000. Qual é a melhor forma de mostrar o quão importante é algo? Mostrando o que ocorre com sua ausência. E é isso o que a Marvel tem feito desde então, em uma espécie de soft reboot, que vem dando certo não somente com os Vingadores, mas com todos seus personagens — veja bem, o próximo grande evento da editora, um repeteco de Heroes Reborn (ou Heróis Renascem, que evoca a saga noventista de mesmo nome), vai nos mostrar como seria o mundo sem os Vingadores. Imagem: Reprodução/Marvel Studios Mas como a Marvel finalmente notou que essa dinâmica é tão importante para suas publicações? Qual foi a história que reuniu a Trindade como um pilar para os Vingadores e para a própria editora? E por que não nos cansamos de ler essa “mesma história”? O Canaltech explica para você logo abaixo. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- O arquiteto responsável pelo “orçamento” A virada dos anos 1990 para 2000 era um período difícil para a Marvel Comics, que tentava se recuperar da falência decretada poucos anos antes — a mesma que resultou na venda dos direitos de diversas propriedades para estúdios de Hollywood, a exemplo de Homem-Aranha, X-Men e outros. Para piorar, os Vingadores, outrora carro-chefe da editora, vinha sofrendo com fases ruins, tanto nos títulos individuais de seus principais integrantes, quanto em sua revista mensal própria. O mistério da animação dos X-Men que permanece sem resposta desde os anos 1990 Conheça os bastidores que explicam os altos e baixos dos X-Men no cinema 10 aspectos que mudaram radicalmente os X-Men na atual fase de Jonathan Hickman O tempo era de renovação, e Joe Quesada, desenhista habilidoso que começou na Valiant Comics e ajudou a criar o personagem Azrael na DC Comics, tinha mostrado seu talento na revista do Demolidor e, no final dos anos 1990, ficou responsável por um novo selo para os “heróis de rua” que sempre foram queridos mas nunca tiveram consistência ao longo dos anos. Assim nascia o cantinho chamado de Marvel Knights, com heróis como Demolidor, Homem-Aranha, Justiceiro, Viúva Negra, Shang-Chi, Manto e Adaga, Motoqueiro Fantasma, Cavaleiro da Lua, Doutor Estranho, Pantera Negra, entre outros. Imagem: Reprodução/Marvel Comics Essa frente rendeu bons frutos e Quesada foi alçado a editor-chefe em 2000, quando Bob Harras deixou o cargo no projeto de reformulação da Marvel no período pós-falência. Foi quando Quesada recrutou dois jovens talentos, Brian Michael Bendis e Mark Millar, para ajudar na reconstrução do Universo Marvel. E vamos falar em especial sobre Bendis, um cara que sempre teve muito talento em criar diálogos rápidos, divertidos e sempre atualizados com a cultura pop. Isso ele fazia com maestria em Powers, publicado pela Image Comics. Pois bem, Quesada deu a Bendis uma tarefa difícil: recuperar a marca Vingadores, que há muito andava decepcionando os leitores. Foi aí que Bendis começou o processo que se tornou a dinâmica citada lá no começo do texto. Primeiramente, ele estabeleceu a formação que iria explorar, enquanto, em outras revistas, fortalecia alguns personagens secundários, a exemplo de Luke Cage. Vale destacar que, diferente da Liga da Justiça, os Vingadores nunca dependeram tanto de sua Trindade, apresentando equipes muito distintas ao longo das décadas — e nem sempre com o Capitão América, Thor e Homem de Ferro juntos. Imagem: Reprodução/Marvel Comics Em 2004, Bendis, então, destruiu o grupo, no arco chamado de Vingadores: A Queda. Resumidamente, a equipe foi demolida por dentro por uma Feiticeira Escarlate enlouquecida e manipulada, em uma trama que tem laços com Dinastia M e até mesmo inspirou o que temos visto recentemente na série WandaVision. O resultado da história foi devastador para a Trindade. Vingadores desunidos Thor terminou seu ciclo de Ragnarok de uma vez por todas, morrendo permanentemente com seus companheiros asgardianos. Assim, restou ao Homem de Ferro e ao Capitão América a tarefa de reunir os Novos Vingadores. Essa foi também uma boa jogada de Bendis, que trouxe para a equipe heróis como Homem-Aranha, Wolverine, Luke Cage e Doutor Estranho, entre outros que andavam esquecidos, já fizeram parte do grupo ou costumavam ter seu próprio protagonismo em seus próprios cantinhos da editora. As 10 melhores histórias em quadrinhos da Marvel e da DC em 2020 11 momentos mais emocionantes nos quadrinhos da Marvel Feige x Ike: Entenda como essa "Guerra Civil interna" afeta tudo na Marvel Só que a relação de Steve Rogers e Tony Stark, que nunca foi assim de melhores amigos, ficou ainda mais abalada durante a saga Guerra Civil, que chegou à editora em 2006. Assim como vimos na adaptação, Rogers e Stark discordaram sobre uma nova lei de registro estadunidense. E a situação piorou muito quando o Homem de Ferro usou o DNA de Thor para cloná-lo em forma de um robô muito semelhante ao Deus do Trovão. A máquina entrou no conflito e matou o herói conhecido como Bill Foster, o Gigante (que chegou a aparecer no filme Homem-Formiga e a Vespa). Imagem: Reprodução/Marvel Comics Essa foi a gota d’água para para Steve Rogers, que avançou com tudo sobre Stark em Guerra Civil. Contudo, isso resultou na morte do Capitão América, que, claro, voltou alguns anos depois. Durante esse tempo, Thor e os outros deuses asgardianos começaram o processo de retorno em uma Asgard que ficava na Terra, suspensa sobre uma pequena cidade do Oklahoma. O estado frágil dos Vingadores e de seus principais heróis abriu uma oportunidade para os vilões, liderados por Norman Osborn. E, assim, em 2009, começava a saga O Cerco, em que Osborn aproveitou o descontentamento público com os Vingadores em Guerra Civil para se tornar uma importante peça do governo. Assim, ele criou seus Vingadores Sombrios, em uma trama que teve a participação de outros vilões, a exemplo de Doutor Destino, Loki, Treinador, entre outros. Imagem: Reprodução/Marvel Comics No final, o mundo vê a ascensão dos Vingadores Sombrios e a queda de Thor, Steve Rogers retorna para reconstruir os legítimos Vingadores. Ele deixa as diferenças com Stark de lado e recupera o Deus do Trovão, para então reunir o time e vencer a batalha. A Trindade reconstruída em Vingadores: Prime Como a ideia de separar e reunir a Trindade se tornou um sucesso, a Marvel decidiu mergulhar de vez na concretização do Homem de Ferro, Capitão América e Thor como seu grande pilar para os Vingadores. E isso aconteceu em Vingadores: Prime, uma série limitada em cinco edições lançada em abril de 2011, como parte da chamada Era Heróica da Marvel Comics. A trama tinha como maior objetivo reunir os heróis e explorar o relacionamento entre os três. Imagem: Reprodução/Marvel Comics Tudo começa quando Thor descobre um portal extradimensional danificado, que dá acesso aos Nove Reinos. Durante a descoberta do problema, fica bem evidente a tensão entre os três: Odinson ainda não se conformava com o fato de Stark ter criado um clone seu; e Rogers, bem, ainda tinha assuntos inacabados com o Homem de Ferro desde o final de Guerra Civil. Em meio a isso tudo, cada um vai parar em um local diferente. O Homem de Ferro se vê em um vasto campo sem poder na armadura e é capturado por ogros. Capitão América aparece em uma floresta e é confrontado por um grupo de elfos sombrios. E Thor acaba caindo no desolado reino de Vanaheim, onde entra em combate com Encantor e seu exécito mágico, sob o comando de Hela. Com poucos recursos, os três precisam provar que não são os poderes que os tornam heróis; e que, juntos, eles são melhores. Imagem: Reprodução/Marvel Comics A deusa dos mortos asgardianos explica que, ao levar Asgard para a Terra, Thor interrompeu a conexão entre os Nove Reinos. E essa quebra deu a Hela a oportunidade de remodelar todos os cantos à sua imagem. Enquanto isso, Rogers, que se apaixona por uma elfa, consegue ajuda para resgatar Stark, capturado por Fafnir, o Dragão. Juntos, eles conseguem chegar a Odinson, inconsciente e sem seu martelo, roubado por Hela. No final, o trio consegue ajudar de várias criaturas místicas e, enquanto Capitão América e Homem de Ferro lutam contra o exécito de morto-vivos, Thor se recompõe. Com a ajuda de Encantor, que trai Hela, Odinson derruba a vilã e usa a Espada do Crepúsculo para reparar os Nove Reinos. Após o retorno para a Terra, o trio percebe que vaidades pessoais e problemas passados não podem mais interferir no importante papel que tem para liderar os Vingadores. Imagem: Reprodução/Marvel Comics E, assim, no encerramento de Vingadores: Prime, vemos a Trindade reconstruída, com os heróis se abraçando e deixando as mágoas para trás. Vingadores unidos Desde Vingadores: Prime, a Trindade tem se mantido unida. A dinâmica de separar o trio e reuni-lo tem acontecido, assim como vimos nos filmes, mas a diferença é que Capitão América, Thor e Homem de Ferro não tem mais se separado exatamente por suas diferenças. Pelo contrário, atualmente é até divertido ver eles mesmo aceitando suas limitações e “brigando” por serem tão diferentes. Imagem: Reprodução/Marvel Comics Veja bem, estamos falando de um soldado dos anos 1940, um homem tradicional e com ideais de justiça e liberdade que norteiam o mundo até os dias atuais; um inventor futurista que não se conforma em ficar “parado” por muito tempo; e um deus beberrão e vaidoso que, com o tempo, aprendeu a ser humilde e a respeitar o coração dos “mortais”. Assine Amazon Kindle Unlimited por apenas R$ 19,90/mês e tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais! Então, atualmente, quando a Trindade se separa normalmente é por obra do acaso, por força dos próprios vilões ou até por escolha própria, para que cada um fique responsável por uma equipe diferente de Vingadores. E, quando os três estão juntos novamente, eles se tornam imbatíveis. E essa dinâmica deve durar muitas aventuras nos anos que virão. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonda da NASA parece ter flagrado um objeto entrando na atmosfera de Júpiter Giro da Saúde: coronavírus híbrido; bebida alcoólica e vacina; sequelas da COVID Cidade Invisível | Conheça as lendas do folclore que estão na série da Netflix Cães podem detectar COVID-19 com incrível precisão, diz estudo O céu (não) é o limite | Perseverance em Marte, meteoro em Júpiter e mais! Veja Mais