Meu Feed

No mais...

Falcão e o Soldado Invernal: Sharon Carter trará novidades, diz atriz

Falcão e o Soldado Invernal: Sharon Carter trará novidades, diz atriz

Tecmundo Em entrevista recente ao portal Nylon, a atriz Emily VanCamp comentou sobre algumas das novidades que sua personagem Sharon Carter terá na série Falcão e o Soldado Invernal. De acordo com ela, todos os envolvidos na produção da Marvel são incríveis. “Você se sente parte desta grande família. E desta vez, temos a chance de ver um outro lado dela, o que deixou tudo ainda mais interessante para mim”, revelou.Leia mais... Veja Mais

Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021)

canaltech Mais um fim de semana está aí e, com várias cidades Brasil afora adotando medidas mais restritivas de circulação e distanciamento social, nada melhor do que ficar em casa aproveitando sua assinatura da Netflix. E a plataforma de streaming mais popular do mundo tem uma infinidade de lançamentos nesta semana para você, de comédias nacionais para toda a família a documentários criminais sobre casos reais, passando pelo retorno de uma das séries mais consagradas pelos fãs de esporte, tem de tudo um pouco. Os lançamentos da Netflix em março de 2021 Os lançamentos do Disney+ em março de 2021 Os lançamentos do Globoplay em março de 2021 Os lançamentos do Amazon Prime Video em março de 2021 Na lista de filmes novos da Netflix, o grande destaque é, sem dúvidas, a estreia de Cabras da Peste. O filme brasileiro é o mais assistido da semana na plataforma de streaming e conta a história de dois policiais azarados que se deparam com bandidos perigosos enquanto tentam solucionar um caso misterioso: o desaparecimento da cabra Celestina.   Outro filme que está fazendo muito sucesso entre os assinantes brasileiros da Netflix é o suspense erótico Por Trás da Inocência. O filme conta a história de uma escritora de best-seller chamada Mary Morrison, que está sofrendo de bloqueio criativo e decide contratar Grace para cuidar de seus filhos. O problema é que, à medida que volta a escrever, ela também fica fascinada pela jovem, que rapidamente se transforma em sua musa. Aos poucos, a linha entre o que é real e ficção em sua vida vai ficando cada vez mais tênue. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.-   Nesta semana, as séries também estão igualmente intrigantes. Do mesmo criador de La Casa de Papel, a espanhola Sky Rojo estreou sua primeira temporada nesta semana e conta a história de três mulheres que foram traficadas e prostituídas, fugindo de um bordel em Tenerife, na Espanha, depois de atacar e ferir gravemente seu cafetão. Com a liberdade bem diante de si, o trio decide fugir sem pedir ajuda à polícia, pois a máfia está no seu encalço e qualquer deslize pode ser fatal.   Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Um prato cheio para os fãs de histórias criminais, a série documental Sob Suspeita: O Caso Wesphael esmiúça o caso do político belga Bernard Wesphael, que ganhou os noticiários da Europa e foi amplamente coberto pela mídia local, em um daqueles típicos circos midiáticos vistos em casos como o de O.J. Simpson. O fato é que Wesphael diz ter encontrado a esposa morta num quarto de hotel, alegando que ela teria cometido suicídio. A investigação atrapalhada e o julgamento cheio de buracos logo dividiu a opinião popular, e o caso foi encerrado com o possível assassino livre. Até hoje há quem duvide da inocência de Wesphael e da versão dos fatos apresentada por sua defesa. Mas será que ele é mesmo inocente? Sob Suspeita: O Caso Wesphael (Imagem: Divulgação/Netflix) Para fechar as indicações desta semana, a Netflix estreou a terceira temporada da aclamada série esportiva F1: Dirigir para Viver, que tem público cativo na plataforma e mostra os bastidores e conflitos que ficaram longe dos olhos do público durante a atípica temporada de 2020 da categoria. Originalmente, os episódios se concentrariam em retratar as comemorações pelos 70 anos da modalidade, mas acabaram tomando um rumo completamente inesperado depois que o mundo foi atingido pela pandemia do novo coronavírus. Embora as gravações tenham sido interrompidas em alguns momentos, o trabalho foi retomado quando o calendário foi reorganizado e as luzes vermelhas se apagaram.   Essas foram apenas algumas indicações que o Canaltech separou para você aproveitar o fim de semana assistindo o que há de mais interessante na Netflix. Mas tem muito mais coisa legal no catálogo do serviço de streaming, e a gente listou tudo para você logo a seguir. Dê uma olhada, veja o que mais lhe chama atenção, clique e dê o play. Boa diversão! Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! 13/03 Tudo para Minha Filha Piola Johnny English 3.0 Vincenzo (Novo episódio) 14/03 The Devil Punisher (Novo episódio) 15/03 O Reino Perdido dos Piratas: Temporada 1 This is Personal: A Marcha das Mulheres 16/03 Waffles + Mochi: Temporada 1 Educação Americana: Fraude e Privilégio Get on Up: A História de James Brown Rebell Comedy: Straight Outta the Zoo 17/03 My Perfect Landing: Temporada 1 Abla Fahita; Drama Queen - Temporada 1 Polos Opostos: Temporada 1 Sob Suspeita: O Caso Wesphael - Temporada 1 Black Ink Crew: New York - Temporadas 1 e 2 Segurança Nacional A Grande Marcha Nate Bargatze: The Greatest Average American Segurança de Shopping 2 As Loucuras de Dick e Jane Por Trás da Inocência Expresso do Amanhã (Novo episódio) 18/03 Cabras da Peste B: The Beginning - Temporada 2 19/03 Sky Rojo: Temporada 1 Família em Concerto: Temporada 1 Sem Filhos F1: Dirigir para Viver - Temporada 3 Alien TV: Temporada 2 Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Planetas como a Terra podem ser comuns por toda a Via Láctea, sugere novo estudo Veja Mais

Cientistas descobrem o tamanho do núcleo de Marte

Cientistas descobrem o tamanho do núcleo de Marte

Tecmundo Marte acaba de entrar para um grupo bem seleto do sistema solar. Depois da Terra, ele é o segundo planeta a ter seu núcleo medido e estudado por cientistas graças à espaçonave InSight da NASA.Na superfície marciana desde 2018, a sonda investigou as profundezas ao analisar as ondas sísmicas emitidas pelo planeta vermelho. Dessa maneira, ela foi capaz de obter medições reais sobre o astro.Leia mais... Veja Mais

Analistas financeiros da Goldman Sachs pedem semana de trabalho de 80 horas em documento formal

G1 Economia Treze jovens funcionários criaram apresentação com figuras e gráficos em que afirmam ter trabalhado em média 98 horas por semana desde o início de 2021. Apresentação de analistas da Goldman Sachs defende jornada de trabalho de 80 horas semanais para a saúde mental Reprodução Um grupo de analistas finaneiros recém-contratados pelo banco de investimento Goldman Sachs preparou uma apresentação formal reclamando das longas horas e estresse em seus cargos e sugerindo que uma semana de trabalho de 80 horas seria mais adequada. Como se fosse um documento preparado para clientes, a apresentação — entitulada "Pesquisa de Condições de Trabalho" — é composta por onze páginas com figuras e gráficos. Confira o documento. O documento baseado em uma pesquisa com treze funcionários do primeiro ano, que afirmam ter trabalhado em média 98 horas por semana desde o início de 2021. No documento, eles ressaltam que vão para a cama em média às 3 da manhã. A sua saúde física e mental diminuiu drasticamente: 77% deles acreditam ter sido "vítimas de assédio profissional". "Não consigo mais dormir porque meu nível de ansiedade disparou", diz um deles no documento. "Eu sabia que o horário não seria das 9h às 17h, mas não sabia que seria permanentemente das 9h às 5h", reclamou outro. Para "resolver a situação", sugerem que uma semana de 80 horas deve ser o limite "máximo". A apresentação começou a circular nas redes sociais na quarta-feira (17), antes de estar disponível no Twitter na quinta-feira. O Goldman Sachs não respondeu de imediato a um pedido de resposta feito pela AFP. *Com AFP Veja Mais

A Voz do Brasil - 19/03/2021

A Voz do Brasil - 19/03/2021

Câmana dos Deputados Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #AVozdoBrasil #RádioCâmara Veja Mais

Jogos da Rockstar: do pior ao melhor, segundo a crítica

Jogos da Rockstar: do pior ao melhor, segundo a crítica

Tecmundo A maioria das desenvolvedoras esperam a E3 para anunciarem seus grandes jogos, sendo novas IPs ou continuações. Se tem uma empresa que foge dessa regra de forma magistral é a que vamos falar hoje.As palavras "polêmica" e "perfeccionismo" podem definir a maioria dos títulos lançados por ela. Vocês votaram e aqui está o do Pior ao Melhor Especial da Rockstar. Aqui estão nossos critérios, prestem bastante atenção:Leia mais... Veja Mais

Procon-SP multa Apple em R$ 10 milhões por vender iPhones sem carregador

G1 Economia Órgão de defesa do consumidor também aponta publicidade enganosa e cláusulas abusivas. Tim Cook, CEO da Apple, apresentando o iPhone 12 na Califórnia em 2020 Brooks Kraft/Apple Inc./Handout via Reuters O Procon-SP multou a Apple em R$ 10,5 milhões por prática abusiva ao vender iPhones sem o carregador de energia. A informação foi dada pelo órgão de defesa do consumidor na noite desta sexta-feira (19). A empresa tem direito a recorrer. A Apple deixou de incluir o adaptador de tomada em todos os seus celulares em outubro passado, após anunciar os novos iPhone 12, afirmando que a decisão faz parte de "seus objetivos ambientais". Na época, o Procon questionou a fabricante para obter mais explicações. Em novembro, o órgão afirmou que "a empresa não demonstrou esse ganho ambiental" em sua primeira resposta, pois não apresentou um plano de recolhimento dos aparelhos antigos e de reciclagem. Agora, o Procon diz que não obteve resposta para questões como se houve redução no preço do aparelho iPhone 12, em razão da retirada do acessório; quais os valores do aparelho comercializado com e sem o adaptador e a efetiva redução no número de adaptadores produzidos. Além deste motivo, a multa acontece após o órgão apontar outras irregularidades (veja abaixo). O G1 procurou a Apple e aguarda um posicionamento da empresa. Publicidade enganosa O Procon-SP diz ainda que consumidores reclamaram que "seus aparelhos iPhone 11 Pro – cuja publicidade afirmava ser resistente à água – apresentaram problemas sem que a empresa os reparasse". E que, quando questionada pelo Procon-SP, a Apple informou que a resistência à água não seria uma condição permanente do aparelho, podendo diminuir com o tempo; e que para evitar danos líquidos os consumidores devem deixar de nadar ou tomar banho com o smartphone e de usá-lo em condições de extrema umidade. "Todavia, as publicidades do modelo faziam afirmações como: 'testes rigorosos e refinamentos ajudaram a criar um iPhone durável e resistente à água e poeira', 'resistente à água a até 4 metros por até 30 segundos', 'feito para tomar respingos e até um banho' e traziam imagens do celular recebendo jatos de água nas laterais e na parte superior sendo utilizado na chuva e em recipiente de água", diz o órgão. Problemas após atualização do sistema O Procon-SP também ouviu consumidores que relataram problemas com algumas funções de seus aparelhos após fazerem a atualização do sistema. "Apesar de notificada, a Apple não apresentou explicações sobre vários questionamentos feitos, deixando de prestar informações de interesse dos consumidores e inviabilizando a verificação de eventual conduta lesiva aos mesmos", afirmou a entidade. Cláusulas abusivas Na análise do termo de garantia dos produtos, o Procon-SP considerou que a Apple impõe algumas "cláusulas abusivas". "Em uma delas a empresa se isenta de todas as garantias legais e implícitas e contra defeitos ocultos ou não aparentes; em outra informa que 'o software distribuído pela Apple, seja da marca Apple ou não ( inclusive, entre outros software de sistema), não está coberto por esta garantia' e que 'a Apple não garante que o funcionamento do produto Apple será ininterrupto ou sem erros'", apontou o Procon. Com essas cláusulas a empresa desobriga-se da responsabilidade por problemas dos produtos ou serviços e infringe o artigo 51, I do Código de Defesa do Consumidor, segundo o órgão. Há outra cláusula prevendo que a empresa poderá solicitar autorização de cobrança em cartão de crédito do valor do produto ou da peça de substituição e custos de envio. Para o Procon-SP, ela é abusiva e também desrespeita o artigo 51, IV, do Código, na medida em que transfere ao consumidor o risco da atividade e o custo com o cumprimento da garantia, "ofendendo o princípio da boa-fé, do equilíbrio e da vulnerabilidade do consumidor e o colocando em desvantagem exagerada". Empresa não consertou aparelho Ao listar os motivos da multa, o Procon-SP citou ainda que a Apple não consertou um problema apresentado por um aparelho adquirido no exterior dentro do prazo estabelecido pela lei, que é de 30 dias. "Ao deixar de resolver o problema do smartphone Apple adquirido no exterior, mas também comercializado no Brasil, a empresa constituída neste país como distribuidora e prestadora de serviços de assistência técnica dos produtos da Apple, desrespeitou o artigo 18 do Código", afirmou o órgão. VÍDEO: veja como é o iPhone 12 Apple anuncia a nova geração do iPhone Veja Mais

Grey's Anatomy 17x8: Bailey insiste na autópsia de seu amigo (recap)

Grey's Anatomy 17x8: Bailey insiste na autópsia de seu amigo (recap)

Tecmundo ATENÇÃO, SPOILERS À FRENTE!Nesta quinta-feira (18), o público assistiu a um novo episódio de Grey’s Anatomy. Seguindo com a exibição da 17ª temporada da série médica da ABC, mesmo em meio ao luto causado pela morte de um personagem bastante querido por todos, ainda há espaço para novas tensões. Leia mais... Veja Mais

Alê Silva explica projeto que considera "rachadinha" como ato de improbidade administrativa-19/03/21

Alê Silva explica projeto que considera

Câmana dos Deputados Você provavelmente já ouviu falar em uma prática comumente chamada de “rachadinha”, que é quando um agente público recebe parte dos salários de assessores ou funcionários. A deputada Alê Silva (PSL-MG) apresentou um projeto de lei que considera essa conduta como improbidade administrativa (PL 338/21). Veja nessa entrevista ao Palavra Aberta. Apresentação - Felipe Rodrigues Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Barões da Pisadinha revivem 'Mamãe que é mamãe' no álbum 'Da roça pra cidade'

G1 Pop & Arte ♪ Desde janeiro, a dupla Os Barões da Pisadinha vem lançando um single duplo por mês com duas músicas do álbum Da roça pra cidade, gravado ao vivo em show apresentado pelo tecladista Felipe Barão e o vocalista Rodrigo Barão em 17 de dezembro de 2020, em Goiânia (GO). Neste mês de março, o terceiro volume da série de singles do álbum joga na rede a música inédita Seu bebê tá bebo – composição de autoria creditada a Thales Lessa, Renno Poeta, Hiago Nobre e a Junior Gomes – e a regravação de Mamãe que é mamãe, composição de Flávio Pizada Quente já abordada pelos Barões da Pisadinha há três anos no álbum Você não me deu moral (2018). A previsão é de que, em outubro, todas as músicas do álbum Da roça pra cidade já estejam disponibilizadas. O repertório do disco totaliza 18 músicas, sendo 16 inéditas – e não 17, como vinha sendo divulgado até então – e duas regravações. Veja Mais

Nova versão do Realme X7 Pro vaza com tela curva e chip MediaTek

canaltech A Realme prepara o lançamento de uma versão mais premium do X7 Pro, lançado em setembro do ano passado, e novas informações sobre o smartphone foram reveladas nesta quinta-feira (18). Segundo um popular informante do mercado asiático, o aparelho será chamado de Realme X7 Pro Extreme Edition — e não X9 Pro, como foi anteriormente previsto — e marcará a estreia de uma tela curva. Realme X7 e X7 Pro são lançados com 5G, tela de 120 Hz e preço bem amigável Suposto Realme X9 Pro aparece em imagens e tem especificações vazadas De acordo com as informações, a edição Extreme do X7 Pro deve manter algumas características do modelo base, como o processador MediaTek Dimensity 1000+ 5G, a bateria de 4.500 mAh com tecnologia de carregamento SuperDart de 65 W e câmera quádrupla com principal de 64 MP. A tela também deve ter as mesmas 6,55 polegadas com 90 Hz do aparelho mais antigo, exceto pelo formato curvo — se confirmado, seria o primeiro celular da Realme com esse aspecto. Realme X7 Pro Extreme Edition will launch soon which is Realme's first curved screen smartphone designed by Fukasawa Naoto.*Mediatek dimensity 1000+*32MP front*64MP rear*4500mAh battery with 65W charging*7.8mm thickness#RealmeX7Pro #RealmeX7ProExtremeEdition https://t.co/9xc2OpwZRk pic.twitter.com/GDMqk7uJ6z -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- — Abhishek Yadav (@yabhishekhd) March 19, 2021 Com relação ao design, o Realme X7 Pro Extreme Edition será desenvolvido em parceria com Fukasawa Naoto, um popular designer japonês. Aparentemente, o módulo traseiro deve contar com basicamente o mesmo visual do lançamento de 2020, embora formato pareça ligeiramente maior. A cor do aparelho também parece mais sóbria em relação às opções chamativas do X7 Pro. Infelizmente, ainda não há previsão de lançamento do novo Realme X7 Pro, mas ele deve chegar com até 12 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno, sob o preço sugerido de 2.000 yuans chinês (CNY), cerca de R$ 1,8 mil em conversão direta para a nossa moeda. Continue acompanhando o Canaltech para não perder nenhuma novidade! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: WhatsApp, Instagram e Messenger estão fora do ar nesta sexta (19) Ouça o primeiro áudio do Perseverance se deslocando na superfície de Marte A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Telegram leva salas de áudio estilo Clubhouse para todos em nova atualização Veja Mais

Novo mapa de Among Us será disponibilizado ainda este mês

Novo mapa de Among Us será disponibilizado ainda este mês

Tecmundo Durante a premiação The Game Awards do ano passado, que ocorreu no dia 10 de Dezembro, a desenvolvedora Innersloth anunciou que um novo mapa de Among Us seria lançado no início de 2021. Até tivemos um pequeno teaser do tal mapa conhecido como Airship, mas nenhum outro detalhe muito substancial. Felizmente, não teremos mais que esperar muito tempo para aproveitar o novo cenário do jogo, já que ele será disponibilizado no dia 31 de Março deste ano. A desenvolvedora compartilhou a novidade essa semana na sua conta oficial do Twitter e ainda disse que esse é o maior mapa existente no jogo atualmente.Leia mais... Veja Mais

Premiês de Reino Unido e França recebem vacina da AstraZeneca

Valor Econômico - Finanças As vacinas foram aplicadas um dia depois de as agências reguladoras do Reino Unido e da União Europeia (UE) terem reafirmado que o imunizante é seguro e eficaz O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e seu colega da França, Jean Castex, receberam nesta sexta-feira a primeira dose da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford. As vacinas foram aplicadas um dia depois de as agências reguladoras do Reino Unido e da União Europeia (UE) terem reafirmado que o imunizante é seguro e eficaz, após a suspensão do uso por vários países europeus, entre eles a própria França, por causa de relatos de formação de coágulos sanguíneos em vacinados. A França reiniciou o uso da vacina da AstraZeneca hoje, e Castex foi um dos primeiros a receber uma das doses em um hospital de Paris. Ontem, ao anunciar que seria vacinado, o premiê afirmou que queria mostrar à população que o imunizante é seguro. Já Johnson foi vacinado no Hospital St. Thomas, em Londres, o mesmo local onde ele passou alguns dias internado em abril do ano passado, após contrair a covid-19. “Acabei de receber minha primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca. Obrigado a todos os cientistas incríveis, funcionários do Sistema Nacional de Saúde (NHS) e voluntários que ajudaram a fazer isso acontecer”, disse ele em mensagem no Twitter. Johnson também afirmou que ser vacinado é a melhor coisa que todos os britânicos devem fazer para que o país possa voltar à normalidade. “Vá se vacinar quando for solicitado. É bom para você, é bom para a sua família e é ótimo para todo o país”, completou o primeiro-ministro do Reino Unido. Veja Mais

BNDES deve divulgar em até 5 meses modelo de privatização da Eletrobras

Valor Econômico - Finanças Após MP que definiu regras para o processo, rito a ser seguido envolve auditoria, análises financeiras e setoriais, disse presidente do banco O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, afirmou nesta sexta-feira que a instituição pretende apresentar em até 5 meses ao mercado o que seria a "cara" do modelo de privatização da Eletrobras. Ele ressaltou que a medida provisória que definiu as regras de privatização da estatal, editada no fim de fevereiro, foi a bandeirada de largada no processo formal de desestatização da companhia. Valter Campanato/Agência Brasil "Isso passa por auditoria, análises financeiras, análises setoriais, todo o rito processual da lei do Programa Nacional de Desestatização que o BNDES tem que executar. E agora o banco está no meio dessa jornada e a gente espera em breve, dentro de 3, 4 ou 5 meses, no máximo, já divulgar a mercado o que seria uma cara dos termos em alto nível dessa operação, para que aí sim ela possa ser encaminhada ao TCU [Tribunal de Contas da União]", disse em entrevista à rede de TV "BandNews". "A gente está correndo, estamos acelerados e muito otimistas. A operação faz sentido para o Brasil, faz muito sentido para o consumidor e fará sentido também para os investidores", disse. Questionado sobre a atuação do BNDES para auxiliar na pandemia, Montezano destacou que o melhor que o banco pode fazer durante a atual crise é repetir o que a instituição fez no ano passado. Ele lembrou que em 2020 o BNDES teve uma participação inédita junto ao segmento de Médias, Pequenas e Micro Empresas (MPME). “Este ano, com a crise acelerando, mais do que nunca o banco vestiu a camisa do propósito da sua função social, de apoiar trabalhadores, empresários e executivos", disse, lembrando que seguem disponíveis ferramentas do BNDES como programa de suporte ao emprego, programa de financiamento a recebíveis de cartão de crédito e fundos garantidores. "E aguardamos as decisões e orientações do Congresso e do Ministério da Economia para que, se necessário, o banco volte a atuar com afinco, como fez no ano passado", destacou. Montezano também citou as discussões que ocorreram durante a tramitação da PEC do Auxílio Emergencial, e que poderia ter incluído mudanças nas regras do repasse de recursos do Fundo de Amparo do Trabalhador (FAT) ao banco. "Essa é uma decisão que cabe ao Congresso Nacional fazê-la, mas de forma nenhuma vejo isso como desmonte do banco, muito pelo contrário. Isso é o Congresso se aproximando mais do BNDES, querendo entender melhor o que o BNDES faz com os recursos do FAT, como o banco atua. O que ocorreu ali foi uma discussão de desvinculação, desobrigação constitucional de repasses", disse o executivo. Segundo ele, a questão é determinar se haverá um percentual de repasse travado na lei ou se o Congresso deve a cada ano revisar esses percentuais. Perguntado sobre a recente mudança de comando no Banco do Brasil, Montezano afirmou que troca de gestores de empresas estatais acontecem em todos os governos. Veja Mais

Como mudar o nome de usuário do Twitter pelo celular e pelo PC

canaltech Ao longo dos anos, o Twitter (Android | iOS | Web) acabou se tornando uma das redes sociais mais populares do mundo. Ao ingressar nela, você teve que escolher o seu nome de usuário, também conhecido como arroba (@). Como mudar o país da conta do Twitter pelo celular e PC Twitter: como alterar a região dos trending topics no PC e celular Este identificador é exclusivo da sua conta e aparece na URL do perfil, mas, caso você queira alterá-lo, saiba que este procedimento é bastante rápido, prático, e pode ser realizado através do app no celular ou na versão web através do PC. Confira abaixo o passo a passo! Como ativar o modo escuro para Twitter no PC Como agendar postagens no Twitter e criar tuítes automáticos Como mudar o arroba do Twitter pelo celular Passo 1: abra o app do Twitter em seu celular e clique no ícone de “Três linhas” no canto superior esquerdo. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Abra o app do Twitter e clique no ícone de "Três linhas" no canto superior esquerdo (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: no menu lateral esquerdo aberto em seguida, selecione o item “Configurações e privacidade”. No menu lateral esquerdo, clique em "Configurações e privacidade" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: na aba seguinte, clique em “Conta”. Na aba seguiten, toque sobre o item "Conta" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: toque sobre o item “Nome de Usuário”. Em seguida, clique em "Nome de Usuário" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 5: digite o novo nome, espere a plataforma confirmar que não há nenhum outro em uso e clique em “Concluído” no canto inferior direito. Altere o seu arroba e clique em "Concluído" no canto inferior direito (Captura de tela: Matheus Bigogno) Como mudar o arroba do Twitter pelo PC Passo 1: abra o Twitter através de um navegador web e clique em “Mais” no menu lateral esquerdo. Acesse o Twitter através do PC e clique em "Mais" no menu lateral esquerdo (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: em seguida, selecione o item “Configurações e privacidade”. Em seguida, selecione o item "Configurações e privacidade" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: acesse a aba “Sua conta” e, em seguida, clique em “Informações da conta”. Acesse a aba "Sua conta" e clique em "Informações da conta" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: caso necessário, insira a sua senha no campo indicado e clique em "Confirmar". Caso necessário, insira a sua senha no campo indicado e clique em "Confirmar" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 5: feito isso, selecione a opção “Nome de Usuário”. Selecione o item "Nome de usuário" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 6: digite o novo nome, espere a plataforma confirmar que não há nenhum outro em uso e clique em “Salvar” no canto inferior direito. Insira o seu novo arroba e clique em "Salvar" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Pronto! Agora você pode mudar o seu arroba (@) do Twitter pelo celular e pelo PC. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: WhatsApp, Instagram e Messenger estão fora do ar nesta sexta (19) Ouça o primeiro áudio do Perseverance se deslocando na superfície de Marte Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta WhatsApp começa a liberar reprodução acelerada de mensagens de áudio Veja Mais

NASA confirma teste bem-sucedido do megafoguete SLS

NASA confirma teste bem-sucedido do megafoguete SLS

Tecmundo O teste de “fogo quente” do estágio central do foguete Space Launch System (SLS) da NASA foi realizado com sucesso nessa quinta-feira (18), no Centro Espacial Stennis que fica próximo a Bay St. Louis, no Mississipi (Estados Unidos). O equipamento faz parte do Projeto Artemis, que levará os astronautas de volta à Lua.Segundo a agência espacial americana, os quatro motores RS-25 do SLS ficaram ligados durante 8 minutos e 19 segundos, gerando mais de 1,6 milhão de libras de empuxo em sete segundos. É importante lembrar que o foguete não sai do chão neste tipo de teste, cujo objetivo é simular o funcionamento do equipamento durante o lançamento da missão.Leia mais... Veja Mais

Incrível mosaico da Via Láctea levou mais de uma década para ser feito; confira!

canaltech Em trabalho que levou mais de uma década para ser produzido, o astrofotógrafo finlândes JP Metsavainio publicou em seu blog Astro Anarchy, um impressionante mosaico que compõe a Via Láctea — repleto de detalhes. Foi quase 12 anos acumulando registros independentes para montar a peça final. O que é e como começar a praticar a astrofotografia agora mesmo Encontrada a "fronteira invisível" da Via Láctea A Via Láctea não é um disco totalmente plano e deve ter bordas distorcidas Nebulosa que intrigou cientistas por 16 anos se formou por "canibalismo estelar" O astrofotógrafo publica, em seu blog, belas imagens desde 2007, mas o trabalho do mosaico de 1,7 gigapixel começou em 2009 enquanto Metsavainio capturava algumas nebulosas presentes no céu noturno, ao redor da Via Láctea. Ele explica que a “razão para um longo período de tempo é naturalmente por conta do tamanho do mosaico e o fato de ser uma imagem muito profunda. Outra razão é que eu filmei a maioria dos quadros do mosaico como composições individuais e os publiquei como obras de arte independentes”. Localização do plano galactico da Via Láctea em nosso céu (Imagem: Reprodução/JP Metsavainio) Para montar o mosaico, o astrofotógrafo precisou combinar estrelas e sobrepor algumas no Photoshop para ajustar o equilíbrio de cores. O resultado final possui cerca de 100.000 pixels de diâmetro, com 234 painéis de peças individuais que cobriram uma área de 125 por 22 graus do céu. A bela faixa da Via Láctea é o plano galáctico que enxergamos a partir da Terra, com cerca de mais de 20 milhões de estrelas. As cores se dão de acordo com a presença de determinados elementos. Por exemplo: o hidrogênio demonstra o verde; o enxofre em vermelho e o oxigênio em azul. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- O que não se pode negar é o tamanho do espetáculo que o mosaico nos proporciona. Um registro tão repleto de detalhes que é necessário algumas boas horas para que os olhos percorram cada pixel desta bela imagem da Via Láctea. No blog Astro Anarchy, do JP Metsavainio, você encontra a explicação mais detalhada do astrofotógrafo e imagens complementares. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Como ativar o modo escuro no Google Chrome

canaltech O Google Chrome é um navegador web que conta com uma série de recursos e funções para seus usuários. Caso você utilize-o com muita frequência no seu dia a dia e gostaria de ativar o modo escuro, saiba que este procedimento é bastante rápido e prático. Como agrupar abas abertas no Google Chrome para Android Como tirar print de página no Chrome sem instalar programas Como recuperar o histórico de navegação do Chrome usando sua conta Google No celular, é possível alterar o tema diretamente na aba de “Configurações” do navegador, ou alinhá-lo ao padrão do sistema. Já no PC, é necessário que o ajuste seja feito diretamente nas configurações do Windows 10. Confira abaixo o passo a passo! Mozilla Firefox ou Google Chrome: qual navegador é melhor? Como ativar o modo escuro no Google Chrome no Android Passo 1: abra o Google Chrome em seu celular e clique no ícone de “Três pontos” no canto superior direito. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Abra o Google Chrome em seu celular e clique no ícone de "Três pontos" no canto superior (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: no menu aberto em seguida, clique em “Configurações”. No menu aberto em seguida, toque sobre o item "Configurações" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: localize a opção “Tema” e toque sobre ela. Em seguida, localize o item "Tema" e clique nele (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: feito isso, selecione o tema “Escuro” e a mudança será feita automaticamente. Selecione o item "Escuro" para ativar o modo escuro no Google Chrome (Captura de tela: Matheus Bigogno) Como ativar o modo escuro no Google Chrome no Windows 10 Passo 1: abra o “Menu Iniciar” do Windows 10 e clique em “Configurações”. Abra o "Menu Iniciar" do Windows 10 e clique no item "Configurações" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: com a aba de “Configurações” aberta, selecione o item “Personalização”. Na aba seguinte, clique em "Personalização" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: em seguida, acesse a aba “Cores” no menu lateral esquerdo. Selecione o item "Cores" no menu lateral esquerdo (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: localize a opção “Escolher a cor”, abra a lista suspensa e selecione “Escuro” ou “Personalizado” para fazer ajustes mais personalizados. Abra a lista suspensa "Escolher a cor" e clique em "Personalizado" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 5: ao selecionar o item “Personalizado”, serão exibidas duas novas opções de ajuste. Para ativar o modo escuro no Google Chrome, basta apenas que você selecione a oção “Escuro” dentro do item “Modo de aplicativo padrão”. Dentro do item "Escolher o modo de aplicativo padrão", selecione o item "Escuro" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Importante: ao escolher esta opção, todos os apps do Windows 10, incluindo os nativos, assumirão o tema escuro. Passo 6: para verificar se a configuração foi devidamente aplicada, basta apenas abrir o Google Chrome em seu PC. Verifique que, a partir desse momento, o modo escuro do Google Chrome foi ativado (Captura de tela: Matheus Bigogno) Pronto! Agora você pode ativar o modo escuro no Google Chrome através do celular ou do PC. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Chamar Bolsonaro de 'genocida' não é crime, avaliam especialistas

O Tempo - Política Foi com base na Lei de Segurança Nacional, em vigor no País desde 1983 que a Polícia do RJ intimou o youtuber Felipe Neto a prestar esclarecimentos Veja Mais

Como baixar dicionários no iPhone e no iPad

canaltech Desde o iOS 11, o iPhone conta com um dicionário embutido em seu sistema, no idioma selecionado para o dispositivo. Com este recurso, é possível rapidamente verificar a definição de um palavra enquanto lê um artigo em um site, um livro no iBooks ou buscando pela palavra através do Spotlight - mesmo sem uma conexão de internet estável no momento. A mesma funcionalidade também existe para o iPad, desde quando ainda utilizava o sistema do iOS 11, antes da recente introdução do iPadOS. Como criar GIFs com o Keynote no iPhone, Mac e iPad Novo iPad Pro chega com chip tão rápido quanto o Apple M1, diz informante Como compartilhar e sincronizar notas no iPhone, Mac e iPad Apple pode adotar telas OLED nas próximas gerações do iPad e do MacBook Além do idioma definido no seu aparelho, também é possível baixar dicionários de outros idiomas, sem precisar alterar qualquer configuração do teclado ou do sistema do iPhone/iPad. Entenda como baixar dicionários no iPhone e no iPad e deixe seus dispositivos preparados para te ajudar com os idiomas que você utiliza no dia a dia, mesmo quando estiver sem internet: -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- No seu iPhone Passo 1: em "Ajustes", vá para a aba de "Geral". Vá em Ajustes > Geral. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Passo 2: desça a tela e procure pela seção "Dicionário". Procure por "Dicionário". Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Passo 3: aqui você encontrará, no topo da tela, listados todos os idiomas já instalados no seu iPhone - desça a tela para baixo para ver outros idiomas para baixar. Todos os idiomas já baixados estarão listados no topo da tela. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Passo 4: selecione um novo idioma e clique nele para baixá-lo em seu iPhone. Selecione um novo idioma para baixá-lo. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Passo 5: com o novo idioma instalado, você pode abrir o Spotlight - a barra de pesquisa nativa do iPhone/iPad que você encontra ao arrastar a tela inicial para baixo - e digitar uma palavra. Abaixo das buscas do seu navegador padrão, você vai ver os sites sugeridos pela Siri e a ativação do dicionário - dependendo da palavra pesquisada, a ordem dos resultados pode ser invertida, como no caso da captura de tela abaixo. No Spotlight, você vai encontrar a ativação do dicionário e os sites sugeridos pela Siri. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Passo 6: ao abrir uma matéria ou um artigo de um site que esteja no novo idioma instalado em seu dispositivo, você pode selecionar uma palavra e segurá-la por alguns segundos, até que apareça o balão de opções. Selecione "Pesquisar" para buscar a definição da palavra no dicionário. Selecione uma palavra para pesquisá-la no dicionário. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Passo 7: o dicionário vai se abrir em uma aba sobreposta ao seu navegador e listar os resultados encontrados - logo abaixo, também haverá sites sugeridos pela Siri. Clique em algum dos resultados do dicionário para ver mais. O dicionário vai listar os resultados encontrados. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Passo 8: ao entrar em uma definição, você vai encontrar detalhes do dicionário sobre a palavra pesquisada. Entre em um dos resultados para ver os detalhes. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) No seu iPad Passo 1: em "Ajustes", vá para a aba de "Geral" e selecione "Dicionário". Vá em Ajustes > Geral > Dicionário. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Passo 2: aqui você encontrará, no topo da tela, listados todos os idiomas já instalados no seu iPad. Abaixo deles, você encontra os outros idiomas - selecione qual deseja baixar. Todos os idiomas já baixados estarão listados no topo da tela. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Passo 3: basta clicar e pronto - o novo idioma está instalado em seu aparelho. Selecione e clique no idioma que deseja instalar. Captura de tela: Lucas Wetten (Canaltech) Teste o novo idioma do seu tablet ao ler livros no iBook, notícias, artigos ou matérias de sites que estejam no idioma, ou utilizando o Spotlight - a barra de pesquisa nativa do iPhone/iPad que você encontra ao arrastar a tela inicial para baixo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Brasil registra 2.730 mortes por Covid em 24 h e bate marca de 15 mil mortes em uma semana pela primeira vez

Glogo - Ciência País contabilizou 11.877.009 casos e 290.525 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. Médias móveis de mortes e diagnósticos voltam a bater recorde. Brasil registra pela 1ª vez na pandemia 15 mil mortes em uma semana O Brasil registrou 2.730 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou nesta sexta-feira (19) 290.525 óbitos. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias chegou a 2.178, mais um recorde no índice. Pela primeira vez, o país bateu a marca de 15 mil mortes em uma semana. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +50%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença. É o que mostra novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta sexta. Já são 58 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de 1 mil, e pelo décimo segundo dia a marca aparece acima de 1,5 mil. Foram 21 recordes seguidos nesse índice, registrados de 27 de fevereiro até aqui. Veja a sequência da última semana na média móvel: Aumento da média móvel de óbitos na última semana. Já são três semanas seguidas com recordes diários no índice Editoria de Arte/G1 Sábado (13): 1.824 (recorde) Domingo (14): 1.832 (recorde) Segunda (15): 1.855 (recorde) Terça (16): 1.976 (recorde) Quarta (17): 2.031 (recorde) Quinta (18): 2.096 (recorde) Sexta (19): 2.178 (recorde) Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 11.877.009 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 89.409 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 72.670 novos diagnósticos por dia --também um recorde nessa média. Isso representa uma variação de +18% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de alta também nos diagnósticos. Vinte estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: PR, RS, SC, ES, MG, SP, DF, GO, MS, MT, AP, PA, RO, TO, AL, CE, PB, PE, PI, RN e SE. Mortes e casos de coronavírus no Brasil e nos estados Mortes e casos por cidade Veja como está a vacinação no seu estado Brasil, 19 de março Total de mortes: 290.525 Registro de mortes em 24 horas: 2.730 Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 2.178 (variação em 14 dias: +50%) Total de casos confirmados: 11.877.009 Registro de casos confirmados em 24 horas: 89.409 Média de novos casos nos últimos 7 dias: 72.670 por dia (variação em 14 dias: +18%) Estados Subindo (20 estados e o Distrito Federal): PR, RS, SC, ES, MG, SP, DF, GO, MS, MT, AP, PA, RO, TO, AL, CE, PB, PE, PI, RN e SE Em estabilidade (4 estados): RJ, AC, BA e MA Em queda (2 estados): AM e RR Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia). Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados. Vacinação Balanço da vacinação contra Covid-19 desta sexta-feira (19) aponta que 11.492.854 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 5,43% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 4.122.203 pessoas (1,95% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal. No total, 15.615.057 doses foram aplicadas em todo o país. Variação de mortes por estados Estados com mortes em alta Editoria de Arte/G1 Estados com mortes em estabilidade Editoria de Arte/G1 Estados com mortes em queda Editoria de Arte/G1 Sul PR: +89% RS: +90% SC: +52% Sudeste ES: +40% MG: +34% RJ: -8% SP: +64% Centro-Oeste DF: +101% GO: +88% MS: +70% MT: +96% Norte AC: +7% AM: -36% AP: +129% PA: +33% RO: +17% RR: -27% TO: +139% Nordeste AL: +52% BA: +14% CE: +46% MA: -3% PB: +63% PE: +65% PI: +38% RN: +62% SE: +152% Brasil Sul Sudeste Centro-Oeste Norte Nordeste Consórcio de veículos de imprensa Os dados sobre casos e mortes de coronavírus no Brasil foram obtidos após uma parceria inédita entre G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL, que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal (saiba mais). Veja vídeos de novidades sobre vacinas contra a Covid-19: Veja Mais

Como gravar chats de voz no Telegram

canaltech O Telegram (Android | iOS | Web) anunciou hoje (19) uma série de novidades para os chats de voz da plataforma. A funcionalidade existe desde dezembro do ano passado, mas recebeu alguns recursos que elevam a competitividade contra o Clubhouse e Twitter Spaces: após a atualização, é possível criar chats de voz com audiência ilimitada em canais ou grupos públicos do aplicativo de mensagens. Como colocar um bot no grupo do Telegram 10 bots para Telegram que todos deveriam usar Como transcrever áudio em texto no Telegram Outra novidade é a possibilidade de gravar essas conversas em áudio. É uma alternativa para quem não conseguiu acompanhar uma discussão ao vivo, além de servir como mais um recurso para gravar podcasts. Apenas administradores de grupos de canais conseguem iniciar a gravação, enquanto todos os presentes no chat recebem um aviso. Confira o passo a passo! Telegram: como gravar chats de voz Passo 1: acesse um grupo ou canal no qual seja administrador e toque na barra superior para abrir mais opções; -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Abra um grupo ou canal do Telegram (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 2: em seguida, toque no ícone de três pontos e selecione "Iniciar Chat de Voz"; Comece seu chat de voz (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 3: na janela do chat, pressione o ícone de três pontos para ver mais opções; Abra as opções do chat de voz (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 4: selecione "Iniciar gravação"; Gravação de chat é novo recurso do aplicativo (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 5: informe um nome para o arquivo a ser gravado e toque em "Iniciar"; Dê um nome ao arquivo (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 6: o Telegram começará a gravar a chamada. Para interromper, retorne ao menu do chat e selecione "Parar gravação"; Encerre a gravação (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 7: os arquivos de áudio ficam armazenados no campo de mensagens salvas. Para acessá-los, volte para a tela inicial, abra o menu lateral e selecione "Mensagens Salvas"; Abra as mensagens salvas do app (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 8: os arquivos de áudio estarão disponibilizados nessa área. É possível reproduzir, fazer o download e compartilhar com outros contatos. Acesse os arquivos das gravações (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) O que achou do recurso? Comente! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Tempestades de poeiras de Marte podem gerar luzes na Terra

Tempestades de poeiras de Marte podem gerar luzes na Terra

Tecmundo As tempestades de poeiras de Marte podem ser responsáveis pela luz zodiacal, misterioso brilho no céu noturno da Terra. O fenômeno é um feixe de luz solar refletida por uma névoa de minúsculas partículas em direção ao planeta, ocasionalmente visível após o anoitecer e pouco antes do amanhecer ao longo do plano da eclíptica, faixa onde encontram-se as Constelações do Zodíaco.Uma equipe de cientistas da missão Juno foi responsável pela descoberta, publicada na revista científica Journal of Geophysical Research: Planets. Um instrumento a bordo da nave da NASA detectou por acaso os pequenos fragmentos em contato com a estrutura da sonda espacial, durante sua jornada rumo a Júpiter.Leia mais... Veja Mais

Game of Thrones: 3 novos spin-offs estão sendo considerados na HBO

Game of Thrones: 3 novos spin-offs estão sendo considerados na HBO

Tecmundo De acordo com apurações recentes realizadas pela mídia internacional, a HBO está desenvolvendo mais três novos spin-offs relacionados à série Game of Thrones. As três novas séries estão sendo chamadas, provisoriamente, como Flea Bottom, 10.000 Ships e Sea Snake, com esta última em um estágio de desenvolvimento mais avançado. O roteirista Bruno Heller é o nome por trás da equipe de criação deste projeto.Leia mais... Veja Mais

Falcão e o Soldado Invernal: saiba quem é quem na série da Marvel

Falcão e o Soldado Invernal: saiba quem é quem na série da Marvel

Tecmundo Há alguns anos, o anúncio do Disney+ veio com a promessa de que o novo conteúdo do MCU chegaria exclusivamente para a plataforma. Após o êxito de WandaVision, a primeira produção da nova fase, a Marvel está tentando repetir esse sucesso com Falcão e o Soldado Invernal.Escrito por Malcolm Spellman e dirigido por Kari Skogland, o enredo da série começa após os eventos de Endgame e mostra a dupla se adaptando a uma vida muito diferente. Leia mais... Veja Mais

Satélites da NASA vão ajudar a prever erupções vulcânicas

Satélites da NASA vão ajudar a prever erupções vulcânicas

Tecmundo Antes de entrarem em erupção, vulcões dão sinais de que podem explodir, apresentando, por exemplo, mudanças em suas superfícies, assim como pequenos terremotos causados pela movimentação do magma em seus interiores e emissão de gases. Por isso, rastreá-los adequadamente é de suma importância, uma vez que a ação permite a autoridades alertarem populações quanto a eventos e organizarem evacuações, salvando, assim, muitas vidas. Agora, a NASA se juntou à prevenção de tragédias com seus satélites.Leia mais... Veja Mais

Como pagar boletos usando o Pix

canaltech O Pix é um sistema digital de pagamentos implementado pelo Banco Central do Brasil em 2020. Diferentemente de TED e DOC, por exemplo, permite que as transações sejam concluídas em poucos segundos e em qualquer hora do dia. Além das transferências entre indivíduos, também é possível realizar o pagamento de boletos usando o serviço. Pix, TED e DOC: entenda as diferenças entre os sistemas de pagamento 5 coisas que você não deve fazer na hora de usar o Pix Tudo o que os comerciantes precisam saber sobre o PIX Para descobrir se um boleto pode ser pago pelo Pix, basta verificar se, além do código de barras, o documento também possui um QR Code para pagamento. Em seguida, abra o aplicativo do banco e escaneie o código para realizar a transação. A seguir, confira como pagar boletos com o Pix. O passo a passo foi feito pelo aplicativo do banco Santander (Android | iOS), mas o caminho pode ser replicado em outros apps de instituições financeiras. Como pagar boletos usando o Pix Passo 1: abra o aplicativo da instituição financeira e selecione a área do Pix; -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Encontre o menu do Pix (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 2: em seguida, na área de pagamentos, escolha a opção por QR Code; Selecione o pagamento por QR Code (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 3: aponte a câmera do celular para o QR code exibido no boleto e aguarde o reconhecimento; Escaneie o código do boleto (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Passo 4: em seguida, confirme o valor, os dados da empresa e avance para o pagamento. Em alguns aplicativos, é possível visualizar a data de vencimento do boleto. Verifique os dados e faça o pagamento (Imagem: André Magalhães/Captura de tela) Pronto! Em poucos passos, você consegue fazer o pagamento de boletos usando o Pix. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Governo compra 138 milhões de vacinas da Pfizer e da Johnson

Governo compra 138 milhões de vacinas da Pfizer e da Johnson

Tecmundo O governo federal assinou hoje (19) os contratos para a aquisição de 138 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 produzidas pelas farmacêuticas Pfizer e Janssen, cujos acordos haviam sido anunciados há alguns dias pelo então ministro da Saúde Eduardo Pazuello.Deste total, a maioria dos imunizantes é produzida pela Pfizer/BioNTech, somando 100 milhões de doses, enquanto as outras 38 milhões de fórmulas são da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson, conforme anúncio divulgado pelo Ministério da Saúde via Twitter. A previsão é de que todas elas estejam disponíveis no Plano Nacional de Imunização (PNI) até o final de 2021.Leia mais... Veja Mais

Atualização de Phasmophobia permite que fantasmas toquem em você

Atualização de Phasmophobia permite que fantasmas toquem em você

Tecmundo Phasmophobia ganhou algumas novidades na atualização mais recente, entre os destaques, o fato de o jogador poder ser tocado por fantasmas. O estúdio desenvolvedor do jogo Kinetic Games, compartilhou as mudanças que chegam com o update, incluindo correção de bugs e novos objetivos, via Twitter. Confira o tweet abaixo com as alterações feitas.Leia mais... Veja Mais

Vídeo: Entenda como funciona o 'passaporte de vacinação' para COVID-19

Vídeo: Entenda como funciona o 'passaporte de vacinação' para COVID-19

em - Internacional Projetos tem como objetivo garantir trânsito de pessoas imunizadas e fomentar turismo e economia. Propostas, no entanto, impõem desafios éticos e científicos Veja Mais

CT News - 19/03/2021 (Preso suspeito de vazar dados de 220 mi de brasileiros)

canaltech No CT News de hoje: Polícia prende suspeito de vazar dados de mais de 220 milhões de brasileiros; WhatsApp começa a liberar reprodução acelerada de mensagens de áudio; Galaxy S20 e Note 20 recebem recursos de câmera do S21 em atualização; E mais! Ouça ao podcast. Veja Mais

EUA descarta maior abertura para importações de açúcar brasileiro

Valor Econômico - Finanças Katherine Tai, nova representante de comércio dos Estados Unidos no Brasil, falou sobre o tema em resposta a senadores A nova representante de comércio dos Estados Unidos no Brasil, Katherine Tai, descartou negociar uma maior abertura para as importações de açúcar brasileiro em troca das exportações de etanol americano ao país. Ela disse que nenhum setor será prejudicado em detrimento de outro nas relações comerciais bilaterais. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Justin Bieber chama rappers da moda para brilhar em 'Justice'; ouça o álbum

O Tempo - Diversão - Magazine Sexto disco de estúdio do astro pop tem participações de Dominic Fike, Burna Boy, Giveon e Daniel Caesar Veja Mais

Liga da Justiça: por que Zack Snyder utilizou o formato 4:3

Liga da Justiça: por que Zack Snyder utilizou o formato 4:3

Tecmundo A Liga da Justiça de Zack Snyder estreou na HBO Max - e outras plataformas no Brasil - no último dia 18. No entanto, uma coisa parecia incomum na tela. As barras pretas nas laterais configuram a proporção 4:3 que o diretor decidiu implementar em sua versão. Um aviso no início do filme diz aos espectadores que a HBO Max está apresentando a imagem nessa proporção para “preservar a integridade da visão criativa de Zack Snyder”. E sim, Snyder filmou a produção intencionalmente com essa proporção em mente. Leia mais... Veja Mais

Bug no compartilhamento de tela do Zoom pode revelar dados sensíveis

canaltech A dupla de pesquisadores Michael Strametz e Matthias Deeg, da empresa de segurança SySS, emitiram um alerta para uma falha de segurança bastante curiosa identificada na plataforma de videoconferências Zoom. Os especialistas perceberam que o software possui um bug em seu recurso de compartilhamento de tela — amplamente usado pelos usuários do serviço — que pode ser explorado para roubar informações confidenciais… Ou simplesmente deixar o anfitrião de uma reunião em uma situação desconfortável. Zoom responde críticas e reforça segurança de chamadas e senhas Zoom ativará finalmente a criptografia de ponta a ponta na próxima semana Zoom é acusado de enganar usuários sobre criptografia e proteção de dados O que acontece é o seguinte: quando o usuário clica no botão para compartilhar sua tela, são apresentadas as opções de visualizar o display por completo, uma área específica do monitor ou apenas uma janela de algum aplicativo. Nesta terceira alternativa, o programa exibe — por uma fração de segundos — outras janelas que porventura sejam abertas ou fechadas pelo anfitrião. Tais conteúdos podem conter credenciais, arquivos sensíveis, propriedades intelectuais ou simplesmente fotos pessoais do internauta.   Claro, estamos falando de uma brecha difícil de ser explorada. Primeiramente, o ator malicioso precisa estar participando da reunião e gravando tudo o que acontece nela. Só assim, posteriormente, o atacante poderia retroceder sua gravação até o momento em que a janela intrusa apareceu na tela, pausar o vídeo e extrair as eventuais informações sensíveis que poderiam estar ali. Trata-se de um risco de insider malicioso — ou seja, um colaborador interessado em praticar espionagem corporativa. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- O problema é que tal bug parece ser um tanto velho, e, mesmo com a notificação dos pesquisadores, o Zoom ainda não corrigiu o problema na compilação mais recente do software (5.5.4). Ao jornal Threatpost, a companhia prometeu trabalhar em uma correção, mas não citou datas. Enquanto isso, vale a pena tomar cuidado com as janelas abertas em seu desktop enquanto realiza uma apresentação pelo Zoom. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Pacheco pede socorro aos EUA nas ações contra Covid com recorde de mortes

O Tempo - Política Em suas redes sociais, Pacheco informou que encaminhou um ofício à vice-presidente americana, Kamala Harris Veja Mais

Grey's Anatomy 17x9: Owen tenta ajudar Teddy em novo episódio (preview)

Grey's Anatomy 17x9: Owen tenta ajudar Teddy em novo episódio (preview)

Tecmundo ATENÇÃO: SPOILERS À FRENTE!A vida de Teddy (Kim Raver) tem sido uma montanha-russa na 17ª temporada de Grey’s Anatomy. Após um término doloroso com Owen (Kevin McKidd), os fãs tiveram um pingo de esperança para a volta do casal quando eles trabalharam juntos para salvar a vida de seu colega, Andrew DeLuca (Giacomo Gianniotti), que infelizmente não resistiu aos ferimentos. Leia mais... Veja Mais

Legacies 3x7: um duende causa confusão na Escola Salvatore (recap)

Legacies 3x7: um duende causa confusão na Escola Salvatore (recap)

Tecmundo ATENÇÃO: SPOILERS À FRENTE!O Dia de St. Patrick continua em Legacies com a presença de um duende em Mystic Falls. O monstrinho apareceu atrás de dinheiro em um ótimo momento: quando Lizzie colocou em andamento um plano para arrecadar milhares de dólares em um único dia.Leia mais... Veja Mais

Setor financeiro e home office são os alvos preferidos dos hackers em 2021

canaltech Em 2020, a necessidade de migrar todos os funcionários para o regime de home office revelou que muitas empresas não estavam preparadas para esse novo modelo de trabalho. Hackers abandonam coronavírus e escolhem outros temas para aplicar golpes Ataques hackers crescem à medida que pandemia da COVID-19 se alastra Os 5 ataques de phising mais explorados em 2020 O acesso remoto permitiu a abertura de vulnerabilidades em diversas instituições, desencadeando ataques de ransomware e inúmeros vazamentos de dados. Para se ter ideia do tamanho do potencial prejuízo, o Brasil teve mais de 3,4 bilhões de ataques virtuais entre janeiro e setembro de 2020, segundo a consultoria Fortinet. O trabalho remoto continua sendo uma realidade em 2021, e, para a BugHunt, primeira plataforma brasileira de Bug Bounty, programa de recompensa por identificação de falhas, isso coloca a cibersegurança como a principal tendência dos próximos meses. “Redes corporativas estão sendo acessadas por meio de redes domésticas, por seus colaboradores que, muitas vezes, não possuem um ambiente com nível de segurança adequado”, alerta Caio Telles, CEO da startup. “Esse tipo de acesso gera riscos diretos às redes corporativas, visto que os ataques de phishing estão em ascensão, muitas empresas utilizam sistemas e soluções defasadas, ou com falta de atualizações de segurança, e também não possuem políticas e procedimentos internos de segurança”, explica. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- De acordo com o executivo, as principais vulnerabilidades encontradas nas instituições têm sido aquelas que envolvem dados pessoais e vazamento de informações - sejam elas tecnológicas ou fragilidades humanas. Outra falha é a Cross-site Scripting (XSS), em que o especialista consegue injetar um código em um site, sendo possível executar algumas ações no browser do cliente. “Não existe um alvo específico, mas podemos generalizar em empresas que possuam aplicações rodando em servidores desatualizados, aplicações escritas em linguagens desatualizadas, e que não possuam controles de segurança”, destaca Telles. Fraudes financeiras Denis Riviello, Head de Cibersegurança da Compugraf, provedora de soluções de segurança da informação e privacidade de dados das principais empresas brasileiras, alerta que as principais falhas estão na ponta do usuário, com fraudes relacionadas ao setor financeiro, como no PIX. “Ameaças direcionadas a dispositivos móveis cresceram vertiginosamente durante a pandemia, e isso deve continuar”, destaca. “A ferramenta mais forte dos hackers atualmente é a Engenharia social, que pode criar excelentes conteúdos de phishing, smishing, entre outros. Também houve um tipo de ataque que acabou sendo impulsionado pela pandemia: o Vishing. Nele, os atacantes ligam para as vítimas se passando por alguma empresa, a fim de obter lucros altos com essas ações”, pontua. Os especialistas explicam que as falhas que envolvem vazamento de dados afetam as empresas diretamente na LGPD, podendo ser aplicadas sanções pela ANPD (Agência Nacional de Proteção de Dados) e também gerando prejuízos à imagem das instituições, já que os clientes podem ter seus dados vazados e compartilhados com outras pessoas. “Nós sempre orientamos as empresas a utilizarem serviços atualizados, segurança em camadas, testes de segurança e programas de Bug Bounty, além de dar uma atenção especial para a conscientização em segurança dos colaboradores”, recomenda Telles. Para os executivos, mesmo diante de todos os ataques, é possível observar que, com a pandemia, muitas empresas evoluíram, em meses, trabalhos que levariam anos, como a criação de arquiteturas para suportar o acesso remoto de todos os colaboradores. “O Brasil não tem um nível baixo de segurança, visto que temos excelentes profissionais da área, falta somente mais amadurecimento dos processos. Um grande ponto positivo também é que as empresas que não sofreram ataques no ano passado puderam observar o quanto isso pode ser prejudicial e já criaram, ou estão criando, um plano de segurança da informação”, destaca Riviello. “Além disso, esperamos que as empresas contem cada vez mais com a comunidade de especialistas em segurança ofensiva para identificar rapidamente possíveis vulnerabilidades e assim conseguir corrigi-las de forma eficiente. A proteção de dados pessoais, seja de colaboradores ou clientes, também deve estar no foco das ações das equipes de segurança da informação”, finaliza Telles. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Hubble observa sutil alteração na atmosfera de Saturno durante mudança sazonal

canaltech Além de explorar o céu profundo e capturar belas e distantes galáxias, o Telescópio Espacial Hubble também trabalha aqui dentro do Sistema Solar. No mais novo registro do telescópio, divulgado pela NASA, uma série de imagens de Saturno, tiradas entre 2018 a 2020 — um vislumbre da grande atmosfera do planeta e pequenas mudanças conforme o verão do hemisfério norte se encaminha para o outono. Inclinação de Saturno pode ser explicada pela migração de suas luas; entenda Clima de Júpiter e Saturno é afetado por forças bem diferentes das terrestres Por que Saturno tem um hexágono no polo norte? Modelo 3D pode ajudar a descobrir Telescópio espacial Hubble tira mais uma foto incrível de Saturno Ao longo do ano de Saturno — que equivale a aproximadamente 30 anos na Terra —, suas faixas características sofrem pequenas alterações em suas cores; e é um belo visual. O cientista planetário Amy Simon, do Goddard Space Flight Center da NASA, em Greenbelt, Maryland, diz que: “à medida que Saturno se move em direção à queda em seu hemisfério norte, vemos as regiões polares e equatoriais mudando, mas também vemos que a atmosfera varia em escalas de tempo muito mais curtas”. Em artigo publicado no dia 11 de março no periódico científico Planetary Science Journal, Simon, que também é o autor principal da pesquisa, explica que uma sutil mudança de cor de ano para ano foi observada em Saturno. Segundo o estudo, as mudanças são pequenas porque são apenas o resultado da observação de uma reduzida parte do ano inteiro do planeta. “Esperamos grandes mudanças em uma escala de tempo sazonal, então isso está mostrando a progressão em direção à próxima temporada”, acrescenta. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Imagens do Hubble registradas em 2018, 2019 e 202, durante a transição do verão para o outono no hemisfério norte do planeta (Imagem: Reprodução/NASA/ESA/STScI/A. Simon) Através dos dados coletados entre 2018 a 2020 pelo Hubble, foi possível observar que cerca de 5 a 10% do equador de Saturno ficou mais brilhante, além de uma ligeira mudança em seus ventos. Para efeitos de comparação, entre 2004 e 2009, a sonda Cassini registrou na mesma região ventos de 1.300 km/h, enquanto dados de 2018 acusam 1.600 km/h. Observações mais aprofundadas são necessárias para entender o que leva a essas variações na velocidade dos ventos equatoriais. O que sabemos é que as estações existem em todos os planetas, e isso tem relação com a sua distância até o Sol e o grau de inclinação de seu eixo. O programa Outer Planets Atmospheres Legacy (OPAL) busca acumular dados de observação dos planetas externos do Sistema Solar — e compreender a dinâmica atmosférica dos grandes planetas gasosos: Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Simon, que é o principal investigador da OPAL, diz: “o programa OPAL nos permite observar cada um dos planetas externos com o Hubble a cada ano, permitindo novas descobertas e observando como cada planeta está mudando ao longo do tempo”. O artigo completo com maiores detalhes sobre as observações da atmosfera de Saturno pode ser acessado na Planetery Science Journal. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Associação de hospitais privados alerta que estoque de três remédios do 'kit entubação' dura mais 4 dias

Glogo - Ciência Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) pede ações urgentes do governo. Entidade reclama de "requisições" do Ministério da Saúde que impactam na entrega de lotes para o setor. Profissional de saúde trata paciente com Covid em UTI do Hospital São Paulo, em São Paulo, no dia 17 de março. Amanda Perobelli/Reuters A Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) divulgou nesta sexta-feira (19) uma "carta aberta" na qual pede que o Ministério da Saúde tome medidas urgentes diante do risco de falta de medicamentos para entubação de pacientes com Covid-19 nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no Brasil. Médicos alertam que escassez de remédios essenciais contra Covid-19 pode gerar número 'assustador' de óbitos FNP pede 'providências imediatas' ao presidente diante da falta de oxigênio e medicamentos 80% dos entubados por Covid-19 morreram no Brasil em 2020 A entidade - que representa 118 hospitais particulares - aponta desorganização na aquisição dos medicamentos. "Nos últimos dois dias, houve várias requisições, desorganizando a cadeia de suprimentos e privando hospitais dos recursos necessários já contratados para atender à crescente demanda de pacientes com a Covid-19", escreveu a entidade. Um exemplo das requisições citadas pela Anahp foi a solicitação do estoque de remédios feito pelo governo federal ao feito ao laboratório Cristália, que tem unidades em nas regiões de Campinas (SP) e Piracicaba (SP). Nesta sexta-feira, a companhia recebeu uma requisição administrativa do Ministério da Saúde para entregar medicamentos usados em UTIs para entubação. Na quarta-feira (17), o Ministério da Saúde informou que fez uma requisição administrativa de 665,5 mil medicamentos para entubação no período de 15 dias. De acordo com a pasta, a requisição não inclui o estoque já contratado previamente pelos estados e municípios junto aos fabricantes. Estoques em baixa A Anahp disse ter realizado um levantamento em 18 de março junto aos seus associados e constatado que verificou a "clara a escassez de medicamentos essenciais". A entidade listou seis medicamentos usados no procedimento de entubação, e três deles têm estoque médio de apenas quatro dias. Faltam anestésicos e medicamentos para entubação de pacientes em Belo Horizonte "Entendemos a preocupação do governo em garantir os insumos necessários para a atenção aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), mas a situação do setor privado também é bastante preocupante e, certamente, atingirá o seu ápice nos próximos dias." - Anahp Anvisa busca fornecedores A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, órgão vinculado ao Ministério da Saúde, disse que busca novos fornecedores. Além disso, se comprometeu a divulgar "medidas regulatórias emergenciais para enfrentar a escassez de medicamentos para entubação e suporte ventilatório de pacientes graves". Ao menos 78 municípios preveem crise de escassez de oxigênio, aponta entidade de prefeitos Veja abaixo a íntegra da carta "CARTA ABERTA RISCO IMINENTE DE FALTA DE MEDICAMENTOS PARA PACIENTES COM COVID-19 A situação é crítica e, se medidas urgentes não forem tomadas em âmbito nacional, mais pacientes morrerão. Há um ano, o Brasil tem se mobilizado para o enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). A saúde, sem dúvida, é um dos setores mais afetados pela pandemia, e tem se deparado com vários desafios importantes. Um dos mais graves, neste momento, é a iminente escassez de medicamentos necessários para atendimento aos pacientes graves acometidos pela Covid-19, bem como a requisição desses medicamentos pelas secretarias municipais de saúde e pelo Ministério da Saúde. Em levantamento realizado pela Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), junto aos seus associados, no dia 18 de março de 2021, ficou clara a escassez de medicamentos essenciais para o tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19, especialmente os sedativos necessários para entubação. Alguns destes medicamentos têm estoque médio de apenas quatro dias, como é o caso do propofol e cisatracurio. Estoque atual: Propofol – 4 dias Cisatracurio – 4 dias Atracúrio – 4 dias Rocuronio – 9 dias Midazolam – 14 dias Fenatanila – 19 dias Entendemos a preocupação do governo em garantir os insumos necessários para a atenção aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), mas a situação do setor privado também é bastante preocupante e, certamente, atingirá o seu ápice nos próximos dias. Caso essas instituições fiquem sem as medicações necessárias para os procedimentos exigidos em pacientes acometidos pela Covid-19, a alta demanda dos hospitais privados sobrecarregará ainda mais o setor público– agravando a situação do sistema de saúde brasileiro. Nos últimos dois dias, houve várias requisições, desorganizando a cadeia de suprimentos e privando hospitais dos recursos necessários já contratados para atender à crescente demanda de pacientes com a Covid-19. Assim sendo, solicitamos ao Ministério da Saúde e demais órgãos competentes atenção urgente em relação à esta questão crítica que a saúde está vivendo, colocando em risco a vida dos pacientes. Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp)" Veja Mais

Crise da COVID-19 deve durar de seis a oito semanas, aponta Conass

canaltech Nos últimos dias, o novo coronavírus (SARS-CoV-2) tem ultrapassado todos os recordes da epidemia no país, inclusive a média móvel de óbitos diários já supera o valor de 2 mil. Neste cenário, o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e responsável pela pasta no Maranhão, Carlos Lula, prevê que a crise da COVID-19 deve se agravar nas próximas semanas. Primeira vez: Brasil ultrapassa média móvel diária de 2 mil mortes por COVID-19 Primeiro óbito por falta de UTI é confirmado em São Paulo (SP); entenda o caso Vacinas de Oxford e Pfizer são eficazes contra variante de Manaus, diz estudo Com a alta incidência da COVID-19 no país, os secretários de Saúde projetam que a crise aguda deve se estender por mais seis a oito semanas, o que pressionará tanto os sistemas públicos quanto privados de saúde brasileiros.  "A tendência é que isso permaneça, nada aponta que vá diminuir agora. Talvez em meados de maio, se a gente tiver vacinado a população acima de 60 anos até o final de abril, tenha uma redução para 15 a 20 mil mortos por mês. Antes disso é improvável uma diminuição", afirma o presidente do Conass, em entrevista para a CNN. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- |Crise da COVID-19 deve se agravar no Brasil durante as próximas seis semanas (Imagem: Reprodução/ HwangMangjoo/ Rawpixel) De acordo com Lula, o país só verá um possível sinal de melhora nos indicadores da pandemia se os brasileiros respeitaram o isolamento social e, dessa forma, a curva de contágio do coronavírus deve diminuir. "Já faltam respiradores, monitores, o Brasil já não tem mais bombas de infusão no mercado para vender. Vai faltar medicamento para intubar pacientes. Se não tiver um comitê diário de crise para monitorar isso e o ministério da Saúde tomar providências, as próximas semanas serão ainda mais duras", pontua. COVID-19 no Brasil #PainelConass Covid-19Data: 18/03/2021, 18hCasos• 86.982 no último período.• 11.780.820 acumulados.Óbitos• 2.724 no último período• 287.499 óbitos acumulados.Mais informações: https://t.co/ZjV7hqzyQ0 — CONASS (@ConassOficial) March 18, 2021 Na quinta-feira (17), o Brasil notificou 2.724 novas mortes em decorrência da COVID-19 e 86.982 novos casos da infecção pelo coronavírus. Em números totais da pandemia, o país chega a 287.499 óbitos e 11.780.820 casos da infecção, segundo dados do Conass. No entanto, esta última atualização não contabilizou a situação do Rio Grande do Norte, porque o estado não alimentou o sistema. Atualmente, a média móvel de óbitos — calculo que estabelece a média de óbitos dos últimos sete dias no país — está em 2.087. Em paralelo, a média móvel de casos da infecção pelo coronavírus é de 71.872 casos. Ambos os valores são considerados os maiores já registrados pelo Brasil desde a primeira notificação da COVID-19 no território brasileiro. Para conferir os números completos da COVID-19 no Brasil, levantados pelo Conass, clique aqui. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

REVELOU 'ALERTA' DE RENATO GAÚCHO! Abel Ferreira é o Bola da Vez (Programa Completo)

REVELOU 'ALERTA' DE RENATO GAÚCHO! Abel Ferreira é o Bola da Vez (Programa Completo)

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse o ESPN.com.br e inscreva-se no nosso canal! https://www.espn.com.br/ ➡ Facebook: https://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: https://instagram.com/foxsportsbrasil ➡ Facebook: https://www.facebook.com/espnbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/ESPNBrasil ➡ Instagram: https://www.instagram.com/espnbrasil Vamos JuntosNaTorcida! #Palmeiras #AbelFerreira #BolaDaVez Veja Mais

Ex-secretário de Saúde de MG é convidado a esclarecer vacinação no estado

O Tempo - Política Além de Carlos Eduardo Amaral, também foi convocado o ex-secretário adjunto, Luiz Marcelo Cabral Tavares Veja Mais

Rita Lee é vacinada contra a Covid-19 em São Paulo

O Tempo - Diversão - Magazine Mesmo tomando a vacina em um sistema drive-thru em um posto em São Paulo, a cantora saiu do carro para receber o imunizante Veja Mais

(Em português) Secretaria da Mulher debate direitos e cidadania em tempos de pandemia - 19/03/2021

(Em português) Secretaria da Mulher debate direitos e cidadania em tempos de pandemia - 19/03/2021

Câmana dos Deputados Participe do debate! Envie sua pergunta pelo e-Democracia: https://edemocracia.camara.leg.br/audiencias/sala/1741 A Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados promove o debate "Mulheres da casa à cidade - Direitos e cidadania em Tempos de Pandemia" nesta sexta-feira (19), às 15 horas. O evento é uma parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil. A discussão será dividia em cinco temas: - Apresentação do Guia “Gênero e Cidades: Guia Prático e Interseccional para Cidades mais Inclusivas”, com a especialista na Divisão de Habitação e Desenvolvimento Urbano do Banco Interamericano de Desenvolvimento do Brasil, Clémentine Tribouillard; - "A Importância da Política Urbana com Perspectiva de Gênero e a Cidade Resiliente", com a chefe de Resiliência Urbana da Câmara Municipal de Barcelona, Ares Gabàs Masip; - “A Importância dos Parques para o Cotidiano das Mulheres”, com a diretora e representante do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos - Unops no Brasil, Claudia Valenzuela; - “Mulher e a Mobilidade Urbana em meio à Pandemia”, com a Analista Técnica da Área de Trânsito e Mobilidade Urbana da Confederação Nacional de Municípios, Luma Costa; - Cartografia da Covid-19 e a Mulher no DF, com a pesquisadora do Observatório “Amar é Linha”, Carolina Pescatori. O debate poderá ser acompanhado ao vivo em português e em espanhol. Fonte: Agência Câmara de Notícias Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #SecretariaDaMulher #Cidadania Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/60632 Veja Mais

Volkswagen suspende produção no país por 12 dias por piora da pandemia

Valor Econômico - Finanças Segundo a montadora, a medida foi tomada em conjunto com os sindicatos e passa a valer a partir do dia 24 de março A Volkswagen Brasil anunciou hoje que vai parar a sua produção no Brasil em função do aumento dos casos de covid-19 no país. Segundo comunicado da montadora alemã, a suspensão de atividades relacionadas à produção de todas as suas unidades acontecerá a partir do dia 24 de março. A montadora tem fábricas nos Estados de São Paulo e Paraná. “Com o agravamento do número de casos da pandemia e o aumento da taxa de ocupação dos leitos de UTI nos Estados brasileiros, a empresa adota esta medida a fim de preservar a saúde de seus empregados e familiares. Nas fábricas, só serão mantidas atividades essenciais”, informou a montadora. Segundo o comunicado, os empregados da área administrativa atuarão em trabalho remoto. A medida foi tomada em conjunto com os sindicatos locais. Veja Mais

Microsoft e The Rock apresentam frigobar do Xbox Series X

Microsoft e The Rock apresentam frigobar do Xbox Series X

Tecmundo O formato retangular do Xbox Series X já serviu de inspiração para uma ação da Microsoft que transformou o console em uma geladeira, mas a empresa não parou por aí. Agora, em parceria com o ator Dwayne "The Rock" Johnson, a companhia apresentou um frigobar com o formato do concorrente do PS5.O item possui formato e tamanho que se aproxima do Xbox Series X, mas traz um motor de refrigeração na traseira. A Microsoft enviou algumas unidades do eletrodoméstico para influenciadores, que mostraram o dispositivo em ação, e também lançou um vídeo da campanha com The Rock.Leia mais... Veja Mais

Resumo das votações da semana - 19/03/21

Resumo das votações da semana - 19/03/21

Câmana dos Deputados Foi uma semana cheia de votações no Plenário Ulysses Guimarães - e com os temas mais variados. Confira o que foi aprovado esta semana! Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Liga da Justiça | 10 coisas que Joss Whedon alterou da versão original de Snyder

canaltech O Snyder Cut é um dos maiores exemplos atualmente do que é um fan service, e não é equivocado dizer que a disponibilização do corte de Zack Snyder da Liga da Justiça tenha ressignificado o termo. Muito pedido pelos fãs (especialmente pelos brasileiros, como já pontuou o cineasta em entrevistas), a versão do longa de 2017 foi relançada essa semana, com quatro horas de duração e muito material não visto e aproveitado no filme de Joss Whedon. Crítica | Liga da Justiça é épico sem surpresas e deixa boas ideias para o DCEU Liga da Justiça de Snyder libera nova imagem polêmica do Coringa de Leto O que esperar do Snyder Cut da Liga da Justiça? Entenda como a Liga da Justiça de Snyder expõe uma guerra interna na Warner A maioria do público, no entanto, não sabe que a maioria do conteúdo da Liga da Justiça em 2017 teve muitas refilmagens. O lançamento teatral seguiu de forma tímida os planos de Snyder, mas boa parte do longa foi reescrito e refeito, principalmente o terceiro ato. Diálogos, cenas de ação e até figurino foi repensado para a identidade de Joss Whedon, e agora que o Snyder Cut está entre nós, vale analisar o que foi única e exclusivamente separado para o filme de 2017. A família russa (Imagem: Reprodução / Warner Bros.) A família russa apresentada no terceiro ato do filme, quando o Lobo da Estepe pretende usar as Caixas Maternas para iniciar a destruição da Terra e os membros se escondem e são eventualmente salvos pelo Flash, Os espectadores assistem enquanto o grupo se esconde de Parademônios, mas são eventualmente salvos pelo Flash. No corte de Snyder, essas pessoas jamais existiram e só foram adicionadas posteriormente por Joss Whedon. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! Cena de Abertura (Imagem: Reprodução / Movie Screencaps) A cena inicial da Liga da Justiça em 2017 foi muito polêmica por mostrar um CGI "mal feito", segundo os fãs, no rosto de Henry Cavill. Muita gente sabia que o ator só usou bigode após Zack Snyder deixar a produção do filme, no entanto, a cena inteira em que uma criança filma Superman e o faz perguntas, como o que significa o "S" em seu traje e quantas pessoas ele salvou, não existia no corte do diretor e só foi adicionado por Whedon. Conversa de Lois e Martha (Imagem: Captura de tela) Martha Kent vai ao Daily Planet para visitar Lois Lane e contar que havia perdido a casa da fazenda. Ambas protagonizam um bate-papo sobre Clark Kent em uma espécie de sala de reuniões, então e há um momento em que Martha diz a Lois que seu filho disse que ela era a mulher "com mais sede [de trabalho]" que conhecia. Essa conversa não estava incluída originalmente no Snyder Cut na redação do jornal, e sim no apartamento de Lois, como de fato aconteceu na versão de 2021. Flash inseguro na primeira batalha (Imagem: Reprodução / Warner Bros.) Durante a primeira luta nos esgotos, Barry Allen entra em pânico e acaba admitindo para Bruce Wayne que nunca lutou com alguém antes, apenas "empurrou as pessoas" e fugiu. Batman, por sua vez, o incentiva a salvar pelo menos uma vítima. Essa cena entre ambos não estava inclusa no corte original, e foi adicionada posteriormente por Joss Whedon. No Snyder Cut, no entanto, é possível ver Flash mais confiante de suas habilidades, como se sempre tivesse feito parte da equipe. O arco de Superman (e sua ressuscitação) (Imagem: Captura de tela) Após Clark Kent voltar à vida pela Liga da Justiça, a memória do herói está claramente afetada, o que o faz tratar os outros companheiros de equipe de forma agressiva. Há uma tentativa de luta, mas que acaba de maneira frustrada após os heróis serem dominados pelo Superman. Batman tem a ideia de trazer Lois Lane ao local que desbloquearia as memórias do colega, então eles voltam para a fazenda e conversam no milharal. Ambas cenas começaram como Snyder imaginou para seu corte, mas muito do diálogo (e principalmente a participação de Bruce Wayne neles) foi modificada por Whedon, incluindo Kent questionando se ele é capaz de sangrar. O Encontro na Batcaverna (Imagem: Captura de tela) A cena em que a Liga da Justiça se reúne na Batcaverna para discutir seu plano de ação é, na verdade, inteiramente pensada por Whedon. Gal Gadot não estava disponível para gravá-la na época por conta da rotina de filmagens de Mulher-Maravilha 1984, então um dublê da atriz foi utilizada na cena. Entre os momentos reescritos para o filme, há também a referência de Bruce para Steve Trevor, além da discussão sobre os poderes das Caixas Maternas. Cena de Diana e Bruce (Imagem: Captura de tela) Após a batalha com Superman, Bruce recua para a Batcaverna com um braço ferido. Diana, por sua vez, o segue e ajuda a curar seu ferimento. Embora alguns fãs tenham interpretado como uma cena de romance e tenham ficado entusiasmados com a ideia do novo casal, enquanto outra parte do público reprovou totalmente, sentindo que o momento tenha ficado "fora dos personagens". A cena foi adicionada por Whedon, enquanto o Snyder Cut apresenta uma relação mais platônica entre Diana e Bruce. Flash cai em cima da Mulher-Maravilha (Imagem: Captura de tela) Enquanto Zack Snyder já possui experiência no Universo Estendido DC, Joss Whedon dirigiu dois filmes do Universo Cinematográfico Marvel antes de comandar Liga da Justiça, em 2017: Os Vingadores e Vingadores: Era de Ultron. Quem acompanha os dois universos de super-heróis pode ter tido a sensação de déjà vu ao assistir uma das cenas do longa. Enquanto em Era de Ultron Bruce Banner acidentalmente cai em cima de Natasha, em Liga da Justiça há esse momento em que Barry Allen acidentalmente também cai em cima de Diana. A cena, obviamente, não foi para o Snyder Cut. O retorno de Clark Kent para a Liga da Justiça (Imagem: Reprodução / Warner Bros.) Após Superman se reconciliar com Lois Lane, ele decide juntar-se à Liga da Justiça e ajudá-los a derrotar o Lobo da Estepe. No entanto, o diálogo inteiro desse evento no filme (considerado por muitos fãs o maior de Clark Kent) foi escrito por Whedon, o que fugiu completamente do arco que Snyder pensava para o personagem. Além disso, o traje de Kent estaria com o figurino preto (como divulgado nas fotos oficiais para o Snyder Cut); Whedon o mudou de volta para seu clássico uniforme vermelho e azul. A cena pós-créditos de Flash e Superman (Imagem: Reprodução / Movie Screencaps) Uma das principais mudanças de Snyder para Whedon foi a primeira cena pós-créditos do filme, em que o público assiste Flash e Superman apostando entre si uma corrida para tirar a prova de "quem é o homem vivo mais rápido" que existe. Ambos correm, mas os espectadores não descobrem quem de fato é o vencedor. A cena foi adicionada no corte de que foi para as telonas em 2017. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Ministério cancelou em agosto compra de medicamentos do 'kit entubação', aponta Conselho de Saúde

Glogo - Ciência Recomendação 54 foi emitida em 20 de agosto de 2020. No documento, conselho mencionava risco de desabastecimento, como ocorre atualmente. Profissional de saúde trata paciente com Covid em UTI do Hospital São Paulo, em São Paulo, no dia 17 de março. Amanda Perobelli/Reuters O Ministério da Saúde cancelou, em agosto de 2020, uma compra internacional de medicamentos para o chamado kit entubação, aponta um ofício do Conselho Nacional de Saúde (CNS). Atualmente, com o agravamento da pandemia as reservas desses medicamentos estão no fim, e o governo passou a requisitar os estoques dos laboratórios como forma de suprir a demanda. A recomendação 54 do CNS, de 20 de agosto do ano passado, faz referência ao cancelamento e menciona que a razão não foi explicada pelo Ministério da Saúde: "Considerando que em 12 de agosto de 2020 a operação Uruguai II, executada pelo Ministério da Saúde para aquisição de medicamentos do kit intubação foi cancelada, sem que seus motivos fossem esclarecidos". Trecho de recomendação do Ministério da Saúde Reprodução Uruguai II é o nome da operação destinada à compra dos equipamentos. A Uruguai I comprou "54.867 unidades de medicamentos usados no auxílio da intubação de pacientes em UTI que se encontram em estado grave ou gravíssimo pela Covid-19", segundo informações do site do Ministério da Saúde. O CNS é um órgão colegiado ligado ao Ministério da Saúde. Ele acompanha, monitora e fiscaliza as políticas públicas de saúde. No mesmo documento, o conselho sinalizava para um cenário de desabastecimento de medicamentos do kit intubação --justamente o cenário atual. "Considerando que o desabastecimento desses medicamentos coloca em risco toda a estrutura planejada para o atendimento de saúde durante a pandemia do novo coronavírus, pois mesmo com leitos disponíveis, sem esses medicamentos não é possível realizar o procedimento, podendo levar todo o sistema de saúde ao colapso", diz outro trecho do documento. O ofício conclui pedindo ao Ministério da Saúde, entre outros órgãos, a agilidade na compra de medicamentos. O Ministério da Saúde foi procurado pelo G1 e não se manifestou até a mais recente atualização desta reportagem. Falta de estoques Nesta sexta (19), a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) divulgou uma "carta aberta" na qual pede que o Ministério da Saúde tome medidas urgentes diante do risco de falta de medicamentos para entubação de pacientes com Covid-19 nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no Brasil. Médicos alertam que escassez de remédios essenciais contra Covid-19 pode gerar número 'assustador' de óbitos FNP pede 'providências imediatas' ao presidente diante da falta de oxigênio e medicamentos 80% dos entubados por Covid-19 morreram no Brasil em 2020 A Anahp disse ter realizado um levantamento em 18 de março junto aos seus associados e constatado que verificou a "clara a escassez de medicamentos essenciais". A entidade listou seis medicamentos usados no procedimento de entubação, e três deles têm estoque médio de apenas quatro dias. Faltam anestésicos e medicamentos para entubação de pacientes em Belo Horizonte "Entendemos a preocupação do governo em garantir os insumos necessários para a atenção aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), mas a situação do setor privado também é bastante preocupante e, certamente, atingirá o seu ápice nos próximos dias." - Anahp A entidade aponta desorganização na aquisição dos medicamentos. "Nos últimos dois dias, houve várias requisições, desorganizando a cadeia de suprimentos e privando hospitais dos recursos necessários já contratados para atender à crescente demanda de pacientes com a Covid-19", escreveu a entidade. Um exemplo desse pedido de estoque de remédios pelo governo federal é o feito ao laboratório Cristália, que tem unidades em nas regiões de Campinas (SP) e Piracicaba (SP). Nesta sexta-feira, a companhia recebeu uma requisição administrativa do Ministério da Saúde para entregar medicamentos usados em UTIs para entubação. "O Cristália reitera seu compromisso de empreender todos os esforços possíveis na produção e fornecimento não apenas dos medicamentos utilizados no tratamento da Covid-19, mas também de drogas essenciais a pacientes de outras enfermidades, como câncer e HIV/Aids", diz nota ao mencionar que ainda mantém compromisso com clientes, comunidade médica e com o país. Na quarta-feira (17), o Ministério da Saúde informou que fez uma requisição administrativa de 665,5 mil medicamentos para entubação no período de 15 dias. De acordo com a pasta, a requisição não inclui o estoque já contratado previamente pelos estados e municípios junto aos fabricantes. Anvisa busca fornecedores A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, órgão vinculado ao Ministério da Saúde, disse que busca novos fornecedores. Além disso, se comprometeu a divulgar "medidas regulatórias emergenciais para enfrentar a escassez de medicamentos para entubação e suporte ventilatório de pacientes graves". Ao menos 78 municípios preveem crise de escassez de oxigênio, aponta entidade de prefeitos Veja Mais

Elon Musk divulga foto do primeiro foguete Super Heavy Booster 1

Elon Musk divulga foto do primeiro foguete Super Heavy Booster 1

Tecmundo O festejado Twitter do CEO da SpaceX, Elon Musk, exibiu na quinta-feira (18) a imagem do primeiro impulsionador Super Heavy da empresa espacial e uma das apostas para o lançamento de uma espaçonave com destino ao planeta Marte.Batizado de Booster 1, o foguete foi definido pelo próprio Musk como “um pioneiro da produção, descobrindo como construir e transportar um palco de 70 metros de altura”. Em outro tweet, o bilionário prometeu: “O Booster 2 vai voar.”Leia mais... Veja Mais

Crítica | The Block Island Sound tem muito peso e nenhuma profundidade

canaltech   Existe um simbolismo no terror de The Block Island Sound que parece enraizado no melhor do horror cósmico de H. P. Lovecraft. Personagens presos entre dois grandes azuis, o da água e o do céu, e lutando para pertencer à terra — o menor dos espaços — pode ser aterrorizante. Em meio a isso, a morte da vida selvagem e comentários conspiratórios carregam o filme de estranhezas e podem despertar a curiosidade de qualquer espectador. Não demora, porém, para que O Mistério de Block Island (título nacional) comece a se tornar estranho no mau sentido. Se, inicialmente, a direção dos irmãos McManus consegue aproveitar bem a situação com seus planos fechados e claustrofóbicos, a partir do momento em que passa a investir mais na história do que nas sensações, o que foi despertado começa a se dissolver. Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Atenção! Esta crítica pode conter spoilers sobre o filme! -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Abraço duplo, mas vazio Existe uma preocupação onipresente na abordagem dos irmãos McManus, que corresponde a tentar manter vivo um diálogo sobre declínio mental. Ao mesmo tempo em que isso pode humanizar o filme, também faz com que as investidas sobrenaturais fiquem presas a uma condição delicada. Com isso, ambos os lados perdem força: tanto a improvável doença mental hereditária quanto as estranhas manifestações vistas por Harry (Chris Sheffield) e, antes, pelo seu pai, Tom (Neville Archambault). Investidas presas... (Imagem: Reprodução/Netflix) A curiosidade inicial, aos poucos, parece perder espaço para um terror visual e este terror, por sua vez, vai minando a curiosidade. É um jogo parecido o que ocorre com O Homem Invisível (de Leigh Whannell, 2020), por exemplo, mas sem a menor chance de permanecer potente por muito tempo. Naquele filme, o espectador compartilha da luta da protagonista. Em The Block Island Sound, não há esse espaço. Harry e Tom não são construídos a esse ponto e o terror é tão visível que pode se tornar, depois de algumas repetições, cômico. Crítica | O Homem Invisível é terror de peso para compreender relações abusivas Dessa maneira, o filme também se afasta de outros paralelos que poderiam ser interessantes, tanto pela sua temática de se viver no menor dos espaços quanto pela sua tentativa de ser interessante sobre questões mentais. Produções recentes como A Vastidão da Noite (de Andrew Patterson, 2019) e Deterioração (de Natalie Erika James, 2020) parecem ser mais focadas nesse sentindo, optando por deixar uma das questões em foco e alcançando, cada uma ao seu modo, o que The Block Island Sound tenta abraçar duplamente. Crítica | Sem as referências, A Vastidão da Noite é só um causo de ET Crítica | Terror de Relic é lembrança sombria sobre o ciclo da vida Tudo está ali, mas nada está de verdade Além de tudo, os diálogos do roteiro (escritos pelos próprios McManus) sobrecarregam o filme de temáticas pseudorelevantes, como as teorias de um personagem que aparece no início como sendo um pateta e retorna muito tempo depois só para trazer verdades que soam como conspiratórias. Os diretores investem em tudo — do velho Tom que se torna, na prática, uma aparição para Harry à relação deste com uma segunda irmã que surge quase do nada — como se estivessem criando uma grande situação a ser revelada de maneira surpreendente. Simultaneamente, pode ficar a sensação de que eles querem que tudo seja levado como sendo de extrema importância; que tudo seja parte de algo muito maior; que tudo resulte no desfecho de horror cósmico extraordinário. As principais teorias de conspiração sobre o coronavírus — e por que viralizam Os McManus parecem esquecer, portanto, que muito do que se torna relevante em um filme é construído por detalhes. Ao buscar, aparentemente, fazer de cada pormenor algo grande, os diretores tiram os contrastes de The Block Island Sound, tiram o peso das descobertas, tiram a força de um universo que poderia, de repente, ser tão rico quanto os dos citados A Vastidão da Noite e Deterioração. Sem força. (Imagem: Reprodução/Netflix) No final das contas, a relação entre homens e peixes (ou homens e os demais animais que são estudados), que ganha uma explicação repetida pela voz off de Audry (Michaela McManus) no final, é mais um elemento com muito peso e sem profundidade. Se o ser humano já é de uma pequenez absurda em relação ao próprio planeta, quando comparado ao universo é de uma irrelevância completa. É uma pena, então, que nada disso esteja exposto no filme... por mais que tudo esteja ali. The Block Island Sound está disponível na Netflix. *Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Canaltech Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

MP pede ao TCU para trocar Bolsonaro por Mourão na gestão da Covid-19

O Tempo - Política Subprocurador-geral Lucas Furtado solicita que o vice-presidente Hamilton Mourão assuma a autoridade do presidente Veja Mais

Com 35,5 mil mortes por Covid antes de terminar, março ultrapassa julho e se torna o pior mês da pandemia no Brasil

Glogo - Ciência Dados são das secretarias estaduais de Saúde. Especialistas avaliam que país não adotou estratégias de controle da pandemia e que a situação ainda pode piorar. Seis estados já têm recordes de mortes este mês. Parentes de vítima da Covid-19 fazem enterro no cemitério de Vila Formosa, na Zona Leste de São Paulo, no dia 17 de março. Carla Carniel/Reuters O Brasil registrou, do dia 1º até 19 de março, 35.507 mortes pela Covid-19, segundo dados apurados pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias de Saúde do país. É o maior número de mortes registradas em um período mensal desde o início da pandemia, mesmo com 12 dias faltando para acabar o mês. Antes, o maior número de mortes em um mês por Covid havia sido visto em julho de 2020, quando 32.912 pessoas perderam a vida para a doença. Março também foi o quarto mês consecutivo em que as mortes de um mês superam as do mês anterior (veja gráfico). Ao todo, o Brasil já registrou 290.525 mortes pela Covid-19. Infográfico mostra que, mesmo 12 dias antes de terminar, março já é o mês mais letal da pandemia no Brasil, com 35.507 mortes pela Covid-19. Guilherme Luiz Pinheiro/G1 "Apesar de a gente chegar nesse recorde, eu acho que, infelizmente, ainda pode piorar muito", afirma a cardiopediatra Lucia Pellanda, professora de epidemiologia e reitora da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Brasil completa 2 semanas como o país com mais mortes diárias por Covid no mundo "É muito triste falar isso, porque a gente [cientista] está há um ano fazendo tudo o que pode para evitar que isso acontecesse – falando, explicando, dizendo o que precisa. A gente sabe o que precisa fazer para evitar mais mortes", acrescenta Pellanda. 'Teremos o março mais triste de nossas vidas', prevê pneumologista da Fiocruz Nos primeiros 19 dias deste mês, o Brasil teve cinco recordes de mortes em 24h considerando os dados desde o início da pandemia. O primeiro foi no dia 2, com 1.726 vidas perdidas em apenas um dia. O número foi ultrapassado no dia seguinte, quando o país teve 1.840 mortes. Depois, vieram os recordes de 9 e 10 de março, e, então, o do dia dia 16, quando 2.798 pessoas morreram. Veja no gráfico abaixo: As médias móveis diárias calculadas pelo consórcio de imprensa estão acima de mil mortes por dia há 58 dias. Antes de ultrapassar o recorde nacional, março já era o mês com mais mortes por Covid-19 em cinco estados: Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Rondônia e Goiás. Neste último, o recorde foi ultrapassado na quinta (18), quando o estado registrou 1.636 mortes pela doença; o número mais alto anterior era de setembro, quando 1.546 pessoas morreram. Na sexta (19), já eram 1.714 mortes registradas. A Bahia foi o sexto estado a ver um recorde de mortes em março: do dia 1º até sexta (19), 2.066 vidas haviam sido perdidas para a Covid. O número mais alto anterior era de agosto, quando 1.934 pessoas morreram. O dado referente às mortes de fevereiro foi calculado subtraindo-se as mortes totais até fevereiro (255.018) do total de mortes até 19 de março (290.525). Os números dos meses anteriores foram determinados com a mesma metodologia, mas considerando o último dia de cada mês (veja mais ao final da reportagem). Colapso nacional Equipe de saúde cuida de paciente internada com Covid-19 na UTI do Hospital Emílio Ribas, em São Paulo, no dia 17 de março. Miguel Schincariol / AFP Nesta semana, a Fiocruz declarou que o Brasil passa pelo "maior colapso sanitário e hospitalar da história". A fundação divulgou um boletim em que afirma que a pandemia ainda deve piorar em 23 estados e no Distrito Federal. Apesar de relatos de prefeitos, governadores, secretários e equipes de saúde e avaliações de especialistas de que o colapso está ocorrendo e é nacional, o agora ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello negou esse cenário. Para a epidemiologista Ethel Maciel, professora titular da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), o governo brasileiro falhou com seus cidadãos. "O governo brasileiro falhou muito com seus cidadãos. Acho que essa é a frase [com] que eu resumiria o que está acontecendo. Uma mistura de incompetência com descaso, porque no país tem muitas pessoas tecnicamente competentes que certamente teriam prazer de estar ajudando nesse momento o governo", afirma. 1xVelocidade de reprodução0.5xNormal1.2x1.5x2x "Mas o governo não quer ser ajudado", diz Maciel. "Pelo contrário, o governo está dificultando o controle quando os estados estão fazendo algumas medidas. Estamos no pior momento do Brasil, a maior crise sanitária de todos os tempos. Nós já colapsamos. É importante as pessoas entenderem isso: o sistema de saúde do país já está colapsado". A professora afirma que esta é a novidade de agora em relação aos meses anteriores: o colapso simultâneo de todos os estados brasileiros. "Não tem nem como um estado ajudar o outro. Está todo mundo colapsado. E o governo brasileiro parece não se importa. Acho que isso é que é mais triste: a gente saber que, realmente, estamos à deriva", diz. Brasil apostou em estratégia 'genocida' para combater Covid-19, diz Atila Iamarino Na semana passada, por exemplo, Santa Catarina teve que encerrar a transferência de pacientes para o Espírito Santo por causa de um "aumento na demanda" na Saúde capixaba. Na quinta-feira (18), o ES começou medidas mais rígidas em todo o estado para combater a pandemia. "É muito descaso. A gente vem vendo o que está acontecendo, o que vai acontecer. A gente vai ver as pessoas morrendo sem assistência nenhuma, morrendo sufocadas. Isso é muito triste, muito triste. E saber que poderia ter sido diferente – isso que é angustiante", lamenta a professora da Ufes. Na quinta-feira (18), o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), disse que, se as medidas restritivas adotadas pelo estado não fossem cumpridas por todos os municípios, haveria risco de pessoas morrerem nas ruas. Pelo menos três cidades do sul mineiro seguiam sem cumprir as regras. Em Goiás, a rede privada de saúde está pedindo leitos de UTI ao SUS. Um médico descreveu a situação do estado como "entre o colapso e o caos". Hospitais privados de São Paulo também já haviam pedido leitos ao sistema público. "Temos óbitos em números de guerra e um sistema de saúde adaptado para situações de catástrofe", avalia Alexandre Zavascki, infectologista do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ele avalia que há uma negação da situação por parte dos governantes e um "embotamento total" da sociedade. "Agora, cabe muito a cada um – embora não esteja declarado por ninguém, é cada que cuide de si", diz. Lucia Pellanda, da UFCSPA, reforça que o momento precisa ser de união. "A gente já viu que o vírus não vai embora sozinho, que ignorar o vírus não adianta", diz. "Não dá mais para evitar essa tragédia, porque já está instalado o colapso, mas a gente pode amenizar muito se todo mundo, agora, realmente, colocasse na cabeça que a gente precisa trabalhar junto", afirma a reitora. País falhou em adotar medidas de combate Pessoas andam em uma rua vazia de São Paulo horas antes do toque de recolher por causa da pandemia, no dia 15 de março. Miguel Schincariol/AFP No início do mês, especialistas ouvidos pelo G1 listaram motivos pelos quais avaliavam ser necessário decretar um lockdown nacional por, pelo menos, duas semanas. Na quarta (17), a medida voltou a ser defendida pelo infectologista Julio Croda (assista ao vídeo abaixo), pesquisador da Fiocruz e professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). VÍDEO: 'Nos próximos dias, a gente vai ter que propor um lockdown nacional', diz infectologista O lockdown recomendado e pedido pelos especialistas foi feito em Araraquara (SP): a cidade foi fechada por 15 dias e viu queda no número de novos casos. Há dez dias não há pacientes na fila das UTIs, mas a situação ainda não se resolveu: nos primeiros 17 dias de março, mais pessoas morreram de Covid-19 do que no ano passado inteiro. Na quarta-feira (17), um lockdown também foi decretado em Araçatuba (SP). No estado, prefeitos de 19 cidades pediram ao governador, João Doria (PSDB), um lockdown na Grande São Paulo por 7 dias. Na capital paulista, o prefeito, Bruno Covas (PSDB), disse que a medida é "inviável" e antecipou feriados para tentar frear o contágio; a medida, que também foi adotada no ano passado, pouco contribuiu para aumentar o isolamento na capital. A cidade de São Paulo registrou, na quinta (18), a primeira morte de uma pessoa à espera de um leito de UTI; no estado, são mais de 130 pessoas mortas por falta de leito, segundo um levantamento do G1, da TV Globo e da GloboNews. O cardiologista Marcio Bittencourt, pesquisador do Hospital Universitário (HU) da USP, lembra, entretanto, que a discussão não se limita a fazer ou não um lockdown. Outras medidas de combate à pandemia, algumas delas básicas, também não foram implementadas no país – ou foram de forma insuficiente, diz o médico. Vacinação contra a Covid sem medidas de controle não será capaz de prevenir novos casos e mortes, aponta estudo britânico "Eu não vi, desde março do ano passado, nenhuma propaganda na TV, em mídia social, em imprensa de papel, de medidas de estímulo de testagem mais ampliada. Também não vi uma orientação clara de isolamento de casos – de orientar para a pessoa doente que ela não pode entrar em contato com ninguém, que ela tem que ficar completamente isolada – que é a medida mais importante, a mais básica de todas: quem está infectado não pode circular", reforça. Ele lembra da quarentena de pessoas que tiveram contato com um caso de Covid-19, que também foi pouco reforçada. "Toda pessoa que entrou em contato com casos nos últimos 10 a 14 dias não deveria circular, porque pode ser um caso assintomático e pode estar transmitindo. A nossa estratégia de contenção de quarentena de contato é zero", avalia Bittencourt. Alexandre Zavascki, da UFRGS, concorda. "É lamentável que a gente não tenha se preparado. Estamos vivendo um ano de pandemia e não fomos aprendendo, incorporando nada. As ações se limitam a ficar abrindo e fechando comércio e outras atividades. Não temos nada de educação para a população, suporte para as pessoas poderem ficar em casa ao menos enquanto estão doentes", pontua. A distribuição de máscaras é outra lacuna. "A nossa distribuição de máscara de alta eficácia é baixa, apesar de ter estoque atualmente – a gente investe pouco no uso e no uso adequado de máscara. A gente não distribui, não oferece, não explica a diferença entre as máscaras para ter máscara mais eficaz como PFF2, como N95, e mesmo máscara cirúrgica na comunidade", afirma Bittencourt. Como usar a máscara PFF2/N95? Veja respostas para 17 dúvidas sobre o modelo mais eficiente contra a Covid Profissional de saúde com máscara do tipo PFF2 coloca roupa de proteção individual em meio à pandemia de Covid em um hospital em Atenas, na Grécia, no dia 9 de fevereiro. Giorgos Moutafis/Reuters "As pessoas que querem usar não sabem como, não fazem direito e não têm a melhor máscara. E grande parte não quer usar porque a gente não fez uma propaganda – até mesmo uma estratégia de campanha de moda usando máscara, a implementação de máscara de forma irrestrita em meios de comunicação, para convencer as pessoas usarem", afirma Bittencourt. O que devemos saber sobre as máscaras PFF2/ N95 "Todas essas medidas nem são de distanciamento físico. A implementação delas foi perto de zero. Se você me perguntar o que a gente está acertando, primeiro eu vou perguntar o que é que a gente está fazendo. A gente está fazendo quase nada", resume o pesquisador. Para Bittencourt, a única medida certa que o Brasil adotou foi abrir leitos – mas, mesmo assim, isso foi feito com atraso e de forma reativa. Ele avalia que o país poderia ter acertado no combate à pandemia e adotado várias dessas estratégias. Não fazer isso foi uma decisão política, segundo o médico. "O SUS é o maior sistema de saúde do mundo. Nenhum país maior do que a gente tem uma coisa desse tamanho. A gente tem capilaridade, agentes comunitários de saúde – são pessoas da região, que conhecem a região. Podia fazer busca ativa de caso no começo, dava para ter feito quarentena de contato", afirma. Um ano após recusar resgate e decidir ficar em cidade chinesa berço da pandemia, brasileiro diz que 'vida praticamente voltou ao normal' "É uma decisão política. Do ponto de vista técnico, não existe nenhum racional nas escolhas feitas pelo governo federal", diz Bittencourt. "Do ponto de vista epidemiológico, científico, médico ou de saúde pública, não existe nenhum racional para não se implementar o uso de máscara, algum grau de distanciamento físico, testagem ampla, isolamento de caso, quarentena de contato. Não existe", afirma. Ação individual não é suficiente, mas ajuda Profissional de saúde trata paciente com Covid em UTI do Hospital São Paulo, em São Paulo, no dia 17 de março. Amanda Perobelli/Reuters Marcio Bittencourt ressalta que um problema de saúde pública como a pandemia não pode ser resolvido por ações individuais. "Nenhuma estratégia de saúde pública deu certo com responsabilização individual até hoje. O problema é comunitário, a forma de contenção é comunitária, na comunidade, pela comunidade", afirma. Ele compara o uso das máscaras ao da camisinha – para que a população aderisse à iniciativa, foram e ainda são necessárias campanhas todos os anos, por exemplo. "Para ter um controle efetivo, tem que fazer propaganda de que o preservativo funciona, que ele é confortável, fácil de usar, que é seguro, oferecer e não restringir o acesso. Um preservativo, para todos os fins e efeitos práticos, do ponto de vista de transmissão de doença, tem o mesmo conceito que a máscara", afirma. Banhistas lotam praia no Leblon, no de Rio de Janeiro, no dia 16 de fevereiro, em meio à pandemia de Covid-19. Ricardo Moraes/Reuters Por outro lado, lembra Lucia Pellanda, da UFCSPA, as pessoas que cumprem as medidas de combate à pandemia contribuem, sim, para a situação não piorar. Blitz interrompe balada ilegal com 100 pessoas no interior de SP "Todas as pessoas que se cuidam, que usam máscara, que mantêm o distanciamento estão salvando vidas. A tragédia poderia até ser maior se não tivesse uma parcela da população se cuidando. Eu acho sempre legal dar a mensagem que tem uma parcela da população que está sendo muito importante também. Acho que muita gente está se sentindo bobo de estar se cuidando porque parece que não tem resultado, mas tem. Podia ainda ser muito pior", diz. Metodologia O consórcio de veículos de imprensa começou o levantamento conjunto no início de junho. Por isso, os dados mensais de fevereiro a maio são de levantamentos exclusivos do G1. A fonte de ambos os monitoramentos, entretanto, é a mesma: as secretarias estaduais de Saúde. Outra observação sobre os dados é que, no dia 28 de julho, o Ministério da Saúde mudou a metodologia de identificação dos casos de Covid e passou a permitir que diagnósticos por imagem (tomografia) fossem notificados. Também ampliou as definições de casos clínicos (aqueles identificados apenas na consulta médica) e incluiu mais possibilidades de testes de Covid. Desde a alteração, mais de mil casos de Covid-19 foram notificados pelas secretarias estaduais de Saúde ao governo federal sob os novos critérios. Veja VÍDEOS sobre a vacinação no Brasil: Veja Mais

Coronavírus pode ter surgido em fazendas de animais selvagens na China, diz OMS

canaltech Em janeiro deste ano, pesquisadores da OMS (Organização Mundial de Saúde) desembarcaram na cidade de Wuhan, na China, para tentar descobrir o que deu origem ao coronavírus. Agora, um dos membros da equipe diz que as fazendas de animais selvagens localizadas na região sul do país são a fonte mais provável de ter originado o SARS-CoV-2. Pesquisadores da OMS desembarcam em Wuhan para descobrir a origem do coronavírus Origem da COVID-19: seriam as cavernas de morcegos? Veja o que a OMS pesquisa OMS diz que é improvável que o coronavírus tenha saído de laboratório da China Essas fazendas chegaram a ser fechadas pelo governo chinês ainda em fevereiro do ano passado, mas receberam a visita dos cientistas da OMS neste ano. Foi durante essa viagem, então, que os pesquisadores encontraram evidências de que os animais criados lá eram fornecidos para os vendedores do mercado de frutos do mar de Wuhan, primeiro lugar que foi ligado aos casos de COVID-19.  Peter Daszak, um dos membros da equipe da OMS e ecologista especializado em doenças, conta que as fazendas de vida selvagem existem há 20 anos. "Eles capturam animais exóticos, como civeta, porco-espinho, pangolim, cão-guaxinin, rato de bambu, e os criam em cativeiro", explica o cientista. "A China promoveu a criação de animais selvagens como uma maneira de aliviar da pobreza as populações rurais", complementa. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Imagem: Reprodução/Simon Berstecher/Pixabay Daszak conta também que, em 2016, as fazendas empregaram 14 milhões de pessoas, gerando uma indústria de US$ 70 bilhões, e no início dos surtos do coronavírus elas foram fechadas. Funcionários foram instruídos a se livrar dos animais, os matando, queimando e enterrando, para evitar a propagação de doenças. O cientista acredita que o coronavírus foi passado de um morcego para algum animal e, depois, para os humanos. O pesquisador conta também que muitas dessas fazendas de vida selvagem estão localizadas ao redor de uma província do sul da China, em Yunnan, onde foi encontrado um vírus de morcego que é cerca de 96% parecido com o SARS-CoV-2. Além disso, essas fazendas já são conhecidas por transportar outros tipos de coronavírus, como os civetas e pangolins. Mercado de peixes da China (Imagem: Reprodução/EFE) Durante a visita, a OMS descobriu ainda que havia uma transmissão massiva do vírus dentro do mercado de Wuhan, segundo o virologista especializado em vírus de morcego, Linfa Wang, que também é membro da equipe de pesquisa da OMS. "Na seção de animais vivos, eles encontraram muitas amostras positivas. Eles ainda têm duas amostras que podem isolar vírus vivos", conta.  A Organização Mundial de Saúde deve divulgar as novas descobertas nas próximas duas semanas. Segundo Daszak, o próximo passo será descobrir, exatamente, quais foram os animais selvagens que carregavam o vírus e em qual fazenda eles estavam. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Paulo Gustavo tem melhora da Covid, diz médico

G1 Pop & Arte Segundo os médicos do ator, ele vem apresentando sinais de melhora e "trazendo otimismo" para seus familiares a equipe de saúde. Família agradece todas as orações e mensagens de apoio por sua recuperação. Thales Bretas e Paulo Gustavo: marido pediu orações esta semana para o ator internado com Covid Reprodução/Redes Sociais O ator Paulo Gustavo, internado por Covid no Rio, vem apresentando sinais de melhora 'do ponto de vista clínico, laboratorial e tomográfico', segundo seus médicos. “Desde a sua internação, no sábado (13), a recuperação dele vem trazendo otimismo para toda a equipe profissional e familiares, assim como para o próprio”. Paulo e sua família agradecem todas as orações e mensagens de apoio por sua recuperação. Internação Paulo Gustavo foi internado no último sábado (13) em um hospital do Rio de Janeiro com um quadro de Covid-19. De acordo com a equipe do ator, ele foi internado por orientação médica para fazer um melhor acompanhamento. Nesta terça (16), o médico dermatologista Thales Bretas falou sobre o estado de saúde do marido em uma rede social. "Paulo Gustavo precisou se internar por complicações da Covid. Mas graças à equipe médica e a corrente de energia e orações, ele está vencendo o vírus e melhorando a cada dia. Ele está louco para voltar a fazer a gente rir", disse Thales. Depois de encontro com Paulo Gustavo, Deborah Secco testa a família Recentemente Paulo Gustavo e Deborah Secco postaram imagens de um fim de semana que passaram juntos em família. O encontro foi há duas semanas, e a notícia de que o ator teve um diagnóstico positivo para a Covid-19, levou Deborah a testar toda a família. “Ele avisou assim que soube estar positivo e todos que tiveram contato com ele, testaram. Aqui em casa tudo certo. Estão todos bem, graças a Deus”, disse a atriz por meio de sua assessoria de imprensa. Paulo Gustavo e Deborah Secco Reprodução/Redes sociais VÍDEOS: Os mais vistos do Rio nos últimos 7 dias Veja Mais

ASUS ROG Phone 5 é desmontado e tem razões para grande fragilidade reveladas

canaltech O ROG Phone 5 é o mais recente smartphone da famosa linha gamer da Asus, oficializado no último dia 10 de março. Além de contar com um Snapdragon 888, o aparelho se destaca pela grande tela AMOLED Full HD+ com taxa de atualização de 144 Hz, pelos diversos recursos focados em jogos, como a ventoinha externa e o app Armoury Crate, e pela enorme bateria de 6.000 mAh com carregamento rápido de 65 W. ASUS Zenfone 8 Mini deve chegar com tela pequena para brigar com iPhone 12 Mini Galaxy A82 5G, Moto G100 e outros lançamentos vazam em lista oficial do Google ROG Phone 5 recebe atualização com novos recursos antes de chegar às lojas Apesar de ser facilmente o smartphone Android mais poderoso do mercado no momento, o ROG Phone 5 decepcionou ao passar recentemente pelo teste de resistência do YouTuber Zack Nelson, conhecido pelo canal JerryRigEverything. Apesar de sobreviver à maior parte dos cenários, como riscos e o isqueiro na tela, o celular da ASUS não resistiu ao ser dobrado pelo criador de conteúdo, tendo o display AMOLED e o painel de vidro traseiro completamente destruídos no processo. Hoje, Zack divulgou mais um vídeo do aparelho, desta vez realizando seu desmanche. Além de ser parte da agenda tradicional do canal, a desmontagem desta vez visa buscar os motivos para a elevada fragilidade do ROG Phone 5, e nos mostra um pouco da nova organização interna aplicada pela ASUS no dispositivo. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Componentes internos em cinco segmentos Conforme informado pela própria ASUS, o ROG Phone 5 muda a maneira na qual os componentes internos são organizados. As peças se estabelecem em cinco segmentos, sendo dois das baterias e três para placa-mãe, speakers e outros, intercalados. A iluminação de LED é composta por duas lâmpadas e uma placa de plástico para espalhar a luz (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything) A iluminação de LED funciona de maneira curiosa, havendo uma placa semitransparente de plástico acoplada ao painel de vidro traseiro. Em cada extremidade, um pequeno LED RGB emite luz de acordo com as configurações feitas pelo usuário, que é então espalhada pelo corpo da placa de plástico e chega ao logo na parte de trás do ROG Phone 5. Em virtude de sua organização, o dispositivo apresenta inúmeros cabos extensores para conectar os diferentes segmentos, e sua placa-mãe central é empilhada, economizando espaço. Curiosamente, o motor de vibração, que passou a reproduzir sons estranhos após a quebra do aparelho no teste de resistência, se manteve intacto. O YouTuber não soube dizer o verdadeiro culpado por trás dos sons estranhos.   Avançando no processo, vemos que a bateria usa cola permanente ao invés das abas de remoção, um risco para substituições. As duas, cada uma com capacidade de 3.000 mAh, são ligadas por um único cabo, suportando os 65 W com 32,5 W para cada célula. Outro ponto interessante é que o painel frontal de Gorilla Glass Victus se mantém intacto, sem riscos ou rachaduras, mesmo após a situação extrema que o telefone enfrentou, impressionando o YouTuber. Vidros mais tradicionais já teriam apresentado algum tipo de avaria nesse cenário. No processo de remoção da tela para acessar a câmara de vapor, Zack também descobre a razão pela qual o leitor de digitais perde o funcionamento com riscos na tela: o sensor utilizado é óptico e minúsculo, além de não contar com uma lente para facilitar a leitura. Chegando ao sistema de resfriamento em si, não há surpresas. O componente é de um tamanho tradicional e está longe de alcançar o presente no Xperia PRO, que conta com a maior câmara de vapor já vista. E qual o motivo da fragilidade? De acordo com Zack Nelson, a razão está justamente na maneira na qual os componentes internos estão organizados. Em praticamente todos os smartphones, a placa-mãe, bateria e outras peças são organizadas na vertical, o que ajuda a dar maior rigidez à estrutura dos telefones. Como o ROG Phone conta com cinco segmentos, organizados na horizontal, essa rigidez não é alcançada. Some a isso os pontos frágeis na armação de alumínio, em específico as antenas e o conector USB-C lateral, e temos a receita do desastre. Com pouco esforço, a estrutura do celular gamer da ASUS pode ser dobrada, consequentemente quebrando o vidro traseiro e o painel AMOLED, componente bastante sensível. O ROG Phone 5 foge do convencional ao separar seus componentes em cinco segmentos na horizontal (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything) O ASUS ROG Phone 5 já está à venda na Europa com preços que partem dos 799 euros (cerca de R$ 5.333 em conversão direta) com a versão de 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, e chegam aos 999 euros (R$ 6.668) na variante com 16 GB de RAM e 256 GB de armazenamento. Há ainda a variante Pro, que se destaca pela presença de uma tela secundária colorida no painel traseiro e pelos upgrades de memória, atingindo os 16 GB de RAM e os 512 GB de armazenamento, além da versão Ultimate, que traz 18 GB de RAM, 512 GB de armazenamento e tela secundária monocromática. Os modelos mais potentes custam 1.199 euros (cerca de R$ 7.827 em conversão direta) e 1.299 euros (algo em torno de R$ 8.480), respectivamente. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil. ASUS ROG Phone 5: ficha técnica Tela: 6,78 polegadas, AMOLED, Full HD, 144 Hz de frequência; 800 nits, HDR10+ Chipset: Qualcomm Snapdragon 888 Memória RAM: 8, 12, 16 e 18 GB Armazenamento interno: 128, 256 e 512 GB Câmera traseira: 64 MP (principal) + 13 MP (ultrawide) + 5 MP (macro) Câmera frontal: 24 MP Dimensões: 172.8 x 77.2 x 10.29 mm Peso: 238 gramas Bateria: 6.000 mAh (3.000 mAh cada célula) com recarga de 65 W Extras: leitor de digitais na tela, botões ultrassônicos, motores de vibração, interface personalizada Cores disponíveis: branco e preto Sistema operacional: Android 11 Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi Mi Band 6 tem 1ª foto revelada em nova certificação A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Lançamentos da Netflix na semana (19/03/2021) Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Samsung publica página do Galaxy A52, A52 5G e A72 no Brasil com cores e memória Veja Mais

Lara Croft está de volta ao visual clássico nesse lindo cosplay

Lara Croft está de volta ao visual clássico nesse lindo cosplay

Tecmundo A franquia Tomb Raider está comemorando 25 anos de idade e, para celebrar o aniversário de um dos maiores clássicos dos videogames, a Square Enix anunciou a Tomb Raider: Definitive Survivor Trilogy. Já a cosplayer enjinight homenageou Lara Croft com uma incrível fantasia:Leia mais... Veja Mais

Presidente do Congresso rejeita hipótese de estado de sítio no Brasil

O Tempo - Política Rodrigo Pacheco afirmou que não há 'razão fática, política e jurídica, para sequer se cogitar' a medida Veja Mais

Moto G60 tem especificações vazadas indicando câmera de 108 MP e tela de 120 Hz

canaltech Nos últimos dias diversos rumores e vazamentos falando sobre novos aparelhos da Motorola que estão a caminho. Os Moto G20, Moto G50 e Moto G100 já tiveram seus preços na Europa revelados por uma loja espanhola. Agora, vemos informações do suposto Moto G60, que até anteriormente era conhecido como Hanoip. Motorola intermediário misterioso recebe certificação e terá câmera de 108 MP Motorola Moto G20, Moto G50 e Moto G100 têm preço revelado por loja O site XDA Developers revela que o Moto G60 deve ser lançado na América Latina e Europa com três números de modelo, que são XT2135-1, XT2135-2 e XT2147-1. Os dois primeiros são essencialmente idênticos, mas comparado com o XT2147-1 existe uma única diferença. Enquanto os XT2135 chegarão com uma câmera principal de 108 MP, com sensor feito pela Samsung, o XT2147 deve ter uma câmera de 64 MP com sensor produzido pela OmniVision. Além disso, a câmera frontal dos XT2135 será de 32 MP, enquanto no XT2147 será de 16 MP. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Motorola Moto G30 (Imagem: Divulgação/Motorola) O site aponta que o Moto G60 terá uma tela de 6,78 polegadas com resolução Full HD+ e suporte a taxa de atualização de 120 Hz, mas ressalta que não está claro qual o tipo de tecnologia a ser usada como IPS ou AMOLED. Além disso, eles devem ter uma câmera ultra grande angular de 16 MP e uma câmera de 2 MP ainda não especificada. O site revela que a marca está trabalhando em diversos novos recursos de câmera, e cita um modo documento, captura dupla de vídeo e etc. Além disso, ele deve contar com 4 GB ou 6 GB de memória RAM, com 64 GB ou 128 GB de espaço para armazenamento interno. No quesito bateria, espera-se por uma de 6.000 mAh, mas não está claro ainda qual a velocidade de carregamento. Rumores anteriores falam que o Moto G60, que na época era conhecido apenas como Hanoip, deve chegar no mercado com o chipset Qualcomm Snapdragon 732G, o mesmo que equipa hoje o Poco X3 NFC e o Redmi Note 10 Pro. Moto G60 deve vir para o Brasil com câmera de 108 MP Motorola Moto G60 brasileiro deve ter câmera de 108 MP (Imagem: Reprodução/Anatel) O Moto G60 está presente nos registros do sistema de homologação da Anatel, mais precisamente no autocompletar. Ou seja, isso indica que ele está passando nesse momento pelo processo de registro e em breve deve ser aprovado para venda em nosso mercado. No caso, o modelo nacional deve ser o XT2135-1, com câmera traseira de 108 MP e câmera frontal de 32 MP. Infelizmente ainda não existe uma data para a oficialização do aparelho, mas espera-se que ele seja revelado em breve. Por isso, fique ligado no Canaltech para mais novidades. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: WhatsApp, Instagram e Messenger estão fora do ar nesta sexta (19) Ouça o primeiro áudio do Perseverance se deslocando na superfície de Marte A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Telegram leva salas de áudio estilo Clubhouse para todos em nova atualização Veja Mais

Brasil assina contrato de compra de vacinas da Janssen e Pfizer

canaltech O governo federal, nesta sexta-feira (19), assinou um contrato para a entrega de 138 milhões de doses de vacina contra a COVID-19, sendo 100 milhões da Pfizer e 38 milhões da Janssen, que pertence à Johnson & Johnson. O acordo já havia sido anunciado por Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, no início da semana. Ministério da Saúde anuncia acordo de compra das vacinas da Janssen e Pfizer Vacina contra COVID-19 é segura em grávidas, segundo estudo Vacinas de Oxford e Pfizer são eficazes contra variante de Manaus, diz estudo Em relação às vacinas da Janssen, serão entregues 16,9 milhões de doses no terceiro trimestre de 2021 e 21,1 milhões no quarto trimestre. Já as vacinas da Pfizer serão entregues no segundo trimestre mais de 13,5 milhões de doses e mais de 86,4 milhões no terceiro trimestre. Segundo o acordo do Ministério da Saúde feito com a Janssen e a Pfizer, já está feita a contratação de compra de 562 milhões de doses dos imunizantes contra o coronavírus para este ano. Imagem: Reprodução/Rawpixel Com Pfizer, o contrato feito pelo Brasil é de US$ 1 bilhão, o equivalente a, aproximadamente, R$ 5,4 bilhões, sendo US$ 10 (R$ 54,74) a unidade do imunizante. Com a Janssen, o valor da dose é o mesmo, com o total chegando a US$ 95 milhões, ou mais de R$ 519 milhões na cotação atual. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Para o futuro, o Ministério da Saúde planeja adquirir 13 milhões de doses da vacina da Moderna, e está em negociação para a aquisição de 10 milhões de doses da vacina Sputnik V, da Rússia. No momento, os brasileiros estão sendo vacinados com doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, e com a vacina da AstraZeneca com a Universidade de Oxford, a Covishield. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: WhatsApp, Instagram e Messenger estão fora do ar nesta sexta (19) Ouça o primeiro áudio do Perseverance se deslocando na superfície de Marte A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Telegram leva salas de áudio estilo Clubhouse para todos em nova atualização Veja Mais

(Em espanhol) - Secretaria da Mulher debate direitos e cidadania em tempos de pandemia - 19/03/2021

(Em espanhol) - Secretaria da Mulher debate direitos e cidadania em tempos de pandemia - 19/03/2021

Câmana dos Deputados A Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados promove o debate "Mulheres da casa à cidade - Direitos e cidadania em Tempos de Pandemia" nesta sexta-feira (19), às 15 horas. O evento é uma parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil. A discussão será dividia em cinco temas: - Apresentação do Guia “Gênero e Cidades: Guia Prático e Interseccional para Cidades mais Inclusivas”, com a especialista na Divisão de Habitação e Desenvolvimento Urbano do Banco Interamericano de Desenvolvimento do Brasil, Clémentine Tribouillard; - "A Importância da Política Urbana com Perspectiva de Gênero e a Cidade Resiliente", com a chefe de Resiliência Urbana da Câmara Municipal de Barcelona, Ares Gabàs Masip; - “A Importância dos Parques para o Cotidiano das Mulheres”, com a diretora e representante do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos - Unops no Brasil, Claudia Valenzuela; - “Mulher e a Mobilidade Urbana em meio à Pandemia”, com a Analista Técnica da Área de Trânsito e Mobilidade Urbana da Confederação Nacional de Municípios, Luma Costa; - Cartografia da Covid-19 e a Mulher no DF, com a pesquisadora do Observatório “Amar é Linha”, Carolina Pescatori. O debate poderá ser acompanhado ao vivo em português e em espanhol. Fonte: Agência Câmara de Notícias Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/60659 Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #SecretariaDaMulher #Cidadania Veja Mais

Sonda InSight mostra que núcleo de Marte pode ser menor do que se pensava

canaltech Em 2018, a sonda InSight, da NASA, pousou em Marte para estudar o que acontece no interior do Planeta Vermelho. Com os dados da energia sísmica se movendo pelo interior do planeta, uma equipe de cientistas pôde conhecer melhor o núcleo de Marte: as informações obtidas pela sonda sugerem que, na verdade, o núcleo do nosso vizinho é menor e menos denso do que se pensava até então. O estudo foi apresentado virtualmente na quinta-feira (18), durante o evento Lunar and Planetary Science Conference. Do que é feito o núcleo de Marte? Cientistas estão próximos da descoberta A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta "Toupeira" da sonda InSight encerra suas atividades de escavação em Marte Em linhas gerais, os planetas rochosos — como é o caso da Terra e Marte — têm suas estruturas divididas em crosta, manto e núcleo. Por isso, os cientistas precisam conhecer as dimensões dessas camadas para entender como os planetas se formaram e evoluíram. É aqui que entra também o trabalho da sonda InSight, cujas medidas coletadas contribuem para sabermos como o núcleo de Marte, rico em metal, se separou do manto enquanto o planeta se resfriava. A sonda InSight junto do instrumento SEIS, seu sismógrafo(Imagem: Reprodução/NASA) O estudo foi feito a partir de descobertas anteriores da InSight, que revelaram que a crosta marciana possui camadas: “agora, começamos a definir uma estrutura profunda, que vai até o núcleo”, disse Philippe Lognonné, líder da equipe do sismômetro da InSight. O lander fica próximo do equador marciano à espera de abalos sísmicos chamados de “martemotos”; quando estes tremores acontecem, a InSight mede dois tipos de ondas sísmicas: aquelas que passam perto da superfície, seguindo em uma linha relativamentre reta entre o abalo sísmico e o lander, e aquelas que seguem ricocheteando no interior do planeta, até chegarem aos detectores.  -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Até o momento, a InSight já registrou 500 deles. Isso mostra que Marte é menos sismicamente ativo que a Terra, mas ainda é mais ativo que a Lua. Quase metade dos martemotos registrados teve magnitude de 2 a 4 pontos, forte o suficiente para trazer informações do que está ocorrendo no interior do planeta. Assim, com estas informações, os cientistas conseguiram calcular a profundidade da fronteira que divide o núcleo e o manto do planeta, de modo que foi possível estimar o tamanho do núcleo de Marte.  Os dados obtidos sugerem que Marte tem um núcleo com raio de 1810 km a 1860 km, que equivale a metade das dimensões do núcleo da Terra. A medida é maior do que era proposto por outras estimativas, e sugere que o núcleo de Marte é composto por elementos mais leves, como o oxigênio, somado ao ferro e enxofre. Além disso, os dados sísmicos sugerem que o manto superior, que se estende de 700 km a 800 km para baixo da superfície, tem uma zona de material mais espesso, que faz com que a energia sísmica viaje de forma mais lenta. Simon Stähler, cientista que apresentou o estudo durante o evento, explica que ainda não foi possível observar o núcleo de Marte, mas que agora eles sabem onde e o que observar com o sismógrafo: "podemos procurar por sinais de um potencial, se importável, núcleo interno que seja sólido", disse. Por outro lado, as medidas coletadas pelo lander até agora correspondem a um núcleo derretido. O artigo com os resultados do estudo foi publicado em formato pré-print, e pode ser acessado aqui. Futuramente, a equipe planeja enviá-lo para publicação em uma revista, com revisão de pares. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: WhatsApp, Instagram e Messenger estão fora do ar nesta sexta (19) Ouça o primeiro áudio do Perseverance se deslocando na superfície de Marte A água que Marte perdeu pode não ter ido para o espaço, mas sim para a crosta Superman & Lois finalmente responde uma questão discutida há tempos pelos fãs Telegram leva salas de áudio estilo Clubhouse para todos em nova atualização Veja Mais

Naomi: Kaci Walfall é escalada como protagonista da nova série da DC

Naomi: Kaci Walfall é escalada como protagonista da nova série da DC

Tecmundo Ava DuVernay está entrando para o universo da DC Comics comandando o piloto da série Naomi para a The CW. Na última quinta-feira (18), a diretora anunciou que a atriz Kaci Walfall foi escalada para o papel principal.Além disso, outros três atores também foram confirmados no elenco regular. São eles: Alexander Wraith, Cranston Johnson e Camila Moreno.Leia mais... Veja Mais

Facebook lançará um Instagram para crianças menores de 13 anos

Facebook lançará um Instagram para crianças menores de 13 anos

Tecmundo Documentos internos vazados do Facebook e publicados na quinta-feira (18) pelo BuzzFeed News revelaram que o gigante das mídias sociais está preparando uma versão do Instagram destinada a crianças menores de 13 anos. Atualmente, para participar da rede social de compartilhamento de vídeos e fotos, o usuário deve clicar em um botão declarando que tem pelo menos 13 anos.O memorando interno, assinado por Vishal Shah, VP de produtos do Instagram, informa: “estou feliz em anunciar que seguimos identificando o trabalho juvenil como uma prioridade para o Instagram e o adicionamos à nossa lista de prioridades H1”. A data do memorando é 18 de março.Leia mais... Veja Mais

Ibovespa fecha em alta de 1,21%, aos 116.222 pontos

Valor Econômico - Finanças Depois do firme tombo na véspera, o Ibovespa voltou a subir nesta sexta-feira e recuperou boa parte do terreno perdido. De acordo com analistas, o índice continua a repercutir a decisão de política monetária do Banco Central, que mostrou uma postura mais dura no combate contra a inflação. Além disso, a bolsa contou, ainda, com expectativa de avanço no processo de vacinação e futura retomada da atividade - embora este seja um tema que ainda gera bastante cautela. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais