Meu Feed

No mais...

Câmara aprova prioridade a oxigênio hospitalar – 30/01/21

Câmara aprova prioridade a oxigênio hospitalar – 30/01/21

Câmana dos Deputados O plenário aprovou nessa terça-feira dois projetos de enfrentamento à pandemia de Covid-19: um autoriza o uso de transporte escolar para transportar profissionais de saúde e pacientes em tratamento, e o outro garante prioridade aos hospitais na produção e fornecimento de oxigênio. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #Oxigenio #Plenário Veja Mais

OS 10 GOLS MAIS BONITOS DE NEYMAR NO BARCELONA | LaLiga

OS 10 GOLS MAIS BONITOS DE NEYMAR NO BARCELONA | LaLiga

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse o ESPN.com.br e inscreva-se no nosso canal! https://www.espn.com.br/ ➡ Facebook: https://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: https://instagram.com/foxsportsbrasil ➡ Facebook: https://www.facebook.com/espnbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/ESPNBrasil ➡ Instagram: https://www.instagram.com/espnbrasil Vamos JuntosNaTorcida! #Barcelona #Neymar #LaLiga Veja Mais

Oposição anuncia que entrará com novo pedido de impeachment contra Bolsonaro

O Tempo - Política O pedido de impeachment será entregue na Câmara dos Deputados amanhã, às 11h, pelos líderes da minoria e da oposição no Senado e na Câmara Veja Mais

Plenário aprova prioridade para venda de oxigênio a hospitais - 30/03/2021 17:00

Plenário aprova prioridade para venda de oxigênio a hospitais - 30/03/2021 17:00

Câmana dos Deputados A Câmara dos Deputados realiza sessão deliberativa remota destinada a votar projetos para ajudar no combate à pandemia de Covid-19. - O Plenário aprovou nesta terça-feira (30) o Projeto de lei 1077/21, da deputada Dra. Soraya Manato (PSL-ES), que determina aos fornecedores de oxigênio priorizarem o atendimento integral da demanda da rede hospitalar pública ou privada durante a pandemia de Covid-19. A matéria será enviada ao Senado. - Aprovado também o Projeto de Lei 2529/20, que autoriza estados, municípios e Distrito Federal a utilizarem os veículos de transporte escolar como transporte alternativo de profissionais da saúde e de pessoas que necessitarem de atendimento médico. A medida valerá enquanto as aulas presenciais estiverem suspensas durante o período da pandemia de Covid-19. De autoria da deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC) e outras quatro parlamentares, a proposta será enviada ao Senado. Fonte: Agência Câmara de Notícias Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/60833 Veja Mais

Com 3.668 mortes por Covid em 24 horas, Brasil volta a bater pior marca da pandemia

Glogo - Ciência País contabilizou 12.664.058 casos e 317.936 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. Mês de março já soma 62,9 mil mortes, quase duas vezes mais do que o total de julho de 2020, o segundo com mais óbitos. Brasil registra novo recorde na pandemia: 3.668 mortes em 24 horas O Brasil bateu um novo recorde com 3.668 mortes por Covid registradas nas últimas 24 horas e totalizou nesta terça-feira (30) 317.936 óbitos. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias chegou a 2.728, nova pior marca no índice pelo 5º dia consecutivo. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +34%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença. É o que mostra novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h de terça. A um dia do fim do mês, março já tem quase o dobro de mortes por Covid registradas em julho de 2020, que era o pior mês da pandemia --até ser superado pelo mês atual. De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa, julho teve 32.912 óbitos pela doença. Até aqui, foram registradas 62.918 mortes em março no país. Veja abaixo: Pior mês da pandemia até aqui, março já tem quase o dobro de mortes de julho e 2020, o segundo pior mês Editoria de Arte/G1 Já são 69 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil; pelo vigésimo terceiro dia a marca aparece acima de 1,5 mil; e o país completa agora duas semanas com essa média acima dos 2 mil mortos por dia. É o quarto dia com a média acima da marca de 2,5 mil. Veja a sequência da última semana na média móvel: Evolução da média móvel de óbitos na última semana. Já é o quinto recorde seguido Editoria de Arte/G1 Quarta (24): 2.279 Quinta (25): 2.276 Sexta (26): 2.400 (recorde) Sábado (27): 2.548 (recorde) Domingo (28): 2.598 (recorde) Segunda (29): 2.655 (recorde) Terça (30): 2.728 (recorde) Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 12.664.058 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 86.704 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 75.340. Isso representa uma variação de +7% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos. Dezessete estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: ES, MG, RJ, SP, DF, GO, MS, MT, AP, TO, AL, CE, MA, PB, PE, PI, RN e SE. Mortes e casos de coronavírus no Brasil e nos estados Mortes e casos por cidade Veja como está a vacinação no seu estado Brasil, 30 de março Total de mortes: 317.936 Registro de mortes em 24 horas: 3.668 Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 2.728 (variação em 14 dias: +34%) Total de casos confirmados: 12.664.058 Registro de casos confirmados em 24 horas: 86.704 Média de novos casos nos últimos 7 dias: 75.340 por dia (variação em 14 dias: +7%) Estados Subindo (17 estados e o Distrito Federal): ES, MG, RJ, SP, DF, GO, MS, MT, AP, TO, AL, CE, MA, PB, PE, PI, RN e SE Em estabilidade (7 estados): PR, RS, SC, AC, PA, RO e BA Em queda (2 estados): AM e RR Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia). Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados. Vacinação Balanço da vacinação contra Covid-19 desta terça-feira (30) aponta que 16.937.084 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 8% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 4.946.579 pessoas (2,34% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal. No total, 21.883.663 doses foram aplicadas em todo o país. Variação de mortes por estado Estados com mortes em alta Editoria de Arte/G1 Estados com mortes em estabilidade Editoria de Arte/G1 Estados com mortes em queda Editoria de Arte/G1 Sul PR: +9% RS: +12% SC: +9% Sudeste ES: +118% MG: +49% RJ: +59% SP: +65% Centro-Oeste DF: +100% GO: +32% MS: +68% MT: +35% Norte AC: -15% AM: -43% AP: +44% PA: -2% RO: +10% RR: -25% TO: +36% Nordeste AL: +29% BA: +9% CE: +43% MA: +44% PB: +27% PE: +35% PI: +34% RN: +22% SE: +20% Brasil Sul Sudeste Centro-Oeste Norte Nordeste Consórcio de veículos de imprensa Os dados sobre casos e mortes de coronavírus no Brasil foram obtidos após uma parceria inédita entre G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL, que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal (saiba mais). Veja vídeos de novidades sobre vacinas contra a Covid-19: Veja Mais

Novo tipo de aurora é identificado na atmosfera de Júpiter

Novo tipo de aurora é identificado na atmosfera de Júpiter

Tecmundo A sonda espacial Juno detectou novas auroras boreais na atmosfera de Júpiter, caracterizadas em forma de anel e de rápida expansão. A descoberta foi apontada por um espectrógrafo ultravioleta a bordo da nave, desenvolvido por cientistas da organização científica Southwest Research Institute (SwRI), Estados Unidos. Segundo eles, pequenas partículas carregadas originárias do Sol foram responsáveis pela criação do fenômeno, após contato com a magnetosfera do gigante gasoso.“Acreditamos que essas feições tênues ultravioletas recentemente descobertas se originaram a milhões de quilômetros de Júpiter, perto da fronteira da magnetosfera em contato com vento solar. Esse último é uma corrente supersônica de partículas carregadas emitidas pelo Sol. Quando chegam ao planeta, eles interagem com sua magnetosfera de uma forma que ainda não é bem compreendida”, disse o líder do estudo Vincent Hue, em comunicado do SwRI.Leia mais... Veja Mais

Anticorpo produzido por mutação mostra eficácia contra variantes do SARS-CoV-2

canaltech As variantes do coronavírus preocuparam a população mundial e os especialistas da ciência e da medicina nos últimos meses. No entanto, um estudo realizado por pesquisadores da África do Sul e publicado na revista científica Nature conseguiu neutralizar plasmas de outras linhagens do SARS-CoV-2 por meio de plasmas sanguíneos coletados de pacientes infectados com a variante sul-africana. Por que a vacinação é tão importante para controlar novas cepas do coronavírus? Vacinas devem funcionar contra nova mutação do coronavírus, defendem cientistas Vacina da Pfizer pode ser adaptada para nova mutação da COVID-19; entenda A pesquisa, liderada pelo Instituto de Pesquisa em Saúde da África (AHRI), aplicou anticorpos da primeira onda em amostras de plasmas da segunda, mostrando assim que os anticorpos do vírus original neutralizaram 15 vezes menos a variante africana, em comparação com a eficácia dos plasmas da segunda onda na mutação da África do Sul. No entanto, a neutralização cruzada do anticorpo da segunda onda no plasma da primeira teve uma queda de duas vezes em relação à eficácia do plasma da primeira onda da pandemia na versão original do SARS-CoV-2.  A pesquisa também envolveu a mutação E484K, encontrada nos vírus amazônico e africano. Nesse último caso, ela neutralizou os vírus predominantes da primeira e da segunda onda. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Anticorpo produzido por mutação mostra eficácia contra variantes sul-africanas do SARS-CoV-2 (Imagem: photocreo/Envato) "Os resultados têm implicações importantes para o projeto de vacinas futuras", anunciou o próprio Instituto de Pesquisa. "Isso significa que a imunidade que a variante produz é compatível com as versões anteriores ou neutraliza efetivamente as variantes mais antigas de COVID-19 e é a primeira evidência de que uma vacina projetada especificamente poderia proteger contra outras variantes", ressaltou o instituto. “O estudo sugere coletivamente que existe a possibilidade de obtermos um imunizante amplamente eficaz contra todos os vírus causadores da COVID-19 circulantes. Ele só precisaria ser projetado para as variantes atuais; possivelmente a da África do Sul", acrescentou o médico Alex Sigal, do Instituto de Pesquisa em Saúde da África (AHRI). O instituto revela que o próximo passo é apresentar o ensaio aos profissionais de saúde inscritos em um ensaio da vacina desenvolvida pela Johnson, que está acontecendo em KwaZulu-Natal, na África do Sul. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Associação de canais fecha grandes serviços de IPTV pirata Ciência desenvolve tratamento para fazer dentes nascerem de novo 23 apps e jogos temporariamente gratuitos para Android nesta terça-feira (30) Evidências de uma nova força fundamental da natureza podem ter sido encontradas Recurso transforma textos do Word em slides do PowerPoint em segundos Veja Mais

DirecTV GO dá 2 anos gratuitos de HBO em nova promoção

DirecTV GO dá 2 anos gratuitos de HBO em nova promoção

Tecmundo Recentemente, a DirecTV GO anunciou uma promoção que presenteia seus novos assinantes com 2 anos gratuitos de HBO. Segundo o regulamento, os usuários que aderirem aos serviços da operadora entre os dias 26 de março e 31 de maio deste ano estarão automaticamente contemplados com o benefício.As regras detalham que é necessário manter a assinatura em dia, sem cancelamentos ou atrasos nos pagamentos por mais de 30 dias, durante todos os dois anos da oferta para manter o benefício.Leia mais... Veja Mais

São Paulo liderou criação de vagas em fevereiro; veja cidades que mais contrataram e as que mais demitiram

G1 Economia Cidade de Rio Formoso, em Pernambuco, teve o pior saldo. Maior variação percentual positiva de vagas foi do município de Mato Grosso, na Paraíba. Movimentação na região da Praça Ramos de Azevedo, no centro da cidade de São Paulo, nesta segunda feira (8) Roberto Casimiro/FotoArena/Estadão Conteúdo A cidade de São Paulo teve o maior saldo de vagas formais de emprego abertas em fevereiro, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. A capital paulista teve saldo positivo de 49.486 vagas de emprego, com 221.301 de admissões e 171.815 demissões. Os dados de todos os municípios do país foram publicados nesta terça-feira (30). Ao todo, o país gerou 401.639 empregos com carteira assinada no mês passado. Do outro lado da lista está a cidade de Rio Formoso, em Pernambuco. Foi lá que houve o saldo negativo mais expressivo da pesquisa, com o fechamento de 3.100 vagas de trabalho formal. Houve 22 contratações e 3.122 demissões. 50 cidades com maior saldo de vagas em fevereiro G1 Economia 50 cidades com pior saldo de vagas em fevereiro G1 Economia Admissões e demissões Em termos nominais, São Paulo lidera a lista de contratações e demissões no Caged de fevereiro, em virtude do tamanho da população. Por isso, as cidades que a seguem na lista também são as mais populosas do Brasil. Na sequência estão Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Brasilia (DF) e Fortaleza (CE). 50 cidades com mais admissões em fevereiro G1 Economia 50 cidades com mais demissões em fevereiro G1 Economia Variação relativa Em termos relativos, o município de Mato Grosso, na Paraíba, teve o maior aumento proporcional de vagas criadas. O número subiu 137,5% em relação ao mês anterior. Também tiveram aumentos significativos Curral Novo do Piaui (PI), Cajazeirinhas (PB), Poço das Trincheiras (AL) e Capitão Gervasio Oliveira (PI), todos acima dos 60%. Na outra ponta, Ibiara (PB) teve a maior variação negativa do mês: -65,9%. 50 cidades com maior variação positiva em fevereiro G1 Economia 50 cidades com pior variação negativa em fevereiro G1 Economia Veja Mais

'Não gostei': YouTube testa remoção do número de dislikes da tela

'Não gostei': YouTube testa remoção do número de dislikes da tela

Tecmundo Após feedbacks a respeito de bem-estar e campanhas nocivas, fornecidos por criadores de conteúdos, o YouTube testará, nas próximas semanas, uma interface na qual o número de reações negativas – os dislikes – não será exibido na tela. De todo modo, destaca a companhia, a opção "Não gostei" permanecerá à disposição do público, até mesmo para o treinamento efetivo das recomendações. Além disso, as informações ocultadas continuarão ao alcance do responsável pelo material postado no YouTube Studio.Leia mais... Veja Mais

Cientistas pedem para Biden elevar meta de corte de emissões para 50%

Valor Econômico - Finanças A meta atual dos EUA foi formulada no governo de Barack Obama e prevê uma redução na emissão de gases-estufa entre 26% e 28% em 2025 em relação aos níveis de 2005 Mais de mil cientistas assinaram uma carta pedindo ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a se comprometer com um corte de pelo menos 50% na emissão de gases-estufa em 2030 em relação aos níveis de 2005. O governo americano está preparando o novo compromisso climático do país. A NDC, sigla da meta climática no jargão internacional, deve ser lançada dias antes da Cúpula de Líderes sobre o Clima que Biden organizará em 22 de abril. A carta será entregue à Casa Branca no evento. A meta atual dos EUA foi formulada no governo de Barack Obama e prevê uma redução na emissão de gases-estufa entre 26% e 28% em 2025 em relação aos níveis de 2005. Organizada pela Union of Concerned Scientists (UCS), entidade fundada há mais de 50 anos por cientistas e estudantes do MIT, a carta segue tendo adesões. É assinada por cientistas, engenheiros e especialistas em saúde pública. Os cientistas defendem cortes nas emissões de transportes e energia, os dois principais setores de emissão dos EUA, e mencionam investimentos e políticas que criem empregos bem remunerados, garantam maior resiliência climática, justiça ambiental e igualdade racial. “Impactos climáticos devastadores já estão ocorrendo em todo o país e em todo o mundo. A ciência mostra que devemos tomar medidas ousadas agora”, diz o texto. Os cientistas sugerem um caminho fundamentado em cinco passos. O primeiro é assumir o compromisso de tornar o setor de energia dos EUA 100% livre de carbono até 2035, com políticas de apoio e investimentos em eficiência energética, energias renováveis e um sistema elétrico moderno. Outro ponto é estabelecer fortes padrões de longo prazo para reduzir as emissões de automóveis e caminhões em pelo menos 60% e que garantam que ao menos 50% das vendas de novos veículos sejam elétricos até 2030. Os cientistas pedem que o governo americano adote medidas para que todos os novos caminhões e ônibus tenham emissão zero até 2040. Outro ponto é limitar drasticamente as emissões de metano na produção, processamento e distribuição de petróleo e gás. Também sugerem que o governo inclua fazendeiros e consumidores na solução ao desafio climático, investindo em pesquisas que promovam sistemas agrícolas sustentáveis que recuperem os solos, sequestrem carbono e reduzam as emissões da agricultura. Além disso, os cientistas recomendam políticas adequadas para que as comunidades vulneráveis que estão na linha de frente. Pedem estratégias de resiliência e adaptação, acesso a formas legais de responsabilizar emissores de combustíveis fósseis e aplicação de salvaguardas de saúde pública, como a limpeza da poluição. A carta indica que o governo também deve ter planos de transição de longo prazo para comunidades que vivem em locais dependentes de combustíveis fósseis. De acordo com os pesquisadores, a meta de reduzir em pelo menos 50% as emissões americanas em 2030, em relação aos níveis de 2005, é ambiciosa, cientificamente viável e necessária para minimizar os piores impactos das mudanças climáticas e atingir o principal objetivo do Acordo de Paris — limitar o aquecimento a 2ºC no fim do século, ficando o mais próximo possível de 1,5ºC. Martin Meissner/AP Veja Mais

Após TCU, devolução de recursos pelo BNDES não é opcional, diz Montezano

Valor Econômico - Finanças Tribunal considerou que R$ 400 bilhões do aporte do Tesouro foram irregulares O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, afirmou que a devolução dos recursos emprestados pelo Tesouro à instituição deixou de ser opcional depois que o Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu que R$ 400 bilhões do aporte do Tesouro foram irregulares. "A gente já vinha com a programação de devolução de quase a totalidade do repasse do Tesouro até o fim de 2022, isso era agenda de governo desde 2019 e a gente vinha se preparando. Mais recentemente, o Tribunal de Contas da União decidiu, de forma unânime, que R$ 400 bilhões do aporte feito pelo Tesouro foram irregulares, eles violaram a Constituição. Portanto, não é mais uma questão de opção do banco de devolver ou não", disse Montezano em evento virtual do Banco Daycoval. Na semana passada, o banco informou que devolverá de forma antecipada R$ 62 bilhões este ano e R$ 54,2 bilhões no ano que vem. O presidente do banco de fomento ressaltou que essa devolução não afeta a capacidade de apoio do BNDES às empresas no atual momento de crise devido à pandemia. "Não temos falta de recursos, temos falta de apetite a risco", disse, acrescentando que a missão da instituição é ajudar a reduzir o spread de risco no Brasil. No evento, o presidente do BNDES disse que a ajuda do banco a empresas, especialmente micro, pequenas e médias (MPME), será mais "cirúrgica" nesta fase da pandemia. Montezano disse ainda que o programa "Matchfunding Salvando Vidas" atingiu limite de R$ 100 milhões e agora o banco pretende lançar uma segunda fase, com novo limite de R$ 100 milhões. De acordo com o programa, a cada R$ 1 real doado por empresa, o banco coloca mais R$ 1, até o limite de R$ 100 milhões. Ou seja, atingir o limite significa que houve doações que somaram R$ 50 milhões e aporte de outros R$ 50 milhões por parte do BNDES. Os recursos foram usados para compra de equipamentos de saúde, EPIs e oxigênio, entre outros. Veja Mais

Congresso está aberto a discutir correções no Orçamento, diz Pacheco

Valor Econômico - Finanças O presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse hoje que pretende se reunir com os ministros Paulo Guedes (Economia) e Flávia Arruda (Secretaria de Governo) para discutir se é necessário ou não fazer algum tipo de ajuste de ajuste no Orçamento de 2021, cuja peça foi aprovada há alguns dias, mas recebeu uma enxurrada de críticas por ser considerado inexequível. Pacheco disse que o Parlamento não terá postura intransigente se chegar à conclusão que é necessário corrigir o texto. Ele enfatizou, no entanto, que o governo participou de todas as negociações antes da votação final. "Neste momento, se identificarmos algum tipo de distorção ou algum tipo de correção que precisa ser feita, obviamente estamos abertos a essa discussão. Qualquer projeto de lei do Congresso Nacional que venha [do governo], nós vamos decidir pela maioria. Não há nenhum tipo de intransigência da nossa parte em relação a correções que precisam ser feitas. Mas eu destaco que esse relatório foi discutido e aprovado na comissão e no plenário com a participação do governo", disse em clara indireta, à equipe econômica. Em seguida, Pacheco afirmou que não vai ficar no "disse me disse". Por isso, sugeriu uma reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e os representantes do Executivo para tratar do assunto. "Vamos sentar para definir qual o melhor caminho, se isso [peça orçamentária] precisa ser corrigido ou não. Vamos avaliar isso", concluiu. Nos bastidores, a divergência gerou uma troca de farpas entre Ministério da Economia e a equipe de articulação do governo. Como mostrou o Valor ontem, os líderes do Palácio do Planalto no Parlamento rechaçam a ideia de que o presidente Jair Bolsonaro precise vetar o Orçamento para evitar ser alvo de um possível crime de responsabilidade. Eles argumentam que o relator da peça orçamentária, senador Marcio Bittar (MDB-AC), tem prerrogativas para "corrigir" ou "ajustar" as execuções de despesas, caso as estimativas previstas se mostrem incorretas. Na avaliação dos líderes governistas, Bolsonaro deve sancionar a lei sem vetos nas emendas de Bittar, para evitar turbulências com sua base política, e acompanhar os gastos. "Isso é uma tempestade em copo d’água. Tudo será ajustado caso se faça necessário um entendimento com o relator", disse fonte envolvida nas discussões entre Congresso e equipe econômica. Essa ala do governo justifica que, em 2020, a estimativa de gastos com a previdência foi de R$ 681 bilhões, mas só R$ 669 bilhões foram empenhados de fato. Por isso, Bittar teria trabalhado com essa margem de 2% a menos para promover os cortes, além de antecipar efeitos de medidas provisórias (MPs) que já foram e que serão editadas. “Vamos aguardar a execução das despesas. Se o relator estiver errado ele corrige promovendo cancelamentos em combinação com a equipe econômica”, afirmou um líder governista, em condição de anonimato. Reforma tributária Pacheco também disse que vai prorrogar o funcionamento da comissão mista da reforma tributária por mais 30 dias. Isso porque, com o recrudescimento da pandemia nas últimas semanas, as discussões foram paralisadas e o relator, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), ainda não conseguiu apresentar seu parecer final. "Sobre a reforma tributária, temos que considerar sua grande complexidade, mas, ao mesmo tempo, aquilo que eu e Arthur Lira [presidente da Câmara] já reafirmamos: ela é uma prioridade e vai ser tratada dessa forma pelo Congresso Nacional. Temos a dificuldade para o funcionamento pleno das comissões no Senado e na Câmara, de modo que estamos considerando de uma prorrogação de prazo da comissão mista para mais 30 dias", explicou. "Deve haver essa prorrogação. A despeito de ter o foco na pandemia, temos que andar paralelamente com essas pautas e tentar coabitar todas essas medidas", complementou. Segundo Pacheco, tanto Aguinaldo Ribeiro como o presidente da comissão mista, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), concordam com esse novo prazo. A comissão mista foi instalada em março do ano passado com objetivo de definir mudanças constitucionais sobre a cobrança de tributos, mas acabou sendo afetada pela pandemia. Em dezembro de 2020, Roberto Rocha pediu prorrogação do prazo de funcionamento e recebeu aval para que o colegiado continuasse trabalhando até o fim deste mês de março, mas, mais uma vez, a onda de contaminações provocada pelo coronavírus impediu novos avanços. Veja Mais

Felipe Poeta, filho de Patrícia Poeta, lança primeira música de sua nova gravadora

G1 Pop & Arte 'O que me faz', parceria do músico de 18 anos com Ferreira e Mogli, foi lançada nesta terça-feira (30). Felipe Poeta Divulgação Felipe Poeta lançou nesta terça-feira (30) a música "O que me faz", primeira faixa da sua gravadora, Tha House, em parceria com os músicos Ferreira e Mogli. Clique para ouvir. Felipe, de 18 anos, é filho de Patrícia Poeta e já lançou um EP com cinco faixas em 2020. Agora, ele inaugura o projeto de gravadora, na qual ele atua como cantor e produtor. “Desde cedo eu sabia que o meu caminho era a guitarra ou o surfe. Sendo que no surfe eu nunca fui muito bom”, disse Felipe ao G1. Foi fácil escolher a música. Agora, ele começa 2021 com mais caminhos: as canções próprias, a produção musical e a universidade. Leia perfil: Felipe Poeta, filho de Patrícia Poeta, investe na carreira de músico e cria gravadora aos 18 anos O estúdio que é base da Tha House foi montado em sua casa no Rio. Felipe se empolga com a chance de produzir outros artistas jovens como ele, em especial na efervescente cena de rap alternativo carioca. Além disso, ele foi aceito na Los Angeles College of Music, em um curso voltado a composição e produção. “Mas como estou abrindo a gravadora, o plano é ir só no fim do ano, em outubro”, ele diz. “Tem muita coisa acontecendo”, ele resume. “A produção me ajuda a escrever, ter ideias, expandir para outras ‘vibes’. Mas se eu me aprofundo muito na técnica, isso tira um pouco do processo criativo”, ele diz. A ideia, então, é se equilibrar nas duas frentes - seguindo o modelo do produtor e cantor Pharrell Williams. Entre suas principais referências musicais estão o rap inovador de nomes como J Dilla, Madlib e MF Doom (que morreu recentemente). Mas ele também vai do jazz de John Coltrane e Miles Davis ao r&b alternativo de Frank Ocean e Anderson Paak. Initial plugin text As novidades do entretenimento no Semana Pop: Veja Mais

Plenário - Deputados analisam pedidos de urgência a vários projetos - 30/03/2021 17:00

Plenário - Deputados analisam pedidos de urgência a vários projetos - 30/03/2021 17:00

Câmana dos Deputados A Câmara dos Deputados realiza sessão deliberativa remota destinada a votar projetos para ajudar no combate à pandemia de Covid-19. Os deputados analisam requerimentos de urgência para os projetos definidos na reunião de líderes para a sessão de hoje, como para o Projeto de Lei 1077/21, da deputada Dra. Soraya Manato (PSL-ES), que prevê isenção de multa contratual para fornecedores de oxigênio que priorizarem a rede hospitalar em detrimento de outros contratos em vigência. Fonte: Agência Câmara de Notícias Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/60833 Veja Mais

Tokyo Game Show também terá evento online em 2021

Tokyo Game Show também terá evento online em 2021

Tecmundo Depois de realizar virtualmente a edição 2020 da feira, já foi confirmado que a Tokyo Game Show 2021 também será um evento digital. A informação veio dos próprios co-organizadores Nikkei BP e Computer Entertainment Supplier Association, que já confirmaram a data da feira.A TGS 2021 vai rolar entre os dias 30 de setembro e 3 de outubro com o tema "Nós sempre teremos jogos" e a ideia de comemorar os 25 anos da feira, que ganhou a sua primeira edição em 1996.Leia mais... Veja Mais

AGU recorre de decisão que libera Sindalemg de doar vacinas importadas ao SUS

O Tempo - Política Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais e outros dois sindicatos ganharam permissão para importar vacinas Veja Mais

Realme 8 Pro mostra que é possível celular barato ser resistente

canaltech A Realme apresentou a nova Série 8 há alguns dias, e o canal JerryRigEverything conseguiu acesso ao Realme 8 Pro para fazer o seu tradicional teste de durabilidade. Realme 8 e 8 Pro são anunciados com novo design, câmeras de até 108 MP e mais Smartphones: como a realme quer encarar Samsung, Motorola e Xiaomi no Brasil? O celular foi submetido às chamas de um isqueiro, às pontas afiadas de chaves e um estilete, e também ao teste de dobra para verificar se sua estrutura é resistente para o uso normal e até para um uso um pouco mais descuidado. Veja como se saiu o dispositivo. Laterais e traseira em plástico Traseira de plástico risca fácil (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything/Youtube) O Realme 8 Pro tem acabamento traseiro e lateral todo em plástico. A traseira tem um efeito que, no vídeo, fica parecendo purpurinado, com pontos brilhantes em maior e menor intensidade. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- E, como era de se esperar, o material risca fácil, e o estilete inclusive arranca alguns pedaços bem razoáveis do acabamento. A traseira é facilmente riscada até formar o desenho de um sapo, uma homenagem do canal ao jogo Frogger. A boa notícia é que as câmeras são protegidas por vidro, sendo que cada lente tem uma lombada circular separada. Ao colocar a capinha, que vem junto com o dispositivo na caixa, toda a traseira fica protegida, e as câmeras ficam mais ou menos no mesmo nível da proteção. Tela protegida por vidro e resistente às chamas Tela tem película plástica removível (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything/Youtube) A tela do Realme 8 Pro é do tipo Super AMOLED e possui proteção em vidro, que é resistente a riscos até o nível 6 em dureza, com intensidade baixa. Este material também protege a câmera frontal, que fica em um furo no canto superior esquerdo. Em resumo, o display risca com tanta dificuldade quanto as telas de qualquer outro celular mais caro. O leitor de impressão digital funcionou corretamente mesmo com riscos mais profundos feitos com uma chave de nível de dureza 7. Vale ressaltar que o display do Realme 8 Pro sai da caixa com uma película protetora ideal para não afetar a biometria sob a tela, mas que é de plástico e risca com muito mais facilidade. Já em relação à resistência ao fogo, o aparelho ficou 24 segundos em contato com a chama de um isqueiro até começar a apagar alguns pixels. E a tela se recuperou completamente em pouco tempo. Estrutura resistente Por fim, o teste final é o de resistência à dobra, que tanto o Redmi Note 10 quanto o ROG Phone 5 não suportaram (para citar testes recentes). E o Realme 8 Pro, apesar de ter acabamento todo em plástico, aguentou bem a pressão, apesar de um pequeno estalo quando a tela estava para dentro. O celular continuou funcionando corretamente, sem nenhum dano aparente. Isso significa que a organização dos componentes internos foi feita de maneira que não exista uma divisão tão clara, ou que a Realme usou uma estrutura reforçada para impedir que o aparelho se quebre com facilidade. A conclusão, portanto, é que o aparelho passou no teste. Os problemas enfrentados eram todos esperados, considerando o material de construção do Realme 8 Pro. O Realme 8 Pro já está homologado na Anatel e pode ser lançado em breve aqui no Brasil. Assista ao vídeo (em inglês) e veja por si mesmo como o Realme 8 Pro se sai no teste de resistência.   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Associação de canais fecha grandes serviços de IPTV pirata Recurso transforma textos do Word em slides do PowerPoint em segundos Evidências de uma nova força fundamental da natureza podem ter sido encontradas Protótipo SN11 do Starship explode durante pouso em mais um teste da SpaceX Os 10 filmes mais pirateados da semana (28/03/2021) Veja Mais

União Química diz ter concluído lote piloto da vacina Sputnik V produzida totalmente no Brasil

Glogo - Ciência Insumo para produção da vacina foi fabricado no Brasil após transferência tecnológica. A farmacêutica afirmou que enviará o lote para a Rússia para validaçãciencio do imunizante. Frasco de vacina da Sputnik V, vacina desenvolvida na Rússia e em produção no Brasil pela União Química Celso Júnior/Divulgação A farmacêutica União Química afirmou ter concluído nesta terça-feira (30) o primeiro lote da vacina Sputnik V fabricada totalmente no Brasil. A produção foi possível por causa da transferência tecnológica do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) da Rússia para a empresa brasileira. A empresa afirmou que esse primeiro lote será integralmente enviado à Rússia para validação do imunizante. Na sexta-feira (26), a União Química entrou com o pedido para uso emergencial do imunizante na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O prazo de análise, que seria de sete dias, foi paralisado pela reguladora. De acordo com a Anvisa, 18% do total dos documentos obrigatórios para a abertura do processo ainda não foram entregues e outros 18% também precisam de complementação. Que vacina é essa? Sputnik V Em janeiro, a União Química já havia apresentado um pedido para uso emergencial da vacina, mas o processo também não seguiu adiante pela falta de documentação obrigatória. A falta de aprovação da vacina russa pela reguladora brasileira coloca em risco o cronograma de imunização divulgado pelo Ministério da Saúde. São 10 milhões de doses incluídas no calendário de vacinação até final de junho, sendo que 400 mil deveriam chegar até esta quarta-feira (31). Datas de entrega: até 31 de março: 400 mil doses até 30 de abril: mais 2 milhões de doses até 31 de junho: mais 7,6 milhões de doses A Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, foi autorizada para uso emergencial pelo governo russo antes mesmo do fim dos estudos clínicos. A vacina já foi aprovada para uso na Argentina e em outros países da América Latina. Veja Mais

Campos: Em 2 ou 3 meses teremos grupo de risco vacinado e abertura mais rápida

Valor Econômico - Finanças Presidente do BC disse que crescimento da atividade visto no quarto trimestre continuou em janeiro e fevereiro e destacou abertura de vagas de emprego acima do esperado O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou nesta terça-feira que acredita que "em dois ou três meses teremos vacinado grande parte do grupo de risco" no Brasil. "Imagino que aí teremos abertura mais rápida da economia", disse. Campos reforçou que o crescimento da atividade no quarto trimestre de 2020 surpreendeu positivamente - movimento que, segundo ele, teve continuidade em janeiro e fevereiro. Leia também: Presidente do BC tem perdido o sono. Saiba por quê "Fomos até surpreendidos no nosso cenário para crescimento", disse, chamando a atenção para o resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de fevereiro, divulgado mais cedo nesta terça-feira. "Foi bem acima do esperado", afirmou. Ele lembrou, porém, que o Caged (que mede o desempenho do mercado formal) e a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad, que mede o mercado informal) "trazem divergências" recentemente a respeito do desempenho do mercado de trabalho. Para o primeiro semestre, o BC calcula um desempenho pior da economia do que o mercado espera, principalmente por causa da piora da atividade em março e abril, de acordo com ele. As perspectivas para o segundo semestre são, porém, melhores na visão da autoridade monetária do que na avaliação do mercado, lembrou. Entre outros pontos positivos da conjuntura atual destacados pelo presidente do BC, estão: inadimplência "bastante sob controle"; taxas de juros "em quase todos os produtos nas mínimas ou perto das mínimas"; e melhores perspectivas para a balança comercial, com impactos positivos sobre as contas externas. Em relação ao setor externo, ele lembrou que vem chamando a atenção desde setembro para a possibilidade de uma reflação. "Reflation trade [reflação] começou a tomar forma a partir de dezembro, janeiro e fevereiro", disse, destacando que "o caso mais notório" é o dos Estados Unidos. Campos afirmou que esse movimento vem atingindo de maneira cada vez mais divergente países desenvolvidos e emergentes. Nesse segundo grupo, aqueles que têm uma situação fiscal pior são, por sua vez, mais afetados. "Ela [desvalorização] não é muito grande, no Brasil foi maior", disse. Entre os fatores que causam a reflação, ele afirmou que "nunca vimos tantos estímulos e tão coordenados [na economia global] como temos hoje", lembrando que "já estão falando em um plano muito maior" do que o US$ 1 trilhão previsto inicialmente para o pacote de infraestrutura americano. Campos foi questionado sobre como os bancos centrais ao redor do mundo vinham lidando, antes do início do debate sobre reflação, com a possibilidade de a inflação ficar baixa por um longo período. "Quando a inflação estava rodando muito baixa no Brasil, importamos esse conceito que inflação estava morta", disse, destacando, porém, que "deveríamos ter um cuidado especial dado o nosso histórico inflacionário". Reprodução Veja Mais

CCJ aprova volta de processo contra deputado Boca Aberta ao Conselho de Ética

Valor Econômico - Finanças Parlamentar do Pros tinha recorrido de decisão que suspendeu seu mandato alegando que princípios da ampla defesa e do contraditório não foram observados A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou nesta terça-feira, por 47 votos a 17, parecer do deputado João Campos (Republicanos-GO) que determina o retorno do processo disciplinar contra o deputado Boca Aberta (Pros-PR) ao Conselho de Ética para que testemunhas sejam ouvidas. O parlamentar paranaense recorreu da decisão do conselho de suspender seu mandato. Em dezembro de 2019, Boca Aberta teve a suspensão de seu mandato por seis meses aprovada pelo Conselho de Ética, em resposta a representações apresentadas contra ele por agressões. O cumprimento dessa determinação, porém, ainda depende da confirmação pelo plenário da Câmara. O parlamentar do Pros recorreu contra a decisão do Conselho de Ética à CCJ. No recurso, Boca Aberta alegou que os princípios da ampla defesa e do contraditório não foram observados. Em seu parecer, João Campos se posicionou parcialmente favorável ao recurso. Ele avaliou que houve cerceamento ao direito de defesa de Boca Aberta pela ausência da oitiva de testemunhas. Por isso, o deputado do Republicanos determinou, em seu relatório, a reabertura da instrução probatória para que sejam feitas as oitivas das testemunhas e que seja proferido novo parecer que aprecie as novas provas produzidas. Veja Mais

Rover Curiosity tira selfie ao lado do 'Mont Mercou' em Marte

Rover Curiosity tira selfie ao lado do 'Mont Mercou' em Marte

Tecmundo O rover Perseverance e o helicóptero Ingenuity dominam o noticiário atualmente, quando se fala em Marte. Mas há um outro veículo em solo marciano também trabalhando ativamente, como os dois recém-chegados: o Curiosity.Para lembrar que ele ainda existe, a NASA divulgou nesta terça-feira (30) uma selfie registrada pelo rover lançado em 2011. Na imagem, o Curiosity aparece em frente ao Mont Mercou, uma formação rochosa de 6 metros de altura, na cratera Gale, apelidada assim em homenagem a uma montanha na França.Leia mais... Veja Mais

HBO Max anuncia parceria com a Sky e a Oi

HBO Max anuncia parceria com a Sky e a Oi

Tecmundo A WarnerMedia anunciou nessa segunda-feira (29) as primeiras parcerias com operadoras de telecomunicações para o lançamento do HBO Max na América Latina, no próximo mês de junho, quando a plataforma chegará a 39 territórios na região.No caso do Brasil, o acordo beneficiará os clientes da Sky e da Oi, que poderão ter acesso ao catálogo completo do novo serviço de streaming premium no dia do seu lançamento no país, sem custo adicional, caso possuam uma assinatura ativa dos canais HBO em seu pacote.Leia mais... Veja Mais

Padre Marcelo Rossi reaparece musculoso e vira assunto nas redes sociais

O Tempo - Diversão - Magazine O nome do sacerdote foi parar nos trending topics, lista dos assuntos mais comentados do Twitter Veja Mais

Oficial: Banco Central autoriza pagamentos via WhatsApp no Brasil

Oficial: Banco Central autoriza pagamentos via WhatsApp no Brasil

Tecmundo O Banco Central (BC) acaba de informar na noite de hoje (30) que autorizou oficialmente o WhatsApp a realizar pagamentos e transferências bancárias entre usuários do mensageiro.Segundo o BC, a “Facebook Pagamentos do Brasil” foi aprovada como “iniciadora de pagamentos” no sistema financeiro nacional, enquanto Visa e Mastercard ganharam licenças para prestarem o serviço de “arranjos de pagamentos”. O mensageiro de Mark Zuckerberg vai então operar em parceria com essas duas empresas para fazer a transferência de fundos entre usuários.Leia mais... Veja Mais

Senado aprova dedução de IR para quem contratar leitos privados para uso no SUS

O Tempo - Política Proposta segue agora para a sanção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Veja Mais

Conselho de Ética discute caso Flordelis - 30/03/21

Conselho de Ética discute caso Flordelis - 30/03/21

Câmana dos Deputados O Conselho de Ética da Câmara ouviu, nesta terça-feira, a delegada da polícia civil, Barbara Lomba, sobre a representação contra a deputada Flordelis (PSD/RJ). A delegada foi responsável pela primeira fase das investigações do assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada, em 2019. O Ministério Público do Rio de Janeiro acusa a deputada Flordelis de ser a mandante do crime. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #Flordelis #ConselhodeEtica Veja Mais

Falcão e o Soldado Invernal 1x3: preview mostra novas imagens de Barão Zemo

Falcão e o Soldado Invernal 1x3: preview mostra novas imagens de Barão Zemo

Tecmundo Na próxima sexta-feira (2), um novo episódio de Falcão e o Soldado Invernal ficará disponível no Disney+. Dessa forma, para deixar os fãs com mais ansiedade, a Marvel decidiu liberar um pequeno preview com imagens sobre o que vem por aí por meio de suas redes sociais. Com o pequeno vídeo, é possível ver um pouco mais sobre o Barão Zemo (Daniel Brühl) na série. Aparentemente, o personagem será o grande vilão da série e tem tudo para chocar os espectadores a partir da exibição do 3º episódio. Vale destacar que Zemo foi visto nos últimos minutos do episódio intitulado como “The Star-Spangled Man”, exibido no dia 26 de março.Leia mais... Veja Mais

Banco Central autoriza transferências bancárias pelo WhatsApp

G1 Economia Permissões possibilitam que aplicativo de mensagens seja usado para envio de recursos entre usuários. Para BC, autorizações podem reduzir custos de transação. WhatsApp vai permitir fazer pagamentos a amigos e lojas pelo aplicativo. Divulgação/WhatsApp O Banco Central (BC) concedeu nesta terça-feira (30) autorizações de funcionamento que permitem a realização de transferências bancárias pelo WhatsApp. A empresa Facebook Pagamentos do Brasil foi aprovada como um “iniciador de pagamentos”. Também foram concedidas à Visa e à Mastercard autorizações para dois “arranjos de pagamento” abertos, como transferência, depósito, pré-pago e doméstico. O WhatsApp também fará parte do arranjo, que tornará possíveis as transferências pelo aplicativo de mensagens. De acordo com o modelo autorizado pelo Banco Central, o WhatsApp apenas iniciará as transações entre contas dos clientes nas instituições financeiras em que são correntistas. Para isso, a credencial a ser utilizada no aplicativo é o número do cartão de débito ou pré-pago de bandeiras Visa ou MasterCard. Ainda, segundo o BC, as operações poderão ser feitas a partir da data em que o WhatsApp disponibilizar a funcionalidade ao cliente e a tarifa cobrada pela transação bancária será definida pelo aplicativo. Em nota à imprensa, o Banco Central avaliou que a medida pode levar a uma redução nos custos de transações financeiras. “O BC acredita que as autorizações concedidas poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos”, afirmou. Em nota, o WhatsApp disse que recebeu "com muita satisfação a decisão de hoje do Banco Central" e que está empenhado "nos preparativos finais para disponibilizar esta funcionalidade do WhatsApp no Brasil assim que possível". As autorizações concedidas nesta terça (30) não incluem os pedidos da Visa e da Mastercard para funcionamento dos arranjos de compra vinculados ao programa Facebook Pay, que seguem em análise no BC. Banco Central autoriza pagamentos e transferências pelo WhatsApp Em evento realizado na manhã desta terça (30), o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, havia afirmado que o sistema de pagamentos do WhatsApp seria aprovado em breve. “Se eu tenho isso, o Whatsapp vai ser aprovado em breve para fazer pagamentos no Brasil. Vejo um casamento entre mídia social e o mundo de finanças, controladores tem de entender como regular, enfrentar e o que significa para competição na sociedade", declarou. Em serviços indicados como “iniciadores de pagamentos”, o consumidor dá a ordem para que a instituição financeira em que é correntista realize o pagamento diretamente ao lojista, sem a necessidade de acessar o aplicativo, com débito em sua conta de depósito ou de pagamento. Como consequência, são eliminados intermediários, como, por exemplo, o cartão de crédito. VÍDEOS: notícias sobre economia Veja Mais

Bolsonaro retira urgência do projeto que unifica cobrança de ICMS sobre combustíveis

G1 Economia Projeto enviado ao Congresso em fevereiro tramita em ritmo lento. Texto acena a caminhoneiros, mas desagrada secretários estaduais de Fazenda; hoje, cada estado define sua alíquota. O presidente Jair Bolsonaro retirou nesta terça-feira (30) o pedido de urgência constitucional enviado ao Congresso Nacional para o projeto de lei que altera a cobrança do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nos combustíveis. O cancelamento da urgência constitucional consta em um despacho assinado por Bolsonaro e publicado em edição extra do "Diário Oficial da União" nesta terça. O documento não informa o motivo da desistência. O projeto de lei complementar chegou à Câmara dos Deputados em 12 de fevereiro e estabelece uma alíquota unificada do imposto em todo o país – hoje, cada estado define seu próprio percentual sobre cada combustível. Veja no vídeo abaixo, de fevereiro, um resumo da proposta: Governo manda ao Congresso projeto que muda cobrança do ICMS sobre combustíveis Ao enviar o texto ao Congresso, Bolsonaro pediu tramitação em regime de urgência constitucional. Esse dispositivo tem efeito automático e impõe um prazo de 45 dias a cada Casa do Congresso (Câmara e Senado) para a tramitação da matéria – depois disso, o texto passa a trancar a pauta para a maioria das votações. Passado um mês e meio, o texto ainda não foi analisado em nenhuma comissão da Casa. O projeto foi recebido nas comissões e ganhou relator na Comissão de Finanças e Tributação (CFT): o deputado Júlio Cesar (PSD-PI), que ainda não apresentou parecer. O que diz o projeto Em aceno a caminhoneiros, o projeto de lei complementar foi enviado ao Congresso como tentativa de reduzir a oscilação nos preços de combustíveis. Entretanto, a proposta da União desagradou os secretários estaduais de Fazenda. O projeto prevê, em linhas gerais: que o ICMS será recolhido uma única vez sobre gasolina, diesel, álcool, querosenes e óleos combustíveis, biodiesel, gás natural e gás de cozinha, entre outros produtos do tipo; que o ICMS será cobrado na refinaria – nos termos da lei, serão contribuintes do ICMS "o produtor e aqueles que lhe sejam equiparados e o importador dos combustíveis e lubrificantes"; que a alíquota de ICMS para cada combustível será uniforme em todo o país, com um valor fixado em reais – e não como uma porcentagem do preço total; que essa alíquota será definida por deliberação dos estados e do Distrito Federal; que o ICMS sobre lubrificantes e combustíveis de petróleo será recolhido na unidade da Federação onde houver o consumo final; que mudanças nessas alíquotas só terão validade após uma "carência" de 90 dias. Estados contestam projeto Em carta assinada em fevereiro por todos os 27 secretários do país, o Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda (Comsefaz) afirmou que o aumento de preços dos combustíveis não tem relação com os impostos estaduais. Em vez disso, a oscilação seria consequência da política de preços da Petrobras, que hoje adota a paridade entre o preço do combustível no Brasil e o preço internacional. Para os secretários, alterações na estrutura de cobrança do ICMS devem ser debatidas no âmbito da Comissão Mista da Reforma Tributária, do Congresso Nacional. Análise: mudança no ICMS pode diminuir preços dos combustíveis? Veja Mais

Realme 8 Pro é homologado pela Anatel e pode chegar ao Brasil a qualquer momento

canaltech Nesse mês a Realme realizou um evento na Índia onde apresentou a sua nova geração de smartphones, os Realme 8 e Realme 8 Pro, que já foram apresentados também em alguns lugares ao redor do mundo. O modelo mais caro, Realme 8 Pro, chegou ao mercado com algumas características bastante interessantes, como, por exemplo, uma poderosa câmera traseira principal de 108 MP. Realme 8 e 8 Pro são anunciados com novo design, câmeras de até 108 MP e mais Redmi Note 10 Pro vs. Realme 8 Pro: qual é o melhor com câmera de 108 MP? Agora, o smartphone finalmente passa pela Anatel, e assim ele pode ser oficialmente vendido pela fabricante em território nacional. Dessa forma, a qualquer momento a Realme pode lançar o Realme 8 Pro em solo brasileiro. (Imagem: Reprodução/Anatel) O modelo chega para ser um intermediário avançado da marca, contando com um foco em qualidade de câmera. A câmera traseira principal é de 108 megapixels, sendo ele um dos principais concorrentes do Redmi Note 10 Pro, que também tem câmera de 108 megapixels. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Além disso, ele tem uma câmera ultra grande angular de 8 megapixels, uma macro de 2 megapixels e uma de profundidade também de 2 megapixels. Na frente, ele tem uma câmera frontal de 16 megapixels. A sua tela tem 6,67 polegadas com tecnologia Super AMOLED e resolução Full HD+, com taxa de atualização padrão de 60 Hz. Na parte de performance, o modelo conta com um chipset Qualcomm Snapdragon 720G, auxiliado por 6 GB ou 8 GB de memória RAM. Para armazenamento, ele possui 128 GB. Por fim, o smartphone tem uma bateria de 4.500 mAh, com suporte a carregamento rápido de 50 watts. Infelizmente, apesar de ele ter a aprovação da Anatel para ser vendido aqui em nosso país, ainda não existe uma data para o lançamento do Realme 8 Pro no Brasil. Assim, será preciso aguardar por mais detalhes. Fique ligado aqui no Canaltech para mais novidades. Realme 8 Pro: ficha técnica (Imagem: Reprodução/Realme) Tela: 6,67 Super AMOLED E4, resolução FullHD+, 60Hz Chipset: Qualcomm Snapdragon 720G Memória RAM: 6 GB ou 8 GB Armazenamento interno: 128 GB Câmera traseira: 108 MP (principal, f/1.79) + 8 MP (ultrawide, f/2.2, 119°) + 2 MP (macro, f/2.4) + 2 MP (monocromático, f/2.4) Câmera frontal: 16 MP (f/2.5) Dimensões: 160,6 x 73,9 x 8,1 mm Peso: 176 gramas Bateria: 4.500 mAh com recarga de 50 W Extras: 4G, conector P2 para fones de ouvido, certificação Hi-Fi, Bluetooth 5.0 Cores disponíveis: amarelo, preto e azul Sistema operacional: Android 11, sob a Realme UI 2.0 Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Associação de canais fecha grandes serviços de IPTV pirata Ciência desenvolve tratamento para fazer dentes nascerem de novo 23 apps e jogos temporariamente gratuitos para Android nesta terça-feira (30) Evidências de uma nova força fundamental da natureza podem ter sido encontradas Recurso transforma textos do Word em slides do PowerPoint em segundos Veja Mais

Fakes no Twitter se passam por empregados da Amazon e atacam sindicato

Fakes no Twitter se passam por empregados da Amazon e atacam sindicato

Tecmundo Perfis falsos no Twitter têm se passado por empregados da Amazon e defendido as condições de trabalho que a empresa supostamente os oferece. De acordo com o BBC News, o movimento começou na noite dessa segunda-feira (29) e as contas se posicionam, também, contra a formação de um sindicato, algo que está em pauta no Alabama, Estados Unidos. Ainda segundo o veículo, vários deles foram criados nos últimos dias e possuem poucas postagens, todas relacionadas à gigante do varejo. A rede social, por sua vez, suspendeu grande parte dos fakes, enquanto a companhia sobre a qual falam confirmou que ao menos um dos "indivíduos" não era idôneo.Leia mais... Veja Mais

Congresso está vigilante e reagirá a ameaças à democracia, diz Pacheco

Valor Econômico - Finanças O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse não ver ameaça de rompimento à ordem democrática apesar da inédita saída conjunta dos comandantes das Forças Armadas, mas considera convidar ministro da Defesa ao Senado Presidente do Senado e do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) fez nesta terça-feira um pronunciamento no qual afirmou que o Poder Legislativo está vigilante a possíveis ameaças à democracia e que o foco deve ser a junção de esforços para acelerar a vacinação da população ante à pandemia do coronavírus. “Estamos absolutamente vigilantes a todo instante. Não permitiremos retrocesso. Temos só dois caminhos: a união ou o caos”, afirmou. Pacheco, contudo, disse não ver ameaça de rompimento à ordem democrática, apesar da inédita saída conjunta dos comandantes das Forças Armadas por discordâncias com o presidente Jair Bolsonaro. “Esta Presidência acredita que não há nem a mínima iminência de qualquer risco de rompimento. Mas se houver, cabe a esta Presidência do Senado reagir”. Pacheco também criticou a apresentação na Câmara, pelo ex-líder do governo Vitor Hugo (PSL-GO), de um requerimento de urgência para a votação de um projeto de lei que, se aprovado, daria a Jair Bolsonaro o poder de acionar, durante a pandemia, o dispositivo da chamada "mobilização nacional". “[Sobre] o episódio recente, da discutida ameaça ao estado democrático de direito: O Senado é o guardião da democracia. A Constituição será respeitada. Temos que conter qualquer iniciativa legislativa que contrarie a Constituição. Não permitiremos transigir ou flertar com qualquer ato que vise o retrocesso ao Estado democrático de Direito”, disse. “Tenho absoluto senso de responsabilidade. O foco é o enfrentamento da pandemia e não admitirei desvio de foco, por absolutamente ninguém que queira confundir a Câmara e o Senado”, apontou o presidente do Senado. Sobre a debandada no comando das Forças Armadas, afirmou apenas: “As Forças Armadas não promovem a guerra, mas asseguram a paz”. Pouco antes, em entrevista coletiva, Pacheco evitou comentar hoje o que chamou de "especulação" sobre as trocas no comando do Exército, Marinha e Aeronáutica. Segundo ele, sua obrigação é "acreditar" e "confiar" que as substituições são fruto apenas da mudança de comando no Ministério da Defesa. Apesar disso, ele disse que vai consultar o colégio de líderes, na segunda-feira, sobre a votação de um convite para que novo titular da pasta, Walter Braga Netto, preste esclarecimentos ao Senado. "Houve uma reforma ministerial ontem. As reformas são comuns, não podemos tratar como algo excepcional. As Forças Armadas têm o compromisso de garantir a paz e o estado democrático de direito. Temos plena confiança nesse amadurecimento civilizatório. Enxergo essas mudanças com naturalidade, sem nenhum tipo de especulação", disse. Em seguida, após ser questionado mais uma vez sobre o assunto, ele se negou a comentar qualquer suposta intenção do presidente da República em fazer essas alterações nos órgãos neste momento. "Eu não consigo antever o que é a intenção do presidente [nessas mudanças nas Forças Armadas]. Minha obrigação é acreditar e confiar que se trata de reforma ministerial dentro das prerrogativas. Não me permito fazer especulações sobre a intenção [do presidente]", acrescentou. Por fim, ele comentou que os líderes irão discutir na semana que vem um requerimento apresentado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que sugere o convite para que Braga Netto participe de audiência pública na Casa. "O requerimento de convite ao novo ministro da Defesa pode, sim, ser considerado. Vamos discutir no colégio de líderes na segunda-feira", explicou. Mais cedo, Alessandro Vieira citou a ditadura para justificar que o Senado precisa atuar pela estabilização nacional. "Precisamos de respostas institucionais, não de tramas de Twitter ou análises enviesadas. Diante de uma crise que assola o governo e chega às Forças Armadas é essencial buscar o diálogo direto e transparente. O Brasil já conheceu ditaduras e nenhum cidadão consciente tem saudades. O Senado deve cumprir seu papel de representação federativa e de estabilização nacional." Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) Jefferson Rudy/Agência Senado Veja Mais

Dólar tem leve queda com investidor atento a movimentações em Brasília

Valor Econômico - Finanças Após passar a maior parte da tarde em queda moderada, o dólar comercial devolveu praticamente todo o movimento na reta final do pregão e fechou em queda leve nesta terça-feira, cotado a R$ 5,7613. O recuo de 0,10% é o suficiente para quebrar uma sequência de quatro altas consecutivas, periodo no qual a moeda americana acumulou alta de 4,57%. Participantes de mercado continuam a digerir a reforma ministerial do presidente Jair Bolsonaro e também a renúncia coletiva dos chefes das Forças Armadas após a troca do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva. Veja Mais

Oscar não será transmitido em Hong Kong pela primeira vez em mais de meio século

G1 Pop & Arte Decisão acontece após ordem do Departamento de Propaganda do Partido Comunista da China; emissora alega que decisão é 'puramente comercial'. Cerimônia do Oscar 2021 vai acontecer em 25 de abril Robyn Beck/ AFP A cerimônia do Oscar não será transmitida em Hong Kong pela primeira vez em mais de meio século, confirmou a emissora local nesta segunda-feira (29), enquanto persistem as dúvidas sobre se os principais prêmios de Hollywood serão exibidos na China continental. A festa tem sido transmitida em Hong Kong todos os anos desde 1969 pela TVB, em seu sinal em inglês. Agora, nenhum canal emitirá a premiação que no dia 25 de abril. Oscar 2021 anuncia indicados da premiação; veja lista "Foi uma decisão puramente comercial que nos levou a não acompanhar o Oscar este ano", disse um porta-voz da TVB à AFP. Esta decisão surge depois de a Bloomberg News ter informado, no início do mês, que o Departamento de Propaganda do Partido Comunista da China ordenou aos veículos da imprensa estatal que minimizassem o Oscar e não transmitissem a festa ao vivo. Frances McDormand, esquerda, e a diretora Chloe Zhao no set de 'Nomadland' Searchlight Pictures via AP Acredita-se que o motivo da decisão seja a indicação de "Do Not Split", um curto documentário sobre os protestos pró-democracia de Hong Kong, assim como as quatro indicações para a diretora americana de origem chinesa Chloe Zhao por "Nomadland". Desde então, a imprensa estatal publica artigos críticos ao documentário, enquanto os nacionalistas atacam Zhao pelos comentários que vem fazendo há anos sobre a China. A emissora estatal CCTV, que transmitiu as edições anteriores do Oscar, ainda não confirmou se mantém a programação deste ano. LEIA MAIS: Zoom 'proibido', transmissão em 2 lugares e filmes da internet: Como será o Oscar pandêmico de 2021 Oscar será presencial? Quem vai ser convidado? O que esperar da cerimônia? Veja Mais

Conselho de Ética ouve delegados responsáveis por investigações do caso Flordelis - 30/03/2021

Conselho de Ética ouve delegados responsáveis por investigações do caso Flordelis - 30/03/2021

Câmana dos Deputados O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados reúne-se nesta terça-feira (30) para ouvir os delegados responsáveis pelas investigações do caso Flordelis (PSD-RJ). A deputada é acusada pelo Ministério Público de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019, em Niterói (RJ). Prestarão depoimento ao conselho, por videoconferência, os delegados Allan Duarte Lacerda e Bárbara Lomba Bueno. A oitiva acontecerá a pedido do relator de representação (REP 2/21) da Mesa Diretora contra Flordelis por quebra de decoro, deputado Alexandre Leite (DEM-SP). Em sua defesa, Flordelis afirma que existe erro na conclusão das investigações e alega que não pode ser julgada e condenada antes que todo o processo seja concluído. Segundo ela, a mandante do assassinato foi sua filha Simone. A reunião acontece no plenário 11. Fonte: Agência Câmara de Notícias Veja a pauta completa: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/60799 Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #Flordelis #ConselhoDeÉtica Veja Mais

Star Wars: The Bad Batch ganha novo trailer no Disney+; confira!

Star Wars: The Bad Batch ganha novo trailer no Disney+; confira!

Tecmundo O próximo dia 4 de maio, também conhecido como o Dia Star Wars, vai ser marcado por um lançamento bastante empolgante para os fãs da franquia. Nessa data, a série animada Star Wars: The Bad Batch chegará ao Disney+ com seu primeiro episódio em uma estreia especial de 70 minutos de duração.Com esse anúncio, a plataforma de streaming da Disney também aproveitou para lançar um trailer inédito contendo mais imagens da nova produção que promete fornecer grandes emoções ao público. Leia mais... Veja Mais

Plenário - Breves Comunicados - Discursos Parlamentares - 30/03/2021

Plenário - Breves Comunicados - Discursos Parlamentares - 30/03/2021

Câmana dos Deputados Acompanhe a sessão não deliberativa de debates online da Câmara dos Deputados desta terça-feira, 30 de março de 2021 (período de 1 hora, antes do início de toda sessão deliberativa virtual do Plenário da Câmara dos Deputados, destinado a discursos parlamentares). Veja a pauta completa: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/60832 Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #Plenário #DiscursosParlamentares Veja Mais

Bancos podem ter prejuízo de US$ 10 bilhões com escândalo do Archegos

Valor Econômico - Finanças As perdas projetadas ocorrem um ano depois que grandes bancos - sofrendo com o impacto econômico repentino da pandemia do coronavírus - foram ajudados por um aumento na atividade de trading O aumento da atividade de negociação de valores (trading) foi um salvador para os bancos americanos no ano passado, mas as consequências recentes da chamada de margem do Archegos Capital Management na semana passada deixarão o cenário mais turvo o quando os maiores bancos divulgarem os resultados do primeiro trimestre, no mês que vem. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Google lança app experimental que escaneia documentos usando IA

Google lança app experimental que escaneia documentos usando IA

Tecmundo Divisão de projetos experimentais e em desenvolvimento da Google, a Area 120 apresentou nesta terça-feira (30) um novo aplicativo para Android. Trata-se do Stack, uma ferramenta voltada para escanear documentos.Só que o Stack não é apenas mais uma ferramenta de câmera. Ele funciona com base em inteligência artificial, mais especificamente a partir de uma plataforma da própria Google chamada DocAI.Leia mais... Veja Mais

Chegada do Linux 5.12 deve atrasar, acredita Linus Torvalds

canaltech Linus Torvalds demonstrou sua preocupação de que o trabalho na versão 5.12 do kernel do Linux possa atrasar mais do que o esperado. Em seu relatório semanal, o “Pai do Linux” anunciou que a versão candidata à final RC5 (Release Candidate 5) é maior que a média para o atual estágio de desenvolvimento, mas que, se o ritmo se mantiver, será necessária uma semana extra de testes e o lançamento de um oitavo Release Candidate antes do Linux 5.12. Kernel Linux tem brechas de 15 anos de idade; saiba se você pode ser atacado Novo ataque contra servidores Linux pode ter apoio do governo chinês Instalador do Ubuntu terá um novo visual; veja o resultado Torvalds culpou as dificuldades com drivers, especialmente os de GPU e rede, para o possível atraso. A maioria dos ajustes feitos na quinta versão de testes foram desses componentes, responsáveis por controlar funções cruciais nos computadores, mas também houve correções menores no Arch, no sistema de arquivos, no SELinux, perf e na documentação. (Imagem: Fotomontagem/Canaltech) Segundo o desenvolvedor, a io_uring — interface de kernel para realização de operações mais rápidas e mais eficientes — continua a apresentar problemas, especialmente devido a correções de manipulação de sinal. “Removemos uma boa quantidade de problemas, mas o momento certamente não é bom”, acrescentou Torvalds. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- “Então, novamente, não é nada realmente assustador, apenas um pouco mais [de problemas] do que eu gostaria de ter em um RC5”, finalizou o especialista. Se for necessário o lançamento da RC8, o novo kernel do Linux pode ficar pronto só no final de abril. Lançamentos semanais Desde o início do mês, Torvalds e desenvolvedores parceiros de todo o mundo estão trabalhando em correções do kernel 5.12 do Linux. Toda semana, eles liberam uma nova versão de testes e fazem correções para as falhas encontradas na anterior. Linus Torvald está preocupado atraso na versão 5.12 (Imagem: Reprodução/Krd/Wikimedia Common) Em razão disso, os lançamentos RC não são recomendados para usuários comuns e muito menos para máquinas de produção. A RC1, por exemplo, continha um bug que poderia comprometer todo o sistema, por conta de problemas com arquivos swaps. O kernel, ao tentar despejar o conteúdo da memória neste tipo de arquivo, acabava jogando em outras partes aleatórias do mesmo disco, o que levava a sobreposição de dados existentes e de metadados que poderiam comprometer todo o drive. A janela de mesclagem do Linux 5.12 não foi a maior dos últimos tempos, com cerca de 508 mil linhas de código adicionadas e 312 mil linhas de código removidas, o que resultou em um saldo positivo de 196 mil linhas. Para se ter uma ideia, o kernel 5.11 teve 596 mil linhas adicionadas e o 5.10 teve um saldo de 284 mil novas linhas. É usuário do Linux? O que acha da possibilidade de um novo possível adiamento? Deixe sua opinião. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Associação de canais fecha grandes serviços de IPTV pirata Recurso transforma textos do Word em slides do PowerPoint em segundos Evidências de uma nova força fundamental da natureza podem ter sido encontradas Protótipo SN11 do Starship explode durante pouso em mais um teste da SpaceX Os 10 filmes mais pirateados da semana (28/03/2021) Veja Mais

Novo app do Google digitaliza documentos e organiza tudo automaticamente

canaltech O Google acabou de lançar o Stack PDF Scanner + Document Organizer, um aplicativo que combina funções de digitalização de arquivos PDF e organizador de arquivos para Android. O software foi criado na incubadora de desenvolvedores Area 120 e já está disponível para download na Play Store. Google lança rede social corporativa de vídeos curtos estilo TikTok Google lança rede social com vídeo e e-commerce para competir com Instagram Tangi: como publicar vídeos na plataforma de DIY do Google A ferramenta permite digitalizar contas, recibos e documentos em PDFs ou importá-los do rolo da câmera. É possível recortar o material fotografado, girar a imagem e fazer correções de brilho ou ajustes nas cores. Tem suporte a OCR — tecnologia para reconhecer caracteres a partir de um arquivo de imagem escaneado, escritos a mão, datilografados ou impressos — e consegue nomear e organizar tudo automaticamente em categorias, conforme o tipo. "Escaneie rápido e fácil" (Divulgação/Area 120) "Procure tudo" (Divulgação/Area 120) "Organização inteligente" (Divulgação/Area 120) "Não perca nenhum detalhe" (Divulgação/Area 120) -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- O bacana do OCR é que ele facilita a busca porque consegue "ler" o conteúdo dos documentos, o que permite a exibição de detalhes como valor total, data da transação, vencimento e similares. Também é possível copiar esses dados com os botões disponíveis, sem precisar abrir o PDF. Os arquivos aparecem na tela principal e podem ser categorizados como veículos, banco, documentos pessoais, recibos, casa, despesas médicas ou em uma seção especial para favoritos (basta marcar a estrela ao lado do ícone desejado). Se for relacionado a alguma marca ou empresa conhecida, o app pode inserir uma tag para identificar de onde veio aquele documento, como Starbucks, Amazon, Walmart e outras. Para manter os dados mais seguros, além da tradicional criptografia, o Google permite o uso de impressão digital ou reconhecimento facial. Dá para ativar também a criação de cópias de segurança no Google Drive, que também possui uma funcionalidade de scanner, porém mais simples do que as opções oferecidas pelo Stack. Projeto experimental A Area 120 é uma divisão do Google para incentivar a produção de novos produtos por funcionários da própria empresa. Trata-se de um setor similiar ao Microsoft Garage, já que ambos são voltados para o desenvolvimento de projetos não-oficiais produzidos pelos colaboradores ou parceiros. (Imagem: Captura de tela/Canaltech) Já resultaram deste setor experimental apps como a rede social Tangi, para compartilhamento de tutoriais em vídeos curtos; o projeto Byteboard, um portal que permite melhorar as entrevistas de emprego feitas a programadores e medir as capacidades técnicas de cada candidato; e o Adlingo, uma inovadora ferramenta para fazer converter anúncios convencionais em chatbots. Todos são bem inovadores, mas tem uma coisa em comum: nunca chegaram a decolar. O Stack está oficialmente listado como disponível para Android, mas não está liberado no Brasil. Ao acessar a loja, recebe-se a mensagem de que o app não é compatível com nenhum dispositivo — o Canaltech testou com um Samsung Galaxy S10 Plus e não foi possível baixar. Ficou com vontade de baixar esse novo app ou acha que não fará falta? Comente e deixe sua opinião. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Associação de canais fecha grandes serviços de IPTV pirata Recurso transforma textos do Word em slides do PowerPoint em segundos Evidências de uma nova força fundamental da natureza podem ter sido encontradas Protótipo SN11 do Starship explode durante pouso em mais um teste da SpaceX Os 10 filmes mais pirateados da semana (28/03/2021) Veja Mais

Há espaço na meta fiscal para reeditar programa BEm, aponta Tesouro

Valor Econômico - Finanças Secretário Bruno Funchal explicou ainda que um caminho para abrir espaço na meta deste ano pode ser o cancelamento de restos a pagar de 2020 O secretário do Tesouro, Bruno Funchal, afirmou nesta terça-feira que há espaço na meta fiscal para a renovação do Programa de Preservação de Renda e do Emprego (BEm), que prevê a suspensão de contratos de trabalho e redução de salário. Mais cedo, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, disse que a renovação pode ser feita por crédito extraordinário. Funchal destacou, no entanto, que o mercado olha muito o quanto há de compromissos fora do teto de gastos. “Temos R$ 83 bilhões no total no momento (auxílio e restos a pagar)”, disse o secretário. Ele explicou ainda que um caminho para abrir espaço na meta deste ano pode ser o cancelamento de restos a pagar de 2020. “Mas precisamos ver quanto dá para fazer”, contou. O secretário indicou ainda que o cenário estimado, com potência total da PEC Emergencial, é de queda da dívida do setor público a 72,5% do Produto Interno Bruto (PIB) até 2030. O cenário base é de 83,3% do PIB em 2030. “Se quisermos acelerar redução da dívida para cenário com potência total, temos que implementar redução de gastos tributários”, contou. O cenário base tem como premissa a não renovação dos gastos tributários que perdem validade até 2030. O cenário mais otimista considera a redução dos gastos tributários até o nível de 2% do PIB. Veja Mais

Projeto de poesia virtual dá voz às mulheres poetas de Minas

O Tempo - Diversão - Magazine Promovido pelo Sesc Palladium, 'Sarau Literário Delas' destaca o trabalho de jovens autoras como Adri Aleixo, Simone Teodoro e Lara de Paula Veja Mais

Live do Valor: Cláudio Coutinho, CEO do Banrisul, fala sobre os rumos do banco gaúcho nesta quarta, às 11h

Valor Econômico - Finanças O presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho, é o entrevistado desta quarta-feira, 31 de março, às 11h, na Live do Valor. Formado em Engenharia Civil pela UFRJ e em Economia pela UERJ, ele vai falar sobre os rumos do banco gaúcho, que comanda desde 2019, e como a pandemia tem afetado o setor financeiro. Fundado em 1928, o Banrisul é o 12º maior banco do país em ativos, com uma carteira de crédito de R$ 37,6 bilhões e uma base 5,1 milhões de clientes. Em 2020 o lucro líquido caiu 45,9%, a R$ 727,476 milhões. A instituição é listada em bolsa desde 2007. Em setembro de 2019 o governo gaúcho chegou a anunciar a venda de ações ordinárias até o limite para manter o controle do banco, mas acabou desistindo em cima da hora porque não aceitou o preço que o mercado queria pagar. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), já disse várias vezes que não pretende privatizar o banco. A entrevista, conduzida pelo editor-assistente de Finanças do Valor, Álvaro Campos, pode ser acompanhada pelo site e pelos canais do Valor no YouTube e no LinkedIn. Com longa carreira no setor financeiro, Coutinho já foi diretor Financeiro, de Crédito e Internacional do BNDES, diretor executivo e sócio do Banco BBM e sócio fundador e controlador no Banco CR2 de Investimentos. Além de exercer a presidência do Banrisul, também atua como membro do conselho de administração do banco. Arte/Valor Veja Mais

Supergirl: Mon-El não deve retornar para a temporada final

Supergirl: Mon-El não deve retornar para a temporada final

Tecmundo Desde que deixou a série na 3ª temporada, os fãs de Supergirl esperam pelo retorno de Mon-El (Chris Wood). Com os últimos episódios prestes a ser lançados, muitos esperavam por uma aparição do personagem. Segundo o showrunner do seriado, Robert Rovner, a volta do herói não deve acontecer. Em entrevista para o TV Line, Rovner afirmou que todos amam o Chris e que ele sempre será parte da família, mas que não há nenhum plano para que o ator retorne para a produção. Leia mais... Veja Mais

The Dropout: Amanda Seyfried substitui Kate McKinnon como Elizabeth Holmes

The Dropout: Amanda Seyfried substitui Kate McKinnon como Elizabeth Holmes

Tecmundo Amanda Seyfried vai substituir Kate McKinnon na próxima série do Hulu, The Dropout. Em 2019, McKinnon foi anunciada como produtora executiva e estrela da série baseada no podcast de mesmo nome da ABC News (ABC Radio), que conta a história de Elizabeth Holmes e sua empresa, Theranos. McKinnon deixou a minissérie em fevereiro por razões que não foram especificadas.Leia mais... Veja Mais

Bolsonaro assina MP com R$ 5,3 bilhões para ações contra Covid, informa Planalto

G1 Economia Texto da medida provisória não foi divulgado. MP entra em vigor quando é publicada; recursos poderão ser usados para abertura de leitos e compra de equipamentos. A Secretaria-Geral da Presidência informou nesta terça-feira (30) que o presidente Jair Bolsonaro assinou medida provisória que destina R$ 5,3 bilhões em crédito extraordinário para o Ministério da Saúde. O dinheiro será voltado a ações de combate à pandemia do novo coronavírus. De acordo com a pasta, o dinheiro será destinado à Fiocruz, ao Hospital Nossa Senhora da Conceição (RS) e ao Fundo Nacional de Saúde. A MP tem força de lei ao ser publicada no “Diário Oficial da União”, porém precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional para não perder a validade. Brasil bate novo recorde de mortes por Covid em 24 horas: 3.678 vidas perdidas Segundo o governo, o dinheiro destinado à Fiocruz colocará em funcionamento 173 leitos de um centro hospitalar e custeará testes e outras despesas ligadas à pandemia, como pesquisas em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O dinheiro destinado ao ao Grupo Hospitalar Conceição (GHC) será usado no custeio de despesas extraordinárias decorrentes da alta do número de pacientes diagnosticados com Covid, como novos leitos exclusivos a esses pacientes. Já o crédito do Fundo Nacional de Saúde, segundo o governo, será utilizado na compra de insumos ou equipamentos como ventiladores pulmonares, usina e geradores de oxigênio, medicamentos para intubação e continuidade e expansão do custeio extraordinário de leitos de UTI. O dinheiro do fundo ainda será utilizado no custeio de até 2.630 centros de atendimento e comunitários de referência dedicados ao enfrentamento à Covid-19; ações de atenção à saúde indígena; e prorrogação de bonificação extraordinária a 55 mil profissionais da saúde residentes, que atendem à população. Initial plugin text Veja Mais

Veja como foi a votação dos projetos relacionados ao combate à pandemia - 30/03/21

Veja como foi a votação dos projetos relacionados ao combate à pandemia - 30/03/21

Câmana dos Deputados A Câmara dos Deputados encerrou a sessão desta terça-feira, na qual foram aprovados dois projetos de lei (PL 2529/20 e 1077/21) com medidas relacionadas ao combate à pandemia de Covid-19. O presidente da Casa, Arthur Lira, convocou sessão remota para as 10 horas desta quarta-feira (31) com cinco projetos cujas urgências foram aprovadas hoje: - Projeto de Lei 639/21, do deputado Rubens Bueno (Cidadania-PR), que prorroga até 31 de julho de 2021 o prazo para a entrega da Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física de 2021; - Projeto de Lei 823/21, do deputado Pedro Uczai (PT-SC) e outros, que retoma os pontos vetados pelo Executivo no projeto de socorro a agricultores familiares aprovado ano passado (PL 735/20); - Projeto de Lei 2474/20, dos deputados Franco Cartafina (PP-MG) e Lucas Redecker (PSDB-RS), que permite aos micro e minigeradores de energia doarem créditos de excesso de energia elétrica gerada para hospitais e outras instituições; - Projeto de Lei 1561/20, do deputado Capitão Wagner (Pros-CE), que cria a "Loteria da Saúde" para destinar os recursos arrecadados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e para ações relacionadas à Covid-19; e - Projeto de Lei 1011/20, do deputado Vicentinho Júnior (PL-TO), que estabelece prioridade para alguns grupos dentro do plano de vacinação contra a Covid-19, como caminhoneiros. Fonte: Agência Câmara de Notícias Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Japão eleva nível de alerta após erupção do vulcão

O Tempo - Mundo O nível de alerta foi elevado de 3 para 5 e proibiu-se à população se aproximar da cratera do vulcão Otake, na prefeitura de Kagoshima Veja Mais

Bolívia acelera vacinação na fronteira com o Brasil com nova cepa da Covid-19

O Tempo - Mundo A imprensa da fronteira boliviana nos departamentos de Beni e Pando reportou um aumento incomum nas infecções por covid nos últimos dias Veja Mais

Kung Fu: elenco faz campanha contra preconceito direcionado a asiáticos

Kung Fu: elenco faz campanha contra preconceito direcionado a asiáticos

Tecmundo O elenco de Kung Fu, nova série da The CW que estreia no próximo dia 7 de abril, se reuniu online para pedir que os telespectadores apoiem o movimento contra o racismo direcionado a asiáticos #StopAsianHate — algo que pode ser traduzido como “pare o ódio contra os asiáticos”.A ação se deve ao fato de que o número de ataques motivados pela xenofobia a asiáticos e descendentes cresceu muito nos Estados Unidos, principalmente após o início da pandemia.Leia mais... Veja Mais

As Meninas Superpoderosas: Donald Faison será o Professor Utônio na série

As Meninas Superpoderosas: Donald Faison será o Professor Utônio na série

Tecmundo Açúcar, tempero e tudo que há de bom! As meninas superpoderosas estão de volta, dessa vez na versão live-action. E para interpretar o Professor Utônio, o escolhido foi o ator Donald Faison, conhecido por seu papel em Scrubs.Fonte: Cartoon Network/ReproduçãoLeia mais... Veja Mais

'Reformas ministeriais são comuns', diz Pacheco sobre decisões de Bolsonaro

O Tempo - Política O presidente do Senado disse que a saída conjunta dos comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica faz parte de uma 'reforma ministerial' Veja Mais

PSVR 2: shooter em RV Pavlov Shack é primeiro jogo para o acessório

PSVR 2: shooter em RV Pavlov Shack é primeiro jogo para o acessório

Tecmundo Embora a gente ainda não tenha muitos detalhes ou informações oficiais sobre a próxima geração de kits de Realidade Virtual da Sony, a desenvolvedora Vankrupt Games, responsável pelo jogo Pavlov Shack, já confirmou que o seu projeto está a caminho do PSVR 2!Leia mais... Veja Mais

Secretário de Saúde deve prestar informações em audiência na Câmara de BH

O Tempo - Política Jackson Machado vai participar de encontro pouco mais de uma semana depois de não comparecer em reunião que foi convocado por 21 vereadores Veja Mais

Atividade econômica cresce 1,9% em janeiro na Argentina

Valor Econômico - Finanças O crescimento foi anotado em relação a dezembro de 2020, segundo o Instituto Nacional de Estatística e Censos do país; em relação ao mesmo mês do ano passado, no entanto, a atividade econômica recuou 2% O índice que mede a atividade econômica na Argentina (Emae) registrou, em janeiro, uma alta de 1,9% em relação ao mês anterior, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (30) pelo Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec). O governo de Alberto Fernández celebrou o novo crescimento, destacando que este foi o nono mês consecutivo de avanço do Emae na medição mês a mês. No entanto, em relação a janeiro de 2020, a atividade econômica recuou 2% — o 18º mês consecutivo de resultado negativo. A economia da Argentina fechou 2020 com uma contração de 9,9%, em função da crise decorrente da pandemia de covid-19. Economistas privados preveem uma retomada modesta no primeiro trimestre deste ano e para 2021 como um todo. Segundo consultorias, o PIB do país deve crescer 1,4% nos três primeiros meses e entre 6,1% e 7% neste ano. O resultado de janeiro foi puxado pela pesca, que registrou um crescimento interanual de 12,3%, e pela construção civil, que observou alta de 10,2%. A indústria manufatureira (+4,6%) e o comércio (+2,6%) também voltaram a crescer. Segundo o Indec, a construção civil acumula três meses consecutivos de alta na comparação interanual. Além disso, este foi o segundo mês seguido de crescimento de dois dígitos. O Emae mostra que o setor já se recuperou da queda provocada pela pandemia de covid-19. O Ministério da Economia afirmou que a atividade econômica está 1,3% abaixo dos níveis pré-pandemia, mas celebrou os resultados divulgados pelo Indec. “Todos os setores melhoraram seu desempenho, tenham crescido ou desacelerado, exceto um que repetiu o comportamento de dezembro”, disse o órgão em nota. Os números foram divulgados num momento em que o país volta a adotar medidas para controlar uma nova onda de casos de covid-19, em parte provocada pela disseminação de variantes do vírus, entre elas a P.1, identificada inicialmente em Manaus. As autoridades da província de Buenos Aires anunciaram nesta terça que atividades não essenciais deixarão de funcionar entre 2h e 6h em 110 cidades. As medidas podem atrasar a recuperação econômica e agravar a crise enfrentada pelo país antes da chegada da pandemia. *El Cronista faz parte da Red Iberoamericana de Periodismo Económico (RIPE). Veja Mais

‘Techfin’ brasileira Pismo disputa clientes com startups ao redor do mundo

Valor Econômico - Finanças Empresa opera uma “platform as a service” (PaaS) baseada em nuvem que oferece serviços bancários e de pagamentos digitais A expressão “fintech” já caiu no domínio popular, identificando startups financeiras com forte viés tecnológico na sua operação. Entretanto, à medida que as mudanças avançam e as fronteiras entre os segmentos financeiro e de tecnologia se tornam menos claras, outro termo deve começar a ganhar mais destaque. São as “techfin”, que como o nome sugere são empresas de tecnologia que prestam serviços para a indústria financeira. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Lava-Jato: STF libera participação de empreiteiras em licitações públicas

Valor Econômico - Finanças O colegiado analisou quatro mandados de segurança movidos pelas construtoras Andrade Gutierrez, Artec, UTC Engenharia e Queiroz Galvão A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) liberou, nesta terça-feira (30), empresas que fecharam acordos de leniência na "Operação Lava-Jato" a participar de processos de licitações públicas. O colegiado analisou quatro mandados de segurança movidos pelas construtoras Andrade Gutierrez, Artec, UTC Engenharia e Queiroz Galvão. O placar foi 3 a 2. As empreiteiras foram punidas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) com sanções de inidoneidade por fraudes no processo licitatório da obras da usina nuclear Angra 3. O argumento dos advogados das construtoras era que os atos do TCU esvaziariam os acordos firmados com outros órgãos públicos federais e com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O julgamento começou em maio do ano passado, mas havia sido interrompido. O voto do relator, Gilmar Mendes, foi seguido integralmente pelos ministros Ricardo Lewandowski e Kassio Nunes Marques. Já Cármen Lúcia acompanhou a divergência de Edson Fachin, que também já havia se manifestado anteriormente. Em seu voto, o relator defendeu que o TCU não pode impedir os acordos de leniência, sob pena de comprometimento da segurança jurídica, da confiança legítima e da boa-fé, além de violar a garantia de transparência e previsibilidade de atos do poder público. Fachin e Cármen defenderam que havia situações distintas em cada mandado de segurança e acompanharam relator somente no caso do acordo de leniência firmado pela Andrade Gutierrez. Veja Mais

Pacheco diz que comissão da reforma tributária deve ser prorrogada por 30 dias

O Tempo - Política O prazo para conclusão de uma proposta termina nesta quarta-feira, 31 Veja Mais

23 apps e jogos temporariamente gratuitos para Android nesta sexta (26)

canaltech Mais uma terça-feira e mais uma vez aqui está a lista atualizada de aplicativos pagos disponíveis gratuitamente para download e instalação. Todos os dias, a Play Store se enche de novos apps que podem ser usados sem nenhum custo, mesmo que normalmente eles sejam oferecidos mediante pagamento. Os 10 melhores editores de imagem para Android Os melhores launchers para personalizar a tela inicial do Android 6 melhores aplicativos de corrida e caminhada Você já está acostumado, mas não custa lembrar que o Canaltech vasculha loja de aplicativos do Android para encontrar opções qualificadas para o público que acompanha o site. Hoje, a seleção traz 23 opções (aplicativos, jogos mobile e pacotes de ícones) para você aproveitar ainda mais desse universo. Confira abaixo a lista completa e lembre-se que as ofertas estão disponíveis por tempo limitado (ou seja, aproveite logo). Entre parêntesis você vê o preço oficial de cada app ou game disponível gratuitamente. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Jogos Cartoon Craft (R$ 9,49) - Estratégia Shadow of Death: Dark Knight - Stickman Fighting (R$ 4,79) - Ação Stickman Master: League of Shadow Ninja Fight (R$ 1,29) - Ação Merge Monster VIP (R$ 3,79) - Quebra-cabeça Deadly Traps Premium - Adventure of Hell (R$ 4,79) - Ação Mind Games Pro (R$ 9,49) - Jogos de memória Superhero Armor: City War - Robot Fighting Premium (R$ 1,29) - Ação One Up - Lemonade Rush! (R$ 9,99) - Arcade Neon Valley | AMOLED Black Game (R$ 0,99) - Arcade Frontier Wars: Defense Heroes - Tactical TD Game (R$ 1,29) - Estratégia Colorzzle (R$ 2,89) - Quebra-cabeça Adventure of Priestess (R$ 3,29) - RPG Tower of Farming (R$ 2,89) - RPG Cooking Quest Vip: Food Wagon Adventure (R$ 4,39) - RPG Apps Miracast for Android to TV (R$ 53,99) - Reproduzir e editar vídeos Equalizer FX Pro (R$ 9,99) - Música e áudio Weca: Duplicate File Remover Pro (R$ 289,99) - Ferramentas Launcher XP (R$ 3,09) - Personalização Pacotes de ícones Xocolat Icon Pack (R$ 4,89) S8 UI Icon Pack (R$ 2,89) Xetrox Icon Pack (R$ 4,89) Cuticon Drop (R$ 7,49) Erimo Icon Pack (R$ 4,89) Curtiu a lista de hoje? Quais os apps e jogos você mais curtiu? Deixe sua opinião aí embaixo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Associação de canais fecha grandes serviços de IPTV pirata Recurso transforma textos do Word em slides do PowerPoint em segundos Evidências de uma nova força fundamental da natureza podem ter sido encontradas Protótipo SN11 do Starship explode durante pouso em mais um teste da SpaceX Os 10 filmes mais pirateados da semana (28/03/2021) Veja Mais

Juros futuros fecham em queda com fator técnico e fala do presidente do BC

Valor Econômico - Finanças Ao fim da sessão regular, às 16h, a taxa do DI para janeiro de 2022 passou de 4,76% no ajuste anterior para 4,66% e a do DI para janeiro de 2023 variou de 6,65% para 6,46% As taxas dos contratos de Depósitos Interfinanceiros (DI) fecharam a terça-feira (30) em queda firme, num movimento causado por uma correção técnica dos juros, que se ajustaram, após a forte alta de segunda (29) causada pelo temor com o Orçamento de 2021, e pelas falas do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto. O chefe da autoridade monetária afirmou, em evento organizado pelo Banco Daycoval, que o início do ciclo de alta da Selic com uma dose mais forte pode fazer com que o ciclo total de elevação de juros seja menor, ressaltando que o BC tem como plano de voo apenas um ajuste parcial da taxa básica, conforme ele expôs na semana passada, durante coletiva do Relatório Trimestral de Inflação. Ao fim da sessão regular, às 16h, a taxa do Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2022 passou de 4,76% no ajuste anterior para 4,66% e a do DI para janeiro de 2023 variou de 6,65% para 6,46%. Já a taxa do DI para janeiro de 2025 caiu de 8,26% para 8,11% e a do DI para janeiro de 2027 se retraiu de 8,83% para 8,72%. Com isso, a curva perdeu ligeira inclinação em relação a ontem, quando o spread dado pela diferença entre as taxas de janeiro de 2027 e janeiro 2022 era de 4,075 pontos percentuais. Ao fim do pregão de hoje, era de 4,06 pontos. Em evento virtual promovido pelo Banco Daycoval, Campos Neto afirmou que a alta mais forte inicial da Selic pode fazer com que o ciclo total de elevação da taxa básica seja menor. “Nós entendemos que fazer um movimento mais forte [de alta de juros] aumentava a eficiência (...) e fazia com que a alta total pudesse ser menor”, disse Campos Neto, em referência ao início do ciclo de normalização da Selic com uma dose de elevação de 0,75 ponto. “Falamos em normalização parcial basicamente por acreditar que o movimento [da inflação] que estamos vendo tem um caráter temporário.” De acordo com um operador de renda fixa de uma correta estrangeira, que prefere não ser identificado, “pelo conjunto da obra”, a fala de Campos Neto fez preço na curva de juros, principalmente na ponta curta. “Ele reforçou que o BC está comprometido com uma normalização parcial dos juros e que o ajuste vai ser menor do que o que o mercado precifica hoje”, diz o profissional. “Campos Neto também voltou a falar em pressão temporária da inflação, e o mercado começa a botar no preço que um ajuste tão forte não vai acontecer.” Segundo a precificação extraída da curva de juros, o mercado implica hoje nos preços uma Selic próxima de 6,5% ao fim do ano — os modelos do BC apresentados tanto no comunicado do Copom quanto na ata usaram uma taxa bem menor, de 4,5%, para o final de 2021. Em relação ao Copom de maio, as apostas têm sido reduzidas ao longo dos últimos dias: há exatamente uma semana, eram de elevação de 100 pontos-base da Selic; ontem, de 95 pontos-base e, hoje, chegaram a 91 pontos-base — o que significa, ainda assim, que o mercado dá 64% de chance para uma alta de 1 ponto e 36% para uma de 0,75 ponto. A precificação para a reunião de junho do comitê atualmente também é de 91 pontos-base. “É difícil ser preciso [sobre quanto o mercado precifica] porque tem sempre o prêmio de risco na curva”, diz Fernando Rocha, economista-chefe da gestora JGP. “Mas eu diria o seguinte: se todo mundo acreditasse que a Selic vai parar em 6,5% [no fim do ano], a curva precificaria um pouco mais do que tem hoje pelo prêmio de risco”, afirma ele, explicando que o valor de 6,5% funciona como um ponto-médio entre as apostas de investidores aplicados em taxas (aposta na queda) ou tomados (aposta na alta). Apesar de repercutir os efeitos das falas de Campos Neto durante a tarde, os juros abriram a sessão já em queda, justificada por analistas de renda fixa e profissionais de mesas de operações como um movimento guiado principalmente por fatores técnicos, dado que, na véspera, o temor de um estouro do teto de gastos trouxe estresse ao mercado. “As taxas estão muito esticadas e abre espaço para um alívio nesse nível”, diz o profissional da corretora estrangeira. Segundo o Banco Fator, permanece a desconfiança dos investidores sobre a peça orçamentária. “Os participantes do mercado oscilam entre confiança com o afastamento do impeachment, o que impediria o avanço das reformas, e desconfiança sobre os destinos do orçamento, com o sacrifício do teto em nome de sólido piso para o Congresso”, escreveu José Francisco Gonçalves, economista-chefe do banco, em nota a clientes. Veja Mais

Petróleo recua com alívio da pressão após a reabertura do Canal de Suez

Valor Econômico - Finanças O contrato do petróleo Brent para maio fechou em queda de 1,29%, a US$ 64,14 por barril, enquanto o do WTI para o mesmo mês recuou 1,64%, a US$ 60,55 por barril Os contratos futuros do petróleo fecharam em queda nesta terça-feira (30), devolvendo os ganhos recentes causados pelos temores em torno do bloqueio do Canal de Suez, após as autoridades conseguirem desencalhar o navio cargueiro que interrompeu a passagem pela importante via de comércio marítimo. O contrato do petróleo Brent para maio fechou em queda de 1,29%, a US$ 64,14 por barril, na ICE, em Londres, enquanto o do WTI para o mesmo mês recuou 1,64%, a US$ 60,55 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York. O índice dólar DXY, que normalmente tem correlação negativa com a commodity, subia 0,35%, a 93,266 pontos, no meio da tarde desta terça. Os preços do petróleo foram impulsionados, na semana passada, pelo bloqueio do Canal de Suez, depois que um navio cargueiro encalhou na via de transporte marítimo, interrompendo o fluxo e causando um acúmulo de centenas de navios que tiveram que aguardar para passar pela importante via. Porém, o navio foi desencalhado no fim de semana, aliviando a pressão de alta sobre os preços. Os investidores também seguem à espera da revelação de um plano de infraestrutura que o governo do presidente Joe Biden deve anunciar na quarta (31), que prevê investimentos de aproximadamente US$ 3 trilhões e deve dar mais um impulso para a retomada do crescimento na maior economia do mundo. A atenção dos investidores se volta, agora, para a reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+), na quinta-feira (1º de abril), com a expectativa de que o grupo estenda mais uma vez o acordo de corte de produção. Veja Mais

Epic Games inicia nova batalha judicial contra a Apple, agora no Reino Unido

canaltech A Epic Games deu mais uma investida contra a Apple e suas medidas supostamente arbitrárias na distribuição de aplicativos. Agora no Reino Unido, a desenvolvedora de games dos Estados Unidos acionou o órgão regulador numa investigação sobre as supostas práticas anticompetitivas da fabricante norte-americanana na App Store. Apple defende sua política de revisão de apps após nova acusação da Epic Games Queixa do Spotify deve levar a novo processo por monopólio contra Apple Análise | A "Mão Invisível do Mercado" e a barbeiragem do Procon com o iPhone 12 As primeiras ações contra a Apple no Reino Unido aconteceram em setembro de 2020, quando a Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA), órgão regulador do país, deu início às investigações solicitadas por desenvolvedores sobre as políticas da App Store consideradas por eles anticompetitivas. Na virada de página, a entidade parte para uma análise oficial da companha sob a ótica do Capítulo II da Lei da Concorrência. A seção estabelece proibições sobre empresas em posição de dominância, cujas ações podem impactar no mercado de outros competidores. Devido a sua influência sobre as aplicações que podem ser disponibilizadas na App Store e por ser sua única forma de distribuição para celulares que rodam iOS, a Apple pode ter violado a competição plena de alguma forma — aos olhos da entidade regulatória, de acordo com a Lei da Concorrência britânica. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Desenvolvedores foram, então, encorajados pelas ações internacionais da Epic Games para entrar com ações contra as práticas da Apple. A companhia, se unindo ao movimento no Reino Unido, alegou que a fabricante atua constantemente com práticas anticompetitivas, através de normas restritivas da App Store, “numa clara violação da Lei da Concorrência britânica de 1998. “Ao derrotar a concorrência e exercer seu poder de monopólio sobre a distribuição de aplicativos e pagamentos, a Apple retira dos consumidores do Reino Unido o direito de escolher como e onde obter seus aplicativos, enquanto mantém os desenvolvedores em um único mercado que permite à Apple cobrar qualquer taxa de comissão que escolher”, defendeu Tim Sweeney, fundador e CEO da Epic Games. A ação segue uma tentativa da Epic Games de retornar à App Store lançada em janeiro no Competition Appeal Tribunal, outra entidade britânica responsável pela manutenção de boas práticas comerciais. Na ocasião, o órgão desviou da decisão e sugeriu encaminhamento do processo nos Estados Unidos, país de origem das duas companhias. Briga de longos meses A discussão no Reino Unido é só mais uma das frentes dessa disputa que se arrasta desde as primeiras alfinetadas da Epic Games à detentora das distribuições de aplicativos no iOS. Quando Fortnite estreou na plataforma da Apple, a desenvolvedora estadunidense manifestou descontentamento com as altíssimas taxas sobre compras feitas no app, julgando-os publicamente como “indevidos” e citando o controle da Apple como justificativa para a alta nos preços de itens do game. Fortnite dá desconto por fora, é banido pela Apple e caso vai parar na justiça Eventualmente, a Epic Games liberou um método alternativo de pagamento de V-Bucks, a moeda interna do jogo, violando os termos de uso da App Store, o que ocasionou na rápida remoção de Fortnite loja de aplicativos. A ação, por sua vez, era premeditada, e a desenvolvedora liberou uma campanha pública para divulgar a competição, com publicações em redes sociais, artigos e até um vídeo promocional inspirado em 1984, obra de George Orwell.   Na Austrália, os mais recentes desdobramentos ainda não resultaram em conclusão, mas a Apple defendeu fortemente suas práticas e políticas sobre a distribuição de aplicativos, caracterizando-os como “avaliação de qualidade”. Apple defende sua política de revisão de apps após nova acusação da Epic Games Além disso, desviou também das críticas sobre negligência e controle excessivo, acusada igualmente pela Epic Games. A Maçã seria “arbitrária” na aprovação de aplicativos e, quando rejeitados, não fornecia o feedback necessário para correções — dificultando também o contato posterior. Nos Estados Unidos, Tim Cook prestará audiência sobre o caso na justiça da Califórnia, que determinou a apresentação de dados sobre a App Store para melhor avaliação do caso. A Apple se mostrou contrariada sobre as demandas, alegando que o seu CEO teria somente 4 horas para audiência, mas os pedidos foram rejeitados pelo tribunal, que estabeleceu que a companhia deveria concordar com as exigências até janeiro. A briga entre as gigantes deve continuar pelos meses de 2021 e até se prolongar por alguns anos, se estendendo para 2022 ou mais. A discussão sobre o domínio de marcas sobre a distribuição de aplicativos e “avaliação de qualidade” ainda tem muito a ser discutida em órgãos regulatórios e, devido ao seu potencial impacto no cotidiano de quem utiliza smartphones Apple ou Android, é importante ficar de olho nas conclusões de cada caso. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Associação de canais fecha grandes serviços de IPTV pirata Recurso transforma textos do Word em slides do PowerPoint em segundos Evidências de uma nova força fundamental da natureza podem ter sido encontradas Protótipo SN11 do Starship explode durante pouso em mais um teste da SpaceX Os 10 filmes mais pirateados da semana (28/03/2021) Veja Mais

Países formam tratado internacional contra pandemias; Brasil ainda não aderiu

canaltech Nesta terça-feira (30), mais de 25 países se uniram para lançar a ideia de um tratado internacional para cooperação em futuras pandemias, além da causada pela COVID-19. Países como Alemanha, França, Reino Unido, Chile, Coreia do Sul, Indonésia e África do Sul já aderiram. Até o momento, o Brasil não sinalizou interesse na participação. OMS diz ser provável que coronavírus tenha sido transmitido de animais a humanos Brasil tem 17 vacinas contra COVID-19 em estudo, diz Ministério da Saúde Versamune: tudo o que sabemos sobre a vacina contra a COVID-19 O pacto busca firmar um acordo permanente para garantir acesso às vacinas e tratamentos contra potenciais agentes infecciosos, como o coronavírus SARS-CoV-2, e troca de informações diretas sobre problemas sanitários emergentes. Países se unem em tratado internacional contra pandemias futuras (Imagem: Reprodução/Photocreo/Envato) Por enquanto, o novo projeto já recebeu a chancela da Organização mundial de Saúde (OMS) e deve impedir que o mundo passe pela mesma crise que ainda enfrenta em relação ao coronavírus. Inclusive, a organização informou que a adesão ao chamado inicial está aberta para todos os países interessados. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- "The time to act is now. The world cannot afford to wait until the #COVID19 pandemic is over to start planning for the next one. We must not allow the memories of this crisis to fade and go back to business as usual"-@DrTedros https://t.co/AnXbtCQAW9 #PandemicTreaty — World Health Organization (WHO) (@WHO) March 30, 2021 Na ocasião do lançamento da iniciativa, o diretor-geral da OMS Tedros Adhanom lembrou que o anúncio da pandemia da COVID-19 foi feito há 425 e que os países não devem esperar pela próxima crise para começarem a cooperação e organização. "A hora de agir é agora. O mundo não pode se dar ao luxo de esperar até que a pandemia da COVID-19 acabe para começar a planejar a próxima. Não devemos permitir que as memórias desta crise desapareçam e voltem ao normal", defendeu Tedros. Pacto internacional contra pandemias "Haverá outras pandemias e outras grandes emergências de saúde. Nenhum governo ou agência multilateral pode enfrentar esta ameaça sozinho", afirmaram os líderes envolvidos no lançamento no tratado. "A pandemia da COVID-19 tem sido um recado duro e doloroso de que ninguém está seguro até que todos estejam seguros", alertaram. Diante desse cenário futuro, um dos grandes motes da iniciativa é a preparação e a organização de resposta a pandemias internacionais, de forma abrangente e multissetorial. Em outras palavras, é um projeto cooperativo que visa fortalecer as capacidades sanitárias nacionais, regionais e globais. "Esta é uma oportunidade para o mundo se reunir como uma comunidade global para uma cooperação pacífica que se estenda além desta crise", completaram. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Associação de canais fecha grandes serviços de IPTV pirata Recurso transforma textos do Word em slides do PowerPoint em segundos Evidências de uma nova força fundamental da natureza podem ter sido encontradas Protótipo SN11 do Starship explode durante pouso em mais um teste da SpaceX Os 10 filmes mais pirateados da semana (28/03/2021) Veja Mais

Embaixador dos EUA diz que ‘em breve’ país pode discutir mandar excedente de vacinas ao Brasil

Valor Econômico - Finanças Todd Chapman reuniu-se nesta terça-feira com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), fez uma reunião nesta terça-feira com o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, para discutir algum tipo de colaboração entre os dois governos para a aquisição de vacinas contra a covid-19. O Valor apurou que, na conversa, o diplomata norte-americano sinalizou que, "em breve", discutirá a possibilidade de fornecer o excedente de vacinas, além de insumos e equipamentos hospitalares, ao governo brasileiro. A reunião virtual contou também com a participação do senador Roberto Rocha (PSDB-MA), presidente do grupo parlamentar Brasil-Estados Unidos. "O embaixador informou que os Estados Unidos avançaram significativamente na vacinação e que, em breve, discutirão a possibilidade de fornecer aos brasileiros o excedente de vacinas, além de insumos e equipamentos hospitalares. Levarei o resultado da reunião à próxima reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, criado pelo presidente Jair Bolsonaro", confirmou Pacheco. Agora a intenção de Pacheco é levar essa informação para o comitê de crise "anti-covid", que foi criado pelo governo Jair Bolsonaro para tratar do alinhamento entre os três Poderes no combate à pandemia. Há algumas semanas, Pacheco e os senadores vêm estabelecendo uma espécie de "diplomacia paralela" com autoridades de Estados Unidos e China, como forma de tentar construir acordos para resolver o problema da pandemia no Brasil. Recentemente, o presidente do Senado enviou uma carta à vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, para pedir que o Brasil seja autorizado a comprar doses de vacina contra a covid que estão estocadas nos EUA e ainda não têm aval para uso interno. Por ser vice de Joe Biden, Kamala Harris é também presidente do Senado norte-americano. A letargia do governo brasileiro para lidar com a crise culminou com a demissão Ernesto Araújo do cargo de ministro das Relações Exteriores. Ele será substituído pelo embaixador Carlos Alberto Franco França. Bem visto pelos colegas no Itamaraty, França sempre foi um diplomata discreto e que evitou conflitos ou arroubos. Seu último posto no exterior foi como ministro-conselheiro na embaixada do Brasil em La Paz. Foto: Divulgacao/PR/Arquivo Veja Mais

Bolsonaro sanciona MP que eleva margem do crédito consignado de servidores e aposentados

G1 Economia Limite de desconto mensal no contracheque passa de 35% para 40%; texto inclui pensionistas do INSS e militares. Aumento vale até o fim de 2021. O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou nesta terça-feira (30) a medida provisória que aumenta, de 35% para 40%, a margem para o crédito consignado de servidores públicos ativos e inativos, militares e aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A medida foi aprovada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal no início deste mês. O aumento vale até o fim de 2021. O crédito consignado é descontado diretamente do contracheque da pessoa que tomar o empréstimo. A modalidade geralmente apresenta algumas das menores taxas de juros do mercado por conta do baixo risco de inadimplência. Do percentual de 40%, 5% do valor das aposentadorias podem ser usados somente em operações com cartão de crédito. Os demais 35% podem ser utilizados livremente em empréstimos, financiamentos e operações de arredamento mercantil. A MP sancionada por Bolsonaro inclui as modificações feitas durante a tramitação da medida no Congresso. O texto original da MP só garantia o aumento da margem aos aposentados – as outras categorias foram incluídas pelo relator na Câmara, deputado Capitão Alberto Neto (Republicanos-AM). No caso dos servidores estaduais e municipais, a extensão vale se não houver leis locais que já definam percentuais maiores. Na Câmara, também foi adicionada ao texto a possibilidade de concessão de prazo de 120 dias de carência para novos empréstimos ou para operações já realizadas e que poderão ser renegociadas. Nessas hipóteses, durante o período de carência, serão mantidas as incidências de juros e encargos contratados. Por se tratar de uma medida provisória, a nova margem entrou em vigor assim que editada pelo Executivo, em outubro. No entanto, para virar lei em definitivo, com as alterações feitas pelo Legislativo, a MP precisava ser aprovada pelo Congresso Nacional em até 120 dias após a edição – prazo que se encerraria nesta quinta-feira (11). Dívidas de aposentados e pensionistas em crédito consignado batem recorde em dezembro Perícia no INSS A MP autoriza o INSS a conceder o auxílio por incapacidade temporária somente com a apresentação de atestado médico e de documentos complementares que comprovem a doença do beneficiado, sem a necessidade de perícia presencial. A autorização vale até 31 de dezembro de 2021. Esse procedimento, segundo o relator na Câmara, será adotado em “em caráter excepcional” e a duração máxima do benefício será de 90 dias. Também não há possibilidade de prorrogação. Ainda, segundo a proposta, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e o INSS devem definir, em ato conjunto, os requisitos para apresentação e análise do atestado. VÍDEOS: notícias sobre política , Veja Mais

Band estuda lançar novos canais pagos e um serviço de streaming

Band estuda lançar novos canais pagos e um serviço de streaming

Tecmundo Com planos para se modernizar ainda mais, Grupo Bandeirantes de Comunicação planeja lançar dois novos canais na rede de TV Paga, junto de um novo serviço de streaming. Sem muitos detalhes revelados, um dos canais será chamado de "Sabor & Arte" e possuirá foco em assuntos relacionados à gastronomia, enquanto o segundo será voltado para o empreendedorismo e não possui nome divulgado.Em estágio avançado de produção, os novos canais possuem previsão de lançamento entre este ano ou o início de 2022 para os serviços de operadoras, conforme o projeto progredir. Junto dos já prestigiados canais pagos BandSports, BandNews, Terra Viva e o Arte 1, as novidades também poderão ser acessadas futuramente pelo serviço de streaming da emissora, o BandPlay.Leia mais... Veja Mais

Jujutsu Kaisen: anime terá evento especial no Japão em junho

Jujutsu Kaisen: anime terá evento especial no Japão em junho

Tecmundo O site oficial do anime Jujutsu Kaisen, assim como sua conta no Twitter, anunciaram que a série terá um evento especial chamado JujuFes 2021, que será realizado no dia 13 de junho no Kawaguchi Comprehensive Cultural Center Lilia em Saitama, Japão. Novos materiais promocionais com um novo visual foram lançados para a ocasião e para acompanhar o anúncio.O evento estará disponível para ser assistido online e também de forma presencial para os ganhadores do sorteio que estará disponível para quem adquirir o primeiro volume em Blu-ray da série. Leia mais... Veja Mais

Restos do planeta que formou a Lua estariam no interior da Terra

Restos do planeta que formou a Lua estariam no interior da Terra

Tecmundo Se fosse sólidas e estivessem na superfície da Terra, a Estação Espacial Internacional (ISS) teria que se desviar das duas gigantescas bolhas de rocha líquida que repousam a dois mil quilómetros abaixo da África Ocidental e do Oceano Pacífico. Descobertas nos anos 1970, elas podem ser restos de Theia, o planeta que se chocou com a Terra primitiva há 4,5 bilhões de anos, segundo dois cientistas da Universidade Estadual do Arizona (ASU).Com o tamanho de dois continentes, as duas massas se estendem por milhares de quilômetros, influenciando até mesmo as ondas sísmicas dos terremotos: quando elas atravessam aquelas que são chamadas de “grandes campos de baixa velocidade de cisalhamento (Large low-shear-velocity provinces, ou LLSVPs) sua intensidade cai drasticamente, o que pode significar que o material do qual elas são feitas é mais denso do que restante do manto da Terra.Leia mais... Veja Mais

A Voz do Brasil - Parlamentares debatem uso da tecnologia para combater à covid-19 - 30/03/2021

A Voz do Brasil - Parlamentares debatem uso da tecnologia para combater à covid-19 - 30/03/2021

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️Parlamentares debatem uso da tecnologia para ajudar no combate à covid-19; ✔️Empresários do turismo pedem atenção do governo para retomada do setor; ✔️Comissão debate riscos das voltas às aulas para professores e alunos Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #AVozdoBrasil #RádioCâmara Veja Mais

Sindicato busca diálogo com LG sobre risco de fechamento da fábrica de celulares em Taubaté

G1 Economia Noticiário internacional dá como certo encerramento da linha de smartphones global da LG, que inclui planta no interior paulista. Empresa não se manifestou sobre o assunto até o momento e sindicato diz que 400 dos 1 mil empregos podem ser afetados caso planta feche divisão. Fábrica da LG em Taubaté emprega cerca de mil funcionários, segundo Sindicato dos Metalúrgicos Reprodução/ TV Vanguarda Trabalhadores da LG decidiram em uma assembleia na tarde desta terça-feira (30) manter o estado de grave na fábrica enquanto o Sindicato dos Metalúrgicos vai negociar com a empresa sul-coreana sobre o provável fechamento da divisão de celulares na fábrica em Taubaté (SP). Coso o encerramento seja confirmado, a entidade sindical estima que 400 dos 1 mil empregos na planta do interior paulista podem ser afetados, já que a divisão compreende trabalhadores de linha de montagem e pessoal administrativo dedicado. O estado de greve foi aprovado na sexta-feira (26). "Vamos passar a próxima semana inteira negociando com a LG. A empresa atendeu o sindicato e começamos a conversar.  Agora vamos discutir com a fábrica possibilidades e alternativas para a questão", disse Claudio Batista, presidente do sindicato. Nos bastidores do mercado internacional de tecnologia, é tido como certo o fechamento da divisão global de celulares da LG. Uma notícia veiculada pelo jornal "The Korea Times" em fevereiro dava conta de que a LG havia iniciado as negociações para a venda da produção global de celulares da marca, que inclui atividade na fábrica no Brasil, em Taubaté, e na cidade de Haiphong, no Vietnam. No entanto, no fim de março a Bloomberg publicou que após o fracasso das negociações com uma empresa alemã e outra vietnamita, a empresa sul-coreana deve fechar o setor em vez de vendê-lo. A LG foi procurada pelo G1 desde o dia 24 de março para comentar o assunto do encerramento da divisão de celulares, mas a empresa não respondeu aos contatos da reportagem. Desempenho A LG enfrenta 24 trimestres seguidos de prejuízos no setor de celulares. De acordo com o site Statcounter, que mensura a participação de marcas no mercado de celulares, atualmente a empresa tem 6,5% de participação no mercado de smartphones no Brasil e 1,6% no mercado global, onde já chegou a registrar 4,1% em 2014. No Brasil, ela chegou a ter 16,1% do mercado em 2013. A notícia vem gerando apreensão na cadeia ligada à produção de celulares no interior de SP. Nesta segunda-feira (29), funcionários da Blue Tech, em Caçapava, fizeram uma paralisação de 1h30 para pressionar a direção da empresa a se manifestar sobre o assunto. Eles temem demissões já que a fábrica e também a Sun Tech, em São José dos Campos, empregam 420 funcionários e são fornecedoras exclusivas da LG. Na planta de Taubaté são fabricados celulares e monitores. A empresa também tem uma fábrica em Manaus (AM), onde são produzidos condicionadores de ar, geladeiras e outros itens da linha branca. Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região bragantina No entanto, no fim de março a Bloomberg publicou que após of Veja Mais

Governo de MG poderá contratar profissionais estrangeiros do Mais Médicos

O Tempo - Política Projeto aprovado pela Assembleia Legislativa traz medidas emergenciais para reforçar a linha de frente contra a Covd-19 Veja Mais

Resident Evil Village ganha caixa nostálgica ao estilo PS1

Resident Evil Village ganha caixa nostálgica ao estilo PS1

Tecmundo Resident Evil Village chega ao mercado em 7 de maio, mas um funcionário da Capcom está tão ansioso pelo lançamento do game que resolveu fazer sua própria versão do jogo... baseada no primeiro PlayStation. O desenvolvedor Stefano Stingra, que trabalha no estúdio de Osaka, Japão, transformou a arte da mídia física do game em uma caixa da era PS1.O resultado do trabalho foi publicado no perfil de Stefano no Twitter. "Eu não consegui esperar pelo dia do lançamento, então fiz a minha própria versão", disse o desenvolvedor da Capcom.Leia mais... Veja Mais

The Flash: ator de Teen Wolf será Bart Allen, filho de Barry e Iris

The Flash: ator de Teen Wolf será Bart Allen, filho de Barry e Iris

Tecmundo De acordo com informações da imprensa internacional, o ator Jordan Fisher vai interpretar a versão futura de Bart Allen, o filho do casal Barry (Grant Gustin) e Iris (Candice Patton) em The Flash. A participação do ator acontecerá ainda na 7ª temporada da série da DC, que vem sendo exibida na The CW todas as terças-feiras. Ao que tudo indica, Bart aparecerá no 150º episódio total da produção, que deverá ser o 17º episódio da temporada atual.Leia mais... Veja Mais

Globoplay lança combo de assinatura com canais Telecine

Globoplay lança combo de assinatura com canais Telecine

Tecmundo A plataforma brasileira de streaming Globoplay apresentou uma nova faixa de assinatura nesta terça-feira (30).A novidade é um combo que garante três serviços a partir de um só pagamento: Globoplay, os canais ao vivo do grupo Globo (como GloboNews, SporTV, GNT, Viva e outros) e os canais da rede Telecine. O valor mensal é R$ 74,90. Para quem quiser apenas a dupla Globoplay e Telecine, o valor vai para R$ 49,90 por mês. A nova modalidade de assinatura já está disponível pode ser contratada no site da plataforma.Leia mais... Veja Mais

Spider-Man: Miles Morales recebe atualização com nova roupa e efeito

Spider-Man: Miles Morales recebe atualização com nova roupa e efeito

Tecmundo Spider-Man: Miles Morales, game exclusivo para PS4 e PS5, ganhará uma nova atualização nesta terça-feira (30). Ela trará correções de pequenos bugs, uma nova roupa para o personagem e também um efeito visual chamado de “Deformação Realística de Músculo” que, ao usar determinados trajes, modifica o físico do herói. Leia mais... Veja Mais

Ibovespa fecha em alta e retoma marca dos 116 mil pontos

Valor Econômico - Finanças O Ibovespa fechou em firme alta nesta terça-feira, em um movimento sustentado por ações mais ligadas ao ciclo econômico doméstico e que foram duramente penalizadas ao longo da pandemia. Essa rotação de carteiras ajudou o Ibovespa a retomar a marca de 116 mil pontos, embora o índice ainda acumule perdas no ano. Após ajustes, o Ibovespa fechou em alta de 1,24%, aos 116.850 pontos. Embora tenha alta de 6,16% em março, o índice ainda acumula perda de 1,82% no ano e está bem longe da máxima histórica, de 125 mil pontos. Veja Mais

Programa gratuito de formação em Gestão Contemporânea das Artes é lançado

O Tempo - Diversão - Magazine Live inaugural tem Deborah Colker, Glória Caputo e Chico Pelúcio, do Grupo Galpão Veja Mais

Giro do Vicari | Episódio #29 - Teliana Pereira

Giro do Vicari | Episódio #29 - Teliana Pereira

Fox Sports Brasil Qual distância entre o sertão pernambucano e a quadra central de Roland Garros? Pra Teliana Pereira, um picar de olhos. A carreira meteórica da tenista começa com a jornada de sobrevivência tão comum mas muitos brasileiros e termina com um Top 50 no ranking mundial. No meio disso tudo, títulos de WTA e um confronto “intimidador” com Serena Willians. Game, Set and Match pra Teliana! Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse o ESPN.com.br e inscreva-se no nosso canal! https://www.espn.com.br/ ➡ Facebook: https://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: https://instagram.com/foxsportsbrasil ➡ Facebook: https://www.facebook.com/espnbrasil ➡ Twitter: https://twitter.com/ESPNBrasil ➡ Instagram: https://www.instagram.com/espnbrasil Vamos JuntosNaTorcida! #ESPN #ESPNBrasil #FOXSports Veja Mais

Ajuda do BNDES a empresas será mais 'cirúrgica', diz Montezano

Valor Econômico - Finanças "Hoje temos mais condições de saber onde o calo aperta", disse, observando que, após um ano de pandemia, o banco já identifica os segmentos com seguem com dificuldades O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, afirmou que o auxílio da instituição de fomento este ano às empresas durante a pandemia será mais "cirúrgico". "Hoje temos mais condições de saber onde o calo aperta", disse Montezano, durante evento virtual do Banco Daycoval. Segundo o executivo, depois de um ano de pandemia, já se consegue saber que setores da economia têm bom desempenho mesmo com a crise causada pela covid-19, caso das exportadoras de commodities e de alguns segmentos do varejo. Em compensação, setores mais ligados aos serviços seguem com dificuldades. "Apoio a empresas este ano será mais 'nichado' porque sabemos que setores mais precisam de apoio", disse. Montezano destacou que atualmente está em discussão na agenda legislativa que medidas podem ser implementadas para viabilizar ferramentas de apoio às micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) em um cenário de espaço fiscal mais restrito. O presidente do banco de fomento ressaltou que ficou clara durante a crise a evolução institucional sobre como o aparato estatal tem que ser usado. De acordo com ele, há hoje pouca ou nenhuma pressão para que o BNDES ajude grandes empresas. "O ministro Paulo Guedes foi muito feliz ao dizer que as grandes empresas são robustas e podem buscar auxílio no mercado", frisou, acrescentando que é importante "canalizar os recursos para quem mais precisa, que são as MPMEs". Montezano afirmou ainda que a operacionalização das medidas de apoio às MPMEs, quando aprovadas pelo Legislativo, será mais rápida este ano, justamente devido à experiência acumulada com programas como o Fundo Garantidor dos Investimentos (FGI), no qual o banco de fomento garante 80% do valor repassado pelas instituições financeiras. Atualmente, segundo o presidente do banco, a discussão interna é o que o BNDES pode fazer "de forma proprietária", com as linhas próprias, até que sejam aprovados novos mecanismos de apoio. Montezano disse ainda que os acionamentos do FGI vão começar "em breve" e que o banco se preparar para receber as chamadas de capital. O banco tem R$ 20 bilhões reservados para cobrir eventual inadimplência no FGI. Também presente no evento, o diretor-executivo do Banco Daycoval, Carlos Dayan, ressaltou que a inadimplência no programa é "minúscula". Ele lembrou que o banco que emprestas os recursos no FGI tem 80% garantidos pelo BNDES e que, quando há inadimplência, perde em torno de 20% mais os juros, o que significa cerca de 25% do total. "Mas a expectativa de inadimplência é muito abaixo do colchão que existe de cobrir a inadimplência [de R$ 20 bilhões]. Trabalhamos no mercado com expectativa de metade disso. Temos visto inadimplência muito bem comportada", frisou. Veja Mais

Lil Nas X: Nike processa artistas por 'tênis de satanás' com sangue humano

G1 Pop & Arte A Nike processa um coletivo de arte por seus 'Tênis de Satanás', produzidos em colaboração com o rapper Lil Nas X. Coletivo de arte MSCHF lançou 666 pares customizados de tênis Nike em colaboração com o rapper Lil Nas X; a marca não gostou. Divulgação/MSCHF A Nike está processando um coletivo de arte do Brooklyn, em Nova York, por causa de um polêmico par de "tênis de satanás" que contêm uma gota de sangue humano real nas solas. O coletivo de arte MSCHF lançou 666 pares dos sapatos na segunda-feira (29/03) em colaboração com o rapper Lil Nas X. Segundo os criadores, os pares se esgotaram em menos de um minuto. Os tênis de US$ 1.018 (R$ 5,8 mil), que apresentam uma cruz invertida, um pentagrama e as palavras "Lucas 10:18", foram feitos usando o Nike Air Max 97s modificado. A Nike alega violação de marca registrada. Os sapatos pretos e vermelhos foram lançados pela MSCHF na segunda-feira, coincidindo com o lançamento da última música de Lil Nas X chamada Montero (Call Me By Your Name), que estreou no YouTube na semana passada. Lil Nas X em clipe de 'Montero (Call Me By Your Name)' Reprodução/YouTube/Lil NasX No videoclipe, o rapper é visto escorregando por um poste de stripper do céu ao inferno, vestindo o par de tênis. A imagem e os sapatos fazem referência ao versículo bíblico Lucas 10:18: "Então ele lhes disse: 'Vi Satanás cair do céu como um raio'." Cada sapato possui uma sola acolchoada com bolhas de ar da Nike, contendo 60 centímetros cúbicos de tinta vermelha e uma única gota de sangue humano, doada por membros do coletivo de arte. A multinacional dos calçados esportivos diz em um processo no tribunal no Distrito Leste de Nova York que não aprova ou autoriza os sapatos. A Nike pede ao tribunal que impeça a MSCHF de vender os sapatos e de usar o famoso design de sua marca. "MSCHF e seus sapatos de Satanás não autorizados provavelmente causarão confusão e criarão uma associação errônea entre os produtos MSCHF e a Nike", disse a empresa no processo. "Na verdade, já há evidências de confusão significativas ocorrendo no mercado, incluindo ligações para boicotar a Nike em resposta ao lançamento dos sapatos de Satanás da MSCHF, com base na crença equivocada de que a Nike autorizou ou aprovou este produto." O processo cita um tuíte do popular influenciador de calçados @Saint, na última sexta-feira (26/03), que promoveu o lançamento dos calçados nas redes sociais e na imprensa americana. Alguns conservadores, incluindo a governadora da Dakota do Sul, Kristi Noem, e alguns seguidores religiosos, se ofenderam com o design polêmico dos sapatos e criticaram Lil Nas X e MSCHF no Twitter. A governadora escreveu no Twitter: "Nossos filhos estão ouvindo que esse tipo de produto, além de bom, é 'exclusivo'. Mas você sabe o que é mais exclusivo? Sua alma eterna dada por Deus. Estamos em uma luta pela alma de nossa nação. Precisamos lutar muito. E precisamos lutar com inteligência. Temos que vencer". Lil Nas X rebateu a governadora e outros críticos no Twitter e postou vários memes em seu perfil em resposta à notícia do processo da Nike. Lil Nas X: do anonimato a artista mais tocado do mundo em poucos meses Veja Mais

Sem consolidação fiscal, alta de juros perde eficiência para conter inflação, indica presidente do BC

G1 Economia Presidente do Banco Central também disse que em breve aprovará a realização de pagamentos por meio do WhatsApp no Brasil. Duas coisas tiram o sono do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto: a necessidade de uma vacinação eficiente para permitir a reabertura da economia e o descontrole fiscal. Em evento realizado nesta terça-feira (30), Campos Neto afirmou que o Brasil "é o país mais endividado do mundo, só perde da Angola e da Líbia", e que é preciso "um plano de consolidação fiscal". Ele alertou que, sem isso, a política monetária [alta de juros] praticada pelo BC perde eficiência. Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central elevou a taxa de juros pela primeira vez desde 2015, para 2,75%, diante das persistentes pressões inflacionárias – em fevereiro, o IPCA acumulado em 12 meses avançou para 5,20%, e se aproximou do teto da meta do BC. Campos Neto disse que vê a inflação 'mais persistente e intensa', mas reafirmou que tendência de alta no Brasil é temporária. O posicionamento já havia sido divulgado em comunicados oficiais da instituição. Ele reconheceu, durante videoconferência, que esse movimento de alta é "mais persistente e intenso e começa a se propagar pela cadeia, influenciando os núcleos, acima dos patamares compatíveis com a meta [de inflação]". Segundo Campos Neto, o BC avaliou, ao subir o juro para 2,75% ao ano em março, que um "movimento mais forte e mais próximo" pode gerar uma elevação total menor. O mercado estima que o BC vai continuar subindo a taxa nos próximos meses, atingindo 5% ao ano no fim de 2021 e 6% ao ano no fechamento do ano que vem. "Estávamos vendo uma disseminação tanto na cadeia de alimentos, quanto de materiais, em parte ainda por um grande movimento que entendemos que é temporário, mas entendíamos que, aliado ao fator de alta na inflação global, e alta de commodities, era importante que se freasse esse movimento o mais rápido possível", disse. Alta do dólar Sobre a disparada do dólar, um dos vetores da inflação mais alta, o presidente do Banco Central avaliou que esse fenômeno também está relacionado, entre outros fatores, com a falta de confiança dos investidores no processo de ajuste das contas públicas brasileiras. "Um fiscal pior começa a ter mais desvalorização, mas vem junto com movimento de alta das 'commodities' [produtos básicos com cotação internacional, como alimentos e petróleo]. É uma das primeiras vezes que a gente tem commodities subindo [em países exportadores de commodities, como o Brasil] com câmbio não apreciado, e o caso do Brasil é mais extremo porque depreciou [dólar subiu]. Isso significa que tem um peso fiscal que está contrabalançando o peso de ser exportador de commodities", disse ele. Vacinação Campos Neto se mostrou preocupado com o processo de vacinação da população para possibilitar a reabertura da economia com segurança. "Para todo o nosso cenário se concretizar [de alta de 3,6% no PIB em 2021], precisamos de uma reabertura da economia. Para isso, precisamos de uma vacinação que seja eficiente para que as pessoas voltem às suas vidas normais", declarou. Sistema de pagamentos do Whatsapp O presidente do Banco Central também disse que, em sua visão, a "corrida do ouro", em termos de inovações financeiras, vai ser juntar conteúdo, mensagens e sistemas de pagamentos. "Se eu tenho isso, o Whatsapp vai ser aprovado em breve para fazer pagamentos no Brasil. Vejo um casamento entre mídia social e o mundo de finanças, controladores tem de entender como regular, enfrentar e o que significa para competição na sociedade", declarou. No mês passado, o WhatsApp informou que conversa com o Banco Central para ser aprovado como um "iniciador de pagamentos" para habilitar o seu sistema de transações financeiras no aplicativo. Esse modelo de instituição é nova, anunciada pelo BC em outubro de 2020. 1xVelocidade de reprodução0.5xNormal1.2x1.5x2x Veja Mais

Xiaomi investe US$ 1,5 bilhão para desenvolvimento de veículos elétricos

Valor Econômico - Finanças A gigante de eletrônicos vai se preparar para a estreia no maior mercado de carros do mundo: a China Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro. Veja Mais

Segunda Turma do STF mantém suspensas sanções a construtoras por supostas fraudes em Angra 3

G1 Economia TCU puniu Andrade Gutierrez, Artec, UTC e Queiroz Galvão, mas advogados das empresas dizem que sanção esvazia acordos de leniência. Turma confirmou liminar do ministro Gilmar Mendes. A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (30) manter suspensas as sanções impostas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) a quatro construtoras. As empresas foram punidas por suposto superfaturamento nas obras da Usina Termonuclear de Angra 3. As construtoras Andrade Gutierrez, Artec, UTC Engenharia e Queiroz Galvão foram declaradas inidôneas pelo TCU para contratar com a administração pública. Os advogados das firmas dizem, no entanto, que essas sanções "esvaziam" os acordos de leniência firmados com órgãos públicos federais e com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O relator dos pedidos, ministro Gilmar Mendes, já havia concedido liminar (decisão temporária) para suspender as sanções. Na decisão desta terça, a Segunda Turma confirmou a decisão do relator. A usina de Angra 3 começou a ser construída nos anos 1980 e nunca entrou em operação – o governo Jair Bolsonaro fala em "estrear" a planta em 2026. Veja reportagem da GloboNews de 2019 sobre as obras: Usina de Angra 3 está em obras há 35 anos e não há previsão de término Os votos dos ministros Segundo Gilmar Mendes, o tribunal de contas não pode impedir os acordos de leniência sob pena de comprometer a segurança jurídica, a confiança legítima e a boa-fé e de violar a garantia de transparência e previsibilidade de atos do poder público. ”A ausência de disciplina legal sobre acordos de leniência tem sido foco de insegurança jurídica”, disse o ministro, que reforçou que o TCU é comunicado sobre a instauração dos procedimentos. O voto foi acompanhado pelos ministros Nunes Marques e Ricardo Lewandowski. Nunes Marques defendeu que haja uma ação coordenada entre os órgãos de fiscalização “para evitar conflitos institucionais”. O ministro Ricardo Lewandowski afirmou que “a inidoneidade impediria o cumprimento dos acordos”. Os ministros Edson Fachin e Cármen Lúcia também concordaram em manter suspensas especificamente as sanções aplicadas à construtora Andrade Gutierrez. Os magistrados se basearam no fato de o acordo de leniência da empreiteira ter sido firmado antes de o TCU determinar a punição. Veja Mais

Políticos demonstram preocupação com mudanças na Defesa e Forças Armadas

Valor Econômico - Finanças Classe política foi ao Twitter apontar a gravidade da demissão conjunta dos comandantes das Forças Armadas e defender a independência das instituições de Estado Jair Bolsonaro durante revista à tropa, em solenidade do Curso de Formação de Sargentos 2019, em Três Corações, Minas Gerais Marcos Corrêa/PR A saída conjunta dos comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica nesta terça-feira, que se seguiu à demissão do general Fernando Azevedo e Silva do cargo de ministro da Defesa, na segunda, repercute entre a classe política. Diversas vozes, do Novo ao Psol, levantam a preocupação com perigos à democracia e à independência das instituições de Estado, embora a maioria manifeste confiança na solidez dessas instituições. O ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que o presidente Jair Bolsonaro está “cada vez mais parecido” com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e seu antecessor, Hugo Chávez. “Logo mais começam a expropriar”, escreveu. “Um autoritário sempre será autoritário.” Initial plugin text O presidente do DEM, Antônio Carlos Magalhães Neto, afirmou que as mudanças inquietam o país e que as Forças Armadas devem estar a serviço do Estado e não de interesses particulares. “Precisamos do máximo de responsabilidade de todas as autoridades públicas. A democracia é um valor inegociável”, disse o ex-prefeito de Salvador. Initial plugin text O MDB afirmou, por meio de nota, que lamenta a troca nas Forças Armadas, em meio ao cenário caótico da pandemia de covid-19, e disse que a Constituição “impõe direitos e deveres” ao presidente da República. “Qualquer medida que afronte o constitucional deve ser entendida como desrespeito ao povo brasileiro e isso não pode ser tolerado em um regime democrático’, afirmou o presidente nacional do partido, deputado Baleia Rossi (SP). Initial plugin text O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reforçou que as Forças Armadas são instituições de Estado e não de governo, e manifestou solidariedade aos comandantes que deixam os cargos. “Eles demonstraram grandeza ao recusar qualquer subserviência a inclinações autoritárias. O País resistirá a qualquer ato que comprometa o Estado Democrático de Direito.” Initial plugin text O ex-presidente do Novo João Amoêdo comentou na segunda-feira que Bolsonaro tenta cooptar as Forças Armadas. Nesta terça, ele culpou o Congresso pela situação atual, ao não apreciar pedidos de impeachment do presidente. “A falta de coragem e espírito público de parlamentares e partidos políticos custa milhares vidas e coloca em risco a democracia.” Initial plugin text Em seu perfil oficial, o partido Novo dá eco a Amoêdo e cobra um posicionamento do Congresso. A legenda lembra que a renúncia coletiva dos três comandantes é inédita no país e diz que o momento é grave. “Bolsonaro não esconde sua intenção de influenciar politicamente as Forças Armadas e intimidar as demais instituições de Estado e os Poderes da República.” Initial plugin text O vice-presidente nacional do PSL, deputado Junior Bozzella (SP), foi além e disse que está em curso uma tentativa de “golpe” de Bolsonaro. “Pela primeira vez na história os três comandantes das Forças Armadas pedem pra sair de um governo! Sem saída diante do caos que a sua incompetência causou ao país, e ciente dos crimes q cometeu, Bolsonaro apela pra uma última tentativa de se manter, nem que seja a força, no poder: GOLPE!”, afirmou o dirigente. “Não é de hoje que o Bolsonaro mostra que está disposto a tudo para se manter no poder. A troca do comando da Defesa deixou claro que o presidente reconhece o fracasso do seu governo e que não hesitará em passar por cima de quem quer que seja, inclusive, da Constituição e do povo”, disse Bozzela, que sucede o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, no comando do diretório estadual do partido em São Paulo. Initial plugin text Opinião semelhante foi manifestada por outro ex-aliado de Bolsonaro, o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP). Ele chamou a atenção para o projeto defendido pelo líder do PSL na Câmara, Major Vitor Hugo (GO), que dá poder ao presidente para decretar Mobilização Nacional. Com isso, ele poderia mobilizar militares, inclusive as forças policiais, para ações determinadas pelo governo. “Isso significa poder absoluto ao presidente”, afirmou. “A votação ainda não foi marcada mas, com as assinaturas prontas, ela pode acontecer a qualquer minuto. O golpe está em curso.” Initial plugin text Na oposição, o vice-presidente do PDT e ex-governador Ciro Gomes também sublinhou o ineditismo da demissão conjunta e disse que a ação passa a mensagem de que os militares não vão aceitar que limites sejam ultrapassados. “É um primeiro grande sinal de que as Forças Armadas estão se desencantando com as loucuras que Bolsonaro tem praticado no Brasil.” Initial plugin text O ex-candidato à Prefeitura de São Paulo e à Presidência da República pelo Psol, Guilherme Boulos foi outro a aproveitar o assunto para defender o impeachment de Bolsonaro. “Comandantes das Forças Armadas renunciaram afirmando que não aceitarão aventuras golpistas. Temos um presidente genocida e golpista.” Initial plugin text O presidente também recebeu manifestações de apoio. O presidente do PTB, Roberto Jefferson, disse que os comandantes das Forças Armadas não deveriam “bancar os isentões” e que eles “jogaram para a galera”. “Dizem não fazer política. Fizeram o quê! A pior política. Contra o Chefe do Estado e Comandante Supremo das Forças Armadas, a quem eles devem respeito.” Initial plugin text Veja Mais