Meu Feed

No mais...

BOCA JUNIORS VENCE TIGRE EM JOGO INSANO DE 8 GOLS E SHOW DE BENEDETTO | Melhores Momentos

BOCA JUNIORS VENCE TIGRE EM JOGO INSANO DE 8 GOLS E SHOW DE BENEDETTO | Melhores Momentos

Fox Sports Brasil Todo o esporte AO VIVO da ESPN disponível também no Star+! Assine já! http://dis.la/StarPlus_YT_BR E o melhor do jornalismo esportivo, com vídeos e notícias exclusivas, você acompanha no https://www.espn.com.br/ #BocaJuniors #melhoresmomentos #futebol Veja Mais

Como fazer um Calendário

canaltech Aprenda como fazer um calendário virtual, utilizando os sistemas em Nuvem do Google e da Microsoft para manter seu dia a dia organizado, sem perder reuniões ou datas importantes, e visualizar seu dia, semana, mês e ano através do computador e aparelhos móveis. 8 funções que você não conhecia do Google Sheets Como usar o Excel | 15 dicas Existem alguns modelos de calendários, disponibilizados pelo Google Planilhas e Microsoft Excel, que permitem a criação rápida e, uma vez feito, editar da maneira que preferir. Ambas as empresas possuem serviços próprios de calendário, que funcionam perfeitamente e permitem que você colabore com outros usuários, tanto no Workspace do Google quanto no Outlook da Microsoft. No entanto, há formas de usarem os serviços de planilha para isso. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Como criar um calendário no Microsoft Excel A criação no Excel pode ser feita pelo programa instalado no computador ou através do site, com passos parecidos, mas o layout difere. Confira como criar em ambos os casos. Software Se estiver usando o programa instalado, é importante saber como usar o OneDrive, guardando seus arquivos em nuvem e acessando-os de qualquer lugar, inclusive no aplicativo para Android e iOS. Abra o programa em seu computador e clique em "Novo" na barra lateral; Utilize a barra de pesquisa e digite "Calendário"; Veja as opções disponíveis e clique em uma para criar automaticamente. Utilize o programa do Excel para fazer um calendário e organizar sua rotina (Captura de tela: Rodrigo Folter) Web A versão Web do Excel salva os arquivos automaticamente na nuvem, portanto você consegue acessá-los em seu computador pessoal, caso tenha editado em outro aparelho. Confira como criar: Acesse o site do Office e clique no ícone do Excel, o segundo da lista; Clique em "Mais modelos"; Utilize a barra de pesquisa e digite "Calendário"; Escolha a opção "Procurar Calendário em Modelos"; Algumas opções aparecem acima e outras na biblioteca de modelos, escolha a que deseja. Faça um calendário no Excel, na versão web, e utilize onde desejar (Captura de tela: Rodrigo Folter) Como criar um calendário no Google Planilhas O Google Planilhas não conta com tantas opções quanto o Excel em seus modelos, mas é possível criar um calendário ao instalar complementos no sistema. Acesse o Google Docs e siga os passos abaixo. É importante ressaltar que, ao instalar a extensão, é preciso permitir acesso ao Google Calendar, o que pode contar informações pessoais que vai dividir com a extensão. Clique nas opções, acessando o menu do canto esquerdo superior; Escolha "Planilhas" e aguarde o carregamento; No menu superior, abra "Extensões" e em seguida, passe o cursor sobre "Complementos"; Clique em "Instalar complementos" e pesquise "Calendar" na barra superior; Utilize o complemento com maior nota e siga os passos da instalação; Da próxima vez que acessar o Google Planilhas, siga o mesmo caminhos, e clique em "Importar Eventos". Importe eventos to Google Calendário para o Planilhas através de complementos (Captura de tela: Rodrigo Folter) Dessa forma você consegue importar os eventos do Google Calendário e ter acesso através da Google Planilhas. Existem modelos de outros anos disponíveis quando vai criar um novo documento, no entanto, são de anos anteriores Nada impede que os use, mas será necessário editar as datas para ficar fiel ao ano atual. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Dark Crisis | Nova saga da DC pode estrear multiverso inteiro conectado ao Flash

canaltech A ideia de vários mundos alternativas situados em universos paralelos e/ou diferentes linhas temporais está na moda nos cinemas, graças à Fase 4 do Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês). Mas que lê os quadrinhos há algum tempo sabe que isso é comum nas principais editoras de super-heróis do mundo faz tempo, especialmente na DC Comics. E, agora, a mais nova saga decenauta, Dark Crisis, dá indícios de que as tramas de Batman e cia. podem ganham em breve um multiverso conectado especialmente ao Flash. Os 10 eventos de maior impacto nos quadrinhos da DC Comics O que muda para os heróis da DC com a fusão da Warner com o Discovery? Atenção para spoilers sobre a saga Dark Crisis! Em Dark Crisis, saga atual da principal cronologia da DC Comics, os principais heróis da Liga da Justiça morreram, em um ataque orquestrado pelo Pária e seu Exército das Trevas, que conta com ninguém menos que vilões da estatura de Darkseid, Eclipso, Apocalypse, Nekron, Neron e Ares. Esse grupo, assassinou Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Zatanna, Aquaman, Mulher-Gavião, Caçador de Marte e o Lanterna Verde John Stewart — os detalhes sobre o evento todo deixamos para um especial do Canaltech em um dos próximos domingos. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- É claro que os heróis não estão definitivamente mortos, mas fato é que a principal Terra dos Multiversos da DC vive o luto de seus ícones, enquanto a Liga da Justiça tem que se virar com seguidores do legado. O Superman Jon Kent e o Flash Wally West, ao lado do Asa Noturna, tentam liderar a nova equipe, que recebe o reforço de um dos únicos veteranos remanescentes, o Lanterna Verde Hal Jordan. Homenagem da comunidade heróica aos mortos da Liga da Justiça em Dark Crisis #1 (Imagem: Reprodução/DC Comics) Tudo isso acaba de acontecer na estreia da saga, lançada neste mês, e que deve seguir trazendo esse “mundo sem Liga da Justiça” até o final deste ano. E, ainda na primeira edição, já temos um “spoiler” vindo da própria divulgação de Dark Crisis #4, que deve chegar às bancas gringas em setembro. A sinopse diz o seguinte: Testemunhe o nascimento do novo DC Multiverse! Diretamente das páginas de The Flash, os heróis aprendem o segredo dos novos mundos de Pária. Mas a que custo esse conhecimento vem e o que eles podem fazer com essa informação? Pior ainda, talvez Pária e a Grande Escuridão queiram que eles saibam...? Na Terra-0, o Exterminador continua avançando com seus planos de apagar o legado heroico de uma vez por todas, enquanto Jon Kent, Asa Noturna e o grupo desorganizado de jovens se reúnem para enfrentar o número crescente de desafios. O evento do ano continua! A Grande Escuridão é ainda uma ameaça misteriosa que vem espreitando os Multiversos DC após o final de Noites de Trevas: Death Metal e, embora o Flash (ou os Flashes) não sejam citados na sinopse, há um grande destaque para o Velocista Escarlate em Dark Crisis #4. E como a edição adianta um “Novo Multiverso DC”, já ficam especulações sobre um multiverso especialmente conectado ao corredor. Capa variante de Dark Crisis #4 (Imagem: Reprodução/CBR) Vale lembrar que Barry Allen está “perdido” em um dos Multiversos da DC. E como o Flash sempre teve trânsito entre as várias Terras paralelas e a Força da Aceleração é conectada a linhas temporais, tudo leva a crer que teremos um novo conceito sobre tempo e espaço na DC a partir desse novo “Multiverso Flash”. Dark Crisis se dedica ao legado e à ascensão da “velha guarda” Claro que ainda há muita coisa para ser revelada, mas tudo o que vem acontecendo até agora na DC Comics, incluindo esse “novo Multiverso Flash”, aponta para um passo adiante na expansão do legado e na transformação dos heróis clássicos em “lendas”. Isso porque os heróis clássicos aos poucos vêm dando lugar para seus seguidores. Clark Kent deixou a Terra para assumir um papel maior na defesa da liberdade em toda a galáxia, enquanto Jon Kent é atualmente o Superman de nosso planeta. Bruce Wayne vem deixando Gotham City, que não mais o vê como seu defensor de outras épocas, enquanto Tim Fox se torna o novo Batman. Diana Prince se tornou uma entidade cósmica, substituída por Nubia e Yara Flor. Capa de Dark Crisis #0 (Imagem: Reprodução/DC Comics) Fica claro que os planos da DC é promover os novos heróis de legado para uma nova geração, que pode se conectar melhor à diversidade e representatividade; às motivações de personagens que vestem os mesmos trajes icônicos — mas que dão voz a uma leva mais jovem de leitores. Mas, e como ficam os heróis da “velha guarda”? Bem, assim como aconteceu com Diana Prince, a DC pode promover seus mais icônicos personagens a um patamar nunca visto, de “lendas”, de seres que alcançariam um status acima dos mortais. Assine Amazon Kindle Unlimited por apenas R$ 19,90/mês e tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais! “Como” e “se” isso realmente vai acontecer, é o que veremos, até porque o aspecto humano desses heróis é o que atrai tanto os leitores. Entretanto, a DC já flerta com a possibilidade de transformar seus ícones em deuses de uma mitologia similar à greco-romana há tempos — e, agora, pode ser que isso se concretize, após os eventos de Dark Crisis. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Crise alimentar pode aumentar o número de pessoas deslocadas no mundo, segundo Acnur

em - Internacional Se o mundo não resolver a grave crise alimentar causada pelo conflito na Ucrânia, o recorde de 100 milhões de deslocados poderá continuar somando "um grande número de pessoas", alertou o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados."O que é feito para lidar com a crise de insegurança alimentar é de importância crucial para evitar mais deslocamentos", disse Filippo Grandi em entrevista coletiva.Embora não indique um número, "será um número grande", disse o alto comissário ao apresentar o relatório anual de 2021 da organização.A guerra da Rússia na Ucrânia está privando o mundo de grãos e fertilizantes, elevando os preços e ameaçando milhões de pessoas em todo o mundo com a fome."O impacto, se não for resolvido logo, será devastador", adverte Grandi, corrigindo-se depois dizendo: "Já é devastador".O tema ocupa a reunião ministerial da OMC, em Genebra, assim como o Conselho de Direitos Humanos e os mais altos escalões da ONU.No final de 2021, havia 89,3 milhões de refugiados e deslocados internos no mundo, mais que o dobro do número de dez anos atrás, incluindo 53,2 milhões de deslocados internos e 27,1 milhões de refugiados.Mas a invasão russa fez com que entre 12 e 14 milhões de ucranianos procurassem refúgio em outros lugares de seu país ou no exterior, uma avalanche humana que em maio elevou pela primeira vez para mais de 100 milhões o número de pessoas deslocadas no mundo.- Solidariedade -"Todos os anos na última década, os números têm aumentado", disse Grandi. "Ou a comunidade internacional se mobiliza para responder a essa tragédia humana, para acabar com os conflitos e alcançar soluções duradouras, ou essa tendência dramática continuará."Uma enorme onda de solidariedade abraçou os ucranianos em toda a Europa, em contraste com o tratamento geralmente reservado para refugiados de outros países devastados pela guerra, como Síria ou Afeganistão.Quanto à ajuda financeira disponível, o contraste é o mesmo, segundo Grandi: grandes quantias de dinheiro chegam para ajudar os refugiados ucranianos. Essas ajudas parecem sumir quando a ONU pede fundos para lidar com outras crises graves. "Não podemos ter uma resposta desigual", como aconteceu com as vacinas da covid-19, lembrou o Alto Comissário.Grandi aproveitou a ocasião para reiterar sua "grande preocupação" com o Chifre da África e o Sahel, duas regiões que reúnem tudo o que obriga as pessoas a fugir: conflitos, insegurança, má governança e os efeitos muitas vezes violentos das mudanças climáticas.Ele também falou da situação na América Latina, evocando movimentos populacionais "muito complexos, como os que vemos em toda a América Central" e citando, entre outros, o caso da Costa Rica."Quem está falando dos 150 mil nicaraguenses na Costa Rica? E ainda é um grande problema para a Costa Rica", ressaltou, destacando que os deslocamentos não são apenas para os Estados Unidos."Na realidade, as pessoas também estão se movendo para o sul, em direção à Costa Rica, e é muito simbólico porque ainda existe, lamento dizer, a percepção de que as crises de refugiados são apenas crises que afetam o Norte", completou.A invasão da Ucrânia "foi um golpe terrível para a cooperação internacional", segundo Grandi.Mesmo que o conflito terminasse em breve, "a brecha entre o Ocidente e a Rússia, e mesmo entre os principais membros do Conselho de Segurança, é tão séria que levará muito tempo para cicatrizar". E "se isso não for encerrado, não sei como vamos conseguir gerir esta crise", concluiu o alto comissário. Veja Mais

Obi-Wan Kenobi: Reva e Darth Vader se enfrentam no episódio 5 (recap)

Obi-Wan Kenobi: Reva e Darth Vader se enfrentam no episódio 5 (recap)

Tecmundo Com o lançamento do penúltimo e 5ª episódio de sua temporada de estreia no Disney+, Obi-Wan Kenobi se prepara para o final dessa fase e traz um capítulo cheio de revelações envolvendo os protagonistas.Assim, vemos mais sobre o passado de Reva e uma grande descoberta sobre Luke que pode ditar o enredo do último episódio da mais nova série derivada do universo Star Wars.Leia mais... Veja Mais

Lula lamenta morte de Philips e Pereira e promete demarcar terras indígenas

O Tempo - Política Petista também disse que, em um eventual governo dele, não haverá garimpo em terras indígenas Veja Mais

COLÓN X RIVER PLATE TEM VAR MAIS LENTO DOS ÚLTMOS TEMPOS

COLÓN X RIVER PLATE TEM VAR MAIS LENTO DOS ÚLTMOS TEMPOS

Fox Sports Brasil Todo o esporte AO VIVO da ESPN disponível também no Star+! Assine já! http://dis.la/StarPlus_YT_BR E o melhor do jornalismo esportivo, com vídeos e notícias exclusivas, você acompanha no https://www.espn.com.br/ #Argentino #Colón #RiverPlate #VAR #ÁrbitroDeVídeo Veja Mais

A Voz do Brasil - Deputados divergem sobre redução da cobrança de ICMS sobre combustíveis - 17/06/22

A Voz do Brasil - Deputados divergem sobre redução da cobrança de ICMS sobre combustíveis - 17/06/22

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️Comissão externa vai acompanhar investigações sobre desaparecimento de indigenista e jornalista; ✔️Deputados divergem sobre proposta que reduz cobrança de ICMS sobre combustíveis; ✔️Câmara aprova medida provisória que muda regras de securitização. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Detido confessa ter enterrado corpos de desaparecidos na Ama...

em - Internacional Detido confessa ter enterrado corpos de desaparecidos na Amazônia (PF) Veja Mais

Como domar um cavalo no Minecraft

canaltech Saber como domar um cavalo no Minecraft é um processo importante, e altamente recomendado quando precisa viajar para biomas distantes, já que é um dos meios de transporte terrestre mais rápidos encontrados no título da Mojang Studios. Como criar um servidor de Minecraft Como baixar e instalar mods no Minecraft Existem alguns tipos que o jogador pode encontrar pelo mundo, além das 35 opções diferentes de colorações. O jogador pode ainda optar por vesti-los com uma armadura, aumentando sua resistência ao encontrar mobs hostis. Confira abaixo o processo para domar um. Antes de domesticar um cavalo é necessário que o jogador encontre uma sela, pois será usada para montar no animal após domesticá-lo. O item não pode ser criado, então algum tempo de exploração pode ser necessário. Procure em baús nos seguintes locais: -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Bastião em ruínas; Cidade ancestral; Cidade do End; Fortaleza; Fortaleza do Nether Masmorra; Templo do deserto; Templo da selva; Vila. Os cavalos podem ser encontrados em planícies, bioma relativamente plano e com poucas árvores, ou em savanas, bioma plano e seco. Normalmente estão em grupos de 2 a 6 animais, junto de alguns burros que também podem ser domesticados. Domesticando um cavalo Para domesticar o animal, é necessário adquirir sua confiança alimentando-o-o. Açúcar, bloco de feno, cenouras douradas, maçãs, maçãs douradas e trigo podem ser usadas para isso, ao se aproximar do animal que é bastante dócil. Encontre um cavalo em um dos biomas citados; Alimente o cavalo para aumentar as chances de domá-lo; Coloque uma sela no animal clicando com o botão direito; Pressione o botão direito, de mãos vazias, para montá-lo; Continue tentando, algumas vezes ele pode jogá-lo ao chão; Quando ele não o arremessar, continue montado por alguns segundos até que corações apareceram. Domar cavalo é um processo simples, basta encontrar um natureza, alimentá-lo e montar até conseguir (Captura de tela: Rodrigo Folter) Tipos de cavalo No jogo existem três tipos de cavalo: Cavalos: com cores e colorações diferentes, pode ser domesticado; Cavalos Zumbis: pele esverdeada e olhos negros, não pode ser domesticado; Cavalos Esqueletos: corpo composto apenas de ossos, variação mais rara do jogo que é resultado de relâmpagos, mas desaparecem rapidamente se não houver interação. Não pode ser domesticado, mas pode ser montado. Características de um cavalo A velocidade do cavalo varia entre 4.8 blocos por segundo à 14.5, por isso é bastante utilizado pelos jogadores para locomoção. Também é muito útil na hora de escalar montanhas, já que pode saltar mais blocos do que o jogador, no entanto, não é possível entrar no nether com um cavalo. Além disso, outras características e comportamentos de um cavalo são: A animação do cavalo comendo grama não faz a mesma desaparecer; Se o jogador tentar selar um cavalo não domesticado, o mesmo levantará as patas dianteiras; Cavalos não atacam mesmo se forem atingidos; Podem ser presos a uma corda, com exceção do Cavalo Zumbi; Podem ser levados em carrinhos; Sua saúde regenera com o tempo, diferente de outros animais. Pronto! Dessa maneira o cavalo está domesticado e pode ser usado para navegar pelo mundo. Para controlá-lo, as teclas são mesmas para movimentação e pulo que utiliza com o jogador. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Como remover o cartão de crédito do PS4 e PS5

canaltech Para comprar jogos e assinaturas na PlayStation Plus, a loja virtual da Sony, é preciso inserir um método de pagamento, como um cartão de crédito, por exemplo. Depois, os dados do cartão costumam ficar salvos no sistema. Contudo, é possível removê-lo em poucos passos. Como assinar o PS Plus Como jogar online no PS4 e PS5 O Canaltech preparou um passo a passo para ajudar você a remover os dados do seu cartão do PS4 e do PS5. Confira: Como tirar o cartão do PS4 e PS5 Você precisa entrar na PlayStation Store para alterar ou remover seus métodos de pagamento (Captura de tela: Igor Pontes/Canaltech) Para remover o cartão de crédito no PS4, faça o seguinte: -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Acesse a PlayStation Store; Role até o fim da barra lateral e selecione Métodos de pagamento; Selecione um método de pagamento; Aperte em Excluir. Já no PS5, o passo a passo é o seguinte: Acesse Configurações. No PS5, essa opção é representada por uma engrenagem na parte superior; Vá em Usuários e contas; Selecione Conta; Clique em Pagamento e assinaturas; Aperte em Métodos de pagamento; Escolha um dos seus métodos de pagamento. Depois, pressione o botão de opções e selecione Remover. No PS5, o processo é um pouquinho diferente (Captura de tela: Felipe Goldenboy/Canaltech) Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções da internet diretamente no seu celular! Também é possível remover um cartão pelo navegador da web. Visite este site; Clique em Iniciar sessão, na parte superior da tela; Insira o e-mail e a senha da sua conta Sony; Clique na sua foto de perfil, no canto superior direito da tela, e depois em Gerenciamento de pagamentos; Escolha um método de pagamento e selecione Remover. Processo também é simples no navegador web (Captura de tela: Felipe Goldenboy/Canaltech) Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Encontrados 'remanescentes humanos' nas buscas por desaparecidos na Amazônia (ministro)

em - Internacional O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, anunciou nesta quarta-feira (15) que "remanescentes humanos foram encontrados" durante as buscas pelo jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira, desaparecidos há mais de dez dias na Amazônia."Acabo de ser informado pela @policiafederal que 'remanescentes humanos foram encontrados no local onde estavam sendo feitas as escavações', publicou Torres no Twitter, pouco antes de uma coletiva de imprensa anunciada pela Polícia Federal para informar sobre o avanço do caso. Veja Mais

DJI lança novos estabilizadores e transmissor para uso profissional

canaltech A DJI acaba de atualizar a sua linha de acessórios para cineastas e outros profissionais que realizam produção de conteúdo audiovisual. Além dos novos estabilizadores RS 3 e RS 3 Pro, a marca também mostrou o novo sistema DJI Transmission de retorno remoto em grande alcance. iPhone 14 deve ganhar câmera frontal com foco automático e lentes 6P O que faz uma câmera de celular ser boa? DJI RS 3 e RS 3 Pro DJI RS 3 oferece até 20% mais performance de estabilização (Imagem: Divulgação/DJI) Os novos estabilizadores são atualizações do modelo RSC 2 apresentado em 2020. É uma solução parecida com a que é vista na câmera Ronin 4 do ano passado, em que os mecanismos de trava dos estabilizadores são desativados automaticamente assim que o gimbal é ligado — dessa forma, é possível iniciar a ação de maneira praticamente instantânea, além de dispensar a necessidade de um rebalanceamento dos braços entre cada cena. De acordo com o que foi informado pela DJI, o RS 3 é capaz de oferecer até 20% mais performance de estabilização em comparação com o RSC 2. Ou seja, as mudanças mais significativas serão sentidas em gravações de maior ação, como perseguições, veículos em movimento ou ângulos mais próximos do solo. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- O DJI RS 3 ainda oferece um modo SuperSmooth para estabilização máxima em câmeras com muita aproximação, mesmo com lentes de até 100 mm. Também é possível iniciar gravações de forma distante da ação por meio de pareamento Bluetooth, com botão próprio de obturador. Tela integrada tem 1,8 polegada do RS 3 (Imagem: Divulgação/DJI) O produto traz uma pequena tela OLED de 1,8 polegada, que serve para ajustes de enquadramento, foco e outras configurações. Por meio dela, também é possível alterar parâmetros do estabilizador de forma mais intuitiva, sem a necessidade do aplicativo Ronin para smartphones. A construção do estabilizador abriga uma bateria capaz de oferecer uma autonomia de 12 horas, ou seja, um pouco mais baixa em comparação com as 14 horas do RSC 2. Mesmo assim, ainda é tempo suficiente para a gravação de muitos conteúdos, e o carregamento PD de 18 W garantirá que a carga seja restabelecida em um intervalo menor. Versão Pro aguenta equipamentos mais pesados (Imagem: Divulgação/DJI) Uma das principais diferenças da versão Pro está em seu tamanho e peso suportado: ele pode carregar equipamentos de até 4,5 kg, enquanto o RS 3 padrão é limitado a 3 kg. Mesmo assim, a construção do produto avançado permanece em 1,5 Kg, apenas 0,2 kg mais pesado em comparação com o modelo base. Além disso, o RS 3 Pro é o único a trazer sensores LiDAR semelhantes aos que estão presentes na Ronin 4D. Há ainda o DJI LiDAR Range Finder que transforma lentes manuais em componentes com foco automático, enquanto o ActiveTrack Pro mantém o foco correto em cenas mais movimentadas e complexas. DJI Transmission Display pode funcionar a uma distância de até seis quilômetros (Imagem: Divulgação/DJI) A nova solução da DJI também traz forte inspiração na câmera Ronin 4D: trata-se do DJI Transmission, um conjunto de emissor + receptor capaz de fazer com que imagens sejam transmitidas para um monitor distante da ação, em tempo real. A tela tem 7 polegadas, com um brilho máximo de 1.500 nits que deverá ser suficiente para uma experiência confortável em estúdios claros ou mesmo uso externo. O transmissor funciona em frequências de 2,4 a 5,8 GHz, capaz de enviar imagens em 1080p e 60 fps a uma distância de até 6 km, também com retorno de áudio e mantendo mínimos níveis de interferência. É possível parear múltiplos emissores de sinal com um mesmo receptor, via modo Broadcast. Esta função pode ser útil para ajustes de diversos ângulos em uma mesma cena, com rápida alternância entre cada câmera utilizada. Preços e disponibilidade Todos os produtos serão vendidos nos Estados Unidos e Europa, e poderão chegar a mais mercados na sequência. O preço sugerido de cada item pode ser conferido abaixo: DJI RS 3: 549 dólares (cerca de R$ 2.808 em conversão direta) DJI RS 3 Pro: 849 dólares (~R$ 4.343) DJI Transmission - conjunto completo: 2.499 dólares (~R$ 12.785) Transmissor de sinal de vídeo - vendido separadamente: 1.699 dólares (~R$ 8.692) Monitor receptor de vídeo - vendido separadamente: 1.099 dólares (~R$ 5.622) Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Home office: 82 vagas para trabalho remoto [15/06]

Home office: 82 vagas para trabalho remoto [15/06]

Tecmundo O Tecmundo em paceria com a  Remotar, traz uma  nova curadoria de vagas de trabalho para quem busca atuação 100% remota. As empresas selecionadas oferecem salário competitivo e diversos benefícios pensados no seu bem estar. Confira!Sobre a empresa: a Impulso realiza a alocação de profissionais e times completos de diferentes especialidades e níveis de conhecimento para desenvolver projetos de software e tecnologia para empresas como ESPN, Natura, ContaAzul dentre diversas outras de destaque em seus respectivos mercados. Leia mais... Veja Mais

Lançamentos da HBO Max na semana (15/06/2022)

canaltech Véspera de feriado é o momento ideal para assistir a um bom filme e uma boa série. E o catálogo da HBO Max está recheado de lançamentos para você aproveitar a merecida folga da semana em casa. Os 10 filmes mais assistidos da semana (11/06/2022) As 10 séries mais assistidas da semana (12/06/2022) E a principal adição do serviço de streaming é Ghostbusters: Mais Além, que demorou, mas chegou junto com a confirmação de uma continuação. O grande barato do filme é que ele dá sequência aos acontecimentos dos clássicos oitentistas, trazendo os elementos que fizeram sucesso anos atrás com uma nova roupagem e abordagem, além de rostos bem conhecidos da atualidade. Em outras palavras, tem todos os predicados para agradar fãs antigos e novos.   Falando em nostalgia, a HBO Max trouxe um dos desenhos mais clássicos dos anos 1980 para seu catálogo: Thundercats. No Brasil, quem cresceu assistido ao Xou da Xuxa e à TV Colosso com certeza vai poder matar as saudades das aventuras dos felinos de Thundera — e com a dublagem clássica em português. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Ainda na seara de produções conhecidas, a HBO Max trouxe uma boa quantidade de filmes de catálogo para seus assinantes nesta semana. Um dos que mais vale a pena assistir é Reine Sobre Mim, num timing perfeito com a estreia de Arremessando Alto na Netflix. É que o filme traz Adam Sandler em um de seus melhores papéis, justamente num filme dramático que mostra um homem sofrendo com as perdas que teve depois dos Ataques do 11 de Setembro. Para encerrar as dicas do que assistir nesse feriado, vale conferir o novo reality show da HBO Max: A Ponte – The Bridge Brasil. Apresentado por Murilo Rosa, o programa confina celebridades e anônimos numa cabana no meio da Mata Atlântica. O desafio é construir uma ponte que liga terra firma a uma estrutura no meio do lago, onde está o prêmio de R$ 500 mil. Simples, não fosse a alimentação restrita e os jogos psicológicos promovidos pela produção, bem no estilo Jogos Vorazes.   E o catálogo da HBO Max tem mais novidades para você. A seguir, você confere a lista completa com todos os lançamentos da semana. É só escolher seu filme ou série preferido, clicar e dar o play. Divirta-se! Por apenas R$ 14,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Todos os lançamentos da HBO Max na semana 10/06 A Ponte – The Bridge Brasil: 1ª Temporada Manayek: 1ª Temporada Trollstopia: Temporada 2 Os Jovens Titãs em Ação: Temporada 7 Superman & Lois: Novo episódio, Temporada 2 A Jangada Ghostbusters: Mais Além 11/06 Thundercats: 1ª Temporada A Unidade: Novo episódio, Temporada 2   12/06 Tom e Jerry: O Filme Tom e Jerry: O Anel Mágico 13/06 Let's Go Luna: 1ª Temporada A Mulher do Viajante do Tempo: Novo episódio, Temporada 1 O Bebê: Novo episódio, Temporada 1 Esta é Para Você: Novos episódios, Temporada 1 Barry: Novo episódio, Temporada 3 14/06 Fairy Tail: 1ª Temporada Starstruck: Temporada 2 Irma Vep: Novo episódio, Temporada 1 Gentleman Jack: Novo episódio, Temporada 2 Last Week Tonight with John Oliver: Novo episódio, Temporada 9 15/06 Reine Sobre Mim Temos Vagas Legalize Já: Amizade Nunca Morre A Nova Cinderela: Se o Sapato Encaixar Donnie Brasco A Maldição da Flor Dourada Todas as Garotas do Presidente Risco Máximo Meu Nome é Ray Descobrindo o Amor April Jones: As Fitas do Interrogatório   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Grey's Anatomy: para Jesse Williams, série acaba sem Ellen Pompeo

Grey's Anatomy: para Jesse Williams, série acaba sem Ellen Pompeo

Tecmundo Depois de 18 temporadas de Grey's Anatomy, pode ser que Ellen Pompeo, intérprete da protagonista Meredith Grey, esteja desembarcando da série. Mas, tanto para fãs quanto para a equipe, depois de tanto tempo, o programa não existe sem ela. Entre eles, está ninguém menos do que outra estrela do seriado, Jesse Williams.Em entrevista ao Access Hollywood, o ator, que interpretou Jackson Avery, disse que se a saída da atriz de fato ocorresse, "seria um show diferente". E completou: "Ela é o coração do show. Ela é Grey. Então, improvável".Leia mais... Veja Mais

PM prende três pessoas e recolhe drone que jogou fezes em apoiadores de Lula

O Tempo - Política Mais cedo, equipamento sobrevoou Universidade do Triângulo Mineiro, em Uberlândia, onde apoiadores do ex-presidente aguardam início de ato com Alexandre Kalil Veja Mais

Selic a 13,25%: quanto rendem os investimentos e onde colocar o dinheiro

G1 Economia Caderneta de poupança seguirá com retorno fixo de 6,17% ao ano + TR e vai continuar perdendo para outras aplicações em renda fixa. Veja quais opções ficam mais atrativas e simulações de rentabilidade. Notas, moeda, Real, dinheiro, notas de dinheiro Reprodução/Pixabay Com a alta da taxa básica de juros (Selic) para 13,25% ao ano, como fica a rentabilidade das aplicações financeiras e onde colocar o dinheiro para obter o melhor retorno? A elevação dos juros básicos da economia em mais 0,5 ponto percentual irá aumentar os rendimentos de investimentos em renda fixa e aplicações financeiras que acompanham a Selic como CDBs (Certificado de Depósito Bancário), títulos privados e títulos do Tesouro Direito. LEIA MAIS Copom eleva taxa Selic a 13,25% ao ano, maior juro desde 2016 Brasil segue na liderança do ranking mundial de juros reais Já na caderneta de poupança pouco muda. A modalidade de investimento mais popular do país seguirá com o retorno travado em 6,17% ao ano + TR (Taxa Referencial) e tende a continuar perdendo para a inflação e outras aplicações em renda fixa. Veja abaixo simulações de rentabilidade nas principais aplicações de renda fixa e o ranking dos investimentos mais buscados. Comparativo de investimentos Simulações do buscador de investimentos Yubb mostram que, com a Selic a 13,25%, diversas opções em renda fixa oferecem retorno de mais de 1% ao mês, com uma rentabilidade líquida (descontada a inflação e o imposto de renda) de até mais de 5% para o período de 12 meses. Veja quadro abaixo: QUIZ: Onde investir R$ 1 mil? Faça o quiz e veja qual investimento mais combina com você Entre as modalidades com maior retorno projetado estão as debêntures incentivadas, que são títulos emitidos por empresas para financiar seus projetos e operações, LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e LCA (Letras de Crédito do Agronegócio). Investimentos mais buscados Segundo o levantamento do Yubb, os investimentos em renda fixa foram os mais buscados no mercado financeiro neste início de mês. Os títulos do Tesouro Direto s CDBs, que contam com a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos) para aplicações de até R$ 250 mil, foram as aplicações mais procuradas entre 1 e 14 de junho. Veja o ranking: Tesouro Direto CDBs LCI/LCA LC/RDB Fundos multimercado Ações livres Fundos imobiliários (FIIs) Fundos de índice (ETFs) Debêntures Fundos de ações A perspectiva de proximidade do fim do ciclo de alta da Selic é vista como uma oportunidade para a compra de títulos pré-fixados ou que pagam a inflação mais um prêmio. "Seguimos enxergando um prêmio relativamente pequeno dos títulos longos em relação aos curtos. Dessa forma, reforçamos nossa visão de alocação em papéis de vencimentos curtos e intermediários. Em paralelo, os papéis de crédito privado estão elevando seus prêmios, aumentando a atratividade da relação risco-retorno para alguns emissores", destaca Vinicius Romano, head da área de renda fixa da Suno Research. Mesmo com a procura por CDBs em alta, a Anefac alerta que a modalidade precisa pagar acima de 85% do CDI para valer a pena e superar o retorno da poupança, uma vez que CDBs pagam IR de acordo com o prazo de resgate da aplicação. Uma dica é buscar opções de CDBs fora dos grandes bancos, que costumam oferecer retorno maior. Bancos digitais e fintechs também costumam oferecer 100% do CDI para o dinheiro depositado nas contas de pagamento. Isso significa, na prática, que estão espelhando uma remuneração equivalente a da Selic. Onde colocar o dinheiro e o que avaliar? No cenário atual, a renda fixa tende a continuar desbancando a renda variável em atratividade, uma vez que oferece diversas opções de menor risco com rentabilidade atrelada à Selic. Desde maio, o Brasil segue na liderança do ranking mundial de juros reais, o que torna o investimento em títulos públicos e privados brasileiros atrativo inclusive para os estrangeiros. Já o mercado de ações e renda variável tende a seguir pressionados pela maior alocação de recursos na renda fixa e pela piora do cenário externo. Os analistas destacam, porém, que para o investidor paciente, vale sempre ficar de olho em oportunidades de "ações baratas" de empresas com bons fundamentos, com potencial de valorização no longo prazo. "O atual cenário de inflação global continua pressionando fortemente os investimentos em renda variável, notadamente as ações brasileiras, ações americanas, fundos imobiliários e criptomoedas. A última leitura de inflação americana acima do esperado renovou as preocupações dos investidores com aumentos ainda mais contundentes da taxa de juros nos Estados Unidos. Caso isso aconteça, poderemos ver uma corrida mais severa a ativos menos arriscados, especialmente o dólar e os títulos públicos americanos, o que significaria quedas mais acentuadas para os ativos de renda variável (ações, fundos imobiliários e criptomoedas)", afirma Bernardo Pascowitch, CEO e fundador do Yubb. Vale lembrar que na hora de investir é preciso avaliar não só a rentabilidade, mas também os objetivos desse investimento, o tempo que o dinheiro pode ficar aplicado, a necessidade de eventual resgate antes do vencimento e a disposição a assumir mais ou menos risco. Com relação aos fundos de investimento, a principal vantagem é a contratação de uma gestão profissional de uma carteira diversificada de ativos. É importante, porém, ficar de olho nas taxas cobradas e no risco de sobe e desce do valor das cotas. A Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac) alerta que mesmo os fundos de renda fixa podem ter rendimento líquido inferior ao que é pago pela poupança quando a taxa cobrada é 2,5% ou mais por ano. "Aas discussões fiscais em torno de subsídios para determinados setores da economia trazem o fantasma do desequilíbrio fiscal e financeiro do governo federal. Este receio contribui para afastar investidores de ativos de risco e aumenta a demanda por investimentos mais seguros neste cenário com a taxa SELIC mais alta, como os títulos de renda fixa", acrescenta Pascowitch. Quanto rende R$ 1 mil na poupança? Desde o final do ano passado, quando a Selic ultrapassou o percentual de 8,50% ao ano, a rentabilidade da poupança voltou à regra antiga, deixando de pagar 70% da taxa básica de juros e passando a ter rendimento fixo de 6,17% ao ano + TR – o mesmo que já era pago para a chamada "poupança velha" (depósitos feitos até abril de 2012). Com a Selic em 13,25% ao ano, as contas antigas e novas da poupança terão um rendimento mensal de 0,62% ao mês, o que corresponde a uma rentabilidade de cerca de 7,70% ao ano, segundo cálculo da Anefac, já considerando no cálculo a variação da TR, que tende também a subir. Veja como como ficaria uma aplicação no valor de R$ 1 mil: rendimento de R$ 77 em 12 meses, totalizando R$ 1.077 ou 7,70% ao ano (6,17% ao ano + TR), considerando a manutenção da Selic no patamar de 13,25% ao ano. Poupança registra ganho real de 0,20% em maio Em maio, a caderneta de poupança rendeu 0,20% em termos reais, ou seja, já descontada a inflação medida pelo IPCA, que desacelerou e ficou em 0,47% no mês. No acumulado em 12 meses, entretanto, a rentabilidade real da modalidade de investimento mais popular do país ficou negativa em -5,71%, contra -6,52% no acumulado em 12 meses até abril, segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica. Já são 21 meses seguidos em que o retorno de 1 ano da caderneta perde para a inflação. Ou seja, quem deixou dinheiro na modalidade de investimento mais popular do país está perdendo poder de compra há quase 2 anos. Mesmo com expectativa de desaceleração da inflação nos próximos meses, a tendência da poupança é render no máximo a inflação, o que faz com que a modalidade seja indicada apenas como opção para o curto prazo e para quem tem poucos recursos disponíveis para investimentos. O mercado financeiro elevou para 8,89% a estimativa para a inflação neste ano, segundo a última pesquisa Focus do Banco Central. Para 2023, a meta de inflação foi fixada pelo governo em 3,25%, e será considerada formalmente cumprida se oscilar entre 1,75% e 4,75%. Para 2023, a projeção atual dos analistas é de inflação de 4,39% e taxa de juros em 9,75% no final do ano. Saques da poupança batem recorde no primeiro trimestre Veja Mais

Youtube Shorts passa marca de 1,5 bilhão de usuários por mês

Youtube Shorts passa marca de 1,5 bilhão de usuários por mês

Tecmundo O YouTube anunciou que seu serviço de Shorts está sendo assistido por mais de 1,5 bilhão de usuários logados todos os meses. Em setembro de 2021, o TikTok, principal rival nesse "mercado", contava com 1 bilhão de usuários mensais - e não temos números atualizados desde então.O Youtube Shorts foi criado há menos de dois anos como um rival do Reels e, principalmente, do TikTok, que ajudou a popularizar os vídeos curtos. Todas eles funcionam basicamente do mesmo modo: você tem uma timeline infinita com conteúdos que duram, majoritariamente, de 15 a 60 segundos e pode fazer sua própria produção no editor dos apps. O uso de filtros, músicas e transições é liberado, e o produto vai ser distribuído pelo algoritmo não só para seus seguidores. Leia mais... Veja Mais

Malware de origem chinesa se esconde no Linux até ser ativado pelos criminosos

canaltech Um novo malware focado em sistemas e servidores com Linux é capaz de se esconder de sistemas de monitoramento e softwares de segurança até ser ativado por “pacotes mágicos”. A praga Syslogk, de origem chinesa, cria uma backdoor nestas plataformas, que pode ser ligada ou desligada remotamente pelos criminosos, de acordo com a necessidade de explorações e comprometimentos das estruturas onde estiver instalado. Ataques de DDoS a partir de Linux aumentaram 254% em 2022 Linux e softwares de código aberto podem ser o futuro da segurança digital De acordo com os pesquisadores da Avast, que falaram sobre o tema, se trata de um malware ainda em desenvolvimento e que vem sendo usado em ataques contra infraestruturas e sistemas Linux. Ele estaria ligado a um grupo de ameaças chinês, o APT31 ou Zirconium, e entregaria um backdoor conhecido como Rekoobe. Já o Syslogk seria baseado em ferramentas de exploração que seguem em desenvolvimento, atingindo diferentes kernels do sistema operacional e ampliando suas capacidades de exploração e furtividade. No caso analisado pelos pesquisadores, a praga chegou a partir de um servidor SMTP de e-mail, criado pelos criminosos para ser instalado nas máquinas das vítimas. O malware permaneceu dormente no sistema até receber um “pacote mágico”, como são chamados fluxos de dados que usam formatos especiais para ativar recursos sem a necessidade de uma porta de escuta, com comandos altamente furtivos que dão acesso a possibilidades maliciosas igualmente ocultas. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Neste caso, a tarefa é a ativação do Rekoobe a partir do Syslogk, com o mesmo processo também podendo ser usado para desativar a backdoor e até a remover completamente dos sistemas contaminados. Tais atributos também fazem com que a ameaça apareça no sistema na forma de processos legítimos, com os administradores, muitas vezes, percebendo o perigo somente quando é tarde demais. O cuidado na instalação de recursos e a atenção a elementos furtivos funciona como medida de proteção, enquanto atualizações de sistema podem implementar defesas com as quais o Syslogk pode não ser capaz de lidar por enquanto. A Avast, em seu alerta, também exibe indicadores de comprometimento e amostras das pragas que podem ser usadas em tarefas de análise. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Estes apps com vírus para Android somam mais de 2 milhões de downloads Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Stranger Things | Teoria sugere que Vecna apareceu em outras temporadas Rover Perseverance encontra estranha "cabeça de cobra" em Marte Veja Mais

Lula publica foto com Kalil antes do início de evento em Uberlândia

O Tempo - Política Os dois subirão pela primeira vez no mesmo palanque na noite desta quarta-feira (15) Veja Mais

Tesla lidera em acidentes envolvendo carros autônomos

Tesla lidera em acidentes envolvendo carros autônomos

Tecmundo Nesta quarta-feira (15), a Administração Nacional de Segurança no Tráfego Rodoviário dos Estados Unidos (NHTSA) divulgou dados sobre acidentes relacionados aos veículos autônomos, que usam tecnologias de assistência como o Tesla Autopilot. Nos últimos nove meses, 367 acidentes com veículos inteligentes foram registrados, sendo que 273 desses acidentes envolveram um Tesla.Os dados também informam que ocorreram 11 casos de morte ou ferimentos graves das 98 colisões graves registradas — cerca de 294 incidentes não divulgaram informações sobre possíveis ferimentos aos condutores ou passageiros. A Honda ficou logo atrás da Tesla com 90 acidentes registrados, enquanto a Subaru relatou 10 colisões.Leia mais... Veja Mais

Concluída votação que limita ICMS da gasolina a 17% - 15/06/22

Concluída votação que limita ICMS da gasolina a 17% - 15/06/22

Câmana dos Deputados A Câmara aprovou emendas do Senado e concluiu a votação do projeto que limita o ICMS de combustíveis, energia, telecomunicações e transporte público. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #Gasolina #ICMS Veja Mais

Nova mais "apressada" já registrada veio de sistema misterioso

canaltech Uma equipe de astrônomos observou o que pode ser a nova mais rápida já registrada: ela foi chamada "V1674 Hercules", e ajudou a equipe a identificar uma anã branca se alimentando da matéria de uma estrela vizinha. O evento pouco comum foi muito breve, e poderá ajudar os pesquisadores a entender melhor as características da nova e até questões mais amplas, como a morte das estrelas e a evolução do universo. Como as estrelas morrem? Entenda os diferentes tipos de ciclo estelar Supernovas são as principais formadoras deste elemento misterioso As novas são explosões de luz em sistemas binários, formados por uma anã branca (o núcleo deixado por estrelas massivas) e alguma outra estrela. Por ter alta densidade, a anã branca “arranca” matéria de sua vizinha e a acumula em sua superfície; o novo material é aquecido e causa uma reação descontrolada, que libera energia e matéria a altíssimas velocidades. Este processo é observado na forma da luz visível. No caso, a V1674 Hercules foi observada em junho do ano passado, e era tão brilhante que podia ser vista a olho nu. Contudo, seu brilho enfraqueceu em pouco mais de um dia — considere que a supernova mais “apressada” anteriormente conhecida levou cerca de três dias para perder sua luminosidade. Novas tão rápidas assim são raras, tornando a V1674 Hercules um objeto importante para estudos. Além da velocidade, o sistema guardava outras surpresas para os pesquisadores. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Representação de um sistema binário formado por uma anã branca coletando matéria de uma estrela vizinha (Imagem: Reprodução/NASA/CXC/M.Weiss) Duas delas foram a luz e energia emitidas, que pulsavam. Eles descobriram que, a cada 501 segundos, havia uma breve oscilação observável na luz visível e em raios X, que segue ocorrendo mesmo um ano após o evento. “O mais estranho é que esta oscilação foi observada antes da explosão, mas ela também estava evidente quando a nova estava 10 magnitudes mais brilhante”, observou Mark Wagner, coautor do estudo. Além disso, a equipe identificou uma espécie de "vento" enquanto monitorava a matéria ejetada pela supernova. O tal vento pode depender da posição da anã branca e de sua vizinha, e parece estar determinando o fluxo do material para o espaço ao redor do sistema. “Ainda estamos observando o sistema, e sabemos que a anã branca ainda não se aquietou”, disse Sumner Starrfield, outro coautor do estudo. Agora, os autores planejam investigar a causa e os processos por trás da explosão, porque ela foi tão rápida e até as forças por trás do vento observado. “Uma das coisas que vamos aprender com esta nova é, por exemplo, quanto lítio foi produzido pela explosão”, explicou Starrfield. “Temos alto grau de certeza hoje que uma parte significativa do lítio que temos na Terra foi produzida por explosões deste tipo”. O artigo que descreve as descobertas foi publicado na revista Research Notes of the American Astronomical Society. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Estes apps com vírus para Android somam mais de 2 milhões de downloads Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Stranger Things | Teoria sugere que Vecna apareceu em outras temporadas Rover Perseverance encontra estranha "cabeça de cobra" em Marte Veja Mais

BASTARD!! Netflix divulga trailer inédito do anime; assista!

BASTARD!! Netflix divulga trailer inédito do anime; assista!

Tecmundo Nesta quarta-feira (15), a Netflix divulgou um trailer inédito para BASTARD!!, remake do anime clássico dos anos 1990 baseado no mangá homônimo escrito e ilustrado por Kazushi Hagiwara. Junto das imagens, desenvolvidas no estúdio LidenFilms, a plataforma de streaming também confirmou a data de estreia da produção para o dia 30 de junho deste ano.Você pode conferir o trailer na íntegra logo abaixo!Leia mais... Veja Mais

Pesquisa: brasileiros investem mais em criptomoedas do que franceses e ingleses

canaltech Relatório da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que no Brasil, quando se fala em investimentos, ainda há um maior favoritismo pela segurança da poupança e das aplicações em renda fixa. A pesquisa mostra que 37,5% e 21% dos entrevistados têm preferência por essas opções, respectivamente. E quando se trata na destinação de dinheiro em criptomoedas, os brasileiros estariam à frente de países como França e Inglaterra. Nubank vai aderir às criptomoedas, revela cofundador David Vélez Em baixa, criptomoedas perdem nível de US$ 1 trilhão no mercado; veja cotações O levantamento "Riscos relevantes para o investidor brasileiro, francês e inglês" aborda os perfis de investidores dos três países e teve a participação de 595 entrevistados, sendo 200 brasileiros, 198 franceses e 197 ingleses. Cerca de 14,5% dos empreendedores nacionais disseram que costumam aplicar dinheiro em criptomoedas — um percentual bastante superior em relação aos europeus. Apenas 3% dos franceses e 1,5% dos ingleses disseram destinar verba em moedas digitais. A pesquisa também abordou o percentual de pessoas que preferem as criptomoedas em vez de outras opções do mercado tradicional, como ações de bolsa de valores, fundos de investimento e outras alternativas de renda variável e ativos de risco. Nessa questão, os ingleses ficaram à frente, com 17,5% assumindo predileção pelas moedas digitais, à frente dos brasileiros (16,1%) e dos franceses (12,6%). -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Outros aspectos interessantes da pesquisa mostram que os brasileiros costumam buscar resultados de curto prazo, preferindo ativos com retorno rápido; e que geralmente seguem as recomendações dos gerentes de bancos, enquanto os investidores dos países europeus normalmente seguem escolhas próprias. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Suspeito confessa que enterrou corpos de jornalista e indigenista desaparecidos

em - Internacional Um dos dois detidos pelo desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira na Amazônia brasileira confessou ter enterrado os corpos na selva, informou a polícia nesta quarta-feira (15), que encontrou remanescentes humanos restos humanos no local.O suspeito Amarildo da Costa de Oliveira, conhecido como 'Pelado', "narrou em detalhes o crime e indicou onde enterrou os corpos", um lugar "de muito difícil acesso" selva adentro, informou Eduardo Alexandre Fontes, chefe da Polícia Federal do Amazonas."Pela confissão e o lugar indicado, há grandes chances" de que os cadáveres sejam de Phillips e Pereira, "mas só teremos certeza após os exames" de identificação, completou.Pelado, detido na semana passada, levou nesta quarta-feira a polícia até o lugar onde afirmou ter afundado a embarcação usada pelos dois desparecidos e enterrados os corpos.Colaborador do jornal The Guardian, Phillips, de 57 anos, estava escrevendo um livro sobre a preservação ambiental na Amazônia.Pereira, especialista da Fundação Nacional do Índio (Funai), atuava como guia de Phillips nesta região perigosa e de difícil acesso do Vale do Javari, uma região estratégica para os narcotraficantes, na qual também atuam garimpeiros, pescadores e madeireiros ilegais.Um ativo defensor das comunidades indígenas, Pereira havia recebido ameaças desses grupos criminosos que invadem as terras protegidas para explorar seus recursos.Ambos foram vistos pela última vez no domingo, 5 de junho, enquanto navegavam pelo rio Itaquaí.- "Fim da angústia de não saber" -A esposa do jornalista inglês, a brasileira Alessandra Sampaio, declarou que, embora ainda aguarde as "confirmações definitivas", trata-se de um "desfecho trágico" que "põe fim à angustia de não saber o paradeiro de Dom e Bruno".Hoje, se inicia também nossa jornada em busca de justiça. Espero que as investigações esgotem todas as possibilidades e tragam respostas definitivas", completou em um comunicado.Após dez dias de buscas intensas, as autoridades haviam encontrado vestígios de sangue em uma embarcação do primeiro detido e material "aparentemente humano" que já estava sendo analisado em Brasília. Também foram encontrados objetos pessoais, como roupas e calçados.O presidente Jair Bolsonaro havia dito esta semana que "vísceras humanas" haviam sido encontradas flutuando no rio, mas essa informação não foi confirmada pela Polícia Federal. Após o desaparecimento, Bolsonaro qualificou a incursão de Phillips e Pereira como uma "aventura não recomendável" e, nesta quarta-feira, disse que o repórter era "malvisto" na região amazônia por seu trabalho informativo sobre atividades ilegais como o garimpo."Esse inglês, ele era malvisto na região porque ele fazia muita matéria contra garimpeiros, [sobre] a questão ambiental", disse o presidente durante uma entrevista nesta quarta ao canal da jornalista Leda Nagle no YouTube.O desaparecimento de Phillips e Pereira gerou uma onda de solidariedade internacional e voltou a provocar críticas contra o governo Bolsonaro, acusado de incentivar as invasões de terras indígenas e sacrificar a preservação da Amazônia para sua exploração econômica.GOOGLE Veja Mais

EUA irão colaborar com Colômbia 'independentemente dos resultados' eleitorais, diz Blinken

em - Internacional Os Estados Unidos irão colaborar com o próximo governo da Colômbia "independentemente dos resultados" das eleições presidenciais, cujo segundo turno será realizado neste fim de semana, disse nesta quarta-feira (15) o secretário de Estado americano, Antony Blinken."Independentemente dos resultados, os Estados Unidos esperam trabalhar com o próximo governo para seguir com o progresso em andamento e o relacionamento que gerações de nossos funcionários e cidadãos construíram juntos", afirmou Blinken em um evento em Washington pelos 200 anos de suas relações bilaterais."No mês passado vimos a força da democracia em ação", comentou Blinken, que destacou a alta participação no primeiro turno, em 29 de maio.Os colombianos elegerão no domingo o sucessor do presidente Iván Duque, em uma votação entre o ex-guerrilheiro e senador Gustavo Petro e o excêntrico milionário Rodolfo Hernández.No evento, no Museu Nacional de Diplomacia Americana, que contou com a presença de Duque, foi apresentado o livro "História de uma relação especial: Colômbia-Estados Unidos 200 anos"."Garantimos com a força pública que no próximo domingo todos os colombianos vão votar livremente e, claro, também vamos respeitar o resultado dos colombianos nas urnas", disse à imprensa o presidente, que negou ter se reunido com o candidato Hernández. "Não faço as coisas por trás", declarou.O chefe da diplomacia americana agradeceu a Duque por "sua liderança" durante a Cúpula das Américas na semana passada, cercada pela polêmica sobre a recusa de Washington em convidar Cuba, Venezuela e Nicarágua, que considera ditaduras. Bogotá apoiou essa posição, criticada por países como México e Argentina.Blinken elogiou o compromisso da Colômbia com a paz e o progresso, quando há apenas algumas décadas seu futuro "estava em risco" por cartéis de drogas e grupos insurgentes. Com os anos, "a Colômbia se tornou um exportador de segurança em nosso hemisfério", afirmou.Por sua vez, Duque agradeceu ao governo do presidente americano Joe Biden por ter elevado as relações bilaterais ao declarar a Colômbia um aliado estratégico não membro da Otan.A relação entre a Colômbia e os Estados Unidos é "um exemplo do que podem fazer as políticas bipartidárias e bicamerais", disse ele. Veja Mais

Lula diz que Kalil fará em Minas 'igual ele fez no Atlético'

O Tempo - Política Petista discursou com Kalil ao seu lado e disse que viajará o Estado inteiro ao lado do pré-candidato ao governo de Minas durante a campanha Veja Mais

Elon Musk acha que criptomoedas já eram e aponta qual o próximo setor a "morrer"

canaltech O homem mais rico do mundo, Elon Musk, é fã confesso de criptomoedas, especialmente da Dogecoin, o ativo-meme que tem como mascote um cachorro. E, assim como costuma fazer com outros assuntos, nesta semana ele destilou uma polêmica opinião sobre a atual desvalorização das moedas digitais. E mais: em uma postagem no Twitter, também apontou que o mercado imobiliário será o próximo setor da economia a colapsar. O que é staking de criptomoedas? Quais as diferenças entre criptomoedas e tokens? Musk comentou um meme postado pelo cocriador da Dogecoin, Billy Markus. A imagem publicada no Twitter mostra o desenho de um ceifador se aproximando de uma porta com a placa escrito "real state”, uma menção em inglês para o setor imobiliário. O desenho da “morte” está batendo na porta, após ter passado pelas opções do mercado de ações e das criptomoedas. Musk concorda com a brincadeira, demonstrando pouca crença no mercado de ações e de cripto. E mais, que o setor imobiliário seria o próximo da lista. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- True — Elon Musk (@elonmusk) June 15, 2022 O CEO da empresa de carros elétricos Tesla tem divulgado amplamente nos últimos dois anos que investe em criptomoedas — inclusive, a própria fabricante de carros tem parte do capital investido em Bitcoin. A companhia aplicou US$ 1,5 bilhão (R$ 7,5 bilhões) em Bitcoin em fevereiro de 2021. Em carta aos acionistas, a diretoria explicou que esse montante é uma maneira de dar “flexibilidade, diversificar ainda mais e maximizar o retorno do nosso dinheiro”. Em março, Musk revelou que, apesar das recentes desvalorizações que atingem o mercado nos últimos meses, não venderia as criptomoedas que possui — não dá para saber se isso possa ter mudado nesta semana. O bilionário nunca divulgou quanto de sua fortuna está associada às moedas digitais. Assim como as criptomoedas, mercado imobiliário sofre queda O mercado imobiliário mostrou recentemente sinais de desaceleração, logo após ter passado por um momento de otimismo no período da pandemia, à medida que a inflação atinge níveis alarmante e bancos centrais seguem aumentando as taxas de juros. Com isso, crescem as preocupações de que o setor siga o mesmo caminho que ações de bolsas de valores e as criptomoedas. A Reuters divulgou no começo de junho uma pesquisa com a opinião de diversos especialistas imobiliários. Eles acreditam que a fase de aumentos de preços pode estar chegando ao fim. Contudo, isso não quer dizer que os imóveis estarão mais acessíveis nos próximos meses. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Nova mutante da Marvel consegue conter o "imparável" Fanático

canaltech O Fanático, um dos vilões mais clássicos dos X-Men, é conhecido pelo incomum adjetivo "imparável" por causa de sua grande força e invulnerabilidade provocada por um rubi mágico, que o permite arrasar quase qualquer obstáculo à frente. Apesar de Cain Marko sempre dar muito trabalho em combate, há uma categoria de poder que consegue pará-lo com relativa facilidade. Os X-Men existem no universo dos Vingadores depois de Doutor Estranho 2? X-Men: quais são as quatro classes oficiais de poderes mutantes? Atenção: spoilers a seguir! E não, não estamos falando da telepatia do seu meio-irmão Charles Xavier. Na HQ Legion of X nº 2, lançada há pouco pela Marvel nos EUA, Marko finalmente conseguiu entrar em Krakoa por fazer parte da nova equipe Legionários, liderada por Noturno. Lembre-se que a ilha-nação é feita para mutantes, e o Fanático é um humano comum cujos poderes vêm da magia. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Na trama de Si Spurrier (roteiro) e Jan Bazaldua (arte), conseguiu o acesso a Krakoa após uma votação do Conselho Silencioso em troca de fazer parte do novo grupo mutante. Eles chegam ao misterioso Skinjacker, que tem o poder de possuir o controle de outros corpos, como o de Banshee. Para o azar dos heróis, o Fanático vira a nova vítima dele. Cena de Legion of X nº 2 onde o Fanático é imobilizado com falta de gravidade (Imagem: Reprodução/Marvel) Mas, também para a sorte deles, a legionária Marinette, presente no local, é capaz de manipular a gravidade. Em instantes, ela coloca Marko para levitar. Sem nenhum ponto de impulso no meio do ar, o Fanático tem sua capacidade de danos completamente contida. É verdade que Jean Grey já tentou isso na primeira luta dele contra os X-Men, mas na época foi dito que o poder do Fanático conseguia resistir à telecinesia dela. Com a ausência de gravidade, não houve problema. Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Apesar de seu grande poder físico, Cain Marko tem uma personalidade frágil e complexada que não lida muito bem com derrotas, vide as várias vezes que o Professor X conseguiu colocá-lo para dormir após os X-Men tirarem o capacete anti-telepatia do ex-vilão, hoje um anti-herói. É possível que essa forma simples e até meio ridícula de pará-lo traga mais um pequeno trauma para ele. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Hackers geram o maior ataque DDoS da história, que não dá certo

Hackers geram o maior ataque DDoS da história, que não dá certo

Tecmundo A empresa de infraestrutura web Cloudflare conseguiu evitar o novo maior ataque distribuído de negação de serviço (DDoS) HTTPS da história. De acordo com o anúncio, relatado pela Bleeping Computer, foram realizadas 26 milhões de solicitações por segundo.Em um ataque DDoS, são enviadas milhares de solicitações para que a vítima não consiga lidar com tantos pedidos e o alvo pare de funcionar corretamente. Nesse caso, teria sido um ataque de inundação HTTP, do tipo "camada 7", que se torna mais complexo, pois é mais difícil distinguir o que é malicioso e o que é o tráfego normal.Leia mais... Veja Mais

Kalil diz que sentiu vergonha após provocação de Zema a Lula no Twitter

O Tempo - Política Mais cedo, governador disse que reforçaria policiamento em Uberlândia, justamente no dia da visita do ex-presidente à cidade Veja Mais

Histórias jornalísticas de todo o mundo sobre crise climática são premiadas por ONG

em - Internacional O derretimento das geleiras na Groenlândia, as sucessivas ondas de calor na Califórnia ou o perigo do aumento do nível do mar nas cidades costeiras, estas são algumas das histórias que a ONG Covering Climate Now reconheceu na entrega de seus prêmios para diferentes trabalhos jornalísticos que abordaram a crise da mudança climática.O júri, composto por 58 jornalistas de todo o mundo, louvou a forma na qual os ganhadores descreveram a urgência da crise climática, posicionando os holofotes em "numerosas soluções" para a crise, fazendo pressão sobre os atores políticos e a população para agir.Entre os trabalhos premiados estão um curto documentário da HBO Max sobre a jornada de dois jovens irmãos provenientes de uma família de fazendeiros estabelecida há seis gerações em Iowa, uma região do meio oeste americano, onde a exploração agrícola sofre ciclos de inundações e secas incessantes.O vídeo de 30 minutos mostra como "uma pequena história se torna grande, importante", sobre uma família feliz de trabalhar na agricultura, mas que reconhece que, pouco a pouco, a mudança climática torna o seu modo de vida insustentável.Justin Worland, da revista Time, foi indicado como Jornalista do Ano, e a Agência France-Presse (AFP) foi reconhecida por um projeto audiovisual "de caráter mundial" sobre os efeitos do aumento do nível do mar nas cidades costeiras e seu impacto nas populações mais pobres no mundo.Entre outros laureados estão a emissora Al Jazeera por sua reportagem sobre Saint-Louis, no Senegal, um sítio reconhecido pela Unesco como patrimônio da humanidade afetado pelo aumento do nível do mar; a televisão pública americana PBS por sua cobertura da COP26, na Escócia; e uma série de podcast do jornal britânico The Guardian sobre as nações insulares do Pacífico."A melhoria da cobertura de imprensa é uma solução essencial para o clima, um catalisador que torna mais prováveis os avanços em todos os componentes do problema, da política à economia, da mudança do modo de vida à mudança de sistema", explicou Mark Hertsgaard, diretor-geral da Covering Climate Now.Para a segunda edição desses prêmios, os 23 premiados foram selecionados entre 900 candidatos de 65 países. Veja Mais

Encontrados 'remanescentes humanos' nas buscas por desaparecidos na Amazônia

em - Internacional O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, anunciou nesta quarta-feira (15) que "remanescentes humanos foram encontrados" durante as buscas pelo jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira, desaparecidos há mais de dez dias na Amazônia."Acabo de ser informado pela @policiafederal que 'remanescentes humanos foram encontrados no local onde estavam sendo feitas as escavações', publicou Torres no Twitter, pouco antes de uma coletiva de imprensa anunciada pela Polícia Federal para informar sobre os avanços do caso. O anúncio ocorre depois que vários veículos locais reportaram que os dois suspeitos detidos por envolvimento no caso teriam dito à polícia que Phillips e Pereira foram assassinados e confessaram sua participação no crime.As autoridades não confirmaram este dado até o momento.Nesta quarta-feira, um dos suspeitos foi levado pela polícia ao local das buscas da cidade de Atalaia do Norte, onde estava detido, segundo imagens da TV local.De acordo com a polícia, os suspeitos são Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como "Dos Santos", detido na terça, e Amarildo da Costa de Oliveira, um pescador apelidado de "Pelado", que foi detido na semana passada.Colaborador do jornal The Guardian, Phillips, de 57 anos, estava escrevendo um livro sobre a preservação ambiental na Amazônia.Pereira, especialista da Fundação Nacional do Índio (Funai), atuava como guia de Phillips nesta região perigosa e de difícil acesso do Vale do Javari, uma região estratégica para os narcotraficantes, na qual também atuam garimpeiros, pescadores e madeireiros ilegais.Ambos foram vistos pela última vez no domingo, 5 de junho, enquanto navegavam pelo rio Itaquaí.Após dez dias de buscas intensas, as autoridades haviam encontrado vestígios de sangue em uma embarcação do primeiro detido e material "aparentemente humano" que já estava sendo analisado em Brasília. Também foram encontrados objetos pessoais, como roupas e calçados.O presidente Jair Bolsonaro havia dito esta semana que "vísceras humanas" haviam sido encontradas flutuando no rio, mas essa informação não foi confirmada pela Polícia Federal. Após o desaparecimento, Bolsonaro qualificou a incursão de Phillips e Pereira como uma "aventura não recomendável" e, nesta quarta-feira, disse que o repórter era "malvisto" na região amazônia por seu trabalho informativo sobre atividades ilegais como o garimpo."Esse inglês, ele era malvisto na região porque ele fazia muita matéria contra garimpeiros, [sobre] a questão ambiental", disse o presidente durante uma entrevista nesta quarta ao canal da jornalista Leda Nagle no YouTube.O desaparecimento de Phillips e Pereira gerou uma onda de solidariedade internacional e voltou a provocar críticas contra o governo Bolsonaro, acusado de incentivar as invasões de terras indígenas e sacrificar a preservação da Amazônia para sua exploração econômica.GOOGLE Veja Mais

Homem que tentou matar ex-presidente Reagan em 1981 está livre

em - Internacional John Hinckley, que em 1981 tentou assassinar o ex-presidente americano Ronald Reagan, recuperou totalmente sua liberdade nesta quarta-feira (15), seis anos depois de deixar um hospital psiquiátrico.No início de junho, um tribunal de Washington decidiu que, após décadas de tratamento e exames psiquiátricos, Hinckley - hoje com 67 anos - não é mais uma ameaça e as condições impostas a ele após sua libertação seriam suspensas em 15 de junho."Após 41 anos, dois meses e 15 dias, estou livre!!!", tuitou Hinckey nesta quarta-feira.Hinckley atirou em Reagan e em três outras pessoas com um revólver do lado de fora de um hotel em Washington em 30 de março de 1981, alegando que o fez porque queria impressionar a atriz Jodie Foster, por quem ficou obcecado depois de ver o filme "Taxi Driver: Motorista de Táxi".Todas as quatro vítimas do ataque sobreviveram, embora o secretário de imprensa de Reagan, James Brady, tenha ficado parcialmente paralisado e confinado a uma cadeira de rodas.No julgamento de 1982, Hinckley foi considerado inocente com base em sua condição psicológica e enviado para o Hospital St. Elizabeths, uma instituição psiquiátrica de Washington, onde passou 34 anos.Em setembro de 2016, ele foi libertado, mas forçado a morar com sua mãe idosa em um condomínio fechado em Williamsburg, Virgínia, sob uma longa lista de restrições, incluindo o monitoramento de seus movimentos, seus dispositivos eletrônicos e contas online.Ele também foi proibido de entrar em contato com Foster ou viajar para qualquer área onde um atual ou ex-presidente, vice-presidente ou membro do Congresso pudesse estar presente.Hinckley também não podia falar com a mídia ou postar suas memórias na internet, ou exibi-las pessoalmente sem autorização.Um relatório do governo sobre Hinckley apresentado ao tribunal em 19 de maio disse que seu estado mental "permaneceu estável" e que sua doença psiquiátrica estava em "remissão completa e sustentada há décadas"."Ele não relatou ou exibiu quaisquer sintomas psiquiátricos consistentes com humor, ansiedade ou transtorno psicótico", segundo o relatório.Nos últimos anos, Hinckley foi submetido à musicoterapia, começou a tocar guitarra e a cantar canções de folk-country no YouTube e outros sites de música.Em dezembro, ele anunciou que lançará um álbum com suas músicas.GOOGLE Veja Mais

Sonic Frontiers terá duração de 20 a 30 horas, revela diretor

Sonic Frontiers terá duração de 20 a 30 horas, revela diretor

Tecmundo O diretor de Sonic Frontiers, Morio Kishimoto, revelou que o jogo deve ter uma duração média de 20 a 30 horas. No caso dos chamados jogadores colecionistas, que querem conseguir 100% do game, a duração pode chegar até a 60 horas.As informações foram divulgadas em entrevista ao site IGN nesta quarta-feira (15). Kishimoto explicou que as atividades presentes na Open Zone, nome do mundo aberto, é o motivo para que a duração seja bem maior que títulos anteriores do ouriço azul.Leia mais... Veja Mais

Encontrados "remanescentes humanos" nas buscas por jornalist...

em - Internacional Encontrados "remanescentes humanos" nas buscas por jornalista e indigenista desaparecidos na Amazônia (ministro) Veja Mais

Como atualizar todos os aplicativos de uma vez só

canaltech Descobrir como atualizar todos os aplicativos de uma vez só, pode ser algo muito prático. Afinal, diariamente vários apps são atualizados com correções e novidades através das lojas de aplicativos. No entanto, atualizá-los individualmente é um processo que pode tomar certo tempo, à medida que cada atualização é lançada de maneira independente pelos desenvolvedores. Como ver os apps ocultos no celular Android Como atualizar o sistema no meu Android ou iPhone Pensando nisso, a fim de deixar o processo de atualização mais prático e intuitivo existe um recurso que atualiza todos os seus apps de uma vez só, disponível para Android e iOS. Nesta matéria, veja como detectar novas atualizações e atualizar todos seus aplicativos no celular! Como atualizar todos os aplicativos de uma vez só no Android Acesse a Google Play Store; Toque no seu ícone de "Perfil"; Em seguida, acesse a opção "Gerenciar apps e dispositivos"; Feito isso, é só tocar em "Atualizar tudo" na categoria "Atualizações disponíveis". Acesse a Google Play Store para atualizar todos os seus aplicativos (Captura de tela: Canaltech/Felipe Freitas) Como atualizar todos os aplicativos de uma vez só no iPhone Acesse a App Store; Toque no seu ícone de "Perfil"; Em seguida, role a tela até "Atualizações automáticas"; Feito isso, é só tocar em "Atualizar Tudo". Também é possível detectar atualizações futuras no iOS (Captura de tela: Canaltech/Felipe Freitas) Em ambos os sistemas operacionais você pode detectar novas atualizações na mesma página onde atualiza aplicativos. No Android, é só tocar em "Ver detalhes" para procurar novas atualizações. Já no iOS, basta arrastar a página para baixo para detectar atualizações futuras. Gostou dessas dicas? Compartilhe essa matéria com seus amigos! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Netflix apresenta primeiro trailer de Matilda: O Musical

canaltech A Netflix divulgou o primeiro trailer de sua nova adptação: Matilda: O Musical. O filme ainda não tem data de estreia confirmada, mas deve ser lançado no streaming em dezembro de 2022. Netflix compra empresa dona de A Fantástica Fábrica de Chocolate e Matilda 10 dos melhores filmes infantis para assistir na Netflix A produção conta a história de uma menina chamada Matilda Wormwood que tem alguns poderes especiais e os usa para pregar peças em seus pais, defender seus amigos do bullying no colégio e do metódo disciplinar rígido da diretora Srta. Trunchbull. Matilda vai virar musical na Netflix, mas ainda não tem data de estreia definida (Imagem: Divulgação/Netflix) O elenco principal traz Alisha Weir como a protagonista, Emma Thompson como a vilã Srta. Trunchbull e Lashana Lynch como a Srta. Honey, a professora que ajuda a garota. A direção fica por conta de Matthew Warchus, o mesmo de Orgulho e Esperança. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Quais as diferenças do filme original? O musical da Netflix é inspirado no longa original de 1996, e já no trailer é possível perceber muitas semelhanças entre os cenários (o colégio) e as vestimentas (os uniformes dos alunos e a roupa da diretora). O que diferencia são as músicas apresentadas durante o trailer, algo já esperado por se tratar de um musical.   Já a cena clássica da Srta Trunchbull, arremessando uma criança (o chamado arremesso martelo) é um dos pontos altos do trailer, e o que traz mais identificação do público. Ponto positivo também para a caracterização de Emma Thompson para interpretar a vilã. Matilda no teatro Além de ser inspirado no filme original, o longa da Netflix é uma adaptação do espetáculo teatral Matilda: o Musical, do dramaturgo Dennis Kelly (que também participa da adaptação da Netflix) e do compositor Tim Minchim. Mind your pigtails...Here's your first look at Emma Thompson as Miss Trunchbull in Roald Dahl's Matilda the Musical. pic.twitter.com/W0ocBhW3Lc — Netflix (@netflix) June 15, 2022 Eles estrearam a peça em 2011 no West End, na Inglaterra, e em 2013 chegaram à Broadway, nos Estados Unidos, onde ficaram com o musical em exibição até 2017.O musical teve dez indicações (máximo de sua categoria) aos Prêmios Olivier, a principal premiação de teatro da Inglaterra, além de ser indicado a diversos Tony Awards, a premiação máxima do teatro de Nova York. Tanto o filme original, quanto a peça de teatro e a adaptação da Netflix são inspirados no livro infantil Matilda, de Roal Dahl. Resta saber agora se o streaming vai conseguir tanto sucesso quanto as duas primeiras obras. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Nova simulação revela formação de aglomerado de estrelas “bebês”

canaltech Uma equipe de astrônomos desenvolveu um novo modelo que simula a formação e evolução de aglomerados de estrelas “bebês”. A equipe foi liderada por Michiko Fujii, astrônoma da Universidade de Tokyo, e o modelo produzido poderá ajudar a explicar como bolhas de gás ionizado são “sopradas” para longe das estrelas mais massivas do aglomerado. Como nasce uma estrela? O que é evolução estelar? Geralmente, os “berçários estelares” ocorrem em nuvens de hidrogênio gasoso frio. As mais brilhantes e massivas estrelas recém-nascidas ionizam o gás próximo delas, aquecendo-o tanto que acabam impedindo a formação de novas delas. Em alguns casos, a bolha ionizada não está centralizada nas estrelas mais massivas do aglomerado — isso ocorre na Nebulosa de Órion, a cerca de 1.300 anos-luz da Terra. Estrelas recém-nascidas na Nebulosa de Órion, com "cobertores" de gás e poeira (Imagem: Reprodução/NASA/ESA, L. Ricci (ESO) Agora, Fujii e seus colegas sugerem que as estrelas massivas, dispersas pelas interações gravitacionais em regiões formadoras de estrelas, podem abrir buracos no gás molecular denso da região central, ajudando a formar bolhas ionizadas fora do centro. A teoria foi proposta após desenvolveram uma simulação capaz de reproduzir o movimento de estrelas individuais com alta precisão. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Depois, eles usaram o supercomputador ATERUI II para aplicar o modelo, com o objetivo de imitar a Nebulosa de Órion (que tem a tal bolha gasosa). No fim, as simulações mostraram que estrelas massivas e jovens podem ser ejetadas do aglomerado, em função de interações gravitacionais com outras estrelas; quando são “expulsas” de seus berçários, as estrelas massivas podem empurrar o gás da nuvem molecular. Com isso, o gás ali é parcialmente ionizado e permite que a formação estelar continue; depois, o destino da estrela vai depender da intensidade do “chute” que ela recebeu. “Algumas das estrelas ejetadas escapam, para nunca mais voltar”, explicou Kohei Hattori, coautor do estudo. “Em outros casos, como o observado na Nebulosa de Órion, a estrela massiva pode ser jogada para longe do aglomerado, iniciando uma bolha ionizada e retornando para ele”, disse.   Os autores acreditam que, no caso de Órion, a ejeção que formou a bolha deve ter ocorrido entre 100 e 200 mil anos atrás, e já planejam os próximos passos para o estudo — como a simulação de aglomerados globulares. “Esta simulação não é o limite do nosso modelo”, ressaltou Fujii. “Se usarmos uma quantidade maior de CPUs, a simulação vai poder tratar aglomerados estelares ainda mais massivos”. O artigo com os resultados do estudo foi publicado na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Brasil segue na liderança do ranking mundial de juros reais

G1 Economia Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central elevou a Selic para 13,25%. O Brasil segue a liderança do ranking mundial de juros reais, segundo levantamento compilado pelo MoneYou e pela Infinity Asset Management. Com a nova alta da Selic nesta quarta-feira (15), para 13,25%, os juros reais, ou seja, descontada a inflação (leia mais abaixo), atingiram 8,10% ao ano. A taxa de juros real é calculada com abatimento da inflação prevista para os próximos 12 meses, sendo considerada uma medida melhor para comparação com outros países. VEJA O RANKING ABAIXO: Ranking dos juros reais Economia g1 Juros nominais Considerando os juros nominais (sem descontar a inflação), a taxa brasileira subiu para a terceira posição, depois que a Rússia cortou sua taxa no início deste mês. Veja abaixo: Argentina: 49,00% Turquia: 14,00% Brasil: 13,25% Rússia: 9,50% Chile: 9,00% México: 7,00% Colômbia: 6,00% Polônia: 6,00% Hungria: 5,90% República Checa: 5,75% Índia: 5,40% África do Sul: 4,75% China: 4,35% Indonésia: 3,50% Filipinas: 2,25% Malásia: 2,00% Nova Zelândia: 2,00% Coreia do Sul: 1,75% Hong Kong: 1,25% Canadá: 1,50% Estados Unidos: 1,50% Tailândia: 1,41% Taiwan: 1,38% Reino Unido: 1,00% Austrália: 0,85% Israel: 0,75% Cingapura: 0,64% Suécia: 0,25% Alemanha: 0 Áustria: 0 Bélgica: 0 Espanha: 0 França: 0 Grécia: 0 Holanda: 0 Itália: 0 Portugal: 0 Japão: -0,10% Dinamarca: -0,60% Suíça: -0,75% Veja Mais

Copom eleva taxa Selic a 13,25% ao ano, maior juro básico desde 2016

G1 Economia Banco Central vem elevando juros desde março de 2021 para tentar conter inflação. Avanço da Selic é o 11º consecutivo; comitê prevê nova alta em agosto, de intensidade igual ou menor. Selic sobe para 13,25%, maior patamar desde dezembro de 2016 O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu nesta quarta-feira (15), por unanimidade, elevar a taxa Selic de 12,75% ao ano para 13,25% ao ano – um aumento de 0,5 ponto percentual. Com o décimo primeiro aumento seguido na taxa básica de juros da economia, a Selic chega ao maior patamar desde dezembro de 2016, quando estava em 13,75% ao ano. No comunicado divulgado nesta quarta, o Copom diz antever um novo avanço da Selic na próxima reunião, marcada para o início de agosto. O aumento será "de igual ou menor magnitude", diz o comitê. Selic a 13,25%: quanto rendem os investimentos e onde colocar o dinheiro Brasil segue na liderança do ranking mundial de juros reais O aumento anunciado nesta quarta já era esperado pelo mercado financeiro com base em sinalização do Copom na reunião anterior, em abril. Na ocasião, o BC informou que pretendia elevar a taxa novamente, mas em menor intensidade do que o avanço anterior (de 1 ponto percentual). Os motivos da decisão No comunicado divulgado nesta quarta, o Copom diz que a inflação aos consumidores observada no Brasil "seguiu surpreendendo negativamente", tanto em aspectos mais passageiros quanto em tendências mais permanentes. Como principais fatores de risco para a persistência da inflação, o Copom cita: as "pressões globais" de alta de preços, motivadas por revisões negativas de projeções de crescimento no mundo; a "incerteza" por parte dos investidores em relação ao respeito, pelo governo brasileiro, das regras fiscais do país. O Copom diz considerar apropriado que o ciclo de alta "continue avançando significativamente em território ainda mais contracionista" – isto é, que a Selic continue subindo. Entre as mais importantes normas em vigor para controlar os gastos públicos estão a Lei de Responsabilidade Fiscal e o teto de gastos, elevado pelo governo em 2022 para encaixar o pagamento do Auxílio Brasil de R$ 400. Inflação em alta O objetivo da alta no juro é tentar conter o aumento da inflação. O IPCA — a inflação oficial do país — ficou em 0,47% em maio, com desaceleração na comparação com o mês anterior. Mesmo assim, acumulou um aumento de 11,73% em doze meses. IPCA: inflação fica em 0,47% em maio e desacelera para 11,73% em 12 meses No mês passado, foram as passagens aéreas e os remédios que exerceram maior pressão sobre a taxa, enquanto alimentos importantes na mesa dos brasileiros ajudaram a contê-la. Em fevereiro, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, avaliou que a inflação brasileira deveria atingir seu pico entre abril e maio, começando a desacelerar nos meses seguintes. Sistema de metas Para calibrar o nível dos juros, o sistema adotado é o de metas de inflação. Quando a inflação está alta, o BC eleva a Selic. Quando as estimativas para a inflação estão em linha com as metas, o Banco Central reduz a Selic. Em 2022, a meta central de inflação é de 3,5% e será oficialmente cumprida se o índice oscilar de 2% a 5%. O mercado financeiro e o BC, porém, já preveem a inflação de quase 8,89% em todo este ano. Se confirmado, será o segundo ano seguido de estouro da meta de inflação. Neste momento, o BC já está ajustando a taxa Selic para atingir a meta de inflação do ano que vem, uma vez que as decisões sobre juros demoram de seis a 18 meses para terem impacto pleno na economia. Para 2023, a meta de inflação foi fixada 3,25%, e será considerada formalmente cumprida se oscilar entre 1,75% e 4,75%. Na semana retrasada, o mercado financeiro estimou que a inflação oficial somará 4,39%. A previsão, portanto, está acima da meta central, mas ainda dentro do intervalo de tolerância. Consequências da alta dos juros De acordo com especialistas, o aumento do juro básico da economia, para conter a inflação, tem vários reflexos na economia, entre os quais: aumento das taxas bancárias: a tendência é que novos aumentos também sejam repassados aos clientes. No ano passado, a elevação do juro bancário foi o maior em seis anos. Em fevereiro, a taxa média cobrada pelos bancos foi a maior em dois anos e meio. influência negativa no consumo da população e nos investimentos produtivos, impactando negativamente o Produto Interno Bruto (PIB), o emprego e a renda. Na semana retrasada, analistas projetaram uma expansão de 1,2% para este ano, contra um crescimento de 4,6% em 2021. despesa adicional com juros da dívida pública. No ano passado, com a elevação da Selic e da inflação, os gastos com juros foram os maiores em seis anos. E a expectativa de economistas é de que essa despesa deve bater recorde em 2022. As despesas com juros impactam a dívida pública, indicador olhado por investidores internacionais. aplicações em renda fixa, como no Tesouro Direto e em debêntures, passam a render mais. Em abril, o Tesouro Direto, programa de oferta de títulos públicos pela internet para pessoas físicas, registrou uma venda de R$ 3,1 bilhões e o numero de investidores ativos bateu recorde. Relatório Focus Para avaliar as perspectivas de inflação e expectativas sobre a taxa básica de juros, o Copom usou dados mais atualizados do Relatório Focus. De acordo com o comunicado desta quarta-feira, analistas do mercado financeiro projetam que a inflação ficará "em torno de" 8,5% ao final de 2022, de 4,7% em 2023 e 3,25% em 2024. Já sobre a trajetória da taxa Selic, os economistas esperam que o ano de 2022 termine com a taxa de juros no patamar atual, de 13,25% ao ano. Para 2023, a expectativa é que a taxa caia para 10% e, em 2024, a projeção é um patamar ainda menor, de 7,5%. A pesquisa, publicada pelo BC tradicionalmente às segundas-feiras, vem sofrendo atrasos nas divulgações devido à paralisação dos servidores do BC por reajuste salarial. O relatório Focus mais recente foi publicado pelo BC na semana passada. A autoridade monetária não divulgou a pesquisa na última segunda-feira (13). Na última semana, a estimativa do mercado financeiro para a inflação ao final de 2022 era um pouco maior, de 8,89%. A projeção para a taxa Selic se manteve em 13,25% no fim de 2022. Veja Mais

Quando o filme de Gran Turismo vai ser lançado?

canaltech O filme de Gran Turismo já tem data para ser lançado. De acordo com a Sony, estúdio responsável pela adaptação da franquia de corrida exclusiva para os consoles PlayStation, o longa deve chegar aos cinemas em 11 de agosto de 2023 para contar a história real de um piloto que começou nos games e evoluiu até os carros de corrida reais. 7 filmes e séries sobre carros e seus criadores 10 filmes que todo fã de automobilismo precisa assistir A sinopse resolve a dúvida que vinha desde o lançamento do projeto e mostra que a ideia é contar enredos que já são familiares para quem acompanha a franquia. Não é incomum ver os pilotos campeões de ligas online de Gran Turismo passando a competir em categorias de automobilismo, com a trama aqui sendo exatamente essa, seguindo um adolescente habilidoso nas pistas virtuais, vencendo torneios patrocinados pela montadora japonesa Nissan até se tornar um piloto profissional.   Detalhes mais específicos sobre o filme, como atores escalados para os papéis, detalhes da trama e principalmente na história de quem ela é baseada não foram divulgados. O argumento é de Jason Hall (Sniper Americano), enquanto a produção é capitaneada por Asad Qizilbash (Uncharted: Fora do Mapa), mais uma vez à frente do braço PlayStation Studios, focado justamente em transformar em filmes e séries as franquias exclusivas da Sony. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Foi justamente o sucesso do recente longa de aventura, com Tom Holland (Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa) que tornou ainda mais forte o interesse da empresa por outras mídias. Além de Gran Turismo, estão a caminho séries baseadas em The Last of Us, God of War, Horizon e Twisted Metal, além de um filme de Ghost of Tsushima. Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! Enquanto isso, os fãs da franquia de velocidade receberam o mais recente lançamento da marca neste ano. Gran Turismo 7 veio em maio trazendo a série para o PlayStation 5 e ampliando o conjunto gráfico, além de ser citado como uma carta de amor à cultura automobilística, recheada de circuitos e carros clássicos da Europa, América do Norte e Japão. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Estes apps com vírus para Android somam mais de 2 milhões de downloads Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Stranger Things | Teoria sugere que Vecna apareceu em outras temporadas Rover Perseverance encontra estranha "cabeça de cobra" em Marte Veja Mais

Fechamento dos grãos de soja em Chicago

em - Internacional (Em Fechamento hoje / Fechamento anterior: JUL 22 16,9375 / 16,9850 AGO 22 16,1375 / 16,1650 SET 22 15,46 / 15,4725 NOV 22 15,2350 / 15,2525 JAN 23 15,2775 / 15,2925 Veja Mais

TCU aponta problemas nas tarifas da conta de luz e cobra que órgãos façam monitoramento sistemático

G1 Economia Auditoria indicou que tributos e encargos compõem cerca de 40% da fatura. Congresso aprovou nesta quarta projeto para limitar ICMS sobre energia, combustíveis, gás e transporte coletivo. O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou nesta quarta-feira (15) uma série de recomendações para órgãos públicos ligados ao setor elétrico. O tribunal cobra a estruturação de políticas públicas capazes de conter os aumentos da tarifa e pede monitoramento sistemático do setor. A área técnica do TCU fez uma auditoria sobre as políticas públicas do governo em relação à energia elétrica entre 2013 e 2021 no mercado regulado – o que inclui consumidores residenciais e a maior parte das empresas. O processo foi relatado pelo ministro Benjamin Zymler. Os técnicos do tribunal concluíram que as iniciativas do governo não são devidamente estruturadas como políticas públicas. O resultado disso, para os auditores, é que o aumento tarifário supera a inflação e a tarifa brasileira é muito elevada em comparação com valores internacionais. Ainda, a área técnica apontou como principal causa dos sucessivos aumentos de tributos e encargos sobre energia elétrica – que totalizam cerca de 40% do valor da tarifa. "A grande verdade é que a energia elétrica é um serviço público prestado a praticamente 99% dos brasileiros, isso significa que as distribuidoras de energia são arrecadadoras (de tributos) extraordinárias, porque podem atingir 99% dos brasileiros", afirmou Zymler. O relator do processo apontou que grande parte das leis brasileiras criam tributos sobre a energia elétrica pela facilidade em centralizar a arrecadação nas distribuidoras. Como as empresas recolhem o tributo em nome do consumidor, há menos chance de sonegação. "E isso eleva extraordinariamente a nossa tarifa", concluiu. Energia, gás e combustíveis são responsáveis por 23% da cesta básica Recomendações Para que a União monitore com mais eficiência as causas para o aumento tarifário, o TCU recomendou ao Ministério de Minas e Energia (MME) que faça um programa sistematizado para monitorar e avaliar essa política pública. Ainda, o tribunal recomendou que o MME que incentive a modernização do setor elétrico e acompanhe indicadores de desempenho da tarifa que considerem aspectos sociais – como comprometimento de orçamentos familiares e comparação com índices de inflação. À Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o TCU recomendou que sejam analisados impactos financeiros futuros e custo-benefício de eventuais medidas de diferimento de custos. Segundo a área técnica, a Aneel vem jogando para reajustes futuros uma parte dos custos adicionais da geração de energia, mas a medida não será mais efetiva daqui para frente. “Essas políticas de diferimento estão chegando a um nível de saturação, deixando para gerações futuras muito do que deveríamos ter pago pela geração de energia elétrica presente”, afirmou Zymler. Ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), o TCU recomendou que estabeleça diretrizes e objetivos claros para a política tarifária do setor elétrico. Entenda como a privatização da Eletrobras impacta na conta de luz Encargos e tributos A área técnica do TCU apontou, na auditoria, que encargos e tributos sobre a energia elétrica compõem cerca de 40% da tarifa paga pelos consumidores na conta de luz. De acordo com os técnicos, os tributos e encargos têm um impacto de R$ 79 bilhões por ano sobre a tarifa de energia. Desse total, a carga tributária em 2020 correspondeu a R$ 57 bilhões, divididos entre: ICMS, cobrado pelos estados: R$ 47,7 bilhões Cofins, cobrado pela União: R$ 7,6 bilhões PIS/Pasep, cobrado pela União: R$ 1,7 bilhão No projeto aprovado pelo Congresso mais cedo nesta quarta-feira para estabelecer um teto para a alíquota do ICMS incidente sobre combustíveis, também está contemplada a energia elétrica. Se sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, o texto limitará a alíquota máxima do ICMS sobre combustíveis, energia elétrica e outros itens a teto de 17% a 18%, dependendo da localidade. Câmara concluiu votação de projeto que limita ICMS sobre combustíveis Ainda segundo a área técnica do TCU, os encargos da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) somaram R$ 21,9 bilhões em 2020. Juntos, tributos e encargos representam 37% de todo o faturamento do setor elétrico no mercado regulado naquele ano. A área técnica também destacou que contribuem para aumentar as tarifas: Pagamento de indenização a transmissoras de energia – R$ 72 bilhões parcelados até 2028 Repasse do risco hidrológico ao consumidor – R$ 70 bilhões acumulados até julho de 2021 Empréstimo em decorrência da não realização de leilões em 2012 – R$ 21 bilhões Aumento do custo da energia de Itaipu – R$ 21 bilhões de 2014 a 2019 Criação da Conta-Covid – postergação de R$ 14,8 bilhões de aumentos tarifários em 2020 Aumento de subsídios tarifários, que elevam a tarifa geral para beneficiar pequenos grupos sem estudos que confirmem o benefício da medida Veja Mais

Pokémon Scarlet & Violet: fã cria cosplay incrível da Professora Sada

Pokémon Scarlet & Violet: fã cria cosplay incrível da Professora Sada

Tecmundo Pokémon Scarlet & Violet foram anunciados no final de fevereiro deste ano, e os fãs da franquia já estão esperando ansiosamente para o momento no qual esta nova aventura será lançada. E alguns ficaram tão empolgados, que já estão até fazendo cosplays dos personagens, como o caso da usuária do Reddit Simrell, que personificou Sada, a professora Pokémon da versão Scarlet. Confiram abaixo:Leia mais... Veja Mais

Cidadão Que Vê Pergunta - Líder comunitário da comunidade de Jabaquara (SP) - 15/06/22

Cidadão Que Vê Pergunta - Líder comunitário da comunidade de Jabaquara (SP) - 15/06/22

Câmana dos Deputados Diferentes caras, sotaques, visões e questionamentos. Assim é o quadro "Cidadão Que Vê Pergunta", um espaço pensado pela Secretaria da Transparência da Câmara dos Deputados para ampliar o diálogo com os cidadãos e aproximá-los dos debates no parlamento! O resultado é a cara do Brasil e você é nosso convidado para prestigiar os vídeos. O Cidadão Que Vê Pergunta responde o líder comunitário Daniel Souza, da comunidade de Jabaquara - São Paulo. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Google homenageia Brasília com exposição física e interativa do Arts & Culture

canaltech Na entrada do evento Google for Brasil, realizado ontem (14) em São Paulo, uma exposição de arte chamava a atenção dos participantes. Uma grande coleção de fotos foram dispostas pelo foyer para homenagear a cidade de Brasília, considerada um patrimônio brasileiro. Maria Gadú lança série exclusiva no YouTube sobre os povos da Amazônia Google Duplex impressiona, mas chega incompleto ao Brasil A exposição Brasília: Um Sonho Construído levou para o ambiente físico a coleção digital criada em homenagem aos 60 anos da capital federal, atualmente disponível no Google Arts & Culture. Brasília se tornou sexagenária em 2020, mas o ano de pandemia impossibilitou grandes comemorações. Além de fotos expostas nas paredes, a exposição teve telões interativos para navegar pela exposição (Imagem: Alveni Lisboa/Canaltech) O Google decidiu expor alguns destaques da coleção, como pinturas e fotografias que representam a arquitetura e as belezas de cidade modernista. Foram exibidas imagens em grandes molduras e telas touchscreen, na quais os convidados puderam navegar pela coleção digital. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- A mostra foi realizada graças a uma parceria com 19 museus e instituições culturais brasileiras. A ideia é levar o usuário a um passeio imersivo pelos 60 anos de história com 100 exposições virtuais, mais de 4 mil imagens históricas e tours virtuais em 360° pelos principais museus da cidade. Com isso, o Google quer incentivar que mais pessoas possam conhecer a história do país. A mostra teve a curadoria e colaboração de parceiros como o Instituto de Arquitetos do Brasil, o Museu da Câmara dos Deputados, o Supremo Tribunal Federal (STF) e outras 15 instituições sediadas em Brasília. Outras iniciativas artísticas do Google O evento teve ainda um exemplar da Art Camera, um equipamento fotográfico de altíssima resolução capaz de focar em detalhes invisíveis a olho nu de quadros. Na pintura exposta, foi possível ver detalhes da tinta e combinações de cores usadas por artistas, além das suas assinaturas ocultas. A seção Super G trouxe várias aplicações do logo do Google para diversas situações brasileiras. O foco foi ressaltar marcos culturais locais e valorizar datas específicas, especialmente aquelas relacionadas a diversidade. Um ano da pandemia, Dia das Crianças, Setembro Amarelo, Consciência Negra e Nomes trans foram algumas das temáticas exibidas. Para os amantes de Formula 1, a seção Android & MacLaren celebrou uma parceria entre as duas marcas com uma experiência de realidade aumentada. Bastava apontar o celular para ter uma projeção em 3D do carro usado pela fabricante na atual temporada da Fórmula 1. Dava para fotografar ao lado da versão virtualizada do veículo. Em 2022, a escuderia britânica passou a usar dispositivos Android habilitados para 5G e navegadores Chrome durante as corridas e treinos da temporada, como forma de apoio aos pilotos e equipes. As marcas Android e Chrome são usadas na tampa do motor e nas rodas dos carros de Fórmula 1,além dos capacetes e macacões dos pilotos Lando Norris e Daniel Ricciardo em 2022. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Estes apps com vírus para Android somam mais de 2 milhões de downloads Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Stranger Things | Teoria sugere que Vecna apareceu em outras temporadas Rover Perseverance encontra estranha "cabeça de cobra" em Marte Veja Mais

Zelensky "agradecido" por nova ajuda americana em armamento ...

em - Internacional Zelensky "agradecido" por nova ajuda americana em armamento para a Ucrânia Veja Mais

Kim Kardashian é acusada de danificar vestido de Marilyn Monroe no Met Gala

em - Internacional Um colecionador e fã de Marilyn Monroe criticou nesta quarta-feira a empresa proprietária de um famoso vestido da estrela de cinema por ter deixado a socialite e empresária Kim Kardashian usá-lo na festa de gala do Museu Metropolitano de Nova York (Met), o que, segundo afirmou, "danificou a peça de forma irreparável".Para respaldar sua acusação, Scott Fortner, um colecionador que administra um site dedicado a Marilyn Monroe, publicou nesta semana fotos do vestido bege adornado com cristais que Monroe usou quando cantou "Happy Birthday Mr. President" para John F. Kennedy em 1962.Na primeira série de imagens, segundo ele, o famoso vestido de Marilyn aparece como era antes da festa de gala. O segundo conjunto de fotos foi tirado por um amigo de Fortner no museu Ripley's Believe It or Not! e mostra o vestido após ser usado por Kim.A comparação parece mostrar pequenos rasgos no tecido no fechamento das costas e vários cristais faltando ou pendurados na parte de trás do vestido.O suposto dano causado à peça, que o Ripley's comprou em leilão por um recorde de US$ 4,8 milhões, gerou uma onda de críticas nas redes sociais nos últimos dias. Em uma atualização publicada hoje em sua conta no Instagram, Scott Fortner diz que suas "recriminações são direcionadas ao Ripley's, que permitiu que o vestido fosse usado"."Acredito que qualquer celebridade que tivesse a oportuniade de vestir essa peça muito provavelmente iria agarrá-la. Há uma razão para alguém querer usá-lo. Kim Kardashian acabou sendo essa pessoa", disse Fortner."O Ripley tinha a obrigação de proteger e preservar essa peça histórica, e não o fez. Agora ela está danificada, sem possibilidade de conserto. Provavelmente, teria sido danificada por qualquer pessoa que a usasse", observou o colecionador."Tomou-se um grande cuidado para preservar essa peça histórica. Com a ajuda de curadores de moda, especialistas, arquivistas e seguradoras, as condições da peça se tornaram nossa prioridade máxima", assinalou o Ripley's em comunicado. A AFP tentou consultar o museu sobre o assunto, mas não obteve resposta.Kim Kardashian, que seguiu uma dieta rigorosa para poder usar o mítico vestido, não reagiu à polêmica. Veja Mais

Dom Phillips e Bruno Pereira, um fim trágico para dois amantes da Amazônia

em - Internacional O jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira, desaparecidos há 11 dias e cujos corpos foram enterrados na Amazônia, segundo confessou um suspeito do crime nesta quarta-feira, eram grandes entusiastas da maior floresta tropical do planeta.- Phillips, um jornalista apaixonado pela Amazônia -Phillips, 57 anos, era colaborador do jornal britânico "The Guardian" e trabalhava no Brasil havia 15 anos. Morou em São Paulo, Rio de Janeiro e, alguns anos atrás, mudou-se para Salvador com a mulher, a brasileira Alessandra Sampaio. Apaixonado pela Amazônia, onde escreveu dezenas de reportagens, o jornalista britânico estava na região há vários dias trabalhando em um livro sobre preservação ambiental e desenvolvimento local, com apoio da fundação Alicia Patterson. Em sua trajetória como repórter no Brasil, escreveu, entre outros temas, sobre o avanço do garimpo ilegal e a agropecuária em áreas protegidas no Brasil, como colaborador para veículos como os jornais "The New York Times", "Washington Post" e "Financial Times"."Linda Amazônia", elogiou em 30 de maio no Instagram, em uma das últimas publicações que compartilhou, juntamente com um vídeo navegando por um rio em uma pequena embarcação.Antes de chegar ao Brasil, em 2007, Phillips escrevia sobre música no Reino Unido. Foi editor da revista "Mixmag" e publicou um livro sobre a cultura dos DJs.Foi atraído por esse universo musical que chegou a São Paulo, onde acabou morando. "Sentiu-se em casa no Brasil", afirmou na semana passada em carta aberta um grupo de correspondentes estrangeiros amigos de Phillips. Paralelamente à sua profissão, engajou-se como voluntário em projetos sociais em comunidades do Rio de Janeiro e Salvador."Seus amigos o conhecem como um cara sorridente, que acorda antes do amanhecer para fazer stand-up paddle", acrescenta a nota dos colegas, que asseguram que Phillips está aguardando "ansiosamente" os trâmites "para poder adotar uma criança". - Pereira, um indigenista 'corajoso e dedicado' alvo de ameaças -Bruno Pereira, de 41 anos, era um especialista da Fundação Nacional do Índio (Funai) e defensor conhecido dos direitos indígenas. Foi coordenador regional da Funai em Atalaia do Norte, município aonde viajava com Phillips quando ambos desapareceram.Além disso, coordenou a unidade de Indígenas Isolados e Recém Contatados da Funai, onde esteve a cargo de uma das maiores expedições dos últimos tempos para contatar grupos isolados e evitar conflitos entre etnias.Atualmente, estava de licença, dedicando-se com ONGs a projetos para melhorar a vigilância nas aldeias do Vale do Javari, um território indígena remoto na fronteira com o Peru, ameaçado pela pressão de narcotraficantes, pescadores, madeireiros e garimpeiros ilegais.Seu trabalho em defesa dos povos indígenas lhe rendeu ameaças regulares destes grupos criminosos.Quando desapareceram, Pereira acompanhava o jornalista britânico como guia por esta região isolada da Amazônia, na segunda viagem da dupla por esta região isolada desde 2018.O indigenista era casado e pai de três filhos. Cada vez que entrava na floresta, trazia "essa paixão com o objetivo de ajudar o próximo", declarou a família em comunicado divulgado dias após o desaparecimento.Era "corajoso e dedicado", concluiu Fiona Watson, diretora de Pesquisas da ONG Survival International. Veja Mais

Amber Heard nega ter sido removida de 'Aquaman 2': 'Levemente insano'

O Tempo - Diversão - Magazine Equipe da atriz declarou que a notícia não passa de um rumor 'impreciso e insensível' Veja Mais

Beyoncé inclui Elza Soares na lista de artistas que influenciaram o mundo

O Tempo - Diversão - Magazine Cantora brasileira aparece ao lado de Michael Jackson, Tina Turner e Aretha Franklin, entre outros Veja Mais

Chico Buarque pergunta 'Que tal um samba?' na volta ao disco e aos palcos

G1 Pop & Arte ♪ Eis Chico Buarque na praça outra vez! Com imagem enigmática postada em rede social na noite desta quarta-feira, 15 de junho, a gravadora Biscoito Fino sinalizou que vem por aí um single de Chico Buarque. A música é inédita, tem letra política e se chamaria Que tal um samba? – como indicado na imagem. O single anuncia oficialmente a volta do cantor e compositor carioca ao disco e aos palcos, com show que percorrerá o Brasil, tendo Mônica Salmaso como convidada oficial da turnê. O último álbum de músicas inéditas de Chico Buarque, Caravanas (2017), foi lançado há cinco anos. Imagem postada em rede social da gravadora Biscoito Fino Reprodução / Instagram Biscoito Fino Veja Mais

'Não é um ser humano normal', diz Lula sobre piloto de drone que soltou sujeira

O Tempo - Política Kalil e petistas também criticaram ato de três homens; produto, usado para atrair moscas, foi jogado sobre apoiadores que esperavam o início de ato Veja Mais

Qualcomm tem multa bilionária anulada com nova decisão judicial contra a Apple

canaltech Na década passada, a Qualcomm e a Apple protagonizaram uma acirrada e polêmica disputa judicial no Tribunal de Justiça da União Europeia, que, em 2018 determinou a condenação da fabricante de chips em um caso envolvendo suposta conduta anticompetitiva no mercado. Além de uma multa bilionária, a empresa de semicondutores também fez um acordo com a Maçã, afim de colocar um fim a essa longa novela, contudo, uma inesperada nova decisão trouxe esse assunto à tona novamente. Apple e Qualcomm chegam a acordo e finalizam disputas judiciais entre as marcas Compra da divisão de modems da Intel pela Apple é concluída Segundo a Reuters, a corte europeia reviu sua decisão e determinou que não há provas de que a Qualcomm realmente tenha pago montantes exorbitantes para a inclusão de seus chips de modem LTE nos aparelhos da Apple, em detrimento do uso dos componentes de concorrentes, especialmente de sua maior rival, a Intel. A investigação, que começou em 2015, analisava alegações de que a Qualcomm estaria pagando a Apple bilhões de dólares, entre 2011 e 2016, para que a Gigante de Cupertino favorecesse seus componentes na fabricação de iPhones e iPads. Ao longo desses anos, até a decisão da corte europeia em 2018, as duas empresas seguiram trocando acusações e o caso até escalou para outros processos envolvendo ambas na Justiça. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Em 2018, a corte europeia considerou que a Qualcomm agiu com uma conduta anticompetitiva e condenou a companhia a pagar multa no valor de 997 milhões de euros (atuais R$ 5,2 bilhões) à Apple. Em 2019, a fabricante de semicondutores aceitou o acerto do montante com um acordo. Mesmo assim, a Qualcomm apelou posteriormente à Corte Geral, o segundo mais alto tribunal da União Europeia, para rever o caso. E, agora, após nova análise, os juízes afirmam que a investigação, mesmo com as evidências reunidas anteriormente, teria irregularidades e não poderia ter sido conclusiva o suficiente para a resolução da condenação e a imposição da multa. O que diz a nova decisão sobre a disputa judicial entre Qualcomm e Apple A nova decisão da Corte Geral anula a anterior e ainda culpa a Comissão Europeia, que analisa casos antitruste na Europa, de ter agido erroneamente no tratamento do caso. "Várias irregularidades processuais afetaram os direitos de defesa da Qualcomm e invalidam a análise da Comissão sobre a conduta alegada contra a Qualcomm", disseram os juízes, de acordo com a Reuters, na noite desta quarta-feira (15). "A Comissão não forneceu uma análise que permitisse apoiar as conclusões de que os pagamentos em causa reduziram efetivamente os incentivos da Apple para mudar para concorrentes da Qualcomm, afim de obter fornecimentos de chipsets LTE para determinados modelos de iPad a serem lançados em 2014 e 2015”, afirmaram. A Comissão Europeia ainda pode apelar sobre essa decisão da Corte Geral junto ao mais alto tribunal da Europa, o Tribunal de Justiça da União Europeia. E, embora a Apple e a Qualcomm ainda não tenham comentado o assunto, isso pode trazer impacto no mercado e, o mais importante neste momento, influenciar outros processos envolvendo big techs em investigações de monopólio conduzidas pela Comissão Europeia No dia 14 de setembro, por exemplo, a Corte Geral também reavalia um caso antitruste, desta vez uma contestação do Google, que reclama uma multa recorde de 4,34 bilhões de euros (atuais R$ 22,9 bilhões) sobre o uso táticas anticompetitivas no Android. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Detido confessa ter enterrado corpos de desaparecidos na Amazônia (PF)

em - Internacional Um dos dois detidos pelo desaparecimento do jornalista britânico e do indigenista brasileiro na Amazônia admitiu ter enterrado seus corpos na floresta, informou nesta quarta-feira (15) a Polícia Federal.O suspeito Amarildo da Costa de Oliveira "narra com detalhes o crime realizado e aponta o local onde havia enterrado os corpos", um lugar de muito difícil acesso mata adentro, disse Eduardo Alexandre Fontes, delegado superintendente da Polícia Federal do Amazonas. Veja Mais

Fronteiras em chamas, o desafio do próximo governo da Colômbia

em - Internacional O próximo governo da Colômbia administrará um país que arde em seus limites. Embora a violência tenha perdido protagonismo na campanha presidencial, os grupos armados que lucram com o narcotráfico avançaram nos últimos anos nas fronteiras com Venezuela, Equador e Panamá. O acordo de paz de 2016 com a guerrilha das Farc reduziu a violência e abriu o caminho para novos temas eleitorais, mas o derramamento de sangue não para: em 2021 o país registrou a taxa de homicídios mais alta desde 2014 - quase 28 assassinatos por 100.000 habitantes, segundo o ministério da Defesa. O vencedor do segundo turno entre o senador e ex-guerrilheiro Gustavo Petro e a zebra da campanha, o milionário Rodolfo Hernández, "recebe fronteiras, cujos contextos de segurança vêm se deteriorando ao longo dos últimos quatro anos", diz à AFP Jorge Mantilla, diretor de dinâmicas do conflito da Fundação Ideias para a Paz. Confira a seguir os desafios do próximo governo colombiano diante da violência em áreas fronteiriças. - Problema eterno -A Colômbia continua sendo o principal exportador de cocaína do mundo, apesar de cumprir as metas de erradicação de narcocultivos ano após ano. Segundo o relatório mais recente da Casa Branca, em 2020 o país alcançou uma produção recorde de 1.100 toneladas métricas de pó branco. A maioria é processada e exportada nas fronteiras com Venezuela e Equador. Nesta última fronteira, o exército eliminou vários líderes dissidentes do pacto de paz com as Farc, que controlam as rotas do narcotráfico. Esta semana morreu o dirigente conhecido como Mayimbú, acusado de assassinar líderes locais e de manter alianças com cartéis mexicanos. Mas sua morte "é algo episódico que não muda em nada a dinâmica" do tráfico, afirma o coronel da reserva John Marulanda, presidente da Associação Colombiana de Oficiais da Reserva. Para romper as correntes do negócio, Mantilla propõe retomar a erradicação voluntária de plantas de coca em troca de benefícios econômicos. A iniciativa fazia parte do acordo de paz, mas passou a um segundo plano no governo de Iván Duque, que favoreceu a eliminação dos narcocultivos à força. "É preciso fortalecer este programa e cumprir as obrigações com as famílias que os subscreveram", enfatiza o investigador. Especialistas destacam que a feroz caçada de grupos ilegais provocaram também atos sangrentos como uma operação militar em abril no departamento fronteiriço de Putumayo, que deixou onze mortos, entre indígenas e outros civis, segundo denúncias. - Mais que narcotraficantes -Os grupos armados mudaram, diversificaram seus negócios sem deixar a cocaína para trás. Na porosa fronteira de 2.200 km que separa a Colômbia da Venezuela, o ELN - última guerrilha reconhecida da Colômbia -, grupos de dissidentes e traficantes de drogas "se impuseram como autoridades migratórias e de fronteira" diante dos fechamentos frequentes de passagens oficiais, devido à pandemia e às tensões entre os dois países, afirma Mantilla. E nas densas florestas fronteiriças com o Panamá, o Clã do Golfo, liderado pelo extraditado chefão Otoniel, se enriquece com o tráfico de migrantes que vão para a América do Norte. Nas duas regiões, os grupos que há quatro anos estavam atomizados agora se alinharam a "grandes estruturas" como o Clã ou a dissidência conhecida como Segunda Marquetalia para coordenar negócios ilegais, observa Juana Cabezas, do centro de estudos independente Indepaz. Segundo a especialista, o ELN também explora minas de ouro no território venezuelano. E do lado colombiano, "as pessoas os temem, mas aceitam que estejam ali porque dão mercados [víveres] e este tipo de coisas", destaca Cabezas. - Reconciliar-se com a Venezuela -Petro e Hernández coincidem em retomar relações diplomáticas com a Venezuela, rompidas desde 2019, quando Duque reconheceu o opositor Juan Guaidó como presidente daquele país.Desde então, Bogotá acusa Nicolás Maduro de dar refúgio a grupos armados que operam na fronteira, enquanto Caracas acusa a Colômbia de conspirar contra o governo chavista. Entretanto, a região limítrofe é um teatro de guerra: ataques contra a força pública, frequentemente letais, e violentos enfrentamentos entre dissidentes e o ELN, como o que deixou cerca de 20 mortos no começo do ano. Para Cabezas, normalizar as relações "poderia trazer uma diminuição nos confrontos entre grupos armados na fronteira" e não descarta que a Venezuela facilite "um eventual acordo sob a mesa" para desescalar a violência. O governo de Maduro nega ter vínculos com estas organizações. Com as relações diplomáticas voltariam as "comissões fronteiriças para impulsionar (...) uma maior segurança na fronteira", acrescentou o analista e ex-diplomata Eduardo Pizarro em seu recente ensaio, intitulado "Los desafíos de seguridad internos y externos hoy en Colombia" (Os desafios de segurança internos e externos hoje na Colômbia em tradução livre). Segundo Pizarro, "a debilitação da Rússia" - principal aliado militar da Venezuela - por causa da guerra na Ucrânia facilita a aproximação. "A Colômbia deve aproveitar a fundo esta nova realidade geopolítica global (...) para buscar uma normalização das relações Bogotá-Caracas e uma melhora por esta via dos sensíveis problemas fronteiriços", escreveu o especialista. Veja Mais

Paper Laptop: conheça o notebook com tela e-ink em preto e branco

Paper Laptop: conheça o notebook com tela e-ink em preto e branco

Tecmundo A startup norte-americana Modos anunciou que está desenvolvendo um notebook com tela em preto e branco, ao estilo da tela e-ink dos leitores de livros digitais, como o Kindle. A companhia decidiu não escolher telas OLED ou LCD e focar no público que usará o dispositivo majoritariamente para trabalhar, ler e-mails, PDFs e escrever conteúdos.O Paper Laptop está sendo desenvolvido para oferecer aos consumidores um dispositivo que replica a sensação de escrever e ler em um papel branco. Inclusive, a tecnologia da tela deve permitir que a bateria aguente muito mais tempo que um notebook comum.Leia mais... Veja Mais

Fiat Scudo ganha teaser e data da revelação completa; veja quando

canaltech A Fiat revelou nesta quarta-feira (15) um pequeno teaser mostrando partes de seu novo furgão, o Scudo. Segundo a marca italiana, o modelo será completamente revelado no dia 23 de junho, quando conheceremos seu verdadeiro porte e proposta dentro da linha. Comparativo: Qual é a melhor picape do mercado brasileiro? Gasolina mais barata | Senado aprova projeto para baixar preço dos combustíveis A montadora adiantou que o Scudo foi pensado trazer rentabilidade, já que traz a robustez característica dos produtos comerciais da Fiat, mas com conforto de carro de passeio e custos operacionais baixos, já que ele foi preparado, também, para longas rotinas de trabalho. Ao que tudo indica, o Scudo deve ser posicionado entre a histórica Fiorino e a mais do que conhecida Ducato, que dominam as ruas brasileiras há anos. Há quem diga que ele será uma espécie de sucessor do Dobló, recentemente aposentado por aqui. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- O Canaltech fará a cobertura do evento de lançamento do Fiat Scudo e trará todos os detalhes. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

O que sabemos e não sabemos sobre o Monkeypox, a varíola de macaco

O que sabemos e não sabemos sobre o Monkeypox, a varíola de macaco

Tecmundo A primeira identificação da varíola de macaco ocorreu em 1958, em macacos oriundos de Singapura. Mas essa é uma denominação injusta, já que o macaco não é o reservatório natural do vírus, o qual afeta primariamente roedores, apesar de poderem infectar de forma acidental outros animais, como esquilos, ratos, camundongos, cães e primatas, incluindo os humanos e os próprios macacos.Leia mais... Veja Mais

Varíola dos macacos representa "risco para saúde pública", segundo OMS

canaltech O surto mundial de varíola dos macacos “representa um risco real para a saúde pública”, segundo declaração feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira (15). Um comitê especial da pretende avaliar se deve declarar a doença como uma “emergência de saúde pública de interesse internacional”, rótulo que a covid-19 carrega desde 2020. Rio de Janeiro registra primeiro caso de varíola dos macacos Ministério da Saúde negocia compra de vacinas da varíola dos macacos “A magnitude do surto representa um risco real. Quanto mais tempo o vírus circular, mais estenderá seu alcance e mais forte será a base da doença em países não endêmicos”, alerta Hans Kluge, diretor regional da OMS na Europa, região que continua sendo o epicentro desse surto crescente, com 25 países relatando mais de 1.500 casos, ou 85% do total global. "Governos, parceiros de saúde e sociedade civil precisam agir com urgência e juntos para controlar esse surto", acrescenta Kluge. Em seu ponto de vista, a luta contra a varíola dos macacos deve acontecer em três passos: -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Vigilância aprimorada, rastreamento de contatos e prevenção e controle de infecções Envolvimento intensivo da comunidade e uma comunicação mais clara Colaboração regional genuína e altruísta — imediatamente e a longo prazo Diretor regional da OMS faz orientações sobre varíola dos macacos (Imagem: furmanphoto/envato) "Os médicos precisam saber o que devem procurar e como gerenciar casos suspeitos. O público em geral também precisa saber o que procurar e o que deve fazer. Uma vez identificados, os pacientes com suspeita ou confirmação de varíola dos macacos devem ser isolados até que seus sintomas sejam totalmente contidos", orienta o especialista da OMS. "Devemos lembrar que o vírus da varíola dos macacos não está ligado a nenhum grupo específico. Estigmatizar certas populações prejudica a resposta da saúde pública, como vimos repetidamente em contextos tão diversos quanto HIV, tuberculose e covid-19", acrescenta Kluge em sua declaração. De acordo com o diretor regional, a varíola dos macacos não é um motivo para cancelar eventos, mas uma oportunidade de aproveitá-los para impulsionar engajamento na luta contra a doença. O diretor relembra que atualmente existem quantidades limitadas de vacinas e antivirais para a varíola dos macacos e dados limitados sobre seu uso. "A vacinação em massa não é recomendada ou necessária neste momento. A vacinação direcionada, antes ou depois da exposição ao vírus, pode beneficiar os contatos dos pacientes, incluindo os profissionais de saúde", finaliza. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Abortos aumentam nos EUA após 30 anos de declínio contínuo

em - Internacional Após 30 anos de constante redução, o número de abortos nos Estados Unidos aumentou 8% entre 2017 e 2020, segundo um relatório divulgado nesta quarta-feira (15) pelo Instituto Guttmacher. A alta ocorre em um contexto em que o direito ao aborto parece estar mais ameaçado do que nunca.Essa mudança de tendência "ressalta que a necessidade de atendimento para procedimentos abortivos está aumentando nos Estados Unidos, justamente quando a Suprema Corte parece disposta a anular a sentença do caso Roe v. Wade", uma decisão histórica que desde 1973 tem garantido o direito das mulheres americanas ao aborto, diz o documento.A mais alta corte do país deve emitir uma decisão até o fim do mês, quando, de acordo com um rascunho da decisão final vazada para a mídia em maio, poderá retroceder em 50 anos o direito de acesso ao aborto nos Estados Unidos.Enquanto isso, o Instituto Guttmacher, que defende o acesso à contracepção e à interrupção da gravidez em todo o mundo, observou um aumento nos abortos no país, cujas razões parecem difíceis de explicar neste momento.Mais de 930 mil abortos foram realizados nos EUA em 2020 - 14,4 a cada mil mulheres em idade fértil - em comparação com 860 mil em 2017 - 3,5 abortos a cada mil mulheres em idade fértil -, segundo o relatório.Embora o crescimento esteja presente em todas as regiões do país, há variações entre os estados e até mesmo dentro deles.Os motivos para essas diferenças podem ser explicadas pelo impulso de reformas locais, como a abertura de novas clínicas em alguns estados ou a cobertura do custo desses procedimentos pelos estados, mas a tendência segue sendo mais difícil de esclarecer, indica o documento.Durante 30 anos, o número de abortos realizados a cada ano nos Estados Unidos caiu drasticamente - ultrapassava 1,5 milhão até o início dos anos 1990 - graças aos avanços no acesso aos métodos contraceptivos.A cada três anos, o Instituto Guttmacher pesquisa todas as clínicas que realizam abortos nos EUA e, com os dados obtidos, cria bancos de dados confiáveis que, no entanto, excluem interrupções feitas por conta própria.Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) registraram 630 mil abortos em 2019, mas a agência estatal não possui dados relativos a estados densamente povoados, como a Califórnia. Veja Mais

Parceria de Baco Exu do Blues e Luísa Sonza estreia no topo do Spotify Brasil

O Tempo - Diversão - Magazine Na manhã desta quarta (15), 'Hotel Caro' já somava quase 760 mil streams Veja Mais

Banco Central aumenta Selic para 13,25% (oficial)

em - Internacional O Banco Central elevou nesta quarta-feira a taxa Selic em 0,5 ponto percentual, a 13,25%, nível mais alto desde janeiro de 2017, moderando o ritmo da escalada com a qual tenta frear a inflação persistente.A alta da Selic, anunciada após uma reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), é a 11ª seguida desde março de 2021, quando a taxa se encontrava na mínima histórica de 2%.A magnitude do aumento coincidiu com a expectativa do mercado. Veja Mais

Astrônomos registram lenta morte de cometa enquanto ele se aproxima do Sol

canaltech Um grupo internacional de astrônomos registrou imagens do cometa 323P/SOHO se fragmentando enquanto se aproximava do Sol. A equipe usou uma rede de telescópios baseados no solo e no espaço para fazer a descoberta, que ajudará a explicar o pequeno número de cometas que se “aventuram” próximos ao Astro-Rei. Este objeto é um asteroide e um cometa ao mesmo tempo; entenda! Cometa Leonard se desintegra ao fazer sua máxima aproximação com o Sol Quando a órbita de um cometa é abalada pela gravidade de algum outro corpo celeste, como um planeta, ele pode ser lançado em direção ao Sol, eventualmente mergulhando nele. E devido a sua proximidade de nossa estrela, estes objetos são difíceis de detectar e, consequentemente, estudar. A sequência de imagens, coletadas entre 2020 e 2021, revelam a evolução do cometa à medida que ele se aproximava do Sol (Imagem: Reprodução/Man-To Hui et al.) A maior parte dos cometas próximos ao Sol foi descoberta acidentalmente por telescópios solares. Além da dificuldade em rastreá-los, existem menos destes cometas do que o esperado, indicando que algum mecanismo está os destruindo antes do mergulho mortal. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- O grupo de astrônomos coletou observações do cometa 323P/SOHO feitas pelo telescópio Subaru, Telescópio Canadá-França-Havaí (CFHT), o telescópio Gemini North, Lowell Discovery Telescope e o Telescópio Espacial Hubble. Antes, a órbita do cometa não estava bem definida. Mas graças ao telescópio Subaru, a equipe conseguiu encontrar o cometa à medida que ele se aproximava do Sol. Esta foi a primeira vez que o cometa foi observado por um telescópio terrestre e, com os dados, os pesquisadores ajustaram melhor o trajeto do cometa. Cometa em pedaços A equipe descobriu que o 323P/SOHO mudou durante sua passagem mais próxima ao Sol. Nos dados do telescópio Subaru, o cometa era apenas um ponto, mas nas observações subsequentes ele apresentava um longa cauda de poeira ejetada, provavelmente relacionada à intensa radiação solar. Aqui dois fragmentos, chamados "A" e "B", aparecem soltos do cometa (Imagem: Reprodução/Man-To Hui et al.) Os pesquisadores explicaram que a radiação do Sol fez com que partes do cometa se quebrassem por conta da fratura térmica, um processo parecido com o que acontece quando se joga água quente no gelo e ele se quebra. Tal processo de perda de massa ajudará a entender o que acontece com estes poucos cometas próximos ao Sol. O estudo observou que o 323P/SOHO tem rápida rotação, levando pouco mais de meia hora a cada giro. Além disto, o cometa tem uma cor diferente de qualquer outro objeto já observado no Sistema Solar. Serão necessárias novas observações para saber se outros cometas têm as mesmas características. O trabalho foi apresentado na revista Astronomical Journal. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Petróleo se recupera após Fed elevar taxas básicas de juros

em - Internacional Os preços do petróleo, particularmente do West Texas Intermediate (WTI), referência do mercado americano, recuaram logo após o anúncio de uma forte alta das taxas de juros pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano), que fortaleceu o dólar.Cotado em dólares, o petróleo cru encarece para investidores em outras divisas se o dólar ganhar força.Assim, o barril de WTI para entrega em julho recuou 3,04% a 115,31 dólares em Nova York. Enquanto isso, o Brent do Mar do Norte para entrega em agosto limitou suas perdas a 2,19%, fechando a 118,51 dólares."O mercado vendeu maciçamente após a notícia" das taxas, comentou Andy Lipow, da Lipow Oil Associates, em alusão ao aumento 0,75 ponto de percentual das taxas básicas do Fed nesta quarta-feira."Um aumento desta magnitude é favorável ao dólar", explicou, "e obviamente as matérias-primas, que são cotadas em dólares, caíram".Para Craig Erlam, da Oanda, os preços já estavam mal orientados pela tomada de benefícios depois de uma longa sequência de altas impulsionadas por novos confinamentos contra a covid na China.O mercado também tomou nota dos dados de reservas de petróleo cru nos Estados Unidos.Embora as reservas comerciais aumentaram ao contrário do esperado pelo mercado, que previa uma contração destes estoques, os estoques totais de petróleo bruto, que incluem as reservas estratégicas, caíram 5,8 milhões de barris. Veja Mais

Remédio para epilepsia e transtorno bipolar pode causar defeitos congênitos

canaltech Em artigo publicado na PLOS Biology na última terça (14), cientistas descrevem a descoberta da razão pela qual o ácido valproico — usado para tratar a epilepsia e o transtorno bipolar — pode causar defeitos congênitos no feto, caso tomado durante a gravidez. Segundo o trabalho, tudo gira em torno de um congelamento da divisão celular. Homens que tomam remédio para diabetes podem ter filhos com defeitos genitais Embriões humanos podem ser desenvolvidos por mais de 14 dias; e agora? Anteriormente, já se tinha conhecimento de que a substância poderia desencadear distúrbios do desenvolvimento, mas o motivo ainda não estava claro. Com experiências em roedores e tecido humano, os cientistas descobriram que a medicação bloqueia algumas células embrionárias e as impede de crescer ou se dividir adequadamente. Conforme constatam os pesquisadores, o ácido valproico pode interromper o desenvolvimento do cérebro no útero e, portanto, causar distúrbios cognitivos e de desenvolvimento no futuro. A estimativa apresentada no artigo é que 30% a 40% dos bebês expostos à droga no útero desenvolvem deficiências cognitivas ou transtorno do espectro autista. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Segundo os autores, quando o ácido valproico é tomado como tratamento para epilepsia ou transtorno bipolar, altera os níveis de certos mensageiros químicos no cérebro e altera quais genes podem ser ativados em uma célula a qualquer momento. Roedores expostos ao ácido valpróico desenvolveram cabeças muito pequenas (Imagem: Pressmaster/Envato) Os cientistas notaram que, depois de expostos à droga, os embriões de camundongos desenvolveram cabeças e cérebros extraordinariamente pequenos. A equipe também fez testes com organoides cerebrais, que se assemelham a cérebros humanos em miniatura, e percebeu que o medicamento ajuda a liberar um gene que codifica uma molécula chamada p19Arf, responsável por interromper o desenvolvimento do sistema nervoso. Quando a equipe modificou camundongos geneticamente para que não pudessem produzir p19Arf, os roedores se tornaram imunes a alguns dos efeitos do ácido valproico, e os cérebros dos camundongos conseguiram crescer até o tamanho normal. A ideia é explorar cada vez mais a relação entre o medicamento para epilepsia e os defeitos congênitos, em futuros estudos. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Estes apps com vírus para Android somam mais de 2 milhões de downloads Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Stranger Things | Teoria sugere que Vecna apareceu em outras temporadas Rover Perseverance encontra estranha "cabeça de cobra" em Marte Veja Mais

Em Casa com os Gil retrata Gilberto Gil com sua família em reality show íntimo

O Tempo - Diversão - Magazine Compositor disse que série da Amazon Prime Video tem o desafio de transmitir jornada audiovisual que interesse ao público Veja Mais

Ator de Riverdale matou a mãe e planejava assassinar primeiro-ministro do Canadá

O Tempo - Diversão - Magazine Ryan Grantham desistiu quando dirigia até a casa de Justin Trudeau e foi direto para uma delegacia confessar que havia tirado a vida da mãe Veja Mais

Chrome Settings | Como redefinir para as configurações padrão

canaltech Redefinir para as configurações padrão através dos Chrome Settings é uma tarefa simples. Esse procedimento é recomendado principalmente para usuários que frequentemente instalam apps e extensões, já que muitos deles podem afetar os ajustes do programa. Chrome Flags | 5 funções para deixar o Chrome mais rápido 10 menus secretos do Google Chrome para você conhecer Caso você encontre um erro insistente, essa saída pode solucionar o problema. Se a estratégia der certo, não será preciso reinstalar o navegador do zero. É importante saber que esse procedimento pode ser realizado a qualquer momento e, após a sua conclusão, as senhas, o histórico e os favoritos continuarão intactos. No entanto, serão redefinidas as configurações e os atalhos do Chrome, bem como desativadas todas as extensões. Além disso, o processo também removerá os cookies e outros dados temporários de sites. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- 1. Acesse o Google Chrome pelo seu PC e, no canto superior direito da tela, selecione o menu de três pontos. Depois, toque em “Configurações”; Para redifinir o Chrome para os ajustes originais, acesse o menu do navegador (Captura: Kris Gaiato) 2. Na barra de opções à esquerda, clique na aba “Avançado” e, em seguida, “Redefinir e limpar”. Entre as alternativas que serão exibidas, selecione “Redefinir configurações para os padrões originais”; A opção está disponível no menu "Avançado" do Chrome Settings (Captura: Kris Gaiato) 3. Confirme a sua decisão com o botão “Redefinir configurações”. Depois de confirmar a ação, não é possível voltar atrás (Captura: Kris Gaiato) É importante que você saiba que, após a confirmação, não é possível voltar atrás. Uma vez que o Chrome Settings restaurar os padrões originais, não há como recuperar as informações excluídas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Estes apps com vírus para Android somam mais de 2 milhões de downloads Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Stranger Things | Teoria sugere que Vecna apareceu em outras temporadas Rover Perseverance encontra estranha "cabeça de cobra" em Marte Veja Mais

Facebook poderia "virar" o TikTok, aponta vazamento

canaltech Um documento interno da Meta, de abril, vazado recentemente na imprensa, mostra o plano da empresa para transformar o Facebook em algo mais similar ao TikTok. O memorando foi obtido pelo site The Verge e trata de um conjunto de ações pensadas pelo chefe do aplicativo do Facebook, Tom Alison. Reels ganha pacote de novidades no Instagram e no Facebook Meta anuncia chegada dos avatares 3D ao Brasil para Instagram e Facebook A ideia seria transformar o feed principal da rede social em um conjunto de posts recomendados, inclusive de pessoas desconhecidas. Hoje, a plataforma prioriza a exibição de postagens dos seus amigos, de páginas curtidas e de grupos dos quais o usuário participa. Com a troca, as pessoas começariam a ver publicações aleatórias baseadas algoritmo, conforme os gostos de cada um. Os Reels já aparecem no Facebook, mas a rede social quer ir além de incentivar a visualização de conteúdos com o algoritmo de recomendação (Imagem: Reprodução/Facebook) No topo da tela ficariam os Stories e Reels, e logo abaixo viriam as publicações recomendadas com base no algoritmo de indicação. O foco seria entregar uma experiência mais visual e voltada para os vídeos, inclusive com opções de interação e para sugerir conteúdos aos amigos mais facilmente. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- A estratégia é incorporar um sistema misto entre publicações do feed com vídeos do Reels — que desembarcaram na plataforma em fevereiro de 2022. O algoritmo de recomendação dos Reels já existe no Instagram e ajudou a fortalecer o formato em uma rede dedicada a fotografias. Por lá, você consegue rolar a tela na horizontal para ver vídeos curtos de criadores que você não segue. No comunicado, Alison teria dito aos funcionários que descartar essa ideia poderia deixar o aplicativo estagnado, sem a evolução natural demandada pela sociedade. Vale lembrar que o TikTok deixou de ser apenas uma promessa há algum tempo e ameaça o reinado das plataformas da Meta. Retorno do Messenger ao Facebook Em comentário feito ao The Verge, Alison teria confirmado os planos do aplicativo, que estaria lento demais frente a "ameaça competitiva" do rival chinês. O executivo teria dito que a Meta enxerga o programa de vídeos curtos como um "invasor do seu território", antes dominado com tranquilidade. Outro achado do documento vazado seria a volta do Messenger como uma ferramenta do Facebook, em vez de um aplicativo em separado. Essa seria uma parte importante da estratégia de "tiktokizar" o Face, porque ajudaria a fortalecer as mensagens diretas, como ocorre no TikTok e no Instagram. A volta da caixa de entrada do Messenger poderia incentivar que pessoas voltassem a usar a solução para conversar. Hoje, você precisa baixá-lo na loja de aplicativo do iOS ou Android, fato que desestimula o uso — sem contar alguns bugs ocasionais na hora de trocar do Facebook para o mensageiro. Parece um pouco tarde para o Facebook tentar entrar na onda dos vídeos curtos, sendo que nem a sua rede social mais "moderninha", o Instagram, consegue frear o ritmo frenético do TikTok. Mesmo assim, são notáveis os esforços da Meta para tentar manter o seu carro-chefe ainda nos eixos, afinal a marca Facebook ainda tem um peso imenso no mundo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Estes apps com vírus para Android somam mais de 2 milhões de downloads Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Stranger Things | Teoria sugere que Vecna apareceu em outras temporadas Rover Perseverance encontra estranha "cabeça de cobra" em Marte Veja Mais

STF atende estados do Nordeste e muda critério de repasse do salário-educação

G1 Economia Contribuição sobre as folhas de pagamento será distribuída com base apenas no número de alunos de cada estado e município. Local de arrecadação dos recursos não será mais considerado. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (15), por 7 votos a 4, que os repasses do salário-educação aos estados devem seguir apenas o critério da proporção do número de alunos matriculados na rede de ensino – e não mais a arrecadação dos entes. Segundo os ministros, a decisão valerá a partir de 2024, em razão de os orçamentos atuais já estarem em planejamento. O salário-educação é uma contribuição social de 2,5% de folha de pagamento devida por empresas. O repasse é feito pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação. Atualmente, o montante é dividido entre estados e municípios com base em dois critérios: o número de alunos matriculados na rede pública; o estado ou município onde a verba foi arrecadada. Assim, os maiores valores vão para unidades da federação que mais arrecadam impostos. Os nove estados da região Nordeste entraram com ação no STF questionando o critério com base na arrecadação, argumentando que são prejudicados pelo atual critério de divisão. Segundo os autores, se a distribuição é feita de acordo com a arrecadação local, a finalidade da contribuição – reduzir desigualdades regionais e sociais – deixa de ser cumprida. Já estados do Sudeste e Sul foram contra a mudança, sob risco de perda de receita. O julgamento já havia começado no plenário virtual, em que os ministros inserem seus votos no sistema da Corte, em 2018. Os votos dos ministros Relator do processo, o ministro Edson Fachin votou por acolher o pedido dos estados. Segundo Fachin, emenda constitucional definiu que as cotas do salário-educação devem ser distribuídas proporcionalmente ao número de alunos matriculados na educação básica nas redes públicas de ensino – por isso, as normas usadas pelo FNDE ficaram incompatíveis com a Constituição. "Os estados cujos recursos financeiros são maiores conseguem fornecer ensino em todos os níveis com qualidade substancialmente maior que os estados mais pobres”, afirmou. O voto foi acompanhado pelos ministros Marco Aurélio Mello (hoje aposentado), Rosa Weber, Cármen Lúcia, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes e Nunes Marques. O ministro Alexandre de Moraes divergiu e foi acompanhado por Ricardo Lewandowski, Luiz Fux e Dias Toffoli. Para esse grupo, o critério do FNDE é constitucional. Em relação à aplicação da decisão, o decano do STF, ministro Gilmar Mendes, defendeu normas de transição para que haja “uma mudança de sistema a partir de uma gradação”. Por isso, sugeriu aplicar o entendimento apenas a partir de 2024, que foi acolhida por unanimidade. “Se antes havia uma relação direta entre a arrecadação e o respectivo recebimento a título de repasse, hoje essa lógica não encontra mais guarida, a meu ver, no texto constitucional”, disse Mendes. VÍDEOS: notícias sobre política Veja Mais

Efeito da aprovação de projeto que limita ICMS será piora das contas públicas, avalia Instituição Fiscal

G1 Economia Segundo relatório do órgão, que monitora contas públicas, fatores que estão produzindo alta da arrecadação tendem a desaparecer. Congresso concluiu aprovação da proposta nesta quarta. Câmara conclui votação de projeto que limita ICMS sobre combustíveis A aprovação pelo Congresso da redução do ICMS sobre combustíveis aumenta o chamado "risco fiscal" e piora as perspectivas para as contas públicas, avaliou a Instituição Fiscal Independente (IFI), em relatório divulgado nesta quarta-feira (15). Na manhã desta quarta, a Câmara dos Deputados concluiu a votação do projeto de lei que limita o ICMS (tributo estadual), sobre combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. 'Teto' para ICMS dos combustíveis: o que pode mudar para o consumidor Governadores de diversos estados criticaram a proposta, afirmando que a limitação do ICMS causará perda de arrecadação de cerca de R$ 100 bilhões. De acordo com a análise da IFI, independentemente do mérito da proposta (reduzir os efeitos da inflação sobre a renda das famílias), é necessário reconhecer o impacto futuro na perda de arrecadação do governo e no aumento de gastos para compensar os estados. "O desempenho da arrecadação [que vem registrando forte aumento nos últimos meses] continua a seduzir, mas a IFI tem recorrentemente alertado para a influência de fatores conjunturais [momentâneos] que cedo ou tarde cessarão seus efeitos. Diante disso, haverá disposição para reverter os estímulos concedidos em 2022?", questionou. O texto aprovado pelo Congresso inclui um dispositivo que prevê, em caso de perda de arrecadação provocadas pelo teto do ICMS, a União deverá compensar estados e municípios para que os pisos constitucionais da saúde, da educação e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) tenham os mesmos níveis de recursos que tinham antes da entrada em vigor da lei resultante do projeto. Além disso, o projeto também contempla a previsão de o governo zerar as alíquotas da Cide-Combustíveis, do PIS-Pasep e da Cofins (tributos federais) incidentes sobre a gasolina e o álcool, até 31 de dezembro deste ano. Juros A IFI também observou que, após a divulgação das iniciativas para conter a alta dos combustíveis e da inflação em 2022, a curva de juros no mercado futuro (que serve de base para as taxas cobradas pelo bancos das empresas e pessoas físicas) começou a subir. O cálculo citado pela IFI é da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). "Observa-se que, após o anúncio das medidas propostas pelo governo, a remuneração em termos nominais de um título com prazo de um ano subiu comparativamente ao que se observava um mês atrás, ao mesmo tempo em que a parte mais longa da curva deslocou-se para cima, provavelmente, refletindo o aumento da percepção do risco fiscal", diz o relatório da instituição. Veja Mais

'Em Minas, agora, se cumprimenta fazendo L', diz Silveira em evento com Lula

O Tempo - Política Fala do presidente estadual do PSD foi feita ao fim do seu discurso durante evento, nesta quarta-feira (15), em Uberlândia, no Triângulo Mineiro Veja Mais

Veja a íntegra do discurso de Lula em evento com Kalil em Uberlândia

O Tempo - Política Pré-candidato do PT à Presidência e pré-candidato do PSD ao governo de Minas participaram do primeiro evento juntos nesta quarta-feira (15) Veja Mais

Startup lança conta bancária digital compartilhada gratuita via aplicativo

canaltech A startup Cumbuca lançou uma conta bancária compartilhada gratuita via aplicativo, para facilitar a divisão e o pagamento das despesas dos clientes de um casal, família ou grupo de amigos. A empresa promete para breve a funcionalidade de débito automático compartilhado também. 5 contas digitais para menores de 18 anos A Selic aumentou! Veja como seu dinheiro renderá em uma conta digital Os interessados devem baixar o app e adicionar os familiares ou amigos à carteira. Com os saldos individuais, os integrantes da conta decidem a quantia que cada um contribuirá para o pagamento das despesas, que pode ser realizado via Pix ou boleto bancário, além de débito compartilhado no futuro. Em 2019, a Cumbuca surgiu com o aplicativo UmHelp, que funcionava como um marketplace de diaristas. Depois ele se transformou no Comadre, criado para pessoas conhecidas entre si pagarem contas e acompanharem despesas em conjunto. A inspiração da empresa para reformatar o serviço foi o início da pandemia de covid, em 2020, que teria levado a mais pessoas compartilhando custos na mesma casa. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- App Cumbuca ajuda amigos e familiares a criarem conta digital coompartilhada de forma gratuita (Imagem: Reprodução/Cumbuca) "Com o avanço do open finance vivenciamos um mercado promissor. Acreditamos que estamos apenas no começo de uma grande revolução financeira e, enquanto empresa de iniciação de pagamento, temos muito a contribuir”, diz Daniel Ruhman, sócio-fundador e CEO da Cumbuca. Em 2021, a startup foi eleita para participar do programa de aceleração da Y Combinator. Atualmente, a empresa integra a associação de Iniciadoras de Pagamento (ITPs), voltada ao crescimento do ecossistema do open finance, ao lado de grandes empresas como Mercado Pago, Quanto e Finnet. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Missão da OEA alerta para violência armada na Colômbia e pede paz com ELN

em - Internacional A violência armada persiste na Colômbia, apesar dos avanços na implementação do acordo de paz selado há cinco anos, alerta um relatório da Organização dos Estados Americanos (OEA) divulgado nesta quarta-feira.O relatório mais recente da Missão da OEA em Apoio ao Processo de Paz na Colômbia identifica "impactos graves" sobre a população civil em muitas áreas do país, várias delas localizadas na fronteira com Venezuela e Equador.O texto menciona homicídios de ativistas e líderes comunitários, deslocamentos forçados, confinamentos, extorsões, poluição com minas terrestres e recrutamento de menores, especialmente indígenas e migrantes.Embora o Estado colombiano tenha acordado em 2016 o fim do conflito com as hoje extintas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), grupos armados ilegais, como o Exército de Libertação Nacional (ELN), dissidentes das Farc e grupos de narcotraficantes seguem disputando o controle territorial.O ELN e os grupos residuais das Farc "são os de maior atividade bélica", indica a Além do fato de que seu objetivo parece ser maximizar seus lucros com economias legais e ilegais, em grande parte "eles tentam sustentar uma plataforma político-ideológica com a qual buscam legitimar sua existência e suas ações", acrescenta o relatório, que também destaca uma "grande atividade armada" de grupos do narcotráfico, como o Clã do Golfo, embora cite a prisão de seu chefe, Dairo Antonio Úsuga, conhecido como "Otoniel", extraditado para os Estados Unidos em maio.O relatório, que analisa o segundo semestre de 2021, destaca a "preocupação" com o que considera ser uma "justiça de fato" exercida por esses grupos armados ilegais, que "entorpecem" o trabalho da justiça formal.Embora aplauda a implementação pelo governo de Iván Duque do Estatuto Temporário de Proteção para Migrantes Venezuelanos, a observa dificuldades nesse processo, com "casos de fraude" e "gestão frágil" de entidades territoriais. Além disso, ressalta que a população migrante "continua sendo vítima de agressões físicas, homicídios, desaparecimentos e expulsões" por parte dos grupos armados ilegais.- 'Paz completa' -A quatro dias do segundo turno presidencial na Colômbia, no qual se enfrentarão o ex-guerrilheiro do M19 Gustavo Petro e o excêntrico milionário Rodolfo Hernández, a pede que se continue avançando em direção à "paz completa", após seis décadas de conflito armado."É necessário que a guerrilha do ELN dê sinais claros e concretos de suas intenções de paz", enfatiza o relatório, que pede a libertação de todos os sequestrados e o fim dos sequestros, os efeitos sobre a população civil e os atentados contra a infra-estrutura, que produzem grandes impactos ambientais.Além disso, o relatório pede que se mantenham abertos os canais de diálogo que permitam, eventualmente, "retomar as negociações de paz" com a guerrilha guevarista, que pegou em armas em 1964."O povo colombiano merece uma paz completa", disse Roberto Menéndez, chefe da durante a apresentação do relatório ao Conselho Permanente da OEA.Duque, que deixará a presidência em agosto, após quatro anos no poder, rompeu o diálogo com o ELN em 2019, após um atentado a uma academia de polícia que deixou 22 cadetes mortos, além do autor.A elogiou, por outro lado, o que descreveu como "conquistas institucionais" na implementação de programas de desenvolvimento territorial e substituição de cultivos ilícitos (PNIS), desminagem humanitária e prevenção do recrutamento. Também exaltou o trabalho da Comissão da Verdade para o acesso das vítimas do conflito armado à Justiça, reparação integral e garantias de não repetição.O mandato da criada em 2004 para monitorar e acompanhar a implementação da paz na Colômbia, foi renovado em outubro passado por Duque até 2025. Veja Mais

EX-CRUZEIRO FAZ, E COLÓN SUPERA RIVER EM JOGO MARCADO POR VAR EXTREMAMENTE LENTO | MELHORES MOMENTOS

EX-CRUZEIRO FAZ, E COLÓN SUPERA RIVER EM JOGO MARCADO POR VAR EXTREMAMENTE LENTO | MELHORES MOMENTOS

Fox Sports Brasil Todo o esporte AO VIVO da ESPN disponível também no Star+! Assine já! http://dis.la/StarPlus_YT_BR E o melhor do jornalismo esportivo, com vídeos e notícias exclusivas, você acompanha no https://www.espn.com.br/ #Colón #RiverPlate #CampeonatoArgentino #MelhoresMomentos #RamonÁbila Veja Mais

OMC faz negociações noturnas para superar desavenças sobre vacinas e pesca

em - Internacional Os ministros dos 164 países da Organização Mundial do Comércio (OMC) continuavam negociando na madrugada desta quarta (15) para quinta-feira com a esperança de alcançar acordos concretos sobre a pesca e patentes de vacinas contra a covid-19."Entramos realmente na fase da comercialização", disse um representante à AFP. "Isto vai durar toda a noite (...) Esperamos que acordos sejam fechados", acrescentou.Não há nada garantido porque as decisões desta organização são tomadas por consenso, e por isso um único país pode fazer o acordo naufragar.A 12ª conferência ministerial da OMC começou no domingo e devia terminar nesta quarta-feira, mas até agora os diferentes representantes não conseguiram alcançar um pacto, especialmente devido à intransigência da Índia em várias questões, informaram fontes próximas às negociações.A pedido de algumas delegações, a diretora-geral da organização, Ngozi Okonjo-Iweala, acertou um dia extra e prorrogou a reunião até a quinta-feira às 15h locais (10h de Brasília)."As perspectivas de acordo são favoráveis e as discussões continuam", sobretudo em pequenos grupos, havia dito a jornalistas um porta-voz da OMC, Dan Pruzin.As transações se arrastam há anos. Ngozi já tinha alertado no início da reunião ministerial que o caminho seria caótico. "E pode ser que haja algumas minas ao longo do caminho", apontou.A última reunião ministerial da OMC, celebrada no fim de 2017 em Buenos Aires, foi considerada um fracasso e nenhum acordo foi alcançado.Desde sua chegada, em março de 2021, à frente da OMC, Ngozi se esforçou por recuperar o papel da organização, especialmente diante da pandemia de covid-19.- Pesca e vacinas contra covid -Esta questão é uma das principais questões sobre a mesa.Há dois textos em discussão: uma sobre a suspensão temporária das patentes das vacinas contra a covid-19 e outro para facilitar o comércio de produtos médicos necessários no combate às pandemias.Países em vias de desenvolvimento e ONGs pressionam a OMC desde outubro de 2020 para decretar a suspensão dos direitos de propriedade intelectual para as ferramentas médicas de combate à covid.Mas diante da oposição de países ricos, como Suíça e Reino Unido, onde a indústria farmacêutica tem uma presença importante, está se discutindo unicamente a suspensão temporária para os países em desenvolvimento.A China, considerado um país em desenvolvimento na OMC, assegurou que não pretende se beneficiar deste tratamento especial, mas os Estados Unidos pedem este compromisso por escrito.O rascunho do texto contempla a possibilidade de ampliar o acordo aos testes de diagnóstico e tratamentos seis meses depois de sua adoção, mas a Suíça e o Reino Unido mostraram reservas.Por outro lado, as negociações sobre a pesca, iniciadas há mais de 20 anos, querem proibir certas formas de subvenções que fomentam a sobrepesca ou a pesca ilegal.Nos últimos meses foram registrados alguns progressos, mas a Índia exige um período de isenção de 25 anos na proibição dos subsídios que contribuem para a sobrepesca, enquanto o projeto de acordo cita prazo até 2030. "Se o período de transição de 25 anos não for aceito, será impossível para nós finalizar as negociações", alertou o ministro do Comércio da Índia, Piyush Goyal.A intransigência indiana, ressaltada por muitos diplomatas, pode provocar o fracasso de vários temas. Este país do sul da Ásia, juntamente com África do Sul, Paquistão, Indonésia e Sri Lanka, também são reticentes em prorrogar a moratória das tarifas alfandegárias sobre as transações eletrônicas, que também será abordada pelos ministros. Veja Mais

"Reclame Aqui dos dados": startup reunirá denúncias de abusos de privacidade

canaltech A Seusdados, startup brasileira de direito (legaltech), desenvolveu a plataforma MeResponda!, uma ferramenta que pode ser útil em meio ao maior cuidado com privacidade exigido pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). A ideia é ser um "Reclame Aqui de abuso de dados", reunindo denúncias e reclamações do público nesse sentido. Sites fraudulentos usam chatbots como novas armas para roubo de dados Brasil é o sexto maior país em total de vazamentos de dados O sistema pretende conscientizar sobre o valor dessas informações e ajudar o cidadão a exercitar seus direitos. O acesso ao MeResponda! é disponibilizado tanto para pessoas físicas quanto para empresas. Para entrar na plataforma, a pessoa deve se cadastrar com informações básicas de identificação. Depois poderá fazer uma reclamação, solicitação ou até mesmo denúncia do uso abusivo de dados por parte de uma empresa. As reclamações ficarão listadas para que outras pessoas possam acompanhar o andamento dos casos. A identidade das pessoas físicas será preservada. Para as empresas, o acesso é pago e exige-se o preenchimento de todas as informações requeridas no cadastro. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Site MeResponda! quer ser uma plataforma de denúncias de abuso de dados (Imagem: Reprodução/MeResponda!) Segundo Marcelo Fattori, CEO e fundador da Seusdados, a plataforma será um canal para o consumidor exercer seus direitos estabelecidos na LGPD, ao mesmo tempo que garante às empresas acesso ao cidadão para resolver suas queixas. “Do ponto de vista das empresas, o custo-benefício é barato e extremamente mais acessível que um serviço de SAC. Além disso, a plataforma vai apoiá-las na criação de um canal específico e especializado em proteção de dados”, comenta. Vale lembrar que o governo federal conta com a Autoridade Nacional de Proteção de Dados, órgão responsável por fiscalizar e punir eventuais casos de abuso no tratamento de dados pessoais. No entanto, só no ano passado a entidade — que se tornou autarquia nesta semana — passou a ter poder de aplicar multas e sanções, e pouca ação foi vista nesse sentido desde então. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Condenação de Áñez levanta dúvidas sobre a independência da justiça na Bolívia

em - Internacional A pena de 10 anos de prisão para a ex-presidente interina Jeanine Áñez levanta dúvidas sobre a independência da justiça na Bolívia, acusada de estar sob o controle do poder político.Áñez, ex-senadora de direita, foi condenada na sexta-feira passada por acusações de atos inconstitucionais e violação de dever ao assumir o cargo em novembro de 2019, dois dias depois que o presidente esquerdista Evo Morales renunciou em meio a protestos."Sinais de uma possível intervenção do poder político neste processo judicial preocupam a comunidade internacional", tuitou o relator especial da ONU sobre a independência dos magistrados, Diego García-Sayán.- "Preocupante" -O Movimento ao Socialismo (MAS), partido de Morales e de seu herdeiro político, o atual presidente Luis Arce, sustenta que a então senadora Áñez violou regulamentos e perpetrou um "golpe de Estado" contra Morales (2006-2019).Áñez era a segunda vice-presidente do Senado e alegou que precisou assumir o cargo porque, após a saída de Morales, todos aqueles que o seguiram na ordem de sucessão constitucional renunciaram.Os líderes do MAS concordaram que é preciso ter "um julgamento comum e não um julgamento de responsabilidades" para Áñez, disse Morales à rádio Kausachun Coca em Cochabamba no fim de semana.O partido no poder possivelmente descartou um julgamento de responsabilidades para a ex-presidente e advogada de 54 anos, porque não teria os votos necessários no Congresso para condená-la."O que é preocupante é o que foi revelado" por Morales "sobre um encontro político entre líderes do governo e do partido no poder, no qual eles teriam concordado que a senhora Áñez fosse submetida a um julgamento ordinário e não a um julgamento de responsabilidades", disse García-Sayán no Twitter."Independentemente de como surgiu seu mandato", os ex-presidentes da Bolívia "têm direito a um julgamento de responsabilidades" no Congresso, em vez de serem submetidos a processos criminais, acrescentou este jurista peruano e ex-presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos Direitos.Morales respondeu em um tuíte: o relator da ONU "não pode se tornar o protetor dos inimigos históricos do povo que massacrou nossos irmãos".Áñez estava em prisão preventiva há 15 meses.- "Servilismo" -Para o famoso constitucionalista boliviano William Bascopé, "a condição atual da justiça boliviana é a mais empobrecida e decadente de toda a história da fundação do país".Bascopé disse à AFP que a Bolívia "nunca" experimentou "uma situação tão vergonhosa de declínio institucional e de valores e princípios na instituição judicial".O servilismo do Ministério Público e do Judiciário boliviano para com o governo é "muito evidente", disse.O constitucionalista indicou que é necessária uma reforma para acabar com o atual sistema, em que para ser nomeado juiz pelo Conselho da Magistratura, o candidato deve demonstrar simpatia pelo governo no poder.- "Fraquezas estruturais" -"O sistema judicial boliviano sofre interferência política há anos. Os governos se aproveitam de sua falta de independência e fraquezas estruturais", disse César Muñoz, pesquisador sênior da organização Human Rights Watch (HRW), em sua conta.Na época, o governo Áñez (2019-2020) também abriu processos judiciais contra Morales. Seu ministro do Governo (Interior), Arturo Murillo, denunciou o ex-mandatário por suposta "sedição e terrorismo" devido aos bloqueios de estradas realizados por seus partidários.Após a denúncia do ministro, o Ministério Público abriu uma investigação contra Morales, então refugiado na Argentina, e ordenou sua prisão. O caso foi encerrado após a chegada de Arce à presidência, no final de 2020.O próprio García-Sayán, que visitou a Bolívia em fevereiro, afirmou em um relatório preliminar que "a justiça está longe do povo" e ressaltou que "se não houvesse questionamento da independência judicial, eu não estaria aqui".Twitter Veja Mais

Ms. Marvel: Kamala precisa controlar seus poderes no episódio 2 (recap)

Ms. Marvel: Kamala precisa controlar seus poderes no episódio 2 (recap)

Tecmundo Nesta quarta-feira (15), um novo episódio de Ms. Marvel ficou disponível no Disney+. A série da Marvel mostrou as consequências dos acontecimentos vistos no episódio de estreia, bem como o treinamento de Kamala Khan (Irma Vellani) para controlar seus poderes ao lado de Bruno (Matt Lintz). No entanto, suas dúvidas com relação ao bracelete de Aisha se tornam recorrentes.Quer saber mais sobre a produção? Confira nosso recap completo logo abaixo!Leia mais... Veja Mais

Ministério da Saúde nomeia Fiocruz para monitorar varíola dos macacos

canaltech Nesta quarta-feira (15), o Ministério da Saúde nomeou o Laboratório de Enterovírus do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) para monitorar os casos suspeitos de varíola dos macacos (vírus monkeypox). A unidade passa a analisar amostras do Rio de Janeiro e de toda a região Nordeste. Varíola dos macacos tem cura? Existe tratamento? Ministério da Saúde negocia compra de vacinas da varíola dos macacos O Ministério da Saúde considera como caso suspeito ou provável o indivíduo de qualquer idade que, a partir de 15 de março de 2022, apresente início súbito de febre, aumento dos gânglios e erupção cutânea. Segundo a Pasta, também é preciso ficar atento à exposição a materiais contaminados e ao contato físico direito com pessoas que estão suspeitas da varíola dos macacos ou que fizeram viagem a países endêmicos. Até 14 de junho, foram confirmados mais de 1.700 casos, em 36 países, principalmente na Europa, como Reino Unido (470), Espanha (275), Portugal (231) e Alemanha (229). Na região das Américas, foram diagnosticados casos no Canadá (123), Estados Unidos (65), Argentina (3), México (2) e Venezuela (1). No Brasil já são quatro casos positivos. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- “Com a rápida proliferação do vírus pelo mundo, a expertise centenária da Fiocruz na linha de frente contra patógenos emergentes e reemergentes irá se somar a das demais unidades e contribuir para uma precisa resposta brasileira ao surto”, afirma Edson Elias, chefe do Laboratório de Enterovírus do IOC. Varíola dos macacos no Brasil Ministério da Saúde nomeia Fiocruz para monitorar varíola dos macacos (Imagem: twenty20photos/Envato) Por enquanto, o Brasil confirmou quatro casos de varíola dos macacos. Além desses, outros cinco suspeitos seguem em investigação. A confirmação mais recente foi no Rio de Janeiro: um brasileiro de 38 anos que mora em Londres (Inglaterra), mas veio ao Brasil no último sábado (11). Um dos confirmados é do Rio Grande do Sul: um homem de 51 anos, que contraiu o vírus após uma viagem para Portugal. A infecção começou a ser investigada no dia 19 de maio. As outras duas ocorrências ficam em São Paulo (um morador da capital com 41 anos, internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, e um homem de 29 anos, que está isolado em sua residência em Vinhedo). Entre os principais sintomas da varíola dos macacos, estão: febre, erupção cutânea e adenomegalia (linfonodos do pescoço). O Canaltech já entrou em detalhes sobre os sinais e sintomas da doença. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Milhares de indígenas se mobilizam em Quito após libertação de seu líder

em - Internacional Milhares de indígenas chegaram a Quito nesta quarta-feira, terceiro dia consecutivo de protestos contra o governo do Equador, no momento em que seu líder Leonidas Iza, acusado de paralisar o transporte público bloqueando estradas, foi libertado.A pé e em caminhões, os manifestantes ingressaram por uma avenida do sul da capital, seguidos de carros da polícia e militares.Os indígenas iniciaram na última segunda-feira protestos por tempo indeterminado, bloqueando estradas com barricadas para exigir a redução dos preços dos combustíveis e a renegociação de dívidas dos camponeses.As manifestações foram convocadas pela opositora Confederação de Nacionalidades Indígenas (Conaie), organização presidida atualmente por Iza e que, entre 1997 e 2005, participou de revoltas que derrubaram três governantes."Estamos indignados com este governo neoliberal", disse à AFP o indígena Hugo Toaquiza. "Disseram que iriam eliminar a pobreza e estão apenas nos matando de fome."Um uniformizado que estava no local estimou que ao menos 2 mil pessoas participavam da caravana, que pretende chegar ao centro histórico, onde fica a sede do Executivo. A segurança no centro colonial e em torno da sede da presidência foi reforçada.O ministro do Interior, Patricio Carrillo, afirmou que o governo tem controle sobre a manifestação em Quito: "Podemos garantir que iremos conter a violência com o uso progressivo (da força), com a firmeza exigida pelo Equador."Em 2019, Quito foi por mais de uma semana palco de protestos violentos liderados pelo movimento indígena, que deixaram onze mortos. As manifestações obrigaram o então presidente Lenín Moreno a desistir de seu plano de eliminar subsídios milionários aos combustíveis.- 'Mais força' -A Conaie destacou que a "Greve Nacional segue com mais força desde as províncias que se somam após a libertação de Iza, preso ontem sob a acusação de paralisação de serviços e que enfrenta um julgamento.Os manifestantes também protestam contra a falta de empregos e a entrega de concessões de mineração em territórios indígenas, e exigem o controle de preços dos produtos agrícolas.A princípio, autoridades estimaram que 9.300 pessoas participaram dos bloqueios de estradas em 14 das 24 províncias na manhã desta quarta-feira. Mas segundo Carrillo, "o número de pessoas que participam desses atos de caos não ultrapassa 5.500".Iza está proibido de deixar o país e deve comparecer ao Ministério Público duas vezes por semana até 4 de julho, quando terá início seu julgamento. A Conaie considerou a prisão de seu titular "violenta, arbitrária e ilegal", enquanto o governo defende que a medida está de acordo com a legislação.Além de Iza, outras 20 pessoas foram detidas, segundo Carrillo. Dez militares ficaram feridos ao evitarem que, "mediante atos de violência", manifestantes tomassem uma estação petroleira na Amazônia.- Prejuízo de US$ 20 milhões -Iza lidera as manifestações contra o governo do presidente conservador Guillermo Lasso, nas quais os indígenas exigem a redução do preço dos combustíveis e a renegociação das dívidas dos trabalhadores rurais com os bancos.A Conaie, que entre 1997 e 2005 participou em protestos que derrubaram três presidentes, também protesta contra a falta de empregos e a concessão de licenças de mineração em territórios indígenas, além de exigir um controle de preços dos produtos agrícolas.Carrillo comemorou a decisão do tribunal de processar Iza pela suposta paralisação do serviço de transporte público com o bloqueio de rodovias. "A administração da justiça declarou que a detenção do senhor Iza é legal, em primeiro lugar. Em segundo lugar, abriu uma investigação fiscal" contra o líder, disse. Iza foi preso na terça-feira em meio a brigas com policiais e militares. "Muita força, não vamos ficar desmoralizados", disse ele, segundo uma transmissão feita pelo Facebook pela Conaie.O líder foi recebido por alguns apoiadores com abraços. "Viva a luta" e "Viva a greve", gritavam os manifestantes. Uma indígena se aproximou de Iza e fez uma "limpeza", que consiste em passar plantas consideradas medicinais sobre o corpo.Lasso e Iza protagonizaram negociações infrutíferas no ano passado. O presidente reiterou hoje no Twitter que seu governo tem "as portas abertas para o diálogo", mas alertou: "Não cederemos diante de grupos violentos que pretendem impor suas regras."Os primeiros dois dias de manifestações deixaram cerca de 20 milhões de dólares em prejuízos econômicos, segundo Miguel González, chefe do Comitê Empresarial Equatoriano. A população indígena, que representa um milhão dos 17,7 milhões de habitantes do Equador, propõe que o preço do combustível seja reduzido para 1,50 dólares por galão de 3,78 litros de diesel e 2,10 para gasolina de 85 octanas. O valor do diesel quase dobrou (de 1 para 1,90 dólares) e a gasolina subiu 46% (de 1,75 para 2,55) entre maio de 2020 e outubro de 2021. "As agendas de protesto dos diferentes grupos sociais são legítimas, mas não podem se concretizar com base em enganos e na violência", escreveu o presidente. Veja Mais

Startups brasileiras reduzem operações e amargam demissões em massa

canaltech Apesar das constantes notícias de startups brasileiras ganhando aportes milionários nos últimos anos, começamos a ver sinais de que a fonte está secando. Segundo reportagem do Estadão, várias empresas de inovação desaceleraram suas operações e até realizaram demissões em massa no último ano e meio. Startups inovam no acesso à água, mas esbarram no desinteresse de gestores Google aponta que Brasil saltou de 5 mil para 13 mil startups em 5 anos A notícia mais recente neste sentido ocorreu nesta semana: a Kavak, mexicana do setor de carros usados avaliada em US$ 8,1 bilhões (R$ 41 bilhões) em 2021, dispensou funcionários brasileiros desde março — a Exame fala em 150, e o Estadão, em 300. Procurada pelo jornal, a empresa não quis comentar o assunto. Outros exemplos recentes foram: -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- QuintoAndar demitindo cerca de 160 funcionários em abril; Loft demitiu 159 pessoas em abril após concluir a integração com a CrediHome; Espanhola Cabify anunciou fim das operações no Brasil no ano passado; Americana Uber Eats deixou de atuar no Brasil em janeiro deste ano; Facily demitiu mais de 1.000 pessoas após superar valor de US$ 1 bilhão; Bitso, mexicana do mercado de criptomoedas, demitiu 80 pessoas globalmente, inclusive no Brasil; Domestika, americana de cursos online, demitiu 200 por todo o mundo, sendo 40 cortes no Brasil; Favo, peruana de supermercado online, encerrou operações no Brasil no início de junho, dispensando no país 171 pessoas; Olist demitiu aproximadamente 150 funcionários no final de maio; Grupo 2TM, dono do Mercado Bitcoin, demitiu 90 dos cerca de 750 funcionários. A reportagem justifica o momento ruim à crise macroeconômica global e aumento dos juros causados pela retomada pós-covid e pela guerra na Ucrânia. Esses fatores vêm preocupando investidores e afastando novos aportes em startups, empreendimentos arriscados por natureza. Brasil tem cenário considerado desafiador para startups estrangeiras (Imagem: Reprodução/Austin Distel/Unsplash) Além disso, no caso do Brasil, o cenário é considerado desafiador para empresas de fora apostarem em expansões, devido à alta competição no ambiente de inovação e à necessidade de altos investimentos para conquistar território. Como exemplo disso, a UberEats e a espanhola Glovo, ambas do ramo de entregas, atribuem suas respectivas saídas do Brasil à concorrência pesada com a brasileira iFood e a colombiana Rappi. Ainda assim, o Brasil ainda é visto como estratégico para a expansão de startups latinas, por razões como ser um local importante para conquistar mercado, testar soluções e atingir novos consumidores. “O fato de o Brasil ter nível baixo de produtividade e muita ineficiência significa que temos muito espaço para adotar tecnologia”, explicou ao Estadão Felipe Matos, presidente da Associação Brasileira de Startups (Abstartups). Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Crítica De Volta ao Espaço | A celebração do programa espacial dos EUA

canaltech “A Terra é o berço da humanidade e você não pode ficar no berço para sempre; é hora de ir além”. Essa frase é parte do início do documentário da Netflix De Volta ao Espaço, que celebra a retomada dos voos espaciais tripulados lançados dos Estados Unidos com foguetes e cápsulas estadunidenses — e, claro, destaca também como a SpaceX, empresa fundada por Elon Musk, mudou o jogo da NASA enquanto tenta avançar planos ambiciosos de, um dia, colonizar Marte. 10 filmes sobre aventuras e viagens no espaço 5 documentários sobre vida extraterrestre que todos deveriam assistir Antes, voltemos alguns anos no passado — mais precisamente, para 21 de julho de 2011. Naquele dia, o ônibus espacial Atlantis retornou do espaço, encerrando um programa marcado por duas tragédias e altíssimos custos para a NASA. Na falta dos space shuttle, pagar bilhões de dólares por assentos a bordo de naves Soyuz, da Rússia, foi o único caminho para a NASA levar seus astronautas à Estação Espacial Internacional (ISS).   Esse cenário começou a mudar com o Commercial Crew Program, iniciativa através da qual a NASA fecha parcerias com empresas privadas para o transporte de astronautas à ISS. Em 2020, os astronautas Doug Hurley e Bob Behnken foram ao laboratório orbital a bordo de uma cápsula Crew Dragon instalada em um foguete Falcon 9, ambos da SpaceX. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Eles viajaram durante a missão de demonstração Demo-2, o primeiro lançamento tripulado dos Estados Unidos desde 2011. Dali em diante, a agência espacial não precisou mais depender da Rússia para seus lançamentos tripulados à estação, que finalmente puderam voltar a acontecer em solo estadunidense — vale lembrar que, mesmo assim, ainda vimos astronautas dos EUA indo ao laboratório e voltando à Terra em naves russas. É esta a mudança que acompanhamos em De Volta ao Espaço, sob a direção de Jimmy Chin e Elizabeth Chai Vasarhelyi. Do solo ao espaço Resumir em cerca de 2 horas de produção uma etapa tão importante para o programa espacial dos Estados Unidos não é algo fácil, mas o documentário da Netflix cumpre a tarefa e se arrisca além dela, oferecendo entretenimento e até tensão para quem está assistindo. Um pouco disso está nas cenas que mostram a expectativa (quase palpável!) dos funcionários da SpaceX durante os primeiros lançamentos dos foguetes da família Falcon. Nesses momentos, os vemos apreensivos enquanto aguardavam o que poderiam ser voos de sucesso ou explosões dos veículos lançadores no espaço ou em tentativas de pouso — que, embora signifiquem a perda dos foguetes, também trazem aprendizados importantes para ajustes e correções necessários para novos lançamentos. Muito desta tensão é visível em algumas das cenas em que Elon Musk aparece. De Volta ao Espaço mostra também as equipes por trás de lançamentos de missões (Imagem: Divulgação/Netflix) Conhecido por seu comportamento, digamos, excêntrico, o bilionário aparece sempre atento ao andamento das tentativas e processos da SpaceX: em uma cena, a ansiedade é tanta que ele deixa a sala de controle da missão antes mesmo de saber o resultado dela. Mesmo para quem não é entusiasta da astronáutica, fica fácil entender o motivo de tanto nervosismo. A clareza das contextualizações apresentadas é um acerto feliz de De Volta ao Espaço. Claro que aqueles que já têm alguma familiaridade com o assunto compreendem rapidamente a necessidade que a empresa tinha de provar à NASA que estava pronta para trabalhar em parceria — mas, por outro lado, quem não está por dentro das novidades da indústria também conseguirá acompanhar o andamento dos eventos. Por fim, vale mencionar alguns acenos a marcos do programa espacial estadunidense, como as tragédias com os ônibus espaciais Challenger e Columbia e o legado do programa Apollo. Infelizmente, as menções são breves e não aprofundam muito o que aconteceu nos acidentes ou o porquê de a NASA ainda não ter levado novos astronautas à Lua. Mesmo assim, servem para instigar a curiosidade do público. Espiadinhas nos bastidores A Estação Espacial Internacional orbita a Terra há mais de 20 anos e já abrigou tripulantes de diferentes países. O legado do laboratório orbital é longo, e a NASA e demais agências espaciais parceiras costumam realizar transmissões, sessões de perguntas e respostas e outros eventos para aproximar o público das atividades que acontecem por lá. Esse trabalho de encurtar a distância entre astronautas e o público também está presente em De Volta ao Espaço. A produção da Netflix encontra tempo no roteiro para mostrar os astronautas do complexo orbital flutuando livremente pela estação ou celebrando a chegada de novos tripulantes; em outro momento, vemos Bob Behnken abocanhando um docinho flutuando na estação durante uma entrevista ao vivo. São cenas divertidas e leves, que funcionam para chamar a atenção do público para o trabalho conduzido na ISS. Doug Hurley junto de Karen Nyberg e Jack Hurley (Imagem: Divulgação/Netflix) Há cenas em que somos levados para “espiar” as rotinas de Bob Behnken e Doug Hurley em casa, com suas famílias; em outras, vemos relatos das esposas deles (que também são astronautas!) contando como os conheceram e os desafios do trabalho no espaço. As filmagens são breves e, além de interessantes, mostram um lado dos astronautas que, às vezes, pode ficar esquecido em meio a lançamentos e experimentos na estação. Em meio a brincadeiras sobre as diferenças no jeito de cada um, Behnken e Hurley também destacam os riscos inerentes ao lançamento da missão Demo-2. É interessante vê-los lembrando ao público que também sentem certa apreensão — e que essas emoções se estendem aos seus filhos que, embora pequenos, já entendem um pouco dos perigos. Mesmo assim, a dupla encara o desafio e reforça a confiança que tem na SpaceX e na NASA. O problema dos excessos É inegável que a SpaceX teve importância astronômica para a retomada dos lançamentos à estação tanto por questões políticas quanto científicas. Isso é orgulhosamente retratado no documentário do serviço de streaming, que exalta a eficiência da empresa de Musk e destaca que a NASA reconhece que uma “ajudinha” não cairia mal. O problema é que, ao mesmo tempo, De Volta ao Espaço tenta alavancar algum tipo de empatia desnecessária com ele. De tempos em tempos, o nome de Musk volta às manchetes por causa de algum comentário ou ação controversa, no mínimo. Enquanto isso, o documentário nos mostra ele se arriscando em “dancinhas” para repórteres em entrevistas em meio a risadas, ou brincando com um lança-chamas. Mas, calma, não o leve a mal, nem só de “bom humor” vive Musk: também vemos o homem mais rico do mundo com os olhos marejados após lembrar que os astronautas do programa Apollo, que descreve como heróis, criticaram duramente a dependência da NASA em veículos espaciais de empresas privadas. O documentário pesa, em excesso, os feitos da empresa de Musk (Imagem: Divulgação/Netflix) Veja, o ver o “outro lado” de uma figura pública como ele não é exatamente um problema. O que pesa é a falta de olhar crítico dos diretores que, enquanto apontam essas “gracinhas” do fundador da SpaceX, apenas passeiam brevemente por episódios desfavoráveis a ele e deixam de lado todo o resto — por exemplo, não há menção alguma sobre as consequências da expansão da SpaceX em Boca Chica, no Texas, ou questionamentos sobre a viabilidade e consequências de levar a humanidade a Marte. A falta de autocrítica também vale para a empresa, apresentada quase como a grande salvadora da NASA. Se hoje a SpaceX pode se dar ao luxo de explodir foguetes e depois consertar o que for necessário no processo até conseguir bons resultados, é porque aproveita o legado deixado pela agência estatal, suas certificações e processos — que, embora sejam descritos como burocráticos e lentos demais, são eficientes. Ao fim de De Volta ao Espaço, vemos um pouco dos preparativos para o lançamento da missão Crew-1, a primeira totalmente operacional lançada por meio do Commercial Crew Program. Fica a sensação de que há algo grande acontecendo, iniciado e proporcionado pela SpaceX e suas cápsulas tecnológicas e digitais, parecendo que saíram de algum filme futurista — e que vale a pena acompanhar o que ainda virá. De Volta ao Espaço está disponível no catálogo da Netflix. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

"Rug Pull" foi o golpe que mais cresceu no mercado cripto; veja como evitar

canaltech Não podemos negar que o mercado de criptomoedas gerou oportunidades para pessoas comuns ganharem muito dinheiro investindo nessa nova modalidade. Mas, além de ganhos, as criptos infelizmente também abriram as portas para bandidos. Um tipo de golpe comum que afeta muitos investidores neste setor ´r o chamado “rug pull”, um termo em inglês que traduzido significa: "puxada de tapete". Nubank vai aderir às criptomoedas, revela cofundador David Vélez Golpes globais com criptomoedas superaram US$ 1 bi em prejuízos em 2021 A firma Chainalysis, especializada na geração de dados relacionados ao mercado cripto, revelou que em 2021 cerca de 40% dos golpes envolvendo criptomoedas foi por "puxada de tapete". Segundo especialistas, essa modalidade de golpe acontece quase diariamente. Rudá Pellini, cofundador da fintech Wise&Trust lembra que esse foi um golpe muito comum em 2017, quando surgiu a “explosão” de ICOs (oferta inicial para arrecadar fundos de uma criptomoeda). Essa prática voltou a ganhar força recentemente, com projetos de NFT (token não-fungível) e DeFi (finanças descentralizadas). -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- O “rug pull” acontece da seguinte forma: o criador de um projeto compra quase todas as moedas e faz a cripto ter uma grande valorização; a alta desperta o interesse de outros investidores, que também adquirem o ativo, fazendo-o valorizar ainda mais; então, o dono do projeto, com a maioria das moedas, vende tudo na alta e faz despencar o preço do token. Segundo agência americana em 2021 foram mais de 46.000 relatos de pessoas que foram vítimas de golpes envolvendo criptomoedas. O "Rug Pull" representa 40% desse número (Imagem:Reprodução/Envato-LightFieldStudios) Geralmente, as criptos envolvidas neste golpe estão em corretoras descentralizadas. As transações nessas plataformas acontece sem intermediação; portanto, um reembolso é praticamente impossível. Rafael Brunacci, gerente da Coinspade; e Lucas Passarini, trader do Mercado Bitcoin, citaram à CNN um exemplo de “rug pull” que chamou muito a atenção da mídia e causou grande prejuízo, envolvendo a squidCoin, inspirada na série Round 6. "Essa categoria de golpe está geralmente relacionada com moedas digitais cujo nome é ligado a algo que está em alta, como uma série”, explicou Passarini. Round 6 é a série de maior sucesso da história da Netflix, com mais de 100 milhões de visualizações. Por isso, os golpistas se interessaram em criar algo para aproveitar essa popularidade. Como evitar o "Rug Pull" De modo a evitar que os investidores caiam nessas categorias de golpes, os especialistas recomendam as seguintes dicas de prevenção: Verifique quem são os desenvolvedores do projeto e se eles são reais; Consulte o "white paper" (documento oficial do projeto de um token); Identifique as comunidades de discussão do Telegram ou Discord; Verifique se as criptos possuem sites falsos ou parecidos com projetos famosos; Identifique se há um marketing excessivo em torno do projeto; Confira se uma única carteira tem a posse da maior parte das moedas do projeto. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Conheça 10 das cidades mais antigas do mundo Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Qual é a maior rota de ônibus do mundo? Qual é o melhor celular para fotos até R$ 1.500? Veja Mais

Google Maps facilita busca por cozinhas solidárias em todo o país

Google Maps facilita busca por cozinhas solidárias em todo o país

Tecmundo Em uma ação inédita no Brasil, o Google vai facilitar a busca por pontos de distribuição de alimentos e cozinhas solidárias pelo país, destacando estes locais no app do Maps. A iniciativa, anunciada na terça-feira (14) e , acontece em parceria com a ONG Ação da Cidadania.De acordo com a big tech, o objetivo é criar uma rede solidária para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social. O usuário poderá encontrar os locais de distribuição gratuita de refeições mais próximos, que também funcionam como centros de arrecadação para doações.Leia mais... Veja Mais

Especialistas nos EUA recomendam vacinas anticovid-19 para crianças pequenas

em - Internacional Um comitê de especialistas dos Estados Unidos se pronunciou nesta quarta-feira (15) favoravelmente à administração de vacinas contra a covid-19 dos laboratórios Pfizer e Moderna em crianças de entre seis meses e quatro anos, um primeiro passo crucial para a sua autorização.Durante debates transmitidos ao vivo pela internet, os membros deste painel de consulta revisaram os dados dos testes clínicos disponíveis realizados pela Pfizer em crianças de seis meses a 4 anos e pela Moderna em menores de seis meses a 5 anos.Como em muitos países, esta é a última faixa etária que ainda não tem acesso a essa proteção.Em duas votações, os 21 especialistas consideraram por unanimidade que os benefícios de vacinar esta faixa etária superam os riscos.Com base nesses pareceres favoráveis, a agência americana de medicamentos (FDA), cujas decisões são referência a nível internacional, poderia conceder sua autorização.Depois, cerca de 10 milhões de doses seriam enviadas imediatamente para as diferentes regiões do país, que seriam seguidas por mais milhões nas próximas semanas, informou o governo dos EUA.A vacinação pode começar na semana de 20 de junho, assim que os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) derem o aval. Os especialistas dos CDC se reunirão na sexta-feira e no sábado.- Doses adaptadas -A dose foi adaptada: um quarto da dos adultos para Moderna (25 microgramas em vez de 100) e um décimo para Pfizer (3 microgramas, contra 30).A principal diferença entre os dois produtos é o número de injeções necessárias para a proteção ideal: a vacina da Moderna continuará sendo administrada em duas doses, com um mês de intervalo. A Pfizer em três, devido à baixa dose escolhida para reduzir efeitos colaterais em bebês, como febre. Um representante da empresa esclareceu, porém, que serão feitos estudos sobre uma terceira dose de reforço.No caso da Pfizer, a imunização será realizada em três aplicações: as duas primeiras com três semanas de intervalo e a terceira oito semanas após a segunda.Vários especialistas enfatizaram que as crianças não ficariam bem protegidas com duas doses de Pfizer e teriam que esperar a terceira - ou seja, meses - antes disso.As vacinas são seguras e eficazes, de acordo com a FDA, que publicou sua própria análise dos ensaios clínicos na semana passada para fornecer uma base para as discussões dos especialistas. De acordo com uma estimativa preliminar, a vacina Pfizer-BioNTech tem 80% de eficácia contra as formas sintomáticas da doença. Mas esse número é baseado em um pequeno número de casos positivos, disse a FDA. A da Moderna demonstrou ser 51% eficaz em bebês de seis meses a menos de 2 anos e 37% eficaz em crianças de dois a cinco anos. Os números são consistentes com a eficácia observada em adultos contra a variante ômicron, segundo a agência americana. No entanto, a vacina continua protegendo bem contra casos graves de covid-19.- Impaciência e ceticismo -Em relação aos efeitos colaterais, um quarto das crianças que recebeu a dose de Moderna apresentou febre, principalmente após a segunda dose. A febre passava depois de um dia.No caso da Pfizer, a febre observada foi semelhante entre os vacinados e os que receberam placebo.Alguns pais estão ansiosos pela possibilidade de vacinar seus filhos pequenos, mas outros ainda estão céticos. De acordo com uma pesquisa da fundação Kaiser Family, desde o início de maio, apenas um em cada cinco pais de uma criança menor de cinco anos (18%) disse que vacinará o mais rápido possível; 38% vão esperar para fazê-lo e os demais se opõem, a menos que seja obrigatório.Embora os mais jovens sejam menos vulneráveis à covid-19 e o risco para eles seja baixo, cerca de 480 crianças menores de 4 anos morreram nos Estados Unidos da doença.As taxas de hospitalização também aumentaram acentuadamente para essa faixa etária durante a onda de contaminação da variante ômicron. No total, houve 45.000 crianças menores de cinco anos hospitalizadas nos Estados Unidos desde o início da pandemia, das quais um quarto esteve em terapia intensiva.As crianças são menos vulneráveis à covid-19, mas podem pegar e transmitir a doença. Tal como os adultos, podem sofrer de sintomas a longo prazo (covid longa). Em casos raros, também podem desenvolver quadros graves de síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica.PFIZER Veja Mais

Copom aumenta Selic em 0,5 ponto percentual a 13,25% (oficia...

em - Internacional Copom aumenta Selic em 0,5 ponto percentual a 13,25% (oficial) Veja Mais

Wall Street sobe após aumento dos juros

em - Internacional Wall Street recebeu com alívio a notícia sobre a magnitude do aumento das taxas de juros decidido pelo Federal Reserve nesta quarta-feira, após dias de especulações, que fizeram o mercado cair.O índice Dow Jones ganhou 1%, fechando a 30.668,53 pontos, e o S&P 500 subiu 1,46%, a 3.789,99 unidades. O Nasdaq avançou 2,50%, a 11.099,15 pontos."O Fed destacou a seriedade de sua missão, com sua primeira alta de 0,75 ponto desde 1994, agindo rapidamente diante da previsão de escalada da inflação", resumiu Chris Low, economista-chefe da corporação financeira FHN Financial. "Nesta ocasião, pela primeira vez em anos, o Fed tenta reverter a tendência da inflação, que está bem acima da meta", de 2% ao ano, acrescentou o analista.Para Peter Cardillo, da Spartan Capital, "o Fed falou com firmeza e o mercado gostou. Mesmo se o mercado de baixa continuar por um tempo, respondeu de forma favorável e os rendimentos dos títulos do Tesouro americano caíram após a forte alta do começo da semana", destacou.Dow Veja Mais

Zelensky 'grato' por nova ajuda americana em armamento para a Ucrânia

em - Internacional O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, agradeceu nesta quarta-feira (15) a nova ajuda americana em armamento para a Ucrânia anunciada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden."Os Estados Unidos anunciaram um novo apoio em armamento para fortalecer nossa defesa no valor de US$ 1 bilhão", disse Zelensky. "Sou grato por este apoio, é muito importante para nossa defesa no Donbass."A remessa inclui artilharia, sistemas de defesa antinavio, munições e sistemas avançados de mísseis que a Ucrânia já está usando, disse Biden."Reafirmei meu compromisso de que os Estados Unidos estarão com a Ucrânia na defesa de sua democracia e sua soberania e integridade territorial diante de uma agressão russa não provocada", completou Biden, segundo um comunicado.Biden também anunciou US$ 225 milhões em assistência humanitária para Kiev. O dinheiro será destinado pra a compra de alimentos, água potável, suprimentos médicos e outros bens essenciais.A nova ajuda inclui "peças adicionais de artilharia e defesa costeira, bem como munição para peças de artilharia e lançadores de foguetes avançados que os ucranianos precisam para suas operações defensivas no Donbass", concluiu Biden."Também sou grato aos Estados Unidos por mobilizar ajuda" de outros países parceiros, acrescentou o presidente ucraniano.Zelensky especificou que também conversou com o colega norte-americano sobre "a situação tática no terreno e como acelerar" a "vitória" da Ucrânia.Zelensky indicou que também se reuniu com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que garantiu no Twitter que apoiaria a Ucrânia "até a vitória final".Em um comunicado, o Pentágono especificou que o material militar inclui especialmente 18 obus com seus veículos de transporte e 36.000 projéteis explosivos, bem como dois lançadores de mísseis antinavio Harpoon destinados à defesa costeira da Ucrânia no Mar do Norte.Os Estados Unidos também planejam enviar foguetes guiados de precisão para os quatro sistemas Himars prometidos à Ucrânia no início de junho e qued devem chegar ao campo de batalha até o final do mês, segundo um alto funcionário que pediu anonimato e se recusou a especificar o número de foguetes entregues para a Ucrânia. Veja Mais

Imagens de satélites mostram Irã se preparando para testes com novo foguete

canaltech O Irã reconheceu nesta quarta-feira (15) que planeja dois testes com seu novo foguete de combustível sólido, após a empresa de satélites Maxar Technologies publicar imagens que revelam os preparativos para a operação na plataforma de lançamentos ao norte do país. Impressionante! Imagens de satélite mostram antes e depois da explosão no Líbano Turismo espacial: conheça todas as pessoas comuns que já foram ao espaço A confirmação para o teste foi dada pelo porta-voz do Ministério de Defesa iraniano, Ahmad Hosseini, em uma entrevista à agência de notícias estatal IRNA. Segundo Hosseini, a República Islâmica do Irã usará seu foguete Zuljanah para realizar mais dois lançamentos de satélites. New #satelliteimagery from June 14, 2022 reveal probable #launch activities in progress at the Imam Khomeini Space Center southeast of #Semnan, #Iran. At the launch pad, a rocket is on a transporter preparing to be erected by a heavy-lift crane & stacked at the launch tower. pic.twitter.com/v7brdQUNkF -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- — Maxar Technologies (@Maxar) June 14, 2022 As imagens de satélite da Maxar, tiradas nesta terça-feira (14), revelam o movimento em uma plataforma de lançamento no Centro Espacial Imam Khomeini, localizado na província rural de Semnan, no Irã, palco de inúmeras tentativas fracassadas de lançamento no passado. Ao todo, foram cinco falhas durante o programa Simorgh, que usava um foguete de transporte de satélites. Além disso, um incêndio no Centro Espacial em fevereiro de 2019 causou a morte de três pesquisadores, disseram as autoridades iranianas à época. A primeira imagem mostra um foguete sendo transportado para a plataforma, prestes a seguir erguido na torre de lançamento. Já a imagem seguinte, publicada no mesmo dia, mostra o foguete aparentemente posicionado na torre. Não esta claro quando o lançamento acontecerá. Satélites da NASA usados para monitorar incêndios, capazes de detectar do espaço os flashes de luz de um lançamento, não observaram nenhuma atividade na plataforma iraniana na noite de terça para quarta. Na última década, o Irã lançou diversos satélites de curta duração para a órbita da Terra e até enviou um macaco em um voo suborbital. Foguete Zuljanah fotografado em fevereiro de 2021 (Imagem: Reprodução/Ministério de Defesa do Irã) Os EUA alegam que os lançamentos de satélites do Irã ameaçam uma resolução do Conselho de Segurança da ONU e pedem a Teerã, principal cidade da República Islâmica, que não realize nenhuma operação envolvendo foguetes que possam ser adaptados como mísseis balísticos capazes de lançar armas nucleares. A emissora estatal iraniana também compartilhou imagens de um lançamento bem-sucedido do foguete Zuljanah em fevereiro do ano passado. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Estes apps com vírus para Android somam mais de 2 milhões de downloads Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Stranger Things | Teoria sugere que Vecna apareceu em outras temporadas Rover Perseverance encontra estranha "cabeça de cobra" em Marte Veja Mais

Inundações recorde em Yellowstone causam o fechamento de parte do parque durante o verão

em - Internacional O Parque Nacional de Yellowstone, um dos mais famosos dos Estados Unidos, permanecia totalmente fechado nesta quarta-feira (15) devido às inundações que destruíram estradas, e não é esperado que a parte norte do parque volte a abrir até o final da temporada de verão, alertaram as autoridades.Todas as entradas deste parque de 9.000 km², localizado em grande parte no estado de Wyoming e em menor escala em Montana e Idaho (noroeste), foram afetadas por esse fechamento, causado pelas cheias dos rios após o degelo rápido e as chuvas torrenciais que atingiram a região.Segundo estimativas do canal CNN, as chuvas registradas em três dias de junho representam o equivalente a dois ou três meses de chuva durante condições normais.O Serviço de Parques Nacionais publicou imagens impactantes de trechos de estradas que foram destruídos pelas inundações.O monitoramento aéreo da região revelou "danos significativos em vários trechos" que ligam diferentes locais ao norte do parque. "Muitas seções de estrada nesta área desapareceram completamente e sua reconstrução exigirá muito tempo e esforço", disse a agência em seu último relatório."É provável que as áreas do norte de Yellowstone não voltem a abrir nesta temporada", alertou."Não vai ser uma reconstrução fácil", disse Cam Sholly, funcionário do parque Yellowstone, sobre os 8 quilômetros de estrada mais afetados pelas enchentes.A "parte sul do parque parece ter sido menos afetada" pelo mau tempo, mas terá que permanecer fechada por mais alguns dias para avaliação do estado da infraestrutura, disse o parque.Os funcionários do Parque Yellowstone, que recebeu mais de 4,8 milhões de visitantes no ano passado, estudarão as condições para a reabertura parcial do sul do parque, que provavelmente abrirá com capacidade limitada.Várias cidades de Montana, ao longo do extremo norte do parque, também sofreram com as inundações e tiveram pontes e estradas destruídas.O governador de Montana, Greg Gianforte, declarou no Twitter que decretou estado de desastre natural, na terça-feira, para "ajudar as comunidades afetadas a se recuperar o mais rápido possível". Veja Mais

Zelensky 'agradecido' por nova ajuda americana em armamento para a Ucrânia

em - Internacional O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, agradeceu nesta quarta-feira(15) a nova ajuda americana em armamento para a Ucrânia anunciada pelo presidente dos Estados Unidos Joe Biden em conversa telefônica."Os Estados Unidos anunciaram um novo apoio em armamento para fortalecer nossa defesa em um bilhão de dólares", disse Zelensky. "Estou agradecido por este apoio, é muito importante para nossa defesa no Donbass." Veja Mais

Cidadão Que Vê Pergunta - Líder comunitário da comunidade de Bairro São Marcos (Salvador) - 15/06/22

Cidadão Que Vê Pergunta - Líder comunitário da comunidade de Bairro São Marcos (Salvador) - 15/06/22

Câmana dos Deputados Diferentes caras, sotaques, visões e questionamentos. Assim é o quadro "Cidadão Que Vê Pergunta", um espaço pensado pela Secretaria da Transparência da Câmara dos Deputados para ampliar o diálogo com os cidadãos e aproximá-los dos debates no parlamento! O resultado é a cara do Brasil e você é nosso convidado para prestigiar os vídeos. O Cidadão Que Vê Pergunta responde o Líder comunitário Elias da comunidade de Bairro São Marcos, Salvador. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Preço de The Last of Us no PS5 decepciona, mas não surpreende

canaltech The Last of Us é uma das franquias mais preciosas e bem sucedidas da PlayStation Studios. O segundo jogo da saga, lançado em 2020, acumula mais de 10 milhões de cópias vendidas, enquanto o primeiro vendeu mais de 20 milhões de cópias no PlayStation 3 e PlayStation 4. Com tantos fãs, prêmios e elogios, a emocionante história pós-apocalíptica está sendo expandida para outras mídias, com uma série live-action em desenvolvimento pela HBO. Remake de The Last of Us | Compare o novo visual do game Não dá para entender as decisões da SEGA com Sonic O próximo passo desta jornada nos games é lançar o remake de The Last of Us no PS5. Anunciado durante o Summer Game Fest 2022, este será o terceiro lançamento do jogo protagonizado por Ellie e Joel. O original chegou ao PlayStation 3 em 2013, enquanto uma remasterização foi lançada para PS4 no ano seguinte.   O remake, chamado de The Last of Us Part I, está marcado para estrear em 2 de setembro de 2022 no PlayStation 5. A Naughty Dog está reformulando os gráficos por completo, aproveitando a tecnologia de modelos 3D, texturas e animações utilizadas em The Last of Us Part II. O gameplay também será modernizado, com controles aprimorados, novas opções de acessibilidade e implementação do áudio 3D, além da resposta tátil e gatilhos adaptáveis para o controle DualSense. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Entretanto, as imagens e trailer de anúncio divulgados até então sugerem que o roteiro e esquema de câmeras das cenas serão mantidos e, portanto, este não será um remake por completo, como a Sony está descrevendo em comunicados oficiais. Aliás, vale informar que Neil Druckmann, diretor do original, passou o comando do projeto para Matthew Gallant (diretor) e Shaun Escayg (diretor criativo). Todos estes fatos nos levam ao seguinte questionamento: como um jogo que não é totalmente inédito pode estar a venda por assombrosos R$ 349,90 na PlayStation Store? Ainda há uma versão Deluxe, com diferentes bônus para o jogador aproveitar dentro do título, por R$ 399,50. Duas edições de The Last of Us Part I estão à venda na loja do PS5. (Imagem: Captura de Tela/Canaltech) O valor de R$ 350 tem sido o padrão para lançamentos exclusivos do PS5 desde a chegada do console em 2020. O próprio The Last of Us Part II — este, sim, totalmente inédito e feito do zero — foi lançado por menos de R$ 300 no PlayStation 4. Particularmente, acho que o valor aplicado para o remake é uma grande decepção, embora não seja algo surpreendente quando levamos em conta os valores praticados pela Sony nos últimos anos. Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções da internet diretamente no seu celular! Para discutir sobre o assunto, conversei com o jornalista Pedro Sciarotta, que acredita que o valor aplicado ao The Last of Us Part I não é justificável. "O preço dos lançamentos subiu de US$ 60 para US$ 70 na transição do PS4 para o PS5, sob o argumento de que os custos de desenvolvimento dos jogos estão cada vez mais altos (e as quantias investidas realmente são enormes). No entanto, seguindo a mesma lógica, é bastante questionável que o custo de um remake como este seja o mesmo de um jogo 'normal' da Naughty Dog", declarou Sciarotta. Confira como Joel está diferente no remake para PS5. (Imagem: Reprodução/Summer Game Fest 2022) Ele continua o pensamento, afirmando reconhecer que “houve todo um trabalho para recriar The Last of Us” e que “as melhorias gráficas são evidentes”, mas que também há uma porção de custos de desenvolvimento que não entram na conta do remake, como é o caso do próprio roteiro ou então captura de movimento dos atores e também o trabalho de dublagem. O jornalista argumenta: “O jogo original de 2013 foi responsável pela parte mais difícil: a criatividade para construir The Last of Us como conhecemos (roteiro, personagens, ambientação, trilha sonora). Já as melhorias nas mecânicas e na Inteligência Artificial que chegam para o remake vêm de The Last of Us Part II”. Então, não precisamos nos esforçar muito para chegar a uma conclusão sobre como o jogo chegará por, no mínimo, R$ 350, certo? “No fim, o remake vir a preço cheio parece ser a questão óbvia de que a empresa sempre quer maximizar o lucro, sem se importar com o bolso dos fãs”, respondeu Sciarotta, que também comentou sobre o valor ser um impeditivo para os jogadores: “O preço dos jogos é sempre um impeditivo, ainda mais no Brasil e na situação atual do país. É comum que as pessoas esperem promoções daqueles títulos que mais querem jogar”. Tess' glow up ✨@Wersching9 years ago vs. September 2, 2022 -- #TheLastofUs Part I pic.twitter.com/jDoT9bMmL1 — Naughty Dog (@Naughty_Dog) June 14, 2022 "O glow up da Tess. Há 9 anos vs. 2 de setembro de 2022" Em uma reportagem do Canaltech feita em 2021, fizemos o cálculo de como os jogos de grande orçamento estão fora da realidade do brasileiro, que precisa trabalhar muito para comprar um game. Se um jogo de R$ 350 já é irreal para muitos, ter um PlayStation 5 para jogá-lo é ainda mais complicado — atualmente, o modelo com leitor de disco tem preço sugerido em R$ 4.499,90. Então, com fatores tão limitantes, quem a Sony quer alcançar com o remake de The Last of Us custando tão caro? Fãs de carteirinha, que provavelmente vão comprar de qualquer jeito? Novos jogadores ou, quem sabe, espectadores da série da HBO que conheceram a franquia por meio da futura adaptação? Para Sciarotta, “o remake é uma oportunidade não só de agradar os fãs antigos da série, mas de trazer a experiência para uma nova geração ou uma nova leva de jogadores, como vai acontecer para o público de PC”. O jogo também tem uma versão para computadores em desenvolvimento, mas a data ainda não foi confirmada. Neste cenário, o jornalista acredita que “mesmo sendo uma série tão conhecida, um preço mais baixo poderia atrair um novo público, como pessoas que eram muito novas na época do lançamento original ou que possuíam outros consoles, por exemplo. Sem contar os fãs que se interessam pelo remake, mas talvez não a ponto de pagar o preço cheio”. Expansão Left Behind também faz parte do remake. (Imagem: Divulgação/PlayStation) Afinal, o remake de The Last of Us precisava existir? Confesso que não sei se cheguei a uma conclusão definitiva para tal pergunta e minha opinião pode ter prazo de validade, já que o jogo ainda não foi lançado. Quando os rumores sobre a existência do remake surgiram, a minha primeira reação foi de espanto. Tendo jogado a versão original no PS3 e também a remasterização no PS4, achei que um terceiro relançamento seria absurdo e totalmente desnecessário para um game que ainda não completou 10 anos, mesmo sendo fã da franquia. Após assistir ao trailer e comparativo gráfico, compreendi com mais calma a intenção deste lançamento. De fato, a The Last of Us está em alta e, ao que tudo indica, continuará assim nos próximos anos — lembre-se, também há um jogo multiplayer a caminho. Então, nada mais do que justo modernizar a experiência original para a tecnologia atual que a Naughty Dog tem em mãos. Mesmo que os gráficos do game de 2013 tenham envelhecido bem, na minha opinião, o novo visual ainda é impressionante e bem-vindo. Ao mesmo tempo, não podemos falar tão bem do gameplay do primeiro The Last of Us, cuja inteligência artificial dos inimigos e de Ellie sempre foi um problema. Jogar este game em 2022 não é um show de horrores, mas também não equivale ao padrão de qualidade que a própria Naughty Dog alcançou nos anos seguintes. Provavelmente, isto deveria ser algo incômodo para os criadores da franquia. The Last of Us Part I está programado para chegar ao PS5 em 2 de setembro. (Imagem: Divulgação/PlayStation) Sciarotta, que também é um fã assumido da saga, concorda que o remake é, sim, bem-vindo, apesar das questões com o preço. “Alguns questionam o salto tecnológico não ser tão grande para justificar o remake, mas há espaço para melhorias considerando os avanços da Naughty Dog na última década e as conquistas obtidas em The Last of Us Part II”, afirmou o jornalista, que completou dizendo que sempre se impressionou com a capacidade gráfica do estúdio “de criar expressões faciais realistas na modelagem de seus personagens”. Para ele, “essa será uma das grandes diferenças em relação ao jogo original”. Por enquanto, a Sony divulgou apenas imagens de cenas cinematográficas. Ainda não sabemos o quão diferente está o gameplay e suas mecânicas, mas é seguro esperar por algo próximo do que vimos na sequência. A Naughty Dog também tem compartilhado um punhado de comparativos que mostram as mesmas cenas e personagens nas diferentes versões, deixando claro como as expressões faciais, texturas e iluminação estão muito mais realistas. Contudo, porém, entretanto… o preço cheio para The Last of Us Part I continua injustificável e soa como um grande tapa na cara dos fãs. Sim, é possível que o valor seja reduzido no pós-lançamento, mas não sabemos quanto tempo isso levará para acontecer e também não elimina o fato de que, para alguns, o que importa é o preço da estreia. Estou ansiosa para ver o resultado final? Com certeza. Estou disposta a desembolsar R$ 350 para jogar The Last of Us pela terceira vez? Definitivamente, não. Com informações de: PlayStation Blog, IGN, VGChartz Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Quantos litros de gasolina tem na reserva do tanque do carro? Estes apps com vírus para Android somam mais de 2 milhões de downloads Tesla Cybertruck | Fotos vazadas mostram interior não tão futurista assim Stranger Things | Teoria sugere que Vecna apareceu em outras temporadas Rover Perseverance encontra estranha "cabeça de cobra" em Marte Veja Mais

Tulsa King: Sylvester Stallone vive um mafioso em trailer da série

Tulsa King: Sylvester Stallone vive um mafioso em trailer da série

Tecmundo O Paramount+ divulgou o primeiro trailer de Tulsa King, série de máfia estrelada por Sylvester Stallone. A atração do streaming, criada por Taylor Sheridan (Yellowstone), acompanhará o protagonista Dwight “General” Manfredi, um mafioso de Nova York.Depois de ser libertado da prisão após 25 anos, ele é enviado por seu chefe para se exilar em Tulsa, mas verá uma oportunidade de estabelecer um império do crime na nova cidade.Leia mais... Veja Mais