Meu Feed

Últimos dias

Governo de Cuba vai comprar dólar na taxa informal para captar divisas

em - Internacional O Banco Central de Cuba (BCC) informou que a partir desta quinta-feira os bancos e casas de câmbio começarão a comprar dólar ao preço de 120 pesos cubanos, taxa semelhante à do mercado informal, uma medida destinada a captar divisas."Consideramos que a taxa de 120 pesos cubanos por dólar, moeda usada como base para estabelecer a taxa de câmbio para o restante das moedas, é a taxa que consideramos que terá mais expectativa", expressou a presidente do banco, Marta Sabina Wilson, em pronunciamento na TV.A moeda disparou no mercado negro depois que, em janeiro de 2021, Cuba implementou uma reforma financeira que fixou o dólar em 24 pesos e, quatro meses depois, suspendeu a venda de dólares à população por falta de liquidez. Desde então, a moeda americana chegou a ser negociada no mercado informal a 124 pesos. Hoje, valia 115, segundo o veículo independente El Toque, considerado ilegal em Cuba.No momento, apenas as instituições financeiras irão adquirir a moeda americana. No futuro, a população também poderá comprar dólares. "A taxa de 120 pesos por dólar não é de equilíbrio, é apenas para a compra. Quando começarmos a vender, será definida uma taxa de câmbio equilibrada", explicou Marta Sabina.A nova paridade será dirigida à população em geral e aos turistas, acrescentou a funcionária. Dessa forma, permanecerão em vigor duas taxas de câmbio.O ministro da Economia, Alejandro Gil, explicou que a paridade oficial, de 24 pesos, continuará em vigor para transações internas da economia cubana. "Esse passo não tem impacto algum no funcionamento do setor empresarial. O câmbio oficial será mantido" para as empresas mistas, estatais e outras operações financeiras, afirmou. Veja Mais

Capitão América confirma quem substituiria o Homem de Ferro nos Vingadores

canaltech Todo mundo que acompanha os heróis da Marvel sabe que sempre há uma divergência de opiniões entre Steve Rogers, um soldado com ideais moldados na forma do Capitão América nos anos 1940; e Tony Stark, um industrialista futurista que se tornou o Homem de Ferro. Embora cada tenha demonstrado seu valor e eles até consigam atuar em conjunto nos Vingadores, simplesmente não se aturam muito tempo perto um do outro. Até os Vingadores ficam pistola com insistência da Marvel sobre o multiverso Conheça os Vingadores do futuro liderados pelo Homem-Aranha 2099 Ainda assim, Stark é uma peça insubstituível nos Vingadores, Rogers queira ou não. E, ainda que o Homem de Ferro tenha seguidores que podem ser seus substitutos naturais, o Capitão América nunca tinha admitido quem ficaria no lugar de Stark caso uma reposição fosse necessária. Mas Iron Man #22, que chega às bancas gringas nesta semana, mostra Rogers confirmando quem seria escolhido. Aviso! Spoilers de Iron Man #22 à frente! -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Em Iron Man #22, Homem de Ferro e Máquina de Combate atravessam uma trama em que ambos se juntam para derrubar um perigoso traficante de armas do mercado paralelo. As coisas não saem como planejado e Stark acaba gravemente ferido e hospitalizado após um confronto com o Homem de Titânio. Capitão América chama Rhodey para integrar os Vingadores (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Quando Rogers visita Stark no hospital, ele chama James Rhodey de lado e diz que Máquina de Combate tem um lugar nos Vingadores, como substituto do Homem de Ferro. Rhodey rejeita a oferta, dizendo que precisa sair da cidade para descansar a mente — que, na verdade, é uma desculpa para sair de fininho com a armadura furtiva do Homem de Ferro, na tentativa de derrubar os inimigos que neutralizaram Stark. Assine Amazon Kindle Unlimited por apenas R$ 19,90/mês e tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais! Rhodey já foi membro dos Vingadores no passado e, claro, ele tem lugar na equipe quando necessário. Mas ver o Capitão América reforçar essa ideia, confirmando verbalmente — algo que não se via reafirmado há anos —, é algo que muitos fãs mais recentes não tinham visto. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Site gratuito restaura fotos de maneira impressionante usando IA Atlético-MG X Palmeiras | Onde assistir ao jogo pela Libertadores ao vivo? Substituto do Onix? Chevrolet prepara lançamento de novo carro compacto Startups participam de maior competição do Brasil e podem ir para fora do país Cientistas explicam o que acontece com o cérebro depois da meia-noite Veja Mais

Câmara de Comércio Exterior reduz tarifa de importação de insumos industriais

G1 Economia Medida entra em vigor na próxima sexta-feira (5) e terá validade de um ano. Glifosato, agrotóxico mais vendido no mundo, está entre os produtos beneficiados com redução. O Comitê-Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou nesta quarta-feira (03) a redução do imposto de importação de cinco insumos industriais, dentre eles, o glifosato. O glifosato é a base de um dos agrotóxicos mais utilizados no mundo. No Brasil, apenas em 2017, foram vendidas 173 mil toneladas do produto, três vezes mais do que o segundo agrotóxico mais comercializado, o 2,4-D. Entenda o que é o glifosato, o agrotóxico mais vendido do mundo; O produto ficou conhecido nos anos 1970, quando a empresa Monsanto – hoje pertencente à Bayer – desenvolveu um poderoso herbicida. A segurança do glifosato para a saúde humana vem sendo questionada internacionalmente. Em 2015, a Agência Internacional para Pesquisa do Câncer (IARC), ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), classificou o produto como um provável causador de câncer. Com a decisão do Camex, a taxa de importação do glifosato passará de 9,6% para 3,8%. Outros produtos que tiveram a alíquota reduzida foram: a resina PET (de 11,2% para 4,2%); a resina PP (de 11,2 para 4,4%); a resina PVC-S (de 11,2% para 4,4%); e o copolímeros de etileno e alfa-olefina (de 11,2% para 3,3%). A medida entra em vigor na próxima sexta-feira (05) e terá validade de um ano. A redução do imposto acontece por meio da inclusão desses produtos na Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum do Mercosul (Letec). A Letec é um mecanismo do Mercosul que possibilita aos países do bloco aplicar tarifas de importação diferentes daquelas previstas na Tarifa Externa Comum (TEC). Em nota, o comitê da Camex disse que a redução é necessária por conta de “problemas de abastecimento em certas cadeias produtivas” e de “aumentos de custos nos insumos de outras cadeias”. VÍDEOS: notícias sobre economia Veja Mais

Streamer é investigada após comer um tubarão-branco em vídeo

O Tempo - Mundo Tizi é conhecida no país por comer iguarias durante suas lives nas plataformas Douyin e Kuaishou Veja Mais

Acenando às mulheres, Lula comenta a novela Pantanal: 'Eu choro com a Bruaca'

O Tempo - Política Eleitorado feminino tem sinalizado preferência pelo ex-presidente, que descontraiu ao comentar trama da TV Globo Veja Mais

Aprovados critérios para tratamentos fora do rol da ANS - 03/08/22

Aprovados critérios para tratamentos fora do rol da ANS - 03/08/22

Câmana dos Deputados Câmara aprova projeto que derruba rol taxativo e prevê hipóteses para cobertura de tratamentos não previstos pela ANS. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Deputados veem retrocesso na Comissão de Anistia - 03/08/22

Deputados veem retrocesso na Comissão de Anistia - 03/08/22

Câmana dos Deputados Em seminário promovido pela Comissão de Legislação Participativa (CLP), os debatedores denunciaram retrocesso na Comissão de Anistia, que julga os pedidos de reparação feitos por vítimas da violência da ditadura militar. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Irmão de Ciro Gomes critica escolha do PDT para o governo do Ceará

O Tempo - Política Decisão tomada sob influência de Ciro "alijou" Cid Gomes, diz o irmão mais novo do presidenciável Veja Mais

Plenário - Resumo do dia - Veja como foi - 03/08/2022

Plenário - Resumo do dia - Veja como foi - 03/08/2022

Câmana dos Deputados Aprovações do dia: - MP 1108: Regras para teletrabalho e mudanças no auxílio-alimentação; - PL 6579/13: Fim da saída temporária de presos; - PL 643/20: Eleva pena para furto durante calamidade; - PL 5365/20: Tipifica crime "domínio de cidades". Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Empresa do Canadá oferece R$ 412 mil por ano para provar doces em casa

O Tempo - Mundo A Candy Funhouse informou que recebeu mais de 100.000 candidaturas em duas semanas Veja Mais

PSC quer lançar candidatura avulsa de Cleitinho ao Senado e apoiar Zema

O Tempo - Política O presidente estadual da sigla, Euclydes Pettersen afirma que o partido possui compromissos com Bolsonaro e com Zema e que irão cumpri-los na eleição Veja Mais

Aprovadas regras de teletrabalho e do vale-alimentação - 03/08/22

Aprovadas regras de teletrabalho e do vale-alimentação - 03/08/22

Câmana dos Deputados A Câmara aprovou medida provisória que regulamentou o teletrabalho e alterou regras do vale-alimentação. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Justiça chilena investiga lixão de roupas usadas no Atacama por dano ambiental

O Tempo - Mundo O consumo excessivo de roupa vem provocando um aumento exponencial de resíduos têxteis em todo o mundo Veja Mais

Guerreiros comanche se tornam protagonistas em 'O Predador: A Caçada', novo capítulo da franquia

em - Internacional Após lutar contra heróis poderosos através do tempo e espaço, os caçadores de alienígenas invisíveis da saga de filmes "O Predador" se encontram com um novo, ou melhor, um velho inimigo: um guerreiro comanche do século XVIII."O Predador: A Caçada", que conta a origem da saga, estará disponível no Brasil na plataforma Star+ a partir de sexta-feira. O filme é certamente o mais imprevisível da franquia, que chegou às telas com o clássico de ação de Arnold Schwarzenegger, em 1987.Desde então, as criaturas sanguinárias massacraram humanos nas selvas da América Central, em Los Angeles e em planetas distantes, e até mesmo enfrentaram os monstros da franquia "Alien" em dois filmes.A última aventura se passa séculos antes, na América do Norte de 1719, onde o predador segue o rastro de caçadores comanches, caçadores de peles franceses e búfalos.O diretor Dan Trachtenberg declarou, durante apresentação do filme na Comic-Con de San Diego, que se sentiu inspirado porque "os nativos americanos, especialmente os comanches, muitas vezes foram relegados a interpretar o ajudante ou o vilão, e nunca o herói".Durante o século XIX, os comanches entraram em confronto com europeus e outros povos nativos americanos nas planícies do sul do que hoje são os Estados Unidos, o que lhes rendeu uma reputação temível.Historicamente, Hollywood os retratou como inimigos brutais, como no clássico faroeste "Rastros de Ódio", de John Ford.No novo capítulo, Amber Midthunder interpreta a heroína Naru, jovem que deve lutar duplamente: contra o sexismo dentro de sua própria tribo e contra o vilão.A decisão do 20th Century Studios, propriedade da Disney, de "apoiar um filme como este, onde não há apenas uma heroína de ação, mas uma heroína de ação indígena (...) é algo que não me lembro de ter visto", disse a atriz.O filme é ambientado em "uma época real da história para nós, que não é tão longe, (quando) eu tinha ancestrais que estavam lá fazendo coisas legais, sabe?", acrescentou."O Predador: A Caçada" foi filmado em inglês, francês e comanche, mas os atores nativos regravaram seus diálogos para que o filme inteiro possa ser visto em comanche, o primeiro de um grande estúdio a fazê-lo, segundo a produtora Jhane Myers.Para Midthunder, o pensamento nos sets de filmagem era, diariamente, "não decepcionar os comanches, em primeiro lugar, mas os indígenas em geral"."E se isso funcionasse e conseguíssemos, que legal seria para nós - poder assistir a um filme e nos sentir representados e refletidos de uma maneira a nos orgulharmos", afirmou. "Porque isso não acontece com frequência." Veja Mais

Lula vai participar de ato em defesa do SUS em São Paulo na sexta-feira

O Tempo - Política Ato foi sugerido pelo ex-presidente em janeiro deste ano e foi marcado para sexta-feira (5) por ser o Dia Nacional da Saúde Veja Mais

Direitos Humanos e CME - Instalação de termelétricas a gás na Baía de Sepetiba (RJ) - 03/08/22

Direitos Humanos e CME - Instalação de termelétricas a gás na Baía de Sepetiba (RJ) - 03/08/22

Câmana dos Deputados As comissões de Direitos Humanos e Minorias; e de Minas e Energia da Câmara dos Deputados debatem a contratação de navios-usina na baía de Sepetiba, no Rio de Janeiro. O debate foi solicitado pelos deputados Talíria Petrone (Psol-RJ) e Rodrigo Agostinho (PSB-SP). Foram convidados, entre outros: - o representante do Instituto Internacional Arayara John Wurdig; - o representante do Observatório do Petróleo e Gás Juliano Bueno; e - o representante da Comissão Nacional de Fortalecimento das Reservas Extrativistas e dos Povos e Comunidades Tradicionais Extrativistas Costeiros e Marinhos (Confrem Brasil) Flávio Lontro. Fonte: Agência Câmara de Notícias Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeputados/ https://www.tiktok.com/@camaradosdeputados? https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #BaíadeSepetiba Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/66246 Veja Mais

Rodoanel: povos tradicionais acusam Estado de descumprir convenção internacional

O Tempo - Política Em reunião no MPF, comunidades quilombolas e de terreiros afirmam que consulta prévia deveria ter sido realizada antes do leilão, conforme a Organização Internacional do Trabalho Veja Mais

'Coringa 2' vai ser lançado em outubro de 2024 nos EUA

G1 Pop & Arte 'Joker: Folie à Deux', continuação do filme de 2019, deve ser um musical. Joaquin Phoenix em cena de 'Coringa' Divulgação O próximo filme do Coringa de Joaquin Phoenix, "Joker: Folie à deux", vai estrear em 4 de outubro de 2024 nos Estados Unidos. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (3) pela Warner Bros., segundo a revista "Variety". O título da continuação ("Loucura a dois", em tradução livre) foi revelado pelo diretor e roteirista Todd Phillips em junho e faz referência a um termo médico em francês que descreve um distúrbio psicológico que afeta duas ou mais pessoas. A sequência deve ser um musical, e Phoenix volta ao papel do protagonista. Segundo a "Variety", o estúdio divulgou a data de lançamento para tentar mudar as atenções do cancelamento da estreia de "Batgirl", noticiado nesta terça-feira (2). Joaquin Phoenix lê roteiro de 'Coringa 2' em foto postada pelo diretor Todd Phillips Reprodução/Instagram Veja Mais

Chile decide se aprova nova Constituição daqui um mês

O Tempo - Mundo Eleitorado poderá escolher pela manutenção da atual Constituição, herdada da ditadura de Augusto Pinochet Veja Mais

Entenda por que Taiwan é área histórica de tensão para a China

O Tempo - Mundo A ilha viveu sob influência de autoridades de Pequim do final do conflito até a Guerra Civil chinesa, encerrada em 1949 Veja Mais

FLAMENGO ATROPELA CORINTHIANS EM ITAQUERA E A PRÉVIA DE ATLÉTICO X PALMEIRAS | G4 BANDSPORTS

FLAMENGO ATROPELA CORINTHIANS EM ITAQUERA E A PRÉVIA DE ATLÉTICO X PALMEIRAS | G4 BANDSPORTS

Band Sports Hoje, no #G4BandSports​​​​​​​​​, Eduardo Tironi, Arnaldo Ribeiro, Paulo Massini e Marília Ruiz analisam a grande vitória do Flamengo contra o Corinthians em Itaquera, além das expectativas para Atlético-MG x Palmeiras. Assista ao vivo! Inscreva-se no nosso canal para ficar por dentro de todas as novidades do BandSports! Nos sigam também nas redes sociais: Instagram: https://www.instagram.com/bandsports/​​ Twitter: https://twitter.com/bandsports​​​​​​​​​ Facebook: https://www.facebook.com/BandSportsTV/ Veja Mais

Microsoft alerta que recibos da Uber estão causando erro e travando o Outlook

tudo celular Correção oficial para o problema está prevista para o Patch Tuesday de agosto, que deve ser liberado no próximo dia 9. Veja Mais

EUA chama manobras militares chinesas de irresponsáveis após visita de Pelosi a Taiwan

em - Internacional O conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, classificou, nesta quarta-feira (3), como irresponsáveis as manobras militares realizadas pela China em resposta à visita da presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, a Taiwan, e alertou sobre o perigo da situação sair do controle."Acho que o que a China está fazendo aqui não é responsável", disse Sullivan, em entrevista à Rádio Pública Nacional.Pequim realizou exercícios militares em torno de Taiwan nesta quarta-feira em resposta à visita de Pelosi à ilha independente e democrática que a China considera parte de seu território."Sempre que um militar participa de uma série de atividades que incluem a possibilidade de testes de mísseis, exercícios de tiro real, ou aviões de combate que cruzam o céu e navios que se movem nos mares, a possibilidade de (que aconteça) algum tipo de incidente é real", afirmou Sullivan, que pediu a Pequim para diminuir as tensões no Estreito de Taiwan."O que esperamos é que a RPC (República Popular da China) aja com responsabilidade e evite o tipo de escalada que pode levar a um erro de cálculo no ar ou nos mares", acrescentou o funcionário.Pelosi, a segunda na linha de sucessão presidencial, viajou a Taiwan na terça-feira, desafiando as ameaças de Pequim, que vê a visita como uma grande provocação.A China reagiu furiosamente, anunciando exercícios militares "necessários e justos" nas águas da costa de Taiwan, algumas das vias navegáveis mais movimentadas do mundo.Após a partida de Pelosi, o ministro da Defesa de Taiwan anunciou que 27 caças chineses entraram na zona de defesa aérea da ilha.Nos últimos dois anos, Pequim aumentou o número de incursões militares na zona de defesa de Taiwan - um espaço maior que o espaço aéreo da ilha -, mas continua sendo uma ocorrência relativamente rara. Veja Mais

Bolsonaro sanciona lei que libera empréstimo consignado a beneficiários do Auxílio Brasil

G1 Economia Medida provisória foi enviada pelo governo e aprovada pelo Congresso. Nova lei também eleva teto da renda de aposentados que pode ser comprometida nos consignados. O presidente Jair Bolsonaro sancionou uma lei que permite a contratação de empréstimo consignado por beneficiários de programas de transferência de renda, como o Auxílio Brasil e o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Com a nova lei, criada a partir de uma medida provisória (MP) editada pelo governo e aprovada pelo Congresso Nacional, os beneficiários dos programas poderão autorizar a União a descontar dos repasses mensais os valores referentes ao pagamento de empréstimos e financiamentos. O texto aprovado por deputados e senadores definiu um limite de até 40% do valor recebido por meio do programa assistencial para pagar consignados. A aprovação da MP foi criticada por especialistas, que acreditam que a liberação dos consignados para quem recebe o Auxílio Brasil, por exemplo, pode estimular o endividamento ainda maior da população mais vulnerável. Assista abaixo reportagem sobre golpes envolvendo consignado no Auxílio Brasil: Consignado do Auxílio Brasil já tem oferta e golpe na praça mesmo sem regulamentação O Auxílio Brasil, programa de transferência de renda que substituiu o Bolsa Família, é destinado a famílias de baixa renda. A partir deste mês, o valor médio do benefício sobe de R$ 400 para R$ 600 mensais, alta promovida pelo governo às vésperas das eleições – Bolsonaro é candidato à reeleição. Margem de crédito A nova lei também elevou a margem do crédito consignado, isto é, a fatia da renda que pode ser comprometida para garantir o pagamento do empréstimo. De acordo com o texto aprovado no Congresso, aposentados e pensionistas do Regime Geral de Previdência Social não poderão ultrapassar o limite de 45% do valor dos benefícios. Desse total: 35% devem ser usados para empréstimos, financiamentos a arrendamentos mercantis; 5% para operações (de saques ou despesas) contraídas por meio de cartão de crédito consignado; 5% para gastos com o chamado cartão de benefícios. Para os trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o limite é de 40%: 35% para empréstimos, financiamentos a arrendamentos mercantis 5% para amortização de despesas contraídas por meio de cartão de crédito consignado ou à utilização com a finalidade de saque por meio de cartão de crédito consignado. Vetos Bolsonaro vetou o trecho que dizia que o total de consignações facultativas para o servidor público não poderia exceder 40% da remuneração mensal, dos quais 35% seriam exclusivos para empréstimos, financiamentos e arrendamentos mercantis. O governo justificou que empréstimos, financiamentos e arrendamentos mercantis são apenas uma das modalidades passíveis de serem consignadas em folha pelo servidor. Estabelecer os 35% para essas opções, de acordo com o governo, criaria "privilégio" a algumas instituições financeiras em detrimento de outras. Bolsonaro vetou ainda o trecho que determinava que, se não houvesse uma lei local impondo valor maior, o limite do consignado seria de 40% para militares e servidores públicos. VÍDEOS: notícias de política Veja Mais

Como traduzir uma página na internet em qualquer navegador

canaltech Os principais navegadores do mercado oferecem ferramentas nativas para traduzir uma página na internet. Isso significa que não é necessário baixar extensões adicionais, nem recorrer a plataformas específicas de tradução, como o Google Tradutor. Como usar o Google Tradutor | Textos, links e fotos Como usar o Google Tradutor no WhatsApp A seguir, aprenda como traduzir uma página na internet usando o Google Chrome, Mozilla Firefox, Microsoft Edge e Safari. Como traduzir uma página no Chrome O Google Chrome tem um botão dedicado ao Tradutor que detecta automaticamente páginas que não estejam no idioma padrão do browser. Para traduzir uma página no Chrome: -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Abra o Google Chrome; Em uma nova aba, acesse uma página que esteja em outro idioma; No canto direito da barra de endereços, clique no ícone de tradução; Clique na opção “Português” para traduzir toda a página; Para selecionar outro idioma, clique nos três pontinhos e vá em “Escolher outro idioma”; Se quiser ativar a tradução automática, clique novamente nos três pontinhos e selecione “Sempre traduzir do (idioma nativo da página)”. Como usar a função nativa do Chrome para traduzir uma página na internet (Captura de tela: Caio Carvalho) Você também pode traduzir uma página na internet usando a versão do Chrome para celular. O procedimento é nativo do navegador. Como traduzir uma página no Firefox O Firefox ainda não conta com um recurso nativo para traduzir uma página na internet. A exceção é o Firefox Nightly, versão de testes do navegador da Mozilla, que desde 2021 está testando uma função para traduzir páginas. Como a funcionalidade ainda não está disponível no Firefox comum, o jeito é baixar a extensão do Google Tradutor no browser. Existem opções criadas por desenvolvedores de terceiros, e no exemplo a seguir foi selecionado o add-on melhor avaliado na loja do Firefox: Abra o Firefox e baixe a extensão Google Translator for Firefox; Clique em “Adicionar ao Firefox” e depois em “Adicionar”; Em uma nova aba, acesse uma página que esteja em outro idioma; No canto superior direito, ao lado da barra de endereços, clique com o botão direito do mouse no ícone “T” da extensão”; Clique na opção “Traduzir esta página com o Google Tradutor”; Uma nova aba será aberta com a página traduzida. Extensão para Firefox permite traduzir uma página na internet para vários idiomas (Captura de tela: Caio Carvalho) Com a ajuda da mesma extensão, você também pode clicar com o botão direito em alguma área da página e ir na opção "Traduzir esta página com o Google Tradutor”. É a mesma coisa, mas sem ter de apertar o botão de tradução no canto superior direito. Como traduzir uma página no Edge Assim como o Chrome, o Microsoft Edge oferece um recurso nativo para traduzir uma página na internet. Para isso: Abra o Edge; Em uma nova aba, acesse uma página que esteja em outro idioma; No canto direito da barra de endereços, clique no ícone de tradução; Selecione “português" na lista de idiomas e clique em “Traduzir"; Se quiser ativar a tradução automática, marque a caixa “Sempre traduzir páginas do (idioma nativo da página)”. Como usar o recurso de tradução de páginas no Edge (Captura de tela: Caio Carvalho) Se preferir, clique com o botão direito do mouse em qualquer área do site e vá em “Traduzir para português”. A tradução será a mesma do botão dedicado a traduzir páginas na internet. Para a versão de celular do Microsoft Edge, você também pode traduzir uma página na internet. Siga os passos do tutorial abaixo: Abra o aplicativo do Microsoft Edge no Android ou iPhone (iOS); Em uma nova aba, acesse uma página que esteja em outro idioma; Quando a página carregar, um aviso sobre traduzir a página será exibido no topo da tela; Toque em “Traduzir”; Se a opção não estiver habilitada, toque nos três pontinhos, no canto inferior, e vá em “Configurações”; Entre em “Geral" e depois em “Microsoft Translator”; Marque a chave "Traduzir Páginas”. Toque em “OK" para finalizar. Como ativar o recurso de traduzir páginas no Microsoft Edge (Captura de tela: Caio Carvalho) Como traduzir uma página no Safari O Safari também é outro navegador que possui uma função nativa para traduzir uma página na internet. Para isso: Abra o Safari; Em uma nova aba, acesse uma página que esteja em outro idioma; No canto direito da barra de endereços, clique no ícone de tradução; Clique na opção “Traduzir para Português” para traduzir toda a página; Se necessário, autorize a ação clicando em “Ativar Tradução”. Safari tem recurso nativo para traduzir páginas na internet (Captura de tela: Caio Carvalho) No iPhone, o processo para traduzir uma página no Safari também está disponível: Abra o aplicativo do Safari no iPhone; Em uma nova aba, acesse uma página que esteja em outro idioma; No canto esquerdo da barra de endereços, toque no ícone “aA"; Toque na opção “Traduzir para Português” para traduzir toda a página; Se necessário, autorize a ação em “Ativar Tradução”. Como traduzir uma página na internet no Safari para iPhone (Captura de tela: Caio Carvalho) Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Site gratuito restaura fotos de maneira impressionante usando IA Atlético-MG X Palmeiras | Onde assistir ao jogo pela Libertadores ao vivo? Substituto do Onix? Chevrolet prepara lançamento de novo carro compacto Startups participam de maior competição do Brasil e podem ir para fora do país Cientistas explicam o que acontece com o cérebro depois da meia-noite Veja Mais

Crítica Trem-Bala | Novo filme de ação com Brad Pitt é violentamente divertido

canaltech Trem-Bala, o novo filme do diretor de Deadpool 2, David Leitch, chega aos cinemas prometendo muita ação e comédia em um thriller eletrizante. E a promessa, felizmente, foi mais do que cumprida. Trem-Bala | Conheça o novo filme de ação estrelado por Brad Pitt Os 5 melhores filmes de ação originais da Netflix Assistindo ao trailer de Trem-Bala, você pode imaginar se tratar de mais um longa de ação, com cenas de violência desnecessárias e histórias absurdas. O filme até conta com um pouco disso, mas entrega um roteiro interessante, divertido e momentos que fixam nossos olhos na tela ao longo de duas horas de duração. Atenção: esta crítica pode conter spoilers de Trem-Bala! -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Em Trem-Bala, Brad Pitt é Ladybug (Imagem: Divulgação/Sony) Por apenas R$ 14,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! O filme se passa em um trem-bala (claro) que está viajando de Tóquio para Kyoto, um trecho que dura, aproximadamente, 2 horas e 15 minutos. Neste percurso está Ladybug, o novo nome de serviço do criminoso protagonista interpretado por Brad Pitt. Só que o bandido não é o único "fora da lei" a embarcar no veículo. No mesmo trem-bala estão outros assassinos escolhidos para outras missões. No entanto, ao longo da viagem, eles vão descobrindo que suas tarefas estão relacionadas de alguma forma, e tudo isso acontece de maneira bem caótica. Personagens O gênero de ação e violência cai muito bem para Brad Pitt, que depois de brilhar em Era Uma Vez em... Hollywood, filme do diretor Quentin Tarantino, ganhou mais uma chance de explorar o seu talento dentro desta temática. O personagem Ladybug não poderia estar em melhores mãos. O assassino nos diverte com seu desejo de deixar a vida tóxica e cheia de negatividade de lado, em uma decisão que lembra a premissa da série Barry, da HBO. Enquanto cumpre a missão contra a sua vontade, Ladybug divaga frequentemente sobre ser uma pessoa azarada, ou que atrai o azar. Em busca de uma vida mais tranquila, protagoniza diálogos divertidos e clichês sobre positividade que são desconexos da realidade do que está acontecendo naquele trem. Sem querer, Ladybug mata diversas pessoas e fica extremamente indignado por isso tudo estar acontecendo. A interação com os outros personagens, tão interessantes quanto, também é crucial para que Ladybug conquiste com seu carisma. Em meio a muito sangue, socos, chutes, facadas, tiros e envenenamentos,Trem-Bala consegue divertir com diálogos irônicos e impecáveis, enquanto ostenta lutas muito bem coreografadas para um veículo em movimento. Além de Brad Pitt, o filme destaca a ótima interpretação dos atores Aaron Taylor-Johnson (Tangerine), Joey King (Prince), Brian Tyree Henry (Lemon), Andrew Koji (Kimura), Bad Bunny (Wolf), entre outros que complementam o elenco. O filme é baseado em um livro japonês (Imagem: Divulgação/Sony Pictures) Roteiro Apesar de todo o caos apresentado em Trem-Bala, não é difícil entender a história e ligar os pontos das conexões entre os personagens e um único chefe do crime. O roteiro do longa é bem amarrado e traz um ótimo exemplo de como contar histórias. A trama escolhe apresentar os personagens de forma individual ao longo dos minutos, tática que também ajuda o espectador a se situar nos acontecimentos e não se perder com tanta coisa em curso. Apesar de ser uma produção violenta e com matanças no melhor estilo Kill Bill, por exemplo, Trem-Bala acerta nos diálogos estrategicamente irônicos. A escolha do humor, nesta história que é baseada no livro Maria Beetle, do Japão, é extremamente inteligente. Assim, fica mais fácil abordar o absurdo de diversas formas do que se fosse em uma produção criada para ser levada a sério. E justamente por não ter essa obrigação, Trem-Bala consegue ser genial e, sim, ser levado a sério pela qualidade apresentada. Um dos pontos mais altos do humor é referenciar do começo ao fim a animação infantil Thomas e Seus Amigos, da década de 1980, que conta a história de uma locomotiva falante. O desenho tem como premissa, segundo a sinopse oficial, falar sobre amizade, respeito e companheirismo, e tudo isso é visto em Trem-Bala e faz bastante sentido no final. Visual Por fim, Trem-Bala também acerta na estética impecável, poluída por inúmeros objetos e colorida, já conhecida em produções que abordam o Japão e sua capital. O filme traz bastante neon, luzes e personagens japoneses que ilustram as cabines do trem-bala. O longa, portanto, marca todos os itens de uma lista hipotética do que um filme precisa a nossa atenção do início ao fim: ótimo elenco, excelente roteiro e com atrativo visual. Diferente de muitas produções de ação, o novo filme de Brad Pitt se consagra como uma trama que merece a atenção em 2022 para não ser mais esquecido.   Trem-Bala chega oficialmente aos cinemas de todo o Brasil no dia 5 de agosto. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Site gratuito restaura fotos de maneira impressionante usando IA Atlético-MG X Palmeiras | Onde assistir ao jogo pela Libertadores ao vivo? Substituto do Onix? Chevrolet prepara lançamento de novo carro compacto Startups participam de maior competição do Brasil e podem ir para fora do país Cientistas explicam o que acontece com o cérebro depois da meia-noite Veja Mais

Sequestrador de cães de Lady Gaga pega 4 anos de prisão nos EUA

em - Internacional Um dos sequestradores dos cachorros da cantora Lady Gaga foi sentenciado a quatro anos de prisão em um tribunal de Los Angeles, informou, nesta quarta-feira (3), a promotoria.Jaylin White, de 20 anos, aceitou um acordo sob o qual desistiu de contestar a acusação de agressão em segundo grau em troca de que fossem retiradas as acusações de tentativa de homicídio e conspiração.Em seguida, ele foi sentenciado a "quatro anos de prisão em uma penitenciária estadual", informou a procuradora adjunta do distrito de Los Angeles, Michele Hanisee.White, junto de James Howard Jackson, de 19 anos, e Lafayette Shon Whaley, de 28, foram denunciados em abril do ano passado pelo sequestro dos animais de estimação da cantora Lady Gaga em fevereiro de 2021, um incidente no qual o passeador de cachorros da artista, Ryan Fischer, acabou ferido por um disparo de arma de fogo.O passeador caminhava com Koji, Gustav e Miss Asia perto da Sunset Boulevard em Los Angeles, quando foi interceptado por dois homens que saíram de um carro. Fischer recebeu um tiro e os homens fugiram com Koji e Gustav. Miss Asia, por sua vez, conseguiu escapar e retornou depois ao local do crime, encontrando Fischer gravemente ferido."Você não roubou apenas os cachorros naquela noite, roubou meu meio de subsistência", disse Fischer a White durante audiência no tribunal, segundo a publicação Rolling Stone."Quase morri naquela noite", disse a vítima entre lágrimas. "Mas o trauma mental e emocional que você causou naquela noite foi muito pior", acrescentou, citado pela revista.A polícia assinalou que não acredita que os suspeitos atacaram o passeador para roubar os cachorros por causa de sua dona famosa, mas porque são de uma raça cobiçada que pode ser vendida por milhares de dólares.Pequeno e, portanto, fácil de segurar e transportar, um buldogue francês é vendido por milhares de dólares no mercado negro por ser um dos cachorros preferidos das estrelas.Na época, Lady Gaga chegou a oferecer uma recompensa de 500.000 dólares e, por fim, recuperou os dois animais, que foram entregues à polícia por uma mulher dois dias depois do roubo.James Howard Jackson, acusado de atirar contra o passeador, foi liberado em abril por "um erro administrativo".As autoridades ofereceram em julho uma recompensa de 5.000 dólares por informações que levem à sua captura. Veja Mais

Governo de Minas não mapeou comunidades tradicionais afetadas pelo Rodoanel

O Tempo - Política Representantes de povos tradicionais e quilombolas cobraram do Estado o cumprimento de resolução da OIT que determina consulta prévia a comunidades atingidas Veja Mais

Em recado a Tebet, Renan Calheiros elogia Janones e pede voto útil em Lula

O Tempo - Política Senador do MDB aliado de Lula elogiou aceno feito por André Janones, do Avante, à candidatura petista para a Presidência Veja Mais

Conscientização sobre o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) - 03/08/2022

Conscientização sobre o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) - 03/08/2022

Câmana dos Deputados Tema: Conscientização sobre o Transtorno do Déficit de Atenção com H Local: Anexo II, Plenário 13 Início: 03/08/2022 às 19:00 Situação: Convocada Apresentação sobre a conscientização do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/66294 Veja Mais

Comissão do Esporte - Discussão e votação de propostas legislativas - 03/08/22

Comissão do Esporte - Discussão e votação de propostas legislativas - 03/08/22

Câmana dos Deputados Tema: Discussão e votação de propostas legislativas Local: Anexo II, Plenário 04 Início: 03/08/2022 às 19:42 Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/66265 Veja Mais

D'Avila é registrado como candidato a presidente e declara ter 24 milhões

O Tempo - Política Candidatura foi inscrita no TSE pelo Novo, tendo como vice o deputado federal Tiago Mitraud Veja Mais

Câmara aprova projeto que obriga planos de saúde a cobrirem tratamentos fora do rol da ANS

G1 Economia Texto manda operadoras autorizarem procedimentos com eficácia comprovada ou recomendados por organismos do setor; STJ decidiu em sentido contrário em junho. Proposta vai ao Senado. A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (3) um projeto que obriga planos de saúde a cobrirem tratamentos e procedimentos fora do rol da Agência Nacional da Saúde (ANS). A votação foi simbólica (sem registro individual dos votos), e o texto segue para o Senado. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse haver um compromisso firmado para que o Senado vote o projeto já na próxima terça (9). "Eu fui informado e espero que seja cumprido, é o acordo do Senado, de votar na próxima terça-feira esse projeto", disse após aprovação na Câmara. Fruto de debates em um grupo de trabalho, o projeto derruba a restrição imposta por uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que entendeu como taxativa a lista de tratamentos que devem ser cobertos pelos planos de saúde. Pela decisão do STJ, os planos ficaram desobrigados de cobrir procedimentos fora da lista – que atualmente é composta por 3.368 itens. Entenda no vídeo abaixo: Rol taxativo: entenda o que muda na cobertura dos planos de saúde A proposta aprovada nesta quarta diz que as operadoras deverão autorizar os planos de saúde a cobrirem tratamento ou procedimento prescrito por médico ou dentista que não estejam no rol da ANS, desde que haja um dos seguintes critérios: eficácia comprovada; recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS ou; autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ou; recomendação de, no mínimo, um órgão de avaliação de tecnologias em saúde que tenha renome internacional, desde que estes tenham aprovado o mesmo tratamento para seus cidadãos. Entre as entidades de renome citadas no projeto estão: Food and Drug Administration, União Europeia da Saúde, Scottish Medicines Consortium (SMC); National Institute for Health and Care Excellence (Nice); Canada’s Drug and Health Technology Assessment (CADTH); Parmaceutical benefits scheme (PBS); e Medical Services Advisory Committee (MSAC). “O marco legal dos planos de saúde trouxe segurança jurídica aos contratos de planos de saúde. Ocorre que se por um lado, passou a prever condições legais para a atividade de saúde suplementar, por outro discussões acerca da taxatividade ou exemplificação da lista permearam o judiciário”, diz a justificativa do projeto, de autoria de vários deputados. Decisão do STJ O STJ alterou em junho o entendimento sobre o rol de procedimentos listados pela ANS para a cobertura dos planos de saúde. A Corte entendeu que o rol que define o que deve ser coberto pelos planos de saúde é taxativo, ou seja, o que não está nesta lista preliminar da ANS não precisa ter cobertura das operadoras. Antes da decisão, a lista da ANS era considerada exemplificativa pela maior parte do Judiciário. Isso significa que pacientes que tivessem negados procedimentos, exames, cirurgias e medicamentos que não constassem na lista poderiam recorrer à Justiça e conseguir essa cobertura. Isso porque o rol era considerado o mínimo que o plano deveria oferecer. Os planos, assim, deveriam cobrir outros tratamentos que não estão no rol, mas que tenham sido prescritos pelo médico, tenham justificativa e não sejam experimentais. Veja Mais

STF continua na quinta julgamento que pode beneficiar condenados por improbidade

O Tempo - Política Ministros vão decidir se a nova lei pode retroagir e atingir ações já julgadas ou ainda em andamento. Caso é aguardado por políticos e outros agentes públicos Veja Mais

Chefe da ONU pede que lucros 'imorais' de empresas de energia sejam tributados

em - Internacional Os lucros recordes gerados pelos altos preços do petróleo e do gás como resultado da guerra na Ucrânia são "imorais" - denunciou o secretário-geral da ONU, António Guterres, nesta quarta-feira (3), pedindo "impostos extraordinários" sobre esses lucros. "É imoral que as empresas de petróleo e gás obtenham lucros recordes com esta crise energética às custas das pessoas e das comunidades mais pobres", além de também terem um "custo enorme para o clima", disse Guterres por ocasião da publicação do relatório "Impacto Global da Guerra da Ucrânia: a crise energética", preparado pelo Grupo de Resposta à Crise Mundial (GCRG, na sigla em inglês)."Peço às pessoas de todo mundo que enviem uma mensagem clara à indústria de energia fóssil e a seus financiadores: essa ganância grotesca está punindo os mais pobres e vulneráveis enquanto destrói nosso lar", insistiu Guterres.Somente no primeiro trimestre do ano, esses lucros ascenderam a quase US$ 100 bilhões, lembrou o chefe da ONU, pelo qual exortou "todos os governos a taxarem esses lucros excessivos" e a usarem os fundos para apoiar os mais vulneráveis. A guerra "sem sentido" na Ucrânia não apenas destruiu "milhões de vidas", ou colocou-as em risco, mas tem um "impacto enorme e multidimensional" no mundo, gerando uma crise alimentar, energética e financeira, particularmente nos países em desenvolvimento que lutam para superar os efeitos devastadores da pandemia da covid-19. Segundo o Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU, mais 47 milhões de pessoas, até um total de 345 milhões, sofrerão insegurança alimentar aguda, ou estarão em alto risco de sofrê-la em 82 países até o fim do ano."Devemos fazer tudo ao nosso alcance para acabar (com o conflito) por meio de uma solução negociada", pediu.Rebeca Grynspan, diretora da UNCTAD (organização da ONU para o comércio e desenvolvimento), lembrou em coletiva de imprensa que com o aumento da inflação, as importações "ficam mais caras e os preços internos aumentam mesmo que os preços internacionais caiam", e que, na sua opinião, é um "sinal da natureza interconectada da crise".O relatório do GCRG divulgado hoje faz uma série de recomendações, que, na opinião de Guterres, pretendem alcançar, no campo da energia, o equivalente ao acordo para a exportação de cereais ucranianos, firmado entre Rússia, Ucrânia e Turquia sob a supervisão da ONU. - 'Não há resposta para a crise energética' -Os autores pedem aos países desenvolvidos, grandes consumidores de energia, que reduzam a demanda, combatam o desperdício e acelerem a transição para as energias renováveis.Pedem aos investidores privados e multilaterais que acelerem os investimentos para a transição para a energia verde, o que também permitiria preservar os objetivos do Acordo de Paris de conter o aquecimento climático. "Assim como acontece com a crise alimentar, não há resposta para a crise energética sem uma resposta para a crise financeira dos países em desenvolvimento", garantem.O risco de que se percam gerações e se desmantelem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, assim como as ondas de crise da dívida e o mal-estar social, "são muito reais", reforçam."Empreender as políticas energéticas corretas não deve ser um luxo ao alcance apenas daqueles que podem pagar", dizem os autores do relatório, alertando que "o mundo enfrenta uma crise que ocorre uma vez a cada geração". "Os líderes e as instituições mundiais devem reconhecer e atender à urgência do momento", concluem os especialistas. Veja Mais

Sétimo Congresso Nacional Conacate - O Brasil que Queremos (noite) - 03/08/22

Sétimo Congresso Nacional Conacate - O Brasil que Queremos (noite) - 03/08/22

Câmana dos Deputados 03/08/2022 EventosA Frente Parlamentar Mista do Serviço Público e Conacate irão realizar nos dias 3 e 4 de agosto/2022, no Auditório Freitas Nobre, o VII Congresso Nacional Conacate - O Brasil que Queremos. O evento tem como tema central “O Brasil que queremos” e va... Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/66244 Veja Mais

'Meu urubu não é meu animal de estimação, é meu filho'

G1 Pop & Arte Israel Mendes adotou o urubu Urú depois de encontrá-lo em uma lixeira quando ele era apenas um filhote. Mendes ensinou Urú a voar, levando-o a lugares cada vez mais altos Arquivo pessoal/Israel Mendes Israel Mendes sempre sonhou em cruzar os céus do nordeste brasileiro em seu parapente ao lado de uma ave de rapina. Graças a um encontro casual com um filhote de urubu órfão encontrado em uma lixeira, seu sonho se tornou realidade. Assim como os parapentes, os pássaros usam térmicas — correntes espirais ascendentes de ar quente — para ganhar altura e planar longas distâncias. Agora, Mendes é quase inseparável de seu novo companheiro, que ele chegou a acreditar que não sobreviveria. Um ninho perdido e um 'filho' ganho O ecoguia Israel Mendes e Urú, o urubu, formaram uma amizade improvável Arquivo pessoal/Israel Mendes Em dezembro de 2021, o guia do ecoturismo que mora próximo à serra da Aratanha, na periferia de Fortaleza, foi contatado pelo Instituto Pró-Silvestre. A ONG de bem-estar animal tinha um problema: um filhote de urubu macho havia sido encontrado em uma lixeira e os esforços para localizar seu ninho falharam. Isso significava que o jovem pássaro morreria se fosse deixado por conta própria. Ele precisava urgentemente de um cuidador humano. Mendes, que mora perto de uma reserva natural nas montanhas, estaria disposto a adotar o filhote? "A primeira vez que o vi, ele parecia em um estado tão ruim que pensei que ele não sobreviveria", disse Mendes, de 35 anos, à BBC. "Então eu o adotei, o que incluiu um processo legal e fiscalização das autoridades ambientais brasileiras. Eles achavam que quando o pássaro crescesse, ele teria muito espaço para passear." Sete meses depois, homem e pássaro voaram juntos várias vezes, resultado de uma incrível história de ligação humano-animal. Aulas de vôo e sustos Urú adora voar junto com paragliders Arquivo pessoal/Israel Mendes Mendes fez mais do que só alimentar e cuidar da ave, que ele chamou de Urú. Ele ensinou o animal a voar. "Os peixes nascem sabendo nadar, mas os pássaros precisam criar penas e desenvolver sua estrutura óssea antes de voar. Além disso, embora voar seja instintivo para eles, os pássaros precisam de incentivo para decolar", explica Mendes. Urú, no entanto, não tinha pai ou mãe para empurrá-lo para fora do ninho e bater as suas asas para evitar uma queda desagradável. O urubu precisou confiar em seu tutor humano, que o levou a um ponto mais alto e o encorajou a alçar voo. "Eu levava o Urú ao ponto de decolagem de parapente para que ele sentisse o vento e começasse a entender que foi feito para voar", diz Mendes. As aulas incluíam passeios de parapente onde ele carregava Urú em uma cesta especialmente adaptada. Após quatro meses, chegou a hora de um teste mais longo e mais alto. Quando voava a 400 metros de altitude, Mendes abriu a porta do cesto. "Ele já estava voando por conta própria e fazendo algum 'reconhecimento'. Eu sabia que não o estava colocando em perigo." Depois de alguns minutos, o Urú decolou, mas foi imediatamente atacado por abutres adultos próximos. "Descobri que os urubus podem ser bastante territoriais", diz Mendes. "Eles assustaram o Urú e ele desapareceu por quatro dias. Fiquei arrasado e muito preocupado com ele", diz Mendes. Para rastrear o pássaro, ele recorreu às redes sociais. Ele conseguiu encontrar Urú depois que membros de uma tribo indígena local, os Pitaguary, postaram no WhatsApp sobre um "urubu curioso" perto deles. "Foi um alívio encontrar o Urú. Quando o peguei, ele beliscou meu braço com o bico", lembra Mendes. Urú vive no quintal de Mendes Arquivo pessoal/Israel Mendes "Eu ainda não entendi se ele estava com fome ou só com raiva de mim." Hoje em dia Urú não se perde mais. Na verdade, o urubu é às vezes carente demais. Mendes diz que o Urú costuma segui-lo "como um cachorro" quando vai trabalhar ou encontrar amigos, obrigando-o a recorrer a truques. "Às vezes tento distraí-lo com um pedaço de carne e depois saio sem fazer barulho, mas logo percebo a sombra de um pássaro na pista quando estou na minha moto", diz ele com um sorriso. De acordo com Karine Montenegro, diretora do Instituto Pró-Silvestre, esse tipo de comportamento não é muito comum entre urubus resgatados e pessoas, mesmo que essas aves às vezes se apeguem a humanos como se fossem filhotes deles. "De alguma forma, o Urú teve uma ligação muito forte com Israel, o que significa que o pássaro pensa que Israel é seu pai", disse ela à BBC. "Já tivemos outros casos de adoções de urubus e em todos eles a ave manteve uma relação muito mais distante, às vezes mal reconhecendo o hospedeiro humano e apenas passando por ali para comer", diz Montenegro. Pegando outras caronas O problema com esse tipo de ligação é que os especialistas em animais ainda não sabem se esse processo é reversível — o que significa que Urú e Mendes podem estar, como Montenegro acredita, "unidos para toda vida". O novo "pai" do urubu não parece se importar. Mendes chama Urú de "filho", inclusive na conta que criou para a ave no Instagram, que tem mais de 23 mil seguidores. Initial plugin text "Urú e meu cachorro Marley são meus únicos filhos", brinca Mendes. Mais recentemente, o urubu tem se mostrado confiante o suficiente para voar ao lado de alguns colegas de Mendes, o que levantou algumas preocupações com Montenegro, especialmente depois que viralizaram vídeos de Urú pousando em outro parapente. "Eu já aconselhei Israel a ter muito cuidado com Urú, pois não sabemos se todos os humanos que se aproximam dele têm boas intenções", disse ela. Em muitas culturas, os urubus têm má reputação e são retratados como animais ameaçadores. Na realidade, eles são trituradores naturais de resíduos: necrófagos que se alimentam da carne em decomposição de animais mortos e que protegem as pessoas de doenças transmitidas por carne podre. Mas as aves de rapina têm muito mais a temer das pessoas do que o contrário. A ONG Birdlife International diz que 14 das 22 espécies de urubu em todo o mundo estão ameaçadas de extinção. Um dos maiores fatores de diminuição da população é o envenenamento, principalmente acidental, porque os urubus alimentados com carcaças de gado tratadas com medicamentos como anti-inflamatórios são perigosos para outros animais. Mendes chama Urú de seu filho Arquivo pessoal/Israel Mendes 'Eu nunca vou explorá-lo' Outro perigo para as aves de rapina é a exploração, como a polêmica prática do "parahawking", em que as aves de rapina são treinadas para guiar os parapentes às melhores correntes ao seu redor. Nos últimos anos, essa prática tornou-se comum em alguns países — o que despertou preocupações sobre o tratamento das aves. Mas Mendes diz que sua relação com o urubu, que ele cria desde filhote, é bem diferente. "O Urú vive solto no meu quintal e só entra em casa quando quer dormir perto de mim." "Eu nunca vou explorá-lo", diz. "O Urú não é meu animal de estimação. Ele é meu filho." Veja Mais

Novo presidente do STM toma posse com discurso de aproximação da sociedade

O Tempo - Política General de Exército, ministro Lúcio Mário de Barros Góes assume a presidência aos 72 anos. Ele atua na Corte desde 2012 e tem experiência militar internacional Veja Mais

Kalil sobre Zema: 'ele traiu o Bolsonaro'

O Tempo - Política Na avaliação do pré-candidato ao governo de Minas, Zema perderá votos para Carlos Viana na corrida eleitoral Veja Mais

'Tralala' não está à altura da nobre linhagem do musical francês

O Tempo - Diversão - Magazine Falta ao longa dos irmãos Larrieu o que incursões de Demy e Resnais pelo gênero têm de sobra, ou seja, charme e estilo Veja Mais

Nova onda de calor em França e Espanha, com seca em toda a Europa

em - Internacional França e Espanha enfrentaram nesta quarta-feira (3) a terceira onda de calor desde junho, com uma seca que se acentua em toda a Europa e que obrigou a Holanda a se declarar oficialmente em situação de "escassez de água"."A quarta-feira será o dia mais quente em escala nacional", advertiu na França a agência pública Météo-France, mas o pico de calor contiuará na quinta-feira, "se deslocando para o leste". Depois de uma pequena trégua no fim de julho, a Espanha entrou novamente em alerta nesta quarta, com temperaturas que poderiam superar os 40°C em várias províncias do sul. Na terça-feira, os termômetros marcaram 43,3°C na localidade de Talavera de la Reina, na província de Toledo, no centro do país. Este episódio "é provavelmente a terceira onda de calor" que deve durar até pelo menos esta quinta, declarou à AFP o porta-voz da Agência Espanhola de Meteorologia (AEMET), Rubén del Campo. "Não há dúvida de que a mudança climática está por trás", acrescentou.- Noites tropicais -São esperadas noites tropicais, nas quais as temperaturas não serão inferiores a 20°C, em diversas partes do leste e do sul da Espanha, uma consequência das altas temperaturas no Mediterrâneo, que estão entre 3 e 4°C acima do normal, segundo a AEMET. Na França, "entre quarta e quinta-feira, as temperaturas máximas serão superiores ou iguais a 35°C, com picos de 39 ou 40°C no sudoeste", segundo a Météo-France, que colocou 26 departamentos em alerta laranja pela onda de calor.A localidade de Belin-Beliet, no sudoeste do país, viu o termômetro subir até 39,6°C às 17h00 locais (12h00 em Brasília), segundo as temperaturas máximas provisórias registradas pela Météo-France. Também houve calor de 38°C em Toulouse (sul) e Lyon (sudeste), 36°C em Estrasburgo (leste) e 35°C na capital, Paris.Os longos períodos sem chuva ameaçam certas plantações e levam à imposição de racionamento de água, já que a França é um dos países europeus mais expostos ao risco de seca. "Vi como queimavam minhas flores de oliveira", lamenta Jean Berneau, de 64 anos, olivicultor de Lagorce, no sudoeste do país, que, após produzir duas toneladas de azeite de suas azeitonas em 2021, não espera produzir mais de 400 litros este ano. O calor agrava a seca e o mês de julho de 2022 é "o segundo mais seco" na França desde que as medições começaram em 1958-1959, com um déficit de precipitações de aproximadamente 84% em comparação com o normal, segundo a Météo-France. - Calor em toda a Europa -Todo o continente europeu está sendo afetado pela onda de calor. Este mês de julho foi o mais seco desde 1935 na Inglaterra, que se encontra agora em um estado de "clima seco prolongado", a etapa prévia à seca, que requer medidas de precaução. Várias companhias de água anunciaram restrições que afetam milhões de pessoas e os produtores de frutas e hortaliças informaram sobre perdas nas colheitas de alface, feijão e bagas. Além disso, há a ameaça permanente de incêndios florestais.Em 24 de julho, na fronteira entre República Tcheca e Alemanha, houve um grande incêndio florestal no Parque Nacional da Suíça Boêmia, onde o calor bateu recorde (36,4°C). Quase mil hectares já foram afetados. Na Polônia, o nível dos rios era muito baixo. Em várias regiões foram impostas restrições ao uso de água, especialmente nos jardins. A seca e a onda de calor são "manifestações do aquecimento global, hoje ninguém" questiona isso, explicou nesta quarta a ministra de Transição Energética da França, Agnès Pannier-Runacher. "O clima de 2020 pode ser esquecido e o de 2022 talvez seja o mais fresco dos próximos anos", garantiu. Veja Mais

Irã retorna a Viena para negociações sobre seu programa nuclear

em - Internacional O Irã anunciou, nesta quarta-feira (3), que está disposto a retomar em Viena as negociações sobre seu programa nuclear supervisionadas pela União Europeia (UE)."A caminho de Viena para discutir o retorno à plena aplicação do JCPOA", tuitou o coordenador da UE, Enrique Mora, em referência às siglas do acordo internacional de 2015 destinado a impedir que Teerã se equipe com uma arma nuclear.O Ministério das Relações Exteriores do Irã também anunciou hoje que uma delegação iraniana irá para Viena para continuar as discussões sobre seu programa nuclear."No âmbito da política de suspensão das cruéis sanções contra o nosso país, a equipe liderada por Ali Bagheri, o negociador-chefe da República Islâmica, viajará para Viena em poucas horas", afirmou o porta-voz da Chancelaria iraniana, Nasser Kanani.O enviado dos Estados Unidos nas conversas com o Irã, Rob Malley, também anunciou nesta quarta-feira sua viagem a Viena."Nossas expectativas são medidas, mas os Estados Unidos saúdam os esforços da UE e estão prontos de boa-fé para tentar chegar a um acordo", tuitou Malley.As negociações entre o Irã e as grandes potências para retomar o acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano de 2015 se encontram em ponto morto desde março, após um ano de negociações. Em 26 de julho, o chefe da diplomacia da UE, Josep Borrell, apresentou um projeto para chegar a um entendimento no tema e pediu às partes envolvidas que o aceitassem para evitar uma "crise perigosa". Na segunda-feira (1º), o Irã se mostrou "otimista" sobre uma possível retomada das discussões, após examinar a proposta de Borrell. - "Nada garantido" -"Neste ciclo de negociações, que acontecerá, como antes, com a coordenação da UE, as discussões vão girar em torno das ideias apresentadas pelos participantes, sobretudo, aquelas apresentadas esta semana pelo Irã para a outra parte", afirmou o porta-voz do Ministério, Naser Kanani, em nota.A AFP entrevistou um diplomata europeu baseado em Viena que celebrou "a reunião que mostra a vontade de todos de avançar". "É positivo, mas ao mesmo tempo não há absolutamente nada garantido", alertou. "Levamos meses tentando concluir as negociações". "As expectativas são modestas para esta nova rodada", disse Henry Rome, especialista em Irã da consultoria americana Eurasia Group. Ele explicou que há "diferenças" entre Estados Unidos e Irã "em vários temas-chave": as sanções que devem ser levantadas, o pedido de garantias por parte de Teerã e o encerramento de uma investigação da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) da ONU. Segundo Ali Vaez, da organização de prevenção de conflitos International Crisis Group, a volta das negociações se explica porque "as outras opções são pouco atrativas, por isso, nenhuma das partes está disposta a encerrar as discussões".O JCPOA foi firmado entre Irã e as seis potências (Rússia, Estados Unidos, China, França, Reino Unido e Alemanha) e tem como objetivo garantir o caráter civil do programa nuclear iraniano. Teerã é acusado de querer se equipar com armas nucleares, mas nega.No entanto, com a saída unilateral do acordo dos Estados Unidos em 2018, sob o governo de Donald Trump, e o restabelecimento das sanções americanas, Teerã deixou progressivamente de cumprir suas obrigações. O país islâmico aumentou a taxa de enriquecimento de urânio de 3,67% fixada pelo JCPOA, passando a 20% no início de 2021. Assim, superou o limite sem precedentes de 60%, se aproximando dos 90% necessários para fabricar uma bomba, enquanto limitava o acesso a investigadores da AIEA. Veja Mais

Corte europeia se nega a intervir em caso de menino britânico com morte cerebral

em - Internacional O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) se recusou, nesta quarta-feira (3), a emitir uma medida cautelar no caso de um menino britânico com morte cerebral, cujos pais buscam mantê-lo com vida por meios artificiais, contra a opinião dos médicos. Archie Battersbee, de 12 anos, deveria ser desconectado hoje do suporte vital em um hospital de Londres, mas seus pais buscaram um último recurso perante o tribunal com sede em Estrasburgo, na França. "Hoje a Corte decidiu não emitir a medida cautelar" solicitada pelos pais, declarou o tribunal em um comunicado. Em abril, Archie Battersbee foi encontrado inconsciente, com sinais de uma atadura no pescoço, provavelmente como parte de um desafio on-line. Está sendo mantido vivo por uma série de intervenções médicas, que incluem ventilação mecânica em combinação com medicamentos. Apoiados por uma organização cristã, seus pais, Hollie Dance e Paul Battersbee, multiplicaram os recursos para evitar a desconexão que levaria à morte de seu filho. Os médicos afirmam que seu caso não tem esperança e que isso justifica a interrupção das intervenções. Veja Mais

Justiça chilena investiga lixão de roupas usadas no Atacama por dano ambiental

em - Internacional A Justiça do Chile investiga por dano ambiental o imenso lixão de roupas usadas situado no deserto do Atacama, no norte do país, onde foram depositadas toneladas de resíduos têxteis descartados e outros artigos.Na terça-feira, uma juíza e peritos estiveram nos arredores da localidade de Alto Hospicio, onde fica um lixão clandestino de roupas vindas de Estados Unidos, Europa e Asia, informou à AFP o tribunal ambiental no qual tramita o processo, nesta quarta-feira (3)."O tribunal está realizando uma diligência judicial em atenção a uma demanda [...], na qual se acusa essencialmente a existência de lixões ilegais de roupa no interior de alguns vales e setores da comuna de Alto Hospicio, e estes lixões acabariam por ser uma fonte de poluição", explicou a juíza Sandra Álvarez.Além de roupas, há no lixão outros resíduos como pneus, partes de carros e aparelhos eletrônicos. As montanhas de roupa, cujas imagens foram publicadas pela AFP em novembro de 2021, parecem ter sido queimadas ou enterradas. Naquela época, existiam enormes montanhas de roupas usadas e novas, uma parte das 59.000 toneladas que entram por ano no Chile pela zona franca de Iquique, cidade situada 1.800 km ao norte de Santiago, das quais 66% vão parar em lixões.O consumo excessivo e fugaz de roupa vem provocando um aumento exponencial de resíduos têxteis em todo o mundo, que levam cerca de 200 anos para se decompor.De acordo com um estudo da ONU de 2019, a produção de roupas no mundo dobrou entre 2000 e 2014. A pesquisa também revelou que a indústria têxtil é "responsável por 20% do desperdício total de água a nível global".Em abril deste ano, o Primeiro Tribunal Ambiental acolheu um processo apresentado por uma advogada de Iquique contra o Fisco do Chile e a prefeitura de Alto Hospicio por "dano ambiental"."Existiram condutas negligentes sistemáticas, omissões e falta de serviço que geraram um grave e significativo dano ambiental, além de risco para a vida e a saúde dos moradores de Alto Hospicio", argumenta a advogada no texto.Ademais, estes lixões ilegais "geraram uma perturbação ao ecossistema de um lugar com enorme valor ambiental", acrescentou a advogada. Veja Mais

Apoiadora de Lula e PT, Anitta está com Molon, do PSB, para o Senado pelo RJ

O Tempo - Política Em meio a crise do PT do Rio de Janeiro com as candidaturas de Alessandro Molon e Marcelo Freixo, cantora escolheu ficar do lado do PSB Veja Mais

Após receio de constrangimento, Bolsonaro cancela ida à Fiesp

O Tempo - Política Leitura de manifestos em defesa da democracia da Fiesp e a Faculdade de Direito USP está marcada para o mesmo dia, 11 de agosto Veja Mais

Como criar um pen drive bootável no Linux | Guia prático

canaltech Se você quer saber como criar um pen drive bootável no Linux, saiba que esse procedimento pode ser mais simples e prático do que aparenta. Confira abaixo mais detalhes sobre como fazer isso e informações extras sobre o recurso! Como tirar print no Linux | Guia prático Como instalar programas no Linux | Ubuntu O que é um pen drive bootável Um pen drive bootável é o dispositivo responsável por controlar a inicialização de um sistema operacional, antes que ele seja iniciado diretamente no disco rígido do PC. Sendo assim, é nele que o pacote de instalação do SO ficará armazenado, sendo que ele normalmente ficaria na sua máquina. Agora que você já sabe o que é um pen drive bootável, veja abaixo como criar um para o Linux e outro para o Windows. O procedimento foi realizado em um PC com Ubuntu, mas poderá ser feito de forma similar em outras versões. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Como criar um pen drive bootável do Linux no Linux Baixe a .ISO que você deseja instalar (Ubuntu, Fedora, Mandriva, openSUSE ou CentOS); Plugue o pen drive no PC e abra o “Disks”; Selecione o seu pen drive no menu esquerdo; Clique no ícone de “Três pontos” no canto superior direito; Selecione “Restaurar imagem do disco”; Veja como criar um pen drive bootável no Linux (Captura de tela: Matheus Bigogno) Escolha a .ISO que você baixou e aguarde até que o pen drive seja formatado. Restaure a imagem do pen drive usando a .ISO que você baixou do Linux (Captura de tela: Matheus Bigogno) Como criar um pen drive bootável do Windows no Linux Antes de baixar a .ISO do Windows, você deve garantir que o pen drive está usando o formato FAT. Acesse o Disks, entre no seu pen drive usando o menu esquerdo e clique no ícone de “Três pontos”; No menu aberto, selecione “Formatar partição”; Formate o pen drive para o formato FAT para que ele possa receber os arquivos da .ISO do Windows (Captura de tela: Matheus Bigogno) Selecione a opção “FAT32” e finalize a formatação. Tenha em mente que esse procedimento irá apagar todos os arquivos do seu pen drive, então certifique-se de ter um backup para eles em outro dispositivo. Caso esse procedimento não funcione, utilize o app Gparted para criar uma partição e formatar o dispositivo USB para o formato FAT; Em seguida, extraia os arquivos da .ISO do Windows no pen drive — lembre-se que esse procedimento pode demorar um certo tempo. É possível fazer o download do Windows 11 diretamente no site da Microsoft; Finalizado este processo, você já terá o pen drive bootável. Com o dispositivo formatado, extraia os arquivos da .ISO nele para poder ter um pen drive bootável (Captura de tela: Matheus Bigogno) Pronto! A partir de agora você já sabe como criar um pen drive bootável no Linux. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Site gratuito restaura fotos de maneira impressionante usando IA Atlético-MG X Palmeiras | Onde assistir ao jogo pela Libertadores ao vivo? Substituto do Onix? Chevrolet prepara lançamento de novo carro compacto Startups participam de maior competição do Brasil e podem ir para fora do país Cientistas explicam o que acontece com o cérebro depois da meia-noite Veja Mais

Maior grupo dissidente das Farc propõe a Petro cessar-fogo na Colômbia

em - Internacional A frente mais poderosa dos dissidentes das Farc propôs ao presidente eleito da Colômbia, Gustavo Petro, um cessar-fogo bilateral para encontrar uma "solução política" para o conflito, segundo uma carta divulgada nesta quarta-feira (3).No documento, os guerrilheiros marginalizados do acordo de paz de 2016 propõem criar, "de comum acordo" com o novo governo, um "clima propício a um acordo bilateral de cessar-fogo".O acordo permitiria encontrar "uma solução política para a violência", segundo os rebeldes.A carta, datada de 31 de julho, foi divulgada nesta quarta-feira por diversos meios de comunicação junto com um vídeo em que aparecem cerca de 18 homens e mulheres vestidos de camuflagem e com fuzis.Em 15 de julho, o presidente em fim de mandato Iván Duque anunciou a morte em uma operação de Iván Mordisco, líder dessa organização conhecida como Bloco Sudeste.Seu sucessor, um ex-guerrilheiro e ex-senador que assumirá a presidência no domingo, manifestou interesse em acordar uma "paz total" com todos os grupos armados que operam na Colômbia.A proposta de Petro inclui a dissidência, formada por ex-combatentes das Farc que não aceitaram o acordo de paz de 2016 e novos recrutas.Com cerca de 2.000 membros, segundo o centro de pesquisa Indepaz, o Bloco Sudeste é o maior dos grupos dissidentes que atuam na Colômbia e tem presença principalmente na selva amazônica e na fronteira com a Venezuela.O Exército de Libertação Nacional (ELN), última guerrilha reconhecida no país após o desarmamento das Farc, expressou sua intenção de se sentar para negociar com Petro logo após sua eleição como o primeiro presidente de esquerda da Colômbia.O novo presidente também propôs o "desmantelamento pacífico" de outras organizações, como o Clã do Golfo, o maior cartel de drogas do país, que há duas semanas anunciou sua disposição de coordenar um cessar-fogo para negociar seu desarmamento. Veja Mais

Vídeo: arma falha e homem escapa de ser baleado em assalto

O Tempo - Mundo O caso aconteceu em um bairro de classe alta de Las Vegas, nos Estados Unidos. Veja Mais

Vitória do direito ao aborto no Kansas reforça estratégia de Biden para novembro

em - Internacional O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, voltou nesta quarta-feira (3) a se manifestar em favor do acesso ao aborto, após à vitória dos defensores desse direito em um estado bastante conservador, que reforçou a estratégia do democrata para as eleições de meio de mandato."Os eleitores do Kansas enviaram uma mensagem cotundente: neste outono, os americanos votarão para preservar esse direito", disse o democrata durante um discurso na Casa Branca.Os moradores desse estado rural foram os primeiros americanos convocados a se pronunciar sobre o direito de uma mulher a interromper uma gravidez desde que a Suprema Corte derrubou a jurisprudência do caso Roe vs. Wade, que permitia o aborto em todo o país, em 24 de junho.A votação foi vista como um teste antes das eleições de novembro. Enfraquecidos por uma inflação galopante e pela desaceleração da economia, os democratas e seu líder Biden esperam salvar algumas cadeiras no Congresso, mobilizando seus eleitores em defesa do direito ao aborto. E o que aconteceu no Kansas dá motivos para que os democratas tenham esperança. Com uma alta participação, quase 60% dos eleitores rejeitaram, na terça-feira (2), uma medida antiaborto.O estado é, no entanto, muito conservador. Nos últimos 80 anos, votou apenas uma vez a favor de um candidato presidencial democrata, e os analistas previam um resultado apertado.Para os defensores do direito ao aborto, que saudaram esse "maremoto histórico", o resultado não surpreende."O povo do Kansas provou o que se diz há muito tempo: defender o acesso ao aborto é vencer politicamente", comentou Jenny Lawson, da organização de planejamento familiar Planned Parenthood. Enviaram "uma mensagem clara aos políticos que, no país, lutam contra o aborto: seu tempo está acabando", acrescentou, apesar de candidatos hostis à interrupção voluntária da gravidez terem vencido as primárias republicanas em vários estados. - 'Extremistas' -De acordo com as últimas pesquisas, cerca de 60% da população dos EUA apoia o direito ao aborto e, embora haja divisões partidárias significativas, quase 40% dos eleitores republicanos são a favor.Em seu discurso remoto, Biden classificou de "extremistas" os republicanos que tentam "proibir todos os abortos em todos os estados". "Não têm ideia do poder das mulheres americanas, mas ontem à noite, no Kansas, puderam medi-lo", continuou, antes de assinar sua segunda ordem executiva em um mês, destinada a minimizar os efeitos da revogação da Suprema Corte.Após um primeiro decreto para garantir o acesso à pílula do dia seguinte e proteger as clínicas móveis, esse segundo ordena que seu governo examine os meios para expandir a cobertura médica para mulheres forçadas a viajar para abortar. O texto também promove a pesquisa sobre o impacto da decisão do mais alto tribunal e busca formas de prevenir a negação de atenção por parte dos profissionais de enfermagem.Dirigindo-se ao Comitê Nacional do partido, Biden disse hoje aos organizadores democratas que a democracia "corre risco devido aos extremistas do Partido Republicano MAGA", referindo-se ao movimento "Make America Great Again", de Trump. "Temos que deixar claro para este país neste ano o quão críticas e fundamentais são as eleições entre nós e os republicanos MAGA.".- Luta organizada -"Estou feliz de ver que o presidente Biden se sente encorajado pela vitória no Kansas", afirmou Rachel O'Leary Carmona, diretora da associação feminista Women's March, em um comunicado.Para ela, os habitantes do estado "disseram aos extremistas republicanos [...] que se fodam", mas também deram "uma lição aos democratas" sobre a importância de se organizar e lutar vigorosamente para defender os direitos das mulheres. No entanto, as iniciativas de Biden seguem sendo bastante vagas e têm um alcance limitado em um país onde o poder presidencial, por maior que pareça, não pesa tanto diante dos poderes dos estados, o Congresso e a Suprema Corte.As medidas não impediram que uma dúzia de estados proibissem o aborto em seu território e, no longo prazo, o procedimento será quase impossível em metade dos 50 estados do país, especialmente no sul e no centro mais religioso.Já os estados progressistas buscam proteger os direitos ao aborto. Nesse sentido, os eleitores de Califórnia, Michigan, Nevada e Vermont também votarão este ano para decidir sobre medidas de proteção. Veja Mais

Maduro protesta contra pedido dos EUA à Argentina para apreender avião venezuelano

em - Internacional O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, protestou nesta quarta-feira contra o pedido dos Estados Unidos à Argentina para apreender um Boeing 747 venezuelano retido em Buenos Aires desde junho, e pediu o apoio argentino para recuperar a aeronave."Eles pretendem roubar um avião de propriedade da Venezuela, legalmente de propriedade da Venezuela, na Argentina, por mandado de um tribunal imperial", queixou-se Maduro em entrevista à emissora oficial VTV. "A Venezuela pede ao povo argentino todo o apoio para recuperar o avião".O avião-cargueiro Boeing 747, da companhia venezuelana Emstrasur, está parado no aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires, desde que chegou, em 8 de junho, procedente do México, com um carregamento de autopeças, após uma tentativa frustrada de pousar no Uruguai.Em 19 de julho, um tribunal do Distrito de Columbia (DC), nos Estados Unidos, emitiu uma ordem de apreensão do avião, por considerar que "foram violadas as leis de controle de exportação" americanas, alegando que houve uma "transferência não autorizada" da Mahan Air para a Emtrasur. A companhia iraniana é vinculada ao Exército dos Guardiões da Revolução Islâmica-Força Quds (EGRI-FQ), considerada uma organização terrorista por Washington e alvo de sanções, enquanto a Emtrasur é uma filial do grupo venezuelano Conviasa, que também está na lista de sanções do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.Maduro afirmou que o avião é usado para transportar medicamentos até a Venezuela de países como China, Rússia ou Índia, e para levar ajuda humanitária a países do Caribe. Antes de voar para a Argentina com autopeças, o aparelho esteve no Paraguai em maio, de onde partiu com um carregamento de cigarros para a ilha de Aruba."Agora eles pretendem roubar também nosso avião, como roubaram ou pretendem roubar o ouro em Londres", continuou Maduro, referindo-se à recusa do Banco da Inglaterra a lhe dar o controle de reservas de cerca de 1,9 bilhão de dólares em ouro depositadas naquela instituição pelo Banco Central da Venezuela (BCV), o que descreveu como "um ato de pirataria".BOEING Veja Mais

Aprovados projetos de segurança e combate ao crime - 03/08/22

Aprovados projetos de segurança e combate ao crime - 03/08/22

Câmana dos Deputados A Câmara aprovou projetos de segurança, para combater o chamado novo cangaço e furtos em áreas de calamidade. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Câmara aprova MP que regulamenta teletrabalho e altera regras do auxílio-alimentação - 03/08/22

Câmara aprova MP que regulamenta teletrabalho e altera regras do auxílio-alimentação - 03/08/22

Câmana dos Deputados ================================ Local: Plenário da Câmara dos Deputados Início: 03/08/2022 às 10h Situação: Encerrada ================================= Propostas analisadas: A Câmara concluiu a votação da Medida Provisória 1108/22, que regulamenta o teletrabalho e altera regras do auxílio-alimentação (o popular vale-refeição ou vale-alimentação). Medida provisória precisa ser aprovada nesta semana pelo Senado. A Câmara ainda rejeitou o pedido de urgência para o Projeto de Lei 1774/19, que autoriza supermercados e similares a comercializar medicamentos isentos de prescrição. Foram 225 votos favoráveis e 222 contrários, mas eram necessários 257 votos para garantir a urgência. O Plenário aprovou requerimento de urgência para o Projeto de Lei 1906/22, que prevê medidas para proteger mulheres no mercado de trabalho e permite o flagrante delito quando o agressor for filmado ou fotografado cometendo violência contra a mulher. Com a urgência, a proposta poderá ser votada pelo Plenário sem precisar passar antes pelas comissões permanentes. A Câmara também aprovou regime de urgência para o Projeto de Lei 224/21, que cria punição específica para quem aplica golpes a partir da clonagem de dispositivos eletrônicos ou aplicativos usados pela vítima. O Plenário aprovou, por 408 votos contra 9, o Projeto de Lei 643/20, que aumenta as penas para os crimes de furto ou roubo cometidos em ocasião de incêndio, naufrágio, inundação ou desastre, incluindo qualquer estado de calamidade pública, epidemia ou pandemia declaradas pelas autoridades. A proposta segue para análise do Senado. Aprovada proposta que extingue saídas temporárias de presos. Por 311 votos a 98, texto retorna para o Senado, casa originária do projeto, para que as alterações feitas pelos deputados possam ser analisadas pelos senadores. A Câmara dos Deputados aprovou, por 408 votos contra 9, o Projeto de Lei 643/20, que aumenta as penas para os crimes de furto ou roubo cometidos em ocasião de incêndio, naufrágio, inundação ou desastre, incluindo qualquer estado de calamidade pública, epidemia ou pandemia declaradas pelas autoridades. A proposta segue para análise do Senado. Os deputados aprovaram o Projeto de Lei 2033/22, que estabelece hipóteses de cobertura de exames ou tratamentos de saúde que não estão incluídos no rol de procedimentos e eventos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). REQ 8268/2018 - Requer urgência para a votação do Projeto de Lei nº 3553 2015. Fonte: Agência Câmara de Notícias Confira a pauta completa do Plenário: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/66282 Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Diretores relatam 'choque' com cancelamento de 'Batgirl' após investimento de US$ 90 milhões

G1 Pop & Arte 'Estamos tristes e chocados com a notícia. Ainda não conseguimos acreditar', escreveram os diretores Adil El Arb e Bilall Fallah após a Warner Bros. Discovery abandonar filme quase pronto. Leslie Grace como a 'Batgirl' Reprodução/Instagram/lesliegrace Os diretores de "Batgirl" disseram, nesta quarta-feira (3), que ficaram "chocados" ao saber que o filme de US$ 90 milhões foi arquivado pelo estúdio e não será lançado em nenhum formato. A Warner Bros. Discovery anunciou que deixaria de lado a adaptação cinematográfica da personagem da DC Comics, protagonizada por Leslie Grace e com Michael Keaton no papel de Batman. O filme não será lançado nos cinemas ou na plataforma de streaming HBO Max. "Estamos tristes e chocados com a notícia. Ainda não conseguimos acreditar", escreveram os diretores Adil El Arb e Bilall Fallah em uma publicação no Instagram. "Como diretores, é fundamental que nosso trabalho seja visto pelo público e, embora o filme estivesse longe de estar pronto, desejávamos que fãs de todo o mundo tivessem a oportunidade de ver o produto final". A filmagem já estava finalizada e parte da pós-produção, onde são adicionados efeitos especiais, som e gráficos, também havia sido feita. Leslie Grace ("Em um Bairro de Nova York") havia comentado em uma entrevista sobre o quão empolgada estava em conseguir o papel e trabalhar ao lado de Keaton e outras estrelas. "Foi um sonho trabalhar com atores tão fantásticos como Michael Keaton, J.K. Simmons, Brendan Fraser (...) e especialmente a grande Leslie Grace, que interpretou a Batgirl com tanta paixão, dedicação e humanidade", escreveram El Arbi e Fallah. "De qualquer forma, como grandes fãs de Batman desde crianças, foi um privilégio e uma honra ter feito parte do Universo estendido da DC, mesmo que apenas por um breve momento". A decisão de arquivar o filme agitou Hollywood, onde especialistas da indústria apontaram que era inédito um filme não ser lançado tão perto de sua conclusão e com tanto dinheiro já investido. "Batgirl" parece ter sido vítima de uma mudança na estratégia corporativa após a fusão da Warner Bros. com a Discovery. A Warner Bros. havia se comprometido em produzir filmes para serem lançados diretamente no serviço de streaming HBO Max, como parte de um esforço para aumentar os assinantes nesse setor cada vez mais competitivo. Mas essa decisão parece ter sido revertida depois da parceria com a Discovery. A revista "Variety" citou especialistas da indústria que disseram que "Batgirl" não era deslumbrante o suficiente para um lançamento nos cinemas, com suas caras exigências de marketing, e, ao mesmo tempo, grande demais para fazer sentido econômico no cenário do streaming. Veja Mais

A Voz do Brasil - 03/08/2022

A Voz do Brasil - 03/08/2022

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #RádioCâmara #AVozDoBrasil Veja Mais

Senado aprova alteração de regras trabalhistas em calamidade pública

O Tempo - Política Texto autoriza medidas como redução proporcional da jornada de trabalho e do salário ou a suspensão temporária do contrato de trabalho Veja Mais

Guedes diz que o país já 'sacudiu a poeira' das crises e está 'pronto para a briga'

G1 Economia Ministro da Economia participou de painel da Expert XP, em São Paulo, nesta quarta-feira (3). Paulo Guedes, ministro da Economia, fala em painel da Expert XP, em São Paulo Paulo Bareta O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (3) que a economia brasileira está recuperada dos choques causados pela Covid e pela Guerra da Ucrânia, e que o país está "pronto para outra". Guedes foi um dos convidados da Expert XP, evento para investidores realizado em São Paulo. Para o ministro, a subida antecipada de juros no país e as medidas recentes de incentivo fiscal colocam o Brasil à frente de economias desenvolvidas para enfrentar o cenário de desaceleração da economia global. "Tem muito país que se considera avançado e que não vai aguentar o tranco. O Brasil já sacudiu a poeira e está pronto para a briga de novo, se precisar", disse Guedes. O ministro afirmou que a queda do desemprego e revisões para cima das projeções do Produto Interno Bruto (PIB) mostram que o país entrou no "ciclo longo de crescimento" enquanto economias desenvolvidas estão saindo desta fase. Guedes, então, pediu que os ouvintes não acreditassem nas "narrativas". "Olhem os fatos. É o barulho da política que está infernal, porque a democracia brasileira é vibrante e polarizada. A verdade é o seguinte: crescimento econômico subindo, inflação descendo, desemprego descendo, investimentos aumentando. Esses são os fatos. Então, prestem atenção nos fatos e não desanimem", disse. Guedes negou que os recentes dribles ao teto de gastos para criação do teto de ICMS para combustíveis e a PEC Kamikaze — que amplia o Auxílio Brasil e cria de vouchers para caminhoneiros, por exemplo — signifiquem abandono da responsabilidade fiscal. Com PEC 'Kamikaze', teto de gastos sofre 5ª alteração no governo Bolsonaro Segundo o ministro, os programas estão, daqui até o fim do ano, dentro de "receitas extraordinárias não orçadas". "Você fala assim: 'vocês violaram o teto?' Sim. O teto é para impedir o crescimento do governo. (...) Aí chega uma doença, tem que transferir dinheiro para as pessoas. Eu estou fazendo o governo crescer? Não, estou dando um auxílio para os mais frágeis para que possam sobreviver", disse. "Está tudo dentro do princípio de responsabilidade fiscal", disse o ministro. "Não é um dogma. Nós não vamos morrer por um princípio de austeridade, não vamos respeitar o princípio durante um tempo", prosseguiu. “Nós somos uma geração que pagou pela ‘guerra’. Alguns ficaram sem reajuste de salário. Outros ficaram sem o emprego. Mas o Brasil está em pé.” Paulo Guedes, ministro da Economia, fala em painel da Expert XP, em São Paulo Paulo Bareta Guedes atribuiu os resultados a reformas estruturantes feitas pelo governo, como a Reforma da Previdência, marcos regulatórios e os leilões de concessão pública. "O Brasil está 'condenado' a crescer", afirmou. O ministro disse ainda que o país fez uma reforma administrativa "quase invisível" ao digitalizar serviços públicos. Por fim, Guedes comparou as reduções de tributos a combustíveis a uma espécie de reforma tributária. "Reforma tributária a mesma coisa. (...) Baixa os impostos indiretos, deixa o imposto de renda subir um pouquinho." "O que vamos fazer com esse dinheiro? Dar reajustes [ao funcionalismo], como aconteceu aqui [São Paulo]? Vamos baixar impostos para distribuir para a população." O ministro fez ainda previsões para o PIB neste ano, em que o crescimento poderia chegar a 3,5% ou 4% em 2022. Ele afirma, porém, que o resultado não deve ser alcançado porque a subida de juros deve causar uma desaceleração da economia ainda neste ano. "Não se assustem: o pior já passou. Enfrentamos a pandemia e saímos melhor do outro lado", disse Guedes. "O ano que vem, com inflação caindo, vamos crescer mais. Será um bom ano, de dias melhores." Veja Mais

Legislação Participativa - 43 anos da Lei da Anistia - 2023: A volta da esperança - 03/08/2022

Legislação Participativa - 43 anos da Lei da Anistia - 2023: A volta da esperança - 03/08/2022

Câmana dos Deputados A Comissão de Legislação Participativa promove seminário sobre os 43 anos da Lei da Anistia. No dia 28 de agosto de 1979, o então presidente da República, general João Batista Figueiredo, promulgou a Lei 6.683, que permitiu a volta de militantes exilados e concedeu uma “autoanistia” aos agentes do Estado responsáveis pela repressão, torturas e assassinatos após o golpe de 1964. O seminário foi sugerido à comissão pela Associação Brasileira dos Anistiados Políticos do Sistema Petrobrás e demais Empresas Estatais (Abraspet) e será realizado no auditório Nereu Ramos, a partir das 13 horas. Convidados: - Ney Sá - Assessor de Comunicação da Abraspet Leitura do texto de abertura do evento Exibição de Vídeo em homenagem ao Cap. Wilson e Dep. Fed. Arnaldo Faria de Sá 14h15 - 1ª MESA: Justiça de Transição fora do eixo. Expositores: - Paulo Abrão - Diretor do Washington Brasil Office e da Coalizão Brasil MVJR pela Democracia; Ex-presidente da Comissão de Anistia (participação virtual) - Luciano Campos - Diretor da Abraspet e Petroleiro - Conceição Santos - Anistiada política. - Prudente José Silveira - Ex-conselheiro da Comissão de Anistia - José Carlos M. da Silva Filho - Ex-vice-presidente da Comissão da Anistia 15h25 - 2º MESA: A política negacionista e o desmonte da Comissão de Anistia. Coordenação: Dep. Erika Kokay Expositores: - Edinho Ferramenta - Anistiado, Ex-deputado Federal, Diretor da ATAMIG - Eneá de Stutz e Almeida - Advogada e professora da Universidade de Brasília - Vitor Neiva - Advogado e ex-conselheiro da Comissão de Anistia - Ernesto Gradella Neto - Ex-deputado Federal e Diretor da ADMAP 16h35 - 3ª MESA: Mortos e desaparecidos: o desmonte do resgate da história e memória Coordenação: Dep. Orlando Silva Expositores: - Eugênia Augusta Gonzaga - Procuradora do MPF e ex-oresidente da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos. - Irene Gomes - Advogada e pesquisadora sobre Anistia Política - Diva Santana - Grupo Tortura Nunca Mais/BA - Deborah Duprat - Jurista - Rita Sipahi - Ex-conselheira da Comissão de Anistia e ex-presa política Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/66240 Veja Mais

'Eduardo Costa precisa aceitar o óbvio: Novo queria chapa pura' diz nota do PSDB

O Tempo - Política Tucanos rebateram, por nota, críticas feitas pelo radialista ao partido e ao deputado Aécio Neves (PSDB) Veja Mais

Estudantes britânicos protestam contra uma estátua 'fálica'

em - Internacional Estudantes do Imperial College de Londres protestaram contra a instalação no campus de uma obra de seis metros de altura do artista Antony Gormley, vista como uma escultura "fálica".A obra, intitulada "Alert", é formada por uma série de retângulos de aço que, segundo o projeto, representa uma forma humana agachada e evoca a comunidade científica. Sua instalação está prevista para ocorrer em breve.Porém, em vez de pernas dobradas, muitos veem em seu lugar um "falo" de três metros, de acordo com uma moção do sindicato de estudantes da prestigiosa instituição de ciências.O grêmio acredita que os estudantes deveriam ter sido consultados e aponta que o nome "Alert" pode "ser entendido também como uma referência ao falo da estátua ereto".A moção afirma que "não há nada de mau na imagética fálica na arte", mas alega que a "interpretação fálica" pode ser considerada "inapropriada para a exposição ao público geral".Segundo o jornal The Guardian, um porta-voz do Imperial College argumentou que "Antony Gormley é um dos maiores artistas vivos no mundo". "Estamos agradecidos por receber uma de suas esculturas icônicas", acrescentou.A obra foi doada à instituição por um de seus antigos alunos. Veja Mais

Sétimo Congresso Nacional Conacate - O Brasil que Queremos (tarde) - 03/08/2022*

Sétimo Congresso Nacional Conacate - O Brasil que Queremos (tarde) - 03/08/2022*

Câmana dos Deputados Tema: VII Congresso Nacional Conacate - O Brasil que Queremos Local: Auditório Freitas Nobre Início: 03/08/2022 às 09:00 VII Congresso Nacional Conacate - O Brasil que Queremos – 03/08/2022 A Frente Parlamentar Mista do Serviço Público e Conacate realizam, nos dias 3 e 4 de agosto/2022, no Auditório Freitas Nobre, o VII Congresso Nacional Conacate - O Brasil que Queremos. O evento tem como tema central “O Brasil que queremos” e vai provocar o debate sobre as medidas de prevenção e combate à corrupção, a essencialidade do serviço público, a importância da educação para a nação e representação dos servidores públicos nas Casas Legislativas. Dezenas de entidades representativas de todo o país, parlamentares e convidados especialistas vão participar do evento de forma presencial e on-line. Confira a programação completa em https://www.conacate.org.br/congresso-conacate Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/66244 Veja Mais

'Maria - Ninguém sabe quem sou eu': veja teaser de documentário sobre Maria Bethânia

G1 Pop & Arte Filme tem imagens raras de ensaios e shows da cantora, e um depoimento inédito de Bethânia, com roteiro e direção de Carlos Jardim. Em documentário, Bethânia fala de infância, carreira e de amor por Caetano; teaser O documentário “Maria - Ninguém sabe quem sou eu” teve seu primeiro teaser divulgado nesta quarta-feira (3). Clique acima para assistir. O filme tem imagens raras de ensaios e shows da cantora, e um depoimento inédito de Maria Bethânia. A direção e o roteiro são de Carlos Jardim. A produção é uma parceria entre Turbilhão de Ideias, Globo Filmes, GloboNews, Canal Brasil e Noticiarte Produções. No filme, a artista fala sobre sua infância, o relacionamento com os pais e com o irmão Caetano Veloso, a fé, a ligação com a literatura e sua paixão pelo palco. O documentário chega em breve aos cinemas, ainda sem data de lançamento divulgada. Veja Mais

Medioli visita novo presidente do TJMG e o desembargador Gilson Lemes

O Tempo - Política Prefeito de Betim, Vittorio Medioli (sem partido), esteve no Tribunal de Justiça de Minas Gerais para uma visita de cortesia Veja Mais

Em carta, entidades pedem que Pacheco ‘reaja’ a ataques de Bolsonaro

O Tempo - Política Manifesto foi assinado por 61 entidades entre centrais sindicais, sindicatos, movimentos sociais e associações de advogados, juristas Veja Mais

Entenda por que a Warner cancelou 'Batgirl', mesmo com prejuízo milionário

O Tempo - Diversão - Magazine Filme narra a trajetória de Barbara Gordon e introduz personagem no universo de 'Batman' Veja Mais

China envia caças contra defesas de Taiwan após visita de Pelosi

O Tempo - Mundo ​Ao menos 22 aeronaves cruzaram a linha que divide a área, que tem 130 km no seu ponto mais estreito, segundo o Ministério da Defesa de Taiwan Veja Mais

Violência volta a explodir em enclave disputado por Armênia e Azerbaijão

em - Internacional O Azerbaijão anunciou, nesta quarta-feira (3), que tomou várias posições e destruiu alvos armênios em Nagorno-Karabakh, após combates que deixaram três mortos e reavivaram o temor de uma escalada bélica neste enclave da cordilheira do Cáucaso. As tropas azeris "assumiram o controle de várias alturas", incluindo colinas, e estão reforçando suas posições, disse o Ministério da Defesa do Azerbaijão em um comunicado.Ambos os lados relataram a morte de pelo menos dois separatistas armênios e de um soldado do Azerbaijão em confrontos nos arredores de Karabakh, levantando temores de uma nova guerra, depois da de 2020.Os incidentes também correm o risco de minar as conversas de paz, mantidas há meses entre Azerbaijão e Armênia, duas ex-repúblicas soviéticas rivais do Cáucaso, com mediação da União Europeia.A Rússia, que promoveu o cessar-fogo de 2020 e mobilizou uma força de manutenção de paz em Karabakh, acusou as forças do Azerbaijão de violarem a trégua na área de Saribaba. Moscou está tomando "medidas para estabilizar a situação", acrescentou o Ministério russo da Defesa, em um comunicado. Já a União Europeia (UE) pediu "o fim imediato das hostilidades". "Uma desescalada é essencial, com total respeito ao cessar-fogo e o retorno à mesa de negociações para buscar uma solução negociada", disse o porta-voz do chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, em um comunicado. De acordo com o Ministério da Defesa do Azerbaijão, um recruta morreu depois que um "fogo intenso" mirou uma posição de seu Exército no distrito de Lachin.O Azerbaijão alegou que havia realizado uma operação de represália chamada "Vingança", durante a qual "várias posições de combate de elementos armados armênios ilegais foram destruídas". O Ministério da Defesa divulgou um vídeo, mostrando várias explosões como resultado dos ataques às posições armênias. Dois membros das forças separatistas armênias morreram, e 14 ficaram feridos, segundo autoridades do enclave, que denunciaram uma "flagrante violação do cessar-fogo". - Mobilização parcial -O Ministério armênio das Relações Exteriores pediu à comunidade internacional que tome medidas para deter "as ações agressivas do Azerbaijão".O líder dos separatistas de Nagorno-Karabakh, Arayik Harutiunian, decretou a mobilização militar parcial no território.Após uma primeira guerra que deixou mais de 30.000 mortos no início dos anos 1990, Armênia e Azerbaijão voltaram a se enfrentar em confronto no final de 2020 pelo controle de Nagorno-Karabakh, uma região montanhosa que recebeu apoio da Armênia quando se separou do Azerbaijão.Mais de 6.500 pessoas morreram nesta nova guerra, perdida pela Armênia. Em virtude de um acordo de cessar-fogo mediado pela Rússia, a Armênia cedeu uma parte significativa de seu território para o Azerbaijão. Este acordo foi visto como uma humilhação na Armênia, onde vários partidos da oposição pedem, desde então, a renúncia do primeiro-ministro Nikol Pashinian, a quem acusam de ter feito muitas concessões. Apesar do cessar-fogo, ambos os países relatam surtos periódicos de violência e de baixas entre os soldados. Veja Mais

Chile a um mês de decidir seu destino com nova Constituição

em - Internacional Os chilenos votarão em um mês se aprovam uma nova Constituição, que estabelece um Estado de bem-estar social, ou a rejeitam, mantendo vigente a atual, herdada da ditadura de Augusto Pinochet, opção que lidera as preferências até agora. A reta final da campanha se aproxima com uma proposta na mesa: votar em uma alternativa ao atual Estado reduzido que prioriza a iniciativa privada, contestado por massivos protestos nas ruas, ou transformá-lo em "um Estado social e democrático de direito", que garanta uma ampla gama de direitos fundamentais.A proposta da nova Carta Magna é resultado de um ano de debates em uma Assembleia Constituinte de 154 membros, eleitos por votação popular. Foi a saída política que o país encontrou para apaziguar os protestos que eclodiram em outubro de 2019 por uma maior igualdade social.A quatro semanas do referendo, a opção "rejeito" lidera as pesquisas, com cerca de 45%. No entanto, a alternativa "aprovo" mostra sinais de recuperação e alcança cerca de 36%, cinco pontos a mais do que na pesquisa anterior, segundo o último levantamento da Criteria, divulgado nesta quarta-feira (3). Os indecisos somam 19%. - Empate técnico - Mais de 15 milhões de chilenos estão habilitados a votar em 4 de setembro, a primeira eleição com voto obrigatório desde 2012."É de se esperar que de agora até as próximas semanas estaremos praticamente no limite do empate técnico entre ambas opções", estimou à AFP Rodrigo Espinoza, cientista político da Universidade Diego Portales. "Há muita incerteza", acrescenta Espinoza.Há expectativa sobre o resultado e também sobre o que virá depois, em meio a um amplo debate sobre as reformas que serão introduzidas qualquer que seja o texto escolhido. Tanto no oficialismo, que defende o "aprovo", quanto na oposição, que busca a "rejeição", são discutidas formas para mudar, alterar ou abolir artigos.Também não está claro o que acontecerá se a rejeição vencer. A dúvida foi colocada pelo próprio presidente Gabriel Boric quando afirmou que, nesse caso, deveria ser retomado um novo processo constitucional. O acordo político que habilitou a redação de uma nova Constituição estabelece que em caso de rejeição prevaleceria a Carta Magna atual. O texto foi redigido durante a ditadura (1973-1990) e reformado dezenas de vezes durante a democracia, especialmente suas passagens mais autoritárias.- Argumentos a favor e contra -Aqueles que a rejeitam criticam os pontos mais polêmicos da proposta de nova Constituição, como a "plurinacionalidade" ou o reconhecimento de diferentes nações indígenas e povos originários, introduzindo divisões comunitárias.Também reprovam a substituição do Senado por um Câmara das Regiões para garantir melhor representatividade regional, e o estabelecimento de um Conselho da Justiça no lugar do Poder Judiciário, com uma repartição especial indígena."Para mim é uma aberração nos dividirem em países diferentes, leis diferentes, que não são iguais para todos", critica Isabel Rodríguez, executiva de contas, de 42 anos.Setores conservadores também não estão de acordo com uma menção ao direito ao aborto. "Como cristãos, somos contra", afirmou Hernán Reyes, estudante de 22 anos.Os que aprovam a mudança destacam o caráter ambiental, feminista e a consagração de direitos fundamentais da nova proposta, como saúde, educação e habitação com dignidade, além da concessão da água para consumo humano."Meu trecho favorito é o que fala de todos os direitos para as pessoas, como à moradia, o direito a uma vida livre de violência contra as mulheres, o direito a uma vida digna em todos os sentidos", disse Aymara Vásquez, estudante de 28 anos.Para Andrea González, nutricionista de 36 anos, a campanha de rejeição é uma campanha "do medo, um sentimento que é superado a ler a nova Constituição".- Desinformação -A campanha oficial foi iniciada em um contexto de desinformação. O Fact Check AFP verificou e qualificou como "falsas" informações como a de que o novo texto permitira o aborto até os nove meses, a de que policiais deixariam de usar armas de fogo e que as casas passariam a ser propriedade do Estado. Essas afirmações teriam sido divulgadas por apoiadores da rejeição à nova Carta Magna.A desinformação contamina "a divulgação de mensagens de algo que já é complexo de se compreender, como são os temais legais, e ainda mais em um documento jurídico tão extenso e importante como a proposta de nova Constituição", de 388 artigos, disse Alejandro Morales, doutor em Comunicação da Universidade do Chile.Exemplares do rascunho são de acesso público e se transformaram em 'mais vendidos' nas livrarias enquanto as ruas são tomadas por versões piratas, com um grande interesse dos chilenos pelo texto.O governo, que deve manter a neutralidade, imprimiu 900 mil exemplares para distribuição na campanha "votar informado", o que lhe rendeu acusações de "interferência". Veja Mais

Massa assume como ministro da Economia da Argentina e promete reduzir déficit fiscal

em - Internacional Sergio Massa tomou posse, nesta quarta-feira (3), como o novo e poderoso ministro da Economia da Argentina. Ele ratificou a meta de redução do déficit fiscal acordada com o FMI, órgão com o qual teve uma reunião "produtiva", e também se comprometeu a combater a enorme inflação do país."Vamos cumprir a meta de 2,5% do déficit fiscal primário (ndlr: antes do pagamento dos juros da dívida). Vamos fazer todas as correções necessárias para cumprir com nossa palavra", disse Massa em sua primeira coletiva de imprensa após ser empossado pelo presidente Alberto Fernández.A Argentina se comprometeu com a redução do déficit nas finanças públicas em um acordo de 44 bilhões de dólares com o Fundo Monetário Internacional (FMI). A meta é baixá-lo de 3% do PIB, que atingiu em 2021, para 2,5% este ano; depois para 1,9% em 2023 e 0,9% em 2024."Tivemos uma primeira reunião com o FMI, produtiva, para continuar com os desembolsos previstos" no programa de crédito, declarou Massa.O novo ministro enfatizou que o governo vai abandonar o recurso da emissão monetária para fechar a brecha nas finanças públicas, um mecanismo enfraquece o peso e alimenta a inflação."Não vamos pedir mais dinheiro de emissão ao Banco Central", afirmou, depois de semanas de ampliação da diferença entre a taxa de câmbio oficial (139 pesos por dólar) e a paralela, informal ou "blue" (298 pesos por dólar).- "Fábrica de pobreza" -Massa prometeu combater a inflação, que descreveu como "a maior fábrica de pobreza" de um país.A Argentina registra um dos maiores índices de inflação do mundo, com 36,2% no primeiro semestre de 2022. A pobreza chega a 37% de seus 47 milhões de habitantes."A inflação é um dos principais temas a serem enfrentados. O mês que termina (julho) e o que começa (agosto) serão os mais difíceis em termos de inflação, e a partir de aí vamos percorrendo uma curva descendente", disse."Temos que resolver essas duas caras da Argentina, que cresce 6% ao ano e gera emprego, mas que tem uma enorme falta de confiança em sua moeda, desordem nos gastos, brechas no investimento público e uma enorme injustiça na distribuição de renda", enfatizou.Massa, um advogado de 50 anos que acaba de renunciar à presidência da Câmara dos Deputados, concentra sob seu comando a fusão de três ministérios: Economia, Desenvolvimento Produtivo e Agricultura, Pecuária e Pesca. Mas diante daqueles que o chamam de "super ministro", ele advertiu: "Não sou um 'super nada', nem mago, nem salvador. Venho trabalhar com muito empenho."Seu alto perfil político e seu peso dentro da coalizão governista Frente de Todos (peronismo de centro-esquerda) lhe renderam o apoio de Fernández e da vice-presidente Cristina Kirchner, cujos desentendimentos com o presidente nos últimos meses geraram turbulência na economia."Era necessário uma figura forte que pudesse transmitir à sociedade e aos agentes econômicos o respeito ao que foi acordado", disse à AFP Hernán Letcher, diretor do Centro Argentino de Economia Política.- Em busca de fundos -Massa substitui a economista Silvina Batakis, que sequer completou um mês no cargo. Ela foi indicada com urgência após a renúncia prematura de Martín Guzmán, o arquiteto do refinanciamento da dívida e que atuava como ministro da Economia desde que Fernández assumiu o poder em dezembro de 2019.O ministro enfrenta outro desafio central: aumentar as reservas internacionais disponíveis, que os analistas dizem estar em níveis críticos. Para isso, Massa anunciou um acordo com os exportadores para antecipar as vendas, em busca da entrada de cerca de 5 bilhões de dólares nos cofres do Banco Central nos próximos 60 dias.Para Víctor Beker, diretor do Centro de Estudos da Nova Economia da Universidade de Belgrano, os anúncios "são importantes, vão na direção certa, mas ficaram aquém das expectativas"."Ainda estamos longe de ter um plano econômico integral, longe de ter respostas sobre como a inflação vai ser combatida, ou como vai funcionar o mercado de câmbio", explicou Beker à AFP.O plano do ministro para impulsionar a economia argentina, a terceira maior da América Latina, inclui uma maior exploração dos recursos energéticos, além do lítio, e o aumento da produção agropecuária, principal fonte de divisas do país. Veja Mais

Bitcoin é usada como proteção contra a inflação na Nigéria

canaltech A inflação e a forte desvalorização da moeda nacional da Nigéria, a naira, são os prováveis motivos que levaram muitos cidadãos do país a buscarem nos criptoativos uma maneira de preservarem suas riquezas. Os nigerianos estão investindo em ativos como Bitcoin e stablecoins para não verem suas economias se desfazerem com o sistema econômico da nação. Ethereum ultrapassa Bitcoin no mercado de opções, entenda porque Bitcoin: de moeda disruptiva a nova opção de pagamentos A moeda oficial da Nigéria sofre o forte impacto negativo da turbulência econômica global. A inflação está acima dos 18% e US$ 1 no país custa 416 nairas. Vale destacar que o sentimento de pânico na população aumentou quando Godwin Emefiele, governador do Banco Central da Nigéria, na tentativa de combater a inflação, proibiu clientes de bancos, pessoas ricas e políticos de converterem a moeda local em dólar. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Godwin anunciou que um sistema de vigilância vai rastrear as transações, e que haverá punição para quem não cumprir as regras. Assim como os nigerianos, investidores institucionais, como Tesla e MicroStrategy, investiram em Bitcoin e afirmaram ser uma forma de se proteger do aumento da inflação (Imagem:Reprodução/envato/jirkaejc) A situação levou muitos nigerianos a buscarem opções de investimento que pudessem servir de proteção contra a inflação. Com o governo rastreando as transações do sistema financeiro tradicional, uma maneira de fugir da fiscalização foi investir em Bitcoin e nas stablecoins. A popular plataforma de negociação de criptomoedas Paxful confirmou que houve um crescimento do interesse dos nigerianos pelos ativos digitais durante o primeiro semestre do ano. “Na Nigéria, o volume de negociação no ano passado foi superior a US$ 760 milhões (R$ 4 bilhões), e o número de usuários no país ultrapassou a marca de dois milhões. E, apesar do agravamento da crise, a Paxful está vendo que o interesse pelo Bitcoin não está diminuindo. No primeiro semestre de 2022, o volume de negociação atingiu quase US$ 400 milhões (R$ 2 bilhões)." Outra empresa do mercado cripto também destacou o crescimento das negociações na Nigéria. A exchange LocalBitcoins revelou que nos últimos sete dias houve um aumento de 258% nas negociações de criptomoedas na plataforma entre os usuários localizados no país. Turcos e argentinos também sofrem com inflação e correm para o Bitcoin A crescente inflação da Turquia, que atualmente está em quase 80% em conjunto com a desvalorização da moeda nacional, tornou-se também a razão para muitos turcos converterem seus patrimônios em Bitcoin e Tether. Não muito tempo atrás, o governo incentivou as pessoas a entregar suas posses de ouro para o sistema bancário e, assim, ajudar o sistema financeiro. A Argentina é outro país que luta contra dificuldades monetárias e caos político. No início de julho, o ministro da Economia, Martin Guzmán, renunciou ao cargo, o que gerou mais pânico entre os cidadãos do país. Nesse período de crise, muitos argentinos mudaram seu foco para as criptomoedas. De acordo com dados da CryptoYa, Binance e Lemon Cash, os tokens mais comprados foram de ativos com preços atrelados ao dólar americano, incluindo o Tether. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Site gratuito restaura fotos de maneira impressionante usando IA Atlético-MG X Palmeiras | Onde assistir ao jogo pela Libertadores ao vivo? Substituto do Onix? Chevrolet prepara lançamento de novo carro compacto Startups participam de maior competição do Brasil e podem ir para fora do país Cientistas explicam o que acontece com o cérebro depois da meia-noite Veja Mais

Senado dos EUA ratifica adesão de Suécia e Finlândia à Otan

em - Internacional O Senado dos Estados Unidos ratificou, nesta quarta-feira (3), os protocolos de adesão de Finlândia e Suécia à Otan, depois que os dois países decidiram abandonar a neutralidade por causa da invasão russa da Ucrânia.A resolução, apoiada pelo governo de Joe Biden, foi aprovada por uma ampla maioria, com 95 votos a favor e um contra. Eram necessários os votos de pelo menos dois terços dos senadores (67 de 100) para aprovar o texto."Esta votação histórica é um sinal importante do compromisso duradouro e transparente dos Estados Unidos com a Otan e da vontade de garantir que nossa Aliança esteja preparada para enfrentar os desafios de hoje e de amanhã", disse o presidente americano, Joe Biden, em comunicado.Com a ratificação nos Estados Unidos, 23 dos 30 países da Otan já apoiaram formalmente a adesão dos dois países nórdicos à aliança de defesa transatlântica. Nesta quarta, a Itália também deu o seu sinal verde, enquanto a França o fez ontem.O presidente russo, Vladimir Putin, "tentou usar a guerra na Ucrânia para dividir o Ocidente. Em vez disso, a votação de hoje mostra que a Aliança está mais forte do que nunca", declarou o chefe da maioria democrata no Senado, Chuck Schumer.Todos os países da Otan devem ratificar os protocolos de adesão para que entrem em vigor e para que a Finlândia e a Suécia beneficiem-se do artigo 5º do tratado de 1949, que prevê uma resposta comum em caso de agressão contra um dos membros da Aliança.O maior obstáculo à sua incorporação é a ameaça da Turquia de "congelar" o processo devido à suposta benevolência dos países nórdicos para com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e seus aliados, que Ancara considera terroristas. Veja Mais

Câmara aprova urgência para projeto do governo que regulamenta o lobby

G1 Economia Ao encaminhar o texto para o Congresso, o Executivo argumentou que projeto atende a exigências da OCDE para combate à corrupção. Texto diz que lobby deve ser exercido com ética e legalidade. A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (3) a urgência para um projeto de lei do governo que regulamenta o lobby. Com isso, o texto já pode ser levado ao plenário na próxima sessão, sem passar pela discussão nas comissões. A proposta consta na pauta desta quinta-feira (4) e já pode ser analisada. O requerimento não estava na lista de votações do dia e foi incluído como "extrapauta" no fim da sessão, por solicitação do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). "Eu consulto o plenário se no dia de hoje a gente pode encerrar votando a urgência simbólica do projeto do lobby. Algum problema?", questionou Lira. Apenas o Novo orientou sua bancada a votar contra o texto. "O projeto que acabou de ser colocado na pauta, a gente nem tem conhecimento do teor dele, então não tem como votar essa urgência", argumentou o deputado Tiago Mitraud (Novo-MG). Lira respondeu que se não houver acordo para o texto, a matéria pode ser votada em setembro. "Se houver algum óbice, daqui para amanhã, se os senhores analisarem, bem. Senão, pode ficar para setembro, não tem problema nenhum." Governo cria projeto de lei para regulamentar lobby Entenda o projeto O lobby é exercido por grupos de interesse junto a agentes públicos a fim de tentar influenciar a aprovação de projetos ou atender a demandas de um determinado setor A prática é bastante comum nos órgãos públicos. No Congresso, por exemplo, lobistas costumam circular com facilidade para tratar de temas de seu interesse com os parlamentares. O Congresso discute há décadas propostas para regular a prática. Ao encaminhar o texto para o Congresso, no fim do ano passado, o governo argumentou que a minuta do projeto apresentado é resultado de um esforço iniciado em 2019 pela Controladoria-Geral da União (CGU). O governo afirma, ainda, que o tema é recomendação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e visa a atender a compromissos internacionais anticorrupção assumidos pelo Brasil. "No ambiente institucional democrático, é legítima e necessária a atuação de indivíduos e grupos de interesses com o objetivo de influenciar processos decisórios governamentais, mediante diálogo que proporciona às aspirações sociais que se manifestem junto ao interesse estatal", disse o governo na justificativa. O projeto de lei define que a representação privada de interesses "é reconhecida como atividade legítima e essencial para a democracia", mas deve respeitar princípios como legalidade, ética, probidade e transparência ativa. Na versão mais recente divulgada pelo relator da matéria, deputado Augusto Coutinho (Republicanos-PE), em maio deste ano, também estão previstos os seguintes pontos: Ex-agentes: proibição de que ex-agentes públicos realizem a função de lobista pelo prazo de 12 meses após sua destituição, aposentadoria ou término do mandato; Divulgação: reuniões e audiências com lobistas com agentes públicos devem ser registradas previamente, em sistema informatizado definido pelos Poderes. Os participantes, o assunto e o propósito dos interesses devem ser divulgados; Mínimo de participantes: audiências com representação privada de interesses devem ser atendida por, no mínimo, dois agentes públicos; Hospitalidades: o texto autoriza os lobistas a oferecerem "hospitalidades a agentes públicos", que podem envolver prestação de serviços ou custeio de despesas relacionados a transporte, alimentação ou hospedagem, desde que apresentem justificativa. O órgão deve avaliar a oferta e só poderá aceitá-la, por exemplo, se não houver riscos de integridade ao órgão; não comprometer a legalidade, impessoalidade e moralidade da decisão administrativa ou legislativa. A escolha do agente deverá ser feita pelo próprio órgão, com rodízio obrigatório entre os beneficiados. O texto também cria regras para o custeio da hospitalidade. Brindes e presentes: os lobistas podem distribuir brindes aos agentes públicos, com valor limitado a R$ 100, de forma pública e generalizada, como forma de cortesia, propaganda, divulgação. A oferta pode ter um valor de até R$ 500, se não estiver relacionada à influência de alguma decisão legislativa ou administrativa. Cabe ao agende público recusar o presente se os requisitos não forem respeitados e registrar o aceite no sítio eletrônico do órgão. Responsabilização dos agentes públicos: o texto estabelece ilícitos praticados por agentes públicos, independentemente das esferas penal, civil e administrativa. As condutas ilícitas vão desde não registrar as informações exigidas a participar de audiências ou receber brindes fora das condições estabelecidas. Os ilícitos variam entre transgressões médias e graves e, a depender, podem levar até a perda do cargo do agente público. Responsabilização dos lobistas: os lobistas que descumprirem as regras previstas também estão sujeitos a suspensão do direito de participar de audiências com agentes públicos, pelo prazo que varia entre três e seis anos, a depender da situação. Essas punições não impedem responsabilização nas esferas penal, civil e administrativa. Avaliação pelo TCU: o parecer determina que o Tribunal de Contas da União (TCU) avalia a lei cinco anos após a entrada em vigor, nas esferas federal, distrital, estadual e municipal, encaminhando os resultados do trabalho ao Congresso. Veja Mais

Deputada vai convocar secretários para explicar impactos do rodoanel a quilombos

O Tempo - Política Para deputada estadual Andréia de Jesus (PT), governador Romeu Zema deve ouvir as populações impactadas pela obra para evitar perdas culturais Veja Mais

Justiça liberta condenados por incêndio em boate Kiss

em - Internacional A Justiça anulou o júri que atuou no processo do incêndio na boate Kiss, uma tragédia que deixou 242 pessoas mortas em 2013, invalidando a condenação de quatro réus.Por maioria de dois votos a um, os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do TJ-RS acolheram parte dos recursos das defesas e decidiram que Elissandro Spohr, Mauro Hoffmann, Marcelo de Jesus e Luciano Bonilha, condenados de 18 a 22 anos de prisão, devem ser soltos, após a anulação do júri popular que os condenou.Está prevista a seleção de um novo júri para analisar o processo, sem data definida.A decisão da 1ª Câmara Criminal, fundamentada por aspectos técnicos do julgamento, poderá ser apelada no Superior Tribunal de Justiça (STJ).Os desembargadores que votaram pela anulação do tribunal avaliaram que o sorteio do júri não ocorreu no prazo previsto na lei e que a defesa não teve o direito de revisar seus integrantes antes do julgamento.Na madrugada de 27 de janeiro de 2013, durante uma festa na boate Kiss, na cidade gaúcha de Santa Maria, um integrante da banda "Gurizada Fandangueira" acendeu um artefato pirotécnico que iniciou o fogo e transformou a casa noturna em uma armadilha mortal para a multidão de jovens que assistia ao show.Além das queimaduras, muitos morreram asfixiados pela nuvem tóxica oriunda da queima do material inflamável no teto da boate, que não tinha extintores que funcionavam e com apenas duas portas frontais para a evacuação da multidão, de acordo com a investigação.Os quatro réus -dois membros da banda e dois empresários- foram condenados em dezembro de 2021, após quase nove anos do incidente, por homicídio simples com dolo eventual. Veja Mais

Após informar renúncia, Marçal reafirma candidatura à Presidência

O Tempo - Política Anúncio ocorre após o PROS, partido do influenciador, ter anunciado apoio a Lula Veja Mais

Diretores relatam 'choque' com cancelamento de 'Batgirl' após investimento de US$ 90 milhões

em - Internacional Os diretores de "Batgirl" disseram, nesta quarta-feira (3), estar "chocados" que o filme de US$ 90 milhões foi arquivado pelo estúdio e não será lançado em nenhum formato.A Warner Bros. Discovery anunciou que deixaria de lado a adaptação cinematográfica da personagem da DC Comics, protagonizada por Leslie Grace e com Michael Keaton no papel de Batman. O filme não será lançado nos cinemas ou na plataforma de streaming HBO Max."Estamos tristes e chocados com a notícia. Ainda não conseguimos acreditar", escreveram os diretores Adil El Arb e Bilall Fallah em uma publicação no Instagram."Como diretores, é fundamental que nosso trabalho seja visto pelo público e, embora o filme estivesse longe de estar pronto, desejávamos que fãs de todo o mundo tivessem a oportunidade de ver o produto final".A cinematografia já estava finalizada e parte da pós-produção, onde são adicionados efeitos especiais, som e gráficos, também havia sido feita.Leslie Grace ("Em um Bairro de Nova York") havia comentado em uma entrevista sobre o quão empolgada estava em conseguir o papel e trabalhar ao lado de Keaton e outras estrelas."Foi um sonho trabalhar com atores tão fantásticos como Michael Keaton, J.K. Simmons, Brendan Fraser (...) e especialmente a grande Leslie Grace, que interpretou a Batgirl com tanta paixão, dedicação e humanidade", escreveram El Arbi e Fallah."De qualquer forma, como grandes fãs de Batman desde crianças, foi um privilégio e uma honra ter feito parte do Universo estendido da DC, mesmo que apenas por um breve momento".A decisão de arquivar o filme agitou Hollywood, onde especialistas da indústria apontaram que era inédito um filme não ser lançado tão perto de sua conclusão e com tanto dinheiro já investido."Batgirl" parece ter sido vítima de uma mudança na estratégia corporativa após a fusão da Warner Bros. com a Discovery.A Warner Bros. havia se comprometido em produzir filmes para serem lançados diretamente no serviço de streaming HBO Max, como parte de um esforço para aumentar os assinantes nesse setor cada vez mais competitivo. Mas essa decisão parece ter sido revertida depois da parceria com a Discovery.A revista Variety citou especialistas da indústria que disseram que "Batgirl" não era deslumbrante o suficiente para um lançamento nos cinemas, com suas caras exigências de marketing, e, ao mesmo tempo, grande demais para fazer sentido econômico no cenário do streaming.TIME WARNER INC. Veja Mais

Células e órgãos de porcos mortos 'revivem' durante algumas horas

O Tempo - Mundo Em sua última pesquisa, publicada nesta quarta-feira na revista Nature, os mesmos cientistas tentaram estender essa técnica a todo o corpo do animal Veja Mais

Fernández dá posse a 'superministro' na Argentina para salvar economia e governo

O Tempo - Mundo Pacote de medidas trazida por ele pode marcar aceno pró-mercado ao trazer o ajuste fiscal para o centro da política econômica Veja Mais

Copom aumenta taxa Selic a 13,75%, maior patamar desde dezembro de 2016

O Tempo - Política Anúncio foi feito pelo Banco Central na noite desta quinta-feira; elevação da taxa ocorre pela 12ª vez seguida em mais uma tentativa de controle da inflação no Brasil Veja Mais

Subtenente Gonzaga explica como uso de celular em presidio pode passar a ser crime - 03/08/2022

Subtenente Gonzaga explica como uso de celular em presidio pode passar a ser crime - 03/08/2022

Câmana dos Deputados O projeto de lei que está analisando uma série de ajustes na Lei de Execução Penal está no Plenário há alguns anos, aguardando para ser votado. O processo foi interrompido pela pandemia. Recentemente, foi feito um novo requerimento para que ele possa ser apreciado em regime de urgência, o que faz com que o assunto possa entrar em pauta nos próximos dias. Esse pedido ainda aguarda para ser validado. Dentre as alterações previstas estão as que tornam mais rigorosas as ações para inibir o uso de telefones celulares de dentro de presídios, sobretudo aqueles de segurança máxima. É sobre algumas das alterações propostas na Lei de Execução Penal que entrevistamos o relator do projeto 7.223, de 2006, deputado Subtenente Gonzaga, que representa o Estado de Minas Gerais pelo PSD. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-t... Siga-nos também nas redes sociais: https://www.facebook.com/camaradeputados https://twitter.com/camaradeputados https://www.instagram.com/camaradeput... https://www.tiktok.com/@camaradosdepu... https://cd.leg.br/telegram Conheça nossos canais de participação: https://www2.camara.leg.br/participacao #CâmaraDosDeputados #PalavraAberta Veja Mais

Biden propõe que seguro público banque viagens de mulheres para abortar nos EUA

O Tempo - Mundo O presidente americano assinou nesta quarta-feira (3) uma ordem executiva que tenta proteger o direito ao aborto no país Veja Mais

Câmara aprova texto-base de MP que muda regras do auxílio-alimentação

O Tempo - Política A medida provisória também regulamenta o home office; texto segue para o Senado Veja Mais

Zenfone 9: celular top de linha compacto da ASUS destrona rivais? | Vídeo hands-on

tudo celular Confira nossas primeiras impressões do Asus Zenfone 9 e saiba o que o novo topo de linha Android tem a oferecer. Veja Mais

Secretario-geral da ONU anuncia investigação sobre explosões em prisão na Ucrânia

em - Internacional O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, disse nesta quarta-feira (3) que, a pedido de Moscou e Kiev, vai iniciar uma investigação para saber a "verdade" sobre as explosões na prisão de Olenivka, na região separatista pró-russa de Donetsk, Ucrânia."Decidi (...) iniciar uma missão de investigação" após ter recebido "as solicitações da Rússia e da Ucrânia", explicou Guterres a jornalistas, lembrando que não tem autoridade para colocar em prática "investigações criminais"."Os termos de referência desta missão estão sendo preparados" com a intenção de chegar a um acordo sobre eles com a Rússia e Ucrânia."Esperamos de ambas as partes contar com todas as facilidades de acesso e obter os dados necessários para determinar a verdade", afirmou o secretário-geral da ONU.Guterres detalhou que busca pessoas "independentes e competentes" para a missão.Dezenas de pessoas morreram na semana passada após explosões na prisão de Olenivka, na qual estavam detidos os soldados ucranianos capturados em Mariupol, segundo o Exército russo.Moscou acusa Kiev de bombardear a prisão. A Ucrânia nega e afirma que, ao contrário, os presos foram massacrados por forças russas. Veja Mais

Após inspeção na Turquia, navio com grãos ucranianos segue para o Líbano

em - Internacional O primeiro navio com carregamento de grãos que zarpou da Ucrânia desde a invasão russa, há cinco meses, deixou as águas de Istambul nesta quarta-feira (3) e seguiu rumo ao Líbano, graças a um acordo histórico para tentar aliviar a crise alimentar global causada pela guerra.A inspeção do "Razoni" em Istambul durou quase uma hora e meia. Após a operação, o navio foi autorizado a navegar pelo Estreito de Bósforo para seguir viagem até o porto de Trípoli, no norte do Líbano, anunciou o ministério da Defesa da Turquia. "Isso marca o fim de uma operação inicial de 'teste' para executar o acordo entre a Federação da Rússia, Turquia, Ucrânia e as Nações Unidas", apontou o centro de coordenação conjunta após autorizar a passagem do navio.O navio, com bandeira de Serra Leoa, chegou na terça-feira ao litoral norte de Istambul, um dia depois de zarpar do porto ucraniano de Odessa com 26.000 toneladas de milho.Por volta de 20 especialistas e representantes da ONU, Turquia e dos países beligerantes, realizaram a inspeção a bordo da embarcação, sob coordenação do almirante turco Özcan Altunbulak e do almirante americano reformado Fred Kenney.A inspeção seguiu as exigências da Rússia, que deseja ter certeza do tipo de carga de todos os barcos procedentes da Ucrânia.- 16 navios à espera -O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, criticou ontem o que chamou de "Estado terrorista" russo, por "provocar uma crise alimentar para utilizar os grãos, o milho e o petróleo como armas".O chefe de Estado ucraniano também afirmou que espera "regularidade" nos embarques.A suspensão das exportações da Ucrânia, um dos maiores produtores mundiais de grãos, teve forte impacto com aumento dos preços dos alimentos em todo o mundo nos últimos meses.O "Razoni" zarpou graças a um acordo mediado por Turquia e ONU, que permitiu suspender o bloqueio naval russo no Mar Negro e embarcar milhões de toneladas de alimentos para distribuição ao mercado mundial, em um momento de crise alimentar.Kiev afirma que pelo menos 16 navios com cereais aguardam para zarpar dos portos ucranianos.Também acusa a Rússia de roubar grãos em territórios tomados pelas forças do Kremlin para depois enviá-los a seus aliados na África e no Oriente Médio, como a Síria.- 'Arma energética' -No campo de batalha, o exército russo afirmou nesta quarta-feira que destruiu um depósito de armas estrangeiras na região de Lviv, no oeste da Ucrânia, com "mísseis de alta precisão".No leste, Kharkiv, segunda maior cidade ucraniana, foi alvo de dois bombardeios na madrugada desta quarta, segundo autoridades regionais.De acordo com as primeiras informações, mísseis S-300 foram disparados a partir da região fronteiriça russa de Belgorod. Um deles atingiu uma instalação civil, sem provocar vítimas, afirmou o governador Oleh Synyehubov.A cidade de Mykolaiv, no sul do país, foi bombardeada durante a noite, anunciou o governador regional, Vitali Kim. Pavlo Kyrylenko, governador da região de Donetsk (leste), epicentro dos combates, informou que quatro civis morreram nas últimas 24 horas.O governo ucraniano, que executa uma contraofensiva no sul do país, anunciou ontem que havia recuperado 53 localidades nos arredores de Kherson, a primeira cidade de importância a ficar sob controle do exército russo. A posição ucraniana foi fortalecida com a entrega de mais armamento ocidental, em particular artilharia de longo alcance.No plano diplomático, os países ocidentais acusam a Rússia de utilizar a questão da energia como arma e represália às sanções adotadas contra Moscou.O chefe de governo da Alemanha, Olaf Scholz, acusou a Rússia de bloquear a entrega de uma turbina que está atualmente na Alemanha, sem a qual o gasoduto Nord Stream 1 não pode funcionar normalmente.O grupo russo Gazprom alegou que a restituição é "impossível", por causa, precisamente, das sanções aplicadas contra Moscou.GAZPROM Veja Mais

Atriz posta foto de filho de 3 anos beijando coleguinha e causa revolta

O Tempo - Mundo Sofia Arruda apagou a foto depois dos vários comentários repudiando a postagem Veja Mais

Bolsonaro ironiza 'oficialização' da linguagem neutra na Argentina

O Tempo - Política Em seu perfil oficial do Twitter, o presidente da República afirmou que lamenta a oficialização do uso da 'linguagem neutra' pela Argentina Veja Mais

EUA aumentou suas reservas comerciais de petróleo

em - Internacional As reservas comerciais de petróleo dos Estados Unidos subiram na semana passada para surpresa dos analistas, que esperavam uma leve baixa, segundo dados desta quarta-feira (3) da Agência de Informação de Energia (EIA).Na semana encerrada na última sexta-feira, o país acumulava 426,6 milhões de barris, 4,5 milhões de barris a mais que sete dias antes. Os analistas esperavam que as reservas se reduzissem em 1,5 milhão de barris.Os estoques de gasolina, por sua vez, aumentaram ligeiramente em 200 mil barris, frente a uma redução de 1,5 milhão de barris esperada pelo mercado.Uma alta das importações de petróleo, uma queda nas exportações, e uma taxa de capacidade de uso das refinarias em baixa explicam esse aumento inesperado das reservas."Um dos dados mais importantes no qual o mercado se concentrará é a demanda da gasolina, que foi muito baixa", explicou Andrew Lebow, da Commodity Research Group. A demanda caiu em 704 mil barris por dia, para 8,5 milhões."É realmente ruim: a demanda de gasolina em julho foi particularmente decepcionante" para o mercado, destacou o analista. Os dados "mostram que a demanda não voltou a seu nível de antes da pandemia de covid-19", acrescentou.O mercado esperava uma temporada forte de viagens no verão nos Estados Unidos, deixando para trás o pior da pandemia."Um recuo do consumo de combustível tem consequências pessimistas sobre o mercado", comentou Lebow.Os preços do petróleo caíram após esse relatório.Por outro lado, os países exportadores de petróleo da Opep e seus aliados da Opep+ decidiram nesta quarta-feira aumentar levemente o ritmo da produção, apesar da pressão dos Estados Unidos para que abram a torneira do petróleo visando conter o aumento dos preços. A Opep+, formada por 23 países liderados pela Arábia Saudita e a Rússia, decidiu um aumento para o mês de setembro de "100 mil barris diários". Veja Mais

Pacheco elogia Fachin e Moraes e diz ter orgulho de urnas eletrônicas

O Tempo - Política Na reabertura dos trabalhos legislativos, presidente do Congresso reiterou a confiança no sistema eleitoral do país Veja Mais

Kalil critica Zema por nomear secretários que não são mineiros

O Tempo - Política O ex-prefeito de Belo Horizonte alfinetou as escolhas dos secretário de Infraestrutura e de Mobilidade e de Educação Veja Mais

Ao defender direito ao aborto, Kansas reforça estratégia de Biden para novembro

em - Internacional O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, volta a se apresentar, nesta quarta-feira (3), mais uma vez a favor do acesso ao aborto, após uma vitória dos defensores desse direito no conservador estado do Kansas, que reforçou a estratégia do presidente para as eleições de meio mandato. Os moradores do Kansas foram os primeiros americanos convocados a se pronunciar sobre o direito de uma mulher de interromper uma gravidez desde sua anulação, por parte da Suprema Corte, em 24 de junho.A votação foi vista como um teste antes das eleições de novembro. Enfraquecidos por uma inflação galopante e pela desaceleração da economia, os democratas e seu líder Biden esperam salvar algumas cadeiras no Congresso, mobilizando seus eleitores em defesa do direito ao aborto. E o que aconteceu no Kansas deu-lhes motivos para ter esperança. Com uma alta participação, quase 60% dos eleitores rejeitaram, na terça-feira (2), uma medida antiaborto. Este estado rural é, no entanto, muito conservador. Nos últimos 80 anos, votou apenas uma vez a favor de um candidato presidencial democrata, e os analistas previam um resultado apertado. Para os defensores do direito ao aborto, que saudaram esse "maremoto histórico", o resultado não surpreende."O povo do Kansas provou o que se diz há muito tempo: defender o acesso ao aborto é vencer politicamente", comentou Jenny Lawson, da organização de planejamento familiar Planned Parenthood. Enviaram "uma mensagem clara aos políticos que, no país, lutam contra o aborto: seu tempo está acabando", acrescentou, apesar de candidatos hostis à interrupção voluntária da gravidez terem vencido as primárias republicanas em vários estados. - Mobilizar eleitores -"A votação demonstrou o que já sabíamos: a maioria dos americanos acredita que as mulheres devem ter acesso ao aborto", disse Biden, em um comunicado.De acordo com as últimas pesquisas, cerca de 60% da população apoia o direito ao aborto e, embora haja divisões partidárias significativas, quase 40% dos eleitores republicanos são a favor.Com base nesses números, o presidente americano, que corre o risco de perder o controle do Congresso em novembro, tenta mobilizar seus eleitores desde a decisão de 24 de junho. Depois do referendo no Kansas, o presidente voltou a fazer um apelo a seus concidadãos para que "continuem levantando suas vozes para proteger os direitos das mulheres". Ao mesmo tempo, o democrata tenta minimizar os efeitos da revogação da Suprema Corte, que já permitiu que uma dezena de estados proíbam o aborto em seu território.Após um primeiro decreto para garantir o acesso à pílula do dia seguinte, ou proteger as clínicas móveis, Biden pretende assinar uma segunda ordem executiva, às 14h (15h em Brasília), diante das câmeras e cercado por membros do gabinete. Em particular, este texto ordenará que seu governo examine os meios para expandir a cobertura médica para mulheres forçadas a viajar para abortar. Também planeja promover a pesquisa sobre saúde materna e buscar formas de prevenir a negação de atenção por parte dos cuidadores.Na terça-feira, o procurador-geral entrou com uma ação contestando uma lei de Idaho, por temor de que isso obrigue os médicos a se recusarem a realizar abortos, mesmo no caso de uma emergência médica.Mas todas essas iniciativas têm alcance limitado e, no longo prazo, abortar será quase impossível em metade dos 50 estados do país, especialmente no sul e no centro mais religioso, onde os republicanos têm maiorias sólidas. Já os estados progressistas buscam proteger os direitos ao aborto. Nesse sentido, os eleitores de Califórnia, Michigan, Nevada e Vermont também votarão este ano para decidir sobre medidas de proteção. Veja Mais