Meu Feed

No mais...

Renan Calheiros diz que violência, agressão, fúria e ódio devem ser repudiados por todos

Valor Econômico - Finanças Senador fez uma postagem no X após o atentado cont... Veja Mais

Suspeito de atirar contra Donald Trump em comício na Pensilvânia foi morto, afirmam autoridades

Valor Econômico - Finanças Ainda segundo a autoridade, um espectador do comíc... Veja Mais

Bolsonaro deseja pronta recuperação de Trump e diz ‘nos veremos na posse’

Valor Econômico - Finanças Na postagem, o ex-presidente brasileiro incluiu um... Veja Mais

Empresa da J&F propõe à Aneel plano para aquisição da Amazonas Energia

Valor Econômico - Finanças No mês passado, governo federal publicou uma medid... Veja Mais

Meteoro cruza céu do Nordeste e promove clarão surpreendente

canaltech Na madrugada deste sábado (13), um meteoro surpreendeu o público do nordeste ao cruzar o céu e transformar a noite em dia. O fenômeno foi capturado e compartilhado por vários usuários nas redes sociais, e ainda serviu como cenário para o show da cantora Simone Mendes. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Meteoro ilumina céu de Portugal e gera registros incríveis; assista A queda do meteoro foi relatada em vários locais do nordeste, como Piauí, Ceará, Pernambuco, Paraíba e Bahia. Conforme os relatos, o fenômeno aconteceu em torno de 00h10 e durou poucos segundos. De acordo com a Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon), o meteoro é um bólido. Isso significa que ele é grande e brilhante. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Registros do meteoro Nas redes, as pessoas mostraram uma mescla de surpresa e admiração com a queda de meteoro que enfeitou o céu da madrugada: "Que coisa mágica esse meteoro que passou no Piauí! Amando ver os registros", escreveu uma usuária, ao compartilhar um dos vídeos: que coisa mágica esse meteoro que passou no Piauí!!!!! amando ver os registros pic.twitter.com/oli0eIiF9d — Sofia Fonseca (@sofia_fonsecao) July 13, 2024 Em outro registro, podemos ver o clarão provocado pelo meteoro: O meteoro passando por oeiras pic.twitter.com/TABX6cmbWE — Ferd Tropical II?????? (@DiamondFerdx) July 13, 2024 O fenômeno também foi visto no show da cantora Simone Mendes, no Tamboril, no Ceará. A plateia vibrou quando o meteoro cruzou o céu bem atrás da artista. Confira: Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por JuniorCds Moral (@oficialjuniorcds) Meteoro Bólido Segundo a NASA, meteoros e meteoritos são frequentemente chamados de “estrelas cadentes”: luzes brilhantes riscando o céu. Mas chamamos os mesmos objetos por nomes diferentes, dependendo de onde eles estão localizados. Chamamos de meteoroides quando as rochas ainda estão no espaço. Os meteoroides variam em tamanho, de grãos de poeira a pequenos asteroides. "Quando meteoroides entram na atmosfera da Terra (ou de outro planeta, como Marte) em alta velocidade e queimam, as bolas de fogo ou “estrelas cadentes” são chamadas de meteoros", diz a agência espacial.  Já quando um meteoroide sobrevive a uma viagem pela atmosfera e atinge o solo, ele é chamado de meteorito. De qualquer forma, não tem como fingir costume quando o assunto é meteoro: sempre que acontece, o fenômeno atrai olhares e viraliza nas redes sociais. O caso mais recente foi o meteoro em Portugal, que gerou imagens incríveis. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cubo mágico completa 50 anos e ganha comemoração no YouTube ???? TEM CUPOM | Galaxy S23 está muito barato com desconto do Canaltech! BYD já negocia construção de 2ª fábrica na América do Sul China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Veja Mais

Cubo mágico completa 50 anos e ganha comemoração no YouTube

canaltech Neste sábado (13), o arquiteto Ern? Rubik faz aniversário de 80 anos — e, por sua vez, também comemoramos os 50 anos de sua mais famosa invenção: o lendário, amado (e temido) cubo mágico! O YouTube abraçou a ocasião e montou (literalmente) um de seus yoodles para celebrar. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp 4 aplicativos para montar ou resolver um cubo mágico A relação entre o YouTube e o cubo mágico não é aleatória: a plataforma tem sido a principal "sala de aula" para as pessoas que querem aprender a montar.  Para se ter uma noção, em comunicado, a empresa chegou a afirmar que só nos últimos 365 dias, houve mais de 15 bilhões de visualizações de vídeos relacionados ao cubo mágico no YouTube. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Na celebração do aniversário do cubo mágico, a plataforma revelou que já não é mais uma questão de alinhar todas as cores, mas sim completar o desafio da maneira mais inovadora possível e encontrar novos usos criativos para o brinquedo icônico. YouTube faz um yoodle para comemorar 50 anos de cubo mágico (Imagem: Reprodução/YouTube) "De brincar com soluções assistidas por tecnologia a experimentar empreendimentos artísticos, esses criadores estão usando seus vídeos para se conectar com um grupo compartilhado e global de mestres do cubo mágico", diz a plataforma. Aniversário de 50 anos do cubo mágico Ern? Rubik inventou o cubo mágico em julho de 1974. A ideia do professor de arquitetura húngaro foi desenvolver o protótipo de um cubo tridimensional para ser usado justamente para ensinar seus alunos sobre espaços tridimensionais. No ano seguinte, o cubo tridimensional foi patenteado, e passou a ser conhecido como Magic Cube. Em 1980, ele mudou de nome para Rubik’s Cube, como é conhecido até hoje nos outros países.  Cubo mágico completa 50 anos (Imagem: Luciana Zaramela/Canaltech) Com o passar do tempo, o cubo mágico foi conquistando popularidade no mundo inteiro. Em 1982, teve início o primeiro Campeonato Mundial de Cubo Mágico, em Budapeste. Curiosidade: o primeiro lugar foi conquistado com um tempo de 22,95 segundos. Atualmente, há  diversos formatos e propostas diferentes para o brinquedo que diverte e ao mesmo tempo tira o sono das pessoas que querem aprender. Aprenda a montar cubo mágico com o YouTube E se você quer aprender a montar o cubo mágico, o YouTube pode ajudar! A plataforma conta com diversos canais que compartilham dicas para iniciantes e um passo a passo bem detalhado do que fazer. É o caso do canal do Renan Cerpe, por exemplo:   O youtuber Adel Fonseca também costuma fornecer dicas de cubo mágico para os iniciantes:   Você sabia que um cubo mágico de 3x3x3 tem simplesmente mais de 43 quintilhões de possibilidades? Agora multiplique isso por 50 anos!  Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita ???? TEM CUPOM | Galaxy S23 está muito barato com desconto do Canaltech! BYD já negocia construção de 2ª fábrica na América do Sul China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Veja Mais

Review ROG Zephyrus G16 | Notebook gamer fino, elegante, com IA e tela OLED

canaltech 2024 é o ano de fortes investimentos da ASUS no Brasil. A companhia taiwanesa não poupou esforços para trazer a divisão em ROG ao país nos últimos meses, incluindo versões topo de linha dos seus mais renomados notebooks. Agora, é a vez do ROG Zephyrus G16 ocupar uma posição de destaque no ranking, já que chega como o primeiro notebook gamer com IA integrada no processador vendido no Brasil. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Review RTX 4070 ASUS Dual | GPU ideal para jogar em QHD, mas um pouco cara O ROG Zephyrus G16 é um notebook que abusa do seu design fabuloso, ao passo que conta com uma construção fina e componentes premium, como um Intel Core Ultra 9 185H e uma RTX 4080 — mesmo que com ressalvas. Eu testei esse notebook por algumas semanas e conta tudo nesta análise do Canaltech. ???? Compre o notebook gamer ROG Zephyrus G16 com preço baixo no Kabum! Prós Design incrível Excelente tela OLED Boa portabilidade e leveza Versátil para profissionais Contras Benchmarks um pouco decepcionantes Preço altíssimo Design e construção É difícil não começar essa análise sem tecer elogios pertinentes ao visual do ROG Zephyrus G16. O modelo sai da pegada gamer super expositiva do seu antecessor para algo mais refinado, que agradará tanto os jogadores aficionados, quanto profissionais que precisam de uma máquina robusta. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- O chassi prateado é feito integralmente de alumínio usinado em CNC, que somado às bordas sutis da tela e os cortes rasos da região do teclado, cria uma combinação bem sofisticada. Esse conjunto justifica sua posição premium e passa muita credibilidade durante o uso, já que não dá muitos sinais de fragilidade, nem manchas de dedos ou arranhões. Claro que nem tudo é perfeito, uma vez que notei certas deficiências na dobradiça desse notebook. Ao abrir e fechar pude notar um som de estalo regular, que embora não tenha gerado nenhum problema, passa um sinal de alerta. Fora isso, é um laptop bem íntegro e resistente, que me acompanhou sem problemas durante uma viagem a Taiwan para cobrir a Computex 2024. Portabilidade somada ao fato de haver uma RTX 4080 surpreende (Imagem: Felipe Vidal/Canaltech)A tampa conta com a nova faixa luminosa Slash Lighting, que pode ser totalmente customizada e usada para exibir notificações. Fora isso, não há excessos de RGB no ROG Zephyrus G16, ideal para quem prefere produtos mais contidos.  No quesito portabilidade, o Zephyrus G16 se sai bem. Por mais que tenha uma tela de 16 polegadas, ele coube em uma mochila padrão sem dificuldades. Seu peso de apenas 1,95 kg e a espessura máxima de 1,49 cm contribuem para o laptop ser fácil de carregar. Em minha viagem para o continente asiático, o G16 esteve nas minhas costas por quase todo o tempo e surpreende. Especificações técnicas Com seu design audaz, o ROG Zephyrus G16 tem surpresas formidáveis em seu interior. O destaque é o processador, que fica a cargo do Intel Core Ultra 9 185H com uma NPU (Unidade de Processamento Neural) integrada. Isso torna o dispositivo o primeiro notebook gamer do Brasil a ser lançado com IA no processador. Processador: Intel Core Ultra 9 185H (16 núcleos e 22 threads); Memória RAM: 32 GB (2x16) LPDDR5X-7467 Mhz; Armazenamento: SSD NVMe M.2 de 2 TB com mais uma porta M.2; Placa de vídeo: Nvidia GeForce RTX 4080 12 GB a 115 W; Webcam: FHD (1080p); Sistema operacional:Windows 11 Pro. Por outro lado, há uma GeForce RTX 4080 com TDP (Thermal Design Power) de 115 W, que por si só já tem seus núcleos de IA bem superiores ao do processador. O sistema é reunido com 32 GB de RAM LPDDR5X e um baita SSD NVMe de 2 TB. O fato desse notebook ter IA no processador torna essa análise muito interessante, já que é a primeira vez que testamos uma CPU desse tipo. Contudo, como veremos nos testes práticos, a realidade ao ter uma RTX 4080 no sistema ofusca qualquer processador ou IA embutida. O ROG Zephyrus G16 foi o primeiro notebook gamer com Intel Core Ultra a chegar no Brasil (Imagem: Felipe Vidal/Canaltech)Mesmo assim, a própria RTX 4080 tem seus segredos escondidos. A versão mais potente dessa GPU opera entre 150 W a 175 W, dependendo das configurações da fabricante. O modelo encontrado no Zephyrus 2024 trabalha a 115 W em carga máxima. Isso coloca a placa de vídeo em igualdade com uma RTX 4070 e acaba não fazendo jus ao peso que a nomenclatura “RTX 4080” entrega. Tela A ASUS é conhecida por desenvolver boas telas para seus notebooks intermediários e topo de linha, e sem nenhuma surpresa, a tela do ROG Zephyrus G16 é simplesmente fenomenal. O tamanho de 16 polegadas no formato 16:10 encaixa muito bem no aparelho, que usa um painel bem brilhante para mostrar suas imagens. Os tons de preto são bem acentuados na tela do ROG Zephyrus G16 (Imagem: Felipe Vidal/Canaltech)Para este painel, a companhia usa a tecnologia OLED em Quad HD (2.560x1440) com 100% de precisão na cobertura da gama de cores DCI-P3, com certificação de cores Delta E< 1 e VESA HDR True Black 500. Essa combinação entrega um resultado excelente, que só fica atrás do incrível ROG Strix Scar 18 testado há alguns meses. Para os gamers, essa tela ainda trabalha com taxa de atualização de 240 Hz e tempo de resposta de 0,2ms. O conjunto da obra fica mais interessante ao adicionar tecnologias como o NVIDIA G-SYNC, Dolby Vision HDR e validação de cores Pantone.  Seja para jogar ou assistir filmes, a tela do ROG Zephyrus G16 satisfaz todos os usuários. É uma experiência praticamente perfeita, embora muito cara, mas que vale o investimento e combina com toda a pegada lapidada desse notebook. Tamanho da tela: 16 polegadas Painel: OLED Resolução: Quad HD (2.560x1.600) Taxa de atualização: 240 Hz Tempo de resposta: 0,2ms Recursos extras: 100% do DCI-P3, validação Pantone, NVIDIA G-SYNC, MUX Switch + NVIDIA Advanced Optimus e Dolby Vision HDR "A tela do ROG Zephyrus G16 mostra um real show de imagens vibrantes, densas e marcantes, com muito foco no contraste e cores vivas" — Felipe Vidal Teclado e touchpad Teclados geralmente não estão entre as minhas partes favoritas de um notebook, mas o teclado do ROG Zephyrus G16 passa no teste. O modelo trabalha em um layout ABNT2 com a presença do cedilha e é bem confortável para digitação com suas teclas de perfil baixo. Como já era esperado, esse conjunto abriga retroiluminação RGB customizável, que dá um toque luminoso bem bonito para a carcaça. No meu uso diário gostei de usar cores que contrastavam mais com a pintura prateada do chassi, como o branco e amarelo. Assim como em outros modelos da ROG, esse notebook tem quatro teclas macro na parte superior para controle de volume, microfone e os padrões de cor AURA. O touchpad é outro que se destaca no notebook ao ter um tamanho bem considerável e conta com um acabamento bem discreto. Eu não gosto de touchpads, mas esse é um dos poucos que realmente funciona bem e proporciona uma ampla área para realizar os movimentos com os dedos. $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 2\n\n\n\nTouchpad (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 2\n\n\n\nTeclado (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_0b083e')); }); Conectividade Já no quesito das conexões, o ROG Zephyrus G16 é um laptop gamer bem servido. Na parte esquerda há a conexão de energia, um HDMI 2.1, um USB Tipo-A 3.2 e um USB Tipo-C com Thunderbolt e Power Delivery, e jack para fone/microfone. Já a lateral direita tem mais dois USB, tanto do tipo A quanto C com as mesmas configurações, e uma porta para cartão SD Sobre redes e comunicação deste dispositivo, a ASUS inseriu um controlador para Wi-Fi 6E e Bluetooth 5.2. No mais, essas configurações são bem competentes e estão no padrão da indústria, mas pelo preço acentuado talvez fosse bom inserir pelo menos mais um USB Tipo-C do lado direito. $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 2\n\n\n\nLado direito (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 2\n\n\n\nLado esquerdo (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_b6e14a')); }); Bateria Por mais que o ROG Zephyrus G16 tenha uma RTX 4080 e um Core Ultra 9 debaixo do capô, a autonomia energética desse notebook surpreende muito. Pude usar o Zephyrus durante uma manhã inteira de conferências, anotações e gravação de áudio sem problemas, fazendo jus ao que sua bateria de 90 Whr propõe. Em casa, o uso diário se mantém bem parecido, com duração máxima entre 6 e 7 horas. Vale ressaltar que essas estimativas variam muito conforme usuário, especificações e brilho de tela — que em meu caso quase sempre fica em 60% ou menos. Ne tentativa de mensurar esses dados, rodamos o teste de bateria do UL Procyon. Esse benchmark roda o Pacote Office completo em situações de produtividade e pôde aguentar 454 horas de carga, ou seja, o melhor valor encontrado em nossos testes até agora. Benchmarks de duração de bateria (Imagem: Felipe Vidal/Canaltech)Temperatura O ROG Zephyrus G16 é um notebook gamer bem fino, logo causa muitas dúvidas sobre o aquecimento interno de seus componentes. A preocupação não é por menos, já que a RTX 4080 é conhecida por ser esquentadinha e os Intel Core Ultra ainda são um certo mistério nesse aspecto. Os testes realizados pelo Time Spy Extreme Stress Test mostraram temperaturas máximas de 82 °C para o Intel Core Ultra 9 185H e temperaturas em idle de 59 °C. O primeiro valor é surpreendentemente positivo e demonstra que a ASUS teve um bom projeto interno nesse produto, uma vez que modelos com maior espaço interno podem suportar temperaturas ainda mais elevadas. Contudo, a temperatura em modo ocioso preocupa. Na verdade, senti o notebook esquentadinho durante meu uso padrão, com poucas abas de navegador aberto e somente um ou outro aplicativo em segundo plano. Não sei até onde isso é parte do projeto de arrefecimento da ASUS, ou o chip esquentado da Intel em ação — possivelmente a união destes dois fatores. +2 $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 4\n\n\n\nModo ocioso (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 4\n\n\n\nFull Load (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n3 \/ 4\n\n\n\nFull Load (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n4 \/ 4\n\n\n\nModo ocioso (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_4a0dc6')); }); A placa de vídeo opera de maneira bem parecida com a CPU, embora com temperaturas mais baixas. A RTX 4080 tem máxima de 79 °C em full load e mínima de 55 °C quando em modo ocioso.  Felizmente, a espessura compacta do ROG Zephyrus G16 não traz complicações excessivas ao uso, apenas um quentinho em modo ocioso. Inclusive, não encontrei indícios de thermal throttling em quaisquer componentes. Benchmarks Finalizando todos os aspectos do ROG Zephyrus G16, chegou a hora de ver o que essa máquina encara. Testei o notebook em benchmarks de produtividade, criação de conteúdo, uso profissional e games. Produtividade Iniciando a bateria de testes na categoria de produtividade, usei o Procyon focado em rodar diversos programas do Pacote Office simultaneamente. Porém, antes de entrar nos benchmarks, minha experiência pessoal foi excelente e sem problemas, como travadas, engasgos ou eventuais questões que podem atrapalhar o uso. Passando realmente para o Procyon, o resultado é até que bem decepcionante. Neste teste, o Zephyrus marca apenas 6.822 pontos e fica até mesmo atrás do Lenovo Slim 5i com especificações inferiores. De um ponto de vista analítico, isso pode significar que o modelo da Lenovo foi mais estável no teste, mas não necessariamente que ele é melhor. No fim das contas, esses testes são muito mais um parâmetro para podermos sistematizar o desempenho desses modelos, do que um indicar se X é melhor que Y. Por exemplo, o Zephyrus G16 supera boa parte da concorrência no Geekbench 6 em testes single e multi-core, que simulam situações de renderização de PDF, descompressão, navegação, etc. +1 $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 3\n\n\n\nProcyon Office (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 3\n\n\n\nGeekbench 6 Single (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n3 \/ 3\n\n\n\nGeekbench 6 Single (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_393c27')); }); Criação de conteúdo Por mais que seja vendido como um notebook gamer em sua essência, eu considero o ROG Zephyrus G16 como a perfeita definição de um produto multifacetado para diversos usuários. Sua estética limpa, somada ao bom leque de conexões e a tela excelente tornam esse produto também ideal para profissionais do ramo audiovisual. Meus testes, usando novamente o Procyon, mas dessa vez em conjunto com o Adobe Photoshop, Premier Pro e Lightroom Classic, provam isso. O modelo fica apenas 4% atrás do seu principal concorrente, o Alienware m16 nos testes de edição de vídeo e imagem, enquanto o ROG Strix Scar 18 abre uma vantagem muito considerável. $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 2\n\n\n\nEdição de imagem (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 2\n\n\n\nEdição de vídeo (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_be8150')); }); "Para além dos jogos, o Zephyrus G16 mostra quem tem tudo para ser uma escolha acertada para designers e editores por conta sua portabilidade e tela excelente" — Felipe Vidal Profissional Partindo para os testes com maior carga de complexidade em nossa bateria, chegou o momento de falar das aplicações profissionais. Esse é outro nicho onde o Zephyrus G16 pode se sair bem, justamente pela portabilidade, qualidade de tela e suas especificações avançadas. Para entender melhor sobre esses dados, começamos com a Blender, que em todos os três testes coloca o Zephyrus G16 na segunda posição isolada no gráfico. Esse fenômeno se repete em todos os testes do V-Ray e no Cinebench 2024 em multi-core, mostrando que o notebook tem muita potência para encarar ciclos de trabalho que envolvem modelagem 3D. Já os benchmarks do Specviewperf têm algumas mudanças, mas nada tão substancial assim. Por exemplo, tanto o Solidworks, quanto o Maya e o 3DSMax atingem pontuações bem altas. A exceção é o Creo, que lida melhor com outros componentes. Em todos esses testes o desempenho do ROG Zephyrus G16 foi esperado e casa com as expectativas criadas tanto pela Intel, por conta do processador, quanto da ASUS, pelo projeto apresentado. Isso reforça, mais uma vez, o quão eclético esse notebook pode ser nas mãos de usuários com diferentes usos e demandas. +10 $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 12\n\n\n\nBlender Monster (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 12\n\n\n\nBlender Classroom (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n3 \/ 12\n\n\n\nBlender Junkshop (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n4 \/ 12\n\n\n\nCinebench 2024 Single (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n5 \/ 12\n\n\n\nCinebench 2024 Multi (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n6 \/ 12\n\n\n\nV-Ray Cuda (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n7 \/ 12\n\n\n\nV-Ray RTX (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n8 \/ 12\n\n\n\nV-Ray Next (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n9 \/ 12\n\n\n\n3DSMax (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n10 \/ 12\n\n\n\nCreo (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n11 \/ 12\n\n\n\nMaya (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n12 \/ 12\n\n\n\nSolidworks (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_6576ed')); }); Games Nossa sessão de testes com o ROG Zephyrus G16 rodou 9 títulos tanto em Full HD, para estressar bem o processador; quanto em QHD, para colocar a RTX 4080 em sua prova de fogo. Os games foram testados em suas configurações mínimas e máximas e em QHD pudemos testar tecnologias de upscaling, como DLSS, FSR e XeSS. Full HD Assim como ocorreu em outros testes, o ROG Zephyrus G16 e suas configurações parrudas são boas até demais para a resolução 1080p. Como os testes abaixo mostram, o modelo chega a ficar abaixo de alguns concorrentes menores parrudos, algo que para muitos pode ser uma decepcionante surpresa. Os valores máximos em configurações mínimas são inferiores a modelos com placas menos potentes, como a RTX 4060. Um bom exemplo disso é Cyberpunk 2077 com uma diferença de 25 FPS, assim como há disparidades em Forza Horizon 5. Por se tratar de testes em configuração mínima, pouco importa, mas é bom considerar isso. +7 $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 9\n\n\n\nAlan Wake 2 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 9\n\n\n\nAshes of the Singularity (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n3 \/ 9\n\n\n\nCyberpunk 2077 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n4 \/ 9\n\n\n\nFormula 1 23 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n5 \/ 9\n\n\n\nFar Cry 6 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n6 \/ 9\n\n\n\nForza Horizon 5 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n7 \/ 9\n\n\n\nMetro Exodus (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n8 \/ 9\n\n\n\nRed Dead Redemption 2 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n9 \/ 9\n\n\n\nShadow of the Tomb Raider (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_88ad6d')); }); Quad HD Em contrapartida, a resolução 1440p se dá muito melhor com o ROG Zephyrus G16. A razão para isso é bem clara, uma vez que esse notebook foi exatamente projetado para esse propósito e ocupa uma posição de destaque em nossos testes. Em games complexos, como Cyberpunk 2077 e Alan Wake 2, o notebook da ASUS possui desempenho entre 40 a 50 FPS com qualidade máxima. Esse número flutua entre outros títulos mais leves, mas essa performance combina com a RTX 4080 de TDP reduzido, que ainda fica bem atrás da potente RTX 4090. A taxa de quadros é suficiente para ter uma jogatina estável, principalmente ao desabilitar alguns filtros ou configurações menos impactantes para alcançar os 60 FPS. Contudo, ativar técnicas de upscaling também pode ser uma solução bem promissora. +7 $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 9\n\n\n\nAlan Wake 2 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 9\n\n\n\nAshes of the Singularity (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n3 \/ 9\n\n\n\nCyberpunk 2077 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n4 \/ 9\n\n\n\nF1 23 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n5 \/ 9\n\n\n\nFar Cry 6 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n6 \/ 9\n\n\n\nForza Horizon 5 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n7 \/ 9\n\n\n\nMetro Exodus (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n8 \/ 9\n\n\n\nRed Dead Redemption 2 (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n9 \/ 9\n\n\n\nShadow of the Tomb Raider (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_d94692')); }); Habilitar recursos como o DLSS, FSR e o XeSS traz saltos de performance relevantes entre 20 e 90%. Red Dead Redemption 2 e Alan Wake 2 são casos clássicos dessa tecnologia, que dão aquela forcinha extra para os jogadores.  Mesmo assim, reitero novamente o caráter secundário da RTX 4080. Com seu TDP reduzido, a GPU se transforma em uma RTX 4070, algo muito bem evidenciado com nossos testes bem próximos ao desempenho do Alienware m16 com esta mesma placa.  Para um notebook gamer de mais de R$ 25.000, os testes práticos em games têm uma recepção morna. Os resultados não são ruins, mas se tornam inferiores em relação ao que foi gerado de expectativa e ao que o ROG Zephyrus G16 tem de especificações no papel. +13 $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 15\n\n\n\nAlan Wake 2 DLSS (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 15\n\n\n\nAlan Wake 2 FSR (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n3 \/ 15\n\n\n\nCyberpunk 2077 DLSS (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n4 \/ 15\n\n\n\nCyberpunk 2077 FSR (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n5 \/ 15\n\n\n\nCyberpunk 2077 XeSS (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n6 \/ 15\n\n\n\nF1 23 DLSS (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n7 \/ 15\n\n\n\nF1 23 FSR (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n8 \/ 15\n\n\n\nFar Cry 6 FSR (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n9 \/ 15\n\n\n\nForza Horizon 5 DLSS (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n10 \/ 15\n\n\n\nForza Horizon 5 FSR (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n11 \/ 15\n\n\n\nForza Horizon 5 XeSS (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n12 \/ 15\n\n\n\nRed Dead Redemption 2 DLSS (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n13 \/ 15\n\n\n\nRed Dead Redemption 2 FSR (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n14 \/ 15\n\n\n\nShadow of the Tomb Raider DLSS (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n15 \/ 15\n\n\n\nShadow of the Tomb Raider FSR (Imagem: Felipe Vidal\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_6aa2d0')); }); Inteligência artificial Normalmente os testes de IA são comentados junto aos benchmarks profissionais. Porém, considerando que esse é o primeiro notebook que testamos com um Intel Core Ultra, especialmente o Ultra 9 185H, vale a pena comentar desse tópico separadamente. E minha percepção sobre a NPU integrado ao processador é bem decepcionante. No uso diário para utilizar ferramentas de IA de softwares de videoconferência, como o Zoom e Teams, ou até mesmo o Adobe Photoshop, senti pouca diferença. Para ser justo, a realização e aplicação de atividades é mais rápida, mas ainda não parece justificar todo esse apelo da indústria. Em nossos testes com o UL Procyon, focado no OpenVino para componentes da Intel, o Ultra 9 185H fica bem atrás da sua contraparte dos desktops. O Intel Core i5-14900K alavanca 74% de desempenho em relação ao 185H, enquanto uma Intel Arc A770 tem saltos tem 169%. Testes em IA foram realizados apenas em Int, por enquanto (Imagem: Felipe Vidal/Canaltech)No fim do dia, um notebook com placa de vídeo RTX já passa tranquilamente um processador com IA. Isso é algo que já comprovamos em uma matéria especial sobre IA e reforça o quanto a tecnologia ainda precisava avançar nas NPUs de processadores. Concorrentes diretos O ROG Zephyrus G16 é um notebook gamer caro, que custa cerca de R$ 26.000 na loja oficial da ASUS. Juntando um pouco mais e investindo na casa dos R$ 32.000, é possível comprar o ROG Strix Scar 18 com uma RTX 4090 caso você queira desempenho máximo, mas terá que abdicar da portabilidade.  A segunda opção é investir no Alienware m16 regular ou sua nova variante, o Alienware m16 R2, que ainda não tive a oportunidade de testar. O modelo também acompanha processador Intel Core Ultra 9 185H e uma RTX 4070, além de um design mais sóbrio, ficando próximo do Zephyrus. O preço pende para o Alienware, que custa R$ 16.268,00 no site oficial da Dell. ???? Compre o Alienware m16 r2 com Intel Core Ultra 9 e RTX 4070 em promoção no Kabum! ???? Compre o ROG Strix Scar 18 com Intel Core i9-14900HX e RTX 4090 no Kabum! Média potencial em games com DLSS, FSR e XeSS ativados (Imagem: Felipe Vidal/Canaltech)Vale a pena comprar o ROG Zephyrus G16? O ROG Zephyrus G16 é um laptop que vale a pena para quem quer um notebook gamer com excelente design, uma tela praticamente perfeita e boa portabilidade. O modelo também é um dos primeiros do Brasil a ter processador Intel Core Ultra com IA integrada, além de uma GeForce RTX 4080. O ROG Zephyrus G16 é excelente, mas tropeça em erros como o desempenho um tanto quanto decepcionante (Imagem: Felipe Vidal/Canaltech)Porém, o ROG Zephyrus G16 não vale a pena para quem quer um notebook desempenho máximo nos games. Esse é um produto potente, mas que fica abaixo das expectativas em nossos benchmarks. O preço altíssimo também dificulta a indicação, tornando o aparelho bem nichado para um público com bastante dinheiro na carteira. Média real com desempenho bruto do ROG Zephyrus G16 (Imagem: Felipe Vidal/Canaltech)Apesar dos problemas, o ROG Zephyrus G16 é uma combinação de características fenomenal. O notebook é imperfeito, mas é inegável ser uma peça de hardware bem distinta e moderna para o nosso mercado. ???? Compre o notebook gamer ROG Zephyrus G16 com preço baixo no Kabum! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cubo mágico completa 50 anos e ganha comemoração no YouTube ???? TEM CUPOM | Galaxy S23 está muito barato com desconto do Canaltech! BYD já negocia construção de 2ª fábrica na América do Sul China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Veja Mais

Encomendas internacionais: veja as empresas que estão no programa da Receita Federal e as que buscam habilitação

G1 Economia Ao todo, são 9 empresas já certificadas pela Receita no programa 'Remessa Conforme', que prevê imposto menor para compras internacionais. Alíquota para produtos de até US$ 50 sobe para de zero para 20% a partir de agosto. Há outras 8 empresas em processo de implantação. Apps da Shopee, Shein e AliExpress Getty Images via BBC A Secretaria da Receita Federal já certificou nove empresas no programa Remessa Conforme, que contempla tributação menor para compras em sites internacionais. Entre elas, estão o Mercado Livre, a Magazine Luiza, a Shein e a Shopee, entre outras. Há ainda oito empresas em processo de adesão ao programa. (veja a lista completa mais abaixo nessa reportagem). Esse programa da Receita prevê alíquota menor para as compras feitas no exterior. Para aquisições de até US$ 50, a alíquota de imposto federal, atualmente, é de zero. Mas ela subirá para 20% a partir de agosto deste ano — para as empresas certificadas pelo programa. A cobrança de 20% não incidirá sobre medicamentos comprados por pessoas física. As empresas que estão fora do Remessa Conforme estão sujeitas a uma tributação maior, de 60% em imposto de importação. Além do imposto de importação, federal, há também o ICMS estadual, com alíquota de 17%. Dados do Fisco indicam que as encomendas do exterior que chegam ao país alcançaram, neste ano, o "pico" de até 18 milhões de remessas internacionais por mês. Lula sanciona taxação das compras internacionais de até US$ 50 Como é feito o cálculo dos tributos Segundo a Receita Federal, o imposto de importação incide primeiro e, somente depois, há tributação pelo ICMS — o que encarece o produto importado. Por exemplo, se um produto custa R$ 100 nos sites internacionais, primeiro será cobrado o imposto de importação de 20%, elevando o preço para R$ 120. Sobre esse preço de R$ 120, incide o ICMS estadual. Nesse exemplo, seriam cobrados mais 17% sobre R$ 120, o equivalente a R$ 20,4, aumentando o preço final do produto para R$ 140,4. Na última sexta-feira, o secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, informou que o preço de venda das mercadorias em plataformas de mercadorias do exterior já trará, embutida, a cobrança dos tributos. Veja as empresas que já aderiram ao programa da Receita 3Cliques: https://www.3cliques.io Aliexpress: https://pt.aliexpress.com Amazon: www.amazon.com.br e www.amazon.com Magazine Luiza: www.magazineluiza.com.br Mercado Livre: https://www.mercadolivre.com.br Shein: https://br.shein.com Shopee: www.shopee.com.br Sinerlog Store: https://www.store.sinerlog.global Temu: www.temu.com/br Empresas que estão com o programa ainda em implantação Segundo a Receita Federal, estes sites ainda não possuem os requisitos para "redução da alíquota do Imposto de Importação (0%) ainda implementados" -- taxação que subirá para 20% a partir de agosto. Wish US Closer Tiendamia Puritan Muifabrica LifeOne IHerb Fornececlub Cronosco: https://www.cronosco.com.br/ Cellshop: https://cellshop.com.br/ Addmall: https://addmall.com.br/ Taxação a partir de agosto A taxação com alíquota de 20% do imposto de importação a partir de agosto, para compras de até US$ 50, foi estabelecida pelo Congresso Nacional após pressão do setor produtivo sobre deputados e senadores. Até o fim desse mês, para as empresas que estão no Remessa Conforme, a alíquota é de zero em imposto de importação. A crítica era de que, com a isenção, os produtos comprados no exterior, principalmente na China, ingressavam no país mais baratos do que os nacionais — prejudicando a geração de empregos no país. "O Congresso Nacional teve enorme sensibilidade e compreendeu que não faz nenhum sentido ter uma política de favorecimento de produtos vindos do exterior em detrimento dos produzidos e vendidos no Brasil", avaliou o presidente do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), Jorge Gonçalves Filho. No ano passado, segundo a Receita, os consumidores brasileiros gastaram R$ 6,42 bilhões em um total de pouco mais de 210 milhões de encomendas internacionais. A maior parte dos pacotes não pagou imposto de importação. Veja Mais

O PC liga, mas não aparece imagem? Saiba como resolver

O PC liga, mas não aparece imagem? Saiba como resolver

Tecmundo Um dos maiores pesadelos de quem tem um PC em casa é quando o computador liga mas não dá imagem. Isso porque, o que pode estar acarretando esse problema varia desde um simples cabo mal encaixado até algo mais grave, que necessite da troca de um ou mais componentes internos da máquina. Entretanto, antes de ter que correr com o seu PC para uma assistência técnica, há uma série de procedimentos simples que podem fazer com que ele volte ao funcionamento normal. E o melhor de tudo é que não é preciso ter experiência para fazer esses "primeiros socorros". Leia mais... Veja Mais

Governo Milei declara Hamas uma 'organização terrorista' pelo ataque contra Israel

Valor Econômico - Finanças A Argentina declarou o Hamas como uma "organização... Veja Mais

Dra. Ruth, conselheira sexual ícone da televisão americana, morre aos 96 anos

G1 Pop & Arte Programas de TV e rádio da psicóloga fizeram sucesso por várias gerações nos EUA. A autora e terapeuta sexual Ruth Westheimer, conhecida como Dra. Ruth, em uma premiação em Frankfurt, na Alemanha, em 2010 JOHANNES EISELE/AFP Ruth Westheimer, a psicóloga alemã que se tornou um ícone da TV americana dando conselhos sexuais como Dra. Ruth, morreu nesta sexta-feira (12) em Nova York. Ela tinha 96 anos. A morte foi confirmada ao jornal "The New York Times" por um porta-voz de Ruth, Pierre Lehu. LEIA MAIS: Os conselhos de Ruth, a terapeuta sexual de 90 anos: 'Se estiver infeliz, se separe' Nos Estados Unidos, o rosto da psicóloga é muito familiar, tanto por seus livros quanto por seus programas de rádio e televisão. Sucesso por várias gerações, eles foram um guia para quem estava interessado em levar uma vida sexual feliz e plena. Ruth já tinha passado dos 50 anos quando foi ao ar pela primeira vez, em 1980, respondendo perguntas sobre sexo e relacionamentos, enviadas pelos ouvintes da estação de rádio WYNY, de Nova York. Em mais de 40 anos de carreira, ela também escreveu uma coluna para a revista "Playgirl", emprestou seu nome a um jogo de tabuleiro e lançou guias sobre sexualidade. Um de seus livros mais conhecidos é "Sexo para Leigos", de 1995. Ruth ainda trabalhou como atriz no filme francês "Une femme ou deux", dirigido por Daniel Vigne e estrelado por Gérard Depardieu. Ela deixa dois filhos e quatro netos. Veja Mais

Megacasamento na Índia reúne celebridades e políticos; veja imagens

Valor Econômico - Finanças Eventos para a união de Radhika Merchant e Anant A... Veja Mais

Ministra dos Esportes da França nada no rio Sena duas semanas antes da Olimpíada de Paris

Valor Econômico - Finanças A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, também prometeu... Veja Mais

Ace Combat 7: Skies Unknown Deluxe Edition chegou para Nintendo Switch

tudo celular O famoso jogo de aviação finalmente chegou para o console da Nintendo e pode ser comprado em sua loja oficial. Veja Mais

As 12 dicas do Instagram Reels para fazer bombar os seus vídeos

canaltech Os Reels fazem muito sucesso no Instagram: basta rolar pelo feed ou abrir perfis de influenciadores para ver que o formato de vídeos curtos está em destaque por lá. O próprio chefe da rede social, Adam Mosseri, já comentou que o foco do app está nos vídeos curtos para conectar amigos e explorar interesses. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Tem como saber quem compartilhou meu Reel ou Story? Como forma de ajudar marcas e influenciadores, o painel de contas profissionais do Instagram possui uma tela de melhores práticas para melhorar o desempenho dos Reels e fazer os vídeos bombarem na rede. Os insights podem ajudar iniciantes e profissionais mais experientes que procuram aumentar o engajamento na plataforma. 12 dicas do Instagram para publicar Reels Confira os conselhos propostos pela rede social: -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- 1. Priorize os três primeiros segundos De acordo com o Instagram, os três primeiros segundos do vídeo são muito importantes para atrair a atenção dos espectadores. O foco é começar o Reels com uma chamada curiosa ou fato engraçado para conquistar a audiência. 2. Faça vídeos de 30 a 60 segundos O ideal é que o vídeo tenha de 30 a 60 segundos de duração — segundo a rede social, isso garante o melhor engajamento possível e mostra o conteúdo para mais pessoas. Além disso, o chefe do Instagram, Adam Mosseri, já comentou que os vídeos com 90 segundos atrapalham o desempenho da publicação. Reels com até 60 segundos de duração podem ter desempenho melhor no Instagram (Imagem: Reprodução/Instagram) 3. Use áudios em alta Priorize músicas e trends em alta na rede social, pois os áudios mais populares ajudam na distribuição do vídeo. Você pode procurar por playlists no Spotify que incluem as músicas mais famosas na rede social. 4. Crie Reels com frequência A constância também é importante: o Instagram informa que os perfis com a maior taxa de crescimento de seguidores publicam pelo menos 10 Reels por mês, mas reforça que esse não é o único fator para fazer crescer a audiência. 5. Incentive várias formas de engajamento É comum ver perfis que pedem para o espectador curtir, comentar e compartilhar os vídeos. Isso tem um motivo: o “engajamento profundo”, como é chamado, pode ampliar a audiência da publicação. 6. Crie vídeos identificáveis As pessoas precisam se identificar com a situação ou o tema do vídeo publicado. Além disso, usar humor também é uma forma de conquistar o público. 7. Publique em alta resolução Parece um conselho simples, mas é importante lembrar de sempre enviar vídeos em alta resolução na rede social. Inclusive, há uma configuração para sempre enviar arquivos na maior qualidade possível: Abra o app do Instagram; Toque no ícone de três barras; Selecione “Uso de dados e qualidade de mídia”; Ative a opção “Carregar em alta qualidade”. Faça o ajuste nas configurações para carregar todos os vídeos em alta qualidade (Imagem: Captura de tela/André Magalhães)/Canaltech 8. Compartilhe em todos os lugares ao mesmo tempo Na hora de divulgar um Reels em outras plataformas, publique todos os conteúdos ao mesmo tempo para melhorar a distribuição às pessoas. Além disso, compartilhe o post em outras frentes do Instagram, como Stories e canais de transmissão. 9. Responda aos comentários em até 7 dias Não deixe os fãs no vazio: é importante responder e curtir os comentários em até 7 dias para reforçar o engajamento do post. 10. Use hashtags relevantes As hashtags continuam importantes para distribuir o conteúdo a mais pessoas na rede social. Não existe um número mínimo ou máximo de tags, mas é importante preencher o texto com termos que são ligados ao assunto principal do vídeo.  11. Não use marca d’água O Instagram limita o alcance de vídeos que possuem marca d’água de outros apps, como TikTok e Kwai. Portanto, remova a marca ou publique o arquivo diretamente no app da Meta. 12. Não copie outros conteúdos Repostar um vídeo já existente também tem impacto negativo no desempenho. A rede prioriza posts originais e com foco no engajamento autêntico, ou seja, que não tentam chamar a atenção da audiência com aspecto sensacionalista. Você pode acompanhar a performance das publicações na tela de insights do Instagram. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cientistas identificam origem do lúpus e possível tratamento Casamento às Cegas 4 | Netflix se pronuncia sobre denúncia de abuso Divertida Mente 2 se torna o maior filme da história da Pixar Superman traz de volta amado traje nostálgico em nova HQ Veja Mais

Para consultoria Cushman & Wakefield, estabilidade econômica brasileira ajuda setor imobiliário

Valor Econômico - Finanças Executivo argentino Herman Faigenbaum vê o país co... Veja Mais

Férias de julho: 20 melhores desenhos para assistir com as crianças

tudo celular Traga as crianças para a sala e aproveite as férias com os melhores desenhos animados. Veja Mais

Novidades da Netflix, Prime Video e Disney Plus nesta semana [13/07/2024]

tudo celular Todas as estreias da semana na Netflix, Prime Video e Disney Plus estão aqui. Veja Mais

Sepultura celebra 'trajetória épica' em turnê de despedida: 'Privilégio poder parar quando você quer'

G1 Pop & Arte Em homenagem ao Dia do Rock, comemorado neste sábado, o g1 conversou com exclusividade com Andreas Kisser, que detalhou o legado e a pluraridade musical da banda brasileira de metal. Grupo faz show em Campinas no dia 20 de julho. Batuques, guerras e Metal, turnê de despedida de Sepultura celebra trajetória épica Em quatro décadas, o Sepultura conquistou fãs no mundo inteiro, influenciou gerações e redefiniu o cenário do heavy metal ao se consolidar como um grande nome do gênero. Depois de romper barreiras ao acrescentar sons nacionais, como batuques de samba e viola caipira, à melodia do rock, a banda brasileira decidiu fechar as cortinas. ???? Participe do canal do g1 Campinas no WhatsApp Em turnê de despedida, intitulada "Celebrating Life Through Death" (celebrando a vida através da morte, na tradução do inglês), o Sepultura vai encerrar as atividades. Mas não sem antes comemorar a "trajetória épica" em shows por diversas cidades do país e do mundo. A apresentação histórica, inclusive, vai desembarcar em Campinas (SP) no dia 20 de julho. Em homenagem ao Dia Mundial do Rock, celebrado neste sábado (13), o g1 conversou com exclusividade com Andreas Kisser, integrante do Sepultura desde 1987 e um dos líderes do grupo. O guitarrista falou sobre o início do interesse pela música, a surpresa do alcance da banda, que conquistou fãs até no Leste Europeu em pleno fechamento pela guerra fria, além da pluraridade musical e a decisão de se despedir. [assista aos principais trechos no vídeo acima] “Privilégio poder parar quando você quer, quando você pode, nem todo mundo pode fazer isso, muita gente está presa vários trabalhos e vários relacionamentos porque não consegue viver sozinho, não consegue fazer isso, não consegue fazer aquilo, e fica escravo de uma situação. Para que esperar para fazer isso?”, revela. Em entrevista exclusiva ao g1, Andreas Kisser relembra momentos onde descobriu que a banda havia ultrapassado fronteiras e atingiu pluralidade musical. Bruno Zuppone ???? O que você encontra nesta reportagem? ???? Turnê de encerramento aberta ???? O que fez seguir a carreira musical? ???? Pluralidade sonora do Metal ????? Qual o passado? ????? Além das fronteiras ???? Turnê de encerramento aberta Inicialmente planejada para durar um ano e meio, a turnê de encerramento deve se estender pelo menos até 2026, segundo Andreas. O cantor conta que existe a vontade de encerrar o grupo para que os membros tenham mais tempo de se dedicar a outros projetos, mas o fim pode se prolongar de uma forma não tão definida. “Vai ser uma despedida tranquila. Não tem nenhum motivo de a gente ficar dando prazos e definições. A gente tá querendo curtir esse momento, não ficar preso a obrigações”, explicou. A banda ainda pretende fazer shows especiais com convidados, reunir antigos músicos que passaram pelo grupo ao longo dos anos e passar por lugares que ainda não tocaram, como o Alasca e a Islândia, por exemplo. Outro braço deste projeto de encerramento é a produção de um disco de músicas ao vivo que estão sendo gravadas ao longo da turnê. Ao final, será produzido um material reunindo 40 canções em 40 cidades diferentes pelo mundo que será lançado em vinil duplo. “Quarenta anos é uma história única na história mundial da música, vindo do Brasil, o estilo de música que a gente faz, as portas que a gente abriu através da nossa música, através do nosso foco do nosso trabalho, enfim, profissionalismo e tudo”, reflete. Turnê de encerramento também passará pelos Estados Unidos e Europa. Bruno Zuppone ???? O que fez seguir a carreira musical? Nascido em 1968 em São Bernardo do Campo (SP), Andreas conta que a infância na década de 1970 sempre teve muita música, e que ela chegou de forma natural. Embora a família nunca tenha trabalhado nesta área - o pai era engenheiro e a mãe dona de casa - a arte sempre esteve presente e contava com bastante apoio. “A minha avó tocava violão, minha mãe tocava um pouco de sanfona, meu pai tinha disco do Tonico e Tinoco, Sérgio Reis, minha mãe tinha disco do Bee Gees, dos Beatles, Clara Nunes, Beth Carvalho. Assim, tinha bastante música, a gente ouvia Roberto Carlos, Queen, Kiss.”, lembra. O músico contou que o início da adolescência coincidiu com um momento de reabertura do Brasil após a Ditadura Militar e da vinda de grandes shows internacionais como o Queen, em 1981, e o Van Halen, em 1983. Ele não conseguiu ir em nenhum dos dois por ainda ser muito jovem, mas assistiu ao Kiss em 1983 e o pai o levou com as irmãs para o primeiro Rock in Rio, em 1985. Quando Andreas fez 18 anos, o pai queria que ele seguisse carreira militar "para um dia virar presidente do país". O cantor visitou a academia naval em Angra dos Reis (RJ) e a força aérea em Pirassununga (SP), o que, para ele, foi um momento chave para as escolhas que viriam a seguir. “As coincidências ou ironias do destino foram que, dentro do curso [militar], tinham dois caras. Com um deles, eu formei minha primeira banda. O irmão dele tinha todos os discos do Ozzy [Osbourne], do Black Sabbath, foi a primeira vez que ouvi o ‘War Pigs’ na vida. E o outro cara que me apresentou a banda Tygers of Pan Tang, algumas coisas daquela New Wave of British Heavy Metal. Então as coisas vão procurando a gente”, conta. Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura Bruno Zuppone ???? Pluralidade sonora do Metal O grupo conseguiu renome internacional muito rápido, em um segmento do Heavy Metal que não era tão comum no Brasil. No entanto, muito do destaque e da longevidade que conquistou se deve à assimilação de brasilidades e peculiaridades culturais do país de origem. Os elementos enriquecem as composições, mas que foram ganhando forma a partir das primeiras experiências que tiveram com shows no exterior. “A gente começou a perceber isso quando a gente começou a viajar para fora do Brasil, a turnê do Beneath the Remains, antes a gente gostava só das coisas da Europa, dos Estados Unidos. Venom, Metallica, essas coisas mais Trash. Não queria saber de batuque, de samba, de sertanejo. Nosso lance era fazer aquilo mesmo. A partir do momento que a gente começou a viajar, a gente viu que o Brasil é um país riquíssimo, e a gente só colocou para fora aquilo que já estava dentro da gente mano”, lembra. Foi assim que as músicas começaram a ganhar mais percussão, vindo do samba, inspirações da viola caipira. Algumas escalas de sons, estilos de melodia. “A viola caipira eu ouço desde que eu nasci praticamente, com meu pai ouvindo Tonico e Tinoco, Tião Carreiro e Pardinho, ele gostava muito. Então para mim isso sempre foi muito natural [...] A gente só botou uma distorção com guitarra distorcida em cima daquilo” Mas ressalta que foram trajetórias de assimilação de outros gêneros musicais mais regionais que não são exclusivos do Sepultura. Lembra que o Angra também começou a usar percussão na mesma época, o Metallica tem o country americano como influência, as bandas de alcance mais regional bebem da própria cultura para fazer melodias e mistura de elementos, e destas citou desde bandas norueguesas, até cubanas e siberianas que foram conhecendo nas turnês. E embora já tenha experimentado antes, as batucadas passaram a fazer parte do estilo do Sepultura desde 1993 com o disco “Chaos A.D.”, e ganhou ainda mais força em 1995 com “Roots”. “O Igor [Cavalera], por exemplo, meio que criou essa linguagem do Trash com um Groove, brasileiro de tamborim e estádio de futebol. a Territory é um exemplo disso, a abertura tem uma coisa pesada, mas uma abertura de bateria extremamente original e você não vê ninguém copiando, porque não é uma coisa copiável, é uma coisa única. Ele funciona quando é natural” Andreas Kisser em show do Sepultura Tom Russell/ Divulgação ????? Qual passado? Crítico dos eternos retornos que o meio cultural vem passando, de revisitar momentos, regravar discos sem trazer nada de novo. É uma filosofia bastante clara de viver o presente respeitando o passado e na expectativa pelo futuro. “Qual o passado que o Sepultura pertence? 84 ou 95? 87 ou 89? Essa volta ao passado não tem sentido nenhum, porque ela não existe. O Sepultura é tudo e é nada ao mesmo tempo, em relação ao passado, o que a gente é hoje é e nossa relação com o que a gente tem e com o que a gente fez” Ao se abrir para o novo, afirma que está sujeito às críticas, e isso acompanhou toda a trajetória do grupo, que o músico aponta como dinâmica e com capacidade para sempre assimilar novas referências. “A criação faz parte disso de ser rejeitado, Heitor Villa Lobos falou que num certo momento da carreira dele, ele falou que reagia ao sucesso das obras através das vaias.” Sepultura faz turnê "Celebrating Life Through Death" em Campinas. Divulgação ????? Além das fronteiras Criada em 1984, a banda Sepultura ascendeu internacionalmente com relativa velocidade em tempos pré-internet, Kisser conta que o primeiro show que a banda fez fora do Brasil foi em Viena, na turnê do disco “Beneath the Remains” e que abria o show da banda alemã “Sodom”. “Lá apareceram dois fãs com a camisa do Sepultura do “Beneath the Remains”, vindos de Budapeste na Hungria e o muro não tinha caído ainda, né? Então a gente ainda tinha aquela imagem do bloco comunista, daquela coisa fechada. E aquilo me impressionou de falar ‘porra, tá chegando lá Hungria a nossa música’. Eu não tinha nem ideia que aquilo era possível.” Poucos anos depois, conta que a banda foi tocar na Eslovênia, e o país estava no meio da guerra. Durante o show apareceram alguns fãs que depois voltaram para o campo de batalha. “Situações bizarras que a gente passa e que a música faz parte desse processo de erguer, de ver positividade e não caos total” Serviço Sepultura em Campinas - Turnê "Celebrating Life Through Death" Data: Quinta-feira, 20 de julho de 2024 Onde: Campinas Hall Endereço: Ingressos: [Link para compra de ingressos] VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região Veja mais notícias da região no g1 Campinas Veja Mais

Bolivianos vão às ruas em apoio a presidente Luis Arce duas semanas após tentativa de golpe

Valor Econômico - Finanças Manifestação pacífica reuniu trabalhadores, indíge... Veja Mais

Fãs arremessam celulares no palco e ferem artistas: por que isso tem acontecido e quais as possíveis consequências?

G1 Pop & Arte Bebe Rexha, Leo Santana e mais famosos já foram atingidos por aparelhos lançados por fãs, que queriam selfies de seus ídolos. Fãs jogam celulares ao palco e ferem artistas: por que isso tem acontecido? Imagine a seguinte situação: Você está no show do seu artista favorito e seu sonho é ter uma selfie com ele. Na tentativa de conseguir essa imagem, você arremessa seu celular no palco para que o cantor ou cantora possa pegar o aparelho e tirar a foto. Mas no momento que você arremessa o celular, o aparelho acerta no rosto do artista. O impacto causa um ferimento e, seu ídolo, precisa ir ao hospital e leva três pontos. A situação descrita tem se tornado bastante comum nas apresentações musicais. Gusttavo Lima, Hugo (dupla sertaneja de Guilherme), Leo Santana e Bebe Rexha foram algumas das vítimas. Na última semana, inclusive, a cantora expulsou uma pessoa que lançou um objeto no palco durante seu show. Há exatamente um ano, ela precisava tomar pontos no supercílio ao ser atingida por um celular. Entenda por que os fãs fazem isso e saiba o que pode acontecer tanto com o artista, se for atingido, quanto com o fã, se for denunciado: Bebe Rexha e Hugo, dupla de Guilherme, mostram ferimentos no rosto após serem atingidos por celulares durante show Reprodução/Instagram Por que os fãs arremessam seus celulares nos palcos? A intenção do fã que arremessa o celular no palco é que o artista pegue o aparelho e faça uma selfie com ele aparecendo ao fundo. A psicóloga Juliana Chiavassa, professora da Unipac, explica ao g1 que a ação de jogar qualquer coisa no palco é a evolução do que já era feito no passado, quando os fãs jogavam cartas gigantes para os artistas, na tentativa de chamar a atenção. "No passado era comum jogar no palco cartas quilométricas com declarações, mas isso foi se tornando tão comum que parou de chamar a atenção das celebridades. Se o que a pessoa deseja é ser notada, ela tentará encontrar uma maneira disso acontecer, ainda que não seja por um bom motivo. Não sei se chamaria essa pessoa de fã, mas de alguém que quer visibilidade durante a apresentação a qualquer custo, muitas vezes, por puro ego", afirma Juliana. No caso específico do celular, que é o que tem mais machucado artistas, ela faz uma comparação com os pedidos de autógrafos no passado. "Há alguns anos, a maneira de comprovar que esteve perto de um artista era o autógrafo. Hoje é a foto, que é postada quase que instantaneamente. A visibilidade se sobrepõe a segurança nesse momento. Uma pessoa que vai a um show, tem algum tipo de contato com uma celebridade, mas não consegue mostrar e comprovar isso para as outras pessoas, pode se sentir muitas vezes frustrada, como se aquele momento não tivesse tido valor", explica. "Enquanto seres humanos, precisamos do olhar e da validação do outro, mas as redes sociais ampliaram muito essa necessidade." "Há quem assista aos shows pela tela do celular, filmando e compartilhando tudo o que acontece. A foto com o artista seria o auge desse momento, fazendo com que valha à pena correr o risco de machucar ou de perder o celular." Qual o impacto do aparelho no rosto do artista? Leo Santana é atingido por celular nas partes íntimas durante show Reprodução/Instagram Artur Neto, professor de física do ProRaiz Sistema de Ensino, explica que um celular ou uma garrafa d’agua atirados por uma pessoa comum (que não seja um atleta), pode atingir uma velocidade de 20km/h a 50km/h. Essa velocidade vai depender de alguns fatores, como a força da pessoa que fez o arremesso e a distância em que ela estava. O impacto no rosto do artista é infinitamente menor do que se ele fosse golpeado por um boxeador. "No entanto, no caso do celular, embora o impacto seja menor, o aparelho possui pontas, tela e é produzido com material rígido. Portanto, a anatomia do aparelho pode causar cortes profundos ou lesões um pouco mais sérias. Em caso de contato com a quina, por exemplo, há uma pressão maior no rosto, já que a força do contato é aplicada em uma área bem pequena", explica o professor. "O caso da garrafa é um pouco diferente, já que a água pode absorver um pouco do impacto e o plástico é um material mais maleável. Mesmo assim, a ponta e a tampa da garrafa, que são estruturas mais rígidas, podem causar lesões em caso de choque. O risco sempre existe." Posso responder criminalmente por jogar meu celular no palco? Gusttavo Lima é atingido por celular Reprodução Mayra Cardozo, sócia da Martins Cardozo Advogados e especialista em Direitos Humanos e Penal, explica que se o artista for atingido, quem atirou o objeto pode responder pelo crime de lesão corporal culposa (quando não há intensão de lesionar). A pena para esse caso é de 2 meses a 1 ano de detenção. Se ficar comprovado que o arremesso de qualquer objeto ao palco tinha o objetivo de machucar o artista de verdade, a situação fica ainda pior. A acusação de lesão corporal passa a ser dolosa e a pena pode ser de 3 meses a 8 anos de prisão, a depender se ela foi enquadrada como leve, grave ou gravíssima. A advogada Fernanda Scolari Vieira, fundadora da FSV Advogados, destaca outro ponto. Além da esfera criminal, o fã pode ser acionado judicialmente na esfera cível. "Na esfera cível poderá ser o fã compelido a reparar eventuais danos que causar no palco, na estrutura, em outras pessoas." Veja Mais

PETRAGLIA OU EURICO? A RESPOSTA VAI TE SURPREENDER! | Paulo Miranda e Fausto Carvalho - Resenha ESPN

PETRAGLIA OU EURICO? A RESPOSTA VAI TE SURPREENDER! | Paulo Miranda e Fausto Carvalho - Resenha ESPN

Fox Sports Brasil Todo o esporte AO VIVO da ESPN disponível no Disney+! http://dis.la/ESPNenDisneyPlus_YT_BR E o melhor do jornalismo esportivo, com vídeos e notícias exclusivas, você acompanha no https://www.espn.com.br/ #AthleticoPR #Vasco #Flamengo Veja Mais

Trump foi alvo de um francoatirador, diz Serviço Secreto; veja o que se sabe e imagens do atendado

Valor Econômico - Finanças O porta-voz do Serviço Secreto dos Estados Unidos... Veja Mais

Trump diz que bala teria perfurado parte superior de sua orelha

Valor Econômico - Finanças Trump também ofereceu condolências à família de um... Veja Mais

Joe Biden repudia atentado contra ex-presidente Trump durante comício

Valor Econômico - Finanças Presidente americano disse, no X, que "não há luga... Veja Mais

Mega-Sena, concurso 2.748: prêmio acumula e vai a R$ 21 milhões

G1 Economia Veja os números sorteados: 19 - 52 - 46 - 50 - 43 - 32 Aposta única da Mega-Sena custa R$ 5 e apostas podem ser feitas até as 19h do dia do sorteio Marcelo Brandt/G1 O sorteio do concurso 2.748 da Mega-Sena foi realizado na noite deste sábado (13), em São Paulo. O prêmio total para quem acertar as seis dezenas é de R$ 14.674.301,01. Veja os números sorteados: 19 - 52 - 46 - 50 - 43 - 32 5 acertos - 41 apostas ganhadoras: R$ 80.512,78 4 acertos - 2.911 apostas ganhadoras: R$ 1.619,97 Clique aqui para seguir o canal de Loterias do g1 no WhatsApp O próximo sorteio da Mega será na terça-feira (16). Mega-Sena, concurso 2.748 Reprodução/Caixa Entenda como funciona a Mega-Sena e qual a probabilidade de ganhar o prêmio Para apostar na Mega-Sena As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal — acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito. Probabilidades A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, que custa R$ 5, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa. Veja Mais

Guru fitness Richard Simmons morre aos 76 anos, diz imprensa americana

G1 Pop & Arte Instrutor de ginástica foi encontrado inconsciente em sua casa na manhã deste sábado (13), e a polícia de Los Angeles foi chamada. Richard Simmons richardsimmons.com/Reprodução O guru fitness Richard Simmons morreu aos 76 anos neste sábado (13), relataram vários meios de comunicação, incluindo ABC News e TMZ. Ele havia feito aniversário nesta sexta-feira (12). De acordo com a imprensa americana, ele foi encontrado inconsciente por sua governanta pela manhã e a polícia de Los Angeles foi chamada. O TMZ relatou que a polícia estava tratando o caso como morte natural. A polícia de Los Angeles disse que não podia confirmar a morte de Simmons. Conhecido por suas videoaulas de ginástica em DVDs e fitas cassete, o instrutor já ajudou milhões de homens e mulheres a perderem peso, segundo o seu site. Em março deste ano, ele revelou em uma série de postagens nas redes sociais que havia sido diagnosticado com câncer de pele. Simmons, que cresceu no bairro francês de Nova Orleans antes de se estabelecer na Califórnia, pesava 121,56 kg quando se formou no ensino médio. Sua própria história de luta para perder peso, na qual ele tentou de tudo, desde dietas da moda até laxantes, antes de decidir fazer exercícios e escolher um estilo de vida melhor, inspirou milhões de pessoas a fazerem o mesmo. Veja Mais

STF autoriza depoimentos de Rivaldo e Brazão na Câmara dos Deputados

Valor Econômico - Finanças As audiências de oitivas vão acontecer por videoco... Veja Mais

Governo Milei anuncia venda de dólares no câmbio paralelo argentino

Valor Econômico - Finanças País busca conter a diferença entre a taxa de câmb... Veja Mais

Galaxy M55s e Xiaomi HyperOS 2.0 em desenvolvimento, Redmi 13 5G lançado e mais | Plantão TC

tudo celular O Plantão TC desta semana deve destacar o lançamento do Redmi 13 5G, bem como os preparativos para a chegada do Samsung Galaxy M55s. Além disso, tem também o WhatsApp liberando um recurso para... Veja Mais

Veja como está o elenco de Need for Speed Most Wanted atualmente

Veja como está o elenco de Need for Speed Most Wanted atualmente

Tecmundo Need for Speed Most Wanted, jogo da série de corrida da EA lançado em 2005, foi um dos mais marcantes da franquia. E um dos motivos é ele contar com uma história envolvente, e com a presença de atores reais, o que dá ainda mais um ar de filme ao game. E quase 20 anos depois, muita gente se pergunta onde e como estão os principais atores e atrizes que interpretaram os personagens do jogo. E hoje o Voxel mostra como está o elenco de Need for Speed Most Wanted atualmente. Confira! Leia mais... Veja Mais

Operador do sistema elétrico pede que térmicas se preparem para período seco

Valor Econômico - Finanças A preparação envolve a reprogramação de manutençõe... Veja Mais

CapCut irá acabar com armazenamento gratuito na nuvem

tudo celular Aplicativo começou a notificar usuários sobre a mudança que também atingirá o Brasil Veja Mais

BYD planeja segunda fábrica de elétricos na América do Sul

tudo celular BYD planeja mais uma fábrica para solo sul-americano; confira os detalhes! Veja Mais

Microsoft e Nokia sofrem vazamento de dados de funcionários

canaltech Nesta semana, a Microsoft e a Nokia sofreram um vazamento de dados de milhares de funcionários. As informações foram disseminadas por um hacker chamado 888, em uma plataforma de crimes cibernéticos chamada Breach Forums. O próprio autor da publicação alegou que os dados foram obtidos por meio de empresas terceirizadas. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Dados de 30 milhões de usuários Microsoft podem ter sido roubados; empresa nega Isso quer dizer que os servidores da Microsoft e da Nokia não foram violados ou acessados ??diretamente. Ao todo, o arquivo compartilhado pelo hacker contém dados de mais de 7.258 funcionários da Nokia e 2.047 funcionários da Microsoft. Nenhuma senha ou dado financeiro foi compartilhado, então o impacto não foi tão severo para as vítimas. No entanto, as informações vazadas podem ser exploradas para várias atividades maliciosas, como roubo de identidade ou ataques de phishing. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Os dados variam entre junho de 2022 e fevereiro de 2023, mas não ficou claro se estão relacionados a funcionários atuais ou antigos. O que tem nos arquivos? Os arquivos compartilhados pelo hacker 888 possuem informações específicas desses funcionários, como: Cargo Nome completo Nome da empresa Localização (país e estado) Números de telefone Endereços de e-mail Os vazamentos de dados são uma grande preocupação dos especialistas em cibersegurança. Para se ter uma noção, em janeiro desde ano aconteceu o maior vazamento de dados da história, com 26 bilhões de registros de usuários de todo o mundo.  Vazamento de dados de funcionários da Microsoft e da Nokia (Imagem: Reprodução/Breach Forums/Hack Read) Embora esse caso atual da Microsoft e da Nokia não tenha sido tão sensível, também é digno de preocupação. Onde está o perigo? Os nomes, e-mails e telefones podem ser usadas por criminosos para fraudes financeiras, onde contas bancárias são abertas ou empréstimos são feitos em nome da vítima. Os criminosos também podem criar perfis falsos nas redes sociais ou em plataformas profissionais, utilizando as informações vazadas para enganar outras pessoas ou empresas. Com o vazamento de dados, os funcionários da Nokia e da Microsoft também ficam vulneráveis a mensagens de phishing altamente direcionadas que parecem legítimas, na tentativa de obter mais informações sensíveis ou induzir a clicar em links maliciosos. Mas o perigo vai além: as informações ainda podem ser usados para criar ofertas de emprego falsas, atraindo vítimas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cubo mágico completa 50 anos e ganha comemoração no YouTube ???? TEM CUPOM | Galaxy S23 está muito barato com desconto do Canaltech! BYD já negocia construção de 2ª fábrica na América do Sul China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Veja Mais

Steam: veja os melhores jogos para PC em promoção com até 90% de desconto!

Steam: veja os melhores jogos para PC em promoção com até 90% de desconto!

Tecmundo Ei, psiu! Você aí, PC Gamer!! É hora de dar uma paradinha para relaxar e conferir a nossa seleção semanal com alguns dos melhores jogos para PC com desconto na Steam! Mantendo nossa tradição, listamos vários jogos para PC disponíveis na loja da Valve bem baratinhos, com até 90% de desconto, para você se divertir ao máximo gastando o mínimo.Entre as principais ofertas de jogos na Steam desta semana temos temos a trilogia reboot de Tomb Raider, os quatro primeiros títulos da série Trine, Dragon Ball FighterZ, Call of Cthulhu e AER Memories of Old que está custando apenas R$ 2,79.Leia mais... Veja Mais

Em livro de memórias, autora russa usa e critica uma tendência literária inflacionada

Valor Econômico - Finanças ‘Em memória da memória’, de Maria Stepánova, combi... Veja Mais

WAAW by Alok participa do Sana 2024 com Super Live, apoio a projeto Geek Ação e mais

tudo celular A empresa ainda fará o sorteio de uma caixa de som e outros itens ao longo do evento Veja Mais

Max em julho tem Godzilla e Kong: Novo Império, Franjinha e Milena e muito mais

canaltech Julho promete ser um mês bastante agitado na Max. Sua longa lista de lançamentos vai desde produções originais do streaming, como Muquiranas Brasil, versão tupiniquim do famoso reality show, até a chegada de títulos já bastante aclamados, como Cidade de Deus e Godzilla e Kong: O Novo Império. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Max | O que muda de verdade com a chegada do streaming ao Brasil? O filme protagonizado pelos dois monstros destruidores, inclusive, é um dos destaques do mês. Lançado no começo deste ano, Godzilla e Kong: O Novo Império é o quinto filme da franquia MonsterVerse a chegar nos cinemas e, até o momento, terceiro filme de maior bilheteria de 2024, tendo arrecadado US$ 570 milhões. Outra importante novidade da Max em julho é a estreia da segunda temporada de Franjinha e Milena: Em Busca da Ciência. Em uma leva de mais oito episódios, os melhores amigos, ao lado do cãozinho Bidu e agora do colega Dudu, decidem desenvolver uma biosfera para a vida em Marte, o que os leva a aprender muito mais sobre o próprio bairro do Limoeiro. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Franjinha e Milena: Em Busca da Ciência estreia em julho sua segunda temporada na Max (Imagem: Divulgação/Max) Por fim, para quem gosta de reality shows, chega também em julho na Max, Muquiranas Brasil, versão nacional do famoso programa da Discovery. Assim como no título original, a versão brasileira mostrará 14 pessoas obcecadas em economizar dinheiro e seus hábitos, nem sempre muito saudáveis, de atingir esse objetivo. Confira abaixo essas e outras novidades que chegam durante o mês na plataforma. Cansado de perder tempo procurando preços baixos? Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções no seu celular! Todos os lançamentos que chegam em julho na Max 01/07 Não É Você, Sou Eu Febre do Ouro: Caçadores de Riquezas - Temporada 1 02/07 Mexicânicos: 10 anos - Reality 03/04 As Meninas Superpoderosas: O Filme Paulistão Feminino 2024 - Fase de Grupos Mad Max: Sob a cúpula do Trovão Mad Max: Além da Cúpula do Trovão John Wick Tempero Fatal: Um Mistério de Hannah Swensen Construções no Alasca - Temporada 8 Desaparecidos - Temporada 11 Comidas Reconfortantes com Zoë François Sabores da Fazenda com Molly - Temporada 8 Grandes Chefs: Torneio Dos Campeões - Temporada 4 Restaurando Casas com Dave e Jenny   04/07 Godzilla e Kong: O Novo Império Conan O’Brien Must Go   06/07 Hard Knocks: Offseason With The New York Giants - Série Puppy Bowl XVI 07/07 Paulistão Feminino 2024 - Fase de Grupos Reforma na Montanha: A Competição 08/07 Franjinha e Milena: Em Busca da Ciência - Temporada 2 Monster Hammerheads: Killer Instinct Largados e Pelados - Temporada 10 Shark Week: 35th Anniversary Special Tubarões na Praia   09/07 Tubarões da Flórida: Sangue nas Águas Megalodonte Vs Tubarão-branco Tubarões e Cocaína 10/07 Quad Gods Lego Scooby-Doo! Terror com O Cavaleiro Negro - Série Tubarões Pré-Históricos: Novos Mundos Tubarões Brancos: Frenesi Alimentar Makomania: Battle for California Texas Metal - Temporada 4 11/07 MegaTubarões: Recifes Perigosos Shark Week: Great White Fight Club Tropic Jaws Adolescentes: Tortura e Abuso 12/07 Esquema de Risco: Operação Fortune Quando os sinos tocam Tubarão-Mako: Sangue nas Águas Air Jaws: Battle for the Souther Seas Raiders of the Lost Shark As Matriarcas Do Crime   13/07 O Tubarão Serial Killer Shark Week: Monsters of the Bermuda Triangle 14/07 As Múmias e o Anel Perdido Garotas Malvadas - Temporada 2 16/07 Expedição Amazônia 17/07 Febre Espacial - Documentário Pure Country: Coração Puro - Série A Rainha dos Condenados Birthright: Outlaw Perseguição com John Walsh Além da Aparência Especial: R. Kelly Além da Aparência Especial: Chris Watts Além das Aparências: O Assassinato de Caroline Crouch 18/07 A Sombra do Comandante - Documentário Muquiranas Brasil All American: Novos Começos - Temporada 3   19/07 Love Lies Bleeding - O Amor Sangra A Sala dos Professores Vamos Mandy! No Olho da Tempestade Mansão das MILFs - Temporada 2 24 em 24: O Último Chef em Pé 21/07 90 Dias para Casar: Do Outro Lado, com Miá Mello e Leandro Ramos 90 Dias para Casar - Temporada 10 22/07 Poliamor: A Próxima Esposa - Temporada 5 24/07 Dodo - Temporada 1 People Magazine: Sobrevivendo a um Serial Killer - Temporada 1 Irmãos à Obra ao Resgate 25/07 Casa Grande - Temporada 1 Construções Remotas - Temporada 8 26/07 Um Estranho no Bosque Cidade de Deus – O Filme O Amor e Suas Surpresas Dodo - Temporada 2 Playboy: Fama e Morte - Temporada 5   27/07 Em Busca da Casa Perfeita: Mundo - Temporada 172 Em algum momento de julho: Homem-Pipa: Já É! - Série Batman vs. As Tartarugas Ninjas Lanterna Verde: Cuidado Com Meu Poder Little Baby Bum - Temporada 2 Care Bears Special: The Star of a Thousand Wishes Pocoyó - Temporada 5 O Mundo de Greg - Temporada 6 Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cientistas identificam origem do lúpus e possível tratamento Casamento às Cegas 4 | Netflix se pronuncia sobre denúncia de abuso Divertida Mente 2 se torna o maior filme da história da Pixar Superman traz de volta amado traje nostálgico em nova HQ Veja Mais

Destaques da NASA: estrelas, nebulosas e + nas fotos astronômicas da semana

canaltech Que tal conferir as mais recentes fotos destacadas pela NASA no site Astronomy Picture of the Day? Os astros desta semana foram as nuvens diversas que apareceram por aqui. Uma das fotos foi feita por Andy Ermolli, e mostra um trio de nebulosas em direção à constelação de Sagitário. O outro clique traz Jones-Emberson 1, uma nebulosa planetária.  Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Falcon 9, da SpaceX, sofre falha catastrófica em lançamento da Starlink Não pense que os destaques da semana incluem só as nuvens cósmicas. Também apareceram fotos de nuvens noctilucentes e iridescentes, que fascinaram fotógrafos e observadores com suas cores. Ainda, você vai encontrar fotos de aglomerados estelares que, como o nome indica, são formados por vastos grupos de estrelas. Saiba mais sobre os objetos nas imagens e não esqueça de conferir a galeria no fim desta matéria! -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- 1. Rosa de Caroline O compilado desta semana começa com o aglomerado estelar NGC 7789, encontrado a 8.000 anos-luz de nós na constelação de Cassiopeia. Este grupo de estrelas é chamado de Rosa de Caroline em homenagem à astrônoma Caroline Herschel, que o descobriu no século XVIII.   2. Nuvens iridescentes Às vezes, as nuvens podem mostrar cores incríveis. É o caso das nuvens iridescentes, um fenômeno relativamente incomum que ocorre na estratosfera, quando surgem pequenas gotas de água com quase o mesmo tamanho. Se o Sol estiver na posição certa, a luz sofre difração nas nuvens feitas destas gotículas, mostrando suas diferentes cores.   3. Exoplanetas  Agora, chegamos a uma ilustração que representa os milhares de exoplanetas já descobertos por missões da NASA e da Agência Espacial Europeia. Estes mundos orbitam estrelas e são variados: alguns se assemelham a Netuno, enquanto outros são mais parecidos com Júpiter. ???? Leia mais: exoplanetas descobertos na foto astronômica de segunda-feira (8) 4. Nuvens noctilucentes Pois é, as nuvens iridescentes não estão sozinhas. Existem também as nuvens noctilucentes, que são para lá de especiais: elas só podem ser vistas pouco antes do Sol nascer ou se pôr. No caso, as nuvens em questão surgiram após o lançamento de um foguete da SpaceX.   5. Trio de nebulosas Outra foto espetacular deste compilado traz o trio de nebulosas na direção da constelação de Sagitário. O clique foi feito por Andy Ermolli, e mostra de uma só vez as nebulosas M8, M20 e NGC 6559, que são berçários estelares encontrados a milhares de anos-luz da Terra.   ???? Leia mais: nebulosas em dose tripla na foto astronômica de quarta-feira (10)   6. Omega Centauri O aglomerado estelar Omega Centauri também apareceu por aqui. Localizado a 15 mil anos-luz da Terra, este é um dos maiores e mais brilhantes aglomerados do tipo globular, mas há algo intrigante neste objeto: ali, existem estrelas de diferentes idades e composições químicas, o que leva os cientistas a pensar que este pode ser o núcleo de uma antiga galáxia devorada pela Via Láctea. ???? Leia mais: aglomerado estelar na foto astronômica de quinta-feira (11)  7. Nebulosa planetária Finalmente, a última foto do compilado desta semana traz Jones-Emberson 1. Trata-se de uma nebulosa planetária, uma nuvem formada pelos últimos suspiros de uma estrela similar ao Sol. Ela está a 1.600 anos-luz da Terra na constelação de Lynx, o Lince.   ???? Leia mais: nebulosa planetária na foto astronômica de sexta-feira (12) Confira a galeria de fotos Aglomerado estelar NGC 7789 encontrado a 8 mil anos-luz da Terra (Massimo Di Fusco) Nuvens madrepérola fotografadas em Ostersund, na Suécia (Goran Strand) Ilustração de alguns dos exoplanetas já descobertos (Martin Vargic, Halcyon Maps) Nuvens noctilucentes vistas sobre a Flórida após o lançamento de um foguete da SpaceX (Pascal Fouquet) Três nebulosas estão nesta imagem da constelação de Sagitário; será que você vai encontrar todas? (Andy Ermolli) Este aglomerado estelar abriga 10 milhões de estrelas muito mais antigas que o Sol (Juergen Stein) A nebulosa planetária Jones-Emberson é feita dos restos de uma estrela parecida com o Sol (Team OURANOS,J.B Auroux, J.C. Mario, M.Guinot, M. Tequi) Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cientistas identificam origem do lúpus e possível tratamento Casamento às Cegas 4 | Netflix se pronuncia sobre denúncia de abuso China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Galaxy S25 Plus prova que existe através de certificação Veja Mais

O ‘acampamento de verão’ para bilionários que reúne as pessoas mais influentes dos EUA

G1 Economia Há quatro décadas, conferência organizada pelo banco de investimento Allen & Company, em Sun Valley, uma cidade turística em Idaho, tornou-se um encontro privado com a participação apenas da elite. Jeff Bezos e Lauren Sanchez em Sun Valley, em Idaho. Getty Images via BBC É um dos encontros mais exclusivos do mundo. No “acampamento de verão dos bilionários”, como a imprensa o batizou, alguns dos mais influentes líderes empresariais e magnatas americanos se reúnem para discutir — a portas fechadas — assuntos de negócios, mas também sobre destino político e econômico do país. Faltando apenas quatro meses para as eleições presidenciais nos Estados Unidos, acredita-se que o intenso debate sobre a candidatura do presidente Joe Biden — depois do seu desempenho questionado no último debate com Donald Trump — seja um dos temas que marcará grande parte das conversas entre os participantes do evento que ocorre nesta semana até este sábado (13). A conferência, organizada pelo banco de investimento Allen & Company em Sun Valley, uma cidade turística em Idaho, tornou-se um encontro privado com a participação apenas da elite da elite desde a sua criação, há quatro décadas. LEIA TAMBÉM Sob pressão de jornalistas durante quase uma hora, Biden mantém candidatura Kamala Harris poderia vencer Trump se substituísse Joe Biden? Primeiro debate entre Biden e Trump tem tom agressivo e troca de ofensas Este ano, chegaram por lá em seus jatos particulares figuras como o fundador da Amazon, Jeff Bezos, o CEO da OpenAI, Sam Altman, o CEO da Apple, Tim Cook, o CEO da Disney, Bob Iger, o CEO da Warner Bros, David Zaslav, Bill Gates, cofundador da Microsoft, a empreendedora de mídia Shari Redstone, além de algumas celebridades como Oprah Winfrey. Sam Altman, diretor executivo da OpenAI. Getty Images via BBC A poucos meses da eleição presidencial A conferência anual, realizada pela primeira vez em 1983, tem sido o berço de grandes acordos comerciais e o local onde os líderes dos principais conglomerados discutem o futuro dos seus negócios, assim como o rumo dos Estados Unidos. Dominados pela presença de titãs da mídia e do entretenimento, ao lado de magnatas da tecnologia, temas como o impacto da inteligência artificial na indústria e o futuro do streaming, assim como o milionário negócio das transmissões esportivas, provavelmente farão parte da agenda. Paralelamente, as eleições presidenciais dos EUA — e os seus efeitos na economia e nas empresas — estarão no centro das conversas. Bob Iger, diretor executivo da Walt Disney Company. Getty Images via BBC Este ano, a conferência acontece poucos dias depois do debate presidencial de 27 de junho, no qual o desempenho do presidente Joe Biden foi duramente questionado, o que levou a apelos de alguns legisladores democratas, doadores e membros do partido para que ele se afastasse em favor de um candidato mais jovem. As dúvidas sobre a capacidade do presidente Biden de governar o país nos próximos quatro anos fizeram com que o assunto dominasse a agenda política americana. Bill Gates, co-fundador de Microsoft. Getty Images via BBC No meio deste debate, é pouco provável, diz a imprensa nacional, que os magnatas do setor da tecnologia e dos meios de comunicação e entretenimento não falem sobre possíveis substitutos de Biden na corrida à Casa Branca e como isso pode afetar o resultado das eleições. O presidente, porém, tem dito repetidas vezes que não tem planos de abandonar a candidatura à reeleição. Um dos pontos-chave que poderá influenciar uma virada na campanha democrata é o peso da opinião dos doadores, alguns dos quais fazem parte integrantes — direta ou indiretamente — do círculo exclusivo reunido em Sun Valley. Tim Cook, diretor executivo da Apple. Getty Images via BBC Falando de negócios A imprensa americana especula que as negociações deste ano incluirão temas como o plano de sucessão de Bob Iger na Disney e as negociações vertiginosas que levaram à fusão da Paramount Global e da Skydance Media. Oprah Winfrey está entre as celebridades presentes no encontro. Getty Images via BBC O futuro da Warner Bros. e da Comcast também seria outra questão relevante, já que a Disney analisa planos de comprar uma parte da Comcast. Nos últimos tempos, as empresas de comunicação social apostam em associar as suas operações de streaming às dos seus concorrentes, para reduzir custos e melhorar a rentabilidade dos negócios, afirmam especialistas do setor. Disney e Warner Bros., por exemplo, estão agrupando Disney+, Hulu e Max, enquanto a Comcast tem um pacote que agrupa Netflix, Apple TV+ e seu próprio serviço Peacock, segundo informou a Bloomberg. David Zaslav, presidente da Warner Bros Discovery, cujo futuro é alvo de questões. Getty Images via BBC Os direitos de transmissão são outro dos grandes negócios que devem estar presentes em Sun Valley. A National Basketball Association (NBA), por exemplo, está negociando um acordo potencial de US$ 76 bilhões, por 11 anos, com a Disney, a Comcast e a Amazon. Com essas e outras questões em cima da mesa, o que for discutido em Sun Valley terá um grande impacto comercial. E as conversas nos bastidores sobre o futuro político do país também poderão fornecer sinais sobre o estado de espírito no setor empresarial antes das eleições de novembro. O empresário e político Michael Bloomberg, junto com Sheryl Sandberg, ex-diretora de operações da Meta Platforms e do Facebook. Getty Images via BBC Biden diz que está em boa forma e que fará novo exame se for necessário Veja Mais

Meta remove restrições das contas de Trump no Facebook e Instagram

Valor Econômico - Finanças Às vésperas das convenções dos partidos para escol... Veja Mais

Sucesso! CMF Phone (1) vendeu mais de 100 mil unidades em 3 horas, segundo Nothing

tudo celular Cofundador da fabricante celebrou sucesso de vendas nas redes sociais: "É simplesmente surreal." Veja Mais

GRAMADOS E PUNIÇÕES AOS JOGADORES NA BRIGA PÓS-JOGO: MARCELO BIELSA CRITICA | DEPOIS DO JOGO

GRAMADOS E PUNIÇÕES AOS JOGADORES NA BRIGA PÓS-JOGO: MARCELO BIELSA CRITICA | DEPOIS DO JOGO

Band Sports Inscreva-se no nosso canal para ficar por dentro de todas as novidades do BandSports! Nos siga tambe?m nas redes sociais: Instagram: https://www.instagram.com/bandsports Twitter: https://twitter.com/bandsports Facebook: https://www.facebook.com/BandSportsTV Veja Mais

DEYVINHO VOLTOU! #Shorts | @CuiabaEC

DEYVINHO VOLTOU! #Shorts | @CuiabaEC

Fox Sports Brasil Todo o esporte AO VIVO da ESPN disponível no Disney+! http://dis.la/ESPNenDisneyPlus_YT_BR E o melhor do jornalismo esportivo, com vídeos e notícias exclusivas, você acompanha no https://www.espn.com.br/ #deyverson #cuiaba #coutinho Veja Mais

Líderes globais lamentam atentado contra Trump; veja repercussão

Valor Econômico - Finanças O republicano foi retirado às pressas do palco de... Veja Mais

Líderes democratas e republicanos condenam qualquer tipo de violência política

Valor Econômico - Finanças Autoridades se manifestaram após ataque contra can... Veja Mais

Trump sofre atentado durante comício de campanha na Pensilvânia, nos EUA

Valor Econômico - Finanças Ex-presidente americano foi atingido de raspão por... Veja Mais

Gladiador 2: o Coliseu realmente era inundado para batalhas navais?

Gladiador 2: o Coliseu realmente era inundado para batalhas navais?

Tecmundo Lançado na última terça-feira (9) pela Paramount Pictures, o primeiro trailer de Gladiador 2 mostrou que o filme vai ter batalhas ainda mais grandiosas do que seu antecessor. Contando a história de Lucius (Joseph Quinn), o filme vai acompanhar a história de um guerreiro que vai usar seu sucesso nas arenas para desafiar o líder de um império decadente.Entre os elementos que se destacaram no material promocional está uma batalha contra um rinoceronte e um momento no qual o Coliseu é inundado para que um grande confronto naval aconteça. Mas será que isso é algo que saiu da mente do diretor Ridley Scott ou a situação realmente aconteceu no mundo real?Leia mais... Veja Mais

Site e app do Bradesco ficam instáveis e clientes reclamam nas redes sociais

Valor Econômico - Finanças O banco afirmou que "o aplicativo apresentou breve... Veja Mais

O que é um dark post no Instagram?

canaltech O dark post é um tipo de anúncio patrocinado que não é exibido no feed principal da conta que o veicula. A medida existe nas principais redes sociais do mercado, incluindo Facebook, Instagram e TikTok, e funciona como uma opção para atingir um público específico, sem considerar toda a audiência de uma marca ou influencer. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Como entender os dados do Instagram Insights S3xo e m*rte | Por que as pessoas estão escrevendo em código no Instagram? A prática não é ilegal e, caso seja bem planejada, pode ajudar a aumentar o alcance de um perfil com diferentes variações. Por outro lado, também existem casos de contas que usam os dark posts para ocultar conteúdos polêmicos do feed e evitar repercussões negativas. Como funciona o dark post? Essa publicação pode ser feita a partir do gerenciador de anúncios da Meta: na hora de publicar um conteúdo por lá, o administrador da conta pode optar por usar a publicação somente para um anúncio e não levá-la ao feed. É uma estratégia diferente de selecionar um post já existente e impulsioná-lo, por exemplo. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Existem várias situações de uso: um artista ou grupo musical pode divulgar uma apresentação apenas para pessoas que vivem em determinada área, uma loja pode apresentar um produto a um público específico, e por aí vai. A análise das métricas permite identificar o impacto do anúncio para uma audiência segmentada. Prós e contras Uma das principais vantagens do dark post é a segmentação. De acordo com a especialista em redes sociais Fernanda Musardo, direcionar um anúncio para um determinado público pode tornar uma campanha mais assertiva, sem atrapalhar o planejamento de posts orgânicos de uma marca. “Como será uma mídia (post) utilizada exclusivamente para uma campanha paga, o conteúdo do dark post em si não fica registrado no feed. Isso possibilita criar promoções exclusivas e comunicar com nichos sem que isso impacte nas estratégias e direcionamentos públicos e dos conteúdos orgânicos”, comenta. Dark posts são publicações veiculadas fora do feed de uma conta (Imagem: Kerde Severin/Pexels) O problema ocorre quando influenciadores usam esse recurso para publicar conteúdos tendenciosos ou com poucas informações claras. Existem relatos de perfis que usam os dark posts para promover rifas, casas de apostas ou jogos de azar, mas deixam essas informações fora do feed principal como uma forma de escapar de polêmicas ou críticas.  “Como o conteúdo não é exibido para todos os públicos, o usuário pode desconfiar de alguma informação ou promoção”, explica Fernanda Musardo.  “Pense que a pessoa vê uma promoção específica, resolve pesquisar um pouco mais da marca, e ao entrar nas contas percebe que o conteúdo não existe e não há referência sobre o assunto. Isso pode gerar uma certa dúvida com a promoção e ainda comprometer a credibilidade da marca, dependendo do viés da comunicação do post”, completa. Caso você trabalhe com o Instagram, pode conferir algumas dicas para crescer na rede social. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cubo mágico completa 50 anos e ganha comemoração no YouTube ???? TEM CUPOM | Galaxy S23 está muito barato com desconto do Canaltech! BYD já negocia construção de 2ª fábrica na América do Sul China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Veja Mais

Os números negativos de 2023 da Unigel publicados com atraso reafirmam crise financeira

Valor Econômico - Finanças Petroquímica em reestruturação teve prejuízo de R$... Veja Mais

TC Gamer: Top 10 melhor jogo de corrida para Android e iOS

tudo celular Confira a nossa lista dos 15 melhores jogos de corrida para Android e iOS. Veja Mais

Canadá discute a imposição de barreiras à importação de carros da China

Valor Econômico - Finanças Ministra das Finanças canadense acusou os chineses... Veja Mais

O que acontece no final de Vikings Valhalla? Entenda desfecho da série

O que acontece no final de Vikings Valhalla? Entenda desfecho da série

Tecmundo Lançada na quinta-feira (11) pela Netflix, a terceira temporada de Vikings: Valhalla trouxe um desfecho às aventuras de Leif, Harald e Freydís após diversos combates sangrentos e aventuras. Em seus últimos oito episódios, a produção também apresentou novos rostos e permitiu conhecer mais cenários inspirados pelo Século XI.Embora os protagonistas tenham ficado separados a maior parte do tempo, os roteiros da série comandada por Jeb Stuart fizeram com que eles voltassem a se unir nos episódios finais. Tudo isso resultou em um último grande confronto, no qual suas alianças e amizade se mostraram o elemento definidor.Leia mais... Veja Mais

Após uma década, Google encerra suporte ao Android Lollipop

Após uma década, Google encerra suporte ao Android Lollipop

Tecmundo O Google encerrou de forma oficial o suporte ao Android Lollipop. Isso significa que a versão 5.0 do sistema operacional móvel, que foi lançada oficialmente em novembro de 2014, não terá mais qualquer tipo de supervisão, atualização ou correção por parte da companhia.Na prática, isso acontece porque o Google Play Services deixará de ser atualizado nos dispositivos. Esse é o serviço que faz vários recursos do próprio telefone continuarem funcionando, como os apps nativos e outras ferramentas básicas.Leia mais... Veja Mais

Claudya celebra a ginga brasileira, com apurado senso rítmico, na volta ao Rio

G1 Pop & Arte Ausente há dez anos dos palcos da cidade natal, artista faz bom show em que revive álbum de 1973 e canta o repertório de Sérgio Mendes em 1966. Claudya no palco do Dolores Club com o guitarrista Thiago Pimentel Rodrigo Goffredo Resenha de show Título: Deixa eu dizer Artista: Claudya Local: Dolores Club (Rio de Janeiro, RJ) Data: 11 de julho de 2024 Cotação: ? ? ? 1/2 ? Cantora carioca que entrou em cena na adolescência como crooner, quando morava em Juiz de Fora (MG), Claudya foi projetada nacionalmente a partir de 1965 quando, já radicada em São Paulo (SP), começou a cantar no programa O fino da bossa, atração popular da TV Record. Desde então, Claudya seguiu trajetória oscilante que lhe rendeu pico de popularidade na década de 1980 quando protagonizou o musical de teatro Evita (1983). Foi por isso que, ao fim do show Deixa eu dizer, apresentado por Claudya no carioca Dolores Club na noite de quinta-feira, 11 de junho, boa parte do público gritou “Evita! Evita!” com a intenção de que a artista entoasse a canção Don't cry for me, Argentina (Andrew Lloyd Webber e Tim Rice, 1978), principal tema da trilha sonora do musical. Os pedidos foram em vão. Na volta aos palcos da cidade natal, após dez anos, Claudya se manteve inteiramente fiel ao conceito do show Deixa eu dizer, cujo roteiro foi calcado na celebração do álbum homônimo de 1973 e em homenagem ao pianista fluminense Sergio Mendes, reverenciado pela artista no projeto Claudya 66, gravado em estúdio de São Paulo (SP). Evita à parte, cabe lembrar que Claudya viveu um primeiro momento de auge artístico entre 1970 e 1973, período em que lançou três bons álbuns pela gravadora Odeon, com destaque justamente para o terceiro, Deixa eu dizer (1973), disco do qual Marcelo D2 sampleou a faixa-título na gravação da música Desabafo (2008), ação que fez o canto de Claudya ser descoberto por novas gerações. Produzido por Renato Corrêa, presente na plateia do Dolores Club, o disco de 1973 foi o mote da primeira metade do roteiro de 16 músicas. Já na primeira música, o samba Chega de saudade (Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes, 1958), ficou evidente o único problema do show: os pedidos recorrentes da artista para que o público cantasse com ela, o que às vezes gerou clima de churrascaria incondizente com o porte de cantora como Claudya, dona de técnica refinada. Aos 76 anos, festejados em 10 de maio, Claudya se confirmou afinada e com apurado senso rítmico, evidenciado sobretudo quando a intérprete caiu com desenvoltura no suingue do samba-rock Só que deram zero pro Bedeu (Luís Vagner, 1973), do Samba de uma nota só (Antonio Carlos Jobim e Newton Mendonça, 1959) e de Tim dom dom (João Mello e Codó, 1963). Esse sambalanço foi gravado por Sergio Mendes no álbum Herp Albert presents Sergio Mendes & Brazil’66 (1966), mote do tributo da cantora ao pianista que reprocessou a ginga brasileira para os gringos e a exportou para os Estados Unidos, estourando em escala mundial o samba esquema novo Mas que nada (Jorge Ben Jor, 1962), número feito já no fim do show de Claudya – aí sim com apropriado coro do público – antes do arremate com o samba Deixa eu dizer (Ivan Lins e Ronaldo Monteiro de Souza, 1973) e do surpreendente bis com Day tripper (John Lennon e Paul McCartney, 1955), canção dos Beatles gravada por Mendes no álbum de 1966 celebrado por Claudya na segunda metade do show. Do antológico disco de Mendes, a cantora também rebobinou Slow hot wind (Henry Mancini e Norman Gimbel, 1964) em registro classudo que se tornou um dos pontos mais altos do show. O samba-canção Você não sabe amar (Dorival Caymmi, Carlos Guinle e Hugo Lima, 1950) também reapareceu em tempo de delicadeza condizente com o traço modernista da obra de Dorival Caymmi (1914 – 2008), de quem Claudya ainda reviveu João Valentão (1953). Se a lembrança do samba Com mais de 30 (Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle, 1970) soou como xerox pálida do registro original da própria Claudya, evidenciando a caduquice de letra que somente fazia sentido na era hippie, o blues Noite de verão (Claudya e Raul Telles, 1973) aumentou a temperatura do show enquanto Garra (Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle, 1971) expôs a sintonia jazzística entre a cantora, o pianista Alexandre Vianna e o guitarrista Thiago Pimentel. Já Esse cara (Caetano Veloso, 1972) se ressentiu da ausência de sensualidade na interpretação da artista, deixando no ar a sensação de que a canção estará para sempre atrelada ao canto de Maria Bethânia, intérprete original da música. No todo, Claudya fez bom show, elegante, com repertório irretocável, ainda que determinadas músicas tenham se afinado mais com a voz maturada da cantora do que outras. Veja Mais

MME abre consulta pública sobre licenciamento ambiental do setor de óleo e gás

Valor Econômico - Finanças A divulgação do ministério surge enquanto petrolei... Veja Mais

3 diferenças entre o BMW X2/iX2 e o X1/iX1

canaltech A segunda geração do BMW X2 chegou recentemente ao Brasil e trouxe com ela a inédita versão elétrica do SUV coupé, batizada de iX2. Ambos os modelos engrossam o portfólio da marca alemã e se posicionam acima dos “irmãos menores”, X1 e iX1. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Preview BMW X2 e BMW iX2 | Idênticos no design e gigantes no desempenho Se o excesso de números e letras utilizados pela alemã confundiu sua cabeça, não se preocupe. O Canaltech montou uma lista que vai pontuar quais são as principais diferenças entre os BMW X1 e iX1, que já rodavam por aqui, e os novos X2 e iX2. 3. Design A primeira e, talvez, principal diferença entre os BMW X1 e iX1 com os novos X2 e iX2 é o design. A nova geração dos modelos apresentados pela montadora alemã não é mais formada por carros completamente independentes em relação aos outros membros da família. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Modelos X1 e iX1 (acima) são SUVs clássicos, e X2 e iX2, SUVs coupés (Imagens: Felipe Ribeiro e Paulo Amaral/Canaltech) Agora é possível afirmar que os BMW X2 e iX2 são as versões coupé dos modelos X1 e iX1. Os “toques de hatch” da primeira geração não existem mais e, agora, fica clara a linha SUV coupé, com caimento acentuado do teto na traseira, a partir da coluna C (estilo Fastback), novos faróis e lanternas diferenciadas. 2, Dimensões A segunda diferença entre os modelos X1 e iX1 e os novos X2 e iX2 está nas dimensões dos SUVs da BMW. Os recém-chegados são maiores no comprimento, mas menores na altura por conta do caimento do teto. Na largura e no entre-eixos, porém, as medidas são as mesmas para os quatro carros. O novo BMW X2 está com entre-eixos 2,2 cm maior que a geração anterior. Com isso, tanto ele quanto o inédito iX2 medem 4.554 mm de comprimento x 1.845 mm de largura x 1.560 mm de altura e 2.692 mm de entre-eixos. Os integrantes da família X1, por sua vez, medem 4.550 mm x 1.845 mm x 1.642 mm x 2.692 mm. BMW X1 é menor no comprimento, mas mais alto que o X2 e que o iX2 (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech) 1. Motorização Os modelos também se diferenciam no que diz respeito à motorização. No caso do X1, SUV a combustão da linha, há uma versão dotada de um propulsor 1.5 turbo de 156 cv, chamada SDrive18i que não chegou no X2. O novo SUV coupé oferece apenas o 2.0 turbo de ciclo Miller (também presente em outra versão do X1), que oferece 204 cv de potência e 30,6 kgf/m de torque, além do conhecido câmbio automático de 7 marchas. Motor do X2 à venda no Brasil é o 2.0 de 204 cv, mas o X1 também tem versão com 1.5 turbo (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech) As variantes elétricas, iX1 e iX2, também são diferentes nesse quesito. O SUV tradicional à venda por aqui tem dois propulsores, um de 190 cv e 25,2 kgf/m no eixo traseiro e outro de mesma potência e torque no dianteiro, que rendem em conjunto (e não somados) 313 cv e 50,4 kgf/m. O iX2 também tem dois motores e o mesmo torque, mas a potência combinada é de 306 cv. E aí: gostou mais da família formada pelo X1 e pelo iX1 ou pelos novos X2 e iX2? Comente conosco qual, ou quais seus favoritos em nossas redes sociais. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cientistas identificam origem do lúpus e possível tratamento Casamento às Cegas 4 | Netflix se pronuncia sobre denúncia de abuso Divertida Mente 2 se torna o maior filme da história da Pixar Superman traz de volta amado traje nostálgico em nova HQ Veja Mais

Novo Red Bull RB17 pode correr a 350 quilômetros por hora

canaltech Na última sexta-feira (12), durante a edição do Goodwood Festival of Speeda, a Red Bull anunciou seu primeiro hipercarro: o RB17, que promete correr mais de 350 km/h. A novidade promete tempos de volta equivalentes aos da F1 e promete ser fácil de operar. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp GWM Haval H6 fica até R$ 10 mil mais caro após alta do imposto Red Bull Advanced Technologies é responsável por todo o processo de design e construção do Hypercar, e durante o anúncio, a empresa declarou que apenas 50 unidades serão vendidas. “Estamos animados em revelar o RB17 no Goodwood Festival of Speed, um projeto que é um dos mais autênticos e emocionantes que a Red Bull Advanced Technologies embarcou até hoje. Com 20 anos de legado no mundo da F1 para aproveitar, e como uma organização centrada no desempenho, só fez sentido para nós projetar nosso próprio hipercarro do zero", diz Christian Horner, diretor e CEO da Oracle Red Bull Racing Team, em comunicado oficial divulgado pela empresa. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- "Combinando inovação técnica, conquistas e apelo emocional, o RB17 é um carro de referência. Estou muito orgulhoso da equipe e estou feliz em vê-la fazer sua estreia mundial. Esperamos que o RB17 seja um clássico do futuro", acrescenta o diretor. Características do RB17 Uma das grandes apostas do novo hipercarro da Red Bull é que ele é dotado de um motor V10 de 4.5 litros naturalmente aspirado. Além disso, o RB17 é capaz de alcançar até 1.200 cv em rotação de 15.000 rpm. Também apresenta um chassi monocoque de fibra de carbono de dois lugares. Já no que diz respeito à aerodinâmica, podemos observar sistemas de gerenciamento de fluxo de ar, saias laterais flexíveis e elementos ativos nas asas dianteira e traseira. Outra coisa que não passa despercebida é a capacidade de gerar até 1.700 kg de downforce. Veja você mesmo como é o RB17:   “O RB17 é um projeto incrível no qual temos o privilégio de trabalhar. Mal podemos esperar para ver os carros finalizados sendo aproveitados ao máximo em uma pista de corrida por entusiastas de corrida e automotivos”, afirma Rob Gray, diretor técnico da Red Bull Advanced Technologies. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cientistas identificam origem do lúpus e possível tratamento Casamento às Cegas 4 | Netflix se pronuncia sobre denúncia de abuso Divertida Mente 2 se torna o maior filme da história da Pixar Superman traz de volta amado traje nostálgico em nova HQ Veja Mais

O primeiro escritor negro a atingir status de celebridade; uma análise sobre a escrita das mulheres

Valor Econômico - Finanças Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso... Veja Mais

Como a mentoria de carreira pode transformar a jornada de um executivo

Valor Econômico - Finanças Líderes comentam suas experiências e aprendizados... Veja Mais

5 jogos grátis para resgatar e jogar no PC e nos consoles; veja a lista!

5 jogos grátis para resgatar e jogar no PC e nos consoles; veja a lista!

Tecmundo Os jogos estão ficando cada vez mais caros para a realidade de muitos brasileiros — mas, felizmente, nem tudo está perdido. Se enquadra no grupo de pessoas que não quer gastar nada e mesmo assim se divertir? O Voxel preparou uma lista com cinco ótimas opções de jogos gratuitos para você resgatar e jogar no PC.E tem opções para todos os gostos, hein? Procurando uma experiência de tiroteio intenso e visuais deslumbrantes? Temos Once Human para esse propósito. Em busca de uma jogatina mais light e descompromissada, mas sem abrir mão de uma boa experiência? Então Floppy Knights pode ser a pedida certa!Leia mais... Veja Mais

Como a Lu do Magalu usa IA e tecnologias de games para ser mais interativa

canaltech A Lu — influenciadora virtual do Magalu — recebeu uma transformação visual baseada em inteligência artificial e tecnologias usadas em videogames e filmes de Hollywood. Além de ficar mais realista e humanizada, a avatar agora é capaz de criar uma gama imensa de conteúdos para marcas de forma ágil e em tempo real. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Magalu ganha forte aliado tecnológico com AliExpress, avaliam especialistas A influenciadora estreou, nesta semana, o novo visual como a protagonista de uma parceria com o Burger King. No vídeo, ela brincou com o fato de ser virtual, enquanto falava sobre os sanduíches Wopper da lanchonete. O Canaltech conversou com Pablo Bioni, consultor responsável pela inovação tecnológica da Lu, para entender as novas possibilidades da personagem. A transformação aconteceu não só para atualizar a aparência da influenciadora, como também para expandir a presença dela em conteúdos inéditos, como programas ao vivo, publicidades interativas, experiências audiovisuais e até em realidades virtuais. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Pablo Bioni no evento de lançamento da nova Lu (Imagem: Murilo Tunholi/Canaltech) Nova Lu permite interações em tempo real A nova Lu chega para eliminar quase todas as limitações que a versão anterior de 2013 tinha. Antigamente, para aparecer em um vídeo, as produtoras precisavam fazer todo o processo de renderização da personagem, como em uma animação tradicional — ou seja, modelar, animar, simular o cabelo e até o comportamento da roupa. O destaque da nova versão da Lu é poder fazer todas as interações anteriores, mas em tempo real, enquanto deixa a criação mais rápida e reduz gastos. Isso acontece porque, agora, a avatar é baseada na tecnologia da Unreal Engine 5, usada para criar videogames e obras cinematográficas, como Fortnite e a série para TV de Fallout. Como a Lu se baseia na tecnologia de tempo real, ela já nasce com algumas propriedades intrínsecas aos videogames, como interatividade e resposta rápida, explicou Bioni. Bioni ainda comentou que, apesar da Lu ser baseada no motor gráfico da Epic Games, ela pode ser migrada para qualquer outra plataforma, com facilidade. Inclusive, ela a pode rodar na nuvem, sem depender de software ou hardware específicos. Nova Lu usa tecnologias de renderização em tempo real (Imagem: Murilo Tunholi/Canaltech) Por meio das tecnologias de renderização em tempo real, a Lu passa a ocupar espaços virtuais que eram, até então, impossíveis. Bioni afirmou que a nova versão personagem já surge pronta para não só aparecer mais rápido em peças audiovisuais, como também ser personalizada conforme as necessidades das marcas. Em peças [publicitárias] tradicionais, que demoravam seis meses, o tempo de produção cai para um mês, semanas, dias ou até algumas horas”, comentou o consultor. Além da agilidade, outro ganho da Lu é o realismo. Embora seja virtual, a influenciadora passa a ser mais humanizada, graças às novas tecnologias de renderização de cabelo, pele e outros aspectos do corpo humano. No lançamento da nova Lu, Bioni comentou que a personagem ganhou cerca de 3 mil fios de cabelo, espalhados entre cabeça, sobrancelha, olhos, face e até no corpo. Os pelos, inclusive, são animáveis em tempo real e de forma automática, conforme a movimentação e as interações da avatar. Graças à IA, Lu está preparada para o futuro O maior ganho da Lu, atualmente, é a agilidade na produção de conteúdos. Porém, pensando no futuro, as possibilidades aumentam (e muito), devido à integração com sistema de inteligência artificial. Segundo Bioni, a IA transforma a personagem em um sistema que pensa sozinho. Hoje, a Lu não é mais um modelo em 3D, mas sim um sistema. Ela é programada para receber todas as conexões possíveis e imagináveis de inteligência artificial. Ela consegue ter uma voz sintética e até conversar por meio de chatbots baseados em modelos de linguagem. Lu deixa de ser um modelo em 3D para se tornar um sistema (Imagem: Murilo Tunholi/Canaltech) O consultor ainda explicou que, pela tecnologia ser multiplataforma, a Lu pode aparecer ao vivo na televisão aberta, em um filme de cinema, nos vídeos publicados na internet e até mesmo em um videogame. Vale mencionar que diversas marcas já apostam no universo dos videogames para fazer publicidade. Em Fortnite, por exemplo, existem mapas criados pelas empresas que oferecem experiências interativas aos jogadores. Bioni acredita que a Lu pode existir nesses conteúdos, sem problemas. A Lu está à frente do tempo em relação ao uso futuro. A missão, agora, é fazer com que as pessoas entendam que a ela tem capacidade para ser usada de formas além dos vídeos tradicionais. Hoje, a Lu é muito mais que um vídeo, é um sistema inteiro. Com IA, a Lu ganha vida e interage com os espectadores. A própria tecnologia faz o rosto da personagem se mexer e sincroniza os lábios com a gravação de voz, por exemplo. É como se a influenciadora tivesse um ChatGPT implantado no cérebro, sendo capaz de entender instruções e respondê-las de acordo, sem intervenção humana. Os desafios ao desenvolver a nova Lu Durante o desenvolvimento da personagem, Bioni se deparou com desafios tecnológicos que precisaram ser resolvidos, antes da influenciadora receber as atualizações. “O Magalu teve muita coragem e visão estratégica de futuro ao apostar e confiar nessa tecnologia. A inovação não vai ser dispensada, é dela para frente”, afirmou o consultor. Visual antigo de 2013 (à esquerda) e novo de 2024 (à direita) da Lu (Imagem: Magalu/Divulgação) Entretanto, por ser uma tecnologia nova, houve atrito ao ver a Lu em situações que seriam impensáveis para a versão antiga. Bioni citou como exemplo as expressões faciais da personagem que passaram a ser mais imprevisíveis, assim como as dos seres humanos de verdade. O mesmo vale para o corpo da Lu, que ganhou músculos e articulações funcionais. Agora, a personagem pode aparecer em ângulos que desfavorecem a imagem dela. Por isso, foi necessário “domar” certas reações para proteger a integridade da influenciadora. A gente teve que adequar o rosto da Lu a uma morfologia humana coerente. Todos os aspectos faciais e corporais foram ajustados para proporções e dimensões humanas, mas sem perder a essência da identidade visual dela. Foi um grande desafio transformar uma personagem cujo cada ângulo era um modelo em 3D diferente em um único modelo que agradasse e passasse a leitura dela por todos os ângulos. Por fim, Bioni vê a adaptação do mercado como outro possível obstáculo para a Lu. De acordo com o consultor, vai levar tempo até as marcas visualizarem as novas possibilidades das tecnologias interativas aplicadas a uma influenciadora virtual. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cientistas identificam origem do lúpus e possível tratamento Casamento às Cegas 4 | Netflix se pronuncia sobre denúncia de abuso China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Galaxy S25 Plus prova que existe através de certificação Veja Mais

Reforma tributária: por que os carros entram no 'imposto do pecado', e o que muda nos preços

G1 Economia Aumento do valor deve ficar entre 5% e 10%, afirma advogado tributarista. Não se pode ter certeza pois a alíquota do Imposto Seletivo ainda é desconhecida. Veículos que vêm do exterior continuarão pagando Imposto de Importação. Compass 4xe é híbrido que deve sofrer com aumento de preço. Atualmente, a Jeep cobra R$ 347.300 pelo SUV Divulgação O setor automotivo está com compasso de espera para saber qual será a alíquota que vai incidir sobre a produção e a venda de veículos depois da reforma tributária. A alíquota básica para produtos industriais deve ser de 26,5%, segundo a projeção do governo federal, mas os automóveis e motos terão o acréscimo do Imposto Seletivo. A tarifa extra ficou conhecida também como "imposto do pecado", porque procura desestimular o consumo de artigos nocivos à saúde — como cigarros e bebidas alcoólicas — ou que agridam o meio ambiente, caso dos veículos. Em um primeiro momento, esperava-se que essa tributação extra afetasse apenas os veículos a combustão, mas híbridos e elétricos também devem entrar na conta. E é preciso dizer que "devem" porque o texto de regulamentação aprovado na quarta-feira pela Câmara dos Deputados, ainda passa pelo Senado Federal e, se aprovado, só entra em vigor em 2033. As mudanças, portanto, não são imediatas. O que se sabe é o seguinte: o deputado federal, Reginaldo Lopes (PT-MG), relator do texto na Câmara, afirma que o imposto para carro elétrico será proporcional: "quem polui mais, paga mais e quem polui menos, paga menos". Segundo o texto aprovado pela Câmara dos Deputados nesta semana, as alíquotas do Imposto Seletivo aplicáveis aos veículos serão reduzidas ou aumentadas em relação a cada veículo conforme enquadramento nos seguintes critérios: potência do veículo; eficiência energética; desempenho estrutural e tecnologias assistivas à direção; reciclabilidade de materiais; pegada de carbono; e densidade tecnológica. Mover e a reforma tributária Especialistas ouvidos pelo g1 dizem que a primeira preocupação sobre um imposto maior seria a falta de estímulo para o consumo de veículos de entrada. Hoje, os veículos zero quilômetro da categoria estão com preços na casa dos R$ 70 mil. E a mesma lógica para os carros a combustão deve ser seguida para os elétricos e híbridos. Contudo, a produção desses modelos pode receber incentivos fiscais por conta do Mover (Programa Nacional de Mobilidade Verde e Inovação), que visa estimular a produção e o consumo de veículos mais amigáveis ao meio ambiente. Segundo o advogado tributarista Otávio Massa, a reforma tributária nesses moldes contraria o que a ideia original do Mover procura promover, como o estímulo ao desenvolvimento local de novas tecnologias de propulsão e a expansão do mercado de elétricos e híbridos no país. "A reforma tributária não vai apagar a eficácia do Mover. O programa de mobilidade verde vai existir, vai trazer um benefício de IPI para a produção, que vai existir durante o período de transição da reforma", explicou o tributarista. O consultor automotivo independente Milad Kalume Neto, no entanto, não vê uma guerra entre o Mover e a reforma tributária, apenas critérios de aplicabilidade divergentes. "Ambos surgem de forma complementar e para qualificar o veículo brasileiro, e a posicioná-lo frente a concorrentes externos, bem como possibilitar que nossos automóveis sejam exportáveis". Kalume Neto afirma que o Mover deveria focar no desenvolvimento de veículos eficientes — penalizando automóveis menos eficazes —, enquanto a reforma tributária teria como objetivo simplificar tributos incidentes da indústria como um todo, otimizando custos. "Existe uma pressão política grande para coibir a indústria chinesa de se estabelecer no Brasil, e isso está modificando os objetivos inicialmente previstos e destinados à reforma tributária. Incluir um veículo elétrico no 'imposto do pecado' e deixar fora os pesados a diesel é inconcebível em qualquer país sério", argumentou Neto. Conexão Globonews entrevista relator do Programa 'Mover' no Senado E como fica o preço? Otávio Massa pondera que a carga tributária sobre os veículos não deve ser muito diferente do que a de hoje em dia, e o aumento no preço dos carros e motos deve ficar entre 5% (para o segmento de entrada) e 10% (para os elétricos e híbridos). É difícil cravar porque a alíquota do Imposto Seletivo ainda é desconhecida. Além disso, para os automóveis que vêm de fora do país, continuará existindo a cobrança do Imposto de Importação. No Mover, novo marco regulatório, haverá uma diferenciação entre o IPI comum e o IPI Verde, alíquota reduzida que trará benefícios para carros híbridos e elétricos. Acontece que o IPI Verde também não foi determinado, mas também seguirá os critérios de sustentabilidade. A fabricante que quiser aproveitar os benefícios fiscais do Mover terá que se credenciar e provar os investimentos feitos em novas tecnologias. "Vai ter critério de alíquota de acordo com a sustentabilidade daquele automóvel, o que deve alterar somente o IPI. Ressalto que o IPI não vai ser extinto com a reforma tributária, ele será embutido no novo imposto IBS", diz o tributarista Otávio Massa. Confira abaixo como é e como deve ser a incidência de imposto sobre automóveis: Tabela Reforma Tributária para carros e motos g1 Atualmente, os carros são taxados por PIS/Cofins, ICMS e IPI. A partir da reforma tributária, a carga que vai incidir sobre os veículos será do IVA dual (Imposto sobre Valor Agregado), que é composto por IBS (União) e CBS (estadual e municipal). "Considerando que a carga tributária do carro hoje é de cerca de 27,5%, não vai mudar muito com relação ao que é praticado atualmente", explicou Massa. Já o Imposto de Importação para eletrificados será progressivo. Confira: Outro alerta do tributarista é que todos os aumentos são apenas previsões, pois a carga tributária ainda não está 100% definida. A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) se manifestou contrária à inclusão dos veículos elétricos no Imposto Seletivo da reforma tributária em tramitação e à exclusão desses modelos na isenção do IPVA, privilegiando somente os veículos híbridos abastecidos com hidrogênio ou etanol, no Estado de São Paulo. “Os veículos elétricos são mundialmente reconhecidos como uma das principais soluções para a redução das emissões de gases de efeito estufa e poluentes atmosféricos (...). Ignorar essa categoria de veículos no incentivo fiscal demonstra falta de alinhamento com as tendências globais e com os compromissos ambientais assumidos pelo Brasil", argumentou Marcelo de Godoy, presidente da Abeifa, e também da Volvo Car Brasil. A Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) diz que vem se posicionando "diametralmente contrária" ao Imposto Seletivo para veículos. "[O imposto] tem como princípio restrigir o consumo de produtos nocivos à saude e vai restringir o consumo de veículos novos, incentivando o mercado de usados. Isso retarda a renovação da frota e, consequentemente, teremos veículos mais poluentes durante um período maior rodando no mercado brasileiro, além de atrapalhar o consumo", afirma a associação. LEIA MAIS Mover: veja o que muda com o novo programa do governo Mais votações, mais projetos e fase de transição: os próximos passos da reforma tributária Câmara começa a detalhar como vai funcionar a reforma tributária; entenda o que foi aprovado Veja Mais

Governo de SP revoga concessão da linha 15-Prata do Metrô para CCR

Valor Econômico - Finanças Único participante de um processo de licitação que... Veja Mais

Equador condena a 34 anos de prisão responsável por ordenar assassinato de Villavicencio

Valor Econômico - Finanças Candidato a presidente do país morreu em 9 de agos... Veja Mais

Dia mundial do rock: qual clássico do estilo foi lançado no ano em que você nasceu?

G1 Pop & Arte O g1 preparou uma ferramenta que ajuda você a encontrar a resposta. Dia mundial do rock: 30 capas de discos que representam novos e velhos clássicos do estilo listados pelo g1 Reprodução Este sábado (13) é a data em que se comemora o Dia Mundial do Rock. Durante o Live Aid 1985, festival beneficente para arrecadar dinheiro no combate à fome na Etiópia, Phil Collins falou do desejo de que aquele fosse o dia mundial do rock. A data, porém, não é tão mundial assim. Na Inglaterra e nos Estados Unidos, isso não é tão levado sério. No Brasil, o "dia mundial" se consolidou após rádios de rock citarem muito a comemoração. Então, que tal descobrir qual foi o clássico do rock que bombou no ano em que você nasceu? O g1 preparou uma ferramenta que ajuda você a encontrar a resposta. Digite abaixo o ano de seu nascimento e descubra. A ferramenta mostra clássicos do rock que foram hits desde 1955. Qual clássico do rock foi lançado no ano em que você nasceu? Veja Mais

Para Eurasia, atentado contra Trump é o ‘pior que pode acontecer’ neste momento nos EUA

Valor Econômico - Finanças Avaliação é de que ataque torna mais provável que... Veja Mais

Que saudade de ver o Zanetti jogar #shorts

Que saudade de ver o Zanetti jogar #shorts

Fox Sports Brasil Todo o esporte AO VIVO da ESPN disponível no Disney+! http://dis.la/ESPNenDisneyPlus_YT_BR E o melhor do jornalismo esportivo, com vídeos e notícias exclusivas, você acompanha no https://www.espn.com.br/ #zanetti #internazionale #futebol Veja Mais

Tiee agrega Marquinhos Sensação e Xande de Pilares no álbum ‘Quintal do Subúrbio’, gravado em roda de pagode

G1 Pop & Arte Cantor lança disco ao vivo e já faz registro audiovisual de show em nova edição de ‘Subúrbio’. Tiee lança o álbum ao vivo ‘Quintal do Subúrbio’, gravado em roda de pagode armada na Ilha Itanhangá, na cidade do Rio de Janeiro (RJ) Arthur Rodrigues / Divulgação ? Álbum lançado por Tiee ontem, 12 de julho, Quintal do Subúrbio é mais um disco ao vivo derivado da série Subúrbio, criada pelo cantor e compositor fluminense na Ilha Itanhangá – espaço de eventos da zona oeste da cidade do Rio de Janeiro (RJ) – para reproduzir, em clima de pagode, a roda de samba Capadócia, capitaneada por Tiee de 2018 a 2021 em Marechal Hermes, bairro do subúrbio carioca. Gravado na terceira das cinco edições do projeto, com produção musical de Vitor Campanário, o álbum Quintal do Subúrbio traz a participação de Xande de Pilares no canto do sambas Aventureiro, Clareou e Velocidade da luz, além do medley que une Zé do Caroço com Rap do simpático. Também convidado de Tiee, Marquinhos Sensação entra em cena no medley que agrega Sabor do seu beijo, Velho amor e Pra gente se encontrar de novo. Sensação também se junta com Tiee e com Xande de Pilares no medley que une Meu sorriso, Nunca mais sofrer e Você me venceu. Detalhe: dois dias após ter lançado o álbum Quintal do Subúrbio, Tiee já faz o registro audiovisual de outra edição de Subúrbio, esta programada para amanhã, 14 de julho, em roda que será armada no Galpão do Engenhão, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro (RJ). Capa do álbum ‘Quintal do Subúrbio’, de Tiee Divulgação Veja Mais

Viagem ao centro da Terra: uma exploração nas camadas do nosso planeta

Viagem ao centro da Terra: uma exploração nas camadas do nosso planeta

Tecmundo Em Viagem ao Centro da Terra, Júlio Verne plantou uma sementinha exploratória em nossas imaginações. Qual criança não tentou cavoucar no quintal tentado alcançar o coração da Terra? Essas crianças cresceram e algumas se tornaram exploradores profissionais, mas conseguiram fazer escavações com no máximo 12,2 km de profundidade. O poço superprofundo de Kola, mal arranhou a crosta.Leia mais... Veja Mais

Os Observadores e mais: os 10 filmes mais pirateados da semana (13/07)

Os Observadores e mais: os 10 filmes mais pirateados da semana (13/07)

Tecmundo Se seu sábado está meio frio por aí, chegou a hora de esquentá-lo com nosso quadro semanal sobre os filmes mais pirateados da semana. Sim, chegou o momento de descobrirmos juntos quais foram os títulos mais baixados online nos últimos dias e discutir um pouco sobre cada um deles. Será que tivemos novidades em relação à semana passada ou as coisas não mudaram tanto? Faça suas apostas!Apenas lembrando, como de costume, que utilizamos os dados semanais levantados pelo site TorrentFreak, que acompanha quais títulos têm recebido mais downloads em sites de torrent, como base para este segmento. Não apoiamos a pirataria de forma alguma.Leia mais... Veja Mais

Traje espacial inspirado no filme Duna transforma urina em água potável

Traje espacial inspirado no filme Duna transforma urina em água potável

Tecmundo Um novo projeto de traje espacial inspirado no filme Duna é capaz de transformar a urina em água potável em cinco minutos, garantindo a hidratação dos astronautas durante longas caminhadas espaciais. Detalhes da novidade foram divulgados na revista Frontiers in Space Technologies na quinta-feira (11).Desenvolvido por cientistas da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, o equipamento coleta a urina, a purifica e a devolve para o usuário por meio de um tubo. Ele inclui um copo coletor de silicone que se ajusta ao redor da genitália em homens e mulheres, instalado em uma roupa íntima feita com tecido flexível.Leia mais... Veja Mais

Novidades para PlayStation, Xbox, Nintendo Switch, PC e mobile nesta semana [13/07/2024]

tudo celular O TudoCelular organizou os lançamentos para PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series X|S, Nintendo Switch, PC e mobile no período compreendido entre o dia 13 a 19 de julho. Veja Mais

Minions 3 já está confirmado e tem até data de estreia

canaltech Enquanto Meu Malvado Favorito 4 enche as salas de cinema, a Illumination e a Universal Pictures não perdem tempo: as empresas não só confirmaram Minions 3, como também aproveitaram o hype para anunciar a data de estreia: 30 de junho de 2027. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Minions ganham poderes e Gru vira pai de um menino em Meu Malvado Favorito 4 A franquia Meu Malvado Favorito é o carro-chefe da Illumination, e não é para menos: com o lançamento do título mais recente, alcança uma bilheteria de US$ 5 bilhões.  Por enquanto, o que se sabe sobre Minions 3 é que será escrito por Brian Lynch, o mesmo de Minions, e dirigido por  Pierre Coffin, diretor dos três primeiros filmes de Meu Malvado Favorito e do primeiro filme Minions. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Coffin também deu voz aos minions desde que caíram na graça do público ao aparecerem pela primeira vez, em Meu Malvado Favorito, em 2010. Tudo indica, então, que ele também deve emprestar a voz aos capangas amarelos de Gru nesse próximo título. O filme será produzido pelo fundador e CEO da Illumination, Chris Meledandri, e Bill Ryan (Super Mario Bros. O Filme). No entanto, ainda não há informações referentes ao enredo do filme. Temos três anos pela frente, então resta esperar pelas novidades. Meu Malvado Favorito 4 Meu Malvado Favorito 4 tem surpreendido na bilheteria americana. Para se ter uma noção, o título liderou durante o feriado de 4 de julho nos EUA, mesmo diante de um fortíssimo concorrente: Divertida Mente 2.   O filme arrecadou US$ 230 milhões de bilheteria mundialmente no fim de semana de estreia. O elenco mantém nomes fortes que estão desde o início da franquia, como Steve Carell como Gru, Miranda Cosgrove como Margo e Kristen Wiig como Lucy Wild. Assim, Minions 3 será o terceiro spin-off da franquia, que por enquanto tem: Meu Malvado Favorito (2010), Meu Malvado Favorito 2 (2013), Minions (2015), Meu Malvado Favorito 3 (2017), Minions 2: A Origem de Gru (2022) e Meu Malvado Favorito 4 (2024). Inclusive, veja qual é a cronologia. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cubo mágico completa 50 anos e ganha comemoração no YouTube ???? TEM CUPOM | Galaxy S23 está muito barato com desconto do Canaltech! BYD já negocia construção de 2ª fábrica na América do Sul China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Veja Mais

Lua vai ocultar estrela da constelação de Virgem no sábado (13)

canaltech A estrela mais brilhante da constelação de Virgem passará por um eclipse nesse final de semana — entre sábado (13) e domingo (14) a Alpha Virginis, também chamada de Espiga, será ocultada pela Lua. O horário do evento calculado pelos cientistas será entre 22:40 e 1:58, horário de Brasília. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Qual é a estrela mais brilhante do céu noturno? Espiga é uma estrela binária, ou seja, faz parte de um sistema onde a estrela principal é uma subgigante acompanhada de uma anã azul. Além disso, o corpo celeste figura entre as 20 estrelas mais brilhantes da noite, sendo a 15ª na lista. Ela fica a cerca de 260 anos-luz da Terra, ou seja, levaríamos 260 anos viajando na velocidade da luz para chegar até seu sistema. Uma curiosidade é que Espiga figura em duas bandeiras brasileiras — a nacional, onde representa o Estado do Pará, e a do próprio estado, sendo o desenho estelar azul que ocupa seu centro. Por esse motivo, também é conhecida como “Estrela-do-Pará”. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Eclipse da Espiga O fenômeno do final de semana será, na verdade, uma ocultação lunar, já que é o nosso satélite natural que passará em frente à Alfa Virginis. Como a Lua está bem próxima da Terra, a posição do observador vai ditar sua capacidade de observar o “eclipse” da estrela brilhante — a variação de perspectiva é de até dois graus, ou quatro vezes o diâmetro da Lua cheia. Mapa de onde poderá ser vista a ocultação lunar de Espiga entre sábado e domingo (Imagem: In the Sky) Em um mapa produzido pela instituição In the Sky, você pode checar se conseguirá ver a ocultação, visível apenas na América do Norte. Na linha contínua, o evento será visível com uso de binóculos, e na linha pontilhada, ele estará bem acima do horizonte, então o céu claro ou a proximidade do satélite natural poderão impedir sua observação. No campo vermelho, poderá ser conferido o desaparecimento da Espiga, e no azul, seu reaparecimento. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cubo mágico completa 50 anos e ganha comemoração no YouTube ???? TEM CUPOM | Galaxy S23 está muito barato com desconto do Canaltech! BYD já negocia construção de 2ª fábrica na América do Sul China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Veja Mais

Meta remove penalidades das contas de Donald Trump

canaltech Em 2023, a Meta anunciou desbaniu a conta de Donald Trump no Facebook e Instagram, mas ainda ficaram mantidas algumas penalidades — um monitoramento rígido, para garantir que ele não violaria as diretrizes novamente. Na última sexta-feira (12), a empresa atualizou esse comunicado: agora as contas do ex-presidente e atual candidato à presidência dos EUA ficam livres das condições impostas. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp The Apprentice | Por que Donald Trump quer processar sua cinebiografia? Trump chegou a ser banido por dois anos nas plataformas por incitação à violência. As acusações envolvem o incentivo e elogios aos ataques ao Capitólio, ocorridos em 6 de janeiro de 2021. Pelo mesmo motivo, ele chegou a ser banido no Twitter. No entanto, a conta foi trazida de volta em 2022, depois que Elon Musk adquiriu a rede social (atualmente X). -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Quando a Meta devolveu as contas de Trump no início de 2023, anunciou que monitoraria as postagens do político em busca de novas violações que pudessem resultar em outra suspensão (que, nesse caso, levaria entre um mês e dois anos). Facebook e Instagram retiram penalidade das contas de Donald Trump (Imagem: Brett Jordan/Unsplash) Com a atualização do protocolo, Trump, não está mais sujeito a esse monitoramento adicional. O argumento da Meta é que a população dos EUA tem odireito de ouvir os indicados à presidência da mesma forma. Comunicado da Meta Na atualização, a Meta também disse que considera que as penalidades impostas às contas de Donald Trump foram uma resposta a circunstâncias extremas e extraordinárias e não precisaram ser implementadas. Confira a nota, na íntegra: Hoje estamos fazendo uma alteração no protocolo atualizado que anunciamos em janeiro de 2023. Para garantir que as pessoas possam ouvir candidatos políticos em nossas plataformas, revisaremos contas sujeitas a este protocolo periodicamente para determinar se penalidades de suspensão mais altas para violações dos Padrões da Comunidade continuam apropriadas. Faremos essa determinação ponderando nossa responsabilidade de “permitir a expressão política” e nossa responsabilidade de “evitar riscos sérios a outros direitos humanos”. Com as convenções partidárias ocorrendo em breve, incluindo a Convenção Republicana na próxima semana, os candidatos à Presidência dos Estados Unidos serão formalmente nomeados em breve. Ao avaliar nossa responsabilidade de permitir a expressão política, acreditamos que o povo americano deve poder ouvir os indicados à Presidência na mesma base. Como resultado, o ex-presidente Trump, como indicado do Partido Republicano, não estará mais sujeito às penalidades de suspensão aumentadas. Ao chegar a essa conclusão, também consideramos que essas penalidades foram uma resposta a circunstâncias extremas e extraordinárias e não precisaram ser implementadas. Todos os candidatos presidenciais dos EUA permanecem sujeitos aos mesmos Padrões da Comunidade que todos os usuários do Facebook e do Instagram, incluindo aquelas políticas projetadas para impedir discurso de ódio e incitação à violência. Desde as penalidades impostas pela Meta, Donald Trump se comunica principalmente através da Truth Social, uma rede social própria. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cubo mágico completa 50 anos e ganha comemoração no YouTube ???? TEM CUPOM | Galaxy S23 está muito barato com desconto do Canaltech! BYD já negocia construção de 2ª fábrica na América do Sul China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Veja Mais

Zelensky aterrissa na Irlanda para encontro com primeiro-ministro

Valor Econômico - Finanças O presidente ucraniano e o líder irlandês, Simon H... Veja Mais

Governo suspeita de irregularidades em 300 mil pedidos por Auxílio Reconstrução no Rio Grande do Sul

Valor Econômico - Finanças O benefício, de R$ 5,1 mil, é pago em parcela únic... Veja Mais

Dota 2 consegue lançar jogo de luta antes do League of Legends

tudo celular O Dota 2 lançou um Mini Game em seu evento atual e é o primeiro Moba a lançar seu próprio jogo de luta Veja Mais

Audi anuncia supercarro inspirado em projeto dos anos 1930

canaltech Na última sexta-feira (12), durante o Goodwood Festival of Speed (na Inglaterra), a Audi anunciou o novo supercarro Auto Union Type 52, inspirado em um projeto dos anos 1930 que nunca saiu do papel. A empresa contratou especialistas de restauração britânicos para construir o automóvel com base em documentos históricos, plantas e antigos esboços de design. Clique e siga o Canaltech no WhatsApp Novo Red Bull RB17 pode correr a 350 quilômetros por hora Na década de 1930, a Porsche começou o projeto de um veículo chamado “Schnellsportwagen”. O Auto Union Type 52, como o projeto veio a ser conhecido, deveria ser pilotado em corridas de longa distância ou em competições de carros esportivos. No final de 1933, o escritório de design da Porsche elaborou os primeiros esboços de design, que assumiram uma forma mais concreta em 1934. Os gerentes de projeto decidiram construir um carro de teste, mas isso nunca se materializou de fato. O projeto foi abandonado em 1935, e seu rastro se perdeu nos arquivos da Audi e da Porsche. -Entre no Canal do WhatsApp do Canalteche fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.- Segundo comunicado divulgado pela própria empresa, os especialistas em restauração britânicos fizeram a curadoria das Silver Arrows para a coleção de veículos históricos da Audi e, após vários anos de trabalho, terminaram de construir o Schnellsportwagen em 2023. Todos os componentes são feitos sob medida e foram feitos à mão especificamente para o modelo. O Auto Union Type 52 chama atenção por um design diferenciado, principalmente por conta de sua silhueta alongada. Auto Union Type 52 da Audi O Auto Union Type 52 comporta três passageiros, 70 kg de bagagem e 150 kg de equipamento. O peso sem carga fica em torno de 1.300 kg. O carro também conta com 3,3 metros de comprimento e motor V16 de 6.0 litros, além de um tanque de combustível  realocado embaixo dos assentos. No anúncio, a Audi destaca também que o modelo rende 513 cv.   "Este carro deixa as pessoas animadas com design e tecnologia. Para mim, é um carro de sonho absoluto. Em sua época, infelizmente, ele permaneceu apenas um sonho - um sonho que agora, 90 anos depois, somos capazes de dar vida", afirma Stefan Trauf, chefe da Audi Tradition. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Novo hormônio torna ossos mais fortes em qualquer idade The Boys | Este é o único personagem que Homelander realmente respeita Cubo mágico completa 50 anos e ganha comemoração no YouTube ???? TEM CUPOM | Galaxy S23 está muito barato com desconto do Canaltech! BYD já negocia construção de 2ª fábrica na América do Sul China planeja desviar asteroide da Terra para mostrar potencial defensivo Veja Mais

NBA: acordo de US$ 76 bi fecha direitos de transmissão para ESPN, Amazon e NBC

tudo celular O contrato será válido por 11 anos e significa o fim da transmissão da TNT Sports Veja Mais

Receita Federal monta equipe para acelerar andamento de processos administrativos

Valor Econômico - Finanças Auditores fiscais vão usar sistema automatizado já... Veja Mais

Na lista proibida e amordaçada, principal rival de Maduro não pode ser contida

Valor Econômico - Finanças Apesar dos esforços do regime chavista, María Cori... Veja Mais

Saiba por que o Brasil não está no futebol masculino em Paris 2024

Valor Econômico - Finanças Última vez que o Brasil ficou de fora foi em 2004,... Veja Mais

DERROTA do FLAMENGO, VITÓRIA do PALMEIRAS e BOTAFOGO na LIDERANÇA do BRASILEIRÃO | BOLA ROLANDO

DERROTA do FLAMENGO, VITÓRIA do PALMEIRAS e BOTAFOGO na LIDERANÇA do BRASILEIRÃO | BOLA ROLANDO

Band Sports Assista AO VIVO ao #BolaRolando com análise da derrota do Flamengo, polêmicas da arbitragem, Botafogo assume a liderança do Brasileirão e muito mais. Inscreva-se no nosso canal para ficar por dentro de todas as novidades do BandSports! Siga-nos tambe?m nas redes sociais: Instagram: instagram.com/bandsports/ Twitter: twitter.com/bandsports Facebook: facebook.com/BandSportsTV Veja Mais

10 notícias mais importantes da semana (08/07 a 12/07)

10 notícias mais importantes da semana (08/07 a 12/07)

Tecmundo Bom dia! Para se manter atualizado neste início de sabadão (13), o TecMundo separou tudo o que rolou de mais importante nesta semana (08 a 12 de julho). Além de várias notícias sobre tecnologia e ciência, o mundo do entretenimento e dos games também foram bastante movimentados no período.Logo na segunda-feira (08), a Amazon lançou o Echo Spot, um despertador inteligente com Alexa. Na quarta-feira (10), a Samsung apresentou várias novidades durante o Unpacked 2024, incluindo o anel inteligente Galaxy Ring. Nesta sexta-feira (12), noticiamos que o governo federal considera liberar o Fortune Tiger, o jogo do 'Tigrinho', em casas de apostas.Leia mais... Veja Mais

AMD Ryzen 9 9950X é mais rápido consumindo menos energia que Ryzen 9 7950X, segundo teste

tudo celular Ryzen 9 9950X será em torno de 16% mais rápido enquanto consome até 30% menos energia que o Ryzen 9 7950X, segundo testes com amostra de engenharia. Veja Mais

'Me dei conta do abuso quando tentei sair com outra pessoa', diz Ingrid, de 'Casamento às Cegas'

G1 Pop & Arte Em entrevista ao g1, participante do reality fala de acusações contra Leandro Marçal e diz que não lhe foi dada a opção de faltar ao episódio de reencontro do reality. Procurados, Leandro e Netflix não se manifestaram. Ingrid Santa Rita, participante da quarta temporada de "Casamento às Cegas Brasil", diz que demorou para se dar conta de que havia sido estuprada por Leandro Marçal, o homem com quem se casou no programa. "Eu ficava me perguntando se estava maluca, se era coisa da minha cabeça", conta, em entrevista ao g1. A participante lembra que só se deu conta da violência quando, depois de se separar de Leandro, tentou seguir adiante e ter relação com uma outra pessoa. "Saí com um outro rapaz. Dentro do motel, comecei a ter crise de pânico." LEIA MAIS: Netflix diz que denúncias feitas por participante de 'Casamento às Cegas' estão sendo apuradas Camila Queiroz e Klebber Toledo se manifestam após denúncias de participante de 'Casamento às Cegas' Ingrid abriu um boletim de ocorrência contra Leandro na Delegacia de Defesa da Mulher de Osasco (SP) e solicitou uma medida protetiva contra ele, recurso que ainda não foi concedido, segundo ela. Procurado pelo g1 por meio de sua assessoria de imprensa, Leandro não retornou o contato. O caso se tornou público nesta última quarta-feira (10). Em um episódio de reencontro dos participantes do reality, Ingrid revelou não estar mais casada com Leandro e, sem citar diretamente a acusação, deu a entender que ele a forçou a ter relações sexuais não consentidas. No dia seguinte ao lançamento do episódio, ela publicou um vídeo no Instagram, confirmando que foi estuprada pelo ex-marido e detalhando as acusações. Ingrid, do 'Casamento às Cegas', relata ter sido estuprada pelo marido Na entrevista abaixo, Ingrid detalha as acusações e fala sobre a "sensação de luto" que viveu após se tornar consciente do abuso. Ela também afirma que, mesmo lidando com um trauma que era conhecido pela produção do programa, não teve a opção de não participar do episódio de reencontro do reality, no qual precisou reencontrar Leandro. Questionada sobre a alegação da participante, a Netflix não retornou o contato até a publicação desta reportagem. Na quinta (11), a empresa havia divulgado um comunicado sobre a denúncia de estupro. "A Netflix, a Endemol Shine Brasil e a equipe do Casamento à Cegas Brasil repudiam veementemente qualquer tipo de violência. A produção, em todas as suas etapas, é conduzida com constante apoio profissional aos participantes, e as denúncias apresentadas estão sendo apuradas pelos órgãos competentes." g1 - Como você está se sentindo após o caso se tornar público? Ingrid Santa Rita - Até a quarta-feira [dia de divulgação do episódio de reencontro do "Casamento às Cegas"], eu vinha tendo uma espécie de vida paralela. Agora eu acho que estou me forçando a fazer as coisas rápido demais porque eu quero encerrar esse assunto, de alguma forma. As pessoas estão todas abismadas, assustadas, desacreditadas, mas eu já estou vivendo isso há muito tempo e só quero encerrar o assunto. Eu estava acordando todos os dias com uma sensação de luto. Hoje [sexta], eu não acordei com essa sensação, mas achei que estaria melhor. Ainda não estou conseguindo encontrar a força que eu deveria ter. g1 - O apoio que você tem recebido nas redes sociais tem feito diferença? Ingrid Santa Rita - Tem sido importante porque eu ouvi muito que, se eu falasse, talvez isso repercutisse mal para mim. Ouvi isso de muitas pessoas e algumas continuam falando. Mas tem muitas mulheres e homens me enviando histórias parecidas com a minha. E, de alguma forma, a gente se reconhece na dor. E eu começo a entender que eu não estava maluca. "Eu tenho prova, tenho mensagens, tenho áudios dele, mas mesmo assim, no decorrer de todo esses meses, eu ficava me perguntando se estava maluca, se era coisa da minha cabeça." Quando você vê outras pessoas contando a mesma coisa, você fala pra si mesma que foi isso mesmo que aconteceu. g1 - Tem algo sobre a história que você ainda deseja contar, além do que já falou publicamente? Ingrid Santa Rita - Tem coisas que são muito sórdidas, que a gente nem gosta de falar. Eu ficava com nojo de mim mesma. O que eu não falei é que comecei a me dar conta de que tinha sido abusada quando tentei ter relação sexual com outra pessoa. "Saí com um outro rapaz. Dentro do motel, comecei a ter crise de pânico. Comecei a sentir nojo do meu corpo por estar sentindo tesão. Foi horrível. Pensava: será que nunca mais vou conseguir ter relação com ninguém?" Ingrid Santa Rita, participante do "Casamento às Cegas Brasil". Reprodução/Netflix Lá atrás, queria esquecer e sair, me divertir, fingir que nada estava acontecendo. Mas voltava para casa e só chorava. Chegou uma hora em que não queria mais falar com ninguém, porque não queria ficar falando disso pra minha mãe, minha irmã. Não fiz terapia nesse tempo. Não passei em psicólogo. Passei num psiquiatra nas últimas três semanas, porque ficou insustentável. Eu sentia muito medo. Na delegacia, cheguei a perguntar para a delegada se existia a possibilidade de perder a guarda da minha filha. Até isso dá medo. Tem muita coisa que não falo por medo de ser mais invalidada. Não quero mais viver isso. Fui para um reality em que todo mundo acha que é tudo encenado. Não é encenado. Tudo que eu vivi com o Leandro foi verdadeiro. Ingrid e Leandro se casaram no reality show 'Casamento às Cegas' Reprodução/Netflix g1 - Como tem sido o contato com a produção do "Casamento às Cegas" e a equipe envolvida no programa? Você tem recebido suporte? Ingrid Santa Rita - Depois desse episódio [de reencontro], não. Ninguém... Eu converso com algumas pessoas, mas sem crachá. Não é um apoio da empresa, são pessoas físicas. "No dia da gravação do episódio, saí muito abalada, caí no chão e tive outra crise de pânico muito forte." Fui amparada pela Camila, pelo Klebber [Camila Queiroz e Klebber Toledo são apresentadores do "Casamento às Cegas"], pelas meninas [demais participantes do programa] e o pessoal do casting, porque eles sabiam que eu não estava bem. g1 - No vídeo com o relato do caso, você menciona que teve crises de pânico quando ficou sabendo a data do reencontro. Pensou em não participar? Teve essa opção? Ingrid Santa Rita - Não tinha a opção... tem coisas que prefiro não falar. A gente tem que escolher quais brigas quer para a vida. g1 - Quanto tempo se passou entre o fim das gravações do reality e o episódio de reencontro, em que você reviu o Leandro? Ingrid Santa Rita - O confinamento para o reality foi dia 7 de setembro [de 2023]. O casamento foi dia 14 de novembro. Terminei com o Leandro na Quarta-Feira de Cinzas [14 de fevereiro de 2024]. Ele ainda ficou mais uns dias na minha casa, foi embora na segunda-feira seguinte. O episódio de reencontro foi gravado no dia 7 de julho. A gente não tinha consciência de nenhuma data, de lançamento, de estreia do programa, de nada. Imaginávamos que a estreia seria em junho [os primeiros episódios da temporada foram ao ar no dia 19 de junho]. Leandro Marçal, participante do 'Casamento às Cegas Brasil' Reprodução/Netflix No dia 14 de junho, tivemos uma reunião sobre a estreia. A dos meninos foi de manhã e, das meninas, à tarde. A essa altura, a produção e as meninas já sabiam [das acusações]. Depois, teve um barzinho com todo mundo e ele [Leandro] estava lá. Falaram que eu estava indo e que não queria vê-lo, mas ele quis ficar mesmo assim. Tentava forçar uma aproximação. Tiveram que fazê-lo ir embora. g1 - O que você sentiu ao procurar a polícia? Ingrid Santa Rita - "Vi minha mãe ser agredida quando eu era criança. Meu pai a espancava e ela tem mais de dez boletins de ocorrência abertos contra ele. E minha mãe falava para mim: 'Filha, é melhor você não abrir o B.O.'. Ela tem pânico de delegacia, não queria me ver em uma." Foi um dos dias mais difíceis da minha vida. Passei horas lá, a tarde inteira, revivendo tudo aquilo, mostrando mensagens e áudios e vendo e ouvindo tudo de novo. Fui enquadrada na [Lei] Maria da Penha. Isso doeu muito porque é a concretização de que eu realmente sofri abuso. Veja Mais

Pó de café não tem só... café; descubra o que são as impurezas permitidas por lei

G1 Economia Regra brasileira permite que o produto tenha até 1% materiais naturais da própria lavoura, como galhos, folhas e cascas do fruto, e matérias 'estranhas', por exemplo, grãos ou sementes de outros vegetais. Pó de café Foto de Diana Você sabia que o pó de café no supermercado não tem apenas grãos do fruto? Isso porque a legislação brasileira permite que o produto possua até 1% de impurezas naturais do café (como galhos, folhas e cascas) e matérias estranhas (por exemplo, grãos ou sementes de outras espécies vegetais, pedras e areia). Quando o alimento comercializado apresenta uma porcentagem maior desses elementos, ele é considerado fraudado. Foi o que aconteceu na operação do Departamento de Inspeção do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), em março. As marcas em cujos lotes foram identificadas fraudes foram divulgadas no dia 28 de junho. Segundo o governo, os produtos foram desclassificados após o Ministério detectar a presença de matérias e elementos estranhos e impurezas acima dos limites permitidos pela legislação vigente, a Portaria nº 570. Confira abaixo as definições pela lei. Além de café: veja o que pode estar no pacote do produto Bruna Rocha / arte g1 Enquanto as impurezas podem estar no café de forma acidental, os elementos estranhos são adicionados intencionalmente para falsificação, afirma o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (Dipov) do Ministério da Agricultura, Hugo Caruso. Como é a análise Atualmente, a detecção de impurezas e matérias estranhas no café comercializado é feita por meio de análises com microscópio. Contudo, Caruso aponta que esse processo precisa de melhorias para ser mais assertivo. "Pode ter uma diferença grande quando a gente pega 1% de impureza, pode ser na realidade que tenha 2% ou até 3%", diz. Ele afirma que, apesar de considerar a metodologia boa, ela depende de qual é a matéria adicionada ao café e quais foram os pontos de torra e da moagem, que podem mascarar as irregularidades se forem mais intensos. Na regra, o café pode ter até 360 defeitos em 300g. Contudo, cada irregularidade tem um peso diferente. Confira na tabela abaixo. Café pode ter até 360 defeitos em 300g Wagner Magalhaes / Arte g1 Essa metodologia de medição foi desenvolvida há 100 anos, para a comercialização do fruto na bolsa de Nova York (EUA). "O que a gente já percebeu em algumas torrefadoras que nós fomos é que as empresas estavam torrando café com 1.000 defeitos, 1.200 defeitos", diz o diretor do Dipov, Hugo Caruso. Leia também: Como ler rótulos de cafés e o que levar em conta na hora de escolher o produto Impurezas camufladas Existem equipamentos no beneficiamento de café que já permitem a separação de impurezas do grão bom. É assim que o tipo especial consegue ser 100% sem defeitos. Nesses filtros, são separados o café ardido (que está passado) e o preto (que já apodreceu). Na legislação brasileira, não é permitido um número muito grande destes grãos. Em uma amostra de 300g, podem ser encontrados apenas 50 grãos desse tipo. Contudo, quando eles são bem torrados e moídos, são difíceis de serem identificados, uma vez que ainda se trata de café. O que acontece é que existem torrefadoras que vendem o fruto bom para a indústria e resolvem aproveitar os impróprios para produzir o pó. "O que [os fraudadores] fazem é acabar torrando, aí geralmente é bem forte, extraforte, para tentar mascarar esse gosto ruim. O ardido e o preto, eles podem ter uma contaminação de fungos que pode trazer alguns problemas de saúde", explica Caruso. Por esta razão, a Portaria nº 570 estabelece que, a partir deste mês, a embalagem dos alimentos deve informar o grau da torra. "Para que o consumidor comece a perceber que o café, quando é muito escuro, muitas vezes é utilizado como forma de esconder os defeitos", explica o diretor do Dipov. "Quando você torra muito escuro, [o café] vira um carvão, então tanto faz se é uma casca ou se é um café ou se é um milho, fica tudo igual", completa. Existem três tipos de torra: clara, que entrega uma bebida com acidez, doçura e menos amargor; média, se trata de um café com mais equilíbrio, com notas mais caramelizadas, mas sem tanto amargor ou acidez; escura tem mais amargor, menos doçura e menos acidez. "Geralmente, um torrefador que tem um café de alta qualidade, ele não vai torrar ele que nem um carvão, porque ele vai perder o sabor, vai perder a qualidade. Se ele pagou caro naquele grão, ele vai procurar uma torra mais clara ou média, para poder realçar o seu sabor", diz. Pensando nisso, Caruso pensa que a próxima etapa de identificação de fraudes é acrescentar a análise sensorial ao café, que pelo sabor permite que a fiscalização perceba se há algo de errado no produto. Essa metodologia seria acompanhada de uma análise química, que permitiria identificar toda a composição do pó. Este processo já é aplicado para identificar fraude em outros produtos, como o azeite. Veja também: Como é feito o café descafeinado? A bebida é realmente livre de cafeína? Cafés do ES são eleitos os melhores do ano em evento internacional Saiba mais sobre a produção de café: De onde vem o que eu bebo: o café especial que faz o Brasil ser premiado no exterior Umedecer o coador e a medida ideal: aprenda a fazer café com os melhores baristas Sommelier de café: conheça o campeão em provar café especial Veja Mais

Mega-Sena pode pagar R$ 15 milhões neste sábado; +Milionária pode chegar a R$ 242 milhões

G1 Economia Apostas podem ser feitas até as 19h em lotéricas ou pela internet. Mega-Sena Marcelo Brandt/G1 Aposta única da Mega-Sena custa R$ 5 e apostas podem ser feitas até as 19h Marcelo Brandt/G1 A Caixa Econômica Federal promove neste sábado (13), a partir das 20h, os sorteios dos concursos 2.748 da Mega-Sena e 163 da +Milionária. A +Milionária tem prêmio estimado em R$ 242 milhões. Criada há mais de dois anos, a loteria nunca teve ganhador no prêmio principal. As chances de vencer são ainda menores do que na Mega-Sena: para levar o prêmio máximo, é preciso acertar seis dezenas e dois trevos. (veja no vídeo mais abaixo) O valor de uma aposta simples é de R$ 6. Com ela, o apostador pode escolher 6 números de 50 disponíveis e mais 2 trevos, dentre os seis disponíveis. Para apostas múltiplas, é possível escolher de seis a 12 números e de dois a seis trevos, com preços que podem chegar a R$ 83.160,00. A +Milionária se destaca por oferecer o prêmio principal mínimo de R$ 10 milhões por sorteio e possuir dez faixas de premiação. Veja os detalhes: +Milionária: veja como jogar na loteria da Caixa Mega-Sena Já a Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 15 milhões para os acertadores das seis dezenas. No concurso da última quarta-feira (10), ninguém levou o prêmio máximo. A aposta mínima para a Mega-Sena custa R$ 5 e pode ser realizada também pela internet, até as 19h – saiba como fazer a sua aposta online. Entenda como funciona a Mega-Sena e qual a probabilidade de ganhar o prêmio Para apostar na Mega-Sena As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito. Probabilidades A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, que custa R$ 5, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa. Veja Mais