Meu Feed

Hoje

Alzheimer pode ser uma doença autoimune, e não uma condição cerebral

canaltech Uma série de pesquisas recentes sugere que o conhecimento científico sobre a doença de Alzheimer estaria errado — ou seja, o foco na teoria de que o acúmulo da proteína beta-amiloide seria a causa da doença. Um dos principais estudos abordando a questão foi publicado em 2022, no periódico científico Science. 5 perguntas sobre a doença de Alzheimer Tudo o que você precisa saber sobre o Alzheimer Nele, cientistas da Universidade de Toronto apontam que o principal estudo sobre a beta-amiloide, publicado em 2006, pode ter sido baseado em dados falsificados, e a aprovação do medicamento aducanumab pela Food and Drug Administration (FDA, espécie de Anvisa dos EUA) para tratamento do Alzheimer, em 2021, usou dados incompletos e contraditórios. Alzheimer como doença auto-imune Buscando novas perspectivas sobre a doença, os pesquisadores canadenses resolveram se aprofundar sobre a proteína beta-amiloide, estudando o tema por 30 anos. Com isso, teorizam que o Alzheimer não seria exatamente uma patologia cerebral, mas sim autoimune — embora no cérebro. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Segundo os cientistas, as beta-amiloides são uma espécie de anticorpo natural, mas que, sem querer, acabariam atacando células do próprio cérebro (Imagem: pikisuperstar/Freepik) Segundo a análise, a proteína beta-amiloide seria uma molécula normal do sistema imune cerebral, surgindo, por exemplo, quando há traumas cerebrais para atacar possíveis invasores. As moléculas de gordura que formam tanto a membrana das bactérias quanto a das células cerebrais são muito parecidas, no entanto, e, pela dificuldade das beta-amiloides em diferenciá-las, acabariam atacando o alvo errado. Isso levaria à perda gradual das funções das células cerebrais, gerando a demência. Para tratar a doença, então, uma abordagem diferente teria de ser feita, buscando caminhos de regulação imune no cérebro, já que remédios usados em outras doenças autoimunes, como artrite reumatoide, não funcionam com o Alzheimer. Outras teorias para o Alzheimer  Ainda segundo os cientistas, há outras abordagens interessantes e totalmente novas sobre a doença, como uma equipe que acredita ter encontrado sua origem nas microproteínas das mitocôndrias, fontes de energia das células. Outros sugerem que bactérias da boca seriam as responsáveis, ou uma regulação anormal de metais no cérebro, como zinco, cobre ou ferro. O que é importante, no final das contas, é buscar respostas em outros lugares, sem gastar energia pensando que as beta-amiloides são anormais ou problemáticas por si só, embora possam estar, inadvertidamente, causando o problema, no final das contas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Os 45 filmes mais esperados de 2024 Sweet Home | Filme que inspirou Resident Evil pode ser visto de graça Framboesa de Ouro 2024 | Quais são os indicados a pior filme do ano? Veja Mais

Vilão do Batman finge insanidade para disfarçar seu grande intelecto

canaltech Os fãs do Batman sabem que a galeria de vilões do herói é a mais abrangente, interessante e complexa dos quadrinhos, com antagonistas que oferecem muitas possibilidades para aumentar a profundidade e os subtextos das tramas no cantinho do Homem-Morcego. Ultimamente, a fase Dawn of DC tem reposicionado e atualizado não somente os defensores de seu universo, assim como as ameaças; e uma delas acaba de revelar que finge insanidade para disfarçar seu alto intelecto. Batman | HQ finalmente explica como o herói surge do nada e desaparece Batman admite oficialmente os 3 maiores fracassos de sua vida Além de explorar e definir melhor a origem e mistérios que estavam gerando problemas de continuidade na trajetória do Coringa, a DC também tem feito um trabalho interessante na caracterização moderna do Pinguim.  Atenção para spoilers de The Penguin #7! -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- O título mensal limitado The Penguin vem preenchendo lacunas e conectando melhor o Pinguim no submundo do crime e em seu relacionamento com o Homem-Morcego. Além disso, a revista tem mostrado como o vilão se aliou ao próprio herói para conquistar um espaço privilegiado na cadeia alimentar no universo predatório dos criminosos de Gotham City.  The Penguin vem preenchendo lacunas e conectando melhor o Pinguim no submundo do crime de Gotham (Imagem: Reprodução/DC Comics) Em The Penguin #7, vemos o Pinguim completando um ano de parceria com o Homem-Morcego, em uma colaboração em que o vilão fornece informações para o Batman, que prende os bandidos e também “limpa” o terreno para o Pinguim prosperar em sua subida ao topo do pódio do crime em Gotham City. Como ele finge insanidade? Na trama sobre o início da caminhada rumo ao topo, os bandidos estão começamdo a desconfiar que o Pinguim vinhaem traindo os vilões da cidade, e é aí que Oswald Cobblepot apresenta ao Batman o plano de construir uma identidade própria baseada na insanidade de figuras imprevisíveis como o Coringa ou o Charada. Para executar esse plano, Cobblepot aceita ser preso pelo Batman para poder ir para o Asilo Arkham, em ves de ir para a penitenciária Blackgate. E é lá que ele cria a primeira roupa de Pinguim, e o comportamento bobo e espalhafatoso para desviar a atenção de si mesmo como possível traidor e ameaça entre os seus. Pinguim finge ser um animal insano (Imagem: Reprodução/DC Comics) Em seus primeiros dias como jovem criminoso, Cobblepot era um bartender manso que recebia ordens e degradação de Carmine Falcone. Cansado de ser humilhado, o empregado decidiu se voltar contra o chefe, manipulando Batman para o herói minar a “concorrência, e, de quebra, ajudá-lo na sua subida rumo ao topo do mundo do crime em Gotham City. Assine Amazon Kindle Unlimited por apenas R$ 19,90/mês e tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais! Ao adotar e exagerar sua personalidade de Pinguim, Cobblepot foi capaz de tirar vantagem do sistema mais brando de Arkham e afastar as suspeitas sobre sua parceria com o Batman para ganhar poder. A jogada foi ousada e esperta, já que ninguém jamais descobriu seu acordo secreto, assim como o próprio Homem-Morcego nunca desconfiou que, por trás daquela faceta maníaca e exagerada, está uma das mentes criminosas mais brilhantes da DC, com intelecto superior ao de Bruce Wayne. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Os 45 filmes mais esperados de 2024 Sweet Home | Filme que inspirou Resident Evil pode ser visto de graça Framboesa de Ouro 2024 | Quais são os indicados a pior filme do ano? Veja Mais

Repelentes contra dengue são tóxicos para pets?

canaltech Para se proteger da picada do mosquito da dengue, é comum que as pessoas usem repelentes. O problema é que esses produtos químicos, dermatologicamente testados e eficazes em repelir o Aedes aegypti, são tóxicos para os pets, incluindo cachorros e gatos.  Usar repelente com frequência faz mal? Existe repelente para carrapato? Embora o repelente contra a dengue seja tóxico para animais, em especial, quando ingerido ou inalado, é possível usá-lo com segurança dentro de casa, desde que sejam adotadas algumas medidas de proteção. Essas ações buscam reduzir o risco de intoxicação nos pets. Repelente contra a dengue e os animais “Temos diversas apresentações [de repelentes contra a dengue] no mercado, como sprays, cremes e aerossol de uso ambiente”, afirma Paloma Caleiro, médica veterinária e membro da equipe do pronto-socorro do Veros Hospital Veterinário, em nota. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Entre as fórmulas usadas para repelir o mosquito da dengue, estão os repelentes à base de DEET ou de icaridina. Independente do tipo, “todos podem levar a um quadro de intoxicação [animal]”, alerta a especialista. Na maioria das vezes, o risco está relacionado com a ingestão acidental. Reduzindo o risco do repelente contra a dengue Não é recomendado passar repelentes contra insetos, desenvolvidos para o uso humano, em creme ou spray, nos animais. Afinal, cachorros e gatos podem lambê-los e acabar ingerindo essas substâncias químicas, o que pode ter complicações graves. Repelente contra a dengue pode causar intoxicação em cachorros e gatos, em caso de ingestão ou inalação (Imagem: Towfiqu barbhuiya/Unsplash) “Animais tendem a lamber produtos, assim como os bebês tendem a colocar tudo na boca”, lembra a médica veterinária. Então, é fundamental manter esses produtos longe do alcance dos pets. Inclusive, os repelentes podem ser tóxicos para crianças, caso ocorra a ingestão. No caso dos repelentes aerossol, a orientação é retirar os pets do ambiente antes da aplicação. “Eles têm o olfato muito mais sensível do que o nosso e a inalação deste produto pode causar, além de intoxicação, irritação da parte respiratória”, explica Caleiro. Sintomas de intoxicação em animais Após a exposição acidental ao repelente contra a dengue, os sintomas mais comuns de intoxicação em gatos e cachorros são: Vômitos;  Salivação excessiva; Tremores; Diarreia; Fraqueza; Convulsões; Perda de consciência. Tosse; Espirros incessantes; Dificuldade respiratória; Língua arroxeada ou mais escura. Em caso de algum desses sintomas, “não se deve medicar o animal em casa, nem dar alimentos, sucos ou leite”, comenta a profissional. “A indicação é buscar atendimento emergencial veterinário, já que cada segundo conta para salvar a vida do pet e qualquer medicação ou alimento dado a mais pode interferir negativamente no trabalho do veterinário”, pontua. Cachorro e gato "pegam" dengue? Diferente dos seres humanos, os cães e gatos não são infectados por nenhum dos quatro sorotipos da dengue. Por outro lado, eles podem desenvolver a dirofilariose, outra doença transmitida pelo Aedes aegypti.  A zoonose é provocada por um nematódeo popularmente conhecido como verme do coração dos cães (Dirofilaria immitis). Outras espécies também podem ser transmitidas pelo mosquito e, na maioria das vezes, afetam o sistema circulatório do animal. Para a proteção, há fórmulas próprias para os animais. Proteção contra a dirofilariose Para a proteção dos animais, a veterinária conta que estão disponíveis coleiras repelentes, sprays, pipetas, odorizadores de ambiente, com concentrações específicas para o porte do animal, reduzindo a probabilidade de intoxicação.  O uso dessas alternativas é recomendado quando os pets vão estar ou moram em locais com alta probabilidade de contato com esses vetores, como mosquitos. Em média, as coleiras duram de 2 a 4 meses, enquanto a aplicação tópica pela pipeta precisa ser reforçada a cada 30 dias para manter a proteção. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Linux está em 4% dos PCs de todo o mundo e bate recorde

canaltech O Linux está instalado em 4% de todos os computadores do mundo, de acordo com os dados de uso de sistemas operacionais durante o mês de fevereiro de 2024 publicados pelo site Statcounter. É a primeira vez que o SO ultrapassa a marca de quatro pontos percentuais desde que a página começou a medir a audiência no segmento, em 2009. Quem criou o Tux? A história do pinguim mascote do Linux 13 coisas que usam Linux e você não sabia O sistema já apresentava sinais de crescimento nos últimos meses, mesmo que tímidos — o domínio do cenário invariavelmente é dominado pelo Windows, seguido do macOS, e ambos somados ocupam 87,59% do mercado de computadores. O Linux começou o ano de 2023 com uma parcela de 2,9%, mas fechou o mês de dezembro do mesmo ano com 3,83%. Houve uma pequena queda para 3,77% em janeiro, mas enfim o sistema atingiu 4,03% no mês seguinte.   Possíveis causas O Statcounter não justifica os motivos do crescimento do Linux, mas é possível trabalhar com algumas hipóteses. A primeira delas é um dos principais pontos positivos do SO: é uma ferramenta gratuita e de código aberto, portanto pode ser instalada rapidamente como uma alternativa para evitar as licenças pagas do Windows, por exemplo. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- A segunda hipótese envolve os requisitos de instalação do Windows 11, já que a atual geração do SO da Microsoft exige que os computadores tenham o chip TPM 2.0 e pode deixar de inicializar em dispositivos com CPUs muito antigas. Muita gente ainda pode ter um PC com bastante vida útil, mas que não atenda a todos os requisitos, então o Linux surge como a migração mais simples e menos burocrática nesse sentido.  Desde o lançamento do Windows 11, em outubro de 2021, até o final de fevereiro, a adesão ao Linux quase dobrou: de 2,08% em novembro de 2021 até os 4,03% mais recentes, segundo os dados do Statcounter. Um terceiro motivo possível seria o aquecimento do mercado de desenvolvedores e outros segmentos similares, que normalmente usam o Linux como sistema operacional para essas tarefas. Linux surge como opção para quem não consegue atualizar ao Windows 11 (Imagem: Douglas Ciriaco/Canaltech) Os SOs de computadores mais usados no mundo Confira a lista do Statcounter, com dados atualizados em fevereiro de 2024: Windows (72,17%); macOS (15,42%); Desconhecido (6,1%); Linux (4,03%); Chrome OS (2,27%). Você também pode conferir quais são os navegadores mais usados no mundo e no Brasil. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Baleia-azul volta a ser o animal mais pesado de todos os tempos

canaltech A baleia-azul voltou a ser considerada o animal mais pesado do mundo. Antes, um estudo chegou a afirmar que o Perucetus colossus (uma baleia extinta há milhões de anos, pertencente à família dos basilossauros) era mais pesado, mas um novo estudo publicado na PeerJ vem para refutar essa afirmação. Baleia-azul gera híbridos ao acasalar com outras espécies Baleias podem ser grandes aliadas contra as mudanças climáticas Nesse primeiro estudo, publicado na Nature, ao analisar 13 vértebras, quatro costelas e um osso da anca da espécie Perucetus colossus, o grupo percebeu que o tamanho dos ossos era duas a três vezes maior que os esqueletos das baleias-azuis. Como os ossos eram muito densos, os pesquisadores fizeram uma estimativa de que a espécie chegou a pesar 340 toneladas. Isso com base na hipótese de que essa espécie antiga passou por uma adaptação que a ajudou a boiar na água com facilidade, como um hipopótamo. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- No entanto, esse novo estudo diz que o peso estimado pelos especialistas envolvidos nesse artigo anterior simplesmente não combinaria com o estilo de vida do P. collosus. O peso da baleia extinta está errado Os autores dessa nova pesquisa defendem que teria sido difícil para o animal permanecer na superfície, ou até mesmo sair do fundo do mar: "Seria necessário nadar continuamente contra a gravidade para fazer qualquer coisa na água", refletem. Reconstrução de como seria o Perucetus colossus (Imagem: Bianucci, Ivan Iofrida/Wikimedia Commons) O grupo criticou a forma como o peso do esqueleto total foi usado para dimensionar o aumento do tamanho do corpo no outro estudo. Em sua opinião, não corresponderia aos padrões de crescimento e peso do esqueleto que vemos nos animais existentes. "A lógica por trás de uma estimativa tão elevada da massa corporal pode parecer consistente dentro da sua própria estrutura. No entanto, o seu método envolve suposições questionáveis ??que sugerem que as suas estimativas de massa corporal não são razoáveis ??quando vistas de diferentes perspectivas", diz o artigo. Por isso, a equipe traz a possibilidade de que o primeiro estudo tenha superestimado a massa corporal com base nos ossos extremamente espessos do P. colossus. Segundo a nova análise, a espécie antiga deveria ter até 114 toneladas, enquanto a baleia-azul possui até 270 toneladas. Com isso, a baleia-azul volta a reinar como o animal mais pesado de todos os tempos. Animais mais pesados Os dinossauros fazem parte dos animais mais pesados de todos os tempos. O problema é que as declarações são baseadas em escavações e estimativas atualmente conhecidas, então à medida que novas descobertas são feitas, as dimensões e pesos estimados podem mudar. A baleia-azul ainda tem a coroa. Estes são os 10 animais mais pesados de todos os tempos: Baleia-azul (Balaenoptera musculus): 270 toneladas Dinossauro Amphicoelias fragillimus: 150 toneladas Baleia-franca-do-pacífico (Eubalaena japonica), baleia-comum (Balaenoptera physalus) e baleia-da-groenlândia (Balaena mysticetus): 120 toneladas Perucetus colossus: 114 toneladas Baleia-franca-do-Atlântico-Norte (Eubalaena glacialis) e Baleia-franca-austral (Eubalaena australis): 110 toneladas Dinossauro Argentinosaurus huinculensis: 90 toneladas Dinossauro “Antarctosaurus” giganteus: 80 toneladas Dinossauro Notocolossus: 76 toneladas Dinossauro Mamenchisaurus sinocanadorum: 75 toneladas Dinossauro Sauroposeidon proteles: 60 toneladas O estudo reconhece que continua difícil a tarefa de determinar um peso exato. A descoberta de alguns dentes de P. colossus poderiam dar alguma indicação do seu potencial, por exemplo. Como podemos observar, é uma estimativa que está em constante análise e mudança. De qualquer forma, por enquanto a baleia-azul continua como o animal mais pesado do mundo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Por que as amadas tirinhas de Calvin e Haroldo acabaram?

canaltech Ano que vem, o mundo dos quadrinhos completa 30 anos sem um rabisco novo sequer de uma das tirinhas mais populares e queridas de todos os tempos. Bill Waterson encerrou seu ciclo de história dos garotinho hiperativo e seu ursinho que ganhava vida em sua imaginação, sem deixar uma animação, camiseta, game, filme ou sequer um novo traço qualquer de Calvin e Haroldo. Por que Calvin e Haroldo nunca terão uma animação? Criador de Calvin e Haroldo reaparece 28 anos depois com HQ sombria Calvin e Haroldo foi publicado de 18 de novembro de 1985 a 31 de dezembro de 1995, com a fantástica habilidade de Waterson de manipular o tempo e o movimento na narrativa formada por traços leves e precisos, que usam o “silêncio” e o das páginas e os limites das formas para construir um mundo rico de possibilidades e imaginação na mente dos leitores. A tirinha premiada pela Associação Nacional de Cartunistas dos Estados Unidos em 1986 e 1988 foi publicada em mais de 2 mil jornais em todos o mundo, com veiculação contínua no Brasil durante sua vida ativa, em volumes e jornais como  O Estado de S. Paulo. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- A tirinha foi publicada em mais de 2 mil jornais em todos o mundo (Imagem: Reprodução/Bill Waterson) Waterson é uma figura peculiar, com um comportamento protetor e temperamental com sua obra, que nunca foi licenciada para nada fora das tiras de jornal e volumes de quadrinhos, e encerrou justamente quando o mundo todo já havia se rendido à dupla. Até hoje os fãs imaginam o momento que Calvin e Haroldo se tornasse a HQ mais popular do mundo, já que a obra tinha chegado em todo o planeta em uma época sem internet. E por que o autor acabou com as novas histórias justamente quando tinha chegado a esse nível? Autor explica porque encerrou Em uma entrevista ao o The Cleveland Plain Dealer, em 2010, Watterson relembra sua carreira quinze anos depois de deixar sua tira para trás, dizendo que “isso não é tão difícil de entender”. O autor resume com uma frase muito simples: “Ao final de 10 anos, eu já havia dito praticamente tudo o que vim dizer.” “É sempre melhor sair da festa mais cedo. Se eu tivesse acompanhado a popularidade da tira e me repetido por mais cinco, 10 ou 20 anos, as pessoas que agora estão ‘em de luto’ por Calvin e Haroldo, estariam me desejando a morte e amaldiçoando os jornais por publicarem tiras antigas e tediosas como a minha”, disse. “E eu estaria concordando com eles.” Embora seja difícil crer que algo tão bom nunca mais terá um novo capítulo, é bastante fácil de entender a razão de Calvin e Haroldo ter acabado. Watterson é uma pessoa muito reservada e nunca conseguiu confiar em nada ou ou sequer uma pessoa para “dividir seu bebê” e fazer do seu trabalho algo melhor, mais longevo e abrangente, e, principalmente, mais divertido e interessante. ÚItima tira de Calvin e Haroldo, publicada em 1995 (Imagem: Reprodução/Bill Waterson) Watterson recusou várias ofertas para retomar ou adaptar Calvin e Haroldo em filmes ou séries de animação, assim como repeliu autógrafos depois de ver os anteriores à venda online. Ele simplesmente esgotou suas ideias sobre o assunto e não queria ninguém transformando-as em outras coisas. Assine Amazon Kindle Unlimited por apenas R$ 19,90/mês e tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais! Para completar, Waterson também não queria continuar a tirinha só porque conquistou uma massiva  popularidade, assim como nunca tinha passado pela sua cabeça fazer de seu trabalho um legado a ser levado às novas gerações com um artista e uma “voz” de acordo com a época a ser publicada. O criador de Calvin e Haroldo apenas contou o que queria contar e foi se realizar em outros projetos. Simples assim. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

App com IA vai detectar risco de depressão após análise de selfie

canaltech Nos Estados Unidos, pesquisadores da Faculdade de Dartmouth trabalham no desenvolvimento de um novo aplicativo para celular, o MoodCapture, que promete identificar sinais da depressão, a partir de selfies espontâneas analisadas por inteligência artificial (IA). 7 esportes que turbinam a mente e ajudam a combater a depressão Sua dieta influencia em sintomas de depressão e ansiedade Quando estiver disponível para todos os usuários, a ideia é que o app com IA consiga detectar os indicadores de um possível quadro de depressão antes mesmo que a pessoa perceba que está mal. Isso ajudará no tratamento e pode impedir complicações associadas com o quadro. Entre as medidas que a ferramenta poderá sugerir para a pessoa com indicadores de depressão, estão:  -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/- Praticar exercícios físicos ao ar livre — o que ajuda e já foi comprovado cientificamente;  Encontrar com familiares e amigos para jantar ou realizar outras atividades em grupo;  Buscar ajuda de um profissional da saúde, como psiquiatra e psicólogo. Por enquanto, não está previsto que o protótipo irá avisar, de forma direta, que a pessoa está com depressão. No entendimento dos desenvolvedores, isso pode piorar ainda mais o quadro, impedindo que ela busque ajuda. Detectar caso de depressão Para criar o app que detecta depressão, os cientistas recrutaram 177 pessoas com depressão já diagnosticada, sendo 153 mulheres. Por 90 dias, milhares de fotos com a câmera frontal do celular foram tiradas desses voluntários enquanto eles respondiam perguntas sobre sentir-se deprimido ou sem esperança — os usuários não sabiam que eram "observados" pelo programa, o que evitou tentativas de disfarce. Mais de 125 mil fotos foram registradas. Em seguida, foi a hora de testar os achados e o modelo preditivo. Para isso, os pesquisadores usaram a IA para analisar imagens de outro subgrupo. No total, a ferramenta demonstrou ter precisão de 75% na captação de sinais depressivos na face dos usuários, como direção do olhar, posicionamento da cabeça e rigidez muscular. Algumas informações também eram retiradas do ambiente em que estavam, incluindo o nível de luminosidade. Aplicativo usa inteligência artificial para detecar sinais de depressão em selfies espontâneas (Imagem: Budgeron Bach/Pexels) Os resultados do app foram publicados em um preprint — artigo sem revisão por pares — na plataforma arXiv. Em breve, os autores apresentarão os achados em um congresso internacional e vão publicar a pesquisa completa em uma revista. Quando o app fica pronto? A partir dos primeiros resultados, a expectativa dos desenvolvedores é que o aplicativo possa ser baixado por usuários até 2029, daqui a cinco anos. Para isso, o objetivo é elevar a taxa de precisão para 90%. Na versão final do app, eles também querem que as fotos captadas de forma espontânea sejam tiradas na hora de desbloquear o celular por reconhecimento facial. Como este é um ato bastante repetitivo, vai ser difícil tentar disfarçar o que o usuário está realmente sentindo da IA. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

Editor de vídeo online ou software de edição: qual a melhor opção?

canaltech Se você precisa editar vídeos para o seu trabalho, hobby ou redes sociais, pode se perguntar qual é a melhor opção: usar um editor de vídeo online ou um aplicativo de edição instalado no computador? Afinal de contas, ambos os tipos podem ter suas vantagens e desvantagens. Pensando nisso, hoje vamos comparar os pontos fortes e fracos de cada um e dar algumas dicas para você escolher a melhor ferramenta para o seu projeto. Editor de vídeo online ou software de edição? Fazer manipulações em arquivos audiovisuais é algo que muita gente precisa, seja para fins profissionais — como desenvolver projetos criativos para vender produtos — ou pessoais, como melhorar seus vídeos antes de postar nas redes sociais. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- De uma forma ou de outra, é preciso contar com uma boa ferramenta digital para fazer esse tipo de edição, e você pode escolher entre um editor online ou um software de edição que você instala no computador. Veja a seguir as características principais de cada um deles. O que é um editor de vídeo online? Um editor de vídeo online é uma ferramenta que permite editar vídeos diretamente no navegador, sem precisar baixar ou instalar nenhum programa no seu computador. Assim, você só precisa de uma conexão estável com a internet e um navegador compatível.  Uma boa ferramenta nesse sentido é o CapCut Online, que além de editor de vídeos também é um editor de imagem poderoso, 100% gratuito e com recursos completos e fáceis de usar. CapCut oferece solução online para edição de vídeos (Imagem: Divulgação/CapCut) O que é um software de edição de vídeo? Um software de edição de vídeo, por sua vez, é um aplicativo que você precisa baixar e instalar no seu computador para poder editar vídeos. Desse modo, você precisa ter espaço suficiente no disco rígido e um sistema operacional compatível. Além disso, na maioria das vezes, esses programas precisam de uma assinatura paga para te dar acesso aos recursos mais profissionais. Vantagens de usar um editor de vídeo online Usar um editor de vídeo online pode trazer vários benefícios, entre eles estão: Facilidade de uso Você não precisa se preocupar com a instalação, atualização ou configuração do aplicativo. Afinal, é possível acessar o editor de vídeo online de qualquer aparelho e em qualquer lugar do mundo.  Com o CapCut Online, por exemplo, basta criar uma conta na plataforma e gerar uma senha para acessar o app de qualquer computador, tablet ou celular pelo navegador de sua preferência. CapCut oferece ferramentas e modelos para usar em projetos de edição de vídeo (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech) Você também pode editar vídeos de diferentes formatos, resoluções e tamanhos sem problemas de compatibilidade. Economia de tempo e dinheiro Para usar um editor de vídeo online, você não precisa investir em um computador potente ou em uma licença de software cara para editar vídeos. Isso porque você pode usar a plataforma gratuitamente (no caso do CapCut Online) ou por um preço acessível, a depender do plano que você escolher.  Também é possível economizar tempo ao não ter que esperar pelo download ou pela renderização do vídeo. Acesso a múltiplos recursos Os editores de vídeo online contam com uma variedade de recursos para editar seus vídeos, como cortar, girar, redimensionar, adicionar transições, efeitos, textos, músicas, narrações, legendas etc.  Nos editores online, você também pode usar modelos, filtros, stickers, animações e outros elementos criativos para personalizar seus vídeos. Além disso, você pode aproveitar os recursos de armazenamento em nuvem, compartilhamento nas redes sociais e colaboração em equipe que alguns aplicativos oferecem. Sem contar que, no CapCut Online, por exemplo, você também conta com recursos de edição de imagem. Exemplos desses recursos são: restauração de fotos antigas, transformar foto em desenho, corrigir iluminação e outros aspectos das fotos e muito mais. CapCut conta com ferramentas mágicas adicionais para edição de vídeos e fotos (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech) Desvantagens de usar um editor de vídeo online Usar um editor de vídeo online também pode ter algumas limitações. A maior desvantagem é a dependência da internet, já que é preciso ter uma conexão de rede para acessar os aplicativos. Além disso, se a sua conexão cair ou ficar lenta, você pode perder o seu trabalho ou ter dificuldades para carregar ou baixar os vídeos.  Como escolher a melhor opção para o seu projeto? A escolha entre um editor de vídeo online ou um software de edição depende do seu objetivo, orçamento, habilidade e preferência. Não há uma resposta certa ou errada, mas sim uma opção mais adequada para cada situação.  Veja algumas dicas para ajudar você a decidir a melhor opção para o seu projeto: Considere o tipo de vídeo que você quer fazer Se você quer fazer um vídeo simples, rápido e divertido, um editor de vídeo online pode ser suficiente. Agora, se você prefere algo mais complexo e sofisticado, um software de edição pode ser a melhor alternativa. Editores de vídeo online como o CapCut têm recursos para cortar os clipes e aplicar transições (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech) Nível de experiência Para quem é iniciante ou intermediário, um editor de vídeo online pode ser mais fácil e intuitivo de usar. Entretanto, se você é avançado ou expert, um software de edição pode ser mais poderoso e contar com mais recursos. Orçamento e recursos Se você tem pouco dinheiro ou espaço no seu computador, um editor de vídeo online pode ser mais econômico e prático de usar. Afinal, como já vimos, o CapCut Online é 100% gratuito. CapCut traz formatos prontos para editar vídeos para redes sociais (Imagem: Captura de tela/Guilherme Haas/Canaltech) Mas se você não se importa de gastar com assinaturas caras e dispõe de espaço no seu computador, um software de edição pode ser uma solução interessante. Conclusão Um editor de vídeo online ou um software de edição são ferramentas que podem te ajudar a editar vídeos de forma eficiente e criativa. Assim, cada um tem suas vantagens e desvantagens, e a melhor opção depende do seu projeto. O importante é que você escolha uma ferramenta que atenda às suas expectativas e necessidades. Se você optar por um editor de vídeo online que ofereça recursos de qualidade, sem restrições de qualidade e tamanho, com facilidade de uso e economia de tempo e dinheiro, nós temos uma sugestão para você: o CapCut Online. Você vai se surpreender com tudo o que ele pode fazer. Agora que você já sabe como escolher entre um editor de vídeo online ou um software de edição, coloque as dicas em prática e comece a editar os seus projetos. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

iPhone SE 4 tem suposto design vazado com visual inspirado no iPhone 14

canaltech Após rumores de que a quarta geração do iPhone SE poderia estrear com design de iPhone 15 e Dynamic Island substituindo o entalhe largo, um novo vazamento fornecido pelo site 91mobiles detalha que as mudanças serão menores que o esperado. Vale a pena comprar o iPhone 12 em 2024? IA da Apple vai "abrir novos caminhos", garante Tim Cook Contrariando os vazamentos mais recentes e indo de acordo com os primeiros rumores relacionados ao iPhone SE 2024 — que pode nem chegar este ano, no final das contas —, renderizações provenientes de arquivos CAD mostram o possível design do próximo celular de entrada da Apple. É descrito que o modelo terá display de 6,1 polegadas oferecendo um grande salto em relação às atuais 4,7 polegadas do iPhone SE de 3ª geração, lançado em 2022. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Visão superior destaca suposto iPhone SE de 4ª geração com visual de iPhone 14 e notch no alto da tela. ((Imagem: Reprodução/91mobiles)) Painel frontal exibe entalhe largo para abrigar Face ID em vez da Dynamic Island, que poderia continuar destinada aos modelos da linha principal. ((Imagem: Reprodução/91mobiles)) Tampa traseira apresenta única câmera principal como forma de reduzir os custos de fabricação. ((Imagem: Reprodução/91mobiles)) Visão lateral detalha protubeância da câmera e botões de volume, mas não permite visualizar suposto botão de Ação ou chave de Silêncio. ((Imagem: Reprodução/91mobiles)) Apesar de inspirado no iPhone 14, novo iPhone SE terá conector USB-C em vez da porta Lightning. ((Imagem: Reprodução/91mobiles)) O dispositivo teria dimensões de 147,7 x 71,5 x 7,7 mm (altura x largura x profundidade), representando as medidas exatas do iPhone 13 e do iPhone 14, que utilizam o mesmo corpo. As renderizações mostram o dispositivo com apenas uma câmera traseira com microfone e flash alinhados na horizontal. Os botões laterais permanecem sem alterações, embora não seja possível afirmar se a empresa deve manter o botão deslizante para modo silencioso ou dará prioridade ao botão de Ação da linha iPhone 15. De qualquer forma, é certo que o dispositivo será lançado com conector USB-C em vez da porta Lightning. iPhone SE de 4ª geração pode ter visual de iPhone 14 com entalhe largo para Face ID em vez da Dynamic Island (Imagem: Victor Carvalho/Canaltech) Detalhes de hardware apontam que o modelo poderia estrear com câmera principal de 48 MP (pouco provável dado o custo de produção mais elevado) e processador Apple A17 do atual iPhone 15 ou Apple A18 de futuro iPhone 16. Com previsão de lançamento na primeira metade de 2025, mais informações a respeito do futuro iPhone SE 4 devem surgir nos próximos meses. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

Huawei abre nova loja oficial virtual no Brasil com ofertas

canaltech A Huawei anunciou nesta segunda-feira (4) a abertura da sua primeira loja oficial no Mercado Livre, visando oferecer uma nova opção ao público brasileiro. A novidade estreia com um catálogo amplo com os principais dispositivos da gigante, incluindo fones de ouvido, pulseiras inteligentes e até roteadores, e já conta com promoções para a semana do consumidor. Linha de fones Galaxy Buds 3 pode ganhar dois modelos este ano Apple Watch com tela Micro LED teria sido apenas adiado Identificado pelo nome "Huawei Loja Oficial", o perfil da marca já oferece cerca de 15 produtos com variações de cores, e surpreende por contar com alguns itens bastante recentes. Não espere ver os smartphones da gigante por aqui — o foco da operação da Huawei no Brasil tem sido os acessórios. Ainda assim, há opções avançadas interessantes, como os roteadores mesh com Wi-Fi 6 e o atual smartwatch premium da companhia. Aproveitando a oportunidade, a fabricante destacou alguns dos dispositivos que contarão com ofertas, como parte da participação da empresa na semana do consumidor. Serão cinco aparelhos no total, com descontos que chegam aos R$ 300. Estão entre eles: -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Huawei Watch GT 4 Lançado no Brasil em outubro, o Huawei Watch GT 4 chamou atenção pela construção bastante premium, disponível nos tamanhos de 41 mm e 46 mm, e pela grande variedade de recursos para acompanhamento de saúde. Além de batimentos cardíacos, o dispositivo monitora eventuais traços de fibrilação atrial — doença cardíaca silenciosa que requer atenção médica —, níveis de oxigenação do sangue (SpO2), qualidade do sono e estresse, além de possuir mais de 100 modos de exercícios. O Huawei Watch GT 4 nas versões de 46 mm (à esquerda) e 41 mm (à direita) está R$ 100 mais barato na semana do consumidor (Imagem: Divulgação/Huawei) Outros diferenciais do aparelho são o monitoramento do ciclo menstrual e o app Stay Fit, para gerenciar o número de calorias ingeridas. Com design circular, similar ao de um relógio tradicional, o GT 4 é customizável e promete boa autonomia de bateria, que chegaria aos sete dias no modelo menor, e respeitáveis 14 dias na variante maior. O acessório já foi avaliado pelo Canaltech e se destacou justamente pelos design elegante, variedade de recursos, tela AMOLED de qualidade e bateria de longa duração, mas sua falta de apps (diferente dos rivais, não há Play Store por aqui) e o preço alto foram pontos de crítica. Com valor de lançamento que começava em R$ 1.199, o modelo está saindo a partir de R$ 1.099 no período da promoção desta semana. Huawei FreeBuds Pro 3 Fone de ouvido premium mais recente da empresa, o Huawei FreeBuds Pro 3 estreou no Brasil em novembro, prometendo altíssima definição de áudio. Para isso, além de um sistema de drivers duplos com resposta de frequência entre 14 Hz e 48 kHz, o dispositivo utiliza um chip proprietário de processamento e os codecs Bluetooth L2HC 3.0 e LDAC, entregando taxas de transferência de 1,5 Mbps — mais que o dobro da média de fones mais simples, o que garantiria "qualidade a nível de CD". Fone de ouvido mais premium da Huawei, o FreeBuds Pro 3 promete som de altíssima definição e autonomia de bateria extensa com até 33h de uso (Imagem: Divulgação/Huawei) Também estão presentes cancelamento ativo de ruído (ANC) 50% mais eficiente que o oferecido na geração anterior, tecnologia de áudio espacial, certificação IP54 de resistência a respingos d'água e suor, bem como bateria com promessa de até 33 horas de uso, recarga sem fio e carregamento rápido que recuperaria a carga completa em uma hora. O FreeBuds Pro 3 é um dos itens com maior desconto no período promocional ao sair por R$ 999, quase R$ 300 a menos que o preço sugerido de lançamento de R$ 1.299. Huawei Band 8 Opção mais acessível e compacta para quem busca um acessório para acompanhamento de saúde, a Huawei Band 8 estreou no Brasil em maio do ano passado tendo como destaque as melhorias na precisão de registros dos batimentos cardíacos e de monitoramento do sono. Seu corpo é bastante leve, com apenas 14 gramas, sem deixar de lado a autonomia de bateria extensa, que poderia chegar aos 14 dias. A Huawei Band 8 é bastante leve e chama atenção pela extensa autonomia de bateria (Imagem: Divulgação/Huawei) Avaliada pelo Canaltech, a pulseira se destacou pela leveza, pela tela AMOLED de boa qualidade, pela compatibilidade com smartphones Android e iPhone, além da bateria. Suas fraquezas estão na falta de armazenamento interno e na grande quantidade de mostradores que são pagos, limitando as opções de customização gratuitas. A Huawei Band 8 veio ao país por R$ 399, mas será vendida por R$ 280 na semana do consumidor. Huawei FreeBuds 5i Buscando oferecer alta qualidade sonora a um preço mais em conta, o Huawei FreeBuds 5i trouxe bons avanços em comparação à geração anterior, apostando em cápsulas menores e mais leves, bem como som de alta definição e ANC mais robusto. O acessório é similar ao FreeBuds Pro 3, mas com alguns cortes para torná-lo acessível — há apenas um driver por cápsula, e o recurso de carregamento sem fio foi removido, por exemplo. O Huawei FreeBuds 5i promete áudio de alta qualidade e cancelamento de ruído por um preço mais acessível (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech) O FreeBuds 5i também passou pelo Canaltech, tendo o conforto, o volume elevado e o preço como pontos fortes, ainda que sua autonomia de bateria tenha ficado abaixo do esperado. A solução tem preço sugerido de R$ 429, mas sairá no período promocional por R$ 399 — um dos menores descontos da loja. Huawei Wi-Fi Mesh 3 Fechando os destaques está o roteador Huawei Wi-Fi Mesh 3, em kits com duas ou três torres. Compatível com protocolo Wi-Fi 6, o dispositivo faz melhor uso das bandas de 2,4 GHz e 5 GHz para atingir velocidades de download de até 3.000 Mbps. Segundo a companhia, apenas duas torres já seriam suficientes para garantir boa recpeção de sinal em ambientes com área de até 400 m². Disponível em kits de duas ou três torres, o roteador Huawei Wi-Fi Mesh 3 suporta Wi-Fi 6, pode se conectar a até 250 dispositivos e promete velocidades de até 3.000 Mbps (Imagem: Divulgação/Huawei) Todo o gerenciamento do sistema mesh é feito pelo app Huawei AI Life, onde estão disponíveis ainda funções como mapa de calor para detectar áreas com melhor sinal, diagnóstico inteligente e uso de NFC para conexão rápida com novos aparelhos. Na semana do consumidor, o conjunto de duas torres sairá por R$ 819, frente ao preço sugerido de lançamento de R$ 999, enquanto o kit de três torres cai de R$ 1.459 para R$ 1.209. Segundo o comunicado da marca, alguns acessórios mais antigos também receberão desconto no período da promoção, como a pulseira Huawei Watch Fit 2 e o fone FreeBuds SE 2 — o período de ofertas começa hoje (4) e vai até 17 de março.  Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Os 45 filmes mais esperados de 2024 Sweet Home | Filme que inspirou Resident Evil pode ser visto de graça Framboesa de Ouro 2024 | Quais são os indicados a pior filme do ano? Veja Mais

Destaque da NASA: pilares de luz brilham na foto astronômica do dia

canaltech A foto destacada pela NASA nesta segunda-feira (4) no site Astronomy Picture of the Day traz um fenômeno luminoso e colorido. Talvez você tenha pensado nas brilhantes auroras boreais, mas na verdade, estamos falando de pilares de luz fotografados na Mongólia Interior, na China. O que é aurora boreal? Feixes de luz verde misteriosa brilham no céu do Japão O fenômeno é causado por cristais de gelo achatados, que às vezes, podem se formar perto do solo. Quando isso acontece, eles podem refletir as luzes do solo em colunas luminosas, como aparece na foto abaixo.   Pilares de luz brilhando na Mongólia (Imagem: Reprodução/N. D. Liao) Normalmente, estes pequenos cristais gelados evaporam antes de alcançar o solo. Por isso, para os pilares de luz aparecerem, é preciso que as temperaturas estejam extremamente baixas.  -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/- Além dos pilares, a foto mostra também algumas constelações bastante conhecidas, como a Ursa Maior e Menor. No lado esquerdo da imagem, está Polaris, também chamada de Estrela do Norte por ficar bem pertinho do polo norte celestial. O que são pilares de luz Os pilares de luz são um fenômeno atmosférico fascinante. Como mencionado acima, eles acontecem quando cristais de gelo achatados refletem a luz em direção ao solo; se milhares deles estiverem alinhados na atmosfera, podem criar uma aparente coluna de luz se estendendo para cima no céu.  Como os pilares de luz são um fenômeno óptico, eles não estão exatamente acima de determinada fonte de luz ou de algum ponto específico no espaço. Além disso, a aparência deles varia de acordo com alguns fatores — um deles é a altitude dos cristais de gelo: quanto mais alto estiverem, ou quanto mais próximos forem das fontes de luz, maiores vão ser os pilares.  Não há horário ideal para observar os pilares de luz, portanto podem ser vistos em qualquer momento durante a noite. Aliás, há quem tenha confundido-os com luzes sem explicação aparente, como as de objetos voadores não identificados.  Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Os 45 filmes mais esperados de 2024 Sweet Home | Filme que inspirou Resident Evil pode ser visto de graça Framboesa de Ouro 2024 | Quais são os indicados a pior filme do ano? Veja Mais

IA Claude 3 é lançada com promessa de superar Gemini e GPT-4

canaltech As soluções de inteligência artificial do Google e da OpenAI ganharam concorrentes de peso nesta segunda-feira (4): a Anthropic apresentou a terceira geração da sua família de modelos de IA, o Claude 3. De acordo com os desenvolvedores, a nova tecnologia é capaz de superar GPT-3.5, GPT-4 e Gemini 1.0 em diversas tarefas. Afinal, o que é inteligência artificial? AGI | O que é inteligência artificial geral? Ao todo, três modelos foram apresentados para atender diferentes necessidades: Haiku, Sonnet e Opus. As versões comerciais das novas soluções serão ofertas, em primeiro momento, com janelas de contexto de 200 mil tokens. Diferença entre os modelos da família Claude 3 (Imagem: Divulgação/Anthropic) Mais poder que GPT e Gemini A terceira geração do modelo da Anthropic desembarca com a promessa de ultrapassar os seus pares. A começar pelo Opus, o modelo com maior desempenho da terceira geração e que supera o GPT-4 e o Gemini 1.0 Ultra nas avaliações dos seus criadores. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/- Segundo a empresa, o Opus é ideal para a automatização de tarefas mais complexas, P&D (pesquisa e desenvolvimento) e montar estratégias. Os desenvolvedores ainda introduziram o intermediário Sonnet, que sobrepõe o GPT-3.5 e o Gemini 1.0 Pro. A tecnologia é indicada para processamento de dados, aplicações de vendas e até para rodar tarefas como gerar códigos, controle de qualidade e extrair textos de imagens. Já o Haiku, modelo mais rápido do trio e bate de frente com as soluções intermediárias do Google e da OpenAI. Essa solução encontra posição em motores de chatbots de lojas, além de moderação de conteúdo e o processamento de tarefas mais simples. “Todos os modelos Claude 3 mostram capacidades aumentadas em análise e previsão, criação de conteúdo diferenciado, geração de código e conversação em idiomas diferentes do inglês, como espanhol, japonês e francês”, diz a Anthropic. Claude 3 tem janela de 200 mil tokens A Anthropic destacou uma série de diferenciais da família Claude 3, como a oferta de retornos com mais acurácia de acordo com o prompt, ou seja, o comando de texto. O trio ainda garante menos respostas negativas, além de entregas de informações mais rápidas. Outro ponto que chama a atenção é a janela de contexto — o limite de dados que podem ser trabalhados ao mesmo tempo no modelo. Essa barreira é medida pela quantidade de blocos usados para processar as informações, os tokens. Nesse primeiro momento, a Anthropic vai liberar apenas 200 mil tokens. A empresa, no entanto, assegura que os três modelos conseguem ultrapassar a margem de 1 milhão de tokens ao considerar as inserções de informações (input, em inglês). Modelos já estão disponíveis no Claude.ai (Imagem: Reprodução/Anthropic) O Claude 3 também conta com um time dedicado para garantir segurança aos modelos, a fim de evitar usos indevidos das plataformas. A API da nova família de modelos de IA já está disponível para desenvolvedores, inclusive do Brasil. Porém, até o momento, não há informações sobre a liberação do Claude.ai aos brasileiros. Disponível para uso Os modelos Opus e o Sonnet já estão disponíveis para os desenvolvedores que desejam explorar as soluções pela API, inclusive no Brasil. Já o Haiku será liberado em breve, segundo a Anthropic. “O Sonnet também está disponível hoje no Amazon Bedrock e em visualização privada no Vertex AI Model Garden do Google Cloud — com Opus e Haiku chegando em breve para ambos”, diz o comunicado de lançamento. Já no Claude.ai, o Sonnet está disponível para as contas com plano gratuito e o Opus para quem assina o Pro. Por ora, ainda não é possível usar o chatbot no Brasil. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Novo iPad Pro pode vir com chip M3 ou novo M4 em breve

canaltech A Apple anunciou os novos MacBook Air de 13 e 15 polegadas nesta segunda-feira (4). No entanto, uma série vazamentos publicados em uma conta privada no X (antigo Twitter) e corroborados pelo MacRumors, além de informações do jornalista Mark Gurman, da Bloomberg, apontam que a gigante de Cupertino deve lançar vários novos produtos em breve. Os destaques ficam com a família iPad, integrados com chips M2, A17 Pro, A14 e possivelmente até mesmo o M3 e o vindouro M4. Vale a pena comprar o iPhone 12 em 2024? iPad Pro com teclado substitui um computador? Começando pelos carros-chefe, dois novos iPad Pro podem ser anunciados com tela OLED e refinamentos no design, segundo Gurman. O destaque é que esses produtos teriam o chip M3 integrado e já seriam revelados em março. No entanto, uma série de identificadores vazados e respaldados pelo MacRumors sugerem que o iPad Pro também recebará uma versão com o vindouro chip M4, citando a “inesperada possibilidade” de isso acontecer. A linha do iPad Air também ganharia atualizações consideráveis, visto que seria lançada uma versão com 10,9 polegadas e outra com 12,9 polegadas, tamanho inédito para a série. Contudo, o recheio principal é a presença do chip M2 nesses dispositivos, que por mais que não seja o topo de linha atual da Apple, ainda é um processador de alto desempenho. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- iPad Pro com chip M3 ou M4 deve trazer um novo Magic Keyboard com um trackpad maior  (Imagem: Divulgação/Apple) Novo iPad Mini é dúvida entre os anúncios Por outro lado, a sétima geração do iPad Mini poderia ser integrada com o A17 Pro ou, quem sabe, até mesmo com o A17 Bionic padrão. Essa é uma informação levemente mais antiga e informada pelo MacRumors inicialmente, mas é menos provável que apareça em um evento em breve.  Mais simples, o A14 Bionic deve fazer parte do novo iPad de 11ª geração. Esse modelo viria em configurações de conectividade com Wi-Fi e Wi-Fi + Dados Móveis integrados. Todavia, também há a possibilidade de esse produto ser uma nova versão do Homepod com display integrado. Por enquanto, ainda há esse desencontro de desinformações entre diversas fontes e vazamentos. O chip M2 do suposto novo iPad Air deve trazer um salto geracional de desempenho considerável  (Imagem: Divulgação/Apple) Além de tudo isso, o vazamento inicial corroborado pelo MacRumors é alinhado com informações anteriores sobre a chegada dos chips A18 para os vindouros iPhone 16 e iPhone 16 Plus, e do avançado A18 Pro para os iPhone 16 Pro e 16 Pro Max.  Pelo excesso de boatos e diferentes dados cruzados entre fontes, é bom ter cautela ao acreditar nesses vazamentos. Os dois sites têm muita credibilidade na indústria, mas só saberemos os reais produtos quando a Apple anunciá-los oficialmente. Por fim, Gurman comenta que a revelação não será um evento, mas sim o lançamento direto no site da empresa com campanhas em vídeo. ???? Compre o iPad 9ª geração em oferta no Kabum! ???? Compre o iPhone 15 de 128 GB com um bom preço no Kabum! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Framboesa de Ouro 2024 | Quais são os indicados a pior filme do ano?

canaltech Nem só de glórias viva o cinema. Tanto que, antes do Oscar, teremos o Framboesa de Ouro, premiação dos piores filmes do ano que virou tradição na indústria desde os anos 1980. Em 2024, os vencedores devem ser divulgados no dia 9 de março, com Os Mercenários 4 sendo o campeão de indicações da edição. O novo longa de ação concorre em sete categorias, incluindo para Sylvester Stallone (Rocky Balboa) e Megan Fox (Transformers), além de Pior Roteiro e Pior Diretor para Scott Waugh (Need for Speed: O Filme). Oscar 2024 | 8 filmes esnobados pela Academia 10 filmes fracassos de bilheteria que se tornaram clássicos A nova reunião dos astros de ação não foi indicado a Pior Filme, muito mais por demérito dos seus concorrentes do que por suas próprias forças. A maior prova disso é que um dos favoritos na categoria principal é O Exorcista: O Devoto, vice-líder em nominações e concorrendo a cinco Framboesas, empatado com Ursinho Pooh: Sangue e Mel. Mais abaixo estão Shazam! Fúria dos Deuses e Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania, com quatro indicações cada, e Megatubarão 2, com três. Surgido como uma sátira do Oscar, o Framboesa de Ouro entrou para o calendário anual do cinema justamente por esse tom mais ácido em relação às produções que foram fracasso de bilheteria ou muito mal recebidos pelo público. Por isso mesmo, passou a ser apelidado de "o Oscar dos filmes ruins".  -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/-   Confira a lista completa de indicados ao Framboesa de Ouro 2024: Pior filme O Exorcista: O Devoto O Exorcista do Papa Megatubarão 2 Shazam! Fúria dos Deuses Ursinho Pooh: Sangue e Mel Pior ator Russell Crowe (O Exorcista do Papa) Vin Diesel (Velozes & Furiosos 10) Chris Evans (Ghosted: Sem Resposta) Jason Statham (Megatubarão 2) Jon Voight (Mercy: Golpe de Misericórdia) Pior atriz Ana de Armas (Ghosted: Sem Resposta) Megan Fox (Johnny & Clyde) Salma Hayek (Magic Mike: A Última Dança) Jennifer Lopez (A Mãe) Helen Mirren (Shazam! Fúria dos Deuses)   Pior atriz coadjuvante Kim Cattrall (Meu Pai é Um Perigo) Megan Fox (Os Mercenários 4) Bai Ling (Johnny & Clyde) Lucy Liu (Shazam! Fúria dos Deuses) Mary Stuart Masterson (Five Nights at Freddy’s) Pior ator coadjuvante Michael Douglas (Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania) Mel Gibson (Confidential Informant) Bill Murray (Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania) Franco Nero (O Exorcista do Papa) Sylvester Stallone (Os Mercenários 4) Pior casal Qualquer casal (Os Mercenários 4) Qualquer dupla de investidores que financiaram a sequência de O Exorcista Ana de Armas e Chris Evans (Ghosted: Sem Resposta) Salma Hayek e Channing Tatum (Magic Mike: A Última Dança) Pooh e Leitão (Ursinho Pooh: Sangue e Mel)   Pior remake, cópia ou sequência Homem-Formiga e a Vespa: Quatumania O Exorcista: O Devoto Os Mercenários 4 Indiana Jones e a Relíquia do Destino Ursinho Pooh: Sangue e Mel Pior diretor Rhys FrakeWaterfield (Ursinho Pooh: Sangue e Mel) David Gordon Green (O Exorcista: O Devoto) Peyton Reed (Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania) Scott Waugh (Os Mercenários 4) Ben Wheatley (Megatubarão 2) Pior roteiro Shazam! Fúria dos Deuses O Exorcista: O Devoto Os Mercenários 4 Indiana Jones e a Relíquia do Destino Ursinho Pooh: Sangue e Mel Neste ano, o Framboesa de Ouro 2024 está marcado para acontecer no dia 9 de março. A cerimônia não é transmitida ao vivo, com os ganhadores do Razzie sendo anunciados no site do evento um dia antes do Oscar, que será exibido no domingo (10), na TV a cabo e via streaming. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Toda linha Galaxy S25 pode usar chip Exynos da Samsung, diz rumor

canaltech Um novo rumor sugere que a Samsung pode realizar uma das mudanças mais polêmicas para seus smartphones na história recente: lançar a linha Galaxy S25 no próximo ano apenas com processadores Exynos e destinar com exclusividade os chipsets Snapdragon para seus smartphones dobráveis da linha Galaxy Z. Galaxy S24 FE pode ganhar Snapdragon 8 Gen 3 e 12 GB de RAM Galaxy F15 estreia com bateria gigante, preço baixo e 4 anos de updates A informação foi publicada no X (antigo Twitter) por Connor, de usuário @orexda — que possui uma boa precisão de vazamentos —, e corroborada por Samir Khazada, analista e ex-funcionário da Qualcomm. So currently 2025 Samsung phones will be :Galaxy Z - Snapdragon OnlyGalaxy S - Exynos OnlyGalaxy A - Mediatek & Exynos -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- — Connor / ?? / ??? (@OreXda) March 1, 2024 Segundo Connor, a Samsung estaria planejando utilizar apenas processadores Snapdragon para a linha Galaxy Z, apenas processadores Exynos para a linha Galaxy S e uma combinação de processadores MediaTek e Exynos para os intermediários da série Galaxy A — algo que provavelmente se estende para os Galaxy M. Khazaka acredita que a estratégia é provável como forma de expandir as vendas de chips Exynos internacionalmente sem abandonar a Qualcomm. Dobráveis da linha Galaxy Z podem ser os únicos com chip Snapdragon da Qualcomm no futuro (Imagem: Reprodução/Samsung) Ceticismo, até certo ponto Entretanto, o ainda mais confiável informante Revegnus não acredita na teoria e reforça que a Samsung não apenas está trabalhando em seus próprios processadores, como também colaborando com a Qualcomm. Com um contrato ainda em andamento para uso de processadores Qualcomm na linha Galaxy S, é possível que o cenário mude caso a Samsung esteja confiante de que seus chips possam superar os concorrentes em desempenho de processamento, imagem (foto e vídeo) e eficiência energética. Entretanto, tal movimentação pode acontecer apenas depois da linha Galaxy S25 quando os processadores Exynos da Samsung devem ganhar uma nova nomenclatura. De qualquer forma, mais detalhes a respeito dessa mudança estratégica da Samsung pode surgir nos próximos meses reforçando ou contrariando os rumores atuais. Até lá, siga de olho no Canaltech e em nossas redes sociais. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

CPUs Ryzen Sound Wave chegariam em 2026 com Zen 6 de 3 nm

canaltech A AMD tem um conjunto de lançamentos robustos para estrear entre 2024 e 2025, incluindo as já conhecidas famílias Strix Point e Strix Halo (supostamente também conhecida como Sarlark). Agora, um novo vazamento aponta para a chegada da Sound Wave, uma família de APUs misteriosas que teria litografia de 3 nm e usaria núcleos do tipo Zen 6. Review Radeon RX 7600 XT | GPU 'barata' com 16 GB de VRAM Processadores AMD Ryzen 7000 ainda valem a pena? O vazamento foi encontrado no site especializado em mineração de dados sobre semicondutores, Gamma0burst, que parece ter alinhado alguns dos principais futuros lançamentos da gigante. Sequer mencionado em outros leaks, as CPUs Sound Wave usam núcleos Zen 6 Morpheus com processo de fabricação em 3 nm, e têm uma provável data de lançamento para 2026. Vale lembrar que o suposto produto seria uma APU, logo é possível que estejamos falando de um processador de desktop com gráficos integrados mais robustos. Mas também não é possível descartar que seja, de fato, um processador para notebook, sendo o cenário provável. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Seguindo a nomenclatura da AMD, a linha Sound Wave deve ser chamada de Ryzen 10000 Linha Kraken e Sarlak só em 2025 Por outro lado, o vazamento também reitera lançamentos já esperados para o fim de 2024. As Strix Point de notebook teriam uma combinação de núcleos Zen 5 e Zen 5c, chegando a um total de 12 cores e 24 threads em 4 nm. É esperado que cheguem com três vezes mais desempenho que os atuais Hawk Point na microarquitetura XDNA 2 de IA. Chamada de Strix Point Halo ou Sarlark, essa deve ser a geração carro-chefe da AMD nas CPUs de notebook. Os modelos teriam até 16 núcleos em Zen 5c e uma iGPU com até 40 Unidades Computacionais. Seu lançamento, no entanto, deve ficar para 2025. Todos os modelos a partir da geração Strix Point terão gráficos integrados com RDNA 3.5 (Imagem: Divulgação/AMD) Por fim, a família Kraken também foi mencionada no vazamento. Essa linha já havia sido vazada há algum tempo, mas parece ter passado por um redirecionamento de rota. Com muitas similaridades com as Strix Point, a vindoura geração chegaria em 2025 — possivelmente no início do ano — com até 8 núcleos Zen 5/Zen 5C e apenas 8 Unidades Computacionais, focando em um público menos graficamente exigente.  ???? Compre o processador AMD Ryzen 5 4500 por um preço muito baixo no Kabum! ???? Compre o notebook Acer Aspire 3 com Ryen 3-7320U em promoção no Kabum! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

OMS confirma 1 bilhão de pessoas com obesidade no mundo

canaltech Nesta segunda-feira (4), é celebrado o Dia Mundial da Obesidade, como uma forma de conscientizar a respeito da doença. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aproveitou a ocasião para anunciar que já existe 1 bilhão de pessoas obesas no mundo. A informação vem por meio de um estudo publicado  pela revista científica Lancet. Estudo relaciona excesso de alimentos ultraprocessados à obesidade infantil Obesidade e sobrepeso aumentam risco para 13 tipos de câncer O artigo menciona que a obesidade duplicou desde 1990. Já na obesidade infantil, o número de casos chegou a quadruplicar. O sobrepeso também não deixa de ser uma preocupação, atingindo 43% dos adultos, com base nos dados coletados pelos pesquisadores (2022). De acordo com o diretor-Geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, “o novo estudo destaca a importância de prevenir e controlar a obesidade desde o início da vida até a idade adulta, através de dieta, atividade física e cuidados adequados, conforme necessário”. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- O diretor-geral também afirma durante o comunicado que “regressar ao caminho certo para cumprir as metas globais de redução da obesidade exigirá o trabalho dos governos e das comunidades, apoiado por políticas baseadas em evidências da OMS e das agências nacionais de saúde pública", ou seja: "É importante ressaltar que requer a cooperação do setor privado, que deve ser responsável pelos impactos dos seus produtos na saúde”. Como combater a obesidade? Segundo a definição da OMS, a obesidade é uma doença crônica complexa. A organização sugere intervenções necessárias para conter a crise, como ações para apoiar práticas saudáveis ??desde o primeiro dia, incluindo promoção, proteção e apoio à amamentação. Outras intervenções envolvem regulamentos sobre a comercialização prejudicial de alimentos e bebidas para crianças e políticas de alimentação e nutrição escolar, incluindo iniciativas para regular a venda de produtos ricos em gorduras, açúcares e sal nas proximidades das escolas. OMS mostra preocupação sobre a obesidade, já que 1 em cada 8 pessoas no mundo é considerada obesa (Imagem: Andres Ayrton/Pexels) Dentre as intervenções sugeridas pela OMS, também estão as políticas fiscais e de preços para promover dietas saudáveis e as políticas de rotulagem nutricional. A organização ainda defende a implementação de campanhas de educação e sensibilização públicas para dietas saudáveis ??e exercício, além de padrões para atividade física nas escolas e integração dos serviços de prevenção e gestão da obesidade nos cuidados de saúde primários. A tendência é a obesidade piorar E a questão da obesidade realmente exige atenção, porque um relatório da World Obesity Federation apresentado em reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 51% da população mundial estará acima do peso ou obesa até 2035. Sendo assim, 4 bilhões de pessoas devem ter obesidade até esse período, o que aumenta a necessidade de se colocar em prática as intervenções sugeridas pela OMS neste Dia Mundial da Obesidade. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

Galaxy A35 aparece em vazamento completo e pode chegar neste mês

canaltech A Samsung deve atualizar a sua linha de celulares intermediários em breve, e todas as prováveis características do Galaxy A35 foram divulgadas em um vazamento recente. O conteúdo mostra como deve ser o visual do dispositivo, além de sua ficha técnica completa com processador Exynos.  Motorola Moto X50 Ultra ganha primeiro teaser com foco em IA Vale a pena comprar o iPhone 12 em 2024? The Galaxy A35 looks nice!!Pictures from YTECHB pic.twitter.com/f8lX50hLkr — Bradley (@VerdeSelvans) March 4, 2024 -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- O aparelho deve seguir a identidade visual já conhecida da Samsung, em que a tampa traseira lisa com três lentes posicionadas na vertical lembra os modelos Galaxy S24 topos de linha. No entanto, a nova geração deve ganhar laterais mais retas, tornando a linha Galaxy A ainda mais próxima dos aparelhos mais caros da marca coreana — a exceção fica para a Key Island com um relevo para os botões de volume e energia, presente apenas nos intermediários. As novas fotos mostram o smartphone em todas as suas prováveis cores: Awesome Lilac (lilás), Awesome Navy (azul-marinho/preto), Awesome Ice Blue (branco/azul) e Awesome Lemon (amarelo/verde).  Galaxy A35 ganhará processador da Samsung Assim como testes de performance anteriores já tinham mostrado, o Galaxy A35 deve ter uma renovação de performance por meio do processador Exynos 1380. Ele vem para substituir o MediaTek Dimensity 1080 presente no Galaxy A34, reforçando a intenção da marca em colocar mais plataformas próprias em seus intermediários.  O Exynos 1380 já aparece em outros modelos da empresa, como o Galaxy A54. Quando passou pela análise do Canaltech, o celular mostrou resultados sólidos de desempenho, com engasgos apenas em situações extremas.  Galaxy A35 deve manter resistência IP67 (Imagem: Divulgação/Samsung) O que deve mudar é a câmera principal do dispositivo, já que é esperada a chegada de um novo sensor principal com resolução de 50 MP em vez da solução de 48 MP usada anteriormente. Devem ser mantidas a ultrawide de 8 MP e a macro de 5 MP, além da frontal de 13 MP.  O sistema operacional Android 14 será outra novidade por já ser instalado de fábrica, mesmo que já seja possível atualizar o Galaxy A34 para a versão mais recente. Em ambos os casos a interface traz as novidades da One UI 6.1, com customizações desenvolvidas pela Samsung. Outras características que não devem mudar para a nova geração incluem: Tela Super AMOLED de 6,6 polegadas com resolução Full HD+ de 2.340 x 1.080 pixels e suporte para taxa de atualização de 120 Hz Bateria de 5.000 mAh com recarga de 25 W Resistência IP67 contra água e poeira Dimensões de 161,7 x 78 x 8,2 mm (0,4 mm mais alto e 0,1 mm mais largo que o Galaxy A34), peso de 209 gramas (10 gramas mais pesado) Construção em plástico Ainda não foi confirmada uma data específica para o lançamento do Galaxy A35, mas o celular pode ser anunciado em 11 de março, que é o mesmo dia especulado para o Galaxy A55. Na sequência, o modelo deve chegar ao Brasil com o potencial de ser um dos aparelhos mais vendidos de 2024.  Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

Após viralizar, Wonka Experience pode ganhar filme de terror

canaltech O fracasso da chamada Willy Wonka Experience, ativação baseada no universo do filme que viralizou na internet por ser simplesmente tosca, já estaria gerando seus frutos. O Unknown, um dos personagens inéditos da experiência, pode ganhar um filme de terror próprio e, aparentemente, sem relação alguma com o universo da Fantástica Fábrica de Chocolate. Quando Wonka chega à Max? Wonka | 5 motivos para assistir ao prequel de A Fantástica Fábrica de Chocolate A notícia viria de uma produtora chamada Kaledonia Pictures, citada pela imprensa internacional como a responsável pelo longa — mas sem relação confirmada com o evento que aconteceu em Glasgow, na Escócia. O filme do tal “Desconhecido” teria lançamento previsto para o final deste ano, com uma história de horror que tentaria capitalizar a experiência que enganou crianças e adultos na última semana. @officialrubyandaubrey.sp I NEED THE UNKNOWN LORE #fypage #fyp #foryoupage #fyp? #foryou #theunknown #willywonkatheunknown ? what is that its the unknown - ?????ASHLYN//ASHY WASHY ????????? -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Na sinopse divulgada, a trama envolve um ilustrador e sua esposa, que ainda são assombrados pela morte do filho, Charlie. Para lidar com o luto, eles deixam a cidade grande e vão até o interior da Escócia, onde um mal “desconhecido” os aguarda. O personagem que aterrizou crianças durante a tentativa de evento, agora, tentaria assustar um público ainda maior. Não há elenco ou diretor divulgados para o projeto, que ainda parece estar em suas etapas iniciais e levantou até dúvidas sobre sua veracidade. O tempo, claro, urge, já que como todo viral de internet, o período de fixação na mente das pessoas é curto, com a figura do Unknown podendo ser substituída a qualquer momento por uma nova atração ou acontecimento inusitado registrado pelas lentes dos celulares dos usuários e publicado nas redes sociais. i got a bit curious and started doing research and found out there's litterally no trace of this "studio" 's movies ANYWHERE online i looked at litterally all of the google pages and there is no trace of "Kaledonia Pictures" anywhere outside of these copy n paste articlesreadALT pic.twitter.com/zjpDHjKImH — Coso'd (@CosButDumbz) March 4, 2024 "Fiquei curioso e fui pesquisas. Descobri que não há nenhum sinal dos filmes deste estúdio em nenhum lugar da internet. Eu olhei literalmente todas as páginas do Google e não há traços da Kaledonia Pictures além dos artigos publicados [sobre o suposto filme]." Há quem diga, ainda, que toda a história pode ser falsa, já que não existem registros online relacionados à tal Kaledonia Pictures ou qualquer outro envolvido no suposto filme do Unknown. Vale a pena lembrar ainda que o livro que originou toda a saga ainda não está em domínio público, o que explica a ausência de Wonka em qualquer material relacionado, enquanto o tal Desconhecido seria propriedade dos realizadores da fracassada Willy Wonka Experience — isso indica, mas não confirma, o envolvimento deles na suposta adaptação. O que foi a Willy Wonka Experience? A atração que veio para se aproveitar do hype do recente filme com Timothée Chalamet (Duna: Parte 2) chegou a virar caso de política na última semana, mas ganhou o mundo e virou mem após viralizar pela sua bizarrice. A chamada Willy’s Chocolate Experience aconteceu entre os dias 24 e 25 de fevereiro em um galpão na cidade de Glasgow, na Escócia, e usou imagens geradas com inteligência artificial para prometer um mundo de fantasia, doces e imersão. apparently this was sold as a live Willy Wonka Experience but they used all AI images on the website to sell tickets and then people showed up and saw this and it got so bad people called the cops lmao pic.twitter.com/tfkyg0G0WG — Chris Alsikkan (@AlsikkanTV) February 26, 2024 "Aparentemente isso foi vendido como uma experiência ao vivo com Willy Wonka, mas eles usaram imagens feitas por IA para vender ingressos. Quando as pessoas chegaram e viram, chamaram a polícia" Quem pagou os ingressos vendidos a £ 35, cerca de R$ 220, porém, encontrou um espaço praticamente vazio, com decorações básicas e poucas atrações. Atores foram contratados para interpretar Willy Wonka, Oompa-Loompas e o tal Unknown, que na história da ativação, é um fabricante de chocolate malvado que vive dentro das paredes e não existe nos filmes ou no conto de Roald Dahl, que inspirou toda a franquia. A função do personagem era, basicamente, assustar as crianças que não o vissem escondido em meio aos cenários de papelão e pôsteres impressos com as artes geradas por IA, que em nada lembravam o que foi entregue. Em vez de chocolates e doces, cada criança presente ganhava um copo de limonada e algumas jujubas, explorando cenários que nem mesmo pareciam oferecer a resistência necessária para aguentar o peso dos pequenos. @thenobleways We Went To The Willy Wonka Experience In Glasgow UK #wonka #willywonka #uk #glasgow #fyp #disney ? original sound - thenobleways A Willy’s Chocolate Experience durou menos de um dia, com os pais enganados exigindo reembolsos dos ingressos e chamando a polícia para os organizadores. O interesse no TikTok começou a crescer, porém, com noticiários internacionais convidando alguns dos atores envolvidos para contarem seu lado dessa história, enquanto a rede social também era usada para divulgar imagens e detalhes da experiência. Falando ao The Independent, o ator Paul Connell, que interpretou Willy Wonka, disse que seu roteiro consistia de 15 páginas de “bobagens geradas por IA”, com direito ao seu personagem sendo chamado de Willy McDuff. O fechamento do evento impediu que o Desconhecido completasse seu plano igualmente alheio às páginas e aos filmes da Fantástica Fábrica de Chocolate — roubar uma arma anti-grafite que seria criação de Wonka, para impedir que as mães limpassem os quartos dos filhos. @felicia.wishes The Unknown Evil Chocolate Maker, reveal yourself! ???? #wonkaexperience #theunknown #willywonka #willywonkaexperience #willywonkatiktok #maskedman #therealunknown #theunknownactor #meme #feliciatheunknown #unknown #intotheunknown #fyp #foryoupage #whoistheunknown #unkowngirl #comedy ? original sound - fel???? Até onde se sabe, Connell não está envolvido no filme de terror anunciado nesta semana — se é que a produção existe. O mesmo, aliás, vale para os outros, incluindo Felicia Wishes, como se identifica a atriz responsável por dar vida ao Unknown, e Kristy Paterson, a Oompa-Loompa solitária que fez o possível para atender às crianças durante o desastroso evento e também caiu nas graças da internet. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Os 45 filmes mais esperados de 2024 Sweet Home | Filme que inspirou Resident Evil pode ser visto de graça Framboesa de Ouro 2024 | Quais são os indicados a pior filme do ano? Veja Mais

Crítica Os Rejeitados | Professor chato é educador pra vida

canaltech Existe um tipo de filme bem específico que parece ter perdido destaque nos últimos anos que é aquela produção em que jovens sem muito rumo na vida acabam mudando a forma como pensam por conta de um professor inspirador. São filmes como o clássico Sociedade dos Poetas Mortos, com Robin Williams, ou mesmo Ao Mestre com Carinho, que mostram o poder transformador da docência. Os 45 filmes mais esperados de 2024 Oscar 2024 | Onde assistir aos principais filmes indicados Quando vi a sinopse de Os Rejeitados, filme do diretor Alexander Payne (As Confissões de Schmidt), acreditei ser basicamente a mesma coisa, mas com Paul Giamatti (O Espetacular Homem-Aranha 2) de olho torto e sem paciência no lugar. Para a minha surpresa, o novo filme, indicado ao Oscar 2024, traz sim um professor mudando a vida de um aluno, mas é muito mais sobre pessoas perdidas que aprendem o seu caminho na vida com as companhias mais improváveis.   Deixados para trás O filme gira em torno de um grupo de personagens em um colégio interno nos anos 70, com destaque para um professor que não é muito bem visto pelos seus colegas e alunos. Mal humorado, com um estilo bastante clássico de ensino, Paul Hunham se vê obrigado a passar as festas de fim de ano com alunos que não puderam viajar para passar a data com suas famílias. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/- Giamatti, que trabalhou com o diretor pela última vez no filme Sideways - Entre Umas e Outras, entrega uma das melhores atuações de sua carreira no papel do professor, conseguindo ir da comédia ao drama com uma facilidade sem igual. Em vários momentos, seu Hunham chega a ser patético, mas aos poucos, ele vai revelando cada vez mais de sua personalidade além de chato para caramba, se tornando carismático, do seu próprio jeito. Aluno e professor em Os Rejeitados (Imagem: Divulgação/Universal Pictures) O filme começa passando a impressão que veremos uma história em que um grupo de alunos deixará um professor maluco durante todo o período de festas, fazendo um monte de loucuras na escola, mas o longa elimina essa possibilidade já nos primeiros minutos. Quando todos os alunos conseguem uma carona para passar o período junto da família de um deles, Angus Tully acaba ficando para trás, pois sua família não responde a tempo. O personagem, interpretado por Dominic Sessa em seu primeiro papel na carreira, é muito inteligente, mas arredio e propenso a desobediência. Sessa surpreende no filme, principalmente por já demonstrar que tem potencial para ser um excelente ator nos próximos anos, caso de fato vingue na indústria. Seu Angus é irritante e, às vezes, o personagem marca as características de todo “aluno problema” de filmes de escola, mas assim como Hunham, ao revelar mais sobre sua vida, ganha mais camadas. O Natal daqueles que ficaram para trás (Imagem: Divulgação/Universal Pictures) Juntos dos dois, a cozinheira da escola, Mary, vivida por Da'Vine Joy Randolph (Dolemite é o meu Nome!), que permaneceu no local pois ainda está de luto pela morte do filho, que morreu no Vietnã, e não se sente à vontade para visitar a família. Com esses três personagens de certa forma deixados para trás, o filme se desenvolve de uma maneira leve, mesmo que ele grite ser de um estilo que parece ter sido abandonado na década de 90. É impressionante como Payne faz um filme relativamente “parado”, mas que acontece muita coisa. Por apenas R$ 14,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Um professor ensinando e aprendendo a viver O relacionamento entre professor e aluno em Os Rejeitados não é particularmente inovador e, é preciso dizer, é possível ver de longe para onde está indo. Porém, a química entre Giamatti e Dominic Sessa, aliados às cenas com Da’Vine, fazem você se importar com os personagens. O roteiro traz diálogos que soam reais, com acontecimentos que, por mais que sejam manjados, se desenvolvem de maneira realista, e não estão lá apenas para tentar despertar alguma emoção no espectador. Quando Hunham começa a baixar a sua guarda para a cozinheira e o aluno, acaba influenciando ambos a ver as coisas de maneira diferente, enquanto ele faz o mesmo, influenciado pelos dois. Paul Giamatti entrega uma de suas melhores atuações em Os Rejeitados (Imagem: Divulgação/Universal Pictures) Os Rejeitados é um retrato sobre pessoas perdidas, seja por erros do passado, uma falta de perspectiva para o futuro ou um luto que faz as coisas perderem o sentido. O filme acaba mostrando que, por um acaso do destino, esses personagens se conectam de uma forma que muda tudo e traz novas possibilidades para todos. Mencionei Sociedade dos Poetas Mortos no início, um dos meus filmes favoritos e que mostra um grupo de alunos que têm suas vidas mudadas pela forma de pensar de um novo professor de literatura. Nele, o personagem de Robin Williams mostra aos alunos que eles podem ser livres para ser o que desejam, que têm todo o potencial do mundo dentro deles próprios. Os Rejeitados não tem isso. Hunham estaria tão perdido quando os jovens do outro filme, com apenas uma linha de raciocínio para a sua vida. Ele não está ali apenas para ensinar, mas ao lado de Angus Tully e Mary, eles aprendem juntos sobre a necessidade de viver e abrir suas asas. Nada mal para um filme sobre um professor vesgo que fede cuidando de um aluno preso na escola durante o Natal. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Os 45 filmes mais esperados de 2024 Sweet Home | Filme que inspirou Resident Evil pode ser visto de graça Framboesa de Ouro 2024 | Quais são os indicados a pior filme do ano? Veja Mais

Como usar o Gmail | Guia Prático

canaltech No dia 1º de março de 2004 entrava no ar o Gmail, famoso serviço gratuito de webmail desenvolvido e implementado pelo Google. Até então, só existiam à disposição serviços como Hotmail, Yahoo!, AOL Mail e BOL, porém todos eles tinham pouca capacidade de armazenamento e um sistema bastante lento, cheio de entraves. 13 dicas para manter seu Gmail organizado Como liberar espaço no Gmail | 5 dicas O serviço do Google trazia um espaço de 2 GB — algo bastante considerável para a época — para que os usuários pudessem guardar mensagens e anexos. Mas, mesmo hoje em dia, o Gmail é uma plataforma ampla e que não para de receber novidades. Como utilizar o Gmail O Canaltech preparou um guia completo para aqueles que querem aprender e dominar as ferramentas que estão disponíveis no Gmail. Confira abaixo. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Como criar uma conta no Gmail Para ter acesso a todas as funções do Gmail, é necessário criar uma conta do Google, que também serve para habilitar celulares e tablets com Android. Confira abaixo o processo para gerar seu perfil e ativar o webmail: Acesse o site de contas do Google (accounts.google.com); Forneça nome, sobrenome e clique em “Avançar”; Insira data de nascimento, gênero e clique em “Avançar”; Escolha um e-mail sugerido pelo site ou crie seu próprio endereço; Você pode criar seu próprio Gmail ou escolher sugestão da plataforma (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Crie uma senha e toque em avançar; Se quiser, forneça um e-mail de recuperação e clique em “Próxima”; Informe um número de telefone (opcional) e clique em “Próxima”; Confirme o número informado clicando em “Próxima”; Concorde com todos os termos do Google e do Gmail e clique em “Criar conta”; Para criar uma conta do Google, é necessário aceitar os termos de uso do serviço (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Clique no ícone de quadrado (ou Google Apps) no canto superior direito; Deslize o menu para baixo e selecione o Gmail. Dentro da conta Google você pode clicar no ícone de apps e acessar seu Gmail pronto para uso (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Pronto. Agora você tem uma conta do Google para acessar o Gmail e outros produtos da companhia, como Drive, Meet, Fotos e YouTube. Para realizar essa tarefa, basta você inserir seu Gmail recém-criado juntamente com a senha, que o login é feito logo em seguida. Como enviar um e-mail no Gmail Para usar a função mais básica do Gmail, que é enviar e-mails, não tem muito segredo. Faça o seguinte: Na tela inicial, clique no ícone de lápis (ou “Escrever”) no canto superior esquerdo; Preencha os campos “Destinatário”, “Assunto” e digite sua mensagem; Caso queira, é possível adicionar mais destinatários no campo “Cc” (Com cópia) e “Cco” (Com cópia oculta”); Use as ferramentas do menu para formatar sua mensagem e inserir anexos; Clique em “Enviar” para mandar o seu e-mail. Basta você clicar no ícone de lápis e preencher todos os campos para enviar um e-mail via Gmail (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Além de enviar o e-mail, você também pode selecionar a opção para salvar a mensagem em rascunho caso queira enviá-la em outro momento. Vale destacar que se você fechar a tela de criação de e-mail ou mesmo a aba do navegador sem enviar a mensagem, ela fica salva automaticamente nos rascunhos. Também é possível clicar no ícone de lixeira se você quiser descartar o envio ou o armazenamento do conteúdo. Como configurar a caixa de entrada do Gmail É possível configurar a caixa de entrada do Gmail para aproveitar melhor todos os recursos que o serviço tem a oferecer — sobretudo para quem pretende usá-lo para fins profissionais. Confira abaixo como personalizar sua caixa de entrada: Na tela inicial, clique no ícone de engrenagem no canto superior esquerdo; Clique em “Mostrar todas as configurações”; Clique na aba “Caixa de entrada” e clique em “Padrão” ao lado da seção “Tipo de Caixa de entrada”; Selecione a opção que mais se adeque à sua necessidade. Você pode personalizar sua caixa de entrada com diferentes tipos de configurações oferecidas pelo Gmail (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Se preferir, você ainda pode ajustar em quais categorias suas mensagens na caixa de entrada podem ser segmentadas, ajudando a organizar melhor o que é prioridade e o que não é. Além disso, é possível aplicar alguns filtros na seção categorias, como permitir o recebimento de mensagens promocionais e sociais, entre outros itens. Tipos de caixa de entrada Ao abrir o menu de configurações para a caixa de entrada, você verá diferentes estilos para personalizar sua página inicial. Confira o que cada tipo de configuração faz: Padrão: seus e-mails são organizados por categorias, sendo que cada uma delas conta com uma aba específica. Dessa forma, você tem várias caixas de entrada distintas para cada tipo de e-mail, como notificações de redes sociais, promoções e mensagens pessoais; Importantes primeiro:  nessa configuração, o Gmail faz uma análise das mensagens que você recebe para definir um grau de importância para elas, mostrando os e-mails considerados mais relevantes pela plataforma. Você também pode marcar conversas como importantes, auxiliando o sistema a filtrar o conteúdo de forma mais eficiente; Não lidas primeiro: geralmente esse é o estilo de caixa de entrada padrão da maioria dos serviços de e-mail, no qual as mensagens que ainda não foram abertas aparecem por primeiro. Além disso, os e-mails são organizados de modo cronológico; Com estrelas primeiro: o Gmail conta com uma opção para “favoritar” mensagens que devem ter maior importância. Esse estilo de caixa de entrada funciona como o modo “Não lidas primeiro”, mas prioriza o destaque para e-mails que você já recebeu e marcou com uma estrela; Caixa prioritária: da mesma forma que o “Importantes primeiro”, esta função cria uma seção especial na caixa de entrada, que por sua vez exibe os e-mails importantes. Eles ficam separados dos demais e são de fácil identificação. Você também pode marcar algumas conversas como importantes para ajudar o sistema neste tipo de filtragem. Várias Caixas de entrada: essa opção permite que você adicione até cinco seções personalizadas para ver ao lado da sua caixa de entrada principal — ideal para segmentar categorias de mensagens como “Clientes” e “Amigos”. Inclusive, é possível personalizar cada caixa com informações sobre consulta de pesquisa e nome da seção. Como usar marcadores no Gmail O Gmail permite aplicar marcadores para segmentar suas mensagens da maneira que você julgar melhor, como inserindo títulos como “Trabalho” ou “Geral”. O recurso acompanha opções predeterminadas, mas você pode criar as suas próprias marcações. Veja como fazê-lo: Na caixa de entrada, selecione um ou mais e-mails e clique no ícone de marcador; Clique em “Criar novo” e insira um novo nome para o seu marcador; Se preferir, selecione uma opção para organizar seu marcador na caixa de entrada; Clique em “Criar” para finalizar a criação do seu marcador. É possível usar marcadores no Gmail para segmentar suas mensagens de forma mais organizada (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Cada marcador que você cria é exibido no painel à esquerda da tela. Desse modo, as mensagens ficam etiquetadas, tornando-se mais fácil encontrá-las. Também é possível ir até as configurações do Gmail e acessar a aba “Marcadores” para gerenciar seus itens de forma ampla. Os marcadores do Gmail aparecem na coluna lateral esquerda e você ainda pode gerenciá-los nas configurações do serviço (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Como arquivar e excluir mensagens no Gmail Se você deseja manter sua caixa de entrada sempre limpa, vale a pena arquivar ou excluir mensagens no Gmail. Ambos os métodos fazem com que você limpe o “excesso” de e-mails e mantenha a tela inicial em ordem, O que torna tudo ainda mais fácil é que você pode escolher mais de uma mensagem para deletar ou arquivar, tornando a tarefa absurdamente mais prática e ágil. Veja como realizar os processos: Na tela inicial, selecione um ou mais e-mails. Clique no ícone de lixeira para excluir ou no símbolo de seta para baixo para arquivar suas mensagens. O Gmail permite arquivar ou deletar e-mails com opções bem acessíveis (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Como encontrar a lixeira e os itens arquivados Se você se arrepender de ter excluído algo, basta clicar em “Lixeira” na coluna esquerda e resgatar a mensagem ou as mensagens deletadas. No entanto, se o conteúdo tiver ficado mais de 30 dias na lixeira, é possível que ele tenha sido removido. Já para visualizar e-mails arquivados, você deve clicar na opção “Todos os e-mails” na coluna esquerda e usar as ferramentas de filtros para vasculhar a mensagem desejada. É bom avisar que e-mails armazenados nessa seção não têm prazo para serem removidos. A lixeira bem como a seção de itens arquivados podem ser acessados no painel lateral esquerdo do Gmail (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Como marcar mensagens como lidas ou não lidas O Gmail permite marcar mensagens como lidas sem que você precise abri-las. Além disso, também é possível marcar e-mails como não lidos — mesmo que você já tenha visualizado o conteúdo da mensagem. Veja a seguir como realizar cada ação: Na caixa de entrada, marque as mensagens desejadas; Clique no ícone de três pontos no canto direito da tela; Selecione “Marcar como lida” ou “Marcar como não lida”. O Gmail permite marcar mensagens como lidas e não lidas (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Como responder e encaminhar e-mails no Gmail As tarefas mais básicas do Gmail envolvem responder e encaminhar mensagens — e ambas as ações são muito fáceis de serem feitas. Veja a seguir como realizá-las: Na caixa de entrada, abra a mensagem desejada; Clique no ícone de três pontos no canto direito do e-mail; Selecione entre “Responder” e “Encaminhar”; Digite o conteúdo e clique em “Enviar”. Você pode responder e encaminhar mensagens no Gmail dentro do mesmo menu (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Como gerar uma assinatura no Gmail Se você tem uma empresa, marca ou representação do gênero, pode valer a pena gerar uma assinatura do Gmail. Ela permite exibir um texto juntamente com dados de contatos, citações e imagens no final de cada e-mail, no estilo nota de rodapé. Aprenda a criar sua assinatura no serviço da empresa: Na tela inicial, clique no ícone de engrenagem no canto superior direito; Selecione "Mostrar todas as configurações";  Role a tela para baixo e clique em "Criar uma" na seção "Assinatura"; Para acessar a criação de assinaturas no Gmail, é preciso abrir as configurações do serviço (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Insira um nome para a assinatura e clique em "Criar"; Atribua sua assinatura aos campos "Para uso em novos e-mails" ou "Para uso em respostas/encaminhamentos"; Role a tela para baixo e clique em "Salvar" para finalizar o processo. Após configurar sua assinatura, é necessário rolar a tela até o final e salvar as alterações feitas no Gmail (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Para deixar sua assinatura ainda mais personalizada e rica em informações, você também pode colocar uma imagem nela. Como trocar o tema do Gmail É possível escolher diferentes temas no Gmail e deixar a sua conta mais alinhada com o seu gosto visual. Confira como administrar esse recurso: Na tela inicial, clique no ícone de engrenagem no canto superior direito; Role o menu para baixo e selecione “Ver todos” na seção “Temas”; Basta acessar as configurações do Gmail para alterar o tema da sua conta (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Selecione o tema desejado na lista de sugestões; Clique em salvar no canto inferior direito. Após escolher o tema, você deve clicar em salvar para o Gmail automaticamente ativar o novo visual da sua conta (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Se você não gostar de nenhum tema sugerido pelo Gmail, é possível fazer o upload de uma imagem própria para torná-la plano de fundo da sua conta. Nesse caso, basta clicar em “Minhas fotos” e escolher um arquivo para que ele seja a nova cara do seu perfil. Como usar o Google Meet dentro do Gmail Você pode acessar o Gmail para realizar chamadas de vídeo diretamente dentro do serviço no navegador, dispensando a instalação de um app avulso. É possível, por exemplo, criar uma conferência e até mesmo gerar um link para compartilhar com outras pessoas. Confira como usar o recurso embutido no Gmail: Na tela inicial, clique no ícone do Meet na coluna esquerda; Clique em "Nova reunião" no painel esquerdo do Gmail; Ou clique em "Participar de reunião" caso tenha um link; Clique para compartilhar o link ou em “Iniciar agora”. É possível fazer uma chamada de vídeo pelo Google Meet dentro do Gmail na versão web (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Além disso, você pode clicar no ícone do Google Agenda, no painel direito da tela, e acessar de forma expressa todos os eventos programados para o dia. Depois disso, basta clicar na reunião e ingressar nela quando estiver no horário. Confira o mesmo tutorial ensinando a fazer videoconferências no Google Meet por meio do aplicativo do Gmail. Como importar e enviar e-mails com outras contas O Gmail é capaz de suportar outras contas de e-mail mesmo que o serviço não pertença ao Google. Assim, você pode receber mensagens do seu Yahoo!, AOL, Hotmail, Outlook, entre outros serviços populares, sem precisar sair da caixa de entrada do Gmail. Na tela inicial, clique no ícone de engrenagem no canto superior direito; Clique em “Mostrar todas as abas e configurações”; Selecione a aba “Contas e importação” e clique em “Importar mensagens e contatos; É possível importar outros serviços de e-mail para usá-los na mesma caixa de entrada do Gmail (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Digite o endereço de e-mail desejado e clique em “Continuar”; Volte em “Contas e importação” e clique em “Adicionar outro endereço de e-mail ao lado da seção "Enviar e-mail como"; Forneça as informações necessárias e confirme as etapas seguintes para concluir o processo. Você pode configurar um e-mail alternativo para responder mensagens no Gmail sem necessariamente usar o endereço do Google (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Como acessar o Gmail offline O Google permite aos usuários acessar o Gmail offline, isto é, você pode ler, responder e pesquisar mensagens mesmo sem conexão com a internet. Além disso, após restabelecer a conexão, a sua conta é devidamente atualizada com todas as alterações feitas durante o período desconectado. Contudo, também há como selecionar uma opção que remove as atividades feitas quando você esteve off — uma boa pedida para quem deseja ter mais privacidade ao usar o modo. Aprenda a configurar o modo offline: Na tela inicial, clique no ícone de engrenagem no canto superior direito; Clique em “Mostrar todas as configurações”; Clique em “Offline” no menu superior e habilite a opção “Offline”; Selecione entre “Manter os dados off-line no computador” e “Remover dados off-line do computador”; Clique em “Salvar alterações” para encerrar o procedimento. É possível usar o Gmail no modo offline para executar uma série de tarefas (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Não é somente o Gmail que conta com essa possibilidade; você também pode usar o Google Drive offline e realizar diversas tarefas sem a necessidade de uma conexão (até determinado ponto, claro). Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

O que acontece com o corpo de quem passa 7 dias sem comer?

canaltech Já imaginou o que a restrição extrema de comida pode fazer com o corpo humano? Em busca de respostas, cientistas da Queen Mary University of London (QMUL) acompanharam 12 pessoas saudáveis que ficaram 7 dias sem comer nada sólido, ingerindo apenas água. O que acontece se uma pessoa comer apenas carne? Sem água: dá para sobreviver bebendo apenas café, chá e suco? Os participantes que levaram o jejum ao extremo foram acompanhados intensamente no pequeno experimento. Cerca de 3 mil proteínas encontradas no sangue foram medidas diariamente. As alterações nas concentrações das proteínas começaram a mudar, de fato, no terceiro dia, segundo estudo publicado na revista Nature Metabolism. “Pela primeira vez, fomos capazes de ver o que está acontecendo, no nível molecular, em todo o corpo quando jejuamos”, afirma Claudia Langenberg, pesquisadora da QMUL e um das autoras do estudo, em nota. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Ficar longos períodos sem comer "Sobreviver a longos períodos sem comida moldou a evolução humana”, afirmam os autores, no artigo. Segundo os pesquisadores, desde as sociedades antigas, o hábito de jejuar era praticado, sendo que algumas vezes envolvia questões religiosas. Mais recentemente, tem se popularizado a realização do jejum intermitente, como forma de acelerar a perda de peso. Outra moda é fazer uma única refeição por dia, pratica conhecida como Omad. Independente dos motivos, é preciso lembrar que passar muitas horas sem comer pode provocar riscos à saúde. Quando o acesso à comida é limitado por muito tempo, a pessoa pode sofrer com fraqueza muscular, falta de concentração, hipoglicemia, desmaios e até desnutrição. Também há evidências de que pular refeições pode aumentar o risco de mortalidade. Efeito do jejum de 7 dias Durante o jejum prolongado, os pesquisadores descobriram que a principal fonte de energia do organismo deixou de ser a glicose e passou a ser a gordura armazenada no corpo, conforme o esperado — afinal, não foram ingeridos novos alimentos, obrigando o organismo a buscar energia em fontes já existentes. É possível passar 7 dias ou mais sem comer, bebendo apenas água (Imagem: Prostock-studio/Envato) Os pacientes perderam, em média, 5,7 kg ao longo da semana. Foi observado tanto a perda de massa gorda quanto da massa magra. Isso inclui a redução da massa muscular, o que pode ser bastante negativo para a saúde. Mudanças no nível de proteínas no organismo Entretanto, os autores se surpreendem mais com as mudanças que ocorreram no sangue, com variações nos níveis de proteínas. Para dimensionar, a concentração de 1 em cada 3 proteínas medidas mudou significativamente durante o jejum. Ainda não se sabe o que essa “revolução” significa para o organismo, mas existem algumas pistas. Cruzando os achados do experimento com dados genéticos, os pesquisadores estimam determinados benefícios ou prejuízos associados com a mudança na concentração das proteínas. No caso da proteína HYOU1, os níveis dela caíram em decorrência do jejum. Como a sua presença está associada à doença arterial coronariana, os cientistas sugerem que a sua redução pode ser benéfica para a saúde do coração. Por outro lado, o fator de coagulação XI aumentou, conforme as pessoas ficavam sem comer, o que pode elevar o risco para a trombose.  Basicamente, esta pesquisa traz mais uma peça para o quebra-cabeça do jejum e dos efeitos em passar longos períodos sem comida. No futuro, os achados poderão ajudar a definir melhor os benefícios da prática e quando pode ser recomendada. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Vivo X Fold 3 Pro deve ter mesmo processador do Galaxy Z Fold 6

canaltech A Vivo Mobile deve atualizar a sua linha de celulares dobráveis em breve, e a adição de um modelo Pro pode ser a principal novidade para a série X Fold. Novos rumores mostram que o dispositivo deve trazer uma ficha técnica avançada para rivalizar com o Galaxy Z Fold 6, entre outros aparelhos.  Galaxy Z Flip 6 pode trazer laterais mais retas e câmeras maiores MWC 2024 com tecnologias exóticas e novidades para o Brasil Portanto, o smartphone deve trazer o Snapdragon 8 Gen 3 como principal componente de desempenho. A plataforma foi anunciada pela Qualcomm no ano passado, e já aparece em celulares topos de linha de tela rígida. Vivo X Fold 3 Pro deve trazer ficha técnica repleta de componentes avançados (Imagem: Divulgação/Vivo Mobile) De forma curiosa, esse não foi o processador escolhido pela Vivo para equipar seu próprio flagship, o X100 Pro. No lugar dele há um MediaTek Dimensity 9300, que aparece como um dos principais rivais do Snapdragon entre os celulares avançados de 2024.  -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Também foi dito que o Vivo X Fold 3 Pro deve trazer versões com 16 GB de RAM, superando o máximo de 12 GB que é esperado no Galaxy Z Fold 6. O smartphone da marca chinesa ainda pode oferecer 1 TB de armazenamento em suas versões mais avançadas.  Vivo X Fold 3 Pro deve ter bateria gigante A parte de bateria deve ser outro destaque do smartphone, já que ele é esperado com uma capacidade de até 5.800 mAh. Caso a especificação seja confirmada, o X Fold 3 Pro se tornará o aparelho com tela flexível de maior bateria, superando o Honor Magic V2 e seus 5.000 mAh. Os carregamentos devem acontecer com potência máxima de 120 W com cabo, ou mesmo a 50 W em bases sem fio que sejam compatíveis. Câmera periscópio deve ganhar aproximação maior (Imagem: Divulgação/Vivo Mobile) A seção das câmeras também pode ganhar melhorias notáveis, com uma nova telefoto periscópio de 64 MP e zoom óptico de 3x. Ela viria para substituir a câmera de aproximação de 12 MP do modelo atual, que oferece zoom de apenas 2x.  Também é esperado um novo sensor principal OmniVIsion OV50H de 50 MP, além da ultrawide de 50 MP. Os conteúdos capturados devem ser otimizados por meio do chip V3 dedicado para processamento de imagem, que já aparece no Vivo X100 Pro. A construção do smartphone deve ganhar resistência contra água, o que seria inédito na linha de dobráveis da Vivo. Outras características citadas para o X Fold 3 incluem o emissor de infravermelho, e sensores de digitais ultrassônicos nas duas telas.  A parte de display deve ser a com menor quantidade de mudanças, já que o aparelho viria com painéis de 8,03 e 6,53 polegadas nas telas interna e externa, respectivamente.  Ainda não foi oficializada uma data para o lançamento do Vivo X Fold 3 Pro, mas o aparecimento de novos rumores afastam a possibilidade de a marca desistir dos dobráveis, assim como diziam notícias anteriores. Também é esperado um modelo “não-Pro”, que viria com um processador Snapdragon 8 Gen 2 de geração anterior. Além disso, o modelo deve perder o suporte para recargas sem fio, enquanto a câmera zoom teria aproximações de 2x com um sensor de 50 MP.  Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Lançamentos do Prime Video em março de 2024

canaltech Março chegou recheado de novidades interessantes no Prime Video. O streaming da Amazon não poupou esforços para trazer para seus assinantes filmes que foram lançados nos cinemas há pouco tempo. Exemplo disso é que Jogos Mortais X, Toc Toc Toc: Ecos de Além e A Maldição do Queen Mary já podem ser assistidos na plataforma. Lançamentos da Netflix em março de 2024 Os lançamentos do cinema em março de 2024 Os três filmes são de terror e trazem propostas diferentes para os fãs do gênero. Enquanto no primeiro, o público se reencontra com o vingativo Jigsaw que faz brincadeiras macabras com seus inimigos, nos outros dois o espectador tem que enfrentar o medo de possessão e espíritos do mal. Já se tratando de ação, a boa surpresa fica com a chegada de Trem-Bala, filme estrelado por Brad Pitt e Sandra Bullock.   No longa, o galã é um assassino azarado que recebe a missão de roubar uma maleta em um trem que parte de Tóquio para Morioka. Só que, além de enfrentar alguns inimigos, ele ainda tem que ser ágil o suficente para sair antes que uma bomba exploda o local. Na mesma pegada do clássico Velocidade Máxima (1994), obra que também foi estrelada por Bullock, esse filme tem todos os elementos que fazem os fãs de ação se apaixonarem: angústia, luta contra o tempo, e uma missão que parece impossível. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Pegando carona no gênero, Matador de Aluguel é um remake do longa de 1980 que chama atenção pelo elenco com estrelas. Com o cantor Post Malone, Jake Gyllenhaal (Donnie Darko) e Lukas Gage (You), ele conta a história de um ex-lutador do UFC que assume um emprego de segurança em um bar na Flórida, apenas para descobrir que nem tudo é o que parece ser.   O filme vem dando o que falar antes mesmo de estrear. Além das mudanças em relação ao longa original estrelado por Patrick Swayze (Ghost: Do Outro Lado da Vida), confusões nos bastidores marcam a produção. O diretor Doug Liman não gostou nada de o longa ser lançado direto para o streaming ao invés de ir primeiro para o cinema, contrariando o que ele diz ter sido acordade com a MGM quando assinou o contrato. Já Dogman é um drama que conta a história de um menino que foi abusado pelo pai e encontou abrigo na amizade de seus cães. Só que ele não parou por aí, e treinou os animais para o ajudarem a cometer crimes e defenderem contra seus inimigos. Dirigido pelo francês Luc Besson (Lucy), o longa recebeu críticas mistas, mas não deixou de atiçar os espectadores. Outros títulos que você precisa ficar de olho é a segunda temporada da animação Invencível, além de Asteroid City, escrito e dirigido por Wes Anderson, Super Mario Bros. - O Filme que conseguiu arrecadar mais de US$ 1 bilhão em bilheteria mundial e Adão Negro, filme da DC estrelado por The Rock. Por fim, para alegria de muita gente, o Prime também colocou as cinco temporadas completas de The Bold Type, série estadunidense que acompanha três jovens amigas tentando equilibrar carreira, romance e vida social. Lançada em 2017, nos Estados Unidos, ela foi esquecida pela Netflix que nunca chegou a disponibilizar a última temporada e ainda a removeu do seu catálogo.   Lembrando que essas não são as únicas novidades do mês do streaming. Quer saber o que mais vem por aí? Confira a lista completa abaixo. Por apenas R$ 14,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Todos os lançamentos do Prime Video em março de 2024 01/03 Sem Ar The Bold Type - Temporadas 1 a 5 06/03 Tempestade Infinita Tesla Meninas Malvadas (2004) - Loja Prime 07/03 Ricky Stanicky 08/03 Super Mario Bros - O Filme Aporia   11/03 Downton Abbey II: Uma Nova Era 13/03 A Filha do Rei do Pântano 14/03 Invencível - Temporada 2, Parte 2 Drácula - A Última Viagem do Deméter   15/03 Toc Toc Toc: Ecos do Além 16/03 Adão Negro 17/03 Asteroid City   20/03 A Maldição do Queen Mary Dogman 21/03 Matador de Aluguel 22/03 Tenha Um Bom Luto 25/03 O Homem do Norte   27/03 Trem-Bala 28/03 Ourika - Temporada 1 The Baxters - Temporadas 1 a 3 Jogos Mortais X   29/03 Ruim Pra Cachorro The Boys in the Boat Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

ASUS Zenfone 11 Ultra vaza em certificação com detalhes de recarga

canaltech Faltando apenas alguns dias para o anúncio oficial, o ASUS Zenfone 11 Ultra voltou a vazar ao receber novas certificações que revelam as tecnologias de recarga que o aparelho deve embarcar, além de receber outra amostra do design frontal. A documentação reforça mais uma vez que o topo de linha será uma versão renomeada do ROG Phone 8, contando com suporte a altas velocidades de recarga e um visual mais premium quase sem bordas. Galaxy Z Flip 6 pode trazer laterais mais retas e câmeras maiores iPhone SE 4 tem suposto design vazado com visual inspirado no iPhone 14 O novo topo de linha da ASUS passou nesta semana pelo Wireless Power Consortium (WPC), responsável pelos protocolos de recarga sem fio, além da TÜV SÜD, agência que avalia aspectos técnicos de dispositivos variados. Os registros reforçam a relação do dispositivo com o modelo gamer da marca ao citar o Zenfone 11 Ultra e identificá-lo pelo número de modelo AI2401_H, idêntico ao do ROG Phone 8, com exceção da letra final, algo que já havia sido visto em outros vazamentos. Mostrando seu visual frontal, o Zenfone 11 Ultra foi certificado pela Wireless Power Consortium, trazendo recarga sem fio de 15 W (Imagem: Reprodução/Wireless Power Consortium) Assim sendo, a novidade suporta recarga sem fio e, mesmo que o certificado aponte para potência máxima de 12 W, o mais provável é que tenhamos velocidades de 15 W — os 12 W citados podem ser um valor mínimo, no fim das contas. Mais interessante é que os dados estão acompanhados de uma foto da parte frontal do telefone, já revelada no próprio site da ASUS, mas não com os detalhes presentes por aqui. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- A imagem mostra o celular com uma tela plana praticamente sem bordas, e um furo centralizado para a câmera de selfies. Não é possível identificar o tamanho do display, mas caso o Zenfone 11 Ultra seja confirmado como uma versão renomeada do ROG Phone 8, podemos esperar por dimensões próximas das 6,78 polegadas. Estão visíveis ainda o speaker para chamadas e traços para as antenas, indicando o uso de laterais em metal. Por sua vez, a certificação da TÜV SÜD menciona que o novo Zenfone deve oferecer recarga rápida com fio de 65 W. O curioso neste caso é o uso de um número de modelo mais genérico, e a menção às marcas ASUS e Republic of Gamers (ROG), relacionando novamente os modelos tradicional e gamer da gigante. Com isso em mente, a ficha técnica do Zenfone 11 Ultra já não é mais um segredo. O Zenfone 11 Ultra deve abandonar a proposta de celular compacto para competir no segmento mais premium do mercado, com ficha quase idêntica à do ROG Phone 8 (Imagem: Reprodução/Evan Blass) Espera-se que o aparelho fuja da proposta compacta dos antecessores, passando a mirar nos outros smartphones "Ultra" da indústria ao apostar em processador Snapdragon 8 Gen 3, até 16 GB de RAM, tela OLED com taxa de atualização de até 165 Hz, câmera tripla com nova lente telefoto, múltiplas opções de cores e grande bateria de 5.500 mAh com recarga de 65 W, conforme visto nas novas certificações. Seu lançamento global já tem data marcada: 14 de março, às 10h no horário de Brasília. Preços seguem desconhecidos, mas seu reposicionamento como um celular mais premium pode ter impacto nos valores — especula-se que a marca pode optar por levá-lo aos US$ 999 (~R$ 4.960), mais próximo a concorrentes como o Galaxy S24 Ultra. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

"Cometa do Diabo" pode ficar visível a olho nu em eclipse solar

canaltech O cometa 12P/Pons-Brooks, que ficou famoso por apresentar formato semelhante à espaçonave Millenium Falcon, da franquia Star Wars, pode se tornar visível durante o eclipse solar de 8 de abril. Céu de março | Conjunções, equinócios e cometas são o destaque deste mês Saiba como observar a maior mancha solar dos últimos anos Em rota rumo à aproximação do nosso planeta, o 12P/Pons-Brooks entra em erupção à medida que se aproxima do Sol. Isso ocorre porque a radiação solar libera uma combinação de gelo e gás chamada criomagma, que é a versão gelada do magma vulcânico. O cometa entrou em erupção algumas vezes em 2023, com sua cabeleira ganhando uma aparência de chifres — daí o apelido “cometa do Diabo”. Ele vai fazer sua aproximação máxima do Sol no dia 24 abril, e talvez se torne visível a olho nu. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Antes mesmo da aproximação máxima, o 12P/Pons-Brooks pode brilhar no céu, principalmente se novas explosões criovulcânicas ocorrerem por lá. Por isso, astrônomos e entusiastas estão na expectativa de que o cometa esteja visível durante o próximo eclipse solar. @faulkestel @comet_chasers are gathering lots of fantastic data on the Comet 12P outburst whichlooks like the Millennium Falcon!Here are today's observations - the second one is the same data processed to reveal the detail close to the nucleus of the comet #Comet12P pic.twitter.com/rk4GbQoxO2 — Helen Usher (@tyseren) July 26, 2023 Infelizmente, o privilégio para observação vai ser do hemisfério Norte — tanto para o eclipse quanto para o cometa. Ainda assim, o hemisfério Sul pode ter um vislumbre do objeto logo ao amanhecer, caso as erupções realmente aconteçam. Vale lembrar que, devido às interações com os raios solares, cometas são objetos muito imprevisíveis. À medida que se aproximam da estrela, podem ficar mais brilhantes que o previsto ou simplesmente se partirem em vários pedaços, acabando com as esperanças de que se tornem visíveis. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

16 prompts do ChatGPT para estudar matemática

canaltech Você tem uma prova difícil pela frente? O ChatGPT pode ajudar nos estudos de matemática e ainda solucionar equações em poucos segundos — a IA da OpenAI tem bons resultados em testes de álgebra e lógica, se consolidando como uma alternativa para resolver problemas da área. 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo 17 prompts do ChatGPT para aprender inglês O chatbot pode responder comandos simples, como “quanto é 1 + 1?”, ou até atuar como um professor que explica e destrincha conceitos matemáticos. Por fim, você ainda pode pedir para a IA realizar uma prova e corrigir as respostas. Prompts de matemática para o ChatGPT Confira alguns exemplos de prompts certeiros do ChatGPT para ajudar nos seus estudos de matemática, de coisas mais básicas até algumas mais complexas. Vale destacar que as listas abaixo podem servir de inspiração para você criar variações e incrementar a experiência com o chatbot. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Operações básicas Quanto é 20 + 20?; Subtraia 15 de 30; Multiplique 12 por 40 Divida 8 por 4. Explicação de conceitos Explique passo a passo como resolver equações; Explique [insira um conceito matemático] para um aluno do ensino fundamental; Me ajude a entender como [insira um conceito] funciona; Informe alguns exemplos práticos de uso da trigonometria no dia a dia; Me explique como aplicar o Teorema de Pitágoras; Me ensine a usar a fórmula de Bhaskára; Para que serve a identidade de Euler?. ChatGPT pode ajudar a resolver operações matemáticas complexas (Imagem: Matheus Bertelli/Pexels) Solução de problemas e testes Como resolver a seguinte equação? [insira a equação] Resolva a equação [insira equação] e explique um passo a passo para encontrar a resposta. Como encontrar a derivada de [insira a equação] Informe alguns exemplos práticos de uso da trigonometria no dia a dia Crie uma prova de matemática com foco em [insira o assunto] e corrija meus resultados. ChatGPT gratuito só aceita textos A versão gratuita do ChatGPT usa o modelo GPT-3.5, que não é multimodal, ou seja, não aceita comandos em mais de um formato de mídia. Isso pode ser um problema para problemas de trigonometria, por exemplo, que frequentemente são ilustrados por imagens: nesse caso, você pode tentar usar o GPT-4, que é multimodal, ou testar o Gemini, do Google. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

Prime Video | Como manter o valor antigo por mais um ano?

canaltech O Amazon Prime Video terá um aumento de preço significativo a partir desta sexta-feira, 8 de março. Os planos mensais e anuais da plataforma, que também garantem frete grátis no e-commerce e outros benefícios, ganharão aumentos que vão de 34% a 40% de acordo com a categoria escolhida. Os usuários cujas assinaturas vencem antes disso, porém, podem manter o preço antigo caso façam a renovação antes do reajuste. Quanto custa assinar todos os streamings no Brasil? Além da Netflix | 15 serviços de streaming diferentes para você conhecer Tudo depende de quanto o período atualmente assinado termina ou da possibilidade de upgrade para uma assinatura anual, por exemplo. Enquanto isso, novos usuários que aderirem ao serviço até o final da semana também terão acesso aos preços atuais pelo período escolhido — R$ 14,90 por mês ou R$ 119 por ano.   A partir de sexta (8), os valores mensais terão aumento de 34%, indo para R$ 19,90, enquanto o plano anual passa a sair por R$ 166,80, um reajuste de 40%. Nessa modalidade, claro, há um desconto — o valor equivale a R$ 13,90 por mês, mas precisa ser pago de uma só vez pelo cliente. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/- Como manter o valor antigo do Amazon Prime Video por mais um ano? Quem for assinante do plano mensal do Prime Video pode manter o valor atual fazendo o upgrade para o pacote anual até esta quinta-feira (7). Assim, garantem que a assinatura custará R$ 119, em um único pagamento que dará acesso ao serviço de streaming de filmes e séries, ao frete grátis em produtos selecionados na Amazon, um sub por mês para apoiar canais na Twitch e outros benefícios. Assine Amazon Prime e ganhe frete grátis, catálogo de filmes e séries que compete com a Netflix, livros, músicas e mais! Teste 30 dias grátis! Má notícia, porém, para quem já tem um plano anual da empresa. Caso o vencimento aconteça após o dia 8 de março, não será possível manter o valor atual por mais um período. Cancelar a assinatura e adquirir novamente em uma mesma conta não funciona, já que isso apenas impede a renovação após a data em que o pagamento atual expira. O reajuste a ser aplicado nesta sexta é o segundo desde que a Amazon lançou o Prime Video no Brasil. Quando chegou ao nosso país, em setembro de 2019, a plataforma tinha um dos valores mais baixos do setor, com assinatura mensal de R$ 9,90. Com a mudança, esse título passa a ser do Crunchyroll e do Paramount+, que custam R$ 14,90 por mês cada. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Os 45 filmes mais esperados de 2024 Sweet Home | Filme que inspirou Resident Evil pode ser visto de graça Framboesa de Ouro 2024 | Quais são os indicados a pior filme do ano? Veja Mais

Teoria de Tudo: pesquisa encontra pistas para gravidade quântica

canaltech Uma equipe de cientistas de diferentes universidadades anunciou um passo promissor rumo à teoria de tudo. Eles detectaram uma fraca atração gravitacional sobre partículas microscópicas, revelando uma possível pista que pode levá-los à gravidade quântica — o "Santo Graal” da física moderna. Laser feito de gravidade existe? Sim, mas com uma condição A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Utilizando ímãs levitantes, dispositivos supercondutores, campos magnéticos e detectores sensíveis, a equipe mediu uma atração em uma pequena partícula pesando apenas 0,43mg, levitando-a em temperatura muito próxima do zero absoluto. A equipe, formada por pesquisadores da Universidade de Southampton, da Universidade de Leiden e do Instituto de Fotônica e Nanotecnologias, usou armadilhas magnéticas supercondutoras para medir a força da atração em uma escala recorde. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/- Com a temperatura alguns centésimos de grau acima do zero absoluto, as vibrações das partículas foram desaceleradas ao máximo, permitindo a medição da força gravitacional em 30 attoNewtons (0,00000000000000003 Newtons). Conceito artístico do experimento (Imagem: Reprodução/Universidade de Southampton)  O resultado é um avanço empolgante para a solução de um dos maiores problemas da física: a incompatibilidade entre a Teoria da Relatividade Geral, de Albert Einstein, e a mecânica quântica. Agora, os pesquisadores querem investigar a gravidade em escalas ainda menores. Gravidade quântica Enquanto a Relatividade Geral explica o universo em grande escala, a física quântica descreve a matéria no mundo das menores partículas existentes. Ambas já foram comprovadas em todos os experimentos já realizados, mas continuam incompatíveis entre si. A gravidade entre dois corpos, explicada muito bem pela teoria de Einstein, nunca foi observada em partículas subatômicas e deixa até de fazer sentido. Isso faz com que a gravidade seja a única das quatro forças da natureza que não possui uma partícula mediadora. Com isso, os cientistas precisam lidar com as duas teorias separadamente, o que acaba deixando muitas perguntas sem respostas. Um bom exemplo são os buracos negros, que são difíceis de explicar sem uma teoria da gravidade quântica. A interação de buracos negros com a luz e a matéria é explicada pela relatividade geral (Imagem: Reprodução/Aaron M. Geller/Northwestern University/CIERA) Para tentar solucionar o problema, os físicos teóricos criaram hipóteses que tentam explicar como a gravidade funcionaria no mundo quântico, prevendo o que os experimentos poderiam encontrar caso essas ideias estejam corretas. Uma dessas hipóteses é a Teoria das Cordas, que prevê a existência de uma partícula chamada gráviton. A busca pela teoria unificadora vem de longa data, desde os tempos de Einstein, quando os físicos ainda estavam desvendando os segredos da mecânica quântica. O próprio físico alemão buscava a "teoria de tudo" e o tema se tornou uma verdadeira obsessão de teóricos famosos, como Stephen Hawking. Mas nenhum deles encontrou pistas sólidas, e acabaram desistindo da empreitada. Muitos pesquisadores de hoje estão mais confiantes de que podem alcançar a teoria de tudo, graças a estudos como as medições da força gravitacional em pequenas escalas feitas antes. Ambora ainda estejam longe de detectar o gráviton, o recorde do novo estudo, publicado na ScienceAdvances, sinaliza que talvez estejam no caminho certo para a tão procurada unificação das teorias. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Os 45 filmes mais esperados de 2024 Sweet Home | Filme que inspirou Resident Evil pode ser visto de graça Framboesa de Ouro 2024 | Quais são os indicados a pior filme do ano? Veja Mais

Família é Tudo | O que esperar da nova novela das 19h?

canaltech Depois do fiasco de Fuzuê — novela que sofreu com troca de autor, perda de audiência e uma trama arrastada que não conseguiu engrenar nem no último capítulo —, a Globo se prepara para lançar seu novo folhetim do horário das 19 horas: Família é Tudo. Assinada por Daniel Ortiz, nome responsável por Salve-Se Quem Puder e Haja Coração, a trama promete conquistar o público por meio de conflitos familiares, disputa por herança, brigas mal resolvidas e, claro, desentendimentos amorosos. 5 novelas da Globo disponíveis para assistir em 4K As 10 novelas mais populares da Globo para assistir no Globoplay Protagonizada pela veterana Arlete Salles, a novela acompanha os esforços da poderosa Frida Mancini tentando reunir seus cinco netos; Vênus (Nathalia Dill), Júpiter (Thiago Martins), Andrômeda (Ramille), Electra (Juliana Paiva) e Plutão (Isacque Lopes). Ela os convida para celebrar seu aniversário em um cruzeiro, porém todos recusam a proposta e um acidente acaba por matá-la… Ou pelo menos é o que parece.   As coisas começam a piorar quando os herdeiros abrem o testamento e descobrem que, para receber a herança, precisarão morar juntos durante um ano e trabalharem para reconstruir um espaço que marcou o início da gravadora da família, gerando um lucro de quatro vezes o valor que vão receber para investir no local. Se isso não acontecer, todo o dinheiro vai para Hans, o sobrinho ambicioso e filho da sua irmã gêmea Catarina (também vivida por Salles). -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Descontentes, todos os primos reclamam, mas Vênus toma a frente da situação, se dedica a costurar as relações perdidas e atua como voz da razão quando os mais novos saem do prumo. Assim, mesmo com diferentes motivações, o quinteto aceita encarar a missão que transformará suas vidas. Nathalia Dill vive a protagonista Vênus em Família é Tudo.(Divulgação/Globo) De acordo com a atriz Nathalia Dill, o conflito familiar é justamente o que vai fazer com que o público se identifique com a trama. Esse, aliás, é um ponto muito defendido pelo autor que tinha planejado batizar a trama de A Vovó Sumiu, mas mudou de ideia ao entender que o enredo ia muito além. “Eu sonhei com o nome A Vovó Sumiu, mas depois eu vi que não era apenas sobre o sumiço da avó e sim sobre a família como um todo.” Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções da internet diretamente no seu celular! A escolha do elenco Com nomes relevantes na trama como Jayme Matarazzo, Thiago Martins, Juliana Paiva e, claro, a própria Arlete Salles, a escalação de Família é Tudo agradou o autor, que se mostrou confiante com o time. "Eu fiquei muito feliz quando eu soube que a vovó seria a Arlete. Ela é uma atriz muito solar, representa bem o que é a Frida, essa avó super maternal que cuida dos cinco netos. A Frida quer o bem deles e ao mesmo tempo tentar prepará-los para a vida, porque alguns deles são muito mimados, estão acostumados a viver com o dinheiro dela. E estou feliz com esse elenco inteiro. Acho que a gente conseguiu escalar as pessoas certas para os personagens certos." Além dos citados acima, outras duas atrizes completam o elenco: Ana Hikari e Daphne Bozaski. Ambas já trabalharam juntas em As Five e agora retomam a parceria no folhetim. Com um elenco cheio de veteranos, Família é Tudo chega para conquistar o público. (Divulgação/Globo) Enquanto Hikari viverá Mila, uma jovem ambiciosa que trabalha como secretária da gravadora Mancini e mantém um romance escondido com Hans (Raphael Logam), sonhando com o momento em que ele assumirá o namoro e ela se tornará a primeira dama da gravadora, Daphne dará vida à guatemalteca Lupita Sanchez. Com um visual para lá de extravagante, ela sonha um dia ser cantora e acredita que estar na gravadora pode ser uma chance de trabalhar com o que ama. E, para não cair em um estereótipo, a equipe de caracterização teve que fazer uma extensa pesquisa na hora de compor a personagem. “Tivemos de achar um cabelo característico da Guatemala e adaptar um pouco. Vamos usar coques e tranças com e sem fitas. Além disso, aumentei bastante as sobrancelhas dela para dar um ar mais pesado, e reforço um sinal que a atriz tem no pescoço”, salienta Rachel Furman, a caracterizadora da novela. Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por TV Globo (@tvglobo) A trilha sonora ajuda a contar a história Como Família é Tudo terá uma gravadora de música como cenário principal, é claro que a trilha sonora teria que ser escolhida com muito cuidado. Para a abertura, optou-se pela regravação de Jardins da Babilônia, de Rita Lee por Jão e Julia Mestre. Já para o romance de Vênus e Tom, a escolhida foi Só Hoje, do Jota Quest — duas canções clássicas do cancioneiro nacional. As cenas de Paulina (Lucy Ramos) com o ex-marido contarão com a voz de Vanessa da Mata na música Vem doce. E, por fim, outros nomes que estarão na trilha serão Marisa Monte, Luiza Possi, Nattan, Tiago Iorc, Thalia e OutroEu. @tvglobo Olha só que lindo! @jao cantou a música de abertura de #FamíliaÉTudo, 'Jardins da Babilônia', no show de BH da #SUPERTURNÊ. Se liga só na palinha do que teremos na trilha sonora nova novela das 7! Segunda-feira, estamos chegando ???????????????????? #Novelas #TVGlobo ? som original - TV Globo O desafio da nova novela das 19h da Globo Conhecidas por serem leves e engraçadas, as novelas das 19 horas sempre foram um chamariz da Globo e entregaram tramas populares para a audiência. Quem não se lembra das trapalhadas da Família Sardinha em Da Cor do Pecado ou da icônica Kubanacan (2002)?  Ultimamente, no entanto, essa faixa de horário tem enfrentado dificuldades para fisgar o público, indo na contramão do sucesso de outras faixas, como a das 21h, em que Renascer vem conquistando uma parcela do público que nem mesmo consumia novelas. Com tramas mornas, pouco atrativas e enredos comuns ou que não saem do lugar, boa parte da audiência tem evadido. Isso pode ser explicado pelo fato da variedade de opções de entretenimento ter aumentado ao longo dos anos. Hoje, as novelas competem com streamings de vídeo e áudio, plataforma de livros on-line, entre outras. Contudo, fenômenos recentes na faixa de horário, como Bom Sucesso e a recente Vai na Fé mostram que o problema pode estar menos no horário e no perfil do público e mais na qualidade. Resta saber, então, se Família é Tudo conseguirá recuperar a audiência e agradar o público. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Estas são as incríveis dunas de areia de Marte

canaltech As dunas, feitas de areia acumulada esculpida pelo vento, ocorrem na Terra e até em mundos da ficção como no planeta desértico Arrakis, presente na saga Duna. Mas, quando o assunto são dunas extraterrestres conhecidas, as mais estudadas pelos cientistas são aquelas em Marte.  Por que Marte tem dunas "diferentonas"? As dunas mais altas da Terra Antes de saber mais sobre as dunas de Marte, vale lembrar primeiro o que é uma duna. Elas são formadas pelo acúmulo de partículas e podem chegar a alguns metros de altura — e, ao contrário do que ocorre no primeiro filme da saga ou no recente Duna: Parte 2, não escondem enormes vermes em seu interior. Ufa! Dunas de Marte As dunas de Marte são preenchidas por areia de composição que varia de acordo com a das rochas. Por exemplo: na Terra, as rochas de granito são mais comuns, mas grande parte da areia é feita de quartzo. Já no Planeta Vermelho, as rochas mais comuns são basaltos vulcânicos, conhecidos por ter cor escura.  -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Dunas em Marte que lembram o formato do logo da Frota Estelar, da franquia Star Trek (Imagem: Reprodução/NASA) Isso faz com que as partículas de areia destas rochas também sejam escuras. Mas, curiosamente, as dunas marcianas têm cor clara — para alguns cientistas, a diferença pode ocorrer porque partículas de poeira mais claras podem cair da atmosfera, cobrindo as mais escuras nas dunas.  Em nosso planeta, as dunas têm formatos variados, e muitos deles também são encontrados em Marte. É por isso que, por lá, os principais tipos de dunas são: Megaondulações; Parabólicas; Transversais; Estelares. Ao longo dos últimos anos, dados obtidos por sondas como a Mars Reconnaissance Orbiter, da NASA, e outras missões espaciais, vêm ajudando os cientistas a estudar as dunas marcianas em detalhes sem precedentes.  Por que estudar dunas de Marte As dunas de Marte são para lá de curiosas: as missões que estudam o Planeta Vermelho já revelaram megadunas, dunas brilhantes, azuladas e muito mais. Mas, afinal, o que estas formações tão "diferentonas" podem nos ensinar? Para começar, é importante ter em mente que a superfície marciana é coberta por areia em movimento constante graças aos ventos que sopram o tempo todo. Assim, as dunas permitem que os cientistas interpretem como o vento e a areia se comportam no Planeta Vermelho.  Abaixo, você confere a duna Namib em 360º, vista pelos "olhos" do rover Curiosity:   Já a ação dos ventos faz com que a paisagem marciana seja um verdadeiro deserto em evolução constante, marcado por dunas de formatos e alturas diversos — algumas, inclusive, são maiores que os mais altos arranha-céus da Terra.  Com análises da velocidade e direção dos padrões do vento em Marte de acordo com as regiões, os cientistas podem entender a velocidade com que o formato das dunas do planeta pode mudar.  Conforme se movem, as dunas causam erosão e expõem formações rochosas que, talvez, tenham abrigado antigos ambientes habitáveis. Tais regiões são de grande importância para o planejamento de futuras missões tripuladas em Marte, já que os astronautas vão precisar de locais para se proteger das duras condições do Planeta Vermelho.   Fotos das dunas de Marte Abaixo, você encontra uma galeria com fotos das dunas mais curiosas de Marte. Dunas em cratera de 5 km de diâmetro no hemisfério norte de Marte (NASA/JPL-Caltech/University of Arizona) Dunas fotografadas pela Mars Reconnaissance Orbiter (NASA/JPL-Caltech/UArizona) Dunas quase perfeitamente circulares registradas em 2022 (NASA/JPL-Caltech/UArizona) Estruturas transversais em dunas de Marte (NASA/JPL–Caltech/University of Arizona) Dunas fotografadas pela rover Opportunity (NASA/JPL/Cornell) Duna azulada em foto com cores aprimoradas; sua cor verdadeira é cinza, e tem composição diferente dos seus arredores (NASA/JPL-Caltech/University of Arizona) Megadunas escuras, formatas pela sublimação do dióxido de carbono congelado (NASA/JPL-Caltech/UofA) Dunas complexas fotografadas pela Mars Reconnaissance Orbiter (NASA / JPL / University of Arizona) Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

CPUs já são maioria em carga de trabalho de inferência em IA

canaltech Durante a conferência TechFieldDay, Brandon Royal, Gerente de Produtos do Google Cloud Services, trouxe dados sobre diferentes cargas de trabalho em IA, apontando que processadores são os maiores responsáveis por inferências. Atualmente, as GPUs são responsáveis, principalmente, pelo processamento de treinamento dos modelos de linguagem (LLM). Era da IA nos PCs | As projeções da Intel para 2024 e além Qual o futuro da inteligência artificial na AMD? Segundo Royal, implantação de infraestruturas baseadas em GPUs ou CPUs por novas empresas deve depender de quais tarefas de IA serão mais benéficas para suas operações e otimizações de fluxo. Com isso, soluções em escala devem começar a ganhar força nos próximos meses, desacelerando um pouco a adoção de produtos focados amplamente em GPUs, como os aceleradores NVIDIA H100. I was pleasantly surprised to hear @GoogleCloud validate my research that most AI inferencing is done on CPU vs. GPUs. #AIFD4 @Intellbusiness pic.twitter.com/b2vXNS7bYh -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- — Keith Townsend (@CTOAdvisor) February 27, 2024 Recursos subutilizados Considerando o cenário atual, é praticamente certo que empresas de todos os tamanhos vão precisar adotar IA até certo ponto em seus processos para se manterem competitivas. A Era da IA já está criando uma pressão para que essa nova tecnologia passe a ser vista como um investimento, não apenas necessário, como urgente. No entanto, produtos diferentes implicam em possibilidades mais ou menos amplas de aplicações, além de exigirem soluções bastante distintas. Enquanto modelos de IA como GPT-4 e Gemini podem chegar a operações com trilhões de parâmetros, eles seriam muito pouco aproveitados por uma empresa que precisa apenas de uma assistente de IA para otimizar gerenciamento de documentos, agendas, filtragem de tarefas e pequenas inferências via chatbots personalizados. Learn more about the AMD Instinct MI300 and how it was carefully designed to layer computing, memory, and communication in this breakdown from @IEEESpectrum: https://t.co/BVh5akmJwv — AMD (@AMD) December 14, 2023 Tanto por isso, faz muito pouco sentido adotar um modelo extremamente robusto e, acima de tudo, exigente em termos de hardware. Sendo assim, adotar um modelo de IA como o Mistral, também permite adotar uma infraestrutura baseada nos novos processadores Xeon, ou mesmo nas APUs AMD MI300, possibilitando um investimento inicial reduzido, se comparado aos superchips GH200, além de um custo total de operação também reduzido. ???? Compre processador Intel Core pelo melhor preço! ???? Compre placa de vídeo NVIDIA GeForce RTX pelo melhor preço! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu James Webb detecta buraco negro supermassivo no início do universo Você pode ajudar a escolher nome de asteroide; saiba como Renascer | Sucesso da novela desbancou até a toda poderosa Netflix Nintendo Switch 2 no dock pode ter desempenho do PS4 Pro Os 45 filmes mais esperados de 2024 Veja Mais

Qual foi o melhor anime do ano em 2023?

canaltech Jujutsu Kaisen foi o grande vencedor do Anime Awards 2024, prêmio realizado pela Crunchyroll no último sábado (02) para premiar as melhores produções do ano passado. Vencendo em 12 categorias, incluindo o de Melhor Anime e Melhor Anime de Ação, a segunda temporada da história de feiticeiros e maldições arrebatou todas as estatuetas possíveis — e sobrou até mesmo para um brasileiro. 10 animes para ficar de olho em 2024 10 melhores animes na Crunchyroll Adaptado do mangá de Gege Akutami, Jujutsu Kaisen é um fenômeno desde a sua estreia na TV japonesa, em 2020. A trama é centrada na figura do jovem Yuji Itadori, que acaba se envolvendo com o sobrenatural depois de engolir o dedo amaldiçoado de um velho feiticeiro. A partir disso, a história embarca na ação típica dos shonen, com muita pancadaria, maldições, espíritos malignos e exorcistas caindo no soco.   Só que, apesar de o plot ser confuso à primeira vista, toda a história caiu rapidamente no gosto do público. Tanto que a segunda temporada, que adapta o arco Incidente em Shibuya, foi muito elogiada por todos ao longo de toda a temporada. E, não por acaso, conquistou todos os prêmios possíveis do Anime Awards 2024.  -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Além de vencer as categorias Melhor Anime e Melhor Anime de Ação, o título ainda conquistou os prêmios de Melhor Direção, Melhor Cinematografia e Melhor Design de Personagem. As canções Where Our Blue Is e Akari venceram como Melhor Abertura e Melhor Encerramento de anime, respectivamente. Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções da internet diretamente no seu celular! Foram tantas vitórias para Jujutsu Kaisen que até mesmo um brasileiro se beneficiou com isso. O dublador Léo Rabelo foi eleito a Melhor Atuação de Dublagem em Português. Ele interpreta Satoru Gojo, um dos queridinhos do público e escolhido o Melhor Personagem Secundário no Anime Awards.   A escolha é feita a partir de votação popular. Na edição de 2024 do prêmio, mais de 34 milhões de votos foram computados de diferentes países, como Brasil, Alemanha, Argentina, Austrália, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Índia e México. De acordo com a Crunchyroll o evento será liberado na íntegra no seu canal no YouTube e na Twitch. Outros ganhadores Embora Jujutsu Kaisen tenha levado a grande maioria dos prêmios, outros animes se destacaram na temporada e saíram do evento com sua estatueta. É o caso de Chainsaw Man, cuja primeira temporada venceu cinco categorias, incluindo a de Melhor Série Estreante. Do outro lado do espectro, a temporada final de Attack on Titan também foi lembrada e ganhou duas estatuetas: Melhor Trilha Sonora e Melhor Anime de Drama. A toda poderosa One Piece, que brilhou demais em 2023 graças aos holofotes trazidos pela série da Netflix e pelos próprios rumos da trama, conquistou apenas duas: Melhor Continuação e Melhor Personagem Principal para Monkey D. Luffy. Confira a lista completa: Vencedores do Anime Awards 2024 Anime do Ano: Jujutsu Kaisen: Temporada 2  Melhor Anime de Ação: Jujutsu Kaisen: Temporada 2  Melhor Animação: Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba Swordsmith Village Arc Melhor Música de Anime: Idol – YOASOBI – ?OSHI NO KO? Melhor Direção de Arte: Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba Swordsmith Village Arc Melhor Design de Personagens: Sayaka Koiso, Tadashi Hiramatsu por Jujutsu Kaisen: Temporada 2 Melhor Cinematografia: Jujutsu Kaisen: Temporada 2  Melhor Anime de Comédia: SPY x FAMILY Melhor Continuação: One Piece Melhor Direção: Shota Goshozono – Jujutsu Kaisen: Temporada 2  Melhor Anime de Drama : Attack on Titan Final Season THE FINAL CHAPTERS Special 1 Melhor Encerramento: “Akari” por Soshi Sakiyama (Jujutsu Kaisen: Temporada 2 Hidden Inventory/Premature Death) Melhor Anime de Fantasia: Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba Swordsmith Village Arc Melhor Filme: Suzume Melhor Personagem Principal: Monkey D. Luffy (One Piece) Melhor Série Estreante: Chainsaw Man Melhor Abertura: “Where Our Blue Is” por Tatsuya Kitani (Jujutsu Kaisen: Temporada 2 Hidden Inventory/Premature Death) Melhor Anime Original: Buddy Daddies Melhor Anime de Romance: Horimiya: The Missing Pieces Melhor Trilha Sonora: Attack on Titan Final Season THE FINAL CHAPTERS Special 1 Melhor Slice of Life: BOCCHI THE ROCK! Melhor Personagem Secundário: Satoru Gojo (Jujutsu Kaisen: Temporada 2)  Melhor Atuação de VA (Árabe): Taleb Alrefai como Senku Ishigami (Dr. STONE) Melhor Atuação de VA (Castelhano): Joel Gómez Jimenez como Denji (Jujutsu Kaisen: Temporada 2 MAPPA) Melhor Atuação de VA (Inglês): Ryan Colt Levy como Denji (Chainsaw Man MAPPA) Melhor Atuação de VA (Francês): Martial Le Minoux como Suguru Geto, (Jujutsu Kaisen Hidden Inventory / Premature Death) Melhor Atuação de VA (Alemão): Franziska Trunte como Power (Chainsaw Man MAPPA) Melhor Atuação de VA (Italiano): Mosè Singh como Denji (Chainsaw Man) Melhor Atuação de VA (Japonês): Yuichi Nakamura como Satoru Gojo (Jujutsu Kaisen: Temporada 2 MAPPA) Melhor Atuação de VA (Português): Léo Rabelo como Satoru Gojo (Jujutsu Kaisen: Temporada 2 MAPPA) Melhor Atuação de VA (Espanhol): Emilio Treviño como Denji (Chainsaw Man MAPPA) Personagem mais Precisoso: Anya Forger de SPY x FAMILY Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

Spotify lança plano de assinatura apenas com audiolivros

canaltech O Spotify anunciou um novo plano de assinatura que garante acesso apenas ao catálogo de audiolivros do streaming: o Audiobooks Access Tier é uma versão mais barata do que o Spotify Premium e dá acesso a 15 horas de reprodução do catálogo com mais de 200 mil títulos. A novidade, entretanto, está disponível somente nos Estados Unidos e não há previsão de chegada ao Brasil.  Como ver as músicas mais ouvidas por você no Spotify Oráculo Musical do Spotify vai "prever o seu futuro" O novo plano é oferecido a US$ 9,99 por mês (cerca de R$ 50, em conversão direta) — um dólar mais barato do que o plano Premium, que também oferece acesso às músicas e podcasts sem anúncios. A modalidade exclusiva dos audilivros dá acesso às obras literárias, mas permite ouvir os demais conteúdos como se estivesse na versão gratuita, com propagandas e sem opção para download. Novo plano do Spotify nos EUA dá acesso apenas aos livros em áudio (Imagem: Reprodução/Spotify) O streaming adicionou os audiolivros à plataforma em 2022, mas vendidos de forma separada do restante da assinatura, e em 2023 incorporou o catálogo à assinatura Premium em alguns países. A empresa revela que notou um aumento de 45% na procura e interação com os livros feita a partir de usuários de contas gratuitas desde essa mudança no ano passado. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Portanto, o novo plano visa atrair quem tem interesse nesse tipo de conteúdo mas não liga tanto para os demais benefícios das assinaturas pagas do Spotify. E o Brasil? Por enquanto, o Brasil ainda não faz parte dos países compatíveis com os audiolivros na versão Premium — é possível encontrar esse conteúdo a partir da seção de podcasts, por exemplo, mas não existe uma categoria específica ao serviço no país até o momento. Quem deseja consumir esse tipo de produto pode recorrer a outras plataformas, como é o caso da Storytel e da Audible, da Amazon, que estreou por aqui em outubro do ano passado. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

Copilot vai analisar documentos salvos no PC com Windows

canaltech O assistente de IA do Copilot no Windows 11 ganhou a compatibilidade para interagir com arquivos salvos no computador. A ferramenta vai receber um ícone de clipe na janela de texto, usado para anexar documentos, e futuramente poderá interpretar um PDF ou um texto criado no Word, por exemplo. Windows 11 vai atualizar sem reiniciar o PC em alguns casos Copilot aumenta suporte a plugins e chega ao OneDrive em abril A novidade, ainda não anunciada oficialmente pela Microsoft, foi compartilhada pela conta do vazador Leopeva64 no X (antigo Twitter). Além do novo botão, também é possível clicar e arrastar arquivos diretamente para a aba de conversas. Atualmente, a ferramenta também possui comandos para abrir uma imagem salva ou realizar uma captura de tela. It is now possible to add files to the Windows Copilot chat box, you can use the "Add a file" button or just drag and drop the file:https://t.co/k9GM6VeD63 .https://t.co/4UGUOjIqJa pic.twitter.com/ekZGha0YIU -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- — Leopeva64 (@Leopeva64) February 29, 2024 O insider aponta que o recurso já foi liberado para os usuários no Windows 11 e no Microsoft Edge Canary, mas o suporte ainda não estava disponível em teste feito pelo Canaltech com a compilação 22631.3235 do sistema operacional da Microsoft. É provável que a função seja liberada de forma gradativa e demore semanas (ou até meses) para chegar aos dispositivos compatíveis. A possibilidade de enviar arquivos ao Copilot torna a IA ainda mais poderosa dentro do Windows: é possível usá-la para resumir arquivos grandes, extrair os pontos principais de um documento e até traduzir o conteúdo, entre outras funções úteis. Vale lembrar que, com a atualização Moment 5, o assistente também se tornou capaz de executar vários comandos para controlar o sistema, o que aumentou a sua versatilidade no PC. Interpretação de arquivos pode ser nova tendência A mudança no Copilot aparece alguns dias após o lançamento de uma IA da Adobe capaz de analisar e resumir arquivos PDF dentro dos aplicativos Acrobat e Reader. Além disso, o Google lançou o Gemini for Workspace, que substitui o Duet AI e integra a inteligência artificial ao Documentos e ao Gmail, com recursos para vasculhar as informações da conta e produzir conteúdo com base nesses dados. Ao que tudo indica, essa pode ser uma futura tendência no segmento de IA generativa para computadores e celulares — cada vez mais, os assistentes tentam ir além de responder aos comandos com as informações já treinadas e ganham suporte para analisar arquivos e trazer resultados ainda mais personalizados. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto 13 prompts do ChatGPT para criar um currículo MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Veja Mais

MWC 2024 com tecnologias exóticas e novidades para o Brasil

canaltech A MWC 2024 aconteceu na última semana em Barcelona, e foi palco de várias novidades das mais diversas marcas, incluindo muitas que atuam no Brasil Ouça ao podcast. Veja Mais

Últimos dias

O que é a tecnologia Nvidia DLSS?

canaltech DLSS é o acrônimo para Deep Learning Super Sampling, uma tecnologia criada pela NVIDIA e compatível apenas com as placas de vídeo da empresa, como a linha GeForce. Essa tecnologia se popularizou nos últimos anos por não somente realizar o upscaling de imagem em games, como também aumentar a taxa de FPS, tornando-se um recurso indispensável para muitos jogadores. O que é upscaling? Entenda como funciona Prós e contras de usar DLSS e FSR nos jogos Inicialmente, essa técnica não foi lançada com tantos ganhos de performance e servia muito mais como uma função de melhoria de imagem. Depois, em versões atualizadas, o DLSS virou sinônimo de performance ao combinar núcleos tensores, inteligência artificial e aprendizado de máquina para dobrar ou triplicar a taxa de FPS em mais de 300 jogos.  O que é o DLSS? O Deep Learning Super Sampling foi originalmente lançado em uma atualização para Battlefield V em 2019. Segundo a própria NVIDIA, essa tecnologia surgiu como uma necessidade, pois com o lançamento das primeiras RTX 20 em 2018 e a chegada do Ray Tracing em games, era nítido que as placas de vídeo não teriam fôlego suficiente para rodar esses jogos. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Mesmo que as GPUs tivessem os núcleos para Ray Tracing, o DLSS era o empurrão que faltava. Assim, a tecnologia surgiu no ano seguinte para não somente melhorar a qualidade de imagem, como também aumentar a performance com a ajuda de inteligência artificial. A ideia, em teoria, é simples: renderizar a imagem nativa do game em uma resolução baixa e depois reconstruir os pixels com auxílio da IA para melhorar a qualidade e reduzir o trabalho dos componentes, aumentando o FPS. Ao contrário do que se imagina, o upscaling via IA reconstrói os pixels através do aprendizado de máquina e não somente "estica" a imagem para ficar maior (Imagem: Divulgação/NVIDIA) E por mais que o DLSS pareça algo simples no papel, na prática a realidade é outra. Aumentar a imagem de um game exige que a inteligência artificial seja treinada muitas e muitas vezes para entender e executar com perfeição o upscaling, e isso não é uma tarefa fácil do ponto de vista produtivo ou financeiro.  Naquela época, o assunto desempenho ainda era, de certa forma, embrionário. Contudo, o upscaling conseguia superar técnicas de antisserrilhado como o famoso TAA e tinha margem para evoluções. Em resumo, o Deep Learning Super Sampling nasceu da necessidade em melhorar o desempenho de jogos com iluminação via Ray Tracing, mas hoje é usado em várias situações. O recurso é muito empregado como um refinador do serrilhado, além de melhorar a qualidade de imagem com o upscaling feito via inteligência artificial.  Como funciona o DLSS? Para explicar como o DLSS funciona, precisamos entender a base de tudo. Por ser uma inteligência artificial generativa, o Deep Learning Super Sampling é treinado com uma série de imagens, algoritmos e vetores de movimento em uma rede neural da NVIDIA chamada de NGX. Quando esse "treinamento" é finalizado, a NVIDIA lança um novo driver que entrega às placas de vídeo dos usuários todas as instruções que ela precisa para fazer o upscaling do jogo. É nesse momento que vemos surgir notícias de "jogo X agora é compatível com DLSS". Partindo para uma situação prática de jogo, imagine que você configura o game na resolução 4K e ativa o DLSS. A tecnologia passará a renderizar a imagem em uma resolução menor, como o Full HD, e entregará mais frames por segundo, já que quanto menor é a resolução, menos trabalho a placa de vídeo tem. O grande truque é que, ao passo que o DLSS reduz a resolução, a placa de vídeo é alimentada pelas instruções geradas pelo NGX e as executa com a ajuda de núcleos tensores para reconstruir diversos pixels e aumentar a imagem novamente para o 4K. Tudo isso é um processo realizado por meio de estruturas físicas presentes na GPU, algoritmos treinados, IA de ponta e muito aprendizado de máquina.    O resultado dessa combinação de fatores e técnicas é uma jogatina mais suave por haver mais frames na tela e, muitas vezes, um visual muito similar ao da resolução nativa. No entanto, é importante lembrar que quanto maior for a resolução de saída e menor a resolução de renderização, maior é o risco de deformações na imagem. Fazer o upscaling de uma imagem 720p para 4K pode gerar imagens não tão nítidas assim, apesar de o jogador obter bastante performance desse processo.  Inclusive, se você se atentou a essa explicação, percebeu que citamos a presença de núcleos tensores da placa de vídeo para que tudo isso funcione. Os núcleos tensores, ou Tensor Cores, são estruturas presentes nas GeForce RTX que usam treinamento de precisão misto para facilitar a execução de computação em menos tempo e com menos consumo de memória. É exatamente por isso que só placas da NVIDIA suportam o DLSS, pois apenas esses produtos possuem Tensor Cores.  Os núcleos tensores são uma das estruturas mais importantes desde o lançamento das RTX em 2018 (Imagem: Divulgação/NVIDIA) Para facilitar tudo, o DLSS renderiza a imagem em uma resolução menor e depois a expande até a resolução desejada pelo usuário com ajuda de IA e aprendizado de máquina. Dessa forma, os jogadores recebem mais frames na tela sem precisar mexer nas configurações gráficas avançadas. Modos de uso do DLSS Por haver várias resoluções e inúmeras opções de redução e aumento da resolução, a NVIDIA disponibiliza quatro modos de execução para o DLSS: Qualidade: Possui a melhor qualidade de imagem, muitas vezes igual à resolução nativa, e é uma boa pedida para 4K para quem tem boas placas de vídeo; Equilibrado: Ponto intermediário, já que mantém uma boa imagem e consegue gerar um salto de desempenho razoável nos games. Muito usado em Quad HD ou 1080p em jogos pesados; Performance: Abre mão da qualidade de imagem para gerar mais quadros. Pode ser usado em 4K em situações que o hardware é insuficiente para rodar o game, ou em cenários bem críticos quando em Full HD; Ultra Performance: Foca totalmente em ganhos de desempenho e deixa a qualidade de imagem de lado. Esse modo é indicado apenas em situações muito específicas, já que o visual dos games fica muito comprometido. Quais os principais recursos do DLSS? Além da própria tecnologia do DLSS, outras técnicas foram lançadas para integrar ou auxiliar no funcionamento desse recurso. DLAA O DLAA (Deep Learning Anti-Aliasing) trabalha com uma linha de raciocínio similar ao do DLSS. A tecnologia utiliza IA e os núcleos tensores para aplicar uma camada aprimorada de antisserrilhado para corrigir imperfeições na borda de objetos, vegetações, personagens, etc. Esse processo não gera FPS nem utiliza o upscaling, mas melhora a suavidade da imagem.  Ray Reconstruction O Ray Reconstruction é uma ferramenta presente no DLSS 3.5 que ajuda a reduzir o nível de ruído das imagens. Assim como uma fotografia cheia de granulados por conta da baixa iluminação, imagens de games com iluminação via Ray Tracing tendem a ficar assim por conta da complexidade dessa tecnologia. O Ray Reconstruction usa um redutor de ruído mais eficaz para acabar com o problema. A aplicação de um redutor de ruído competente dá mais profundidade ao cenário (Imagem: Divulgação/NVIDIA) NVIDIA RTX Video Super Resolution O Video Super Resolution possui algumas similaridades com o DLSS. Essa tecnologia permite que os usuários realizem o upscaling de vídeos e outros conteúdos de resoluções menores para o 4K, por exemplo. O processo é feito via IA, que remove imperfeições e artefatos da tela. Frame Generation O Frame Generation, ou Gerador de Quadros, faz exatamente o que seu nome propõe. A tecnologia foi lançada junto ao DLSS 3 e usa dados de frames anteriores, vetores de movimento e os tensor cores, que vão estudar esses quadros e criar um novo quadro intermediário entre o último FPS criado e próximo. Dessa forma, a ferramenta pode até triplicar a taxa de frames por segundos em jogos. Os vetores de movimento ajudam a "prever" a posição do próximo quadro para que o quadro intermediário seja criado (Imagem: Divulgação/NVIDIA) Qual a importância do DLSS para os jogos? Embora o principal atrativo do DLSS em games seja o aumento de performance ao elevar a taxa de quadros em muitos títulos, chegando a dobrar ou triplicar os FPS, há outros benefícios. Em certos cenários, essa tecnologia pode melhorar a redução de serrilhado, deixando as bordas mais fidedignas ao que imaginados do mundo. Porém, um vantagem pouco mencionada é como o Deep Learning Super Sampling consegue reduzir a carga de GPU e CPU quando está habilitado. Isso acontece porque ao passo que a IA reconstroi os frames com o upscaling, a placa de vídeo não precisa trabalhar tanto, assim como o processador, que realiza menos cálculos para enviar as instruções para a GPU. Os saltos de desempenho são o grande atrativo do DLSS (Imagem: Divulgação/NVIDIA) Isso significa que esses componentes ficam mais livres e menos sobrecarregados. Tal processo pode ser traduzido em temperaturas mais baixas e menos consumo energético, algo que teoricamente aumenta a longevidade dessas peças.  Quais as diferenças entre DLSS 1.0, 2.0 e 3.0 Desde seu lançamento, o Deep Learning Super Sampling passou por muitas revisões e grandes atualizações. Confira abaixo no que mudou desde então: DLSS 1.0: lançado em 2018, o DLSS 1 foi a primeira versão da tecnologia, mas não teve o sucesso desejado pela NVIDIA. O objetivo principal era mais fazer o upscaling de imagem e corrigir o serrilhado do que propriamente gerar grandes saltos de FPS, embora houvesse melhorias. No entanto, o recurso era criticado pela dificuldade na implantação em games e bugs de artefatos na tela; DLSS 2: disponível em 2020, a segunda geração do DLSS popularizou a ferramenta. A companhia melhorou a IA e usou algoritmos mais avançados para melhorar o upscaling de imagem e gerar um aumento de desempenho muito notório em diversos games, sem que muito do hardware da placa de vídeo fosse impacto. A facilidade na implementação do recurso em diversos motores gráficos também foi ampliada.  DLSS 3: o DLSS de terceira geração pega muitos elementos da versão anterior da tecnologia e traz refinamentos. No entanto, o grande diferencial é o Frame Generation. Essa é uma funcionalidade que consegue criar novos quadros e possibilita até 3x mais desempenho em muitos jogos compatíveis.  DLSS 3.5: essa versão é, na verdade, uma extensão do DLSS 3. Aqui, o grande diferencial é que a NVIDIA introduziu um “reconstrutor de raios”, já que funciona para games com o Ray Tracing habilitado. A ideia é que esse reconstrutor diminua ou reduza totalmente o ruído/granulado da imagem com Ray tracing, tornando a imagem mais pura e parecida com o que temos na realidade.    Diferenças do DLSS e outras técnicas de upscaling Além do DLSS, a indústria criou outros formatos de upscaling para melhorar a imagem e dar mais frames aos jogadores em muitos cenários. Esse é o caso do FidelityFX Super Resolution (FSR) da AMD, e o Xe Super Sampling (XeSS) da Intel. Ao contrário dos demais, o DLSS foi o pioneiro nas técnicas de upscaling para games. Por usar os núcleos tensores das NVIDIA RTX, a tecnologia é restrita as placas da empresa, porém é o recurso que mais possui compatibilidade com games e geralmente sempre oferece os níveis de performance mais altos — embora o FSR tenha diminuído bastante essa distância. Por falar nele, o FSR é uma tecnologia de código aberto que trabalha com algoritmos próprios da AMD. Isso significa que qualquer desenvolvedora pode inserir o FSR em seus games sem tantas complicações e, por conta da tecnologia não exigir nenhuma estrutura nas placas de vídeo, ela roda em basicamente qualquer GPU, incluindo as da NVIDIA. O upscaling é bem feito e o desempenho é levemente inferior ao do DLSS, mas a qualidade de imagem pode decepcionar. Aliás, hoje o FSR é o único recurso que possui outro gerador de quadros, o AMD Fluid Motion Frames.  A AMD já até possui sua própria tecnologia de Frame Generation (Imagem: Divulgação/AMD) O XeSS é mais parecido com o FS, e também funciona com qualquer componente de outras marcas. Nesse recurso, o upscaling de imagem é bem satisfatório, mas o salto de performance é muito baixo, tornando a tecnologia a menos conhecida das três. Placas de vídeo compatíveis com o DLSS Embora todas as GeForce RTX sejam compatíveis com o DLSS, essas várias placas possuem uma compatibilidade diferente para a tecnologia. Confira abaixo os modelos e o suporte com cada versão: Placas de vídeo compatíveis com o DLSS GPU Versão do DLSS RTX 2060 1.0/2.0 e 3.5 RTX 2060 SUPER 1.0/2.0 e 3.5 RTX 2070  1.0/2.0 e 3.5 RTX 2070 SUPER 1.0/2.0 e 3.5 RTX 2080 1.0/2.0 e 3.5 RTX 2080 SUPER 1.0/2.0 e 3.5 RTX 2080 Ti 1.0/2.0 e 3.5 RTX 3050 1.0/2.0 e 3.5 RTX 3060 1.0/2.0 e 3.5 RTX 3060 Ti 1.0/2.0 e 3.5 RTX 3070 1.0/2.0 e 3.5 RTX 3070 Ti 1.0/2.0 e 3.5 RTX 3080 1.0/2.0 e 3.5 RTX 3080 Ti 1.0/2.0 e 3.5 RTX 3090 1.0/2.0 e 3.5 RTX 3090 Ti 1.0/2.0 e 3.5 RTX 4060 1.0/2.0/3.0 e 3.5 RTX 4060 Ti 1.0/2.0/3.0 e 3.5 RTX 4070 1.0/2.0/3.0 e 3.5 RTX 4070 SUPER 1.0/2.0/3.0 e 3.5 RTX 4070 Ti  1.0/2.0/3.0 e 3.5 RTX 4070 Ti SUPER 1.0/2.0/3.0 e 3.5 RTX 4080 1.0/2.0/3.0 e 3.5 RTX 4080 SUPER 1.0/2.0/3.0 e 3.5 RTX 4090 1.0/2.0/3.0 e 3.5 Jogos compatíveis com o DLSS Quando o DLSS 2 chegou e se tornou mais fácil de implementar, a popularização desse recurso cresceu bastante e mais de 300 game já suportam a técnica. Confira alguns dos principais títulos da atualidade. Alan Wake 2 A Plague Tale: Requiem Cyberpunk 2077 Dead Space Doom Eternal Dying Light 2: Stay Human Hogwarts Legacy Microsoft Flight Simulator Marvel's Spider-Man Remastered The Witcher 3 Fortnite Red Dead Redemption 2 Portal with RTX Hitman 3 Forza Horizon 5 Com informações de NVIDIA, XDA-Developers e Tom's Hardware Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Veja Mais

Como sair de um livro no Kindle | Voltar ao início

canaltech Sair de um livro do Kindle pode ser uma dúvida comum para quem começou a usar o leitor digital da Amazon. O aparelho até mostra algumas instruções no primeiro momento de uso, mas a experiência pode ser confusa para quem não passou por essa parte. Como transformar PDF em Mobi | Guia prático Como atualizar o Kindle para o sistema mais recente O e-reader deixa uma barra de ferramentas oculta enquanto a pessoa lê alguma publicação por lá. Para acessá-la, é necessário dar um toque na tela, abrir os comandos e enfim voltar ao início, na página da biblioteca. Como sair de um livro no Kindle Veja o passo a passo para retornar à biblioteca pelo dispositivo; -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Abra um livro no Kindle; Toque em qualquer região da parte superior da tela, próximo à borda; Acesse a barra de ferramentas; Toque na seta para a esquerda; Volte para a tela inicial do e-reader. Toque na parte superior da tela do Kindle para sair do livro (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech) Ainda é possível usar a mesma barra de ferramentas para acessar outros recursos do Kindle, como a personalização da fonte e do espaçamento das linhas e acesso ao índice, à tela de anotações e à ferramenta de pesquisa. Como sair de um livro no app do Kindle O processo é mais simples no aplicativo do Kindle para Android e iOS: Abra um livro no app; Toque em qualquer região da tela; Pressione a seta para a esquerda e retorne ao início. Toque na seta para voltar ao início do app (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech) Formas de usar o Kindle O Kindle pode ser uma ferramenta muito versátil no dia a dia: além dos livros oferecidos na loja da Amazon, também é possível enviar qualquer arquivo PDF do seu computador ou celular para a leitura pelo e-reader.  Você ainda pode conferir outras dicas para ajustar a luminosidade da tela, tirar prints e deixar a capa do livro atual no descanso de tela do dispositivo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Dengue | Repelente pode faltar no Brasil pela alta procura As 10 séries mais vistas da semana (03/03/2024) Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 5 grandes filmes para assistir na Netflix em janeiro de 2024 Veja Mais

O que é o FastBoot da Xiaomi?

canaltech O FastBoot da Xiaomi é uma função dos celulares da fabricante chinesa para realizar operações avançadas no sistema operacional, como instalar softwares específicos, criar backups e fazer manutenção do dispositivo. Vale lembrar que esse recurso está presente em qualquer celular com Android, independente da marca, e é normalmente ativado quando o celular está desligado. O que você precisa saber antes de comprar um celular Xiaomi? 6 vantagens e desvantagens de comprar celular Xiaomi O que pode ser feito no FastBoot? O recurso é bastante útil, ainda mais para desenvolvedores, porque dá acesso a funções avançadas do celular e pode ser usado para as seguintes finalidades: Fazer backup; Liberar o software de bootloader; Instalar uma nova memória ROM; Fazer o flash de um firmware; Restaurar o aparelho para as configurações de fábrica. Além disso, a função é uma alternativa ao Modo de Segurança e está incluída no Kit de Desenvolvimento (SDK) do Android, que fornece uma série de ferramentas para desenvolvedores, como APIs e bibliotecas para se conectar a serviços de armazenamento em nuvem. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Contudo, o modo pode surgir repentinamente em telefones da Xiaomi, mesmo quando estiverem ligados, e causar estranheza para os usuários. Como sair do FastBoot Infelizmente, é comum entrar sem querer no FastBoot em aparelhos da empresa chinesa — tanto nos modelos Xiaomi quanto nos Redmi e POCO, que são da mesma companhia. Nesse caso, siga este passo a passo para sair do modo: Aperte e segure os botões de Ligar e Volume para baixo ao mesmo tempo por 30 segundos; Assim que a tela desligar, solte os botões. Quando finalizar o processo, você verá o logo da marca surgir na tela do aparelho. Em seguida, o sistema vai reiniciar e será possível voltar a usá-lo normalmente. Você verá a tela de reinicialização do telefone assim que sair do FastBoot (Imagem: André Magalhães/Canaltech) Celular não sai do FastBoot, o que fazer? Se a tela do Xiaomi não sair do FastBoot, você pode apertar e segurar o botão de Ligar por 10 segundos mais algumas vezes. Se nem isso resolver, talvez esta seja a hora de levar o celular para uma assistência técnica. Como entrar no modo FastBoot Caso você tenha interesse em experimentar as ferramentas presentes nesta função, basta seguir estas instruções: Desligue completamente o telefone; Aperte e segure os botões de Ligar e Volume para baixo; Aguarde a tela de FastBoot aparecer; Conecte o aparelho a um PC com um cabo USB para usar as funcionalidades. Dessa forma, é possível ter amplo acesso às configurações do seu aparelho. No entanto, não se esqueça que o uso indevido deste modo pode causar danos irreparáveis no celular, então vale ficar atento e usar as funções do FastBoot apenas se souber o que está fazendo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Dengue | Repelente pode faltar no Brasil pela alta procura As 10 séries mais vistas da semana (03/03/2024) Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 5 grandes filmes para assistir na Netflix em janeiro de 2024 Veja Mais

O céu não é o limite! | Asteroides, água na formação de planetas, miniluas e+

canaltech A última semana do mês foi recheada de notícas sobre nosso próprio Sistema Solar e missões espaciais, nem todas positivas. Mas também vimos novas descobertas sobre o universo mais antigo, com buracos negros supermassivos intrigando os cientistas. Confira o resumo semanal das principais notícias astronômicas da semana. As imagens do asteroide perto da Terra A NASA fotografou o asteroide 2008 OS7 durante sua aproximação à Terra, a 2,9 milhões de quilômetros. Essa distância corresponde a 7,5 vezes a distância até a Lua, ou seja, não representou perigo. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Due to the current occasion, an object not from LEO or GEO but from a little further away. In Australia, one of our telescopes looked at asteroid 2008 OS7 today. pic.twitter.com/pp6mXHPChC — s2a systems (@s2a_systems) February 2, 2024 Embora não tenha nos ameaçado, este objeto é classificado como potencialmente perigoso para a Terra, pois sua órbita pode trazê-lo para mais perto de nosso planeta. Mas isso não deve ocorrer nos próximos séculos. A mudança do Dimorphos após missão DART Por falar em asteroides, parece que o Dimorphos sofreu algumas mudanças significativas após a missão DART, que chocou uma espaçonave em sua superfície. Além sua órbita ter sido alterada em 33 minutos, que era o objetivo primário da missão, agora o objeto estaria semelhante uma pilha de entulhos, mais ou menos como o asteroide Bennu. Simulação dos primeiros 30 minutos do asteroide Dimorphos após a colisão da DART (Imagem: Reprodução/S. D. Raducan (UNIBE) Na simulação, os cientistas descobriram que o Dimorphos reagiu ao impacto de modo semelhante a outros asteroides, como Ryugu e Bennu. Isso foi uma surpresa, devido às diferenças na composição desses corpos. Os 3 oceanos de água ao redor de uma estrela  O disco de gás e poeira ao redor da estrela HL Tauri teria três vezes mais água do que os oceanos de nosso planeta, segundo novo estudo. Nessa região, há planetas em formação, portanto é possível que alguns deles se tornem mundos aquáticos. A água ao redor da estrela está na forma de vapor distribuído em discos frios e estáveis, ideais para a formação planetária.  O vapor d'água em HL Tauri aparece representado em azul, enquanto o vermelho indica a distribuição de poeira (Imagem: Reprodução/ALMA (ESO/NAOJ/NRAO)/S. Facchini et al) É a primeira vez que os astrônomos mapeam a presença dessa molécula nos discos protoplanetários ao redor de estrelas. Outro aspecto positivo é que a HL Tauri é semelhante ao Sol e está localizada a apenas 450 anos-luz, o que facilita bastante os estudos com telescópios modernos. As novas luas em Urano e Netuno Astrônomos descobriram três novas luas no Sistema Solar: duas em Netuno e uma em Urano, somando agora 16 e 28 luas no total, respectivamente. Elas são as mais tênues já encontradas ao redor desses planetas. A nova lua uraniana S/2023 U1 é um pontinho quase imperceptível indicado pela seta amarela (Imagem: Reprodução/Scott Sheppard, via: Carnegie Science) Duas delas estão ao redor de Netuno, batizadas de S/2021 N1 e /2002 N5; já em Urano, a lua se chama S/2023 U1. Todos os três objetos vão receber nomes oficiais baseados no sistema de nomenclatura usado para cada planeta, o que significa que as peças de Shakespeare nomeiam objetos uranianos,  nomes de Nereidas, corpos netunianos. O vazamento de ar no módulo russo da ISS Um novo vazamento de ar foi detectado em um módulo russo da Estação Espacial Internacional (ISS), onde uma espaçonave Progress está acoplada. O gerente de programa da estação na NASA assegura que não há riscos para os astronautas a bordo, e a agência estadunidense está colaborando com a Rússia para monitorar a situação.  A ISS já sofreu com vazamentos outras vezes (Imagem: Reprodução/Oleg Novitskiy/Roscosmos) A missão Crew-8, que estava originalmente programada para a sexta-feira (1º), foi adiada, mas os oficiais deixaram claro que o problema de vazamento não teria nenhum impacto para o lançamento. Portanto, a nova data (3) foi estabelecida apenas devido ao mau tempo. Falha da missão IM-1? Pois é, após a missão privada Peregrine fracassar em seu objetivo de chegar à Lua, foi a vez da Odysseus ser encerrada. A empresa anunciou que, após pousar tombada na superfície lunar, a espaçonave perderia o contato com a Terra bem antes do previsto, que era de 10 dias. Foto da Odysseus revela sua posição deitada (Imagem: Reprodução/Intuitive Machines) Apesar de ter conseguido pousar na Lua, um problema em uma de suas pernas fez com que a espaçonave tombasse, prejudicando componentes como algumas de suas antenas de comunicação com a Terra. A empresa, que assinou contrato com a NASA para enviar cargas úteis à Lua, admitiu que a queda do módulo impediu seu funcionamento correto. A estrela que pode explodir neste ano A Betelgeuse, estrela que muitos esperavam ver explodindo em supernova anos atrás, não nos proporcionou esse espetáculo. Contudo, os astrônomos depositaram as expectativas em outra estrela que está se comportando de maneira estranha. Estamos falando de T Coronae Borealis, estrela que deve explodir esse ano.  Posição da constelação Corona Borealis para um observador em São Paulo (Imagem: Captura de tela/Stellarium) Mas calma, não é bem o que realmente gostaríamos de testemunhar.Essa estrela está localizada a três mil anos-luz da Terra e sofre algumas explosões cíclicas, ocorrendo a cada 80 anos. A última explosão foi em 1946, e a próxima está prevista para ocorrer entre fevereiro e setembro deste ano. Ou seja, não se trata de uma supernova, mas explosões ocasionais que, ainda assim, podem ser muito interessantes. O objeto normalmente apresenta magnitude +10 (não visível a olho nu), mas deve atingir magnitude +2 (quanto menor o número, mais brilhante). Em outras palavras, deve aparecer uma nova estrela visível no céu, ao menos por algum tempo. A utilidade das miniluas da Terra As miniluas (pequenos corpos com órbitas parcialmente influenciadas pela Terra) podem ajudar os cientistas a compreender melhor o Sistema Solar e a história de sua formação. O plano é enviar missões a esses objetos, aproveitando suas distâncias mais curtas em relação a outros corpos celestes.   A NASA afirmou que a coleta de amostras dessas miniluas podem ser mais úteis nas pesquisas sobre asteroides do que as análises de meteoritos que caíram na Terra, já que estes estão contaminados pelo nosso planeta. Os cientistas pretendem estudar a presença das moléculas orgânicas e de água nas miniluas, potencialmente revelando alguns segredos do nosso quintal cósmico.  O par de buracos negros mais massivo já visto Os cientistas observaram o par binário de buracos negros mais massivo já encontrado, e ficaram bastante intrigados. É que, contrariando as previsões teóricas, os dois objetos estão separados por somente 24 anos-luz; eles estão próximos o suficiente para se fundirem, mas permanecem assim há mais de três bilhões de anos. Conceito artístico de dois buracos negros, que juntos somam 28 bilhões de massas solares (Imagem: Reprodução/NASA/CXC/A.Hobart) Este sistema binário se formou após duas galáxias, cada uma com um buraco negro supermassivo em seu núcleo, se fundirem. O processo também deveria resultar na fusão dos buracos negros, mas isso não ocorreu. Aliás, os cientistas nunca observaram tal tipo de fusão e ainda há dúvidas se elas realmente são possíveis, ou se a teoria deve ser revista. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Os 45 filmes mais esperados de 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Veja Mais

Como formatar o Windows 11 | Guia Prático

canaltech Você pode formatar o Windows 11 para apagar os arquivos do sistema operacional e dar uma nova vida ao seu computador. O procedimento é simples o suficiente para qualquer pessoa fazer e ajuda a solucionar diversos problemas como a lentidão e a presença de vírus, mas também pode ser feito se você for doar ou vender o aparelho. Como mudar a fonte do Windows 11 10 dicas e truques para usar o Windows 11 melhor Formatar o SO também é necessário quando você vai trocar de HD ou SSD, sendo assim, é importante fazer um backup de seus arquivos para não perder tudo e criar um pendrive bootável do Windows para recuperar o sistema se a necessidade surgir. Como formatar o Windows 11 Vale lembrar que se for formatar o Windows 11 em um notebook, será necessário manter a máquina ligada à tomada, caso contrário, o sistema não seguirá com o processo. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Durante o procedimento, duas opções importantes vão surgir: “Download na nuvem”, que exige uma conexão na internet e faz o download da mesma versão do SO, e “Reinstalação local”, que usa os dados já presentes no computador para reinstalar o Windows. De qualquer forma, os passos são estes: Abra o Menu Iniciar e busque por “Restaurar PC”; Na tela que se abriu, clique em “Restaurar o computador”; Escolha entre “Manter meus arquivos” ou “Remover tudo”; Defina entre “Download da nuvem” e “Reinstalação local”; Selecione “Avançar”; Aguarde o Windows restaurar seu computador. O processo para formatar o Windows 11 é simples (Imagem: Captura de tela/Ricardo Syozi/Canaltech) O tempo do processo varia de acordo com o PC, que será reiniciado automaticamente assim que tudo estiver concluído. Se você escolheu a opção de remover todos os arquivos pessoais, você não encontrará mais nenhum deles no computador quando reiniciar. O que fazer depois de formatar o Windows 11? Depois de concluir a formatação do Windows 11 no seu computador, é possível que alguns recursos e apps não estejam 100% funcionais. Caso isso aconteça, você deve conferir os aplicativos e drivers instalados para, se necessário, reinstalar tudo. Além disso, se você não gostar do resultado, será possível fazer uma instalação limpa do Windows 11. Isso garante que você recomece do zero com um novo sistema operacional e sem qualquer vestígio dos SOs anteriores a ele. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Este pequeno peixe produz um som mais alto que um tiro Veja Mais

Brasil x Argentina | Onde assistir ao jogo da Copa Ouro Feminina ao vivo?

canaltech É noite de clássico na Copa Ouro Feminina. A Seleção Brasileira encara a Argentina na madrugada deste domingo (03) em jogo eliminatório das quartas de finais da competição. O jogo acontece no Exposition Park, em Los Angeles, a partir das 0h15 (horário de Brasília) e terá transmissão ao vivo tanto pela TV quanto pela internet. Como assistir futebol ao vivo e de graça 7 melhores jogos de futebol para Android O Brasil entra em campo embalado após três vitórias, incluindo uma goleada de 5 a 0 contra o Panamá. Com um aproveitamento de 100% no torneio, a equipe comandada por Arthur Elias ainda não sofreu gols e tem a segunda melhor campanha de todo o campeonato, atrás apenas do Canadá por causa do saldo de gols. Bora relembrar como foi a fase de grupos da Copa Ouro? ???????????? pic.twitter.com/Futj4OLnmE -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- — Seleção Feminina de Futebol (@SelecaoFeminina) February 29, 2024  E é nesses números favoráveis que o time de Debinha, Ary Borges e Bia Zaneratto se apoio para encarar as argentinas, que chegam às quartas de final com uma campanha bem irregular. O time das hermanas fez apenas 4 pontos na fase de grupo, vencendo apenas da República Dominicana, mas perdendo para os Estados Unidos e empatando com o México. Por isso mesmo, a Seleção Brasileira entra em campo otimista e buscando manter a campanha perfeita que vem fazendo até aqui. Caso vença, segue para as semifinais e encara o vencedor de México e Paraguai — jogo que acontece às 19h do domingo. Brasil x Argentina: prováveis escalações Brasil (Técnico: Arthur Elias) Luciana, Antônia, Lauren e Rafaelle; Adriana, Debinha, Duda Sampaio, Ary Borges e Yasmin; Bia Zaneratto e Gabi Nunes Argentina (Técnico: German Portanova) Laurina Oliveros, Romina Núñez, Sophia Braum, Aldana Cometti e Eliana Stábile; Vanina Preininger, Camila Gómez, Yamila Rodríguez e Celeste dos Santos; Dalila Ippólito e Mariana Larroquette. Brasil x Argentina: onde assistir Apenas a ESPN tem os direitos de transmissão Copa Ouro Feminina da Concacaf no Brasil, o que significa que a partida entre a Seleção Brasileira e a Argentina não estará disponível na TV aberta. Dessa forma, para acompanhar a campanha das meninas no torneio continental, será preciso ser assinante dos canais esportivos na TV a cabo — mais especificamente no ESPN4. EM BUSCA DA CLASSIFICAÇÃO! ????????????A #SeleçãoFeminina entra em campo contra a Argentina pelas Quartas de Final da Copa Ouro! VAAAAI, BRASIL! ???????? x ????????????? 02.03 - 19h15 (horário local)????? 03.03 - 00h15 (horário de Brasília)????? Estádio BMO - Los Angeles, CA ???? ESPN 4 e STAR+ pic.twitter.com/0ZHwU0K6si — Seleção Feminina de Futebol (@SelecaoFeminina) March 2, 2024 Já para quem prefere acompanhar pelo streaming, a transmissão ficará a cargo do Star+. A plataforma tradicionalmente replica o sinal da ESPN, permitindo que seus assinantes possam assistir ao jogo tanto na TV quanto no computador e no celular. Para isso, basta ser assinante do serviço. Não é necessário nenhum valor adicional para acessar ao jogo. Brasil x Argentina Quando: Domingo, 03 de março de 2024 Horário: 0h15h (horário de Brasília) TV aberta: Não. TV fechada: ESPN4 Streaming e internet: Star+ Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Bullying obriga crianças a gastar dinheiro nos jogos online Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Assista à primeira corrida de jet suit do mundo, em Dubai As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Veja Mais

Qual é a melhor TV de 43 polegadas para comprar em 2024?

canaltech Smart TVs de 43 polegadas ainda são muito queridas pelo público, principalmente para quem não tem um espaço muito grande na sala. Por isso, preparamos uma lista com as melhores opções presentes no mercado nacional, com recursos, aplicativos e resoluções variadas. Qual é a melhor TV de 32 polegadas para comprar em 2024? Qual é a melhor TV Box ou dongle para comprar em 2024? 1. Melhor TV de 43 polegadas no geral: Samsung Neo QLED QN90C A Samsung Neo QLED QN90C é a melhor TV de 43 polegadas para comprar atualmente. Na smart TV, encontramos o painel de Mini LED com resolução 4K, que recebeu diversas melhorias em seu brilho e contraste. Além disso, o display entrega cores mais fidedignas e um preto mais próximo do proporcionado pelas telas OLED. Em complemento, a TV QN90C também tem taxa de atualização de até 144 Hz. Por isso, é possível usar o aparelho para ter uma experiência mais avançada em games de consoles, como PS5 e Xbox Series X, além de PC, já que é possível usá-la como um monitor gamer. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- A Samsung Neo QLED QN90C tem tela 4K de ótima qualidade (Imagem: Divulgação/Samsung) Com preço médio em R$ 3.800, ela faz sentido para quem deseja um produto completo e não está mirando em um TV OLED. Ainda com foco no público gamer, o sistema Tizen possui a plataforma Samsung Gaming Hub, sendo possível jogar diversos jogos diretamente na nuvem, seja via aplicativo do Xbox, por meio do Game Pass, ou GeForce Now. ????Compre a Samsung Neo QLED QN90C no Magalu ????Compre a Samsung Neo QLED QN90C no Mercado Livre ????Compre a Samsung Neo QLED QN90C na Amazon 2. Melhor TV de 43 polegadas em custo-benefício para jogos: Samsung CU8000 A Samsung CU8000 é a melhor TV de 43 polegadas em custo-benefício focando no público gamer. Caracterizada pela sul-coreana como a "smart TV 3 em 1", o produto traz uma experiência de uso ampla e um preço equilibrado, abaixo dos R$ 2.500. Sua tela conta com o processador Crystal 4K para garantir imagens mais vívidas, permitindo o upscaling de conteúdos em resoluções inferiores para o 4K. O display também tem as tecnologia HDR e Dynamic Crystal Color, que garantem cores mais realistas e um nível maior saturação. A Samsung CU438000 possui compatibilidade com os consoles mais recentes (Imagem: Brenno Barreira/Canaltech) Outra característica positiva da CU8000 é a presença da plataforma Gaming Hub da Samsung, permitindo que você jogue diretamente da TV, sem instalar nada. Para quem ainda gosta de assistir outros conteúdos de entretenimento, o aplicativo Samsung TV oferece dezenas de canais gratuitos, com programas específicos ou variados, demonstrando que o seu preço próximo aos R$ 2 mil traz ainda mais vantagens. ????Compre a Samsung CU8000 no Magalu ????Compre a Samsung CU800 no Mercado Livre ????Compre a Samsung CU800 na Amazon 3. Melhor TV de 43 polegadas em custo-benefício no geral: LG UR7800 2023 A LG UR7800 é uma ótima opção de TV de 43 polegadas em custo-benefício, pois custa menos de R$ 1.800 e traz diversos benefícios. O aparelho tem tela em resolução 4K e uma série de recursos agrupados com inteligência artificial. Dessa forma, a LG garante imagens mais nítidas tanto para conteúdos que são nativamente 4K quanto para imagens em menor resolução, graças ao Upscaler AI. É importante destacar que a smart TV também tem tecnologias HDR10 e HLG, que prometem uma experiência visual mais viva em filmes e séries compatíveis. A LG UR7800 2023 é uma TV com tela de qualidade e preço equilibrado (Imagem: Divulgação/LG) Outro destaque da LG UR7800 é o seu sistema o webOS. O software é otimizado para navegação e traz diversos aplicativos de streaming, canais com programas gratuitos, e otimizações por IA para recomendar as programações que se adequam melhor ao seu gosto. ????Compre a LG UR7800 2023 no Magalu ????Compre a LG UR7800 2023 no Mercado Livre ????Compre a LG UR7800 2023 na Amazon 4. Melhor TV de 43 polegadas barata: SEMP R6500 A SEMP R6500 é a melhor TV barata de 43 polegadas. Por se tratar de um produto focado em ser acessível, custando menos de R$ 1.300, ela possui tela LED em resolução Full HD, não 4K, o que cai até bem considerando o seu tamanho. Entretanto, esta televisão se destaca para quem tem um ecossistema de casa inteligente. Isso porque a R6500 possui compatibilidade com o Google Assistente, Alexa e Siri, garantindo o uso das plataformas embutidas na TV para executar diversos comandos por voz. A SEMP R6500 é uma TV boa e barata (Imagem: Divulgação/SEMP) Um dos maiores pontos positivos da SEMP R6500, além do seu preço, é o sistema Roku TV. Este software é um dos mais otimizados no quesito busca de programação por conseguir agrupar os dados facilmente. Isso garante que os principais filmes e séries sejam listados por disponibilidade, dando ao usuário a opção de escolher em qual plataforma de streaming assistir. ????Compre a SEMP R6500 no Magalu ????Compre a SEMP R6500 no Mercado Livre ????Compre a SEMP R6500 na Amazon 5. Melhor TV de 43 polegadas para aplicativos: Philips 43PUG7908 A Philips 43PUG7908 é a melhor TV de 43 polegadas para quem procura uma ampla variedade de aplicativos. Ela roda o sistema Google TV, que possibilita a instalação de diversos apps e jogos na TV, sendo a mais amigável para quem assina diversos serviços de streaming. Vale ressaltar que a televisão possui tela LED em resolução 4K com as tecnologias Dolby Vision e HDR embutidas. Assim, a experiência de visualização de conteúdos é ainda mais avançada, tanto em nitidez quanto em coloração. O sistema Google TV da Philips 43PUG7908 é o melhor para aplicativos de streaming (Imagem: Divulgação/Philips) Outro destaque da 43PUG7908 é o recurso Ambilight integrado, muito bem-vindo em um produto abaixo de R$ 2 mil. Graças a isso, é possível usufruir de uma experiência mais imersiva ao assistir a filmes e séries, pois as luzes de LED atrás da tela reagem aos conteúdos em diversas combinações de cores. ????Compre a Philips 43PUG7908 no Zoom ????Compre a Philips 43PUG7908 na Amazon Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Bullying obriga crianças a gastar dinheiro nos jogos online Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Assista à primeira corrida de jet suit do mundo, em Dubai As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Veja Mais

Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu

canaltech Vladimir Komarov foi um dos melhores pilotos de testes da União Soviética, mas acabou popularmente conhecido como “o homem que caiu do espaço”. O motivo? É que, durante as celebrações do 50º aniversário da União Soviética, Komarov participou de uma missão que teve desfecho fatal.  Conheça o passado, o presente e o futuro do programa espacial russo Esta seria a principal causa da morte de cosmonautas, segundo estudo russo As comemorações do bloco aconteceram em 1967. Muitas delas foram feitas em solo, mas algumas incluíram também uma missão espacial. A ideia era enviar duas espaçonaves à órbita da Terra: uma era a Soyuz-1, com Komarov a bordo; a segunda era a Soyuz-2, que chegaria no dia seguinte com outro cosmonauta. O objetivo era que as duas espaçonaves se encontrassem. Depois, Komarov deixaria a Soyuz-1, faria uma caminhada espacial e iria para a Soyuz-2, enquanto um dos cosmonautas da 2 iria para a 1, e então, ambas as espaçonaves voltariam à Terra.  -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- 51 years ago #today, Vladimir Komarov became the first person to die on a space mission (probably averting a greater disaster in the process). RIP to a bold pioneer. https://t.co/e1af3SSDBI pic.twitter.com/yWD8GzkZPA — Corey S. Powell (@coreyspowell) April 24, 2018 O problema, no entanto, é que havia uma série de falhas no plano. No livro Starman: The Truth Behind the Legend of Yuri Gagarin, o jornalista de ciências Piers Bizony e o produtor Jamie Doran relatam que, quando Gagarin e outros técnicos inspecionaram a espaçonave, encontraram mais de 200 falhas estruturais. Alguns deles eram tão graves que colocariam a missão em risco, se a espaçonave fosse para o espaço. Apesar de um relatório de 10 páginas ter sido escrito indicando cada um dos problemas, não houve mudanças.  Na obra, os autores afirmam que amigos de Komarov tentaram convencê-lo a se recusar a voar na espaçonave. Entretanto, o cosmonauta sabia que, se recusasse a missão, Gagarin iria no lugar dele — e, ciente dos grandes riscos envolvidos, Komarov manteve sua decisão. Placa na Lua homenageando astronautas falecidos, incluindo Komarov (Imagem: Domínio público via NASA/Wikimedia Commons) No fim das contas, Komarov foi ao espaço, e não demorou muito até os problemas começarem: os painéis solares da nave não se abriram e ela ficou com pouca energia para suas operações. Ele recebeu ordens para retornar, mas a cápsula começou a girar e Komarov perdeu o controle dela.  Como resultado, a espaçonave caiu no solo com força comparável à de um meteorito de 2,8 toneladas. Segundo o livro, detectores nos Estados Unidos captaram as últimas palavras de Komarov, que teriam sido “Esta maldita nave! Nada em que coloco minhas mãos funciona direito", junto de gritos de raiva.  Já os registros soviéticos oficiais relatam que Komarov teria dito que "se sentia excelente, tudo estava em ordem". Depois, acrescentou: "Obrigado por transmitir tudo isso. [A separação] ocorreu". No vídeo abaixo, você escuta as últimas palavras de Komarov (em russo), traduzidas para o inglês:   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Flash | Quais são os 6 velocistas mais rápidos da DC Comics? WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais

canaltech O OnePlus Watch 2 foi anunciado na MWC 2024 e logo atraiu inúmeros olhares graças à duração de bateria de até 100 horas. Para aproveitar o investimento e fabricação do acessório, a Oppo – empresa irmã da OnePlus – agora anuncia o Watch X como versão renomeada do Watch 2 para vender o dispositivo em mercados onde a outra empresa não atua. MWC 2024 | OnePlus Watch 2 traz apps do Google e bateria de até 100h Honor e OPPO estariam se preparando para grande estreia no Brasil Nas cores Mars Brown (marrom) e Platinum Black (preto), o dispositivo mantém o design com dois botões laterais organizados em uma região protuberante e tela AMOLED de 1,43 polegada com proteção de vidro de cristal de safira. Equipado com processador Snapdragon W5 Gen 1 da Qualcomm, o smartphone acompanha 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento, além de suportar Wi-Fi dual-band e NFC para pagamentos por aproximação. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Oppo Watch X é versão renomeada do OnePlus Watch 2 e mantém principais características, incluindo até 100 horas de bateria (Imagem: Reprodução/Oppo) O principal destaque do Oppo Watch X herdado do OnePlus Watch 2 fica para seu Modo Inteligente capaz de atingir até 100 horas de bateria com apenas uma carga. Para isso, o dispositivo é equipado com um segundo processador que roda um segundo sistema operacional além do Wear OS do Google, dedicado para tarefas de baixo consumo energético. A marca afirma que a troca é realizada em tempo real de forma automática para melhor gerenciamento de bateria no Modo Inteligente, resultando na impressionante marca de 100 horas de uso. Modelo tem grande destaque para bateria com capacidade de 500 mAh e suporte para carregamento VOOC (Imagem: Reprodução/Oppo) Com o modo de economia de energia, a empresa garante acesso a controles expandidos de ligação, música, monitoramento de sono e vários outros aplicativos com bateria capaz de durar até 12 dias. O relógio inteligente conta com bateria de 500 mAh e suporte para recarga rápida que enche a bateria em 60 minutos e oferece 1 dia de uso com apenas 10 minutos de carregamento. A Oppo também oferece recursos de registro de atividades físicas com suporte para mais de 100 exercícios e registro automático de 6 modalidades. Preço e disponibilidade Modelo será destinado a mercados onde a Oppo está presente no lugar da OnePlus (Imagem: Reprodução/Oppo) O Oppo Watch X já está disponível na Malásia com preço sugerido de 1.299 ringgit, ou o equivalente a R$ 1.360. Embora a Oppo esteja preparando sua estreia no Brasil, não há detalhes relacionados aos lançamentos da marca em solo nacional. Assim, resta esperar por novas atualizações. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Flash | Quais são os 6 velocistas mais rápidos da DC Comics? WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

FSR 3 chega a The Last of Us Part I e Robocop: Rogue City

canaltech A AMD confirmou que o FSR 3 está chegando a uma nova leva de games neste mês de março. A nova versão da técnica de upscaling do time vermelho agora é compatível com The Last of Us Part 1, que já havia recebido outras tecnologias da empresa no passado. O bem elogiado Robocop: Rogue City também ganhou integração com a terceira geração do FidelityFX Super Resolution.  Prós e contras de usar DLSS e FSR nos jogos O que é upscaling? Entenda como funciona Com uma otimização questionável e muitos problemas complexos de serem resolvidos, The Last of Us Part I está ganhando uma nova cara nos PCs. A chegada do FSR 3 deve aumentar consideravelmente a taxa de quadros do título, apesar de a AMD não ter revelado nenhum gráfico ou potenciais ganhos de desempenho. Todavia, o game havia recebido um mod do FSR feito por fãs em dezembro de 2023, que mostrava um salto de performance de cerca de 60%. Como o FidelityFX Super Resolution 3 acompanha os AMD Fluid Motion Frames, ou seja, o Frame Generation da equipe vermelha, podemos esperar alguns bons incrementos na taxa de quadros e estabilidade do premiado título da Naughty Dog.  -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Coming soon with AMD #FSR 3: #TheLastofUs Part 1.Relive this critically acclaimed classic and immerse yourself in Joel and Ellie's story like never before.???? Details: https://t.co/kZlclf2vZc pic.twitter.com/jvtChMiW7s — AMD Radeon (@amdradeon) February 29, 2024 Robocop e upscaling Além disso, Robocop: Rogue City também recebeu uma atualização para o FSR 3. O jogo baseado no icônico clássico dos anos 1980 já está disponível por meio de uma nova atualização feita pela desenvolvedora, que também revela ter melhorado a estabilidade na jogatina. Robocop: Rogue City recebeu várias críticas positivas por suas ação desenfreada (Imagem: Divulgação/Nacon) Por fim, Remnant II é outro game que ganhou a técnica de upscaling em seu menu de configurações. O game já tinha compatibilidade com o DLSS e seu Frame Generation e recentemente foi alvo de erros em CPUs da Intel. ???? Compre a placa de vídeo Radeon RX 7600 Gaming OC Gigabyte por um bom preço no Kabum! ???? Compre outros produtos da AMD em oferta no Kabum! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico FGTS Digital começa a operar no Brasil; entenda como funciona Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Veja Mais

Lançamentos da Netflix da semana (01/03/2024)

canaltech Após um mês em que as estreias aconteciam em pingados na Netflix, a última semana de fevereiro reservou uma enxurrada de novidades para o catálogo do serviço de streaming. Animes, filmes exclusivos, séries e documentários chegaram aos assinantes, garantindo algumas horas de entretenimento e servindo de aperitivo para o que o mês de março nos reserva. Lançamentos da Netflix em março de 2024 7 séries imperdíveis para ver na Netflix em março de 2024 Os destaques ficam para a chegada de Aftersun, um dos melhores filmes de 2022, o documentário Holocausto Brasileiro e O Astronauta, filme de drama estrelado por Adam Sandler.   Aftersun é um filme tocante sobre uma garota de onze anos e seu pai, passando férias em um clube na costa turca na década de 90. Vinte anos depois, a jovem tenta reconciliar suas memórias dessas férias, tentando entender melhor o seu pai, alguém que ela sente que nunca conheceu de verdade. É um daqueles filmes que são um verdadeiro soco e que vão fazer o espectador repensar sua relação com a família.  -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Já Holocausto Brasileiro é um documentário baseado no livro da jornalista Daniela Arbex, que também assina a direção, que conta a história das atrocidades cometidas no hospital psiquiátrico Colônia, em Barbacena, onde mais de 60 mil pessoas foram internadas e passaram por torturas, humilhações e morreram no local. O caso marca um período sombrio da história brasileira que é desconhecida por boa parte da população.   Apesar de ser famoso por suas comédias, Adam Sandler se aventura pelo lado do drama, apresentando ótimos resultados. A mais nova tentativa nesse gênero é O Astronauta, filme exclusivo da Netflix baseado no livro Spaceman of Bohemia. Sandler interpreta Jakub Procházka, um astronauta que parte em uma missão solitária no espaço. Sentindo que seu casamento pode correr risco ao retornar para Terra, ele acaba encontrando um alienígena em sua nave, que forma uma amizade com o humano, ajudando-o a entender melhor a sua vida e como garantir o seu casamento. Esses são apenas alguns dos destaques do streaming. Confira todas as estreias da última semana na Netflix e garanta o seu próximo play. Por apenas R$ 14,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Todos os lançamentos da Netflix na semana 24/02 Aftersun Na Real - Temporada 9 Reino da Conquista - Novo episódio, Temporada 1 25/02   Holocausto Brasileiro Médicos em Colapso - Novo episódio, Temporada 1 26/02 Ritmo+Flow: Itália - Novo episódio, Temporada 1 Blippi Wonders - Temporada 3 27/02 Maldição da Floresta Peenak Peenak 2 Peenak 3 Tayo: The Little Bus - Temporada 6 28/02 Rojst - Temporada 3 Conspiração Americana: Os Crimes da Octopus - Temporada 1 Code 8: Renegados - Parte 2 Spartan: Ultimate Team Challenge - Temporada 1   Um Pequeno Favor Anna - O Perigo Tem Nome Casamento às Cegas - Novo episódio, Temporada 6 29/02 Uma Salva de Palmas - Temporada 1 O Turista - Temporada 2 Urusei Yatsura - Temporada 1 My Isekai Life - Temporada 1   A Saudade que Fica 12th Fail Pororo: O Pequeno Pinguim - Temporada 8 01/03 O Astronauta Jerry Maguire: A Grande Virada CSI - Temporada 10 a 15 Rogai Por Nós A Lenda de Zorro A Estarrecedora História de Indrani Mukerjea - Temporada 1   Como se Tornar um Conquistador Delicious in Dungeon - Novo episódio, Temporada 1 Os Três Males Ammonite Sem Vestígios Me Encontre Depois da Escola - Temporada 1 Supernatural Academy - Temporada 1 Simón Meu Nome é Loh Kihan Os Donos da Rua My Little Pony: Conta a Tua História - Temporada 2 On the Come Up   Dragon Quest: The Adventure of Dai - Temporada 1 Você não Está Sozinha Tótem A Fúria de Paris - Temporada 1 Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Secar a estratosfera pode reduzir as temperaturas no planeta Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

Crítica O Astronauta | Adam Sandler faz viagem chata pelos próprios sentimentos

canaltech Depois de protagonizar várias comédias pastelão, Adam Sandler tem diversificado sua carreira e investido nos dramas. Além do elogiado Joias Brutas (2019), ele estrelou o agradável Arremessando Alto (2022), um drama no qual dá vida a um instrutor de basquete falido que não mede esforços para transformar um jogador sem prestígio em uma verdadeira estrela do esporte. Agora, em 2024, ele encara o papel de Jakub em O Astronauta, filme adaptado do livro Spaceman of Bohemia e que chega à Netflix no dia 1º de março. 10 melhores filmes com Adam Sandler Os 5 piores filmes com Adam Sandler Mas o que deveria ser uma boa notícia logo se transforma em um verdadeiro balde de água fria assim que damos o play no longa. Monótono, triste e apático, ele não convence e tem um roteiro morno e sem carisma. Na trama, Jakub é um cosmonauta tcheco que está isolado em uma nave espacial há 189 dias. Sua missão é explorar uma poeira cósmica roxa que intriga os cientistas, só que, atormentado pela solidão, ele só consegue pensar nas coisas que deixou para trás.   É a partir dessa angústia que surge Hanus, uma aranha extraterrestre dublada por Paul Dano que tem mais olhos do que deveria e é muito mais estranha do qualquer aracnídeo do nosso planeta. Ela aparece como uma espécie de consciência extracorpórea do protagonista e tem a função de fazê-lo refletir sobre como o seu egocentrismo afetou a todos que estiveram à sua volta. Uma espécie de Grilo Falante um pouco mais grotesco. O problema é que toda essa viagem para o interior do personagem carece de mais elementos atrativos do que o filme entrega. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Veja bem, séries como Sessão de Terapia, do GNT, já provaram que mesmo com ritmo lento, obras que se debruçam sobre os incômodos do ser humano podem ser muito bem trabalhadas e conquistar o público. Porém, para que isso dê certo, é necessário criar empatia com o personagem para se envolver minimamente com a história. E é justamente aqui que o filme tropeça. Sem promover a conexão do espectador com o Jakub, o protagonista é só mais um chato refletindo sobre seus erros de ser humano medíocre. O Astronauta faz uma reflexão sobre os sentimentos humanos. (Divulgação/Netflix) Quem brilha mais em cena é Lenka (Carey Mulligan), a esposa grávida abandonada que, farta de se anular para apoiar o marido, decide dar um fim na relação. Mesmo aparecendo pouco e tendo quase nenhuma interação com Jakub, ela consegue intensificar a carga dramática e recuperar a atenção do espectador durante alguns momentos. Já os outros coadjuvantes não têm relevância suficiente nem para serem mencionados. Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções da internet diretamente no seu celular! O velho e o mar, o homem e a aranha Ainda falando em elenco, Sandler — que já se mostrou um ótimo ator de comédia, ainda que receba críticas mistas — não faz feio no drama, e já provou por A+B que consegue interpretar diferentes tipos de emoções em cena, mas dessa vez o roteiro não lhe ajudou e pôs tudo a perder. Com Paul Dano, a situação foi diferente, já que o texto até teve algumas piadas sarcásticas, mas seu tom de voz metódico e inalterável foi a coisa mais chata já vista. É claro que mesmo sendo uma aranha alienígena, Hanus poderia demonstrar mais emoções por meio da voz. A sensação que o filme traz é a mesma de ler O Velho e O Mar, livro de Ernest Hemingway, no qual um pescador passa dias ilhado conversando com um peixe. E embora ambas as histórias tenham potencial para serem incríveis e usarem a solidão de seus protagonistas para mergulhar no âmgo do indivíduo, o filme da Netflix trabalha mal essa questão a ponto de se tornar insuportável. A relação entre a aranha e o protagonista de O Astronauta é chata e cansativa. (Divulgação/Netflix) Outro ponto negativo é que os buracos da relação entre Jakub e Lenka não são preenchidos, e cabe ao público intuir desde quando o roamnce dos dois começou a ruim. O argumento desse dilema é até bom: ela é mais uma mulher que abre mão dos seus sonhos para o homem conseguir viver os deles. Dando indícios de que terá uma pegada feminista, a trama parece melhorar, mas logo volta a ficar morna novamente e sem levar a lugar algum. O final é seco, mas combina com o enredo. O capricho da Netflix nos efeitos especiais Como nem tudo é 100% bom ou 100% ruim, O Astronauta também acerta em alguns pontos, o principal deles são os efeitos especiais. Muito bem trabalhados, eles fazem o público esquecer que toda aquela história seria impossível de acontecer no espaço sideral. O que mais impressiona são os tons de roxo e rosa usados para fazer a poeira cósmica. Outro excelente momento é quando Jakub abraça Hanus. A construção do foguete espacial também joga a favor do filme. Ele é claustrofóbico o suficiente para fazer o público entender porque o astronauta se sente tão mal e sozinho naquele cubículo. Pintado com tons pastéis tristes e equipado com tecnologia antiga, o espaço remete a foguete europeu dos anos 1970. A ambientação de O Astronauta passa a claustrofobia necessária. (Divulgação/Netflix) Um Chernobyl das galáxias Infelizmente, mesmo com alguns acertos, O Astronauta do diretor Johan Renck (o mesmo da série Chernobyl) não consegue voar alto. O filme até tem a intenção de ser inovador e focar mais nas mazelas humanas do que na exploração espacial, mas é mal executado e sai de órbita rapidamente. Não vale o tempo gasto, mas se você quiser dar uma chance, já pode dar o play na Netflix. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Secar a estratosfera pode reduzir as temperaturas no planeta Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

Superman Legacy | Filme do DCU ganha primeira foto e novo título

canaltech O diretor James Gunn aproveitou o aniversário do Superman, comemorado tradicionalmente no dia 29 de fevereiro, para trazer novas atualizações sobre o vindouro Superman Legacy, novo filme do personagem com estreia marcada para 2025. E, ao invés de um simples parabéns, o cineasta comemorou a data coom primeira imagem, ainda que de relance, do uniforme e a atualização do título do filme. DCU | Confira todos os filmes e séries que marcam o recomeço do universo DC Superman: Legacy | DC revela quais HQs inspiraram o roteiro de James Gunn Gunn usou suas redes sociais para dar parabéns ao personagem e falar que, mesmo sem ter planejado, iniciou as filmagens do novo filme do Homem de Aço no mesmo dia em que ele faria aniversário. Aproveitando o embalo, postou a primeira imagem do escudo do novo uniforme, que será usado pelo ator David Corenswet (Pearl). Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por James Gunn (@jamesgunn) -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Não é exatamente a primeira imagem que os fãs esperavam e queriam ver, mas é o suficiente para dar algumas pistas do que vem por aí, a começar pelo próprio estilo do uniforme usado pelo Superman. Para quem esperava ver o Homem de Aço voltando a usar um traje de tecido, como nos clássicos da década de 1970, James Gunn já mostra que a ideia é manter esse tipo de fibra texturizada, mais ou menos como no uniforme usado por Henry Cavill. Interessante notar também que, logo no primeiro dia de filmagem, a produção está filmando em um lugar com neve. Considerando postagens recentes do diretor e co-CEO do DC Studios, veremos mesmo a Fortaleza da Solidão, o abrigo usado pelo herói no meio do Ártico. Outro elemento que pode ser apontado é a clara inspiração do novo símbolo do Superman ao universo criado por Alex Ross para a graphic novel Reino do Amanhã — o que pode ser outro grande sinal dos rumos que a história deve seguir. Nessa HQ, um Superman mais velho e sombrio retorna após anos sumido para colocar ordem em um mundo cheio de heróis e vilões de uma nova geração que surgem para se opor ao valores heróicos dos personagens clássicos. A grande diferença é que o símbolo de Reino do Amanhã é escuro, sem a parte amarela tão característica do personagem hoje em dia. Superman com uniforme bolado (Imagem: DC Comics) Vale lembrar que as séries da CW já utilizaram uma versão desse uniforme, usado por Brandon Routh, que já havia dado vida ao Homem de Aço no cinema Superman - O Retorno. Uma excelente versão do uniforme do Superman em uma série da CW (Imagem: Divulgação/CW) Novo título imponente Na mesma postagem, James Gunn revelou que durante todo o processo de pré-produção, havia pensado em apenas um nome para o filme: Superman Legacy. Porém, ao encerrar o roteiro que seria finalmente filmado, o diretor notou que o filme merecia outro título.  Por isso, a adaptação se chamará apenas Superman. Nada cheio de subtítulos, simples, direto e abraçando esse novo início do DCU. A única coisa que muitos fãs acharam triste é que The Batman, filme estrelado por Robert Pattinson (Tenet), não fará parte do mesmo universo, já que até seus títulos combinariam perfeitamente em sua simplicidade para apresentar os heróis. E que dessa vez, eles sejam amigos (Imagem: DC Comics) Agora que as filmagens começaram de verdade, não deve demorar muito para que James Gunn revele a primeira imagem completa de David Corenswet como o Homem de Aço — algo que, de certa forma, o elenco já começou a fazer. Em seu perfil no instagram, a atriz Rachel Brosnahan (Maravilhosa Sra. Maisel) comemorou o início das gravações com um vídeo ao lado de David Corenswet e Nicholas Hoult. O trio vive Lois Lane, Superman e Lex Luthor, respectivamente, e não aparecem caracterizados na publicação. Porém, já podemos ver Hoult careca, o que já dá o tom do que podemos esperar de seu vilão. @rachelbrosnahan A supervillain, a journalist and an alien walk into a bar… ? Superman 1978- Main Theme - Geek Music Superman tem previsão de estreia para o dia 10 de julho de 2025. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades MWC 2024 | Blackview mostra celular dobrável mais barato do mundo Veja Mais

Rockstar acaba com home-office para evitar vazamento de GTA 6

canaltech O desenvolvimento de GTA 6 está entrando em sua reta final e a prova disso é que a Rockstar pediu para que seus funcionários voltassem ao trabalho presencial para finalizar o aguardado game. Assim, embora o lançamento siga previsto para 2025, pode ser que a gente veja o aguardado game antes do esperado. GTA 6 | Tudo o que você precisa saber sobre o novo jogo da Rockstar GTA 6 | Qual é a história do novo jogo da série? A informação sobre a mudança na rotina da companhia foi feita em um comunicado interno enviado a seus colaboradores. No documento obtido pelo site Bloomberg, a chefe de publicação da Rockstar, Jenn Kolbe, explica que o retorno das equipes para dentro dos estúdios será feito por razões de “produtividade  e segurança”. E, sim, ela cita nominalmente o novo Grand Theft Auto como motivo disso tudo. Rockstar quer todo mundo dentro do escritório para impedir vazamentos (Imagem: Divulgação/Rockstar Games) “Fazer essas mudanças agora nos coloca na melhor posição para entregar o próximo Grand Theft Auto com o nível de qualidade e polimento que sabemos que ele exige, juntamente com um planejamento de publicação que corresponda à escala e à ambição do jogo”, aponta a executiva no comunicado feito aos desenvolvedores. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- E é fácil entender todo esse cuidado por parte da Rockstar. Além de ter um maior controle sobre a qualidade da entrega quando seus funcionários estão próximos, a produtora também quer evitar novos vazamentos relacionados ao jogo — por isso a ênfase em segurança dada por Kolbe em seu comunicado. Basta lembrar que todo o desenvolvimento de GTA 6 foi marcado por episódios assim. Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções da internet diretamente no seu celular! Em março de 2023, por exemplo, imagens e vídeos de cenas completas do game foram compartilhadas em fóruns meses antes de a empresa sequer confirmar que o game era real. Foi nessa ocasião que descobrimos sobre o retorno a Vice City e a estreia de uma protagonista feminina. Já em novembro, às vésperas do anúncio oficial, o trailer do jogo foi liberado antes também por causa de vazamentos. Nova rotina por causa de GTA 6 De acordo com o comunicado obtido pela Bloomberg, a Rockstar vai exigir uma rotina de cinco dias presenciais por parte de seus funcionários. Em outras palavras, as equipes vão ter de bater cartão de segunda a sexta-feira — um cenário que parece comum, mas que vinha se tornando a exceção à regra desde a pandemia de covid-19.   Desde meados de 2020, quando todo o mundo passou a trabalhar via home office por causa das medidas restritivas, as desenvolvedoras de games também partiram para o trabalho remoto, algo que passou a virar quase o novo normal no mercado — até porque as empresas não viram na queda de produtividade ao mesmo tempo que, em alguns casos, economizaram em frentes, como na manutenção do espaço físico. Porém, trabalhar do conforto de casa também passou a ser um problema para as equipes de segurança. Afinal, com informações sigilosas de projetos ainda não anunciados circulando por diferentes redes e fora do ambiente controlado de um estúdio, ficou ainda mais difícil conter vazamentos como os que vimos em 2023. Por isso mesmo a Rockstar está sendo tão veemente em querer retomar um modelo tradicional de trabalho nesta reta final de GTA 6. Embora ainda falte mais de um ano para o game chegar aos consoles, essa preocupação indica que a build existente neste momento já está bem avançada, o que poderia causar um estrago colossal caso caísse na internet. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades MWC 2024 | Blackview mostra celular dobrável mais barato do mundo Veja Mais

Dois machos de baleia-jubarte são flagrados fazendo sexo

canaltech A primeira foto que cientistas conseguiram tirar de um acasalamento entre baleias-jubarte (Megaptera novaeangliae) foi publicada na revista Marine Mammal Science na última terça-feira (27). Só tem um detalhe: os dois animais envolvidos são machos. O registro foi feito durante uma viagem recreativa a Maui, a segunda maior ilha do Havaí.  Baleias podem ser grandes aliadas contra as mudanças climáticas Ciência descobre como baleias cantam — e como as atrapalhamos nisso O próprio estudo reconhece que o comportamento sexual das baleias permanece um mistério, mesmo que o comportamento social da espécie tenha sido estudado há décadas. Os autores revelam que se trata do primeiro relato de penetração de uma baleia-jubarte e o primeiro relato de atividade sexual entre dois machos dessa espécie. As imagens das caudas de ambas as baleias foram enviadas para um banco de dados que permitiu identificá-las. Uma delas integra o banco de dados desde 1993, o que sugere que a idade não impede a atividade sexual da jubarte. Para fins de análise, as imagens dos órgãos genitais também foram adicionadas ao banco de dados. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Os pesquisadores analisaram as fotografias e perceberam que uma das baleias penetrava na abertura genital da outra, e ainda utilizava as nadadeiras para segurá-la. "Este comportamento de agarrar parece ser um componente importante da cópula ou tentativa de cópula das baleias jubarte", observam os autores.  A análise também permitiu ver que uma das baleias tinha uma lesão na mandíbula, mas os pesquisadores não sabem dizer a causa.  "Sabe-se que traumatismos contundentes causados ??por colisões com grandes embarcações causam fraturas ósseas em grandes baleias. Infelizmente, essas lesões nem sempre são imediatamente letais, e o animal pode sofrer durante semanas ou meses antes de sucumbir aos ferimentos. A condição corporal e a carga parasitária da baleia sugeriram que ela estava com a saúde debilitada, provavelmente estava em declínio há algum tempo", consta no estudo. Baleias macho acasalam em novo registro (Imagem: Stack et al, 2024/Marine Mammal Science) O time observa que algumas explicações possíveis para este comportamento são que uma dessas baleias estava erroneamente tentando acasalar com a outra, ou fez isso em uma expressão de domínio sobre um competidor fraco e ferido. Onde vivem as baleias-jubarte De acordo com a International Whaling Commission (IWC), as baleias-jubarte podem ser encontradas em todos os oceanos, e viajam grandes distâncias todos os anos para realizar uma das migrações mais longas: para se ter uma noção, algumas populações nadam 8 mil quilômetros. Durante os meses mais quentes, passam a maior parte do tempo alimentando-se e acumulando reservas de gordura para resistir ao inverno. Costumam comer pequenos crustáceos (principalmente krill) e pequenos peixes, e usam várias técnicas para encurralar e desorientar as presas, e isso pode incluir o uso de bolhas, sons, o fundo do mar e até mesmo suas nadadeiras. Já a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) revela que as baleias-jubarte atingem a maturidade sexual entre as idades de 4 e 10 anos. As fêmeas produzem um único filhote a cada 2 a 3 anos, em média. Comportamento homossexual nos animais O estudo aponta que "em muitas espécies, as funções do comportamento sexual vão além da reprodução. O comportamento heterossexual ocorre frequentemente em contextos não reprodutivos e é comum no reino animal", e "as interações sexuais entre indivíduos do mesmo sexo foram documentadas para uma ampla gama de espécies" que vão além das baleias-jubarte registradas pelos pesquisadores. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador WhatsApp verde? Atualização muda cor do app no iPhone A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades Veja Mais

IA simula como seria interagir com civilizações alienígenas

canaltech Já se perguntou que tipos de resposta receberíamos após contato com diferentes civilizações extraterrestres? Para descobrir, uma equipe liderada por Mingyu Jin, da Universidade Northwestern, trabalhou com um modelo de linguagem complexo, que simulou conversas com civilizações pacifistas e militares.  Vida extraterrestre: conheça iniciativas que buscam sinais de vida fora da Terra Por que ainda não achamos alienígenas? Buraco negro pode ser resposta Eles trabalharam com o CosmoAgent, um novo framework de inteligência artificial, para simular as interações com base no Large Language Models (ou LMM, na sigla em inglês). Trata-se de um tipo de modelo de inteligência artificial que entende e cria textos.  O sistema permite modelagens de civilizações de diferentes tipos, que poderiam escolher características preferidas entre se esconder, lutar ou colaborar. Com esta dinâmica os autores tiveram desfechos variados, que incluíram desde a formação de alianças até rivalidades e reações a eventos imprevistos.  -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Eles notaram que, ao usar matrizes de transição para analisar as mudanças das civilizações ao longo do tempo, era preciso considerar também a diversidade e condições para a vida. Assim, o progresso natural dos seres vivos simulados iria proporcionar o desenvolvimento de conceitos éticos, morais, crenças e ciências.  Simulação das interações com civilizações alienígenas (Imagem: Reprodução/Mingyu Jin et al) Segundo os autores, o uso dos LLM com diferentes estruturas éticas, bem como as simulações das interações entre entidades com moralidades diversas introduz novas estratégias de resolução de conflitos. “Essas estratégias são fundamentais para evitar conflitos interestelares e ampliam nossa compreensão das relações intercivilizacionais” acrescentaram. Entretanto, a equipe destaca também as limitações do estudo. Eles observam que o uso da matemática e de algoritmos para gerar respostas e resultados pode não compreender todo o espectro de civilizações extraterrestres, já que não é possível transformar respostas emocionais em algoritmos.  Além disso, como não há evidências da existência de tais civilizações, os princípios relacionados a elas são especulativos. A equipe espera que estudos futuros abordem estas questões e desenvolvam modelos ainda melhores das interações entre civilizações.   O artigo que descreve os resultados foi publicado no repositório arXiv, sem revisão de pares. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador WhatsApp verde? Atualização muda cor do app no iPhone A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades Veja Mais

Como formatar um notebook Dell com Windows | Guia Prático

canaltech Além do utilitário oficial da Microsoft, existe outro caminho para formatar um notebook da Dell com Windows. O procedimento é realizado por um programa da fabricante que cria um pendrive pronto para reinstalar o sistema operacional de maneira automatizada. Como fazer uma instalação limpa do Windows 11 Como criar um pendrive bootável do Windows | 11 e 10 Como formatar um notebook Dell Existem dois caminhos para formatar computadores da Dell. A primeira alternativa é instalar o Windows 11 ou o Windows 10 com uma imagem “crua” do sistema, sem as modificações, apps e drivers da fabricante. Outra opção é usar o Dell OS Recovery Tool, usado para reaplicar o sistema operacional que veio com o computador de fábrica. Por exemplo, se você está com o Linux instalado e o notebook foi comprado com Windows 11, a ferramenta vai configurar o software da Microsoft de maneira automatizada. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- O OS Recovery Tool, no entanto, funciona apenas com computadores e notebooks da Dell. Criar a mídia de recuperação O OS Recovery Tool, que cria o pendrive bootável para reinstalar o sistema, está disponível para ser usado em computadores com Windows. Para isso, você precisa da etiqueta do serviço que está localizada em uma etiqueta na parte de baixo do notebook ou na torre do desktop. Veja como montar uma mídia de recuperação com o OS Recovery Tool da Dell: Baixe o OS Recovery Tool (dell.com) e abra o arquivo; Clique em “Install” e aguarde a instalação finalizar; Conecte um pendrive de 16 GB ou mais; Abra o OS Recovery Tool no computador; Aceite os termos de privacidade; Insira a etiqueta de serviço; Clique em “Avançar”; Selecione o pendrive e clique em “Fazer download”; Aguarde a mídia de recuperação ser criada. Como criar um pendrive bootável no Dell OS Recovery Tool (Imagem: Captura de tela/Bruno De Blasi/Canaltech) Formatar o notebook Ao concluir o procedimento, você precisa desligar o computador e reservar algumas horas para formatar o Windows. Além disso, a plataforma exige uma conexão com internet de alta velocidade para baixar uma nova imagem do sistema operacional e fazer a instalação. Veja como formatar um notebook Dell: Desligue o computador completamente; Ligue-o e pressione F12 repetidamente; Escolha o pendrive no menu lateral; Aguarde o modo de recuperação iniciar; Conecte-se a uma rede Wi-Fi; Aperte o botão “Iniciar redefinição”; Clique em “Avançar”; Escolha se deseja transferir seus dados ou não; Marque que está ciente de que toda as informações serão apagadas; Clique em “Avançar”; Aguarde a instalação ser concluída. Como formatar notebook da Dell (Imagem: Captura de tela/Bruno De Blasi/Canaltech) Durante o processo, o computador será reiniciado algumas vezes até abrir a tela de configuração de primeiro uso do Windows. Nesta etapa, você só precisa inserir seus dados e personalizar o sistema conforme o seu gosto. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Veja Mais

As 10 séries mais vistas da semana (03/03/2024)

canaltech A última semana de fevereiro (e a primeira de março) chegou trazendo boas surpresas para o público! A Netflix trouxe o tão aguardado live-action de Avatar: O Último Mestre do Ar e não demorou muito para a produção ficar entre as mais assistidas do streaming. Com apenas oito episódios, ela adapta um dos desenhos animados mais famosos dos anos 2000 e ganha o público tanto na nostalgia quanto na curiosidade de entender como ficou essa adaptação. 7 séries imperdíveis para ver na Netflix em março de 2024 As 15 séries mais esperadas de 2024 E essa curiosidade foi tamanha que o próprio desenho animado voltou a entrar na lista dos mais vistos, conseguindo o décimo lugar no nosso ranking. Ao que tudo indica, a história do menino que consegue controlar os quatro elementos ainda tem espaço no coração da audiência, assim como a trama de Yellowstone e True Detective, que não saem da lista das mais vistas. Quem também chegou fazendo sucesso é Constelação, nova série de suspense psicológico da Apple TV+ que mostra uma astronauta enfrentando problemas logo depois de voltar para casa. Lançada no dia 21 de fevereiro, a obra conseguiu se firmar entre as mais assistidas, provando que apesar do streaming da Apple não investir muito em divulgação, grande parte do seu catálogo agrada os assinantes. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Confira abaixo esses e todos os outros títulos, e lembre-se que a lista é feita com base nas buscas dos usuários do Justwatch, refletindo assim quais séries estão em alta no Brasil. Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções da internet diretamente no seu celular! 10. Avatar: O Último Mestre do Ar   Exibido originalmente nos Estados Unidos durante os anos de 2005 e 2008, Avatar também chegou fazendo muito sucesso com o público infantil do Brasil. Com aproximadamente 20 episódios de 20 minutos cada, a primeira temporada apresenta os protagonistas e conta a história de Aang, um menino considerado um Avatar, ou seja aquele que consegue controlar todos os quatro elementos em um mundo em que os povos de determinados países controlam apenas um. Com esses poderes, ele tenta trazer a paz para todas as nações ao mesmo tempo em que se esconde dos integrantes da Nação do Fogo, aquela que quer destruir as demais e controlar o mundo. Cheia de reviravoltas interessantes, a obra é um prato cheio para quem gosta de ação e aventuras, e quem quiser assisti-lo, o encontra na Netflix, Paramount+, Globoplay e Pluto TV. Ah, para não confundir: vale lembrar que o desenho não tem relação nenhuma com aquele filme homônimo das criaturas azuis, dirigido por James Cameron.  9. Mestres do Ar   E, por falar em Mestres do Ar, outra série que tem (quase) o mesmo nome e está fazendo sucesso com o público é a produção da Apple TV+. Lançada no final de janeiro, ela conta a história dos aviadores que fizeram parte do 100º Grupo de Bombardeiros das Forças Aéreas do Exército dos Estados Unidos e comandaram os ataques sobre a Alemanha nazista. Produzida por Steven Spielberg, Tom Hanks e Gary Goetzman, e estrelada por Austin Butler (Elvis), a obra é recheada de cenas de ação, mas também não esquece do drama na hora de mostrar como esses soldados conseguiram construir uma relação de irmandade, companheirismo e amizade para enfrentar os períodos mais críticos da guerra. Vale lembrar que a obra é baseada no livro homônimo de Donald L. Miller e é considerada "irmã" das também séries de guerra, Band of Brothers e The Pacific. 8. Bom Dia, Verônica   Misturando suspense, ação e uma trama recheada de crimes absurdos, Bom Dia, Verônica se tornou um fenômeno brasileiro da Netflix, com sua última temporada chegando ao streaming no dia 14 de fevereiro, trazendo um misto de alegria e tristeza para os fãs, que tiveram que se despedir da personagem. Com apenas três episódios, a obra encerrou a história iniciada em 2020 e mostrou a escrivã da polícia civil Verônica Torres (Tainá Muller) conseguindo acabar com a gangue de tráfico infantil encabeçada por Jerônimo (Rodrigo Santoro). Além dos dois protagonistas, a última parte trouxe ainda Maitê Proença, Reynaldo Gianecchini e Klara Castanho. Todas as temporadas já estão disponíveis na Netflix. 7. Yellowstone   Já está difícil lembrar há quantas semanas seguidas Yellowstone continua na lista das séries mais vistas nos streamings brasileiros. Apesar de ser uma produção original do Paramount, suas primeiras três temporadas foram disponibilizadas na Netflix, o que fez com que ela se tornasse ainda mais popular. Para quem ainda não sabe do que se trata, aí vai um resumo: na trama, os Dutton são uma família rica, donos do rancho Yellowstone, o maior de Montana. Eles lutam para manter a soberania sobre as terras enquanto enfrentam seus inimigos; de um lado, a reserva indígena Broken Rock e o Parque Nacional, e de outro as construtoras locais. Cheia de conflitos no melhor estilo velho oeste, a série é a pedida perfeita para quem gosta desse tipo de gênero. Vale lembrar que quem quiser acompanhar a história completa, precisa assinar o Paramount+, e que a segunda parte da quinta temporada estreia ainda esse ano, em novembro. Você vai dar o play? 6. Sr & Sra. Smith   Mantendo-se na mesma posição da semana passada, o remake de Sr. & Sra. Smith do Prime Video tem dado o que falar. Nas redes sociais, é comum ver pessoas comentando que a série é leve e engraçada, enquanto outros torcem o nariz e dizem que preferem ficar com a versão do filme original. Seja como for, fato é que a obra continua sendo uma das mais vistas, o que é ótimo para o streaming. Na trama, Jane (Maya Erskine) e John (Donald Glover) são dois trambiqueiros que desejam enriquecer e, para isso, acabam virando espiões em uma agência de investigação. Acontece que, para encobrir suas verdadeiras identidades, eles precisam se casar de verdade. E é claro que essa proximidade faz com que eles acabem engatando um romance cheio de altos e baixos. Todo esse enredo faz a série ser mais focada no drama e nos diálogos, deixando as cenas de tiro um pouco de lado. Quer dar uma chance? Então, basta dar o play no streaming da Amazon. 5. Halo   Lançada em 2022, Halo é uma série baseada na famosa franquia de jogos eletrônicos do Xbox e mostra os seres humanos, em um futuro distópico, lutando contra os Covenant, uma raça de alienígenas que quer destruí-los. Apesar da trama da série ter sido muito modificada se comparada ao enredo do jogo — a começar pelo herói Master Chief tirando o capacete e revelando seu rosto, algo inconcebível nos jogos —, os elementos de ação e suspense ainda estão lá. Por isso mesmo, ela continua fazendo sucesso com a audiência. A segunda temporada estreou no dia 8 de fevereiro, e desde então cravou seu lugar no ranking das mais vistas, sendo que a cada dia ganha mais destaque. Quem quiser vê-la, a encontrar no Paramount+. 4. Ninja Kamui   Quem gosta de anime vai ficar empolgado ao descobrir que Ninja Kamui continua firme na lista dos programas de TV mais assistidos. Produção original do Adult Swim (bloco de programação do Cartoon Network), a série de ficção acompanha a vida de Joe Higan, um ex-ninja que abandona o seu passado e consegue se esconder do seu antigo clã. Na nova vida, ele tenta se reerguer e viver em uma zona rural pacata, mas após ver seu filho e sua esposa sendo mortos, não lhe resta outra opção a não ser reassumir sua antiga personalidade e ir atrás de vingança. Cheio de bons momentos de ação, o anime é uma grande aposta da Warner Bros que já até anunciou uma adaptação do enredo para os games.  Uma curiosidade interessante da trama é que, embora a máscara "oni" que o personagem principal use tenha sido considerada maligna há ans atrás, ela foi ressignificada e apareceu no folclores japonês como amuleto para afastar maus espíritos. Quer assistir à série? Então, você já pode dar o play no Paramount+. 3. Constelação   Assumindo o terceiro lugar no pódio, está mais uma produção da Apple TV+. Dessa vez, trata-se de Constelação, uma série de drama e suspense que mostra a astronauta Jo (Noomi Rapace) voltando para a Terra depois que um acidente acontece na sua estação espacial. Meio perdida e confusa, ela tenta retomar a sua rotina, mas rapidamente percebe que algumas coisas estão diferentes do que eram antes. O que mudou? Em quem ela pode confiar? Essas e outras perguntas atropelam sua mente, e ela passa a duvidar da sua própria sanidade mental. Desesperada, Jo tenta, então, expor a verdade oculta sobre as viagens espaciais e recuperar de uma vez por toda a sua vida perdida. Com episódios semanais sendo lançados todas às quartas-feiras até o dia 27 de março, a série da Apple ainda deve aparecer por aqui nas próximas semanas. Por isso, se você quiser dar uma chance a ela, o melhor momento é agora! 2. True Detective: Terra Noturna   Mesmo depois de 10 anos do seu lançamento, True Detective continua cativando o público. A quarta e mais recente temporada era uma das mais aguardadas de 2024 e, por isso mesmo, não sai da nossa lista de séries mais vistas.Até porque conseguiu tirar o gosto amargo que os últimos anos da produção deixaram e deu novo fôlego à série, garantindo novas temporadas. Na trama, duas detetives se unem para investigar o desaparecimento de oito homens que trabalhavam em uma estação de pesquisa. E além de enfrentarem o inverno rigoroso do Alasca, elas ainda têm que superar um antigo atrito para continuar seguindo no caso. Claro que isso não é tarefa fácil, e mesmo em meio a baixas temperaturas o clima pode esquentar. Sombria e misteriosa, a produção traz a veterana Jodie Foster (O Silêncio dos Inocentes) e a estreante Kali Reis nos papéis principais, e Issa López (600 Millas) como diretora. O último episódio de True Detective: Terra Noturna foi ao ar no dia 18 de fevereiro e por isso mesmo ela ainda deve aparecer na nossa lista mais vezes. Lembrando que quem quiser assisti-la a encontra na HBO Max. 1. Avatar: O Último Mestre do Ar   Começamos esta lista falando de Avatar: O Último Mestre do Ar e vamos encerrar com ele, só que dessa vez falando do live action. Disponível na Netflix, ela alcançou o top 10 entre os mais assistidos logo na primeira semana de estreia, provando que a trama continua atual. Mas é claro que para fazer toda a série caber em apenas oito episódios, alguns detalhes foram deixados para trás, enquanto outros foram modificados. Um exemplo disso, foi que a Netflix reuniu eventos de diferentes capítulos em uma única trama; aquela em que os protagonistas chegam a Omashu. Mudanças como essa, visam tornar a adaptação financeiramente viável sem prejudicar o enredo. Elas são comuns em muitas adaptações, especialmente as literárias, quando o livro vira filme. Felizmente parece que está dando certo com Avatar, já que a obra cravou 76% de aprovação do público comum no Rotten Tomatoes e 60% dos especialistas. Lembrando que todos os episódios estão disponíveis no streaming do Tudum. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Dengue | Repelente pode faltar no Brasil pela alta procura Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 5 grandes filmes para assistir na Netflix em janeiro de 2024 Veja Mais

Review AGON GM310 | Mouse gamer simples, competente e barato

canaltech O Agon GM310 é um mouse gamer da linha AOC Gaming de perfil simples, boa sensibilidade e peso ajustável. Uma das estratégias da AOC com a linha Agon é oferecer produtos gamer de entrada, com bons recursos, mas ainda bem baratos. Review AGON GM510 | Mouse gamer ultraleve de 58g barato Review AGON AGK600 | Teclado mecânico 60% com switches CherryMX Pude testar Agon GM310 por algumas semanas e a experiência geral foi bastante satisfatória. Apesar de ser um modelo bem barato, o GM310 atende a praticamente todos os requisitos de um produto gamer, com boa construção, botões programáveis via software proprietário e outros detalhes que explico melhor na análise completa. ???? Compre mouse AOC Gaming GM310 na Kabum! Prós Ergonômico Light FX Sync Entre Dispositivos AOC Gaming Lastro para ajuste de peso Preço sugerido pela AOC Contras Módulos do lastro podem dar trabalho para remover Botões de ajuste de DPI muito sensíveis Preço em revendedores flutua muito Design O AOC GM310 tem design totalmente preto fosco, com o logo da AOC translúcido e iluminado no apoio principal para a mão e tiras RGB seguindo o contorno das laterais. Todos os detalhes iluminados utilizam o mesmo padrão de sincronização, não sendo possível iluminar o logo com um padrão e as tiras com outro. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Dimensões e Peso Os quesitos de dimensões e peso são os primeiros pontos positivos do GM310, com corpo de apenas 6,5 cm x 12,7 cm e aproximadamente 4 cm de altura. Isso faz com que ele seja confortável tanto em mãos pequenas, como é o meu caso, quanto para jogadores com mãos um pouco maiores. AOC Gaming GM 310 traz design simples, mas com iluminação RGB que dá um efeito de acabamento premium para um produto de entrada. (Imagem: Ivo Meneghel Junior / Canaltech)O corpo um pouco menor que outros mouses mais robustos também favorece os diferentes tipos de pegada, tanto garra, pontas dos dedos ou palma, dando boa sustentação nos três casos. O peso padrão do GM310 é de 89g, ficando apenas um pouco mais pesado que mouses ultraleves. No entanto, é possível acoplar um lastro com quatro “pesinhos” independentes de aproximadamente 10g cada, permitindo ajustar seu peso para até 134g, oferecendo mais precisão e estabilidade sem precisar mudar as configurações de DPI. Lastro com quatro pesos independentes permite ajustar o peso do GM 310, variando de 89g a 134g.  (Imagem: Ivo Meneghel Junior / Canaltech)Iluminação RGB Personalizável A iluminação RGB do GM310 é de boa qualidade e confere um bom detalhe de acabamento ao mouse. O modelo permite até 4 tipos de efeitos personalizáveis (estático, respiração, piscante e onda) com a possibilidade sincronização com outros dispositivos AOC Gaming via software proprietário G-Menu. Iluminação RGB do AOC Gaming GM 310 traz quatro modos, e pode ser sincronizada com outros dispositivos da linha AOC Gaming. (Imagem: Daniel Trefilio / Canaltech) "“A maioria dos mouses de entrada atuais economizam em praticamente todos os sentidos, com pouquíssimos recursos de personalização. Encontrar um ajuste de peso com lastro físico em um mouse de menos de R$ 100 é uma das melhores surpresas do GM310”" — Daniel Trefilio AOC Gaming GM310: Ficha técnica Conexão: Cabo trançado USB-A Dimensões: 127 mm x 65 mm x 41 mm Peso: 89 g a 134 g (ajustável) Botões: 7 Sensor: Pixart 3327 DPI Máximo: 12.400 Switches: – Huano Polling Rate: 1000 Hz "“RGB pode não dar FPS, mas dá estilo aos setups. Ter a possibilidade de sincronizar em um único hub a iluminação de mouse, teclado, monitor e headset é bastante surpreendente para um produto com preço de entrada, contando muitos pontos na hora de montar o combo de periféricos”" — Daniel Trefilio Construção A construção do AOC Gameing GM310 é em plástico duro e aparentemente bem resistente. Não tive acidentes com o mouse, mas a impressão que fica é que ele aguenta uma pancada eventual se o seu gato estiver cansado de te ver trabalhando. Mesmo a tampa magnética removível para o ajuste de peso é muito bem presa, com ímãs relativamente fortes, exigindo até um pouco de força — e jeito — para removê-la. O cabo trançado também é de boa qualidade e relativamente maleável, sendo fácil de manusear para organizar na bancada. Mesmo apenas com sistema magnético de fixação, a tampa para acrescentar pesos adicionais é muito bem presa, e exige certa força para ser removida. (Imagem: Ivo Meneghel Junior / Canaltech)Sensor óptico Pixart 3327 O sensor Pixart 3327 do AGON GM310 é bastante competente, conseguindo registrar os movimentos mesmo em mesas com tampo de vidro, onde geralmente os mouses mais baratos costumam pecar. Naturalmente a experiência é superior em um mousepad, mas o conjunto desse modelo se sai bem em situações improvisadas, cenário relativamente comum entre muitos gamers. Recursos A sensibilidade máxima de 12.400 DPI é mais que suficiente para a maioria dos usuários, raramente sendo necessário, sequer, passar de 6.000. Trabalhando com três monitores Full HD — um deles Ultra Wide —, alternei principalmente entre as configurações de 3.200 (padrão) e 4.800 (personalizada), dependendo da tarefa. Já para jogar, experimentei rodar Destiny 2 em uma TV 4K e fui obrigado a criar uma outra configuração de 8.000 DPI, pois a de 12.400 era sensível demais, e a de 6.400 não era sensível o suficiente. Ainda assim, o processo de personalizar a sensibilidade é bastante simples e é possível armazenar um perfil com 6 configurações distintas na memória interna do GM310. Sensor óptico de 12.400 de DPI permite criar configurações para jogar em TVs 4K. (Imagem: Daniel Trefilio / Canaltech)Botões O AOC Gaming GM310 tem corpo simétrico, sendo possível configurar seus botões principais para uso ambidestro. No entanto, apenas o modo destro conta com botões laterais, geralmente utilizados para navegação ou alguns comandos mais simples em jogos. Ao todo, o mouse traz 7 botões programáveis com switches Huano, sendo os dois principais, o botão da roda de rolagem, dois logo abaixo do botão central, pré-configurados para alternar as configurações de DPI, além dos dois botões laterais mencionados anteriormente. Design uniforme e botões programáveis permitem utilizar o GM 310 como mouse ambidestro, mas botões de navegação estão presentes apenas no lado esquerdo do mouse. (Imagem: Ivo Meneghel Junior / Canaltech)Software proprietário G-Menu Todas as configurações avançadas, de iluminação e demais personalizações do GM310 são controladas por meio do software G-Menu, da AOC. O programa funciona como um hub proprietário para integrar todos os periféricos da marca, oferecendo inclusive uma ferramenta relativamente avançada de macro. Além de redefinir as funções básicas de cada botão, é possível gravar combinações ou sequências de teclas para criar atalhos personalizados. Com isso, pude criar comandos específicos de gerenciamento, como WINDOWS+G para abrir a interface da Xbox Game Bar, por exemplo, ou ALT+Z para visualizar as ferramentas do GeForce Experience. Sistema de programação de macro regista sequências de mais de 60 teclas e intervalos entre cada clique. (Imagem: Daniel Trefilio / Canaltech)A funcionalidade permite definir se as sequências de teclas serão executadas com intervalos específicos, seguindo o tempo real da “gravação” dos comandos, ou até sem intervalos. Apesar de ser subutilizada no GM310, os perfis de macros podem ser utilizados em outros dispositivos AOC Gaming, não sendo necessário reprogramar um comando ao trocar de periférico. ""Pouquíssimas linhas de acessórios gamer baratos trazem softwares realmente eficientes, muito menos com função de hub de integração. Abrir o G-Menu da AOC e ver uma aba para cada categoria de produto quase dá vontade de montar um kit completo para não precisar ter um programa para cada periférico"" — Daniel Trefilio A caixa do AOC GM310 inclui Mouse Gamer AOC GM310 Guia Rápido Cartão de Garantia Lastro com 4 pesos independentes Usabilidade O GM310 é um mouse relativamente simples, mas ainda dentro da categoria gamer, e tanto trabalhar quanto jogar com ele foi bastante satisfatório. O corpo do mouse sem muitos ângulos e com uma leve curvatura para acomodar do polegar permitiu encarar longas sessões em jogos de tiro e estratégia sem a sensação de tensão, principalmente no indicador e dedo médio, mais usados. A única característica que eu realmente sinto falta nos mouses de entrada, mas isso é um problema geral do segmento e não específico do GM310, é a ausência de um mecanismo de rolagem infinita para a roda de rolagem. Até é possível configurar a sensibilidade de quanto a página será rolada com cada ativação da roda central, mas é fácil se perder em documentos muito longos dependendo da configuração. Projeto ergonômico do GM310 é ideal para longas sessões sem causar desconforto por posições estranhas dos dedos, comuns em modelos mais baratos e muito angulados. (Imagem: Ivo Meneghel Junior / Canaltech)Concorrentes diretos Os modelos concorrentes mais próximos da experiência do GM310 são o Cobra Chroma RGB, da Redragon; e o Logitech G403 Hero, custando respectivamente na faixa de R$ 150 e R$ 300. Apesar do design similar e mesmo perfil de botões, o GM310 se destaca principalmente pelo preço sugerido de R$ 89,00 no site da fabricante. ???? Compre o Redragon Cobra Chroma RGB na Kabum! Em ambos os casos, a principal diferença entre os três mouses está no sensor óptico, com o Cobra trazendo um de 10.000 DPI e o G403 Hero com um de 25.000 DPI. Apesar de o sensor do modelo da Logitech explicar o preço de R$ 300, o investimento não se justifica para o segmento de entrada. ???? Compre o Logitech G403 HERO na Kabum! O problema na comparação com o mouse da Redragon é que, atualmente, o GM310 é vendido por muitas revendedoras por quase o dobro do preço listado pela AOC. Nesse cenário, é preciso ponderar se é realmente necessário os 2 mil DPIs extras por R$ 20 a mais, configurando um empate técnico. +12 $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n3 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n4 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n5 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n6 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n7 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n8 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n9 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n10 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n11 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n12 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n13 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n14 \/ 14\n\n\n\nAOC Gaming GM 310 (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_a803e0')); }); O AOC GM310 vale a pena? De maneira geral, os mouses gamer mais baratos são quase sempre de algum perfil de white label com projetos bem chamativos e pouco funcionais, mas o modelo da linha AOC Gaming quebra esse paradigma de maneira extremamente competente. Ao que parece, toda a linha de periféricos da AOC Gaming está focada em entregar equilíbrio entre a quantidade de recursos e o preço, e o GM310 é mais um exemplo disso. Mesmo listado por R$ 170, bem acima do valor na fabricante, ele ainda entrega os mesmos recursos ou até mais recursos que outros mouses dessa faixa de preço. ???? Compre o AOC Gaming GM310 na Kabum! Sendo assim, AOC GM310 é uma boa opção de mouse de entrada, mas o ideal é ficar atento a promoções para tentar encontrá-lo pelos R$ 89 sugeridos pela AOC. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Dengue | Repelente pode faltar no Brasil pela alta procura As 10 séries mais vistas da semana (03/03/2024) Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 5 grandes filmes para assistir na Netflix em janeiro de 2024 Veja Mais

Como sair de um grupo no Instagram | Guia Prático

canaltech Se você não quer mais participar das conversas de uma comunidade na rede social de fotos da Meta, é possível sair de um grupo no Instagram com facilidade. Isso pode ser feito com alguns toques na tela do celular ou cliques no computador e para livrar você dos papos e atualizações mais recentes. Como recuperar a conta do Instagram | Guia Prático Como recuperar mensagens apagadas do Instagram | 5 dicas Vale lembrar que se você receber mensagens indesejadas ou grosseiras, é possível denunciar uma conta no Instagram. Não importa se elas vieram por um grupo, canal ou de forma pessoal para o seu perfil. Como sair de grupo no Instagram pelo celular Assim que você sair do grupo, só será possível retornar se outro membro te adicionar. Há poucas etapas no processo, então siga estas instruções: -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Abra o Instagram; oque no botão de mensagem no canto superior direito; Escolha o grupo e o abra; Toque no nome do grupo na aba superior; Selecione o botão de “Sair”; Confirme sua saída na tela seguinte. São poucos passos para você sair de um grupo no Instagram (Imagem: Captura de tela/Ricardo Syozi/Canaltech) O procedimento é o mesmo para sair de um canal no Instagram pelo telefone. É importante destacar que assim que uma pessoa deixa o bate-papo, todos os membros do grupo poderão ver a sua ausência. Como sair de um grupo no Instagram pelo PC Há diferenças no processo entre um celular e o PC, sendo assim, confira o passo a passo para não fazer mais parte de um bate-papo do Instagram pelo computador: Acesse o Instagram; Clique em “Mensagens” na aba lateral; Selecione o grupo do qual deseja sair; Aperte o botão “Informações da conversa” no canto superior direito; Clique em “Sair da conversa” e confirme. É possível sair de um grupo no Instagram pelo PC a qualquer momento (Imagem: Captura de tela/Ricardo Syozi/Canaltech) Sua saída se dará instantaneamente assim que realizar a confirmação. Mais uma vez, você terá que pedir para outra pessoa te adicionar ao bate-papo caso queira retornar à discussão. Sou admin do grupo, posso sair? Se você é o administrador do grupo e quiser sair, será necessário atribuir a função para outro membro. Caso não faça isso, o próprio Instagram escolherá alguém para o cargo, que poderá ou não aceitar. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Os 45 filmes mais esperados de 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Veja Mais

Como colocar música na foto | Guia Prático

canaltech É possível colocar música na sua foto e transformá-la em um vídeo incrível para compartilhar em mensageiros e redes sociais, como WhatsApp e Instagram. Para isso, é necessário baixar ou acessar aplicativos de edição básica. Como colocar música na bio do perfil do Instagram 7 IAs para criar música que você pode testar sozinho Essas ferramentas permitem, por exemplo, escolher entre milhares de modelos, imagens e faixas de áudio para gerar montagens de fotos de música com o seu estilo. Se preferir, também é possível fazer upload dos seus próprios áudios para mesclá-los com imagens. Como inserir música em uma foto no celular Confira a seguir como colocar música na sua foto usando aplicativos gratuitos disponíveis para Android e iOS. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- No Instagram Embora não seja um aplicativo de edição, o Instagram é uma ótima pedida para inserir música em uma foto e conta com dois modos de publicação para fazê-lo: feed e Stories. Além disso, a rede social tem a vantagem de já ser um local de compartilhamento de conteúdo caso a intenção seja publicar uma foto com música por lá — o que dispensaria edição em outro app. Via feed Aprenda a adicionar música em uma foto usando o recurso de publicação do Instagram no seu celular: Na tela inicial, toque no botão de “+" e selecione “Publicação"; Escolha a foto desejada e toque em “Avançar"; Edite a imagem como preferir e selecione "Avançar" de novo; Toque no ícone de música, no canto superior direito da tela; Selecione ou pesquise por uma música; Selecione qual trecho ficará destacado no post e estabeleça seu tempo de reprodução; Toque em “Concluir” e “Compartilhar" para publicar a foto com música. No Instagram, você pode deixar sua imagem “musical” usando a ferramenta de publicação no feed do Instagram (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Vale destacar que o Instagram não permite fazer download de conteúdo postado no feed, mas você pode conferir um tutorial do Canaltech ensinando a realizar essa ação usando soluções de terceiros. Via stories Inserir música em uma foto nos stories do Instagram é uma das formas mais simples de executar a tarefa, uma vez que dispensa qualquer conhecimento avançado de edição. Basta fazer o seguinte: Na tela de postar stories, selecione sua foto e toque no ícone de sticker, no menu superior; Selecione a figurinha “Música” e pesquise pela canção de sua preferência; Escolha a música e depois qual trecho ficará em destaque no story; Toque em  “Concluir”, no canto superior direito da tela; Toque em “Enviar para” para compartilhar o story com música. Os Stories do Instagram permitem colocar música na foto (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Além de compartilhar o conteúdo com os seus amigos, você pode salvar o story do Instagram com música se quiser usá-lo em outros aplicativos ou somente guardar de backup mesmo. No CapCut O CapCut é um dos aplicativos gratuitos mais famosos quando o assunto é inserir música em foto. Isso se deve a menus bem localizados e ferramentas intuitivas para realizar edição variadas. Além disso, o CapCut conta com um acervo de músicas bem eclético, o que pode facilitar no momento de escolher a canção da sua imagem. Veja como usar o app: Baixe o CapCut (Android | iOS); Toque em “Novo projeto”; Insira a foto no seu projeto; Acesse “Áudio” na barra abaixo da linha do tempo e entre em “Sons”; Selecione uma música e toque no botão “+” para adicioná-a; Toque o arquivo na linha do tempo para aplicar ajustes; Finalize a edição do seu projeto. O CapCut é uma ótima pedida para inserir música na foto (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Se preferir, ainda é possível usar uma opção para salvar e compartilhar o material diretamente no TikTok, onde você pode continuar personalizando o seu conteúdo. Como inserir música em uma foto no PC Quem deseja usar um computador para colocar música na foto pode acessar o Canva, que conta com um site dedicado para esse fim. No entanto, é necessário que você tenha o arquivo da música armazenado na memória, pois a ferramenta de edição online não oferece canções próprias. Dito isso, veja como editar sua imagem no Canva: Acesse o Canva (canva.com); Clique em “Comece a criar uma montagem de fotos de música”; Arraste a foto desejada para dentro do projeto; Ajuste a imagem dentro da moldura e selecione “Upload”, na coluna esquerda; Faça o upload da música arrastando o arquivo para dentro do projeto; Você deve fazer upload da foto e da música para mesclar os arquivos no Canva (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Clique na música após o upload ser concluído; Arraste o controlador para ajustar o tempo da música na foto; Clique em “Compartilhar” e em “Baixar”; Clique em “Baixar” novamente. Por fim, basta baixar sua foto com música no Canva para encerrar o procedimento (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Você também pode fazer essas mesmas edições usando o Canva para celulares. É possível até mesmo usar a ferramenta para criar um carrossel para Instagram, deixando o seu post muito mais chamativo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Bullying obriga crianças a gastar dinheiro nos jogos online Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Assista à primeira corrida de jet suit do mundo, em Dubai As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Veja Mais

17 prompts do ChatGPT para aprender inglês

canaltech O ChatGPT pode atuar como um assistente importante para aprender inglês ou qualquer outro idioma: a ferramenta ajuda a criar textos, traduzir conteúdos, solucionar dúvidas gramaticais e até funciona para praticar conversas numa língua estrangeira. Gemini x ChatGPT | Qual o melhor chatbot de IA? O que é ChatGPT Plus? | Preços e recursos Toda a interação é feita a partir de comandos de texto, os chamados prompts, que podem ser personalizados com a maior quantidade de contexto possível para gerar respostas mais precisas. Se você não sabe por onde começar, o Canaltech listou algumas sugestões de frases que podem ser enviadas à IA. Prompts para aprender inglês no ChatGPT É recomendável que você evite digitar dados pessoais e outras informações sensíveis durante a conversa, pois os conteúdos podem ser usados para treinamento da IA no futuro. Confira algumas sugestões: -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Planejamento Quero que você monte um cronograma de estudos para que eu aprenda inglês. Tenho disponibilidade de estudar três vezes por semana, em sessões de 60 minutos, e gostaria de desenvolver habilidades de escrita, conversação, leitura e escuta; Quero aprender inglês, mas nunca fiz isso antes. Como posso começar? Crie uma prova que teste meus conhecimentos em inglês avançado. Dúvidas e vocabulário Explique em qual situação devo usar this ou that; Explique quando devo usar in, on e at na língua inglesa; O que significa [inserir palavra em inglês]? Quais são os sinônimos em inglês de [inserir palavra]; Como usar o verbo to be em inglês? Como formular uma frase para [insira uma circunstância]; Explique o verbo to be para uma criança de 10 anos. Tradução Traduza este texto para o inglês [insira o texto]; Traduza este texto para o português [insira o texto]; Traduza esta lista para o inglês [insira a lista] e coloque os itens em ordem alfabética; Ajude-me a criar uma versão do meu currículo em inglês; Conversas e revisão Revise este texto [insira o texto]; Crie uma prova que teste meus conhecimentos em inglês avançado; Gostaria de praticar minha habilidade de conversação em inglês com você. De agora em diante, responda apenas em inglês e corrija meus textos se for necessário. Use o ChatGPT para testar seus conhecimentos em inglês (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech) Converse com o ChatGPT O aplicativo da IA para Android e iOS possui um modo de conversas por voz: nesse caso, é possível dialogar com a ferramenta sem digitar nenhuma palavra e receber a transcrição do bate-papo no final. É uma boa opção para quem precisa desenvolver as habilidades de conversação no idioma. Explore a versão mais potente do ChatGPT Vale lembrar que a versão gratuita do ChatGPT usa o modelo de linguagem GPT-3.5, lançado no final de 2022, e com algumas limitações de uso, como o treinamento com dados publicados até setembro de 2021. A OpenAI possui o GPT-4, um modelo mais potente e com mais dados atualizados, mas restrito à versão paga do ChatGPT Plus. No entanto, ainda é possível usá-lo de graça a partir do Microsoft Copilot e ter acesso a respostas mais longas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Bullying obriga crianças a gastar dinheiro nos jogos online Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Assista à primeira corrida de jet suit do mundo, em Dubai As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Veja Mais

Preview Caoa Chery Tiggo 7 Sport | Faz mais por menos

canaltech O Caoa Chery Tiggo 7 Sport foi apresentado oficialmente ao mercado nesta segunda-feira (26) como a principal atração da inauguração do novo Centro de Distribuição de peças da Caoa Chery, que deixou Barueri e agora está situado em Franco da Rocha, município que faz parte da Grande São Paulo. Caoa Chery Tiggo 7 Sport ganha versão de entrada para encarar chineses Renault Megane E-Tech x BYD Yuan Plus: Qual o melhor SUV elétrico? A versão de entrada da família do SUV médio tem no preço agressivo — R$ 134.990 — e no bom pacote de acessórios (mesmo reduzido no comparativo com as demais variantes da linha) os ingredientes para fazer frente ao Jeep Compass, ao Ford Territory, ao Toyota Corolla Cross e aos rivais chineses. A reportagem do Canaltech teve o primeiro contato ao volante do Tiggo 7 Sport, que recebeu um motor diferente da outra versão a combustão da linha (Pro Max Drive) e, apesar da rapidez do test-drive, sentiu um pouquinho do que o caçula da família pode acrescentar ao mercado. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Test-drive foi (bem) rápido, mas mostrou um pouco do que nova versão tem a oferecer (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport: primeiras impressões O test-drive ao volante do Caoa Chery Tiggo 7 Sport foi muito rápido, e não porque conseguimos acelerar forte para sentir toda a potência do motor 1.5 turboflex de 150 cv de potência e 21,4 kgf/m de torque, mas pelas limitações do evento. Cada jornalista convidado teve a chance de dar apenas duas voltinhas com o SUV médio em uma pista delimitada por cones montada dentro do estacionamento do novo centro de distribuição de peças da marca. No total, entre um slalom aqui e uma reta um pouco maior ali, o teste não durou nem 5 minutos. Apesar do pouco tempo e da pista reduzida, foi possível sentir que a recalibração do powertrain foi um acerto da Caoa. O Chery Tiggo 7 trouxe o motor 1.5 turbo que equipa a versão Pro Hybrid Max Drive, mas sem o sistema elétrico de 48 volts que acompanha o propulsor a combustão na variante topo de linha. Motor 1.5 turboflex do Chery Tiggo 7 Sport foi recalibrado para entregar mais em menos tempo (Imagem:  Paulo Amaral/Canaltech) Recalibragem foi a "chave" Os engenheiros trabalharam no acelerador e no conversor de torque do câmbio CVT25 de 9 marcas para melhorar o desempenho do modelo, que também está 20 quilos mais leve que os “irmãos”. Além disso, o Wastegate, válvula que controla a pressão do turbo, também foi recalibrada para tornar as retomadas mais rápidas. “Trouxemos a tecnologia do modelo híbrido para o acelerador, e o conversor de torque está entregando força 2 segundos mais cedo. Isso melhora a resposta sem prejudicar o consumo”, explicou Leonardo Lukacs, diretor de engenharia da marca. Nos poucos metros em que foi possível cravar o pé no acelerador, deu para ver que a entrega de torque realmente está bem rápida, suficiente para agradar a quem busca por um SUV com mais espaço que o Tiggo 5X, mas sem perder desempenho por conta do peso maior do modelo. Motor 1.5 turboflex entrega 150 cv de potência e 21,4 kgf/m de torque ao motorista (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport: o que esperar? O rápido contato com o Tiggo 7 Sport serviu apenas de “tira-gosto” para mostrar o que a nova versão do SUV médio da montadora sino-brasileira pode oferecer a um segmento que hoje tem uma ampla gama de opções. O caçula da marca vai entrar na briga com Toyota Corolla Cross XRE, Jeep Compass Sport, Honda ZR-V Touring, Volkswagen Taos Comfortline, Chevrolet Equinox RS e Ford Territory Titanium, além dos chineses BYD Song Plus DM-i e GWM Haval H6, um pouco mais caros, mas com motorização híbrida. Se o Tiggo 7 Sport terá armas suficientes para encarar os rivais, mesmo após perder itens interessantes do pacote de acessórios original, como o teto solar panorâmico, só o tempo vai dizer. Alavanca de câmbio ao estilo joystick é exclusividade do Tiggo 7 Sport no segmento (Imagem: Divulgação/Caoa Chery) A marca fez questão de exaltar, porém, alguns features que, segundo a Caoa, só o seu modelo oferece, como a alavanca de câmbio joystick e os faróis auxiliares para curva. Será que só isso basta para ganhar mercado? Em breve, após uma análise mais completa do produto, o Canaltech poderá te dar essa resposta com uma maior exatidão. Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Caoa Chery Tiggo 7 Sport (Paulo Amaral/Canaltech) Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Qual é a melhor TV de 65 polegadas para comprar em 2024? Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Veja Mais

Pesquisa mostra importância dos jogos digitais na vida do brasileiro

canaltech Pesquisa Game Brasil revela que 85,4% consideram que jogos eletrônicos são uma das suas principais formas de diversão Ouça ao podcast. Veja Mais

Galaxy Z Flip 6 pode trazer laterais mais retas e câmeras maiores

canaltech Depois de vazar renderizações com o que pode ser o visual final do Galaxy Z Flip 6, o portal Smartprix reuniu o material para compará-lo ao Galaxy Z Flip 5 e dar destaque às mudanças que a próxima geração do celular dobrável compacto da Samsung trará. Mesmo que pareçam idênticos em um primeiro momento, o modelo esperado para estrear neste ano embarca ajustes bem-vindos, que devem garantir uma melhor experiência de uso. Comparativo detalha mudanças entre Galaxy Z Fold 5 e novo Z Fold 6 Samsung pode lançar Galaxy Z Fold 6 FE em vez do Ultra Como mostra o comparativo, a primeira modificação de destaque está nas câmeras externas, que ficaram perceptivelmente maiores, empregando aros metálicos mais visíveis. Os ajustes podem tanto ter sido apenas estéticos, com objetivo de diferenciar as duas gerações, como também podem significar que a Samsung irá adotar um sistema de câmeras melhorado — segundo rumores passados, o dobrável pode substituir o sensor de 12 MP das últimas três gerações por uma nova solução de 50 MP. O Galaxy Z Flip 6 (à direita) terá lentes maiores que o Z Flip 5 (à esquerda), o que pode significar que teremos um conjunto de câmeras aprimorado (Imagem: OnLeaks/Smartprix) Se comprovado, o upgrade alinharia a série Z Flip aos modelos mais simples da família Galaxy S, e poderia garantir um salto significativo de qualidade de imagem, desde que a companhia ajuste de forma adequada seus algoritmos de pós-processamento. A inspiração nos smartphones premium tradicionais iria além das lentes: ao que parece, as laterais do Galaxy Z Flip 6 ficariam ainda mais retas que as do seu antecessor, seguindo a tendência vista na passagem do Galaxy S23 para o Galaxy S24. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Isso ajudaria a transmitir uma sensação mais premium, e poderia proporcionar uma pegada mais confortável. Fechando as mudanças, o novo Z Flip traria ainda o retorno da caixa de som mais demarcada vista pela última vez no Galaxy Z Flip 4, apostaria em botões laterais mais estreitos e posicionaria dois dos microfones no topo — ajuste também visto na linha Galaxy S24, realizado para garantir melhor captação de som durante gravações. Assim como o Galaxy S24, o Z Flip 6 (à direita) também apostaria em laterais mais retas, proporcionando um visual mais premium e melhorando o conforto (Imagem: OnLeaks/Smartprix) Mudanças mais marcantes não eram mesmo esperadas, considerando que já tivemos a adoção da tela externa ampliada na geração anterior. A gigante sul-coreana tem optado por manter uma linguagem de design por múltiplas gerações, o que de fato ajuda a tirar melhor proveito de investimentos de design, mas também proporciona uma consistência em suas linhas. A adição gradual de novos recursos parece ser outra prioridade da companhia, como é o caso da própria tela externa maior. Comprovaremos as modificações modestas quando o Galaxy Z Flip 6 for apresentado no próximo Unpacked, que pode acontecer já em julho, possivelmente em Paris, na França, alinhado à Olimpíada de 2024. Podemos esperar ainda por mais vazamentos com todos os detalhes da ficha técnica e do visual do dobrável até lá. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto FGTS Digital começa a operar no Brasil; entenda como funciona Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Veja Mais

10 atores que foram mal aproveitados nos filmes da Marvel

canaltech O Marvel Studios tem um histórico excelente quando o assunto é atrair ótimos atores e atrizes para trabalhar em seus filmes e séries. São dezenas de renomados artistas, ganhadores de Oscar, com carreiras que passam por décadas de bons trabalhos. Só que nem sempre todo esse currículo acaba sendo convertido em qualidade, principalmente quando o roteiro ou mesmo a direção meio mambembe do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) não sabe aproveitar as joias que tem em mãos. Marvel Studios | Calendário com os próximos filmes e séries do MCU O que é o Marvel Spotlight e como ele vai mexer com o futuro do MCU São vários atores e atrizes de muito renome em Hollywood que se juntam universo de super-heróis e acabam sendo muito mal aproveitados, em papéis que não chegam nem perto do que eles podem representar. Em alguns caso, são tão ruins que acabam sendo marcados por isso. A dupla Bill Murray e Michael Douglas, por exemplo, são ícones do cinema e, graças ao terrível papel que desempenharam em Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania, ambos foram indicados ao Framboesa de Ouro, a premiação dedicados aos piores do ano. E eles não são os únicos. Relembra alguns nomes que tinham muito potencial para engrandecer o MCU, mas que ficaram pelo meio do caminho.  -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- 10. Karl Urban   Karl Urban surgiu para o mundo no papel de Eomer, sobrinho do Rei Théoden na trilogia O Senhor dos Anéis. Não demorou muito para o ator ganhar mais papéis em Hollywood, trabalhando em Star Trek e estrelando Dredd. E, embora ele só tenha alcançado o título de grande astro de Hollywood após sua participação na série The Boys, do Prime Video, ele já tinha um pedigree a mais quando aceitou entrar para o MCU em Thor: Ragnarok. No longa dirigido por Taika Waititi, ele vive Skurge, um guerreiro de Asgard que vira capanga de Hela, interpretada por Cate Blanchett (Tár), a verdadeira vilã da coisa toda. E esse é o grande problema de sua participação. Ao invés de usar o ator em algo que pudesse marcar mais e aproveitar sua presença em cena, a Marvel preferiu transformá-lo em um capanga genérico, daqueles que aparecem apenas para apanhar e morrer em seguida. Tanto que é bem comum as pessoas esquecerem que o ator esteve em Thor: Ragnarok. 9. Sterling K. Brown   Sterling K. Brown já trabalhou em diversas séries para TV, como Supernatural, Brooklyn 99, Supernatural, Maravilhosa Sra Maisel, mas ganhou prêmios com sua atuação em This Is Us e em American Crime Story: O Povo contra OJ Simpson. Recentemente, ele trabalhou em Ficção Americana, filme indicado ao Oscar que rendeu ao próprio Brown uma indicação de Melhor Ator Coadjuvante. E você lembra que ele trabalhou em Pantera Negra? Sterling K. Brown participou do filme da Marvel como o irmão de T'Chaka e pai do vilão Killmonger. Sua atuação é muito rápida, o que poderia ser argumentado que é apenas uma participação especial, mas o fato de não ser possível se lembrar dele no filme chega a ser criminoso. 8. Natalie Dormer   Natalie Dormer ganhou destaque em Hollywood após sua atuação em séries como The Tudors, Game of Thrones, onde interpretou a Rainha Margaery, e pelo seu trabalho em Jogos Vorazes: A Esperança. Em 2011, ela teve um papel minúsculo em Capitão América: O Primeiro Vingador, como uma integrante da missão da Segunda Guerra que envolve Steve Rogers e Peggy Carter. Sua participação se resume a ser muito bonita, flertar com o Capitão América e provavelmente aplicar o primeiro beijo da vida do rapaz. Fica um desconto para a Marvel nesse caso pois ela ainda estava em um momento de virada da carreira e, por ser um filme da primeira fase do MCU, ainda é possível reaproveitá-la em outro papel. Afinal, ninguém lembra que ela já esteve lá. 7. Julie Delpy   A atriz francesa Julie Delpy tem uma longa carreira no cinema, com destaque para a sua atuação como Celine em Antes do Amanhecer, Antes do Pôr do Sol e Antes da Meia Noite, ao lado de Ethan Hawke (Cavaleiro da Lua).  Então, é surpreendente como uma atriz como ela passa quase despercebida em Vingadores: A Era de Ultron, como a responsável pelo treinamento e transformação de Natasha Romanoff. Só que uma personagem com essa importância não é mais mencionada nos filmes. Nem mesmo no filme da Viúva Negra. 6. Lawrence Fishburne   Lawrence Fishburne tem uma longa carreira no cinema, ainda que muitos se recordem mesmo de seu papel como Morpheus na trilogia Matrix. O ator, que também trabalhou na fantástica série Hannibal, fez sua estreia no MCU em Homem-Formiga e a Vespa, interpretando Bill Foster. Foster é um amigo de Hank Pym e, na juventude, fez testes com suas partículas, atuando como o Golias, aumentando de tamanho. Só que isso não chega a ser mostrado no cinema, onde o personagem já está mais velho. Só que a maneira como o antigo herói é tratado no filme, que o transforma essencialmente em um vilão, é um desserviço às possibilidades de ter um ator como Fishburne no papel. A Marvel merece um pequeno desconto porque chegou a brincar com a ideia de usar mais o personagem em um dos melhores episódios da animação What If?, em que o ator dublou o herói. 5. Guy Pearce   Guy Pearce já atuou em filmes memoráveis, como Los Angeles - Cidade Proibida, Priscilla - A Rainha do Deserto e Amnésia. O ator australiano foi escalado para viver Aldrich Killian em Homem de Ferro 3. O personagem existe nos quadrinhos e é um cientista que cria o vírus Extremis, que se torna um dos pontos centrais da trama da adaptação. Só que o uso de Pearce dá uma virada esquisita quando é revelado que, na verdade, ele seria um vilão que criou a figura de um terrorista, o Mandarim, colocando um ator para interpretá-lo enquanto atuava nas sombras. Isso é ridículo em vários níveis, porque transforma a atuação de Pearce em algo forçado e ainda vai contra a ideia da existência do Mandarim de verdade. Felizmente, a Marvel percebeu o erro e introduziu o vilão em Shang Chi e a Lenda dos Dez Anéis, tornando a participação de Pearce mais inútil ainda. Assine a Disney+ aqui e assista a títulos famosos da Marvel, Star Wars e Pixar quando e onde quiser! 4. Christopher Eccleston   Christopher Eccleston participou de longas como Cova Rasa, Extermínio e séries como The Leftovers e a quarta temporada de True Detective, mas é mais lembrado por ser o Nono Doutor de Doctor Who. Eccleston também foi o vilão de Thor: Mundo Sombrio, algo que provavelmente você não se lembra e, considerando que é um filme ruim, até a Marvel deve tentar esquecer. Eccleston interpretou Malekith, o líder dos Elfos Negros e inimigo do Deus do Trovão. Apesar de seu visual amedrontador, o vilão é uma desculpa para o Thor usar seus poderes e desenvolver seu relacionamento com o meio-irmão, Loki. Isso torna qualquer tentativa de dar profundidade ao trabalho do ator. Junte isso ao fato que Eccleston revelou em entrevistas que várias cenas que gravou ficaram de fora do filme, e trabalhavam bem melhor os motivos pelos quais o vilão quer se vingar do Thor. 3. Ben Mendelsohn   Falar que Ben Mendelsohn foi completamente mal aproveitado pode parecer uma mentira, já que ele tem papéis de destaque nas duas produções em que trabalhou com o Marvel Studios. Atuando em Capitã Marvel e sendo um dos únicos destaques positivos de Invasão Secreta, o ator brilhou no papel de Talos, um Skrull que trabalha ao lado de Nick Fury. A eliminação do personagem pode indicar que de fato, a Marvel não tinha mais o que fazer com ele, mas Mendelsohn é um ator tão interessante que até mesmo a ideia que ele próprio já alardeou de quer voltar ao MCU deixa qualquer um empolgado. 2. Mads Mikkelsen   Mads Mikkelsen é um excelente ator dinamarquês que tem uma carreira bastante interessante, trabalhando em diversos gêneros e tendo um estilo bastante próprio na maneira como atua. Destaque em filmes como Cassino Royale, na série Hannibal e em games, como Death Stranding, o ator também interpretou o vilão Kaecilius em Doutor Estranho. Isso sem citar o fato de que ele virou um dos queridinhos da internet. Como acontece com a maioria dos vilões do Marvel Studios, ele traz uma motivação que nunca é bem explorada e é eliminado sem muita cerimônia pelo herói. Apontado por muitos como o Doutor Destino perfeito que nunca teremos no cinema, o ator também já revelou que voltaria a participar de filmes baseados em quadrinhos pois se divertiu muito. O homem está pronto, Marvel. 1. Christian Bale   Um dos maiores desperdícios do Marvel Studios é certamente Christian Bale. A escalação do ator que já foi ninguém menos do que o Batman para viver Gorr, o Carniceiro dos Deuses no quarto filme do Thor parecia inspirada, já que é um personagem que combina com o intenso ator. Porém, Thor: Amor e Trovão trouxe todos os problemas que Taika Waititi poderia reunir com seu estilo de escrita e direção, acabando com o personagem e com a atuação de Bale. O filme ainda engana, já que a introdução de Gorr é claramente a melhor parte do longa e mostra o poder que o ator poderia ter com o personagem, mas isso só é mostrado novamente na resolução da história. O miolo é um amontoado de piadinhas cretinas e um dos melhores atores de sua geração sendo desperdiçado no meio delas — bem ao estilo Waititi —, jogando fora tudo o que o talento de Bale poderia oferecer. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico FGTS Digital começa a operar no Brasil; entenda como funciona Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Veja Mais

Como tirar o online no Instagram | Visto por último

canaltech Tirar o online do instagram é uma forma de preservar sua privacidade na internet. Assim, você pode navegar na rede social sem se sentir pressionado a responder mensagem ou até mesmo a comentar respostas em publicações e Reels. Como saber quem visitou seu perfil no Instagram | 3 apps Como ver Stories anonimamente no Instagram | Guia Prático Como alterar o status online no Instagram Você pode tirar o online no Instagram usando o app para Android e iOS. Além disso, as versões web e desktop também permitem realizar essa alteração, bem como o Instagram Lite. Confira a seguir. No celular Veja como desabilitar a atividade que mostra suas atividades, bem como seu status online, no aplicativo do Instagram para Android e iOS: -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Na tela inicial, toque no ícone de perfil no canto superior esquerdo; Toque no ícone de três linhas no canto superior  Selecione "Configurações e privacidade"; Vá em "Mensagens e respostas ao story"; Toque em "Mostrar status de atividade"; Desative o recurso. É possível tirar o online no aplicativo do Instagram para Android e iOS (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Na web e no PC Você pode remover o status online no Instagram desktop e em sua versão para web, que contam com o mesmo passo a passo. Acompanhe a seguir: Na tela inicial, clique no ícone de três linhas, no canto inferior esquerdo; Clique em “Configurações” e em “Mensagens e respostas ao story”; Você pode acessar suas configurações para desativar o modo online do seu Instagram (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Clique em “Mostrar status de atividade”; Desabilite a função. Basta desativar a opção “Mostrar status da atividade” para tirar o online no Instagram (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) No Instagram Lite Embora o Instagram Lite seja limitado em termos de funções, a versão para celulares antigos da rede social permite desativar o online em somente alguns toques. Veja a seguir como é simples: Na tela inicial, toque no ícone de perfil no canto inferior direito; Selecione o ícone de três linhas no canto superior direito; Toque em “Privacidade”;  Vá em “Status da atividade”; Desmarque a opção “Mostrar status da atividade”. O Instagram Lite permite tirar o status online em somente alguns toques (Imagem: Captura de tela/Fabrício Calixto/Canaltech) Efeitos de tirar o online do Instagram Ao entrar no Instagram, seu status fica oculto para os outros usuários, incluindo a notificação na DM que avisa quando foi a última vez que você acessou a rede social.  Vale alertar, no entanto, que você também não poderá visualizar se os seus contatos estão online no Instagram — nem mesmo suas atividades mais recentes. É importante destacar que isso não remove a confirmação de leitura das suas mensagens recebidas via DM. Para ter ainda mais privacidade na rede social, vale a pena aprender como ver mensagens anonimamente e ativar o modo temporário em suas conversas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Secar a estratosfera pode reduzir as temperaturas no planeta Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

Comparativo detalha mudanças entre Galaxy Z Fold 5 e novo Z Fold 6

canaltech Esta semana surgiram novas renderizações apontando o possível novo design do futuro Galaxy Z Fold 6, dobrável mais poderoso da Samsung cujo lançamento está previsto para acontecer em julho. E um comparativo lado a lado deixa ainda mais claro as mudanças visuais em relação ao atual Galaxy Z Fold 5. Samsung pode lançar Galaxy Z Fold 6 FE em vez do Ultra Sem Apple, Samsung domina segmento de dobráveis e Huawei cresce em 2023 As imagens publicadas pelo Smartprix em parceria com o confiável informante Steve Hemmerstoffer reforçam o novo visual de laterais retas, tampa traseira sem curvas e quinas pontiagudas, design claramente inspirado no Galaxy S24 Ultra. Galaxy Z Fold 5 (esquerda) aposta em um visual mais arredondado e suave que o futuro Z Flip 6 (Imagem: Reprodução/Smartprix) Para efeito de comparação, o Z Fold 5 segue a representação da estética da linha Galaxy S23 com design suavizado de cantos arredondados e laterais curvas. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- À primeira vista, o módulo de câmera do Z Fold 6 parece não oferecer grandes novidades, mas vemos o uso de lentes maiores com espaço menor entre as câmeras e protuberância mais notável. Tudo isso indica que a Samsung pode realizar mudanças em hardware para implementar câmeras melhores com sensores atualizados e resolução superior, reforçando rumores sobre uma nova câmera principal de 200 MP. Diferenças em câmera são tímidas, mas ainda muito perceptíveis graças às lentes maiores (Imagem: Reprodução/Smartprix) Segundo o Smartprix, o novo Galaxy Z Fold 6 tem dimensões diferentes do atual Z Fold 5, sendo 1,4 mm menor em altura e 2,6 mm mais largo — ou seja, com uma tela externa em proporção mais próxima a um smartphone tradicional. Apesar da mudança, o dispositivo ainda deve manter as telas com medidas de 7,6 polegadas para o painel interno e 6,2 polegadas para o externo. Como forma de melhorar o desempenho em relação à geração anterior, o Z Fold 6 deve apostar em nova tela com melhor qualidade de imagem, cor e contraste, além de uma possível nova geração da câmera sob o display interno. O dispositivo é esperado com processador Snapdragon 8 Gen 3 for Galaxy de alta potência desenvolvido pela Qualcomm, e rumores apontam que o dobrável pode utilizar construção em titânio para torná-lo mais leve e resistente. Corpo de laterais mais retas permitirá que o dispositivo seja ainda mais harmônico quando totalmente aberto (Imagem: Reprodução/Smartprix) O vazamento também mostra que a Samsung manterá o posicionamento de botões laterais, antenas de rede, microfones, saídas de som e conector USB-C. Os novos dobráveis da Samsung têm previsão de lançamento para o início de julho e, até lá, ainda mais informações relacionadas ao Galaxy Z Fold 6, sua suposta versão mais acessível e Galaxy Z Flip 6 devem surgir. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Secar a estratosfera pode reduzir as temperaturas no planeta Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

F1 | Por que as primeiras corridas serão no sábado?

canaltech Quem está ansioso pelo retorno da Fórmula 1 neste final de semana já deve ter reparado em algo peculiar no calendário de 2024. Neste ano, as duas corridas inaugurais da temporada, os Grandes Prêmios do Bahrein e da Arábia Saudita, acontecerão aos sábados, com todo o cronograma da prova adiantado em um dia por conta disso. 7 corridas mais caóticas da Fórmula 1 Drive to Survive | Como série da Netflix deu novo gás à F1? Não se trata do fuso horário que, nas provas sediadas na Ásia, por exemplo, fazem com que as corridas sejam transmitidas no Brasil na madrugada de sábado para domingo. O motivo é religioso, relacionado principalmente à disputa que será realizada na Arábia Saudita, enquanto as regras da Fórmula 1 acabaram ocasionando o adiantamento, também, da corrida deste final de semana. Ramadã mudou calendário da Fórmula 1 em 2024 O Ramadã é um período sagrado para os islâmicos, pois foi nele que Allah enviou as escrituras ao profeta Muhammad. Ao longo de um mês, os muçulmanos seguem uma série de regras voltadas à aproximação das pessoas com a divindade, o que inclui jejuns, orações e leituras diárias do Alcorão. Expedientes comerciais também são reduzidos, enquanto há um incentivo maior à prática de caridade. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Período do Ramadã, sagrado para os muçulmanos, gerou adiantamento do GP da Arábia Saudita, enquanto regras também obrigaram mudança na data da prova inaugural, no Bahrein (Imagem: Divulgação/F1) Não há data fixa para o início deste período, que acompanha o calendário lunar e, neste ano, começa em 10 de março — justamente o domingo em que aconteceria o Grande Prêmio da Arábia Saudita, no calendário tradicional. A revelação do Alcorão, aliás, teria ocorrido no próprio país, o que faz com que seus cidadãos sigam o Ramadã à risca. Cansado de perder tempo procurando preços baixos? Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções no seu celular! Com isso, a FIA (Federação Internacional do Automóvel) optou por adiantar o calendário de corridas no país em 2024. Entretanto, isso gerou uma outra questão: de acordo com as regras da Fórmula 1, é obrigatório um intervalo mínimo de sete dias entre uma corrida e outra, o que fez com que a mudança de data também atingisse a corrida do Bahrain. Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Carol Politta (@polittac) Para respeitar as regras do Ramadã e também o regulamento interno do esporte, então, o primeiro Grande Prêmio de 2024 também vai acontecer em um sábado. Tudo volta ao normal no Grande Prêmio da Austrália, que acontece no dia 24 de maio. Por pouco, aliás, ela também não cai em um sábado, pelo menos no fuso horário brasileiro, indo ao ar à 1h do domingo. Outras corridas da F1 já aconteceram aos sábados O exemplo mais recente de prova da Fórmula 1 deixando o tradicional domingo de lado aconteceu no ano passado. O Grande Prêmio de Las Vegas foi realizado em um sábado à noite para aproveitar o fervor e as luzes da Cidade do Pecado, marcando a primeira vez que uma mudança desse tipo aconteceu em 38 anos. Grande Prêmio de Las Vegas de 2023 foi a primeira prova da Fórmula 1, em 38 anos, a ser realizada em um sábado, para aproveitas as luzes e neons da cidade (Imagem: Divulgação/F1) Olhando mais para o passado, porém, é curioso notar que a primeira corrida de Fórmula 1 da história, o Grande Prêmio da Grã-Bretanha de 1950, aconteceu em um sábado. Outras mudanças curiosas incluem o GP da Suécia de 1978, que coincidiria com partidas da Copa do Mundo daquele ano, e uma corrida na Espanha em 1972, marcada para uma segunda-feira, aproveitando o feriado prolongado de Dia do Trabalho no país. No Brasil, a Fórmula 1 é transmitida oficialmente pela Band e pelo canal à cabo BandSports. Pela internet, a prova é exibida pelo serviço de streaming da emissora, o BandPlay, enquanto a categoria também tem sua própria plataforma de conteúdo, a F1TV. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades MWC 2024 | Blackview mostra celular dobrável mais barato do mundo Veja Mais

Galaxy S24 FE pode ganhar Snapdragon 8 Gen 3 e 12 GB de RAM

canaltech Quando a linha FE de smartphones foi criada, a Samsung tinha como objetivo colocar os mesmos componentes de performance dos seus modelos topo de linha, mas em um conjunto mais acessível. Essa característica foi perdida na série Galaxy S23 FE, que trouxe o Exynos 2200 usado no Galaxy S22, mas rumores mostram que ela pode retornar no Galaxy S24 FE.  Galaxy Z Fold 6 e Z Flip 6 podem ser anunciados em Paris Review Poco X6 Pro 5G | Celular gamer e acessível Afinal, o dispositivo pode trazer o Snapdragon 8 Gen 3 ou o Exynos 2400 como principal componente de desempenho, dependendo do mercado em que o modelo for vendido. Enquanto a primeira plataforma é vista no Galaxy S24 Ultra, a segunda está implementada no S24 e S24 Plus. Para efeito de comparação, o Galaxy S23 FE trouxe o processador Snapdragon 8 Gen 1 ou com o já citado Exynos 2200, ambos mais antigos em comparação com o Snapdragon 8 Gen 2 for Galaxy visto no restante da série S23. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Outra semelhança que o Galaxy S24 FE pode trazer com os modelos mais caros está na RAM, com a chegada de versões com 12 GB — mais uma equiparação com os modelos mais caros apresentados no início deste ano, além de ser uma evolução em relação aos 8 GB do S23 FE.  O novo celular da linha FE ainda deve ganhar versões com 256 GB de armazenamento interno UFS 4.0 mais rápido, enquanto a opção de 128 GB ficaria com o UFS 3.1.  Galaxy S24 FE pode ter tela menor Também foi dito que o Galaxy S24 FE pode ganhar uma estrutura mais compacta com tela AMOLED de 6,1 polegadas, uma redução razoável em comparação com o S23 FE de 6,4 polegadas.  Celular pode ganhar tela de apenas 6,1 polegadas (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech) Mesmo com menos espaço na parte interna, o aparelho pode manter uma capacidade de bateria semelhante com 4.500 mAh. Em teoria, isso significa que ele pode ter a sua autonomia ligeiramente estendida, ainda que nada tenha sido confirmado até agora.  Outras possíveis especificações do Galaxy S24 FE não são conhecidas até o momento. Como o aparelho não deve ser anunciado antes do segundo semestre deste ano, ainda há bastante tempo para serem divulgados rumores sobre aspectos como câmeras e design, por exemplo.  Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades MWC 2024 | Blackview mostra celular dobrável mais barato do mundo Veja Mais

Real Digital | Lançamento do Drex deve atrasar, informa BC

canaltech O Drex, popularmente conhecido como Real Digital, é a grande aposta do Banco Central do Brasil (BC) depois da estreia do Pix e do Open Finance. Os planos para a estreia da moeda digital, no entanto, podem sofrer atrasos devido a problemas com os protocolos de privacidade e infraestrutura, segundo a revista Exame. O que é o Drex? A nova moeda digital do Brasil Qual a diferença entre Pix e Drex? Pedras no caminho O cenário foi apresentado pelo coordenador do Drex no BC, Fabio Araujo, em um evento realizado em São Paulo (SP) no começo da semana. Para o executivo, o desenvolvimento da solução segue a todo vapor, mas existem algumas questões com potencial para atrasar a estreia da moeda digital. É o caso da etapa para definir os protocolos de privacidade e infraestrutura, que não deve ser concluída no primeiro semestre. Na verdade, a expectativa é de que o processo seja realizado ao longo do segundo semestre, ao contrário do que era previsto no cronograma. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- “Ao longo do segundo semestre devemos continuar os testes de privacidade e tentar amadurecer algum outro aspecto do projeto, como casos de uso ou ativos ou outros participantes, a depender da burocracia e da forma que encerrarmos a fase de privacidade do piloto”, afirmou. Banco Central segue no desenvolvimento do Drex (Imagem: Reprodução/Agência Brasil/Marcello Casal Jr) Testes do Drex devem acabar em breve Apesar da dificuldade, Araujo não descarta a possibilidade de encerrar os testes do Drex em maio. A revista ainda destaca a perspectiva de que o Banco Central pretende incorporar ativos no segundo semestre para levar o experimento a outras frentes, como serviços para a população. “Continuaremos os testes de privacidade e tentaremos aprimorar outros aspectos do projeto, como outros casos de uso e outros participantes”, disse o executivo. “Isso dependerá das formalidades e da forma como devemos concluir a primeira fase do piloto.” O Banco Central não estipulou uma data para o lançamento da moeda digital à população até o momento. Por outro lado, espera-se que o Drex comece a virar realidade ainda em 2024. Real digital Drex é o nome da moeda digital oficial do Brasil, com regulamentação e emissão realizadas pela autoridade monetária brasileira — o Banco Central. A ideia é que a solução ofereça o mesmo valor, garantias e aceitação do Real; já as transações seriam realizadas por intermediários autorizados, como um banco. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador WhatsApp verde? Atualização muda cor do app no iPhone A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades Veja Mais

Copilot aumenta suporte a plugins e chega ao OneDrive em abril

canaltech A Microsoft anunciou uma série de novidades para o assistente de IA do Copilot entre diferentes produtos. A ferramenta agora aceita mais plugins no Windows e no navegador e apareceu no aplicativo do Microsoft 365 para celulares — essas novidades começam a se distribuídas hoje. Além disso, a IA enfim tem uma data para chegar ao app de armazenamento em nuvem OneDrive.  Windows 11 vai atualizar sem reiniciar o PC em alguns casos Windows 11 começa a testar suporte para Wi-Fi 7 e USB4 2.0 Novo local do ícone e plugins no Windows A atualização Moment 5 do Windows 11 trouxe algumas mudanças que já estavam em testes com o Copilot. Primeiramente, o ícone para abrir o assistente foi reposicionado: sai do meio da barra de tarefas e vai ao canto direito, ao lado do relógio. O objetivo da Gigante de Redmond foi deixar a abertura mais clara e mantê-lo próximo à aba de chat com a IA. Além disso, o serviço agora é capaz de executar diversas funções do sistema, como ativar a economia de energia em notebooks, informar o espaço livre de armazenamento, mostrar informações de dispositivo e ativar recursos de acessibilidade, como a lupa. A empresa já testava essas funções e divulgou uma lista com os comandos.  -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Por fim, o assistente ganhou suporte a plugins, como um componente da plataforma OpenTable que ajuda a agendar reservas em restaurantes ou montar cardápios de refeições em casa. A expectativa é de ampliar a lista de extensões no futuro com a ajuda de parceiros, que incluem Shopify, Klarna e Kayak. Copilot no Windows 11 mudou o icone de lugar e aceita plugins de plataformas de terceiros (Imagem: Reprodução/Microsoft) Melhorias no Microsoft 365 Antigo pacote Office, o Microsoft 365 será reforçado com novas funções do Copilot nos próximos meses. O assistente foi liberado nos aplicativos de Microsoft 365, PowerPoint e Word para Android e iOS, ampliando a presença da IA nos celulares. Aplicativo do Microsoft 365 para Android e iOS agora tem o Copilot integrado (Imagem: Reprodução/Microsoft) Além disso, a Microsoft anunciou a chegada do Copilot para o seviço de formulário Forms em março e deve usar os prompts para criar formulários rapidamente. Em nota, a empresa diz que o Copilot “vai oferecer perguntas relevantes e sugestões, e então você pode refinar o rascunho com mais detalhes, editar textos ou remover conteúdos”. IA generativa chegará ao Microsoft Forms (Imagem: Reprodução/Microsoft) Copilot no OneDrive em abril Finalmente há uma data para a chegada do Copilot para o OneDrive: abril deste ano. A integração entre os dois serviços foi anunciada em outubro do ano passado, junto com o novo visual do app de armazenamento, mas a distribuição aos assinantes vai começar apenas a partir do quarto mês de 2024. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador WhatsApp verde? Atualização muda cor do app no iPhone A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades Veja Mais

Como sair do Twitter | Fazer logoff

canaltech Se você deseja sair do Twitter (atual X), seja por acessar o perfil em um dispositivo de terceiros ou por não querer usar a plataforma em um certo momento, vale saber que é um processo bastante simples. É possível fazer o logoff pelo celular ou pelo computador, basta ter acesso à sua conta — conheça o procedimento nas linhas a seguir. Como fazer backup completo da conta do Twitter Como excluir ou desativar a conta do Twitter | Guia Prático Como sair do Twitter pelo celular Este passo a passo para fazer o logout da rede social de Elon Musk funciona tanto no Android quanto no iOS. Toque no botão de perfil no canto superior esquerdo; Na aba “Configurações e suporte”, escolha “Configurações e privacidade”; Toque em “Sua conta”; Selecione “Informações da conta”; Aperte o botão de “Sair” e confirme. Ao deslogar do Twitter, você não perde a sua conta (Imagem: Captura de tela/Ricardo Syozi/Canaltech) Quando quiser voltar a usar o Twitter (X) em seu smartphone, basta entrar novamente com sua conta pelo app. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Como fazer logoff do Twitter pelo PC Pelo computador, o processo é ainda mais curto do que nos celulares. Confira os passos: Clique no ícone do seu perfil no canto inferior esquerdo; Selecione a opção de “Sair de @”; Confirme para fazer o logoff. Há poucas etapas para sair da rede social de microblog (Imagem: Captura de tela/Ricardo Syozi/Canaltech) Assim como nos telefones, quando você quiser retornar para a plataforma, basta acessá-la com seu login e senha. Como desativar ou excluir o seu Twitter Se o que você quer é desativar de vez (excluir) a sua conta do Twitter, pode realizar o processo a seguir: Abra o Twitter; Toque no ícone do seu perfil; Selecione “Configurações e privacidade” na aba de “Configurações e suporte”; Escolha a opção “Sua conta”; Toque em “Desativar Conta” e confirme na página seguinte. Qual a diferença entre sair e desativar a conta do Twitter? Se você enjoou da plataforma ou não quer mais usá-la por outro motivo, então é importante saber que há diferenças entre sair da rede social e excluir sua conta do Twitter. A primeira faz com que seja necessário colocar login e senha para voltar a acessar, enquanto que a segunda desativa completamente o perfil. No entanto, caso se arrependa de desativar a conta, você tem 30 dias para mudar de ideia e retornar para o microblog — é só fazer login novamente durante este período para evitar que o perfil seja perdido para sempre. Vale a pena manter o login ativo? Para conferir as mais recentes postagens e trends que aparecem na plataforma, há a necessidade de acessá-la frequentemente. Sendo assim, se você fizer o logoff em um aparelho, precisará sempre passar pelo processo de login quando quiser usar o Twitter. Então, caso telefone ou computador sejam de terceiros ou de uso público/compartilhado, é uma boa sair da conta quando terminar de usar, mas se as máquinas forem suas, vale manter o perfil ativo. Para reforçar a sua segurança, você pode bloquear aplicativos com senha no celular ou proteger o dispositivo móvel e o computador com senha. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Dengue | Repelente pode faltar no Brasil pela alta procura As 10 séries mais vistas da semana (03/03/2024) Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 5 grandes filmes para assistir na Netflix em janeiro de 2024 Veja Mais

Como transformar um PDF em documento Word

canaltech Arquivos com o formato PDF podem ser executados em editores de texto para alterar o conteúdo ou até coletar as informações. Sem depender de apps avançados, você pode transformar PDF em Word pelo próprio app da Microsoft ou pela web. Como transformar qualquer arquivo em PDF | Guia Prático Como diminuir o tamanho de um PDF | Guia Prático Como transformar PDF em arquivo do Word É possível converter PDF para Word gratuitamente com os próprios aplicativos disponíveis no seu computador ou celular. Pelo Word O Microsoft Word executa arquivos em PDF para serem editados no próprio programa. O processo é nativo, mas nem sempre a conversão obedece a diagramação do documento — em alguns casos, as imagens de cabeçalho e afins podem aparecer no meio do texto, por exemplo. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Saiba como abrir e converter um arquivo PDF pelo Word: Execute o Word no seu computador; Clique em “Abrir”; Aperte em “Procurar”; Selecione o arquivo que você deseja converter; Clique em “Ok” no alerta sobre a conversão; Edite o documento (opcional); Acesse a aba “Arquivo”; Aperte em “Salvar como”; Escolha um local e salve o documento no formato DOCX (Word). Como transformar um PDF em documento do Word (Imagem: Captura de tela/Bruno De Blasi/Canaltech) Pela Web Além do Word, que requer uma licença para ser utilizado, existem conversores de PDF para Word na própria internet. Veja como transformar os arquivos com o ILovePDF: Acesse o ILovePDF (ilovepdf.com); Clique em “PDF para Word”; Aperte em “Selecionar arquivo PDF”; Selecione o arquivo que será convertido; Pressione o botão “Converter para Word”; Faça o download do arquivo em “Baixar o Word”. Como converter PDF em arquivo do Word pela web (Imagem: Captura de tela/Bruno De Blasi/Canaltech) Pelo celular O ILovePDF também possui aplicativos para celulares para que a conversão seja realizada de maneira mais intuitiva, sem depender do navegador, mas com limite de uso no plano gratuito. Veja como usar: Abra o ILovePDF (Android | iOS) no celular; Acesse a aba “Ferramentas”; Escolha a opção “PDF para Word”; Abra um arquivo PDF e aguarde a conclusão; Toque em “Ir para o ficheiro”; Acesse o menu do arquivo; Selecione a opção “Partilhar” para exportar o arquivo. Como converter PDF em arquivo do Word pelo celular (Imagem: Captura de tela/Bruno De Blasi/Canaltech) Você também consegue fazer o caminho inverso e transformar um documento Word em PDF. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Dengue | Repelente pode faltar no Brasil pela alta procura As 10 séries mais vistas da semana (03/03/2024) Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 5 grandes filmes para assistir na Netflix em janeiro de 2024 Veja Mais

Vale a pena comprar o iPhone 12 em 2024?

canaltech O iPhone 12 foi lançado pela Apple em 2020, com uma renovação no design e a adição do suporte ao 5G. Quatro anos depois, será que ainda vale a pena investir no aparelho que deve parar de receber atualizações do iOS em breve? É o que vamos analisar nos próximos parágrafos. Review iPhone 13 | Em time que está ganhando, a Apple muda pouco Review Apple iPhone 12 | Um celular com desempenho impecável O iPhone 12 ainda vale a pena? Você encontra o iPhone 12 com 128 GB de armazenamento por menos de R$ 3.000 no varejo online atualmente. É um preço bem interessante, já que o iPhone 13 está na faixa de R$ 3.700, e não baixou de R$ 3.600 desde dezembro de 2023. Mas considerar apenas o valor pago não basta, precisamos pensar em outros aspectos. A evolução de um modelo para o outro é pequena, como mostramos no comparativo do iPhone 12 com o iPhone 13. Ou seja, em experiência, você vai ter quase a mesma coisa no modelo mais novo do que no lançado um ano antes. E isso vale para tela, câmera, desempenho, bateria, som, enfim, tudo. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- ... (Ivo/Canaltech) ... (Ivo/Canaltech) ... (Ivo/Canaltech) ... (Ivo/Canaltech) ... (Ivo/Canaltech) ... (Ivo/Canaltech) ... (Ivo/Canaltech) ... (Ivo/Canaltech) ... (Ivo/Canaltech) ... (Ivo/Canaltech) Uma questão que pode pesar, a meu ver, é a longevidade de cada modelo. O iPhone 12 deixará de receber atualizações do sistema um ano antes de seu sucessor. E isso vai acontecer em breve, já que a previsão é que este ano a linha iPhone 11 seja atualizada pela última vez. Em outras palavras, o iPhone 12 ainda receberá o iOS 18, em 2024, e o iOS 19, em 2025. E aí, deixará de ser atualizado. Ainda são mais dois updates grandes, além das pequenas correções ao longo do ano — até o lançamento do iOS 20. Concluindo, o modelo de 2020 da Apple é uma excelente opção para quem quer entrar no ecossistema da Maçã sem gastar muito. Sua evolução para o antecessor é considerável, ao passo que o seu sucessor traz poucas novidades. A questão é que só vale a pena comprar o iPhone 12 pelo preço ideal, que é por volta de R$ 3.000. ????Compre o iPhone 12 no Magalu ????Compre o iPhone 12 no Mercado Livre ????Compre o iPhone 12 na Amazon Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Dengue | Repelente pode faltar no Brasil pela alta procura As 10 séries mais vistas da semana (03/03/2024) Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 5 grandes filmes para assistir na Netflix em janeiro de 2024 Veja Mais

Vale o Play | Duna: Parte 2 é o esquema de pirâmide que deu certo

canaltech O Vale o Play desta semana discute sobre Duna: Parte 2, o grandioso filme que consegue ter quase 3h e, ainda assim, ser muito corrido na hora em sua história Ouça ao podcast. Veja Mais

Como desativar o teclado do notebook | Guia Prático

canaltech É importante saber como desativar o teclado do notebook em algumas situações: caso conecte um periférico externo, isso evita que você esbarre nas teclas e digite algo sem querer; além disso, se algum botão está emperrado e o computador digita sozinho, vale a pena desligá-lo no macOS e no Windows. Como reproduzir sons de teclado mecânico no computador 6 dicas para resolver problemas com o teclado do PC Antes de prosseguir com as instruções, vale reforçar que é recomendável fazer esse processo já com outro teclado conectado ao computador. Caso contrário, você terá apenas o mouse à disposição para navegar pelo sistema, e isso pode dificultar na hora de realizar algumas tarefas. Como desativar o teclado do Windows Siga estes passos em notebooks com Windows: -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/- Abra o menu Iniciar; Procure por “Gerenciador de dispositivos”; Localize a aba “Teclado”; Encontre o teclado do notebook; Clique no ícone de X para desativá-lo. Para reativá-lo, basta seguir o mesmo caminho e clicar no ícone de seta verde. Abra o gerenciador de dispositivos para desativar o teclado do notebook (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech) Como desativar o teclado do MacBook O macOS não oferece uma solução nativa para desligar o teclado completamente, mas é possível fazer isso com a ajuda de aplicativos de terceiros. O Karabiner Elements é um software voltado para personalizar todas as teclas do aparelho e inclui uma opção que desativa o teclado quando houver outro componente externo conectado ao computador. Siga estes passos para usá-lo: Baixe o Karabiner Elements (macOS); Instale e abra o aplicativo; Clique em “Settings”; Acesse a aba “Devices”; Localize o teclado conectado; Marque a opção “Disable built-in keyboard while this device is connected”. Para retomar o acesso ao teclado nativo, basta voltar à mesma configuração e desmarcar a opção. Use o aplicativo para desativar o teclado do MacBook (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech) Como desativar o touchpad Caso você tenha conectado um mouse, a alternativa é desativar o touchpad para evitar toques indesejados. O Windows permite realizar a ação pelas configurações do sistema ou via atalho de teclado — o Canaltech explica cada uma delas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Bullying obriga crianças a gastar dinheiro nos jogos online Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Assista à primeira corrida de jet suit do mundo, em Dubai As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Veja Mais

Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024

canaltech O Mobile World Congress (MWC) acontece todos os anos e fornece, de certa forma, um termômetro para o estado atual da indústria tecnológica e suas tendências. Na edição de 2024, vemos que as telas flexíveis ainda possuem muitos potenciais inexplorados, que smartphones dobráveis estão se tornando mais acessíveis e que, com imaginação, é possível extrapolar o visual dos dispositivos do nosso dia a dia. MWC 2024 | Motorola usará apenas Gorilla Glass nos celulares de 2024 MWC 2024 | Honor confirma chegada ao Brasil e plano de fabricação nacional Nesta matéria, selecionamos algumas das principais novidades apresentadas na MWC 2024 para você se manter atualizado sobre as tecnologias mais interessantes e os últimos anúncios. Honor confirma estreia no Brasil e vendas devem começar ainda este ano (Imagem: Reprodução/Honor) Honor chega em breve ao Brasil Um dos grandes destaques da feira tecnológica fica para a confirmação de que uma nova fabricante de smartphones chegará ao Brasil: a Honor. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Sendo a segunda maior fabricante de celulares da China e não estando mais ligada à Huawei — ou seja, sem sofrer com as mesmas sanções impostas pelo governo dos Estados Unidos —, o CEO George Zhao confirmou que funcionários vieram ao Brasil para estudar o mercado local e determinar a melhor estratégia de investimento. A marca planeja fabricar seus smartphones em solo nacional e já entrou em contato com as principais lojas de varejo do país, mas uma data de estreia definitiva não foi revelada. @androidheadlines The Energizer P28K is massive and overkill but i love it! #mwc2024 #energizer #smartphones #android ? original sound - Android Headlines Essa bateria também é um smartphone A MWC é conhecida pelos produtos exóticos anunciados a cada ano, e dessa vez a Energizer anunciou uma bateria de 28.000 mAh que também é um smartphone. O Hard Case P28K tem hardware simples com chip Helio G99 limitado às redes 4G e tela de 6,7 polegadas com taxa de atualização de 60 Hz, mas se destaca pela enorme bateria, espessura monumental de 27,8 mm e peso de 570 gramas. Com uma carga completa a fabricante promete duração de até 1 semana em uso comum, até 122 horas em ligações telefônicas e até 94 dias em standby. O dispositivo tem lançamento previsto acontecer na Europa em outubro pelo preço de € 249, ou cerca de R$ 1.350 em conversão direta. Nubia Flip 5G é um dos smartphones dobráveis mais baratos da atualidade (Imagem: Reprodução/Nubia) Dobráveis estão ficando mais baratos A feira tecnológica também foi palco para o anúncio de três smartphones dobráveis com preço muito baixo. Um deles é o Energizer Ultimate U660S que aposta em bateria de 3.400 mAh, tela externa compacta, painel interno de 6,6 polegadas, acabamento de plástico e processador Helio G99 com 4G. O segundo é o Nubia Flip 5G com especificações mais avançadas incluindo chip Snapdragon 7 Gen 1, bateria generosa de 4.310 mAh, display externo circular, tela interna com taxa de atualização de 120 Hz e laterais de metal. Por fim, tivemos o Blackview Hero 10, que assume o posto de dobrável mais barato do mundo ao trazer hardware básico com chip Helio G99, câmera traseira de 108 MP e visual elegante com acabamento em material que imita couro e tela externa circular. O dobrável da Energizer chegará à Europa por € 499 (cerca de R$ 2.700) em novembro, enquanto a opção da Nubia estreia em março por US$ 599 (cerca de € 549, ou quase R$ 3.000) e o modelo da Blackview será vendido na Europa pelo preço oficial de € 399, equivalentes a cerca de R$ 2.144. A competição acirrada entre as marcas no segmento mostra que existe um mercado em potencial a ser explorado dobráveis mais baratos, uma vez que as fabricantes mais consolidadas ainda não aproveitaram a chance — a mais próxima disso foi a Motorola com o Razr 40, que teve preço de lançamento fixado em mais salgados US$ 699 (~R$ 3.474). Flexible beyond imagination. Our Adaptive Display Proof of Concept is the showstopper at #MWC2024!#MWC24 #hellomoto pic.twitter.com/CNSlkDk5Ka — Motorola India (@motorolaindia) February 28, 2024 Celular da Motorola vira relógio… Após ter apresentado a ideia exótica no final do ano passado, a Motorola apresentou o Adaptive Display Concept durante a MWC 2024 permitindo que mais pessoas pudessem ver o smartphone dobrável que se transforma em relógio. O dispositivo tem tela de 6,9 polegadas e seu painel dobra para fora, permitindo que o display esteja sempre exposto. Com dobradiça dividida em diferentes segmentos, o modelo consegue adquirir diferentes posições para vários tipos de uso, permitindo inclusive ser utilizado como uma espécie de grande bracelete inteligente. Not only Motorola/Lenovo, but Samsung Display is also showcasing its Wrist Phone prototype. ????This is the Samsung Cling Band.Such a quirky concept, and I think it is just a really cool idea that won't be mass-produced because of how impractical it is.Let's see how Samsung… pic.twitter.com/Ai9zcNnQ2X — Alvin (@sondesix) February 26, 2024 …e o da Samsung também Além da Motorola, a Samsung apresentou uma ideia muito similar de smartphone que pode ser utilizado no pulso: o Cling Band. Com desenvolvimento em estágio inicial, o dispositivo tem corpo estreito, apenas uma câmera traseira e incorpora sensores na tampa traseira para medir batimentos cardíacos. Os projetos de Samsung e Motorola não possuem previsão de lançamento, mas quem sabe algum dia vejamos modelos mais robustos com a mesma ideia sendo vendidos no mercado. Telas por todos os lados A Samsung ainda dedicou um grande espaço do seu estande na Mobile World Congress para apresentar protótipos da sua divisão de telas, a Samsung Display. Os projetos incluem uma tela para controle de casa inteligente com painel flexível, fone de ouvido com tela circular na tampa para controle de música e volume, headphone com display integrado à concha lateral e até mesmo um painel circular no volante de carro. Estes são outros projetos destinados para atrair atenção de marcas para as possibilidades de uso das telas da Samsung Display, mas é pouco provável que produtos semelhantes cheguem às prateleiras nos próximos meses.   Lenovo mostra notebook transparente Após ter exibido um laptop com tela deslizante na última MWC, a Lenovo trouxe outro curioso projeto este ano: um notebook com display transparente. O ThinkBook Transparent Display Laptop é um protótipo com tela microLED transparente de 17,3 polegadas que oferece 55% de transparência em pixels totalmente pretos. Sem uma tampa atrás do painel, é possível visualizar o que está atrás do display e ainda visualizar com certa nitidez o que é exibido na tela. Impressões iniciais apontam que a ideia é interessante, mas que precisa de propósito e que há problemas em relação à privacidade, uma vez que o conteúdo da tela pode ser visualizado também por quem está atrás dela. HMD Global acredita que pode reiniciar onda de celulares modulars com a plataforma Fusion (Imagem: Divulgação/HMD) HMD ainda acredita em celulares modulares Após o Project Ara do Google fracassar antes do lançamento e a Motorola ter abandonado os Moto Mods/Snaps da linha Moto Z, agora é a vez da muito menos conhecida HMD Global — marca encarregada dos celulares da Nokia — tentar a sorte e ressuscitar a ideia de celulares modulares. A companhia anunciou sua plataforma HMD Fusion com smartphones personalizáveis para consumidores e empresas, permitindo o uso de capas modulares com diferentes funcionalidades por meio de pinos na tampa traseira. Entre as possibilidades citadas incluem módulos para conduzir testagem sanguínea visando identificar diabetes, leitor de código de barras ou terminal de pagamento, além de ideias voltadas ao consumidor com foco em expandir a usabilidade do smartphone. A HMD espera lançar o primeiro smartphone com a plataforma Fusion em julho e mais detalhes devem ser divulgados até lá. Galaxy Ring ganha novidades sobre design, usabilidade e ficha técnica na MWC 2024 (Imagem: Reprodução/Samsung) A pequena grande novidade da Samsung Depois de ter sido revelado de surpresa durante o anúncio do Galaxy S24, o primeiro anel inteligente da Samsung ganhou novos detalhes esta semana durante a MWC. O novo Galaxy Ring será lançado "em breve” com uso do Galaxy IA para dados personalizados de saúde e medição de frequência cardíaca e sono. Com três cores (preto, prata e dourado) e diferentes tamanhos, o modelo será mais leve que seu atual principal concorrente, o Oura Ring 3, e promete "longa” duração de bateria que pode chegar a 9 dias de uso típico. Embora a Samsung não tenha definido uma data de lançamento, é provável que o acessório estreie com o Galaxy Z Flip 6 e Galaxy Z Fold 6, esperados para o dia 10 de julho em um evento em Paris, França. Tecno quer levar cheiros agradáveis aos smartphones dos usuários (Imagem: Reprodução/Tecno) Tecno apresenta celular perfumado Para atrair não apenas os olhos dos consumidores, mas também o nariz de todos eles, a Tecno revelou sua tecnologia “Fragrance Leather” que leva cheiro ao acabamento dos smartphones. Segundo a marca, microcápsulas perfumadas são integradas no processo final de fabricação do exterior do smartphone, que projetada em material sintético que imita o couro. A promessa é de que o aroma agradável dure até um ano sob condições de uso normal sem exposição excessiva ao sol, temperaturas extremas e sem muita fricção com a parte exterior do aparelho. Como esperado, não existe previsão de lançamento para implementar a solução aromática aos smartphones da marca. At MWC 2024, Infinix demonstrated E-Color Shift technology. #technonews #technology #future #phone #technologynews news pic.twitter.com/gEwIZN46gs — STT (@Smthtechnotoday) February 29, 2024 Infinix mostra celular com tampa traseira que muda de cor No ano passado a Tecno apresentou sua tecnologia Chameleon Coloring que permite trocar a cor da tampa traseira do smartphone. Este ano, foi vez da Infinix — empresa irmã da Tecno, ambas parte do grupo Transsion — anunciar uma tecnologia semelhante com área útil ainda maior. A solução E-Color Shift é baseada em tela e-ink utilizada em leitores de livros digitais, mas com cores vibrantes em diferentes padrões pré-determinados pela fabricante. A fabricante não confirmou a estreia da tecnologia em seus smartphones proprietários. ?????????nubia Music pic.twitter.com/IGJeE0z7BZ — ???? / Dr Mobile Yasuhiro Yamane (@hkyamane) February 27, 2024 Nubia revela celular com volume de 600% A Nubia apresentou vários novos smartphones na MWC 2024, mas o Nubia Music foi o modelo que mais chamou atenção. Utilizando inteligência artificial para otimizar a intensidade sonora, o dispositivo oferece modo capaz de aumentar o volume em até 600% prometendo graves e agudos com distorções mínimas. O smartphone se destaca ainda pelo visual com alto-falante ao lado do módulo de câmera e duas portas P2 de 3,5 mm para conectar dois fones de ouvido e compartilhar música. Chegada da Honor ao Brasil é a novidade mais impactante para os brasileiros que buscam smartphones mais diferentes (Imagem: Reprodução/Honor) A Mobile World Congress acontece todos os anos como um termômetro da tecnologia atual, e este ano fica claro que dobráveis podem se tornar ainda mais acessíveis e que há formas diferentes de tornar smartphones únicos. Resta esperar que os produtos anunciados neste final de fevereiro cheguem em breve ao mercado consumidor internacional. E para não perder nenhuma novidade, fique de olho no Canaltech. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Bullying obriga crianças a gastar dinheiro nos jogos online Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Assista à primeira corrida de jet suit do mundo, em Dubai As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Veja Mais

Destaques da NASA: nebulosa, Odysseus e + nas fotos astronômicas da semana

canaltech Chegou o momento de conferir as fotos destacadas pela NASA durante a semana no site Astronomy Picture of the Day. Desta vez, a seleção de imagens trouxe um vídeo de um eclipse em Marte e objetos de beleza impressionante, como auroras e nebulosas.  Céu de março | Conjunções, equinócios e cometas são o destaque deste mês Bandeira do Brasil digital foi à Lua com módulo privado Odysseus Claro que o lander lunar Odysseus também apareceu por aqui — e nada mais justo, afinal, esta é a primeira sonda privada a pousar na Lua. Você vai conferir também uma foto com a figura de Júlio César, e pode saber mais sobre a relação entre o romano e o ano bissexto. No final desta matéria, você encontra uma galeria com todas as fotos citadas. Não se esqueça de conferi-la!  -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- 1. Sonda Odysseus na Lua A sonda Odysseus, da Intuitive Machines, pousou na Lua em 22 de fevereiro. O módulo passou cerca de uma semana em atividade, transmitindo dados para as equipes em solo e produzindo energia em seus painéis solares. Com a chegada da noite lunar, o Odysseus entrou no modo de hibernação na quinta-feira (29).  2. Aurora boreal  Em 2016, moradores da Islândia tiveram a oportunidade de conferir uma aurora boreal espetacular formada por um fluxo de partículas eletricamente carregadas vindas do espaço. Ao interagir com os gases da atmosfera, as partículas formaram uma aurora colorida e vasta — que, para alguns, tinha formato parecido com o de uma fênix.  3. Eclipse em Marte Outro destaque da agência espacial mostra um eclipse diferente, capturado pelos instrumentos da sonda Mars Express. No vídeo, conferimos a lua Fobos se ocultando Deimos. O fenômeno também poderia ser visto da superfície do planeta — mas, neste caso, iria parecer que Fobos estava passando à frente de Deimos.   ???? Leia mais: Eclipse em Marte é a foto astronômica de segunda-feira (26)  4. Nebulosa do Espaguete O remanescente de supernova Simeis 147 apareceu por aqui em uma imagem de tirar o fôlego. Também conhecido como Nebulosa do Espaguete, este remanescente se estende por 150 anos-luz, o equivalente a seis vezes o diâmetro da Lua cheia. Ele se formou há cerca de 40 mil anos-, quando uma estrela massiva explodiu.  ???? Leia mais: Nebulosa do Espaguete é a foto astronômica de terça-feira (27)  5. Céu após o pôr do Sol Na verdade, a imagem do céu após o pôr do Sol é uma composição feita de 20 fotos tiradas e m Sicília, na Itália. Elas mostram as mudanças na cor do céu após nosso astro mergulhar sobre o horizonte, além de fenômenos como o Cinturão de Vênus.   ???? Leia mais: Céu após o pôr do Sol é a foto astronômica de quarta-feira (28)  6. Júlio César e o ano bissexto  Estamos em um ano bissexto, e claro que a data não poderia passar despercebida pela NASA. Em homenagem ao dia, uma das fotos deste compilado traz uma moeda com a figura de Júlio César. Seguindo as orientações do astrônomo Sosígenes de Alexandria, ele reformou os calendários em 46 a.C. e introduziu o dia bissexto a cada quatro anos.  ???? Leia mais: Ano bissexto é a foto astronômica de quarta-feira (29)   7. Radiotelescópio Parkes Chegamos ao fim dos destaques desta semana com uma foto do radiotelescópio Parkes, instalado em Nova Gales do Sul, na Austrália. Ele conta com uma antena de 64 metros de diâmetro, que foi apontada para a Lua para captar os sinais do rover Odysseus. Devido à posição do rover, as emissões eram fracas.  ???? Leia mais: Ano bissexto é a foto astronômica de sexta-feira (1º) Clique e veja a galeria de fotos O lander privado Odysseus pousou na Lua em 22 de fevereiro (Intuitive Machines) Aurora boreal na Islândia, com formato que lembra o de uma fênix (Hallgrimur P. Helgason; Rollover/Judy Schmidt) Lua Fobos ocultando Deimos em eclipse das luas marcianas (ESA, DLR, FU Berlin, Mars Express; Andrea Luck) Devido aos seus filamentos, o remanescente de supernova Simeis 147 é chamado de Nebulosa do Espaguete (Stéphane Vetter (Nuits sacrées)) Sequência de 20 fotos tiradas após o pôr do Sol (Dario Giannobile) Júlio Césr reformou o sistema de calendários em 46 a.C. para incluir um dia a mais em anos bissextos (Classical Numismatic Group, Inc., Wikimedia) Antena Murriyang, do radiotelescópio Parkes, recebendo sinais do lander Odysseus na Lua (John Sarkissian (ATNF Parkes Radio Observatory)) Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Qual é a melhor TV de 65 polegadas para comprar em 2024? Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Veja Mais

Qual é a diferença entre cobra e serpente?

canaltech Você já parou para pensar em qual é a diferença entre cobra e serpente? Muitas pessoas acreditam que se trata apenas de um sinônimo. Embora esses termos tenham uma relação direta, de fato, não possuem exatamente o mesmo significado, e podem ser utilizados com uma intenção distinta. Qual é a diferença entre sapo, perereca e rã? Qual é a diferença entre caracol, caramujo e lesma? O que é serpente O termo “serpente” é utilizado de maneira mais técnica e abrangente, sob o objetivo de descrever todos os membros de uma subordem. A subordem Serpentes pertence à ordem Squamata, que abrange todos os répteis escamosos, incluindo serpentes e lagartos. Ou seja: é um grande grupo de animais, e a cobra é apenas um dos integrantes desse grupo. Uma serpente é caracterizada por ter um corpo alongado e desprovido de membros. Dentro dessa subordem, existem muitas famílias e espécies diferentes, que podem ser encontradas em variados tipos de ambientes, seja na água, na terra, enterradas no solo ou mesmo em árvores. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Integrantes da subordem Serpente A subordem inclui as famílias: Elapidae, que abrange as serpentes marinhas e as cobras-capelo (najas);  Viperidae, que engloba as víboras; Boidaem família à qual pertencem as jiboias; Colubridae, a grande família das cobras propriamente ditas, que falaremos a seguir. Então, para se enquadrar no termo “serpente”, é necessário ser um réptil sem patas para caminhar, com escamas e algumas capacidades específicas, como a de dilatar o estômago. O que é cobra Enquanto as serpentes representam um termo mais abrangente, as cobras são uma família dentro da subordem das serpentes, chamada Colubridae. Em outras palavras, todas as espécies de cobras também são serpentes. Vale dizer que na maioria dos contextos, os dois termos são intercambiáveis, isto é, podem funcionar como sinônimos — inclusive, no dicionário da língua portuguesa eles são dados como tal. Mas, cientificamente falando, existem diferenças taxonômicas entre eles. Toda cobra é uma serpente, mas nem toda serpente é uma cobra; na foto, uma cobra-verde (Imagem: Sagar Paranjape/Unsplash) Taxonomia é o ramo da biologia que classifica os animais em reinos, filos, classe, ordem, família, gênero e espécie. O que acontece é que a família Colubridae é o maior subgrupo de todas as serpentes, o que acaba gerando a confusão dos termos e fazendo com que as pessoas acreditem que se trata da mesma coisa. Para se ter uma noção, são cerca de 1800 espécies de cobras! A maioria delas não possui veneno, e as poucas espécies venenosas não possuem um aparelho eficaz para injetar a substância no ato da mordedura. Alguns exemplos de cobras conhecidas são: Caninana (Spilotes pullatus); Cobras d'água (Helicops modestus e Liophis miliaris); Surucucu-do-pantanal (Hydrodynastes gigas); cobra-cipó (Chironius exoletus). Serpente é venenosa e cobra não? Um erro muito comum é acreditar que a distinção entre serpente e cobra se dá a partir do veneno. Muitos acreditam que a serpente é capaz de produzir veneno e a cobra não é. No entanto, a distinção em termos de veneno não é precisa. Essa confusão ocorre porque a maioria das espécies de serpentes venenosas pertencem à família Elapidae, enquanto muitas cobras da família Colubridae não são venenosas. Mas seria equívoco dizer que isso é uma regra. Embora não tenham um aparelho injetor tão eficaz quanto o das serpentes, há muitas espécies de cobras venenosas.qual a  Então um truque para entender qual é a diferença entre cobra e serpente é que: toda cobra é uma serpente, mas uma serpente não é necessariamente uma cobra (embora, na maioria dos casos, seja). Viu só? Agora você sabe a diferença técnica entre os termos! Recapitulando: as serpentes são uma subordem da ordem Squamata, e as cobras são uma família dentro da subordem das serpentes! Toda cobra é uma serpente, mas a recíproca não é verdadeira. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Flash | Quais são os 6 velocistas mais rápidos da DC Comics? WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

Skull & Bones | O que deu de errado no jogo?

canaltech Um trabalho produzido ao longo de toda uma década pode representar um feito impressionante. Mas, na indústria dos games, é o contrário. Mudanças de rumo, a demora na divulgação de informações e, principalmente, adiamentos, são vistos como péssimos sinais e costumam resultar em um produto muito abaixo do aceitável. Skull & Bones é a mais recente prova viva deste efeito. 5 jogos com temática de pirata para celular Como a pirataria popularizou os jogos no Brasil Lançado em 16 de fevereiro, após 11 anos de desenvolvimento e pelo menos seis adiamentos anunciados, o título da Ubisoft Singapura surgiu de uma ideia interessante. Quem jogou Assassin’s Creed IV: Black Flag pode se lembrar das batalhas navais, introduzidas como grande novidade em um título que fazia a ponte entre duas gerações de plataformas. Diante desse sucesso, veio a ideia de criar um título em cima disso.   Os efeitos do tempo são percebidos o tempo todo. Skull & Bones parte de uma boa premissa e até entrega algumas propostas interessantes para um game de 2014 ou, até mesmo, um spin-off marítimo da franquia dos assassinos. Uma década depois, porém, o resultado é tosco, com o perdão da palavra, e torna ainda mais bizarra a ideia de que um título desse tipo levou tanto tempo para chegar às prateleiras. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Um jogo que não é o que parece Não dá para saber exatamente o que Skull & Bones quer ser, no que talvez seja o reflexo mais marcante de seu longo e tortuoso ciclo de desenvolvimento. A base, claro, nos leva diretamente a um título de pirataria e navegação, nos fazendo lembrar do ótimo Sea of Thieves; a prática, porém, é um bocado diferente. Skull & Bones se propõe a ser um game de exploração e combates marítimos, mas todas as suas mecânicas são insatisfatórias e repetitivas (Imagem: Divulgação/Ubisoft) Isso porque, desde o início, percebemos que boa parte da ideia do título é baseada na busca por suprimentos. Claro, estamos falando de um jogo supostamente de serviço e com foco no online, mas durante as primeiras horas de jogo, tudo o que fazemos é buscar materiais, retornar à base para aprimorar nossa embarcação para conseguirmos fazer isso de novo. É um ciclo dos mais desinteressantes, principalmente quando colocado no início de um game que, como forma de combater uma percepção de rejeição, recebeu versão de testes gratuita. A ideia da Ubisoft era que os jogadores experimentassem Skull & Bones e adquirissem o título para continuar a jornada — uma semana depois do lançamento, informações extraoficiais indicavam uma contagem de menos de um milhão de jogadores em todo o mundo. EXCLUSIVE - Skull and Bones Has Less Than 1 Million Players Total, Including Free Trial Playershttps://t.co/nKZOrPU4Ce — Insider Gaming (@InsiderGamingIG) February 22, 2024 Não bastasse a forma sem graça de começar o game, o loot de recursos nem mesmo é interessante. Enquanto o jogador pode descer em ilhas e cidades que servem como hubs de melhorias e compra de suprimentos, a exploração do mapa acontece de dentro do próprio barco, com uma QTE rápida que aparece na tela e define a quantidade de itens coletados. A lembrança direta não é de um jogo de porte, como a Ubisoft citava durante todo o marketing, mas sim dos chamados clickers de celular, em que o objetivo é apenas tocar a tela. Pressionamentos sucessivos de botões e uma navegação sem sentido, além de pesada e pouco responsiva, terminam de compor uma experiência das piores.   Vamos então para os combates, igualmente repetitivos e maiores vítimas dos controles. Com sua tripulação, o jogador controla a embarcação e também os disparos, mas a verdade é que estará sempre se posicionando ao lado de oponentes e apertando o gatilho repetidamente, torcendo para que a barra de vida do adversário chegue ao fim antes da própria. Compre aqui o Xbox Series S e entre para a nova geração com o modelo mais compacto da Microsoft Outra promessa vai por água abaixo aqui, já que a baixa população de jogadores faz com que os mares de Skull & Bones sejam habitados por bots. Eles dificilmente mexerão com você se não os atacar primeiro e, depois da primeira batalha, o jogador verá que há pouco incentivo para fazer isso diante da ruindade dos confrontos marítimos. Os combates navais que tanto chamaram a atenção em Assassin's Creed IV são uma mera sombra em Skull & Bones; basta apertar os botões sem parar e torcer para o inimigo perder primeiro (Imagem: Divulgação/Ubisoft) Para finalizar essa refeição insossa, surge então a mecânica de invadir os navios inimigos. Quem jogou Assassin’s Creed IV: Black Flag se lembra destes como momentos empolgantes que culminavam em combates no convés, mas nada disso está aqui. A ação, que finaliza os confrontos marítimos, se baseia no lançamento de cordas com ganchos que parecem ter uma chance aleatória de agarrarem na embarcação dos oponentes. Caso o lançamento dê certo, você verá uma cutscene rápida indicando o sucesso, por trás da interface de usuário que indica os ganhos e a vitória na batalha. Apenas isso, sem espadas, lutas ou muito menos algum tipo de domínio sobre a embarcação inimiga — elas, também, são mais uma fonte de itens. Um jogo médio de 2014 As influências de um Assassin’s Creed IV: Black Flag também aparecem no conjunto gráfico de Skull & Bones, mas não de um jeito positivo. Aqui, temos em mãos um jogo que seria muito bonito no PlayStation 3 e interessante no começo de geração do PS4, o que vale também para suas mecânicas, que já citamos. É uma “pena” que estamos em 2024. Os itens cosméticos servem como marcos de progressão em Skull & Bones, mas acredite, você dificilmente vai querer avançar no game (Imagem: Divulgação/Ubisoft) Entre visuais extremamente datados e os tradicionais bugs, temos também personagens mal modelados. As embarcações são interessantes, assim como as toneladas de cosméticos que aparecem como incentivo às microtransações e servem como indicadores de progresso. Novamente, porém, não há nada que impressione diante da simplicidade mal-acabada do game. Em outro aspecto de muitos que já citamos parecerem surreais, ver imagens da demo do título que estava disponível na E3 de 2018 torna o resultado ainda mais inexplicável. Lá atrás, apesar de já amaldiçoado por adiamentos e problemas de desenvolvimento, dava para esperar até um título bonito e interessante, que não é o que chegou às nossas mãos. I still have 30 minutes of Skull and Bones ProRes capture from E3 2018 on my hard drive. Could prove useful... pic.twitter.com/1AGzniJdNd — John Linneman @dark1x.bsky.social (@dark1x) February 13, 2024 Dá para voltar, inclusive, ao já citado Sea of Thieves e lembrar que Skull & Bones não poderia ter saído em momento pior. O título da Rare saiu em 2018 e acumula múltiplas expansões desde então, além de uma base fiel de jogadores encantados pelo tom místico e a boa jogabilidade, principalmente em relação ao direcionamento do barco, que usa mapas em vez de indicadores virtuais, aumentando a imersão e a chance de descobrir surpresas pelo caminho. Seis anos depois, inclusive, o título está prestes a chegar ao PlayStation 5, em uma polêmica decisão de fim de exclusividade, pela Microsoft, que suscitou discussões por semanas. Em um cenário que não costuma ter jogos de piratas lançados com frequência, Skull & Bones acabou sendo lançado justamente quando um dos melhores do gênero voltou ao centro das atenções dos jogadores. Vale a pena jogar Skull & Bones? Skull & Bones poderia ser um game interessante há 10 anos, logo após o lançamento de Assassin’s Creed IV: Black Flag e em um momento de propostas mais simples. Hoje, com gráficos feios e jogabilidade simplória, para dizer o mínimo, não chega a um patamar aceitável mesmo fazendo parte de uma temática que não recebe títulos com frequência.   Mais de uma década de produção, muitos adiamentos e mudanças de rota transformaram o título em um navio fantasma inexpressivo, navegando os mares da indústria de jogos ressoando a um tempo de glória que nunca existiu. De sua principal influência, restou muito pouco, enquanto sobram problemas. Por apenas R$ 14,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Caso você esteja muito curioso para saber o que levou a Ubisoft a investir dezenas de milhões de dólares e mais de uma década de desenvolvimento, prefira o teste de Skull & Bones. A versão dá acesso a oito horas de jogo gratuito, mais do que suficientes para testemunhar a tragédia que é o título. Skull & Bones está disponível em versões PC, PlayStation 5 e Xbox Series X|S. A produção é da Ubisoft Singapura. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto FGTS Digital começa a operar no Brasil; entenda como funciona Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Veja Mais

Assista à primeira corrida de jet suit do mundo, em Dubai

canaltech Na quarta-feira (28), a primeira corrida de “jet suit” (espécie de traje voador a jato) do mundo foi realizada. A disputa inédita, com cara de ficção científica, ocorreu no porto de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e foi transmitida para milhões de espectadores. Policial voador estilo Homem de Ferro pode se tornar realidade na Inglaterra Mochila-helicóptero pode substituir jetpack tradicional em voo solo Para a competição, foram recrutados oito esportistas que vestiram a mochila com propulsor a jato de alta potência e percorreram todo o trajeto, evitando os obstáculos colocados na água. A seguir, confira o vídeo da primeira corrida do mundo de jet suit, em inglês: -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/-   Como é possível perceber, durante a corrida, não foram identificados problemas técnicos e nem acidentes graves. O único incidente envolveu um dos pilotos que perdeu o controle do traje e caiu na água.  Primeira corrida mundial de jet suit Na primeira corrida mundial de jet suit, o campeão foi o britânico Issa Calvon. O segundo e o terceiro lugar do pódio foram ocupados, respectivamente, por Paul Jones e Freddie Hay, também britânicos. ????? ?? ???? ???? ?????? ?? ??????? "????? ??? ??????? ???????" ??????? ?????? ?? ????? ??? ????? ?????? ???? ????? ?? ??? ????? ? ?????? ???? ??? ??????? ?????" ???????" ??????? ?? ??? ????? ?? ???????? ??????? ???????? ?? ???? ???? ???? #??? ???? ???. https://t.co/tnrVDaqMPu pic.twitter.com/CwEoDDVmjK — Dubai Media Office (@DXBMediaOffice) February 28, 2024 A modalidade esportiva está longe de ser considerada olímpica e nem se cogita a sua inclusão nas Olimpíadas 2024 em Paris, na França, mas o desafio ajuda a criar os primeiros aficionados por essas corridas, capazes de unir alta tecnologia, habilidade de voo e força física do piloto. Potência do traje a jato Inspirado no universo dos quadrinhos, como o Homem de Ferro, e na Fórmula 1, os trajes usados pelos competidores contêm cinco conjuntos de propulsão de turbina a gás, instalados nos braços e nas costas, com mais de mil 1.000 cavalos de potência.  Nas condições ideais, o equipamento da Gravity Industries pode chegar a uma velocidade de 128 km/h, mas não tem autonomia para permanecer no ar por tanto tempo.  Agora, confira imagens do treino: Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Gravity Industries (@takeongravity) Voando como o Homem de Ferro Para o fundador e piloto-chefe de testes da Gravity Industries, Richard Browning, os super-heróis da DC Comics e da Marvel, incluindo o Homem de Ferro, criaram um universo único no cinema com CGI (Computer Graphic Imagery) — com aquelas imagens de tirar o fôlego feitas com computação gráfica. “Chegamos o mais perto que alguém já chegou de entregar isso [essa experiência de ser um super-herói] de verdade”, afirma Browning para a agência de notícias AP News.     Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Secar a estratosfera pode reduzir as temperaturas no planeta Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

9 vilões que precisam estrear logo no Universo Cinematográfico Marvel

canaltech O Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês) está preparando a chegada de novas ameaças, até porque Kang não foi aquilo que todos esperavam. E é claro que todo fã já imagina o que vem pela frente — incluindo nós do Canaltech. Por isso, especulamos aqui nove vilões que podem ser introduzidos nesses próximos títulos. Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Wolverine revela armadura de adamantium que o torna indestrutível Vale destacar que muitos deles já estão praticamente confirmados, é só uma questão de tempo para que eles deem as caras, como Galactus, Mefisto e Doutor Destino. Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Todos vilões abaixo têm grandes chances de aparecer na próxima fase do MCU. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- 1. Galactus (Imagem: Montagem/Marvel Comics/Marvel Studios) Talvez o mais aguardado de todos os vilões a aparecer no MCU, há vários rumores sobre sua presença no filme do Quarteto Fantástico ou em Vingadores: Guerras Secretas. Em um desses boatos, há a possibilidade de ele ser inicialmente um dos Celestiais — assim como Ego, o Planeta Vivo, tornou-se em Guardiões da Galáxia. Há quem diga que ele até mesmo já apareceu no primeiro filme da equipe de Peter Quill, durante uma explicação do Colecionador. Veja a imagem com o cetro que possui o mesmo design de seu capacete. 2. Kaboom (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Embora seja uma personagem nova, que estreou em 2015, ela possui habilidades de controle de eletricidade e seria uma boa antagonista para as próximas aparições da Ms. Marvel, Kamala Khan. Como Kaboom não tem assim muito background e foi alistada pelos Inumanos rebeldes conhecidos com NuHuman, ela poderia ser completamente reinventada para se tornar mais relevante — e, de quebra, explorar melhor os Inumanos, que já apareceram em sua terrível série e em Agents of SHIELD. 3. Cavaleiro das Sombras (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Ele cresceu sob a sombra do seu irmão mais velho e depois entrou para o exército para mais tarde se tornar um mercenário na Itália. Randall Spector é ninguém menos que o irmão mais novo de Marc Spector, o Cavaleiro da Lua, e tem poderes semelhantes. Isso o torna um possível grande rival para as próximas aparições do herói maluco. 4. Sin (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Infelizmente, o Caveira Vermelha foi subutilizado até agora no MCU e se tornou a entidade protetora da Pedra da Alma nos dois últimos filmes dos Vingadores. Ao que tudo indica, ele não deve reaparecer tão cedo, o que abre espaço para alguém fazer suas vilanias no seu lugar. A filha do Caveira Vermelha, Sin, pode ser uma boa substituição de seu pai — aliás, como ela teve grande importância na saga A Essência do Medo, que tem ligações com Thor, também poderia fazer conexões com o núcleo cósmico do Marvel Studios. 5. Líder (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Outro personagem subutilizado no filme O Incrível Hulk, que deu a largada para o MCU. Embora ele tenha feito apenas uma rápida aparição, Samuel Sterns é um oponente formidável, com sua vasta inteligência e conhecimento sobre radiação gama. Ele poderia ser o grande vilão da série da Mulher-Hulk, contudo, ao que parece, a Marvel deixou para reintroduzi-lo em Capitão América 4. A possibilidade de ele surgir aumentou com seu recente protagonismo na elogiada fase do Gigante Esmeralda no título mensal The Immortal Hulk. 6. Mangog (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Representação corpórea da força de bilhões de seres vivos, Mangog foi o principal responsável pela perda de dignidade do Thor Odinson, que passou um bom tempo sem seu fiel escudeiro, o martelo Mjolnir. O vilão foi uma das maiores ameaças no arco da Thor Jane Foster. Isso o coloca como um grande candidato a antagonista em um próximo filme do Deus do Trovão. 7. Aniquilador (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Presente nas principais sagas cósmicas que revitalizaram os confins do espaço na Marvel Comics, o Aniquilador é uma ameaça não somente para os Guardiões da Galáxia como para o Quarteto Fantástico, Nova, os Vingadores, enfim, para os grandes heróis da editora. Não seria uma surpresa, então, se ele fosse mencionado em algum dos próximos filmes como um vilão da escala de Thanos. 8. Doutor Destino (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Dez entre dez fãs da Marvel Comics não veem a hora de Victor Von Doom finalmente ganhar uma versão à altura, já que o que apareceu nas adaptações do Quarteto Fantástico da Fox não chegam nem perto do que esse personagem pode ser. Depois do fiasco com Kang, é bem possível que ele seja introduzido muito em breve, até porque sem o Doutor Destino não tem como realizar a tão aguardada adaptação das Guerras Secretas. 9. Mefisto (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Esse talvez seja o mais improvável dos vilões a aparecer ainda nessa Fase 4, mas não se espante se ele der as caras muito em breve, pois muita gente já o esperava até antes. Isso porque Mefisto tem grande conexão com o lado místico e sobrenatural da Marvel Comics, e como esse cantinho se expandiu com Doutor Estranho, Shang-Chi e Feiticeira Escarlate, o diabão tem tudo para aparecer com a chegada de Motoqueiro Fantasma e Blade, que estão bem pertos de aparecer no MCU. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Secar a estratosfera pode reduzir as temperaturas no planeta Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil

canaltech A Meta tem 30 dias para mudar de nome no Brasil — é o que os desembargadores da 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiram nesta sexta-feira (1º). A Justiça paulista definiu uma multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento, no entanto, ainda cabe recurso da Big Tech de Mark Zuckerberg. Quantos anos é preciso ter para criar uma conta no Facebook? Como ter dois WhatsApp no mesmo celular | Guia Prático A Meta da Meta é mudar o nome da Meta Segundo o comunicado da Justiça de São Paulo, a decisão surgiu devido a uma solicitação de uma companhia brasileira que possui o nome “Meta” em território nacional há mais de 20 anos. Os advogados da Meta Serviços em Informática informaram que desde que o Facebook Inc. mudou para Meta em 2021, a empresa do Brasil passou a receber diversas visitas de pessoas que usam as redes sociais da marca estadunidense que achavam estar conhecendo sua sede. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- O desembargador Eduardo Azuma Nishi, relator do caso, apontou que a decisão a favor da companhia nacional foi necessária “diante da impossibilidade de coexistência pacífica de ambas as marcas”. Além de alterar o nome no Brasil, a Meta de Zuckerberg deve divulgar em seus canais de comunicação que a marca agora pertence à empresa brasileira por ela ter o registro do nome Meta desde 2008, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). Será que não vamos mais chamar a Meta de Meta no Brasil? (Imagem: Mariia Shalabaieva/Unsplash) O Canaltech entrou em contato com a Meta para comentar este caso e vai atualizar esta publicação assim que houver um posicionamento da companhia. Especialista aprova decisão De acordo com o Sócio da área de propriedade intelectual e direito digital do Almeida Advogados, Pedro Tinoco, a decisão da Justiça de São Paulo foi acertada. "Observamos que foi acertadamente mencionada a confusão entre as empresas", relata Tinoco. "Ora, a lei de propriedade industrial indica expressamente que não é cabível o registro de marca idêntica àquela previamente registrada para distinguir serviços semelhantes e com potencial de causar confusão entre as marcas (cf. art. 124, XIX), sendo inadmissível que a empresa brasileira continue sofrendo tais prejuízos", aponta o advogado. Por fim, o especialista destaca é possível que a Meta acate a decisão, mas não antes de tentar revertê-la. "Em relação à viabilidade da Meta realmente mudar de nome no Brasil, confiamos que é provável, considerando a multa diária estabelecida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo em caso de descumprimento da decisão. No entanto, é possível que a gigante da tecnologia ingresse com medida judicial para suspender os efeitos da decisão ou busque uma composição com a outra parte", conclui. Meta tem cadeira cativa nos tribunais Vale lembrar que essa não é a primeira vez que a Meta tem processos nos tribunais envolvendo questões de marca. Em 2021, quando mudou seu nome, a Big Tech foi acusada de ter cometido plágio para criar sua logomarca. Na época, a MileniumGroup, uma agência argentina de comunicação e marketing digital, afirmou que “a criatividade é uma das nossas características como uma agência e é por isso que nossos advogados vão pedir um ‘cessar e desistir’ ao Facebook nos tribunais correspondentes”. Saindo da seara de marca, em 2023, o Facebook foi condenado a pagar R$ 5 mil para brasileiros que tiveram dados vazados. A indenização foi definida pela Justiça brasileira e faz parte de um processo maior, que resultou em uma multa de R$ 20 milhões à plataforma da Meta por danos morais coletivos relacionados às exposições de informações. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Secar a estratosfera pode reduzir as temperaturas no planeta Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano”

canaltech Após uma semana intensa com vários lançamentos interessantes, protótipos curiosos e dispositivos que podem nunca chegar ao mercado, a Mobile World Congress (MWC) 2024 consagra o Google Pixel 8 com o prêmio de "smartphone do ano” no último dia da feira de tecnologia. Review Google Pixel 8 Pro | O topo de linha com Android puro e IA Site do Google deixa você criar seu próprio robozinho do Android Competindo contra modelos como o iPhone 15 Pro da Apple, a linha Galaxy S23 da Samsung e dobráveis Galaxy Z Flip 5 e Oppo Find N3 (e OnePlus Open), o smartphone do Google leva a melhor segundo a GSMA, organização que realiza a MWC. Em nota, a GSMA destaca o “excelente desempenho, inovação e liderança” do Pixel 8, e reforça que a avaliação foi realizada entre os modelos lançados de janeiro a dezembro de 2023. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Thrilled about Pixel 8 winning another important Phone of the Year award at MWC! @madebygoogle thank you to the entire Pixel user community for helping us get there, and congratulations to our team for great progress! pic.twitter.com/zIN75YHSmS — Rick Osterloh (@rosterloh) February 28, 2024 Em publicação nas redes sociais, o vice-presidente sênior de dispositivos e serviços do Google, Rick Osterloh, agradeceu à comunidade de usuários pelo prêmio e parabenizou toda a equipe pelo sucesso. "Emocionado com o Pixel 8 ganhando outro importante prêmio de Smartphone do Ano na MWC”, afirmou o executivo. Google Pixel 8 é eleito o smartphone do ano na Mobile World Congress 2024 (Imagem: Divulgação/Google) Apresentados em outubro do ano passado, os smartphones do Google se destacaram pela promessa de 7 anos de atualizações garantidas do Android, liderando o máximo de suporte de software para sistemas operacionais móveis em smartphones — algo igualado pela Samsung este ano com a linha Galaxy S24. O Pixel 8 aposta em uma tela Full HD de 6,2 polegadas com taxa de atualização variável até 120 Hz, câmera dupla traseira com lente principal de 50 MP e ultrawide de 12 MP. O Pixel 8 Pro aposta em um display maior de 6,7 polegadas com resolução Quad HD (2K), câmera tripla com sensor principal de 50 MP e lentes ultrawide e telefoto com sensor de 48 MP cada. Ambos os dispositivos oferecem chip Tensor G3 desenvolvido em parceria com a Samsung e estreiam com diversos recursos integrados de inteligência artificial para melhoria em fotos, vídeos e mais. Infelizmente, a linha Pixel 8 não é vendida oficialmente no Brasil. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades MWC 2024 | Blackview mostra celular dobrável mais barato do mundo Veja Mais

Elon Musk processa OpenAI porque ela se tornou lucrativa

canaltech O bilionário Elon Musk abriu um processo contra a OpenAI e seu CEO, Sam Altman, por terem supostamente “traído” um acordo da fundação da empresa para permanecer como uma companhia sem fins lucrativos. A informação surgiu primeiro no perfil xDaily, no X (antigo Twitter), plataforma que Musk adquiriu em 2022 por US$ 44 bilhões. OpenAI | Tudo sobre a criadora do polêmico ChatGPT 9 funções que Elon Musk removeu do Twitter A queixa do empresário, que é um dos criadores da OpenAI, foi oficializada na noite da quinta-feira (29) e diz que a criadora do ChatGPT se afastou de sua dedicação em criar um sistema artificial de código aberto e inteligência geral devido à influência da Microsoft. Microsoft teria levado a OpenAI ao mau caminho De acordo com a documentação do processo, a Microsoft seria uma das vilãs da história por desviar a empresa de inteligência artificial de seus caminhos originais. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- “A OpenAI foi transformada em uma subsidiária de código fechado da maior empresa de tecnologia do mundo: a Microsoft. Sob o seu novo conselho, não está apenas a desenvolver, mas também a refinar uma AGI para maximizar os lucros para a Microsoft, e não para o benefício da humanidade”, aponta o documento. “E está fechada por razões comerciais de propriedade: a Microsoft espera ganhar uma fortuna vendendo GPT-4 ao público, o que não seria possível se a OpenAI — como é obrigada a fazer — disponibilizasse a tecnologia gratuitamente ao público”, continua. BREAKING: Elon Musk has filed a lawsuit against Open AI and Sam Altman for breach of contract.The lawsuit accuses Altman et al with having betrayed an agreement from Open AI's founding to remain as a non-profit company. pic.twitter.com/GPv8NFvsnt — X News Daily (@xDaily) March 1, 2024 Musk pede para empresas pararem de ganhar dinheiro Algumas das alegações de Musk incluem: quebra de contrato, violação de dever fiduciário e práticas comerciais injustas da OpenAI. Além disso, o bilionário reivindica que a empresa volte ao código aberto e solicita uma liminar para evitar que a OpenAI, o presidente Gregory Brockman, o CEO Sam Altman e a Microsoft lucrem com a tecnologia de inteligência artificial geral da empresa. “A estrutura sem fins lucrativos da OpenAI, Inc., antes cuidadosamente elaborada, foi substituída por um CEO puramente voltado para o lucro e um Conselho com conhecimento técnico inferior em políticas públicas de AGI e IA. O conselho agora tem um assento de observador reservado exclusivamente para a Microsoft”, acusa Musk no processo. Musk x Altman Apesar de se um dos cofundadores da OpenAI ao lado de Altman, Ilya Sutskever, Jessica Livingston, Reid Hoffman e Greg Brockman, Musk deixou a companhia em 2018. No últimos meses, uma frequente troca de farpas surgiu entre Musk e Altman, que chegou a chamar o dono do X de “idiota” após ter sido criticado por ter se focado apenas no “lucro máximo”. Em outro momento dessa treta, o CEO da OpenAI tirou sarro do Grok, a IA do X, ao chamá-la de "cringe". Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades MWC 2024 | Blackview mostra celular dobrável mais barato do mundo Veja Mais

Grupos do Telegram agora têm stories e mais personalização

canaltech O Telegram apresentou, nesta quinta-feira (29), uma série de novidades para otimizar as conversas em grupos pelo mensageiro. Além da possibilidade de impulsionar os bate-papos, o app agora conta com stories, pacote de emojis personalizados e opções para personalizar os chats coletivos. 5 motivos para USAR o Telegram O que é o Telegram Premium? | Preços e recursos Impulsionamento de grupos A principal novidade gira em torno do impulsionamento, que ajuda a desbloquear ferramentas extras para o chat. Os desenvolvedores explicam que os grupos agora contam com níveis que sobem de acordo com os “boosts” oferecidos pelos membros. Ao alcançar escalas mais altas, é possível desbloquear ferramentas exclusivas do Premium, como a transcrição ilimitada de mensagens de voz. Outro benefício vem do pacote de emojis personalizados para serem usados nas conversas coletivas. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Segundo o Telegram, o Premium oferece quatro impulsos para serem atribuídos a qualquer grupo ou canal. Ao oferecer o Premium como presente, o assinante também ganha três boosts adicionais. Personalização de grupos do Telegram (Imagem: Divulgação/Telegram) Personalização de grupos Os grupos impulsionados também ganharam outras opções para personalizar conversas, como alterar o papel de parede do chat e definir um emoji de status, além da cor e logo da capa do perfil. Esses ajustes ficarão disponíveis para todos os integrantes. Para personalizar os grupos, basta acessar o perfil e entrar na opção para editar as definições da conversa. Os membros que impulsionaram a conversa coletiva também ganham um “Emblema de Impulsionador” e permissões especiais, incluindo a possibilidade de ignorar restrições como o Modo Lento. "Emblema de Impulsionador" em um grupo do Telegram (Imagem: Divulgação/Telegram) Mais stories no Telegram O Telegram também está levando os stories para grupos. Ao acessar a página de detalhes do bate-papo com várias pessoas, os administradores conseguem fazer publicações efêmeras similares. Além disso, os posts contam com uma caixa de texto para que os membros da conversa possam fazer comentários, similar ao Instagram e ao WhatsApp Status. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador WhatsApp verde? Atualização muda cor do app no iPhone A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades Veja Mais

Asa Noturna guarda em segredo um superpoder que nem o Batman sabe

canaltech Embora a maioria dos membros da BatFamília não tenha habilidades meta-humanas como Superman ou Mulher-Maravilha, todos são muito respeitados no Universo DC — afinal, mesmo sendo “apenas um humano”, Batman já enfrentou até mesmo vilões de escala cósmica, como Darkseid. Mas ao longo dos anos, alguns personagens ganham capacidades que podem ser consideradas um “superpoder”, a exemplo do Asa Noturna. Asa Noturna quer quebrar regra do Batman nas HQs por uma boa causa Asa Noturna vence com mesma estratégia usada em plano fracassado do Batman Essa revelação aconteceu quando Batman foi dado como morto após os eventos de Crise Final, em 2009. Durante a publicação de Battle for the Cowl, minissérie que mostrou os “candidatos” a substituto do Homem-Morcego, Asa Noturna apresentou uma resistência única à toxina do medo usada pelo vilão Espantalho. Em Battle for the Cowl #3, Asa Noturna e a BatFamília enfrentam as várias ameaças da galeria de vilões de Batman, em uma campanha massiva de bandidos querendo se aproveitar da ausência do Homem-Morcego. E um deles é justamente o Espantalho, que espalha sua infame e potente mistura alucinógena pelas ruas, mergulhando a população de Gotham City em seus pesadelos mais sombrios. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- É aí que o próprio Asa Noturna explica que, quando ainda era muito jovem, provavelmente um Robin, Alfred inoculou diversas toxinas em Dick Grayson, justamente para que ele ganhasse resistências contra esses venenos. Isso foi confirmado mais recentemente, em Nightwing Vol. 4 #5, de 2019, quando o Espantalho tenta novamente usar sua toxina no herói e, mais uma vez, ela não funciona, com o próprio vilão ficando surpreso sobre essa imunidade. Asa Noturna lembra que é imune à toxina do Espantalho (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Vale destacar que nem mesmo Batman parece saber disso, pois, além de nunca ter comentado ou usado de forma estratégica quando Asa Noturna esteve ao seu lado em uma ação conjunta contra o Espantalho, Bruce Wayne provavelmente também teria encontrado uma forma de anular esse efeito caso fosse necessário. Assine Amazon Kindle Unlimited por apenas R$ 19,90/mês e tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais! E, embora seja um superpoder limitado, é uma grande vantagem que o Asa Noturna guarda a sete chaves. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador WhatsApp verde? Atualização muda cor do app no iPhone A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades Veja Mais

13 prompts do ChatGPT para criar um currículo

canaltech O ChatGPT pode ser uma ferramenta muito versátil para criar o currículo, com dicas para quem procura emprego ou visa uma recolocação no mercado de trabalho. É possível pedir para a IA gerar modelos de documentos e ajudar com alguns pontos-chave na hora de destacar as habilidades profissionais. Como falar com o ChatGPT | Converse por voz Como usar o ChatGPT-4 | Guia Prático O segredo está nos prompts, nome dado aos comandos de texto usados para gerar respostas da ferramenta. Veja, a seguir, algumas dicas de frases que podem ser enviadas ao chatbot da OpenAI e auxiliam na montagem do CV. Prompts para criar currículo no ChatGPT Importante: evite digitar dados pessoais sensíveis, pois as próprias conversas no ChatGPT podem ser usadas no treinamento da IA, com acompanhamento de humanos. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Confira exemplos para cada situação: Criar um currículo Quero que você monte um currículo profissional para mim. De quais informações você precisa? Quais habilidades precisam ser destacadas num currículo para [insira o cargo]? Quero me candidatar para uma vaga de [insira o cargo]. Quais habilidades e informações precisam aparecer no meu currículo? Liste 10 exemplos de introduções que posso usar no meu currículo; Quero me candidatar a uma vaga de [insira o cargo]. Liste as palavras-chave mais importantes que devem aparecer no currículo. O ChatGPT pode ajudar a escrever um currículo (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech) Dúvidas, dicas e revisões Quais são os principais erros que os candidatos podem cometer nos seus currículos? Como impressionar um recrutador para uma entrevista de [insira a vaga]; Analise meu currículo e informe qualquer sugestão ou correção [insira o texto do currículo]; Traduza meu currículo para o inglês [insira o texto do currículo]; Verifique se há algum erro gramatical [insira o texto do currículo]. Carta de apresentação Crie uma carta de apresentação para mim, destinada a uma vaga de [insira o cargo]. Eu sou um profissional da área [coloque a área] com X anos de experiência e já desempenhei tais e tais funções. Considero tais e tais características minhas um ponto forte. Deixe a carta num tom assertivo, mas amigável; Recrie a carta de apresentação, mas deixe o texto mais curto e com uma linguagem mais formal; Traduza minha carta de apresentação ao inglês. Crie seu próprio currículo Após gerar o texto do documento pelo ChatGPT, você pode formatá-lo para um PDF ou arquivo do Word com mais recursos visuais. O Canaltech preparou uma lista com as principais ferramentas online que oferecem modelos personalizáveis para criar um currículo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Dengue | Repelente pode faltar no Brasil pela alta procura As 10 séries mais vistas da semana (03/03/2024) Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 5 grandes filmes para assistir na Netflix em janeiro de 2024 Veja Mais

Qual é a melhor TV de 50 polegadas para comprar em 2024?

canaltech As TVs de 50 polegadas são as mais procuradas pelas pessoas porque não são tão pequenas quanto as de 43", nem tão grandes e caras quanto as de 55" e 65". Talvez seja por isso que existem muitas opções disponíveis no mercado, com diferentes características e preços. Pensando nisso, separamos alguns modelos nesta lista, divididos em 5 categorias. Review TCL C645 | Uma TV intermediária com tela QLED Review LG Nano77 | TV intermediária com boa qualidade de imagem 1. Melhor TV de 50 polegadas no geral: Samsung 50Q60C A Samsung 50Q60C é a minha indicação de TV de 50 polegadas que se destaca pelo ótimo conjunto. O modelo traz painel QLED e resolução 4K, o que, aliado ao processador Quantum Lite, oferece muitos recursos de inteligência artificial, como uspcaling de imagem, transformando conteúdos em baixa resolução em 4K. Por mais que tenha tecnologias avançadas, ela não é cara, pois o seu preço médio é de R$ 2.400. Seu sistema é o Tizen, que traz diversos aplicativos de streaming de filmes, séries e jogos, agradando a diferentes públicos. Para quem gosta de jogar, a TV também tem o Samsung Gaming Hub. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- A Samsung 50Q60C tem um conjunto geral de recursos de ótima qualidade (Imagem: Divulgação/Samsung) A qualidade sonora deste produto também merece destaque, pois a Samsung consegue entregar uma experiência mais imersiva com a distribuição de áudio em 3D. Além disso, o som é adaptativo, garantindo uma experiência condizente com o local, rastreando ruídos e amplificando o áudio conforme o necessário. ????Compre a Samsung 50Q60C no Mercado Livre ????Compre a Samsung 50Q60C na Amazon 2. Melhor TV de 50 polegadas com ótima tela: LG 50Nano77 A LG 50Nano77 é a melhor TV de 50 polegadas no quesito qualidade de imagem. Seu processador de ?5 AI 4K Gen 6 garante ótima qualidade para a visualização dos conteúdos, e isso é um grande ponto de destaque, principalmente para quem é fã de assistir a filmes e séries com maior fidelidade de cores. Assim como a maioria das TVs mais avançadas, a Nano77 também tem suporte aos padrões HDR10 e HLG, mas deixa de lado o Dolby Vision. Mas a sul-coreana conseguiu compensar a ausência desse recurso com um painel NanoCell competente. A LG 50Nano77 tem painel NanoCell com alta nitidez (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech) Considerando a sua faixa de preço, próxima aos R$ 2.500, ela é um produto extremamente convidativo, já que a LG tem uma ótima reputação no que diz respeito à imagem. Seu som de 20 W também é potente e bem distribuído, garantindo que a 50Nano77 seja uma TV agradável sonoramente. ????Compre a LG 50Nano77 no Magalu ????Compre a LG 50Nano77 no Mercado Livre ????Compre a LG 50Nano77 na Amazon 3. Melhor TV de 50 polegadas barata para jogos: Samsung CU7700 A Samsung CU7700 é a TV de 50 polegadas com melhor custo-benefício para quem gosta de jogar. Com o valor próximo aos R$ 2.300, o modelo da sul-coreana carrega essa característica mais pelos recursos embutidos em seu software do que pela sua qualidade de imagem em si. Por mais que se trate de uma TV em resolução 4K, o seu maior acerto está no Tizen. O software entrega diversas opções de plataformas de streaming, proporcionando entretenimento variado aos seus usuários. A Samsung CU7700 é a TV mais barata para quem é gamer (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech) Em conjunto com isso, a presença do aplicativo Xbox garante a diversão de todos. Afinal, é possível jogar diversos títulos da biblioteca de games da Microsoft, disponibilizados na nuvem, sem precisar instalar nada. Obviamente, é necessário ter a assinatura do serviço Game Pass Ultimate para aproveitar essa vantagem da smart TV. Todavia, o fato de a assinatura custar R$ 50 ao mês é mais interessante do que adquirir os jogos à parte. ????Compre a Samsung CU7700 no Magalu ????Compre a Samsung CU7700 no Mercado Livre ????Compre a Samsung CU7700 na Amazon 4. Melhor TV de 50 polegadas em custo-benefício: TCL C645 A TCL C645 é uma alternativa que chama atenção de quem está interessado em comprar um produto custo-benefício, mas que não deixa de lado a boa qualidade. Com preço médio de R$ 2.500, ela tem tela QLED 4K, com taxa de atualização de 120 Hz e suporte ao Dolby Vision, prometendo uma boa experiência em jogos, filmes e séries. O televisor também tem processador AiPQ Engine 3.0, que equilibra as cores e contraste por quadro via inteligência artificial, com o intuito de elevar a fidelidade das colorações exibidas na tela. A TCL C645 traz o custo-benefício que agrada a todos os públicos(Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech) Outra característica que eleva o seu custo-benefício é a conexão HDMI 2.1, garantindo o uso total dos videogames mais recentes. Além disso, seu sistema é o Google TV, uma evolução do Android TV, que traz uma reorganização completa nos aplicativos e uma nova forma de recomendação de conteúdo. ????Compre a TCL C645 no Magalu ????Compre a TCL C645 no Mercado Livre ????Compre a TCL C645 na Amazon 5. Melhor TV de 50 polegadas barata: TCL RP630 A TCL 50RP630 é a melhor opção de TV barata com tela de 50 polegadas. Seu display LED tem resolução 4K, fornecendo uma alternativa com essa qualidade de imagem em uma faixa de preço abaixo dos R$ 2 mil. Em complemento, a televisão tem o recurso HDR presente para garantir que os conteúdos tenham cores mais vivas e um contraste aprimorado. Seu áudio não é um dos melhores da categoria, mas são dois alto-falantes de 10 W cada que dão conta do recado. A TCL 50RP630 tem preço baixo e sistema fluido (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech) Já o sistema Roku TV permite que os usuários tenham acesso a diversas plataformas de streaming de maneira simples e intuitiva. A empresa atualiza o software semestralmente, e isso permite que novos apps sejam inseridos, ou bugs ajustados rotineiramente. ????Compre a TCL RP630 no Magalu ????Compre a TCL RP630 no Mercado Livre ????Compre a TCL RP630 na Amazon Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu MWC 2024 | Google Pixel 8 é eleito o "smartphone do ano” Dengue | Repelente pode faltar no Brasil pela alta procura As 10 séries mais vistas da semana (03/03/2024) Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 5 grandes filmes para assistir na Netflix em janeiro de 2024 Veja Mais

O que é um motor a ar?

canaltech Quem acompanha as novidades do mundo automotivo certamente tem ouvido falar muito em motor elétrico, híbrido leve e híbrido plug-in. Agora… e um motor a ar, você sabe o que é, caro canaltecher? O que é melhor: carro com motor de 3 ou 4 cilindros? O que é um motor dois-tempos e como ele funciona? Apesar de pouco (ou quase nada) comentado atualmente, o motor a ar tem um lugar especial guardado na história da indústria automotiva, tanto dentro quanto fora do Brasil. E é isso que o Canaltech vai explicar agora. Antes de tudo, é bom explicar que o “motor a ar”, na verdade, não é um propulsor que simplesmente usa o ar como combustível. Ele é o chamado Air Cooled (arrefecido a ar, ou refrigerado a ar, na tradução para o português). -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Motor Air Cooled, como o do Fusca, usa o ar para refrigerar o sistema interno (Imagem: Annie Spratt/Unsplash/CC) Quem inventou o motor a ar? O motor refrigerado a ar nasceu há aproximadamente um século, das mãos de um dos maiores e mais conhecidos nomes do mundo automotivo até os dias atuais: Ferdinand Porsche. O projeto do fundador da marca, hoje sinônimo de carros esportivos premium, foi desenvolvido no fim da década de 1920 a pedido do governo da Alemanha, interessado na produção de um carro barato e acessível à população — o chamado carro popular. Antes de atender ao pedido do governo alemão, Ferdinand Porsche fez algumas experiências, como no projeto T-97, desenvolvido pela fabricante de carros de origem tcheca Tatra. Essa, assim como a ideia desenvolvida na Daimler-Benz, não foram adiante, mas serviram de aprendizado. A boa e velha Kombi usou o último motor a ar no Brasil (Imagem: Douglas Martins Simões/Pixabay/CC) O motor refrigerado a ar encomendado pelo governo alemão acabou encontrando em um dos carros mais icônicos de toda a história o parceiro ideal para, enfim, ser lançado após testes em veículos terrestres e anfíbios durante a 2ª Guerra Mundial: o Fusca. Em parceria com o engenheiro Franz Xaver Reimspiess, que trabalhou em um motor de 1 litro, 4 cilindros horizontais compostos, arrefecido a ar e que entregava 20 cv de potência, Porsche recebeu o ponto de partida ideal para chegar ao propulsor refrigerado a ar que fez história mundialmente nos Fusca pós-guerra. Como funciona o motor a ar? O motor refrigerado a ar, ou Air Cooled, tem um funcionamento bastante simples. Como o próprio nome indica, ele precisa do fluxo de ar atmosférico sobre ele, e ao redor dele, para dissipar o calor. E como isso é feito? O ar atmosférico, que trabalha em conjunto com o óleo, é absorvido e comprimido pelo primeiro pistão do motor. Depois, ele se desloca para a câmera esférica e, de lá, é injetado com alta pressão nos cilindros do motor. A expansão dessa mistura entre o ar atmosférico e o ar comprimido faz o pistão se movimentar e, consequentemente, libera energia para girar as rodas do carro com esse tipo de motor. Imagem ilustra o funcionamento de um antigo motor refrigerado a ar (Imagem: Reprodução/Reparação Automotiva) O motor refrigerado a ar também faz uso de aletas de refrigeração no cabeçote do cilindro. Elas são responsáveis por dissipar o calor e exercem o papel que, nos carros refrigerados a água, pertence ao radiador cheio de fluidos. Vantagens e desvantagens de um motor a ar Como tudo na vida, o motor a ar tem uma série de vantagens, mas também algumas desvantagens. Se você ficou curioso para saber os pontos positivos e negativos, o Canaltech te explica. Motor refrigerado a ar: Vantagens e desvantagens Vantagens Desvantagens Mais simples Mais barato Não precisa de um sistema de circulação de líquidos Não refrigera o sistema com o carro parado Peças se dilatam mais com o calor e desgastam mais rápido Por que o motor a ar não é mais fabricado? O motor refrigerado ar sempre foi bastante popular entre as motos, mas deixou de ser fabricado para os carros justamente no Brasil, em 2005, ano em que a Volkswagen Kombi passou a ser equipada com o propulsor EA-111, 1.4 de 4 cilindros em linha. A razão pela qual os fabricantes abdicaram definitivamente dos motores refrigerados a ar para os carros é a mesma que, atualmente, tem provocado uma série de mudanças nas linhas das montadoras, inclusive com a “aposentadoria” de alguns modelos: as novas regras e limites estabelecidos para emissões de gases poluentes por conta do Proconve. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Os 45 filmes mais esperados de 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Veja Mais

5 empresas que poderiam lançar um console portátil

canaltech Os consoles portáteis sempre existiram, mas por muito tempo foram um mercado de nicho devido principalmente às limitações de hardware. Contudo, o sucesso inquestionável do Nintendo Switch, com um vasto catálogo de jogos AAA em sistemas ultracompactos, despertou o interesse de diversas empresas, como Valve, ASUS e Lenovo. 7 Empresas que já fizeram processadores e você não lembra Review Asus ROG Ally | Console poderoso e muito versátil Mesmo com sua APU NVIDIA ainda baseada em arquitetura Maxwell, o console entregou 7 anos — possivelmente 8 — muito prolíficos para a Nintendo, com um chip desenvolvido em 2015. A chegada de soluções ainda mais compactas e poderosas, como os AMD Z1 Extreme e Intel Core Ultra 7, abriu as portas para a criação de todo um segmento focado na portabilidade sem abrir mão da qualidade. Pensando nisso, o Canaltech listou 5 empresas que poderiam lançar um console portátil, com algumas que provavelmente já estão trabalhando nisso e outras que são mais uma pontinha de esperança do que possibilidades reais. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.-   5. PlayStation (Sony) Seria impossível eleger uma lista de fabricantes em potencial de portáteis sem começar pela Sony. A dona do PlayStation 5 é, sem dúvida, uma fortíssima candidata para explorar o novo segmento, nem tanto pelo hardware do PS5, mas por já ter se aventurado — e sido relativamente bem sucedida — com o PSP e o PlayStation Vita. O PSP, inclusive, foi uma sensação, com uma enorme lista de jogos de sucesso, sendo considerado por muito tempo o paraíso dos JRPGs no ocidente, com títulos como Persona 3 Portable, Ys Seven e Final Fantasy Tactis: The War of the Lions. Infelizmente, o PS Vita não obteve o mesmo sucesso, entre outras razões, pelo preço tanto do console quanto dos jogos em mídia proprietária. My 10 favourite physical indie games on #PSVita. I wish we had Rogue Legacy, SWD2 and Crypt of the Necrodancer physicals. Those games are awesome. Which physical Vita games do you wish we had gotten?(The 2nd from top is Darkest Dungeon by the way. The writing is super dark!) pic.twitter.com/licCkjQ4QO — 2 Old 4 Gaming ?? #PSVita (@2_Old_4_Gaming) January 17, 2021 Efetivamente, a maioria dos donos de PS Vita acabavam utilizando seus consoles mais para rodar jogos do PS3 e PS4 por meio do Remote Play do que os títulos nativos da plataforma. Tanto por isso, o PlayStation Portal segue apenas essa premissa, mas com a vantagem de rodar os jogos em qualquer conexão de internet, e não apenas na mesma rede do PlayStation 5. Mesmo antes dos relatórios de venda do PS5 indicando que ele vendeu muito, mas menos do que a Sony projetou, já existiam rumores de que a empresa estaria investindo em um console portátil completo, e não apenas uma plataforma de streaming. Caso se confirme, seria o cenário ideal para oferecer um hardware mais barato, versátil e poderoso, e com o diferencial do catálogo riquíssimo de jogos exclusivos da Sony. 4. Xbox (Microsoft) Evidentemente, a empresa de Phil Spencer é outra fortíssima candidata a entrar na corrida dos portáteis, nem tanto para fazer frente à Sony, mas pela atual estratégia da Microsoft para seu segmento de jogos. Com o lema de “levar os jogos a todos os lugares”, a empresa investiu muito na compra de estúdios e nos setores de serviços, como o Game Pass e o Xbox Cloud, transformando todo dispositivo com tela em um Xbox em potencial. Por essa razão, inicialmente especulou-se que a Microsoft fosse seguir os passos da SEGA e parar de fabricar consoles, focando apenas na publicação de suas propriedades intelectuais. Entretanto, declarações do próprio Phil Spencer sugerem que, além de a empresa ainda não estar disposta a abandonar o setor, ela estaria investindo em hardwares proprietários para ampliar o acesso aos seus jogos, e isso inclui um possível Xbox portátil. More adventures and more fun – for more people. The gaming community thrives when more players can play.Learn how we're bringing Pentiment, Grounded, Sea of Thieves and Hi-Fi RUSH to more players: https://t.co/Sx3TiVZnWm pic.twitter.com/7TasrQJuu4 — Xbox (@Xbox) February 21, 2024 Apesar de parecer controverso produzir consoles ao mesmo tempo em que investe em uma política de publicação multiplataforma e com exclusividade reduzida, a iniciativa pode ser bem sucedida. Segundo Phil Spencer, mesmo transformando toda tela em um console, as equipes de desenvolvedores estão trabalhando em produtos inovadores e criativos para que a melhor experiência ainda seja em plataformas da casa, e um Xbox portátil seria ideal nesse sentido. 3. Apple A Apple é disparada uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, e em termos de representação de mercado, está avaliada em US$ 2,8 trilhões, ficando atrás apenas da Microsoft (dados de 02/2024). Apesar de o carro-chefe da empresa ser o iPhone - ao menos em popularidade -, ela atual no segmento de PCs desde o início da computação pessoal. Além disso, ela foi uma das primeiras a investir em dispositivos móveis de uso geral, com o Palm, tocadores de música, com o iPod, e, evidentemente, foi responsável por popularizar os smartphones como conhecemos hoje. Ao combinar os investimentos da empresa em todos esses segmentos, nos deparamos com uma lista enorme de patentes de tecnologia com produtos comerciais, e tantas outras já registradas, mas ainda em desenvolvimento. Resident Evil 4 Remake (Jucyber/Canaltech) Resident Evil 4 controle GameSir X3 (Jucyber/Canaltech) Resident Evil 4 Remake (Jucyber/Canaltech) Resident Evil 4 controle virtual (Jucyber/Canaltech) Resident Evil 4 controle virtual (Jucyber/Canaltech) Resident Evil 4 botões virtuais (Jucyber/Canaltech) Resident Evil 4 Remake (Jucyber/Canaltech) Vale ressaltar também que a Apple já investe no segmento de jogos, com sua plataforma Apple Arcade, e lançou recentemente os iPhone 15 Pro Max com capacidade para rodar jogos AAA de consoles, como Resident Evil 4 Remake. Outro ponto muito importante é que ela conta com um ecossistema extremamente bem integrado entre smartphones, vestíveis, computadores, nuvem, que acaba sendo o maior atrativo para sua base cativa de usuários. Dessa forma, dependendo de como o mercado de consoles portáteis evoluir ao longo do próximo ano, e como isto se converter em projeções de crescimento, a Apple entrar também neste setor pode ser apenas uma questão de tempo. No mínimo, o movimento iria atrair toda uma fatia de consumidores que adotam todos os produtos da marca “porque sim”, popularizando ainda mais o universo gamer.   2. Avell Nem só de empresas estrangeiras vive o universo do hardware, e a Avell é, possivelmente, um exemplo canônico de que a indústria brasileira de tecnologia só não é mais evoluída por falta de investimento. Fundada em 2004 em Joinville (SC), a Avell já é uma das fabricantes de notebooks mais populares do país, oferecendo produtos de qualidade para fazer frente às gigantes do setor, como Dell, ASUS e Lenovo. A empresa é quase sempre uma das primeiras a trazer os novos lançamentos de tecnologias embarcadas em seus notebooks, oferecendo modelos com processadores e GPUs recém-lançados consideravelmente antes que as marcas estrangeiras. Em termos de construção, os produtos da Avell evoluíram bastante nos últimos anos 15 anos, e o acesso à tecnologia necessária para criar um portátil não seria uma barreira.   O maior problema é que, justamente por depender diretamente da importação de praticamente todos os componentes, seus produtos acabam sendo relativamente caros, e com estoques limitados, geralmente produzindo sob demanda. Por essa razão, seria necessário um planejamento de marketing bem estruturado e uma boa análise de mercado para criar um console portátil brasileiro, de qualidade, sem comprometer o caixa da empresa. 1. Epic Games A maior surpresa dessa lista nem é tanto a Epic Games estar aqui, mas o fato de ela ainda não ter esboçado interesse em criar um hardware próprio - pelo menos publicamente. Desde que iniciou suas operações, a Epic vem focando na proposta de criar um ecossistema mais favorável tanto para jogadores quanto desenvolvedores de jogos, inclusive movendo processos contra Apple e Google por práticas anticompetitivas em suas lojas de aplicativos. Enquanto publicadora e distribuidora, a empresa gasta milhões de dólares por ano apenas em contratos de licenciamento para oferecer jogos gratuitos semanais a seus usuários. Em paralelo, ela também é dona dos motores gráficos Unreal Engine, que estão por trás da maioria dos grandes jogos.   Fortnite, seu título de maior sucesso, e tranquilamente um dos jogos mais populares da atualidade, está cada vez mais próximo de se tornar o primeiro metaverso a ser, realmente, bem-sucedido. Tanto que apenas no início de 2024 o jogo recebeu três novos modos internos, um deles de corrida, um no estilo “Rock Band” e um terceiro em parceria com a LEGO, criando um modo sandbox no estilo Minecraft com a estética e licenciamento oficial da marca de brinquedos. Isto sem mencionar o investimento recente da Disney para utilizar a plataforma do jogo para criar um universo temático da empresa em ambiente digital, com acesso a todas suas propriedades intelectuais, incluindo Star Wars e Marvel. Somando todos os fatores, seria extremamente interessante se alguma fabricante de hardware procurasse a empresa para uma parceria e lançar um console "Fortnite Storm". Menções honrosas: Acer e Gigabyte Por fim, vale mencionar Acer e Gigabyte que são muito bem posicionadas no segmento de notebooks gamer. Vale mencionar ainda que o Diretor Regional da Acer do Reino Unido afirmou que a empresa está "acompanhando o mercado de PC portáteis com interesse", e não é exagero assumir que o mesmo ocorre do lado da Gigabyte.   Apesar de ainda não terem anunciado produtos para fazer frente ao ROG Ally, Claw, Legion GO e Steam Deck, é bem provável que ambas já estejam estudando a possibilidade para um futuro próximo de lançarem consoles seguindo suas linhas Nitro ou Predator, no caso da Acer, e AORUS da Gigabyte. ???? Compre console ASUS ROG Ally pelo melhor preço! ???? Compre console Nintendo Switch pelo melhor preço! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto WhatsApp testa novo visual nos menus do app para Android Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Este pequeno peixe produz um som mais alto que um tiro Veja Mais

Os 10 filmes mais vistos da semana (02/03/2024)

canaltech A última semana de fevereiro foi agitada no mundo dos streamings e plataformas digitais. Além de lançamentos recém-saídos dos cinemas, agora disponíveis no conforto de casa, o público também deu chance para produções mais antigas, que por algum motivo voltaram a ficar na boca do povo e serem bastante assistidas. Lançamentos da Netflix da semana (01/03/2024) Lançamentos do Prime Video na semana (29/02/2024) Um desses títulos é Duna, longa-metragem de 2021 dirigido por Denis Villeneuve (A Chegada). Épico sci-fi baseado no livro de mesmo nome, o filme parece ter voltado aos holofotes devido à estreia de sua continuação. Afinal, antes de assistir Duna: Parte 2, muita gente deve ter desejado relembrar às 2h35 de reviravoltas ocorridas em sua história. Duna, de 2021, foi um dos filmes mais assistidos da semana (Imagem: Divulgação/Warner Bros. Pictures) Quem também voltou a ficar em alta depois de algum tempo de seu lançamento é Aftersun, filme de 2022 estrelado por Paul Mescal (Todos Nós Desconhecidos). Drama tocante de pai e filha, o título estava disponível há cerca de um ano no MUBI, mas chegou recentemente ao catálogo da Netflix, causando burburinho. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Já entre as estreias que desembarcaram há pouco nos serviços de streaming, quem ganhou destaque foi BlackBerry, filme de comédia dirigido por Matthew Johnson (Operação Avalanche). Baseado na história real da empresa de mesmo nome, famosa pelos smartphones lançados nos anos 2000, o longa acaba de chegar ao Amazon Prime Video. Para ficar por dentro desses e dos outros títulos mais vistos da semana, confira abaixo a lista feita pelo Canaltech, montada com base na busca dos usuários do Justwatch. 10. Aftersun   Um dos títulos mais premiados da temporada, sinônimo de sucesso em festivais mundo afora, Aftersun é um filme dirigido por Charlotte Wells em sua estreia à frente de longa-metragens. Drama da A24 que tem uma premissa simples, mas que se desenrola em uma história tocante de amadurecimento e paternidade, a produção chegou no último dia 24 à Netflix Estrelado por Paul Mescal e a pequena Frankie Corio, ele se passa na década de 90 e acompanha as férias de verão de Calum e Sophie, um pai divorciado e sua filha de onze anos em um resort na Turquia. Juntos, eles passam dias ensolarados em que se divertem e se aproximam um do outro, criando memórias que dali 20 anos farão Sophie entender muito mais sobre quem era seu pai. Aftersun está disponível no MUBI e na Netflix. 9. Missão: Impossível – Acerto De Contas Parte 1   Lançado nos cinemas em julho do ano passado, Missão: Impossível – Acerto De Contas Parte 1 é o sétimo filme da franquia Missão Impossível. Responsável por uma bilheteria de mais de US$ 560 milhões, ele continua em alta desde que chegou no Paramount+, provando que a franquia do astro Tom Cruise ainda é mesmo uma das maiores e mais bem sucedidas entre as sagas de ação. Repleto de cenas perigosas, feitas sem dublê, o filme acompanha o agente Ethan Hunt em uma nova missão, na qual ele precisa unir forças com uma ladra chamada Grace para impedir a ascensão de uma IA rebelde. Para isso, ele viaja por Roma e outros lugares do mundo, lutando contra criminosos internacionais e impedindo que eles ponham as mãos em uma arma que pode mudar a ordem de poder mundial. Missão: Impossível – Acerto De Contas Parte 1 está disponível no Paramount+. 8. Upgrade: As Cores do Amor   Também tem produção original do Amazon Prime Video na lista de filmes mais assistidos da semana. Upgrade: As Cores do Amor, filme estrelado por Camila Mendes que chegou mês passado no streaming, continua no top 10 da plataforma. A atriz, bastante famosa entre o público teen, é especialmente querida no Brasil, já que é filha de pais brasileiros e sabe falar português. Dirigido por Carlson Young (The Blazing World), o filme segue os passos de Ana, uma jovem estagiária que sonha em ser curadora de arte e tem a chance de viajar a trabalho para Londres. A ida para a cidade, no entanto, a faz conhecer um charmoso rapaz, que a confunde com sua chefe (uma situação embaraçosa que ela não faz questão de corrigir) e a coloca em uma tremenda enrascada. Upgrade: As Cores do Amor está disponível no Amazon Prime Video. 7. A Sociedade da Neve   Um dos filmes da Netflix mais falados dos últimos tempos, A Sociedade da Neve é uma produção espanhola dirigida por Juan Antonio Bayona (O Impossível). Baseado em uma história real, ele mostra o acidente aéreo ocorrido nos Andes, em 1972, quando um time de rugby uruguaio caiu nas montanhas e ficou perdido no local por mais de dois meses. Focado na história de terror e resiliência de seus 29 sobreviventes, que praticaram canibalismo para sobreviver, o título fez enorme sucesso, sendo indicado ao Oscar de Melhor Filme Internacional. Além disso, ele foi bastante aclamado pela forma bastante respeitosa com que tratou a tragédia, procurando dar mais ênfase às dificuldades e conflitos humanos da trama do que para as suas polêmicas. A Sociedade da Neve está disponível na Netflix. 6. Som da Liberdade   E por falar em polêmicas, Som da Liberdade marcou presença mais uma vez entre os mais vistos da semana. Longa-metragem cristão que causou burburinho desde seu lançamento – quando foi acusado de ser inverossímil e disseminar ideias conspiracionistas – ele vem ganhando uma segunda onda de destaque desde que aterrissou no Amazon Prime Video. Estrelado por Jim Caviezel (A Paixão de Cristo), o longa conta a história de Tim Ballard, um ex-agente do governo americano que tem sua vida transformada após salvar um garoto e descobrir uma rede de criminosos de tráfico sexual. Obstinado a salvar a irmã do menino e todas as outras crianças vítimas dos bandidos, ele decide se demitir de seu emprego e ir até a selva colombiana atrás da quadrilha. Som da Liberdade está disponível no Amazon Prime Video. 5. Duna   Pegando carona na estreia de Duna 2, lançado em 1º de março nos cinemas, Duna voltou a ser bastante assistido, graças aos fãs que decidiram rever sua história antes de ir conferir sua continuação. Longa-metragem de ficção científica baseado no livro de mesmo nome, o título foi lançado em 2021 e se tornou uma das dez produções de maior bilheteria de seu ano. Ambientado em um futuro distópico, o filme segue os passos de Paul Atreides, um talentoso jovem cujo pai é chamado para administrar Arrakis, o planeta desértico rico na especiaria mais cobiçada do universo. Ao chegar lá, no entanto, o garoto e sua família são vítimas de uma emboscada e Paul e a mãe conseguem escapar, dando início a uma antiga profecia. Duna está disponível na HBO Max. 4. O Lagosta   Outro título que também voltou a chamar atenção da audiência foi O Lagosta, filme de ficção científica dirigido por Yorgos Lanthimos. Cineasta do momento, graças ao sucesso de Pobres Criaturas, seu filme de 2015 foi adicionado ao catálogo da Netflix e, como já é de praxe, “descoberto” por um novo público interessado em conhecer mais da filmografia do diretor. Com bom humor e um toque surrealista, o filme é estrelado por Colin Farrell (Os Banshees de Inisherin) e Rachel Weisz (A Múmia) e se passa em um futuro distópico em que uma lei proíbe que as pessoas fiquem solteiras. Quem não tem um par para chamar de seu é enviado para O Hotel, local em que a pessoa tem até 45 dias para encontrar sua alma gêmea. Caso isso não aconteça, o desafortunado é transformado em um animal, sendo condenado a viver assim para sempre. O Lagosta está disponível na Netflix. Assine Amazon Prime por R$ 14,90/mês e ganhe frete grátis, catálogo de filmes e séries que compete com a Netflix, livros, músicas e mais! Teste 30 dias grátis! 3. Assassinos da Lua das Flores   Novo filme do diretor Martin Scorsese, um dos profissionais mais respeitados da indústria cinematográfica, Assassinos da Lua das Flores é um filme de drama baseado no livro de não ficção de David Grann. Lançado na Apple TV+ diretamente dos cinemas, o longa conta a história dos assassinatos ocorridos contra membros da tribo Osage nos anos 1920. Indígenas donos de terras ricas em petróleo, os Osage foram sendo encontrados mortos sempre em circunstâncias suspeitas, até que a insistência da índigena Mollie Burkhart (Lily Gladstone) fez com que o FBI desse início a uma investigação. Além de Gladstone, o filme conta ainda com Leonardo DiCaprio (Titanic) e Robert de Niro (Taxi Driver) em seu elenco. Assassinos da Lua das Flores está disponível no Apple TV+. 2. BlackBerry   Comédia canadense inspirada por uma história real, BlackBerry conta a história de explosão e declínio dos smartphones BlackBerry. O filme mostra o processo de criação dos aparelhos, seu lançamento e ascensão no começo dos anos 2000 – o que levou à fama dos empresários Mike Lazaridis e Jim Balsillie – e a sua posterior queda, ocorrida a partir de 2007 com o lançamento do iPhone. Dirigido por Matt Johnson (Os Sujos), o filme faz parte da invasão de longa-metragens sobre marcas e produtos que vem dominando as telonas como Tetris, AIR: A História Por Trás do Logo e Flamin' Hot: O Sabor Que Mudou a História. Lançado no ano passado sem muito alarde, ele voltou aos holofotes devido a sua chegada no Amazon Prime Video. BlackBerry está disponível no Amazon Prime Video. 1. Oppenheimer   Uma das grandes apostas do Oscar 2024, Oppenheimer é um filme biográfico dirigido por Christopher Nolan (Interestelar) sobre o “pai da bomba atômica”, J. Robert Oppenheimer. Sucesso desde seu lançamento na metade do ano passado, quando dividiu a atenção do público com Barbie, o filme conquistou alguns dos mais importantes prêmios da indústria, levando as estatuetas de Melhor Filme do Globo de Ouro, British Academy Film Awards e SAG Awards. Estrelado por Cillian Murphy (Peaky Blinders), Emily Blunt (Um Lugar Silencioso) e Robert Downey Jr. (Homem de Ferro), o título se passa durante a Segunda Guerra Mundial e acompanha o físico teórico durante sua atuação no Projeto Manhattan – programa de pesquisa e desenvolvimento que produziu as primeiras bombas nucleares. Oppenheimer está disponível para locação e compra no iTunes, Amazon e Google Play. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Bullying obriga crianças a gastar dinheiro nos jogos online Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Assista à primeira corrida de jet suit do mundo, em Dubai As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Veja Mais

Como ver a senha do e-mail no celular | Guia Prático

canaltech Para ver a senha do e-mail no celular, basta ter acesso às configurações em um aparelho com Android ou iOS em que você salvou esse dado anteriormente. A forma para verificar é bastante simples, mas difere entre os sistemas operacionais.  Como proteger documentos com senha no iPhone, iPad e Mac Como mudar ou recuperar a senha do Gmail | Guia Prático É importante notar que só é possível rever a senha se ela estiver salva no navegador de internet ou em um gerenciador de senhas externo. Saiba como acessar essa informação nos espaços mais comuns em que ela está armazenada nas linhas a seguir. Como ver a senha do e-mail no celular Android O procedimento é feito a partir do aplicativo do Google Chrome e basta seguir este passo a passo: -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Abra o Chrome; Toque nos três pontos no canto superior direito; Selecione as “Configurações”; Toque na opção de “Gerenciador de senhas”; Escolha o e-mail; Toque no ícone do olho para ver a senha. As senhas são salvas diretamente no Chrome (Imagem: Captura de tela/Ricardo Syozi/Canaltech) Dependendo das configurações do seu aparelho, pode ser que lhe seja solicitado uma senha ou digital para confirmar sua identidade. Como ver a senha do e-mail no iOS Já no iPhone, o processo não exige que o usuário abra um navegador, pois é possível verificar as senhas salvas na parte de “Ajustes” do telefone da Apple. Abra os “Ajustes”; Selecione “Senhas”; Escolha o e-mail na lista; Toque na senha para mostrá-la. Como ver a senha do e-mail no iPhone (Imagem: Captura de tela/Ricardo Syozi/Canaltech) Pode ser que o celular peça para você usar o Face ID, Touch ID ou código de acesso para poder visualizar as informações. Nesse caso, tenha essas informações ou meios em mãos. Como ver a senha do e-mail pelo navegador Outra alternativa é o Gerenciador de Senhas do Google, que pode ser acessado em qualquer navegador e em qualquer sistema, de celulares a computadores. Confira como usá-lo: Acesse passwords.google.com; Faça login em sua conta do Google; Clique na plataforma que deseja; Aperte o ícone de olho para conferir a senha. É só selecionar a plataforma para ver a senha facilmente (Imagem: Captura de tela/Ricardo Syozi/Canaltech) O que mais posso fazer na área de senhas? Além de poder ver a senha do e-mail no celular, tanto o Android quanto o iOS permitem mais ações nesses espaços. Elas são gerais e independem do sistema operacional. Conheça quais são: Excluir/Apagar: permite remover a senha do aparelho; Editar/Atualizar: deixa você alterar a palavra-chave; Copiar: dá a opção de copiar a senha para uso posterior; Adicionar nota: é possível fazer uma anotação qualquer. Vale apontar que você não deve mostrar os seus códigos e informações pessoais para terceiros e é sempre importante criar senhas seguras em todos os aplicativos e sites. Além disso, se a sua conta do Google estiver sincronizada, todas as senhas ficam salvas na nuvem e podem ser verificadas por qualquer dispositivo que você tiver feito o login. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Laptop transparente, celular com cheiro e mais: os destaques da MWC 2024 Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Bullying obriga crianças a gastar dinheiro nos jogos online Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Assista à primeira corrida de jet suit do mundo, em Dubai As 50 piadas mais engraçadas do Google Assistente Veja Mais

Como sair do WhatsApp Desktop e Web | Encerrar sessão

canaltech Se você deixou o mensageiro logado no PC e outra pessoa vai usá-lo, é importante sair do WhatsApp Web ou da versão para desktop para que ninguém veja suas conversas. Isso pode ser feito de duas maneiras: pelo próprio cliente do app no computador ou no celular principal da conta. Como usar o WhatsApp Web Como fazer listas de itens e numeradas no WhatsApp Quando você encerra uma sessão, é necessário repetir o processo de login via QR code ou número do telefone celular para voltar a usar o mensageiro. Em seguida, o app já sincroniza as mensagens mais recentes e permite acessar o histórico de conversas, mas o carregamento pode levar alguns minutos. Como sair do WhatsApp Desktop Siga estes passos para encerrar a sessão no aplicativo do WhatsApp para macOS e Windows: -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Abra o WhatsApp; Clique no ícone de engrenagem; Selecione a aba “Geral”; Clique em “Desconectar”. Saia do WhatsApp para computadores e apague o histórico de conversas no dispositivo (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech) Como sair do WhatsApp Web O processo é similar na versão do Zap para navegadores: Abra o WhatsApp Web; Clique no botão de três pontos ao lado da foto de perfil; Selecione “Desconectar”. Encerre a sessão pelo WhatsApp Web (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech) Como sair remotamente do WhatsApp pelo celular Você também pode desconectar a sua conta do WhatsApp remotamente com o celular principal no Android e no iOS — se você tem o mensageiro conectado em outros celulares, não é possível usá-los para essa função. Veja como: Abra o WhatsApp; Toque no ícone de três pontos; Selecione “Aparelhos conectados”; Toque sobre o computador com acesso ao WhatsApp; Pressione “Sair”. Controle os dispositivos conectados à sua conta do WhatsApp (Imagem: Captura de tela/André Magalhães/Canaltech) Caso o seu objetivo seja aumentar a privacidade da versão Web, existe uma alternativa para proteger a identificação dos contatos e das conversas sem fazer o logoff: a extensão WA Web Plus apresenta alguns recursos que ajudam a borrar os conteúdos e evitar que bisbilhoteiros acessem o mensageiro. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Qual é a melhor TV de 65 polegadas para comprar em 2024? Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Vladmir Komarov: as últimas palavras do cosmonauta que caiu do céu Oppo Watch X é lançado com até 100 horas de bateria e dois sistemas operacionais Veja Mais

Buraco negro extremamente massivo é visto no universo primitivo

canaltech Pesquisadores analisaram um buraco negro supermassivo no início do universo, e descobriram que provavelmente se trata de um quasar extremamente massivo. O estudo traz à tona mais um objeto descoberto pelo James Webb que pode ajudar os cientistas a finalmente responder: quem "nasceu" primeiro, as galáxias ou seus buracos negros centrais? Par de buracos negros mais massivo de todos é encontrado A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Com imagens do aglomerado de galáxias Abell 2744 capturadas pelo telescópio James Webb, um grupo liderado pelo Dr. Lukas Furtak e pelo Prof. Adi Zitrin, da Ben-Gurion University of the Negev detectou a presença de um buraco negro supermassivo vermelho no universo primitivo. Segundo o estudo, a luz do objeto que aparece nas imagens surgiu 700 milhões de anos após o Big Bang, e teve que viajar durante aproximadamente 13,1 bilhões de anos antes de chegar aos espelhos do James Webb. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- O aglomerado Abell 2744 fica a cerca de 3,5 bilhões de anos-luz de nós, mas é tão massivo que forma uma lente gravitacional — uma distorção no espaço-tempo que amplia a luz de objetos ao fundo, uma ferramenta muito útil para os astrônomos. A lente gravitacional desse aglomerado já revelou muitas surpresas no universo, e agora ajudou a encontrar um candidato a quasar. As cores do objeto indicam que ele está atrás de uma densa nuvem de poeira, obscurecendo parte da luz emitida por sua intensa atividade. Os objetos nomeados QSO1A, B e C são réplicas de um mesmo corpo, o candidato a quasar analisado pelo novo estudo (Imagem: Reprodução/Furtak et al./The Astrophysical Journal/Creative Commons 4.0) Quasares são formados por buracos negros supermassivos alimentando-se de matéria (nuvens de gás e às vezes estrelas) no núcleo de suas galáxias hospedeiras. Esses objetos brilham tão intensamente que podem ser confundidos com estrelas próximas da Terra, mesmo que estejam a bilhões de anos-luz de distância. Batizado como QSO1, o candidato a quasar foi replicado três vezes nas imagens do James Webb, devido ao efeito de lente gravitacional do aglomerado de galáxias Abell 2744. Isso significa que, embora apareçam como três pontos vermelhos na imagem, trata-se de apenas um objeto. As medições indicam que se trata de um objeto extremamente compacto, levando os autores a descartar a possibilidade de ser uma galáxia de formação de estrelas. As cores altamente avermelhadas e a luminosidade do objeto sugerem que, de fato, trata-se de um quasar. Mas a principal surpresa é que, em relação à massa de sua galáxia hospedeira, o buraco negro é muito mais massivo do que os outros objetos de seu tipo em um universo mais próximo e recente. De acordo com os modelos astronômicos atuais, buracos negros supermassivos não deveriam ser tão evoluídos em apenas 700 milhões de anos após o Big Bang. O artigo que descreve a descoberta foi publicado na The Astrophysical Journal. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Flash | Quais são os 6 velocistas mais rápidos da DC Comics? WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

Pokémon Legends Z-A | Tudo o que você precisa saber sobre o novo game

canaltech A Nintendo e a Pokémon Co. anunciaram um novo capítulo na franquia de jogos durante o Pokémon Day. Pokémon Legends Z-A levará os jogadores de volta a uma região conhecida, explorando novos caminhos e trazendo de volta algumas habilidades interessantes, como as Mega Evoluções. Os 10 Pokémon mais raros da franquia Pokémon: fraquezas e resistências de cada tipo O game será lançado em 2025 e faz parte de uma nova linha de jogos dos monstrinhos de bolso — a Legends, iniciada com Legends Arceus e que traz uma dinâmica diferente dos RPGs, com uma pegada mais próxima do que a gente vê na série Monster Hunter. Com isso, o objetivo não é se tornar o maior treinador de todos os tempos com apenas 10 anos de idade, mas sair à caça enquanto tenta resolver os problemas do mundo à sua volta. E, agora, vamos ver isso acontecer na região de Kalos, a mesma em que se passam os jogos Pokémon X & Y. O anúncio do game aconteceu após meses de rumores na internet que indicavam que o próximo título da franquia Pokémon poderia se passar na região de Johto. E, embora o continente em que a história não seja aquela que os fãs mais nostálgicos desejavam, o pouco que foi mostrado de Legends Z-A mostra que a ideia é trazer uma exériência bem diferente em relação a qualquer outro game da série. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Qual é a história de Pokémon Legends: Z-A?   Apesar de a Pokémon Co. ter liberado apenas um trailer com poucas informações, foi confirmado que o novo game se passará em Lumiose City, dentro da região de Kalos, a mesma de Pokémon X&Y.  Muitos acreditaram que, por levar o subtítulo Legends, como Pokémon Legends Arceus, ele se poderia se passar anos antes da cronologia normal da franquia, mas o trailer mostra a construção de uma versão futurista da cidade. A própria descrição do vídeo traz a informação sobre um plano de renovação urbana para remodelar a cidade em um lugar que acomode tanto humanos quanto Pokémon. Tudo leva a crer que o jogo se passará no futuro (Imagem: Reprodução/The Pokémon Co.) Uma teoria bastante plausível que surgiu com base nas imagens dos trailers é que Pokémon Legends Z-A vai mostrar como a antiga Lumiose City se modernizou e se transformou naquela que os jogadores conheceram na geração do 3DS. Uma pista para isso aparece no vídeo de divulgação, que traz alguns desenhos de prédios que mostram uma arquitetura com um estilo que remete ao Art Nouveau. Levando em conta que Kalos é inspirado na França e que a Lumiose é a Paris de Pokémon, não é estranho imaginar que o jogo deve mostrar sua própria versão da Belle Époque, ou seja, um período equivalente ao fim do século 19 e início do 20 em nosso mundo. A descrição de construir uma cidade para humanos e Pokémon se encaixa perfeitamente nessa ideia de um jogo que se passa nesse período de transição para a modernidade, ainda mais com o jogador assumindo o papel do responsável por ajudar as pessoas do local a abraçarem os novos tempos. Isso sem falar que é uma forma ainda mais interessante de explorar os aspectos culturais da França nessa época — exatamente como Legends Arceus fez ao transformar a região de Sinnoh em um Japão Feudal. Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções da internet diretamente no seu celular! Por que Z-A? O título Pokémon Legends Z-A pode ter várias explicações. Pode ser apenas a Pokémon Co. dando a volta no alfabeto, já que o jogo se passa na mesma região de Pokémon X&Y, pode ser o sinal de que o jogo deve mostrar esse fim de uma era o início de outro, mas também pode ser uma conexão com AZ, um homem misterioso que se revela como antigo rei de Kalos e criador de uma arma poderosíssima.   O personagem é apresentado em Pokémon X&Y quase como uma lenda — até porque é sugerido que ele é alguém imortal. Sua história começa 3.000 anos no passado quando o mundo vivia uma gigantesca guerra entre dois países, envolvendo humanos e Pokémon. E é no meio desse conflito que ele vê seu simpático Floette, um bichinho em forma de flor, morrer em combate. Assim, na tentativa de reviver o amigo, ele cria um arma que põe fim à guerra.  Como a história de AZ poderia ser integrada em Legends Z-A é um mistério. Em tese, ele estaria vivo na época do jogo, mas é difícil imaginar como a sua história poderia se conectar a essa reconstrução de Lumiose. Ao mesmo tempo, a logo do novo game de Pokémon faz uma alusão direta a Zygarde, a criatura de poderes genéticos que habita a região de Kalos. Além disso, há quem acredite que a Nintendo vai dar um jeito de conectar a história de X&Y com Scarlet/Violet e fazer o Pokémon exame de DNA ter uma história relacionada com Ogerpon, a criatura mascarada introduzida no DLC Teal Mask. Quais Pokémon estão confirmados no game? Desde que Pokémon chegou ao Switch, a Pokédex ficou um pouco mais enxuta. Com mais de mil monstrinhos existentes ao todo, a Pokémon Co. passou a colocar apenas algumas centenas deles em cada um de seus jogos. E, em Legends Z-A, não será diferente. Apesar de apenas um trailer ter sido divulgado, fãs já vasculharam tudo o que ele podia entregar, inclusive uma possível lista de monstros que estarão disponíveis no jogo. Vale lembrar que essa lista ainda não foi oficializada pela Nintendo, mas considerando a aparição no trailer, é possível ter uma noção do que está por vir: Geração 1 Arbok Pikachu Bellsprout Onix Staryu Pinsir Gyarados Eevee Dragonair Nós nunca nos veremos livres do Pikachu (Imagem: Reprodução/The Pokémon Co.) Geração 2 Heracross Mantine Geração 4 Hippopotas Geração 5 Sandile Krookodile Emolga Geração 6 Fletchling Fletchinder Talonflame Litleo Pyroar Flabébé Gogoat Furfrou Espurr Aegislash Sylveon Hawlucha Klefki Noibat Noivern O retorno das Mega Evoluções As Mega Evoluções estarão de volta (Imagem: Reprodução/The Pokémon Co.) No final do trailer, sem muito alarde, o símbolo das Mega Evoluções, transformações temporárias que permitiam que os Pokémon ficassem ainda mais poderosos e que foi introduzida em X&Y, é exibido. Não se sabe ao certo como elas vão funcionar no novo game, mas a habilidade de transformar seus monstros durante as batalhas parece ter lugar garantido no novo título. Pokémon Legends: Z-A tem lançamento previsto para 2025, no Nintendo Switch — e talvez para seu sucessor. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico FGTS Digital começa a operar no Brasil; entenda como funciona Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS Thor reúne equipe de deuses que simplesmente humilha os Vingadores Veja Mais

Google Drive ganha atalhos para localizar arquivos no celular

canaltech O Google anunciou duas novidades para o Drive, serviço de armazenamento em nuvem da empresa. A primeira delas é a chegada de novos filtros para encontrar arquivos no aplicativo para celulares, enquanto a segunda envolve uma otimização que acelera a reprodução de vídeos pela plataforma. Google TV lança novo visual com ícones arredondados Google Maps vai mostrar trajeto mesmo com a tela bloqueada Mais opções de busca O app do Drive para celulares foi reforçado com novos filtros que ajudam a encontrar os documentos espalhados entre pastas. É possível abrir a barra de pesquisa e procurar pelo formato do arquivo, pelas pessoas que colaboraram ou pela data de modificação. Além disso, durante a navegação pela tela de resultados, o app pode exibir alguns atalhos no topo da tela que ajudam a refinar a busca sem a necessidade de digitar novos termos. Ambas as novidades agilizam tarefas pelo aplicativo, principalmente porque a versão para celulares pode exibir menos itens na tela do que o cliente para computadores.  -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/- A princípio, os filtros foram liberados somente na versão para iOS, mas a empresa já confirmou que chegarão ao Android no futuro. Drive no iOS já permite buscar pelos formatos específicos de cada arquivo (Imagem: Reprodução/Google) Reprodução de vídeos otimizada A empresa anunciou que vai incorporar o protocolo de vídeo Dynamic Adaptive Streaming over HTTP (DASH) para todos os vídeos no Drive, com o objetivo de melhorar a reprodução e a geração desse tipo de mídia na plataforma. O DASH melhora o bitrate da reprodução e ainda permite que o usuário escolha entre vários tipos de resolução de acordo com a qualidade da conexão com a internet. Segundo o Google, isso deve resultar em melhorias no tempo de inicialização do documento e uma diminuição nas interrupções por falha de carregamento. O Drive usa uma interface bem parecida com o YouTube para arquivos de vídeo, mas a experiência normalmente é mais devagar e já rendeu reclamações da comunidade. A expectativa é de que a atualização deixe a atividade mais otimizada e com menos travamentos. WhatsApp ocupa mais espaço no Drive E por falar em Drive, se você usa o serviço no Android, vale lembrar que o backup ilimitado do WhatsApp na ferramenta chegou ao fim no começo do ano — caso o conteúdo ultrapasse a cota gratuita, é necessário deletar arquivos ou adquirir um plano pago de armazenamento extra pelo Google One Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Secar a estratosfera pode reduzir as temperaturas no planeta Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

Motorola anuncia cartão de crédito Dimo com cashback e anuidade grátis

canaltech A Motorola anunciou que disponibilizará um cartão de crédito próprio ligado à conta digital Dimo desenvolvida pela própria marca. O cartão trará benefícios como anuidade gratuita, cashback em compras e mais.  Real Digital | Lançamento do Drex deve atrasar, informa BC Digitalização impulsiona a transformação do mercado financeiro brasileiro A novidade foi anunciada durante a MWC 2024. Em entrevista ao portal Tecnoblog, o presidente da Motorola Brasil apontou que o cartão adotará o sistema de limite garantido, e portanto qualquer valor depositado na conta será revertido em limite para as compras — desde que dentro de um teto de R$ 20 mil. Novo cartão da Motorola pode garantir até 20% de desconto na compra de celulares da marca (Imagem: Divulgação/Motorola) Além disso, o dinheiro depositado na conta renderá 106% do CDI, taxa utilizada como referência para investimentos no Brasil. Na prática, isso significa que o poder de compra do valor deve ser mantido ou aumentado, superando a inflação.  -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Todas as compras feitas com o cartão Dimo gerarão direito ao retorno de 1% do seu valor por meio do benefício do cashback. Contudo, haverá um limite de R$ 25 por mês para esta vantagem.  Outra característica que promete atrair consumidores é a possibilidade de obter até 20% de desconto em compras de celulares 5G nas lojas online da Motorola. Também estará disponível o parcelamento em até 12 vezes sem juros.  Para contratar o cartão de crédito, é preciso acessar o aplicativo Hello You disponível na Play Store, e também instalado de fábrica nos celulares novos da Motorola. Somente titulares podem pedir o cartão Dimo.  Motorola na MWC 2024 Além do seu novo cartão de crédito, a Motorola ainda usou a MWC 2024 para mostrar algumas novidades. Isso inclui um novo conceito de celular vestível, que pode ser usado no pulso como um relógio por meio de uma tela flexível.  Motorola mostrou conceito de celular na MWC 2024 (Imagem: Divulgação/Motorola) A empresa ainda mostrou o primeiro teaser do Moto X50 Ultra, que deve trazer novos recursos de inteligência artificial (IA) e acabamento sofisticado com material sintético que imita o couro.  No mesmo evento, a companhia ainda confirmou que todos os seus celulares apresentados neste ano utilizarão vidros Gorilla Glass, com alta resistência contra quedas e riscos mesmo nos modelos mais básicos da empresa.  Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Justiça de SP determina que a Meta mude de nome no Brasil Círculo de fogo deve se formar no Oceano Atlântico Secar a estratosfera pode reduzir as temperaturas no planeta Xiaomi lista os primeiros celulares que vão receber o HyperOS WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Veja Mais

DirectSR da Microsoft facilitará integração do DLSS, FSR e XeSS

canaltech A Microsoft anunciou a nova API DirectSR nesta semana, com a promessa de integrar outros recursos de Super Resolução, como o DLSS da NVIDIA, o XeSS da Intel e o FSR da AMD. O objetivo da nova tecnologia é unificar e facilitar a implementação desses recursos em um só lugar, melhorando sua aplicação dentro dos games. O que é upscaling? Entenda como funciona Prós e contras de usar DLSS e FSR nos jogos Infelizmente, a Microsoft não detalhou como o DirectSR funciona. No entanto, a mensagem de anúncio dá algumas pistas. A gigante de Redmond entende essa tecnologia como um facilitador para os desenvolvedores, porém deixa claro que não é uma nova ferramenta de upscaling ou Super Resolution. “Estamos entusiasmados em anunciar o DirectSR, uma API desenvolvida em colaboração com fabricantes de GPUs para proporcionar uma integração perfeita de Super Resolução (SR) na próxima geração de games. O DirectSR é a conexão final que os desenvolvedores esperavam para abordar a integração com a Super Resolução [em seus jogos], proporcionando uma experiência mais suave e eficiente que escala para diferentes hardwares”, afirma o gerente de programas da Microsoft, Joshua Tucker. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- DLSS, FSR e XeSS de mãos dadas Em outro momento da descrição de Tucker feita no blog oficial da empresa, é citado que o DirectSR funcionará por meio de uma série de inputs e outputs, de modo que permitam um único código para habilitar as ferramentas do DLSS, XeSS e FSR. A implementação individual desses recursos não é fácil ou rápida, logo, ter um elo entre esses três softwares pode melhorar a vida dos estúdios e desenvolvedores independentes. Certos games têm mais ou menos facilidade e aberturas para aceitar recursos diferentes, principalmente com o DLSS e o FSR (Imagem: Divulgação/Bethesda) Ainda sem informações detalhadas, a Microsoft prometeu novidades sobre o DirectSR em sua conferência na GDC 2024, que ocorre em 21 de março. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades MWC 2024 | Blackview mostra celular dobrável mais barato do mundo Veja Mais

Audiência do YouTube no Brasil supera Netflix e TikTok somados

canaltech O YouTube foi a plataforma de vídeos online mais vista pelos brasileiros no ano de 2023, de acordo com dados da Kantar Ibope Media. Ao considerar outras formas de consumir vídeos, a empresa só teve uma audiência menor do que a TV aberta no período, superando a TV fechada, o rival TikTok e até mesmo a Netflix. Editor de vídeo YouTube Create chega ao Brasil Quais são os navegadores mais usados no Brasil? O relatório aponta que 74% da audiência de vídeos no Brasil é distribuída entre a TV linear (aberta ou fechada), enquanto 26% são destinados às plataformas online. Nesse segmento, o YouTube lidera com folga, com 16,1% do total, seguido da Netflix, com 4,3% e TikTok, com 3,9%. A soma dos demais serviços da categoria chega a apenas 11% da parcela, ou seja, menos do que o serviço pertencente ao Google. YouTube lidera no segmento online de acordo com levantamento do Kantar Ibope Media (Imagem: Reprodução/Kantar Ibope Media) Os dados mostram que a ferramenta ainda preserva um longo domínio no mercado e soube se adaptar às mudanças do cenário nos últimos anos, como a adoção dos Shorts para concorrer com vídeos curtos, mais formas de monetização para manter canais na plataforma e a ampliação de lives.  -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Disputa no topo Também existem alguns pontos interessantes ao analisar os demais nomes da lista: Netflix e TikTok possuem uma grande distância com relação ao restante, que sequer atinge participação de 1%. Vale lembrar que a Netflix é um serviço pago e até chegou a encerrar o plano básico no ano passado. A presença do TikTok reforça o impacto da rede social no Brasil e essa parcela pode ficar ainda maior em 2024 com a estratégia da empresa de investir em vídeos mais longos, concorrendo diretamente com o YouTube.  Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra WhatsApp verde no iPhone? Atualização muda cor do app Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades MWC 2024 | Blackview mostra celular dobrável mais barato do mundo Veja Mais

Treliça de titânio é 50% mais forte que ligas usadas em foguetes

canaltech Engenheiros do Instituto Real de Tecnologia de Melbourne (RMIT) criaram um novo tipo de treliça impressa em 3D com propriedades super leves e fortes ao mesmo tempo — o truque foi atingido ao eliminar pontos fracos da estrutura complexa por meio da junção entre dois tipos de treliça diferentes. Sistema robótico monta estruturas com material que parece LEGO Impressora 3D gigante promete deixar a construção civil mais sustentável A tecnologia é 50% mais forte do que a liga WE54, usada em engenharia aeroespacial, e começou a ser desenvolvida com base em designs de treliças com suporte oco — estas inspiradas em vitórias-régias de ramo oco — e corais organ pipe. A equipe buscou, então, reduzir a concentração de estresse nos nós, pontos onde os suportes se encontram. Na foto aproximada, é possível ver as seções reforçadas na parte oca da treliça ultra forte (Imagem: RMIT University) Na maioria dos designs de treliça, menos da metade do material suporta a carga compressiva, com a maior parte do volume material não tendo impacto na estrutura. Para que o estresse fosse distribuído adequadamente, reforços foram aplicados cuidadosamente. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Fabricando treliças mais fortes As treliças tubulares tradicionais foram reforçadas pelos cientistas ao colocar uma segunda treliça sobre a primeira na forma de uma seção cruzada em “X” que passa por entre os tubos e nós. Testes de compressão comprovaram a melhor distribuição de carga no novo design. Embora complexo, o formato pode ser fabricado facilmente com uma impressora 3D de fusão seletiva a laser, e é 50% mais forte do que a liga de magnésio WE54. Na imagem da esquerda, os pontos vermelhos indicam onde a pressão é exercida desproporcionalmente — na direita, a distribuição mais efetiva do novo design (Imagem: RMIT University) Ele pode ser impresso em tamanhos que vão de milímetros a metros, e pode aguentar até 350 ºC em magnésio, mas isso pode subir a 600 ºC caso o material seja um liga de titânio resistente a calor. A expectativa é que a nova treliça seja útil em campos onde força e leveza sejam fundamentais, como aviação e foguetes aeroespaciais, bem como implantes ósseos médicos, onde a estrutura parcialmente oca pode ser preenchida com células do osso enquanto ele cresce novamente, se fundindo ao corpo humano. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador WhatsApp verde? Atualização muda cor do app no iPhone A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades Veja Mais

Os 10 melhores filmes e séries sobre samurais e o Japão Feudal

canaltech O Japão Feudal é o período de grandes histórias de honra, tradição e glória. Do fio da espada dos samurais aos grandes lordes da guerra que levaram o país ao isolamento, a época também foi cenário de alguns dos maiores clássicos do cinema, enquanto outras produções adicionaram um toque místico às tramas de época, além de renderam grandes cenas de ação. 15 séries históricas incríveis que você precisa assistir 10 animes com mais episódios em todos os tempos O grande diretor Akira Kurosawa, por exemplo, baseou boa parte de sua obra no Japão Feudal, incluindo aquele que é considerado um dos maiores filmes de todos os tempos — Os Sete Samurais, que serviu de inspiração para histórias em todo o mundo, inclusive na fantasia. O diretor Zack Snyder, por exemplo, revelou que o longa oriental foi sua principal influência para criar o unverso de Rebel Moon. O período histórico se tornou o tema também de produções ocidentais, encantadas com a trama de samurais. É o caso da elogiada Xógum: A Gloriosa Saga do Japão, que adapta para as telas o clássico livro de mesmo nome, lançado na década de 1970. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Assim, se você quer conhecer mais desse período tão rico da história do oriente, selecionamos 10 filmes e séries de diferentes estilos e pegadas para você se aprofundar no Japão Feudal e conhecer diferentes olhares. Prepare sua katana e confira. 10. Xógum: A Gloriosa Saga do Japão Uma das maiores apostas do Disney+ e Star+, a série estrelada por Hiroyuki Sanada (John Wick 4: Baba Yaga) e Cosmo Jarvis (Raised by Wolves) promove um encontro de mundos. O senhor da guerra Yoshii Toranaga vê na chegada inesperada do marinheiro inglês John Blackthorne uma chance de ascender ao poder em um momento de vazio político e abutres rondando.   A história real que levou à criação do primeiro xogunato e, depois, ao período de mais de dois séculos de isolamento do Japão aparece aqui com toques fictícios. Xógum: A Gloriosa Saga do Japão nos mostra os conflitos políticos da época e a tradição por um olhar ocidental, enquanto os povos europeus olhavam para a Ásia com anseios de dominação. Embora seja uma produção ocidental, há um enorme cuidado da produção para que ela seja o mais fiel e respeitosa à tradição japonesa possível. Tanto que o próprio ator Hiroyuki Sanada comentou que o seriado é a oportunidade perfeita para que o Ocidente conheça melhor a história do Japão e sua cultura para além dos estereótipos. Star+ mensal por R$ 32,90 Xógum: A Gloriosa Saga do Japão está disponível no Disney+ e Star+. 9. Silêncio   O filme de Martin Scorsese (Assassinos da Lua das Flores) se passa no mesmo período histórico da série anterior. É um período de repressão religiosa, com o isolamento promovido pelo xogunato Edo levando os católicos do Japão a esconderem sua fé; é nesse ensejo que um grupo de padres jesuítas vai ao país. A busca do personagem Alessandro Valignano, interpretado por Andrew Garfield (Tick, Tick... Boom) é por seu mentor, Cristóvão Ferreira (Liam Neeson). Após receber a notícia de que o missionário renunciou de sua fé, ele parte para o Japão para descobrir a verdade, acabando por ter suas próprias crenças colocadas à prova — tudo isso em um momento em que o país não está nada receptivo para estrangeiros como eles. Silêncio não está disponível em serviços de streaming no Brasil. 8. Os Sete Samurais   Considerado um dos maiores filmes de todos os tempos, Os Sete Samurais é a obra mais famosa do diretor Akira Kurosawa (A Fortaleza Escondida). Dividido em três partes, o longa retrata a saga de um grupo de guerreiros que devem defender uma aldeia de ataques e saques. Enquanto o grupo de samurais do título treina os habitantes a se defenderem, acabam também se envolvendo no cotidiano da comunidade. A partir daí, são desenvolvidos temas políticos do Japão do século 16, que nem parecem tão distantes assim da modernidade, em um longa que alçou o cinema do país ao mundo e criou novos padrões para toda a indústria. Apesar de toda essa importância, Os Sete Samurais não está no catálogo de nenhum serviço de streaming no Brasil. 7. Samurai de Olhos Azuis   Questões raciais, de pertencimento e machismo são alguns dos motes da recente animação original da Netflix. Também passada durante o período Edo, no século 17, Samurai de Olhos Azuis acompanha a saga de vingança de Mizu em busca de quatro homens ocidentais que selaram seu destino. A protagonista é uma jovem mestiça, filha de uma mulher japonesa que foi violentada por um estrangeiro. Por causa disso, ela nasceu sem os traços tipicamente japoneses e carrega um incomum par de olhos azuis, o que faz dela uma aberração dentro da rígida cultura do Japão Feudal.  O ódio está diretamente relacionado à renegação de suas origens, o que faz com que ela siga em uma jornada para matar os últimos europeus que se escondem no país na esperança de se vingar da desgraça que seu pai plantou em sua vida. Pelo caminho, encontramos personagens peculiares em um estilo de animação igualmente particular, que mistura elementos 2D e 3D. São sete episódios na primeira temporada, apenas parte de uma história que os criadores desejam contar em, pelo menos, quatro partes. Samurai de Olhos Azuis está disponível na Netflix. 6. Princesa Mononoke   Não dá para falar em cinema japonês sem citar também Hayao Miyazaki (A Viagem de Chihiro), o grande nome do Studio Ghibli. Nesta animação de 1997, estamos no século 14, com a história do Japão antigo sendo invadida por elementos místicos e animais fantásticos, em meio a uma batalha entre os deuses da floresta e os humanos. Para falar de meio-ambiente, religião e exploração, Princesa Mononoke nos coloca ao lado de Ashitaka, que é amaldiçoado após combater um demônio. O ataque o deixa poderoso, mas também causa intensa dor e vai o levar à morte, a não ser que ele busque a cura na floresta, onde estão escondidos segredos e, claro, novas ameaças e descobertas. É um olhar fantástico do Japão Feudal, mas que ajuda a entender bem o peso do folclore dentro das tradições do dia a dia. Sem contar que estamos falando de um clássico do cinema japonês. Princesa Mononoke pode ser assistido no catálogo da Netflix. 5. Ran: Os Senhores da Guerra   Voltamos a falar de Kurosawa por aqui, desta vez com uma abordagem bem mais sombria e, por que não, inusitada. Ran: Os Senhores da Guerra, de 1985, é uma adaptação da obra Rei Lear, de William Shakespeare, transportada para o Japão do século 16 para mostrar que os conflitos políticos também podem surgir no seio da família. Tatsuya Nakadai (13 Assassinos) é o lorde Hidetora Ichimonji que, velho e próximo da morte, está prestes a entregar seu controle para os filhos. Entretanto, ele percebe muito rapidamente que a ânsia pelo poder pode os colocar uns contra os outros. Enquanto isso, o nobre tenta lidar com traumas do passado, enquanto busca conforto em seus últimos dias de vida. Cansado de perder tempo procurando preços baixos? Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções no seu celular! Ran: Os Senhores da Guerra está no Globoplay. 4. Onimusha   Fruto de um interesse cada vez maior da Netflix pelo mundo dos games, a adaptação do clássico jogo da era PlayStation 2 é um bocado diferente do jogo. Ainda que a mística e a ameaça dos demônios sigam no centro da trama, a trama segue o lendário Musashi Miyamoto, que parte no combate contra as criaturas usando um bracelete que o garante poderes sobrenaturais. Chama a atenção aqui a presença de Takashi Miike (A Espada do Imortal) como um dos diretores responsáveis pela adaptação. O prolífico cineasta japonês traz um toque contemporâneo para a história de Onimusha, misturando animação 3D com elementos desenhados à mão, além de elementos reais para compor a história. Onimusha é uma produção original Netflix, baseada na franquia de games da Capcom. 3. 13 Assassinos   Já que citamos Takashi Miike, é hora de falar de sua principal obra. Entre os mais de 100 créditos do cineasta ao longo de sua carreira ainda em andamento, este é considerado o melhor, com direito a comparações ao cinema de Kurosawa e uma impressionante cena de batalha que dura nada menos do que 45 minutos. É nela, aliás, que o talento do diretor brilha, com novas formas de mostrar o combate entre os samurais em uma missão suicida. 13 Assassinos conta uma história com raízes na realidade, mas enredo de ficção, sobre a resistência contra um lorde autoritário que traz terror ao Japão do século 19. Mais impressionante do que o próprio filme de 2010, porém, é o fato de 13 Assassinos não estar disponível em nenhum serviço de streaming no Brasil. 2. Samurai Champloo   O período Edo é, novamente, o cenário do anime que mistura elementos clássicos da cultura japonesa com aspectos modernos. A mistura entre a cultura antiga e o hip hop, por exemplo, se dá na cara de filme de viagem do seriado, que fala sobre a iminência da morte e a aceitação entre pessoas de origens e criações diferentes. Em 26 episódios, Samurai Champloo também traz elementos de outros grandes nomes do anime, como Macross e Cowboy Bebop, nos quais o diretor Shinichirö Watanabe (Animatrix) também trabalhou. O estilo também é bem diferente do usual, com episódios isolados que levam a uma conclusão final, ao contrário da tradição dos animes e seus capítulos sequenciais. Amazon Music Unlimited compete com o Spotify ao entregar milhares de músicas sem anúncios e custa apenas R$ 16,90/mês! Assine aqui Samurai Champloo está no catálogo do CrunchyRoll. 1. As Tartarugas Ninja III   Longe do meme e praticamente uma menção honrosa, afinal de contas, estamos falando de um filme que enterrou as adaptações live-action das Tartarugas Ninja por mais de 20 anos. Apesar de terrível, essa produção também foi o primeiro contato com o Japão Feudal de uma geração que cresceu adorando os discípulos do Mestre Splinter, uma memória afetiva que justifica sua presença aqui. Quando April O’Neil (Paige Turco) compra um cajado místico em uma loja de antiguidades, acaba transportada para o Japão Feudal. Leonardo, Raphael, Donatello e Michelangelo vão atrás dela, trocando de lugar no tempo com quatro guerreiros da época, e entrando em conflito direto com Lorde Norinaga (Sab Shimono), que está prestes a ganhar vantagem militar pelas mãos do contrabandista de armas Walker (Stuart Wilson). As Tartarugas Ninja III está disponível no Amazon Prime Video. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador WhatsApp verde? Atualização muda cor do app no iPhone A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades Veja Mais

Windows 11 Moment 5 chega com novidade no Copilot e mais IA

canaltech É oficial: a Microsoft confirmou que a atualização Moment 5 (compilação KB5034848) para o Windows 11 começou a ser liberada gradualmente para computadores elegíveis. O update traz diversos aprimoramentos em quesitos como acessibilidade, compartilhamento, Windows 365, transmissão de tela e configurações do sistema operacional, mas o grande foco mesmo fica por conta da IA, com novidades no Copilot e no app Fotos. 10 dicas e truques para usar o Windows 11 melhor Como personalizar o novo menu iniciar no Windows 11 Qualquer pessoa já pode verificar se o Moment 5 está disponível para o seu aparelho buscando por "Windows Update" ao abrir o Menu Iniciar. Segundo a MS, os dispositivos qualificados receberão a atualização de forma automática no dia 9 de abril de 2024 como parte do Patch Tuesday do mesmo mês. IA por todo lado O Copilot do Windows 11 foi aprimorado e agora é possível realizar mais ações no sistema a partir do assistente inteligente. Você pode solicitar, por exemplo, que a IA mostre redes sem fio, limpe a lixeira, ative o modo de economia de bateria, mostre o endereço IP da sua conexão, dê informações sobre a bateria, revel quais apps abrem junto da inicialização do sistema e muito mais — confira a lista completa. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Copilot está ainda mais parrudo no Windows 11 (Imagem: Divulgação/Microsoft) Além disso, o aplicativo Fotos, gerenciador de imagens nativo do Windows, ganhou uma "borracha mágica" e se tornou capaz de remover elemento de imagens como você faz com IAs gratuitas que estão disponíveis por aí. Ambas as novidades foram anunciadas recentemente pela Microsoft e, a partir de hoje, começam a chegar ao grande público. Mais novidades do Windows 11 Moment 5 Na lista abaixo, você confere outros destaques do Windows 11 Moment 5: Acesso de Voz agora oferece suporte a mais idiomas, comandos personalizados e ações adicionais; O Narrador permite que o usuário ouça uma prévia das dez vozes naturais antes de baixá-las; É possível compartilhar conteúdo com mais apps no Windows, como o Instagram e WhatsApp; O Nearby Share recebeu uma melhora na velocidade de transferência entre usuários na mesma rede; O Windows 11 deve oferecer em breve a opção de usar um telefone Android como webcam para aplicativos de videoconferência; Windows 365 ganhou novidades, como um modo dedicado, autenticação sem senha e troca rápida de conta; Agora você pode gerenciar as configurações do seu PC físico (local) a partir do seu PC na nuvem com o Windows 365; Você pode ver os termos “Cloud PC” e “Local PC” no indicador da área de trabalho ao alternar entre eles. Como atualizar o Windows 11 para o Moment 5 Se quiser experimentar as novas funções da atualização, é só seguir este passo a passo: Abra o menu Iniciar; Digite “Windows update”; Abra a área do Windows Update; Clique em “Verificar se há atualizações”; Faça download e instalação. Caso o Moment 5 não esteja disponível, ative o botão de “Obtenha as atualizações mais recentes assim que elas estiverem disponíveis”. Agora é só aguardar pela chegada das novidades do sistema operacional da empresa de Redmond. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Vídeo mostra construção de cidade faraônica com 170 km no deserto Fotos da NASA mostram asteroide que passou perto da Terra Dell lança novo XPS 16 no Brasil com preço avassalador WhatsApp verde? Atualização muda cor do app no iPhone A Teoria da Relatividade no cotidiano: exemplos surpreendentes Ano bissexto: entenda como funciona e curiosidades Veja Mais